Page 1

fotoGRAFANDO O SILÊNcio


por SÉRGIO FRANCISCO


apresentAÇÃO

É sabido – e notado – que, de todos os centros que compõe a UFPE, o de Artes e Comunicação é, de longe, o mais barulhento deles. E não poderia – ou deveria – ser diferente. Afinal, é a partir dele que surgem grandes profissionais e pesquisadores, tanto da comunicação social, quanto das artes (plásticas, cênicas e afins), do estado de Pernambuco. Contudo, resolvi capturar, através da câmera de um Motorola 6 play, formas de expressão diametralmente opostas à verbalização. Na contramão do que se espera da não-fala, todavia, digo, sem receio ao fazê-lo, que o CAC, mesmo quando não fala, jamais se cala. As fotografias que aqui compõem a série “fotoGRAFANDO O SILÊNcio” apenas ratificam este fato. Aprecie-a sem moderação.

O autor


fotoGRAFANDO O SILÊNcio


por sĂŠrgio francisco

fotoGRAFANDO O SILÊNcio  

É sabido – e notado – que, de todos os centros que compõe a UFPE, o de Artes e Comunicação é, de longe, o mais barulhento deles. E não poder...

fotoGRAFANDO O SILÊNcio  

É sabido – e notado – que, de todos os centros que compõe a UFPE, o de Artes e Comunicação é, de longe, o mais barulhento deles. E não poder...

Advertisement