Page 1

REVISTA ESPECIALIZADA EM SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 1


O CERTIFICADO DIGITAL É OBRIGATÓRIO. A DOR DE CABEÇA É OPCIONAL.

COMPRA ONLINE INTELIGENTE

OS MELHORES PRODUTOS

PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS

PRESENÇA FÍSICA EM TODO O BRASIL

A ICP Seguros reúne a melhor rede de atendimento presencial qualificada para que você emita seu certificado digital ou contrate seu seguro de forma rápida, eficiente e segura. Tem sempre um ponto da Rede ICP Seguros perto de você, pronto para facilitar a sua vida. Acesse nosso site e elimine seus problemas de emissão e uso de certificados digitais ou contratação de seguros.

www.icpseguros.com.br

(BA) Feira de Santana, Luis Eduardo Magalhães, (DF) Brasília, (GO) Goiânia, (MG) Alfenas, Barbacena, Belo Horizonte, Guaxupé, Itabirito, Ouro Preto, Passos, Poços de Caldas, Pouso Alegre, São João Del Rei, Uberaba, Uberlândia, (MT) Água Boa, Cuiabá, (PB) Campina Grande, João Pessoa, (PE) Cabrobó, Petrolina, (PR) Cascavel, Curitiba, (RJ) Nova Iguaçu, Paraíba do Sul, Rio de Janeiro, (RN) Natal, (RS) Canoas, (SC) Chapecó, Joinville, (SP) Aguai, Americana, Araçatuba, Barretos, Bauru, Bebedouro, Campinas, Catanduva, Cerquilho, Guarulhos, Itapetininga, Itararé, Laranjal Paulista, Leme, Mogi das Cruzes, Piedade, Piracicaba, Pirassuninga, Porto Ferreira, Praia Grande, Presidente 2 -Ribeirão Janeiro 2014 www.jrscomunicacao.com.br Prudente, Preto,- Rio Claro, S. J. dos Campos, Salto, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São João da Boa Vista, São Joaquim da Barra, São Paulo, Sertãozinho, Sorocaba, Tietê, Valinhos


EDITORIAL

O verão começa a toda no SSM TV Litoral e continuam as dicas de um vida com mais segurança

VERÃO 2014 SEGURO

V

erão é sinônimo de praia, sol, calor, muita diversão e agora também de informação segura! O Grupo JRS Comunicação leva tão a sério a disseminação da cultura do seguro no Brasil que mostra a importância da prevenção em todos os meses do ano. Na primeira quinzena do ano a população acompanhou uma série de mortes relacionadas ao trânsito ou efeitos naturais (como raios, por exemplo). Como as famílias destas vítimas ficaram? O seguro preserva e garante o bem-estar dos familiares, mas não somente nestes casos. A popularização do seguro de automóveis respalda a sociedade de danos provenientes da imprudência ou má conservação das estradas, assim como a propagação dos benefícios sociais do seguro DPVAT se dá pela importância que está sendo dada por veículos de comunicação como o Grupo JRS Comunicação, que produz os programas Seguros Sem Mistério na TV, no Canal 20 da Net Rio Grande do Sul; Seguros Sem Mistério Rádio, na Rádio Bandeirantes AM; a Revista JRS, com 30 mil exemplares; um Informativo que circula diariamente para um público estimado em 200 mil leitores e muitas outras ações que promovem de forma positiva e consciente o mercado de seguros. Este período do ano, além da violência no trânsito ou fatalidades naturais, ficou marcado para sempre na memória de todos. Há um ano acontecia a grande tragédia da Boate Kiss, que levantou a discussão sobre a obrigatoriedade de seguros de responsabilidade civil, e fez com que todo o país questionasse a segurança das casas noturnas. Hoje em dia muitos já esqueceram e continuam frequentando locais CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK sem plano de prevenção algum em caso de www.facebook.com/jrs.comunicacao qualquer tipo de sinistro, cabe ao mercado e a mídia reacender a discussão e seguir a mobilização para a inversão deste preocuSIGA-NOS NO TWITTER pante quadro da não cultura de prevenir no www.twitter.com/jrscomunicacao Brasil. Precisamos parar de remediar.

TEXTO: EQUIPE JRS COMUNICAÇÃO - FOTOS: BRUNO CARVALHO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 3


Generali Brasil Seguros amplia coberturas extras para vidros no seguro auto Um leque de opções para seus segurados

Generali apliando o leque de parceiros qualificados

A

C

M

nova parceria entre a Geneto aos nossos segurados”, afirma Claudia Papa, direrali Brasil Seguros e o Grupo tora executiva comercial da Generali Brasil Seguros. JRS Comunicação, com seus “Temos uma parceria muito importante com canais de difusão, permite a Generali, uma vez que anualmente milhares de seampliar a relação de sergurados utilizam nossos serviços da cobertura de viviços disponibilizados pela dros, faróis, lanternas e retrovisores”, afirma Eduarseguradora. Os segurados, do Noronha, Account Manager na Autoglass. “Com que atualmente contam a ampliação da cobertura, a Autoglass oferece todo com a cobertura completa de vidros, faróis, lano suporte na ocorrência do sinistro desse item que ternas e retrovisores agora é tão importante para o veículo”. também poderão realizar Os serviços aos segurados da GeCom a ampliação da cobertura, serviços nos faróis e lanternerali Brasil Seguros serão execua Autoglass oferece todo o nas de Xenon e Led originais tados por uma equipe de profissuporte na ocorrência do de fábrica. A ampliação é sionais da Autoglass, altamente sinistro desse item que é tão válida para todas apólices capacitada com as mais modernas importante para o veículo da Generali em todo o país. tecnologias disponíveis no merO serviço será feito pela rede cado e em conformidade com as Autoglass, parceira escolhida pela seguradora. normas de segurança do setor. No Rio Grande do Sul, “Buscamos sempre estar atentos às Rafael Alquati, executivo principal da Generali Brasil demandas do mercado e percebemos que o Seguros, destaca que todos os colaboradores da comnúmero de veículos com esse tipo de acessório panhia estão à disposição para informes adicionais de vem crescendo. Acreditamos que essa ampliaorientação a coberturas extras de vidros vinculados ção oferece um serviço melhor e mais compleao seguro auto.

4 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

TEXTO: GENERALLI - FOTOS: INTERNET JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

Y

CM

MY

CY

CMY

K


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 5


Na hora de fechar negócio, conte com o Especialista. Quem oferece os melhores produtos para os clientes merece as melhores soluções. Você pode contar com toda a experiência e a confiança da Icatu Seguros. Somos líderes entre as seguradoras independentes de Vida e Previdência. Preparamos produtos de qualidade, além de um suporte de vendas consistente para o corretor de seguros.

A Icatu Seguros oferece ferramentas que otimizam o seu tempo e melhoram o desempenho de suas vendas. Acesse nosso site e conheça os simuladores Target e Na Medida. www.casadocorretor.com.br Central de Relacionamento 0800 285 3002

TEXTO: JOTA CARVALHO - FOTOS: LUIS HENRIQUE DA LUZ

6 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


ESPECIALISTA NO QUE TEM VALOR PRA VOCĂŠ. icatuseguros.com.br

/icatuseguros

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 7


César Saut relembra trajetória, faz balanço e propaga estimativas da Icatu Seguros para 2014 Vice-presidente da companhia deu uma aula sobre seguridade e planejamento de qualidade de vida

C

ésar Saut relata o início

de sua história de su-

gumas palestras realizadas ao longo do ano, sem-

cesso, desde os tempos

pre com grande enfoque em qualidade de vida e

de escola e sempre com

longevidade. “O único ativo verdadeiro que temos

grandes

responsabilida-

é o tempo. Outros bens, qualquer um pode dar. (...)

des. A vida profissional

O melhor presente de uma pessoa com mais ida-

do executivo iniciou cedo, pois a família possuía

de é investir em si mesma para permanecer viva

uma série de empreendimentos. Há 19 anos, Saut

por mais tempo com qualidade”, aconselha Saut.

atua na Icatu Seguros, onde atuou no proces-

so de consolidação da companhia na região sul.

dência entre as seguradoras sem participação de ban-

No final de 2013 a seguradora atingiu a mar-

cos. Em previdência a companhia é a seguradora que

ca de R$ 500 milhões de arrecadação de prêmios em

mais recebeu migração de reserva de previdência de

seguro. Por dia a Icatu Seguros indeniza entre 30 e 50 famílias seguradas. Mais de dois milhões de pessoas possuem contratos ativos com a

César Saut é palestrante nato e analisa al-

A Icatu Seguros é líder em seguros e previ-

O único ativo verdadeiro que temos é o tempo. Outros bens, qualquer um pode dar.

terceiros, incluindo bancos. “A sociedade reconhece a Icatu como uma empresa especializada em vida e previdência e, mesmo que

companhia, atingindo estes expressivos números. “As

iniciem processos com outras empresas, acabam em

seguradoras são mediadoras dos capitais dos segura-

determinado momento avaliando a situação de migrar

dos. Recebem os prêmios de seguro da sociedade e

para uma companhia mais adequada ao seu inves-

indenizam as pessoas do próprio grupo”, relata Saut.

timento e escolhem a Icatu Seguros”, afirma.

“Uma demonstração de que o público

O executivo prestou homenagem a memória

está nos apoiando, ao lado do corretor”, destaca o

e trajetória ao diferenciado profissional Walter Stank,

vice-presidente da companhia que estima cresci-

premiado em 2012 e 2013 no Troféu JRS e falecido em

mento de 35%, em previdência 100% e 12 bilhões de

01/01/2014.

capital administrado.

TEXTO: WILLIAM ANTHONY [JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: IGOR PIRES JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

8 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Walter Stank

CĂŠsar Saut www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 9


Terceira idade saudável, tranquila e prevenida César Saut

Para César Saut, a terceira idade exige resistência reistência ao consumo e formação de reserva. A expectativa de vida é cada vez maior, uma em cada três crianças que nascem viverão cem anos. “As pessoas devem pensar em seus ativos que geram renda e despesa, regulando o padrão de consumo delas”, aconselha. O planejamento da aposentadoria é fundamental. Ter uma renda passiva que cubra as despesas, e as

Vice-presidente da Icatu Seguros

“As pessoas devem pensar em seus ativos que geram renda e despesa, regulando o padrão de consumo delas” pessoas devem pensar em como obter esta renda e como adequar suas despesas para tal, sempre de olho nas dívidas fixas (TV a Cabo, Internet, ...).

“Quanto eu quero gastar na velhice. E quanto eu quero poupar hoje em dia”

Não existe um valor certo para garantir uma terceira idade tranquila, porém fazer reserva é fundamental. E a consciência de quanto economizar é obtida com planejamento e padrão de despesas que será adotado. “Quanto eu quero gastar na velhice. E quanto eu quero poupar hoje em dia”, questiona Saut.

10 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 11


NĂŁo deixe de apresentar a co Seu cliente fica protegido atĂŠ

12 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Cote com a HDI. Bom negócio para o cliente, melhor ainda para você, corretor. É de bate-pronto.

www.hdi.com.br

Processo Susep: 15414.001197/2004-41. O registro deste plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização.

tação da HDI Seguros. do risco de pagar mais.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 13


*Doenças graves previstas na cobertura: câncer, infarto, acidente cerebrovascular, cirurgia coronariana, insuficiência renal e transplante de órgãos. SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor 24h: 0800 884 8844, Deficiente Auditivo ou de Fala: 0800 775 5045. Ouvidoria: 0800 775 1079, Ouvidoria para deficientes auditivos ou de fala: 0800 962 7373. Horário de atendimento: das 8h às 18h, de 2ª a 6ª feira, exceto feriados. A aceitação do seguro estará sujeita à análise do risco. Este seguro será por prazo determinado, estando a seguradora facultada a não renovar a apólice na data de vencimento, sem devolução de prêmios pagos nos termos da apólice. O segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br pelo seu número de registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF. Processo SUSEP nº 15414.004036/2008-33, 15414.004011/2008-30 e 15414.004162/2009-79 – Vida Seguradora S.A. – CNPJ: 02.238.239/0001-20 (empresa do Grupo MAPFRE). O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. Os serviços de assistência são prestados pela Brasil Assistência S.A. – CNPJ: 68.181.221/0001-47 e em conformidade com o Manual de Assistência, não sendo admitido qualquer tipo de reembolso por serviço executado por terceiros. O benefício de Desconto em Medicamentos é prestado pela Orizon – www.orizon.com.br. Títulos de Capitalização emitidos pela MAPFRE Capitalização S.A. – CNPJ:09.382.998/0001-00 – Processo SUSEP nº 15414.000959/2008-16.

O MAPFRE Vida Você Multiflex é feito por pessoas que cuidam de pessoas. Por isso, ele oferece as melhores coberturas e serviços para você e sua família: • Possibilidade de contratação de cobertura que garante o pagamento do seguro em caso de diagnóstico de doenças graves*; • Desconto por perfil (5% a 10% sobre o valor da cobertura de morte); • Desconto em medicamentos; • Sorteio mensal de R$ 20 mil (bruto de IR); • E muito mais. Peça já sua proposta. Corretor MAPFRE é mais seguro.

PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊ PR RESIDENCIAL RESIDEN RESIDENCIAL RESIDEN AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AUTO VIDA VID VIDA RESIDENCIAL RESIDENCIAL R VIDA VIDA RESIDENCIAL RESIDENC RESIDENCIAL RESIDEN RESIDENCIAL RESIDEN AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL A RESIDENCIAL RESIDEN CONSÓRCIO CONSÓRC TRANQUILIDADE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL RESIDENCIA VIDA VIDA VIDA V SEGUROS IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO PREVIDÊNCIA PR PREVIDÊNCIA VIDAVOCÊ MULHER VIDA RESIDENCIAL AUTOMÓVEL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RE TRANQUILIDADE VIDA RESGATÁVEL RESPEITO SAÚDE AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AUTOM RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVI RESIDENCIAL RESIDENCIAL RES RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREV SAÚDE RE CUIDADO VIDA EM GRUPO SEGUROS IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMOBI FAMÍLIA VIDA SAÚDE VIDA SAÚDE Pessoas que cuidam de pessoas. VIDA VIDA VIDAPRP RESIDENCI RESIDENCIAL VIDA IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO TRANSPARÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA CONSÓRCIO CONSÓR RESIDENCIAL RESIDE VIDA PREVIDÊNCIA AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL PREVIDÊNCIA PESSOAS PREVIDÊNCIA PREVIDÊN RESIDENCIAL RESIDE AUTOMÓVEL A RESIDENCIAL RESIDE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IM RESIDENCIAL RESIDEN VIDAPREVIDÊNCIA VIDAPREVID RESIDENCIAL RESIDENCIAL VIDA VI VIDA A AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL PESSOAS VIDA RESGATÁVELPESSOAS AUTOMÓVEL RESIDENCIAL RESIDE RESIDENCIAL RESIDE PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PR 14 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br FAMÍLIA FELICIDADETRANQUILIDADE

FUTURO TRANSPARÊNCIA PROTEÇÃO FAMÍLIA TRANQUILIDADE SEGUROS VIDA RESPEITO FUTURO

TRANSPARÊNCIA

FAMÍLIA

PROTEÇÃO

AERONÁUTICO PESSOAS IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMO SEGURANÇA AUTOMÓVEL AUTO TRANQUILIDADE TRANQUILIDADE PREVIDÊNC FUTURO TRANSPARÊNCIA FUNERALBENEFICIÁRIOS PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PR

CELULAR

AERONÁUTICO AERONÁUTICO AE AERONÁUTICO PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREV IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO CAPITALIZAÇÃO PROTEÇÃO VIDA IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO FUTURO ACIDENTES FUTURO PESSOAIS FUNERAL AMIGOS TRANSPARÊNCIA RESPEITO CAMINHÃO TRANQUILIDADE PROTEÇÃO VIDAMOTO VOCÊ MUTIFLEX SEGURANÇABENEFICIÁRIOS CAMINHÃO CAMINHÃO CAMIN AUTOMÓVEL CAMINHÃOVIDA AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL FUTURO TRANQUILIDADE VIDA PESSOAS TRANQUILIDADE TRANQUILIDADE

CUIDADO ASSISTÊNCIA

VIDA PESSOAS FAMÍLIA FUTURO

PROTEÇÃO FUTURO

IMOBILIÁRIO

ACIDENTES PESSOAIS PREVIDÊNCIA SEGURANÇA TRANQUILIDADE

ASSISTÊNCIA

FELICIDADE

PROTEÇÃO TRANSPARÊNCIA FUTURO

FAMÍLIA PESSOAS

TRANSPARÊNCIA TRANQUILIDADE VIDA TRANQUILIDADE ASSISTÊNCIA

FUTURO

VIDA

PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA AGRÍCOLAS VIDA

IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO

AERONÁUTICO FUTURO TRANQUILIDADE FUTURO SEGURANCA PESSOASPESSOAS

TRANQUILIDADE CONSÓRCIOS

AMIGOS

PESSOAS

AERONÁUTICO

IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO

TRANSPARÊNCIA CONSÓRCIOS TRANSPARÊNCIA

IMOBILIÁRIO

IMOBILIÁRIO

AERONÁUTICO

AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO AGRÍCOLAS AGRÍ IMOBILIÁRIO AERONÁUTICO IMOBILIÁ AERONÁUTICO AERONÁUTICO

www.mapfre.com.br


A força da mão de obra feminina Mulheres já são maioria no setor brasileiro de seguros

Mulheres conquistando seu espaço a passos largos no mercado segurador

O

sexo feminino representa

vantagem salarial, são a maioria no setor. No ano de

57% da força de trabalho

2000, a participação feminina era de 49% e em 2012

do ramo de seguros bra-

elas representam 57%. Nesses 12 anos, o mercado

sileiro, mas o salário das

reduziu sua mão de obra empregada em quase 28%,

mulheres na atividade de

a feminina retrocedeu 16% e a masculina 40%, o que

seguros, previdência com-

contou muito para a mudança brusca nos gêneros.

plementar aberta e capitalização é menor que o

Os homens, apesar de agora fazerem parte da

pago aos homens para executar a mesma tarefa.

minoria, continuam com o poder no mercado. Os car-

Segundo a pesquisa ‘Mulheres no Mercado de Se-

gos de nível executivo estão nas mãos deles com 80%

guros no Brasil’, elas ganham pouco mais de 60% da

e gerenciais com 59%. Eles ainda são predominantes

renda dos homens, abaixo inclusive da média nacio-

com 69% nas cinco maiores faixas salariais, enquanto

nal de 70% apontada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo realiza-

do pela Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg),

com

apoio

Eles ainda são predominantes com 69% nas cinco maiores faixas salariais, enquanto as meninas já elas estão em maioria (70%) nos dez menores níveis salariais

da

Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg) e

RESIDENCIAL REVIDÊNCIA ÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL AUTOMÓVEL da Federação Nacional dos Corretores de Seguros DA VIDA RESIDENCIAL RESIDENCIAL VIDA VIDA RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL CIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL OBILIÁRIO IMOBILIÁRIO NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL CIA AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL REVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL CIO CONSÓRCIO CONSÓRCIO RESIDENCIAL VIDÊNCIA PREVIDÊNCIA IMOBILIÁRIO (Fenacor) IMOBILIÁRIO VIDA VIDA VIDA RESIDENCIAL AL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL mostra que as mulheresVIDA apesar da desRESIDENCIAL IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO RESIDENCIAL REVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA VIDA RESIDENCIAL ESIDENCIAL MÓVEL AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL VIDA IDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA ESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA VIDÊNCIA ESIDENCIAL RESIDENCIAL ILIÁRIO RESIDENCIAL VIDA VIDA RESIDENCIAL RESIDENCIAL A RESIDENCIAL IAL RESIDENCIAL VIDA VIDA VIDA IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO REVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA RCIO CONSÓRCIO CONSÓRCIO ENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL VIDA VIDA VIDA NCIA RESIDENCIAL RESIDENCIAL ENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL VIDA ENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL MOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO NCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL VIDA VIDA RESIDENCIAL RESIDENCIAL IDA VIDA VIDA AUTOMÓVEL RESIDENCIAL RESIDENCIAL ENCIAL ENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL DÊNCIA REVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL

OMÓVEL AERONÁUTICO OMÓVEL

ERONÁUTICO AERONÁUTICO

LNHÃO AUTOMÓVEL IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO

AUTOMÓVEL AERONÁUTICO AUTOMÓVEL

AERONÁUTICO

IMOBILIÁRIO

CAMINHÃO

AERONÁUTICO

as meninas já elas estão

AUTOMÓVEL AERONÁUTICO AUTOMÓVEL

AERONÁUTICO

CAMINHÃO

AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL VIDA VIDA IMOBILIÁRIO AERONÁUTICO

AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO IMOBILIÁRIO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

em maioria (70%) nos dez menores níveis salariais. A diretora da Funenseg e uma das autoras do estudo junto com o consultor Francisco Galiza, Maria Helena

Monteiro, revelou que as mulheres têm a supremacia na área comercial (61%), técnica (56%) e administrativo-financeira (53%).

AERONÁUTICO AERONÁUTICO AERONÁUTICO PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO IMOBILIÁRIO ÍCOLAS AGRÍCOLAS TEXTO: JÚLIA CARVALHO | FONTE: MARIA HELENA MONTEIRO e FRANSCISO GALIZA - FOTOS:

ÁRIO

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 15


Risco de acidentes domésticos com crianças aumenta durante férias escolares Para evitar ocorrências em período de recesso, a SulAmérica disponibiliza o serviço de segurança preventiva check-up residencial kids 16 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

16 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


N L

onge da sala de aula e dos Longe

que possam representar risco à vida das crianças.

deveres de casa, as crianças aproveitam o tempo

Essa precaução, segundo estatísticas, pode evitar 90% das fatalidades através de mudanças simples.

livre das férias escolares para fazer o que mais gos-

Além da probabilidade de ocorrências serem maiores em épocas de recesso, o Ministério da

tam: brincar e se divertir.

Saúde também aponta para outro dado significati-

Essa mudança na rotina, pode gerar problemas, nessa época do ano os

vo. São registrados anualmente no Brasil aproximadamente 125 mil acidentes em residências com ví-

acidentes domésticos envolvendo essa faixa etária são mais frequentes.

timas de até 14 anos de idade, levando à morte em 5 mil dos casos constatados.

Mas, para que a animação da criançada esteja longe de qualquer perigo dentro do ambiente domiciliar, a SulAmérica oferece o check-up residencial

As férias escolares não devem representar uma preocupação para os pais, mas sim uma oportunidade de ficar mais próximo dos filhos

“O retrospecto de acidentes abrangendo crianças em residências demonstra que o brasileiro precisa desenvolver mais a cultura de realizar a manutenção de

kids, serviço de segurança preventiva que garante maior tranquilidade e bem-estar aos segurados. A assistência, válida para clientes do plano superior do seguro residencial, leva um pro-

móveis, objetos e instalações. As férias escolares não devem representar uma preocupação para os pais, mas sim uma oportunidade de ficar mais próximo dos filhos”, afirma Luís Alberto Mourão, diretor de Riscos Industriais e

fissional ao endereço solicitado para verificar cômodos, objetos, instalações elétricas e móveis

Comerciais.

Sobre o Check-up SulAmérica Residencial Kids O Check-up SulAmérica residencial kids é oferecido em 18 estados e no Distrito Federal, destinado aos segurados do plano superior de assistência 24 horas do seguro residencial. O cliente solicita por telefone uma visita agendada na central de atendimento, de segunda a sábado, para que um profissional verifique se há riscos para crianças no ambiente doméstico. O prestador verifica móveis, instalações e objetos de todos os cômodos da casa e realiza a instalação de protetores de tomadas, além de fazer o remanejamento de móveis. Ao identificar os pontos mais perigosos e que necessitem de reparo, são indicadas as adaptações para evitar acidentes.

FONTE: CDI - FOTOS: INTERNET/DIVULGAÇÃO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 17 www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 17


CAPA

Comercialização de seguros online

18 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br 18 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Ouvimos o mercado, corretores e pessoas na rua. Veja quais s찾o as opini천es www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 19 www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 19


A compram

comercialização de apólices

tos e marketing da Icatu Seguros, a venda de se-

de seguros via internet é con-

guros online está bastante associada a seguros de

siderada uma novidade entre

automóvel, principalmente pela possibilidade de

os brasileiros. Sites que se es-

comparação de preços e por ser uma venda mais

pecializaram nessa área já fe-

simples. “Outros tipos de seguros, como de via-

cham os seus primeiros anos

gem, também se encaixam nesse perfil, já que são

com mais de dois mil clientes.

produtos de fácil entendimento, onde a compara-

A demanda de indivíduos que

ção de preço é importante”, complementa Aura.

produtos

em

geral pela internet cresce assustadoramente no Brasil e o seguro não poderia ficar de fora desse processo.

Ela diz que em con-

Outros tipos de seguros, como

tratações de seguros de

de viagem, também se encaixam

vida e planos de previdên-

nesse perfil, já que são produtos de fácil entendimento, onde a

comparação de preço é importante

Segundo Aura Rebelo, diretora de produ-

cia, acredita na importância da venda consultiva. “O cliente precisa estar

bem informado e consciente de estar comprando o produto adequado ao seu perfil e necessidade da sua família”, afirma. Julio Rosa, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (SindSeg-RS), esclarece que há diferença entre consultas online e vendas online. Rosa defende que consultas crescem bruscamente uma vez que já existem no Brasil vários sites a disposição, enquanto o número de vendas efetivas são bem menores. “Hoje 8% a 10% dessa demanda fecha seu seguro procuAura Rebelo Diretora de produtos e marketing da Icatu Seguros

TEXTO: JÚLIA CARVALHO/COLABORAÇÃO: WILLIAM ANTHONY [JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: DIVULGAÇÃO/INTERNET JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

20 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Julio Rosa Presidente do SindSeg-RS rando uma corretora e somente 1% fecha no site que consultou”, explica ele. Para muitos profissionais do ramo segurador, o corretor terá de se preparar para este segmento a fim de não deixar espaço para investidores que hoje estão fora do mercado de seguros. “Particularmente prefiro ver o corretor investindo em tecnologia do que operadores de tecnologia investindo em corretagem de seguros”, declara o presidente do SindSeg-RS. Tendência recorrente em alguns países é um modelo híbrido que conjuga a tecnologia da internet, para preenchimento de uma proposta, por exem-

venda e esclarecer todas as dúvidas dos clientes. Ao mesmo tempo, na Inglaterra 50% das ven-

Hoje 8% a 10% dessa demanda

das de seguros são rea-

fecha seu seguro procurando uma corretora e somente

1% fecha no site que consultou

plo, mas com o apoio do profissional corretor de seguros para finalizar a

lizadas pela web, e aqui

no Brasil a expectativa é chegarmos em 2016 com 10% das vendas de

seguros sendo realizadas pela internet.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 21 www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 21


E o corretor de seguros? Alberto Junior, corretor de seguros e CEO do Grupo Life Brasil, acredita que haverá espaços para o físico e o eletrônico. Para ele, nada no caso dos seguros de pessoas irá substituir o contato pessoal e a relação do ser humano, apesar de que com o tempo a população brasileira iria se acostumando com o processo online. “Tudo é uma questão cultural, é como falarmos que não existirá mais agência bancária tendo somente o processo online como operação. Precisamos do contato humano para sanar na maioria das vezes nossa dúvida e nos tranquilizar”, exemplifica. Segundo Junior, o processo não seria negativo ao corretor de seguros que se engajar ao mesmo, pois traria mais oportunidades de negócios que a capacidade humana de contato diário acaba não permitindo. “Isto é ótimo, mas temos que gerar consciência como temos hoje em um nível um pouco diferenciado no caso de outros ramos como carro automóvel”, finaliza.

Ricardo Pansera, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul (Sincor-RS), diz que não vê problemas na venda online desde que o serviço seja conduzido de forma ética e profissional e sempre através do corretor de seguros. “Trata-se de uma opção do cliente e nós corretores temos o compromisso de ocupar este espaço com qualidade e competência”, completa Pansera.

22 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 23


Chegou a hora de renovar o seguro Confira dicas para não errar na hora de assinar um novo contrato Este é o período do ano com maior índice de renovação de seguro, mesmo que o processo possa ser feito a qualquer momento do ano. O consumidor pode ficar em dúvida com uma série de questões, que devem ser esclarecidas junto ao corretor de seguros. “O corretor é o profissional ideal para tirar dúvidas, apresentar as melhores propostas de coberturas do mercado e detectar as necessidades do cliente”, afirma Neival Rodrigues Freitas, diretor da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg).

Confira algumas dicas para não errar na hora de renovar um seguro:

Fama no mercado

A credibilidade da empresa, comentários de outros clientes em relação à prontidão de atendimento e pagamento de indenizações, além de benefícios extras. Uma consulta rápida na internet pode trazer informações sobre como a seguradora se comporta com os seus clientes.

Preço não é tudo Cuidado com propostas tentadoras. O preço não deve ser o único fator decisivo. O que é barato à primeira vista pode sair caro em longo prazo, especialmente no momento em que você mais precisa.

Estude o contrato

Estude as condições do seguro e os valores do prêmio e da franquia antes de tomar a decisão. Leia com cuidado todas as cláusulas do contrato.

Compare cotações Realize diversas cotações em diferentes corretoras para comparar valores dos prêmios e benefícios extras (como assistência 24h).

Autorização para funcionar

É importante que o consumidor verifique se a corretora e seguradora possuem a devida autorização de funcionamento junto à Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão que fiscaliza a atuação no setor. Assim você evita cair nas garras das seguradoras piratas.

Não omita informações Comunique eventuais mudanças no perfil à seguradora para não ter problemas no futuro. Em caso de sinistro, a seguradora pode negar a indenização se descobrir qualquer irregularidade. Por isso, mantenha as informações da apólice atualizadas e lembre-se que toda alteração implica em um novo valor do seguro. 24 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br 24 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Serviços adicionais Como a concorrência é pesada, algumas seguradoras oferecem benefícios que nem mesmo têm a ver com o objeto segurado, como mão de obra de encanadores, eletricistas e chaveiros. Aproveite!

Facilidade de contato Algumas companhias oferecem aplicativos para smartphones que facilitam a gestão do seguro, funcionam como canais diretos de contato com as empresas em caso de sinistro e lembram o usuário de renovar a apólice.

Transfira o bônus A renovação da apólice é um novo contrato, e o pedido pode ser aceito ou não pela seguradora. Ainda que renovar o seguro na mesma companhia seja mais cômodo e tenha o atrativo do bônus, vale lembrar que este benefício pertence ao consumidor e pode ser perfeitamente transferido para outra seguradora.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 25


26 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Como garantir a cobertura completa de veĂ­culos em caso de enchentes Sinistros aumentam em 30% nesta ĂŠpoca do ano, estima FenSeg www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 27


A M

Motoristas otorista que aderiram ao se-

noturno e quem vai dirigi-lo. “Isso é fundamental por-

guro completo, que inclui rou-

que na hora que ocorrer uma enchente, eles podem

bo, colisão e incêndio incêncio, para seus

alegar que você não avisou que haveria um segundo

veículos podem ficar tranquilos,

motorista ou que deixaria o carro na rua”, exemplifica.

afinal desde 2004 a Superin-

No caso de uma enchente o segurado deve

tendência de Seguros Privados

entrar em contato imediatamente com seu corretor

(Susep), exige a cobertura con-

de seguros para acionar devidamente o sinistro com

tra enchente em água doce nos pacotes completos.

a seguradora, evitando inclusive, contratar guincho

Com as chuvas de verão a quantidade de

e limpeza automotiva veicular. “Eles podem transfe-

sinistros aumenta em mais de 30% em relação ao restante do ano. Anualmente o

número de carros submersos

em água doce aumenta 15%, calcula a Federação Nacional

rir para você a responsabilidade de

Eles podem transferir para você a responsabilidade de ter retirado ou limpado o veículo de forma errada

de Seguros Gerais (FenSeg).

ter retirado ou limpado o veículo de forma errada”, alerta Maria Inês. O motorista segurado deve ter atenção, pois o seguro cobre apenas submersão do carro em água doce. Ou seja, andar com o carro

Antes de acionar o corretor é necessário fi-

na praia representar um risco irreparável. “Para a

car atento às particularidades da apólice para evitar

seguradora ressarcir o segurado, ele precisa compro-

que uma enchente resulte na perda parcial ou total

var que foi pego de surpresa pela enchente”, adver-

do veículo. Ainda não existem apólices exclusivas para

te Luiz Alberto Pomarole, vice-presidente da FenSeg.

enchentes. É necessário aderir ao pacote completo.

Um dos maiores exemplos que não configu-

Para Maria Inês Dolci, coordenadora da Asso-

ra surpresa do acontecimento é acelerar o carro para

ciação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste),

passar pela enchente, logo não há cobertura pela se-

antes de assinar o contrato é preciso detalhar minucio-

guradora nesta situação.

samente a rotina do carro, onde ele irá ficar no período

TEXTO: WILLIAM ANTHONY [JRS COMUNICAÇÃO] - FONTE INFORMAÇÕES DE SEGUROS-PE, FENSEG E PROTESTE - FOTOS: DIVULGAÇÃO/INTERNET

28 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


Apólices completas Para Marcelo Sebastião, diretor de auto da Porto Seguro, 99% das apólices de veículos contratadas pelos brasileiros são completas. Ou seja, incluem a

Cuidados para garantir a cobertura em caso de enchente:

cobertura contra enchente, incêndio, roubo e co-

- Dê preferência à apólice completa de seguro — somente ela

lisão. Para agilizar o processo de retirada do veículo

inclui enchente

nesses casos, a Porto comprou caminhões especializados em tirar carros da água. “Dificilmente, o motorista vai ficar sem cobertura nesse caso”, garante ele. A companhia ainda oferece em um dos pacotes a higienização e troca de estofado no caso de alagamento do veículo. Os serviços estão inclusos nos produtos “Porto Seguro Mais Mulher”, “Porto Seguro Mais” e “Auto Sênior”. O limite de valor é de R$ 800. Na Porto Seguro, por exemplo, há 200 sinistros de enchente por mês contra 7 mil de colisão. “A

- Mantenha o veículo em local seguro durante a noite - No caso de enchente ligue automaticamente para a seguradora - Evite deixar pessoas não incluídas no contrato dirigirem o carro - Nunca acelere o veículo para fugir da enchente - Evite dirigir perto de praia; o seguro não inclui submersão em água salgada

quantidade só ganha representatividade quando há

- Dê preferência aos serviços de guincho e limpeza oferecidos

grandes catástrofes, como a que ocorreu no Espírito

pela seguradora

Santo”, acrescenta.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 29


Nova diretoria do Sincor-RS é empossada Ricardo Pansera comanda a entidade entre 2014 e 2017

Cerimônia de posse do SINCOR-RS no Hotel Plaza São Rafael

Em cerimônia prestigiada por autoridades do mercado segurador, personalidades políticas e convidados no dia (8 de janeiro) no Hotel Plaza São Rafael, a cerimônia de posse da nova diretoria especiais, foi realizada ontem eleita do Sincor-RS para o período 2014-2017. Laerte Bertotto, representante da comissão eleitoral que conduziu o processo de escolha da diretoria, efetuou a diplomação e assinatura da ata de posse da nova equipe.

A diretoria está assim formada: Presidente: Ricardo Pansera

Diretora de Benefícios e Convênios: Genesi Cassol

Vice-presidente: Celso Marini

Diretor de Formação Técnica Profissional e Cultura:l: Jorge Jaeger

Vice-presidente Administrativo-Financeiro: Sérgio Petzhold

Suplentes: Marcos Pozza e Amauri Bueno

Vice-presidente de Relações com o Mercado: Roseli Lustosa de Castro

Conselho Fiscal (efetivos): Luis Carlos Bernardes e Fabiano Rocha

Diretor de Marketing e Eventos: André Thozeski

Conselho Fiscal (suplente): Maria Eunice Ribas

Diretor Social: César Blauth TEXTO: PAULO BURD - FOTOS: LUIS HENRIQUE DA LUZ [JRS COMUNICAÇÃO] JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 31


HOMENAGENS

M

anifestaram-se, saudando a diretoria empossada Julio César Rosa, presidente do Sindseg-RS Robert Bittar, presidente da Escola Nacional de Seguros e representante da presidência da Fenacor ; o deputado Beto Albuquerque; o secretário estadual de Obras Públicas e representante do governador Tarso Genro, Luiz Carlos Busato; e o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo. Júlio César Rosa destacou o relacionamento entre os dois sindicatos e a continuidade que sedimenta um trabalho exitoso. Classificou Pansera como uma liderança espe-

parlamentar também lembrou que o Supersimples está mais universal, por não se limitar mais por categoria, mas por critérios arrecadatórios. O secretário de Obras,

rada. Robert Bittar afirmou que com a nova diretoria, o Sincor-RS seguirá com seu papel de liderança entre os sindicatos da categoria no Brasil. O deputado federal Beto Albuquerque foi aplaudido ao lembrar que o governo do Estado fracassou ao tentar criar uma corretora de seguros do Banrisul. Disse que um banco deve tratar de assuntos financeiros e não deve se intrometer na área secutritária. securitária O

Luis Carlos Busato, saudou Pansera – a quem chamou de “vizinho” por morarem no mesmo condomínio em Canoas – desejando sucesso à nova diretoria no mandato que se inicia. O vice-prefeito Sebastião Melo saudou os empossados e lembrou que o Mercado Público de Porto Alegre, atingido por um incêndio no meio de 2013, está sendo reconstruído graças a um seguro que cobriu os prejuízos.

32 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


DISCURSO DE PANSERA

N

o discurso de posse, Pansera ressaltou os trabalhos desenvolvidos pelos ex-presidentes Sérgio Alfredo Petzhold e Celso Vicente Marini -a quem ofereceu uma placa de honra em mérito – e agradeceu o apoio recebido pelos delegados regionais do Sincor-RS no interior do estado e ressaltou a unidade do grupo eleito. Pansera ressaltou o papel da categoria que se mobilizou a ponto de fazer o governo estadual retirar da Assembleia Legislativa o projeto de lei que criava uma corretora de seguros ligada ao Banrisul. - Assumimos ciente dos desafios que se apresentam e os que estão por vir, mas estejam certos do nosso compromisso de dedicação e trabalho árduo nesta gestão. Assumimos com a proposta de gestão colegiada, um trabalho cooperativo, capaz de enxergar a riqueza do diverso e da pluralidade, mas com o entendimento que é preciso ter clareza do norte, do objetivo a ser atingido e do caminho a ser percorrido. Em seu pronunciamento, Pansera prestou uma homenagem ao corretor de seguros Walter Stank, falecido no dia 1º de janeiro. Stank fazia parte do Conselho Fiscal do Sincor-RS. Autoridades presentes: Vice-prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo; Deputado Federal Beto Albuquerque (PSB-RS); Secretário estadual de Obras Públicas, Ir-

rigação e Desenvolvimento Urbano Luiz Carlos Busato, que representou o governador Tarso Genro; Secretário Estadual da Justiça e Direitos Humanos Fabiano Pereira; Deputados estaduais Miki Breier (PSB), Catarina Paladini (PSB) e Jurandir Maciel (PTB); Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre Professor Garcia (PMDB); Vereadores de Porto Alegre Idenir Cecchin (PMDB) e Márcio Bins Ely (PDT); Diretor do Procon Estadual Cristiano Rodrigues; Presidente da Escola Nacional de Seguros e representante da Fenacor, Robert Bittar; Presidente do Sindseg-RS Julio César Rosa; Presidente do Sincor-GO, Joaquim Medanha de Ataídes; Presidente do Sincor-PR, José Antônio de Castro; Presidente do Sincor-SC, Auri Bertelli; Presidente do Sincor-MG, Maria Filomena Branquinho Magalhães Diretor presidente GBOEX Previdência Privada, Ilton Roberto Brum de Oliveira; Diretor presidente da Confiança Companhia de Seguros, Antônio Carlos Macedo Munró; Presidente da MBM Seguradora, Guacir Llano Bueno; Presidente da Centauro Vida e Previdência, Ricardo José Iglesias Teixeira; Vice-presidente da Icatu Seguros e vice-presidente da Federasul, César Luis Saut; Superintendente do SESI, representante da presidência da Fiergs, Edson Lisboa; Presidente da Câmara de Indústria e Comércio de Canoas, Simone Diefenthaeler Leite; Coordenadora Regional da Escola Nacional de Seguros, Jane de Mello Mansur; Presidente do Sindicato dos Securitários, Valdir Brusch.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 33


Distribuição de seguros

A

Operação em rede é opção para proteger o pequeno corretor tuamos em um privilegiado e pujan-

fragmentação do mercado, os pequenos corretores

te setor, capaz de oferecer cada vez

de seguros precisam encontrar formas de fortaleci-

mais oportunidades e soluções a

mento, unindo-se e protegendo seus negócios. Vemos

seus clientes. Hoje, com uma maior

modelos de negócios que oferecem fortalecimento

estabilização da economia nacional,

ao pequeno corretor, como as operações em rede.

o setor de seguros cresce constante-

A característica familiar das corretoras de se-

mente, acompanhando a evolução

guros é um dos fatores que reforça a importância do

de novos consumidores que buscam proteger seus bens

ligamento entre o pequeno corretor e uma rede de ope-

recentemente adquiridos e planejam um futuro melhor.

rações com marca de reconhecimento nacional. Creden-

Como tudo no mundo, o mercado de seguros

ciar uma pequeno corretor ou uma empresa familiar sob

está em constante mudança e o corretor de seguros

uma rede única e consolidada pode ser uma ótima solu-

precisa se manter atento para prestar um bom servi-

ção para o desenvolvimento e a permanência da empre-

ço, oferecer a melhor solução a seus clientes e conso-

sa no concorrido mercado. As redes de corretores tam-

lidar seu negócio. Tendo no Brasil cerca de 27 mil empresas corretoras de seguros, que empregam em média quatro pessoas cada, estimamos

bém buscam facilitar o

o canal de vendas de seguros com mais representatividade continua a ser o dos corretores independentes, que representam cerca de 80% da receita do setor

que a distribuição de

trabalho e a produção de seguros com o uso intenso da tecnologia. O processo de consolidação dos corretores de seguros já vem

seguros no Brasil gere aproximadamente 130 mil em-

sendo anunciado há algum tempo. Fatores como união

pregos diretos. Essa força de trabalho precisa de uma

e diferenciais garantem uma melhor posição no merca-

forte estratégia para ser mantida e continuar crescendo

do em relação à concorrência. A corretora de seguros,

para que a venda de seguros e previdência seja feita

antes desamparada em meio a um mercado fragmen-

da melhor maneira e para que haja o desenvolvimen-

tado, torna-se então parte de uma operação em rede

to da economia, com emprego e poder de consumo.

e passa a ser identificada por uma marca de reconheci-

Ao longo do tempo vimos o surgimento de no-

mento nacional. Esse modelo de associação transfere os

vos canais de distribuição de seguros, como as lojas de

valores, o prestígio e a visibilidade da rede ao corretor

varejo para produtos massificados, vendas diretas via

credenciado, sem que ele perca sua independência. Ao

call center, assessorias e vendas online. Mesmo assim,

mesmo tempo, reforça a posição da corretora no merca-

o canal de vendas de seguros com mais representati-

do, amparada pela credibilidade imposta pela utilização

vidade continua a ser o dos corretores independentes,

de uma marca já consolidada e melhor preparada para

que representam cerca de 80% da receita do setor.

competir com seus concorrentes. Por propiciar desen-

As oportunidades estão por todos os lados,

volvimento a pequenas empresas familiares, a forma-

mas é importante ter estratégia e dedicação para agar-

ção de redes contribui também para o desenvolvimento

rá-las. Muitas vezes, isso inclui sair da zona de confor-

do país como um todo.

to e ousar inovar para não perder o bonde. Com essa TEXTO: Manuel Matos – corretor de seguros, delegado representante do Sincor-SP na Fenacor e gestor da Rede ICP Seguros JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


Manuel Matos

Corretor de seguros, delegado representante do Sincor-SP na Fenacor e gestor da Rede ICP Seguros


Clube da Pedrinha do Rio Grande do Sul Conheça um pouco da história da confraria dos profissionais de seguros e previdência

N

Pedrinhas sempre buscando o excelência em seus encontros

o ano de 2004 já existia um grupo

tegrantes em Porto Alegre e região metropolitana, com

de amigos securitários que se en-

extensões pelas cidades de Santa Cruz do Sul, Passo Fun-

contravam em happy hours uma

do, Santo Ângelo, Pelotas, Santa Maria e uma parceria

ou duas vezes por mês. Certo dia,

com a Confraseg em Caxias do Sul.

Giovani Menger, executivo da HDI

O objetivo principal é o congraçamento entre

Seguros, conversava com o seu

os profissionais que compõem o mercado segurador e

diretor e presidente do SindSeg-RS, Julio Rosa, sobre a

de previdência, unindo as forças do grupo para diver-

situação do mercado, dos encontros informais entre os

sas ações, entre elas a de participar de serviços de as-

colegas do segmento e do grande ganho de relaciona-

sistência social à entidades carentes.

mento que o grupo adquiria com os encontros. Orien-

Importante também destacar o trabalho de di-

tado por Julio Rosa, que sugeriu a Giovani que entrasse

vulgação junto ao mercado em relação aos profissionais

em contato com os integrantes do Clube da Pedrinha

que estão em busca de novas oportunidades, o Banco de

do Paraná (que existe desde 1964). Através deste con-

Currículos já auxiliou diversas empresas na busca de exe-

tato, o colega Moacir Abba repassou o estatuto do Clu-

cutivos, tanto em áreas administrativas, quanto comer-

be da Pedrinha do Paraná para servir como modelo

cial. Para 2014 o Clube irá Atualmente o clube conta com mais de

apresentar um novo site,

na criação de uma enti-

100 integrantes em Porto Alegre e região metropolitana, com

com mais serviços, mais in-

dade semelhante no RS.

extensões pelas cidades de Santa Cruz do Sul, Passo Fundo,

formações aos executivos

Santo Ângelo, Pelotas, Santa Maria e uma parceria com a

e as Companhias. A cada

Confraseg em Caxias do Sul

encontro do grupo, sempre

Em

maio

de

2005, o grupo de amigos fundou o Clube da

há um aprendizado, pois

Pedrinha do Rio Grande do Sul com a presença de al-

em cada reunião, um convidado conta a sua história ou

guns dos colegas do Paraná. Porém o RS inovou com

conversa sobre um tema de interesse do mercado.

algumas adaptações importantes, como a possibilida-

O Clube da Pedrinha para realizar seus even-

de do ingresso de mulheres, executivas do mercado,

tos normalmente conta com o apoio de diversos apoia-

para que pudessem também participar dos encontros

dores, que contribuem para engrandecer cada vez

mensais do Clube. Giovani Menger tornou-se o pri-

mais os eventos promovidos.

meiro presidente, sendo sucedido por Carlos Dola-

Já no mês de Janeiro a reunião foi no QG do Gru-

bella, João Lock, Estela Rey, Luciane Melo e atualmente

po JRS em Xangrilá e conforme o Presidente João Lock,

João Lock, pela segunda vez indicado ao cargo.

até junho o calendário 2014 está com a sua agenda pron-

Atualmente o clube conta com mais de 100 in-

ta.

TEXTO: JÚLIA CARVALHO - FOTOS: GRUPO JRS COMUNICAÇÃO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br www.jrscomunicacao.com.br- -Janeiro Janeiro2014 2014- -39 39


O executivo esteve presente desde o início da criação do Clube da Pedrinha aqui no Rio Grande do Sul, como foi acompanhar esse processo? Giovani Menger: Na época imaginávamos que seria um Clube que agregaria bastante valor e relacionamento aos profissionais do mercado, mas nunca imaginávamos que se tornaria um dia uma entidade com grande representatividade, citada inclusive em protocolo dos eventos do segmento. Que coisa maluca foi a expansão e respeitabilidade que o Clube da Pedrinha conseguiu ao longo dos anos. Parece que o mercado estava carente de uma situação como esta,

O Clube atendeu as suas expectativas?

da abertura de um canal para que as pessoas pudessem conversar, trocar ideias e ficarem próximas. É maravilhoso olhar

Giovani Menger: Nossa! Superou muito as minhas expectati-

para o passado e hoje ver quantos amigos e excelentes pro-

vas. Nós iniciamos num barzinho com aproximadamente 12

fissionais que conheci através do Clube. Em 2014 completará 9 anos, já realizou muitas atividades, mas ainda há muita coisa a ser feita, principalmente no que

profissionais do mercado aqui de

nunca imaginávamos que se nunca imaginávamos que se tornaria tornaria um dia uma entidade com um dia uma entidade com grande grande representatividade, citada representatividade, citada inclusive em protocolo dos eventos inclusive em do segmento protocolo dos eventos do segmento

tange a um dos seus principais objetivos, que é o serviço de assistência social à entidades carentes. Atuamos sempre em prol da CONFRASOL,

que

é

nossa

parceira,

mas

””

Porto Alegre e hoje somos mais de 150 em todo o estado. O que impressiona são as pessoas e a vontade de ajudar que todos os integrantes possuem.

Este calor

humano e esta soma de energias positivas faz com que sejamos mais fortes e felizes a cada dia. É mui-

queremos

to legal a sinergia que paira no ar dentre os integrantes,

ampliar como bem disse o trabalho na área social.

e nos eventos que organizamos mensalmente – Encontros do Clube da Pedrinha,a cumplicidade é muito maior.

Como é a responsabilidade de ter sido o primeiro presidente desta confraria de sucesso?

Como essas reuniões mensais te ajudaram ao longo destes anos como pessoa e profissional?

Giovani Menger: Sabes que esta é uma pergunta que eu nunca tinha parado para pensar, até porque o Clube não é gerido

Giovani Menger: Eu entendo que um ótimo profissional antes

apenas pelo Presidente, mas por um grupo de profissionais do

de mais nada tem que ser uma boa pessoa. Uma coisa está total-

mercado que juntamente com o seu Presidente, que é formali-

mente ligada à outra. As reuniões mensais do Clube nos fazem

dade estatutária, conduzem com muita dedicação e responsa-

aprender com os amigos e consequentemente nos tornam pro-

bilidade a sua gestão. Sobre a minha responsabilidade enquan-

fissionais com mais experiência. Lá, aprendemos a respeitar e

to Presidente, ter iniciado o movimento para a concretização

até a admirar o nosso concorrente, aprendemos a sermos mais

do Clube, quando nem tinha uma identidade, é um orgulho

tolerantes e mais humildes, aprendemos que a nossa certeza

muito grande. Orgulho de ter sido uma das pessoas ilumina-

pode ser completamente antagônica a do colega ao lado e nos

das, que lá em 2005 pensou grande, mas tão grande que nada

respeitamos por isso. Todos nós sabemos e até estudamos so-

que vier na minha carreira profissional vai superar esta marca.

bre ética, mas com a vinda do Clube para o nosso meio, esta

Sei que daqui a 20, 30 anos quando olharmos para o passa-

palavra não é só mais uma disciplina da faculdade, é uma prática

do e avaliar tudo que o Clube da Pedrinha proporcionou para

diária entre nós. Óbvio que a concorrência continua e no dia a

os profissionais do mercado do RS, vamos ficar todos muito

dia “brigamos” pelos negócios, mas sem denegrir o concorrente,

vaidosos e engrandecidos pelo que criamos e conquistamos.

seu produto ou até os profissionais que hoje são nossos amigos.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 41


Como funciona a integração mensal que o clube promove? João Lock: Toda segunda-feira de cada mês geramos um encontro entre os Pedrinhas, sempre no intuito de trazer novidades e relembrar situações operacionais do mercado, assim os convidados e seus assuntos transformam nossos encontros em um grande ato de integração do mercado segurador gaúcho. Como o clube angaria novos pedrinhas? João Lock: Qualquer Pedrinha pode indicar profissionais do mercado a fazer parte do nosso clube, é o padrinho ou a madrinha, este apresenta o candidato falando de

João Lock: As mulheres Pedrinhas são responsáveis pela

suas potencialidades e o candidato formaliza o pedido de in-

maioria das atividades que desenvolve o Clube, a cada mês

gresso fazendo sua pequena campanha. No encontro seguinte

somos brindados com mais participantes feminas, a presen-

este é votado ou não através das nossas pedrinhas, a branca apro-

As mulheres Pedrinhas são responsáveis pela maioria das atividades que desenvolve o Clube, a cada mês somos brindados com mais femininas participantes feminas

va e a preta reprova. O senhor é o único pedrinha que foi duas vezes presidente

do

Clube,. Ccomo

ça nos encontros é maciça de-

é

essa emoção?

da, tões

João Lock: Saber que o grupo de Pedrinhas acredita em

tentamos entre

os

de

las também. O

objetivo

principal

do

Clu-

be tem sido alcançado? João tempos

membros

em do

Lock:

Sem

tempos

buscar

clube,

sempre

dúvisugescom

o

objetivo de satisfazer a maioria.

nosso trabalho, viabilizando o nosso retorno, é fundamental para que possamos acreditar que estamos no cami-

Como essas reuniões mensais te ajudaram ao longo

nho certo, misturando experiências entre os profissionais

destes anos como pessoa e profissional?

das diversas companhias que fazem parte do clube. João Lock: O relacionamento entre as pessoas sempre criam Uma

Pedri-

possibilidades de crescimento. No Clube, isso se multiplica pois

nha aqui do estado é que ele aceita mulheres, en-

adaptação

importante

do

todos fazem parte do mesmo mercado, trocamos experiências

quanto os de outros estados não aceitam. Qual a im-

profissionais e naturalmente fazemos novos amigos indepen-

portância da participação das meninas?

dente da bandeira que representamos no ramo.

42 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

Clube

da


44 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Lançamento do programa Seguros Sem Mistério Litoral Um leque de opções para seus segurados

Generali apliamdo o leque

SSM TV Litoral 2014 qualificados começando de parceiros a todo o vapor

A

Mesmo com final de semaGrupo JRS Comunicação acompanham a geração de na de tempo fechado, as conteúdos em todas as épocas do ano que visam disprincipais personalidades seminar a informação do mercado de forma precisa, do mercado de seguros para que o público em geral entenda mais o funcionamarcaram presença no almento da indústria de seguros”, afirma Jota Carvalho, moço de lançamento do editor-chefe do Grupo JRS Comunicação. programa Seguros Sem MisEntre os presentes Ricardo Bernardt, getério Litoral, realizado no rente regional da Metlife no Rio Grande do Sul; Dadia 11 de janeiro a partir das 11h30 na praia de niel Arena, superintendente sul e centro-oeste da Rainha do Mar/Xangri-lá Capemisa Seguradora; Sandra (RS). A atração é exibida Puglia, Leandro Scheurmann e Os telespectadores e amigos do para mais de 20 praias, Renata Araújo, do Marketing Grupo JRS Comunicação acompanham a além da região metropo- geração de conteúdos em todas as épocas do APLUB; João Lock e Carmem ano que visam disseminar a informação do litana de Porto Alegre, a Lock, representando a União mercado de forma precisa partir das 11h30min dos Seguradora; Cláudio Ramos, da domingos e em horários Simpala; José Coelho, da Conalternativos. “Os telespectadores e amigos do fiança Cia. de Seguros; Guacir Bueno, Valesca Rosa e

TEXTO: WILLIAM ANTHONY [JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: LUIS HENRIQUE DA LUZ JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 45


Cristina Cinara, da MBM Seguros; Os corretores Jorge Jaegger, Claudio Vallerius e Joana Carvalho, além da família Carvalho e toda a equipe do Grupo JRS Comunicação. “Foi um grande prazer receber pessoas tão importantes não só para o mercado, como para a sociedade, espero que todos tenham se sentido acolhidos e continuem conosco por mais temporadas”, conta Ana Carvalho, diretora administrativa do Grupo JRS Comunicação. com a Capemisa Seguradora”, relata. João Lock, presidente do Clube da Pedrinha, aproveitou a participação massiva dos integrantes da entidade para entregar uma placa de agradecimento pela parceria e apoio em todos esses anos sempre enaltecendo as ações realizadas pela entidade. Outro destaque foi Leandro Scheurmann que recebeu um “mimo”, como diriam os pedrinhas,

Todos os profissionais do mercado de seguros demonstram otimismo sobre o ano de 2014, frente os excelentes resultados deste segmento nos últimos anos. Sandra Puglia, diretora de marketing da APLUB Capitalização, destaca as ações de marketing que a companhia reali-

za ao lado da parceira com a Capemisa Seguradora para divulgar as empresas durante eventos esportivos, como o Campeonato Gaúcho 2014, por exemplo. “Realizamos brindes em função da Copa do Mundo que será realizada neste ano. Aproveitamos para divulgar ainda o novo selo em comemoração aos 50 anos da APLUB, além de divulgar e consolidar a parceria

46 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

referente às ações importantes do departamento em que atua ao lado de competentes profissionais na APLUB Capitalização. Os convidados ainda elogiaram o layout das novas instalações do grupo de comunicação em Rainha do Mar. “A nova estrutura é maravilhosa e marca a evolução permanente do Grupo JRS Comunicação. Tudo isso é do mercado segurador que tem encontro marcado para troca de experiências no litoral há 9 anos”, destaca Jorge Jaegger, corretor de seguros e integrante da diretoria do Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul. A seguridade se encontra em Rainha do Mar, pois com o Grupo JRS Comunicação o verão é mais seguro.


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 47


Inauguração Bradesco Auto Center em Caxias do Sul Evento trouxe ao estado grandes nomes do mercado segurador

Os corretores de seguro da serra puderam constatar in loco a magnitude do belo equipamento de atenção com os segurados da Bradesco Seguros

A O

Evento notável aconteceu no dia

da de carro reserva, vistoria prévia, instalação de equi-

09 de janeiro em Caxias do Sul-RS

pamentos antifurto, reparos ou troca de vidros, locação

trazendo importantes executivos

de automóveis e segunda via de boletos. “A abertura de

do mercado segurador à cidade

nosso centro automotivo em Caxias do Sul nos possibi-

de Caxias do Sul. Com a presença

litará estar ainda mais próximos de nossos segurados e

do presidente do Grupo Brades-

corretores locais. Queremos, com isso, retribuir toda a

co Seguros, Marco Antonio Ros-

confiança que os clientes da região colocam em nossa

si, vindo especialmente para o evento, Marco Antonio Gonçalves, diretor gerente e os superintendentes

Salomar

marca”, afirma Tarcisio A abertura de nosso centro automotivo

em Caxias do Sul nos possibilitará estar ainda mais próximos de nossos segurados

Osti e Alberto Lohmann

e corretores locais

e Raul Carvalho gerente

Godoy,

diretor-geral

da Bradesco Auto/RE em fala ao programa Seguros Sem Mistério, que passa pelo Canal 20 da NET-RS.

da unidade da serra gaúcha, e até as princesas da fes-

“Os corretores de seguro da serra pude-

ta da uva (que marca a regionalização e aproximação

ram constatar in loco a magnitude do belo equipa-

da companhia com o público local) a Bradesco Auto/

mento de atenção com os segurados da Bradesco

RE Companhia de Seguros inaugurou sua unidade do

Seguros”, destacou Salomar Osti, ampliando os pro-

Bradesco Auto Center (BAC) em Caxias o Sul-RS.

cessos de queo ogrupo GrupoBradesco Bradesco Seguros vem impleque

Com isso, segurados e corretores da cidade e

mentando com objetivo definido de atender os seus

região passam a contar, em um mesmo local, com diver-

parceiros de negócios os corretores de seguros, não

sos serviços, tais como: atendimento a sinistros, retira-

oportunizando ruído na relação de parceria de pro-

48 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

TEXTO: JOTA CARVALHO[JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: LUIS HENRIQUE DA LUZ JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


duto e clientes dividindo as ações com o superinten-

do espumante servido Villa Cristina oriundo do ex-se-

dente Alberto Lohmann na região sul.

gurador e agora vitivinicultor Ricardo Saad, produzi-

O evento teve o prestígio de autoridades do

do na serra local, agradando a todos.

Grupo Bradesco, banco e executivos de áreas diversas,

Todos os serviços do BAC podem ser feitos com

bem como a representação do município via secretária

hora marcada, por meio de agendamento. É só acessar

da indústria e comércio. Um fato que ficou na retina

www.bradescoautocenter.com.br ou ligar para a Central

dos presentes foi a benção pelo padre Roberto Oscar

de Relacionamento: 4004 2757 (capitais e regiões me-

da paróquia de Caxias do Sul: “Os que fizerem a aco-

tropolitanas) ou 0800 701 2757 (demais localidades).

lhida com bem querer terão sucesso em todas as ati-

Toda a rede do BAC atende de segunda a sexta-feira, das

vidades”. O destaque final da noite ficou por conta

8h às 18h.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 49


Executiva da Bradesco Seguros-RS é reconhecida com Prêmio Ouvidoria no RJ Premiação é uma oportunidade para funcionários da seguradora

a

R

Um belo reconhecimento

ita Bastos, da Bradesco Seguros-RS, esteve entre os vencedores do Prêmio Ouvidoria de Excelência no Atendimento e Prêmio Ouvidoria de Ideias que Fazem a Diferença. A cerimônia, realizada no dia 29 de novembro, na Matriz, no Rio de Janeiro, marcou a 8ª edição. Concorreram cerca de 500 cases em Excelência no Atendimento e cinco para Ideias que Fazem a Diferença, sendo um do Rio Grande do Sul. Todos os funcionários da Bradesco Seguros tiveram a oportunidade de participar.

50 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

“Este é o melhor reconhecimento que existe para um funcionário”, declarou Rita. A premiação contou com a presença do diretor-geral da Ouvidoria, Eugênio Velasques, da superintendente e ouvidora Gisele Garuzi e da diretoria executiva das demais empresas do Grupo. O Prêmio da Ouvidoria já é tradição como forma de reconhecimento do Grupo para os funcionários que prezam pela qualidade e bom atendimento. Os vencedores e seus acompanhantes usufruíram de um final de semana com passeios, jantares, festas e programas culturais, e participaram da 18ª edição da Árvore de Natal da Bradesco Seguros, a maior árvore flutuante do mundo.

Rua General Câmara nº 236, conj. 601 (6º andar), Centro Histórico – POA/RS

TEXTO: JOTA CARVALHO[JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: FILIPE TEDESCO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 51


Para o que serve o resseguro? Saiba mais sobre o seguro das seguradoras

A

s resseguradoras assumem seguro, comprometendo-se a fornecer informações em contrato, compromisso necessárias para análise, fixação do preço e gestão de indenizar a companhia dos riscos cobertos pelo contrato. seguradora por danos que possam acontecer em suas Como funciona o resseguro apólices de seguro. O contrato de resseguro pode Este tipo de operação permite que a seguradora diser feito para cobertura de um risco isolado ou minua sua responsabilidade em relação a um risco para garantir todos os sinistros que são assumiconsiderado excessivo para sua capacidade finandos por uma seguradora ceira. Ao ceder parcialmente Este tipo de operação em relação a carteira ou essa responsabilidade para a Os telespectadores e amigos do permite que a seguradora ramo de seguros. Para resseguradora, esta também Grupo JRS Comunicação acompanham a diminua sua responsabilidade garantir com precisão o geração de conteúdos em todas as épocas do participa do prêmio recebiem disseminar relação a um risco ano que visam a informação do risco coberto, as segurado, no caso de um contrato considerado excessivo mercado de forma precisa doras usualmente repasde resseguro proporcional. sam parte dele para uma O objetivo das comparesseguradora que concorda em indenizá-las por nhias é proteger seu patrimônio e seus resultaprejuízos eventuais que possam sofrer em fundos operacionais. O do resseguro é aumentar a ção da apólice de seguros que foi comercializada. capacidade de retenção das seguradoras, ampliar O seguro dos riscos de uma seguradora a liquidez do mercado, oferecer proteção coné definido por meio de contrato de indenização. tra riscos causados por catástrofes e estabilizar Os resseguradores fornecem proteção a divero número de indenizações. sos riscos, inclusive de maior complexidade que O resseguro é regido pelo princípio da mais são aceitos pelas seguradoras. Em contrapartiestrita boa-fé entre as companhias e o ressegurada o segurador direto paga um prêmio de resdor, sendo que ambos buscam obter lucros com a

52 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

””

TEXTO: WILLIAM ANTHONY - FONTE VALOR ECONÔMICO - FOTOS: DIVULGAÇÃO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


operação. A responsabilidade do ressegurador está limitada apenas ao sinistro real que a seguradora sofreu. Ou seja, é uma operação financeira típica realizada entre as duas partes, com a finalidade de dividir responsabilidades. Por que o resseguro é necessário? Entre os motivos que levam uma seguradora a ceder parte de seus negócios ao ressegurador, estão: • pulverização do risco; • preservação da estabilidade de resultados das seguradoras; e

• garantia de liquidação do sinistro ao segurado (indenização ou reembolso de eventuais prejuízos previstos na apólice). A principal finalidade do resseguro é a possibilidade de as seguradoras fazerem uma vasta distribuição de riscos, ampliando sua capacidade. Quanto maior for a oferta de resseguro mais as seguradoras poderão assumir riscos provenientes de contratos de seguros diretos, com maior possibilidade de repassar a uma ou mais resseguradoras parte desses riscos e, possíveis indenizações dos sinistros que vierem a acontecer.

Pulverização de riscos e estabilidade financeira Além desse procedimento conhecido como pulverização de riscos, o resseguro tem outro importante objetivo: a estabilidade financeira. Repartir riscos favorece a garantia de solidez financeira e estabilidade do mercado de seguros diretos, porque os riscos da atividade são diluídos entre vários participantes. Essa repartição de negócios tem o objetivo específico de o ressegurador indenizar sinistros à seguradora (cedente), caso ocorram os riscos predeterminados ou uma série de sinistros, dependendo do tipo de resseguro contratado.

Estabilidade técnica A importância do resseguro também está em aliar a estabilidade financeira à estabilidade técnica das seguradoras, já que os resseguradores oferecem diversos serviços, especialmente no desenvolvimento de produtos, taxação, subscrição e gestão de sinistro. O acesso à experiência e aos serviços do ressegurador é um benefício para as seguradoras, que permite o crescimento consistente e rápido das atividades do mercado.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 53


Quais são os aspectos financeiros dos contratos de resseguro? Contratos de resseguro possuem características de um acordo financeiro entre o segurador direto e um ou mais resseguradores, porque o primeiro subscreve uma carteira de negócios que será repartida com o segundo. A seguradora cedente mantém registros de suas transações individuais e emite uma conta com o resumo de suas operações para seus resseguradores ou corretores de resseguro, em geral, a cada três meses. Um relatório de conta de resseguro apresenta o valor total de prêmios destinado aos resseguradores, além da participação deles em todos os pagamentos de sinistros. Inclui também outras informações contábeis, como créditos e débitos para os resseguradores.

Retrocessão É o resseguro do resseguro. Quando o ressegurador não quer assumir totalmente sua parte no risco, “retrocede” uma fração das responsabilidades que aceitou a outra ou mais resseguradoras, ou mesmo seguradoras, chamadas retrocessionárias. Neste caso, o primeiro ressegurador se torna o retrocedente. Retrocessionária Éé a resseguradora que assume uma fração da parte do risco que a primeira resseguradora assumiu.

54 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Jota Carvalho

JRS Comunicação - Janeiro2014 2014- www.jrscomunicacao.com.br - www.jrscomunicacao.com.br 5656- Janeiro


Capemisa APLUB

Entenda a fusĂŁo entre as duas companhias

JosĂŠ Augusto Tatagiba

Presidente da Capemisa

Nelson Wedekin

Presidente da APLUB

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 57 www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 57


Fusão das duas companhias promete ser um sucesso para o mercado segurador brasileiro

A

Capemisa Seguradora efea união das marcas. “O discurso dos dirigentes tivou a incorporação da das duas companhias é muito parecido, estamos APLUB homologada pelas em sintonia”, declarou Daniel Arena. autoridades competentes Segundo a executiva de marketing, San(CADE e SUSEP) e agora as dra Puglia, agora é um momento de afirmação da duas empresas somam mais marca Capemisa APLUB e por isso as empresas esde 100 anos de experiência tarão junto a todos os campeonatos da Federação de mercado. Ambas sempre foram muito parecidas Gaúcha de Futebol. Já no final do ano passado as em seus modos operantes e agora se completam, companhias realizaram um evento de três dias em já que a APLUB tem sua larga expertise em capiPelotas, a Supercopa Capemisa APLUB. Com Estádio talização e a Capemisa é uma empresa que cresce Boca do Lobo lotado de torcedores, foi realizado no muito a cada ano (48% só em 2013). “A APLUB semúltimo dia sorteios de carro e televisor. “Com este pre foi uma companhia de evento já começamos a inteponta em capitalização, o gração das marcas, com plaNada mais coerente e que a Capemisa precisava”, cas, balões, faixas, entrega de oportuno do que juntar nossas destacou Daniel Arena, subrindes, folders etc. Tudo leva forças, assim Capemisa e APLUB estão perintendente região sul e o nome de Capemisa APLUB”, fortes oferecendo os melhores centro-oeste da Capemisa. destacou Sandra. produtos para o segmento Para Laerte TaOs executivos tem se de seguros no Brasil vares, diretor comercial mostrado preocupados em da Capemisa, a fusão das empresas é muito posideixar as companhias mais acessíveis para os tiva não só para as próprias, mas também para o seus grandes parceiros, os corretores de segumercado em geral. “Nada mais coerente e oporturos. Facilidades no seguro de vida, como o prono do que juntar nossas forças, assim Capemisa e duto para PMEs que está muito mais ágil, entre APLUB estão fortes oferecendo os melhores prooutros, já existem. dutos para o segmento de seguros no Brasil”, comUm produto de sucesso que Arena, Fabiana pletou o executivo. e Sandra citaram é o Troco Torcedor Premiado que Na festa de confraternização de final de custa R$ 2,00 e ajuda o time do Internacional ou do ano da APLUB, o alto comando das duas empreGrêmio. Concorre-se a prêmios instantâneos ou pela sas, incluindo o presidente da Capemisa Seguraloteria federal. “A primeira edição foi vendida antedora José Augusto da Costa Tatagiba, se fizeram cipadamente antes mesmo do lançamento”, comenpresentes na Casa Vetro em Porto Alegre. Ficou tou sobre o sucesso do produto a diretora comercial clara para os funcionários e diretores presentes adjunta da APLUB, Fabiana Rivarol.

TEXTO: JÚLIA CARVALHO[JRS COMUNICAÇÃO] - FOTOS: LUIS HENRIQUE DA LUZ

58 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 59


60 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


2014: o ano da MetLife Os principais executivos da companhia no Brasil falaram sobre segmentação, novos produtos e importância do profissional corretor de seguros

A

nunca foi tão grande: “mensalmente temos pelo meMetLife atua desde 1999 nos de 5 a 6 executivos da matriz aqui no Brasil e, prinno Brasil e já passou por cipalmente na área de benefícios, temos trocado muita várias mudanças que parexperiência. Muita coisa que tem dado certo lá estatiram de lideranças de denmos trazendo para cá”. Ela contou ainda que o Brasil tro da própria companhia. continua sendo um oásis para investidores estrangeiSegundo a diretora comerros: “fica nítido quando temos uma reunião em home cial de benefícios Renata office que quando falamos que somos do Brasil todos Ferraz, os executivos têm querem falar conosco, querem entender o crescimento aproveitado a sua própria experiência para tornar a da classe C e D, como vendemos seguro para pequeseguradora não só lucrativa, mas sim cada vez mais nas e médias empresas e como o dental e o vida cresvoltada para o cliente e para o corretor de seguros. ceram mais de dois dígitos de um ano para o outro”. Em 2013 a seguradora conseguiu impleUm dos acontecimentos notáveis de 2013 mentar a segmentação, separando assim o setor foi que, apesar da crise, a MetLife comprou a Alico, e corporate do PME (pequenas e médias empresas). tornou-se assim a primei“Segmentamos para consera seguradora do mundo guirmos dar a devida atenfica nítido quando temos uma reunião em home office em benefícios. “O nosso ção ao corretor que é volque quando falamos que somos do Brasil todos querem conservadorismo nos fatado para o corporate, que falar conosco, querem entender o crescimento da classe voreceu, no final das conconsiste em maiores clienC e D, como vendemos seguro para pequenas e médias tas”, relatou Renata. tes, e também àquele que empresas e como o dental e o vida cresceram mais de Em 2014, a seé voltado para pequenas e dois dígitos de um ano para o outro guradora apresentará 16 médias empresas e indivinovos produtos individual”, complementa Renata. duais que poderão ser acoplados a vários combos, o A empresa é uma referência para o mundo que apoiará os corretores de seguros voltados para todo, em filmes hollywoodianos é comum aparecer pequenas e médias empresas. A ideia é entrar mais o logotipo no alto da matriz em Nova Iorque, e, separa o varejo, onde não havia uma segmentação gundo a diretora comercial de benefícios, a interface muito clara dentro da companhia, principalmente entre os executivos brasileiros e norte-americanos

TEXTO: JÚLIA CARVALHO - FOTOS: JÚLIA CARVALHO JRS@JRSCOMUNICACAO.COM.BR

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 61


em PMEs. “Estamos vindo com novidades, estes novos produtos individuais são justamente para pulverizar essa venda”, contou o diretor comercial corporativo, Gustavo Toledo. Quando o assunto é a importância do profissional corretor de seguros, os executivos são unânimes: é a principal e única fonte de distribuição dos serviços MetLife. A companhia tem trabalhado muito com pesquisas para trazer ao corretor não só produtos, mas também informações que ele possa utilizar para o cliente final, como por exemplo o que os funcionários dos clientes querem. A tecnologia tem sido utilizada para ajudar este profissional, todo o trabalho é voltado para facilitar. “Em 2014 vamos trabalhar muito com parceiros efetivos, este representante precisa ser uma extensão da companhia, como se fosse efetivamente uma filial”, afirmou Toledo. Presente em importantes polos, como a região de Caxias do Sul e Rio Grande, a multinacional possui um planejamento muito forte para trabalhar principalmente a questão das PMEs nessa região. “Nosso interesse é realmente buscar esses nichos

de mercado onde podemos ter uma abrangência maior dos nossos produtos”, declarou o superintendente comercial da MetLife, João Lewandowski. Preocupada com seu cliente final, a MetLife ajuda seus distribuidores (corretores) a encontrarem o produto certo para o cliente certo. “Estamos criando possibilidades maiores para que ele consiga encontrar o produto correto para cada cliente, a nossa ideia é proporcionar um produto específico para cada cliente da for-

62 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

ma que ele precisa”, complementou Lewandowski. O gestor principal no Rio Grande do Sul, Ricardo Bernardt, está confiante para com 2014: “Encerramos o ano de 2013 muito bem, com crescimento em todas as linhas de produto, firmando novas parcerias e atuando em novas regiões que nós não estávamos ainda com capilaridade para atuar, e hoje já estamos atuando forte na região sul e nordeste do estado, e agora também no Vale do Taquari, e isso tem nos dado uma capilaridade importante para apresentar aos corretores também destas regiões os nossos produtos, serviços e nosso diferencial de atendimento”, falou ele. O executivo ainda destacou que através da melhor distribuição que a companhia está proporcionando, o consumidor passa a entender melhor a importância de fazer seguro para a sua vida e sua família. “Nós temos um papel importante enquanto operadora tanto de vida, saúde, dental e previdência de levar ao consumidor estes produtos como diferencial e como agregador de valor tanto para o corretor de seguros do ponto de vista de negócio e como o consumidor final do ponto de vista de benefício”, finalizou Bernardt.


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 63


64 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 - 65


66 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br


Editor Chefe Jota Carvalho carvalho@jrscomunicacao.com.br Editoração Bruno Carvalho bruno@jrscomunicacao.com.br Diretora-executiva Ana Carvalho ana@jrscomunicacao.com.br Imagens Filipe Tedesco filipe@jrscomunicacao.com.br Júlia Carvalho julia@jrscomunicacao.com.br William Anthony william@jrscomunicacao.com.br Jornalista responsável Jota Carvalho - MTB 9916 Marcelo de Araújo - MTB 8096 Equipe de apoio Joana Carvalho Luis Henrique Cardoso da Luz Colaboradores Juelci R. Machado - Atuário e perito Valdir Brusch - Sindicalista e Securitário Cristiano Azevedo - Corretor de seguros Endereço Rua dos Andradas, 904/507 Cep: 90020-006 - Porto Alegre - RS 51 3286.2631 - 51 3072.2631 www.jrscomunicacao.com.br jrs@jrscomunicacao.com.br Tiragem Aproximadamente 30 mil leitores.

www.jrscomunicacao.com.br - Janeiro 2014 Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Setembro, 2013- 67 -3


68 - Janeiro 2014 - www.jrscomunicacao.com.br

Revista JRS - Janeiro  

Conheça as facilidades e preocupações na comercialização de seguros online

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you