Issuu on Google+

2º  Ciclo  em  Ensino  de  Educação  Física  nos   Ensinos  Básico  e  Secundário   A  Ap;dão  Física,  Ac;vidade  Física  e   Saúde  Instrumentos  de  avaliação       José Carlos Ribeiro FADEUP Centro  de  Inves;gação  em  Ac;vidade  Física  Saúde  e  Lazer  


O Índice de Massa Corporal é utilizado frequentemente como um indicador de sobrecarga ponderal ou excesso de peso. em que a utilização de pontos de corte reconhecidos internacionalmente (WHO, 1998) de 25 e 30 kg/m2 definem o excesso de peso e a obesidade nos adultos.

Peso(kg) IMC= 2 Estatura(m) Classificação

IMC (kg/m2)

Risco de comorbilidades

Valor normal

18.5 – 24.9

Baixo

Excesso de peso

≥25

Pré - obesidade

25 – 29.9

Aumentado

Obes. Classe I

30 – 34.9

Moderado

Obes. Classe II

35 – 39.9

Grave

≥40

Muito grave

!

Obes. Classe III

World Health Organization, 1998


Obesity Trends* Among U.S. Adults BRFSS, 1990, 1998, 2007 (*BMI ≥30) 1998

1990

2007

No Data

<10%

10%–14%

15%–19%

20%–24%

25%–29%

≥30%


Prevalência de IMC: 1995 e 2004 Mulheres 49.8

Homens

50.0

%

30.9

45.2

31.9 15.4

40.4 41.1

44.1

14.5

3.9 3.6

12.9

14.5

0.8 1.0

Baixo peso P. normal

Pré-obeso

Obeso

Baixo peso

P. normal

Pré-obeso

Mulheres & Homens 47.8

45.9

37.1

%

35.2

14.4 2.6

14.5

2.5

Baixo peso

P. normal

1995

Pré-obeso

2003/2004

Obeso

Obeso


50th Percentile

5th

95th


Ex: Jovem do sexo masculino com 14 anos, 1,75m e 70 kg 22.86

70 = 22.86 2 (1.75) Cole TJ, et al (2000); BMJ;320:1240-3.


33%

Prevalência (percentagem) de crianças com excesso de peso com idades entre os 7-11 anos, usando os pontos de corte recomendados pela International Obesity Task Force (excesso de peso inclui os obesos).

Lobstein & Frelut 2003 Obes. Rev. 4 195-200

Prevalência (percentagem) de crianças com excesso de peso com idades entre os 14-17 anos, usando os pontos de corte recomendados pela International Obesity Task Force (excesso de peso inclui os obesos).


Consumo  energé;co  e  sedentarismo  


•  Redução  de  peso  e  implicações  para  a  saúde  


Redução do peso

Melhoria da ApF Aptidão Redução do peso Cardiorespiratória

Melhoria da ApF Aptidão Cardiorespiratória


Ac;vidade  Física  vs  Exercício   • Ac;vidade  Física  (AF)  refere-­‐se  a  qualquer  movimento   corporal  produzido  pela  contracção  dos  músculos   esquelé;cos  e  que  aumente  substancialmente  o  dispêndio   energé;co.   • Exercício  define-­‐se  como  qualquer  movimento  corporal   planeado,  estruturado  e  repe;do  com  o  objec;vo  de   desenvolver  ou  manter  um  ou  mais  componentes  da  ApRdão   Física      


infância e adolescência Actividade Física

Actividade Física

Estatuto Saudável/Saúde

Estatuto Saudável/Saúde adulto


infância e adolescência Actividade Física

Actividade Física

Estatuto Saudável/Saúde

Estatuto Saudável/Saúde adulto


infância e adolescência Actividade Física

Actividade Física

Estatuto Saudável/Saúde

Estatuto Saudável/Saúde adulto


infância e adolescência Actividade Física

Actividade Física

Estatuto Saudável/Saúde

Estatuto Saudável/Saúde adulto


infância e adolescência Actividade Física

Actividade Física

Estatuto Saudável/Saúde

Estatuto Saudável/Saúde adulto


ALTERNATIVA       Inves;gar  a  relação  entre  ac;vidade  Ssica   durante  a  juventude  e  os  factores  de  risco   associados  a  doenças  crónicas  manifestados   na  idade  adulta  


Redução de peso e implicações para a saúde


Sentinel Physical Activity at Work and CHD Events per 1,000 man-years

Physical Activity at Work and CHD Events in 31,000 London Transport Workers

1.6

Drivers

1.4

Conductors

1.2 1.0

Physical Activity at Work and CHD Deaths in 6,451 Longshoremen

60 50

Medium

40

High

0.8

30

0.6

20

0.4

10

0.2 0.0

Low

Coronary occlusion

Death within 3 days of CHD event

0

CHD death

Sudden death

Morris JN et al. Lancet 1953;265:1111-1120. | Paffenbarger RS et al. N Engl J Med 1975;292:545-550.


RR ajustado de mortalidade por DCV em função da %MG e aptidão física Adj RR*

Fit

Unfit

5 *ajustado para a idade, ano de exame, consumo de tabaco e alcool e história familiar de dcv

4 3 2 1 0

<16%

Magro Lee CD et al. Am J Clin Nutr 1999.

16<25%

Normal Body Fat

≥25%

Obeso


Changes in Physical Fitness and CVD Mortality: ACLS 70

65.0

Mortality Rate

60

87 deaths in 9,777 men 4.9 years between exams

50 40

31.4

30

14.2

20 10 0

Unfit–Unfit

Unfit–Fit Fitness at Two Exams

Blair SN et al. JAMA 1995;273:1093-1098.

Fit–Fit


•   A  prá;ca  regular  de  ac;vidade  Ssica  tem  sido   associada  a  um  aumento  da  expecta;va  de  vida;   tem  sido  reconhecida  como  um  componente   importante  de  um  es;lo  de  vida  saudável;  e  a   uma  diminuição  no  risco  de  DCV.  


Métodos  de  Avaliação  da   Ac;vidade  Física  


Objec;vos  vs  Subjec;vos   Monitores/sensores  vs  Ques;onários         •  Os  resultados  não  são  influenciados  por  sen;mentos   pessoais,  interpretação,  ou  preconceitos;  baseados  em  factos   •  Os  dados  ob;dos  são  aspectos  externos  à  mente,  não   relacionados  com   o  pensamento  ou  sen;mentos  


Precisão

Calorimetria                    Àgua  Duplamernte  Marcada  (DLW)                                                                        Calorimetria  Indirecta                                                                                                                          Frequência  Cardíaca                                                                                                                                              Sensores  de  Movimento     Ques;onários    

Facilidade de Aplicação


O  que  é  um  método  objec6vo?     •  medida  numérica  de  um  parâmetro  fisiológico   •  Usado  para  quan6ficar  um  aspecto  da   ac6vidade  Esica:     •  •  •  •  • 

Dispêndio  de  Energia     Duração  da  ac6vidade     intensidade  da  ac6vidade   Presença  ou  ausência  de  ac6vidade  Esica   Posições  do  corpo  

•  Tipos  de  ac6vidades  -­‐  reconhecimento  de  padrões   •   Localização  da  ac6vidade  Esica  -­‐  GPS  


Aspectos  fundamentais  na  avaliação  da  AF   •  •  •  •  • 

Validade   Confiável   Precisão   Viabilidade   Adequação  para  avaliar  o  resultado   pretendido?  


Métodos  padrão  ou  de  referência   •  Água  duplamente  marcada   •  Calorimetria   –  Directa  à  Laboratório     –  Indirecta  à  Laboratório                      Portá;l  ou  de  terreno  


Calorimetria  Directa    

Mensuração  da  produção  de  calor   num  espaço  isolado     Vantagens:     Preciso     Desvantagens  :     Dispendioso   Requer  tempo   Requer  instalações  especiais   Necessita  de  pessoal   especializado   Não  permite  avaliar  diversas   pessoas  em  estudos   epidemiológicos.  


Calorimetria  indirecta   •  Alterações  observadas  no  oxigénio  e  dióxido   de  carbono  expirado  em  comparação  com  o  ar   ambiente  inspirado.   •  Usam-­‐se  equações  para   traduzir  o  VO2  em  DE.  


Calorimetria  Indirecta   •  VANTAGENS:     –  Preciso   –  Pode  ser  portá;l  

•  DESVANTAGENS:   –  Dispendioso   –  Requer  equipamento  e   pessoal  especializado   –  Eventual  necessidade  de   laboratório   –  Requer  calibração   individual.  


Inves6gação  Epidemiológica  da   Ac6vidade  Física    

•  Acelerometria   •  Monitorização  da   Frequência  cardíaca   •  Pedometros   •  Observação  Directa   •  Reconhecimento  de   padrões   •  Monitores  combinados   •  GPS  


ACELEROMETRIA   •  Vantagens   –  Objec;vo   –  Rela;vamente  barato     –  rela;vamente  fácil  usar     –  Influencia    minimamente  o  comportamento  dos   par;cipantes   •  Desvantagens   –  Validade  variável  (r=-­‐0.09  to  0.87)   –  Precisão  limitada  em  ac;vidades  não  ambulatórias   –  Grande  variação  de  equações  de  predição  do  DE   •  Método  objec6vo  mais  frequentemente  u6lizado  


Ac;graph  GT1M  e  GT3Xs   • 

CARACTERÍSTICAS   –  de  pequenas  dimensões       –   Ligação  directa  por  usb           –   bateria  recarregável                 –   capacidade  de  armazenamento  segura  e  ampla           –   dispêndio  energé6co             –   Steps   –  Distância  percorrida     –  Níveis  de  ac6vidade  


Assim  como  resumo  rela;vamente  ao  modelo   Ac;graph™  podemos  apresentar   • 

vantagens  :     –  i)  medir  o  movimento  corporal;     –  ii)  avaliar  rela;vamente  bem  a  inac;vidade;     –  iii)  apresenta  correlações  moderadas  a  altas  com  o  dispêndio  energé;co  da  AF   durante  a  corrida  e  a  marcha  (frequentes  no  quo;diano).    

• 

Como  desvantagens  deste  modelo  podemos  referir  que:     –  i)  os  resultados  apresentados  (counts)  nem  sempre  são  compreensíveis  para  a   população  em  geral;     –  ii)  não  existe  uma  relação  universal    entre  os   counts  e  o  dispêndio   energé;co  da  AF  em  dis;ntas  ac;vidades;     –  iii)  andar  de  bicicleta,  nadar,  transportar  pesos,  ou  subir  planos  inclinados  são   AF  subes;madas  com  a  generalidade  das  equações;     –  iv)  a  generalidade  destes  monitores  não  são  à  prova  de  água;     –  v)  os  cintos  de  transporte  do  aparelho  podem-­‐se  tornar  incomoda;vos  para   algumas  pessoas  e  levar  ao  esquecimento  de  os  recolocar;     –  vi)  períodos  em  que  o  acelerómetro  não  seja  usado,  são  por  vezes  diSceis  de   reconhecer.  


Sono  


Dispêndio  Energé;co  Por  dia  


Padrões  de  ac;vidade  Ssica/dia  


ACTITRAINER   •  O  Ac6Trainer  é  o  resultado  da  combinação  do  monitor  de   a6vidade  Esica  Ac6Graph  e  a  Polar  ®,  líder  mundial  em   monitoração  da  freqüência  cardíaca.  O  Ac6Trainer  conta   com  uma  ligação  USB  semelhante  ao  de  uma  unidade  flash   USB,  que  vai  funcionar  como  uma  porta  de  descarga,  bem   como  um  conector  para  a  bateria  recarregável.  Também   apresenta  um  display  LED  orgânico  com  uma  lente  de   proteção  e  dois  botões  para  usar  a  deslocação  e  a  seleção  de   itens  de  menu.  O  Ac6Trainer  é  vendido  em  conjunto  com  o   cinto  da  Polar  ®  e  um  estojo  de  protecção  com  um  cinto   integrado  


•  Caracterís6cas  

–  visualização  em  tempo  real.   –  Dispêndio  energé6co   –  Frequência  Cardíaca  com  o  Polar   –  Counts   –  Steps   –  Distância  percorrida   –  Níveis  de  ac6vidade   –  Padrões  de  ac6vidade  Esica  

 


ACTIHEART   •  O  Ac6heart  é  um  disposi6vo  inovador   notavelmente  compacto  que  regista  a   ac6vidade  Esica  e  frequência  cardíaca  com   um  alto  nível  de  precisão.  Níveis  de  gasto   calórico  podem  ser  determinados  usando  as   informações  adquiridas  pelo  disposi6vo.   .    


MONITORIZAÇÃO  DA  FREQUÊNCIA  CARDÍACA     •  Vantagens   –  Avaliação  precisa  da  frequência  cardíaca   –  Relação  linear  com  o  VO2  a  níveis  de  dispêndio  energé;co  elevado  

•  Desvantagens   –  –  –  – 

Interferência  de  outros  aparelhos  que  gerem  electricidade   Custo  elevado  para  o  par;cipante   Variabilidade  individual  na  FC   A  níveis  reduzidos  de  dispêndio  energé;co  apresenta  algum  erro  de   es;ma;va.  


Onde  está  a  Intensidade  do  Exercício?   60%  -­‐  80%  FCT   Karvonen   FCT=(FCMax.-­‐FCRep)*%Esf+FCRep.   Ex:  [(220-­‐20)  –  70]*60%  +  70   FCT=  148  BPM  


WM  21/22  –  41/42   Controle  o  seu  peso  com  sucesso  e  acompanhe  o  seu  progresso  com  o  novo   polar  WM-­‐22.       Funções  para  emagrecimento:   Diário  de  exercícios:  informa  o  total  de  calorias  gastas  durante  varias  sessões  de   exercícios  e  grava  o  consumo  de  calorias  das  ul;mas  26  semanas.   Programa  controle  de  peso:  quantas  calorias  consumir  e  quantas  queimar  através   de  exercícios  para  alcançar  o  peso  ideal  em  um  tempo  es;mado.   Own  Cal:  mostra  o  consumo  calórico  durante  sua  ac;vidade  Ssica.  

    Funções  para  pra6ca  despor6va:   Frequência  cardíaca:  média  da  frequência  cardíaca  e  o  tempo  total  de  exercícios   Zona  alvo  com  alarme  sonoro   Resistente  a  50m  de  profundidade  


Principais Funções

Polar Weight Management Program™ Programa pessoal para controlo de peso, o qual o ajuda a perder e manter seu peso Program Update Actualizador de Programa. "Lembrador" para inserir o seu peso diariamente e para actualizar o Programa de Controlo Peso semanalmente Weight Diary Diário de Peso. Insira e monitoriza o peso actual, comparando-o com a meta de peso desejado Exercise Diary (Diário de exercícios) Monitoriza a quantidade de calorias despendidas durante as sessões de exercícios, comparando-as com os objectivos semanais. Nutrition Diary Insira e monitoriza as calorias ingeridas comparando-as com a sua meta diária Polar OwnCal® Conta as calorias queimadas durante o exercício Faster OwnZone® (basica) Determina os limites de frequência cardíaca para uma sessão de exercícios em apenas 5 minutos.


PEDÓMETROS  


Yamax    POWER  WALKER  can  be  used  in  the  pocket   or  bag  because  it’s  the  first  pedometer  in  the   world  that  installed  “  3D  Accelerometer  Sensor   ”.  


Tanita   Pedometers count the number of steps taken and may have additional features such as calories burned and distance travelled. As the unit fits comfortably and discreetly onto your waistband or belt you can almost forget you are wearing it.

SyncWalk Pedometer

SyncWalk emits a pulsating beep to help keep a consistent pace while walking or jogging Increase or decrease the intensity of the workout (from 50 - 250 beats per minute) Easy to operate and read Includes neck strap, 12 hour clock and stopwatch function


Omron       The Omron Digital Premium Pedometer features advanced technology, which provides added durability and flexibility to count steps at all positions perpendicular to the ground. This feature allows the user to place the pedometer in a pocket, bag or clip it to a belt.

Omron's Weight Management products help you monitor progress in achieving a healthier, more active lifestyle. Whether your goal is to maintain or improve overall health, lose weight or get more energy in your daily life, physical activity is essential to staying healthy .

Omron- Walkinstyle HJ113


Kenz  Lifecorder  Ex   •   número  de  Steps       • Níveis  de  ac;vidade  em  intervalos   de  4  segundos     • Tempo  acumulado  de  AF   • DE  diário       • DE  por  ac;vidades       • 7-­‐dias  de  apresentação  no  visor      

•  200-­‐dias  de  memória  para   descarregar  para  o  PC       •  Cálculo  da  Taxa  Metabólica  Basal   Basal     •  Inserção  dos  dados:  idade,  sexo,   estatura  e  peso     •  Registo  de  eventos  para  indicação   de  AF  específicas,  medicação,   alimentação,  etc.     •  Ligação  USB  para  downloads  para   PC  


Kenz  Lifecorder  Ex  


Recomendações para Crianças e Adolescentes

•  Amostra internacional (EUA, Suécia, Austrália) 995 raparigas, 959 rapazes, 6-12 anos •  12000 passos/dia para raparigas (≥6km) •  15000 passos/dia para rapazes (≥7.5km) Tudor-Locke e col., Preventive Medicine, 2004


•   Uma   revisão   sistemá6ca   de   32   estudos   empíricos   sugerem  que  podemos  esperar  12,000-­‐16,000  passos  /   dia   para   crianças   entre   os   8-­‐10   anos   (menor   para   meninas   do   que   meninos);   7,000-­‐13,000   passos   /   dia   rela6vamente   aos   adultos   saudáveis   mais   jovens,   (menores   para   as   mulheres   do   que   os   homens);   6,000-­‐8,500   passos   /   dia   para   idosos   saudáveis   e   3,500-­‐5,500   passos   /   dia   para   indivíduos   com   deficiência   e   doenças   crônicas.   Estas   recomendações   preliminares  devem  ser  modificadas  e  refinadas,  com  o   acumular  de  experiências  no  uso  pedômetros.   Tudor-Locke, et al (2002); Diabetes Research and Clinical Practice, 55(3)


<5000 passos/dia “sedentário”

< 2 500 m

5000-7499 passos/dia “pouco activo”

< 3 750 m

7500-9999 passos/dia “moderadamente activo” >10000 passos/dia “activo”

≥5 000 m

>12500 passos/dia “muito activo”

≥6 250 m

Tudor-Locke & Bassett, Sports Medicine, 34(1), 2004


Sumário   •  Vantagens  dos  Pedometros   –  Baratos  €15-­‐50€   –  Objec;vos  

•  Desvantagens  

–  Apenas  indica  a  ac;vidade  de  caminhada  ou  corrida   –  Não  considera  o  tamanho  da  passada  ou  frequência   –  Não  se  pode/deve  considerar  o  registo  diário  dos   par;cipantes  

•  Principais  u6lizações   –  Vigilância  da  AF   –  Mo;vação   –  Estudos  descri;vos  


Observação  Directa   •  Vantagens:  

–  visão  altamente  detalhada  da  a6vidade  Esica   –   Especialmente  ú6l  em  crianças  

•  Desvantagens:  

–  Requer  tempo  e  esforço  consideráveis   –   Dificuldade  em  grandes  estudos    

•  U6lizações  principais:  

–  AF  por  um  período  específico  de  tempo   –  O  critério  para  validar  monitores  da  a6vidade  Esica   (especialmente  para  crianças)  e  para  monitores   posicionais  


IDEEA  MINISUN   •Intelligent device for Energy Expenditure and Activity •Accurately detected type, intensity, gait type and duration of PA (Zhang et al.,2003) •Accurately estimated free-living PAEE (Zhang et al., 2004)


SenseWear  

MEDIÇÕES: • Movimento • Temperatura corporal • Resposta galvânica (eléctrica) da pele • Fluxo de temperatura • Temperatura ambiente (redor do corpo) • Gravação de eventos


SenseWear   Vantagens • Não invasivo • Facilidade de uso (para o investigador e o voluntário) Desvantagens: • Relativamente caro • Não avalia a frequência cardíaca • Pouco discreto


GPS  

• Rede de satélites • Usa a triangulação de satélites para obter o posicionamento • Precisão em alguns casos até 4 m com os 3 satélites • Pode calcular velocidade e distância


Considerations • Validity • Accuracy and cost • What data is required? • Population • Situation • Length of time


VitalJacket  


3:1 Ingestão 3000 Kcal Dispêndio energético 1000 Kcal


Ingestão 2100 Kcal Dispêndio 300 kcal

7:1


Actividade Física 3000kcal d-1 vs 1000kcal d-1 3:1

2100kcal d-1 vs 300kcal d-1 7:1

700kcal d-1- 300kcal d-1 = 400kcal d-1


•   Qual   a   quan;dade   de   calorias   que   o   nosso   corpo  gasta  em  Ac;vidade  Física?   •   Depende  do  peso  corporal  do  indivíduo  e  da   velocidade  da  caminhada.  


Peso em Kg 60

70

80

90

100

110

120

Lento (<5km/h)

3.6

4.2

4.8

5.4

6.0

6.6

7.2

Brisk (5-6km/h)

4.8

5.6

6.4

7.2

8.0

8.8

9.6

Rรกpido (>5km/h)

5.4

6.3

7.2

8.1

9.0

9.9

10.8

Lento

108

126

144

162

180

198

216

Brisk

144

168

192

216

240

264

288

Rรกpido

162

189

216

243

270

297

324

Lento

216

252

288

324

360

396

432

Brisk

288

336

384

432

480

528

576

Rรกpido

324

378

432

486

540

594

648

1 minuto

30 minutos

1 Hora

www.polarpersonaltrainer.com


Fisiologia  do  ganho  de  peso  

Ingestão Energética

Dispêndio Energético

Termogénese alimentar Exercício Metabolismo Basal


Para perder 0,5Kg ≅ 3500kcal Máx. 1kg/sem.

10 minutos para comer

AF moderada (5km/h) 45-90 486 kcal

40-80 460 kcal 437 kcal

324 Kcal 162 kcal

1 Hamburguer + 1 Nata = 648 kcal 10 semanas à 1kg aumento

35-75 30-60 15-30


Vantagens do uso do MET: Advantages of MET : Standardisation –  –  –  – 

Multiple of RMR (Resting Metabolic Rate) One Met : RMR estimated at 3.5 ml of O2/kg/min (Energy equivalent of 20.3 kJ) •1 kcal/kg/hour

•Disadvantages : Inter-individual variability not taken into account –  RMR –  Energy expenditure for a given activity  


Dispêndio energético alvo associado ao exercício

Objectivos 1000 Kcal (4200 KJ)/semana (limite inferior com benefícios) Progredir para 300 a 400 Kcal/dia 2000 Kcal/semana para redução e/ou manutenção de peso 200-300 min/semana


Método de cálculo do custo calórico do exercício (baseado na intensidade absoluta em METS) Exemplo Sujeito pesando 90Kg e actividade de marcha prescrita com intensidade de 4 METS em 5 d/semana Dispêndio semanal alvo 1000 Kcal Kcal.min-1 = (METS x 3,5 ml.Kg-1.min-1 x Peso em Kg) / 200 Kcal.min-1 = (4 x 3,5 x 90) / 200 Kcal.min-1 = 1260 / 200 Kcal.min-1 = 6,3 min por semana =1000 Kcal / 6,3 = 159 min 159min / 5d = 32 min/d

ACSM (2006). Guidelines for Exercise Testing and Prescription. 7th Edition, Philadelphia: Linppincott Williams & Wilkins


Método de cálculo do custo calórico do exercício (baseado na intensidade absoluta em METS) Exemplo Sujeito pesando 90Kg e actividade de marcha prescrita com intensidade de 4 METS em 5 d/semana Dispêndio semanal alvo 2000 Kcal Kcal.min-1 = (METS x 3,5 ml.Kg-1.min-1 x Peso em Kg) / 200 Kcal.min-1 = (4 x 3,5 x 90) / 200 Kcal.min-1 = 1260 / 200 Kcal.min-1 = 6,3 min por semana =2000 Kcal / 6,3 = 318 min 318min / 5d = 64min/d

ACSM (2006). Guidelines for Exercise Testing and Prescription. 7th Edition, Philadelphia: Linppincott Williams & Wilkins


METs

Actividade

1,0

Deitado ou sentado em total repouso, não fazendo nada, deitado na cama acordado, etc.

2.0 3,0 3,5 3,8 5-6

Caminhar a <3,2 km/h em plano horizontal Caminhar a 4 km/h Step (10cm), 20 degraus por minuto Caminhar a ≈ 5 - 6 km/h, em plano horizontal Caminhar a 6,4 km/h em plano inclinado (lig), Ginástica aeróbica, baixo impacto; bicicleta estacionária a 100 watts; bicicleta (outdoor) 16 a 19 km/h

NSCA s (2004); ACSM (2006)


Prescrição para Aptidão Cardiorespiratória ACSM (2006) 40% / 50% VO2R VO2Reserva = (VO2máx. – VO2repouso) *%I+ VO2repouso

85% VO2R 40% / 50% FCR FCReserva = (FCmáx. – FCrepouso) *%I+ FCrepouso

85% FCR 64% a 70% da FCM FCMáx. ACSM - (220-idade) (sd±10-12bpm) Tanaka (208-0,7*idade)

94% da FCM


Onde está a Intensidade do Exercício? 50% - 85% VO2R VO2Reserva = (VO2máx. – VO2repouso) *%I+ VO2repouso Ex: VO2máx. =30

ml.kg-1.min.-1

– VO2repouso=3,5

ml.kg-1.min.-1

Intensidade = 40% VO2Reserva (30 – 3,5)*40% + 3,5 Zona de treino de 40%VO2R =14,1

ml.kg-1.min.-1

(4 METs)


Exemplo para a caminhada Cálculos metabólicos VO2

(ml.kg-1.min.-1)

= (0,1*V) + (1,8*V*Inc) + 3,5

V = velocidade m.min-1 Inc = percentagem de inclinação expressa em fracção 14,1 = (0,1*V) + (1,8*V*0) + 3,5 V = (14,1 – 3,5) / 0,1

V = 106 m.min-1

ACSM (2006)

V ≈ 6,4 Km.h-1


Onde está a Intensidade do Exercício? 50% - 85% FCT Karvonen FCT=(FCMax.-FCRep)*%Esf+FCRep. Ex: Idade=40 anos – FCRep=70 Intensidade=60% [(220-20) – 70]*50/85% + 70 FCT= 125 – 164 BPM


Sessão de Treino Frequência Cardíaca de Reserva 200 FCM = 180 bpm

180

85% FCR = 164 bpm

160 140 120

50% FCR = 125 bpm

100

Zona alvo da FC

80

Verificar FC

60

10 Início do exercício

20

30

40

50 Fim do exercício


Equivalentes na prescrição do exercício quando se usa a %VO2R, a %FCR, a %FCMáx. e a ESE %VO2R

%FCR

%FCMÁX

RPE (ESE)

40%

40%

64%

12

50%

50%

70%

13

60%

60%

77%

14

70%

70%

84%

15

80%

80%

91%

16

85%

85%

94%

17

Swain e Leutholtz, 2007


caminhada

corrida

bicicleta

Step

•  VO2= 3.5 +0.1(speed)+1.8(speed)(grade)

•  VO2= 3.5 +0.2(speed)+0.9(speed)(grade)

•  VO2= 3.5 +3(work rate)/(body mass)

•  VO2= 3.5 +0.2(SR)+2.4(SR)(step height) Speed=m.mim; work rate=kg.m.min.; bodymass=kg; SR (stepping rate)=steps.min.; Step height=m


exemplo •  Instrutora de step com 45 anos. Durante a aula lidera os alunos com uma cadência completa de 20 “steps/min.”. Para tal usa um step com 20 cm de altura. Sabendo que ela pesa 63 kg, qual o total do DE da aula de 50 minutos?


•  Peso 63 kg •  Step 20 cm =0.20m •  Cadência 20 steps/min = 80 BPMs •  VO2= 3.5 +0.2(SR)+2.4(SR)(step height) •  VO2= 3.5 +0.2(20)+2.4(20)(0.20) •  VO2= 3.5 + 4.0 + 9.6 •  VO2= 17.1 ml.kg.min.-1


•  Peso 63 kg •  Step 20 cm =0.20m •  Cadência 20 steps/min = 80 BPMs •  VO2= 3.5 +0.2(SR)+2.4 (SR)(step height) •  VO2= 3.5 +0.2(20)+2.4 (20)(0.20) •  VO2= 3.5 + 4.0 + 9.6 •  VO2= 17.1 ml.kg.min.-1

•  Kcal= LO2x5 kcal •  17.1*63*50=53 865 ml •  53,87 LO2*5 •  269,3 Kcal


So, what is more clinically importantâ&#x20AC;Ś Fitness or Fatness?


Answer:

Itâ&#x20AC;&#x2122;s IRRELEVANT! Because the treatment for low fitness and increased weight is the same:

Increase physical activity


Prescrição da AF para adultos 100 80 60 40 20 0

SG R

A C SM

IOM

I A SO

(1 9 9 6 )

(2 0 0 1 )

(2 0 0 2 )

(2 0 0 3 )

SGR (1996): United States Departement of Health and Human Services. Physical Activity and Health: A report of the Surgeon General, 1996; ACSM (2001) American College of Sports Medicine, 2001; IOM (2002) Institute of Medicine, 2002; IASO (2003): Saris, W. H., S. N. Blair, et al. (2003). "How much physical activity is enough to prevent unhealty weight gain? Outcome of thr IASO 1st stock conference and consensus statement." Obesity Reviews 4: 101-114.


Guidelines for healthy adults under age 65 Basic recommendations from ACSM and AHA (2008): Do moderately intense cardio 30 minutes a day, five days a week Or Do vigorously intense cardio 20 minutes a day, 3 days a week And Do eight to 10 strength-training exercises, eight to 12 repetitions of each exercise twice a week. Moderate-intensity physical activity means working hard enough to raise your heart rate and break a sweat, yet still being able to carry on a conversation. It should be noted that to lose weight or maintain weight loss, 60 to 90 minutes of physical activity may be necessary. The 30-minute recommendation is for the average healthy adult to maintain health and reduce the risk for chronic disease.


Tips for meeting the guidelines With busy work schedules, family obligations, and packed weekends, it can often be difficult to get the recommended amount of physical activity. Try these tips for incorporating exercise into your life: * Do it in short bouts. Research shows that moderate-intensity physical activity can be accumulated throughout the day in 10minute bouts, which can be just as effective as exercising for 30 minutes straight. This can be useful when trying to fit physical activity into a busy schedule. * Mix it up. Combinations of moderate- and vigorous-intensity physical activity can be used to meet the guidelines. For example, you can walk briskly for 30 minutes twice per week and jog at a higher intensity on two other days.


Tips for meeting the guidelines * Set your schedule. Maybe it’s easier for you to walk during your lunch hour, or perhaps hitting the pavement right after dinner is best for you. The key is to set aside specific days and times for exercise, making it just as much a regular part of your schedule as everything else. * The gym isn’t a necessity. It doesn’t take an expensive gym membership to get the daily recommended amount of physical activity. A pair of athletic shoes and a little motivation are all you need to live a more active, healthier life. * Make it a family affair. Take your spouse, your children, or a friend with you during exercise to add some fun to your routine. This is also a good way to encourage your kids to be physically active and get them committed early to a lifetime of health.


•   As  crianças  acima  dos  2  anos  de  idade   deverão  par;cipar  em  ac;vidades  Ssicas   moderadas  a  vigorosas  durante  pelo   menos  30  minutos  durante  a  maioria  dos   dias,  e  preferencialmente  todos  os  dias  da   semana   Sallis e Patrick, (1994)


•   Biddle  e  col.  (1998)  sugerem  uma  hora  por  dia   de  ac;vidade  Ssica  pelo  menos  moderada,  em   que  pelo  menos  dois  desses  dias  incluíssem   exercícios  que  desenvolvessem  a  força   muscular,  a  flexibilidade  e  a  saúde  óssea.    


Illustration of the notion of a healthy body weight seated between the risks of excess weight gain and excess weight loss

Hunger REE Fat oxidation Immunity Stress

Diabetes Insulin Plasma lipids Blood pressure Healthy body weight

Body weight (unitless)

From Tremblay, A. and Doucet, E., Obes Rev (2000).


Actividade FĂ­sica


FITNESSGRAM® Avaliação da aptidão física referenciada a critérios de saúde q  Aptidão aeróbia q  Composição corporal q  Força e resistência muscular q  Flexibilidade CD com cadências e músicas para aplicação de testes


The FITNESSGRAM Assessment ►  Aerobic Capacity PACER One Mile Run-Walk Walk Test (age 13+)


FITNESSGRAM® q Aptidão aeróbia v Vaivém (20MSRT) v Corrida 1 milha v Marcha


Aptid茫o Aer贸bia X

X

X

X

X

X

X

X

X X

20 m

X X

X

X

X

X X

X

X

X X

X

X X


FITNESSGRAM® q Aptidão aeróbia v Vaivém (20MSRT) v Corrida 1 milha v Marcha


Gabinete de Recreação e Tempos Livres

Identificação Nome:_____________________________________ Data de Nascimento : ____ / ___ / _____ Antropometria

Sexo :

Masc.____

Fem.____

Data de Observação ___ / ___ / ____ Função Muscular Força Abdominal

1ª Med.

2ª Med.

Média

1ª Med.

2ª Med.

Média

Peso

_____

_____

_____

_____

_____

_____

Altura

_____

_____

_____

Tricipital

_____

_____

_____

1ª Med.

2ª Med.

Média

Subescapular

_____

_____

_____

_____

_____

_____

Abdominal

_____

_____

_____

Geminal

_____

_____

_____

1ª Med.

2ª Med.

Média

Bicipital

_____

_____

_____

_____

_____

_____

Supraíliaca

_____

_____

_____

Supraespinal

_____

_____

_____

1ª Med.

2ª Med.

Média

Crural

_____

_____

_____

___/___

___/___

___/___

7 14 21 28 35 42 49 56 63 70 77 84 91 98 105

1 8 15 22 29 36 43 50 57 64 71 78 85 92 99

Capacidade Aeróbia : Vai- Vem 1ª Medição 1 2 3 4 5 8 9 10 11 12 15 16 17 18 19 22 23 24 25 26 29 30 31 32 33 36 37 38 39 40 43 44 45 46 47 50 51 52 53 54 57 58 59 60 61 64 65 66 67 68 71 72 73 74 75 78 79 80 81 82 85 86 87 88 89 92 93 94 95 96 99 100 101 102 103

6 13 20 27 34 41 48 55 62 69 76 83 90 97 104

Força e Flexibilidade do tronco

Força e Resistência Superior

Flexibilidade

2 9 16 23 30 37 44 51 58 65 72 79 86 93

100

3 10 17 24 31 38 45 52 59 66 73 80 87 94 101

2ª Medição 4 5 11 12 18 19 25 26 32 33 39 40 46 47 53 54 60 61 67 68 74 75 81 82 88 89 95 96 102 103

6 13 20 27 34 41 48 55 62 69 76 83 90 97 104

7 14 21 28 35 42 49 56 63 70 77 84 91 98 105


FITNESSGRAM® q Composição corporal v Medição das pregas de adiposidade v Índice de massa corporal


% Massa Gorda


% Massa Gorda


FITNESSGRAM® q Composição corporal v Medição das pregas de adiposidade v Índice de massa corporal


The FITNESSGRAM Assessment ►  Body Composition Percent Body Fat from Skinfold Measurements Percent Body Fat from Bioelectric Impedance Analysis (BIA) Device Body Mass Index from Height and Weight


FITNESSGRAM® "   Força abdominal e resistência "  Abdominais

"   Força e flexibilidade do tronco "  Extensão do tronco

"   Força superior "  Extensões de braços "  Flexões de braços em suspensão modificado "  Flexões de braços em suspensão "  Flexão de braços em suspensão

"   Flexibilidade "  Senta e alcança (alternado) "  Flexibilidade de ombros


The FITNESSGRAM Assessment ►  Muscle Strength, Endurance & Flexibility Abdominal – Curl-up Trunk Extensor – Trunk Lift Flexibility – Back saver Sit and Reach or Shoulder Stretch Upper Body – 900 Push-up, Modified Pull-up, Flexed Arm Hang


Back

Abdominal Strength u Curl-up


Força e Resistência Abdominal

75 cm x 11,5 cm + 9 anos

75 cm x 7,5 cm 5 – 9 anos


Força e Resistência Abdominal •  Objectivo –  Completar o maior número possível de repetições, num máximo de 75

•  Instruções –  Joelhos a 140º –  Decúbito dorsal –  Executar ao ritmo da cadência musical –  20 repetições por minuto –  Quando ocorrer 2ª incorrecção é interrompido


Flexibilidade e Forรงa do Tronco


Flexibilidade e Força do Tronco Objectivo

Elevar a parte superior do corpo 30 cm a partir do solo e manter essa posição até se efectuar a medição

•  Instruções –  Decúbito ventral –  Pés em extensão e mãos debaixo das coxas –  Manter olhar focado num ponto no colchão –  Elevar troco do chão de forma lenta e controlada, e manter o suficiente para a medição –  2 tentativas conta o melhor resultado


Forรงa Superior


Back

Upper Body Strength u 900 Push-up


Força Superior •  Objectivo –  Completar o maior número possível de extensões de braços, com uma determinada cadência

•  Instruções –  Decúbito ventral –  Flecte os membros superiores pelo cotovelo a 90º –  Mãos por debaixo dos ombros –  Membros inferiores em extensão a apoiado na ponta dos pés –  Manter costas e pernas alinhadas –  20 extensões por minuto


Back

Trunk Extensor Strength u Trunk Lift


Flexibilidade •  Objectivo –  Alcançar a distância especificada na zona saudável para lado direito e esquerdo

•  Instruções –  Descalço e junto à caixa –  Perna estendida e o pé apoiado na extremidade da caixa –  O outro joelho fica flectido e com o pé apoiado no chão e afastado do outro joelho (5 a 8 cm) –  Braço estendidos e mãos colocadas por cima da fita, tentando alcançar a maior distância possível –  Marca de 22,5 cm ao nível da ponta da caixa, com o zero mais próximo do aluno


Flexibilidade u Back Saver Sit-and-Reach


Flexibilidade


The FITNESSGRAM Reports


Aula de Tópicos