Page 1

MAGAZINE SAÚDE HUMANA E REABILITAÇÃO | #5 | Maio 2016

Osteopatia - Cefaleia Tensional Fome Emocional - Um prato de Sentimentos O que é a Mesoterapia?


2 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Áreas da FISIOMADEIRA Treino Acompanhado Patrocínios Fisiomadeira Enfermagem Medicina Desportiva Dicas Saudáveis Aulas/Ginásio Osteopatia Fisioterapia Bem-Estar Parcerias Recursos Humanos Psicologia

O nosso sucesso advém do nível de qualidade dos nossos serviços. Orgulhamo-nos do atendimento e serviço prestados pelos nossos profissionais.


Já conhece a nossa revista? MAGAZINE SAÚDE HUMANA E REABILITAÇÃO | 2016

Faça a sua assinatura mensal

por apenas 2,50€*

*assinatura online com acesso a promoções exclusivas

Ouvi-lo e responder às suas necessidades específicas de forma profissional e eficiente são, para nós, uma forma de vida!


Os nossos serviços - Fisioterapia - Massoterapia - Ginásio de Reabilitação - Treino Funcional - Mesoterapia Homeopáca - Massagem An Celulite - Drenagem Linfáca - Osteopaa - Exames Médico Despoivos - Fisioterapia ao Domicílio

Avenida Arriaga nº 75, Edf. Monumental Infante 1º Andar Sala 106 9000-060 Funchal Telf.: 291 629 000 Telm.: 910 551 970 • 964 967 453 geral@fisiomadeira.pt | www.fisiomadeira.pt


5 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Dicas saudáveis Morangos

Um cocktail de fibras, vitaminas e minerais Os morangos são especialmente saudáveis para as mulheres porque lhes dão uma sensação de tranquilidade e bem-estar, já que ajudam a reduzir o stress e a aliviar as dores menstruais.

Extremamente refrescantes, aromácos e saborosos, do ponto de vista nutrivo oferecem um sem fim de benefícios e muito poucas calorias. Destaca-se ainda o seu poder depuravo e redutor da tensão, para além de ajudarem a combater os transtornos hormonais. Estas são as principais vantagens nutrivas dos morangos: - São tonificantes, diurécos e laxantes, por isso aliviam os transtornos digesvos, como a gastrite ou gastroentrite; - Regulam as funções nervosas e endócrinas do organismo; - Têm propriedades bactericidas e desinfetantes; - Possuem ação ancoagulante e an-inflamatória; - Intervêm na estabilidade das células sanguíneas e na feilidade; - São excelentes para o reumasmo e a gota; - Exercem um efeito hipotensor, que ajuda a regular a tensão aerial; - Foalecem os ossos, o cabelo e a pele.


6 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Dicas saudáveis Vitamina C Ao contrário de algumas espécies animais, o ser humano não consegue sintezar esta vitamina, sendo maioritariamente obda pela alimentação e suplementos vitamínicos. Esta vitamina tem duas formas biologicamente avas – o ácido L-ascorbico e o ácido L-dehidroascorbico.

A vitamina C desempenha várias funções: - Função anoxidante, prevenindo a peroxidação dos ácidos gordos polinsaturados e protegendo as membranas celulares da ação prejudicial dos radicais livres; - Produção de colagénio (substância de natureza proteica intercelular que dá estrutura aos músculos, tecidos vasculares, ossos e cailagens); - Potenciação da absorção de ferro dos alimentos, sendo poanto impoante em situações de anemia; - Promoção da resistência a infeções através do papel que desempenha na avidade dos leucócitos, produção de interferão, processo de reação inflamatória e integridade das membranas mucosas.


7 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Dicas saudáveis Vitamina C Fontes alimentares: Couve-galega, Couve Bruxelas, Agrião, Grelos, Couve-flor, Kiwi, Papaia, Couve lombarda, Laranja, Limão, Morango, Tangerina, Brócolos, Pimento, Couve pouguesa, Couve branca, Clemenna, Nectarina, Framboesa, Batata-doce, Alho – francês, Alho, Batat

Carência Inicialmente, os sintomas que evidenciam carência desta vitamina são: fadiga, anorexia, sonolência, insónia, irritabilidade, diminuição da função imunitária e petéquias (pontos vermelhos na pele). A patologia que uma deficiência de vitamina C prolongada provoca denomina-se escorbuto. Esta patologia caracteriza-se pelo "enfraquecimento" das estruturas de colagénio (tecido que liga as células), o que origina hemorragias abundantes e queda dos dentes. O escorbuto infanl provoca malformações ósseas.


8 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

O que Ê a Mesoterapia? A Mesoterapia Homeopåca consiste na administração subcutânea de doses reduzidas de medicamentos homeopåcos (naturais) em pontos concretos, atravÊs de uma agulha pequena e muito fina, que vai esmular a capacidade de reacção do organismo. Estas microinjecçþes são feitas a pouca profundidade (3 a 8 ) e em vårios pontos determinados pela patologia em causa, de forma a actuar directamente nos tecidos afectados e a esmular a reacção mesodÊrmica (e por vezes o metamero com ele relacionado). Torna-se assim óbvia a sua ulidade em patologias onde a chegada ao local dos homeopåcos por via geral Ê mais difícil, como Ê o caso das lipodistrofias (celulites), e em processos inflamatórios com compromemento circulatório regional, frequente nas patologias reumasmais e traumatológicas. São aliås estes campos: a reumatologia, a traumatologia e a dermatologia, na sua veente estÊca (celulite, obesidade, estrias, etc),aqueles em que se obtêm melhores resultados com a mesoterapia homeopåca. A vantagem fundamental deste po de mesoterapia em relação à alopåca (produtos químicos), Ê que com a mesoterapia homeopåca podem-se realizar tratamentos por um período de tempo mais longo, caso seja necessårio, sem que se produza nenhum po de reacção adversa.

Quantas Sessþes? Uma vez por semana Ê o ideal. Neste po de tratamento, numa fase inicial tem que haver uma constância, para se obter bons resultados. Contudo, o número de sessþes depende da alteração/objecvo apresentado pelo utente. O sucesso do tratamento depende da assiduidade da paciente às sessþes. Exemplos de casos em que a Mesoterapia Homeopåca pode ajudar: Cicatrizes | Tendinites | Calcificaçþes | Neuropaas (ex: Ciatalgia) | Dores aiculares | Celulite | Obesidade | Estrias | Varizes | entre outros


9 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

O que é a Homeopatia? A homeopaa é uma forma de terapia alternava, é o segundo sistema medicinal mais ulizado, contempla a totalidade do ser humano em detrimento de doenças isoladas. Age por estímulos energécos desencadeados por medicamentos homeopácos com o intuito de reequilibrar a energia vital dos pacientes.

Quatro princípios da homeopaa: Lei dos semelhantes, estabelece que uma doença específica possa ser curada pela mesma substância que reproduz os mesmos sintomas da doença; Experimentação na pessoa sadia, resulta do conceito que os testes de medicamentos homeopácos devem ser realizados em pessoas saudáveis Doses infinitesimais, consiste na diluição de um medicamento e agitação para “apelar” ás propriedades latentes (este principio é controverso no mundo da medicina, pelo desafio das leis da diluição excessiva) Medicamento único, surge do principio em que o paciente deverá tomar o medicamento que possui maior número de estímulos para os sintomas apresentados.

Para que serve? Segundo a homeopaa o individuo não é poador de uma só doença, mas é poador de um desequilíbrio que reage de diferentes maneiras durante a vida. Daí a função de um homeopata é voltar a restabelecer esse equilíbrio através de um tratamento prevenvo e curavo.


10 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

O Dia Internacional do Enfermeiro foi criado pelo Conselho Internacional de Enfermeiros, pretendendo homenagear todos os enfermeiros do mundo e relembrar a impoância dos mesmos na prestação de cuidados à população em geral. Esta data foi escolhida por assinalar o aniversário do nascimento de Florence Nighngale, que é encarada como a fundadora da enfermagem moderna.

Ser Enfermeiro! Segundo o Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros, por ENFERMEIRO entende-se «o profissional habilitado com um curso de Enfermagem legalmente reconhecido, a quem foi atribuído um título profissional que lhe reconhece competência científica, técnica e humana para a prestação de cuidados de Enfermagem gerais ao indivíduo, família, grupos e comunidade, aos níveis da prevenção primária, secundária e terciária.» In REPE, A. 4 n.º2, Decreto-Lei n.º 161/96, de 4 de Setembro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 104/98, de 21 de Abril.

Mas como a teoria difere da práca:

Ser ENFERMEIRO é crescer como pessoa e como profissional, testando os nossos limites e os nossos valores diariamente!

Ser ENFERMEIRO é conhecer uma variedade de pessoas, culturas e religiões e respeitar todas essas diferenças sem cricar!


11 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Ser ENFERMEIRO é ser visto como super herói! É ter uma palavra de ajuda para os problemas das pessoas que nos procuram na esperança de ajuda e de confoo!

Ser ENFERMEIRO é sorrir e chorar! É viver a alegria da chegada (nascimento) e a tristeza da paida (moe)! É viver entre estas duas dimensões!

Ser ENFERMEIRO é saber gerir as emoções! É sorrir com vontade de chorar e chorar com a vontade de sorrir!

Ser ENFERMEIRO é SER “gente que cuida de gente”! Drª Micaela Nascimento Enfermeira


És Enfermeiro?

Celebra o teu dia connosco! Massagem de Relaxamento 30 minutos - 10€ Massagem de Relaxamento 60 minutos - 18€

Feliz dia Internacional do

Enfermeiro!

12 de Maio

Campanha válida até 31 de Maio de 2016


13 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Fome Emocional Um prato de Sentimentos “Estar com fome é como estar apaixonado: Se você não tem a certeza, provavelmente não está” (Geneen Roth) Porque Maio é o mês da luta contra a obesidade – segunda causa de moe passível de prevenção - decidi trazer-vos até aqui uma das suas principais responsáveis - a fome emocional.

Quantas vezes você acabou com um pacote de bolachas enquanto esperava por alguém? Quantas vezes foi ao supermercado e não resisu em comprar guloseimas só para compensar o dia desgastante que teve? Ou quantas vezes deu por si a assaltar inconscientemente o frigorifico depois de uma discussão com alguém ou mesmo numa noite em que se senu mais aborrecido? Em todas essas vezes, provavelmente estava saciado e até nem nha realizado a úlma refeição há muito tempo, porém, senu a necessidade de ingerir algo mais, pairando-lhe depois uma sensação de culpa. Na práca, nem sempre comemos com a intenção de sasfazer a fome. Ulizamos a comida como uma tentava de compensar a ansiedade, stress, senmentos de culpa, solidão, para recompensarmo-nos de alguma situação ou para confoar alguma lacuna emocional. A fome emocional é então um compoamento que se patenteia em comer de forma desequilibrada, muitas vezes na ausência da fome fisiológica. Drª Mara Silva Psicóloga Clínica


14 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Está quase sempre associada a um senmento de perda, tais como uma separação, desemprego, conflito pessoal, frustração de não conseguir corresponder às expectavas, deixar de fumar, entre outros. Durante o dia é mais fácil controlar a quandade e qualidade dos alimentos ingeridos, mas com o cair da noite, a luta contra o fruto proibido, torna-se numa batalha muito mais difícil. A sensação de culpa seguida de arrependimento que sucede pode levar depois a pessoa a reper o compoamento, gerando um ciclo vicioso muito idênco a adição.

O que acontece ao seu corpo quando cede a essa fome emocional? Como em todos os casos de dependência, o seu cérebro, quando come um alimento que tanto desejava, recebe uma descarga de dopamina (neurotransmissor envolvido também no controle de humor e emoções). Após essa recepção, você sente-se ligeiramente entusiásco por instantes, mas é apenas isso, um momento, passageiro, voltando logo depois ao seu estado normal, senndo novamente a necessidade de consumir mais desse alimente.

O que fazer para ultrapassar a fome emocional? Antes de mais, você precisa perceber o que se passa no seu organismo quando tem essa vontade repenna de comer algo, geralmente fora da categoria de alimento saudável, e em grandes quandades. É necessário você ir à origem das emoções que concebem essa dependência. Nesta situação, recorrer a um acompanhamento psicológico é fundamental. O primeiro passo é você assumir que existe um problema.


15 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

A fase seguinte é com a ajuda de um psicólogo perceber o que está na base do compoamento, que perdas foram sofridas. Quando os factores são idenficados, é imprescindível resolver estas perdas e descobrir acvidades alternavas que façam a pessoa senr-se preenchida. O psicólogo irá fornecer-lhe as ferramentas necessárias para alterar a sua mente, para alterar os seus hábitos e as suas crenças e, principalmente para que adquira um novo eslo de vida, mais saudável e sem compulsões, que o faça feliz e realizado consigo próprio, com a sua capacidade de controlo e confiança com as suas escolhas.

Algumas dicas para deixar os sentimentos fora do prato - Uma delas é eleger algo mais saudável, optando por frutas, um sumo ou até mesmo um copo de água, bebendo devagar e tranquilamente podemos superar a crise e apercebermo-nos que a fome desapareceu;

- Outra opção seria fazer uma caminhada, apanhar ar fresco para esvaziar a mente e acalmar a ansiedade e se preferirmos, entrar em contacto com animais, que ajudam muito na redução dos níveis de ansiedade e stress. - Conversar com um amigo com quem podemos falar dos nossos problemas e senrmo-nos aliviados; - Escutar música, ler um livro ou meditar; Temos várias opções que nos ajudem a superar estas crises de fome emocional. Depende apenas de nós querer superar e vencer esta situação. Se nos senrmos mais foes para a próxima recaída e vermos as ferramentas necessárias, iremos ter a grande possibilidade de ultrapassá-la, porque já reconhecemos o problema e contaremos com armas que temos para superá-la, mantendo assim a nossa saúde sã e salva.


16 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Asma O que é a Asma? A Asma Brônquica é uma doença “…caracterizada por um aumento de reavidade da árvore-brônquica a numerosos estímulos, que se manifesta por uma redução do calibre das vias aéreas, que desaparece espontaneamente ou sob ação da terapêuca.” (Almeida, BA e Branco, M; 1992) Esta é uma doença crónica que se caracteriza pela obstrução reversível do fluxo aéreo intrapulmonar. Sendo que os doentes com Asma podem ter uma função pulmonar normal entre os episódios.

Quais os pos de Asma que existem? Existem três pos de asma: asma alérgica (extrínseca), asma não-alérgica (intrínseca) e asma ocupacional. •

A Asma Alérgica ocorre em doentes atópicos. Inicia-se geralmente na infância e pode per-

sisr até à idade adulta. A sua remissão é frequente na adolescência. Está muitas vezes associada a presença de rinite alérgica e eczema. •

A Asma Não-Alérgica ocorrer em doente não-atópicos. Inicia-se na idade adulta e represen-

ta cerca de 10% da asma nos adultos. Este po de Asma pode surgir em doentes sensíveis a aspirina, a AINE, na gravidez, etc. •

Já a Asma Ocupacional surge devido à exposição a sensibilizantes químicos. Não se relacio-

nando com estados de atopia.


17 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Asma Qual a eologia da Asma? A Asma é uma doença crónica de eologia complexa, que se desenvolve dentro de um complexo mecanismo patogénico baseado nos seguintes elementos fundamentais: broncospasmo, edema e hipersecreção. Estes elementos promovem uma dispneia paroxísca de predomínio expiratório, que se surge por crises de duração e frequência variáveis, com períodos intercrícos de aparente normalidade.

A que se deve a obstrução das vias aéreas na Asma? A obstrução das vias aéreas na Asma é resultante da combinação de vários fatores: espasmo do músculo liso, edema da mucosa, aumento da secreção de muco, infiltração celular das paredes das vias aéreas e lesão e descamação do epitélio das vias aéreas.

Fatores de Risco associados à Asma: •

Jovens;

Sexo masculino até à puberdade e o inverso posteriormente;

Indivíduos com manifestações alérgicas (eczema, rinite, etc.);

Antecedentes alérgicos familiares.

Emocionais;

Ambientais (pneumo-alergenos, poluentes individuais e atmosféricos);

Infeções (vírus);

Condições sócio-económicas (más condições higiénicas e de habitabilidade, a humidade,

as infeções respiratórias, etc.). Fisioterapeuta Nélia Paulino


18 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Asma Fatores desencadeantes associados à Asma: •

Poeira domésca (ácaros, fungos, etc.)

Pólen;

Pelos de animais;

Inalantes ocupacionais;

Alguns alimentos;

Adivos alimentares (corantes, conservantes, aromas, etc.);

Fármacos (aspirina, AINE, penicilina, morfina, etc.);

Emoções;

Exercício Físico;

Frio;

Agentes irritantes na atmosfera domésca (fumo de tabaco, sprays, perfumes, vapores de

cozinhados, cheiros intensos, etc.).

Fisioterapia na Asma Os objevos principais da Fisioterapia no controle da asma, são: •

Minimizar e/ou abolir a sintomatologia;

Manter uma função venlatória normal;

Promover uma necessidade mínima de medicação;

O Fisioterapeuta deve levar acabo também medicas profilácas no tratamento da asma, nomeadamente no ensino e educação do utente e família e na idenficação de possíveis fatores desencadeantes, por forma a poder evitar ou minimiza-los. A atuação da Fisioterapia tem medidas terapêucas e de ensino a nível do tratamento do broncospasmo, dispneia e obstrução brônquica por retenção de secreções. Mas, não menos impoante o papel do fisioterapeuta integrado numa visão holísca do paciente atua, também, a nível das alterações posturais e na diminuição da tolerância ao esforço. E integrado em equipa muldisciplinar deve promover a diminuição da ansiedade e medo da asfixia e melhoria da paicipação do utente e família. O utente com asmas além de ter acompanhamento médico deve seguido na fisioterapia respiratória, despoo, nutrição, cuidados de higiene e apoio psicossocial.


19 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Osteopatia - Cefaleia Tensional O que é a cefaleia? Cefaleia é o termo médico para designar dor de cabeça. Existem muitos pos de cefaleias, no entanto, a cefaleia tensional é a que afecta com mais frequência a população em geral.

Como se caracteriza? Cada caso é um caso e, por isso, dependendo dos desequilíbrios musculares que esverem implicados, os sintomas também variam. Contudo, de forma generalizada, a cefaleia tensional caracteriza-se por uma dor de intensidade ligeira a moderada, como uma pressão, peso, apeo ou moinha num dos lados da cabeça, na nuca ou na zona da testa. Havendo também casos em que é descrita como uma banda opressiva em torno da cabeça. Pode durar horas ou dias e em alguns casos é pracamente contínua.

Factores desencadeantes: • Desequilíbrios musculares da face devido a distúrbios no funcionamento mecânico da aiculação temporomandibular (ATM); • Desequilíbrios musculares do pescoço devido a distúrbios no funcionamento mecânico das véebras cervicais; Estes fatores são também agravados se houver suprimento das horas de sono e incapacidade de gestão de stress.

Tratamento Osteopáco: Este po de cefaleia por vezes pode melhorar com a toma de medicamentos, no entanto, volta sempre a aparecer pelo que é necessário idenficar e tratar os fatores que estão na origem das crises de dor, como as tensões musculares da região da cabeça e do pescoço, bem como corrigir a mecânica da ATM e das véebras cervicais que possam estar implicadas, para que possibilite o desaparecimento total dos sintomas.

Drª Inês Silva Osteopata


20 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Hipertensão

17 de Maio - Dia Mundial da Hipertenção A circulação do sangue, que tem por desno chegar a todos os tecidos e células do organismo, implica que haja alguma pressão sobre as paredes das aérias. Esta pressão, que é normal e até essencial para que o sangue anja o seu desno, é a chamada “tensão aerial”. Existem, no entanto, uma série de factores — de ordem genéca ou ambiental — que podem fazer com que esta pressão sobre as paredes das aérias aumente em excesso. Estamos, então, perante um cenário de hipeensão. Em Pougal, existem cerca de dois milhões de hipeensos. Todavia, deste número, apenas: - 50% sabe que sofre desta patologia; - 25% está medicado; - 11% tem a tensão efecvamente controlada. Exactamente por exisr uma percentagem tão elevada de doentes cuja hipeensão não é controlada ou corrigida, é que a HTA é um dos principais factores de risco no aparecimento de doenças cardiovasculares.

Como surge a Hipeensão Imagine que as suas aérias são como mangueiras: em estado saudável, o sangue flúi com facilidade pelo seu interior, não encontrando qualquer obstáculo ao longo do trajecto que percorre até às células. No entanto, se nestas “mangueiras” o sangue se encontra sobre pressão, o coração tem de esforçar-se mais para fazer circular o sangue. Nestes casos, o esforço pode levar a que a massa muscular do coração aumente, fazendo com que o volume do coração se torne maior — a chamada hiperofia. Numa primeira fase, o aumento muscular cardíaco não representa qualquer problema. Contudo, com o passar do tempo, esta hiperofia pode levar a insuficiência cardíaca, angina de peito ou arritmia.


21 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

O que fazer? 1. Meça a pressão aerial regularmente Uma vez que a hipeensão aerial geralmente não tem sintomas, controle os níveis da pressão aerial com regularidade. No caso de adultos saudáveis, recomenda-se a medição da pressão aerial, pelo menos uma vez por ano. Já a população obesa, diabéca, fumadora ou com antecedentes familiares de doença cardiovascular, deve proceder a um controlo mais frequente e de acordo com as indicações médicas. 2. Praque acvidade física, mas evite esforços excessivos A práca de uma acvidade física regular consegue, em muitos casos, uma descida significava dos níveis da tensão. Escolha exercícios que compreendam movimentos cíclicos (como a natação, a marcha, a corrida ou a dança) e evite esforços físicos bruscos (por exemplo, levantar pesos ou empurrar objectos pesados) que aumentam a pressão aerial durante o esforço. 3. Coma de forma saudável e evite o sal Deixe de ulizar sal de mesa (se ainda o faz) e substua-o por condimentos alternavos, como ervas aromácas ou sumo de limão. Evite também todos os alimentos naturalmente salgados ou aos quais tenha sido adicionado sal durante a sua preparação: caso dos enchidos, enlatados, comidas pré-preparadas, aperivos ou águas minerais com gás. Evite as bebidas alcoólicas e, se tem excesso de peso, procure reduzi-lo através de uma dieta moderada.

Classificação da pressão aerial Máxima Até 120 120-139 140-159 >160 >100

Mínima Até 80 Normal 80-89 Pré-hipeensão 90-99 Hipeensão aerial estádio 1 Hipeensão aerial estádio 2


22 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Esclerose Múltipla

25 de Maio - Dia Mundial da Esclerose Múltipla 25 de maio é o dia dedicado à Esclerose Múlpla. Esta é das doenças neurológicas mais comuns em jovens adultos. A

Esclerose

degenerava

Múlpla do

é

uma

sistema

doença nervoso

crónica

e

central

caraterizando-se por inflamação e desmielinização das fibras nervosas. É referida como a 3ª principal causa de incapacidade, e tem uma maior probabilidade de diagnósco em regiões mais afastadas do equador, ou seja, a probabilidade de as pessoas sofrerem de Esclerose Múlpla aumenta com o afastamento do equador em ambos os hemisférios. Estudos indicam prevalências de 1:100 000 pessoas na região do equador e 100:100 000 nas latudes mais afastadas do equador. Todavia, também existe a probabilidade de ser hereditário. Sabia que a grande maioria dos casos de Esclerose Múlpla é diagnoscado entre os 25 e os 31 anos de idade? E é mais frequentemente diagnoscado na população feminina, com uma proporção de 2 mulheres para 1 homem. As manifestações clínicas são heterogéneas e variam de pessoa para pessoa e da evolução da doença. Contudo, os sintomas centram-se em: •

Alterações ao nível visual (visão desfocada, nistagmo, entre outras);

Alterações ao nível motor (surgimento de espascidade, fraqueza muscular, desequilíbrios,

alterações no padrão de marcha, dificuldade em deglur, dificuldade em aicular as palavras de forma correta, entre outros); •

Transtornos no sistema sensorial (parestesias ou dormência, dor, entre outros);

Disfunção no controlo dos esfíncteres;

Alterações cognivas e emocionais (variações de humor, depressão, entre outros);

Intolerância ao calor;

Fadiga.


23 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Esclerose Múltipla

25 de Maio - Dia Mundial da Esclerose Múltipla A fadiga é referida por 70% das pessoas que sofrem de Esclerose Múlpla, e para 40% é o principal problema, jusficando a incapacidade de executar as suas avidades de vida diária. Para algumas pessoas, a Esclerose Múlpla é caraterizada por períodos de recaída e remissão (o que significa que melhora durante algum tempo, mas de vez em quando pode agravar-se), enquanto para outras a doença apresenta um padrão progressivo (agrava-se com o tempo). Isto jusfica o facto de haver diferentes formas de progressão da doença, enquanto umas pessoas se sentem bem e parecem saudáveis durante vários anos após o diagnósco, outras ficam debilitadas muito rapidamente. Embora a causa da EM não esteja totalmente bem definida, e ainda não exista uma cura efeva, existem outros pos de tratamentos que podem ajudar em algumas formas de Esclerose Múlpla. Entre eles destacam-se a medicação e a avidade física ou exercício terapêuco. Isto porque a inavidade afeta negavamente o estado de saúde das pessoas com Esclerose Múlpla, contribuindo para a sua perda funcional. O exercício terapêuco (destacando o treino aeróbio e foalecimento muscular) e a fisioterapia (focada numa manutenção das amplitudes aiculares, avidade muscular, tónus, crdenação e equilíbrio) são elementos terapêucos incontornáveis na Esclerose Múlpla. O exercício terapêuco que combina as duas veentes, a força e a condição aeróbia, permite potenciar a função e a qualidade de vida, em programas regulares, de baixa intensidade e baixo impacto, seja por exemplo em avidades na água ou com a ulização de ergómetros. Porém, os programas combinados e em grupo parecem ser os mais indicados, promovendo a interação social e a movação.


24| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Esclerose Múltipla

25 de Maio - Dia Mundial da Esclerose Múltipla Seja com programas de exercício terapêuco individualizados ou em grupo, é possível alcançar 3 grandes objevos: - Maior facilidade na realização das tarefas do dia-a-dia; - Manutenção ou aumento da condição física, e o aumento da condição aeróbia e consequente melhoria na tolerância ao esforço; - Diminuição da sensação de fadiga.

O aumento da mobilidade, a maior tolerância ao esforço e a redução da componente depressiva são os benefícios mais referidos pelas pessoas com Esclerose Múlpla.

Visite-nos faça uma avaliação connosco Fisioterapia| Ostepatia

Fisioterapeuta Cleo Fernandes


25 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Dia Mundial da Actividade Física Não Fiques Parado!


26| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Convida Amigos! Por cada Amigo Recebes

10%

Desconto na tua mensalidade

Campanha

Traz um Amigo! Avenida Arriaga nยบ 75, Edf. Monumental Infante 1ยบ Andar Sala 106 9000-060 Funchal Telf.: 291 629 000 Telm.: 910 551 970 โ€ข 964 967 453 geral@fisiomadeira.pt | www.fisiomadeira.pt


Cumpriu o objetivo?

ParabĂŠns!

Comece jĂĄ a preparar o prĂłximo! Massagem Desportiva | treino acompanhado | fisioterapia | osteopatia | pressoterapia


28| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Patrocínios 2016

Entrevista Marco Paulo Gonçalves Capelo 18/10/1980 (36 anos)

1.

Sempre praticou desporto ao longo da

sua vida? Se sim, quais foram as modalidades? R.: Futebol e Atletismo desde 2005 2.

Em quais os clubes que ja esteve?

R.:Andorinha e Rc Travel 3.

Nomeadamente, na sua modalidade, a

preparação

antes

das

provas,

é

muito

exigente? R.: Sim a preparação é metódica e exigente com treinos alternados de estrada e pista.

A Manutenção dos nossos atletas é com o Cartão ViVA MAIS!


29 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Patrocínios 2016

Entrevista 4.

Qual foi o maior palmarés da sua carreira, até ao momento?

R.: Não tenho grandes palmarés sendo que o importante acima de tudo é participar nas provas e tirar o melhor proveito sobretudo divertindo-se e fazendo o que realmente gostamos ! 5.

Quais são os seus objetivos desportivos

para futuro? R.: Gostaria de fazer o Campeonato de Atletismo da Madeira designado por Madeira a Correr e a longo prazo assim que a nível físico seja possível participar em algumas provas de Trail também.

6.

Já teve lesões graves? se já, conseguiu

recuperar bem? R.: Sim já tive algumas sendo que uma Tendinite Rotuliana passando a Tendinose impediu-me de praticar desporto por um período de 8 meses. A recuperação ainda não esta na sua totalidade mas com o apoio de grande profissionais da Fisiomadeira estou confiante que irei recuperar a 100% e voltar à competição em breve!

A Manutenção dos nossos atletas é com o Cartão ViVA MAIS!


30| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Patrocínios 2016

Entrevista Filipe Miguel Barros Branco Drumond Pires 12/01/1980 (36 anos) 1.

Sempre praticou desporto ao longo da

sua

vida?

Se

sim,

quais

foram

as

modalidades? R.: Karting, Ralis , Slotcar,Vela, basketball e futebol. 2. R.:

Em quais os clubes que ja esteve? Clube

Naval,

Madclubslotcar,

C.S.Maritimo

3.

Nomeadamente, na sua modalidade, a preparação antes das provas, é muito exigente?

R.: Sim, tanto a nível físico como psicológico.

A Manutenção dos nossos atletas é com o Cartão ViVA MAIS!


31 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Patrocínios 2016

Entrevista 4.

Qual foi o maior palmarés da sua carreira, até ao momento?

R.: Em relação ao palmarés nos Ralis fui campeão em todas as classes, grupos e trofeus por onde passei (ex: GrupoN , Grupo A, Classe 1600, Trofeu Eng.Rafael Costa, Trofeu C2 , Campeonato de Montanha, vice-campeão absoluto do campeonato regional de ralis. Em relação aos Karts campeão das classes Super-cadete, Inter Jovem e destaque para a Inter-A Nos Slotcar 3º a nível Mundial em 2010 na classe WRC

5.

Quais são os seus objetivos desportivos para futuro?

R.: Chegar a Campeão Absoluto Regional

6.

Já teve lesões graves? se já, conseguiu recuperar bem?

R.: Quase todos os desportistas já tiveram lesões, não gosto de falar nisso. Posso dizer ao alto nível de competição toda gente já praticou o seu desporto com dor.

A Manutenção dos nossos atletas é com o Cartão ViVA MAIS!


Não há Impossíveis

Há Fisioterapia

FisiomadeiraMagazine #5 MAIO 2016  

Nesta edição poderá encontrar diversos artigos tais como: - Osteopatia na cefaleia tensional - Fome Emocional o que é? - Mesoterapia e Home...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you