Page 1

torres vedras 09

Revista Municipal

julho | agosto 2012

uma referĂŞncia internacional

costa do concelho pĂĄginas 4 e 5


índice 03 04 06 16 18 22 24 26 28 36 38 39 40 44 45 50

editorial realce notícias projeto conversando empreendedorismo identidade arte pública agenda passos no concelho torres vedras em livro novidades na biblioteca de porta aberta a 4 vozes deliberações info : contactos

sugestões e reclamações

Porque a sua opinião é importante, envie-nos as suas sugestões, opiniões ou reclamações através dos seguintes contactos:

CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES VEDRAS Gabinete de Comunicação Avenida 5 de Outubro | 2560-270 Torres Vedras tlf: 261 320 751 | agenda@cm-tvedras.pt

divulgação de atividades

Os agentes culturais interessados na divulgação das suas atividades para os meses de setembro e outubro, deverão remeter as informações para agenda@cm-tvedras.pt, até ao dia 15 de julho. A Câmara Municipal de Torres Vedras reserva-se no direito de selecionar a informação a incluir, de acordo com os critérios editoriais. A programação poderá sofrer alterações por motivos imprevistos. www.cm-tvedras.pt | www.facebook.com/torresvedrascm

ficha técnica Revista Municipal Torres Vedras Edição n.º 9 | julho e agosto de 2012 edição Câmara Municipal de Torres Vedras direção Carlos M. S. Miguel coordenação Rui Penetra textos Andreia Correia | Tiago Oliveira fotografia Andreia Correia | Mário Rosado Pedro Fortunato | Rui Penetra Rute Ferreira | Tiago Oliveira projeto gráfico Olga Moreira paginação Rita Couto | Sara Dias apoio administrativo Ana Botelho colaboração Carlos Guardado da Silva Arquivo Municipal de Torres Vedras

Goretti Cascalheira

Torres Vedras é a revista da Câmara Municipal de Torres Vedras, de periodicidade bimestral, que tem como objetivo dar a conhecer a atividade realizada e a realizar pela autarquia. É também uma afirmação clara do potencial da cidade e do concelho, do seu tecido associativo e empresarial, das suas gentes e do seu património natural e edificado.

Biblioteca Municipal de Torres Vedras

ISSN 2182-0589 depósito legal 323977/11 impressão MK3C tiragem 32 000 Exemplares | ¤0,39 custo un. periodicidade bimestral distribuição gratuita fotografia da capa Mexa-se para a vida! Encontro final do Desporto Sénior 2012 Parque Verde da Várzea, Torres Vedras

torres vedras

2

julho_agosto 2012


editorial Vale tudo???

A chamada Lei dos Compromissos vem tentar, alegadamente, prevenir a assunção de despesas sem que, para isso, existam os necessários fundos para a sua resolução. Até aqui, estamos todos de acordo, naturalmente, é um princípio salutar. Porém, sendo uma lei “cega”, ela não atende às especificidades próprias das autarquias que, tendo de calcular mensalmente os seus fundos disponíveis e tendo de assumir logo no início do ano os investimentos que pretende fazer, apenas auferem receitas substanciais em dois meses do ano, maio e outubro, resultantes da cobrança do IMI, nomeadamente, o que distorce por completo a capacidade autárquica. Acresce, ainda, o facto da Administração Central ser a primeira prevaricadora da lei, não transferindo para as autarquias (ou transferindo parte e com grande atraso) os fundos a que se obrigou pela transferência de competências, designadamente, na área da Educação. Esta conjugação de fatores coloca seriamente em risco a continuidade de diversos serviços que as autarquias prestam nesta área, refeições, transportes etc. Haja bom senso, é o que se pede, em nome daqueles que beneficiam destes serviços e que, maioritariamente, são os menos favorecidos. O Governo está a proceder à reavaliação dos imóveis que há mais tempo não são avaliados, para efeitos de IMI. Também aqui, consideramos que poderão ser resolvidas situações de flagrante desigualdade entre contribuintes. Contudo, é revoltante que seja retida uma percentagem do IMI a transferir para as autarquias (5%) a título de remuneração dos avaliadores, o que representa cerca de meio milhão de euros de retenção, quando caricato da situação é que esses mesmos avaliadores são pagos a poucos cêntimos por avaliação e ainda são utilizados recursos humanos e materiais da própria autarquia! Em nome da conjuntura do país, não pode valer tudo e descaradamente! E porque nem tudo são más notícias, uma referência para o 2º lugar obtido pelo nosso boletim no concurso de revistas/boletins municipais, efetuado no congresso de comunicação e marketing autárquico, onde se analisou, não só o aspeto gráfico mas, e essencialmente, a qualidade do conteúdo informativo aos munícipes.

O Presidente da Câmara Municipal

Carlos Manuel Soares Miguel

torres vedras

3

julho_agosto 2012


realce

"A costa do concelho continua a ser uma referĂŞncia no contexto nacional e, cada vez mais, atĂŠ no internacional (...)"

torres vedras

4

julho_agosto 2012


Costa do concelho, cada vez mais uma referência…

Santa Helena e Praia da Foz) ao projeto Praia Acessível, Praia para Todos!, sendo que a respetiva bandeira atesta a existência de condições para se acolher utentes com mobilidade condicionada. De referir, também, que a QUERCUS – Associação Nacional de Conservação da Natureza atribuiu, recentemente, a qualidade de ouro a 11 praias do concelho: Vigia, Azul, Santa Cruz – Centro, Física, Formosa, Mirante, Navio, Pisão, Santa Helena, Santa Rita – Norte e Santa Rita - Sul. Esta distinção coube a praias portuguesas que apresentaram qualidade de água boa entre 2007 e 2009 e excelente em 2010 e 2011. Torres Vedras é, saliente-se, o quinto concelho com mais praias com qualidade de ouro. Refira-se, ainda, que o concelho continua a hastear a bandeira do projeto Quality Coast, a qual comprova que toda a área concelhia, enquanto zona costeira, apresenta um desempenho sustentável excelente, sendo por isso uma referência no domínio do turismo sustentável.

A costa do concelho continua a ser uma referência no contexto nacional e, cada vez mais, até no internacional. No que diz respeito a bandeiras azuis, por exemplo, Torres Vedras é um dos concelhos que se destaca em Portugal. Santa Rita - Norte, Santa Rita - Sul, Navio, Mirante, Pisão, Santa Cruz - Centro, Santa Helena, Formosa e Azul foram as praias candidatadas este ano pela Câmara Municipal àquele galardão, candidaturas que tiveram um aval positivo da Associação Bandeira Azul da Europa. Recorde-se que a Bandeira Azul afere a qualidade das zonas balneares em domínios como o ambiente, a segurança, o conforto, os equipamentos de apoio, a informação aos utentes e a sensibilização ambiental. De realçar que o aumento do número de bandeiras azuis nos últimos anos no litoral torriense se deve à melhoria das condições dos equipamentos de apoio às praias, investimento que tem sido apoiado pela Câmara Municipal. Paralelamente, a Câmara Municipal candidatou seis praias do concelho (Santa Rita – Norte, Santa Rita – Sul, Navio, Santa Cruz – Centro,

torres vedras

5

julho_agosto 2012


notícias cultura

cultura

Nos últimos meses

Efemérides assinaladas

Artistas de renome Museu Municipal levou a cabo passaram pelo palco do Teatro-Cine recentemente várias ações

Laurie Anderson, um consagrado nome do panorama musical mundial, atuou no dia 25 de maio, no Teatro-Cine, num concerto que esgotou esta sala de espetáculos municipal. Esta foi a “cereja no topo do bolo” da recente programação da mesma que tem recebido outros concertos com artistas de renome como Rita Red Shoes e Maria João (integrada no grupo Ogre), para além dos do ciclo Roque Beat (que na sua quarta edição trouxe a Torres Vedras os grupos Paus e You Cant’ Win Charlie Brown), da Temporada Darcos (espetáculos de música clássica a cargo do grupo Ensemble Darcos que é dirigido pelo maestro e compositor torriense Nuno CôrteReal) e do inserido nos II Encontros Corais Lopes-Graça. De realçar também o recente espetáculo apresentado no Teatro-Cine por um dos melhores humoristas portuguesas de sempre – Herman José -, intitulado One (Her) Man Show, que recebeu na ocasião a medalha da Cidade de Torres Vedras pelos seus mais de 50 anos de carreira. Ainda da recente programação desta sala de espetáculos, saliente-se, na área do teatro, a representação dos espetáculos As Barcas (inspirado

Várias iniciativas de âmbito internacional relacionadas com a atividade dos museus contaram recentemente com a adesão do Museu Municipal Leonel Trindade. Uma dessas foi a Noite Europeia dos Museus, que teve a sua oitava edição no dia 19 de maio em milhares de museus por toda a Europa, promovida pelo Ministério da Cultura de França. Localmente, aquele museu torriense aderiu à iniciativa proporcionando no seu espaço um jantar em que se pôde degustar iguarias regionais, o que foi antecedido de uma conferência sobre o Bufete da Maceira (móvel histórico onde foi assinado o Armistício após a Batalha do Vimeiro) e procedido por uma atuação do Rancho Folclórico da Colaria. Durante a noite daquele dia foram também facultadas visitas gratuitas às exposições patentes no Museu Municipal. No dia anterior fora comemorado por todo o mundo o Dia Internacional dos Museus, iniciativa criada em 1977 pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus. O Museu Leonel Trindade aderiu à efeméride organizando visitas-

numa obra de Gil Vicente) pela Companhia João Garcia Miguel; e na área da dança, a apresentação de Maior pela Companhia Maior (com encenação de Clara Andermatt) e Rendez- Vous, de Victor Hugo Pontes. De referir, ainda, da programação do Teatro-Cine, que tem prosseguido o seu projeto educativo, bem como o ciclo de cinema Café com Filmes (promovido pelo Académico de Torres Vedras), o qual pretende, entre outros objetivos, recuperar a tradição cineclubista de Torres Vedras.

torres vedras

6

julho_agosto 2012

-guiadas para a comunidade escolar ao património do centro histórico de Torres Vedras e às exposições que estão patentes no seu espaço, ações em que participaram cerca de 80 alunos dos 1.º e 3.º ciclos do ensino básico. Já no dia 18 de abril o Museu Municipal associara-se ao Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, iniciativa dinamizada desde 1982 pelo Conselho Internacional dos Monumentos e dos Sítios (ICOMOS), com a leitura encenada do livro “Um País Silencioso” (da autoria de Carlos Guardado da Silva) no seu espaço, a que assistiram cerca de 100 crianças do 1.º ciclo do ensino básico e que contou com o envolvimento do Clube Sénior da Câmara Municipal. As mesmas realizaram ainda visitas à exposição sobre a Guerra Peninsular patente neste museu. Aproximar os museus das respetivas comunidades, consciencializar as mesmas para o trabalho e o património desses equipamentos culturais e sensibilizar para a importância do património cultural em geral, são, em suma, os principais objetivos das referidas iniciativas…


À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, no período de término da primavera/início de verão, o “perfume” da música das bandas filarmónicas do concelho “invadiu” recentemente a zona do Jardim da Graça, em Torres Vedras, ao final de manhãs de domingo, por meio do programa municipal “Sons de Cá”.

cultura

cultura

recentemente

Para diversos públicos

Biblioteca Municipal tem desenvolvido um vasto conjunto de iniciativas

projeto municipal Fábrica das Histórias dinamizou um interessante leque de atividades

O Dia Mundial do Livro foi, à semelhança do que acontece desde 2009, assinalado pela Biblioteca Municipal com o Encontro de Contadores de Histórias Abraço de Contos. Nesse âmbito, no dia 23 de abril, 226 crianças de vários entidades de ensino do concelho tiveram oportunidade de assistir no auditório do Edifício Multisserviços da Câmara Municipal à narração de histórias por Olga Fortunata, Sílvia Filipe, Liliana Abreu, Ana Gonçalves, Sara Rodrigues, Ana Cláudio e Ilidia Janela, bem como por membros do Clube Sénior da Câmara Municipal. Já há noite, como habitualmente, a iniciativa estendeu-se às famílias, com o contador Bruno Batista a apresentar no bar daquele edifício uma sessão intitulada "Contos de ouvir e sonhar por mais". De referir que nos anos anteriores participaram também no Abraço de Contos os contadores Filomena Calado, Sérgio Paulo, Isabel Fiúza, Isabel Morgado, Graça Gonçalves, Marta Machado, Helena Faria, Rodolfo de Castro, Ana Lage, Pedro Oliveira, Luís Carmelo e Patricia Amaral. De resto, a Biblioteca Municipal tem dado continuidade à sua programação habitual com as sessões da respetiva comunidade de leitores (que se têm realizado em locais diversos), as ações do projeto Histórias na Gaveta – Projeto Móvel Contador de Histórias - que abordou recentemente os temas “Princesas (depois rainhas) esquecidas ou desconhecidas”, “Lengalengas e trava-línguas”, “Canteiros Caseiros” e “A arte da linguagem” -, exposições, mostras documentais temáticas, formações, oficinas, atividades para famílias no âmbito do programa Ao Sabor dos Sábados e sessões de cinema e de contos para crianças.

O conto tradicional russo O Nabo Gigante foi o mote para um desafio de curtas-metragens lançado pela Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino a turmas do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, bem como a instituições que acolhem pessoas com necessidades educativas especiais. A apresentação dos trabalhos elaborados no âmbito desta iniciativa, intitulada Aventuras de um Nabo Gigante, com a qual se pretendeu assinalar o Ano Internacional das Cooperativas, deu origem ao festival de curtas-metragens infantis Novas Aventuras de um Nabo Gigante, o qual aconteceu no dia 12 de maio, no Teatro-Cine (no âmbito de uma ação denominada Dia de Festa). A apresentação dessas curtas-metragens viria a ser repetida no dia 27 de maio, no Centro Pastoral de S. Sebastião, no Sobreiro Curvo. De referir também que no Dia de Festa alunos da Escola Básica Integrada Padre Vítor Melícias apresentaram um teatro sobre o mencionado conto tradicional (resultado de um projeto da Fábrica das Histórias). Ainda nesse dia foram entregues na Casa Jaime Umbelino os prémios de um concurso fotográfico também promovido pela Fábrica das Histórias, intitulado Vida Imóvel - Fotografia de

torres vedras

7

julho_agosto 2012

uma Natureza Morta. Eugénia Lopes foi a vencedora do mesmo, tendo ainda Gonçalo Bastos e Isabel Barra recebido menções honrosas. Outra atividade promovida pela Fábrica das Histórias e apresentada recentemente foi o projeto Anotar os Dias – no dia 26 de maio, igualmente na Casa Jaime Umbelino, no âmbito da Festa das Histórias de Vida. O mesmo consiste na abordagem a histórias e experiências de vida de membros do Clube Sénior da Câmara Municipal, o que foi efetuado por meio de um filme. Ainda outra iniciativa recente da Fábrica das Histórias foi um encontro de contadores realizado com base no projeto Histórias para Fazer ÓÓ (desenvolvido por esta entidade em parceria com o Banco Local de Voluntariado no intuito de formar e sensibilizar pais de Torres Vedras para a leitura de histórias infantis), que teve lugar no dia 28 de abril, também na Casa Jaime Umbelino. Os resultados do desafio Aventuras de um Nabo Gigante e do projeto Anotar os Dias, bem como adereços do teatro apresentado no Dia de Festa, podem ser observados na Casa Jaime Umbelino, à semelhança do que acontece com trabalhos relativos a outras iniciativas da Fábrica das Histórias.


notícias

Valsa, tango, bolero, rumba e outros generos musicais misturaram-se com as sonoridades do fado no espetáculo "Fado e outros Sons", apresentado pelo grupo Formas de Fado e proporcionado pela Câmara Municipal, o qual esteve em itinerância pelas freguesias do concelho entre os meses de setembro e maio.

cultura

educação e juventude

15.a edição

“Vamos aos Jogos Olímpicos” foi o tema

Herança judaica foi o tema central do "Turres Veteras"

O tema escolhido para a 15.ª edição do consagrado encontro de História Turres Veteras recaiu sobre “Judiarias, Judeus e Judaísmo”. Por essa razão a sessão de abertura do evento, que teve lugar no dia 17 de maio no Teatro-Cine, contou com a presença do embaixador de Israel em Portugal, Ehud Gol, para além da do presidente da Rota Sefarad – Rede de Judiarias de Portugal, António Manuel Ribeiro. De salientar que essa sessão foi abrilhantada com um concerto da cantora israelita Mor Karbasi, que deu a conhecer a música dos judeus exilados de Espanha dos século XV e XVI. No 15.º Turres Veteras, que prosseguiu nos dias 18 e 19 de maio, no Edifício dos Paços do Concelho, 20 oradores abordaram o referido tema sob diversas perspetivas (local, regional, nacional e global). O evento chegou ao fim com o lançamento das atas da sua anterior edição (neste caso, Turres Veteras XIV: História da Saúde e das Doenças). Recorde-se que o Turres Veteras é considerado o melhor encontro nacional de História organizado anualmente e subordinado a um tema, que é sempre pertinente para o estudo da

"Grande Festa da Criança" encantou a “miudagem” A “magia” da Grande Festa da Criança – Oeste Infantil voltou a encantar milhares de crianças, este ano, entre os dias 28 de maio e 2 de junho. Uma experiência que certamente guardarão nas suas memórias, já que esta iniciativa tem-se constituído como uma referência para quem lá passou … Na 23.ª edição do certame, realizada, como habitualmente, no Parque Regional de Exposições, em Torres Vedras, foi proporcionada uma “viagem” aos Jogos Olímpicos, já que 2012 é, como se sabe, ano em que se realiza este evento desportivo. “Ciclismo”, a “Glória nos Jogos Olímpicos”, o “Windsurf”, os “Jogos Olímpicos de inverno”, os “Saltos”, os “Atletas do Oeste”, a “Canoagem”, o “Tic Tac Saudável”, o “Voleibol de Praia, “A Poção do Olimpo”, o “Pólo Aquático”, o “Posto Médico da Aldeia Olímpica”, a“ Ginástica Artística”, os “Hinos”, “O Futebol”, a “Maratona das Artes” ou as “Mini Olimpíadas Sensoriais” foram alguns dos temas abordados nas dezenas de ateliês interativos da Grande Festa da Criança nos quais se proporcionaram experiências lúdico-pedagógicas variadas e divertidas. Para além desses ateliês, existiram, também, como habitualmente, espaços de divulgação a cargo de várias entidades. Recorde-se que o Oeste Infantil constitui-se como um ponto de encontro para a comunidade educativa. Como já é habitual, o evento foi aberto às famílias, este ano, no dia 1 de junho (Dia Mundial da Criança), a partir das 18h, e ainda no dia 2 de

identidade e da memória do concelho, da região e do país. A edição de 2012 deste encontro foi organizada pela Câmara Municipal e Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa com a parceria da Rede de Judiarias de Portugal e da Cátedra de Estudos Sefarditas e contou com o apoio do Ô Hotels & Resorts e o Alto Patrocínio da Presidência da República. As próximas edições do Turres Veteras terão como temas “O Imaginário” e “Ceuta e a Expansão Portuguesa”.

torres vedras

8

julho_agosto 2012

junho, tendo-se proporcionado às mesmas várias atividades, para além das dos ateliês, nomeadamente animação musical, teatral e circense, “Olimpíadas de Psicoginasticar”, a apresentação do livro "Uma Aventura no País dos ALIMENTAkids", um ateliê de pins e demonstrações cinotécnicas, de tumbling, de judo e de basquetebol. Algumas destas atividades foram também dinamizadas para o público escolar, bem como um workshop de relógios de sol e ações de cavalo para volteio. A Grande Festa da Criança foi mais uma vez organizada pela Câmara Municipal em colaboração com estabelecimentos de ensino de caráter público, particular, solidário e profissional do concelho.


A Câmara Municipal associou-se mais uma vez à iniciativa da Dianova "Mocktails" (que visa prevenir comportamentos de risco associados ao consumo de álcool promovendo o consumo bebidas sem álcool), a qual decorreu pela quarta vez, como habitualmente, em áreas de diversão noturna da zona de Torres Vedras e em escolas aderentes do concelho, desta feita, entre os dias 8 e 11 de maio.

educação e juventude

educação e juventude

11.a edição da iniciativa

Edição deste ano terminou

Mais talentos revelados no “Novos Talentos”

Mais uma edição do Novos Talentos, mais uma oportunidade dada pelo Município às crianças e jovens do concelho de mostrarem os seus dotes nas áreas da música, da dança e da voz. Depois de percorrer as freguesias do concelho nos meses de março e abril em eliminatórias, o Novos Talentos 2012 teve a sua primeira final no dia 12 de maio, no Pavilhão Multiusos, em Torres Vedras. Nessa, de “voz”, Ângela Anacleto, representante da freguesia da Silveira, foi a vencedora, com a interpretação do tema “Listen”, de Beyoncé. Madalena Martins (representante da freguesia de S. Pedro e Santiago) e Inês Miranda (representante da freguesia do Turcifal) foram, na ocasião, as, respetivamente, 2.ª e 3.ª classificadas, tendo esta última concorrente ganho o Prémio Rita Resende (correspondente à melhor interpretação em

"Solidariedade entre gerações: como a promover?" foi o tema do "Jogo do Município 2012" A Câmara Municipal proporcionou mais uma vez a alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário e profissional do concelho uma experiência na área da política e da cidadania por meio da realização do Jogo do Município. Recorde-se que esta iniciativa desenvolve-se durante o ano letivo em cada estabelecimento de ensino

português); já a Carolina Silva (representante da freguesia de Runa) foi atribuído o Prémio Juventude. No dia seguinte realizou-se no mesmo local a final da categoria de “dança” do Novos Talentos 012, na qual foram distinguidos Ângelo Santos (da freguesia do Maxial) com a melhor coreografia e The Drums (da freguesia da Silveira) com o prémio de grupo. A edição deste ano do Novos Talentos chegou ao seu término no dia 2 de junho, no centro comercial Arena Shopping, em Torres Vedras, com a sua final de “moda”. Daniel Ventura (da freguesia da Carvoeira) e Cátia Adão (da freguesia de S. Pedro da Cadeira) foram os vencedores dessa final na vertente de maiores de 13 anos, ao passo que no escalão de menores de 13 anos a vitória coube a Guilherme Vaz (da freguesia da Freiria) e a Dária Rosa (da freguesia de S. Pedro e Santiago). 673 jovens participaram no Novos Talentos 2012 que foi organizado pela Câmara Municipal, produzido pela Promotorres, EEM, apoiado pelas juntas de freguesia do concelho e pela Sociedade Portuguesa de Autores, patrocinado pelo Arena Shopping e pela empresa Masterdesafio, e que contou com a parceria da Torres TV, Badaladas e da empresa Promeios. Torres Vedras continua a ser uma terra de talentos…

torres vedras

participante segundo uma estrutura que consiste numa simulação de um processo eleitoral: começa com a constituição de listas de alunos que apresentam propostas enquadradas na temática definida, as quais são votadas após a realização de uma campanha eleitoral; a partir dessas listas é criada, de forma proporcional aos resultados da votação, uma assembleia escolar, onde são discutidas as propostas escrutinadas; na ocasião é elaborada uma proposta única que será apresentada, posteriormente, na Assembleia Final do Jogo do Município que se realizou, este ano, no dia 25 de maio, no Edifício dos Paços do Concelho. "Solidariedade entre gerações: como a promover?" foi no findo ano letivo o tema do Jogo do Município no qual participaram a Escola Básica Integrada Padre Francisco Soares,

9

julho_agosto 2012

a Escola Secundária com 3.º Ciclo de Madeira Torres, a Escola Secundária de Henriques Nogueira, a Escola de Serviços e Comércio do Oeste e a Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal, tendo a proposta deste último estabelecimento de ensino sido a mais votada na Assembleia Final. De referir que no âmbito da edição deste ano do evento foram realizadas quatro sessões de formação na área da Comunicação e Política e uma outra subordinada à mencionada temática, e proporcionou-se ainda, aos alunos finalistas, a oportunidade de assistirem a um plenário da Assembleia da República. O Jogo do Município 2012 chegou ao seu término com um fim de semana de convívio realizado entre os dias 1 e 3 de junho, em Abrantes. As propostas apresentadas na Assembleia Final deste 11.º Jogo do Município podem ser consultadas na área de notícias do site da Câmara Municipal (acessível em: www.cmtvedras.pt).


notícias

“O meu filho brinca sozinho: dificuldades de sociabilização nas crianças”, “Novas abordagens: apoiar e capacitar os pais de crianças/jovens com deficiência”, “ Educar financeiramente os nossos filhos: Missão Impossível?", “A morte contada a crianças” e “Matemática em Família” foram os temas abordados durante o findo ano letivo no âmbito das sessões do projeto municipal “Conversas com Pais”.

educação e juventude

Para além das obrigações legais

Câmara Municipal tem investido num vasto leque de ações na área da educação A Câmara Municipal tem proporcionado alguns serviços e iniciativas na área da educação que estão para além das suas obrigações legais. Exemplos disso são: as atividades de enriquecimento curricular, incluindo a oferta da prática de adaptação ao meio aquático e a assunção de encargos com pessoal não docente para acompanhamento dos alunos (o que também acontece com o serviço de refeições); a aquisição de quadros interativos para estabelecimentos de ensino recentemente inaugurados ou remodelados (destinados a turmas do 1.º ciclo do ensino básico); o reembolso de 50% dos custos de transportes a alunos do escalão A dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico que não estão abrangidos pela legislação de transporte escolar; a comparticipação de 50% do custo do passe de alunos do ensino secundário do escalão A com mais de 18 anos de idade; o transporte escolar em viaturas próprias de alunos do 1.º ciclo do ensino básico que residem a menos de 4 Kms da sua escola e cujo trajeto até à mesma é considerado perigoso; os programas de ocupação de tempos de férias; o apoio a projetos educativos de agrupamentos de escolas (como o Clube de Robótica do Agrupamento

desenvolvimento social

Apoio à comunidade imigrante

Atividade do CLAII tem prosseguido com um interessante conjunto de iniciativas

de Escolas de S. Gonçalo ou atividades de Desporto Escolar); o apoio ao projeto Atitude Positiva; a realização de iniciativas como o Oeste Infantil, as Conversas com Pais e o Corso Escolar; e a adesão à Rede de Cidades Educadoras. Todas estas situações representam um custo anual de cerca de um milhão de euros. Mas ainda existem atualmente outras iniciativas da Câmara Municipal na área da educação que estão para além daquilo que a legislação lhe impõe: o serviço de apoio à família em períodos de pausa letiva; os serviços educativos; a distribuição, de forma gratuita, de uma peça de fruta, por dia, a alunos do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico públicos ao abrigo do Programa “Regime de Fruta Escolar”; o funcionamento do Portal da Educação do Município; a promoção da existência de um Projeto Educativo Local; e formações para pessoal docente (ao nível, por exemplo, da utilização de quadros interativos e da prática de golfe para aplicação nas atividades de enriquecimento curricular). Torres Vedras é assim um Município que aposta, sem dúvida, na educação e no futuro das suas crianças e jovens…

torres vedras

Para além da sua atividade normal, o Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes (CLAII) tem estado a desenvolver um interessante conjunto de iniciativas para a comunidade imigrante local. Nesse âmbito, em parceria com a Fábrica das Histórias, este serviço municipal desenvolveu um projeto denominado "Um Tempo chamado Eu", que consistiu na abordagem a histórias de vida de imigrantes residentes no concelho mediante trabalhos de expressão plástica que foram realizados em ateliês. Cidadãos oriundos do Brasil, Moldávia, Rússia, S. Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau participaram neste projeto cujos trabalhos foram apresentados no dia 26 de maio, no decorrer da Festa das Histórias Vida, que teve lugar na Casa Jaime Umbelino, e com a qual se pretendeu assinalar o Dia Internacional das Histórias de Vida. De referir que esses trabalhos continuam patentes neste local. Recorde-se que no ano transato o CLAII desenvolvera em parceria com

10

julho_agosto 2012

o seu congénere da Lourinhã o projeto Contos de tantos Cantos, que se baseou na recolha de contos tradicionais de diversos pontos do planeta junto das respetivas comunidades imigrantes, os quais foram posteriormente ilustrados. Saliente-se também da atividade do CLAII a organização de um curso de empreendedorismo para imigrantes; a oferta de apoio jurídico aos mesmos; e a sua descentralização, já que passa a funcionar também na sede da Junta da Freguesia de A dos Cunhados, na primeira quinta-feira de cada mês. De realçar ainda que o número de atendimentos neste centro tem registado uma tendência crescente (323 em 2008, 991 em 2009, 1723 em 2010 e 2019 em 2011).


428 membros do projeto de desporto sénior da Câmara Municipal participaram no dia 22 de abril, em Lisboa, na "Corrida Sempre Mulher", que visou angariar fundos para a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama.

desenvolvimento social

Com cerca de 1200 participantes

Parque Verde da Várzea acolheu convívio de desporto sénior O Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras, voltou a encher-se de “cor” e de “vida” com o convívio de final de época do projeto de desporto sénior da Câmara Municipal – Mexa-se para Vida! -, o qual se realizou este ano na manhã do dia 3 de junho. Cerca de 1200 membros deste projeto participaram nessa festa que começou com um peddy-paper que os levou a vários locais emblemáticos de Torres Vedras, tendo o ponto alto da iniciativa sido a master classe na qual os seniores apresentaram al-

torres vedras

gumas das coreografias aprendidas recentemente nas suas aulas de desporto. No final, ainda tiveram energia para dar um “pézinho de dança” no baile que encerrou a atividade. De referir também que durante este encontro foram proporcionados rastreios de correção postural e massagens pelas empresas Physioclem e Feel. Recorde-se que o Mexa-se para a Vida!, projeto criado em 2005, está atualmente implementado em todas as freguesias do concelho (em 62

11

julho_agosto 2012

núcleos), proporcionando atividade física regular a cerca de 1700 munícipes com idades a partir dos 55 anos. Promover a autonomia funcional dos respetivos participantes e, por conseguinte, a sua qualidade de vida, bem como a convivialidade, de forma a combater o isolamento dos mesmos, são os principais objetivos deste projeto que tem contado com um contributo essencial das juntas de freguesia do concelho.


notícias

A prática de golfe foi a novidade nas atividades de enriquecimento curricular proporcionadas pela Câmara Municipal durante o findo ano letivo, tendo envolvido 48 alunos da Escola Básica do 1.º Ciclo da Maceira.

desPORTO

desPORTO

Nos últimos meses

na "gimnoeste"

Câmara Municipal tem apoiado eventos desportivos

Festa Municipal da Ginástica com 300 atletas

foto: Vasco Neves

O concelho foi recentemente a "capital" do enduro em Portugal. Tal deveu-se à realização da etapa nacional do Campeonato do Mundo de Enduro e de uma etapa do Campeonato Nacional de Enduro. O primeiro desses eventos realizou-se entre os dias 11 e 13 de maio, a partir do Parque Regional de Exposições, em Torres Vedras, em cerca de 55 kms de caminhos do concelho, e em outros locais específicos de competição situados no mesmo tendo contado com a participação de mais de cem pilotos (que se dividiram por seis classes) e uma dezena de equipas de fábrica. Esta prova contou com uma forte afluência de público à semelhança da segunda etapa do Campeonato Nacional de Enduro (ambas as competições foram organizadas pelo Clube Ecomotor com o apoio da Câmara Municipal) que teve lugar no dia 11 de março, na Quinta do Calvel e na pedreira do Figueiredo, a qual se constituiu como uma preparação para

aquele primeiro evento. O Skate Parque de Torres Vedras acolheu, por seu lado, como já é habitual, a primeira etapa do circuito nacional de skate que se realizou este ano nos dias 16 e 17 de junho. Organizada pelo Radical Skate Clube em parceria com a Câmara Municipal, esta competição contou com a participação de quase cem skaters que se dividiram pelas categorias de iniciados, amadores e profissionais. Também no dia 17 de junho teve lugar, na zona dos Cucos, o 2.º XCO Internacional dos Cucos que se constituiu como a última etapa da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico, em que participaram mais de 280 betetistas agrupados em 9 categorias. Refira-se igualmente que no mesmo dia e no mesmo local realizou-se o 4.º Encontro Inter-regional de BTT de Escolas de Ciclismo (Zona B) e uma prova de monociclo, tendo no dia anterior decorrido no Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras, a segunda etapa da Taça de Portugal de Bike torres vedras

Trial. Estas iniciativas foram organizadas pela União Desportiva do Oeste e Federação Portuguesa de Ciclismo com o apoio da Câmara Municipal. Já no dia 22 de abril realizara-se a partir também daquele parque urbano o III Duatlo de Torres Vedras. Neste evento, organizado pela AMCR Fonte Grada e Câmara Municipal com o apoio da Federação de Triatlo de Portugal, que teve a participação de 279 atletas de 26 categorias, foram atribuídos os títulos nacionais individuais de duatlo, para além de ter contado para a competição coletiva federada nacional desta modalidade. De referir, ainda, o apoio da Câmara Municipal à realização do Sealand Santa Cruz Fest e do corta-mato anual do desporto escolar das escolas do Oeste. Mais informações sobre estes dois últimos eventos e a etapa local do Campeonato Nacional de Enduro estão disponíveis na área de notícias do site da Câmara Municipal.

12

julho_agosto 2012

Entidades concelhias que desenvolvem trabalho na área da ginástica fizeram mais uma vez uma demonstração do mesmo, na 13.ª edição da Festa Municipal da Ginástica, que se realizou no dia 27 de maio, no pavilhão desportivo da Associação de Educação Física e Desportiva de Torres Vedras. Participaram na iniciativa cerca de 300 atletas de 5 entidades: Casa da Cultura de Ponte do Rol; Clube Académico de Penafirme; Clube Desportivo Sobreirense; Clube Social, Cultural, Recreativo e Desportivo do Amial; e Associação de Educação Física e Desportiva de Torres Vedras. Organizada pela Câmara Municipal com o apoio desta última coletividade, esta festa proporcionou aos espetadores demonstrações de trampolim, body combat, step, taekwondo, ballet, ginástica de grupo, ginástica de manutenção, ginástica infantil, aeróbica e tumbling. A Festa Municipal da Ginástica integrou-se, como habitualmente, na Gimnoeste, evento que é apoiado pela Câmara Municipal.


desPORTO

Envolvendo cerca de 1400 crianças

Campeonato Municipal de Futebol de 7 chegou ao seu término com as habituais concentrações finais Cerca de 1400 (!) crianças participaram no Campeonato Municipal de Futebol de 7 da época 2011/2012 que terminou recentemente. As concentrações finais desse campeonato realizaram-se no Estádio Manuel Marques, em Torres Vedras, nos dias 2 de junho (escalões de petizes e traquinas), 9 e 10 de junho (escalão de infantis) e 16 e 17 de junho (escalão de benjamins). De referir que na finda temporada participaram no Campeonato Municipal de Futebol de 7 o FC S. Pedro, a

e o SC Lourinhanense. De mencionar que estes 11 últimos emblemas são oriundos dos concelhos de Sobral de Monte Agraço, Mafra, Alenquer, Cadaval e Lourinhã. Saliente-se, a este propósito, que este campeonato tem ao longo das últimas épocas contado com um número crescente de equipas de concelhos vizinhos. De realçar também que, paralelamente, no Campeonato Municipal de Futebol tem-se verificado um aumento significativo do número de atletas, tendo, a título de exemplo,

Academia do Sporting CP do Turcifal, o GDRC Casalinhense, o GDRC Ponterrolense, o GD Matacães, o GD Ramalhal, a ACRD Furadouro, o GD Sobreirense, o Freiria SC, a AFPDC Torres Vedras (Janitas), o SCU Campelense, o Carvoeira AD, o CD A dos Cunhados, o CSDC Pedra, o Cerca FC, a CP Turcifal, a AMCR Fonte Grada, a ACDR Coutada, o SCU Torreense, a ADRC Arneiros, o Monte Agraço FC, o CD Mafra, o AC Malveira, o GDU Ericeirense, o CF Jeromelo, o GD Barril, o SC Livramento, o SC Encarnacense, a URDA Atalaia, o CA Cadaval

torres vedras

13

julho_agosto 2012

em 2002/2003, o mesmo contado com 305 atletas (abrangendo os escalões de escolas e infantis). Os resultados deste campeonato podem ser consultados na área de desporto do site da Câmara Municipal (acessível em: www.cm-tvedras.pt/ viver/desporto/campeonatos-municipais).


notícias desPORTO

ambiente e sustentabilidade

Assinatura de protocolos

“Ambiente e Qualidade de Vida”

306.497 euros para apoio AO desportO

“Torres Vedras, Território Sustentável” foi tema de ciclo de conferências

A Câmara Municipal prossegue a sua política de apoio financeiro à atividade desportiva no concelho. Nesse âmbito realizou-se no dia 7 de maio, no auditório do Edifício dos Paços do Concelho, uma cerimónia de assinatura de protocolos com vista à transferência de verbas para entidades que desenvolvem aquele tipo de atividade. A sustentabilidade do concelho foi a temática escolhida para a oitava edição do ciclo de conferências “Ambiente e Qualidade de Vida”, promovido pela Câmara Municipal. A primeira das sessões deste ciclo, que se realizou no dia 11 de maio no Edifício dos Paços do Concelho, incidiu sobre a agricultura sustentável, tendo as comunicações apresentadas na ocasião se subordinado às temáticas " Proteção Integrada”, "Serviço de Aconselhamento Técnico Agrícola e Boas Práticas Ambientais", "Utilização segura de produtos fitofarmacêuticos na agricultura” e “Agricultura Biológica”. A mobilidade sustentável foi o tema da última sessão deste ciclo, que também decorreu naquele auditório, no dia 25 de maio, na qual se abordou "Modos Suaves de Transporte em Torres Vedras”, "O dia a dia com bicicleta", “A Gestão do Território e a Promoção do Turismo de Natureza em Bicicleta” e “A política integral da bicicleta”. O ponto alto da iniciativa foi o Encontro Internacional Quality Coast, que se realizou no dia 18 de maio na Praia do Navio, em Santa Cruz, o qual se relacionou com a temática do turismo sustentável no concelho. Este evento teve como principal intuito a atribuição dos galardões do projeto Quality Coast, pela EUCC - Coastal & Marine Union, a nove destinos turísticos europeus, que receberam assim um comprovativo de qualidade na área do turismo sustentável costeiro. 50 participantes de 10 diferentes nacionalidades participaram neste encontro no decorrer do qual se debateram políticas de desenvolvimento sustentável associadas a destinos turísticos de qualidade. Recorde-se que o concelho hasteia desde 2009 a bandeira do Quality Coast. Relacionado com este evento, foram entregues no dia 8 de junho à Escola Básica do 1.º Ciclo e Jardim de Infância de Santa Cruz lâmpadas economizadoras como medida simbólica de compensação ambiental por parte dos participantes no mesmo. Mais informações sobre o referido encontro podem ser consultadas na área de notícias do site da Câmara Municipal.

Esses protocolos envolvem, no total, 43 associações e um montante de 306.497 euros. O apoio consubstanciado nos mesmos distribui-se por três programas: de apoio à atividade desportiva federada (abrangendo 1825 atletas de escalões de formação); de apoio à atividade desportiva não federada; e de apoio à formação de agentes desportivos. Recorde-se que o apoio da Câmara Municipal ao desporto no concelho tem abarcado outras vertentes como o melhoramento dos equipamentos desportivos, a organização de eventos desportivos ou a promoção da atividade desportiva junto da população sénior e escolar.

torres vedras

14

julho_agosto 2012


O presidente da Câmara Municipal, Carlos Miguel, deslocou-se a Seeheim-Jugenheim (Alemanha), a fim de participar num fórum sobre a Europa, integrado na celebração do 30º aniversário da geminação desta localidade com a cidade francesa de Villenave d´Ornon (igualmente geminada com Torres Vedras), mas também dos 15º e 5º aniversários das geminações com Kosmonosy (na República Checa) e Ceregnano (em Itália) respetivamente.

ambiente e sustentabilidade

ambiente e sustentabilidade

de apoios e frentes de praia do concelho premiados

Semana do Ambiente teve a sua quinta edição

Iniciativa adotada para formato nacional Dirigida principalmente à comunidade escolar Concessionários

Pela sétima vez a Câmara Municipal distinguiu os melhores concessionários de apoios e frentes de praia do concelho da finda época balnear. A respetiva entrega de diplomas aconteceu no dia 27 de abril, no auditório do Edifício Multi-Serviços da Câmara Municipal. Os 1.º, 2.º e 3.º prémios relativos a esta iniciativa foram atribuídos, respetivamente, a Maria dos Anjos Francisco (concessionária da Praia de Santa Cruz - Centro), à empresa Varandinha - Atividades Hoteleiras (concessionária da Praia Azul) e a Albino Martins (concessionário da Praia de Santa Helena). Na avaliação levada a cabo para a atribuição destas distinções consideraram-se um conjunto de critérios: a existência de condições de circulação de veículos de socorro nos acessos às praias; a limpeza das praias e do espaço envolvente; a periodicidade de despejo dos caixotes existentes no areal para deposição indiferenciada de resíduos sólidos urbanos; as condições higieno-sanitárias das casas de banho de apoio às praias; e a permanência do nadador-salvador na praia. De realçar que esta iniciativa da Câmara Municipal foi adotada para um formato nacional pela Associação Bandeira Azul da Europa. Refira-se que aqueles prémios foram atribuídos no final da segunda reunião do Comité Local do Quality Coast, o qual é, recorde-se, constituído por diversas entidades públicas e privadas, e funciona como uma plataforma

As “ecoescolas” do concelho tiveram mais uma vez um momento de convívio e de troca de experiências durante o Dia Mundial do Ambiente (5 de junho), no âmbito da Semana do Ambiente promovida pela Câmara Municipal. Durante esse dia foi proporcionado a cerca de 400 alunos do concelho no Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras, um interessante conjunto de atividades, como jogos e ateliês lúdico-pedagógicos, uma mostra de trabalhos relacionados com a temática do ambiente e a exposição dos trabalhos do concurso Bichos do Lixo (promovido pelo Centro de Educação Ambiental). Essa exposição, constituída por 55 figuras de animais produzidas a partir de materiais reutilizados e de uma estrutura metálica, esteve patente, de resto, até dia 8 de junho, também integrado na Semana do Ambiente. A 8 de junho, último dia da mesma, realizou-se mais uma vez a iniciativa Costa Viva (promovida pelo Espeleo Clube de Torres Vedras, Associação para a Defesa e Divulgação do Património Cultural de Torres Vedras e Câmara Municipal) no decorrer da qual cerca de 200 alunos do 3.º ciclo do ensino básico do Externato de Penafirme e das escolas básicas 2,3 do Maxial e da Freiria recolheram aproximadamente 420kgs de resíduos indiferenciados e 200kgs de madeiras (para valorização) nas zonas dunares das praias Azul, do Seixo e de Santa Rita, tendo a atividade terminado com o tradicional almoço-convívio no exKarting de Santa Cruz.

de discussão para a implementação de melhorias ao nível do turismo sustentável no concelho. De referir ainda que antes desta reunião tivera lugar no mesmo local uma outra, com vista à preparação da época balnear.

torres vedras

15

julho_agosto 2012


Eco Parque da

projeto

Serra da Archeira

torres vedras

16

julho_agosto 2012


"(...) Esta área de lazer constituir-se-á certamente como um ex-libris ao nível

NÚMEROS

da fruição paisagística no concelho."

¦ Área ¦ Cerca de 5 ha ¦ Custo ¦ Cerca de 95 mil euros ¦ Prazo ¦ 2.o semestre de 2013

torres vedras

17

O Eco Parque da Serra da Archeira, situado perto do Figueiredo, está a ser construído. A 1.ª fase deste equipamento de lazer, inserido na futura área protegida de âmbito local da Serra do Socorro e da Archeira, foi concretizada com a limpeza e a modelação do respetivo terreno e ações de plantação de árvores no âmbito das etapas dos campeonatos nacional e mundial de enduro realizadas recentemente no concelho (de forma a compensar as emissões de CO2 emitidas nestes eventos), em que colaboraram pilotos, bem como alunos da Escola Internacional de Torres Vedras e da Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal. De realçar que a equipa italiana da Bordone-Ferrari ofereceu 200 árvores para este parque, às quais se somaram outras dos viveiros municipais. A fase inicial deste ecoparque foi inaugurada no dia 10 de maio, ato que contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal, Carlos Bernardes, e representações das empresas Gavedra e Enel (entidades que são sócios-fundadores do referido equipamento de lazer) e do Clube Ecomotor (parceiro das mencionadas ações de plantação de árvores). A construção do Eco Parque da Serra da Archeira passará futuramente pela plantação de mais árvores e ainda de arbustos, a criação de um circuito pedonal, de um parque de merendas (na zona mais alta), de uma horta e um pomar comunitários e de uma zona de estacionamento, a instalação de mobiliário urbano e a melhoria das zonas do moinho (com a pavimentação da envolvente e a instalação de equipamentos geriátricos) e da escola existentes (também com a pavimentação da envolvente e a recuperação do muro próximo). Esta área de lazer constituir-se á certamente como um exlibris ao nível da fruição paisagística no concelho.

julho_agosto 2012


entrevista

conversando

Historiador de renome e diretor do Arquivo Municipal, Carlos Guardado da Silva tem sido o grande impulsionador do consagrado encontro de História "Turres Veteras" que completou este ano os seus 15 anos. À [Torres Vedras] este responsável municipal fez um balanço da iniciativa, tendo ainda aproveitado para abordar outros assuntos como o seu percurso profissional e pessoal, o funcionamento do equipamento que dirige, a importância histórica de Torres Vedras ou o estado da historiografia local…

entrevista : Tiago Oliveira fotografia : rute ferreira

carlos guardado

torres vedras

18

julho_agosto 2012


“(…) Adoro viver em Torres Vedras! (…)”

Que balanço faz dos 15 anos do Turres Veteras que come- técnicos dos municípios, simplesmente curiosos, entre çou por ser um encontro de história de âmbito local e pas- outros. É um encontro onde cabem todos os que desejam aprender, apesar do elevado nível científico. sou a ter uma dimensão internacional?

“(…) o sucesso das organizações depende muito da forma como cada uma gere e usa a informação, crucial no apoio à tomada de decisão (…)”

O Turres Veteras é um evento com sucesso, realizado em parceria com a Universidade de Lisboa, que exige muito trabalho - hoje apoiado por uma pequena equipa com grande experiência -, e que tem um público fidelizado. Dois dos seus objetivos iniciais, que mantém, passam por promover o conhecimento, assim como por incentivar a investigação da História de Torres Vedras. O processo foi gradativo, tendo passado de local a nacional e, mais tarde, a internacional, com a temática da Guerra Peninsular, na 11.ª edição. É hoje, em Portugal, o único evento do género, realizado anualmente, com a publicação das atas no ano seguinte em coedição com uma editora nacional, destacando-se, positivamente, o dispêndio de poucos recursos por parte do Município de Torres Vedras. Do ponto de vista historiográfico, bem como acerca do conhecimento sobre Torres Vedras, podemos afirmar que existe um antes e um depois do Turres Veteras, não só devido aos resultados do encontro, mas também aos projetos que saíram do mesmo e deram origem a diversos estudos da coleção Linhas de Torres.

Como perspetiva o futuro do evento? O encontro é o resultado de uma construção permanente. Continuará a ter lugar, é esse o interesse do Município e da Universidade, com o que me regozijo, naturalmente… gostaria que continuasse, pelo menos até à 20.ª edição com edição anual. Nessa altura, teremos de fazer um balanço, como o fazemos anualmente, para o manter assim ou repensá-lo, sob as mais diversas formas, inclusive no formato.

Como tem estado a funcionar o Arquivo Municipal que conta desde 2006 com novas instalações? O Arquivo Municipal encontra-se aberto ao público, desde junho de 1997, e já antes permitia a consulta a investigadores externos, sendo alguns trabalhos publicados testemunhos dessa prática anterior. As novas instalações permitiram, porém, oferecer aos técnicos do Arquivo Municipal condições excecionais de trabalho e de salvaguarda do património arquivístico municipal. Para além destes aspetos, relevamos a melhoria da qualidade no atendimento ao público, quer no acolhimento, O Turres Veteras é já amplamente reconhecido pela res- em open space, moderno, com 16 lugares sentados, quer petiva comunidade científica? Quem participa neste en- pelo fácil acesso e horário alargado entre as 8h30m e as 18h, ininterruptamente... Tem uma equipa pequena, com contro? cinco técnicos, três dos quais especialistas, mas coesa. Sim, é verdade, o encontro é muito conhecido também dentro do mundo académico, pela sua elevada quali- Para além da sua atividade regular, o Arquivo Municipal dade científica, assim como pela larga participação de desenvolve algumas iniciativas… investigadores no mesmo, mais de duas centenas, que Pela sua natureza, os arquivos têm funções de âmbito apresentaram os resultados da sua investigação, a título administrativo e funções culturais. Do ponto de vista generoso. Aqui vêm sempre os melhores especialistas cultural, o Arquivo Municipal é conhecido sobretudo dedentro de cada temática, de várias instituições de ensino vido a quatro iniciativas: pelo já referido encontro Turres superior, nacionais e internacionais, mas também do en- Veteras, pelas Sopas e Chás de Pedra, pela atividade sino secundário, tão especialistas quanto aqueles, sen- editorial (mormente as coleções Turres Veteras, Linhas do um encontro que cada ano discute um tema. Já acon- de Torres e Patronos) e pelos cursos de formação Uniteceu depararmo-nos com alguns trabalhos de História, verCidades, que conhecem apenas duas edições. Mas e não só, em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Itá- continuamos a promover as visitas guiadas ao Arquivo lia, Polónia e Estados Unidos, e vermos os nossos livros Municipal, palestras nas escolas, entre outras atividada coleção Turres Veteras, que traduzem os resultados des…. As Sopas e os Chás de Pedras, na 6.ª e 3.ª edição dos encontros, serem citados frequentemente, o que é respetivamente, são outras iniciativas de sucesso, que bastante gratificante. Os participantes são do meio aca- acolhem, no primeiro caso, a média de 200 participantes démico, mas também professores do ensino secundário, por ano, no Convento da Graça. No caso dos Chás de Petorres vedras

19

julho_agosto 2012


conversando

entrevista

dra, 150 participantes, na Azenha de Santa Cruz.

Que desafios antevê para o futuro do Arquivo Municipal e para os arquivos em geral? Os arquivos têm cada vez maiores desafios, nomeadamente quando assistimos há alguns anos a esta parte a reformas administrativas e à contínua introdução das tecnologias nas organizações. São serviços-chave não apenas para a organização e conservação do património arquivístico, garantindo o acesso permanente, interno e externo, à informação, mas também para a modernização administrativa e a melhoria da qualidade das organizações. O seu objeto é o sistema de informação, seja municipal ou outro, e a informação é cada vez mais o produto estratégico n.º 1 em cada entidade, pelo que o sucesso das organizações depende muito da forma como cada uma gere e usa a informação, crucial no apoio à tomada de decisão. Importa no Arquivo Municipal, por exemplo, promover a digitalização de toda a documentação instalada, sem a qual a desmaterialização jamais teremos, e serviços online, para onde teremos de caminhar todos…

da Fundação para a Ciência e a Tecnologia; professor na Licenciatura de Turismo do Instituto Superior de Ciências Educativas, onde presidi ao Conselho Científico, e nos cursos de doutoramento em Turismo na Universidade de Salamanca e em Ciências da Educação na Universidade de Granada; ainda, durante 12 anos, desenvolvi trabalhos arqueológicos, e fui formador de diversos cursos sobretudo nas áreas da arquivística, biblioteconomia, modernização administrativa e gestão da qualidade. Que publicações já editou? Quais destaca em particular? Bem, é difícil falar delas, sobretudo quando são já cerca de 80 títulos, entre livros e artigos, estes quase 50, entre autoria e coautoria ou coordenação, em Portugal, Espanha, França e Moçambique. Naturalmente, os maiores destaques vão para O mosteiro de S. Vicente de Fora: a comunidade regrante e o património rural (séculos XII-XIII); Lisboa Medieval: a organização e a estruturação do espaço urbano; mas também para Torres Vedras Antiga e Medieval; e, no âmbito da Guerra Peninsular, mais ficcional, Um país silencioso: uma história das Linhas de Torres Vedras.

Para além de diretor do Arquivo Municipal desempenha também funções como docente da Universidade de Lisboa… É verdade, sou também docente convidado do Curso de Mestrado em Ciências da Documentação e da Informação na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 2007, e, nesse âmbito, oriento um conjunto de dissertações de mestrado e de doutoramento. E mantenho uma grande atividade de investigação e edição dos resultados da mesma.

Que projetos pessoais tem na área da historiografia e da literatura? No imediato, e no que diz respeito a Torres Vedras, a publicação, em coautoria, dos livros A medição do Tempo em Torres Vedras e A Fábrica das Histórias; e de âmbito nacional, mas também tendo por objeto de estudo Torres Vedras, A cidade e a floresta na Idade Média. Isto, para além da transcrição e estudo de cerca de 600 documentos para outro projeto editorial com informação ímpar acerca dos impactos humanos e materiais da Invasão Francesa de 1810-1811, sob o comando de André MasseQue outras funções desempenhou ao longo da sua carreina, nomeadamente na Estremadura, entre a região da 1.ª ra? Linha e o sul de Leiria, Torres Novas e Tomar. Fui docente do ensino básico, nas disciplinas de História e Geografia de Portugal e de Língua Portuguesa, na Escola Padre Francisco Soares; investigador bolseiro da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica e torres vedras

20

julho_agosto 2012


“(…) Do ponto de vista historiográfico, bem como acerca do conhecimento sobre Torres Vedras, podemos afirmar que existe um antes e um depois do Turres Veteras (…)”

Para além de historiador também se destacou como praticante de atletismo… Fui atleta representando a Associação de Moradores da Fonte Grada, durante cerca de seis meses, em 1987; entre 1987 e 1990, do Clube de Futebol «Os Belenenses»; e, entre 1990 e 1996, do Sport Clube União Torreense. Tive e tenho, ainda que menor, uma grande atividade associativa, nomeadamente nas áreas do ambiente e do património, tendo participado, nesse âmbito, na Conferência Preparatória da Cimeira da Terra Rio+10, na ONU, em 2002. Gosto de viajar, ler, ir ao cinema, almoçar ou jantar com a família e os amigos… assim como de brincar com a Maria, a minha filha,que tem dois anos e meio.

Vedras… Assim como importa, depois da edição destes estudos, criar outros produtos editoriais de menor pendor académico, para públicos mais generalistas, voltados sobretudo para a divulgação. Ao nível da História local, gostaria de destacar o contributo de alguns autores? Vários autores, entre outros, são obrigatórios para o estudo da História local: João Pedro Ribeiro para o Paleolítico Inferior e Médio; João Zilhão para o Paleolítico Superior; João Carlos Senna-Martinez e Ana Catarina para o Calcolítico; Michael Kunst para o Castro do Zambujal; Vasco Gil Mantas para o período romano; para a História torriense Pós Reconquista Cristã saliento o meu contributo, os de Manuel Clemente, Pedro Gomes Barbosa, Ana Maria Rodrigues, Manuela Catarino, João Luís Inglês Fontes, Carlos Margaça Veiga, Natália Silva, Jorge Gonçalves Guimarães (sobre São Gonçalo e os Eremitas de Santo Agostinho), Paulo Drumond Braga, Paula Correia da Silva (sobre os conventos de Nossa Senhora da Graça e de Penafirme), Célia Reis, João Manuel Pereira, Venerando Aspra de Matos, Vítor Neto (sobre Henriques Nogueira), André Melícias e Cristina Clímaco (sobre a Guerra Peninsular e Linhas de Torres Vedras) e… Cecília Travanca e Maria dos Anjos Luís. E não esqueçamos os clássicos, e de consulta sempre obrigatória, Manuel Agostinho Madeira Torres e Júlio Vieira. E outros terei certamente esquecido!

Que importância atribui a Torres Vedras no contexto da História nacional e mundial? Torres Vedras é um centro urbano desde o século XIII muito ligado ao poder régio, visto ter sido um senhorio de diversas rainhas. Desde a Reconquista, dois acontecimentos marcaram Torres Vedras, dando-lhe um lugar de destaque quer na História nacional quer na História mundial: o primeiro ocorreu em 1414, quando em Torres Vedras teve lugar o Conselho Régio, convocado por D. João I, onde se decidiu a conquista de Ceuta, que teve lugar no ano seguinte, e que marca tradicionalmente o início da Expansão Portuguesa, a quem alguém chamou a primeira globalização; o outro acontecimento tem a ver com a Guerra Peninsular e, mais especificamente, com a construção das Linhas de Torres Vedras, sistema defenNão é oriundo do concelho mas já há vários anos que resivo que ditaria o fim do sonho napoleónico, alterandoside em Torres Vedras. Gosta de aqui viver? Qual é a sua -se aqui, pelo menos, o curso da história europeia. opinião em relação à cidade e ao concelho? Têm evoluído Na sua opinião o concelho de Torres Vedras já está bem do- positivamente? cumentado em termos de publicações de caráter histórico? Nasci no concelho do Cadaval, precisamente no lugar Existem alguns períodos que ainda não foram devidamen- de Pero Moniz. Mas sou também torriense, por adoção, onde vivo desde os 13 anos. Hoje partilho o meu coração te estudados? Existem diversos períodos acerca dos quais ainda sabe- pelos dois municípios, assim como pelo de Lisboa, a que mos muito pouco! Sobre o Castro do Zambujal e sobre o tenho dedicado a maior parte da minha investigação. período romano no território torriense, faltam-nos duas Adoro viver em Torres Vedras! É uma cidade pequena, monografias, uma para cada. Mas também sobre o sécu- com qualidade de vida, a 30 minutos de Lisboa, já com lo XVI e o período Filipino está quase tudo por estudar. uma oferta cultural bastante interessante, que dispõe da maior parte dos serviços de que necessitamos para as Tal como todo o século XVII e o século XVIII… É preciso também estudar o Convento de Nossa Senhora nossas vidas, com uma grande diversidade paisagística dos Anjos, no Barro, assim como o Convento de Santo e com uma costa – Santa Cruz e Porto Novo – com um António do Varatojo. Falta à maioria das freguesias uma cheiro a mar único… monografia, um projeto aliás planeado na sequência da Gostaria de deixar alguma mensagem? elaboração da monografia Torres Vedras: passado e preUm desejo… que cada torriense seja um arauto de Torsente, publicada em 1996. Exceção para a freguesia de res Vedras, não apenas da sua História, mas também das A dos Cunhados (que inclui a História da Maceira), com atividades que aqui se fazem, das empresas, dos produuma monografia de elevada qualidade, e as freguesias tos, do pastel de feijão, do Carnaval, da Feira Rural, das de Campelos e do Ramalhal. De igual modo, urge uma Festas da Cidade ou do Turres Veteras, enfim do destino monografia sobre a Santa Casa da Misericórdia de Torres turístico Torres Vedras... torres vedras

21

julho_agosto 2012


EMpreendedorismo

GRUPO PAULO DUARTE O Grupo Paulo Duarte, sediado no concelho e originário do mesmo, é uma referência ibérica e cada vez mais até europeia na área do transporte. Este grupo teve origem numa empresa de raiz familiar, criada em 1967 por José Paulo Duarte (que iniciara a sua atividade como transportador rodoviário em nome individual em 1946), chamada Transportes Paulo Duarte, Lda, e que viria a especializar-se no transporte de produtos alimentares líquidos em cisterna, estendendo, contudo, posteriormente, as suas áreas de atuação para o transporte de mercadorias perigosas em cisterna e carga geral. Expandindo progressivamente a sua atividade e a diversidade dos seus serviços, passaria na década de 90, depois de se juntar a uma outra empresa do respetivo ramo, a disponibilizar aos seus clientes o “outsourcing de transportes”, oferecendo praticamente toda a logística de distribuição de mercadorias. Em 1999 o Grupo Paulo Duarte inaugurou as suas novas instalações, entrando cinco anos mais tarde no

“Nos últimos dez anos crescemos sempre a dois dígitos” José Paulo Duarte

torres vedras

22

julho_agosto 2012


“Os melhores trabalhadores do país são os da nossa zona”

B.I. DA EMPRESA

José Paulo Duarte

mercado do transporte de mercadorias perecíveis e procedendo a uma renovação da sua frota. Integrando entretanto outras empresas de transportes, o referido grupo passaria em 2007 a fazer parte do grupo europeu de empresas de transportes Tankceu, tornando-se assim o primeiro e único representante de Portugal no mesmo por manter os mais altos padrões de qualidade e de segurança. De salientar que o Grupo Paulo Duarte é reconhecido como parceiro comercial prioritário na carga geral e na carga de produtos perecíveis a temperatura controlada (Acordo ATP). Faz ainda a distribuição porta-a-porta do Continente On-Line. Atualmente este grupo integra sete empresas de transporte que contam com uma frota de cerca de 600 viaturas e 650 reboques e com mais de 670 condutores. O mesmo possui atualmente escritórios e parques em Torres Vedras, Azambuja, Setúbal, Matosinhos, Lamego, Huelva e Almendralejo; oficinas em Torres Vedras, Matosinhos, Azambuja e Lamego; e estações de lavagem e de desinfeção de cisternas em Torres Vedras e Lamego. Está também em fase de início de atividade em Moçambique. De salientar que o Grupo Paulo Duarte conta com certificações ao nível da gestão de qualidade e na área do transporte e lavagem de cisternas. De referir que o mesmo alargou nos últimos anos a sua atividade à área da agricultura – estando envolvido na Abrunhoeste, Confraria da Horta e Sociedade Agrícola da Quinta de Malpique -, sendo ainda detentor de uma estação de abastecimento de combustíveis e de uma empresa de pneus. A formação dos seus colaboradores é uma das grandes apostas do Grupo Paulo Duarte que a faz internamente e recorrendo a entidades externas. Esta entidade empresarial demonstra também preocupações ambientais, tendo, por exemplo, aderido ao Sistema Integrado de Gestão de Óleos Usados. Neste capítulo, de referir que faz parte, tal como a Câmara Municipal, da rede Ecos, uma entidade de apoio à promoção e ao desenvolvimento de atividades no domínio da energia e construção sustentáveis. É também prática deste grupo apoiar coletividades e outras entidades locais.

¦ Nome ¦ Grupo Paulo Duarte ¦ Localização ¦ Estrada Nacional n.o8, km 52 Ameal - 2565-641 Ramalhal, Torres Vedras ¦ Fundação ¦ 1946 ¦ N.0 de funcionários ¦ Cerca de 850 ¦ Área de atividade ¦ Transportes e agricultura ¦ Faturação anual ¦ Cerca de 60 milhões de euros ¦ presidência ¦ José Paulo Duarte ¦ Contactos ¦ geral@tpduarte.pt ¦ T: 261 910 500 ¦ f.: 261 910 505

“Com camiões que percorrem toda a Europa, também ajudamos a divulgar o nome de Torres Vedras” José Paulo Duarte

torres vedras

23

julho_agosto 2012


Em nome da Santa Cruz Carlos Guardado da Silva

identidade

torres vedras

24

julho_agosto 2012


A devoção a Santa Cruz foi-se construindo entre os séculos III e VII, estendendo-se a todo o mundo cristão. Ao termo de Torres Vedras, o culto chegaria alguns séculos mais tarde, talvez na centúria de Quatrocentos, erguendo-se no litoral, em Ribamar, uma ermida, de invocação a Santa Helena da Cruz ou Santa Cruz de Ribamar, como assim se designava o local, um lugar ermo com a azenha em baixo, em 1517. O nome do lugar deve-se à então ermida, erguida, provavelmente ainda no século XV pelo convento de Santa Maria de Penafirme, defronte do sítio da atual capela de Santa Helena (em Santa Cruz), de invocação à Santa, que no século XVIII se desmoronaria no mar. Da primitiva ermida, resta hoje uma imagem da Santa Helena, muito venerada pelos Eremitas de Santo Agostinho, cujas preocupações se identificavam com as de Helena quando esta permanecia na Palestina, no fim da sua vida, servindo a Deus, na oração e na caridade, cuidando dos doentes e alimentando os pobres. Funções espirituais, mas também de assistência, porque ambos os caminhos são possíveis, mesmo quando ali, tão perto, o mar desafia os céus com as suas preces…

Em meados do século XIII, nascia na Ásia Menor (atual Turquia) uma bebé de nome Helena, que desposaria, quando jovem, cerca do ano 274, Constâncio Cloro, da qual união nasceria um filho. Chamar-se-ia Constantino. Era então imperador Maximiano, que nomeou Constâncio corregente, abrindo-lhe a sucessão no Império, com a condição, porém, que repudiasse a sua mulher e desposasse Teodora. A cega ambição de Constâncio fê-lo separar-se de Helena, levando o pequeno Constantino para Roma. Durante 14 anos, Helena chorou as desventuras de um amor rejeitado, até que, em 306, Constâncio falecera, tendo Constantino sido nomeado imperador. De imediato, mandou chamar sua mãe à corte, conferindo-lhe o nome de Augusta e imperatriz. Purificada pelo sofrimento, Helena recebeu o batismo, talvez em 307. Com idade avançada, visitou em peregrinação os lugares santos e, na subida ao monte Golgota, onde se havia construído um templo a Vénus, mandou derrubá-lo, para aí procurar a cruz onde Jesus morrera, tendo sido encontradas três. Mas qual das cruzes seria a de Jesus? Diz-nos a lenda que Helena ordenou que trouxessem perante si um defunto sobre o qual foram colocando cada uma das cruzes, e que, ao tocar em uma delas, o defunto recuperou a vida. Estava identificada a cruz de Jesus! Por esta razão, a imperatriz Helena foi canonizada e venera-se como Santa Helena da Cruz (ou Santa Cruz).

torres vedras

25

julho_agosto 2012


arte

pública

Estátua aAutoria: Antero de Quental Rodrigo Baeta Localização: Esplanada Antero de Quental | Santa Cruz Data de inauguração: 29 agosto 2009

torres vedras

26

julho_agosto 2012


Esta estátua alusiva a Antero de Quental é uma forma de recordar e perpetuar a sua passagem por Santa Cruz. A ligação deste grande poeta, escritor, filósofo e político açoriano a Santa Cruz remonta a 1870, quando passou os meses de Agosto e Setembro nessa povoação então composta por um pequeno número de casas espalhadas sobre as arribas. O convite para esta estadia foi feito pelo seu amigo, escritor e diplomata Jaime Batalha Reis que tinha forte ligação a Torres Vedras. Foi em Santa Cruz que Antero de Quental encontrou inspiração para escrever alguns dos seus sonetos filosóficos, como é o caso de Justitia Mater, cujo excerto se encontra inscrito na base daquela estátua. Nesta escultura, Antero de Quental encontra-se sentado a contemplar o mar.

Rodrigo Baeta Escultor, licenciado em Artes Plásticas – Escultura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. O seu trabalho, demonstrado em diversas exposições coletivas e individuais, já foi premiado por três instituições diferentes. Está representado em diversas coleções públicas e privadas. Rodrigo Baeta não procura o efémero. Procura, antes, incrementar formas eternas, estáveis e universais. Nas suas obras valoriza a relação entre os objetos e o observador, tentando criar um relacionamento saudável entre ambos.

Justitia Mater " No espaço constelado passa o vulto Do inominado Alguém, que os sóis aviva: No mar ouve-se a voz grave e aflitiva D´um deus que luta, poderoso e inculto"

torres vedras

27

julho_agosto 2012


torres vedras

agenda

música: 18 julho | quarta | 22h00 8 agosto | quarta | 22h00

Fado Vadio

Noite de Fados

Filarmonias Parque Municipal de Jogos de Santa Cruz Acordeão em Espetáculo: Rodrigo Maurício & Amigos Ciclo de concertos das bandas filarmónicas do concelho de

28 julho | sábado | 22h00

Parque Verde da Ponte - Ponte do Rol

Torres Vedras integrado no programa “Onda de Verão”

Azenha de Santa Cruz

27 julho | sexta | 22h00

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

Atuação da Banda Filarmónica da Ribaldeira 28 julho | sábado | 22h00

Atuação da Banda da Juventude Musical Ponterrolense 3 agosto | sexta | 22h00

20 julho | sexta | 21h30

Sacred Concert, de Duke Ellington

Concerto Comemorativo do 30.º Aniversário da Camerata Vocal de Torres Vedras

11 agosto | sábado | 22h00

Atuação da Banda de Música da Associação de Bombeiros Voluntários de Torres Vedras

TorresBrass

10 agosto | sexta | 22h00

Jardins do Alcabrichel - A dos Cunhados

Atuação da Sociedade Filarmónica Ermegeirense 17 agosto | sexta | 22h00

Atuação da Banda de Música da Casa do Povo de Campelos

Teatro-Cine de Torres Vedras Destinatários | maiores de 3 Entrada 3¤

24 agosto | sexta | 22h00

Atuação da Sociedade Filarmónica Aldeia Grandense

Noites do Parque Ciclo de Concertos

18 agosto | sábado | 22h00

21 julho | sábado | 22h00

OGM Organismo Geneticamene Modificado

Rufos e Roncos

Parque Verde da Ordasqueira Ordasqueira

Parque Verde da Várzea - Torres Vedras

teatro: 6, 7, 13 e 14 julho | 21h30

O Tio Vânia Teatro

Teatro-Cine de Torres Vedras Destinatários | maiores de 12 Entrada 5 ¤ / 3 ¤ (sócios ATV)

torres vedras

28

julho_agosto 2012


Do programa ONDA DE VERÃO constam muitas animações itinerantes e peças de teatro! Consulte o programa e saiba quais em www.cm-tvedras.pt/santacruz/ondadeverao.

dança:

Exposições:

Um Mar de Sons

Todo o mês de julho

18 julho | quarta | 19h00

Largo Jaime Batista da Costa, R. José Pedro Lopes e Parque Municipal de Jogos de Santa Cruz

Um mês, um autor... Mário Zambujal

Colar de Azeviche

Atuações dos ranchos folclóricos do concelho de Torres Vedras, integradas no programa “Onda de Verão”

Biblioteca Municipal de Torres Vedras | Setor Adultos

Museu Municipal Leonel Trindade – Torres Vedras

15 julho | domingo | 21h30 e 22h15

Atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico "Danças e Cantares" da Mugideira e Rancho Folclórico e Etnográfico "Flores do Oeste" – ROTA 22 julho | domingo | 21h30 e 22h15

Atuação do Rancho Folclórico da Colaria e Rancho Foclórico "Os Camponeses" de Varatojo

Mostra Documental

A peça do mês de julho no Museu Municipal

Todo o mês de agosto 29 julho | domingo | 21h30 e 22h15

12 agosto | domingo | 21h30 e 22h15

Atuação do Rancho Folclórico "Os Camponeses" de Varatojo e do Rancho Folclórico e Etnográfico"Flores do Oeste" - R.O.T.A

Atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico "Danças e Cantares" da Mugideira e do Rancho Folclórico da Colaria

5 agosto | domingo | 21h30 e 22h15

Atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico "Danças e Cantares" de Campelos e do Rancho Folclórico "Os Rurais" do Furadouro

Um mês, um autor... Jorge Amado Mostra Documental

Biblioteca Municipal de Torres Vedras | Setor Adultos

19 agosto | domingo | 21h30 e 22h15

Atuação do Rancho Folclórico "Os Rurais" do Furadouro e do Rancho Folclórico "Danças e Cantares" de Campelos

Até 21 julho | 09h30 às 19h00

Ecos Coletiva Grupo Artefacto Exposição Coletiva Tereza Trigalhos, Zoran Smiljanic, Elsa Oliveira e Carlos Gargaté Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras | Sala 3

18 julho | quarta | 18h00

Ao Anoitecer

Visita Guiada a Exposições da Galeria Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras Inscrições: Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras tlf.: 261 334 040 ou galeria@cm-tvedras.pt

torres vedras

29

julho_agosto 2012


torres vedras : agenda

Exposições: Até 31 agosto | 09h30 às 19h00

Obras da Coleção de Arte da Câmara Municipal de Torres Vedras Exposição

Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras | Sala 1 e Sala DoisPaços

Exposição em que se dá a conhecer ao público um conjunto muito diversificado de obras de arte contemporânea, a maioria provenientes de doação dos artistas que expuseram na Paços Galeria Municipal de Torres Vedras entre 2003 e 2011.

Até 30 setembro

As Coisas da Casa

debates e seminários:

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino

Chás de Pedra

Até 30 setembro

Azenha de Santa Cruz Inscrições gratuitas: Arquivo Municipal de Torres Vedras, tlf.: 261 320 736 ou arquivo@cm-tvedras.pt

Exposição

Mas que Grande Nabo Exposição

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino

Colóquio

A promoção da investigação, da formação e da informação sobre a história e identidade locais, bem como a valorização do património edificado são os principais objetivos da realização desta iniciativa. 6 julho | sexta | 21h30 As Casas da Câmara em Portugal (séc.XIV -XVIII)

Até 30 setembro

Tudo e mais alguma coisa

13 julho | sexta | 21h30 Julgado e Concelho da Ribaldeira no contexto das Linhas de Torres Vedras

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino

20 julho | sexta | 21h30 A Vivência Quotidiana Municipal Torriense no Século XVI

Exposição

Atividade integrada no programa “Onda de Verão” Até 30 setembro

Um tempo chamado EU Exposição Até 30 setembro

O Convento da Graça e a Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho: Oito Séculos de História Exposição

Museu Municipal Leonel Trindade -Torres Vedras

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino

Até 30 setembro

Anotar os Dias Exposição

Fábrica das Histórias - Casa Jaime Umbelino

torres vedras

30

julho_agosto 2012


torres vedras : agenda Mantenha-se informado sobre a vida do concelho de Torres Vedras: www.facebook.com/torresvedrascm www.youtube.com/torresvedrascm www.flickr.com/cmtv

concursos: desporto: 20 a 25 agosto | 22h00 às 00h00

STATIC

R. José Pedro Lopes e Largo Jaime Batista da Costa Inscrições: Teatro-Cine de Torres Vedras, teatro.cine@cm-tvedras.pt

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

21 julho | sábado | 09h30 às 23h00

15 julho | domingo | 09h30

Parque Municipal de Jogos de Santa Cruz Info: Helder Andrade Santos, tlm.: 918 773 444; Hugo Cartaxana, tlm.: 936 008 844; Nuno Antunes, tlm.: 962 829 295

Atividades integradas no programa “Onda de Verão”

Concurso de Homens Estátua de Santa Cruz

Santa Cruz voltará a ser a capital das artes performativas com a realização da 6.ª edição do STATIC - Concurso de Homens-estátua de Santa Cruz. "Congele" este momento e venha assistir às performances de grandes artistas. A grande final tem lugar no Largo Jaime Batista da Costa, no dia 25 de agosto, onde serão anunciados os grandes vencedores desta edição.

Passeios Pedestres

Por Terras de Moleiros

Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz 28 julho | sábado | 21h30

Caminho dos Poetas

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

12 agosto | domingo | 09h30

21 julho | sábado | 10h30 às 12h00

Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz Até 26 julho » terças, quintas e sábados | 19h15 e 10h30

Mexa-se - Desporto Informal Atividades de Fitness

Parque Verde da Várzea Info: Programa completo de atividades em www.cm-tvedras.pt

12 a 15 julho

Troféu Joaquim Agostinho Grande Prémio Internacional de Ciclismo de Torres Vedras

Vários locais Info: UDO (União Desportiva do Oeste), tlf.: 261 316 331, udo@ udo.pt, www.udo.pt ou www.trofeujoaquimagostinho.com

Prólogo | 12 julho | quinta-feira| 17h00 Torres Vedras 1.ª etapa | 13 julho | sexta-feira | 11h30 Partida: Manique do Intendente (Azambuja) Chegada: Vimeiro (Lourinhã) 2.ª etapa | 14 julho | sábado | 15h30 Circuito da cidade de Torres Vedras 3.ª etapa | 15 julho | domingo | 11h45 Partida: Atouguia da Baleia (Peniche) Chegada: Alto dos Moinhos Carvoeira (Torres Vedras)

Nas Margens da Foz

Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz 18 agosto | sábado | 21h30

XXVI Concurso Saltos Internacional - CSI 2* Concurso Hípico

Passeio Pedestre Turismo Geológico

22 julho | domingo | 09h30

Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz

8 setembro | sábado | 9h30 às 12h30 Concentração: Azenha de Santa Cruz

19 a 22 julho

XXVII Concurso Saltos Internacional - CSI 3* Concurso Hípico Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

31

Concentração: Praia Centro

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

Centro Hípico do Hotel Golf Mar - Porto Novo

torres vedras

Peddy Paper Atividade de Orientação

Sob o Brilho das Estrelas

Centro Hípico do Hotel Golf Mar - Porto Novo

12 a 15 julho

Hóquei em Patins vai à Praia V Encontro de Verão

julho_agosto 2012

Passeio de BTT

Concentração: Posto de Turismo

de Santa Cruz Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

12 agosto | domingo | 09h30

Passeio de BTT

Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

30 agosto a 2 setembro

7.ª Volta a Portugal Júnior Ciclismo Vários locais Info: UDO - União Desportiva do Oeste, tlf.: 261316331, udo@udo.pt, www.udo.pt


torres vedras : agenda

eventos: 7 julho | sábado | 08h30

VI Encontro de Automóveis Antigos e Clássicos

Até 8 julho

Feira de São Pedro

Expotorres – Torres Vedras

Concentração: junto ao CAERO - Torres Vedras Inscrições: António Cruz, tlm.: 965 802 804 ou antonio.a.cruz@hotmail.com; José Paulino, tlm.: 966 055 863 ou j.m.paulino@mail.telepac.pt Programa 08h30 | Concentração no CAERO - Torres Vedras 10h00 | Partida - CAERO - Torres Vedras Feira Rural de Torres Vedras (centro da cidade) 13h30 |Chegada a Santa Cruz 14h00 às 17h00 | Exposição de Automóveis- (Largo Jaime Batista da Costa - Santa Cruz) Organização: Grupo dos Amigos dos Automóveis Antigos Apoio: Câmara Municipal de Torres Vedras

J. F. Maxial, J. F. Monte Redondo, Constantinos, Correias II 5 a 15 julho

Santa Cruz Air Race 2012 Festival Aéreo

Aeródromo Municipal de Santa Cruz Info: Aeroclube de Torres Vedras, actv@actv.pt ou www.santacruzairrace.com

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

7 julho | sábado | 08h00 às 18h00

Feira Rural de Torres Vedras Ruas pedonais do centro da cidade de Torres Vedras

Atividade integrada no programa “Onda de Verão” 14 julho | sábado | 21h30

Carnaval de Verão 7 julho | sábado | 15h00 e 21h30

Ruas do centro de Santa Cruz

Befashion@Stacruz 2012 Moda e Bem-Estar

Um verdadeiro encontro de festas de Carnaval de Santa Cruz Portugal, com desfile Esta iniciativa que já faz parte de escolas de samba, cabeçudos, Zés- Pereira, da vida dos torrienses conta este ano com a sua 5. ª edição: grupos de mascarados e muita, muita animação! 15h00, o passeio marítimo de Santa Cruz enche-se de Atividade integrada no animação. programa “Onda de Verão” 21h30, na rua José Pedro Lopes, poderá assistir a um desfile. Moda, beleza e bem-estar marcam a melhor noite do verão, com manequins profissionais e figuras públicas que desfilam as roupas e os acessórios das lojas de Santa Cruz. Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

torres vedras

32

julho_agosto 2012

16 a 29 julho

V Encontro Internacional de Aguarelas de Santa Cruz Santa Cruz e Torres Vedras Info: Posto de Turismo de Santa Cruz; tlf.: 261 937 524 ou postoturismosantacruz@ cm-tvedras.pt; blog http:// aquarelasantacruz.blogspot. com/ e no Facebook

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”


Nos meses de julho e agosto o Posto de Turismo de Santa Cruz funciona todos os dias, das 10h00 às 22h00. Aqui encontrará toda a informação de que necessita para explorar as nossas praias durante as suas férias!

torres vedras : agenda

eventos: Feira de Verão

R. José Pedro Lopes - Santa Cruz

Atividade integrada no programa “Onda de Verão” 21 julho | sábado | 17h00 às 00h00

28 julho | sábado | 10h00 às 16h00

Dia do Cão em Julho Adoção de Animais

Praça da Liberdade (frente à PSP) - Torres Vedras

28 julho | sábado | 17h00 às 00h00 11 agosto | sábado | 17h00 às 00h00 25 agosto | sábado | 17h00 às 00h00

Visite a Feira de Verão e conheça a doçaria regional, os melhores vinhos, aprecie o artesanato elaborado por artesãos locais e perca-se pelas bancas de antiguidades e quinquilharias. São 170 bancas à espera de ser visitadas!

29 julho | domingo | 10h00 às 23h00

Feira do Livro de Verão

R. José Pedro Lopes - Santa Cruz

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

Feira Rural

4 agosto | sábado | 08h00 às 00h00 SANTA CRUZ

Espelho da ruralidade do concelho de Torres Vedras e da qualidade dos produtos da nossa terra, a Feira Rural está de visita, este mês, a SANTA CRUZ, inundando-a de cor e frescura: 08h00 à 19h00 | Hortofruticultura 14h00 às 00h00 | Feira de Verão

Atividade integrada no programa “Onda de Verão” 27 julho a 5 agosto

Santa Cruz Ocean Spirit Festival Internacional de Desportos de Ondas Praia do Mirante - Santa Cruz

A Praia do Mirante, em Santa Cruz, acolhe em 2012 as boas vibrações do espírito oceânico. De 27 de julho a 5 de agosto realiza-se mais uma edição do Santa Cruz Ocean Spirit - Festival Internacional de Desportos de Ondasque contará com muita energia e animação. Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

10 a 12 agosto

15 agosto | quarta | 10h00

Cortejo Etnográfico 14ª Edição Recriação Etnográfica

Ruas de Santa Cruz e Praia do Guincho

Assista às atuações dos ranchos folclóricos e dos grupos etnográficos da região e venha, ainda, sentir o gosto da gastronomia tradicional! Rancho Folclórico "Danças e Cantares" de Campelos e Rancho Folclórico "Os Camponeses do Varatojo" Percurso A: Praia Centro - Rua Dr. Esteves Oliveira - Largo Jaime Batista da Costa - Rua António Fig. Rêgo - Rua Veríssimo - Rua da Azenha - Praia do Guincho. Rancho Folclórico "Os Rurais do Furadouro" e Rancho Folclórico da Colaria Percurso B: Praceta Antero de Quental - Rua Catarina Eufémia - Rua Maria Sabe Tudo - Largo Jaime Batista da Costa - Rua António Fig. Rêgo - Rua Veríssimo - Rua da Azenha - Praia do Guincho.

Sabores da Terra Ação de Promoção, Mostra, Prova e Venda de Produtos Largo Jaime Batista da Costa Santa Cruz

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

torres vedras

33

julho_agosto 2012

Rancho Folclórico e Etnográfico "Danças e Cantares" da Mugideira Percurso C: Parque Municipal - Rua José Pedro Lopes - Largo Jaime Batista da Costa - Rua António Fig. Rêgo - Rua Veríssimo - Rua Azenha - Praia do Guincho. "ROTA | Flores do Oeste" Percurso D: Rotunda da Praia da Vigia - Avenida do Atlântico Rua Dr. Esteves de Oliveira - Rua José Guimarães Pinheiro - Rua Jerónimo Vilarinho - Rua Veríssimo - Rua da Azenha - Praia do Guincho.

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

26 agosto | domingo | 10h00 às 23h00

Feira do Livro de Verão

R. José Pedro Lopes - Santa Cruz

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”


torres vedras

infanto juvenil

A Biblioteca de Praia de Santa Cruz tem muitas surpresas para animar o verão dos mais novos! Oficinas, Teatros, Horas do Conto … Consulte o programa ONDA DE VERÃO 2012 em www.cm-tvedras.pt/santacruz/ondadeverao

Pede aos teus pais para te inscreverem no TEMPO DE FÉRIAS de VERÃO e vem divertir-te connosco! Oficinas, passeios, cinema, praia, piscina… Este ano dos 6 aos 18 anos! Toda a informação em www.cm-tvedras.pt

infantojuvenil: infantojuvenil: infantojuvenil:

concursos oficinas eventos 3 agosto | sexta | 10h00

Construções na Areia

infantojuvenil:

exposições Todo o mês de julho

infantojuvenil:

cinema

Um mês, um autor... António Torrado

Praia Centro Destinatários | Público infantojuvenil Inscrições: Posto de Turismo de Santa Cruz; tlf.: 261 937 524 ou postoturismosantacruz@ cm-tvedras.pt; e no local no próprio dia.

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”

Mostra Documental

Todo o mês de julho | terças e quintas | 10h00 e 14h00

Até dia 27 de julho

Visita Guiada, Jogo e Oficina

Atividades Lúdicas e Pedagógicas

Mergulho na Exposição Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras Destinatários | Crianças de jardins-de-infância e ATLs

Todo o mês de julho | segundas | 14h00

Oficina do Sol

Biblioteca Municipal de Torres Vedras | Setor Infanto-Juvenil

Oficina de Expressão Plástica

Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras Destinatários | Crianças dos 6 aos 12 anos

20 julho | sexta | 10h00

Horton e o mundo dos quem! Cinema para a Infância

Auditório Municipal Destinatários | maiores de 6

4 julho | quarta | 11h00

Sábado a 4 Mãos Oficina

Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras e (Es) Paços Criativos Destinatários | Crianças dos 5 aos 8 anos (acompanhadas por um adulto) Inscrições: Paços - Galeria municipal de Torres Vedras, tlf.: 261 334 040, ou galeria@cm-tvedras.pt

Todo o mês de agosto

Um mês, um autor... José Jorge Letria Mostra Documental

Biblioteca Municipal de Torres Vedras | Setor Infanto-Juvenil

torres vedras

34

julho_agosto 2012

Tempo de Férias – Verão 2012 Vários locais Destinatários | Crianças e jovens residentes no concelho de Torres Vedras ou a frequentarem o 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico ou ensino secundário no concelho (6 aos 18 anos) Inscrições: Balcão de Atendimento Único - Edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras

Atividade integrada no programa “Onda de Verão”


organização apoio

torres vedras

35

julho_agosto 2012


Maresia… Sinta a Maresia Porque o calor convida sempre a uma visita pela nossa costa, nesta edição propomos-lhe que inspire a maresia, respire a natureza e passe connosco o fim- de-semana . Aproveite para carregar baterias e siga o roteiro que traçámos… descontraído e divertido!

4

2

JULHO|AGOSTO

Dia 1 O primeiro sítio que visitamos é a praia de Porto Novo [1], a praia mais a norte do litoral de Torres Vedras onde desagua o rio Alcabrichel. Aproveite o areal em forma de concha, bastante abrigado do vento que sopra de norte, e detenha-se no rochedo que delimita a praia à esquerda e abriga um pequeno porto de pesca artesanal. Marisco e peixe fresco fazem parte da nossa sugestão para o seu almoço. Junto ao areal de Porto Novo há vários restaurantes que oferecem uma grande variedade de pratos. Pare e aprecie os sabores do mar. Já depois da sua refeição faça uma caminhada ou dê ao pedal para tornar a sua tarde um pouco mais leve. Há uma extensa ciclovia [2] que parte desta praia mas pode também optar por andar e deixar-se apaixonar pela maravilhosa paisagem que o vale da Maceira oferece. Escarpas de calcários duros marcam o cenário, pontilhado pelos

 roteiro

verdes da vegetação e pelo serpentear do rio Alcabrichel [3]. Vamos agora visitar outras praias da nossa costa … Praia do Pisão, praia do Mirante, praia do Navio, já na localidade de Santa Cruz. O nosso programa para o final de tarde inclui uma atividade muito em voga entre os mais novos e um desafio para os mais velhos – uma aula de surf. Santa Cruz é um destino bastante conhecido dos amantes desta modalidade e existem várias escolas que podem tornar a sua tarde familiar muito divertida e radical. Ria-se de si próprio e abandone a sua zona de conforto. São estes momentos que nos alimentam. O surf é uma experiência inesquecível mas a verdade é que deve estar cansado de tanto remar! Desligue-se e prepare-se para passar a noite no Hotel Golf Mar, situado no topo de uma alta arriba junto a Porto Novo. A vista é absolutamente deslumbrante e convida à contemplação de cada recorte da nossa costa. A nossa sugestão

PASSOS NO

FEIRA DE VERÃO Hotel Golf Mar

Restaurante Hotel Apartamentos Praia Azul

11 e 25 agosto

tlf.: 261 980 800

tlf.: 261 930 100

17h00 às 00h00

hotelgolfmar@ohotelsadresorts.com

hotel@praiaazul.com

r. José Pedro Lopes - Santa Cruz 21 e 28 julho

torres vedras

36

julho_agosto 2012


3 1

e a preços bastante acessíveis para uma experiência tão invulgar. Durante todo o fim de semana há sempre um piloto experiente para o levar a conhecer a nossa costa de uma perspetiva diferente. Basta aparecer! A primeira aterragem neste aeródromo foi feita e, 1931 e, desde então, as avionetas cruzam os céus de Santa Cruz fazendo parte integrante do dia-a-dia das gentes locais. Se quiser uma experiência com mais adrenalina, o Aeroclube de Torres Vedras também tem uma escola de parapente. Tempo de voltar à terra e almoçar noutra bela praia logo Dia 2 aqui ao lado… Vamos até á praia Azul onde, no RestauEsperamos que tenha aproveitado para descansar rante do Hotel da Praia Azul, pode experimentar as deliporque para este dia sugerimos-lhe uma experiênciosas especialidades da casa: sopa do fundo do mar, cia que o vai fazer andar com a cabeça no ar. Que tal passar a nossa bela costa a pente fino numa viagem de gambas à la Guilho ou arroz de polvo à pescador. Deste restaurante tem uma panorâmica sobre a extensíssima avioneta? A concentração para levantarmos voo está marcada para o Aeródromo de Santa Cruz [4], o mais oci- praia azul e a praia da Foz, onde desagua o rio Sizandro. Final de tarde em zen? Voltamos ao Hotel Golf Mar para dental da Europa Continental. Preparado para rasgar o céu? O Aeroclube de Torres Vedras disponibiliza voos de fazer uma boa massagem no Spa: o antídoto contra o batismo, com vários circuitos, para uma ou três pessoas stress, ideal para desligar das pressões do dia-a-dia!

vai para uma visita ao Bar Londres, situado no 3.º piso, onde pode absorver os últimos raios de sol do seu dia. Preparado para jantar? Vá até ao centro de Santa Cruz onde pode contar com uma vasta oferta ao nível da restauração, para todos os gostos e todos os bolsos. Escolha um sábado em que se realize a Feira de Verão. As ruas do centro da localidade enchem-se de cor e de vida e poderá comprar produtos regionais, artesanato, doçaria, vinhos...

CONCELHO

texto : andreia correia fotografia : pedro fortunato

sANTA CRUZ

Escolas de Surf Escola de Surf da Física tlms.: 918 773 444 e 929 180 739 Goodsurfgoodlove tlm.: 919 814 615

Aeroclube de Torres Vedras

info@goodsurfgoodlove.com 3S Surf Company tlms.: 965 385 945 e 969 302 797

tlf.: 261 937 299

geral3s@hotmail.com

tlm.: 969 825 812 torres vedras

37

julho_agosto 2012


TORRES VEDRAS

EM LIVRO Ao folhear este livro redescobrimos, pelas fotografias de Pedro Bettencourt, sítios e “coisas” paras as quais sempre olhámos, mas que nunca tínhamos visto desta forma. Esta é a grande riqueza deste livro. Nestes cerca de vinte quilómetros de costa, de areias e arribas, de flores e cardos, de pessoas, de casas e prédios, de artefactos, de símbolos, são o mar e o céu que marcam a paisagem e fazem tudo o resto. Esta natureza, esta riqueza em todo o seu esplendor, é-nos oferecida por Pedro Bettencourt com recortes até aqui nunca perpetuados por outros. É a “nossa” costa da Assenta a Porto Novo. É Torres Vedras.

DA ASSENTA A PORTO NOVO Autor / Fotografia Pedro Bettencourt Edição Câmara Municipal de Torres Vedras Data de edição 2005 Preço ¤20 Locais de venda Biblioteca Municipal de Torres Vedras, Museu Municipal Leonel Trindade, Posto de Turismo de Torres Vedras, Posto de Turismo de Santa Cruz, Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras, Papelaria União, Gráfica Torreana, Livraria Livrododia.

“São momentos, são fragmentos de sítios, são, sobretudo, olhares de alguém de sensibilidade apurada e com grande apego à essência das coisas, ao que fica depois de todos partirem.”

torres vedras

38

julho_agosto 2012


na biblioteca

novidades Tony Webster e a sua clique só conheceram Adrian Finn no fim do liceu. Famintos de livros e de sexo, e sem namoradas, viviam esses dias em conjunto, trocando piadas, rumores e mordacidades de todo o género. Talvez Adrian fosse mais sério do que os outros, e seria certamente o mais inteligente. Mesmo assim, juraram que ficariam amigos para o resto da vida. Tony está agora reformado. Teve uma carreira, um casamento e um divórcio amigável. E nunca fez nada para magoar ninguém – pelo menos acredita nisso. Mas a chegada da carta de uma solicitadora desencadeia uma série de surpresas, acontecimentos inesperados que lhe vão mostrar que a memória é afinal uma coisa altamente imperfeita. Este livro foi vencedor do Man Booker Prize 2011. “ Aproximamo-nos do fim da vida – não, não da vida em si, mas de uma outra coisa: o fim de qualquer probabilidade de mudança nessa vida.”

O Sentido do Fim

de Julian Barnes. Quetzal Editora, 2012

Nesta impressionante parábola sobre liderança, Robin Sharma ensina os leitores a trabalhar competências vitais para o sucesso. Esta obra oferece-lhe toda a sabedoria do mais popular especialista do mundo em liderança, servida ao ritmo de uma boa história. Blake Davis parecia ter nascido para o sucesso. Era inteligente, tinha múltiplos talentos, e todos lhe previam um brilhante futuro. Quando esta história começa, porém, Blake é um amargurado funcionário de uma cadeia de livrarias, que odeia o seu emprego. Até ao dia em que conhece Tommy Flinn, um homem excêntrico, em tempos amigo dos seus pais, que há cinco anos consecutivos acumula o prémio de melhor funcionário da empresa onde Blake trabalha. Tommy, um líder nato, mostra-lhe a importância de criar e manter relações de amizade. “Os teus velhos alicerces e as tuas estruturas tradicionais têm de ir abaixo para que possam ser construídos outros melhores. É assim que funciona a mudança. Mas da confusão resulta sempre a clareza. Do caos emerge a ordem. Se não há desconforto, não pode haver crescimento. É por isso que digo que as encostas mais íngremes são as mais seguras.”

“Era uma vez uma menina chamada Lulu, e a Lulu era uma seca. Não era uma seca para comer. Não era uma seca para vestir. Era uma seca – uma grande seca para t-u-d-o.” Lulu consegue sempre o que quer. Nem que para isso tenha que guinchar até as lâmpadas estourarem, atirando-se para o chão, esperneando e esbracejando. Até agora. Pois quando ele pede aos pais um Brontossauro para o seu aniversário, eles dizem – provavelmente pela primeira vez – NÃO! E assim Lulu resolve partir sozinha e encontra um Brontossauro perfeito para ser o seu animal de estimação. Mas será mesmo? Não contamos. Esta é uma história para crianças que os adultos gostarão de ler, com imenso sentido de humor, belíssimas ilustrações, e que pode muito bem ser contada em voz alta

Lulu e o Brontossauro escrito por Judith Viorst e il. por Lane Smith. Gailivro, 2011

Na maior parte das famílias de peixes, depois de a mãe pôr os ovos e de o pai os fertilizar, ninguém fica de guarda aos ovos. Mas há exceções, como o cavalo-marinho, o peixe-espinho, a tilápia, o kurtus gulliveri, o peixe-cachimbo, o peixe-gato e outros quantos. Nesses casos, não só um dos progenitores fica a tomar conta dos ovos, com grande esmero, como - surpresa das surpresas - esse progenitor é o pai. Por estranho que pareça, é verdade: acontecem de fato coisas maravilhosas no fundo do mar. A proposta de ilustração do autor passa pela utilização de folhas de acetato, intercaladas entre o espaço central das duplas páginas do livro, e que, sobrepondo-se sempre à página da direita, vão escondendo diferentes tipos de peixe. Essas folhas, coloridas com algas e corais, cumprem assim uma função - a da camuflagem -, quer no desenrolar da história, quer na própria transposição da história para a vida quotidiana dos animais: camuflados, eles podem efectivamente esconder-se dos predadores, e não só os peixes.

O Senhor Cavalo-Marinho texto e il. de Eric Carle. Kalandraka, 2011

O Líder sem título Robin Sharma, Lua de Papel, 2010

Monstro Troca Livros

Este contentor-estante pretende sensibilizar para a oferta e troca de livros entre os cidadãos do concelho de Torres Vedras, visando a reutilização de livros e revistas e o encaminhamento de ofertas documentais, bem como contribuir para a educação e sensibilização ambiental através do reaproveitamento de um eletrodoméstico (frigorífico) desativado. As pessoas podem deixar diretamente no Monstro Troca Livros os seus livros e, se o desejarem, levar um outro que ali esteja e lhes interesse, de forma gratuita. Têm igualmente a oportunidade de deixar um comentário ou pensamento sobre o livro que levaram ou deixaram no Monstro. O Monstro Troca Livros está localizado, nos meses de verão, na esplanada do Bar Saborear no Parque Verde da Várzea, para quem o quiser visitar, ler um livro ou rechear de saudáveis “alimentos”. BOAS LEITURAS E BOM APETITE…

Informações e reservas… Biblioteca Municipal de Torres Vedras www.bibliotecadetorresvedras.net biblioteca@cm-tvedras.pt Tel.: 261 310 457

 saiba

também torres vedras

39

julho_agosto 2012


BIBLIOTECA DE PRAIA DE SANTA CRUZ

torres vedras

de PORTA torres vedras

40

julho_agosto 2012


Biblioteca de Praia de Santa Cruz (Julho/ Agosto/Setembro) R. Dr. Esteves de Oliveira, n.º 4 R/C | Santa Cruz Tlf.: 261 933 543

Horário de funcionamento: julho/agosto: 2.a a Sáb.: 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 20h00 Até 15 setembro: 2.a a Sáb.: 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 O espaço físico ocupado pela Biblioteca de Praia de Santa Cruz durante os meses de verão é ocupado pelo Clube Sénior – núcleo de Santa Cruz durante o resto do ano.

Nesta época do ano há mais tempo para nos dedicarmos a atividades que nos dão mais prazer. Ler é certamente uma delas! Nesta edição levamo-lo a conhecer a equipa da Biblioteca de Praia de Santa Cruz, um serviço de extensão da Biblioteca Municipal de Torres Vedras, inaugurado em 2004, que permite a todos os que se deslocam a este destino de férias desfrutar do prazer da leitura, num espaço descontraído e informal, ou até mesmo fora de portas, perto do mar e a custo zero. A Biblioteca de Praia tem ao dispor dos utilizadores cerca de 1000 livros das mais diversas áreas de interesse; serviço de empréstimo domiciliário que lhe permite levar consigo as últimas novidades literárias; jornais locais e nacionais e revistas de diversas temáticas para leitura no local; acesso à internet; jogos infantis e um conjunto de atividades de animação lúdicas e pedagógicas destinadas a toda a família. Deste programa constam iniciativas como a Hora do Conto, feiras do livro, oficinas, representações teatrais e muito mais! Consulte o programa “Onda de Verão” e conheça a agenda.

aberta...

A Equipa. Quem é Quem? Goretti Cascalheira (Técnica Superior da Biblioteca Municipal de Torres Vedras) Responsável pela coordenação do equipamento municipal, pela seleção de documentos e novidades literárias. Coordena ainda o programa pedagógico e é responsável pela escolha das atividades a desenvolver neste âmbito. Ana Gonçalves (Assistente Técnica da Biblioteca Municipal) Ana Pereira (Assistente Operacional da Biblioteca Municipal) Hélia Freitas (Assistente Técnica da Biblioteca Municipal) Marta Gomes (Assistente Técnica da Biblioteca Municipal) Responsáveis pelo atendimento ao público e pela gestão do serviço de empréstimo domiciliário de livros; apoio à pesquisa bibliográfica; acompanhamento na utilização da internet e gestão diária dos jornais e revistas. Ana Gonçalves e Marta Gomes realizam ainda as atividades de animação promovidas pela Biblioteca de Praia de Santa Cruz. Desfrute do verão e boas leituras!

Da esquerda para a direita: Goretti Cascalheira , Ana Pereira, Hélia Freitas, Ana Gonçalves, Marta Gomes torres vedras

41

julho_agosto 2012


torres vedras

42

julho_agosto 2012


torres vedras

43

julho_agosto 2012


torres vedras A 4 VOZES

Agregação de Freguesias O Governo PSD-CDS propôs e a Assembleia da República aprovou a Lei 22/12 que obriga à agregação de freguesias. Aplicada ao concelho de Torres Vedras, o Governo e a maioria da Assembleia da República do PSD-CDS, obrigam a que sejam agregadas 6 freguesias, passando de 20 para 14 freguesias. Esta Lei prevê que a agregação de freguesias deixe de ser 6 para ser 5, caso a Assembleia Municipal faça uma proposta. O PS não concorda com esta reorganização, que não irá beneficiar em nada a nossa população, nem irá levar a qualquer economia. Porém, vivendo num estado de direito, as leis aprovadas devem ser aplicadas e o PS tudo fará para que seja o menor número possível de freguesias a agregar, e menor o impacto negativo que essas agregações terão na vida dos torrienses. Sempre cumprimos a Lei e sempre defendemos Torres Vedras e os Torrienses, assim continuaremos a fazer. Feira de S. Pedro Está a decorrer a Feira de S. Pedro, certame com mais de 750 anos e de projeção nacional. Sendo um ponto de encontro de todos os Torrienses, com certeza que ali nos cruzaremos e conviveremos. Queremos saudar todos aqueles que contribuem para a realização deste certame, sejam funcionários da Promotorres e da Câmara Municipal, dirigentes, empresas e empresários, associações e todos os que a visitam.

Inicia-se no próximo dia 28 de Junho o maior certame da nossa região, a Feira de São Pedro. Estando certo que este é um evento que atrai inúmeros visitantes não podemos deixar de referir que a qualidade da mesma em termos de expositores tem vindo a cair e este ano, com o agravar do clima económico, pensamos que esta tendência se irá agravar. Sob esta perspectiva e numa tentativa de contrariar a mesma o PSD propôs um desconto de 10% aos expositores que se comprometam a expor, ininterruptamente, durante os próximos 3 anos, proposta essa aceite e implementada pela Promotorres.

Economia local O PCP propôs na Assembleia da República, no dia 8 de Junho, a diminuição do IVA na restauração de 23 para 13%. O agravamento que os partidos da troika fizeram no IVA foi de 77% e isto, a par dos baixos salários e reformas e do desemprego de mais de um milhão de portugueses, poderá conduzir à extinção de 47 mil postos de trabalho no sector e ao encerramento de 21 mil estabelecimentos, só em 2012! A diminuição do IVA era e é uma medida urgente e indispensável. Chumbada por PSD e CDS. O PCP apresentou na Assembleia da República, no dia 30 de Maio, o Projecto de Resolução N.º 349/XII-1ª: “Um programa de emergência para a construção civil e obras públicas”, com um vasto conjunto de propostas e medidas para combater a brutal crise que o Pacto de Agressão em curso ao nosso país está a provocar neste sector. A destruição no sector da restauração e da construção civil sente-se fortemente no nosso concelho, afectando muitas pequenas e médias empresas, nomeadamente familiares. Esta política tem que ser interrompida e derrotada, bem como os partidos que a executam. Quando os ouvir falar nas pequenas e médias empresas, com ar e tom preocupado, pense bem em quem as defende efectivamente.

Mas Feira de São Pedro é sinónimo de grandes maquetes, de ilusões e promessas que talvez um dia passem a realidade, ou não, e não seria nada difícil recordar algumas sendo que a mais emblemática neste Concelho será sem sombra de dúvida a das Piscinas Municipais. Este ano estou certo que poderemos contar com a maquete do Centro de Artes do Carnaval de Torres Vedras. É tempo de assumir uma ruptura com a venda de ilusões e concentrar os nossos esforços e vontades em honrar os compromissos. Essa é a verdadeira política que merecemos e queremos.

torres.vedras@dorl.pcp.pt

Viva Torres Vedras! Hugo Martins Vereador e Presidente da CPS do PSD de Torres Vedras

torres vedras

44

julho_agosto 2012

E se ganhasse alguma com isso? O tema da reforma administrativa tem sido amplamente discutido. A Troika quando chegou a Portugal viu um pequeno território com 308 Concelhos, sim, são 308. São 308 Presidentes de Câmara, 308 estruturas para alimentar, vereadores, assessores, motoristas, secretários, enfim…o regabofe que todos sabemos que resultado teve nas contas da nação. Perante a obrigatoriedade de reformar, o “centrão” (PSD/PS) acorda o seguinte: “vamos antes fundir as freguesias, poupamos o NOSSO peixe graúdo e atacamos o mexilhão que pouco ou nada vale”. E pronto, eis a Reforma Administrativa onde as freguesias são o bode-expiatório. Agora imagine, que o Concelho de Torres Vedras, juntamente com outros concelhos vizinhos, juntavam-se e criavam uma poderosa estrutura no Oeste. Seriam vários concelhos, geridos por uma só Câmara. Uma identidade administrativa que pela sua dimensão ganhasse poder para se afirmar junto do poder central, com altas sinergias, proactiva, forte e de gestão eficiente. Uma identidade que poupando os milhões de gastos da estrutura de uma Câmara, reflectiria esse dinheiro no seu IMI, ou na sua conta da água, ou no seu IRS. Este é um tema que rompe naturalmente com os poderes instalados do executivo socialista da Câmara Municipal. Que necessita de novos actores na coisa pública e sobretudo de líderes capazes de romper com o status-quo. É necessário uma liderança corajosa que coloque estes (e outros) temas na discussão pública. O CDS-PP está pronto para assumir essa liderança.


torres vedras

deliberações da câmara municipal versão integral em www.cm-tvedras.pt

Reunião de 31 JANEIRO 2012 Eventual extinção da Entidade Regional de Turismo do Oeste: Deliberado aprovar na íntegra o teor de Moção relativa ao assunto em título e remetê-la às seguintes entidades: Senhor Primeiro Ministro, Senhora Secretária de Estado do Turismo, Assembleia Municipal de Torres Vedras, Comunidade Intermunicipal do Oeste e Turismo do Oeste. Prédio junto ao mercado municipal – Contrato de permuta celebrado entre o município de Torres Vedras e a JMLS, Sa – Resolução unilateral do contrato com invocação do estado de necessidade – cassação do alvará – posse administrativa: A Câmara, deliberou: - Resolver unilateralmente o contrato de permuta celebrado com a JMLS e em consequência determinar que a JMLS pratique os atos necessários para que a propriedade dos prédios reverta para o município, no prazo de cinco dias úteis; - Declarar a caducidade da licença das obras de construção por se verificar a suspensão das obras por período superior a seis meses e em consequência cassar o alvará de obras de construção n.º 27/2011, de 31 de Janeiro. - Tomar posse administrativa do prédio urbano inscrito na respectiva matriz predial urbana de S. Pedro e Santiago, sob o artigo 9128 e descrito na CRP com o nº 6389 e do prédio urbano inscrito na respetiva matriz predial urbana de S. Pedro e Santiago, sob o artigo 9129 e descrito na Conservatória do Registo Predial com o nº 6386, ao abrigo do preceituado no artigo 64º, n.º 5,alínea c) da Lei das Autarquias Locais, para promover a realização das obras necessárias para preservar a segurança de pessoas e bens, no dia seguinte ao decurso do prazo de cinco dias úteis previsto para a reversão voluntária da propriedade destes prédios pela JMLS para o Município; - Comunicar a deliberação ao Instituto Nacional da Construção e Imobiliário, IP, I.P., à Conservatória do Registo Predial de Torres Vedras e ao Banco Santander Totta, S.A. Serviços Municipalizados de Água e Saneamento – Tarifário – Retificação ao tarifário para 2012: Deliberado aprovar a retificação ao Tarifário para vigorar no concelho de Torres Vedras, com efeitos a 1 de Janeiro de 2012. Direção Geral de Reinserção Social – Protocolo de cooperação: Aprovada a proposta de protocolo a celebrar com a Direção Geral de Reinserção Social, referente à prestação de tarefas no âmbito das medidas tutelares educativas, designadamente a realização de tarefas não remuneradas em favor da comunidade. Alteração de tarifário – Instituições particulares de solidariedade social,

organizações não governamentais sem fins lucrativos ou outras entidades de reconhecida utilidade pública: A Câmara deliberou: 1º - Revogar a deliberação de 30/01/1991, relativa à isenção da tarifa em título por parte das instituições, coletividades e associações que na área do Município prossigam fins de interesse público, não lucrativos e que não sejam instituições estatais. 2º - Aprovar a seguinte tarifa a aplicar às instituições particulares de solidariedade social, organizações não governamentais sem fins lucrativos ou outras entidades de reconhecida utilidade pública, pela recolha de resíduos urbanos, a qual entrará em vigor no próximo dia 01/04/2012 - Tarifa fixa - ¤ 3,30 - Tarifa variável – ¤ 0,13/m3 de água consumida. Empreitada de reabilitação de blocos habitacionais no bairro Boavista Olheiros – Projeto Mais Boavista – Concurso público: Aprovado. Empreitada de requalificação urbana no âmbito do Programa Pólis – Concurso público – Ata de erros e omissões: Aprovado o teor da ata de erros e omissões e o novo mapa de quantidades de trabalho, da reunião do júri de 24/01/2012, na sequência da apresentação através da plataforma VortalGov, de uma “solicitação de esclarecimentos” apresentada pelo interessado Construções Pragosa, S.A. Contrato de empréstimo de longo prazo, excecionado, para financiamento de obras Polis até ao montante de 600.000,00¤: Deliberado aprovar as cláusulas contratuais bem como a repartição de encargos referente ao contrato de empréstimo em título, tendo em vista a instrução do processo a enviar ao Tribunal de Contas, para efeitos de fiscalização prévia, bem como o pagamento de uma prestação de juros no total de ¤ 35.070,24. Contrato de empréstimo de longo prazo, excecionado, para financiamento de obras Pólis até ao montante de 700.000,00¤: Deliberado aprovar as cláusulas contratuais bem como a repartição de encargos referente ao contrato de empréstimo em título, tendo em vista a instrução do processo a enviar ao Tribunal de Contas, para efeitos de fiscalização prévia, bem como o pagamento de uma prestação de juros no total de ¤ 40.915,26. IO 43/11 – Carlos Alberto dos Santos Gomes – Pedido de informação prévia para unidade industrial – panificação – Rua da Associação de Moradores de Ereira – Maxial: Deliberado propor a apresentação, por parte do requerente de uma nova localização para a construção pretendida mais a norte do local inicialmente proposto, devendo observar a servidão à linha de água.

OP 424/08 – Associação Desportiva, Recreativa e Cultural da Cabeça Gorda – Pedido de isenção do pagamento de taxas referente a legalização de alterações de edifício e construção de rampa – Rua da Associação, nº 12 – Cabeça Gorda – Campelos: Deliberado isentar a Associação Desportiva, Recreativa e Cultural da Cabeça Gorda, do pagamento de taxas no valor de ¤ 6.022,00, referente a legalização de alterações de edifício a que se refere o processo em título. 01 8649/98 – Associação de Socorros de Outeiro da Cabeça – Pedido de isenção do Pagamento de taxas referente a ampliação de centro de dia – Rua da Estação – Outeiro da Cabeça : Deliberado isentar a Associação de Socorros de Outeiro da Cabeça do pagamento de taxas, no valor de ¤ 1.508,00, relativo à ampliação do centro de dia. OP 389/07 – Pedro António Martinho – Pedido de prorrogação de prazo para emissão de alvará de legalização de moradia, garagem e construção de muro – Rua Joaquim Fernandes, nº 5 – Maceira – Maceira: Aprovado o pedido de prorrogação do prazo para requerer a emissão do alvará de licença do processo assim como o pagamento do valor em 6 prestações mensais OP 199/2011 – Ilda Maria Teodoro Martins Faria – Construção de Moradia – Rua António Patrocínio Dias – Carvalhal – Turcifal: Deliberado autorizar a ocupação da área urbanizável e deferir o pedido. IO/47/11 – Raúl Schone Sousa Machado – Pedido de informação prévia para construção de estabelecimento de Alojamento Local – Estabelecimento de Hospedagem – Rua 1º de Maio Nº 2 – Almagra – Carvoeira: Deliberado autorizar a ocupação da área urbanizável e deferir o pedido. IO 57/2011 – Emília de Jesus - Pedido de informação prévia para construção de moradia – Travessa dos Luzios – Casas Novas – Silveira: Deliberado, favoravelmente quanto ao pedido. Relativamente ao lugar de estacionamento em falta, a Câmara deliberou aceitar que o mesmo seja compensado monetariamente, pelo valor de ¤ 8.050,08, de acordo com o RMUE. OP 254/2011 – Maria Filomena Rosa Antunes Sousa – Construção de anexo – Rua dos Carpinteiros, N.º 7 – Boavista – Silveira: Deliberado autorizar a ocupação da área urbanizável e deferir o pedido. OP 531/07 – Luciano José dos Anjos - Licenciamento de obras de Construção de Condomínio para habitação coletiva e comércio – Santa Cruz – Silveira: Deliberado aprovar o pedido. Aprovado sob condições.

torres vedras

45

Processo de obras 01 – 6320/94 – Supermercado Nilo, Lda. – Legalização de Alterações - Casal dos Amiais – Torres Vedras – São Pedro e Santiago: Aprovado.

RC 5/10 – Repsol Gás Portugal – Instalação de Depósito para Armazenamento de Combustíveis – Zona Industrial de Paúl – São Pedro e Santiago: Indeferido.

OP 213/02 – JMBS – Administração de Bens, Lda. – Licenciamento de Alterações – Quinta das Lapas – Monte Redondo: Deliberado apreciar o pedido em título, em conjunto com a legalização da pedreira e incumbir a Área de Fiscalização Ambiental de efetuar as necessárias averiguações e as respetivas participações, no caso de se confirmar a laboração.

RC/10/2005 – Riberalves – Comércio e Indústria de Produtos Alimentares, S.A. – Legalização de Reservatório de Combustível (Gasóleo) para Consumo Próprio – Carvalhal – Turcifal: Deliberado não se pronunciar ainda quanto ao pedido uma vez que o requerente apresentou um pedido de prorrogação de prazo que deve, entretanto, ser apreciado.

OP 3513/89 – Quinta do Redol – Sociedade Agrícola, Lda. – Licenciamento de Legalização de Alterações em Edifício para Armazém Agrícola – Vila Facaia – Ramalhal: Deliberado considerar o pedido enquadrado na parte final do n.º 3 do artigo 46º do PDM, e nessa sequência aprovar o pedido.

OP 318/2006 – Rodolfo Alexandre Rosa da Costa e Outra – Construção de Habitação Bifamiliar – Rua da Esperança – Outeiro da Cabeça – Outeiro da Cabeça - Licença Especial para Acabamentos: Deliberado favoravelmente.

OP 308/09 – Quinta da Archeira Sociedade Agrícola, Lda. – declaração Prévia para Autorização de Instalação de Estabelecimento Industrial Adega com Lagares e Arrecadações – Fernandinho – Ventosa: Aprovado. IO 61/9 – Labsol – Assistência Laboratorial e Serviços Engenharia, Lda. – Pedido de Informação Prévia para Construção/Alteração de Uso de Unidade Fabril – Rua da Liberdade – Runa – Runa: Deliberado declarar que se mantêm válidos os pressupostos de facto e de direito que levaram à anterior decisão favorável, e deliberar favoravelmente quanto ao pedido. LT 17/04 – Junta de Freguesia de Freiria – Operação de Loteamento – Licenciamento das Obras de Urbanização – Freiria – Freiria: Aprovado. LT 01/2006 – Sopimar – Sociedade de Construções, Lda. – Operação de Loteamento – Quinta de Santo António – Vale Terminus – S. Pedro e Santiago: Deliberado incumbir o Vereador do Urbanismo de reunir com o requerente para informar das implicações do indeferimento do pedido. OP 130/73 – Imovedras – Fundo de Investimento Imobiliário Fechado - Compensação pela não Cedência de Áreas para Equipamento de Utilização Coletiva e Espaços Verdes – Casal Arenes – São Pedro e Santiago: Deliberado não aceitar a proposta do requerente considerando que uma das áreas propostas não tem qualquer utilidade prática para a Câmara e outra está localizada em área de proteção à linha de água e notificar o requerente que a Câmara, tendo presente o previsto na lei, privilegia o pagamento em numerário, podendo, no entanto, vir a equacionar o pagamento em espécie se a proposta for consentânea com os interesses do Município.

julho_agosto 2012

AO 179/2004 – Requerimento N.º 1153/2005 – António Miranda Júnior Construção Civil, S.A. – Construção de Edifício – Urbanização do Hilarião, Lote 63 – São Pedro e Santiago Licença Especial para Acabamentos: Deliberado favoravelmente. OP 74/2007 – Maria João Pereira e Cláudio Manuel A. T. Conquilhas – Construção Ensino Pré-Escolar – Declaração de Caducidade - Varatojo – S. Pedro e Santiago: Deliberado favoravelmente. Delegação e Subdelegação de Competências – Informação a Prestar no Âmbito do Nº 3 do Artº 65º da Lei Nº 169/99, de 18 de Setembro, na sua atual redação: Tomado conhecimento.

Reunião de 14 FEVEREIRO 2012 SMAS – Alteração aos Documentos Previsionais – 1ª Alteração ao Plano Plurianual de Investimentos e 1ª Alteração ao Orçamento Receita/Despesa Para o Ano de 2012: Deliberado aprovar os documentos em título. SMAS de Torres Vedras – Expropriação Destinada à Aquisição de Parcela de Terreno para Regularização da Implantação do Reservatório da Ereira – “Abastecimento de Água à Ereira” – Emissão de Nova Resolução para Requerer a Declaração de Utilidade Pública da Expropriação Decorrente de Redução da Área a Expropriar – Deliberação do Conselho de Administração de 10-01-2012: Deliberado, requerer a declaração de utilidade pública. Proposta de Protocolo de Colaboração com o Agrupamento de Escolas de Maxial, no Âmbito do Programa Comenius Regio, Inserido no Programa Aprendizagem ao Longo da Vida: Deliberado aprovar o protocolo a


torres vedras

deliberações da câmara municipal versão integral em www.cm-tvedras.pt

celebrar entre a CMTV e o Agrupamento de Escolas de Maxial. Parceria ABAE / Municípios no Âmbito do Programa Eco-Escolas: Deliberado aprovar uma parceria, no âmbito do Programa Eco-Escolas, entre a ABAE e o Município, assumindo os seguintes compromissos: - Colaborar com a ABAE/Município nos termos acordados por ambas; Reconhecer a importância do desenvolvimento do Programa Eco-Escolas, nas escolas inscritas; Apoiar, as iniciativas que as escolas se propõem desenvolver; Contribuir com 20 euros por cada escola inscrita para apoio ao pagamento de despesas inerentes à implementação do programa, no total de 280 euros; Contribuir com 50c, por cada escola galardoada com a Bandeira Verde, com vista a custear nalgumas despesas de atribuição do galardão, no montante máximo de 700 euros. Atribuição de Apoio Financeiro – Encontro de Bandas: Deliberado atribuir um apoio financeiro à Sociedade Filarmónica Aldeia Grandense, no montante de ¤ 3.300,00. Adenda ao Protocolo - Camerata Vocal de Torres Vedras: Deliberado aprovar a adenda ao protocolo estabelecido com a Camerata Vocal de Torres Vedras, o qual dá suporte à transferência do montante de ¤ 6.000,00, respeitante a 2011. Prémio a Atribuir no Âmbito de Concurso “Disfarce de Carnaval” do Centro de Educação Ambiental: Deliberado autorizar a despesa no valor de ¤ 1.010,00, com recurso ao Ajuste Directo, relativa à atribuição de uma visita à Tapada de Mafra referente ao concurso em título. Lei do Orçamento do Estado Para 2011 – Aquisições de Serviços: Tomado conhecimento de listagem apresentada. Regulamento de Liquidação e Cobrança de Taxas e Emissão de Licenças do Município de Torres Vedras – Emissão de Licença Especial de Ruído – Taxas Devidas Pela Prestação de Serviços Administrativos Gerais e Apreciação de Pedidos - Isenções e Reduções de Taxas: A Câmara, de acordo com o previsto no capítulo IV (Isenção e Redução de Taxas), Artigo 16º (Isenções por razões sociais e de interesse económico), deliberou isentar as seguintes associações do pagamento das taxas referentes à licença especial de ruído (apreciação do pedido e emissão de licença especial de ruído), as quais já foram emitidas: Associação para o Desenvolvimento e Melhoramentos de Sobreiro Curvo e Casais Limítrofes; União Recreativa Patameirense. Unicarmões – Associação para o

Desenvolvimento da Freguesia de Carmões – 10º Passeio de Todo Terreno Noturno – Pedido de Isenção do Pagamento de Taxas de Ruído: Aprovado. Associação Estufa – Plataforma Cultural – Pedido de Isenção do Pagamento de Taxas – Ratificação: Ratificado. Proposta de Celebração de Protocolos de Delegação de Competências nas Juntas de Freguesia: Deliberado vir a celebrar protocolos de delegação de competências com as seguintes Juntas de Freguesia: Ponte do Rol - Obras em Ponte do Rol - ¤ 5.750,00; S.Pedro da Cadeira - Obras no porto de pesca da Assenta - ¤ 10.500,00” Proposta de Atribuição de Apoios Financeiros a Juntas de Freguesia: Atribuído um apoio financeiro à Junta de Freguesia de Campelos para obras no cemitério no montante de ¤ 7.500,00” Proposta de Atribuição de Apoios Financeiros: Deliberado atribuir os apoios financeiros abaixo indicados: Associação Leonel Trindade - renda da sede social- ¤ 3.600,00; Associação dos Escoteiros de Portugal – Grupo 129 - Torres Vedras - (Apoio para a renda da sede social) - ¤ 3.740,00; Associação de Ministros e Matrafonas - (Apoio para a renda da sede social) - ¤ 4.500,00; Associação para a Universidade da Terceira Idade - Torres Vedras - (Apoio para a renda da sede social) - ¤ 12.000,00; Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras - (Apoio para “cabaz” de alimentos para apoio a famílias carenciadas) - ¤ 1.500,00; Rancho Folclórico e Etnográfico “Danças e Cantares” da Mugideira - (Apoio para a gestão corrente) - ¤ 1.500,00; ACIRO - (Apoio ao comércio tradicional) - ¤ 12.000,00; Sporting Clube de Torres- (Apoio para obras no pavilhão) - ¤ 10.000,00. Proposta de Atribuição de Apoios Financeiros: Deliberado atribuir os apoios financeiros às instituições abaixo indicadas para participação nas Festas da Cidade: Centro Social Paroquial Santo António Dos Campelos ¤ 1.485,00; Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural Casalinhense ¤ 75,00; Associação de Socorros de Dois Portos - ¤ 435,00; Associação de Socorros da Freguesia Turcifal ¤ 680,00; Associação Cultural e Recreativa do Curvel - ¤ 470,00; Freiria Sport Clube - ¤ 690,00; Futebol Clube de S. Pedro - ¤ 925,00; Grupo D. R. C. Ponterrolense - ¤ 695,00; Ass. Solidariedade Acção Social da Ventosa - ¤ 1.400,00. Minuta de Contrato Programa a celebrar com a Promotorres EEM – Carnaval 2012: Deliberado aprovar a Minuta de Contrato-Programa a celebrar com a Promotorres EEM, o qual dá

suporte à transferência da verba de ¤ 200.000,00, para a organização do Carnaval 2012. Regulamento de Liquidação e Cobrança de Taxas e Emissão de Licenças do Município de Torres Vedras: Deliberado isentar do pagamento de taxas referentes à licença de ruído e licenciamento de provas desportivas por parte das instituições culturais, desportivas, cooperativas de ensino e político partidárias, desde que se destinem à realização dos correspondentes fins estatutários. IV/1382/2010 – Centro Comunitário de Desenvolvimento Social de Lisboa – Pedido de isenção do pagamento de taxas de inspecção sanitária a viatura de transporte de alimentos – Reembolso - Rua da Varandinha – Praia Azul – Silveira: Aprovado. IV/2927/2007 – Centro Comunitário de Desenvolvimento Social de Lisboa – Pedido de isenção do pagamento de taxas de inspecção sanitária a viatura de transporte de alimentos – Reembolso - Rua da Varandinha – Praia Azul – Silveira: Aprovado. OP 142/2011 – Artur Jorge Morais Mota - Construção de moradia, anexo de apoio e muros - Pedido de pagamento em prestações – Rua Principal – Casais da Arruda – Freiria: Aprovado sob condições. IO 38/2011 – Rosa Pereira da Silva Rosa - Pedido de informação prévia de alteração e ampliação de habitação – Rua Luís Albino – Torres Vedras – S. Pedro e Santiago: Deliberado favoravelmente sob condições. OP 536/79 – Obrirruda – Imobiliária, Lda. – Alteração de edifício para habitação e comércio – Rua do Pisão – Casal Ventoso – Santa Cruz – A-DosCunhados: Aprovado.

OP 1000/00 – Orizon Campo Real, Golfe e Natureza, S.A – Cadriceira – Turcifal - Pedido de Cancelamento Garantia Bancária: Deliberado indeferir o pedido de cancelamento da garantia bancária uma vez que as obras de urbanização exteriores ao empreendimento não se encontram concluídas na sua totalidade, de acordo com o auto de vistoria. LI 8/07 – Alberto Ribeiro Calheiros – Legalização de unidade industrial de moagem de cereais – Bairro do Calvo Nº 15 – Chamusca – Ponte do Rol: Deliberado incumbir o Vereador do urbanismo de reunir com o requerente para informar das implicações do indeferimento do pedido. LT 20/2002 – Adão Almeida, Construções, Lda. – Requerimento 7101/2010 - Licenciamento de operação de loteamento – Vale do Grou - E.N. 247 Escaravilheira - São Pedro da Cadeira: Deliberado indeferir o pedido por incumprimento das notificações efetuadas. Processo de Obras 02-1903/1997 – Engitorres – Sociedade de Construções, S.A – Receção definitiva das obras de urbanização de loteamento sito em Praia Azul – Silveira: Deliberado homologar o auto de receção definitiva das obras de urbanização do loteamento e receber definitivamente as infraestruturas em causa. LT 9/2008 – Projectos à Vista Sociedade Unipessoal, Lda. – Operação de loteamento – Declaração de caducidade -Vale Nogueira – Silveira: Aprovado. LT 26/2001 – José Tomás Franco e Tomás Franco – Operação de Loteamento – Rua Quinta do Paúl – Paúl – São Pedro e Santiago – Declaração de caducidade: Aprovado.

Processo de Obras 11/2527/97 – Avibom, S.A. – Legalização de pavilhão avícola – Vila Facaia – Ramalhal: Aprovado.

Processo de Obras 02/3904/1999 – Crédito Agrícola Imóveis, Unipessoal, Lda. – Alvará N.º 13/2003 - Licença especial para conclusão das obras – Ponte do Rol: Deliberado reconhecer o interesse na conclusão das obras de urbanização e autorizar a emissão de licença especial para o efeito, por um prazo de 6 semanas.

OP 109/2009 – Cristiana Andreia Fonseca de Lima – Alteração em obra de armazém – Av. da Igreja – Cabeça Gorda – Campelos: Deliberado autorizar a ocupação da área urbanizável e aprovar o projecto apresentado.

Delegação e Subdelegação de Competências – Informação a Prestar no Âmbito do Nº 3 do Artº 65º da Lei Nº 169/99, de 18 de Setembro, na sua Atual Redação: Tomado conhecimento da listagem apresentada.

11/2526/97 – Avibom, S.A. – Legalização de pavilhão avícola – Vila Facaia – Ramalhal: Aprovado.

OP 213/11 – Manuel Inácio Nunes Pinto – Legalização de arrecadação – Rua da Esperança, Nº 7 – Casal do Olivete – Patameira – Dois Portos: Deliberado autorizar a ocupação da área urbanizável e aprovar o projecto apresentado.

torres vedras

46

Reunião de 28 FEVEREIRO 2012 Proposta para Implementação de uma Loja do Cidadão em Torres Vedras: Deliberado encetar as diligências necessárias junto do Governo para a instalação provisória da loja do cida-

julho_agosto 2012

dão no espaço conhecido como Serpa Pinto Plaza, em Torres Vedras. Valor Taxas de Outdoors - Proposta de alteração apresentada pelos Vereadores eleitos pelo PSD: Reprovado. Projeto Porta a Porta: Deliberado abrir, durante 30 dias, Inquérito Público sobre a proposta de Regulamento do Projeto de “Regulamento Porta a Porta: Transporte de Cidadãos com Mobilidade Condicionada”, e cujo prazo se inicia no dia imediato à sua publicação no Diário da República. Aditamento ao Protocolo de Acordo de Colaboração e Parceria com as Juntas de Freguesia de Carvoeira, Silveira, S. Pedro da Cadeira e S. Pedro e Santiago: Deliberado aprovar as adendas aos protocolos já celebrados com as Juntas de Freguesia abaixo indicadas, a fim de assegurar a contratação de pessoal não docente para acompanhamento das crianças do 1º ciclo, no âmbito dos programas de generalização de refeições e das atividades de Enriquecimento Curricular, reforçando o valor dos mesmos em: Junta de Freguesia de Carvoeira - ¤ 5.711,19; Junta de Freguesia de Dois Portos – ¤ 4.678,62; Junta de Freguesia de Silveira - ¤ 4.678,62; Junta de Freguesia de S. Pedro da Cadeira - ¤ 5.711,19; Junta de Freguesia de S. Pedro e Santiago – ¤ 15.782,65. Redução do Horário de Funcionamento do “Café Américo” – Rua da Associação, 2 – R/C - Hilarião - Boavista Olheiros – Torres Vedras: A Câmara, tendo presente que foram rececionadas reclamações de condóminos do edifício em que se situa o Bar em título, deliberou reduzir o horário de funcionamento do estabelecimento “Café Américo” para o seguinte horário: Abertura – 7.00 horas, Encerramento – 22.00 horas. Atribuição de apoio financeiro - Evento “Palavras Sentidas”: Deliberado aprovar a atribuição de um apoio financeiro, no valor de ¤ 250,00, à Escola Secundária Madeira Torres, relativo à iniciativa cultural “Palavras Sentidas”. Regulamento para a Criação da Área Protegida Local das Serras do Socorro e Archeira – Análise das Exposições Apresentadas: Deliberado o seguinte relativamente a cada uma das exposições apresentadas: 1 – Exposição apresentada pela Florest – Associação dos Produtores Agrícolas e Florestais da Estremadura: a) Aceitar a Florest no Conselho Consultivo da área de Paisagem Protegida, alterando a alínea m), do n.º 1 do artigo 11º do Projeto de Regulamento; b) Informar que de acordo com a alínea b), do artigo 12º do Projeto de Regulamento compete ao Conselho Consultivo apreciar os planos e programas, pelo


torres vedras

deliberações da câmara municipal versão integral em www.cm-tvedras.pt

que a pretensão referida está salvaguardada; c) Informar que a Florest ao integrar o Conselho Consultivo representará os seus associados. 2 – Gestor das Quintas da Póvoa e Vale do Corvo: a) Aceitar a sugestão relativa à Manutenção, beneficiação (mobilização, fertilização, rega, controlo de infestantes), rearborização das plantações mono culturais de eucalipto muito embora a mesma dependa de enquadramento no Plano Municipal de Ordenamento do Território em vigor e do Plano de Gestão da Área de Paisagem Protegida que venha a ser elaborado; b) Aceitar a sugestão relativa às práticas cinegéticas, equestres, lazer, relacionadas com o aproveitamento turístico ou desportivo e cultural da área, muito embora a mesma dependa de enquadramento no Plano Municipal de Ordenamento do Território em vigor e do Plano de Gestão da Área de Paisagem Protegida que venha a ser elaborado; c) Aceitar a sugestão referente a intervenções de restauro, melhoramento ou adaptação à exploração turística dos imóveis existentes na área, muito embora este aspeto se encontre salvaguardado no âmbito do PDMTV em vigor; d) Quanto à recomendação da criação de uma faixa de 100m envolvente dos edifícios construídos, desafetada da área protegida – A Câmara deliberou indeferir, uma vez que a ampliação das edificações existentes já se encontra salvaguardada no âmbito do PDM de Torres Vedras em vigor; e) Deliberado estabelecer medidas no Plano de Gestão que previam situações que necessitem de vigilância nomeadamente quanto ao depósito de lixo, entulho, invasão de propriedade privada por veículos de todo o terreno ou outras práticas que coloquem em risco a segurança e infraestruturas afetas às explorações agro florestais locais; f) Informar que com a criação da área de Paisagem Protegida as entidades públicas e privadas poderão beneficiar de programas de financiamento. 3 – Portucel Sporcel Florestal – Sociedade de Desenvolvimento Agro-Florestal, S.A.: a) Aceitar que a Portucel Sporcel Florestal integre o Conselho Consultivo da área de Paisagem Protegida, alterando a alínea m), do n.º 1 do artigo 11º do Projeto de Regulamento; b) Informar que de acordo com a alínea b) do artigo 12º do Projeto de Regulamento compete ao Conselho Consultivo apreciar os planos e programas, pelo que a pretensão de participar ativamente na elaboração do Plano de Gestão está salvaguardada; 4 – Dr. Moedas Duarte em representação da Associação de Defesa e Divulgação do Património Cultural de Torres Vedras: a) Informar que foram levadas a efeito iniciativas para a integração dos Municípios do Sobral de Monte Agraço e de Mafra, no entanto não foi obtida resposta

favorável; b) Informar que no âmbito do Plano Diretor Municipal de Torres Vedras em vigor, a salvaguarda do património arquitetónico já se encontra salvaguardada. 5 – Filipe Santos, Presidente da Junta de Freguesia do Turcifal: a) Informar que no âmbito dos contratos estabelecidos e nos futuros o Plano de Gestão irá integrá-los de forma a não prejudicar as entidades envolvidas. 6 – Eng.º Miguel Guisado: a) Informar que no âmbito do Plano de Gestão será definido um rácio para a área eucaliptal integrado na área florestal. Mais foi deliberado remeter o Projecto de Regulamento à Assembleia Municipal atenta a sua competência em matéria regulamentar prevista na alínea a) do n.º 3 do artigo 53º da Lei n.º 169/99 de 18 de setembro, na sua atual redação. JMBS – Administração de Bens, Lda. – Pedido de legalização de pedreira – Quinta das Lapas – Monte Redondo: Deliberou mostrar intenção de se pronunciar desfavoravelmente quanto à legalização da pedreira, até que seja recuperada a área explorada e não licenciada ou que apresente um plano com intenção séria de recuperação dessa área. OP 213/02 – JMBS – Administração de Bens, Lda. – Licenciamento de alterações – Quinta das Lapas – Monte Redondo: Deliberado desfavoravelmente. OP 274/2008 – Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras - Licenciamento de cuidados continuados – Casal do Cartuxo Sarge – Torres Vedras - Santa Maria e São Miguel: Deliberado incumbir o Vereador do Urbanismo, de reunir com o requerente, a fim de obter algumas informações sobre o projeto. RB-64/11 – Ezequiel Brás Faria da Silva – Alteração de utilização para estabelecimento de bebidas (Serviços) – Rua Serpa Pinto Nº 11 e 12 – Torres Vedras – S. Pedro e Santiago: Deliberado incumbir a D.G.U. de avaliar a introdução de alguns pormenores técnicos no parecer, nomeadamente a possibilidade de instalar uma antecâmara na entrada. ID 07/2012 – ARH – Tejo – Administração da Região Hidrográfica do Tejo IP – Pedido de parecer sobre instalação de equipamento de apoio de praia – Praia da Física – Santa Cruz - Silveira: Deliberado não ver inconvenientes do ponto de vista técnico, devendo o requerente aquando do licenciamento na Câmara Municipal, apresentar o respetivo Plano de Acessibilidades. Mais foi deliberado deixar à consideração da ARH-Tejo a questão da exposição do Bar às Marés, tendo em conta que a construção ficará implantada ao nível do areal.

OP 659/03 – Cimaflora, Lda. Legalização de armazém – Casal da Rocheira - Alto do Seixinho – Ponte do Rol: Indeferimento do pedido com os fundamentos constantes do parecer técnico de 19/04/2011. OP 4355/1978 – Antiquoeste, Lda. – Construção de armazéns industriais – Casalinhos de Alfaiata – Silveira: Indeferido. OP 96/2011 – Rogério Pereira Fernandes – Construção de edifício para armazém – Valentina – Maxial: Indeferido. RC 10/2007 – Casa do Povo da Freguesia do Ramalhal – Legalização de Instalação de Reservatório Para GPL – Avenida 25 de Abril, 45 – Ramalhal – Ramalhal: Indeferido. IO 37/2011 – Supermercado Nilo, Lda. – Requerimento Nº 4904/2011 – Pedido de Informação Prévia para implantação de posto de abastecimento de combustível líquido – Casal dos Amiais – Torres Vedras – Santa Maria e São Miguel: Deliberado rever a posição tomada na reunião de 06/12/2011 e pronunciar-se favoravelmente quanto à pretensão na condição de ser apresentado estudo de tráfego aquando do licenciamento. OP 2371/70 – Gualdino do Rosário da Silva – Moradia unifamiliar – Projecto de alterações – Declaração de caducidade – Rua das Altas Terras – Carrasqueira – S. Domingos de Carmões: Deliberado declarar a caducidade do processo. IO 1/12 – COL – Sociedade de Construções do Oeste, Lda. – Pedido de Informação Prévia de licenciamento de edifício para habitação coletiva – Travessa do Torres – Rua da Várzea – Torres Vedras – S. Pedro e Santiago: Deliberado favoravelmente sob condições. 02-5418/91 – Anselmo da Cruz Ferreira e Outros – Operação de loteamento – Acionamento de garantia bancária – Póvoa de Penafirme – A-dosCunhados: Deliberado informar o BCP que, tendo em conta o montante para a execução dos trabalhos de arranjos exteriores e a reparação da calçada em passeios e estacionamentos, o montante restante, da garantia bancária deverá cifrar-se em ¤ 30.011,95. Tendo ainda em conta que a caução destinada a garantir a boa e regular execução das obras de urbanização mantém-se válida até à receção definitiva das obras de urbanização, o que não irá ainda acontecer, a Câmara deliberou não assinar a declaração de quitação. LT 4/99 – CUPH – Urbanização de Torres Vedras I, CRL – Operação de loteamento – Casal dos Olheiros – São

torres vedras

47

Pedro e Santiago: A Câmara, tendo constatado que já decorreram 6 meses após a emissão de licença especial para a conclusão das obras de urbanização do processo em título, deliberou conceder o prazo de 30 dias para o requerente iniciar as obras, sob pena de, em caso de incumprimento a Câmara vir a declarar a caducidade da licença de operação de loteamento. 02/2015/95 – Avelino Gomes – Auto de Receção provisória das obras de urbanização do loteamento com o alvará 24/98 Boavista – Silveira: Deliberado receber provisoriamente as obras de urbanização. LT 11/2005 – Batista e Brás II – Construções Civil, Lda. – Pedido de Prorrogação de Prazo - Operação de loteamento (Obras de urbanização) – Varatojo – São Pedro e Santiago: Indeferido. Delegação e Subdelegação de Competências – Informação a prestar no âmbito do Nnº 3 do artº 65º da lei Nº 169/99, de 18 de setembro, na Sua atual redação: Tomado conhecimento da listagem apresentada.

Reunião de 13 MARÇO 2012 Assembleia Municipal - Sessão ordinária de 24 de fevereiro de 2012: A Câmara tomou conhecimento das deliberações tomadas pela Assembleia Municipal e mandou dar o devido andamento ao processo. Ponto 1 – Ratificação de Declaração de Interesse Municipal, para construção de edifício para armazém - Runa, - requerido por APECI - Associação para a Educação de Crianças Inadaptadas, referente ao processo de Obras 10/34/2011 - Aprovado por unanimidade. Proposta de isenção do pagamento de taxas de publicidade apresentada pelos Vereadores eleitos pelo PSD: Deliberado relegar a análise deste assunto para a próxima reunião do Executivo. Proposta de Redução do Pagamento de Diversas Taxas – Ano 2012 e 2013 apresentada pelo Presidente da Câmara: A Câmara deliberou relegar a análise deste ponto para a próxima reunião do Executivo. Proposta de contrato de avença para executar serviço de transporte de crianças e distribuição de refeições: Deliberado aprovar a abertura do procedimento concursal para celebração de contrato de prestação de serviços em regime de avença, a celebrar com Maria de Fátima da silva Nunes Azevedo, para cumprir as funções de condução de viatura de recolha de resíduos urbanos.

julho_agosto 2012

Proposta de contrato de avença para condução de veículos: Deliberado, aprovar a abertura de procedimento concursal para a celebração de contrato de prestação de serviços em regime de avença, a celebrar com Raimundo Gomes Marcelino, para cumprir as funções de condução de viaturas de recolha de resíduos urbanos. Lei do Orçamento do Estado aprovado para 2012 e Lei de Execução do Orçamento de Estado para 2012 – Contratos de aquisição de serviços: Deliberado ratificar todos os contratos de aquisição de serviços celebrados ou renovados, até 13/03/2012, sem o parecer prévio do Órgão Executivo e emitir parecer genérico favorável à celebração de contratos de aquisição de serviços desde que se verifique cumulativamente o seguinte: a) Se trate de execução de trabalho não subordinado, para o qual se revele inconveniente o recurso a qualquer modalidade da relação jurídica de emprego público; b) Exista cabimento orçamental; c) Seja dado cumprimento à redução da remuneração (caso aplicável); d) O valor base proposto não ultrapasse os ¤ 20.000,00, excluindo o IVA. Concurso público de conceção para elaboração do projeto do Centro de Artes do Carnaval: A Câmara tomou conhecimento que por despacho do Presidente da Câmara foi aprovado o Relatório Final do concurso em título, tendo a seleção recaído sobre o trabalho apresentado por José Simões Neves, Gabinete de Arquitetura, Lda. Programa de Ação Torres ao Centro – Projeto Mini-Bus Elétrico: Deliberado anular o procedimento concursal em título, assumindo que: - A decisão de contratar teve como pressuposto a existência de um financiamento externo aprovado que está devidamente identificado tanto nas peças do procedimento como nos documentos previsionais do Município de Torres Vedras; - Na ausência de co-financiamento FEDER o Município de Torres Vedras não tem capacidade financeira para avançar com o projecto recorrendo apenas a recursos próprios; - A rescisão do contrato de financiamento pela Comissão Directiva do Mais Centro substancia-se numa circunstância superveniente ao termo do prazo fixado para a apresentação das propostas, relativa ao pressuposto da decisão de contratar e fundamenta a decisão de não adjudicação que determina a revogação da decisão de contratar. Candidatura de zonas balneares do concelho de Torres Vedras ao Programa Bandeira Azul 2012: Aprovado. Projeto Eco XXI 2011/2012: Deliberado apresentar a candidatura do Município


torres vedras

deliberações da câmara municipal versão integral em www.cm-tvedras.pt

ao projeto ECO XXI 2011/2012, bem como assumir os encargos do custo do serviço da candidatura no montante de ¤ 600,00. Programa de Apoio ao Arrendamento 2011 – Anulação de Candidatura: Deliberado cessar, com efeitos a partir do mês de fevereiro (inclusive) o apoio concedido a Luis Frederico da Silva Ferreira, dada a natureza irregular da situação detetada. Projeto “Humanizar o Fim da Vida” – Ratificação: Ratificado através do qual aprovou o protocolo de parceria em título, o qual visa promover a melhoria da condição de vida da pessoa que se encontra em processo terminal e de grande dependência, procurando proporcionar um envelhecimento saudável, através da prestação de cuidados de fisioterapia profilática, e paliativa. Proposta de atribuição de apoios financeiros no âmbito de ações pedagógicas e didáticas das atividades de Enriquecimento Curricular e do Programa de Generalização de Refeições do 1º Ciclo do Ensino Básico do ano letivo 2011/2012: Deliberado conceder os seguintes apoios financeiros: Agrupamento de Escolas de Campelos - 1.450,08 ¤; Agrupamento de Escolas de Freiria - 3.959,70 ¤; Agrupamento de Escolas de Maxial – 2.435,50 ¤; Agrupamento de Escolas de S. Gonçalo – 7.582,40 ¤; Agrupamento de Escolas Padre Francisco Soares – 5.042,20¤; Agrupamento de Escolas Padre Vítor Melícias – 6.113,20 ¤; Associação Centro Recreativo “Os Pescadores de Cambelas” – 247,50 ¤; Associação Cultural Desportiva e Recreativa de Arneiros - 495,00 ¤; Associação Cultural e Beneficente de Santo António – 990,00 ¤; Associação de Melhoramentos de A-dos-Cunhados - 1.237,50 ¤; Sporting Clube da Serra (Vila Seca) - 495,00 ¤; Associação Desportiva e Cultural da Bordinheira - 495,00 ¤; Associação Desportiva e Cultural de Escaravilheira - 495,00 ¤; Associação Desportiva Recreativa Cultural de Arruda e Sendieira - ¤ 247,50¤; Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Silveira – 1.485,00 ¤; Associação Moradores Cultura e Recreio da Fonte Grada - 495,00 ¤; Associação Recreativa e Cultural da Praia da Assenta – 1.395,00 ¤; Casa do Povo de Monte Redondo - 495,00 ¤; Casa do Povo de Turcifal (complexo desportivo Manuel Brasil) – 1.980,00¤; Sociedade de Instrução e Recreio do Maxial 495,00 ¤; Casa do Povo do Ramalhal – 990,00 ¤; Centro Comunitário do Chãos - 900,00 ¤; Centro Social Cultural Recreativo e Desportivo do Ameal - 495,00 ¤; Centro Social Desportivo e Cultural da Pedra 495,00 ¤; Centro Social Recreativo e Cultural da Maceira - 900,00 ¤; Cerca Futebol Clube - 1.147,50¤; Chãos

Sport Clube - 495,00 ¤; Clube Futebol “Os Paulenses” - 495,00 ¤; COJOPE - Comissão de Jovens de Penafirme 1.290,00 ¤; Fábrica da Igreja Paróquia de Nossa Sr.ª da Conceição Ponte de Rol - 1.890,00 ¤; Freiria Sport Clube – 742,50 ¤; Futebol Clube S. Pedro da Cadeira - 990,00 ¤; Grupo Desportivo Palhagueirense – 1.395,00 ¤; Grupo Desportivo Recreativo e Cultural Casalinhense - 1.237,50 ¤ Grupo Desportivo Recreativo e Cultural de Azenha Velha - 495,00 ¤; Grupo Desportivo de Runa – 742,50 ¤; Grupo Desportivo Serra Vila - 1.395,00 ¤; Grupo Desportivo Sobreirense 2.137,50 ¤ -Junta de Freguesia de S. Domingos de Carmões (Pav. Gímnico) - 495,00 ¤; Junta de Freguesia de Ventosa (Ginásio) – 495,00 ¤; Sociedade Filarmónica Incrível Aldeiagrandense - 495,00 ¤; União Camponesa Recreativa Desportiva de Fernandinho - 247,50 ¤; União Desportiva Recreativa e Cultural do Sarge – 495,00 ¤; Grupo Desportivo de Matacães - 495,00 ¤; Fábrica da Igreja Paroquial de S. Mamede de Ventosa – 1.800,00 Proposta de atribuição de apoios financeiros: Deliberado atribuir os seguintes apoios financeiros: - Grupo Desportivo Cultural e Recreativo dos Matos Velhos - Apoio à realização do Campeonato Municipal de Pista e Estrada e Corta-Mato - 5.550 ¤; Clube de Futebol “Os Paulenses” - Apoio à realização de nove jornadas do Campeonato Municipal de Atletismo - Pista - 900 ¤ ; Sport Clube União Torreense - Apoio à organização de provas no Campeonato Municipal de Atletismo - 600 ¤; Atlético Clube Barroense - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; Grupo Desportivo Recreativo Cultural Ponterrolense - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; União Sindical de Torres Vedras - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; Associação de Moradores, Cultura e Recreio, IPSS Fonte Grada - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; Grupo Desportivo Palhagueirense - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; Grupo Desportivo Recreativo e Cultural Os Carregueirenses - Apoio à organização de uma prova do CM Estrada e Corta Mato - 300 ¤; Associação de Marchas e Passeio do Concelho de Torres Vedras - Apoio na Inauguração da Grande Rota das Linhas de Torres - 200 ¤; Académico de Torres Vedras - Apoio na Inauguração da Grande Rota das Linhas de Torres - 200 ¤; Clube Desportivo de A-dosCunhados - Apoio à organização das concentrações finais do Campeonato Municipal de Futebol 7 - 700 ¤. Proposta de atribuição de apoio financeiro – Associação Dianova

Portugal: Deliberado atribuir um apoio financeiro à Associação Dianova Portugal no valor de ¤ 3.536.00, para apoio pela cedência de vários espaços, limpeza e segurança na Quinta das Lapas, destinado à produção do filme “As Linhas de Torres Vedras”. Protocolos de delegação de competências a celebrar com juntas de freguesia: Deliberado aprovar a celebração de protocolos de delegação de competências com as seguintes Juntas de Freguesia, para despesas correntes com transportes escolares. - Carmões - ¤ 4.300,00; Campelos ¤ 7.000,00; Matacães - ¤ 6.000,00; Carvoeira - ¤ 12.500,00; Dois-Portos - ¤ 10.000,00; Maxial - ¤ 12.500,00; Ponte do Rol - ¤ 10.000,00; Outeiro da Cabeça - ¤ 6.000,00; Ramalhal ¤ 8.000,00; S. Pedro da Cadeira ¤ 10.000,00; S. Mamede da Ventosa - ¤ 10.000,00; Turcifal - ¤ 10.000,00; Freiria - ¤ 4.600,00; Monte Redondo - ¤ 4.300,00; Runa - ¤ 4.100,00; Santa Maria e S. Miguel - ¤ 5.600,00. Protocolos de delegação de competências a celebrar com juntas de freguesia: Deliberado vir a celebrar protocolos de delegação de competências com as juntas de freguesia abaixo indicadas: A-dos-Cunhados - Obras em infraestruturas viárias em A-dos-Cunhados - ¤ 20.000,00; CAMPELOS - Obras no mercado de Campelos - ¤ 20.000,00; Silveira - Manutenção de zonas verdes - ¤ 45.000,00. Proposta de atribuição de apoios financeiros a associações: Deliberado atribuir os apoios financeiros às instituições abaixo indicadas: - Grupo Desportivo Sobreirense - (Apoio para gestão corrente) - ¤ 1.000,00; Clube Ecomotor - (Apoio para organização do mundial de supercross ¤ 10.000,00 Deslocação a Seeheim – Jugenheim: Deliberado autorizar a deslocação do Presidente da Câmara, a Seeheim-Jugenheim na Alemanha, em representação do município, no âmbito da geminação com a cidade de Villenave d’Ornon, na qual irá ocorrer um Encontro de Cidades Geminadas entre os dias 17 e 20 de Maio de 2012, considerando a viagem oficial para todos os efeitos legais, bem como autorizar a despesa, no montante de ¤ 286,00, acrescida do seguro de viagem bem como das ajudas de custo e seguro. IO 34/2011 – APECI – Associação Para a Educação de Crianças Inadaptadas – Interesse Municipal - Pedido de informação prévia de edifício para armazém – Runa: Ratificado o interesse municipal da construção do picadeiro para fins hidroterapêuticos, a que se refere o processo em título, e mostrar-se favorável à pretensão,

torres vedras

48

nas condições constantes do parecer técnico emitido em 23/11/2011 OP 660/87 – Rações Valouro, S.A. – Legalização de alterações – Ramalhal Gare – Ramalhal – Pedido de isenção do pagamento de taxas: Deliberado relegar a análise deste processo para a próxima reunião do Executivo. OP 235/2011 – Paulo Jorge Vieira Maria – Construção de moradia unifamiliar – Estrada do Marquito – Barrocas – A-Dos-Cunhados – Pedido de isenção do pagamento de taxas: Deliberado isentar do pagamento das taxas no valor de ¤ 5.761,00, referente ao processo em título, considerando o pedido enquadrado no nº 3 do artigo 16º do Regulamento de Liquidação e Cobrança de Taxas em vigor. OP 23/2001 – Associação para o Desenvolvimento das Paradas – Pedido de isenção de pagamento de taxas referente ampliação de edifício - Rua José Ferreira Nº 5 – Paradas – A-dosCunhados: Deliberado isentar do pagamento de taxas no valor de ¤ 2.405,00. LT 01/2006 – Sopimar – Sociedade de Construções, Lda. – Operação de loteamento – Quinta de Santo António – Vale Terminus – S. Pedro e Santiago: Indeferido. OP 265/2002 – Fundação Lar São Francisco – Centro Infantil Sagrada Família – Rua da Associação – Varatojo – S. Pedro e Santiago: Deliberado desfavoravelmente quanto ao pedido. LT 06/2008 – Riberalves Imobiliária, Lda. – Auto de Receção Provisória das obras de urbanização do loteamento com Alvará N.º 5/2009 - Operação de loteamento – Bairro Santo António - Varatojo – São Pedro e Santiago: Deliberado homologar o auto de receção provisória das obras de urbanização do loteamento e, nessa sequência, receber provisoriamente as infraestruturas em causa. LT 3283/66 – Requerimento N.º LT 9768/11 – Manuel Maria Ferreira Rosado – Alteração à licença de operação de loteamento – Rua Luis Vaz de Camões – Torres Vedras – Santa Maria do Castelo e São Miguel: Deliberado aprovar a alteração ao loteamento considerando que a mesma possibilita a requalificação da frente urbana confinante com o novo espaço público, após discussão pública da referida alteração, nos termos do nº 8 do artigo 100º do RMUE em vigor. Mais foi deliberado que relativamente às áreas de cedência para espaço verde e equipamento público de utilização coletiva, a sua compensação deverá ser efetuada em numerário. IO 48/2011 – Ana Maria dos Santos

julho_agosto 2012

Silva – Pedido de informação prévia para construção de moradia unifamiliar – Casal do Hilarião – São Pedro e Santiago: Aprovado. OP 34/1977 – Silvino Damião Moreira – Ampliação de moradia – Rua Principal – Nº 14 – Casal dos Amiais - Torres Vedras - Santa Maria do Castelo e São Miguel: Aprovado. OP 3228/1973 – João da Silva Firmino Custódio – Legalização de um sótão para arrumos – Rua Álvaro Galrão, N.º 27, 3º andar direito, prédio A, fração G – Torres Vedras – São Pedro e Santiago: Aprovado. Processo de Obras 01 2563/1992 – Requerimento 8483/2011 – Acácio Antunes Henriques – Transformação de armazém em pavilhão industrial – Paúl – Torres Vedras - São Pedro e Santiago: Aprovado. OP 714/2002 – Franco & Ferreiras, Lda. – Construção de condomínio – Valongo – A-Dos-Cunhados - Licença especial para acabamentos: Deliberado reconhecer o interesse na conclusão da obra e autorizada a emissão de licença especial para o efeito, por um prazo de 12 meses. OP 236/2009 – Helder António Martins Reis – Construção de moradia – Rua dos Arneiros – Mugideira – Turcifal - Licença especial para acabamentos: Deliberado reconhecer o interesse na conclusão da obra e, nessa sequência, autorizada a emissão de licença especial para o efeito, por um prazo de 12 meses. Delegação e Subdelegação de Competências – Informação a prestar no âmbito do nº 3 do artº 65º da lei nº 169/99, de 18 de setembro, na sua atual redação: Tomado conhecimento da listagem apresentada. Abertura de concurso para concessão do Bar/Esplanada sito da Praça Central do novo mercado municipal: Deliberado solicitar autorização à Assembleia Municipal para efetuar o procedimento de concessão, por concurso público, para o Bar / Esplanada sito na Praça Central do Novo Mercado Municipal de Torres Vedras, nas seguintes condições: Prazo de concessão 15 anos; Valor base da renda mensal - ¤ 1 .000,00; Valor de Arrematação - ¤ 5.000,00. Critérios qualitativos: Apresentação e qualidade de projeto de decoração de interiores; Apresentação e qualidade propostas de dinamização do espaço. Critérios de seleção: Valor de Renda (40%); Valor de Arrematação (30%); Qualidade do projeto de decoração de interiores (10%); Qualidade do projeto de dinamização do espaço (20%). O espaço será adjudicado à proposta que obtiver maior pontuação, após aplicação de seleção das propostas.


torres vedras deliberações da assembleia municipal versão integral em www.cm-tvedras.pt

Sessão Ordinária de 27 Abril 2012 Ponto 1 - Discussão e votação dos Documentos de Prestação de Contas e Relatório de Gestão do ano de 2011, do Município de Torres Vedras, nos termos da alínea c) do n.º 2 do art.º 53.º da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Aprovado por maioria. Ponto 2 - Discussão e votação dos Documentos de Prestação de Contas e Relatório de Actividades, do ano de 2011, dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, nos termos da alínea c) do n.º 2 do art.º 53.º da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Aprovado por maioria. Ponto 3 - Discussão e votação da 1.ª Revisão aos Documentos Previsionais para 2012 – Orçamento/Despesa e Plano Plurianual de Investimentos dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, nos termos da alínea b) do n.º 2 do art.º 53.º da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Aprovado por unanimidade. Ponto 4 - Conhecer e tomar posição sobre o Relatório n.º 1684/2011 da IGF– Auditoria ao Município de Torres Vedras – Controlo dos impactos financeiros do PPTH e do PREDE nos Municípios, nos termos da alínea i) do n.º 1 do art.º 53.º da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – A Assembleia Municipal tomou conhecimento e aprovou por unanimidade a seguinte recomendação: “ A Inspecção Geral de Finanças, entre Novembro e Dezembro de 2011, realizou uma auditoria financeira ao município de Torres Vedras cujo relatório “N.º 1684/2011” é apresentado à Assembleia Municipal, na sua actual sessão, para os efeitos legais. A Assembleia Municipal sugere ao Executivo o estrito cumprimento, na parte que lhe é devida, do que é recomendado. Em complemento, a Assembleia Municipal sublinha que o Executivo deve prosseguir o esforço, por todas as formas ao seu alcance, de redução da despesa municipal.”

Deliberações de 4 Maio – reunião de continuação Pontos aditados: Conceder autorização prévia para assunção do compromisso plurianual – Aquisição de serviços, em regime de avença, no âmbito do projeto Oficina Domiciliária, nos termos da alínea c do n.º 1 do art.º 6 da lei 8/2012 de 21 de Fevereiro – Autorizado por unanimidade. Conceder autorização prévia para assunção do compromisso plurianual – Programa de Apoio ao Arrendamento, nos termos da alínea c do n.º 1 do art.º 6 da lei 8/2012 de 21 de Fevereiro – Autorizado por unanimidade. Ponto 9 - Autorizar a repartição de encargos e assunção do compromisso plurianual – aquisição de terrenos a Maria Teresa Marçal – Linhas de Torres Vedras – Forte de Olheiros e S. Vicente, tendo presente o disposto no n.º 1 do art.º 22.º do Decreto Lei 197/99 de 08.06, e na alínea c) do art.º 6.º da Lei 8/2012, de 21.02, respectivamente – Autorizado por maioria. Ponto 10 – Aprovar acordos de regularização de dívida com fornecedores, nos termos da Lei n.º 8/2012, de 21 de Fevereiro – Aprovado por unanimidade, com recomendação. Ponto 11 – Discussão e votação do projeto de Regulamento para a criação da área protegida das Serras do Socorro e Archeira, de acordo com o previsto na alínea a) do n.º 3 do art.º 53 da lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Aprovado por unanimidade. Ponto 12 – Tomar conhecimento do início de procedimento administrativo para desafetação do domínio público de três parcelas de terreno – Tomado conhecimento.

Ponto 5 – Discussão e votação de alteração ao Mapa de Pessoal da Câmara Municipal de Torres Vedras, aprovado apara 2012, nos termos da alínea o) do n.º 2 do art.º 53 da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Aprovado por unanimidade. Ponto 6 – Autorizar a Câmara Municipal a concessionar, por concurso público o bar/esplanada sito na Praça Central do novo Mercado Municipal de Torres Vedras, nos termos da alínea q) do n.º 2 do art. º 53.º da Lei 169/99, de 18.09, na sua atual redação – Autorizado por unanimidade. Ponto 7 – Homologar a assunção de compromissos plurianuais adjudicados a partir de 22 de fevereiro, em cumprimento do estipulado na alínea c) do n.º 1 do art.º 6.º da Lei 8/2012, de 21 de fevereiro; Aprovado por unanimidade Ponto 8 - Conceder autorização prévia para assunção do compromisso plurianual – Contrato de Fornecimento de energia elétrica para a Escola EB1/JI de Dois Portos, em cumprimento do estipulado na alínea c) do n.º 1 do art.º 6.º da Lei 8/2012, de 21 de fevereiro; - Autorizado por unanimidade.

torres vedras

49

julho_agosto 2012


torres vedras

info : contactos

PRIORITÁRIOS

JUNTAS de FREGUESIA

Autocarros (Barraqueiro) 261 334 150

Junta de Freguesia A dos Cunhados 261 981 546 junta.adc@iol.pt

Bombeiros Voluntários TV 261 322 122 Comboios (CP) 261 311 156 EDP 800 506 506 GNR Torres Vedras 261 337 140 GNR Santa Cruz 261 930 450 Hospital de Torres Vedras 261 319 300 Oficina Domiciliária 800 200 066 Proteção à Floresta | incêndios 117 PSP 261 330 770 Recolha de “Monstros” 261 310 487 Sistema Mediação Laboral e Familiar 808 26 2000 S.O.S. Ambiente | CMTV 800 200 130 S.O.S. Arranjos Escolas 800 200 066 Táxis Torres Vedras 261 322 641 Táxis Santa Cruz 261 937 722 Urgências 112

Junta Freg. Sta. Maria e S. Miguel 261 330 380 juntasmariatv@mail.telepac.pt Junta Freguesia S. Domingos Carmões 261 743 749 jfsdcarmoes@sapo.pt

Junta de Freguesia Campelos 261 430 200 jfcampelos@mail.telepac.pt www.jfcampelos.net

Junta Freguesia S. Pedro da Cadeira 261 857 109 freguesiaspcadeira@mail.telepac.pt www.saopedrodacadeira.pt

Junta de Freguesia Carvoeira 261 743 217 jfcarvoeira@mail.telepac.pt

Junta Freguesia S. Pedro e Santiago 261 339 130 freg.spedro.santiago@sapo.pt

Junta de Freguesia Dois Portos 261 712 190 jfdoisportos@gmail.com

Junta de Freguesia Silveira 261 937 248 geral@jf-silveira.pt www.jf.silveira.pt

Junta de Freguesia Freiria 261 961 383 j.f.freiria@mail.telepac.pt Junta de Freguesia Maceira 261 980 130 jfmaceira@gmail.com

Junta de Freguesia Turcifal 261 951 315 jfturcifal@sapo.pt www.jf-turcifal.net

Junta de Freguesia Matacães 261 326 503 freguesiamatacaes@sapo.pt

Junta de Freguesia Ventosa 261 950 430 jfventosa@sapo.pt

Junta de Freguesia Maxial 261 915 239 junta-maxial@mail.telepac.pt www.jfmaxial.pt

SERVIÇOS MUNICIPAIS Arquivo Municipal 261 320 736 arquivo@cm-tvedras.pt Av. 5 de Outubro, 17 2ª a 6ª: 08h30 às 18h00

Junta de Freguesia Monte Redondo 261 315 690 junta@monteredondo.pt www.monteredondo.pt Junta de Freguesia Outeiro da Cabeça 261 921 325 freguesia.o.cabeca@gmail.com

Biblioteca Municipal de Torres Vedras 261 310 460 biblioteca@cm-tvedras.pt Av. 5 de Outubro, 17 2ª: 14h00 às 18h30 3ª a 6ª: 10h00 às 18h30 Sáb.: 14h00 às 18h00

Junta de Freguesia Ponte do Rol 261 331 318 geral@pontedorol.pt www.pontedorol.com Junta de Freguesia Ramalhal 261 911 432 jframalhal@mail.telepac.pt

Câmara Municipal de Torres Vedras 261 310 400 geral@cm-tvedras.pt Av.ª 5 de Outubro 2ª a 6ª: 08h30 às 18h00

Junta de Freguesia Runa 261 314 054 junta.runa@cyclopnet.pt

torres vedras

50

julho_agosto 2012

Canil Municipal 261 313 885 Rua do Parque, Ponte do Rol 2ª a 6ª: 09h00 às 17h00 Centro de Educação Ambiental 261 314 163 cea@cm-tvedras.pt CAERO- Rua António Leal d’Ascenção 2ª a 6ª: 09h00 às 17h00 Centro de Info Autárquica ao Consumidor 261 310 400 pac.ciac@cm-tvedras.pt Edif. Paços do Concelho Praça do Município 2ª a 6ª: 09h30 às 18h00 Centro de Info Municipal à Juventude 261 320 721 pij@cm-tvedras.pt Pta. Padre Joaquim Maria de Sousa 2ª a 6ª: 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00 Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes 261 322 464 gabimigrante@cm-tvedras.pt Av. Tenente Valadim, n.º 17 2ª: 13h00 às 19h00 | 3ª: 08h30 às 14h30 4ª: 13h00 às 19h00 | 6ª: 08h30 às 14h30 Comissão de Protecção de Crianças e Jovens | CPCJ 261 322 462 cpcj@cm-tvedras.pt Av. Tenente Valadim, nº 17 2ª a 6.ª: 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 Ecocentro Expotorres 3.ª a 6.ª: 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 Sáb.: 10h00 às 14h00 Edifício Paços do Concelho 261 334 040 261 320 739 Praça do Município 2ª a 6ª: 09h30 às 19h00


torres vedras Fábrica das Histórias Casa Jaime Umbelino 261 320 760 fabricadashistorias@cm-tvedras.pt R. Mª Barreto Bastos, 36 Torres Vedras 2ª: 9h00 às 13h00 3ª a 6ª: 09h00 às 19h00 Sáb.10h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00 Gabinete de Apoio às Empresas 261 310 418 empresas@cm-tvedras.pt Av. 5 de Outubro, 17 Gabinete para o Centro Histórico 261 310 475 dot@cm-tvedras.pt Av. 5 de Outubro, 17 Gabinete Técnico Florestal 261 320 731 gtf@cm-tvedras.pt Mercado Municipal de Santa Cruz 261 931 641 Rua Judite Navarro, Santa Cruz 2ª a Sáb.: 06h30 às 14h00 Dom. e feriados: 07h00 às 13h00 Mercado Municipal de Torres Vedras 261 094 746 Av. Ten. Coronel João Luís de Moura 3ª a Sáb: 07h00 às 19h00 Sáb.: 07h00 às 16h00 Dom. e feriados: 07h00 às 14h00 Museu Municipal Leonel Trindade 261 310 485 museu@cm-tvedras.pt Praça 25 Abril, Convento da Graça 3ª a Dom.: 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 Paços | Galeria Municipal 261 334 042 galeria@cm-tvedras.pt Praça do Município 2ª a Sáb.: 09h30 às 19h00 Posto de Atendimento ao Cidadão 261 310 400 pac.ciac@cm-tvedras.pt Ed.Câmara Municipal de Torres Vedras Av.5 Outubro – Torres Vedras 2ª a 6ª: 09h30 às 18h00

info : contactos CÂMARA MUNICIPAL

Posto de Turismo de Santa Cruz 261 937 524 postoturismosantacruz@cm-tvedras.pt Rua da Azenha 3.ª a Dom.: 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

www.cm-tvedras.pt geral@cm-tvedras.pt tlf.: 261 310 400 Atendimento ao Público por parte do Executivo da CMTV:

Posto de Turismo de Torres Vedras 261 314 094 postoturismo@cm-tvedras.pt Rua 9 de Abril 2ª a Sáb.: 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00

Carlos Manuel Soares Miguel | Presidente tlf.: 261 310 416 gap@cm-tvedras.pt Carlos Manuel Antunes Bernardes Vice-Presidente | Vereador [PS] Obras Municipais, Ambiente e Sustentabilidade tlf.: 261 320 734 carlalopes@cm-tvedras.pt

Promotorres, E.E.M. 261 094 746 geral@promotorres.pt Mercado Municipal de Torres Vedras Av. Ten. Cor. João Luís de Moura, Loja A- Cave 2ª a 6ª: 09h00 às 12h30 e 14h00 às 17h30

Laura Maria Jesus Rodrigues | Vereadora [PS] Atividade Física e Educação tlf.: 261 320 702 gavlaurarodrigues@cm-tvedras.pt

Proteção Civil 261 320 764 prociv@cm-tvedras.pt www.cm-tvedras.pt/prociv Av. 5 Outubro 2ª a 6ª: 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

Sérgio Paulo Matias Galvão | Vereador [PS] Administração Geral, Finanças, Recursos Humanos, Qualidade e Auditoria Interna, Desenvolvimento Económico, Tecnologias de Informação e Comunicação tlf.: 261 310 439 claralourenco@cm-tvedras.pt

Serviços Municipalizados 800 204 136 (gratuito) 261 336 558 geral@smastv.pt www.smas.pt Rua da Electricidade 2ª a 6ª: 08h30 às 16h30 Piquete: 00h00 às 08h00 261 338 079 | 917 691 014

Ana Brígida A. M. Climaco Umbelino | Vereadora [PS] Desenvolvimento Social, Cultura, Saúde e Turismo tlf.: 261 320 708 filipa.silva@cm-tvedras.pt Bruno Miguel Félix Ferreira | Vereador [PS] Urbanismo, Informação Geográfica e Cartografia tlf.: 261 310 469 daliapereira@cm-tvedras.pt António Paulo Veloso Martins Bento Hugo Miguel Fernandes Martins Maria Paula da Silva e Paulo Roseiro Lopes Vereadores [PSD] tlf.: 261 310 437 | 481 anamota@cm-tvedras.pt vereadorespsd@cm-tvedras.pt

Teatro-Cine de Torres Vedras 261 338 131 teatro.cine@cm-tvedras.pt Av. Tenente Valadim, n.º 19 3ª a 6ª: 09h00 às 13h00 e 14h00 às 17h30 ou uma hora antes de qualquer espectáculo

torres vedras

51

julho_agosto 2012


Revista Municipal  

Revista Municipal de Torres Vedras

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you