Issuu on Google+

ROTARY INTERNATIONAL

FUNDAÇÃO ROTÁRIA

RELATÓRIO ANUAL DE 2010-11 i


Comissão Nacional Pólio Plus da Índia

Rotarianos e voluntários durante os Dias Nacionais de Imunização na Índia contra a poliomielite conduziram acampamentos de saúde e passeatas de conscientização, e distribuíram panfletos e bonés. Apenas um caso de pólio foi registrado na Índia nos primeiros seis meses de 2011.

ii


Livrando o mundo da p贸lio

1


2 Rotary Images


Construindo um futuro melhor

Destruída pelo terremoto de 2010, a École Ste.Famille, em Les Cayes, no Haiti, foi reconstruída e equipada com o apoio de Rotary Clubs do Haiti e dos EUA. O Fundo de Assistência ao Terremoto no Haiti arrecadou e distribuiu mais de US$2 milhões para ajudar o país a reconstruir sua infraestrutura.

3


Rotary Images

Levando a esperanรงa a quem precisa

4


Em Lugoba, Uganda, uma comunidade traumatizada por doenças, guerras, e crises econômicas encontrou esperança no Centro Bitone que, apoiado por Rotary Clubs da Uganda e Estados Unidos, oferece abrigo, refeições e educação básica a crianças, através de dança, música e artes cênicas.

5


Rotary Images

Colocando o servir na prรกtica

6


O Rotary Club de Slidell North Shore, nos EUA, ajudou a renovar e reabrir várias instalações em Slidell, que tinham sido danificadas pelo Furacão Katrina. Os rotarianos Kendra Maness e Steven Kernahan ajudaram a construir um lar provisório para a comunidade.

7


Rotary Images

Um ano de novos começos

Rotaractianos, rotarianos, alumni da Fundação Rotária, e outros arregaçaram as mangas para ajudar famílias em Nova Orleans, EUA, que ainda se recuperam dos danos causados pelo Katrina em 2005. As Novas Gerações se tornaram a Quinta Avenida de Serviços do Rotary em 2010-11, e os e-clubs se tornaram clubes oficiais do Rotary International. 8


Ikuko Ishida

Mensagem do Presidente O ano rotário de 2010-11 foi importante em vários aspectos, e tenho o prazer de destacar algumas de nossas conquistas. Um dos destaques é o conteúdo favorável deste relatório financeiro, que demonstra grandes economias de gastos e retornos positivos de investimentos. O Conselho Diretor trabalhou muito para implementar o novo Plano Estratégico do RI de maneira eficiente, e criou metas inovadoras para cumprir as três prioridades. Várias propostas serão enviadas para o Conselho de Legislação de 2013, com mudanças aos documentos estatutários do RI. Os coordenadores do Rotary começaram a trabalhar com os governadores de distritos para ajudar os clubes a se tornarem Melhores, Maiores e Mais Audazes, e os coordenadores da imagem pública do Rotary foram indicados para trabalhar com os coordenadores do Rotary e os coordenadores regionais da Fundação Rotária. A Convenção de 2011 em Nova Orleans teve sucesso de público e muita motivação. Ed Futa se aposentou no dia 30 de junho, e John Hewko, o novo secretário-geral, foi contratado, trazendo vasta experiência executiva internacional. Resumindo, o ano trouxe uma cultura de inovação necessária ao Rotary, ao continuarmos a fazer o que os rotarianos fazem de melhor no mundo, que é Fortalecer Comunidades e Unir Continentes!

Ray Klinginsmith Presidente em 2010-11 Rotary International

(Acima, à esquerda) Mais de 18.500 membros da família rotária de 151 países e regiões geográficas compareceram à Convenção do RI de 2011 em Nova Orleans, EUA. (Acima, à direita) Rotary Clubs iluminaram mais de 20 ícones arquitetônicos com a mensagem End Polio Now no dia 23 de fevereiro, aniversário do Rotary.

Mensagem do Chair do Conselho de Curadores Fico feliz em dizer que a Fundação Rotária teve um bom ano em 2010-11, com doações ao Fundo Anual para Programas que superaram a marca dos US$100 milhões. Apesar das crises financeiras mundiais, os rotarianos continuaram apoiando a nossa Fundação. Fiquei muito feliz ao darmos as boas-vindas aos 44 novos membros da Sociedade Arch C. Klumph em 2010-11, cuja cerimônia de admissão agora acontece no auditório da Sede Mundial em Evanston, e cujo formato também foi modificado para ressaltar a importância desses doadores. Na Convenção em Nova Orleans tivemos um evento com os membros da Sociedade de Benfeitores, Sociedade Arch C. Klumph e Doadores Extraordinários, no Mardi Gras World, e o feedback dos presentes foi muito positivo. Os curadores aprovaram uma nova universidade para sediar um dos Centros Rotary de Estudo Internacionais na área de paz e resolução de conflitos. Uma subcomissão da Comissão dos Centros Rotary pela Paz, liderada pela ex-curadora Carolyn Jones, visitou cinco universidades e recomendou a Uppsala University, na Suécia. O piloto do Plano Visão de Futuro foi lançado este ano, e temos analisado todo feedback recebido dos 100 distritos pilotos. Estamos aprendendo muito com essa experiência e sem dúvida algumas mudanças serão feitas para garantir o sucesso do lançamento do Plano em 2013.

Carl-Wilhelm Stenhammar Chair do Conselho de Curadores em 2010-11 The Rotary Foundation

Todos os valores deste relatório aparecem em dólares americanos, com o cifrão $.

9


Chris Offer

Pelo fim da pólio Um exército de rotarianos está imunizando crianças, arrecadando fundos e conscientizando as pessoas sobre a poliomielite. O índice da doença caiu em 99% desde o início da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, em 1988, e apenas quatro países permanecem endêmicos: Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão.

A mais recente Nação, Sudão do Sul, liderou uma campanha de vacinação contra a doença com o apoio da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, que tem o Rotary como um de seus principais parceiros. 10


Perto do sucesso Com o lançamento de um novo plano estratégico e uma vacina oral bivalente contra a pólio, temos avançado muito contra esta doença. O Rotary continua sendo fundamental na Iniciativa Global de Erradicação, em parceria com a Organização Mundial da Saúde, Unicef e o Centro Norte-Americano de Controle e Prevenção de Doenças. O índice da doença caiu em 95% entre 2009 e 2010 na Índia e Nigéria, que tinham exportado o vírus selvagem para alguns países que estavam livres deste mal. Além disso, 15 países da África interromperam surtos de poliomielite que tiveram início em 2009, de acordo com relatórios independentes de monitoramento.

Até 30 de junho de 2011, as contribuições dos rotarianos em prol do Desafio 200 Milhões de Dólares do Rotary chegaram a

184

us$

milhões.

Afeganistão Paquistão Índia

Nigéria Colleen Bonadonna

A OMS anunciou que o progresso é animador, mas que “o trabalho ainda não acabou”, segundo a diretorageral da organização, Margaret Chan, durante a Assembleia Mundial de Saúde, em maio. “Devemos seguir até o fim.”

A maior ameaça à erradicação da pólio é o déficit de fundos, que o Rotary está ajudando a solucionar. Confiante no compromisso rotário em prol da iniciativa, a Fundação Bill e Melinda Gates outorgou dois subsídios ao Rotary, totalizando US$355 milhões. O Desafio 200 Milhões de Dólares do Rotary, que vai até 30 de junho de 2012, arrecadou US$184 milhões até 30 de junho de 2011. A liderança rotária é fundamental. “Solicitamos que governos do mundo todo também façam suas doações, unindo-se à Fundação Gates e ao 1,2 milhão de rotarianos, para conseguirmos as verbas necessárias para implementar todas as atividades de erradicação”, afirmou Carl-Wilhelm Stenhammar, Chair do Conselho de Curadores.

Durante a Convenção do RI de 2011, Bill Gates (acima) anunciou que a erradicação da pólio é uma das principais prioridades de sua fundação. Inspirada por sua experiência como voluntária em um Dia Nacional de Imunização na Índia, Colleen Bonadonna (acima), do Rotary Club de West Point, EUA, visitou 200 Rotary Clubs nos EUA em 200 dias, e pessoalmente angariou US$8.000 para o Desafio do Rotary. Com a venda de chaveiros (ao lado), rotarianos, rotaractianos e funcionários do RI na Suíça e Liechtenstein arrecadaram mais de US$893.000. 11


Rotary Images

Nosso trabalho: atender às necessidades humanas básicas

George Solomon do Rotary Club de Greenport, EUA, descansa com Sholea, de 10 anos, moradora de Nan Sema, Haiti, onde seu clube construiu um poço em 2006. George voltou ao local várias vezes para participar de missões médicas, entregar doações e treinar moradores locais em manutenção de equipamentos. 12


As

seis áreas de enfoque do Rotary são: paz e prevenção/

resolução de conflitos, prevenção e tratamento de doenças, recursos hídricos e saneamento, saúde materno-infantil, educação básica e alfabetização, e desenvolvimento econômico e comunitário. Elas servem como diretriz aos 34.000 Rotary Clubs e 1,2 milhão de rotarianos, ao trabalharem para atender às diversas necessidades de famílias e comunidades locais e internacionais.

13


Rotary Images

Promovendo a paz Combatendo doenças Levando água limpa

Milhões de pessoas do mundo todo foram deslocados por conflitos armados ou perseguição; outros sofrem em Estados sem leis, resultado de desastres naturais ou políticos. Os Centros Rotary pela Paz são o coração das iniciativas do Rotary

Salvando mães e crianças Fomentando a educação

paz e prevenção/resolução de conflitos, preparando bolsistas para causar um em prol da

impacto positivo em áreas de conflito e pós-conflito.

Desenvolvendo economias locais

Ex-bolsistas Rotary pela Paz, Louisa Dow e seus colegas do Habitat for Humanity identificam necessidades de habitação em uma região com alta criminalidade após o terremoto em Porto-Príncipe, Haiti. 14


Alicerce sólido para um novo Haiti Louisa Dow (página à esquerda) está usando a experiência que adquiriu como Bolsista Rotary pela Paz para ajudar o Haiti a se recuperar do terremoto devastador de 2010.

apoio técnico e de enfoque comunitário a agências governamentais que cuidam das iniciativas de moradia pós-terremoto do Haiti.

“Eu me sinto privilegiada de estar no Haiti, ajudando famílias a reconstruir suas vidas, orientando-as para encontrarem residências permanentes”, conta Louisa. “Fornecer acesso a abrigo, educação e saúde tem impacto direto na vida das pessoas que vivem em regiões afetadas por conflitos.”

Louisa é australiana e diz que seus estudos de 2008 a 2010 na Duke University e Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, ajudaram-na a se preparar para esse trabalho. Seus estudos sobre a América Latina e o Caribe abriram seus olhos para o papel fundamental que a moradia tem no desenvolvimento de uma sociedade justa e pacífica.

Louisa é a coordenadora de parcerias da Habitat for Humanity para o desastre no Haiti, e administra o programa de Planejamento e Assistência de Emergência à Comunidade, do USAID. Esse programa foi desenvolvido pela Habitat for Humanity e leva

Ela acrescenta que nenhum outro programa poderia ter lhe proporcionado uma educação melhor em desenvolvimento e paz. “Estar em um ambiente que me incentivou a encontrar áreas novas de pesquisa foi uma experiência única.”

Cerca de

62

Cameron Chisholm

(À esquerda) Participantes do Intercâmbio de Jovens do Rotary se apresentaram na Convenção do RI de 2011. O incentivo de conexão e atividades interculturais é uma das formas pela qual o Rotary promove a compreensão e a paz. (Abaixo) Vários ex-bolsistas Rotary pela Paz criaram a suas próprias iniciativas pró-paz. Cameron Chisholm (terceiro da esquerda para a direita) fundou o Instituto de Segurança e Paz Internacional, com base em Washington, D.C., EUA, para aumentar a conscientização pública sobre questões de paz e segurança. Maria Saifuddin Effendi (segunda da esquerda para a direita) ajudou a estabelecer o Departamento de Estudos de Paz e Conflitos, o primeiro do tipo no Paquistão, na Universidade de Defesa Nacional em Islamabad.

%

dos ex-bolsistas

Rotary pela Paz trabalham

em agências governamentais ou organizações multilaterais como a ONU e o Banco Mundial.* * Dados de 30 de junho de 2011

EUA Paquistão Haiti

15


Rotary Images

Promovendo a paz Combatendo doenças Levando água limpa Salvando mães e crianças Fomentando a educação

A OMS estima que um bilhão de pessoas sofrem de doenças tropicais. Uma em cada seis pessoas não pode pagar por seu próprio tratamento médico. O trabalho do Rotary na

prevenção e tratamento de doenças aborda essas carências críticas, levando vacinação e cuidados médicos a pacientes, e treinamento a profissionais da saúde.

Desenvolvendo economias locais

Florence Marc-Charles do Rotary Club de FreeportMerrick, Nova York, EUA, é enfermeira voluntária em posto de saúde em Nan Sema, Haiti. “É uma honra para mim ajudar as pessoas e o país onde nasci”, comenta ela.

16


Combatendo a malária na África Subsaariana

Project Muso Ladamunen

No ano passado, a malária tirou a vida de 750.000 pessoas na África Subsaariana, 85% delas crianças. Mas agora, alguns dos moradores mais carentes de Yirimadjo, Mali, estão recebendo proteção contra a doença através de um projeto financiado por um Subsídio Global da Fundação Rotária, apoiado por rotarianos de quatro países.

Projeto financiado por um Subsídio Global da Fundação Rotária está levando a esperança a crianças de Yirimadjo, Mali, por um futuro livre da malária.

O Rotary Club de Bamako-Amitié, Mali, lidera a iniciativa Bite Malaria Back, que fornece mosquiteiros impregnados com inseticida, serviços médicos, e medicamentos para prevenir e tratar a malária. O Rotary Club de Capitol Hill, Washington, D.C., EUA, e cinco outros clubes da região da capital americana estão envolvidos no projeto, e também clubes da Índia e Hong Kong. Os rotarianos se uniram ao Projeto Muso Ladamunen, uma organização não governamental que combate a pobreza e doenças em Yirimadjo. Em apenas três meses, mais de 3.000 pacientes receberam tratamento através da iniciativa. Funcionários da saúde visitaram 12.700 casas e trataram de 900 crianças. Mais de 80% delas receberam intervenção médica dentro de 48 horas depois que apresentaram os primeiros sintomas. “É inaceitável que cerca de 1 milhão de crianças morram a cada ano por causa de uma doença como a malária, que pode ser tratada com remédios de baixo custo, se distribuídos de maneira eficiente”, afirmou Maria Nelly Pavisich, do Rotary Club de Capitol Hill.

China

Famílias em Yunnan, China, foram beneficiadas por um programa multifacetado de saúde financiado por Subsídio Equivalente da Fundação Rotária. O programa teve enfoque em educação, exames médicos, e treinamento para profissionais da saúde (ao lado). Adolescentes do Interact Club de Syosset High School, Nova York, EUA, arrecadaram mais de U$42.000 para ajudar crianças em El Salvador a receber cirurgias que salvaram suas vidas (à direita).

Mali

Interact Club of Syosset High School

Haiti

Yilin Zhang

El Salvador

17


George Wiley

Promovendo a paz Combatendo doenças Levando água limpa Salvando mães e crianças Fomentando a educação

A água, fonte da vida, leva doenças e a morte em muitos países em desenvolvimento. Uma em cada seis pessoas no mundo não tem acesso à água potável. Com projetos rotários de

recursos hídricos e saneamento,

os rotarianos têm ajudado milhares de comunidades globalmente.

Desenvolvendo economias locais

Um dos primeiros projetos de grande porte pelo piloto do Plano Visão de Futuro da Fundação Rotária está levando água limpa a milhares em Serra Leoa. 18


Haiti Filipinas

Serra Leoa

Água limpa para milhares em Serra Leoa Em Serra Leoa, uma em cada cinco crianças morre antes dos 5 anos de vida, muitas devido a doenças causadas pela água, como cólera, diarreia, hepatite A, e febre tifóide, segundo o Unicef. O Rotary Club de Fishers, Indiana, EUA, soube ajudar. Em 2009, o clube começou um projeto de um ano para construir 14 poços, proporcionando acesso à água potável a 10.000 pessoas em Serra Leoa (à esquerda). Em parceria com o Rotary Club de Freetown, que fica naquele país, eles receberam um Subsídio Global da Fundação Rotária. Com uma ajuda adicional do Distrito 6560, um dos distritos pilotos do Plano Visão de Futuro, de 11 clubes americanos, e de outro clube de Serra Leoa, um projeto no valor de US$300.000 foi conduzido com o objetivo de instalar 71 outros poços , que atendem a cerca de 71.000 pessoas na zona rural.

Três Rotary Clubs em Serra Leoa e a organização não governamental World Hope International se comprometeram a assegurar a sustentabilidade a longo prazo dos poços após a instalação. Os rotarianos locais também estão ajudando, monitorando a eficácia dos poços e formando comissões comunitárias de manutenção. “Esses poços vedados são muito bons, pois evitam contaminação”, afirma Christopher Forster, do Rotary Club de Freetown. “Em Serra Leoa, 40% de todas consultas médicas estão relacionadas à água, logo, ao se proporcionar água limpa, a diferença é grande na vida das pessoas.”

Cinesur Films

Crianças bebem água potável no Haiti (à direita). Rotarianos ajudaram o Rotary Club de Mirebalais a construir 80 tanques para coletar água da chuva, com capacidade para 9.500 litros cada um. Rotarianos da Austrália e das Filipinas levaram água limpa a casas e escolas em comunidades carentes em Zamboanga City, Filipinas (abaixo), em projeto financiado pela Colaboração Internacional H2O, uma aliança entre o Rotary International e a USAID.

19


David Fowler

Promovendo a paz Combatendo doenças Levando água limpa Salvando mães e crianças Fomentando a educação Desenvolvendo economias locais

Nove milhões de crianças com menos de cinco anos morrem devido à má nutrição, sistemas de saúde precários e saneamento inadequado. Com os serviços corretos e treinamento a profissionais, as mortes de mães no parto podem ser reduzidas em 80%. Os projetos rotários em

saúde materno-infantil ajudam a educar as mães, fornecer cuidados de saúde, tais como vacinações, e dar aos bebês um começo de vida melhor.

Médicas voluntárias da Alliance for Smiles examinam um jovem paciente em Wenzhou, China, após cirurgia de reconstrução de palato. Rotarianos fundaram e continuam a apoiar o programa, que já beneficiou mais de 3.000 crianças. 20


China Haiti

Após visita de uma missão médica financiada por Rotary Clubs dos Estados Unidos e do Leste Africano com um Subsídio Global, crianças na Uganda têm a chance de sobreviver e uma comunidade que possui agora profissionais mais bem treinados. Uma equipe de formação profissional, com 12 médicos do Hospital Riley para Crianças de Indianápolis, EUA, conduziu uma série de procedimentos médicos e compartilhou conhecimento com outros profissionais do Instituto do Coração do Hospital Mulago, em Kampala, Uganda.

Leste da África Uganda

A pequena Jemimah recebeu uma cirurgia cardíaca da equipe de médicos voluntários organizada por rotarianos. Salim Najjar

Proporcionando sustentabilidade

“Ensinamos os médicos, enfermeiros, e assistentes de enfermagem não apenas técnicas operatórias, mas também cuidados pós-operatórios para crianças com defeitos cardíacos congênitos,” diz a Dra. Stephanie Kinnaman, líder da equipe e associada do Rotary Club de Greenfield, Indiana, EUA. Em Uganda, o Rotary Club de Makindye ajudou com transporte, refeições, etc. A missão foi parte de uma iniciativa a longo prazo lançada em 2008 pela Fundação Dádiva da Vida e por alguns Rotary Clubs, e continuará até 2014, quando o Instituto do Coração assumirá o projeto.

Rotarianos trabalharam com a Midwives for Haiti para customizar um jipe (acima) que transporta parteiras a casas de gestantes. Com uma parceria estratégica da Fundação Rotária e da Aga Khan University, os Rotary Clubs podem capacitar estudantes de enfermagem e enviar equipes de voluntários para treinar educadores de saúde no Leste da África (à direita).

© Aga Khan University

Salim Najjar, o rotariano líder da equipe, elogiou o talento e a dedicação dos membros. “Vi outra dimensão da nossa contribuição rotária em salvar vidas.”

21


Rotary Images

Promovendo a paz Combatendo doenças Levando água limpa Salvando mães e crianças Fomentando a educação Desenvolvendo economias locais

A chave para um futuro melhor está no acesso à

educação básica e à alfabetização. Ainda assim, 75 milhões de crianças (41 milhões delas, meninas) não têm acesso à educação, e cerca de 677 milhões de pessoas acima dos 15 anos são analfabetas. Rotarianos no mundo todo lideram projetos de baixo custo para alfabetização, que englobam treinamento de professores, programas de mentores e construção de escolas e bibliotecas.

Alunas na escola Lycée Philippe Guerrier, em Les Cayes, Haiti, estudam com livros fornecidos pelo Rotary Club de Cayes.

22


Pela alfabetização nossos clubes façam um bom trabalho com os parceiros internacionais”, afirma Brian Beagle, presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária.

Este ano Rotary Clubs dos EUA e Canadá executaram um plano abrangente para sanar necessidades educacionais em 10 países. O Distrito 5020 recebeu dois Subsídios Globais da Fundação Rotária para projetos em Honduras e nas Filipinas, e um Subsídio Distrital que vai financiar outras atividades em oito países, totalizando uma ajuda de US$230.000.

No Quênia, 500 crianças em 10 escolas estão aprimorando suas habilidades de leitura com livros, materiais e treinamentos oferecidos pos rotarianos. No Peru, clubes locais e canadenses instalaram painéis solares que levam energia elétrica a três escolas, e no Canadá, os rotarianos estão fornecendo livros para uma biblioteca.

Primeiramente, os rotarianos identificaram as necessidades locais. “Esta experiência e confiança adquiridas com pequenos projetos permitem que

Canadá

Paquistão

Haiti Honduras

Peru

Quênia

África do Sul

“Precisa-se muito de fundos para educar meninas de famílias de baixa renda.”

Pat Dean

Lubna Javed

Almas Jovindah, Rotary Club de Lahore Mozang, Paquistão

Rotarianos em Punjab, Paquistão e Delaware, EUA, estão proporcionando bolsas de estudos a meninas em um vilarejo carente através do Projeto Paquistão (à esquerda). Rotary Clubs da África do Sul e EUA, juntamente com a Operation Upgrade e a Associação Internacional de Leitura, estão ajudando a capacitar instrutores de alfabetização adulta em assuntos como nutrição e saúde, beneficiando mais de 600 pessoas na província de KwaZulu-Natal, África do Sul (acima). 23


Rotary Images

Promovendo a paz Combatendo doenças

Estima-se que 878 milhões de pessoas, cerca de 50% delas com emprego, vivem com menos de US$1,25 por

desenvolvimento econômico e comunitário a comunidades

dia. Os rotarianos levam Levando água limpa Salvando mães e crianças Fomentando a educação Desenvolvendo economias locais

carentes, através de projetos que oferecem capacitação profissional, apoio a pequenos empresários e líderes comunitários, e assistência de recuperação a regiões afetadas por desastres naturais.

Maya Verma de Maheshwar, Índia, é uma das tecelãs em Jhoole.

24


Holanda

EUA

Investindo na boa vontade Hannah Warren conta que sua experiência com o Rotary a inspirou a se tornar uma empreendedora social. A exbolsista do Rotary fundou a Jhoole, uma empresa sem fins lucrativos que oferece a mulheres carentes em Maheshwar, na Índia, treinamento, materiais e mercado internacional para itens tecidos a mão, proporcionando uma renda para essas mulheres.

Índia Quênia

Com o apoio dos Rotary Clubs de Khargone e Loves Park, Illinois, EUA, entre outros, e um subsídio da Fundação Rotária, a Jhoole adquiriu teares, tecido e pagou por treinamento em tecelagem e costura.

Oikocredit International

Hannah também criou um mercado direto para vestidos, saias e bolsas, ao cultivar parcerias com designers e distribuidores, incluindo a Mata Traders, de Chicago, EUA. As tecelãs usam materiais reciclados e produzem, por exemplo, cachecóis feitos de retalhos de tecido doados. A Jhoole repassa 20% dos seus lucros à Chetanya Sewa Sansthan, que ajuda mulheres idosas e pessoas portadoras de deficiência. Hannah estima que mais de 300 pessoas já foram beneficiadas com os programas de ambas as organizações. “Não faria esse trabalho se não tivesse vivido a experiência proporcionada pela Bolsa Educacional”, comenta ela. “Assim como os programas da Jhoole, as bolsas do Rotary não são uma doação única, mas sim um investimento na boa vontade.”

Em 2010-11, a Fundação Rotária formou parceria estratégica com a Oikocredit, reconhecida mundialmente no campo de microempréstimos. Os rotarianos vão trabalhar com instituições ligadas a ela para desenvolver iniciativas tais como a cooperativa de laticínios em Githunguri, no Quênia, apoiada por Rotary Clubs do Quênia e Holea, pela Fundação Rotária e Oikocredit.

“O Rotary foi um presente para nós. Vocês ajudaram a arrecadar US$1,9 milhão para o fundo de assistência às vítimas do Katrina. Um trabalho inacreditável. O lema “Dar de Si Antes de Pensar em Si” está no coração de todas as pessoas de Nova Orleans.” Mitch Lerieu, prefeito de Nova Orleans, durante Convenção do RI de 2011 25


Rotary Images

Aqueles que nos apoiam Apesar da adversidade econômica em muitas partes do mundo, os rotarianos e outros que nos apoiam continuaram sendo generosos à Fundação Rotária. O total de doações recebidas pela Fundação aumentou em 6%, comparado ao ano anterior.*

Membros taiuaneses da Sociedade Arch C. Klumph foram os líderes de contribuição à Fundação Rotária no ano fiscal de 2010-11. 26


7. REINO UNIDO

10 países e regiões geográficas que mais contribuíram

5. CANADÁ $8.249  $135

$6.295  $57

3. COREIA

8. ALEMANHA

$10.810  $166

2. JAPÃO

$15.537  $129

$6.231  $79

1. ESTADOS UNIDOS*

4. ÍNDIA

$64.260  $105

9. TAIWAN

$10.528  $59

6. BRASIL

$6.150  $194

10. AUSTRÁLIA

$6.582  $77

$5.977  $117

Total de contribuições (em milhares de dólares) em 2010-11 (Inclui contribuições flow-through) Contribuição anual por rotariano (em dólares) em 2010-11 (Valores arredondados.)

A passos largos Os rotarianos contribuem aos programas da Fundação Rotária, pois o Rotary já provou que consegue atender a necessidades humanas básicas. As doações ao Fundo Anual para Programas em 2010-11 totalizaram US$107,7 milhões, o segundo valor mais alto da história da Fundação. Entre nossos leais doadores estão os membros da Sociedade Arch C. Klumph, formada por pessoas que doam US$250.000 ou mais. Em 2010-11 tivemos um número recorde de novos membros: 44. Os rotarianos também bateram um recorde ao contribuírem US$4,1 milhões em uma promoção de dois dias. Doações on-line de pelo menos US$100 ao Fundo Anual para Programas tiveram reconhecimento de Companheiro Paul Harris em dobro em comemoração ao aniversário do Rotary, em 23 de fevereiro.

Os doadores de 2010-11 incluem: Membros da Sociedade Arch C. Klumph (doações de US $250.000 ou mais)

44 Major Donors (Doadores Extraordinários) 1.348 (doações de US$10.000 ou mais) Membros da Sociedade de Doadores Testamentários (doações em testamento de US$10.000 ou mais)

609 2.978 Benfeitores (doações em testamento de US$1.000 ou mais) Paul Harris 61.501 Companheiros (doações de US$1.000 ou mais) Dados de 30 de junho de 2011. * Exclui US$40 milhões em prol do combate à pólio, recebidos da Fundação Bill e Melinda Gates.

A iniciativa de Doações Extraordinárias aos Centros Rotary pela Paz arrecadou mais de US$58 milhões, superando a meta de US$55 milhões até 30 de junho de 2011. O objetivo dessa iniciativa, lançada em 2005, é criar um fundo de dotações de US$95 milhões até 2015, para assegurar verbas em prol dos Centros Rotary pela Paz. A generosidade de rotarianos no mundo todo ajuda a atender a necessidades básicas. Rajashree Birla, de Mumbai, Índia, doou mais US$1,12 milhão à Fundação em prol do Desafio 200 Milhões de Dólares do Rotary. Com essa contribuição, esta rotariana honorária totaliza mais de US$4,2 milhões à Fundação, em apoio ao combate à pólio. “A Sra. Rajashree Birla acredita que o que fazemos para nós mesmos morre conosco, mas o que fazemos para o próximo, permanece para sempre”, afirma o curador Ashok M. Mahajan. “A caridade começa em nossos lares, mas não deve terminar lá.”

Se tornaram membros da Sociedade Arch C. Klumph Henry A. e Patricia Alker Charles K. e Joy M. Campbell Ray Ching e Shu-Chen Chang Wendell L. e Helen Christoff Jamil E. e Suheila Hitti de Dunia Foster Stephen e Lynn Friess Charles H. e Frances Gabus+ Len+ e Arlyn E. Gundersen Rafael G. e Eumelia C. Hechanova Shue-Liang Hong e Shu-Yun Hong Wang Woo-Hong e Jeong Ja Kim Cheng-Shu Lai e Tsz-Jiou Lai Tseng ChihChiang Lin e Su-Huih Cheng Chi-Tien Liu e Hsiu-Jung Liu Ying Nam-Soo Park e Seong-Im Cho William F. e Nancy R. Pettus Barry e Diana Phillips Gerrit A. e Carolee Terpstra I-Tson Soo e Addie Yuh-Rong Tsao Kei-Chou Wu e Chun-Yu Chang Chi-Jea e Jade Yao Entre 1 de julho de 2010 e 30 de junho de 2011. A lista não inclui doadores que se qualificaram para fazerem parte da Sociedade Arch C. Klumph, mas que não foram admitidos neste período. + Falecido(a)

27


Rotary Images

Nossas finanรงas

28


habilidade do Rotary de atender a necessidades humanas é soma da generosidade de

A

rotarianos e de outros doadores, com a gestão

responsável das contribuições.

Um tear da Jhoole, em Maheshwar, Índia 29


Finanças do Rotary International Recebido pelo Rotary International O total de receitas do RI foi de US$105,9 milhões nesse ano fiscal, provenientes de cotas per capita, serviços do RI, e investimentos. As receitas foram US$20,9 milhões acima do orçamento, e US$10,3 milhões a mais do que no ano anterior, principalmente devido a melhores retornos de investimento. Explicação das variações O montante recebido de cotas per capita foi US$0,4 milhão acima do orçamento, e os investimentos reverteram ganhos de US$21,7 milhões (a maior parte graças a um retorno de 23% para o Fundo Geral), excedendo o retorno de 4% previsto no orçamento. As receitas provenientes de serviços e outras atividades foram US$1,7 milhão acima do orçado. Esses valores foram mais altos do que no ano anterior, principalmente por conta de um aumento de US$11 milhões em retornos de investimentos. As receitas de serviços e outras

Receitas

(em milhões de US$) 2011 Real

atividades diminuíram em US$2 milhões comparadas ao ano anterior, devido principalmente a receitas captadas para o Conselho de Legislação, em abril de 2010. As receitas de cotas per capita aumentaram em comparação ao ano anterior em US$1,3 milhão com aumento de US$1 nas cotas per capita.

Desembolsado pelo Rotary International O total de despesas do RI foi de US$80,1 milhões, ou seja, US$4 milhões a menos do que o orçado e US$2,4 milhões a menos que no ano anterior. Explicação das variações As despesas operacionais foram de US$2,8 milhões a menos do que o valor orçado, resultado de várias iniciativas de redução de custos. Os gastos para serviços e outras atividades foi de US$1,2 milhão a menos do que o previsto no orçamento, devido parcialmente a custos de postagem negociados a valores reduzidos.

Despesas

(em milhões de US$) 2011 Orçado

2010 Real

2011 Real

2011 Orçado

2010 Real

84,1

82,5

105,9 95,6 85,0 Cotas per capita

80,1

60,3 59,0 59,9

Serviços e outras atividades

23,9

Rendimentos líquidos de investimentos

21,7

59,8

62,6

58,1

Serviços e outras atividades

20,3

21,5 1.6

24,4

25,9 22,2 1.6

Cotas per capita

60,3

Operações

2,9

10,7

Serviços e outras atividades

Recebido pelo RI em 2011 Total

23,9

105,9 21,7 Rendimentos líquidos de investimentos

6,8 One Rotary Center

One Rotary 7,0 Center

6,7 Revista

Revista 5,3

5,8 Convenção Internacional

Convenção 5,0 Internacional

1,1 Publicações e materiais

Publicações 1,3 e materiais

1,0 Seguro (clubes dos EUA)

Seguro 1,0 (clubes dos EUA)

2,5 Taxas de Fundação 0,7 licenciamento, contribuições royalties, e e miscelânea outras receitas

Operações 9,2 Governadores de distrito 8,4 Comunicações e relações públicas

20,3

Desembolsado pelo RI em 2011 Total

80,1

8,2 Serviços de informações

59,8

6,8 Escritórios internacionais 5,7 Administração da Sede Mundial 5,4 Diretores, administradores e comissões 4,5 Serviços financeiros 4,3 Serviços ao quadro associativo 4,1 Assembleia Internacional 3,2 Programas e reuniões

Mais informações financeiras do RI de 2010-11, incluindo as despesas presidenciais e de diretoria, e relatórios financeiros auditados estão em www.rotary.org/financials.

30


As despesas operacionais aumentaram em US$1,7 milhão comparadas ao ano anterior, enquanto as despesas relacionadas a serviços e outras atividades diminuíram em US$4,1 milhões, devido principalmente aos gastos incorridos com o Conselho de Legislação de 2010.

Despesas do Conselho Diretor

Despesas do presidente

Posição financeira do Rotary International

O RI cobriu despesas de US$581.000, US$649.000, e US$104.000 para e em nome do presidente, presidente eleito, e presidente indicado do RI, respectivamente. Esses valores incluíram gastos de viagem (passagem aérea, hotel e refeições), Lema do RI, relações públicas, moradia e mudança. O RI teve US$549.000 em gastos administrativos com os escritórios presidenciais.

Ativos

(em milhões de US$) 138,7 Caixa e investimentos 3,3 Clubes e outras contas a receber (líquido) Total

183,0

35,6 Propriedade e equipamentos (líquido)

O RI cobriu despesas de US$668.000 em nome do Conselho Diretor, e essa quantia inclui gastos de viagem para reuniões do Conselho, Convenção do RI, Assembléia Internacional, visitas a clubes, conferências presidenciais e Institutos Rotary. O ativo líquido do RI aumentou em US$31 milhões comparado ao ano anterior, resultado de receitas excedentes a despesas em US$25,8 milhões e de um ajuste favorável de US$5,2 milhões para diminuir o plano de pensão obrigatório. Tendências recentes Do ano fiscal de 2000-01 até 2002-03, as despesas do RI excederam as receitas, devido principalmente ao difícil clima para investimentos. De 2003-04 a 2006-07, as receitas excederam as despesas e os ativos líquidos cresceram, resultado de melhores retornos de investimentos, aumento nas cotas per capita, e controle de gastos. Do ano fiscal de 2007-08 até 2008-09, as despesas excederam as receitas, devido a um clima de investimentos volátil e difícil.

1,1 A pagar pela Fundação Rotária

De 2009-10 a 2010-11, as receitas excederam as despesas, graças a melhores ganhos de investimentos, quadro associativo estável e várias iniciativas de economia de gastos.

4,3 Alterações diferidas, despesas pré-pagas e outros

Passivo e ativo líquido (em milhões de US$)

Ativo líquido não vinculado

Passivo

Histórico de tendências de receitas, despesas e ativo líquido (em milhões de US$) 160 _ 140 _

Ativo líquido Receitas Despesas

Contas a pagar 6,7

Despesas 18,2 acumuladas

Receita diferida 2,6 Plano de pensão 6,5 obrigatório

34,0

Total

183,0

149,0

120 _ 100 _ 80 _ 60 _ 40 _ 20 _ 0_ 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011

31


Rotary Images

Investimentos Os mercados financeiros geraram retornos positivos neste ano fiscal, com ações em alta na margem de 30%, contribuindo para retornos a dígitos duplos tanto para o Rotary International quanto para a Fundação Rotária. Os investimentos do RI tiveram retorno de US$21,7 milhões, o que foi mais do que suficiente para cobrir as perdas cumulativas de investimentos no valor de US$16,9 milhões de 2008 e 2009. O retorno de investimentos da Fundação foi de US$112,5 milhões e ajudou a recuperar as perdas cumulativas de 2008 e 2009. A recuperação das perdas de investimentos por fundo está no gráfico abaixo, que traz os valores de 30 de junho de 2011 do US$1 investido em 1996. Nota-se que o Fundo Anual para Programas recuperou todas as perdas de 2008 e 2009, enquanto o Fundo Permanente, que teve maior exposição aos mercados de ações, recuperou 90% de suas perdas. Devido a outro ano de fortes retornos, os curadores destinaram US$30 milhões adicionais em dinheiro e papéis de renda fixa para a reserva operacional, totalizando as reservas a US$50 milhões, ou cerca de 75% do fundo de reserva operacional.

3,00 _

2,50 _

Durante o ano fiscal, foram implementadas novas políticas de investimento para o Fundo Geral do RI, Fundo Anual para Programas, e Fundo Permanente. As novas carteiras de investimento reduziram riscos e oferecem proteção contra eventos extremos, tais como disparo inflacionário, longo período inflacionário, futuras crises e grandes altas do preço do ouro e do petróleo. O Fundo Pólio Plus permanece investido a papéis de renda fixa de alta qualidade e a curto prazo, devido à natureza dos fundos. Por causa das baixas taxas de juros, o retorno fiscal sobre o Fundo Pólio Plus ficou um pouco abaixo de 1%. De acordo com práticas de gestão de investimento prudentes, ambas as organizações investem em portfólios diversificados, que incluem ações dentro e fora dos EUA, papéis de renda fixa global, e hedge funds. A Fundação também alterna investimentos em bens como propriedades imobiliárias e fundos de ações privadas. Os programas de investimento do Rotary são supervisionados pela Comissão de Investimentos da Fundação, composta por três curadores e seis rotarianos da área de investimentos, e pela Comissão Financeira do RI. O Rotary conta com serviços de consultoria externa para aconselhar ambas as organizações e monitorar seus investimentos, sendo que todos os fundos do Rotary são administrados por gerentes de investimentos profissionais e experientes.

Rendimentos de US$1

Fundo Anual para Programas Fundo Permanente Fundo Pólio Plus Fundo Geral do RI

2,00 _

1,50 _

1,00 _ 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011

Rotary Clubs de Nova York, EUA, e Porto Príncipe, Haiti, levaram tratamento médico a vilarejos haitianos na Ilha La Gonâve, e instalaram 18 painéis solares para gerar energia elétrica a um posto médico e uma bomba d’água. 32


Finanças da Fundação Rotária Recebido pela Fundação Rotária Contribuições Os rotarianos continuaram apoiando a Fundação Rotária com mais contribuições do que no ano anterior. O Fundo Anual para Programas recebeu doações de US$107,7 milhões em mais um ano de forte apoio ao Desafio 200 Milhões de Dólares do Rotary. Dez países e regiões geográficas (Austrália, Canadá, Coreia, Estados Unidos, Hong Kong, Japão, México, Nigéria, Tailândia e Taiwan) excederam a meta per capita de US$100 da iniciativa Todos os Rotarianos, Todos os Anos. As contribuições de US$16,3 milhões ao Fundo Permanente aumentaram em 55%, comparadas aos US$10,5 milhões recebidos em 2009-10. O Pólio Plus recebeu US$78,9 milhões em prol da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, incluindo US$40 milhões recebidos da Fundação Gates. O total de US$208,5 milhões não incluem os US$13,3 milhões em fundos recebidos e repassados (flow-through).

Desembolsado pela Fundação Rotária Custeio de programas Essas despesas diminuíram em US$36,3 milhões no último ano, devido principalmente a diminuição em financiamento do Programa Pólio Plus de US$42,5 milhões. O desembolso em subsídios distritais e globais totalizou US$19,1 milhões no primeiro ano da fase piloto do Visão de Futuro. O valor total para custear programas foi de US$168,6 milhões, que inclui US$77,9 milhões com outorga de subsídios e operações do programa

Contribuições à Fundação Rotária

As despesas com captação de fundos ficaram em US$17,5 milhões em 2010-11, as quais incluem pagamento de funcionários, serviços, comunicações, publicações, relações públicas, materiais, informática, consultoria jurídica e reconhecimento a doadores. As despesas administrativas somaram US$5,7 milhões em 2010-11, incluindo pagamento de funcionários, serviços, comunicações, informática, materiais, consultoria jurídica, auditoria e serviços aos curadores (suporte administrativo, reuniões e viagens), necessários ao gerenciamento do patrimônio da Fundação. As despesas gerais administrativas consideram gastos com viagens (passagem aérea, hotel e refeições) de US$1,1 milhão para os curadores. Essas despesas são necessárias para que eles promovam os programas da Fundação Rotária, divulguem o trabalho da entidade e a importância de apoiá-la financeiramente, e também para que compareçam à Assembleia Internacional, Convenção Anual, reuniões do Conselho de Curadores e Institutos Rotary. Nos últimos 10 anos, 88% dos desembolsos da Fundação foram com programas, o que está acima da média de 65% de outras organizações do gênero. Ativo líquido da Fundação O ativo líquido da Fundação aumentou em US$137,5 milhões ante ao ano anterior, decido principalmente a ganhos de investimentos e contínua generosidade dos rotarianos.

Financiamento de programas, operações e despesas

(em milhões de US$)

250 _

Pólio Plus. Um total de US$150,2 milhões financiou projetos humanitários, atividades de erradicação da pólio, programas educacionais, entre outros.

(em milhões de US$)

Fundo Pólio Plus Fundo Anual para Programas Fundo Permanente Outras

250 _

Financiamento de programas Operações de programas Administração geral Captação de fundos

208,5 200 _

200 _

150 _

150 _

100 _

100 _

50 _

50 _

0_

191,8

0_ 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011

2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011

Detalhes das finanças de 2010-11 da Fundação Rotária, incluindo despesas dos curadores e informações auditadas, estão em www.rotary.org/financials.

33


Resultados financeiros da Fundação Rotária do Rotary International (por ano fiscal) (em milhões de US$)

2010-11

2009-10

2008-09

2007-08

2006-07

Receita Contribuições1 Fundo Anual para Programas Fundo Permanente Fundo Pólio Plus Doações com prazo definido/recuperação de desastres Fundo de Doações Direcionadas Total das contribuições Renda de investimentos e outras atividades* Fundo Anual para Programas Fundo Permanente Fundo Pólio Plus Outros programas Total de renda (perda) de investimentos e outras atividades

Total da receita

$ 107,7 $ 100,4 $ 99,3 $ 114,8 $ 102,8 16,3 10,5 11,6 13,9 13,3 78,9 151,6 109,7 114,1 3,1 4,1 2,4 1,1 0,5 0,3 1,5 3,6 2,1 2,4 13,5 208,5 268,5 223,8 245,7 133,0 74,4 36,9 (106,2) (30,4) 70,7 43,1 15,2 (59,3) (18,5) 31,8 1,2 1,8 2,1 4,7 2,4 0,8 0,4 (0,5) (0,1) 0,9 119,5 54,3 (163,9) (44,3) 105,8 $ 328,0 $ 322,8 $ 59,9 $ 201,4 $ 238,8

Financiamento de programas, Operações e despesas Financiamento de programas Programas de Subsídios Humanitários Programas Educacionais Programa Pólio Plus Subsídios Globais Subsídios Distritais Outros programas Total do financiamento de programas

$ 40,5 $ 44,2 $ 38,2 $ 56,7 $ 44,8 16,6 23,5 22,0 23,4 23,3 75,6 118,1 87,8 126,7 23,7 9,3 6,1 2,1 1,2 1,0 1,2 8,4 150,2 187,0 149,0 208,0 100,2

Operações de programas Programas de Subsídios Humanitários Programas Educacionais Programa Pólio Plus Subsídios Globais Subsídios Distritais Outros programas Total do custo operacional de programas

6,9 7,5 9,4 10,2 9,6 5,2 5,9 6,6 7,1 6,7 2,3 2,1 2,2 2,1 2,3 3,5 0,2 0,3 2,4 0,4 0,1 18,4 17,9 18,6 19,5 18,6

Total do financiamento e operações de programas

168,6 204,9 167,6 227,5 118,8

Despesas operacionais Captação de fundos Administração geral Total de despesas operacionais

17,5 16,5 14,5 13,6 12,6 5,7 5,2 5,7 6,3 6,3 23,2 21,7 20,2 19,9 18,9

Financiamento de programas, operações de despesas $ 191,8 $ 226,6 $ 187,8 $ 247,4 $ 137,7 Alterações no plano de pensão2

1,3 (0,6) (1,9) (0,3) (0,5) Aumento (DIMINUIÇÃO) do ativo líquido da Fundação $ 137,5 $ 95,6 $ (129,8) $ (46,3) $ 100,6

34


2010-11

2009-10

2008-09

2007-08

2006-07

Ativo da Fundação Rotária3 Caixa, promessas de doação e outros ativos

$ 59,5 $ 59,9 $ 43,2 $ 42,8 $ 37,4

Investimentos Investimentos em dinheiro e a curto prazo Renda fixa Valor patrimonial Alocação em títulos globais Investimentos alternativos Doações de interesse mútuo (acordos split-interest)

38,0 16,3 19,7 16,7 28,8 285,4 268,6 226,3 234,2 150,0 271,5 283,2 261,2 383,6 468,1 15,8 153,5 78,9 81,0 124,2 93,0 28,8 24,4 22,8 27,3 27,2 793,0 671,4 611,0 786,0 767,1

Total de investimentos

Total do ativo

$ 852,5 $ 731,3 $ 654,2 $ 828,8 $ 804,5

Passivo e ativo líquido da Fundação Rotária Passivo Financiamento acumulado de programas Contas a pagar e outras despesas acumuladas Total do passivo

$ 37,3 $ 51,5 $ 72,5 $ 115,7 $ 45,8 20,2 22,3 19,8 21,4 20,7 57,5 73,8 92,3 137,1 66,5

Ativo líquido4 Fundo Anual para Programas Fundo Pólio Plus Fundo Permanente Doações com prazo definido/recuperação de desastres Fundo de Doações Direcionadas Total do ativo líquido

397,9 329,1 310,1 434,3 475,3 140,5 130,0 77,4 42,7 37,3 241,5 187,2 168,0 207,9 219,6 6,1 2,1 0,3 0,7 0,3 9,0 9,1 6,1 6,1 5,5 795,0 657,5 561,9 691,7 738,0

Total do passivo e do ativo líquido

$ 852,5 $ 731,3 $ 654,2 $ 828,8 $ 804,5

Fundos recebidos e repassados Subsídios Equivalentes Subsídios Globais Parceiros Pólio Plus Outros

Total de fundos repassados (flow-through)

$

11,2 $ 1,9

16,1 $

15,1 $

18,5 $

14,5

4,4 1,6 0,2 0,5 0,5 0,7 0,2 $ 13,3 $ 16,6 $ 15,6 $ 23,6 $ 16,3

1 Fundos recebidos repassados (flow-through) não incluídos. Esses fundos passam pela Fundação para prestação de reconhecimento a doadores, mas não são registrados como contribuições nas declarações financeiras, para estar de acordo com as práticas contábeis dos Estados Unidos.

2 Os padrões contábeis dos Estados Unidos exigem que alterações aos fundos de pensão sejam feitas quando o valor justo de ativo do plano de aposentadoria for diferente do benefício projetado. O Rotary International aplicou o padrão ASC 715 à Fundação Rotária, com base na parcela proporcional da entidade com folha de pagamento.

3 Certas reclassificações foram feitas em dados de anos anteriores para um melhor ajuste ao relatório de 2010-11. 4 Ativo líquido é a diferença entre o ativo e o passivo de uma empresa. * Correções referentes ao ano fiscal 2011 inseridas em janeiro de 2012 no relatório anual, significando aumento da renda com investimentos do Fundo Permanente e redução do Fundo Anual na ordem de US$7,8 milhões.

35


Rotary Images

missão do rotary international: Nós servimos ao próximo, difundimos a integridade e promovemos boa vontade, paz e compreensão mundial por meio da consolidação de boas relações entre líderes profissionais, empresariais e comunitários.

a missão da fundação rotária do Rotary International é capacitar os rotarianos para que possam promover a boa vontade, paz e compreensão mundial por meio de apoio a iniciativas de melhoria da saúde, da educação e do combate à pobreza.

Peter Engelmann, do Rotary Club de Newport, EUA, com crianças a caminho do poço durante a missão patrocinada pelo Rotary em La Gonâve, Haiti. 36


Rotary International Conselho Diretor de 2010-11 Presidente Ray Klinginsmith, EUA Presidente eleito Kalyan Banerjee, Índia Vice-presidente Thomas M. Thorfinnson, EUA Tesoureiro K.R. Ravindran, Sri Lanka

Quadro associativo em 2010-11

.223.413 Rotarianos 1 34.301 Rotary Clubs 530 Distritos rotários 8.703 Rotaract Clubs 13.556 Interact Clubs Rotary de 7.142 Núcleos Desenvolvimento Comunitário Grã-Bretanha e Irlanda: %

5

Austrália, Nova Zelândia, e Ilhas do Pacífico: %

3

USA, Canadá, e Caribe: %

31

Ásia: %

28

Europa, África, e Oriente Médio:

Rotarianos por região

25%

Dados de 30 de junho de 2011.

América Latina:

8%

Diretores Noel A. Bajat, EUA John T. Blount, EUA Elio Cerini, Itália Kenneth W. Grabeau, EUA Frederick W. Hahn Jr., EUA Antonio Hallage, Brasil Stuart B. Heal, Nova Zelândia Masaomi Kondo, Japão Masahiro Kuroda, Japão Kyu-Hang Lee, Coreia David C.J. Liddiatt, Inglaterra Barry Matheson, Noruega Samuel F. Owori, Uganda Ekkehart Pandel, Alemanha John Smarge, EUA Secretário-geral Edwin H. Futa, EUA

Fundação Rotária Conselho de Curadores de 2010-11 Chair Carl-Wilhelm Stenhammar, Suécia Chair eleito William B. Boyd, Nova Zelândia Vice-chair John F. Germ, EUA Curadores Doh Bae, Coreia Stephen R. Brown, EUA Lynn A. Hammond, EUA Dong Kurn (D.K.) Lee, Coreia Ashok M. Mahajan, Índia Anne L. Matthews, EUA David D. Morgan, País de Gales Samuel A. Okudzeto, Gana Kazuhiko Ozawa, Japão Louis Piconi, EUA José Antonio Salazar-Cruz, Colômbia Wilfrid J. Wilkinson, Canadá Secretário-geral Edwin H. Futa, EUA

iii


Na capa Apoio rotário mundial através do Fundo de Recuperação do Haiti, que arrecadou e distribuiu mais de US$2 milhões, ajudando a levar água limpa e sanar outras necessidades de famílias naquele país. Rotary Images

As fotografias foram tiradas por Monika Lozinska-Lee (págs. 6-7; 9, no alto, à esquerda; 15; 26) e Alyce Henson (as demais) e são de direitos reservados a © 2011 by Rotary International, a menos que indicado o contrário.

rotary international ® the rotary foundation

One Rotary Center 1560 Sherman Avenue Evanston, IL 60201-3698 EUA www.rotary.org 187-PT—(1111)


Relatório de Actividade