Page 1

Câmara abre processo DE investigação contra o prefeito Calé por corrupção

Comissão Especial, Parlamentar de Inquérito já começa a ouvir testemunhas.

HISTÓRIA NO PAPEL OOOOOEEEEE!!!!!!! Então! vamos contar agora a segunda parte da entrevista que o seu Tirso e dona Gildete nos concederam no mês passado e que aliás despertou interesse até de moradores de outras cidades, eiiitaaa!!! Página 12

ini

Manfred

Página 03

PEDÁGIO Aumento do IPTU Página 05 NA FERNÃO Gravidez na Adolescência A Obrascom Huarte Lain Página 08

(OHL), empresa do setor de concessões de rodovias, informou que a partir da próxima quarta-feira, 01/09, iniciará a cobrança de pedágio na rodovia Fernão Dias em Mairiporã, a tarifa básica será de R$ 1,10.

pimentas

Página 02

Presídio Ameaça novamente Página 16


2

Agosto de 2010

Jornal do Povo

A “SÍNDROME DE SUCUPIRA” E AS PICUINHAS Esses polítiqueiros que se aproveitaram da justiça para fazerem suas politicagens levaram o município a esse nível de descrédito que vivemos hoje.

PRECISA-SE

BABÁ

Para trabalhar das 18h30 às 21 h. Tratar com Nadira F. 4012-7322 / 9866/3424 LEIS??? ORA AS LEIS!!! As leis foram feitas só para quem as obedecem, pois quem não está nem aí com elas, conseguem ficar imunes às suas sanções, inda mais se tiver poder e/ou dinheiro, ou ainda se tiver um bom advogado. BOM OU MAU? Quanto a um bom advogado me lembro da história da rinha de galo: um janota, homem da cidade, na rinha de galo antes da luta do galo branco com o galo preto perguntou pro matuto qual o galo que era bom, e o matuto falou: --- O bão é o branco. O janota apostou tudo no galo indicado, que levou o maior cacete do preto. O janota indignado foi tirar satisfação com o matuto: --- Você falou que o branco era bom! E o matuto então se defendeu: --- Você perguntou qual era o bão, e não qual era mau. O BOM E O MAU DEPENDEM DO CLIENTE O que significa que o bom advogado não seja exatamente do bem, para esse tipo de cliente o bom advogado é o mau. O POVO PÕE E O POVO TIRA! Aí vem o papel com tudo escrito, preto no branco que diz: “o povo elege e o povo tira”. Mentira! O povo elege, muitas vezes sem saber o que está fazendo, só vai acordar depois que aquele candidato que lhe prometeu mundos e fundos, eleito, se esquece do que prometeu. Dependendo da sua força de pressão, lógico. O que seria força de pressão? Quantidade de votos que você possa representar; quantidade de numerais no seu saldo bancário; quantidade de conhecimento que você possa ter das maracutaias necessárias para que o candidato consiga se manter no poder; ou seja, de qual o valor da sua moeda de troca... PEDESTAL O povo elege, e a justiça proteje os eleitos, independente da sua moral, honestidade, ética e o escambau. Quem não respeita as leis segue impune, a justiça dos homens está perdida entre proteger o poder que a criou ou morder a mão que lhe alimenta. E ai de quem comentar sobre o pedestal inatingível em que se encontra os servidores da justiça... ACHA QUE É DEUS! Um advogado nosso conhecido descreveu o “promotor”, o promotor acha que é Deus, e o juiz tem certeza... Pois não é o que estamos vendo? IMPUNIDADE E A RESPONSABILIDADE POR ELA Há quanto tempo o alcaide vem deitando e rolando em irregularidades e rindo das pessoas que teimam em questionar suas ações? Já foram feitas várias denúncias em várias instâncias e as denúncias caem no buraco negro da impunidade. Amparadas por uma rede de proteção constituída por pessoas inocentes que acreditam que em nossa cidade só existe perseguição política, em que os adversários, todos, fazem denúncias vazias somente com o intuito de prejudicar os adversários, e por pessoas não tão inocentes assim, que levam vantagens para proteger os poderosos. SÍNDROME DE SUCUPIRA A justiça da Comarca está com prevenção contra o nosso município, e isso não é de hoje, começou com o jovem promotor Alexandre Almeida, que inclusive cunhou o termo, politiqueiros da cidade, usaram a justiça para fazer política, para promover perseguições contra adversários até a beira da destruição, com mentiras e distorções. Cada uma mais absurda que a outra, mas a justiça ceguinha coitada...

Jornal do Povo: CNPJ. 11.902.667/0001-04 Editor responsável: Amauri do A. Campos MTb: 41.494/SP Diagramação: Daniel Caribé e Amauri do Amaral Campos Colaboração: Dinho Mix, Serginho Rosa, Vanessa Fonseca, Cesar de Moraes, Rosângela Monroe, Huri Sousa Santos, Carolina Pinheiro, Plínio Camargo, Luiz Lorenzetti Neto, Carlos Alexandre das Neves, Cláudio Natalício e Daniel Manfredini. SITE: www.jpbjp.com E-MAIL: aamaralcampos@gmail.com jpbjp@hotmail.com TELEFONE: (11) 9779-5990 Todas as matérias que saem nesse jornal são de responsabilidade do editor.

Bom Jesus dos Perdões Aos senhores leitores do Jornal do Povo

MAQUIAVEL E quem leva vantagem com essa situação? DENÚNCIAS VAZIAS Toda e qualquer denúncia que qualquer pessoa leve para a justiça é recebida com a pecha de picuinha. ÔNIBUS NO LUGAR DOS CARROS DA PREFEITURA

O galpão da Casema, que em posse de má-fé, foi invadido pela Prefeitura, para onde foram levados os carros do Barracão, atrás do Cemitério, está totalmente lotado de ônibus enquanto os veículos da municipalidade estão no tempo. DENÚNCIA DO VEREADOR BIEL O vereador tendo sido cobrado para explicar essa ocorrência, como fiscalizador oficial, recorreu a todos os órgãos competentes e em alguns nem foi recebido, em outros percebeu a má vontade em se tomar qualquer tipo de providência ou iniciativa. DENÚNCIAS E DENÚNCIAS Foram tantas denúncias vazias feitas pelo prefeito, através de membros específicos do seu grupo, com objetivo somente de incomodar e desestruturar seus adversários, que hoje a cidade toda caiu em descrédito. O PREFEITO DEITA E ROLA NAS IRREGULARIDADES A situação do município perante a justiça favorece o prefeito, e não há o que fazer... RENÚNCIA DE RECEITA Na edição do dia 14 de agosto do Jornal Imprensa Oficial de Atibaia, saiu publicado um decreto, o de nº 68/10, que demonstra como são tratados os amigos do rei. O REI ESTÁ NU No mesmo ano em que aumenta o IPTU de forma inconsequente, principalmente para as indústrias, concede isenção de impostos por cinco anos para a empresa Arthi Comercial Ltda. LEI INCONSTITUCIONAL E o pior é que está dentro da lei. Uma lei que ele mesmo fez em 2006, mas dentro da lei inconstitucional. LEI 1819/2006 Artigo 1.º - Fica o Poder Executivo autorizado a conceder às indústrias, pousadas, hotéis, aos empreendimentos de fomento à educação, saúde ou lazer, sob ampliação, ou que vierem a se instalar no município os seguintes benefícios... LEI APLICÁVEL EM ÉPOCA DE CAMPANHA Considerando a lei (ilegal); considerando que a empresa está ampliando; considerando que a ampiação gerará emprego e renda nos limites do município; considerando que estamos em época de campanha; considerando que a esposa do alcaide é candidata; considerando que certa qualidade de candidato não tem votos sem dinheiro para comprálos; RESOLVE, tirar dos cofres municipais para serem bem usados...

Venho por meio desta, comunicar aos cidadãos do nosso município, a respeito da carta que enviei ao Ministério Público, do Foro de Atibaia, no dia 29 de junho de 2010, ao 1º Promotor de Justiça da Cidadania, Dr. Fabiano Augusto Petean, com a solicitação da necessidade de transporte público em rota diversa da efetivamente praticada ultimamente. No qual foi entregue principalmente em mãos. A mesma foi encaminhada ao Meritíssimo Juiz de Direito da 1ª Vara de Direito da Cidadania de Atibaia. O magistrado, avaliando o pedido, encaminhou para o Foro do município de Nazaré Paulista. A Promotoria do Foro de Nazaré Pau-

lista intimou o Sr. prefeito de Bom Jesus dos Perdões e o responsável pelo tráfego do transporte de ônibus da Viação Atibaia, para prestar esclarecimentos deste evento, até o dia 29 de agosto de 2010. Esperamos que com a ajuda de Deus, possamos resolver este sério problema e que venha a beneficiar os cidadãos perdoenses, principalmente a todos os moradores do bairro do Parque Hortênsia de Bom Jesus dos Perdões. Sem mais, renovo a distinta consideração e estima. Atenciosamente Osvaldo Rosa


Agosto de 2010

Jornal do Povo

Câmara abre processo DE investigação contra o prefeito Calé por corrupção Na sessão do dia 16 de agosto, deu entrada um requerimento de criação de uma Comissão Especial Parlamentar de Inquérito, baseada na mesma denúncia de cassação que entrou tempos atrás e que foi rolado com a barriga até ser arquivado por decurso dos prazos, com a justificativa, feita pelo jurídico da Câmara, de que não daria nada para o prefeito, pois o recurso desviado não saiu dos cofres municipais, por ter vindo de Brasília. Assim, a mesma denúncia, que no caso da Comissão Processante, tinha 90 dias para se desenvolver, terá agora, como CEI, 180 dias para se desenrolar. As irregularidades estão todas devidamente apresentadas, vai ser dada a oportunidade de ampla defesa para os envolvidos, prefeito, empresas que participaram do processo, comissão de licitação, etc, e ao final dos prazos a Comissão apresentará um relatório de tudo que será investigado. A Comissão Processante era

formada pelo Biel, pelo Miltinho e pela Sirlei, a Comissão Especial de Inquérito, que foi sorteada pelo Braz Alves, do Jornal Tribuna Atual e pela Lígia Leite, vice-presidente da Associação dos Moradores do Parque Hortênsia (foto). A denúncia, devidamente documentada, demonstra irregularidades na contratação dos shows apresentados na citada festa, assim como no aluguel dos enfeites e na contratação de 20 pessoas especializadas em segurança e locação de equipamentos, que foi realizada com recursos do Ministério do Turismo, que está sofrendo várias investigações por liberação de recursos que foram e estão sendo desviados. As licitações feitas na modalidade “Carta Convite”, mostram claramente uma variedade de fraudes no processo. Após acatada a denúncia, assinada por sete dos nove vereadores, sem as assinaturas somente do Miltinho do Mané Lacorte e do Fernando do Zé

ALGUNS DETALHES A Carta-Convite 42, ganha pela Frezan, pagou para cada um dos 20 seguranças o valor de R$ 39,00 por dia, alugou um telão a R$ 472,00 por dia, colocou som no evento a R$ 971,00 por dia, além de receber pela locação de 12 cabines de sanitários químicos, dois banheiros químicos por R$ 840,00 por dia, só que ninguém viu onde foram instalados; locou 12 tendas por R$ 915,00 por dia, que também ninguém soube onde; locou uma tenda de três mastros (de circo) por R$ 700,00 por dia, montada não se sabe onde; além de spots de 30 segundos de divulgação do evento, por R$ 6.250,00, que ninguém ouviu. A Carta-Convite 43, ganha pela Will Will, por R$ 41.450,00, custou R$ 10,00 a menos do que a prévia feita pela

prefeitura, no dia 04 de dezembro, assinada pelo prefeito, que especificava o tipo de enfeite, a quantidade, o valor unitário e o período, estranhamente por 70 dias, teve três tipos de enfeites um no valor de R$ 430,47, outro no valor de 361,23 e outro R$ 392,85. Os enfeites não ficaram por 70 dias e quem os viu não entende que o aluguel de cada um pudesse custar mais do que se fosse comprado ou mandado fazer. Já o valor que a Prefeitura pagou para a WWW & Ponto, R$ 55.430,00, para nove shows, temos declarações de três deles, de que receberam diretamente do prefeito valores que somados atingem R$ R$ 2.200,00, numa média, então de R$ 730,00 por show, vezes nove o valor não chegaria a R$ 7.000,00.

3

Augusto, foi realizado o sorteio dos integrantes da Comissão que ficou instalada da seguinte forma: presidente: Luiz Manoel da Silva Escudeiro “Biel”, relator: Paulo Sebastião Bueno, e membros, Luiz Gonzaga Bueno, Pedro Domingues de Oliveira e Roberto Rosa Paulino. Serão investigadas a participação direta do prefeito Calé, assim como das empresas que participaram do processo, a Frezan, de Suzano, a Wil Wil, de São Paulo e a WWW & Ponto, também de São Paulo que foram as “granhadoras” dos certames, que foi realizado com vícios conhecidos nas jurisprudências sobre corrupção, comprovados por inúmeros erros e coincidências nas documentações, serão investigadas também a participação e conivência da comissão de licitação constituída pelos funcionários José Natalino dos Santos Oliveira, José Celso Costa, Mauro de Paiva e Patrícia C.P.C. Passos, assim como as pessoas que testemunharam o processo, o Adalto Camargo Noronha e o Gerson Neemias Polli.

Na última quinta-feira, dia 26 de agosto a Comissão Especial, Parlamentar de Inquérito, ouviu a senhora Vera Lucia Manoel, que era Chefe do Setor de Compras na época dos fatos investigados, além dela a servidora Elaine Oliveira também foi ouvida.

Valores Superestimados As investigações deverão seguir, chamando todos os envolvidos para que a Comissão consiga mostrar as irregularidades que vão desde o prazo para a realização dos processos licitatórios que se iniciaram no dia 04 de dezembro, para um evento que aconteceria entre os dias 23 e 31 de dezembro, além disso vão levantar quem são os responsáveis por estabelecer os valores prévios dos serviços e equipamentos pretendidos, os valores licitados e os valores realmente pagos ao final para as empresas que ganharam

as licitações. A Carta-Convite 42/2008, para “contratação de 20 pessoas especializadas em segurança, e locação de equipamentos destinados às festividades”... que foi ganha pela Frezan e custou R$ 61.120,00; a Carta-Convite 43/2008, para locação dos enfeites natalinos, que foi ganha pela empresa Will Will, e custou R$ 41.450,00; e o contrato de shows pagos para a empresa WWW & Ponto, no valor de R$ 55.430,00. No total foram gastos pela Prefeitura o valor de R$ 158.000,00.

PAULO AFONSO E PAULO DA ELVIRA SOFREM ATAQUES DO GRUPO DO PREFEITO CALÉ

Para desviar a atenção da justiça e da opinião pública o grupo do prefeito Calé, unido a outros interesses que também não são os da cidade, mas pessoais, como os dos donos do Jornal Fácil, (ver editorial “satisfação pessoal” da última edição) ditorcem os fatos para denegrir a imagem dos adversários. Apesar de a justiça pública ter acatado a denúncia oferecida pela Prefeitura Municipal através de sua procuradoria jurídica, o ex-prefeito Paulo Afonso e o vereador Paulo Sebastião Bueno afirmam que nada de errado existe no respectivo processo e que no momento das apresentações das defesas e testemunhas dos fatos, ficará comprovado que a acusação feita é infundada, motivada por perseguição política dos seus opositores. A denúncia é revestida de má fé e com um único objetivo de denegrir as imagens do ex-prefeito Paulo Afonso e do vereador Paulo Sebastião Bueno.

a Prefeitura, através do prefeito Calé e de seu procurador, tece inúmeras acusações, afirmando que o lote adquirido é deteriorado, de difícil acesso e desvalorizado, sendo que no local o atual prefeito construiu recentemente uma escola.

Os autores com a participação da imprensa local comprometida, tentam é confundir a justiça e os leitores, com acusações totalmente infundadas, fantasiosas e distorcidas, o que já era prática comum quando estavam na oposição.

Em outra ação que tem a mesma finalidade o prefeito chega acusar o ex-prefeito por ter pago R$ 29.923,66 pelo lote com 258,90 m²., localizado na Travessa Bélgica, onde hoje está construída a escola infantil e que o lote custaria somente R$ 627,63, ou seja, que o ex-prefeito Paulo Afonso pagou pelo lote 50 vezes mais...

Qualquer pessoa que tenha os conhecimentos administrativos básicos, bom senso e isenção, entende a lisura do procedimento, tanto é verdade que o acusado solicita os depoimentos do Tesoureiro Municipal, do contador da época e também do contador atual para se necessário prestar as informações que possam esclarecer os fatos.

Consiste a denúncia que o ex-prefeito Paulo Afonso teria adquirido da empresa Naspauli, proprietária do loteamento Parque Hortênsia, lote de terreno para construção de uma escola e que o referido lote já pertencia à municipalidade através de dação em pagamento, e não doação como afirma a matéria, cujo valor pago estaria acima do preço de mercado. Numa demonstração de despreparo, desconhecimento ou de má fé

Os senhores Paulo Afonso e Paulo Sebastião irão provar que são inocentes, que nada de errado foi feito, tanto que as contas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

Nem o prefeito e nem o presidente da Câmara da época praticaram qualquer crime de responsabilidade, não causaram prejuízo algum aos cofres públicos, muito pelo contrário, ao fim do processo conseguiram um patrimônio cujo valor é, sem dúvida alguma, maior do que a dívida pela qual foi trocado. Não se contando, ainda a valorização do bem imóvel que hoje abriga uma escola.

Esses ataques infundados, baseados em fatos distorcidos, estão sendo feitos para desviar a atenção da opinião pública dos processos que estão correndo na justiça e na Câmara Municipal de irregularidades flagrantes desta gestão.


4

Agosto de 2010

Jornal do Povo

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - (HPV) I

O QUE É HPV? Significa Papiloma Vírus Humano, um vírus capaz de provocar lesões de pele e mucosas. QUAL A RELAÇÃO ENTRE OS HPV E O CÂNCER DE COLO DO ÚTERO? São mais de 200 tipos diferentes de HPV. Classificados como de baixo risco de câncer e de alto risco de câncer. Somente os de alto risco estão relacionados a tumores malignos. Os que podem provocar lesões persistentes e estar associados a lesões pré-cancerosas são 6 e os do tipo 6 e 11, encontrados na maioria das verrugas genitais também chamados de condilomas genitais. Os HPV são facilmente contraídos, cerca de 50 a 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos de HPV, em algum momento de suas vidas, devido a variações tanto do ciclo hormonal quanto da imunidade ao longo do mês, diferente dos homens. Qualquer pessoa infectada com HPV desenvolve anticorpos (que poderão ser detectados pelo organismo), mas nem sempre estes são suficientemente competentes para eliminar o vírus. COMO O HPV É TRANSMITIDO? A transmissão é por contato direto com a pele infectada. Os HPV’s genitais são transmitidos por meio das relações sexuais, podendo causar lesões na vagina, colo do útero, pênis e ânus. Sendo que esta é a mais frequente das doenças sexualmente transmissíveis. COMO SÃO ESTAS INFECÇÕES? As infecções mais comuns na região genital são verrugas genitais ou (condiloma acuminado), conhecidos popularmente como “Crista de Galo”. Já as lesões subclínicas não apresentam nenhum sintoma,

podendo progredir para o câncer do colo do útero, pênis ou ânus caso não sejam tratadas precocemente. COMO AS PESSOAS PODEM PREVINIR-SE DOS HPV? O uso de preservativo (camisinha), diminui a possibilidade de transmissão na relação sexual (apesar de não evitá-la totalmente). Por isso, sua utilização é recomendada em qualquer tipo de relação sexual, mesmo naquela entre casais estáveis. Ter parceiro fixo ou Reduzir o número de parceiros, realizar exames ginecológicos anuais, onde se rastreia doenças pré-invasivas do colo do útero, fazer avaliação do parceiro, e abstinência sexual durante o tratamento. COMO O HPV PODE SER DIAGNOSTICADO? As verrugas genitais encontradas no ânus, pênis, na vagina ou em qualquer área da pele, podem ser diagnosticados pelos exames urológicos (pênis), ginecológicos (vulva) e dermatológicos (pele). Já o diagnóstico subclínico das lesões precursoras de câncer do colo de útero, produzidas pelos papilomavirus, é feito através do exame citopatólogico (exame preventivo de Papanicolaou). O diagnóstico confirmatório através de exames laboratoriais, teste de captura híbrida. QUAL O TRATAMENTO PARA ERRADICAR A INFECÇÃO PELO PAPILOMAVIRUS? O tratamento visa a remoção das lesões (verrugas, condilomas e lesões do colo do útero). Através de procedimento (cirúrgicos, quimioterápicos, cauterizações etc.). A volta da doença pode ocorrer e são frequentes, mesmo com o tratamento adequado. CONTINUAREMOS NA PRÓXIMA EDIÇÃO.

Como agir quando o usuário nega estar usando drogas?

Negar a existência do problema é um comportamento comum entre os usuários abusivos de álcool e outras drogas. A negação não deve ser definida como um traço de personalidade do dependente, mas como uma recusa em admitir problemas, mesmo quando o engano e a mentira são conscientes. Diante deste fato, é bastante comum que os familiares e amigos do usuário comecem a fazer acusações e a enfrentá-lo, colocando-o contra a parede e fazendo ameaças. A experiência mostra que este comportamento reforça as resistências, as racionalizações, as evasivas e as defensivas do dependente. Os terapeutas e especialistas mais atuais têm afirmado que o que leva a pessoa a mudar seus comportamentos é a motivação, que pode ser explicada como um estado de prontidão, ou de avidez para a mudança. Vontade de melhorar. Ela pode oscilar de tempos em tempos ou de uma situação para outra, mas também pode ser influenciada por outras pessoas. Por isso, o recomendável é evitar o confronto e explorar o fato de a pessoa se sentir atraída por impulsos opostos, ambi-

valência, que geralmente está presente no dependente em relação ao seu comportamento. Ele tem compulsão pelo consumo da droga e, ao mesmo tempo, apresenta insatisfação com isso e desejo de sair fora. A melhor maneira de fazer vir à tona essa insatisfação é adotar uma atitude de empatia, de apoio, de compreensão, evitando acusações, mas deixando claros os problemas que o comportamento do usuário está trazendo para si e para todos à sua volta, sem julgamento moral e sem receitas. Explorar com ele esse sentimento que no fundo o faz sofrer e discuti-lo com solidariedade e muita compreensão. É possível levantar dúvidas, aumentar a percepção da pessoa sobre os riscos e problemas do seu estilo de vida. Acreditando que o usuário pesado, ou dependente, tem em si próprio, o germe do desejo de mudar, embora possa negar esta necessidade, aqueles que desejam ajudálo podem auxiliá-lo a inclinar a balança para este lado, evocando as razões para a mudança e os riscos da não mudança, com fundamento em fatos do cotidiano, fortalecendo a visão da possibilidade da mudança e de que existem recursos para isto. É preciso escolher a pessoa mais adequada para esse tipo de conversa que, em geral, é aquela que tem uma relação de confiança, afeto e respeito com o usuário, e que deve ajudá-lo também a encontrar os caminhos, pessoais e profissionais para a sua recuperação. FAMÍLIAS! Se vocês têm problemas com DEPENDÊNCIA QUÍMICA procurem ajuda. PROCUREM O GRUPO DE APOIO “AMOR-EXIGENTE” ELE SABERÁ AJUDÁ-LOS.

PROJETO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS Já criticamos a falta de políticas voltadas para os problemas da cidade, mas agora, em relação às drogas, temos que elogiar o trabalho que está sendo desenvolvido no CRAS – Centro de Referência da Assistência Social, do Hortênsia, que está oferecendo o “Projeto de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas”, que consiste em um trabalho de prevenção do uso indevido de drogas, focando: A EDUCAÇÃO; A QUALIDADE DE VIDA E A VALORIZAÇÃO DA VIDA Para tanto estarão realizando palestras de prevenção nas Escolas, grupos de orientações e apoio aos usuários e familiares no CRAS, além do concurso de frases realizado nas escolas. As melhores frases serão colocadas em faixas de divulgação pelo município, sendo que o autor da frase ganhadora do concurso será premiado com uma bicicleta. Sucesso ao trabalho dos técnicos.


Agosto de 2010

Jornal do Povo

5

PREFEITO CALÉ AUMENTA IPTU DE 2010 DE ALGUMAS INDÚSTRIAS EM MAIS DE 3.000% No final do ano de 2009 travou–se na Câmara Municipal uma verdadeira batalha por parte do Prefeito Calé para que os vereadores aprovassem o aumento do IPTU de todos os setores da cidade numa escala que ia de 200% até mais de 600%. Foram vários projetos encaminhados à Câmara com proposta de aumento no intuito de conseguir uma arrecadação maior do referido impostos para suprir o déficit financeiro que a Prefeitura atravessa com inúmeros fornecedores. Visto que o resto a pagar da prefeitura na gestão do Prefeito Calé vem aumentando ano a ano. Como já dissemos depois de várias propostas de aumento a Câmara Municipal, ouvindo representantes de bairros presentes, aprovou, com modificações, duas leis que autorizaram a Prefeitura a aumentar os impostos para o ano de 2010. O primeiro projeto de Lei aprovado foi o de n° 56/09 que passou ser a Lei 1994/09, de 29 de dezembro de 2009. Com a aprovação desta referida Lei todas as indústrias do município passaram a pagar pelo metro quadrado de terreno, o valor de R$ 28,50 e R$ 358,00 por metro de construção, que significa um aumento de mais de 2.300% para as indústrias que estavam localizadas no setor 08 do município, de acordo com a planta genérica de valores. O texto se mostra totalmente inconstitucional, pois a mesma estabelece os valores do imposto com base na ocupação e não no zoneamento (localização), assim, esteja onde estiver localizado o imóvel, o cálculo vai ser nas mesmas bases, conforme está descrito no artigo 1° que transcrevemos abaixo: Artigo 1° - As áreas que abriguem empresas, consideradas industriais terão o valor venal calculado de acordo com a seguinte

fórmula: (AC efetiva x R$ 358,00) + (At x R$ 28,50) = valor Venal em R$ Onde: Ac efetiva – Área construída efetiva, provada por qualquer meio admitido em direito, incluído vistoria, fotos aéreas, laudos, etc. At – área total do terreno onde está circunscrito o empreendimento. Constantes: R$ 358,00/m2 para área construída efetiva R$ 28,50/m2 para área livre sem construção

Nota-se a inconstitucionalidade da Lei ao imaginarmos dois terrenos localizados em um mesmo setor do município, por exemplo o 8, se for indústria o valor do metro quadrado é R$ 28,50, não sendo indústria o valor é de R$ 0,92. Outro exemplo: dois imóveis localizados no setor 1, se for indústria o valor é R$ 28,50, não sendo o valor é de 79,79. Nos dois exemplos citados podemos verificar a falta de critérios da cobrança e ao mesmo tempo a falta de um estudo mais abrangente para mudanças da planta genérica de valores. Sempre foi norma adotada pelas administrações anteriores, nomear uma comissão para estudo e elaboração da planta de valores do município. Neste caso específico não houve por parte do prefeito o estabelecimento de qualquer comissão para fazer o referido estudo da planta genérica de valores, passando ele, prefeito, o único responsável por ditar a majoração de preços, sem nenhum estudo preliminar realizado depois de discutido por profissionais, técnicos e cidadãos.

Outro aumento absurdo ocorreu nos preços das edificações industriais, que passaram de R$ 172,34 para R$ 358,00 por metro quadrado, ocasionando um aumento acima de 100%, também sem nenhum estudo apresentado, que justificasse a elevação do preço da construção. Outro projeto aprovado pela Câmara que passou a ser a Lei 1995/09, editada em 29 de dezembro de 2009, aprovou mudança de setores de diversos loteamentos do município conforme proposta apresentada pelo prefeito, com isso houve um aumento maior no IPTU dos imóveis localizados nestes setores. Alguns bairros por intervenção dos vereadores e de moradores, não houve aumento, ou o aumento foi bem menor. Os bairros que sofreram mudança de setores foram: Vale do Sol, Vista Alegre, Colina do Sol e Vista Verde do setor 5 (R$ 9,06) para o setor 1 (R$ 83,22) Marf II para o setor 1-A (R$ 62,02) Jardim Real do setor 2 (R$ 41,50) para o setor 1-A (R$ 62,02) Residencial Country Felix do setor 4 (R$ 18,81) para o setor 2 (R$ 41,50) Santa Fé do setor 4 (R$ 18,81) para o setor 3 (R$ 31,32) Chácaras Neli do setor 4 (R$ 18,81) para o setor 2 (R$ 41,50). Conforme demonstrado acima vários imóveis que sofreram mudança de setores e em consequência aumento do valor venal, estão localizados em bairros que há muito tempo não receberam qualquer melhoramento por parte da administração atual, como por exemplo: Chácaras Neli, Santa Fé, Country Felix, Colina do Sol e até mesmo o Jardim Real que se encontra totalmen-

te abandonado, com suas ruas esburacadas, e asfalto tão danificado que os veículos mal conseguem trafegar pelas suas ruas. Para melhor entendimento do contribuinte demonstramos o quadro dos valores por metro quadrado de cada setor dentro da planta genérica de valores, com isso cada contribuinte fica sabendo quanto foi o aumento dado ao seu imóvel para o exercício de 2010 em comparação ao valor pago no ano anterior. É bom lembrar que o atual prefeito recebeu apoio dos empresários por dizer ser o defensor das indústrias no município, prometendo um monte de incentivos e até mesmo isenção dos impostos municipais, vem agora com a aprovação desta lei, onerar ainda mais as indústrias do município, com um aumento desta grandeza, note-se que as indústrias mais afastadas sofreram mais com o aumento, as indústrias dos setores mais próximos, dado à forma como foi estabelecida a regra, tiveram diminuição do Imposto. O prefeito esquece que estas indústrias, hoje penalizadas com este aumento, contribuem em muito com a arrecadação municipal, pois elas geram impostos estaduais (ICMS) e federais (IPI e IR) que retornam ao município como a maior renda dentro do orçamento municipal, além do que, geram empregos e são a base de sustentação do comércio local. E do progresso do município. Diante desta situação os empresários que se acharem lesados pela administração municipal, poderão reclamar ou até mesmo pedir na justiça a suspensão desta cobrança baseado na inconstitucionalidade desta Lei.

Crescem as doações da Nota Fiscal Paulista às entidades sociais O deputado Edmir Chedid (DEM) afirmou que o número de pessoas que participa do Programa Nota Fiscal Paulista está aumentando em todo o Estado. Na prática, isso resulta na redução da sonegação de impostos e nos benefícios aos consumidores, que recebem parte do ICMS. Além disso, também está cres­cendo o número de pessoas que doa as notas sem CPF/CNPJ às entidades. Como autor do Projeto de Lei que implicou na criação da Nota Fiscal Pau­lista, Edmir Chedid afirmou que o resultado demonstra a importância do progra­ma para os órgãos públicos, os assistenciais e aos consumidores. Segundo ele, trata-se de um amplo benefício que tem servido de fundamento para projetos semelhantes em nível nacional. No ano passado, foram doados 8,2 milhões de cupons. Apesar da evolu­ção, ainda há potencial para aumentar o número de cupons doados. Segundo o parlamentar, com base em informações da Secretaria de Estado da Fazenda, 72% das notas no Estado de São Paulo ainda são emitidas sem CPF ou CNPJ do comprador. “Hoje, este ato pode ser entendido como desperdício”, disse. Edmir Chedid explicou que as entidades sem fins lucrativos podem receber doações relativas a documentos fiscais de consumidores que não informam o CPF, além de aproveitar os créditos do programa Nota Fiscal Paulista. “Para is­so, elas devem estar cadastradas no Sistema Pró-Social e, depois, se inscreve­rem no sistema da Nota Fiscal Paulista”, explicou.


6

Agosto de 2010

Jornal do Povo

NOTÍCIAS DO CAMPO

A IMPORTÂNCIA DO CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL - CMDR Com a redemocratização da sociedade brasileira, a partir de fins da década de 70, assiste-se a um intenso e complexo processo de revitalização da sociedade civil, de valorização da cidadania e de fortalecimento das instâncias públicas municipais. Tal processo foi incentivado, sobretudo, pela pressão dos movimentos sociais junto ao Estado e desdobrou-se na implementação de políticas públicas descentralizadoras e na criação de instituições, tais como os inúmeros conselhos municipais instituídos por meio de legislação nacional e que abarcam diferentes formas e atores sociais. No meio rural, citam-se os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural - CMDRs – que, impulsionados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – PRONAF, mais especificamente da linha Infra-estrutura, permitiu e potencializou o acesso dos agricultores familiares a discussões e decisões relativas ao desenvolvimento rural do município. Mas só podem pleitear esses financiamentos os municípios que disponham de um Plano Municipal de Desenvolvimento Rural (PMDR), aprovado pelo CMDR. O PMDR contém uma descrição detalhada de todos os programas e linhas de ação a serem desenvolvidas, com quadros de usos e fontes de recursos, reembolsáveis e não reembolsáveis para cada exercício; neste devem estar contemplados todas as metas a serem executadas e não só aquelas a serem financiadas pelo PRONAF. Deste plano mais geral, derivaram-se os Planos de Trabalho (PTs), que são feitos em formulários próprios do Ministério do Desenvolvimento Agrário e de dados retirados dos PMDRs. O Plano de Trabalho é feito ano a ano. A grande novidade desta linha está na montagem institucional que procura garantir a efetiva participação local na escolha e no controle da execução dos projetos (MA/ SDR/PRONAF, 1998). As obras e serviços devem constar no Plano de Desenvolvimento, dirigidos à agricultura familiar, e

REGULARIZAÇÃO DE CADASTRO DE ANIMAIS taria da Agricultura do município, sendo o pagamento aceito nas Casas lotéricas e rede Bancária. Após esse procedimento, o produtor deve se dirigir ao EDA mais próximo para efetuar a emissão do GTA, e enfim, dar baixa no número dos animais transportados em seu nome, evitando futuras cobranças ou multas de animais que já foram vendidos.

aprovado pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural-CMDR. Nesse desenho institucional a esfera municipal tem um grande destaque. É nela que as demandas dos agricultores familiares tomam forma e onde há a mediação do Programa com os beneficiários, através dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural. A estrutura do programa está integrada por instâncias que atuam nos âmbitos municipal, estadual e nacional. Assim, o CMDR aprova o PMDR, relatando à Secretaria Executiva Estadual. Esta, por sua vez, analisa o plano e relata ao Conselho Estadual, que se encarrega de encaminhálo à Secretaria Executiva Nacional, que é responsável pela aprovação final dos mesmos. O CMDR é o espaço principal para a discussão de propostas que atendam às demandas dos agricultores familiares e para a elaboração de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento de uma comunidade ou município. Representantes dos agricultores familiares têm papel fundamental na elaboração e gestão das políticas públicas. Obviamente não se pode esquecer que por si só a institucionalização de conselhos municipais representa um avanço, uma vez que abrem espaços para participação da sociedade, por meio de representantes, em discussões políticas que até então eram ausentes da vida dessas pessoas. Elaboração Méd. Veterinária Nádia Carvalho Alves Produtores rurais participem das Reuniões, ultimas segundas-feiras a cada 2 meses . Mais informações Casa da Agricultora de Bom Jesus dos Perdões 11-4012-7657 email: agricultura@bjperdoes.sp.gov.br Técº Agropº Rogério Aurieme (Vice-presidente do CMDR-B.J.Perdões)

Saiba como evitar multas e apreensões do seu rebanho Para que o produtor possua a documentação em ordem perante o órgão fiscalizador, o Escritório de Defesa Agropecuária Estadual – EDA, são indispensáveis as vacinações obrigatórias, e o registro de venda, roubo/furto ou morte do animal (equídeos, ovinos, caprinos, suínos, aves e bovinos). No caso da criação de bovinos, que representa a atividade da grande maioria dos produtores da região, é válido lembrar a obrigatoriedade da Declaração de Vacinação de Aftosa, nos meses de maio (animais até 2 anos de idade) e novembro (vacinação de todo o rebanho) e o Atestado de Vacinação contra Brucelose das novilhas (fêmeas) de 3 a 8 meses - mesmo que não hajam animais para serem vacinados em maio, é mantida obrigatória a declaração. A Guia de Transito Animal - GTA é um documento obrigatório, expedido pelo EDA, que deve ser emitido sempre que houver a necessidade de transportar animais dentro do território nacional, sejam eles destinados a cria, engorda, reprodução, abate ou participação em algum evento. A guia também se faz necessária no caso de venda de animais. A GTA tem como objetivo prevenir o contágio de doenças no seu rebanho, trazendo mais segurança ao produtor. Para a emissão da guia junto ao EDA, primeiramente, o produtor deve pagar um boleto no valor de R$ 9,85 por registro (independente do número de animais), que é gerado através do site https://secure.softcomex. com.br/cda/defesa.jsp. Caso o produtor prefira, o boleto pode ser emitido na Secre-

A não emissão da GTA gera multa de acordo com a quantidade de animais e da gravidade das irregularidades. “Problema que vêem afetando vários produtores da região” – afirma Odair Peres, Presidente da Associação dos Produtores Rurais de Bom Jesus dos Perdões e Região. E se algum veículo for pego transportando animais sem este documento, o resultado é apreensão da carga, seguida de multa. No caso de roubo/furto, o produtor deve realizar o Boletim de Ocorrência (B.O.). Já no caso de morte do animal, é necessário o laudo de óbito, assinado por um médico veterinário. Em ambas as situações, o B.O e o laudo de óbito devem ser apresentados ao EDA no momento da entrega da declaração, que acontece nos meses de maio e novembro. Desta forma o produtor efetuará a baixa destes animais em seu cadastro, mantendo-o sempre atualizado e livre de multas por fiscalização. Entre em contato com a Associação dos Produtores Rurais de Bom Jesus dos Perdões e Região ou com a Casa da Agricultura - Secretaria de Agropecuária e Abastecimento para obter mais informações. Associação dos Produtores Rurais de Bom Jesus dos Perdões e Região Odair Peres - (11) 9779-5961 E-mail: associa.ruralbjp@hotmail.com Secretaria de Agropecuária e Abastecimento Tel. (11) 4012-7657 E-mail.: agricultura@bjperdoes.sp.gov.br Escritório de Defesa Agropecuária Estadual – EDA Atibaia Tel. (11) 4414-7500

AGENDA DO PRODUTOR Vale a pena aproveitar os cursos gratuitos promovidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, em Bom Jesus dos Perdões: Eletricista - Instalações em baixa tensão Data: 04 a 08 de Setembro Das 8h às 17h Local: Associação Comercial Processamento Artesanal de Leite Data: 04 a 07 de Setembro Das 8h às 17h Local: NICIT Para mais informações e inscrições: Contato – Secretaria de Agropecuária e Abastecimento – Tel. (11) 4012-7657.

Em Nazaré Paulista Palestra sobre cultivo e beneficiamento local de eucalipto Data: 22 de setembro 19h30 Local: Câmara Municipal

6º Festival da Primavera da Uniluz


Agosto de 2010

Jornal do Povo

7

A MELHOR IDADE!!! Qual é a melhor idade de se viver? A juventude? A maturidade? A chamada “terceira idade”? Ou a Velhice? Os arroubos – quase sempre temerários – da juventude, ainda que decolados dos freios impostos pelas regras sociais, mas muito suscetíveis aos apelos, nem sempre éticos, da mídia, da moda ou da imposição da aparente superioridade da maioria?

Palavra de origem grega, démokratía – demo ‘povo’ + kratía ‘força, poder’ = democracia – poder do povo. Na democracia é que utilizamos nosso poder enquanto povo, na intenção de melhorar nossa cidade, estado e país. É essa democracia que estamos perto de celebrar, porque concebemos a democracia nas eleições, quando elegemos nossos representantes, pessoas do povo, que devem trabalhar pelo povo e para o povo. Infelizmente não é isso que temos visto. Temos elegido pessoas do povo que acabam trabalhando para si mesmos, maquinando suas ações para o bem-estar próprio e daqueles que os cercam diretamente. E sabem por que isso acontece? Porque não levamos as eleições a sério. Já estamos tão cansados, que acabamos generalizando, e achando que todos os políticos são corruptos, falsos, mentirosos, mas isso não é verdade. Eleição é coisa séria, pois nesse dia vamos escolher nossos representantes, isto é, aqueles que irão tomar decisões por nós, que vão decidir em nosso nome, que rumo a nossa cidade, estado, país vai tomar. E é por isso que precisamos parar um pouquinho e analisarmos, friamente, os candidatos. Será que alguém que se candidata sem saber o porquê faz isso, nem sabe

qual a função do cargo a que se candidata, merece nosso voto? E aquele que se candidata para, caso eleito, outro governe em seu lugar? Mas claro que o contrário também é real. Existem sim políticos honestos, os chamados idealistas, que querem ser eleitos para trabalharem por uma sociedade mais justa e igualitária, que sonham com o bem-estar de todos, com o progresso e realização das pessoas, que realmente se preocupam, e sabem, que a política é um meio de concretizar isso. Por isso, nestas eleições, e em todas as que virão, devemos ficar atentos. Temos a obrigação de analisar os candidatos, ver sua história, seus ideais, sua vida como um todo. Analisar os planos de governo e a maneira como pretendem realizar esses planos. Devemos zelar pelo que é nosso, afinal a eleição é o momento que o povo “contrata” seus “gerentes”. Agora é o momento de analisarmos os currículos! Quem vamos colocar no poder para administrar nosso estado e país? Devemos lembrar também que as decisões deles afetam nossa vida diretamente. Por isso, analisemos com cautela cada candidato, para que no dia 03 de outubro, tomemos a melhor decisão e “contratemos” as pessoas certas para estar representando-nos da melhor maneira possível.

A prudência, ou o cuidado, que começa a se impor no momento em que os resultados da ousadia tendem a produzir consequências, às vezes, mais amargas do que saborosas? Ou então, a visão de que, apesar de seus esforços, a vida caminha bem diferente do que você projetou e resta-lhe render-se à sabedoria do “deixar ser”, mesmo que tenha que continuar caminhando, mas agora, permitindo que os outros sejam aquilo que demonstram ser, sem querer mais modificá-los ou pior, moldá-los à sua

vontade ou à sua crença? A velhice? Sei lá... Ainda estou a caminho, mas me permito imaginar que seja a temporada de desfazer-se: das mágoas, das frustrações, das impotências e, principalmente, das cobranças, já que você, e somente você, tem a certeza de que fez o máximo que podia, que deu tudo de si, e que caminhou a trilha que julgou ser a melhor, ainda que ninguém, nem mesmo a divindade lhe tenha dado certeza de que era o melhor caminho. Acredito que, até que me provem o contrário, que a melhor idade é viver o momento presente, sem se culpar pelo passado, e muito menos, aceitar que os outros o tripudiem sobre você, e ... Jamais se preocupar com o futuro, só porque este não existe. Você é apenas senhor deste instante, onde lhe cabe decidir sobre os seus momentos de felicidade, e por isso mesmo, também lhe cabe a obrigação de assumir as consequências de suas escolhas.

Deputado vai pedir explicações a Mantega após quebra de sigilo de funcionário O deputado Roberto Santiago (PVSP) irá pedir explicações ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a quebra de sigilo fiscal de seu chefe de gabinete na Câmara. Gilmar Argenta, sindicalista de São Paulo filiado ao PC do B, teve sua declaração de renda acessada irregularmente junto com o do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e de outras três pessoas ligadas ao candidato tucano à Presidência, José Serra, e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “A Receita precisa dizer o por quê

e quem violou o sigilo. Exijo punição”, disse o deputado. “Falei com Gilmar, está estarrecido com o caso”, completou. O chefe de gabinete de Santiago integra a direção do sindicato dos trabalhadores de limpeza urbana de São Paulo, ligado à UGT (União Geral dos Trabalhadores). A entidade promoveu um evento pró-Serra durante a campanha. “Quero acreditar que isso não é uma ação política. Se for, é um tiro na democracia”, afirmou o parlamentar do PV.


página oito

Agosto de 2010

Jornal do Povo

mande críticas e sugestões - danielcaribeh@yahoo.com.br publicidade com conteúdo - anuncie aqui - www.jpbjp.com.br

ADOLESCENTES GRÁVIDAS Meninas...Crianças...Bebês... A gravidez precoce está se tornando cada vez mais comum na sociedade contemporânea, pois os adolescentes estão iniciando a vida sexual mais cedo.

GONZAGUINHA O que é, o que é? Eu fico Com a pureza Da resposta das crianças É a vida, é bonita E é bonita... Viver! E não ter a vergonha De ser feliz Cantar e cantar e cantar A beleza de ser Um eterno aprendiz... Ah meu Deus! Eu sei, eu sei Que a vida devia ser Bem melhor e será Mas isso não impede Que eu repita É bonita, é bonita E é bonita... E a vida! E a vida o que é? Diga lá, meu irmão Ela é a batida De um coração Ela é uma doce ilusão Hê! Hô!... E a vida Ela é maravilha Ou é sofrimento? Ela é alegria Ou lamento?

O que é? O que é? Meu irmão... Há quem fale Que a vida da gente É um nada no mundo É uma gota, é um tempo Que nem dá um segundo... Há quem fale Que é um divino Mistério profundo É o sopro do criador Numa atitude repleta de amor... Você diz que é luxo e prazer Ele diz que a vida é viver Ela diz que melhor é morrer Pois amada não é E o verbo é sofrer... Eu só sei que confio na moça E na moça eu ponho a força da fé Somos nós que fazemos a vida Como der, ou puder, ou quiser... Sempre desejada Por mais que esteja errada Ninguém quer a morte Só saúde e sorte... E a pergunta roda E a cabeça agita Eu fico com a pureza Da resposta das crianças É a vida, é bonita E é bonita...

p

gravidez na adolescência envolve muito mais do que problemas físicos, pois há também problemas emocionais, sociais, entre outros. Uma jovem de 14 anos, por exemplo, não está preparada para cuidar de um bebê, muito menos de uma família. Com isso, entramos em outra polêmica, o de mães solteiras, por serem muito jovens os rapazes e as moças não assumem um compromisso sério e na maioria dos casos quando surge a gravidez um dos dois abandona a relação sem se importar com as consequências. Por isso o número de mães jovens e solteiras vem crescendo consideravelmente. É muito importante que haja diálogo entre os pais, os professores e os próprios adolescentes, como forma de esclarecimento e informação. Mas o que acontece é que muitos pais acham constrangedor ter um diálogo aberto com seus filhos, essa falta de diálogo gera jovens mal instruídos que iniciam a vida sexual sem o mínimo de conhecimento. Alguns especialistas afirmam que quando o jovem tem um bom diálogo com os pais, quando a escola promove explicações sobre como se prevenir, o tempo certo em que o corpo está pronto para ter relações e gerar um filho, há uma baixa probabilidade de gravidez precoce e um pequeno índice de doenças sexualmente transmissíveis. O prazer momentâneo que os jovens sentem durante a relação sexual transforma-se em uma situação desconfortável quando descobrem a gravidez. É importante que quando diagnosticada a gravidez a adolescente comece o pré-natal, receba o apoio da família, em especial dos pais, tenha auxílio de um profissional da área de psicologia para trabalhar o emocional dessa adolescente. Dessa forma, ela terá uma gravidez tranquila, terá perspectivas mais positivas em relação a ser mãe, pois muitas entram em depressão por achar que a gravidez significa o fim de sua vida e de sua liberdade.

BOLO DE FUBÁ com GOIABADA INGREDIENTES:

MODO DE PREPARO:

- 4 ovos

- 1 copo (tipo requeijão) de fubá

Numa tigela misture a farinha de trigo, o fubá, o fermento e o sal. Reserve. No liquidificador, bata o óleo, o açúcar, os ovos e o leite. Depois de batido, misture na tigela com as farinhas até obter uma massa homogênea. Passe os cubinhos de goiabada na farinha de trigo. Numa forma untada e enfarinhada despeje metade da massa, acrescente a goiabada e o restante da massa. Por cima coloque mais goiabada em cubos.

- 1 colher de sopa de fermento em pó

Leve ao forno a 180º C por 40 minutos.

- uma pitada de sal

Receita da Vovó Terezinha. O difícil é ficar igual ao dela...

- 2 copos (tipo requeijão) de açúcar refinado - 1/3 copo (tipo requeijão) de leite - 1 copo (tipo requeijão) de óleo de soja - 2 copos (tipo requeijão) de farinha de trigo

- Goiabada cascão cortada em cubos

E


e s 4 , a s a s r o

s e

r a e o a m á o

a l

a m e a s m e

página nove Agosto de 2010

COLETA SELETIVA

Jornal do Povo

ACERVO DO TUZZI

uma balada

Seja seletivo! Você colabora com a natureza e o coletivo. Vamos fazer coleta seletiva! A coleta seletiva é muito simples: vamos separar nosso lixo seco e reciclável (papel, embalagens longa vida, latinhas e metais, plástico e vidro) do lixo úmido (restos de alimentação e papel de banheiros). Todo esse lixo pode ser vendido para cooperativas de catadores e o dinheiro arrecadado serviria para ajudar entidades carentes. O processo de reciclagem é composto de várias fases, porém sua realização depende de uma ação fundamental e individual: a separação prévia dos materiais em casa, faça você mesmo! Misturar os materiais recicláveis com o lixo prejudica o reaproveitamento. Se o material reciclável for armazenado de forma separada, possibilita-se um maior aproveitamento. Esse é só o começo do que chamamos de coleta seletiva. Trata-se da separação e recolhimento, desde a origem, dos materiais potencialmente recicláveis. A reciclagem é uma saída para amenizar a quantidade de lixo produzida por cada pessoa. Ela consiste na separação (seleção) e recuperação dos diferentes tipos de materiais orgânicos e inorgânicos (vidros, papel, plástico, metal, etc.). A seleção e a recuperação do lixo urbano no mundo, principalmente em países desenvolvidos já é prática rotineira e generalizada. Por aqui só se reultizam as latas, por que será? Há algum programa ou iniciativa de coleta seletiva em nossa cidade? Que dia passa o caminhão do LIXO mesmo? Você sabe???

O que foi construído para ser um sítio bastante aconchegante para a família, nos finais de semana, foi transformado num espaço agradável de lazer noturno, uma nova opção para quem procura um bom papo, boa música e aconchego familiar. Assim é o Acervo do Tuzzi, Na Rodovia Bragança/Itatiba km 6. A cozinha instalada logo na entrada da casa acrescenta à atmosfera o cheiro da boa comida, misturado ao perfume da natureza prodigiosa ao redor. Uma das coisas que chama atenção no Acervo Tuzzi é a construção: casa alta com tijolos aparentes tanto na parte externa quanto na interna e o acabamento em madeira, que realça uma imensa quantidade de objetos decorativos, de utilidade e à venda que, reunidos nos diversos ambientes, levam o freguês a ter a sensação de tranqüilidade e consequentemente de segurança. É, novamente, o moderno e sofisticado se fundindo ao simples e ao antigo. Abre ao público às quintas, sextas e sábados, a partir das 19h00. Confira a programação no site: www.acervodotuzzi.com.br

Monte Verde - A Suíça Mineira

um lugar

Monte Verde apresenta características tipicamente européias; reúne os mesmos atrativos da agitada Campos do Jordão, mas oferece a tranquilidade de uma pequena cidade do interior. Enfim, é uma ótima alternativa para quem procura o clima frio das montanhas e a paz do convívio íntimo com a natureza. Com sua economia voltada basicamente para o turismo, Monte Verde recebe visitantes o ano todo, em especial amantes do turismo ecológico. Contudo, a vila ficou mais conhecida por proporcionar uma atmosfera charmosa e propícia ao romance, o que a transformou em um dos destinos mais procurados por namorados e casais em lua de mel. O cenário lembra uma paisagem dos Alpes Suíços: espalhadas pelo vale e pelas encostas das altas montanhas da Mantiqueira, sempre em meio a muito verde, erguem-se as casas construídas em autêntico estilo alpino. No inverno, a névoa que encobre toda a região e a fumaça que sobe das chaminés tornam ainda mais vívida a impressão de que estamos em um pedaço dos Alpes. Essa semelhança com as terras altas da Europa atraiu e continua atraindo alemães, suíços, italianos e muitos outros que, saudosos de sua terra natal, elegeram Monte Verde como seu lar. A influência europeia é visível em todos os lugares: desde o estilo das construções até os produtos encontrados no comércio local, nos restaurantes e suas deliciosas comidas típicas. Situada em altitudes que variam entre 1500 e 1600 metros, Monte Verde apresenta um clima frio e seco, característico de regiões montanhosas. No verão as médias são de 26°C durante o dia e 14°C à noite; já no inverno, as temperaturas frequentemente caem abaixo de zero, atingindo com facilidade a marca de -10°C. Não chega a nevar (embora isso já tenha acontecido algumas vezes), mas nas manhãs de inverno é comum o sol se levantar em meio a uma paisagem totalmente recoberta de gelo, produzindo um visual fantástico. A topografia acidentada da região é dominada pelas imponentes montanhas da Mantiqueira, cujos picos se elevam a mais de 2000 metros de altura. Um passeio obrigatório para quem visita Monte Verde é percorrer os caminhos que levam aos mais altos pontos da serra; lá de cima se descortina uma paisagem magnífica. É impossível não se impressionar com a imponência do cenário e com o espetáculo visual proporcionado pela natureza!

ESTAMIRA o melhor documentário nacional que já assisti Dilacerada por uma sociedade doente,e classificada como "louca",a sábia Estamira mostra que está mais lúcida do que nunca. Estamira deve ser ouvida,vista,pensada e relembrada, como um "Astro" positivo que ilumina-se em meio a um"Lixão".

Estamira é uma senhora de 63 anos que divide sua vida entre um barraco na velha Rio-Santos e o Aterro de Gramacho, onde se aventura tentando separar o que encontra de aproveitável e os materiais irremediavelmente podres e inúteis que lá ficarão acumulados. É atormentada por distúrbios mentais que a fazem ouvir vozes, ver coisas e ter acessos quase descontrolados de fúria. Tem três filhos, dois deles criados em parte com o dinheiro conseguido no lixão. Marcos Prado, diretor do documentário que toma emprestado o nome dessa mulher, a conheceu fazendo fotos em Gramacho. Em troca de posar para alguns instantâneos momentos, Estamira pediu que o então fotógrafo sentasse a seu lado e com ela conversasse por alguns minutos. Foi o suficiente para que Prado ficasse fascinado com o que, mais tarde, chamou de “cosmologia de Estamira”: a visão de mundo, misturada com delírios e juízos da personagem, que se indigna contra o “trocadilho”, e os “esperto ao contrário” e que vê as estrelas e a Lua presentes aqui na Terra, sendo o céu apenas um reflexo, espelho do que está embaixo. Não é um filme fácil. Os vinte primeiros minutos são dedicados exclusivamente aos delírios da personagem, tendo o lixão como cenário. Em belas cenas filmadas ora no preto e branco de uma Super 8, ora com o colorido vivo de uma câmera que parece publicitária, ouvimos a voz da personagem filosofar sobre o que se usa, o que se tem, o que se guarda e o que se joga fora, e vemos as primeiras imagens de seus companheiros de trabalho, outros idosos vivendo do lixo e com quem Estamira parece ter melhores relações do que com sua própria família. É nesse início que encontramos, possivelmente, a chave para o filme. Diz Estamira sobre o que se encontra em Gramacho: “às vezes é só resto, às vezes vem, também, descuido”. Descobriremos depois que isso não vale apenas para os objetos que lá estão, mas também para as pessoas: no lixão circulam restos de vidas e pessoas que não foram cuidadas. Marcos Prado nos leva então, vagarosamente, a entrar na história de vida e da loucura de Estamira. Foi levada a um prostíbulo pelas mãos do avô, aos 12 anos. Saída de lá aos 17 para casar-se, passou a ser traída pelo marido, após um breve período de estabilidade. Por meio de um novo casamento, foi parar no Rio de Janeiro. O novo marido, com quem teve o segundo filho, além de a trair, a fez internar em um hospício a própria mãe, também doente mental. Depois de intensas brigas com o marido, saiu de casa e sua primeira providência foi tirar a mãe do Hospital Pedro II, sanatório psiquiátrico reconhecido, até os anos 80, pelos maus tratos a seus pacientes. Foi, ainda, estuprada pelo menos duas vezes. Depois disso tudo, passou a ter seus delírios. A mente parece ter encontrado uma trajetória de escape pelas alucinações. Sua grande revolta é contra Deus e a religião. As cenas em que grita intensamente contra o filho, o neto, ou qualquer pessoa que fale em religião causam mal estar. Estamira indigna-se contra quem não cuidou do mundo, que permite que tudo esteja ao contrário, o “esperto ao contrário”. Diz ser comunista. Não que queira que todos tenham o mesmo trabalho e comam e vistam a mesma coisa, mas que exista IGUALDADE!


10

Agosto de 2010

Jornal do Povo

QUEM SE PREOCUPA COM O HORTÊNSIA? a autorização para o itinerário proposto. Esse processo vem desde 2002. Para que o ônibus faça o itinerário já aprovado no DER, seria necessário que a Prefeitura procedesse o calçamento ou asfaltamento das ruas propostas. O prefeito Paulo Afonso já havia começado a infraestrutura do Bairro, necessária para vir com o calçamento. O prefeito Calé, conhecedor da reivindicação, apresentou projeto e conseguiu recursos para o

calçamento do Bairro, mas começou pela rua Paraguai, que por sinal, não foi contemplada, ainda, com a infraestrutura aconselhável. Só falta para que os ônibus passem pelo Bairro, que a Prefeitura calce a Rua Peru e arrume o asfalto das outras ruas principalmente da Rua Brasil, a que sobe do Souza Bueno para o Bairro, da qual todos reclamam, os donos de carros por não conseguirem manter o alinhamento e diminuem a vida útil dos amortecedores, e os transeuntes que não

têm calçadas, para transitarem. Enquanto isso o prefeito tenta jogar a responsabilidade nas gestões anteriores, inclusive com distorções e insinuações maldosas. O fato de o ex-prefeito, sua família e outros terem lotes no Bairro, é motivo de quererem valorizar seus investimentos, e incentivarem qualquer melhora, e não o contrário. O bairro não precisa de justificativas e desculpas, precisa de obras, e de ações muito mais do que de promessas.

Srs. Moradores do Parque Hortênsia, preencham os dados abaixo e entregue na sede da A.M.P.H, assim poderemos conhecer melhor cada associado do bairro e as necessidades de cada um para juntos analisar, discutir e encontrar as melhores soluções.

Os cidadãos é quem fazem a história. Acompanhando a luta do Osvaldo Rosa, que mora no Bairro e sente na pele os problemas, procuramos saber mais sobre a mudança no itinerário do ônibus da Viação Atibaia. O Osvaldo mandou carta para o Jornal e nós publicamos, o incentivamos a solicitar a intervenção da justiça, e ele já conseguiu bons avanços, como se pode ler

em carta publicada na página 2. Mas é importante também citar a participação do senhor Terra, cabeleireiro do Salão Imperador, que fica na Avenida São João, 295. Por ter bom relacionamento de amizade com a Empresa ele iniciou o processo de mudar tal itinerário. Foi através da intervenção do “seu” Terra que a Empresa tomou as providências para que a Artesp e o DER, emitissem


Agosto de 2010

Jornal do Povo

PROJETO DO LIXO Os dois contratos firmados entre a Prefeitura e o “empresário” Izaias Fernandes foi para a elaboração e acompanhamento de um projeto para o lixo.

Para o lado de Piracaia mostramos o bairro de Guaxinduva no local conhecido como Mukai.

Pelo lado de Mairiporã mostramos o Bairro da Cachoeirinha na altura do Pesqueiro Chapéu de Palha.

Aqui é do lado de Nazaré Paulista, perto do trevo da Serra Negra. Pelo lado de Atibaia mostramos o Bairro da Laranja Azeda, a cada dia mais azeda, com presídio, com aterro sanitário regional e outras mazelas mais. Mais uma vez no lado de Piracaia no Bairro Guaxinduva, agora mais perto, na bifurcação para o Marf 2 e Vale do Sol.

Justiça instaura inquérito para apurar crime ambiental em propriedade de Eduardo Massei Foto tirada dia 21 de agosto, exatamente um mês depois da data de emissão do ofício de abertura do inquérito.

Desde o começo do ano que o local em questão, vem sendo aterrado, considerando que é uma área de várzea, inclusive com nascentes, esse tipo de atividade necessita de licenciamento emitido por órgão competente. Apesar de, de acordo com o Código Florestal, ser uma área protegida, APP Área de Preservação Permanente, dependendo do projeto apresentado, que conste medidas compensatórias, os órgão podem permitir o manejo. Assim que começaram os trabalhos, os órgãos competentes foram questionados sobre se havia licenciamento. Não houve resposta de nenhum deles, por isso foram feitas denúncias em todos os órgãos competentes, sempre em caso de crimes ambientais, as denúncias podem ser feitas na Polícia Ambiental, na Cetesb, que encampou as atividades e competências do DEPRN, na Prefeitura e no Ministério Público, infelizmente, as providências só foram tomadas depois de que toda a área tivesse sido aterrada. Porque é crime aterrar várzeas?

As várzeas, um tipo de áreas que merecem o título de de Preservação Permanente, é uma área natural de reservação de água na época das cheias. O que acontece com a água das cheias quando chegam e encontram o local que elas naturalmente se espalham entupido de terra? Elas simplesmente causam enchentes, alagam áreas que não alagariam se elas tivessem onde se espalhar. Mas esse nível de pensamento está muito longe dos interesses comerciais que comandam as ações. Aterrar nascentes podres, de brejos sem serventia, é crime. Menos para autoridades... Que são perseguidas, e denunciadas somente por picuinhas políticas. Os crimes que comentem são secundários. Apesar da ordem expressa de que a não cessação da degradação, cominterrupção imediata das obras na área de preservação permanente, acarretará a adoção das medidas criminais pertinentes, a foto mostra que os caminhões continuam despejando terra no local, em horários estratérgicos. Com a anuência dos órgãos competentes.

11


12

Agosto de 2010

Jornal do Povo

OOOOOEEEEE!!!!!!! Então! vamos contar agora a segunda parte da entrevista que o seu Tirso e dona Gildete nos concederam no mês passado e que aliás despertou interesse até de moradores de outras cidades, eiiitaaa!!! Você sabia que o “seu” Tirso teve participação na emancipação de Perdões? E que também teve participação na vinda da Cofina e dos Correios para nossa cidade? Você sabe como foi o início da empresa Balla Som? Esses e outros detalhes curiosos desse homem que literalmente é um espelho de nossa cidade, leremos a seguir. Ao “seu” Tirso, tenho somente duas palavras que falam por todos nós que amamos Perdões: “Seu” Tirso, OBRIGADO E PARABÉNS! A família com certeza carrega dentro de cada um o orgulho de ser filho, neto, irmão enfim... Ter a honra de poder fazer parte do seu cotidiano. Abração a todos.

Tirso e Gildete CURIOSIDADES SOBRE O CASAL

CORREIOS E PAPELARIA O Correio era em um salãozinho debaixo do seu sobrado e como foi desativado, e seu Tirso foi transferido para a Agência de Atibaia, o seu Mário Alfonsi sugeriu que montasse uma lojinha tipo armarinho. No começo foi difícil e era a dona Gildete que tocava, o movimento era fraco e por várias vezes ela acumulava o dinheiro de um dia e do outro para mostrar ao Tirso que o negócio tava andando, pois ela sabia que ele não tocaria mais se soubesse que o movimento não estava bom. Mas a loja foi crescendo e em pouco tempo já vendia confecções, papelaria, brinquedos, ferramentas, colchão e até pneu de carro teve na loja. Por volta do ano de 82 ficou só como Papelaria. A PARTICIPAÇÃO NA EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO O Manuel Alonso (Manecão), estava abrindo uma Fecularia (fábrica de farinha), e necessitava de energia elétrica para que a fábrica funcionasse. Na cidade só havia dois transformadores de energia e não eram suficientes para gerar a energia que a fábrica precisava para funcionar. “Seu” Manoel já estava querendo parar, porém, “seu” Aristeu, pai do Tirso, que trabalhava na Empresa Elétrica de Piracaia, com sua influência resolveu o problema do Manecão, tornando-se dois grandes amigos. Na época “seu” Aristeu era subprefeito da nossa Vila, e quando o Zacarias ganhou as eleições para prefeito de Nazaré, seu Aristeu indicou “seu” Manoel Alonso para subprefeito daqui. O prefeito Zacarias então nomeou Manoel Alonso a subprefeito e durante a sua gestão, com sua grande boa vontade, fez coisas por aqui que o Zacarias não conseguia em Nazaré, deixando assim um mal estar entre eles, razão pela qual o prefeito exonerou o Manecão, do cargo. Houve muita revolta por aqui, o povo então começou a fazer manifestações de apoio ao Manecão, iniciando assim uma pré campanha para que ele se candidatasse a prefeito de Nazareth, isso aumentou a esperança para que a emancipação fosse concretizada, já que era um desejo de todos. Vieram as eleições e com “seu” Aristeu como um dos cabos eleitorais do Manecão, venceram. Criou-se então uma Comissão

para emancipação, presidida pelo “seu” Aristeu, que montou o processo e teve total apoio do então prefeito Manecão. Depois de várias reuniões e discussões a comissão aguardava o dia da audiência em São Paulo para a votação do processo, que deu entrada pelo então deputado Franco Montoro, porém o mesmo não acompanhou o andamento do processo e não avisou do dia da audiência. Como não havia ninguém, nenhum representante da parte interessada, o processo estava sendo arquivado, mas um anjo iluminado, chamado Otávio Cintra, morador de Atibaia, e com raízes na Capela, estava na Assembleia, percebeu o movimento e perguntou ao Deputado Geraldo de Barros, o que poderia ser feito. O deputado explicou a situação, disse que se interessasse, ele podia pedir vistas. Otávio não pensou duas vezes, e o deputado pediu vistas. Então Otavio Cintra, devido ao prazo curto, chega à meia noite na casa do seu Aristeu, presidente da Comissão da Emancipação, para explicar a situação. E então é nessa hora que o nosso herói tem a sua parcela de participação na emancipação do município. Todos dormiam e à meia noite gritos chamam por seu Aristeu lá fora, o Tirso levanta e vai atender o Cintra, que se identifica e diz que tem que falar com seu pai urgente, então o Tirso pediu para que entrasse e foi acordar seu pai. Daí contou tudo que ocorreu com o processo e conversaram sobre as documentações que estavam faltando para o andamento da coisa. No dia seguinte, “seu” Aristeu com mais outros representantes da Comissão foram até a Prefeitura de Nazareth e receberam do prefeito Manecão, entre outros documentos, quatro folhas de papel timbrado da Prefeitura em branco, assinado pelo prefeito para que usasse da forma como quisesse, tal era a confiança que tinha na Comissão. Era uma correria, reuniões aqui e ali, mas tudo foi se encaixando e levaram tudo que precisava para o deputado Geraldo de Barros. No dia da votação foi diferente, todo mundo compareceu e tudo deu certo, Perdões se tornou um município. Mas a participação do Tirso foi brilhante. Levantou para atender o Otávio Cintra e acordou o pai, (obrigado “seu” Tirso, por ter um sono leve).

COFINA O terreno onde é a Cofina, era do doutor Sebatião da Silva Leme, e o “seu” Tirso cuidava da manutenção do sítio, fazia instalações elétricas, cuidava do telefone, enfim, tudo que precisava. E o doutor Sebastião tinha muito apreço pelo Tirso, eram amicíssimos. Depois de um tempo doutor Sebastião cansou e resolveu vender o sítio, e no dia que vendeu o sítio doutor Sebastião apresentou o Tirso para o novo dono, que era o seu Henrique Reissmann e tudo continuou da mesma forma. “Seu” Tirso passou a prestar serviços ao “seu” Henrique, que tinha uma tecelagem e confecção em São Paulo, no Bom Retiro, um dia “seu” Tirso foi conhecer a empresa e comentou ao seu Henrique da possibilidade de montar uma oficina de costura por aqui. Talvez “seu” Henrique já pudesse ter essa intenção, mas o fato é que ele disse que se conseguissem 5 costureiras ele toparia a ideia. O Tirso então, procurou a Jacira, que dava aulas de corte e costura e montaram, ali onde é a Dirceia, em frente onde é a Farma Nova hoje, e começou com 5 máquinas industriais. Com o passar do tempo “seu” Henrique resolveu reformar o paiol do seu sítio pra colocar umas 20 máquinas, e assim foi indo. Enquanto isso o Tirso prestou serviços paralelos para “seu” Henrique por muito tempo, e a amizade com a família ainda é a mesma. RELAÇÃO COM A IGREJA O pai do Tirso, “seu” Aristeu, cuidava do relógio da igreja e ele, o Tirso, fazia a sonoplastia para o padre no programa das seis horas, e quando o padre não podia fazer a programação, ele mesmo era quem fazia a locução, mandava recadinhos, enfim, aquela coisa toda que se ouve em rádio. Foi nomeado para criar o primeiro Encontro de Casais. Sempre com o apoio da dona Gildete, foi ministro da eucaristia, foi responsável pelo curso de batizado, representante do curso de noivos, representava a igreja nas reuniões da Diocese e mais um pouquinho faria a missa e tomaria conta de toda Igreja

- Parte 2

TRABALHO VOLUNTÁRIO Seu Tirso sempre teve boa vontade para ajudar a cidade, quase todo o problema que surgia por aí, o Tirso era chamado para resolver, tomava conta das linhas telefônicas que tinha na cidade, tá certo que era só umas 20, mas dava trabalho, né? TIRSO SOM Copa de 1958, final disputada por Brasil e Suécia, não havia televisão naquele tempo e seu Tirso morava naquela casa que é justamente em frente à Igreja Matriz, (encostado ao Irosan), e então pegou o seu som colocou os altofalantes na frente da casa e em pouco tempo juntou uma multidão de gente que comemorou muito os gols e o título da seleção brasileira. CINEMA Dá pra acreditar que havia cinema em Perdões? Edson Quírici (pai do doutor João Quírici, hoje oftalmo em Atibaia), tinha um cinema aqui em Perdões em um salão onde era o Grêmio, (ao lado da Galeria do Mário do Prado de hoje) e o “seu” Tirso era o operador do cinema. Atualmente ele acorda todos os dias às 4 horas da manhã, sempre acompanhado por sua esposa, para receber e preparar os jornais do dia para a loja e para os assinantes. Hoje é representante do jornal Diário de São Paulo e da Folha. Ah! Uma última informação: ele foi o primeiro jornaleiro de Bom Jesus. Hoje goza de uma boa saúde e se sente realizado por tudo que fez e viveu. Bom, são tantas histórias vividas por esse homem que não dá pra relatar tudo aqui, quem quiser saber um pouco mais é só chegar lá na Papelaria, que vai conhecer esse casal simpático que caiu nas graças de todos nós Perdoenses. Tenho certeza que serão bem recebidos não só pelo casal, mas também por qualquer um de seus filhos e parentes. Seu Tirso e Dona Gildete tem os filhos: José Aristeu, Antonio Galvão, Ana Maria, Claudete, Edson, Claudio, Paulo José e o Lucas, são avós de 14 netos e dois bisnetos. Um grande abraço à toda família do “seu” Tirso e dona Gildete.

O DEFEITO TÁ NA VISTA! O Tirso lembrou do Mateus da Silva, grande negociante, criava animais, onde é hoje o Estádio Municipal, um visitante da cidade grande se interessou por comprar um cavalo, e o Mateus ofereceu o seu, o comprador olhou, olhou e perguntou sobre o cavalo, o velho Mateus já foi logo dizendo “O defeito do cavalo tá na vista”. Forte e bonito o comprador levou o bicho. Uma semana depois me volta o comprador “‘Seu’ Mateus, o senhor garantiu que o cavalo não tinha defeitos”. E o velho Mateus foi justificando “Não senhor! Eu disse que o defeito tava na vista”. O cavalo era cego.


Agosto de 2010

Jornal do Povo

A Karina do Dr. José Antonio e da Sueli, para alegria dos velhos, comemora mais um aniversário no dia 28, parabéns à gatinha.

No sentido horário começando em cima à esquerda o aniversariante Arcy Gagliardi, vice-presidente da Asbi, que completou anos no dia 23, na direita Cris Pereira que aniversariou no dia 20, ao lado de sua filha, em baixo Maria Teresa Ramos Fonseca, que aniversariou no dia 12, com o filho Zé, depois o Valdir Marcos que comemorou o aniversário no último dia 09, e em baixo, a festa de 90 anos da Dona Josefa Rodrigues, com todo o pessoal da Asbi. Parabéns a todos.

Vanessa, de Nazaré Paulista, que comemorou nova idade no mesmo dia do Padroeiro de Bom Jesus dos Perdões, 06 de agosto, ladeada pelas amigas, Beth e Marina.

Ao lado a Banda Os Madruginhas, que deram o show, no dia 08 de agosto, na Concha Acústica... Ao lado e abaixo, a Barraca Garimpo Cultural que em todas a Festas do Padroeiro oferece um espaço para o pessoal da música apresentar seus trabalhos, parabéns a todo o pessoal pela iniciativa.

Julião e o sobrinho Zé, aproveitando momentos de happy hour na Festa de Agosto.

Zé Mané e Durvalino Baldim, um da Cachoeirinha e outro da Serra Negra, curtindo a Festa do Padroeiro e revendo velhos amigos.

A empresária Gisele Escórcio, ladeada pelo Eduardo Henrique e pelo CB, da Total Vidros, conferindo a Festa do Padroeiro. Gente de toda a região prestigiou as Festividades de Bom Jesus dos Perdões, acompanhando as atividades religiosas em homenagem ao Padroeiro. Agradecemos a presença de todos.

13


14

Agosto de 2010

Jornal do Povo

AGRADECIMENTOS

A ASBI vem agradecer ao convite feito pela Senhora Patrícia Lacorte, mãe da aluna Isabelle Lacorte para ida dos idosos na comemoração do Dia dos Avós realizada no Colégio Objetivo em Bom Jesus dos Perdões. Agradecemos aos diretores do Colégio Objetivo Catarina e Leonardo, que nos proporcionaram uma tarde agradável com chá e biscoitos feitos pelos próprios alunos. Agradecemos a Senhora Maria Rosa dos Santos Pereira, ministra de Eucaristia, uma pessoa amável que toda a semana juntamente com as Senhoras Antonia e Noemia vem carinhosamente trazer a comunhão para os idosos católicos. E também agradecer a sua companhia em nossa viagem à cidade de Aparecida quando nos ajudou muito em zelar por eles. Deixamos aqui nosso mais profundo agradecimento a todas as pessoas que tem doado rou-

LEGISLATURAS DE BOM JESUS DOS PERDÕES Trabalho de pesquisa de Plínio Camargo

pas, fraldas geriátricas, móveis e utensílios a serem usados na Casa de Amparo ou vendidos no Bazar Beneficente. Estamos com rifas de um tanquinho (novo) e máquina de costura (nova) a serem vendidas na Casa de Amparo ao Idoso. Reafirmamos o convite para que a população possa interagir com nossos idosos vindo nos visitar em qualquer momento, podendo ser voluntário no que desejar e poder realizar o seu trabalho de solidariedade! A Casa de Amparo ao Idoso espera sua visita! Doe... Mesmo que seja seu carinho! Tel: 4891 1480 / 7207-1344 / 7207-1324 Marisa Camargo G. da Fonseca Presidente

A professora Patrícia Lacorte, com sua filha Isabelle e com o João, artista da Asbi.

POESIA

Por solicitação do Plínio Camargo, e por gostar de poesia como de todo o tipo de arte, nós estamos criando uma coluna de poesias, também para resgatar os nossos poetas e poetizas, para começar trazemos a professora Therezinha Bruno, e abrimos a coluna fazendo uma homenagem a um grande homem.

Ao Padre José Carlos Ribeiro Tudo que é bom dura pouco Devemos nos conscientizar Hoje estamos muito tristes Padre José Carlos vai nos deixar.

De pesinho na porta da igreja Os fiéis a esperar Cumprimentando todo mundo Que na igreja vem rezar

Como bom filho à casa torna Vai pra junto de seus pais Do senhor, Padre José Carlos Não esqueceremos jamais

Foi tão bem a permanência Deste nosso grande guia Aumentou a nossa fé Em Deus e Virgem Maria.

A juventude, os idosos A criançada, os casais Com todos muito atencioso Gentileza por demais.

Que Deus o proteja sempre Nessa sublime missão E de nós povo Perdoense Aceite nossa gratidão

Tanto planejamento em tudo Cuidando com grande amor Com o resultado de seu trabalho A igreja está um primor.

E para nós do apostolado Sempre uma felicidade De termos como membro Dessa nossa irmandade.

Bom Jesus dos Perdões Therezinha Bruno 12/06/2010


Agosto de 2010

Jornal do Povo

LOBISOMENS E SACIS ASSOMBRAM O FÓRUM

15

Grupo Teatral Alexandria

Valter Cassalho – Presidente da Associação dos Criadores de Lobisomens, Antonio Carlos de Moraes Sartini - diretor do Museu da Língua Portuguesa e Oswaldo Guimarães da Associação Nacional dos Criadores de Sacis.

O gato preto cruzou a estrada Passou por debaixo da escada. E lá no fundo azul na noite da floresta. A lua iluminou a dança, a roda, a festa. Em comemoração ao Dia do Folclore (22 de agosto) o Museu da Língua Portuguesa numa parceria com o Núcleo de Folclore Pé da Serra (coordenação Lilian Vogel), no espaço Café do referido Museu aconteceu a sétima edição do FÓRUM DE COISAS DO ARCO DA VELHA, lembrando que o primeiro surgiu na capital do Lobisomem (Joanópolis-SP). Nesta reunião de mitos e assombrações, ocasião em que palestraram os membros da Associação dos Criadores de Lobisomens (Valter Cassalho e Maria do Rosário de Souza Tavares de Lima) não poderia faltar a ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CRIADORES DE SACIS, representada por seu presidente Oswaldo Guimarães. O referido Fórum que objetiva valorizar a cultura brasileira e o

trabalho por parte de educadores em relação ao folclore regional e nacional, esteve repleto de pessoas de vários segmentos educacionais, culturais e sociais, com abertura realizada pela professora Neide Rodrigues Gomes da Comissão Paulista de Folclore e depois congratulado pelo diretor do Museu da Língua Portuguesa dr. Antonio Carlos de Moraes Sartini e manifestação de Toninho Macedo (Revelando São Paulo). Apresentaram-se no período da tarde os grupos Coral da Melhor Idade de Joanópolis com repertórios lendas brasileiras, o São Gonçalo e Congada Rosa de Atibaia, Catira Botas de Ouro de Guarulhos, Caiapós, Violeiros e Devoção ao Divino Espírito Santo (Joanópolis). Podemos afirmar que realmente foi A DANÇA, A RODA E A FESTA, e parodiando o grande Ney Matogrosso:

Olá amigos, aqui estamos mais uma vez para compartilhar nossas novidades. Como adiantado na ultima edição, no dia 8 de Agosto estivemos reapresentando duas peças, “O Médico” e “Os Viajantes”. As peças foram apresentadas no formato de teatro de rua, os personagens surgiram do meio do público e sem avisar começaram a apresentação, não demorou muito e as pessoas foram se aproximando para assistir. Essa foi uma apresentação diferente das que muitas pessoas estão acostumadas, foi uma apresentação em que público e personagem experimentam uma aproximação praticamente impossível de ser conseguida em um “teatro de palco” convencional.

“Bailaram corujas e pirilampos entre os sacis e as fadas”, num vira, vira Lobisomem.

Instruções 1. O anúncio classificado é restrito a pessoas físicas. 2. Escreva no espaço os dados que deverão veicular no seu anúncio, inclusive endereço e/ou telefone para contato. 3. O Jornal não se responsabiliza pela veracidade das informações publicadas nesta seção. 4. O Jornal do Povo reserva-se ao direito de recusar classificados que não cumpram as condições de inscrição, por falta de dados ou escrito de forma inelegível, ou de qualquer categoria que não seja adequada à proposta dessa campanha. Onde entregar o seu formulário de anúncio gratuito Os formulários podem ser entregues em qualquer anunciante, até uma semana antes da circulação da edição imediatamente posterior.

E mais uma vez gostaríamos de aproveitar este espaço para agradecer as pessoas que incentivam o teatro em nossa cidade, dessa vez em especial ao Sr. Rosário da prefeitura que além de possibilitar essa apresentação ajudou o grupo com material de cena e pedagógico. E também ao ator e monitor Henrique Passos por todo o apoio e dedicação ao grupo. E se você gostou de poder interagir com nossos atores nas peças “O Médico” e “Os Viajantes” vai gostar ainda mais de saber que agora pode contar com nossos “palhacinhos” em sua festa, sim é isso mesmo, agora nossos alunos estão usando o conhecimento adquirido nas aulas de teatro para fazer trabalhos de recrea-

ção, e se alguém se interessar nossos contatos continuam os mesmos: email: teatroemperdoes@gmail.com, MSN: teatroemperdoes@hotmail. com ou ainda pelo telefone: 7359-0840.


16

Agosto de 2010

Jornal do Povo

Instalação do Presídio volta a ameaçar

Na última quarta-feira, dia 25 de agosto, um dos proprietários de uma das áreas pretendidas pelo Governo para a implantação de uma Unidade Prisional em Bom Jesus dos Perdões, na divisa com Atibaia, perto da Pedra Grande, encostado ao Continuum Cantareira, ao lado do Parque Ajuritiba, que comporta a Mata da Prefeitura de Bom Jesus dos Perdões, ou na área de entorno dos dois Parques, recebeu uma citação judicial para os atos e termos da ação proposta, bem como para contestar a ação, tendo o prazo de 15 dias para isto. São duas as áreas contidas no Decreto de desapropriação, que foi contestado na justiça,

uma pertence a Carlos Gebim e s/m Terezinha Gonçalves Gebim, que receberam a citação, e outra está em nome de Sérgio Ricardo e Andrea Brasil Cardona, mas não pertece mais a eles, agora pertence a uma empresa, que já se encontra devidamente instalada no terreno pretendido, Ballagro, Agro Tecnologia, de Édmo Beltrame, que não receberam citação alguma, ainda. O Grupo “Presídio Não” está se mobilizando, apesar do momento difícil de campanha política, e espera sensibilizar os candidatos para intervirem contra empreedimento desse porte. Os impactos trarão reflexos na economia e no turismo local.

A gente já desconfiava que a coisa vinha “revirano” de novo. Para os vereadores aprovarem uma suposta secretaria do meio ambiente, o alcaide justificou a urgência alegando que seria para elaborar os laudos técnicos necessários para atender ao Governo no que se refere à implantação do renitente Presídio. Na última edição do jornal Fácil o prefeito ainda tenta jogar a responsabilidade de uma coisa que já negociou faz tempo, nas costas dos vereadores, (ele é craque em culpar os outros). Agora é oficial, o Governo citou o Tucão sobre a desapropriação da área. O processo que estava hibernando acordou. O prefeito já sabia, só abriu pra tentar justificar a criação de uma estrutura de supersecretaria para encaixar alguns carguinhos de confiança. O prefeito quer tirar o peso das próprias costas, mas todos sabem que ele entregou o município para se implantar não só o presídio, mas também o aterro regional, ele e o pessoal da Agência Unicidades, Beto Tricoli incluído. Só que quem realmente tem consideração pela cidade e pela região não vai entregar sem luta…

Jornal do Povo BJP - Agosto 2010  

Jornal do Povo de Bom Jesus dos Perdões, edição de agosto de 2010.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you