Page 1

TAQUARA, 14 DE NOVEMBRO DE 2017 • EDIÇÃO 2363

FAMÍLIA BERLITZ: CINCO GERAÇÕES DE DEDICAÇÃO AO ROLANTCHÊ Nesta edição, conheça a família rolantense que se dedica ao rodeio internacional desde antes de ele ter este nome. Evento superou expectativas dos organizadores em 2017. Página 2

MORTE DE DIRETORA EM CAPOTAMENTO CHOCA COMUNIDADE ESCOLAR EM TAQUARA Página 15

TAQUARA

POLÍCIA

FINAL DE ANO

Protesto na Câmara pede saída do Instituto Vida Página 9

Rejeitado, homem mata mulher em Riozinho Página 14

Desfile de Natal em Taquara acontece quinta Página 7


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

2

Rolantchê de raiz Família Berlitz: cinco gerações de amor e dedicação ao tradicionalismo em Rolante ROLANTE – Muito antes de ser realizado o primeiro Rolantchê 33 anos atrás – na época, o rodeio não tinha este nome –, tradicionalistas discutiam a criação de um grupo que fomentasse atividades voltadas à cultura gaúcha na região. Assim, nasceu o Piquete de Laçadores Três Estâncias. Paulo Roberto Berlitz, com 67 anos, na época era um guri, e seguia os passos do pai, Eno Alcides Berlitz, no amor à bandeira sul-rio-grandense. Hoje, Paulo é o único sócio-fundador na ativa do Piquete, e participa com a família da organização e execução do Rolantchê. Aos 15 anos, relembra que já participava firmemente de um movimento que procurava terreno para sediar a entidade, o que aconteceu em 13 de agosto de 1967. A área é a mesma em que é realizado o rodeio atualmente. Em 1968, o terreno foi cercado e começaram os treinamentos com bois. Os primeiros torneios eram com equipes convidadas da Serra e da região do Vale do Paranhana. Quando o Piquete tinha 17 anos de fundação, Berlitz conta que os membros da entidade buscavam formas para lançar o primeiro rodeio em duplas, o que aconteceu em novembro de 1984, em nível estadual. De lá para cá, muitas coisas foram desenvolvidas, principalmente a partir da aquisição dos 18 hectares na década de 1990, onde nasceu a entidade. Para isso, conta que a prefeitura de Rolante ajudou com aproximadamente 40% do valor, mas a contrapartida foi angariada através de 98 doadores. Estes foram bonificados com carteira de sócio benemérito, com acesso livre

Cristiano Vargas

Bana, Berlitz, Diouneia e Artur, no domingo à tarde, durante o Rolantchê

ao parque para eles e suas famílias. O nome Rolantchê veio 24 anos atrás, fazendo a junção entre o nome do município sede e o vocativo típico gaúcho. Há dez anos, passou a ser internacional, com a participação de ginetes da Argentina e do Uruguai. A cancha nunca mudou de lugar, mas ganhou melhorias, adequando-se aos padrões oficiais. Os bois usados nas provas são alugados de diferentes tropas, chegando de madrugada e saindo à noite do parque. Outra evolução foram os prêmios. Berlitz conta que, de início, havia apenas o troféu para os vencedores, mas hoje também são oferecidos automóveis e valores em dinheiro como reconhecimento aos melhores colocados, além de credencial a outros rodeios no

estado. A lida com o evento foi espalhando para os filhos. As filhas Itajanara Berlitz, 42 anos, e Diouneia Berlitz, 39, foram as primeiras no estado a disputar a prova de Laço Prenda, quando tinha 11 e sete anos, respectivamente. Hoje, participam da organização e execução do rodeio, trazendo os filhos Ana Clara e Maria Luiza, da primeira, e Artur Berlitz, da segunda, para acompanhar nos afazeres. Banadiecky Berlitz, 29 anos, também está sempre na lida, mas na parte campeira. Ainda hoje, também competem nas modalidades, como Laço Irmãos e Pai e Filho. “Eu acho muito gratificante. É emocionante”, conta Paulo, sobre ter a família por perto e ver o crescimento do Rolantchê.


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

3

Cristiano Vargas

Tempo firme atraiu público no final de semana

Rolantchê supera presença de público de outras edições do evento Os 18 hectares no Parque Municipal Vitor Mateus Teixeira, às margens da ERS-239, foram poucos para receber as centenas de duplas inscritas no 33º Rolantchê e do público que foi assistir as provas campeiras e artísticas. Mesmo com o aluguel de mais quatro hectares, a organização afirma ter faltado espaço para estacionar os veículos que chegavam de todas as partes do estado. Até sábado à tarde, o público já tinha ultrapassado a edição anterior do evento.

Ao total, de acordo com números preliminares, foram mais de 40 mil pessoas nos cinco dias de festa.

AGORA EM TAQUARA

Leia mais em: http://bit.ly/rolantche2017

Rua Marechal Floriano, 1397 | Taquara | Fone 99636.0908


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

4

Desembargadora taquarense diz que reforma “tem potencial de precarizar as relações de trabalho” A reforma trabalhista entrou em vigor, no último sábado, em todo o país. As mudanças foram aprovadas neste ano pelo Congresso Nacional e sancionadas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). Contudo, as modificações ainda geram muita controvérsia. Na própria Justiça do Trabalho a aplicação das regras ainda está sendo observada com cautela. A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), desembargadora Beatriz Renck, que é taquarense, concedeu entrevista ao programa Painel 1490, da Rádio Taquara, na última quintafeira. Na ocasião, disse que as mudanças são profundas e estão sendo enfrentadas com cautela e perplexidade. De acordo com Beatriz, foram feitas muitas alterações, inclusive de regras processuais, que impactam e diminuem o acesso à Justiça. "É uma lei que tem muitas contradições, entre os próprios artigos dela. Tem contradições com institutos do Direito e até com a Constituição Federal", comentou a magistrada. Para a desem-

NA INTERNET

bargadora, a reforma trabalhista foi fruto de um debate muito açodado, se constituindo em uma modificação profunda, que não obedeceu a regras que se costuma atender quando se faz uma alteração desse porte. A magistrada disse que o Judiciário está esperando com muita cautela a entrada em vigor, uma vez que já há contestações à reforma em andamento. Uma delas é ação direta de inconstitucionalidade, ajuizada no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo ex-procuradorgeral da República, Rodrigo Janot, que questiona os dispositivos que dificultam o acesso à Justiça gratuita. Outro ponto controvertido, segundo a desembargadora, é a definição feita na reforma de que as normas coletivas estabelecidas em negociações entre patrões e empregados, através de sindicatos, possa superar a legislação, além de outras questões, como a indenização por dano moral. A desembargadora ainda manifestou divergência do entendimento de que a reforma trabalhista pode gerar

Beatriz Renck preside o Tribunal Regional do Trabalho

mais empregos. Para a juíza, a geração de empregos está relacionada à economia e à demanda aquecida, que gera mais produção às empresas. "Não consigo ver como a lei vai gerar mais emprego, até porque, em

algumas situações, permite até o aumento da jornada de trabalho. Não estou otimista com a geração de mais empregos e penso que a lei tem um potencial de precarizar as relações de trabalho", externou Renck.

Ouça a íntegra da entrevista no site do Panorama. Acesse http://bit.ly/beatrizrenck


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

5

Cristiano Vargas

Festival de Corais trouxe alunos de escolas de outros municípios para o evento

IACS comemora 89 anos com música espírito de gratidão A sexta-feira e o final de semana foram marcados pela celebração do aniversário de 89 anos de fundação do Instituto Adventista Cruzeiro do Sul (IACS), que abriu as portas para receber a comunidade. O evento foi marcado pelo espírito de gratidão externado nas apresentações musi-

cais, principalmente com a participação da cantora Laura Morena. O evento também foi a oportunidade de alunos realizarem a Mostra Cultural, ocorrida no domingo, com projetos das turmas do ensino fundamental e médio. À tarde deste dia, houve o ALLEGRO - Festival

de Corais e, com a presença de escolas vindas de outras cidades. O encerramento ficou por conta de um concerto com Laura Morena. A comunidade ainda pôde aproveitar o passeio de trenzinho pelo campus do IACS e visitar a fazendinha e a oficina de pintura.


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

6

Divulgação/Magda Rabie

Alunas receberam medalhas de participação e apresentarão suas poesias durante a programação do Natal Mágico de Taquara

Divulgados os alunos vencedores do Concurso de Poesias “Um Sonho de Natal” em Taquara Durante a reunião periódica de diretores, promovida na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes de Taquara, no último dia 8, foram divulgados os alunos vencedores do Concurso de Poesias “Um Sonho de Natal”. Promovido pela Biblioteca Municipal Rodolfo Dietschi, o concurso foi destinado aos estudantes dos 4º e 5º anos do ensino fundamental das escolas municipais e particulares de Taquara, objetivando incentivar a produção literária e o hábito da leitura e escrita, através de valores relacionados ao Natal. Dentre as 14 poesias inscritas, cinco destacaram-se, das autoras Carola

Kirsch, do 5° ano da EMEF Nereu Wilhelms; Raphaela Backes Saibel, do 4º ano, do Colégio Santa Teresinha; Kethleen Andriele dos Santos Telles, do 5° ano, da EMEF Dr. Alípio Alfredo Sperb; Mariane Bortolotti Pereira Saldanha, do 4° ano, da EMEF Nereu Wilhelms, e da autora Danielly de Campos Paz, que construiu a poesia junto com os colegas de turma, do 4º ano, da EMEF Tomé de Souza. Os alunos receberam medalhas de participação e terão suas poesias divulgadas no Portal Municipal (www. taquara.rs.gov.br) e na rede social da Prefeitura de Taquara. Em cada quinta-feira, dias em que ocorrerão as

programações, do Natal Mágico de Taquara, na Praça Marechal Deodoro, um aluno apresentará seu texto, o declamando à comunidade. Os estudantes tiveram como inspiração para as poesias o filme O expresso Polar, que foi trabalhado pelas escolas participantes Lauro Muller, Nereu Wilhelms, Tomé de Souza, Santa Teresinha, Rosa Elsa Mertins e Dr. Alípio Alfredo Sperb. A avaliação dos poemas foi feita pela professora e escritora Clair dos Santos Wilhelms, pela jornalista Magda Rabie e pela professora Iana Kleinkauf, que elencaram as cinco melhores poesias.


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

7

Cristiano Vargas

Praça Marechal Deodoro já está decorada para a festividade

Natal Mágico terá abertura com desfile nesta quinta-feira A abertura do Natal Mágico de Taquara, um dos momentos mais aguardados da programação natalina no município, acontecerá nesta quintafeira, a partir das 20h30min, com o desfile que reunirá mais de 500 pessoas divididas em dez alas. O cortejo, em sua terceira edição, partirá de frente às igrejas da rua Júlio de Castilhos e seguirá até a Praça Marechal Deodoro. Os grupos representarão escolas, entidades e clubes de serviço, e trará, também, o Papai Noel e os personagens natalinos, como o boneco de neve, o gnomo, árvore de natal, o anjo e a estrela. O desfile encerra com a

abertura oficial do Natal Mágico, na lateral da Praça Marechal Deodoro, em frente ao SESC. A cantora Isadora Apollo apresentará canções relacionadas à temática do Natal. Este ano, a descida de rapel de 25 papais noéis será do prédio da Prefeitura. O evento encerra com o espetáculo pirotécnico. A programação natalina continua nas noites das quintas-feiras, a partir das 20h30min, na Praça Marechal Deodoro. No dia 23 de novembro, haverá apresentação com o Conservatório Musical Villa Lobos; no dia 30, com o Coral do IACS; no dia 7 de dezembro ocorre o Desfile de Bike, que virá acompanhado da banda Clarins

de Prata. No dia 14, o 1º Desfile PET (momento em que a APATA receberá doações de ração) e a apresentação do Coral Viva Vida, das Faculdades Integradas de Taquara. No dia 21 de dezembro, finalizam-se as festividades com a cantora Isadora Apollo. O Papai Noel estará todas as quintas-feiras, na Praça, recebendo doações de brinquedos para alegrar o Natal de crianças carentes do município.

Leia mais em: http://bit.ly/natalmagico2017


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

8

Cartinhas do programa AABB Comunidade estão à disposição para serem apadrinhadas A adoção de uma das 100 cartinhas dos alunos do Programa AABB Comunidade pode ser a oportunidade de boa ação neste Natal. O pinheirinho está na agência do Banco do Brasil e, até o dia 1º de dezembro, espera o apadrinhamento e o recebimento dos presentes solicitados pelas crianças. Para apadrinhar uma cartinha é muito fácil, basta ir até a agência, escolhê-la e depositar o presente com a cartinha anexada. A montagem da árvore foi realizada na sexta-feira, 10, pela supervisora pedagógica, Cláudia Herve Müller; professores Raquel Cristiane Kelm Nogueira, Andreia Brentano Alvares e Israel Gonçalves Moreira (Buiú) e pela secretária Tânia Marin. Integra também o quadro de funcionários da AABB Comunidade, a professora de Artes, Ivonete Santos. O presidente da AABB sede, Luiz Alberto Duarte Nunes, também acompanhou o momento. O programa AABB Comunidade é firmado entre a administração municipal e a Associação Atlética Banco do Brasil – AABB Comunidade, onde toda a estrutura física e a parte de verbas advém da Fundação Banco do Brasil; em contrapartida, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes – SMECE, designa os profissionais e é responsável pela Merenda Escolar, pelos atendimentos médico e odontológico. O encaminhamento das crianças e adolescentes à AABB Comunidade é feita pelas escolas, por tratativas com o Conselho Tutelar e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS.

Divulgação/Magda Rabie

Equipe da AABB Comunidade montou árvore de Natal na agência do Banco do Brasil de Taquara

Agradecemos a todos os clientes que estão conosco há anos, muito obrigado pela parceria e pela preferência. SERVIÇOS Alarme de Incêndio - Hidrante - Para-raios Inspeção de Compressores - PPCI - Encaminhamento Alvará de Bombeiros - Consultoria

VENDA

Extintores - Luminárias de Emergência Barra Anti-pânico Paula Ramos Vendas

Telefones:

3141-5233 e 99642.2774

E-mail: exttaquarense@tca.com.br

Cursos de combate a incêndio TPCI

Av. Sebastião Amoretti, 2672 | Bairro Petrópolis | Taquara


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

9

Vinicius Linden

Grupo chegou a ficar de costas para o pronunciamento de vereadores

Cartazes pedindo a saída do Instituto Vida foram expostos por manifestantes

Grupo de manifestantes faz protesto na Câmara sobre situação do Hospital de Taquara A sessão semanal da Câmara de Vereadores de Taquara, nesta segundafeira, foi marcada pela participação de um grupo de manifestantes que tratou da questão do Hospital Bom Jesus. Nos cartazes, o pedido de "salvação" do hospital, com a reivindicação de saída do Instituto de Saúde e Educação Vida (ISEV) da gestão da casa de saúde. Um dos participantes do protesto, Maurício Souza Rosa, informou ao Jornal Panorama que a manifestação foi de usuários do hospital, principalmente, dos serviços de oncologia (casos de câncer), bem como funcionários da clínica responsável por este serviço. Um grupo de manifestantes conversou com a reportagem da Rádio Taquara durante o protesto. Adriana da Rosa, Fabiane Silva, Emanuele Pereira Gomes e Danúbia Ferreira dos Santos disseram

que a intenção da manifestação é obter esclarecimentos sobre a administração do Hospital, principalmente o destino dos recursos que estão vindo para a casa de saúde. Acrescentaram que há problemas como falta de médicos e, na área de oncologia, especialistas que antes atuavam no hospital hoje não estão mais no setor. As vereadoras Sirlei Silveira (PTB) e Carmem Kirsch (PTB) se manifestaram a respeito do protesto durante a sessão ordinária. Silveira lembrou que o caso já está sendo tratado pelo Ministério Público, que chegou a acionar na Justiça e, posteriormente, foi criado um Conselho de Acompanhamento de Gestão do Hospital de Taquara. Sirlei disse ser testemunha de que este conselho está se reunindo semanalmente na Câmara, produzindo relatórios e

analisando a documentação relacionada à casa de saúde. A vereadora Carmem disse que é preciso trabalhar para manter o hospital aberto e também manifestou o entendimento de que, se houver coisas erradas, a Justiça prestará contas através do trabalho do Conselho de Acompanhamento de Gestão. No mesmo sentido, o vereador Levi Metanoya (PTB) lembrou que o Ministério Público está cuidando da questão do hospital, além de outros órgãos, como o Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers). Levi ainda reclamou da constante divulgação do que chamou de "meias verdades" sobre o hospital e ressaltou que a Câmara tem atuado, dentro de suas competências, com órgãos como a Comissão de Saúde do Legislativo.


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

10

Primeiro relatório de Conselho de Gestão do Hospital é inconclusivo O Conselho de Acompanhamento de Gestão do Hospital de Taquara entregou, no final da semana passada, seu primeiro relatório ao Ministério Público. O órgão foi firmado a partir de um acordo numa ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público Estadual (MPE) contra o Instituto de Saúde e Educação Vida (ISEV), Prefeitura de Taquara e governo do Estado. Por meio deste acordo, foi criado o Conselho, que tem prazo inicial de quatro meses de atuação. O primeiro relatório do órgão, contudo, foi inconclusivo. A íntegra do documento não foi

divulgada. Na sexta-feira, a promotora Ximena Cardozo Ferreira informou ao Jornal Panorama que o relatório não teve conclusões. O Conselho destacou que não recebeu documentação que requereu ao Instituto Vida e ao governo do Estado. Com isso, o Ministério Público deu prazo de cinco dias, contados a partir de sexta-feira, para que tanto o ISEV como o governo gaúcho comprovem a entrega de documentação ao Conselho, sob pena de caracterização de descumprimento do acordo. Isso acontece porque, no acordo firmado entre as partes, está previsto que o Conselho de Acompanhamento

de Gestão deve "ter acesso à totalidade dos documentos contábeis e financeiros, bem como notas fiscais, contratos e recibos firmados entre ISEV e prestadores de serviços e fornecedores de produtos". O acordo prevê que o Conselho terá acesso, ainda, a quaisquer documentos, relatórios e extratos bancários relacionados à atuação do Instituto Vida. O governo do Estado ainda se comprometeu, no acordo, a fornecer ao Conselho, no prazo de cinco dias, todos os dados acerca de repasses, glosas e serviços relativos ao contrato com o ISEV para a prestação de serviços no Hospital Bom Jesus.


Coluna

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

11

Rafael Tourinho Raymundo

Na dúvida, não compartilhe Criança tem doença rara e precisa de tratamento no exterior. A Microsoft doará dez centavos para cada compartilhamento deste texto. Vamos ajudar! Porém, seja rápido. Uma tempestade solar afetará os satélites e o Brasil ficará sem internet pelos próximos dias. Deu na TV! E não use o WhatsApp, pois as conversas estão sendo gravadas pelo FBI. Mensagens assim circulam bastante pelas redes sociais. Na maioria das vezes, são falsas. É fácil perceber quando se trata de um boato: as informações são imprecisas e não é possível verificá-las em sites oficiais. As frases, cheias de erros de grafia, adotam um tom alarmista, apelando para a comoção e a raiva. “Não querem que você saiba disso! O mundo precisa conhecer a verdade!” Difícil entender por que alguém inventa uma mentira. Talvez seja apenas brincadeira. Em outros casos, vontade de manchar a reputação de um desafeto. Ainda, existe a intenção de gerar tráfego para o próprio site e lucrar com banners publicitários. Foi o que fez um grupo de jovens da Macedônia, ao publicar barbaridades sobre Hillary Clinton, na última campanha à presidência dos Estados Unidos. Resultado: Donald Trump acabou eleito, em parte, porque muita gente acreditou nos rumores contra a adversária democrata. Decerto essas pessoas compartilharam fake news não por má-fé, mas com o propósito genuíno de alertar seus compatriotas e proteger a nação de possíveis ameaças. Vejam no que deu... Acontece algo parecido, quando

um amigo ou um familiar repassa correntes duvidosas. A ideia é prestar auxílio, é evitar perigos. Pouco importa que pareça história da Carochinha. Pelo sim, pelo não, o usuário prefere espalhar a fábula entre seus contatos. Felizmente, esse comportamento desagradável – para não dizer nocivo – tem diminuído. Pesquisa da consultoria Kantar apontou que 76% dos brasileiros entrevistados preocupam-se em identificar a fonte da notícia. O índice é maior que os números da Inglaterra, da França e dos Estados Unidos. Fica o alerta: na dúvida, não compartilhe.


Esporte

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

12

TJD acata pedido do Passo Fundo e suspende finais da Série Prata Mais um capítulo na rumorosa disputa jurídica que envolve as semifinais do Campeonato Estadual Série Prata de Futsal. O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) acatou pedido de efeito suspensivo da equipe do Passo Fundo e suspendeu os jogos da final da competição. A controvérsia envolve a equipe da Associação Parobeense de Futsal (APF), que disputaria as finais contra o Uruguaianense, com início previsto para o último sábado. Com isso, as partidas não têm data para ocorrer, até o julgamento final do processo, que ocorrerá na próxima quinta-feira, dia 16, com início às 17 horas. Toda a polêmica começou após os episódios de briga na segunda partida das semifinais, em Passo Fundo, quando seguranças da equipe do Passo Fundo agrediram atletas da APF. No último dia 6, o TJD julgou o caso e condenou a equipe do Passo Fundo à perda dos pontos do jogo, pois,

Brindes para ELES durante este mês. Em novembro, os clientes que vierem até a NorteSul ganharão um brinde especial. Venha nos fazer uma visita!

NorteSul

R

S EG U R O S

(51) 3542.1259 | (51) 98110.3641 Tim | (51) 99887-5992 Vivo www.segurosnortesul.com.br | comercial@segurosnortesul.com.br

no entendimento dos julgadores, era o responsável por garantir a segurança. Com isso, a equipe do APF foi considerada vencedora das semifinais, com classificação à final da Série Prata e o consequente acesso à Série Ouro do futsal em 2018. Na última quinta-feira, o auditor-relator do caso, Carlos Schneider, concedeu o efeito suspensivo à condenação solicitado pelo Passo Fundo. Para ele, não há prejuízo em adiar as finais até o julgamento completo do processo. Por isso, determinou o cancelamento das partidas até que o Pleno do TJD analise o recurso do Passo Fundo. Em resumo, o relator argumentou que é preciso respeitar o princípio do duplo grau de jurisdição, ou seja, de que os processos podem ser julgados em duas instâncias. Acrescentou que, se as finais fossem realizadas, o próprio recurso do Passo Fundo seria prejudicado.


Comunidade

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

13

Vinicius Linden

Vereadores entregaram distinção aos membros das corporações policiais de Taquara

Câmara homenageia profissionais de destaque na segurança pública em Taquara A Câmara de Vereadores de Taquara realizou, na noite de segunda-feira, a cerimônia de homenagem aos profissionais de destaque na segurança pública em 2017. O Legislativo recebeu as indicações das próprias corporações, que fizeram votações internas. A homenagem é entregue anualmente pelos vereadores de Taquara. Os homenageados neste ano foram: soldado Maurício Riva (da Brigada Militar); soldado Tairine Andrieli da Rosa Azambuja (do Corpo de Bombeiros); escrivão de polícia Yuri Jurinic (da Polícia Civil); agente penitenciário Jackson Leonardo da Silva (do Presídio de Taquara); soldado Mau-

rício Assunção de Lima (da Polícia Rodoviária); e o soldado José Alexsander de Freitas (da Polícia Ambiental de Taquara). O presidente da Câmara de Vereadores, Telmo Vieira (PTB), e os parlamentares taquarenses, ressaltaram a importância da distinção, por reconhecer profissionais que, no dia a dia, trabalham para garantir a segurança da comunidade. Destacaram a atuação dos homenageados, bem como de seus colegas, e frisaram o fato de que continuam nas atividades mesmo com adversidades, como atrasos de salários que marcam o governo gaúcho nos últimos anos.


Polícia

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

14

Homem mata mulher após ser rejeitado em Riozinho A rejeição de uma mulher a ter relacionamento com um homem está sendo apontada pela Polícia Civil como a motivação para mais um caso de morte feminina na região. Desta vez, o crime aconteceu em Riozinho, na tarde da última sextafeira. A vítima foi identificada como Vaneci Teresinha Hagelin, 43 anos, moradora da área rural do município e que trabalhava como diarista. Segundo as investigações, ela estava indo para o seu segundo emprego no momento em que foi abusada e assassinada. O autor do crime foi encontrado pela polícia escondido em uma residência, cerca de 150 metros distantes do local da ocorrência. Nereu Silveira de Souza, 36 anos, confessou o crime após os policiais encontrarem roupas com manchas de sangue e terra onde ele se encontrava.

Divulgação

Polícia Civil realizou prisão de acusado do crime no interior de Riozinho

De acordo com o delegado Heliomar Franco, titular da Polícia Civil na região e que responde pela delegacia de Riozinho, o corpo da vítima foi encontrado seminu. Nereu disse,

Polícia prende acusado de ameaçar a mulher

Agentes da Polícia Civil de Taquara prenderam, na última sexta-feira, em Olhos D’Água, no interior do município, um homem de 61 anos. A medida se deu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Criminal de Taquara, referente à ocorrência de ameaça envolvendo violência doméstica contra a mulher. Conforme o delegado Ivair Matos Santos, a esposa do preso relatou que

estava sendo ameaçada por ele, o qual tinha adquirido um revólver pequeno. A vítima informou, também, que já tinha sido agredida anteriormente e solicitou medidas protetivas, que foram aceitas pela Justiça, que expediu, ainda, o mandado de buscas. A arma apreendida foi uma garrucha de dois anos, calibre .22, em perfeito estado de funcionamento. O homem foi autuado em flagrante na Delegacia de Taquara.

em seu depoimento, que tentou estuprar a vítima, mas foi rejeitado, e a estrangulou com um cipó. O acusado foi autuado em flagrante e encaminhado ao sistema prisional. Divulgação

Garrucha foi apreendida pelos agentes da Polícia Civil no interior de Taquara


Polícia

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

Divulgação

Diretora de escola de Taquara morre em acidente na ERS-474 A diretora da Escola Estadual 27 de Maio, de Taquara, foi a vítima fatal de um capotamento ocorrido por volta de 18h30min desta segunda-feira, na ERS-474, em Rolante. Ana Carla Mossmann Vargas, 52 anos, chegou a ser socorrida até o Hospital de Rolante, mas não resistiu aos ferimentos. O acidente aconteceu na localidade de Canto dos Cardoso. Marido e os dois filhos dela também sofreram ferimentos, sendo encaminhados à casa de saúde rolantense, mas sobreviveram. Conforme o Corpo de Bombeiros Voluntários de Rolante, a vítima estava na carona da caminhonete da

família, com placas de Gravataí. Testemunhas disseram que o veículo fez uma ultrapassagem e teria se perdido na reta, capotando para fora da estrada. Ana e um dos seus filhos ficaram presos às ferragens e os bombeiros precisaram utilizar uma ferramenta hidráulica para cortar o veículo e retirá-los. O atendimento contou com três ambulâncias, um caminhão, nove bombeiros e o apoio da Polícia Rodoviária. As aulas na Escola 27 de Maio, situada às margens da ERS-115, no bairro Jardim do Prado, foram suspensas durante todo o dia desta terça-feira. Segundo as informações da direção

escolar, todos estão chocados com o ocorrido, pois a diretora sempre batalhou muito para ajudar a escola e, também, trabalhava há anos como professora dos anos iniciais.

15

Ana Mossmann Vargas dirigia a Escola 27 de Maio, do bairro Jardim do Prado

Bombeiros atenderam capotamento na localidade de Canto dos Cardoso

Apreendidos 140 mil maços de cigarros que seriam encaminhados a Rolante A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na tarde do domingo, aproximadamente 140 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. A ação aconteceu em Seberi, no interior do Estado. Segundo as informações da PRF, a carga foi encontrada em um caminhão e seria encaminhada para Rolante. o veículo transitava pela BR-386 quando foi abordado. Os cigarros estavam escondidos entre um carregamento de frango congelado. O motorista, de 36 anos, foi preso em flagrante por contrabando e disse aos policiais rodoviários que havia saído de Medianeira, no Paraná.

Divulgação

Cigarro foi encontrado escondido em caminhão na BR-386


Polícia

Terça-feira, 14 de novembro de 2017

16

Homem é esfaqueado no bairro Santa Rosa em Taquara Um homem foi esfaqueado pelo vizinho, por volta das 23 horas desta segunda-feira, no bairro Santa Rosa, em Taquara. Segundo a polícia, um casal estaria brigando quando a vítima, de 34 anos, teria ido até o local para

separar. Ao chegar na residência, entrou em luta corporal com o proprietário que desferiu vários golpes de faca contra o homem. Ele foi atingido por três facadas no tórax, na região externa e na axila.

Ferido, o homem conseguiu retornar para sua residência onde sua esposa o levou para o hospital para ser medicado. O caso foi registrado como tentativa de homicídio na delegacia de polícia de Taquara.

Passo a passo para ter o aplicativo do Jornal Panorama no seu celular

1

Toque no ícone Android

2

Digite: jornal panorama

3

Toque no primeiro da lista

4

Toque em INSTALAR ou no ícone em azul

iOS (Apple)

2363  
2363  
Advertisement