Page 1

PREMIAÇÃO FINAL: R$ 1.500,00 para a primeira colocada; R$ 600,00 para a segunda; e R$ 400,00 para a terceira. Valores em vale-compras/serviços nos parceiros patrocinadores. E mais um calçado da coleção inverno Via Marte para cada uma das 14 finalistas.

PANORAMA Saiba como participar em www.jornalpanorama.com.br

Taq ua

0 ra 3541.203

Parabéns, Gabriela! Você ganhou um vale-serviço de R$ 150,00 no Salão da Paula. Compareça à sede do Jornal para receber seu prêmio. moda feminina, masculina e acessórios

/viamarte

/viamarte

Taquara

3542.1826

Taquara 3541.2502

Gabriela Reis, 22 anos, de Taquara, professora, é a eleita da semana. V

I

D

A

Taquara 3541.4134

beleza e saúde

Taquara 3541.2453 óculos de sol | relógios semi-joias | prata | perfumes

Parobé 3523.1118

TAQUARA, 24 DE JANEIRO DE 2014 | Nº 2169 | 38 ANOS | 16 PÁGINAS | R$ 1,50

Presídio oferece cursos e trabalho para todos detentos Vinicius Linden

Trânsito e homicídios

provocam 4 mortes Página 11

Curso para manejo da terra deu início a projeto para que os próprios detentos produzam seus alimentos. Na casa prisional de Taquara, todos os apenados trabalham e têm oportunidades de qualificação.

Página 4

Cristiano Vargas

Erosão é um dos problemas em Igrejinha, que construiu dique para evitar cheias Página Central

Taquara Cristiano Vargas

Especial Rio Paranhana

Coordenador: Samu sofre com trotes Página 6


2

PANORAMA

EXPEDIENTE

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

PANORAMA Fundado em 27/9/1975

ABERTURA Nos últimos dias, brasileiros assistiram a humilhação que se tornou o degradante sistema de presídios do Maranhão. Cenas de detentos comemorando a decapitação de outros apenados foram parar na internet, e chamaram a atenção do Brasil para o caos no sistema penitenciário daquele Estado. É importante destacar que o problema nos presídios não é só do Maranhão, mas do país como um todo. Os governos brasileiros, em todos os níveis, não dão qualquer atenção às casas de detenção. A bem da verdade, essa é uma questão cultural da própria sociedade. Para se ter um exemplo, basta ver a reação da comunidade de uma cidade ao saber a notícia de que o município pode ser contemplado com uma casa prisional. Logo forma-se o coro de que o presídio deve ser instalado em outra localidade, com o medo do aumento da insegurança. Com a situação das nossas cadeias, o fato até se torna justificado, de certa forma. E, para quem acha que o Rio Grande do Sul

ESTRADA INSTÁVEL

Morador da localidade de Padilha, em Taquara, contatou Panorama reclamando que na estrada do Feixe acontecem deslizamentos de sedimentos colocados na via para o tráfego de veículos. Artêmio Ferreira Guimarães conta que a estrada fica instável em épocas de chuvas, oferecendo risco a quem trafegar por ela. “O único veículo que consegue passar por lá é trator”, disse, acrescentando que já relatou o problema à Prefeitura, que prometeu pôr saibro na estrada. Mas, Artêmio reclama que até o momento o órgão municipal apenas colocou cascalho.

www.jornalpanorama.com.br

Jornalismo: editoria@jornalpanorama.com.br Publicidade: publicidade@jornalpanorama.com.br Direção: direcao@jornalpanorama.com.br Diretor: Olavo Carlos Wagner Editores: Inge Dienstmann / Vinicius Linden

Exemplo que vem de Taquara está longe disso, basta lembrar a situação do Presídio Central, em Porto Alegre, um problema que não muda, apesar das promessas de todos os governos que passaram pelo Estado. Mas, neste contexto em que o cenário das cadeias é bastante problemático, o Presídio Estadual de Taquara dá alguns exemplos, que podem ser seguidos na remodelação do sistema. É a oferta de oportunidades: a casa prisional se esforça para que os apenados tenham opções de cursos, aulas de alfabetização e, principalmente, trabalho. Só para se

ter uma ideia: matéria desta edição do Panorama mostra que todos os 269 detentos do regime fechado trabalham com a confecção de chaveiros, uma alternativa que rende aos presos um salário fixo e a remissão de pena a cada três dias trabalhados. Por óbvio que não dá para se iludir de que todos os problemas estão resolvidos. É certo que o Presídio de Taquara poderá ter algum percalço pela frente. Mas são visíveis os resultados dos últimos anos, em que nenhum tumulto mais grave foi registrado. E é este o caminho que deve ser seguido pelos governos na construção de presídios. Além de erguer prédios, as autoridades precisam estar preocupadas em como funcionará a cadeia posteriormente, principalmente com a oferta de oportunidades aos apenados. Sob pena de os prédios construídos só funcionarem como um depósito de pessoas, que não ressocializa ninguém e, portanto, não cumpre o propósito do código penal brasileiro ao impor a pena a uma pessoa.

NO COMANDO DO VICE (I)

O prefeito de Riozinho, Airton Trevizani da Rosa, entrou em férias no último dia 16. Com isso, passou o cargo de prefeito para o vice Valério José Esquinatti, que segue à frente do Executivo até o dia 5 de fevereiro. Trevizani destacou que seu colega dará continuidade aos trabalhos de todas as secretarias municipais.

NO COMANDO DO VICE (II)

Também em Rolante a administração municipal está sob o comando do vice-prefeito. Régis Zimmer assumiu o Executivo na segunda-feira e segue como prefeito em exercício até 3 de fevereiro. No período, o prefeito Ademir Gomes Gonçalves estará em férias.

EMPREGOS NA REGIÃO

Taquara liderou, em 2013, a geração de empregos no Vale do Paranhana. Os dados foram divulgados nesta semana pelo Ministério do Trabalho. Ao todo, a região abriu 2.532 postos de trabalho no ano passado, dos quais 876 foram gerados por Taquara. Depois aparece Igrejinha, com 798, seguido de Rolante, que criou 506 vagas. Em Parobé, foram gerados 315 postos de trabalho, enquanto Riozinho abriu 88 empregos. Por fim, Três Coroas foi a única cidade da região em que o saldo foi negativo, com o fechamento de 51 postos de trabalho no ano passado. Aliás, é o segundo ano consecutivo em que Três Coroas tem saldo negativo na geração de empregos. Em 2012, tinham sido fechados 44 postos de trabalho na cidade.

Contribuinte em dia com os impostos tem mais vantagem no IPTU em Taquara Organize-se para pagar seu IPTU até 10 de março com

15% DE DESCONTO

na cota única, para contribuintes em dia com seus impostos.

Pagamentos parcelados iniciam na mesma data, 10 de março, em 10 parcelas, de março a dezembro. Contribuintes em débito terão 5% de desconto para pagamento à vista do IPTU 2014.

Membro da

Circulação às sextas-feiras em Taquara, Parobé, Igrejinha, Três Coroas, Rolante e Riozinho (Vale do Paranhana). Fechamento comercial quartas ao meio-dia.

Impressão: Gazeta do Sul (051) 3715.7800 / 3715.7887

#BERMUDASIM

O calor escaldante dos últimos dias levou o prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho, a aderir ao movimento #Bermudasim. Taquara foi o primeiro município do Estado a participar do movimento. Titinho assinou um decreto, nesta semana, autorizando os servidores municipais a usarem bermudões, calças e bermudas discretas, na altura do joelho, como forma de amenizar o calor. Conforme o prefeito, ficam excluídos da determinação os servidores da área de saúde e os demais casos em que a vestimenta seja obrigatória para o desenvolvimento das atividades profissionais com segurança. O decreto terá vigência até o final do horário brasileiro de verão. A medida tomada pelo prefeito acabou ganhando repercussão simpática em vários locais do Estado.

Editado pela EMPRESA JORNALÍSTICA GAÚCHA LTDA. Inscrição Estadual: 141/0071666 - CNJP: 88.279385/0001-19 Rua Rio Branco, 1006 - Fone: 3542.2288 - Taquara/RS - CEP: 95.600-000

BUSCA DE RECURSOS

Diretório de Rolante do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) divulgou, nesta semana, trabalhos visando a captação de recursos para a cidade. Recentemente, durante visita (foto abaixo) do vice-presidente da República, Michel Temer, o vice-prefeito Régis Zimmer e o presidente municipal do partido, Jair Fleck, acompanhados dos deputados Eliseu Padilha e Edson Brum, entregaram projetos para Rolante. Segundo eles, foi obtida a liberação de R$ 292,2 mil junto ao Ministério da Agricultura para a aquisição de dois tratores agrícolas. Com a participação do deputado Alceu Moreira, também foi possível obter verba para a modernização e infraestrutura do esporte educacional, no total de R$ 250 mil. Os representantes do PMDB de Rolante acrescentaram que, com ajuda do deputado Padilha, encaminharam projeto para aquisição de equipamentos de atenção básica à saúde, no valor de R$ 350 mil, junto ao Ministério da Saúde. Divulgação

59

Contribua com seu artigo. Envie para editoria@jornalpanorama.com.br O texto deve conter no máximo 1500 caracteres

Obstáculos no caminho Não está fácil depender de transporte coletivo em Taquara. As condições do pátio da rodoviária estão alarmantes. O chão batido, mesmo após sucessivas camadas de brita, apresenta inúmeros buracos. Ao chegar ou partir do local, os ônibus balançam demais e quase atolam. É apenas uma questão de tempo até que aconteça um acidente. O engraçado é que a transferência da rodoviária para o atual endereço visava à comodidade dos taquarenses. Não é o que acontece. Para facilitar o acesso dos usuários, a Transpar disponibiliza um micro-ônibus que faz o trajeto Centro-Rodoviária-Centro. Porém, a empresa decidiu diminuir a frequência dos horários. O motivo alegado é o excesso de passageiros não pagantes (idosos e outros isentos), o que inviabiliza o serviço. Agora, em vez de um ônibus saindo a cada meia hora do terminal central, o intervalo é de cerca de duas horas. Aos passageiros sem carro que precisam viajar nesse meio tempo, resta ou ir muito mais cedo para a rodoviária, ou gastar dez vezes mais com um táxi ou, quem sabe, caminhar os quase dois quilômetros que separam a rodoviária antiga da atual. Os idosos e moradores do interior, justamente os que mais precisam do serviço, sairão prejudicados. É claro que toda empresa visa ao lucro. No entanto, duvido muito que a Transpar trabalhe em déficit, ainda mais disponibilizando um veículo tão sucateado como o que faz a referida linha. Além disso, o que está em jogo é um serviço de necessidade pública. Há casos de cidades como Curitiba em que algumas linhas de ônibus dão prejuízo, porém são compensadas com as que dão mais lucro. O importante é garantir um modal eficiente, que cubra o maior número possível de áreas e beneficie a população. Enquanto enfrentarmos o descaso dos empresários e das autoridades taquarenses, a situação só tende a piorar. Rafael Tourinho Raymundo Jornalista, de Taquara

VISITA AO GOVERNADOR

O governador em exercício do Estado, Beto Grill, recebeu, na terça-feira, visita de comitiva de Igrejinha, composta pelo prefeito Joel Wilhelm e o vice Dalciso Oliveira. Segundo o prefeito de Igrejinha, foram tratados diversos assuntos, principalmente sobre a saúde. A diretora de Saúde, Simone do Amaral, e o administrador do Hospital Bom Pastor, João Schmitt, participaram da reunião. O prefeito Joel avaliou como importante a reunião para aproximar os dois entes governamentais. Divulgação/Vinicio Wallauer


ALICE imóveis CRECI 20.749-j

TAQUARA: 3541.0400 PAROBÉ: 3543.6588 aliceimoveis@aliceimoveis.com.br

AQUI

TAQUARA

Imobiliária Conveniada

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

3

A Secretaria de Educação de Taquara abrirá inscrições para o projeto de educação à distância denominado Estaja (Escola Taquarense de Jovens e Adultos). Com inscrições contínuas que disponibilizarão 40 fichas diárias (20 para o ensino fundamental e 20 para o ensino médio), o Estaja iniciará seu cadastro a partir do dia 4 de fevereiro, nos fundos da Secretaria de Educação, na rua Júlio de Castilhos, 1486. Segundo o secretário Antônio Edmar Teixeira de Hollanda, o principal objetivo do Estaja é

Marcio Renck

Secretaria de Educação abrirá inscrições para o ESTAJA

Secretário Edmar criou projeto em 2013 para ser implantado neste ano

oportunizar a regularização da situação educacional de estudantes que estão fora da faixa etária, em qualquer idade. Edmar explicou que as aulas serão semipresenciais, com o aluno podendo tirar dúvidas de qualquer uma das disciplinas com os professores que estarão à disposição durante a realização dos cursos, entre 18 e 20 horas, na sede da secretaria. O valor da inscrição é R$ 3,00 por disciplina, com os interessados podendo optar por apenas uma ou todas as disciplinas disponíveis.

Edmar ainda destacou que os alunos podem estudar quando tiverem tempo livre, sem causar dificuldades àqueles que possuem trabalho. “Uma vez por mês haverá exames para cada disciplina. Se o estudante for reprovado, poderá realizar outro exame no final do mês seguinte. Os exames terão o formato de concurso, com múltiplas escolhas nas respostas. O curso terá um ano de duração. É importante lembrar que a idade limite para cursar o ensino fundamental será de 15 anos. No ensino médio, para realizar a ins-

crição, o interessado deverá ter 18 anos”, explicou Edmar. Os interessados devem apresentar carteira de identidade e documento profissional. Podem ser entregues, na inscrição, cópias da documentação exigida, mas, no dia do exame, será obrigatória a apresentação do documento original. Aqueles que se inscreverem nas séries iniciais do ensino fundamental devem apresentar o histórico escolar. “O mesmo vale para o ensino médio, devendo ser entregue a conclusão do ensino fundamental”, finalizou.

Prefeitura tem problemas na construção de duas escolas infantis

Nesta semana, a reportagem do Panorama foi procurada por dois leitores identificando possíveis problemas de atrasos nas obras de construção de escolas de educação infantil em Taquara. As reclamações diziam respeito à construção de educandários nos bairros Santa Rosa e Campestre. A Prefeitura de Taquara admitiu dificuldades nos trabalhos, mas afirmou que está acompanhando a situação. No tocante à construção da escola de educação infantil no bairro Santa Rosa, o secretário de Planejamento, José Inácio Wagner, informou que a empreiteira

responsável abandonou o serviço, sem comunicação prévia à administração municipal. O secretário acrescentou que o mesmo problema foi verificado em outros municípios, em que a empresa deixou os trabalhos no final do ano passado. O secretário admitiu que, no caso de Taquara, a empresa tinha algum repasse em atraso para receber, mas ponderou que o Executivo precisa receber o dinheiro do governo federal para encaminhar à empreiteira. Inácio informou que a Prefeitura encaminhou uma notificação à empresa, pedindo explicações sobre a

paralisação e a retomada imediata da obra. Mesmo assim, o secretário disse que o tempo de paralisação poderá acarretar atrasos no cronograma de término da construção, previsto inicialmente para maio. Caso a construtora não dê retorno, Inácio explicou que a Prefeitura poderia verificar se a empresa segunda colocada no processo de licitação tem interesse no serviço, desde que aceite fazer a obra pelo valor cobrado pela vencedora do certame. Não tendo o aceite destas condições, a administração municipal teria que partir, segundo Inácio, para uma nova lici-

tação, o que comprometeria ainda mais os prazos de entrega da escola. Quanto à obra de construção da escola infantil no bairro Campestre, o secretário informou que os trabalhos estão acontecendo normalmente. Mesmo assim, admitiu uma possível diminuição normal do ritmo de construção, em função da concessão de férias aos funcionários por parte da empreiteira. No ano passado, a Prefeitura fechou acordo com a Justiça para a abertura de vagas na educação infantil. O tema chegou a ser alvo de uma ação movida pelo Mi-

nistério Público, que exigiu a abertura de vagas por parte da administração municipal. Em 2013, a Prefeitura prometeu para maio deste

ano a abertura das novas escolas, além da criação de vagas por meio da construção de salas nos atuais educandários.


4

TAQUARA

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Presídio oferece cursos, trabalho e ensino para todos os apenados

Educação tem novo veículo

A Secretaria de Educação de Taquara recebeu, na segunda-feira, um veículo Fiat Doblô zero quilômetro para atender às demandas da pasta. As chaves foram entregues (foto) pelo prefeito Tito Lívio Jaeger Filho ao secretário Antônio Edmar de Hollanda, que esteve acompanhado de colegas do setor. Segundo a Prefeitura, o veículo ajudará no assessoramento a todas as escolas municipais de Taquara. O Doblô foi comprado com recursos provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), num investimento de R$ 57,9 mil. Divulgação/Eduardo Vaz

EMENDA - O deputado federal Dionilson Marcon (PT) participou, recentemente, de audiência com o prefeito Tito Lívio Jaeger Filho. Na ocasião, confirmou emenda parlamentar de R$ 150 mil para a construção de uma sede para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Num momento em que o Brasil discute problemas em estabelicmentos prisionais, reforçados pelos recentes episódios no Maranhão, vem do Presídio de Taquara alguns exemplos de ressocialização. Na cadeia taquarense, todos os detentos trabalham. Além disso: todos têm oportunidades de qualificação, seja com a alfabetização ou com cursos técnicos. Nesta semana, mais uma capacitação foi iniciada, de produção de hortaliças, que deverá culminar num projeto maior, de fornecimento de alimentos para entidades de Taquara, além do abastecimento do próprio presídio. O curso de produção de hortaliças iniciado na segunda-feira teve como entidade parceira o Sindicato Rural do Vale do Paranhana, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Segundo o diretor do Presídio, Evandro Teixeira, 14 detentos se inscreveram para receber os conhecimentos. Num primeiro momento, a capacitação ministrada por Norton Lúcio Santini enfocou cuidados de preparação da terra, noções de horta comercial e de plantação bási-

Vinicius Linden

Instrutor Norton, Luiz Felipe, do Sindicato Rural, Evandro, diretor do Presídio, e Paulo Möller, da Prefeitura: trabalho em parceria

ca, além da produção de mudas e de substratos caseiros e o controle de pragas. A direção do presídio, em conjunto com a do Sindicato Rural, explicou que a meta é, a partir deste curso, que encerrou na quarta-feira, iniciar outra capacitação no presídio, voltada à montagem de estufas. A ideia é aproveitar o terreno amplo da casa prisional para montar as estruturas de produção na agricultura, o que renderia alimentação suficiente para o uso no próprio presídio e a destinação às entidades,

como escolas de Taquara. Os presos afirmam que se identificam com os cursos oferecidos no presídio. Um grupo deles, na tarde de segunda-feira, afirmou à reportagem que vê a capacitação como mais uma oportunidade de deixar a casa prisional com algum conhecimento técnico. E a oferta de oportunidades como esta faz parte da batalha diária da direção do presídio de Taquara. Evandro Teixeira conta que, na área educacional, há um convênio com o Estado para a alfabetização.

Ainda na oferta de aprendizado, o Presídio de Taquara está fechando parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Segundo Evandro, a ideia é oferecer cursos por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec), com capacitações de pedreiro e eletricista. “Em Taquara, é possível dizer que o preso está recebendo oportunidades de qualificação e só voltará a delinquir se quiser”, comentou o diretor Evandro. Outro exemplo de ressocialização da casa prisional, segundo o diretor, é a oferta de trabalho. Por meio de convênios mantidos com duas empresas, os apenados trabalham na confecção de chaveiros para as indústrias Flocar e Altero. “Todos os detentos do regime fechado estão atuando neste emprego”, reforçou o diretor, explicando que, para cada três dias trabalhados, o detento ganha um dia a menos de pena. Além disso, eles recebem salários das empresas contratantes. Segundo o presídio, são 269 detentos, ao todo, trabalhando na confecção dos chaveiros.

Oportunidades contribuem com melhora na segurança do presídio

O diretor do Presídio Estadual de Taquara ressalta a importância da oferta de oportunidades aos apenados. Segundo ele, nos últimos cinco anos, não há registro de nenhum caso

V

CONVITE PARA MISSA DE 7º DIA Esposo Bira, filhos Tiago e Paula, neta Eduarda convidam para a Missa de Sétimo Dia de

TÂNIA MARIA S. DA SILVA que será realizada neste sábado, dia 25 de janeiro, às 17 horas, na Igreja Matriz Senhor Bom Jesus de Taquara. Agradecem, ainda, pelo carinho e solidariedade de todos em um momento tão difícil.

mais grave na casa prisional taquarense envolvendo tentativa de fuga ou outras situações. Para Evandro Teixeira, os cursos e o trabalho têm importância pois ajudam a tirar o preso do ócio, além de oferecer conhecimento. Teixeira reconhece que não será possível ressocializar todos os detentos, mas afirma que trabalha com o lema de que o dever do presídio é ofertar as oportunidades. Para ilustrar os resultados deste trabalho, o diretor cita que o índice de reincidência caiu significativamente nos últimos anos em Taquara. “A sociedade precisa compreender que o problema não acaba quando a pessoa é presa. O Estado é responsável por devolver este indivíduo de uma forma melhor para a convivência em sociedade”, frisou Teixeira, acrescentando que, só o fato de nenhuma rebelião ou tentativa de fuga ter sido registrada, já é um resultado bastante positivo. Além disso, o diretor comenta um detalhe bastante peculiar do Presídio de Taquara, é que os detentos vêm combatendo, de certa forma, o vício em drogas. Na cadeia é proibido pelos próprios apenados o uso do crack e da cocaína. Estas duas drogas, segundo Teixeira, os detentos não permitem que entrem no presídio taquarense.

Morangas impressionam pelo tamanho

O militar aposentado Valdemar da Silva Pereira (foto), que reside no bairro Empresa, em Taquara, se surpreendeu com o tamanho das morangas que colheu em sua propriedade. Residindo no município há 40 anos, Valdemar informou que pela primeira vez sua colheita de cerca de 20 morangas teve legumes tão grandes. Uma das morangas chegou a pesar 23 quilos, que o aposentado fez questão de trazer até a redação. Natural de Santo Antônio da Patrulha, Valdemar disse não usar nenhum tipo de adubo em especial. “Bastou plantar, cuidar e capinar”, resumiu. Marcio Renck

PESCARIA - A taquarense Elaine Schilling trouxe à redação do Panorama foto de sua pescaria realizada no final do ano passado. A atividade foi na praia, durante a virada do ano. Divulgação

CANALIZAÇÃO - A Secretaria de Obras de Taquara informou que está finalizando a canalização da rua Santa Rosa, no bairro de mesmo nome. Segundo o setor, o trecho de 700 metros que tinha ficado para atrás para a desobstrução de árvores, após canalizado, receberá calçamento.


PANORAMA REDAÇÃO

TAQUARA

Todos os sábados, às 14h, na Rádio Taquara

Comunidade ajuda em obra no interior

A Secretaria Distrital de Rio da Ilha, no interior de Taquara, realizou o alargamento da estrada velha de Morro Alto, que faz a ligação do distrito com a localidade de Vila Teresa. A obra, executada na semana passada, teve a participação voluntária de pessoas da comunidade. Segundo a Prefeitura, além do alargamento, a via recebeu patrolamento e ensaibramento, tendo, ainda, a colocação de canalização. Também foi providenciada a abertura de uma curva para dar mais segurança ao trânsito. A previsão é de que a obra diminua o deslocamento em quatro quilômetros. O prefeito Tito Lívio Jaeger Filho destacou a participação das pessoas da comunidade na execução da obra. Ele divulgou um agradecimento a cada um dos moradores pela ajuda com o trabalho. Segundo Titinho, o investimento foi de R$ 8,3 mil. Divulgação/Eduardo Vaz

Médicos de programa federal atenderão em quatro postos

Numa rápida solenidade, realizada no início da manhã de terça-feira, a Secretaria de Saúde de Taquara lançou o programa Mais Médicos. Por meio da iniciativa, em parceria com o governo federal, quatro postos de saúde passarão a contar com os médicos cubanos destinados a Taquara pelo Ministério da Saúde. Dois profissionais já estão atuando na localidade de Quilombo e outros dois começarão a trabalhar no posto do bairro Empresa. A unidade básica do bairro Santa Teresinha também receberá dois médicos, mas um deles será destinado ao posto do Mundo Novo assim que o prédio desta unidade for concluído pela empresa construtora. O ato desta semana foi coordenado pelo vice-prefeito e secretário de Saúde, Carlos Alberto Pimentel. Segundo ele, os médicos que vêm para a cidade por meio do programa federal ajudarão a mudar a dinâmica do atendimento à saúde, pois têm como foco a medicina de família. “Estes

A Secretaria Distrital de Padilha realizou, na semana passada, a canalização de vias da localidade de Passo da Ilha. Segundo o secretário Mário Pires e o coordenador das distritais, Newton Leão da Silva, foram colocados 100 canos e construídas três bocas de lobo visando ao escoamento da água da chuva. O prefeito Tito Lívio Jaeger Filho realizou vistoria (foto) aos trabalhos. O investimento foi de R$ 7,8 mil. Divulgação/Eduardo Vaz

Vinicius Linden

Autoridades, médicos cubanos e profissionais da saúde participaram do lançamento de programa no bairro Empresa

profissionais vão ao encontro dos pacientes com o olhar para identificar todas as causas que possam estar provocando a doença”, comentou o vice-prefeito. Pimentel esclareceu, porém, que os postos que receberão os novos médicos não terão qualquer alteração em sua dinâmica de trabalho, apenas contarão com um acréscimo de profissionais. “Os médicos vêm para somar e dar qualidade ao trabalho”, reforçou o secretário. Além de destacar como será o atendimento nos postos, Pimentel aproveitou

SÍNTESE DOS PROJETOS EM TRAMITAÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES

Estrada do interior recebe canalização

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

* Projetos aprovados na sessão extraordinária de terça-feira, dia 21, e que seguem para sanção do prefeito. - PROJETO NÚMERO 1, de autoria da Prefeitura de Taquara: altera lei municipal que autoriza o Executivo a contratar servidores para atuação na Secretaria Municipal de Saúde. A matéria aumenta para 13 as contratações emergenciais de técnico de enfermagem e para seis as de enfermeiro. - PROJETO NÚMERO 2, de autoria da Prefeitura de Taquara: altera lei municipal que instituiu o programa Aluguel Social. A matéria aumenta para R$ 350,00 por mês o benefício pago pela Secretaria de Assistência Social. - PROJETO NÚMERO 3, de autoria da Prefeitura de Taquara: altera lei municipal que autoriza o repasse de recursos aos profissionais do programa Mais Médicos. Pela matéria, a Prefeitura se responsabilizará pelo pagamento de aluguel, visando a garantia de moradia aos profissionais, no limite de R$ 1,5 mil por mês. * Projetos apresentados na sessão extraordinária de terça-feira, dia 21, mas que ainda aguardam votação. - PROJETO NÚMERO 4, de autoria da Prefeitura de Taquara: autoriza o Executivo a firmar convênio com a Comunidade Terapêutica Criar Vitória para a capina, limpeza de ruas e pintura de cordões. - PROJETO NÚMERO 5, de autoria da Prefeitura de Taquara: autoriza o Executivo a contratar agente de fiscalização de trânsito.

FABIANO TACACHI MATTE Advogado OAB/RS 67.432

Direito Previdenciário:

• Aposentadorias urbana e rural, • Pensão, • Auxílio-reclusão, • Desaposentação, • Tempo especial, • Benefício assistencial para o idoso e o deficiente, • Revisão de benefícios.

Direitos do Consumidor / Direito Administrativo Rua Guilherme Lahm, 1230/02 - Centro - Taquara/RS CEP: 95600-000 - Fone: 3542.4464

para pedir à comunidade dos bairros beneficiados que recebam bem os médicos em suas casas, destacando que os profissionais estão vindo de países distantes mais de cinco mil quilômetros e que precisam ser bem acolhidos. “Agradecemos muito o apoio dos médicos cubanos para que possamos dar o verdadeiro salto de qualidade na saúde de Taquara”, enfatizou Pimentel. Na mesma solenidade, foi formalizada a transferência de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a

Secretaria de Saúde. O veículo foi transferido em função de que o Samu recebeu ambulâncias novas no final de 2013. Segundo Pimentel, esta ambulância terá sede no posto do bairro Empresa e será utilizada no transporte dos profissionais do Mais Médicos, além do atendimento de casos definidos pela coordenação do posto. “Esta unidade foi recuperada e adaptada para apoiar as ações deste programa e do posto do bairro, mas não deve ser utilizada para outras funções que não sejam às da área de saúde”, destacou o vice-prefeito.

5

Legislativo devolve verba à Prefeitura A Câmara de Vereadores formalizou, recentemente, o repasse de R$ 22.694,48 à Prefeitura de Taquara. O montante, segundo o Legislativo, foi proveniente das economias da Câmara, que no ano passado esteve sob a presidência de Nelson Martins. “É muito bom para a cidade e para a comunidade mantermos esta parceria de cordialidade e entendimento entre os poderes”, destacou o prefeito Tito Lívio Jaeger Filho. Além do chefe do Executivo e do ex-presidente Nelson, a audiência de repasse teve a presença do atual presidente da Câmara, Arleu Oliveira, e do assessor jurídico do Legislativo, Hélio Cardoso Neto. Divulgação/Eduardo Vaz

Nelson, Arleu, Hélio e Titinho


6

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Comunidade Evangélica IECLB Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

“Não deixem de fazer o em e ajudar uns aos outros, pois são esses os sacrifícios que agradam a Deus” (Hebreus 13.16).

Amigos do Panorama! O objetivo da Igreja de Cristo é servir a Deus e ao próximo. A atuação do Espírito Santo não nos permite ficar inativos ou isolados. Lutero chegou a afirmar que a prática do amor a Deus só se dá através do amor ao próximo: “É lá que Deus é encontrado e amado”. Serviço ou diaconia é sempre uma ação amorosa em favor de outras pessoas. É uma atividade honrosa, sublime, edificante e indispensável no mundo. Os cristãos são chamados a amar a Deus e obedecem a este apelo divino servindo com os dons que receberam. O texto bíblico faz referência à prática do amor fraterno, à hospitalidade, à empatia com os encarcerados e com aqueles que sofrem maus tratos. A ação constante de fé e amor identifica o próprio Deus, torna conhecida a sua Igreja e aquece os corações de todos. Este é o sacrifício vivo que nos dignifica, nos dá razão para viver, agrada a Deus. É preciso perseguir este objetivo, lutar por ele, enfrentar barreiras, críticas. É necessário ter em mente e no coração a promoção do ser humano inteiro. É preciso fazer o bem e ajudar os outros. Pense nisto! Amém. P. Valmor Haag PROGRAMAÇÕES: Sábado, 25 de janeiro: Culto no Lar OASE, às 15 horas; Domingo, 26: Culto na Igreja da Paz (centro), às 9 horas.

LIMPEZA - A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos de Taquara informou o término da limpeza das ruas do distrito de Pega Fogo, no interior do município. Segundo o secretário João Luiz Ferreira, a localidade recebeu pintura dos cordões e a instalação de 40 luminárias.

Quanto se economiza fazendo reciclagem?

GERAL

PANORAMA

PLÁSTICO - 100 toneladas de plásticos reciclados evitam a extração de 1 tonelada de petróleo.

Base do SAMU em Taquara enfrenta alto número de trotes TAQUARA/PAROBÉ – Entre 15 a 20% dos chamados atendidos pela base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Taquara, no ano passado, foram trotes. A informação é do coordenador da unidade, que abrange também Parobé, o médico Fábio Strauss, 37 anos. Ele conta que as falsas ligações são um dos maiores entraves aos atendimentos, uma vez que impedem que os realmente necessários sejam realizados. Outro problema enfrentado pelos profissionais é a falta de sinal de telefonia móvel em lugares no interior das duas cidades. Todas as ligações realizadas para o SAMU são direcionadas a uma central do Estado, que fica em Porto Alegre, onde passam por um questionário. Fábio explica que a aplicação do interrogatório se deve para identificar quem está realizando uma falsa ligação ou realmente precisando de ajuda. “As perguntas são feitas por pessoas treinadas. Se não houvesse trote o atendimento seria muito mais rápido”, afirma. Passado isso, o atendente encaminha o telefonema a um médico responsável por auxiliar os pacientes, enquanto outro

Fotos: Cristiano Vargas

Equipe da base: por mês são realizados 170 chamados

profissional e uma equipe são deslocados aonde se necessite de atendimento. A base em Taquara realiza cerca 170 atendimentos ao mês, de acordo com Fábio. Os casos mais comuns são os clínicos, como dor no peito, falta de ar, perda de força, dificuldades respiratórias, crises convulsivas. “Em nível estadual, 30% dos casos se referem a traumas, como ferimentos por arma de fogo, arma branca, quedas e acidentes de trânsito”, revela. A equipe conta com duas ambulâncias, uma equipada com UTI móvel e outra básica, além de um médico, um enfermeiro, dois técnicos em enfermagem e dois condutores.

Em média, os profissionais levam entre cinco a sete minutos para chegarem da base até o local de atendimento. “Mas, isso varia. Se nos chamam no interior, podemos demorar um pouco mais. Quando chega um atendimento, largamos tudo o que estamos fazendo, independentemente do que seja, e vamos realizá-lo”, destaca Fábio. O coordenador comenta que, às vezes, algumas pessoas querem ir ao hospital, mas não têm condições, então ligam para o SAMU. “É sempre bom lembrar que os nossos atendimentos são de urgência e emergência. O SAMU não é taxi”, enfatiza.

Cíntia: vocação para enfermagem veio desde criança A vocação para trabalhar em atendimentos de urgência e emergência foi sentida desde criança pela técnica em enfermagem Cíntia Letícia Kerschner, 33 anos. Há quase uma década ela trabalha para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e diz amar 24 horas o que faz. Atualmente, cursa ensino superior em enfermagem nas Faculdades Integradas de Taquara (Faccat). Cíntia conta que quando tinha cinco anos de idade morava em Osório e sua casa

Cíntia diz se emocionar nos atendimentos envolvendo crianças

ficava na rua que interligava com a Estrada do Mar. Dali, diz que assistia os carros e

ambulâncias passarem em direção ao hospital da cidade. “Quando eu ouvia o barulho da sirene, às vezes, saía descalça e ia até o hospital. Queria estar lá quando eles descessem o paciente. Queria ver o que estava acontecendo. Até hoje me pergunto se fui eu que escolhi a enfermagem ou se foi ela quem me escolheu”, relata emocionada. Ela comenta que as chamadas envolvendo crianças sempre a impactam, e que nunca, apesar de todo treinamento, se está 100% emocio-

nalmente preparado. O caso mais recente lembrado por ela foi o acidente acontecido no início de julho passado na ERS-115, quando quatro pessoas, incluindo uma mãe e dois filhos, morreram. “Ficamos tocados sentimentalmente, porque nos envolvemos de alguma forma. O fato de querer ajudar ao próximo prestando este serviço é um meio que temos de viver por eles também. Uma vida é algo indescritível. É o que temos de melhor para buscar em nossos chamados”, destaca.

Bombeiros voluntários ficam sem auxílio da EGR No final de outubro passado, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) assinou convênio de cooperação técnica com o Estado, garantindo repassar ao Corpo de Bombeiros da Brigada Militar ambulâncias e equipamentos para o socorro às vítimas de acidentes em rodovias dos polos de pedágio assumidos pela estatal. A medida não contempla as guarnições de Bombeiros Voluntários, que reclamam de não receber orientações sobre como proceder aos chamados. Na visão do comandante dos Bombeiros Voluntários de Três Coroas, Augusto Dreher, os atendimentos deveriam acontecer por conta das corporações do Estado. “Estamos fazendo o serviço que não compete a nós, mas o realizamos para não deixar as pessoas na mão”, destaca, afirmando que aumentou em 30% o número de ocorrências na ERS-115 desde o começo do ano, e que a entidade está trabalhando no limite do possível. “Por enquanto, estamos conseguindo fazer os atendimentos. Mas, precisamos saber

quem irá pagar a conta dos gastos que temos em deslocamento”, enfatiza. O comandante dos Bombeiros Voluntário de Rolante, Paulo Ricardo Schonardie, lembra que os trabalhos realizados sempre aconteciam em conjunto com a concessionária que administrava as rodovias. “Nós deslocamos uma viatura para o resgate, mas ela não é equipada para isso. Não vamos deixar de atender por esse motivo. Estamos tendo um pouco de dificuldades”, salienta. Ele espera uma posição da EGR, para se saber se receberá algum veículo ou equipamento. Os bombeiros de Rolante atendem casos na ERS-474, que liga Rolante a Santo Antônio da Patrulha. A via teve pedágio assumido pela EGR há três semanas. A falta de orientações sobre como proceder nos atendimentos em rodovias também é percebida nos Bombeiros Voluntários de Igrejinha. Segundo o comandante Joni Rodrigo Feltes, a unidade continua atendendo aos chamados nas ERS’s-115, 020 e

239. “Estamos fazendo os atendimentos por consideração aos usuários. Tínhamos uma parceria com a concessionária antiga, que também nos cedia materiais. Até agora, a ERG não nos procurou”, alega. Ele falou que os chamados de acidentes de trânsito já eram atendidos pelos voluntários, exceto serviços como sinalização, remoção de pedras, galhos, corte de árvores, que agora também estão sendo solicitados. Procurado por Panorama, o responsável pelo 2º Comando Regional dos Bombeiros do Vale dos Sinos, coronel Vitor Hugo Konarsewscki, disse que o Estado não faz convênios com entidades voluntárias, cabendo isso às prefeituras. Ele falou que atendimentos devem ser solicitados pelo 193 ou Polícia Rodoviária Federal. “O efetivo será aumentado e os bombeiros militares receberão ambulâncias equipadas com UTI móvel e cursos de aperfeiçoamento”, explica. Ele falou que acredita que os veículos estejam nas corporações de 90 a 120 dias.

Estado busca funcionários para escolas

A segunda Coordenadoria Regional de Educação (CRE), com sede em São Leopoldo e abrangência no Vale do Paranhana, abriu inscrições para a contratação temporária de professores. O cadastro segue até a próxima terça-feira, dia 28, em vagas para especialistas de educação e funcionários de escolas. Segundo a CRE, as inscrições podem ser feitas pelo site da Secretaria Estadual de Educação (www.educacao.rs.gov.br), com entrega de documentos, em envelopes, na sede da Coordenadoria ou por Sedex. O cadastro também pode ser feito na sede da CRE, das 9 horas às 11h30min e das 14 às 17 horas.

EGR cadastra para isenções do pedágio TRÊS COROAS - A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) informou que teve início, na segunda-feira, o cadastro de motoristas com direito à passagem gratuita pela praça de pedágio da ERS-115, em Três Coroas. A medida irá beneficiar os moradores do município que necessitam cruzar a praça durante seu deslocamento cotidiano. Os interessados em obter o passe livre deverão preencher um formulário de isenção, disponível no site da EGR (www.egr. rs.gov.br) ou na sede da Prefeitura. No documento, os motoristas precisam informar dados pessoais e sobre o veículo, a frequência semanal com que passam pelo pedágio e o tipo de dispositivo de isenção que dispunham anteriormente: chip, TAG ou cartão. As informações serão analisadas pela EGR e, em caso de aprovação, o cartão de isenção será entregue na praça de pedágio no prazo de 15 dias a partir do pedido. O motorista beneficiado economizará R$ 5,90 para carros de passeio, tarifa cobrada pela EGR na praça três-coroense. CURSOS - Estão abertas as inscrições para as turmas de 2014 do treinamento de costura de calçados. O curso é oferecido para associados do Sindicato dos Sapateiros de Parobé e seus dependentes, mas quem não for sócio e tiver interesse poderá se inscrever em uma das vagas destinadas aos não-sócios, que são limitadas. Interessados devem comparecer no Centro de Desenvolvimento Profissional, no turno da tarde, das 13 às 17 horas, ou à noite, das 18 às 21 horas.


ALICE imóveis CRECI 20.749-j

TAQUARA: 3541.0400 PAROBÉ: 3543.6588 aliceimoveis@aliceimoveis.com.br

AQUI

Imobiliária Conveniada

REGIONAL

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

7

Fotos: Cristiano Vargas

TESES REVISIONAIS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Em frente à construção, presidente Luiz espera que as obras fiquem prontas até final de março

Parte contígua ao hospital servirá para a nutrição, com espaço e fluxos adequados

Hospital Dr. Oswaldo Diesel se prepara para aumentar em dez o número de leitos

TRÊS COROAS – A Fundação Hospitalar Dr. Oswaldo Diesel (FHDOD) está trabalhando na ampliação de sua estrutura e dos serviços prestados à comunidade. As obras da ala de nutrição e do prédio anexo, o qual está sendo adaptado para a saúde mental, começaram em outubro passado, e a previsão de conclusão é para o final de março. Serão investidos cerca de R$ 250 mil na construção de um espaço com 232 metros quadrados contíguos ao hospital, que receberá a parte de nutrição, com espaço e fluxos adequados, conforme prevê a Vigilância Sanitária. Dos valores investidos, o presidente da FHDOD, Luiz Fernando Carasai, conta que R$ 130 mil foram recebidos através da Consulta Popular, e o restante veio de recursos próprios e parcerias realizadas. Ao lado do hospital está se adaptando um prédio, chamado anexo, para atender a saúde mental dos moradores da cidade e região, com

disponibilidade de dez leitos divididos em alas para homens e mulheres. Haverá espaço de lazer para os atendidos com atividades recreativas. “A transferência dos pacientes de saúde mental para esta ala representará um aumento de vagas para o hospital, além de direcionar os mesmos a um lugar mais apropriado para tratamento de doenças relacionadas ao alcoolismo, drogadição, depressão. Haverá uma equipe multidisciplinar de especialistas formada por psicólogos, psiquiatra, assistente social, terapeuta, educador físico, dedicada somente para estes pacientes, além dos nossos profissionais gerais, como enfermeiros, técnicos de enfermagem, serventes, cozinheiras”, destaca. Atualmente, o hospital conta com a disponibilização de 50 leitos para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir da conclusão das obras, esse número irá subir para 60. Com isso, espera-se, também, mudar a capacidade da casa de saúde de pequeno para

médio porte, garantindo a vinda de mais recursos. “Queremos tornar o bloco cirúrgico referência regional para intervenções de pequena e média complexidade. Atualmente, atendemos tais cirurgias, mas só para pacientes de nosso município. Estamos em busca de funcionários treinados e capacitados para trabalhar cada vez mais com qualidade nesta e demais áreas de atendimento”, afirma. Luiz foi reeleito no final do ano passado para o terceiro mandato à frente da presidência da Fundação. Outra meta dele para sua próxima gestão é iniciar campanhas de bom relacionamento entre profissionais e pacientes. “Estamos fazendo reuniões, conversando, pedindo para que haja um bom atendimento. Se as pessoas forem bem atendidas, eliminamos reclamações pequenas e conseguimos melhorar o fluxo do nosso trabalho”, conta. Ele diz querer adquirir mais equipamentos e investir no quadro de pessoal.

Duas iniciativas recentes colaboraram com serviços e valores para o Hospital Dr. Oswaldo Diesel. A primeira foi no final de dezembro, quando uma equipe de 30 jovens escoteiros do II Mout Scout Interamericano no Brasil realizou pinturas em móveis hospitalares e organizou o jardim externo da frente do Hospital. A outra ação voluntária partiu da moradora três-coroense Dalila Sohne, 70 anos. No dia 18 de dezembro passado, ela comemorou seu aniversário e solicitou aos

convidados que lhe dessem os presentes em dinheiro. O valor arrecadado, R$ 1.175 mil, foi revertido ao Hospital. Na ocasião, a administradora da Fundação Hospitalar, Zilda Tizian, informou que tal valor será usado para aquisição de parte dos tecidos para confecção de roupas hospitalares, as quais devem ser adquiridas no mínimo duas vezes por ano. “Nada mal terminar e começar o ano assim, fazendo o bem sem olhar a quem”, destaca a administradora do Hospital, Zilda Tizian.

Divulgação

Parcerias voluntárias colaboram com a manutenção hospitalar

Dona Dalila entregando o cheque para Zilda, administradora do hospital

Governo volta a ser pressionado para medidas nas rodovias

O governo do Estado voltou a ser pressionado para a tomada de ações visando a segurança das rodovias do Vale do Paranhana. Nesta semana, os vereadores Eduardo Kohlrausch, de Taquara, e Josué da Rosa, de Igrejinha, acompanhados do presidente da Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agropecuária (Cics-VP), Roger Ritter, e do jornalista André Machado, participaram de reunião com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, João Vitor Domingues. Na pauta, vários pedidos relacionados à infraestrutura das ERS’s 020, 115 e 239. Segundo os representantes da região, foi solicitada a instalação de um semáforo próximo à rodoviária de Taquara, a fim de permitir que os ônibus possam sair direto na rodovia, além da instalação de redutores de velocidade e passarelas nas três rodovias. Além disso, foi formalizado o pedido para a construção de recuos nas rodovias e para uma solução imediata ao tráfego na ponte sobre o Rio dos Sinos, na ERS-020. O jornalista André Machado, que viabilizou o encontro com o secretário, disse que as demandas são urgentes. “Há alguns anos tenho ido com certa frequência ao Paranhana e identificado vários problemas das rodovias que passam pela região. Há muita insegurança e um grande fluxo de veículos que precisa ser

repensado, pois estas rodovias ligam partes importantes do Estado, como a Serra Gaúcha, a Região das Hortênsias e o litoral, além de ser rota de escoamento da produção gaúcha”, defendeu. O presidente da Cics-VP enalteceu a importância do Vale do Paranhana para a economia gaúcha, lembrando que a região é passagem obrigatória para a produção do Estado e se constitui, também, num caminho turístico. Os vereadores destacaram a criação de um grupo de legisladores municipais que tem debatido as demandas da região. Eduardo Kohlrausch bateu na tecla da implantação de lombadas eletrônicas, enquanto o vereador Josué defendeu ações de longo prazo, visando ao crescimento do Paranhana, sem esquecer de medidas emergenciais, como refúgios, lombadas eletrônicas e passarelas. Os representantes da região informaram que o secretário João Vitor determinaria

a realização de um diagnóstico das intervenções possíveis no Paranhana.

O QUE É QUALIDADE DE SEGURADO ? É comum dizer que determinada pessoa não teve direito a aposentadoria ou a auxílio-doença porque não tinha qualidade de segurado. Mas, afinal, o que é qualidade de segurado? Todas as pessoas que contribuem para a Previdência Social – seja pelo desconto da contribuição no salário, como no caso dos trabalhadores com carteira assinada, seja pelo recolhimento por meio de guia, como fazem os autônomos, são consideradas segurados. Quando param de contribuir por um determinado período, essas pessoas perdem a qualidade de segurado e, portanto, deixam de ter direito aos benefícios pagos pela Previdência Social, mesmo que cumpram as outras exigências como, por exemplo, estar incapacitadas para o trabalho no caso do auxílio-doença. PERÍODO DE GRAÇA Há situações em que os segurados ficam um período sem contribuir e, mesmo assim, têm direito aos benefícios previdenciários. É o chamado “período de graça” ou período de manutenção da qualidade de segurado. O prazo de manutenção da qualidade de segurado depende, principalmente, do tempo de contribuição antes da interrupção dos recolhimentos. Para quem contribuiu por menos de dez anos, a perda da qualidade de segurado ocorre 12 meses após a interrupção da contribuição. Já o “período de graça” para os trabalhadores que contribuíram por mais de dez anos é de 24 meses. Em ambos os casos, se a pessoa estiver recebendo seguro-desemprego, esses prazos são acrescidos de 12 meses. RECUPERANDO A QUALIDADE DE SEGURADO Para voltar a ter direito aos benefícios, o trabalhador que perdeu a qualidade de segurado terá de contribuir para a Previdência por, pelo menos, um terço do tempo mínimo exigido – a chamada carência – para cada tipo de benefício. No caso do auxílio-doença, por exemplo, a carência exigida é de 12 meses. Mas, para alguém que perdeu a qualidade de segurado, as contribuições anteriores só serão consideradas para a concessão do auxílio-doença se, depois de voltar a contribuir, houver, pelo menos, quatro novas contribuições. É importante observar que a perda da qualidade de segurado não é considerada para a concessão de alguns benefícios, como aposentadorias por tempo de contribuição e por idade. TRABALHO CONCOMITANTE EM DUAS EMPRESAS Algumas pessoas trabalham, ao mesmo tempo, em mais de uma empresa e contribuem, em todas elas, para a Previdência Social. Entretanto, é preciso esclarecer que o período trabalhado concomitantemente em mais de uma empresa não é somado para contagem de tempo de serviço. Assim, o trabalhador que tenha dois empregos não poderá contar esse tempo em dobro na hora de se aposentar. Essa regra, de impossibilidade de contagem em dobro, vale mesmo que os dois empregos sejam em regimes contributivos diferentes, como, por exemplo, um trabalho na iniciativa privada e outro no serviço público. Apesar de os tempos de serviço não poderem ser contados em dobro, as contribuições previdenciárias se somam para cálculo do salário de benefício até atingirem o teto contributivo, que atualmente é de R$ 4.392,00. Já no caso da pessoa que tem um emprego público e outro privado, há a possibilidade de ter direito a duas aposentadorias se ela completar todas os requisitos para o benefício em cada um dos regimes.

MAYSA ADVOGADOS OAB/RS 21.393

Especialista em Direito Previdenciário, Direito Cível, Direito Tributário e Direito Trabalhista Taquara - Pinheiro Machado, 1148 - 3541.1022 Rolante - Av. Getúlio Vargas, 196 9288.2928 | 9847.4554 Novo Hamburgo: Rua Gal. Daltro Filho, 2054, Hamburgo Velho - 3524.2810 Canoas - Av. Victor Barreto, 2896, Centro - 9989.7632 Gravatai - Av. Antônio G. Corrêa, 115, Sl. 6, Gal. Parque dos Anjos - 9989.7632 www.maysaadvogados.com.br maysa@maysaadvogados.com.br


SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

NA PRÓXIMA EDIÇÃO

Série especial sobre o Rio Paranhana terá continuidade, com aspectos relacionados a Três Coroas.

Estudos e intervenções têm mudado a situação do Rio Paranhana em Igrejinha Panorama dá sequência à publicação de série especial de matérias enfocando o Rio Paranhana. O trabalho vem trazendo à tona situações que envolvem o rio que dá nome à região. Nesta edição, detalhes do Paranhana em Igrejinha, com uma avaliação de lideranças ligadas ao tema e de moradores ribeirinhos.

Texto e fotos: Cristiano Vargas Estudos e ações realizados para corrigir problemas naturais causados pelo Rio Paranhana vêm mudando a situação de moradores de Igrejinha. Em entrevista ao Panorama, o secretário do Meio Ambiente e Planejamento, Jéferson Corá Lorenzão, disse que o município tem realizado desassoreamento do leito, contenção de erosão e desenvolvido alguns projetos para futuras intervenções. Jéferson salienta que Igrejinha tem uma característica diferente das demais cidades da região, pois é cortada de norte a sul pelo Paranhana. “Todos os bairros em que houve intervenções nós tivemos bons resultado. As últimas chuvas têm nos revelado isso, e esse é o resultado que esperamos”, afirma. Ele fa-

Lugar em que deveria haver mata ciliar serve para a agropecuária e sofre com a erosão

Jeferson diz que município busca ações pontuais no leito do Paranhana

lou que as ações no leito do rio levam em conta a questão financeira, priorizando medidas que sejam práticas e com custos baixos. Para o geólogo municipal, José Mauro Denardin, a qualidade da água, que em alguns pontos recebe esgoto

sanitário sem tratamento, o assoreamento, responsável pela formação de ilhas no meio do rio, e a erosão das barrancas são os três pilares que sustentam os problemas do Paranhana na cidade. “O assoreamento é natural. O rio desce a serra trazendo uma carga de sedimento muito grande. Na hora que ele chega à parte plana, perde a força e os materiais ficam depositados aqui”, disse. Uma das ações que mais tem dado bons resultados, na opinião do geólogo, é o dique construído no bairro Vila Nova, que permite fluir normalmente o arroio que passa no local, mesmo em épocas de cheias, evitando alagamentos. Outra medida destacada por ele foi a construção de um pequeno canal auxi-

liar no bairro Morada Verde, que entra em funcionamento quando o nível da água está alto. “Antes disso, fizemos a remoção de algumas ilhas e desassoreamento, para deixar a água correr. Estamos tentando, através de algumas medidas pontuais, conter a ação do rio”, complementa. No final do ano passado, foi realizado um levantamento dos pontos críticos do rio na cidade, a partir de uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufgrs), não gerando custo algum ao município. A partir disso, Jeferson espera conhecer os locais que merecem atenção e investimentos. “Estamos trabalhando com nossa própria realidade, buscando parcerias que possam nos beneficiar”, disse. Fotos: Reprodução/Google

Na imagem à esquerda, situação até 2011, quando ainda não havia dique na passagem do rio pelo bairro Vila Nova. À direita, foto atual mostra a estrutura construída pela Prefeitura.

Dique no Vila Nova tem amenizado alagamentos Uma das medidas tomadas por Igrejinha em meados de 2012, o dique do bairro Vila Nova tem agradado a população. A partir dessa iniciativa, o arroio que corta o local e deságua no Paranhana tem conseguido escoar normalmente, mesmo em períodos de cheias, contribuindo para que alagamentos não prejudiquem os moradores. O geólogo José Mauro Denardin contou que o rio faz uma curva de noventa graus onde deságua o cór-

rego do bairro, obstruindo a vazão deste nas cheias. “As águas do arroio represavam em consequência do alto nível do Paranhana em épocas de chuvas intensas ou prolongadas. Então, chegou-se à conclusão de que deveríamos construir um dique para preservar a foz do arroio e fazer com que ele conseguisse escoar”, disse. Na avaliação do secretário de Meio Ambiente e Planejamento, Jéferson Cora, o Vila Nova foi um dos bairros mais

beneficiados pelas ações que o município vem realizando no leito do Paranhana. “Ele normalmente era um dos mais afetados pelas cheias. Nós não podemos ver as pessoas perdendo suas coisas e pensar que isso é normal. Temos que transformar o rio de um problema em uma parceira”, disse. Denardin explicou que na área aterrada para a construção do dique será feito um trabalho de revitalização, para que os moradores possam usufruir do espaço.

Mauro conta que, depois das obras, arroio tem fluido normalmente nas cheias

GERAL

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

9

ALICE imóveis CRECI 20.749-j

AVALIAÇÃO DO DIQUE Tatiane de Souza Thomas, 27 anos, há nove mora na rua Sete de Julho, à margem do Rio Paranhana – “Em épocas de cheias, a água chegava a entrar dentro de casa. Depois que fizeram o dique, o rio não saiu mais. Em agosto, o rio subiu bastante, mas a água chegou só até a rua. Foi muito bom o que fizeram, mas eu acho que ainda falta muito a ser feito. Não adianta fazer uma vez, tem que manter o rio limpo sempre.” Maria Cavalet, 44 anos, há 18 mora na rua Rainoldo Schimitt, rua próxima ao rio – “Antes do dique, quando chovia, vinha água do arroio para dentro das casas. Aqui onde eu moro já chegou a um metro de altura. A última vez que teve alagamento foi em 2010. Depois, a água vinha só até a rua. Pra mim, o que fizeram foi muito bom, porque foi uma solução para um problema que tínhamos todos os anos. Quanto mais coisas fizerem, não só para os moradores daqui, melhor.” Aguedina Fernandes dos Santos, 40 anos, há 17 mora na rua Nicolau, nos fundos do córrego que corta o bairro – “Logo que vim morar aqui, quando tinha enchente, era impossível passar na rua. Já chegou a dar um palmo de água dentro de casa. Agora, depois do dique, melhorou bastante. Este ano foi bem tranquilo, o arroio não transbordou, nem no pátio a água chegou. Se não tivessem feito aquilo, teríamos ficado alagados. Espero que melhorem mais nosso rio, porque tem lugares onde ainda alaga.”

Alessandra: manutenção do rio precisa ser contínua A coordenadora municipal da Defesa do Civil, Alessandra Azambuja, contou, em entrevista ao Panorama, que intervenções no leito do rio precisam ser feitas periodicamente. Isso porque, na explicação dela, a cada cheia o Paranhana apresenta novas variações. “O rio é dinâmico, a cada dia ele traz coisas novas”, argumenta. Alessandra falou que o município está trabalhando com prevenção e minimização de desastres naturais causados pelo rio, através de obras feitas nele. Ela disse que em outubro foi realizada uma descida pelo rio, com o objetivo de coletar dados para estudos de intervenções a serem feitas. “Precisamos de uma manutenção constante, porque o que tu retiras hoje, amanhã já está de volta ao rio. Não dá para fazer e parar. É preciso um trabalho contínuo”. A coordenadora lembrou que Igrejinha é banhada por 11 arroios, além do Paranha-

ROLANTE - O prefeito Ademir Gonçalves, juntamente com o vice-prefeito Régis Zimmer, assinou, na sexta-feira passada, convênio para um investimento em rede de esgotamento sanitário na cidade. Ao todo, as obras consumirão R$ 18.350.110,16, em verba obtida junto ao Ministério das Cidades, por meio do programa de saneamento básico. Será construída uma estação de tratamento de esgoto, além de estações elevatórias e redes de esgotamento sanitário pela cidade. A parceria foi firmada com o gerente da Superintendência do Vale dos Sinos da Caixa Econômica Federal, Roque Arno Schneider, e com a gerente-geral da agência da Caixa em Rolante, Maria Izabel Timmen Raymundo. “Foi muito difícil conseguirmos este recurso. Trabalhamos incansavelmente

Divulgação/Edna Cardoso

Prefeito e vice, acompanhados de autoridades, assinaram parceria com gerência da Caixa Federal

durante oito meses. Esta conquista é resultado do trabalho da equipe de engenharia da Prefeitura e também do apoio que tivemos da Caixa. Com este recurso, vamos conseguir ter esgotamento sanitário em todo o centro da cidade, nos bairros Grassmann, Piccadilly e Contestado, correspondendo a 60% do município. Vamos asfaltar a avenida Coronel

João Linck depois que o esgoto estiver pronto. Além disso, já estamos desenvolvendo projetos para obtermos recursos para os bairros Rio Branco e Imocasa. Poucos municípios conseguem assinar contratos deste porte. Esta é uma obra que ficará embaixo do chão, que vamos ser criticados por causar transtornos na cidade, mas que trará mais qualidade

de vida à comunidade”, salientou Gonçalves. Schneider comentou que é raro a Caixa assinar um único contrato de um valor como este, lembrando que para que o município consiga recursos é preciso estar com as contas em dia e ter uma equipe técnica para projetos. “Hoje no governo federal tem muito mais projetos do que recursos, por isso que é preciso ter bons projetos. Temos muitos outros contratos para assinar com Rolante no mês de fevereiro”, anunciou o representante da Caixa. Participaram do evento, também, o presidente da Câmara de Vereadores, José Renato Wesz, demais vereadores, Moisés Barbieri, representando o gerente da Corsan de Rolante, Jairo Reichert, secretário de Meio Ambiente e Saneamento, Jorge Fischer, e demais secretários municipais.

Município implantará quatro núcleos de policiamento comunitário PAROBÉ – Através de uma parceria entre Prefeitura e governo do Estado, o município deve implantar ainda neste mês o programa de policiamento comunitário. A iniciativa objetiva gerar um contato mais próximo entre agentes policiais e comunidade. Para tanto, os bairros de Parobé irão se dividir em quatro núcleos de policiamento. Para o comandante da Brigada Militar, capitão Aparício Renner da Silva, a adoção do programa significa uma inversão de paradigmas e a descentralização da polícia, uma vez que os agentes serão levados para dentro dos bairros e de lá virão as demandas. “Os policiais terão um contato direto com a comunidade. Cada núcleo, que terá de três a quatro soldados, fará rondas em seus bairros fixos e, inclusive, des-

Renner: iniciativa busca a prevenção de incidentes em parceria com a comunidade parobeense

tinará um tempo para se aproximar das pessoas, visitando comércios e residências, ganhando a confiança dos cidadãos. Além disso, periodicamente

faremos reuniões com as comunidades para avaliar como está o serviço e as necessidades de cada localidade. Estamos investindo em um policiamento preventivo”, afirmou o capitão. As viaturas e equipamentos para uso dos soldados devem ser repassados pelo governo estadual nos próximos dias. Já a Prefeitura entrará com um convênio para pagar o aluguel dos policiais, uma vez que eles residirão em um dos bairros em que atuarem. “Queremos que as pessoas conheçam os brigadianos pelo nome”, disse Renner. O município está sendo pioneiro no Paranhana a adotar o policiamento e o lançamento oficial da iniciativa está previsto para acontecer na próxima terça-feira, dia 28, às 9 horas, na Rua Coberta.

Feira da Melancia vendeu 143 toneladas da fruta Alessandra: intervenções vêm minimizando estrago com cheias

na. Por isso, a necessidade de manutenção constante do rio. “Em breve, contaremos com quatro estações pluviométricas, que ficarão online para que qualquer pessoa possa ter todos os dados de volume de chuva. Isso vai servir para prevenir enxurradas, alagamentos e deslizamentos”, destacou, lembrando, também, que a cidade está entrando no programa Cidades Resilientes, que busca preparar e capacitar o município para agir em casos de desastres naturais.

DRAGAGEM - A Secretaria de Obras informou que iniciou, na segunda semana do ano, o trabalho de dragagem do Rio Paranhana. De acordo com o secretário, Dirceu Linden, será realizada a retirada de algumas ilhas que trancam o fluxo normal do rio e que se formam a partir de acúmulos de galhos, pedras e terra. O prefeito Joel Wilhelm enfatizou os serviços como necessários para minimizar os problemas de cheias e a erosão das margens. "Quem conhece Igrejinha sabe que não podemos garantir para a população o fim das enchentes, mas temos a responsabilidade de diminuir as suas consequências e os transtornos", declarou.

TAQUARA: 3541.0400 PAROBÉ: 3543.6588 aliceimoveis@aliceimoveis.com.br

AQUI

Imobiliária Conveniada

Rolante receberá R$ 18 milhões para investimentos no sistema de esgoto

Guilherme Augusto

8

PANORAMA

PAROBÉ – A Feira da Melancia encerrou a sua oitava edição no final de semana passado com um saldo de 143 toneladas de fruta comercializada. O resultado agradou aos organizadores, que, durante a semana, contabilizavam os lucros da festa. O evento contou com a participação de 12 famílias de produtores rurais da cidade, além de outras cinco que venderam produtos coloniais. De acordo com a diretora do Desenvolvimento Rural e coordenadora do evento, Adriana Pereira, antes da feira os agricultores receberam o acompanhamento da pasta e da Emater. Ela informou que, além da melancia, foram vendidas 550 unidades

de melão, 850 de morangas, 7.700 espigas de milho verde, 2.820 quilos de feijão. “Superamos todas as vendas de outras edições da festa. Tivemos a satisfação dos produtores e também a do público”, destaca. Para o próximo ano, Adriana diz que a secretaria está cogitando a possibilidade de incluir o voluntariado à festa, para que a comunidade contribua na decoração, limpeza e organização do evento. “Também, para auxiliar entidades, revertendo o que for arrecadado com vendas nos bares instalados na feira, tornando-a mais social”, comentou.

Pronatec tem 450 vagas em cursos

Solicitada a manutenção de linha de ônibus metropolitana

PAROBÉ - A Prefeitura informou que estão abertas as inscrições para os cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O cadastro pode ser realizado na Secretaria de Assistência Social, situada na rua Vera Cruz, número 701. Segundo a administração municipal, neste ano serão ofertadas 450 vagas, em 22 cursos ministrados em parceria com o Senai, Senac e Instituto Federal do Rio Grande do Sul. A relação dos cursos oferecidos pelo Pronatec está publicada no site do Jornal Panorama.

Sindicato distribui kits escolares

PAROBÉ – Teve início, na segunda-feira, uma das ações beneficentes mais antigas do Sindicato dos Sapateiros de Parobé: a distribuição de kits escolares. Segundo o presidente João Nadir Pires, serão cerca de quatro mil kits em versões diferentes para estudantes dos ensinos fundamental e médio. O material é entregue a associados que estejam em dia com a mensalidade do sindicato. Os interessados devem apresentar, também, o comprovante de matrícula dos filhos e dependentes e podem retirar os kits na secretaria do sindicato.

PAROBÉ - O diretor de trânsito de Parobé, Luiz Carlos Machado, e a assessora técnica do setor, Luciana Angeli, participaram de uma reunião com o diretor da empresa Citral, Ricardo Neumann, no último dia 16. Na ocasião, abordaram questões relativas à linha de transporte metropolitano TM4 (Taquara-Dois Irmãos), suspensa em dezembro, e sobre o passe livre estudantil. O diretor da Citral disse que a suspensão da linha TM4 foi determinada pela Metroplan e acrescentou que a empresa está à disposição para adequações das linhas que permanecem visando ao atendimento da demanda dos usuários do antigo itinerário. Sobre o passe livre, Neumann informou que o benefício está sendo regulamentado pela Citral e deverá passar a valer dentro do prazo estipulado pelo governo do Estado. VEÍCULOS - A Prefeitura de Igrejinha recebeu, na semana passada, dois automóveis Fiesta. Um deles foi destinado à Secretaria de Saúde e o outro para a Secretaria de Meio Ambiente.

negocios@jornalpanorama.com.br Divulgação

ECOVALOR, empresa de consultoria em sustentabilidade e meio ambiente com sede em Taquara, tem assessorado diversas empresas a elaborar o seu relatório de sustentabilidade, seguindo diretrizes internacionais, como o Global Reporting Initiative (GRI). Segundo Elias da Silveira Neto (foto), sócio e diretor da Ecovalor, por meio deste relatório as empresas reportam para consumidores, investidores, parceiros, imprensa, entre outros, suas ações econômicas, sociais e ambientais, como forma de agregar valor à marca e melhorar o relacionamento. “A utilização de um padrão para reportar os dados, o mesmo usado pelas principais empresas do mundo, dá credibilidade ao trabalho”, reforçou Elias. Recentemente, a Ecovalor trabalhou no relatório de sustentabilidade da Usaflex, de Igrejinha. O material das ações sustentáveis da indústria calçadista pode ser conferido no site www.usaflex.com. br/sustentabilidade. O relatório enfoca as atividades voltadas às pessoas, colaboradores, equipes de segurança, parceiros institucionais, pesquisa, mercado, gestão ambiental e destino de resíduos sólidos. Vinicius Linden

RITMO VEÍCULOS, de Taquara, está, desde o começo deste mês, sob a gerência de Otto Luiz Laux (foto), 51 anos, que veio de Novo Hamburgo para atuar em Taquara. Conhecedor da região, pois sua mãe é de Taquara e o pai de Rolante, Otto disse ao Panorama que tem sido muito bem recebido no Paranhana, com receptividade extremamente positiva dos clientes da concessionária. Destacou a confiança da marca Fiat como um dos principais motivos para o resultado positivo da Ritmo em Taquara, lançando a meta de vender até 1,2 mil carros neste ano. O gerente da concessionária também ressaltou a importância do trabalho de pós-venda e o diferencial de preços competitivos da Ritmo. 40 GRAUS é o título da feira de calçados e acessórios que a Merkator Eventos realizará no Rio Grande do Norte, de 11 a 13 de março. Diversas marcas de calçados do Vale do Paranhana confirmaram presença no evento, que chega à sua segunda edição neste ano. O presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Três Coroas, Rogério Müller, destaca a importância da proximidade entre a indústria e o consumidor com o objetivo de atender às demandas e suprir às necessidades de cada mercado. “É importante nos aproximarmos cada vez mais com o Norte e o Nordeste do Brasil. São regiões que ajudam a fortalecer o setor calçadista em nosso país”, destacou Müller. O presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Igrejinha, Renato Klein, concorda com a opinião e acrescenta que este movimento atende às necessidades do varejo no país. “Cada vez mais o mercado interno cresce e ganha destaque e esta feira vem auxiliar numa maior aproximação da indústria com os seus clientes”, finalizou Klein.

ASSESSORIA IMOBILIÁRIA

Rua Júlio de Castilhos, 2689 - Sala B - Fone: 3541.5900 - Taquara www.projeta.imb.br


10

DIET

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Comunidade Kyrios promove peregrinação até Minas

Do meu tuíter @Plinio_Zingano -- Na lista de material escolar, há sempre uma ausência: a vontade de estar na escola.

ROLEZINHO A notícia da moda é o rolezinho. A palavra não estava dicionarizada até o início de dezembro. Pelo menos, não encontrei nos dicionários pesquisados. Está lá a sua matriz, o “rolé”, que recebeu a simpática forma diminutiva, criando-se, assim, algo macio, pelo qual se tem carinho. Partindo do conceito original de “dar uma volta”, “fazer um passeio”, com a ajuda dos meios eletrônicos de comunicação, aconteceu uma mutação semântica. Daí em diante, passou a designar o passeio de multidões. Logo estará nos dicionários. Mas, gente, “rolezinho” é tão suspeita quanto a poética denominação de “jovem infrator” para bandidos com menos de 18 anos. Na realidade, não é obrigatória essa comparação e eu a fiz só para dar um exemplo de como o uso de palavras pode nos iludir quanto àquilo pretendido. Deixem-me contar uma história acontecida na década de 1960 em Porto Alegre. Em julho de 1963, a gaúcha Ieda Maria Vargas foi eleita Miss Universo em Miami, Estados Unidos. Hoje, talvez esse tipo de concurso já não tenha tanto apelo popular, mas, naquela época, foi um grande feito, semelhante à conquista da Copa do Mundo de Futebol, vencida um ano antes no Chile pela seleção brasileira. O retorno à pátria seria, e foi, tão avassalador quanto a volta da seleção, com uma diferença importante: num time de futebol, são muitos os pontos de atração, os jogadores e a comissão técnica. No caso da Miss Universo, havia um objetivo apenas, a misse. E como era bonita! Foi apoteótico! Acontece que a chegada a Porto Alegre se daria à tarde, em pleno horário escolar. Logo começaram os boatos de que as aulas seriam suspensas para todos poderem assistir ao desfile, feito em carro aberto, entre o aeroporto e, obviamente, o palácio do governo estadual. No Julinho (o Colégio Estadual Júlio de Castilhos), entretanto, era mesmo só um boato. Nada indicava uma possível suspensão dos trabalhos. Então, junto com mais alguns colegas de turma, fiz algo de que, ao longo da minha vida, não tenho sentido orgulho: começamos a gritar, diante da portaria do colégio, “não entra!, não entra!”. Logo estavam todos os alunos gritando. A contragosto da direção, as aulas foram suspensas. Fomos para a Avenida Farrapos receber a bela Ieda. Vocês entenderam? Eu participei de um rolezinho, embora à moda de cinquenta anos atrás, sem internete. Nós, na realidade, queríamos o que querem os jovens de hoje. Queríamos passear. Porém – e este é o perigo quando se trata dos rolezinhos –, quase aconteceu a passagem da fase “jovens sadios querendo se divertir” para a fase “turba descontrolada”. E é, justamente, essa parte a temida pelos xópins, não importam as admoestações de ministros e as bonachonas análises da turma das borboletas e passarinhos. Antes que os fofos “rolezinhos” se transformem em ásperos “arrastões”, barba de molho!

PAROBÉ - A Comunidade Católica Kyrios deu início, nesta quinta-feira, à peregrinação de espiritualidade até o município de Pequeri, em Minas Gerais. A cidade é popular na região por ser a terra natal do cônego José Roberto Côrrea, atual pároco de Taquara. O roteiro inclui passeios no Santuário de Aparecida do Norte, em São Paulo, e uma visita ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

Conforme a fundadora da Comunidade Kyrios, Miram Guilhermano, a espiritualidade será o destaque de toda a peregrinação. “Será mais uma grande viagem em que seremos recebidos por toda a cidade com muito carinho e alegria. Já fomos até lá em outras ocasiões e quem vai uma vez sabe que é inesquecível”, comentou Mirim. O retorno está marcado para o dia 28 deste mês.

PARALELAS por Roseli Santos rose@faccat.br

Q

Passagem para Marte

ue espaço ocupamos no mundo? Este mesmo, abarrotado de gente, que eu observo daqui, sob sol escaldante contemplando um mar azul, de poucas ondas, algo raro por estas bandas do litoral norte. Não me refiro apenas ao espaço físico, já escasso entre milhares de guarda-sóis que abrigam adultos e, pelo que percebo, cada vez mais crianças. O espaço que ocupamos, além dos metros quadrados que nos cabem neste latifúndio, tem uma relevância muito maior sob o olhar socioeconômico e cultural. Quando nos locomovemos, para onde vamos? O que queremos preenchendo essas lacunas, brechas de vida, de sociabilidade, para as quais nem todos estão convidados? Para além dos condomínios e resorts fechados, que proliferam cada vez mais por todo o litoral brasileiro, alguns até com praias particulares (como se isso fosse legalmente possível), há uma mensagem subliminar de medo e de exclusão ao mesmo tempo. São feudos, capitanias hereditárias para os que idolatram o Rei Capital. Mais ou menos como os shoppings, as praias estão sendo loteadas para os que podem pagar por isso, mas acima de tudo, para os que não querem mais contato com uma sociedade violenta, sim, embora em desigualdade extrema com o que ali ostentam. Melhor afastar, se enclausurar em grades e muros, nem que para isso não se veja mais o mar, ainda que a uma quadra da areia. Os rolezinhos, inicialmente organizados por jovens taxados como marginais (e provavelmente alguns se aproveitaram disso para reforçar ainda mais essa condição, como nos ditos movimentos de protes-

tos ocorridos recentemente, onde os infiltrados eram de classe média ou alta e avacalharam mais do que reivindicaram o que quer que seja) ocupam o espaço de quem? E os ditos farofeiros que chegam à praia no final de semana incomodam a quem? Como permitiram a chegada dessa gente assim, de repente, sem ser previamente convidada? A quem eles mais perturbam? À ordem pública ou a você e a mim, que queremos estender o jardim da nossa casa aonde quer que vamos, seja na serra, na praia ou no shopping? São questionamentos que me ocorrem aqui, à beira-mar, sentada tranquilamente, desfrutando de uma leve brisa, juntamente com tantas pessoas que se refrescam nesta orla do Oceano Atlântico. E penso que isso me basta por hoje, diante do sorriso dos gêmeos que, ao meu lado, correm para o colo do avô depois do banho de mar, saciando a sede com o suco servido ainda na mamadeira. Logo adiante, um casal de idosos se abraça para não ser derrubado pelas ondas, aconchego mútuo cultivado vida afora. E não muito longe dali, um adolescente acerta uma bolada na pessoa que passa distraída e reclama da falta de educação do jovem que, sem querer, perturbou o sossego de quem não deveria ter circulado além de seu jardim. A vida como ela é nos oferece isso e muito mais. Basta saber qual o espaço que ocupamos neste mundo e permitir que os outros possam ocupar o seu, lado a lado, talvez, nesta imensa faixa de areia lotada que se tornou este planeta e, do qual, não temos para onde fugir. A não ser que você já tenha comprado sua passagem para Marte.

Divulgação

Comitiva que estuda Paulo Freire foi composta por 11 integrantes

Grupo de Estudos participou de evento em Rio Grande

TAQUARA - Os integrantes do Grupo de Estudos Paulo Freire (GEPF) das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) participaram, no mês de dezembro, do VII Seminário Nacional Diálogos em Paulo Freire, em Rio Grande. A delegação de 11 representantes da Faccat foi integrada por alunos, professores das escolas de educação básica e, ainda, pelo secretário de Educação de Igrejinha, Luís Carlos Trombetta, e pelos os professores coordenadores do GEPF, Márcia Cavalcante e Sérgio Trombetta. Conforme Márcia Cavalcante, o seminário teve como tema central “A educação do/a trabalhador/a” e mobilizou cerca de 300 pessoas de diversas universidades do Estado. O Grupo de Estudos Paulo Freire é uma iniciativa da Faculdade de Educação da Faccat e reúne professores, alunos e interessados em debater temas relacionados à educação popular e movimentos sociais, desde novembro de 2011.

Duas garotas deliciosas

posto que pensou bobagem quando leu o título aciA ma, né? Será que o Haiml falará sobre as meninas do Concurso Garota Panorama? Lamento. O assunto não é esse.

Há alguns anos, as bibliotecas das escolas municipais estão sendo premiadas com verdadeiros tesouros literários. O bom é que tais obras não são apenas dirigidas à faixa infanto-juvenil, mas vem bastante literatura também para adultos. E aqui, colegas, não falo de livros teóricos e de exercícios, mas de literatura prazerosa. Não que certos livros adolescentes e infantis não agradem, também, aos maiores. Eu curto os volumes de Percy Jackson, por exemplo, e os livros que minha pequena Isabella e eu lemos juntos. Os caixões que chegam às escolas trazem histórias inéditas, adaptações de histórias famosas, e vem poema, teatro, conto, novela, romance e até quadrinhos, tudo ricamente ilustrado em estilos gráficos das mais diferentes características e técnicas, e tudo impresso em texturas de alta qualidade, coisa de - perdoem a expressão - babar. Foi num desses pacotes que achei, entre outras tantas coisas legais que ainda pretendo comentar, um dos livros que estou deliciosamente saboreando e já considerando um dos melhores que li em minha vida, “Anne de Green Gables”, de L. M. Montgomery. Anne Shirley tem 11 anos e está órfã, um engano a leva a um casal de irmãos solteirões - eles tinham pedido um menino – o que ocorre em Avonlea, um encantador vilarejo no Canadá. Será que vão querer ficar com Anne? O texto perspicaz e poético narra situações e compõe exteriores e interiores de personagens e cenários de forma a se tornarem inesquecíveis a quem os lê. Anne tem uma percepção apurada das coisas e um jeito apaixonante de não desistir delas, de driblar os empecilhos que surgem em seu caminho; lembra Pipi Meia-Longa - outra personagem menina que adorei conhecer, e que também encontrei nestas caixas enviadas às escolas. Ambas são ruivas, sardentas e enxergam o mundo com uma sabedoria, uma sensibilidade e uma riqueza interior que são preciosas lições de vida, mas enquanto o texto do mundo de Pipi avança adentro do absurdo, em situações impossíveis, e ela parece não conhecer a tristeza, Anne, mais na real, se decepciona, sofre, chora. A autora Lucy Maud Montgomery (1874-1942), formada em Literatura, tem vários romances, quinhentas histórias curtas, poemas e sete livros com a personagem Anne – a quem espero, público e crítica descubram e divulguem pelos meios internéticos de hoje. Quem sabe as editoras nos tragam os dias futuros das aventuras de Anne Shirley.


A cobertura diária do plantão policial no Vale do Paranhana você pode acompanhar pela Rádio Taquara e através do site do Jornal Panorama (www.jornalpanorama.com.br).

POLÍCIA

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Banco sofre arrombamento na madrugada TAQUARA - A agência do Banco Santander, situada na rua Júlio de Castilhos, foi alvo de arrombamento na madrugada do último dia 17. Segundo ocorrência policial, um trio invadiu o estabelecimento por volta de 1 hora da madrugada e, usando um maçarico, violou um caixa eletrônico do setor de autoatendimento. Os bandidos fugiram ainda durante a madrugada e o fato só foi percebido por um cliente, que chegou à agência bancária na manhã do dia 17. Ele acionou a Brigada Militar, que isolou o local para a perícia. O banco Santander não confirmou se foi levado algum dinheiro do caixa eletrônico (foto). No sábado, três homens foram presos em Nova Hartz, por tentativa de arrombamento a um sítio. Eles são suspeitos de envolvimento no furto em Taquara, mas a ligação entre os casos ainda estava sendo investigada pela Polícia Civil. As imagens das câmeras de vigilância do banco foram anexadas à investigação. Divulgação/PC

Duas mulheres tentam assaltar motorista de táxi

Mário Adams foi vítima de acidente em Rio da Ilha

Jairo Boeira morreu em colisão na Serra Gaúcha

Marcelo Kasper foi morto a tiros no meio da rua

Oli Guedes foi assassinado em sua própria residência

Trânsito e homicídios provocam quatro mortes no Vale do Paranhana REGIÃO - Pelo menos quatro pessoas perderam a vida em situações violentas, nos últimos dias, em municípios do Vale do Paranhana. Foram registrados dois homicídios e dois acidentes de trânsito com vítimas fatais. Na lista de mortes violentas, a primeira delas foi registrada por volta de 11 horas do último dia 16, na rua Arthur Wallauer, no bairro Cohab, em Igrejinha. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi identificada como Marcelo Pereira Kasper, 23 anos. Ele foi atingido por três disparos. O delegado titular de Igrejinha, Ivanir Calliari, explicou que o crime foi no meio da rua e durante o dia. Além disso, segundo ele, diversas pessoas teriam presenciado o fato e apontaram um suspeito. As três filhas da vítima, segundo o delegado, também presenciaram o assassinato. Ainda no meio desta semana, a Polícia Civil trabalhava na investigação do homicídio.

Já no final de semana, foram registrados os dois acidentes com vítimas fatais. No sábado, por volta de 19 horas, Mário Luís Zimmermann Adams, 28 anos, perdeu a vida na localidade de Rio da Ilha, no interior de Taquara. Segundo a ocorrência policial, ele conduzia o Chevette, placas IAU-9204, retornando do interior, quando perdeu o controle do veículo e bateu num barranco. Além disso, segundo o depoimento de testemunhas, o carro dele chegou a capotar duas vezes. Mário morreu no local e outros dois ocupantes do carro ficaram feridos, sem gravidade. Casado e pai de dois filhos, a vítima morava no bairro Santa Maria, em Taquara. Outro acidente com vítima fatal aconteceu na Serra Gaúcha, mas vitimou um morador de Igrejinha. O fato foi por volta de 11 horas do domingo, na RSC-470, em Bento Gonçalves. Bateram um caminhão e uma motoci-

cleta no quilômetro 198 da rodovia, no sentido Bento Gonçalves-Veranópolis. A moto pegou fogo após a colisão. O piloto Jairo Bento da Silva Boeira, 38 anos, morador de Igrejinha, morreu no local. Em Parobé, foi registrado o segundo homicídio da semana. Um homem de 47 anos foi morto a tiros na tarde de terça-feira, na rua 24 de Outubro, no bairro Palmeiras. A Brigada Militar foi acionada ao local, mas encontrou Oli Guedes sem vida. Segundo a Polícia Civil, há informações de que dois homens passaram próximo à casa em que ocorreu o crime numa motocicleta vermelha. Os policiais, trabalham para apurar o caso, mas ainda não possuem suspeitos. O delegado titular de Parobé, Rosalino Seara, informou que os depoimentos de testemunhas e pessoas próximas à vítima serão essenciais para ajudar a esclarecer o homicídio.

Acidentes de trânsito deixam vários feridos

Preso por suspeita de roubo a banco

PAROBÉ - Agentes da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam, no domingo passado, um homem de 30 anos em Parobé. Segundo a Polícia Civil, o acusado tem diversas passagens por roubo, furto qualificado e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi capturado em cumprimento a mandado de prisão preventiva por assalto a banco em Sarandi. A Polícia Civil não informou o nome do acusado. DROGAS - Um adolescente de 17 anos foi flagrado vendendo drogas, na madrugada de segunda-feira, na rua Mundo Novo, em Taquara. O rapaz foi descoberto em abordagem da Brigada Militar e, com ele, estavam 66 pedras de crack e seis buchas de cocaína. O adolescente foi detido e apresentado na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) de Taquara.

11

REGIÃO - Ocorrências de trânsito registradas no Vale do Paranhana deixaram várias pessoas feridas. Por volta de 17 horas do último dia 17, um adolescente se envolveu em ocorrência na rua Nilo Peçanha, no bairro Cohab, em Parobé, próximo ao Parque do Festejando. Segundo a ocorrência, o menor de 16 anos dirigia um Chevette que se perdeu numa curva e avançou na contramão, batendo contra uma motocicleta. Ficaram feridos o condutor da moto e uma caroneira. O carro Chevette foi apreendido pois estava com licenciamento vencido e o adolescente apresentado para registro de ocorrência. Ainda em Parobé, outros três acidentes foram registrados no domingo. Por volta de 16 horas, na rua Artur

Lehnen, no Centro, Ramon da Rosa, 19 anos, conduzia sua moto no sentido Centro -Bairro quando, na esquina com a rua João Correa, cruzou no semáforo com o sinal a seu favor. Contudo, o motociclista foi atingido por um automóvel que cruzou o sinal vermelho e fugiu sem prestar socorro. Em virtude do acidente, Ramon teve lesões na perna e quadril, sendo atendido no Hospital São Francisco de Assis. Já por volta de 17h50min, uma adolescente de 16 anos, que conduzia uma motocicleta, sofreu ferimentos ao bater num carro. O acidente aconteceu na rua João Mossmann, no Centro. A adolescente foi medicada no Hospital de Parobé. Por volta de 22 horas do domingo, outra colisão deixou quatro pessoas feridas na

CONFUSÃO - Um adolescente conduzindo uma motocicleta causou confusão durante perseguição. O fato aconteceu por volta de 9h30min do último dia 17, quando a Polícia Rodoviária, em patrulhamento, percebeu quatro motos em alta velocidade próximo à ponte sobre o Rio dos Sinos, na ERS-020, em Taquara. Os policiais passaram a acompanhar as motos, sendo que três delas obedeceram ao sinal para que parassem. Contudo, uma das motocicletas seguiu em fuga, sendo acompa-

rua Coronel João Correa, no centro de Parobé. Bateram o automóvel Kadett, placas IHL-4487, conduzido por Leonardo Felipe Trombetta, 20 anos, e o Corsa, placas LXB6906, dirigido por Ederson Lopes de Alencar, 24 anos. O motorista do Kadett não sofreu ferimentos. Já o condutor do Corsa e outras três pessoas que estavam no carro ficaram feridas, sendo todos socorridos até o Hospital de Parobé. Na ERS-239, entre Taquara e Rolante, um acidente deixou duas pessoas levemente feridas na noite do domingo. Segundo a Polícia Rodoviária, quatro veículos se envolveram num engavetamento e as vítimas foram socorridas até o Hospital Bom Jesus, em Taquara. O acidente contribuiu para a lentidão do

nhada pelos policiais. Segundo a ocorrência, o condutor furou cinco semáforos com sinal vermelho, somente parando junto à sinaleira no entroncamento da avenida Sebastião Amoretti com a rua Tristão Monteiro em função de que um caminhão atravessava a rodovia. Na abordagem, os policiais constataram que o condutor da moto era menor de idade. O veículo foi apreendido e o menor apresentado na Delegacia de Polícia. Seu pai responderá por entregar motocicleta a menor não habilitado.

domingo passado no retorno do litoral. De acordo com os policiais rodoviários, o movimento foi o mais acentuado dos últimos finais de semana. Motoristas relataram que, somente para trafegar no trecho de Rolante a Taquara da ERS-239, demoraram cerca de uma hora.

TRÊS CORAS - Um taxista taquarense foi vítima de assalto por volta de 22 horas da quarta-feira. Flávio de Andrade contou que duas passageiras solicitaram uma corrida para ir até Três Coroas. Chegando à cidade indicada, o taxista desconfiou da atitude das duas mulheres, próximo ao bairro Águas Brancas. A passageira que estava atrás pediu para que o motorista parasse o veículo. Neste momento, a mulher passou uma corda no pescoço do motorista, enquanto que sua comparsa, que estava na frente, puxou uma faca e tentou esfaquear o taxista na barriga. Segurando a faca com as mãos, a vítima conseguiu se desvencilhar e desferir um soco na agressora. Mesmo sofrendo cortes nas mãos, o taxista conseguiu tirar a corda de seu pescoço. As duas passageiras saíram do veículo e fugiram em direção a um matagal. Após realizar buscas no local, a Brigada Militar não localizou as duas criminosas.

ASSALTO - Um motorista foi assaltado em Taquara por volta de 18 horas de quarta-feira. Sérgio de Oliveira registrou na Delegacia de Polícia que conduzia uma camionete Toyota voltando para a sua residência quando foi abordado por uma dupla que estava numa moto. O caroneiro desceu e apontou uma pistola, ordenando que a vítima entregasse um malote. Os bandidos pegaram o material, que tinha uma quantia em dinheiro, e fugiram em direção ao bairro Tucanos.

OBITUÁRIO Falecimentos comunicados pela Rádio Taquara de 16/01/2013 a 23/01/2013 - 16/01 - Gládis Maria Pohlmann de Oliveira, 68 anos. Cemitério do Passo dos Ferreiros. - 16/01 - Elly Lyra Adam, 94 anos. Cemitério de Entrepelado. - 17/01 - Alzira Ev, 87 anos. Cemitério dos Ritter. - 17/01 - Sinval Abilio Silveira, 82 anos. Cemitério da Vila Teresa, em Rio da Ilha. - 21/01 - Tania Maria Silva da Silva (Tania do Bira), 57 anos. Cemitério Municipal de Taquara. - 21/01 - Margarete Koetz, 55 anos. Cemitério Evangélico de Igrejinha. - 21/01 - Carlos Adolfo Siebel, 81 anos. Cemitério do bairro Santa Maria em Taquara. - 21/01 - Celso Gomes da Rosa, 60 anos. Cemitério São João Batista de Parobé. - 21/01 - Maria Santos de Oliveira. Cemitério de Fazenda Passos em Rolante. - 22/01 - Jorge Antonio da Silva (Jorge Paraguai), 61 anos. Cemitério de Santa Cruz do Pinhal. - 23/01 - Lacy Maria Aguiar Cemitério Municipal de Taquara


Bolacha participou do Rei da Montanha TAQUARA – O piloto de Downhill Tiago Lumertz dos Santos, o Bolacha, participou como convidado do desafio Rei da Montanha 4X, ocorrido no último final de semana, em São Roque, no interior de São Paulo. O evento reuniu mais de 140 competidores, entre estrangeiros e brasileiros, e foi acompanhado pelo programa Esporte Espetacular, da TV Globo, no domingo passado. Os pilotos enfrentaram uma pista de 370 metros e, no desafio, o taquarense disputou o grid com atletas renomados nacional e internacionalmente, chegando até as oitavas de final. Dentre os pilotos, destacam-se Markolf Berchtold, vice em 2003 e um dos principais nomes do ranking nacional; Bernardo Cruz, tricampeão brasileiro; Marcos Zottis, vice nacional em 2013; e Lucas de Borba, que venceu o evento com o tempo de 33.652 segundos. “Gostei muito de ter participado do evento pela visibilidade que ele trouxe para mim, para a equipe e para a nossa cidade. O convite para participar da prova, e o modo como nos tratam lá, são formas de reconhecimento pelo trabalho que desenvolvemos”, afirmou o integrante da equipe Camp Trail / Atac / Kamikaze Bike.

DOE SANGUE

ESPORTES

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Guilherme Augusto

Atleta chegou às oitavas de final, correndo com grandes nomes do esporte

Tiago também já participou do desafio das Escadarias de Santos, quando conquistou a segunda colocação na categoria Sub 30, em 2012. Durante uma corrida em Nova Petrópolis, na primeira metade de 2013, Bolacha fraturou a Tíbia (osso abaixo do joelho), o que o deixou fora das pistas por sete meses. Passado o susto, voltou a correr e já venceu etapas do Campeonato Gaúcho de Downhill e de outras competições. Além das pistas, o atleta atua na organização de vários eventos e planeja trazer alguns para a cidade, principalmente corridas urbanas.

EXCELENTE IMÓVEL EM TRÊS COROAS/RS DATAS: 04/02/14 e 14/02/14, ambos às 17h30min. LOCAL: Átrio do Fórum de Três Coroas/RS. ACESSE: www.benedettoleiloes.com.br Jeferson Benedetto, Leiloeiro Oficial, devidamente autorizado pelo Exmo. Sr. Juiz da Vara Judicial da Comarca de Três Coroas, processo número 164/1.07.0000435-1, venderá em dia, hora e local acima citado, o bem a seguir relacionado: Um terreno urbano, com a área de 726,00m², na Rua Visconde de Mauá, Bairro Sander, nesta cidade, no quarteirão incompleto formado pelas Ruas Visconde de Mauá, Jorge Dietrich e Dona Catarina, distante 170,70m ao sul de esquina com a Rua Dona Catarina, medindo 14,00m de frente a leste, com a Rua Visconde de Mauá, sob número 1.346/043. ÔNUS: Pendente de registro ante o Ofício Imobiliário de Igrejinha/ RS. Avaliado em R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais). Maiores informações e editais completos pelo site www.benedettoleiloes. com.br e pelo telefone 51-93577183.

EMPREGO PÚBLICO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL SAIU O EDITAL

Cargo: Técnico Bancário - Salário Médio: R$ 2.700,00 Salário Médio: R$ 2.700,00 Maiores de 18 anos - 2° grau completo

CURSO PREPARATÓRIO Excelente equipe de professores Turma especial de finais de semana - Início: 01/02/2014

CURSO PREPARATÓRIO - INFORMAÇÕES:

Site: www.evolucaoconcursos.com.br Telefone: (51) 3013.0982 – 8523.1463 E-mail: evolucaoeducacional@gmail.com Facebook: www.facebook.com/evolucaoconcursos

A vida de alguém pode depender deste gesto.

Emerson Cunha é o novo presidente do TAC

TAQUARA – O Taquara Automóvel Clube elegeu, no final da semana passada, a sua nova diretoria. Emerson Atuatti Cunha foi eleito o novo presidente, tendo João Carlos Bühler como seu vice. Assumindo no próximo dia primeiro de fevereiro, Emerson ficará à frente do TAC por dois anos, substituindo o atual presidente João Schuh. Natural de Taquara, Émerson atua no TAC há cerca de 18 anos, colaborando na realização das provas. Encarando a presidência como um novo desafio, Émerson espera poder seguir dando continuidade ao trabalho realizado pela gestão de João Schuh. Se mostrando relutante quando foi convidado a concorrer ao cargo, o novo presidente

Marcio Renck

12

Emerson: comodidade ao púbico será uma metas

mudou de ideia após conversar com amigos, mas apenas um dia antes da eleição. Émerson disse que possui diversos projetos em mente, mas que, para colocá-los em prática, é preciso

conseguir parcerias. Uma de suas metas iniciais e buscar dar comodidade ao público das corridas, construindo novas arquibancadas no autódromo. O plantio de árvores também está nos planos do novo presidente. Émerson explicou que a diretoria irá procurar realizar um reflorestamento em partes da pista, para que o público possa se abrigar do sol nos dias de prova, além de ampliar os sanitários do autódromo. “Além de manter a parceria com patrocinadores, o público é essencial para a manutenção do TAC. Pensando nisso, buscaremos oferecer um melhor conforto para os pagantes. Todas estas decisões serão tomadas em conjunto, pois o TAC possui muitos colaboradores”,

lembrou. Émerson disse que a diretoria trabalhará para tentar realizar duas ou três provas antes de junho, quando iniciará a Copa do Mundo de Futebol, neste ano a ser realizada no Brasil. Outros eventos relacionados ao automobilismo estão sendo estudados e cogitados para que o espaço do autódromo seja usado com mais frequência. “Tudo depende de verbas e colaboradores. As pessoas envolvidas com a realização dos eventos fazem tudo por amor ao esporte. Em cada etapa realizada, em torno de cinquenta pessoas cooperam com o TAC. O importante é que estarei muito bem assessorado neste novo desafio, podendo contar com pessoas de confiança ao meu lado”, pontuou.

Campeonato Praiano terá início amanhã na Prainha TAQUARA – Contando com a participação de 15 equipes, o Campeonato Praiano iniciará neste sábado, a partir das 13h45min, no Balneário João Martins Nunes (Prainha). A rodada de abertura contará com seis confrontos. Os times estão divididos em três chaves, que disputarão a fase de classificação para as semifinais em cinco rodadas, jogando entre si em turno único. Classificam-se para a segunda fase os dois primeiros de cada grupo e os dois melhores terceiros colocados. A rodada final está prevista para ocorrer no dia oito de fevereiro. As equipes participantes do Praiano 2014 estão divididas em cinco times por grupos. Pela chave A estão os times do Vira Copos, Black Tiger, Atacado Léia, Vila Nova e Bor-

dô. A chave B conta com as equipes do Sete de Setembro, Aguifaz, Xis do Vane, Mercado Petrópolis e Olimpiakos. Os times do Madureira, Lavagem do Nelson, Criar Vitória, Fruteira Ideal e Fênix compõem a chave C. Os confrontos de amanhã serão os seguintes: Vira Copos x Black Tiger, Atacado Léia x Vila Nova, Sete de Setembro x Aguifaz, Xis do Vane x Mercado Petrópolis, Madureira x Lavagem do Nelson e Criar Vitória x Fruteira Ideal. As partidas que acontecerão na fase de classificação terão a duração de 30 minutos, divididas em dois períodos com intervalo de cinco minutos. Nas quartas de finais, semifinais e finais, cada jogo terá a duração de 40 minutos, divididos em dois períodos de 20 cada.

Classificados PANORAMA

ATENÇÃO: Anúncios com ofertas exageradas podem ser lesivos aos seus interesses Na dúvida, consulte o PROCON da sua cidade.

EDITAL DE CASAMENTOS ELIZABETH MARTINI, registradora do Registro Civil das Pessoas Naturais e Especial de Taquara-RS. Faz saber que pretendem se casar: 01) JAIR RODRIGUES DA SILVEIRA e ANELIZE PINHEIRO, 02) LUCAS FERNANDO DIAS e TAIANE GRAZIELE DA SILVA DE CARVALHO, 03) RENIEL DE SOUZA CARVALHO e BRUNA MELO, 04) LOURENÇO AMADOR DOS REIS e MARIA HELENA MARCELINO CARDOSO, 05) VÁGNER COSTA RIBEIRO e OLÍVIA FERNANDA SILVA DA LUZ, 06) RAFAEL RODRIGO DOS SANTOS e TANIA RAFAELA DE BORBA, 07) MAURICIO LOTHHAMMER MACHADO DA SILVA e PAULA ROBERTA BERGOLD, 08) JERSON LUÍS DA COSTA e DIONE TAÍS MELLO, 09) GABRIEL MARTINS NUNES e KAISY DIAS LEOPOLDES, 10) CARLOS ALEXANDRE PINTO DE ALMEIDA e CARIN GISLAINE DE OLIVEIRA DA SILVA e 11) FELIPE BORN VOLKART e FERNANDA CRUZ.

VENDO - Terreno com vista panorâmica, no bairro Sagrada Família, medindo 15 x 34, por R$ 75.000,00. Tratar fones 8138.80 61 / 9547.6879 CASA NA PRAIA – Alugo em Tramandaí Sul, com 2 dormitórios, 2 ba-nheiros, garagem fechada para 2 carros, monitorada 24 h, pátio fecha-

Quem souber de algum impedimento, que oponha-o na forma da lei. DADA e PASSADO, nesta cidade de Taquara-RS. Aos vinte e dois (22) dias do mês de janeiro (01) de dois mil e quatorze (2014). Rua Rio Branco, nº 1145 - Sala 104. Panorama, 24 de janeiro de 2014.

do, com ventilador de teto, máquina de lavar, TV e muito mais. A partir de 10/02. Fones (51) 9113.4699 e (51) 9224.8957

EXCELENTE IMÓVEL EM TRÊS COROAS/RS DATAS: 04/02/14 e 14/02/14, ambos às 17h30min. LOCAL: Átrio do Fórum de Três Coroas/RS. ACESSE: www.benedettoleiloes.com.br Jeferson Benedetto, Leiloeiro Oficial, devidamente autorizado pelo Exmo. Sr. Juiz da Vara Judicial da Comarca de Três Coroas, processo número 164/1.05.0000432-3, venderá em dia, hora e local acima citado, o bem a seguir relacionado: Um terreno urbano, com área de 360m², sem benfeitorias, situado nesta cidade de Três Coroas, o qual toma o número 09, situado na rua Job de Almeida Prates, quadra G, lado par, distante 56,00m da esquina com a Av. Ernesto Negrini, que lhe fica ao sul, no quarteirão incompleto formado pelas ruas Job de Almeida Prates, Theobaldo Wilrich e Av. Ernesto Negrini, no residencial Santa Maria, medindo 15,00m de frente e fundos, por 24,00m de comprimento em ambos os lados. Matrícula número 1.056, folha 1, livro 2, Registro Geral do Ofício de Registro de Imóveis da Comarca de Três Coroas. ÔNUS: Nada Consta. Avaliado em R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais). Maiores informações e editais completos pelo site www. benedettoleiloes.com.br e pelo telefone 51-93577183.

Faça como o Papai Noel, abandone Sabe aquela moto que você sempre quis? o trenó e vá com a nova linha Honda CG

www.

robsonproducoes

FAN 150 ESDI 13/14

.com.br Pacote com 100 fotos Taquara - (51) 3541.0000 Parobé - (51) 3953-1300 Fan 150 ESDI 13/14 a partir de 15x21 + CD das Fotos Canela - (54) 3909-1000 R$ 7.290,00 ou 48x R$ 290,08 A partirtaxa de (2,62% R$ 7.190,00 à vista a.m.) e taxa (43,11% + filmagem com Honda FAN 150 ESDI 2013/2014 a.a.). Não incluso capacete nem a partir de R$ 7.190,00 à vista ou 3 DVDs + pôster licenciamento. Foto meramente você sai com uma Taquara - (51) 3541.0000

Suaa paixão nova! partir dede R$cara 7.290,00 à vista

MATRÍCULAS: Segundas, terças, quartas e quintas-feiras, das 17h às 19h, e sábados, dia 25/01, na ACI (Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo). Rua Joaquim Pedro Soares, nº 540 - Novo Hamburgo (próximo à Praça XX e ao Banco do Brasil).

ilustrativa. Sujeito à aprovação

entrada de R$ 470,00 + 48x R$

Parobé - 260,32. (51) 3953-1300 Taxa (2,46% a.m.) e taxa Banco Renner. Sujeito 13/14 à FAN 150 ESDI R$ 1.490.00 Canela - (54) 3909-1000 (33,80% a.a.). Não incluso capacete alteração sem prévio aviso. nem

Promoção enquanto durar o estoque

licenciamento.

Sujeito

Quem leva moto a sério, leva Honda alteração sem prévio aviso. Fone: Quem O veículo mais vendido do Brasil leva uma moto a sério, leva Honda.

(51)3037.4888


VOCÊ LEU ESTE ANÚNCIO...

ESPORTES

...e milhares de outras pessoas também. Aqui, seu produto ou serviço aparece muito mais! Para anunciar, ligue 3542-2288.

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

13

Copa Cidade Verde teve 309 partidas (Sub- 17). De acordo com o diretor de esportes de Três Coroas, Carlos Maccarini, pela primeira vez equipes do Amazonas participaram do evento, que completará dez anos em 2015. Maccarini destacou o alto nível dos times participantes avaliando que a Copa atingiu todas as expectativas. Para o próximo ano, o diretor salientou que deverá ser realizado um evento especial em comemoração aos dez anos da Copa Cidade Verde.

Classificados PANORAMA

Vendas

- Apartamento Centro, ótima posição solar, com 2 dormitórios, 2 banheiros, ótimo acabamento, com sacada, churrasqueira. R$ 170.000,00.

facilitta

Imóveis

DESTAQUE

22.734-J

Natália Zmuda - CRECI - 16018 Angelo Tissiani - CRECI - 19528

Creci: 22.207 J

- Apartamento Centro, sacada, 2 dorm., reformado, 1 banheiro R$ 140.000,00. - Terreno Santa Rosa, 12m x 25m R$ 50.000,00.

Casa com 1 suíte + 2 dormitórios, garagem para 3 carros, terreno 12m x30m, bairro Santa Rosa R$ 190.000,00. Aceita imóvel de menor valor e propostas.

R. Júlio de Castilhos, 2579/121 - Gal. Comassetto Taquara - aconceito@brturbo.com.br Fones: 3541.5787 | 8488.3782 | 9972.5147 Visite nosso site: www.conceitoimoveisrs.com

AQUI

Júlio de Castilhos, 2408 Taquara. Fone 3541.4783 atendimento@facillitaimoveis.com www.facillitaimoveis.com

VIACAVA IMÓVEIS

Júlio de Castilhos, 2572 - Taquara 3542.1674

FILIAL: Ernesto Alves, 2331 - Taquara - 3541.3003

www.viacavaimoveis.com.br | beatriz@viacavaimoveis.com.br CASA ALVENARIA C/ CHAPA, 127M², 3 DORM., PISCINA, ANEXO, GARAGEM P/ 3 CARROS. ÓTIMA LOCALIZAÇÃO, TODA MURADA, BAIRRO PETRÓPOLIS. APTA A FINANCIAMENTO BANCÁRIO.

- CASA, 2 dorm., demais depend. , cond. fechado, B: Cruzeiro do Sul. R$ 550,00 + enc. - CASA, 3 dorm., sendo 1 suíte, demais dependências, churrasqueira, garagem, B: Jardim do Prado. R$ 650,00 + enc. - APTO, 3 dorm., sendo 1 suíte, demais depend., sacada, Centro. R$ 600,00 + enc. - SALA COMERCIAL, térrea c/estacionamento, B: Sagrada Família. R$ 1.300,00 + enc. “Caro proprietário, se você tem o imóvel, nós temos o inquilino certo para você! Venha tomar um café conosco e conhecer nosso trabalho!”

- Casa Alvenaria - 3 dorm., 1 suíte, sl. estar, sl. jantar, gar. p/3 carros, pisc., lav., cozinha. B. Jardim do Prado. Ótima localização - R$ 420.000,00; - Chalé - 3 dorm., sl. estar, coz., banh., lav., despensa, gar., terreno plano e todo cercado. B. Nossa Sra. de Fátima. Ótima localização. Aceita troca por imóvel em Parobé; - Casa Alvenaria - 3 dorm., sl. estar, coz., banh., lav., desp., gar. p/ 2 carros, piscina. B. Nossa Sra de Fátima. R$ 230.000,00; - Apartamento - 2 dorm., sl. estar, coz., banh., lav. B. Sta Teresinha. R$ 80.000,00. - Terrenos em vários locais da cidade com preços a partir de R$ 45.000,00. Venha conferir outras opções de imóveis.

Compra - Venda - Locação Administração de Imóveis

.: Aluguel

INFORMAÇÕES SOMENTE NA IMOBILIÁRIA

9704.7979

www.jobiimoveis.com

R. Júlio de Castilhos, 2579 - Gal. Comasetto - sl. 102 - Taquara

LIGUE 3542.2288 para anunciar!

ATENÇÃO: Anúncios com ofertas exageradas podem ser lesivos aos seus interesses Na dúvida, consulte o PROCON da sua cidade.

(51) 3542.2000/

CRECI 21775

TRÊS COROAS – Na tarde do último sábado, no estádio do Mundo Novo, chegou ao fim a nona edição da Copa Cidade Verde, após oito dias de competições. Equipes de base de 150 clubes brasileiros, divididas em seis categorias, jogaram 309 partidas. Os campeões por categoria foram os seguintes times: Vasco da Gama (Sub-10); Grêmio (Sub-11 e Sub-12); São José (Sub- 13); Casa Lar (Sub-14); União Di (Sub-15) e Americano

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

CONVENIADA

EXCELENTES TERRENOS PARA COMÉRCIO OU RESIDÊNCIA Belíssimo lançamento no Centro de Taquara. Dois apartamentos por andar, com 2 e 3 dormitórios, ambos com suíte e espera para Split. Dois box por apartamento, vista da sala para o norte e sul. Dois elevadores, gás central, medição de água individual, salão de festas e excelente padrão de acabamento. Confira! • Casa, B. Cruzeiro do Sul, financia pelo MCMV, 2 dorm., sala, cozinha, pátio individual, garagem. R$ 143.000,00. Cód.: 808. • Casas em condomínio, 2 dormitórios, sala, cozinha, vaga de garagem, área de serviço. A partir de R$ 115.000,00, financia pelo MCMV. Cód.: 1172.

Aluguel:

• Casa, alvenaria, 2 dorm., com garagem, bairro Santa Rosa. R$ 660,00 + enc. • Casa em cond., alvenaria, 2 dorm., churrasqueira, entrada p/ carro. R$ 500,00 + enc. • Apto, 2 dorm., bem arejado, ótima localização. R$ 500,00 + encargos. • Apto NOVO, elevador, 2 dorm., com garagem. R$ 800,00 + encargos. • Loja, ótima localização, vitrine, mezanino, estac. rotativo, 92m². R$ 1,650.00 + enc.


14

PANORAMA

E-mail: social@jornalpanorama.com.br

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Por Vanessa Wagner Ricardo Santos

Ricardo Santos

TAQUARA - Maria Carolina Batista formou-se em Direito pela UCS, dia 17 de janeiro. A comemoração reuniu familiares e amigos no Convés Pub.

NOVA HARTZ - Juliana Becker teve seus 15 anos comemorados no dia 11 de janeiro, com festa realizada na Sociedade Concórdia, em Nova Hartz. A equipe de Ricardo Santos Fotografias registrou a alegria da debutante na recepção que reuniu familiares e amigos.

TAQUARA - Cleusa Zilmara da Silva colou grau em Jornalismo pela Feevale, em cerimônia realizada no teatro da universidade, dia 18 de janeiro. Convidados foram recebidos na Taberna 1976. Na foto, a formanda com os pais Izaura Terezinha da Silva e Osmar Antonio Farias da Silva.

Foto Both

ROLANTE - Marília Dal Castel colou grau em Direito pela Feevale, dia 11 de janeiro. Na foto, acompanhada dos pais Mário e Marisa e do irmão Maurício Dal Castel. Ricardo Santos

TRÊS COROAS – Franciele Tamara Telles e Maicon Felipe Barbosa realizaram ensaio fotográfico trash the dress nos cenários do Parque das Laranjeiras. As imagens compõem preparativos para o casamento que acontece em março. Michelle Haas, a vencedora de 2013

Nicole Borja Mellos Direito – UCS

Parabéns pela colação de grau em Direito na UCS de Canela, no dia 18/01/2014. Fizeste por merecer, resultado de muita luta e dedicação. O teu sucesso é a nossa maior alegria, estamos orgulhosos. Parabéns e felicidades na tua carreira jurídica. Homenagem dos teus familiares.

TAQUARA – Zozo Bento da Rocha aniversariou no dia 18 de janeiro, data comemorada com a família no litoral. O brinde com amigos aconteceu em festa surpresa organizada no Café Bistrô Doce & Delícia. Na foto, Zozo com a filha Marina.

Acesse PANORAMA no Facebook www.facebook.com/ jornalpanorama

N

Concurso Garota Panorama de Verão ganha premiação adicional neste ano

a edição 2014 do concurso Garota Panorama de Verão, todas as 14 finalistas, além do prêmio que recebem na semana de publicação das respectivas fotos, receberão na final do certame um par de calçados da coleção de inverno da Via Marte. Além disso, a vencedora conquistará R$ 1.500,00, a segunda colocada, R$ 600,00, e a terceira, R$ 400,00 em vale-compras e serviços dos parceiros patrocinadores da promoção: Extremo Brilho, SPA Vida, Restaurante Casa Silva, Regra Básica Moda, Roupa de Baixo Moda Íntima, Paula Salão de Beleza As inscrições para o concurso seguem abertas, recebendo fotos até o dia 18 de março. O regulamento está no site do Panorama. Quanto antes mandar a foto, mais chances a candidata terá de ser escolhida durante a seleção nas semanas que se seguem.


E-mail: social@jornalpanorama.com.br

15

PANORAMA

SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014

Por Vanessa Wagner

Sugestão da semana:

Frankfurt e Stuttgart

Cleber Rudolfo Schönardie

Confira!

33 anos, engenheiro civil, casado com Carolina Willers. Natural de Taquara, mas vive desde o nascimento em Parobé. É atual presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos do Vale e Serra.

LITORAL – Ana Cristina Fernandez Mendes (ao centro) aproveitou período de férias para visitar os pais José e Janer Mendes. Cris está residindo com a família em Minas Gerais. Na foto, o encontro com as amigas Iara Neumann, Neida Weber e Duda Neumann, na casa de veraneio de Janer, no Condomínio Condado de Capão.

QUANDO DECIDIU QUE SERIA ENGENHEIRO? Decidi na época do ensino médio. Nunca tive influência da família, foi uma questão de afinidade na área mesmo. Sempre tive bastante facilidade com as ciências exatas, cálculos.

TAQUARA - Michelle Sápiras comemorou, de forma intimista, nesta quarta-feira, seu 32º aniversário, reunindo apenas familiares, junto com o marido Edison Vara. O momento relax serviu de pausa no intenso ritmo de negociações que Michelle inicia nesta época do ano, como diretora comercial do grupo Tectextil, cargo que ela assumiu a nível nacional em 2013, acumulando com a função de dirigir a unidade taquarense da empresa. Em 2014, a jovem empresária também colherá mais uma conquista em seu currículo, formando-se em Direito no final do ano. A foto de arquivo registra recente encontro de Michelle com os irmãos gêmeos, Sofia e Pedro Franck Minella, que residem em Brasília. Foto Both

QUAL É A MELHOR COISA NA TUA PROFISSÃO? Poder contribuir com o desenvolvimento da cidade, com a infraestrutura, novos projetos e obras em geral. Além de realizar o sonho de muitas pessoas que sempre tiveram vontade em ter a sua casa ou apartamento. Essa talvez seja a maior realização para um profissional. SE PUDESSE MUDAR ALGO NA ENGENHARIA, O QUE MUDARIA? Eu acho que a carreira de engenheiro e arquiteto está um pouco desvalorizada perante a sociedade. Deveríamos ser um pouco mais reconhecidos pelo trabalho que fazemos. Muitas pessoas não sabem da importância de um engenheiro para a comunidade e do quanto nós somos necessários para realização de projetos que estão intimamente ligadas ao dia a dia da população, principalmente no que diz respeito às obras públicas. O QUE REPRESENTA A ENGENHARIA NA TUA VIDA? Engenharia é 100% da minha vida. Nós vivemos a profissão 24 horas por dia, não apenas no trabalho, mas também em geral. UMA LIÇÃO SOBRE A TUA PROFISSÃO QUE APRENDEU COM A VIDA E NÃO EM UMA SALA DE AULA? A principal experiência está relacionada ao fato de saber ouvir quem está a mais tempo trabalhando na área. Nós aprendemos mais do que ensinamos. Ouça as pessoas que têm mais experiência do que você, em vez de ficar preso na teoria. Na teoria é uma coisa, mas na prática é outra. EM TERMOS DE TRABALHO, PAROBÉ É UMA BOA CIDADE PARA ENGENHEIROS? Eu diria que é uma cidade promissora para a nossa área. Parobé está crescendo bastante no que diz respeito a sua infraestrutura, na criação de novos loteamentos, novas construções, etc. Então, estamos com bastante trabalho aqui. COMPLETE A FRASE: “QUANDO ESTOU SOZINHO, EU GOSTO DE...” Ler e escutar música. SE PUDESSE MUDAR ALGO NO MUNDO, O QUE MUDARIA? Eu diminuiria a discrepante diferença social existente no mundo. UMA COISA SOBRE VOCÊ QUE POUCOS SABEM: Eu tenho algumas manias de leitura, gosto de ler bastante. Quando leio jornais, começo folheando de trás para frente. É uma coisa que só eu sei.

ROLANTE – Alex Voltz Modesto de Barros e Luciana Schreiner casaram-se no dia 11 de janeiro, na Igreja Católica Nossa Senhora Imaculada Conceição. TEMPLO BUDISTA - Tradicionais cerimônias do ano novo tibetano, que acontecem no templo budista Khadro Ling, de Três Coroas, estão confirmadas para o dia 2 de março. Segundo a direção do templo, o evento terá início às 10 horas e integra o retiro intitulado Druptchen de Vajrakilaya, que terá início no dia 25 de fevereiro e se estenderá até 5 de março.

TAQUARA – Rodrigo Ernesto Kunz e Bianca Beck brindando a aprovação dele na especialização em ortopedia e traumatologia, conquistada em recente prova prestada em Campinas. Rodrigo freqüentou o curso no Hospital Universitário de Canoas. O médico comemora também o convite para iniciar nova especialização - em cirurgias do quadril, no Hospital Cajuru, em Curitiba.

TAQUARA - Jonatan Gerhardt concluiu o curso de Processos Gerenciais pela FTEC Faculdades. A solenidade de formatura aconteceu no CEI, em Campo Bom, seguida de recepção para convidados no Restaurante do Clube Comercial de Taquara.

UM PLANO PARA DEPOIS DOS 60 ANOS: Vou me dedicar mais a trabalhos voluntários e filantropia. DEIXE UMA MENSAGEM AOS LEITORES DO JORNAL:

“Acredite em si próprio e chegará o dia em que os outros não terão outra escolha, senão, acreditar com você.”

CHURRAS VITORIA 50

Marechal Floriano, 1248 Taquara 3542.6320


PANORAMA SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2013 Divulgação/Edna Cardoso

Autoridades apresentaram iniciativa para empresários, nesta semana

Lançado projeto Copa nas Escolas ROLANTE - A Secretaria Municipal de Educação e Esportes realizou, na terça-feira, o lançamento do projeto Copa nas Escolas. A iniciativa foi apresentada aos empresários e representantes de entidades pela secretária de Educação, Eunice Salim Silveira, e as integrantes do setor, Carolina Fagundes, Lísia Petry e Patrícia Buhler, que vão coordená-lo junto à Secretaria. Eunice explicou que o objetivo do Copa nas Escolas é envolver os educandários, famílias e a comunidade. O projeto inclui trabalhar com os alunos da educação básica da cidade, na rede municipal, estadual e particular, com uma proposta socioeducativa, que será desenvolvida em etapas. A primeira será realizada

no dia 14 de fevereiro, com a apresentação aos professores. Cada escola deverá confeccionar um mascote até o dia 17 de março. Os trabalhos serão expostos para votação popular. A segunda etapa terá início no dia 10 de março, com a entrega das inscrições dos times nas categorias mirim, infantil e juvenil. No dia 14 de abril será realizada a cerimônia de abertura da Copa e nos dias 23, 24 e 25 de abril acontecerão os jogos oficiais. A premiação para a primeira etapa será um passeio turístico pelo município. Na segunda etapa, será realizada uma visita ao estádio Beira Rio como premiação, com a oportunidade de entrar em campo com os atletas num dia de jogo.

|

www.jornalpanorama.com.br

PREVISÃO DO TEMPO

QR CODE

PARA VOCÊ FICAR LIGADO NAS NOTÍCIAS DO VALE DO PARANHANA

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

máx: 35°min: 26°

máx: 25°min: 21°

máx: 31°min: 21°

Novo presidente do Sindilojas quer reforçar a imagem da entidade TAQUARA - Com metas de aproximação aos associados, o próximo presidente do Sindicato do Comércio Varejista do Vale do Paranhana (Sindilojas-VP), Luciano Herzog, 28 anos, concedeu entrevista ao Panorama e revelou seus planos para a gestão 2014/2017, que assumirá a partir de março, substituindo Mônica Heidrich. A escolha dele foi realizada no último dia 15. Herzog é formado em Administração de Empresas pelas Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) e desde os 13 anos trabalha nas Lojas Herzog, pertencente à sua família, em que é o atual diretor. Ele conta que ter sido eleito foi o resultado de um trabalho realizado desde 2010, quando assumiu a vice-presidência do Sindilojas. “Meu nome foi cogitado na sucessão, dentro das circunstâncias e dos trabalhos que fizemos. A situação foi se apresentando para mim e eu a abracei”, comenta.

Cristiano Vargas

Herzog fala que sua escolha para a presidência se deu pelos trabalhos realizados desde 2010

Ele reforça que os lojistas precisam de mais representatividade junto aos órgãos públicos. “O sindicato forte é a categoria forte”, completa. Entre as metas do próximo presidente está conscientizar os associados sobre a importância do sindicato na tomada de decisões e garantia de direi-

tos. “Há muitos que não sabem a real importância dos serviços aplicados por nós. Meu maior trabalho será o de unir todos os lojistas para reivindicarmos tudo o que precisarmos”, destaca. Outros objetivos são o de ampliar a sede em que se localiza o sindicato, oferecer mais capacitações e produtos aos associados, além de dar continuidade às convenções coletivas na região. Sobre o atual cenário do setor varejista, Luciano fala que o período é bom, proporcionado pela facilidade de créditos e índices baixos de desemprego, mas vislumbra que a situação possa se inverter nos próximos anos. “O comércio acompanha a realidade econômica. Estamos numa situação em que o endividamento da classe média está aumentando. Não temos uma visão muito otimista para o futuro, principalmente depois que os governos tirarem o pé do acelerador. Mas o horizonte é incerto”, falou.

Faccat recebe inscrições para cursos de pós-graduação TAQUARA - Estão abertas até o dia 15 de março as inscrições para os cursos de pós-graduação das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat). A instituição oferece 14 opções de MBAs e Especializações nas seguintes áreas: Comportamento Humano nas Organizações, Controladoria e Finanças, Gestão Empresarial, Consultoria & Gestão de Negócios, Gestão Contábil: ênfase em Auditoria e Perícia, Economia, Contabilidade e Finanças Cooperativas, Comunicação e Marketing Empre-

sarial, Mobilidade Urbana, Metodologia do Ensino e Práticas Inovadoras: ênfase em Gestão Educacional Supervisão e Orientação, Psicologia Institucional e Clínica, Especialização Multiprofissional Aplicada em Terapia Assistida por Animais, Dependência Química e Promoção da Saúde, Saúde Mental e Atenção Psicossocial e Psicologia Organizacional. As aulas começarão em abril. Informações e inscrições pelo telefone 35416657 ou através do site www.faccat.br.

2169  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you