Issuu on Google+

Roberta e a Borboleta Encantada


Autor: Joyce Cristina Arroyo Ilustração: www.google.com.br Revisão: Alice Taveira da Silva


Sozinha sempre estava Roberta ali sentada AtĂŠ que uma borboleta encantada De Roberta se aproximava.


Ao ver suas lindas asas E qu達o livre ela voava Pela linda borboleta Roberta se encantava.


Imaginava em seu rosto sentir o vento Mas ao invĂŠs veio o lamento, Pois como a borboleta encantada Roberta nĂŁo voava.


Como queria voar Igual a borboleta, Mas n達o tenho asas!


Roberta ent達o sonhava Em ser como a borboleta encantada Que livre sempre voava E sozinha n達o mais ficava.


Roberta então pediu para em borboleta à transformar A borboleta encantada decidiu: _Quando a ultima flor da primavera se abrir, então Roberta irá voar.


Roberta esperava Todos os dias a borboleta encantada E a borboleta ali sempre voltava, Roberta ansiosa esperava a ultima flor da primavera se abrir.


Enfim a ultima flor da primavera se abriu, Com um sorriso no rosto, Roberta que tanto esperou Quase que n達o acreditou Quando a borboleta encantada ao longe avistou.


Seu sonho então se realizou E em um belo dia, Em borboleta Roberta se transformou, Bateu suas lindas asas e voou, Roberta assim pensou: _”livre agora sou”.



Roberta e a borboleta encantada 97 2003