Page 1

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Ano II

Edição 15

1

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Vereadores conseguem recursos para Hospital São Sebastião

Alóis Mikalovicz, Djana Matióski e Valdecir Vaneski com deputado Estadual Sílvio Dreveck


2

Opinião

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Primeiro entre os grandes Começou o Ano? Uma dos maiores clichês brasileiros é o de que “o ano começa após o carnaval”. Neste ano, além do carnaval, temos Copa do Mundo e Eleições. Os mais engraçadinhos já decretaram: portanto, não haverá ano! Mas a história não é bem assim. A turma do empresariado, camponeses, operários e comerciantes está ralando duro, desde a primeira semana de janeiro, para conseguir o pão de cada dia. Todos, mesmo separados, remando no mesmo barco. Como explicam os gênios da economia, tão desprezados na Terra Brasilis, separados, mas em conjunto. Elos da economia que sustentam toda e qualquer nação, inclusive a nossa. Aliás, se o ano começasse apenas após o carnaval, como conseguiríamos pagar os cinco meses de trabalho que pagamos em impostos ao governo, e mesmo assim sobreviver? Parece improvável. Teríamos, neste ano, cinco meses para o governo, e mais cinco meses para sobreviver os doze meses do ano. Quase impossível. Por falar neste assunto, esta semana iniciaram-se os prazos para a declaração do imposto de renda. Se você está do lado que paga, e não do que recebe, é bom não deixar para a última hora. Em 2013, o governo quebrou todos os recordes de arrecadação. E em 2014, você deve estar muito “entusiasmado” para que em 2014 a façanha trilionária se repita, não é mesmo? Então, amigos meros mortais, vamos arregaçar as mangas, como já fazíamos desde janeiro. Com todos os percalços, ainda é aqui que edificamos nossa vida. E cuidado para não deixar de pagar o que o Leão exige. Porque se existe uma coisa que o governo é extremamente eficiente, é na arte de tirar dinheiro dos nossos bolsos. E pode ter certeza de que você não quer estar na pele dos que são pegos negando ao Leão Voraz o que ele acha que lhe é de direito.

Expediente

Luiz Henrique Saliba Filho

SLB Comunicação EIRELI-ME Rua John Kennedy n°2983, sala 05 Papanduva - SC E-mail: asemanapv@gmail.com Fone: (47) 3653-2725

Diretor geral: Luiz Henrique Saliba Filho

Circulação: Papanduva

Diretora comercial: Angela Kohler

Diagramação: JC Publicidades | 47 96561211

Obs.: Informes publicitários só serão publicados mediante aprovação da direção e pagamento antecipado.

Ou o Mercosul se une à União Europeia ou perderá sua última chance; e não sobreviverá a mais essa perda Quando o mercado comum europeu nasceu, em 1993, o Mercosul, com dois anos de idade, já deveria estar falando e caminhando sozinho. Não foi o que se viu. Até hoje, engatinhamos com relação aos acordos comerciais, enquanto a União Europeia corre a passos cada vez mais largos, vencendo crises e se consolidando como o maior bloco econômico do mundo. A União Europeia congrega 28 nações, 15 das quais compartilhando o euro. Em duas décadas, o bloco contabiliza acordos comerciais com 48 outros países, negociações com 84 futuros parceiros e estudos para abertura a mais cinco mercados. Imaginem a complexidade de negociar em 24 línguas oficiais para fechar uma proposta única e que ainda precisa ser aceita pela contraparte! Tudo fazia supor que, no Mercosul, seria mais fácil. Afinal, eram dois idiomas e apenas quatro vizinhos, antes do ingresso da Venezuela, em 2012. Ledo engano. O saldo desses 23 anos resume-se a três acordos de livre-comércio com Egito, Palestina e Israel, dos quais só o último está em vigor. Durante esses anos, alguns setores da indústria temiam o livre mercado e o agronegócio se conten- tava com o crescente mercado interno. Ninguém pode esquecer que os acordos nascem de um grande consenso nacional. São obra de governo e iniciativa privada, em conjunto. E o que nos anima agora é a unânime decisão da indústria, do agronegócio e do governo de não per- mitir que o Brasil opte, mais uma vez, pelo isolamento. Foi o que ficou muito claro na 7ª Cúpula Brasil – União Europeia, realizada no fim de semana passado em Bruxelas, na Bélgica. Pela primeira vez, desde que teve início a discussão do acordo com a União Europeia, a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) e a CNI (Confederação Nacional da Indústria) reuniram-se com um presidente da República para reivindicar a urgente conclusão das negociações. A presidente Dilma Rousseff recebeu o apoio dos empresários e mostrou-se determinada a encontrar solução rápida para os entraves existentes. O Brasil vai buscar a adesão do Mercosul, mas sem ficar amarrado a ele. A data-limite para uma proposta comum é 7 de março próximo, quando saberemos se a Argentina se unirá ao Brasil, ao Paraguai e ao Uruguai, que já decidiram negociar em bloco com a União Europeia. O mercado europeu representa 507 milhões de consumidores de elevada renda

KÁTIA ABREU

per capita, enquanto nosso único acordo vigente, com Israel, alcança uma população 98% menor. Estima-se que o acordo da União Europeia com o Canadá, em fase de conclusão, vá aumentar em US$ 26 bilhões o comércio de bens entre eles. No caso do Brasil, calcula-se que o ganho seria em torno de US$ 30 bilhões já no primeiro ano de vigência do acordo. As negociações do bloco europeu com os Estados Unidos, que começaram há menos de um ano, estão em estágio avançado. O mundo não será o mesmo depois da formação desse novo e poderoso bloco comercial. Estamos falando de 821 milhões de consumidores, 50% do PIB mundial e 30% das transações comerciais do planeta. E as negociações não param aí. Somando o Acordo de Parceria Transpacífica, que reúne os EUA e mais 11 países, o livre-comércio terá tomado conta de dois terços da economia global. Esse novo ambiente de negócios vai definir as novas regras do comércio mundial. Não pode um país, por mais forte que seja sua economia, concorrer com blocos. Sem acordos, não haverá mercados. Sem mercados, nossas exportações ficarão estagnadas. Nossos concorrentes estão se movimentando e ocupando espaços que poderiam ser nossos. Se, por um lado, o livre-comércio nos desafia a buscar novas tecnologias para aumentar a competitividade, por outro só ele garante o acesso a um maior número de consumidores e a novas oportuni- dades de negócio, gerando emprego e renda. Por tudo isso, a Cúpula de Bruxelas é um marco na condução da política comercial brasileira. O Brasil acordou. Agora, podemos acreditar na assinatura do primeiro acordo entre grandes. Ou o Mercosul se une ou perderá sua última chance. E não sobreviverá a mais essa perda.

KÁTIA ABREU, 51, senadora (PMDB/TO) e presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), escreve aos sábados nesta coluna


3

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Radar

Por Luiz Henrique Saliba Filho saliba.jornalismo@hotmail.com

Vereadores conseguem recursos para Hospital São Sebastião Deputado Federal Esperidião Amin destinará 100.000 R$ em emenda parlamentar, e Deputado Estadual Sílvio Dreveck consegue mais 150.00 R$ com governador do estado Raimundo Colombo olhem pelo povo de Papanduva” – afirmou. Participaram da conquista também os vereadores Djana Matióski (PDT) e Vladecir Vaneski (PSB). De acordo com informações da assessoria de imprensa do Deputado Federal Esperidião Amin, a liberação dos recursos ficou condicionada à realização

Alóis Mikalovicz, Djana Matióski e Valdecir Vaneski com deputado Estadual Sílvio Dreveck Uma excelente notícia para os Papanduvenses chegou na tarde desta quinta-feira (06/03). O Diretório Municipal do Partido Progressista confirmou que parlamentares do PP conseguiram cerca de

250.000 R$ para o Hospital São Sebastião. Uma parte do valor, cerca de 150.000 R$ foi destinada pelo Deputado Federal Esperidião Amin, através de emenda parlamentar, e 100.000 foi conseguida do Governador

Raimundo Colombo, através da ação do Deputado Estadual Sívlio Dreveck. A confirmação ocorreu em uma reunião com o deputado estadual Sílvio Dreveck. Um dos responsáveis pela conquista, o

vereador Alóis Mikalovicz (PP), comemorou muito a decisão: “É muito importante que, neste momento delicado que vem passando o Hospital São Sebastião, os deputados Amin e Sílvio Dreveck e o Governador

dos procedimentos previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias e outras leis referentes por parte da diretoria do Hospital. No documento, o presidente do Hospital Izeo Pitt cita o “esforço e orientação do Dr. Saliba” para o encaminhamento do pedido de 100.000 R$ e de outros dois convênios de ajuda financeira.


4

Rua Governador Pedro Ivo Campos, 1314 - São Cristóvão - Papanduva

Papanduva (SC), 8 de março de 2014


Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Polícia

5

POLÍCIA CIVIL RECUPERA OBJETOS FURTADOS Na tarde desta segunda-feira de carnaval, a Polícia Civil de Papanduva recuperou mais de vinte cintas e catracas, utilizadas para amarração de cargas. Os bens pertencem à Empresa Irapuru, que atua no ramo de logística e haviam sido desviados por um de seus motoristas. Seguindo indícios apresentados pela empresa, policiais dirigiram-se até a oficina pertencente a Hilário Miguel Mireski, onde localizaram os bens subtraídos. Mireski não estava no local no momento da apreensão, mas responderá a Inquérito Policial por receptação qualificada. O motorista que vendeu as mercadorias foi identificado e já não trabalha mais para a empresa. Ainda assim responderá pelo delito de furto qualificado.

Corpo de Bombeiros realizará vistorias nos depósitos de gás de cozinha O Corpo de Bombeiros foi firmado um convênio entre a (anp) agencia nacional do petróleo e o (CBMSC) corpo de bombeiros militar de Santa Catarina, onde estaremos em breve efetuando vistorias em todos os depósitos de GLP – gás de cozinha. O Corpo de Bombeiros soltou uma nota sobre o convênio: Informamos para que todos os revendedores fiquem cientes de tal fiscalização, já que a intenção do CBMSC é que todos estejam regularizados e de acordo com a normatização. Segundo o Comandante Sargento Costa, “qualquer duvida, informação ou denuncia, procure a unidade do corpo de bombeiros militar mais próxima”.


6

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Fabiane Vatraz asespacomulher@hotmail.com

Mulher, Símbolo de força e determinação de uma alma repleta de sonhos Pelo dom da superação, transforma pedra em flores, reescreve histórias e concebe a vida. A todas as mulheres, nossa homenagem e reconhecimento por sua importância. Parabéns pelo seu dia, e muito obrigada por fazerem parte do A Semana. Beijos a todas!!!

Espaço Mulher


7

Papanduva (SC), 8 de marรงo de 2014

Espaรงo Mulher

3653 - 2542

Rua Francisco de Assis Hass, 110, Centro

Fabiane Vatraz asespacomulher@hotmail.com


8

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Social

Saúde Que loucura!

E quem assoprou 2 velinhas no ultimo dia 27/02 foi a pequenina princesa Julia Tkatch dos Prazeres. O Jornal A Semana deseja muitas felicidades, saúde, e que o seu caminho seja sempre decorado com as flores do sucesso. Não se esqueça de ouvir os bons conselhos e seguir somente os bons exemplos. Ok? Beijos no seu coração! Feliz Aniversário!

CONDOLÊNCIAS Andar com fé é saber que cada dia é um recomeço. É saber que temos asas invisíveis, é fazer pedido para as estrelas, voltando os olhos para o céu. Andar com fé é manter a mão estendida para dar e receber. Andar com fé é usar a força e a coragem que habitam dentro de nós, quando tudo parece acabado. Tudo finda, menos o amor, pois este sempre viverá. O Jornal A Semana expressa suas sinceras condolências aos familiares do Sr. Aleixo de Paula.

Aniversariantes ASemana 03/03 - ADRIANA KAZIMIRSKI, KALEU BOSSE, JAQUELINE SMENTIKOVSKI 04/03 - GABRIEL GEORGE GROSSKOPF, ELIANE BUSKO, 05/03 - ANDRESSA CASKOSKI, FABRICIO BATISTA 06/03 - MARIA MARIETO, SANDRA REGINA PARTALA, ELIANE CZORNEI, MAGALI MACEDO, RODRIGO BOSSE. 09/03 - FABIANE SCHAIKOSKI, JAQUE GLONECK, AMANDA OLESKOVISK MORAIS

As pessoas adoram olhar em sua volta julgando, criticando as atitudes dos outros, esquecendo que elas não são perfeitas e possuem muitos defeitos, é indignante o preconceito que a sociedade apresenta em relação aos transtornos mentais.Estamos no século XXI convivendo com muitas tecnologias, inovações, informações há todos os instantes, mas esquecemos de procurar um tempo para dedicar a nós mesmos, buscando se conhecer melhor, podendo verificar que em muitos casos estamos apenas levando os nossos dias superficialmente e ocupando nossos pensamentos por coisas insignificantes, procuramos muitas vezes crescer apenas no capital esquecendo-se dos demais valores essências e necessários para que possamos ser felizes, levando uma vida de emoções. Verificamos que a sociedade está matando aos poucos muitos valores importantes para concepção de um lugar igualitário a todos, como exemplo podemos usar uma expressão muito utilizada mais conhecida por poucos como “eu te amo”, algumas pessoas dizem isso apenas da boca pra fora sem realmente saber o significado desse termo, hoje em dia se tornou viável acreditar em alguém que diz outra coisa do que eu te amo . Ao verificarmos pesquisas cientificas, artigos, entre outros materiais didáticos encontramos que o nosso século que tanto evoluí está ou estará doente, pois sabemos que metade da população teve ou terá depressão podemos dizer que se tornará ou já é uma epidemia e mesmo assim nenhuma atitude é tomada para reverter essa situação, o governo ainda não toma medidas preventivas atuando como sujeito ativo nos transtornos Existem muitos programas, tratamentos e leis voltadas para este campo mas isso não é o suficiente, precisamos trabalhar em conjunto mostrando para sociedade que essas pessoas muitas vezes abandonadas por elas são grandes mentes brilhantes, possuidoras de muitas qualidades mas esquecidas por uma sociedade qual se julga melhor do que seu próximo. Temos grandes gênios que são renomeados até hoje os quais apresentavam algum tipo de transtorno mental, podemos citar entre eles: Abraham Lincoln era descrito como um indivíduo de tendências melancólicas, Ludwig Van Beethoven tinha transtorno bipolar, John Nash matemático que inspirou o filme 'Uma Mente Brilhante' e ganhador do Nobel de Economia apresentava esquizofrenia paranóide, entre outras personalidades Está na hora de começarmos a mudar a nós mesmos e as coisas em nossas volta, sabemos que não conseguimos mudar o mundo mas devemos contribuir com uma pequena parcela, pois se cada um fizer sua parte no final obteremos um resultado positivo. A mudança inicia por cada um de nós, mude enquanto dá tempo pois quem sabe se esperar pelo amanhã seja Maryana dos Santos, COREN/SC 221.434, especialista em Saúde Mental, psicanálise e psicopatologia, atualmente estagiaria de escritório de advogacia.


Papanduva (SC), 8 de março de 2014

9

Espaço Jurídico

Empreendedorismo

A mulher e a conquista do Direito

Mulher empreendedora

Cada vez mais as mulheres vêm conquistando seu espaço no mundo, mas não foi sempre assim. Historicamente a mulher era considerada inferior ao homem, era preparada e educada apenas para ser mãe, esposa e dona de casa. Sua vida era exclusivamente doméstica. O sistema patriarcal vigente não permitia que as mulheres exercessem papeis sociais. No Brasil o Código Civil de 1916 contemplava tal situação e consagrava a superioridade masculina estabelecendo o marido como chefe da família, cabendo a ele exclusivamente o pátrio poder sobre os filhos e autoridade sobre a esposa. A mulher era considerada relativamente incapaz, assim como os índios e os pródigos. Em 1932 o então presidente Getúlio Vargas deu a permissão de voto às mulheres através de um decreto que definia que o eleitor era “o cidadão maior de 21 anos, sem distinção de sexo", mas o direito ao voto efetivamente pouco representou como avanço social uma vez que elas continuavam submetidas à autoridade do marido. Com a eclosão da Segunda Grande Guerra a necessidade da força masculina nos frontes de batalha abriu caminho para que as mulheres fossem chamadas a ocupar o lugar de seus maridos tanto na chefia do lar como no trabalho nas indústrias. Foi somente após a década de 1940, com a ascensão dos movimentos feministas pelo mundo, especialmente na Europa que se inicia uma gradual e lenta mudança em relação aos direitos das mulheres. No século XVII algumas mulheres já ousavam manifestar opinião. Durante a Revolução Francesa ocorreu uma primeira tentativa de movimento feminista com a revolucionária francesa Olympe de Gouges que elaborou em 1791 a Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã, todavia, para evitar que suas idéias fossem seguidas Olympe foi condenada à guilhotina e teve sua cabeça decepada em 1793. Assim, somente após a II Guerra Mundial é que o Feminismo toma maiores proporções na busca da emancipação feminina e sua participação no espaço público. Na medida que a urbanização e a industrialização tomam corpo o sistema patriarcal começa a perder forças e as mulheres começam a mudar suas idéias e conceitos influenciadas pelas idéias liberais que vêm da Europa, mas a conquista de cada direito pelas mulheres deu-se de forma lenta ao longo dos anos. Um indicativo das mudanças e também um grande avanço no reconhecimento da capacidade feminina ocorrido no Brasil em 1954, mais precisamente aqui no Estado de Santa Catarina foi a aprovação de Tereza Grisólia Tang no concurso da Magistratura, recebendo a melhor avaliação na seleção realizada. Foi ela a pioneira no meio jurídico, tornando-se a primeira mulher do Brasil a ocupar o cargo de Juíza e, posteriormente, em 1975 o cargo de Desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. No Brasil a atenção ao clamor feminista culminou com o Estatuto da Mulher Casada, Lei 4.121 de 27/08/1962, que dentre as modificações introduzidas revogou a capacidade relativa da mulher casada, permitiu o exercício de trabalho sem autorização do marido e concedeu à ela o pátrio poder sobre os filhos em caso de falta ou impedimento do esposo, no entanto a luta pela igualdade ainda continuava. Somente com a Constituição Federal de 1988 é que foi garantida a igualdade de direitos e obrigações entre homens e mulheres, todavia o Código Civil vigente desde 1916 já não se adequava mais ao novo modelo Constitucional, desta forma somente no ano de 2002 é que nosso ordenamento civil foi atualizado com base nos princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana e da igualdade, deixando de lado os antigos conceitos patriarcais que norteavam o ordenamento até então vigente. Evidente que embora o ordenamento jurídico tenha se ade-

quado à realidade social a mentalidade machista que predominou durante séculos e séculos ainda encontra-se arraigada aos costumes e pensamentos. Um exemplo da mentalidade machista dominante, mesmo após a Constituição Federal reconhecer a igualdade entre homens e mulheres, é o fato de que ainda no ano 2000 o Supremo Tribunal Federal não permitia que as mulheres freqüentassem suas dependências trajando calça comprida. A tradição do STF de exigir o uso de saias ou vestidos no vestuário feminino durou vários anos, e em maio de 2000 essa regra caiu, passando a ser permitido o uso de calça comprida pelas mulheres, desde que acompanhada de blazer. A primeira mulher a ocupar uma vaga na Suprema Corte Brasileira foi Ellen Gracie Northfleet nomeada em novembro de 2000 pelo então Presidente da República Fernando Henrique Cardoso. Esta breve retrospectiva histórica demonstra de forma inequívoca que a conquista dos direitos pelas mulheres ocorreu mediante muitas lutas, e que nos últimos anos as mulheres vêm cada vez mais ocupando posições de destaque nas mais diversas esferas, no entanto o machismo e a postura arcaica de superioridade masculina ainda evidenciam-se em nossa sociedade, um exemplo de tal situação foi a necessidade de publicação de uma lei exclusivamente voltada à proteção da mulher, a Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha. A Legislação vem acompanhando ao longo dos anos as mudanças e clamores sociais, contudo não bastará mudar a legislação se não houver mudança de paradigmas e costumes. A principal mudança deve ocorrer em cada homem e mulher que antes de buscar modificações legislativas devem pautar suas condutas no respeito ao próximo e a si mesmo, respeito aos direitos e à liberdade. O dia 08 de março mais do que uma data comemorativa é uma data para refletirmos sobre valores e igualdade entre homens e mulheres, mais do que receber os parabéns as mulheres esperam o reconhecimento por seu histórico de lutas, respeito por seu papel fundamental na sociedade. Parabéns a todas as mulheres que conhecem sua importância, que dignificam as mulheres que nos antecederam na luta pela igualdade e liberdade, parabéns a todas as mulheres que se respeitam e conquistam diariamente o respeito, parabéns a todas as mulheres que são mães, amigas, namoradas, esposas, honradas, trabalhadoras e vencedoras.

Soraya Mendes Prust – Advogada – Especialista em Direito Ambiental pela PUC/ PR, em Direito Contemporâneo pela UnC/ Mafra e em Ciências Jurídicas pela Escola da Magistratura - ESMESC

É nítido o destaque que as mulheres possuem no mercado de trabalho. Sabemos que nem sempre foi assim, há alguns anos as mulheres eram limitadas a poucas funções. Muitas mulheres lutaram por anos para obter o direito de trabalhar fora, sustentar a casa e sua família. De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades no mercado de trabalho, ainda existem desigualdades em relação a salários e distribuição de tarefas. Mas há uma grande mudança acontecendo neste cenário, com forte tendência ao crescimento da independência feminina. A mulher moderna é forte e decidida, luta pelos seus ideais e não tem medo do trabalho. Segundo o CENSO do Ensino Superior de 2010, as mulheres ocupam 57% das matrículas e 60% das pessoas que concluem os estudos nas universidades brasileiras, e segundo pesquisa recente da revista Exame, atualmente cerca de 45% dos pequenos negócios no Brasil são administrados por mulheres. As mulheres possuem uma imensa capacidade em realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, característica que os homens não possuem. Esta capacidade é um grande diferencial, por que elas sabem muito bem lidar com todas as diversidades e multi funções nas empresas, sabem cuidar dos afazeres domésticos, dos filhos e ainda sempre estão lindas e maravilhosas. Nesta semana em que comemoramos o dia das mulheres quero registrar aqui o meus agradecimentos e felicitações a todas as mulheres, em especial minha mãe, grande exemplo de empreendedora e a minha esposa, uma médica veterinária que ama o que faz e faz tudo muito bem! SUCE$$O E TRABALHO

GUILHERME GRUBER MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV, especialista em Marketing Empresarial pela UFPR, graduado em Comunicação Social – habilitação em Publicidade e Propaganda. Capacitado em Life and Executive Coaching pela Comece a Viver®. Empresário, Consultor de Negócios e Diretor de Assessoria de Imprensa do CDL de Papanduva.


10

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Talentos de nossa Terra Paullo Henrique Dj Paullo Henique sempre teve a musica por escolha, seus primeiros contatos com o público foi no ano 1998 no carnaval de papanduva. Deste momento em diante despertou uma vontade de se aprofundar mais e descobrir o que essa carreira tinha de tão especial. Foi muito tempo tocando festas particulares, aniversários, até conquistar o público e ter a sua entrada em alguns clubes da região. O gosto pela musica eletrônica sempre existiu, mais necessitava muito empenho e estudo para chegar ser aceito

pelo mercado deste som, primeiro passo dado foi com o projeto "vibe conection" onde começou ali a lançar uma ideia nova para época, mantendo a musica eletronica como a principal atração da festa. Projeto este que foi crescendo tomando dimensões maiores, até chegar a se tornar um dos melhores clubes do estado catarinense a "FIELD CLUB". Neste momento a musica eletrônica tomou conta do seu gosto musical, onde as portas se abriram chegando tocar com vários nomes da musica eletrônica, pop e sertaneja do

nosso país abrindo shows de Ivete Sangalo, Armandinho, Dazaranha, Papas da Lingua, Nenhum de Nós, Alexandre Pires, Hugo Pena e Gabriel, Edson e Hudson, Jads e Jadson, Cleber e Cauan, com os Dj's Fabricio Peçanha, Gabe, Alex Dias, Fabo, Victor Ruiz e varias cidades do nosso estado, paraná e rio grande do sul. Hoje segue com dj residente Field Club, fazendo uma das coisas que gosta muito, transmitir alegria para o publico através da musica. ODONTO REUSING - Consultório Odontológico Paulo Henrique Michels Reusing - Cirugião Dentista CRO-SC 9628 Papanduva SC - (47) 3653 1317

Por Espaço Mulher Olá pessoal!!! Estamos inaugurando nesta semana o Cantinho Gourmet, que será um espaço destinado àquelas pessoas que apreciam o dom de cozinhar, sejam homens ou mulheres. Toda semana este espaço contará com dicas e sugestões de preparo de diversos tipos de refeições, com o objetivo de trazer curiosidades e ensinar um pouquinho mais a você leitor do A Semana, sobre cada tipo de alimento e suas funcionalidades. Para isso, contaremos com a ajuda da graduanda em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Maisa Adriele Bosse, que escreverá este espaço.

Maisa Adriele Bosse Graduanda em Engenharia de Alimentos UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Cel: (48) 99289298 Email: maibosse@ hotmail.com

A dica da Maisa esta semana é:

COMO NEUTRALIZAR A ACIDEZ DO MOLHO DE TOMATE Todos nós sabemos que as plantas produzem centenas de pigmentos com as mais diferentes funções. Pois bem, em meio a essa variedade toda de pigmentos existe um em especial, do grupo dos carotenóides: o licopeno. Ele é o responsável pela coloração avermelhada dos tomates frescos ou de uma suculenta melancia. O licopeno contribui para nos proteger do ataque de radicais-livres — moléculas destrutivas que ajudam a provocar doenças cardíacas, câncer, catarata, artrite e, possivelmente, perda de memória. A quantidade de licopeno presente em tomates frescos oscila consideravelmente de acordo com a época da colheita, local de plantio e, até mesmo, a técnica utilizada para sua quantificação. Você já deve ter ouvido falar — e é verdade, em alguns casos — que cozinhar os vegetais por muito tempo acaba fazendo com que uma grande quantidade de nutrientes se perca,

não é? Pois bem, aqui vai uma boa notícia: em se tratando do licopeno, as coisas funcionam exatamente ao contrário! Tanto o aquecimento quanto o processamento do tomate, faz com que muito mais licopeno seja liberado para a digestão. O tomate por si só é um fruto ácido, dependendo da variedade, alguns são mais que outros. No molho, a adição de cebola, acentua ainda mais esse sabor ácido, que em alguns casos, torna-se até desagradável, podendo também prejudicar pessoas que possuem algum problema estomacal.

Então vai aqui uma ótima dica para aperfeiçoar o seu molho de tomate para você se deliciar ingerindo licopeno: A casca e as sementes são duas grandes influências que contribuem para a acidez do tomate, por isso, escalde-os os e retire a casca e as sementes. Meça aproximadamente ¼ de colher de chá de bicarbonato de sódio, para cada xícara de molho de tomate. Ao adicionar o bicarbonato ao molho, ocorrerá uma reação química que fará com que o molho borbulhe, misture-o e deixe descansar por cinco minutos. Agora sim, está pronto para ir à mesa!

O Cantinho Gourmet tem o oferecimento de Panificadora e Confeitaria Q’Delicia


11

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

Variedades Um paulista foi passear em Minas. Numa cidade pequena, quis assistir a umas brigas de galo na rinha. Vendo as aposta não resistiu e quis apostar também. Mas, como não era bobo e não conhecia nada de galos, perguntou a um velhinho caipira do seu lado: -Qual dos dois galos aí é o bom? O caipira, com a calma típica dos mineiros, respondeu: -Uai! O bão é o galo vermeio. O paulista, mandou ver! Apostou todo a grana que tinha no galo vermelho. O juiz pôs os galos para brigar e o galo vermelho tomou a maior surra do mundo. Revoltado, o paulista foi tirar satisfação com o velhinho caipira: -Você não falou que o galo bom era o vermelho? -Falei sim. Uai! -Mas ele levou a maior surra, quase morreu! E o caipira explica: -Ocê e que num perguntô direito… eu te falei que o galo bão era o vermeio, mas o marvado é o preto!

Jóia Rara Se a paciência estiver por um fio, você será testado com aquelas coisas que facilmente irritam-no. É tempo de cultivar a paciência consigo mesmo e com os outros de modo a não desperdiçar energia com coisas banais.

A delicadeza pode ser utilizada como uma ferramenta que, como um ímã, atrai tudo aquilo que você deseja. É tempo de compreender que a vida ganha mais sentido se a afetividade estiver presente.

Se você estiver muito apegado a algo ou alguém, é possível que só se abra para as mudanças quando a pressão se tornar insuportável. É tempo de poder transformar sem destruir.

Quando o sentimento de vazio toma conta, você pode acabar se amargurando. Por isso, é preciso fazer coisas que preencham sua alma. É tempo de se movimentar para aquecer os sentimentos.

As ideias surgem o tempo inteiro. Mas arregaçar as mangas e colocar a mão na massa nem sempre é a sua maior habilidade. É tempo de dar o primeiro passo para colocar suas ideias em prática.

O amor pode ser compreendido de forma mais realista quando você exclui o excesso de idealismo e põe as fantasias nos seus devidos lugares. É tempo de perceber que a relação é algo a ser construído a dois.

A cada encontro desafiador, novas motivações podem ser criadas. Inclusive uma relação já existente pode se transformar em algo nunca experimentado antes. É tempo de possibilitar mais momentos de prazer.

Ao se esforçar tanto para que as coisas saiam como planejado, você pode não enxergar que o imprevisível talvez tenha muito mais a acrescentar. É tempo de abrir espaço para as mudanças ocorrerem.

Desejar é sempre bom. Realizar os desejos, então, é melhor ainda. Você só não pode se tornar escravo deles. É tempo de desfrutar o prazer de viver bem, sem se deixar levar pela vontade de ter mais do que é preciso.

Quando os humores oscilam, fica mais difícil manter o bem-estar nas relações. Mas se você conseguir não projetar sua irritação nos outros, os encontros podem se tornar agradáveis. É tempo de aliviar as tensões.

Ao construir bases sólidas e seguras, você será muito mais forte e capaz de suportar as pressões causadas por um momento de crise. É tempo de erguer a cabeça para enfrentar as dificuldades e superar as fraquezas.

As pessoas mudam, e com elas as relações também se alteram. O importante é não ficar preso ao que já foi, ou à fantasia do que seria. É tempo de se desapegar das velhas situações, e se abrir para o novo.

Sábado, 08 de março Odilon se muda para a pensão. Aurora conta para Joel que está grávida. Rubens confirma para Lola sua gravidez. Manfred foge do delegado para não ser preso. Dália conta para Amélia e Franz sobre a fuga de Manfred. Aurora diz a Joel que quer ter o filho em Paris. Manfred pede ajuda a Décio para conseguir documentos falsos. Laura obriga Décio a contar tudo para a polícia.

Além do Horizonte Sábado, 08 de março William e Lili ficam constrangidos. Kleber socorre Fátima. Tereza convence Orlando a entrar na máquina. Keila acusa Kleber de agredir Fátima. Rita termina o namoro com Cacá. Kleber se preocupa com a ameaça que recebe de Vó Tita. Tereza consegue que Orlando faça o depósito na conta da Comunidade. Kleber fica tenso com a cirurgia de Fátima. Tereza convence Hermes a fugir da Comunidade.

Em Família Sábado, 08 de março Luiza e André fazem as pazes. Juliana assina sem ler os papéis do divórcio que Fernando havia deixado para ela. Helena, sem paciência, discute com Virgílio e depois se arrepende do que diz. Verônica se irrita ao descobrir que Laerte esteve na festa com Luiza. Jairo conta para Juliana que Iolanda vai se mudar com Bia para Niterói. André pede desculpas a Dulce por ter discutido com ela. A pedido de Juliana, Nando resolve acelerar a papelada da adoção de Bia.

Malhação Segunda, 10 de março Sofia confronta Anita e afirma que a irmã permitiu que ela ficasse com Ben. Ronaldo coloca Martin na linha em seu novo emprego. Pedro vê Tita fazendo trabalhos domésticos. Júlia diz a Anita que foi ela quem atirou Sofia nos braços de Ben. Caetano é libertado da prisão, mas exige que Abelardo não conte para Bernardete o que aconteceu. Ben e Sidney se enfrentam, mas Serguei e Meg apartam a briga. Anita acusa Sofia de querer tudo o que ela tem. Caetano pede Zelândia em casamento e explica seu plano para enganar o seguro de vida.

Anuncie aqui: 47 3653.2725


12

fieldclub

CARNAVAL 2014

Papanduva (SC), 8 de março de 2014

E mais um ano o FIELD representou no CARNAVAL da região. Várias pessoas compareceram de várias cidades para prestigiar o grande evento. O club estava cheio de gente bonita e o clima e a música sempre em perfeita sintonia. Muitas pessoas não mediram esforços mais uma vez para chegar até aqui em PAPANDUVA para curtir mais uma vez o FIELD. Obrigado sempre, por todos Ary Glonek Junior

aqueles que nos apoiam e acreditam em nosso trabalho, que sabem que estamos aqui para fazer a diferença, para inovar, para fortalecer nossa região. Aqui é de verdade, aqui é pela música, aqui é pelas grandes amizades e parcerias. Programe-se dia 22/Março próxima FIELD ! Reservas e maiores informações (47) 3653-2626 Aguardamos a sua visita. www.fieldclub.com.br

As015 preview  

Jornal A Semana de Papanduva, 8 de março de 2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you