Page 1

CMYK 24 de janeiro de 2014

Ano II

1

Papanduva, 1º de fevereiro de 2014

Edição 10

Jornal A Semana novamente sai na frente

Mais um falsário descoberto! Criminoso (foto) se passava por Clayton Moura Belo, médico que trabalha no Paraná. Caso Med Kos já é um dos maiores escândalos da história de Papanduva

Inovação: Sunday Sessions na Field Club

>pág. 12

BR-116: Atropelamento com vítima fatal

>pág. 5


CMYK

2

Opinião

24 de janeiro de 2014

QUESTÃO INDÍGENA - DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS O Estado de Direito parece não valer quando se trata de ações indígenas que contrariam a lei Por KÁTIA ABREU

Três é demais Dizem que um é pouco, dois é bom, mas três é demais. No nosso caso, um foi fato isolado, dois foi fato suspeito e chocante, mas três são um tapa na cara da sociedade decente. Três criminosos se passaram por médicos no ano de 2013, vindos com a empresa que começou a trabalhar no primeiro dia do governo Tuca e Humberto. É demais. Que qualquer pessoa possa errar, disso ninguém duvida. E nem temos a petulância de uns e outros de dizerem-se perfeitos. O que espanta é o tempo em que o erro aconteceu. Durante todo o ano de 2013 praticamente, toda e qualquer pessoa que precisou do serviço público de saúde ficou sujeita a um dos três criminosos confirmados – se não houverem muitos mais. A impressão que fica é que, ao se eleger, o distinto cidadão tem o direito de terceirizar tudo, e ir pra casa tirar uma “sonequinha”. Livre, leve e solto de qualquer responsabilidade. Basta escolher uma empresa para cada área: uma para a Saúde, outra para a Educação, outra para o abastecimento de água. E não importa nem se paga agora muito mais caro que antes. O problema é da empresa. Na verdade, o problema é do povo. O único alento é que agora estes “erros” tem por onde vir a público. Seja pela RBS, seja pela investigação da Polícia Civil, pelo Ministério Público através do GAECO, ou pelas humildes doze páginas deste jornal do interior. Como já dizia o velho ditado: “O mal do malandro é achar que todo mundo é otário”. Somente uma lembrança aos nossos leitores: antes da trazer os falsários, Papanduva contava com uma equipe de médicos que moravam aqui, trabalhavam aqui e gastavam o seu salário aqui. Qualquer pessoa, em uma situação de emergência, poderia achar seu médico em casa. E hoje, eles ainda podem ser encontrados. Todos. Ao contrário dos foragidos que atuaram neste governo. É uma diferença gritante. E os verdadeiros foram praticamente expulsos para que os falsos pudessem trabalhar. Tirem suas próprias conclusões.

Expediente

Luiz Henrique Saliba Filho

SLB Comunicação EIRELI-ME Rua John Kennedy n°2983, sala 05 Papanduva - SC E-mail: asemanapv@gmail.com Fone: (47) 3653-2725

Diretor geral: Luiz Henrique Saliba Filho

Circulação: Papanduva

Diretora comercial: Angela Kohler

Diagramação: JC Publicidades | 47 96561211

Obs.: Informes publicitários só serão publicados mediante aprovação da direção e pagamento antecipado.

A situação está se tornando insuportável. Quando se trata da questão indígena, a lei só vale para alguns. Os direitos humanos são afirmados e contrariados ao mesmo tempo, como se o Brasil fosse obrigado a conviver com a arbitrariedade da Funai, de membros do Ministério Público Federal, do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e de ONGs. Imaginem o que aconteceria se agricultores decidissem cobrar pedágio em uma rodovia? Haveria uma gritaria ecoando em todos os meios de comunicação e a Polícia Rodoviária Federal, as Polícias Federal ou estaduais, acionadas pelo Ministério Público, logo entrariam em cena. A rodovia seria liberada, e os autores do crime, responsabilizados e punidos. Seria, de fato, o Estado de Direito funcionando, pois nenhum cidadão pode impedir os outros de ir e vir.

Ora, o que acontece com a rodovia federal que passa pela terra indígena Tenharim, no Amazonas? Desde 2006, os indígenas cobram pedágio dos cidadãos que a utilizam. O valor pode chegar a R$ 100. As pessoas são oneradas simplesmente porque alguns indígenas assim decidiram. Acostumaram-se com a impunidade e com o acobertamento dado pela Funai. Criam uma enorme tensão social. O que fazem os órgãos policiais federais? Nada! O Estado de Direito, lá, nada vale. Agora, nesta mesma região, temos o desaparecimento de três pessoas --foram, segundo informações, provavelmente sequestradas por esses indígenas. Teriam sido vistas pela última vez sendo conduzidas à força para a aldeia.

Corre a notícia de que tudo isso se deu em represália à morte de um cacique que sofreu um acidente de moto, embriagado. Como assim? Pessoas podem ser sequestradas em represália? De um acidente de moto, segundo a própria polícia? Onde está a lei?

como se o Estado de Direito não valesse quando se trata de ações indígenas que contrariam abertamente a lei. Aí entram em consideração questões "humanitárias", como se a humanidade tivesse apenas um vetor: vale apenas para alguns.

A Funai, por sua vez, sempre alega falta de condições para intervir, quando se trata de reintegração de posse. No entanto, encontra tais condições quando se trata da desintrusão de terras indígenas, como aconteceu recentemente em Mato Grosso.

Na fazenda Suiá-Missú (MT), 1.800 famílias de pequenos agricultores familiares foram jogadas ao vento, ou melhor, à maior das intempéries. O próprio ouvidor nacional dos direitos humanos da Secretaria de Direitos Humanos reconheceu, em uma audiência pública na Câmara dos Deputados, que o lá ocorrido não deveria jamais se repetir. No entanto, a repetição está ocorrendo no Maranhão.

No caso maranhense da terra Awá-Guajá, 96% dos produtores lá instalados são da agricultura familiar e serão obrigados a deixar a área. Os órgãos federais encarregados de aplicar a lei serão impiedosos. Não há nenhum projeto efetivo de reassentamento dessas famílias, senão declarações vãs e hipócritas. Vão jogá-las na estrada tal como aconteceu com os agricultores de Suiá-Missú?

Até quando a Funai vai continuar atuando como um Estado dentro do Estado, fazendo arbitrariamente suas próprias leis como se não devesse prestar contas a ninguém? O Ministro da Justiça tem se comportado como se sua pasta fosse a da Injustiça. Que Brasil é este?

Situação análoga ocorre com os processos de desintrusão (retirada de não índios) de terras indígenas, e de reintegração de posse (retirada dos índios invasores). Novamente dois pesos e duas medidas! A universalidade da lei é pisoteada. Em Mato Grosso do Sul, com as tensões se exacerbando sem nenhum controle, as invasões indígenas têm se multiplicado, em aberta violação ao direito de propriedade e às decisões judiciais.

Quando a força policial federal intervém, é para consolidar o absurdo. Os proprietários rurais são expulsos de suas terras, sendo eles detentores de títulos de propriedade que remontam há décadas.

As reintegrações de posse não são cumpridas,

KÁTIA ABREU, Senadora (PMDB/TO) e presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil)


CMYK

3

24 de janeiro de 2014

Radar

Por Luiz Henrique Saliba Filho saliba.jornalismo@hotmail.com

Jornal de São Bento emite nota sobre “preocupação” de prefeito com o Jornal A Semana - Papanduva

Ganhou pontos o Secretário de Saúde Socó Comenta-se por aí que o Secretário Socó (DEM) tem feito esforços para por ordem na bagunça que herdou do antecessor. Apesar da resistência de alguns “figurões” políticos à sua permanência, o secretário e seu escudeiro Leopoldo Whol têm se desdobrado para se desviar do “fogo amigo”. Socó inclusive tratou pessoalmente com o Dr. Saliba para que este retornasse ao SUS, após a crise Med Kos Falsos, e acalmasse os ânimos da população.

Na edição do dia 18 de janeiro, o jornal de São Bento do Sul “Liberdade” colocou uma nota citando um suposto convite do assessor jurídico da prefeitura para um jornalista vir trabalhar em Papanduva. O motivo? O “jornal dos Salibas” estaria, segundo palavras do jornal são-bentense, tirando o sono do prefeito. Prefeito, você e seus comissionados podem dormir tranquilos. Não inventamos e nem inventaremos notícias para lhe prejudicar. É só governar direitinho que a gente te deixa tirar sua “soneca”. O que não pode dormir no ponto, quando os interesses ou a vida dos papanduvenses estiverem em jogo, principalmente os dos mais pobres, combinado?

PDT de Papanduva se mobiliza com vistas ao pleito deste ano

A soneca e os Médicos Falsos

A Vereadora e o Concurso

Mas se existe um bom motivo para figurões perderem o sono, é a investigação que está ocorrendo na empresa “médica” que veio de mala e cuia no primeiro dia de governo para atender os papanduvenses. O aprofundamento das investigações da Polícia Civil sobre os criminosos foragidos que atuaram na cidade se passando por médicos em 2013 pode trazer novidades estarrecedoras para Papanduva e região. No momento, muitas informações desencontradas sobre quantidade total de falsários e quem foram os responsáveis pela contratação e indicação da empresa, que iniciou seus trabalhos no primeiro dia de governo. Espero que logo saibamos quem foram os “pais da criança”, e o “nobre” motivo desta contratação.

Um boato sobre uma suposta renúncia da vereadora Djana Matioski (PDT) para assumir emprego público foi comentário na cidade. Isso não é verdade. Djana Matioski passou em concurso público de Monte Castelo, e se vier a assumir as funções no município vizinho poderá continuar vereadora sem nenhum problema. Então, parabéns duas vezes à vereadora: pela vitória nas urnas e no concurso.

“Quem contrata sem saber quem está contratando é um péssimo prefeito. A população precisa cobrar dos prefeitos uma atitude”. Quem desceu o “porrete” nas administrações que caíram no conto da terceirização com falsos médicos foi o presidente do Sindicato dos Médicos de Santa Catarina, Cyro Veiga Soncini. No passado, este sindicato processou e ganhou causas contra prefeitos que brincaram com a saúde do povão por muito menos que o caso de Papanduva. Depois do terceiro médico falso descoberto, pode estar vindo chumbo do graúdo para o bolso de uns por aí.

O Médico Luiz Henrique Saliba não tem tido muito tempo de descanso nos últimos dias. Devido ao escândalo dos falsos médicos atuando subcontratados pela prefeitura, Saliba tem tido pedidos de atendimento por quase todo lugar aonde vai. A população justifica pelo medo de ser atendida por um falsário ainda não descoberto atuando nas dependências do Hospital São Sebastião ou do SUS. Devido aos apelos da população, Saliba voltou a atender no SUS, pois segundo ele “é evidente o desespero das pessoas com a situação”.

A soneca e os Médicos Falsos 2

Comercial Itália - 47 3653 2121

Médico (verdadeiro) sem descanso

O jornal A Semana recebeu a visita do presidente do PDT de Papanduva, Gilsemar dos Santos, mais conhecido como Brizola. O presidente da executiva municipal de Papanduva conversou sobre os planos da legenda, como possibilidades de coligação para a eleição estadual e o cenário político nacional. O PDT de Papanduva prepara uma série de ações para estreitar o diálogo com suas bases e neutralizar qualquer tentativa de dissidentes em enfraquecer o partido. O PDT também irá iniciar um projeto para divulgar suas ações em âmbito municipal e estadual. Inclusive aguardam informações sobre uma possível visita de Manuel Dias, ministro do Trabalho, para as próximas semanas.

Anuncie: 47 3653.2725


CMYK

4

24 de janeiro de 2014

Geral Mais um falsário se passando por um médico descoberto

Homem, que se passava por Clayton Moura Belo Tudo o que é ruim pode piorar. Na tarde de quinta-feira, o jornal A Semana – Papanduva obteve a

confirmação de algo que vinha investigando a cerca de dois meses. Mais um criminoso se passando por médico atuou com CRM e CPF clonado em dependências de saúde pública em Papanduva. O homem, que se passava por Clayton Moura Belo. Foi um dos médicos enviados pela empresa Med Kos, contratada pela administração municipal desde o primeiro dia de governo para fornecer médicos para a cidade de Papanduva. No total, são três falsários confirmados. No dia em que o primeiro criminoso que se passava por médico foi descoberto, enfermeiras que trabalharam com o terceiro falsário desconfiaram do comporta-

mento do mesmo. O homem que se passava por Clayton estava muito nervoso, e dizia que precisava viajar para ver sua “mãe doente”. Após a jornada de trabalho que cumpriu se passando por Clayton, o falsário fugiu e está foragido. Segundo informações, o novo falsário atendeu no Hospital São Sebastião e em postos de saúde por todo o município, inclusive no interior. O verdadeiro Clayton Moura Belo atua na cidade de Salgado Filho, município do sudoeste do Paraná como médico especialista em dermatologia e medicina estética. Atua no hospital da cidade e em dois postos de saúde, algo que foi facilmente verificado nos registros do Ministério da Saúde, e

o novo falsário atendeu no Hospital São Sebastião e em postos de saúde por todo o município, inclusive no interior.

qualquer pessoa poderia verificar se quisesse. Não publicaremos a foto do verdadeiro para preservar sua imagem. Delegado confirma: Homem que dizia ser Clayton é mais um falsário No momento que foi confirmado tratar-se de mais um falsário atuando em Papanduva, o Jornal A Semana entrou em contato com o Delegado de Polícia Civil da comarca de Papanduva, Dr. Gustavo Muniz Siqueira. O Delegado

confirmou que já havia constatado que não era Clayton que atendia em Papanduva, e que já havia tomado o depoimento do verdadeiro médico, mas que não deu mais informações para manter o sigilo das investigações. Afirmou também que cerca de uma dezena de médicos que atuaram em Papanduva estão tendo suas identidades conferidas, mas ainda sem confirmação definitiva se são falsos ou verdadeiros.

Receita médica assinada pelo falso médico

Anuncie: 47 3653.2725


CMYK

5

24 de janeiro de 2014

Polícia INCÊNDIO EM RESIDÊNCIA

O Corpo de Bombeiros de Papanduva atendeu a um chamado de incêndio

em residência que foi consumida pelo fogo no dia 25 de janeiro na Rua

Pedro Povaluk, Centro. Os proprietários haviam se mudado e deixaram apenas

ATROPELAMENTO COM VITIMA FATAL

No dia 26 de janeiro na Rodovia BR 116-KM 65-Floresta em Papanduva, aconteceu um acidente de transito (atropelamento) que envolveu um veiculo Ford Fusion com placas

de Caçador-SC. O condutor do veiculo ford Fusion,(J.C.M) de 52 anos, não sofreu nenhum ferimento. A vitima fatal que foi atropelado foi o Sr. Julio S. Ribeiro de 74 anos. Quando os

bombeiros chegaram no local o mesmo já apresentava a ausência total dos sinais vitais, com múltiplas fraturas. O local ficou aos cuidados do IGP e da Policia Rodoviária

alguns pertences no local. Na hora do incêndio a casa estava supostamente vazia,

as causas do incêndio irão ser investigadas posteriormente.

O Corpo de Bombeiros de Papanduva, atendeu a um chamado no dia 29 de janeiro de incêndio em uma estufa de secagem de fumo, na localidade do Pinhal, interior de Papanduva, segundo informações do proprietário, foi consumido pelo fogo aproximadamente 800Kg de Fumo que

estavam secando. No local foi efetuado a extinção do incêndio e isolado o galpão do depósito, onde havia um estoque de 4000 kg de fumo seco e também a residência do solicitante.

INCÊNDIO EM ESTUFA DE SECAGEM DE FUMO

Fonte Facebook Corpo de Bombeiros Militar de Papanduva


CMYK

6

24 de janeiro de 2014

Espaço Mulher

Fabiane Vatraz asespacomulher@hotmail.com

DICAS PARA MANTER O ESTILO EM QUALQUER IDADE Essa é fase da juventude. Tudo está liberado (ou quase tudo). As roupas ultras curtas, barriga de fora, estampas das mais variadas possíveis, saltões ou rasteirinhas, roupas sexy, neon, fendas, decotes… Tudo fica lindo na mulher de 20 anos. Aproveite o “corpitcho” e as dádivas da natureza. Pele lisinha, cabelão sedoso, barriga sequinha, etc. A make pode ser seu ponto forte desde que seja bem natural, nada de olhos ou boca marcados demais. O bonito nessa fase é a naturalidade. Os cuidados devem ser apenas com o exagero para não parecer adulta demais. Nada de roupas muito sérias. Você não precisa de artifícios. Seja você mesma com o menos possível. Lembre-se garotas: MENOS É MAIS!

► DOS 30 AOS 40 ANOS:

► DOS 20 AOS 30 ANOS:

Olá queridas leitoras! Essa semana no Espaço Mulher o assunto é ESTILO. Às vezes, achamos que estilo é algo que adquirimos apenas com o passar dos anos. Talvez, isso seja verdade, afinal, com a maturidade, aprendemos a fazer nossas escolhas de forma mais consciente e serene. No entanto, acho que a definição do nosso estilo pode ser exercida desde cedo, não importando a faixa etária. Toda mulher pode (e deve) ser sempre estilosa. Para isso, só precisa se conhecer melhor. Aqui, vão algumas dicas valiosas para manter o estilo em qualquer idade. Até porque, com o avançar dos anos, o estilo pode ficar até melhor!

► ATÉ OS 20 ANOS:

Idade símbolo da mulher. Nessa fase, a mulher se sente mais mulher e menos menininha. É hora de ir abandonando um pouco velhos hábitos infantis como babadinhos e lacinhos, ou looks muito sexys ou muito decotados. Você precisa começar a escolher roupas mais luxuosas (para a noite), de maior qualidade e caimento (para seu trabalho) e com maior conforto (para se adaptarem às mudanças naturais do corpo). Compre o que você gosta sem medo porque eles vão durar muito tempo. Invista em acessórios, em bons sapatos, em bolsas versáteis, em perfumes. Você ainda pode quase tudo, mas precisa mostrar que já é uma mulher e quer ser vista como tal. A make pode ser mais intensa à noite e o cabelão longo da adolescência pode ir começando a diminuir um pouco de tamanho para mostrar mais maturidade e profissionalismo. Não adianta querer se apegar ao passado para querer manter a mesma imagem de garota. Os tempos mudam e você precisa ir se adaptando junto com ele. Usar roupas desconexas com sua idade só vai lhe envelhecer. Cuidado!

Com a chegada dos filhos, muitas mulheres acham que precisam estar com cara de mães, super caretas. Errado! Toda mãe pode ser estilosa e descolada, só é querer e não se acomodar. Claro que devem existir certos cuidados com algumas roupas, mas você ainda é super jovem e deve valorizar isso. Se seu corpo mudou demais, tente readaptar o seu guarda-roupa, mas sempre dentro do seu estilo. As calças jeans devem estar sempre presentes, porque emagrecem e trazem a jovialidade de volta. Vestidinhos soltos como tubinhos também são ótimos. Não deixe toda a sua sensualidade morrer. À noite, use roupas brilhosas, com algum decote, ou renda, algo mais glamouroso. Coloque uma super make e cuide das madeixas (sempre). As roupas de alfaiataria são ideias para trabalho e os vestidos longos para passeios. Eles disfarçam qualquer gordurinha e ainda deixam um ar meio menina-mulher em você!


CMYK

7

24 de janeiro de 2014

Espaço Mulher ► DOS 40 AOS 50 ANOS:

o passar da idade. As roupas melhores para você são as de alfaiataria assim como os casaquinhos, cardigans, vestidos ou saias midi, joias ou bijuterias discretas, bolsas mais estruturadas, etc. Um óculos escuro não pode faltar! Se seu estilo é mais moderno ou criativo, tudo bem, escolha peças com cores mais lisas, de bom caimento e de cores neutras. O importante é se sentir feliz, afinal você chegou até aqui e quer se sentir linda!

► CHIC SEM ESFORÇO

Comece a pensar em duas coisas: elegância e descrição. A sobriedade nas roupas vai impor respeito seja aonde você for. Esqueça por completo qualquer coisa que remeta à adolescência. Isso inclui mini-saias, barriga de fora, biquínis minúsculos (mesmo que você tenha um corpão) shorts ultra curtos, vestidos super estampados (até porque eles engordam mais), cabelão enorme, make pesada demais (ela enaltece as ruguinhas) e itens muito românticos. Você já é uma mulher com todas as letras, talvez seja até quase uma avó. Precisa se vestir conforme sua idade, porém, com toda a sofisticação que merece. Você já conquistou coisas importantes na vida, talvez uma carreira de sucesso, uma família unida e quer ser reconhecida por isso. Para isso, escolha ser chic ao invés de estar na moda!

► DOS 50 ANOS EM DIANTE:

As mesmas regras de cima servem aqui, só que com mais intensidade. Os cabelos: de médios a curtos, com um corte versátil e elegante. A maquiagem na medida certa não pode faltar, até porque a pele tende a ficar opaca com

Ser Chic. Está aí a palavra que todas nós mulheres gostaríamos de ser. Às vezes, ser uma pessoa chic pode parecer um pouco complicado porque a gente sempre acha que isso tem a ver com dinheiro. Mas, muito pelo contrário, ser chic ou se vestir de forma elegante é algo que está muito mais além do que as nossas posses. O Espaço Mulher traz algumas dicas que podem nos favorecer na hora de nos vestirmos, seja para o trabalho ou para o lazer. Ser chic tem a ver com bom gosto e o seu sinônimo mais autêntico é a DISCRIÇÃO. Você já viu alguma mulher que estava discreta sem estar elegante ao mesmo tempo?

Fabiane Vatraz

DICAS PARA SER CHIC (SEM NENHUM ESFORÇO): • Apostem em looks monocromáticos (tonalidades que variam de uma mesma cor) ou nas cores neutras como o preto, marinho, marrom, cinza, gelo, nude; • Cuidados com as estampas, se não tiverem muita prática na hora de coordená-las, fiquem com as clássicas como as de bolinhas, navy, liberty (flores miúdas) e os xadrezes clássicos, sempre as contrapondo com cores lisas; • Comprem roupas que tenham um bom corte, de tecidos que não amassam muito e que não deixam transpirar em excesso; • Escolham roupas que sejam a sua numeração adequada, nem muito folgadas, nem muito apertadas; • Esqueçam-se de roupas muito curtas ou extremamente decotadas. Lembrem-se sempre de que se mostrar demais uma parte, terá que esconder a outra; • Tenham algumas peças clássicas no seu guarda-roupa (como uma camisa branca, um calça jeans, etc.) e poucas de moda, especialmente as passageiras. As primeiras merecem muito mais o seu dinheiro do que as segundas; • Invistam em acessórios como colares, pulseiras, anéis, brincos e lenços, muitos lenços. Mas, saibam como usá-los. Nada de tudo ao mesmo tempo. Se o acessório já é muito chamativo, a roupa deve ser mais discreta; • Tenham uma bolsa de qualidade para o dia a dia, um relógio bonito, um óculos de sol que combine com seu rosto (de preferência preto ou de tartaruga), um cinto bacana, uma sapatilha e, pelo menos, um peep toe nude (sapatos da cor das nossas pernas são sempre alongadores de silhueta). Com esses itens, a elegância está garantida com qualquer look; • Não se esqueçam do poder da 3ª peça ok? Cardigan, blazer, colete sempre adicionam muito mais charme às roupas; • Mantenham as unhas das mãos e pés sempre feitos (por favor!). Mesmo que não estejam pintados, precisam estar apresentáveis; • Escolham um corte de cabelo legal, de tamanho médio a curto. Cabelos longos demais, além de serem difíceis para manter, são muito mais sexy do que chic; • A make deve ser sempre o mais natural possível e com um belo sorrisão no rosto; • Nunca exagerem no perfume; • Na hora da dúvida, tirem! Se acharem que tem informação demais no visual, é hora de ir tirando. Viram como é fácil? Engana-se quem pensa que é preciso ter um super closet recheado de coisas caras para ser uma mulher chic. E falando em preço, O Espaço Mulher recomenda às leitoras que façam suas compras na Griff Modas que está com uma super promoção: 40% de desconto em todas as marcas. Escolha a sua preferida, monte seu look e arrase pelas ruas, vestindo roupas de ótima qualidade e com um precinho de dar inveja à concorrência. Fique chic gastando pouco, compre na Griff Modas! Antes de me despedir, deixo uma última dica para vocês leitoras: nunca se esqueçam de que o melhor acessório para nos transformar em uma mulher realmente chic, é a EDUCAÇÃO e a GENTILEZA, itens que não estão à venda, mas que podem ser treinados todos os dias! Beijos a todas e até a semana que vem! =D


CMYK

8

24 de janeiro de 2014

'Deu no Face'

Por Altanir Dominiak

JUSTIÇA. Esse foi o pedido unânime dos internautas ao ficarem sabendo da notícia do estrupador que violentou uma criança de cinco anos de idade em Papanduva. Porém justiça é um conceito muito relativo e assim, uns pedem que o maníaco “apodreça na cadeia”, outros sugerem a “pena de morte”, há também aqueles que dizem que os próprios presos devem fazer “justiça” com ele, enfim como o judiciário não pode agradar a todos porque tem que seguir o que manda a Lei, o que todos esperam é que a autoria do delito possa ser devidamente comprovada com provas técnicas (exame de DNA) para que não restem dúvidas para os jurados ao darem a sentença na hora do julgamento. Por hora resta dar os parabéns para os policias que investigaram e capturaram o suspeito, deixando a sociedade papanduvense mais tranqüila no momento.

COMO VOVÓ JÁ DIZIA. “Não conte com o ovo no c... da galinha”, esse ditado deve ter sido lembrado por muitos papanduvenses nesta semana, haja vista que já tinha gente comemorando no facebook a de relativa calmaria no sistema elétrico nos últimos dias em nossa cidade. Além disso, boas notícias de liberação de licenças ambientais e início da terraplanagem no local da subestação também contribuíam para o otimismo generalizado. Porém o nosso problema é grave e a solução é demorada (fora o que já demorou) e só poderemos nos tranqüilizar mesmo quando às obras estiverem 100% concluídas, pois até lá teremos que conviver com piscadinhas de 6 à 8 horas, portanto, geradores, baterias, velas, lampiões e demais utensílios com baterias recarregáveis continuam ser em Papanduva e região itens de primeira necessidade, além de um nicho de mercado interessante para ser explorado pelos nossos comerciantes.

AVESTRUZ. Talvez a tal lenda da ave que esconde a cabeça no buraco é o que melhor personifique a atitude de alguns políticos da cidade e região, pois há duas semanas os mesmos papagaiavam suas con-

quistas se dizendo os responsáveis pela “solução” do problema elétrico em nossa cidade, porém quando o problema voltou com força total não apareceu um para explicar o que deu de errado. Vale lembrar que além do fim dos blecautes, alguns chegaram a anunciar que em dois setores essenciais em nossa cidade ainda teríamos uma solução paliativa com geradores alugados ou cedidos pela distribuidora de energia, caso algo desse errado.

NA SECA. Após o restabelecimento da energia em Papanduva a vida dos munícipes deveria voltar ao normal se não fosse por um detalhe. Em muitos pontos da cidade as torneiras permaneceram secas mesmo após várias horas do fim do blecaute elétrico, tirando assim muita gente do sério. Como tomar banho, lavar roupa e louça dentre outros afazeres domésticos estava complicado, o pessoal correu para o computador e expôs sua indignação aos responsáveis pelo setor que desta vez estão todos dentro do próprio município, não podendo assim repassar a culpa ao Colombo, colombinas e colombetes. Será que vai ser preciso fazer vaquinha para instalar outdoors na cidade cobrando providências?

INCÊNDIOS. O forte calor dos últimos dias combinado com a luz que vem e volta além de incômodos têm causado grandes prejuízos, pois residências e principalmente estufas de fumo acabam sendo consumidas pelo fogo em nossa cidade e região, como provam fotos que são quase que diariamente publicadas. Então todo cuidado é pouco e em caso de emergência acione os bombeiros pelo fone 3653 2539 na central de Papanduva ou pelo 193.

JUSTIÇA II. Como a paciência de muitos papanduvenses já se esgotou com a CELESC e também com os políticos que prometem, mas não trazem a solução, muitos já passaram procuração para advogados entrarem com ações pedindo reparação em virtude dos danos sofridos. Visitei alguns profissionais de direito e constatei que as mesas já têm pilhas das tais ações, dentre elas de agricultores que perderam seu produto, de empresários que tiveram atrasos e não cumpriram seus contratos, de donas de casas que tiveram seus utensílios queimados etc. Como o caso já é de conhecimento de todo o estado, certamente a maioria destas ações obterá êxito, restando à empresa desembolsar alguns milhões em indenizações. Desta forma, para não ficar no prejuízo essa conta será repartida solidariamente em nossas faturas mensais de energia de forma quase imperceptível. E assim a vida segue, sabendo que por tantos prejuízos, o Presidente da CELESC e o Governador (e seus antecessores) que são os verdadeiros responsáveis pelo descaso sofrerão as conseqüências tradicionais neste tipo de caso, ou seja, NADA. Sendo assim, um abraço à todos e até a próxima A Semana.

Saúde HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA O tratamento da hipertensão arterial sistêmica deve levar em consideração a combinação do que chamamos de tratamento não medicamentoso – dieta, perda de peso e atividade física - e quando necessário tratamento medicamentoso. TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO Dieta: o seu médico e outros profissionais de saúde (nutricionistas, enfermeiros, entre outros) podem ajudá-lo a iniciar ou seguir uma dieta que ajudará a reduzir sua pressão sanguínea e controlará seu peso. A dieta deve ser rica em frutas, vegetais, cereais integrais e pobre em alimentos fritos e carnes gordurosas. Devemos evitar alimentos salgados, reduzir a quantidade de sal que acrescentamos aos alimentos no preparo e quando estão na mesa, ler os rótulos dos alimentos regularmente para aprender a quantidade de sal que eles contem e escolher os que têm menos sódio. Você pode usar ervas, pimenta e limão para temperar os alimentos ao invés de sal Reduzir peso: muitas pessoas com hipertensão arterial sistêmica são também obesas. Se este é o seu caso seu médico pode prescrever a prática de atividade física e uma dieta com o objetivo de reduzir seu peso. Pois se seu peso reduzir a sua pressão sanguínea também reduzirá. Como a obesidade é um fator de risco para a doença cardiovascular, ao reduzir o peso você também reduzirá o risco de outras doenças também. Se você está seguindo rigorosamente o plano para redução de peso, deve reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas, pois elas são pobres em nutrientes e ricas em calorias. Assim ao reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas seu peso reduzirá mais rápido. Atividade física: não se preocupe em ser ativo! Atividade física deve fazer parte do seu programa diário de estilo de vida saudável. A atividade física ajuda a controlar a sua pressão sanguínea e contribui para você atingir sua meta de redução de peso. A quantidade de exercício diário deve ser individualizada, devendo, somar pelo menos 150 minutos semanais, preferencialmente. A melhor atividade física é a que você gosta! Se gosta de andar, então ande! Se gostar de dançar, dance! Quer nadar ou fazer hidroginástica? Faça! Você precisa identificar e realizar a atividade física que mais te satisfaz para que você mantenha uma regularidade fazendo algo que gosta. TRATAMENTO MEDICAMENTOSO: Algumas pessoas, mesmo com alimentação saudável, atividade física regular e redução de peso, não controlam a pressão sanguínea de maneira adequada. Para estas pessoas e para àquelas que não aderiram ao tratamento não medicamentoso, há várias o pções de medicamentos para controlar a hipertensão arterial sistêmica. Alguns destes medicamentos irão retirar o excesso de sal e líquido do corpo; alguns dilatam os vasos sanguíneos que estavam contraídos e outros evitam esta contração. Independente da medicação que seja usada é importante avaliar se ela está controlando sua pressão sanguínea de maneira adequada, pois não adianta só tomar a medicação, é preciso controlar a pressão sanguínea.Se você não se sentiu bem com uma medicação ou ela não controlou sua pressão você deve retornar ao seu cardiologista, ou ao médico que prescreveu o anti-hipertensivo, para realizar os ajustes necessários ao seu tratamento. Assim chegamos ao final! Dúvidas e comentários podem ser enviadas para o e-mail andz82@yahoo.com.br

Dr. Anderson Zeczkowski Médico CRM-SC 13025


CMYK 24 de janeiro de 2014

9

Espaço Jurídico

Empreendedorismo

As quedas de luz

O uso da Tecnologia da Informação

e as medidas que podem ser tomadas pelo cliente lesado. Quais os primeiros passos. As inúmeras quedas de energia elétrica que ocorrem em nossa cidade estão causando diversos transtornos e prejuízos para moradores e produtores. Em razão disso, tem se tornado comum no cotidiano papanduvense as conversas sobre o assunto, e com elas surgem as dúvidas. Sendo assim, ao ser convidado para mais uma vez a participar do jornal A Semana, neste valioso espaço que foi aberto aos profissionais de Papanduva, entendi que seria interessante esclarecer o que fazer nesses casos. Antes de judicializar a questão, ou seja, procurar um advogado para obter o ressarcimento dos prejuízos causados, através de um processo judicial, há alguns meios que pretendo lembrar hoje em nosso espaço. Antes também de “bater pernas” no comércio, a fim de substituir o aparelho eletro/eletrônico, ou qualquer produto danificado em razão da inconstância de força, o consumidor, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, tem o prazo de 90 dias para obter um ressarcimento, através de um requerimento feito diretamente à CELESC. Este pedido deve ser feito através da central de atendimento, por telefone, onde será gerado um número de protocolo do atendimento. A partir disto, a CELESC deverá realizar uma vistoria no equipamento danificado, com prazo de 10 dias da solicitação do ressarcimento. Há casos em que o prazo para a vistoria é ainda menor, como no caso dos refrigeradores ou semelhantes, onde é de apenas um dia útil. Feito isso, deverá a CELESC informar o cliente as medidas que serão tomadas, podendo ser efetuado o conserto do aparelho ou fazendo uma restituição financeira ao cliente lesado. Outro ponto relevante, é que o consumidor não fica obrigado a pagar os dias em que houver cortes de energia de grande duração, ou seja, acima de 30 minutos de interrupção. Acontecendo isto, deverá solicitar diretamente à CELESC o desconto de um dia, que será abatido na próxima fatura para pagamento. Nestes casos, independem quais foram as causas da interrupção do fornecimento. Assim manda o figurino, porém, na realidade, o consumidor lesado muitas vezes não obtém sucesso nessas reclamações. Por vezes é vencido pela burocracia, por vezes pelo “cansaço”.

Nessas horas que o consumidor deve procurar um advogado de confiança, pois a Justiça acaba sendo a única esperança. Há casos em que os prejuízos financeiros podem ser maiores do que um simples eletrodoméstico, como é o caso de muitos fumicultores de nossa cidade. Com as quedas de energia, é comum o comprometimento da qualidade do produto, quando não se perde uma “estufada” inteira. Nesses casos, também poderá ser solicitado um ressarcimento. Para isso, pode o consumidor lesado solicitar administrativamente, diretamente no atendimento comercial da CELESC. Quando há comprometimento de produção, como do fumo, estamos falando da renda, por muitas vezes, de famílias inteiras e de um ano inteiro. Por isso deve ser tratado com ainda mais cuidado e atenção, sendo a melhor saída procurar um profissional de advocacia capacitado para evitar dissabores futuros. Um abraço e muita luz!

Com o avanço da internet e das novas tecnologias, surge oportunidades para profissionalizar a administração e controle dos processos empresariais. Hoje, já tornou uma necessidade para as empresas, a implementação de programas de informação para otimizar seus negócios, realizar os controles financeiros, fiscais e operacionais, assim como, para definir estratégias e criar históricos. A informação é um patrimônio, possui valor, é tão importante que pode inclusive determinar a sobrevivência ou a falência das atividades de um negócio. A Tecnologia da Informação (TI) são atividades e soluções (criação, implementação e administração de sistemas de informação de dados) da área de informática que trata a informação, a organiza e classifica de forma a permitir a tomada de decisão para atingir objetivos. Visam permitir a produção, armazenamento, transmissão, acesso e o uso das informações. Alguns têm foco maior em segurança; outros, na criação de softwares personalizados e soluções específicas para cada empresa. Em 1960 os computadores começaram a se tornar importantes para as empresas, mas eram máquinas gigantescas e muito limitadas. Em meados de 1970 as transformações tecnológicas começaram a abrir novas opções para a transformação de dados em informações e ao melhoramento e adequação dos sistemas de acordo com as necessidades das empresas. Em 1980, ocorreram mudanças tecnológicas, os gerenciadores de banco de dados se tornaram disponíveis nos computadores e softwares de custo baixo foram disponibilizados no mercado. Na década de 1990, A integração tecnológica flexibilizou e facilitou a troca e o acesso às informações. Quem precisa de TI? Todo o Mundo (pessoas e empresas). Hoje, a informatização está presente no cotidiano das pessoas, mesmo quando elas não percebem. Se você declara imposto de renda, seus dados são processados por computadores do governo; se você faz compras no mercado, passa pelo caixa, que dá baixa dos produtos no sistema da empresa; para você usar o telefone, uma complexa rede de comunicação controlada por computadores é utilizada. Enfim, exemplos não faltam. A TI facilitou e intensificou a comunicação pessoal e institucional, através de programas de processamento de texto e de formação de bancos de dados. O Facebook é um exemplo claro de como a tecnologia pode mudar a relação de uma pessoa com todo o mundo ao redor. No nível estratégico, a tecnologia da informação colaborou com a eficácia dos processos e facilitou as tomadas de decisões. Nos níveis operacional e administrativo, traduzidos em aumento da eficiência organizacional em termos de opções estratégicas, a utilização de alta tecnologia vai permitir uma relação mais estreita e permanente entre empresa e fornecedores. A Tecnologia da Informação é uma necessidade dos novos tempos.

Nota: algumas informações deste artigo foram retiradas do site wikipedia.org SUCE$$O E TRABALHO

DR. LUIZ EDUARDO SALIBA, Advogado em Papanduva, inscrito na OAB/ SC nº 33.396, pós-graduando em Direito Previdenciário e Processual Previdenciário Aplicado, Procurador Jurídico efetivo da Câmara Municipal de Papanduva – SC.

GUILHERME GRUBER MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV, especialista em Marketing Empresarial pela UFPR, graduado em Comunicação Social – habilitação em Publicidade e Propaganda. Capacitado em Life and Executive Coaching pela Comece a Viver®. Empresário, Consultor de Negócios e Diretor de Assessoria de Imprensa do CDL de Papanduva.


CMYK

10

24 de janeiro de 2014

Dicas Culturais Série: Supernatural

Sam Winchester (Jared Padalecki) e Dean Winchester (Jensen Ackles) são dois irmãos caçadores de demônios, fantasmas, monstros e diversas outras criaturas sobrenaturais. Eles foram criados apenas pelo pai, John (Jeffrey Dean Morgan), que, após o assassinato de Mary (Samantha Smith), sua esposa e mãe dos meninos, orientou os filhos a matar qualquer ser estranho que encontrem durante a noite. Os irmãos, que haviam seguido caminhos de vida distintos, se unirão após um terrível acidente com o pai. Canal norte-americano The CW.

Talentos de nossa Terra

Papanduva é um berço de culturas variadas, quantos artistas temos, que trazem para a nossa cidade um brilho especial. Esta semana no Talento da Nossa Terra, trazemos a dupla local WP, formada por Denis Willian Wolff, 25 anos, nascido e residente na cidade de Papanduva, filho de Carlos Roberto (in memory) e Ivete Wolff, e Douglas Smekatz Poma, 22 anos, nascido e residente na cidade de Papanduva, filho de Laureci Poma e Marisa Smekatz. Denis, teve seu primeiro contato com a música aos dezoito anos, quando começou a tocar violão, mais tarde passando para guitarra e vocal. Fez parte de algumas bandas locais, se apresentando em eventos municipais estaduais, participou também de festivais da canção. Sua principal influencia musical vem do rock, e da música clássica. Douglas, deu seus primeiros passos na música aos dezessete anos, quando se apaixonou pela bateria, mais tarde se aperfeiçoando na percussão. Também integrou algumas bandas locais, e se apresentou em vários eventos no município e no estado. Sua principal influencia musical vem do rock, e do pop rock. A dupla surgiu quando a banda onde ambos tocavam se desfez. Pelo entrosamento e paixão pela música Denis e Douglas decidiram continuar a caminhada. Ainda em fase de ensaios e acertos, os dois se esforçam para levar a boa música ao alcance de todos. Tendo como principal área de atuação bares, restaurantes e points, trabalham para agradar a todos os gêneros musicais de qualidade. Segundo eles este projeto está apenas começando. A meta agora é divulgar a dupla, e o município através da cultura musical. Contato: https://www.facebook.com/wpacousticmusic Fones: (47) 9170-4221 / 9230-0634 / 9266-2121 Se você quer se apresentar no Talento de Nossa Terra entre em contato com o Jornal A Semana pelo e mail asemanapv@gmail.com

Filme: Lembranças

Nova York. Tyler Roth (Robert Pattinson) é um jovem rebelde que não tem uma boa relação com o pai, Charles (Pierce Brosnan), desde que uma tragédia abalou sua família. Ele divide um apartamento com Aidan (Tate Wellington) e com ele sai para uma boate. Ao deixar o local, Tyler se intromete em uma briga. Neil Craig (Chris Cooper), um policial traumatizado pelo assassinato de sua esposa dez anos antes, é chamado ao local. Ele libera Tyler e Aidan mas, após uma provocação de Tyler, lhe dá uma surra e manda prendê-lo. Dias depois, Aidan descobre que Ally (Emilie de Ravin), a filha de Neil, estuda com eles. Ele propõe a Tyler que tente conquistá-la, para se vingar. Inicialmente relutante, Tyler aceita a proposta. Só que, aos poucos, se apaixona por Ally.

WP

Por Angela Kohler

Livro: Insônia

Ralph Roberts é um viúvo aposentado que, subitamente, começa a sofrer de insônia. Primeiro, ele começa a acordar mais cedo. E mais cedo. Conforme o quadro piora, ele começa a ver coisas invisíveis aos olhos dos outros —auras coloridas e seres que, por sua aparência, chama de “doutorzinhos carecas”. Através dessas visões, percebe outros planos de realidade e sua influência sobre o mundo “real”. Logo, Roberts descobre que há um motivo aterrorizante para sua insônia e seus poderes: ele foi um dos escolhidos para lutar contra a destruição do mundo. Em uma trama que se entrelaça com a da série A Torre Negra, ele deve enfrentar o Rei Rubro para impedir que uma misteriosa profecia seja extinta. Insônia é um romance eletrizante sobre os planos desconhecidos da existência humana, no qual Stephen King leva o leitor a uma viagem por mundos surpreendentes.


CMYK

11

24 de janeiro de 2014

Variedades Já na parte de trás do ônibus, grita de novo: - Desse banco pra frente todo mundo é corno! E daqui pra trás todo mundo é viado! Ao ouvir isto, levantam-se alguns dos passageiros, xingando o bêbado e ameaçando cobri-lo de porrada. O motorista, para evitar confusão, freia bruscamente e todos caem. Um deles se levanta, pega o bêbado pelo colarinho e pergunta: - Fala de novo, safado. Quem é corno e quem é viado? - Agora eu não sei mais. Misturou tudo! O cara tava no maior porre dentro dum boteco lá no Rio de Janeiro, E na rua estava passando uma procissão. O Bêbado sai na porta do boteco e grita: - OLHA A MANGUEIRA AI GENTE !!!! O pessoal caiu de porrada encima do bêbado dizendo: - Não respeita a santa? E a procissão continuou, chegou na curva da rua a santa esbarra numa mangueira e cai. O bêbado sai de dentro do bar e diz cambaleando: - EU NAO FALEI??

Jóia Rara O prazer de estar com as pessoas amadas deve ser vivenciado na sua plena potência. No entanto, se houver apego, pode acabar sufocando. É tempo de expressar seu amor de forma saudável.

Conforto, beleza e segurança sempre tiveram lugar de destaque na sua lista de prioridades. É tempo de ficar atento para os excessos cometidos, uma vez que a satisfação material apenas não é o suficiente.

A sua opinião pode influenciar os outros para mais ou para menos, por isso atente ao que está sendo dito. É tempo de ser cuidadoso ao se expressar para que as palavras não fiquem distorcidas.

A vontade de conhecer novos territórios não deixa brechas para o desânimo. Entretanto, a idealização pode florear coisas difíceis de se realizar. É tempo de buscar novidades com simplicidade.

É possível que as trivialidades venham a irritá-lo. É tempo de aprender a ouvir o outro, mesmo quando ele fala apenas porque tem que dizer alguma coisa e não porque tem realmente algo a dizer.

Quando as reações emocionais se fundem com o racional, é possível construir relacionamentos mais equilibrados. É tempo de se abrir para sentir, sem deixar de pensar antes de agir.

Sábado, 1º de fevereiro Fabrício termina o namoro com Lola. Rubens e Gertrude impedem que Manfred seja violento com Ernest, que passa mal e é levado para o hospital. Valter elogia o trabalho de Davi. Ernest conta para Amélia o que descobriu de Manfred e pede para morar um tempo no cortiço. Laura e Tavinho saem de casa e vão morar na pensão. Lola conta para Amélia, Gaia, Toni e Mundo que ajudou Manfred a botá-los na cadeia a mando de Ernest. Pérola pede que Franz perdoe Ernest.

Além do Horizonte Sábado, 1º de fevereiro William e Celina conseguem fugir de Kléber, mas ela acaba se machucando. Heloísa troca um olhar de agradecimento com Thomaz durante a viagem à Comunidade. Paulinha sente ciúme de Marlon e Lili e tenta se reaproximar de Rafa. William acomoda Celina ao chegar em casa e não percebe o motoboy que os observa. Hermes é hostilizado na cadeia, e Tereza fica intimidada com as presas. Álvaro aceita sair com Inês. André avisa a William e Celina para ficarem em casa até um amigo conseguir resgatá-los.

Amor à Vida 1º de fevereiro Resumos não divulgados

A criatividade é necessária para contrabalançar a imposição de receitas prontas e impessoais. É tempo de estimular a produção de ideias originais que tenham aplicações práticas na sua vida.

A autoconfiança de fazer muitas coisas ao mesmo tempo pode acabar se tornando uma armadilha. É tempo de ser mais comedido nas suas escolhas, para não ter que reduzir o tamanho de sua pretensão.

Quando alguma situação chega a um ponto em que não se pode fazer mais nada, é melhor não insistir. É tempo de perceber que observar pode trazer muitos aprendizados e soluções para o futuro.

Em momentos de maior irritação é necessário buscar a calma para que a instabilidade diminua e possa haver diálogo. É tempo de entender que as coisas mais verdadeiras devem ser ditas com naturalidade.

Os diálogos podem ser tão esclarecedores que contribuem para a mudança das ideias enraizadas há tanto tempo. É tempo de inaugurar um novo modo de pensar através de novas experiências.

A capacidade de lidar com a vida de forma realista se mostra como vantagem para realizar as suas aspirações. É tempo de ser perseverante, tendo o cuidado de não atropelar quem estiver no caminho.

Malhação Segunda, 03 de fevereiro Sofia afirma a Sidney que fará de tudo para recuperar sua imagem na mídia. Raíssa e João Luiz se beijam. Micaela e Martin reatam o namoro. Flaviana tenta se acostumar à sua nova realidade humilde. Maura comenta com Zelândia que nunca gostou de Caetano. Anita avisa a todos que Antônio será liberado da instituição. Guilherme se aproxima de Lorena e Clara sente ciúmes do amigo. Ben confidencia a Sidney que visitará Antônio. Madame Cozete diz a Sidney que, para se curar de seu problema, terá de ficar algum tempo longe de mulheres.

Aniversariantes do ASemana 27/01-Dora Wiliczinski, Denise Becker. 28/01-Ana Paula Oleskovicz, Alice Chaves, Sandra Barão ,Tatiane de Lima, Everton Kler, Maria Mudrak, Josimar Ivair Chaves (Chavinho). 29/01 Andrieli Poma 30/01-Sanderson José Kohler, Anna Marquese, Gabriela Silveira 01/02 Andrea Hack 02/02-Gabriela Bodnar, Jaqueline Sudoski.

Anuncie aqui: Josimar Ivair Chaves (Chavinho)-24 anos

47 3653.2725


CMYK

12

fielclub

SUNDAY SESSIONS

24 de janeiro de 2014

Neste último domingo 26/01 o FIELD CLUB trouxe mais uma vez inovação para nossa região. Uma tarde de muita música boa, descontração, diversão e principalmente de muita gente bonita. O evento foi realizado no DECK do CLUB um área para 200 pessoas. O projeto SUNDAY SESSIONS irá acontecer em alguns domingos e feriados durante o ano. O próximo evento do FIELD esta marcado para dia 15 Fevereiro onde chega até nossa cidade o Português LOUIE CUT. Mais uma atração internacional de peso que chega em nossa região. Todos estão convidados! Ary Glonek Junior

www.fieldclub.com.br


As010 view  

Jornal A Semana de Papanduva, 1º de fevereiro de 2014

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you