Page 1

169 números

1º Período 2010 - 2011

Ano XXXVIII


2 - Jornal Escolar

1º Período 2010 - 2011

Visita à Casa da Música O Departamento Artístico, no início do ano lectivo procede à planificação das suas actividades, entre elas o Dia Internacional da Música que acontece em Outubro. Foi uma iniciativa aberta a todos os alunos do 1º e 2º ciclo acompanhados pelos seus familiares e Encarregados de Educação. Após a recepção, foram organizados dois grupos, porque as visitas guiadas têm programas específicos para crianças e para adultos, que embora sejam dadas a conhecer as diversas componentes do edifício, as crianças têm a ocasião de interagir com os equipamentos. Deste modo, o primeiro grupo foi composto por todos os alunos que quiseram participar e pelos professores: José Paulo, Teresa Barbosa, e pelos Directores de Ciclo Cremilde Dias, Helena Sousa, Manuela Monteiro, pelo Director Pedagógico José Luís e pela Assistente Social Rosa Coutinho. O segundo grupo constituído pelos Pais e Encarregados de Educação que foram conduzidos por uma guia que forneceu informações sobre esta Instituição, concebida para ser a casa de todas as músicas. Trata-se de

azulejos e funcionalidade. A sala Suggia deliciou todos os alunos pelo seu mobiliário, pelo número de lugares 1,2,3,4 como nos explicou o Professor José Paulo, pela dimensão do espaço; afinal é o coração da Casa da Música. No final da visita foi oferecido aos visitantes uma audição de um concerto interpretado pelo quarteto de cordas de Matosinhos. Prof. Teresa Barbosa

Opinião de alguns alunos:

um projecto de Rem Koolhas, que surpreende todos pela sua forma, estrutura, materiais, pelo jogo das cores prateado e dourado, pelo vidro,

Revisitar D. Bosco nas “Memórias do Oratório” Formação Salesiana

Promovido pela Província Portuguesa Salesiana, decorreu em Turim (Itália), o IIIº Curso de Formação Salesiana, entre os dias 24 e 29 de Julho último e contou com a participação dos professores Cremilde Dias e Nelson Araújo do nosso Colégio. Pela mão do Pe. Sílvio Faria, reencontraram D. Bosco através das “Memórias do Oratório” escritas pelo próprio D. Bosco. Foi o revisitar do pensamento e da obra de D. Bosco e dos seus Salesianos. Foi um regresso a Valdocco, o regresso à origem, o regresso a um tempo e a um espaço onde tudo começou e onde foram lançadas as bases do que é hoje: uma grande obra ao serviço da educação dos jovens. Para além do percurso formativo os participantes tiveram a possibilidade de contactar com outras realidades assistenciais de Turim, de ontem e de hoje, bem como de percorrer alguns espaços históricos e culturais das cidades de Turim, Chieri e Milão. Foi um programa intenso, por vezes cansativo mas profundamente enriquecedor para quem é chamado a dar corpo ao pensamento/acção de D. Bosco hoje, no seu dia a dia de educador numa casa salesiana. Uma palavra de agradecimento para todos aqueles que, de forma amiga e familiar, nos acompanharam e acolheram.

Editorial

Um número que é publicado trimestralmente, um em cada período lectivo, reveste-se necessariamente de características muito próprias. Por outro lado, o facto de se publicar uma Newsletter mensal, em que se procura estar mais em cima do acontecimento, veio reforçar esse facto. Assim, ao longo das páginas deste número nº 169, procuramos por em evidência alguns dos momentos mais significativos do ocorrido neste centro educativo e em que o envolvimento e presença dos nossos alunos tenha sido mais significativa. Não esquecemos, naturalmente, outro tipo de iniciativas e acções ocorridas nesta casa e que tenham envolvido outros membros desta grande família. Numa instituição católica como é o nosso

João Francisco 5ºA – Gostei muito de tudo o que nos foi proporcionado e da sala laranja que parecia uma pirâmide. Muito divertido. Diogo 5ºA – Gostei muito da visita, porque nunca tinha ido à casa da Música, em especial da sala cor de laranja e os meus Pais também gostaram da iniciativa que a escola proporcionou. Vasco do 6ºA – Gostei muito da sala laranja e da sala Suggia, de tudo em geral..

Comunicado de Imprensa "Pe. Artur Pereira nomeado Provincial dos Salesianos de Portugal No passado dia 10 de Dezembro o Reitor-Mor dos Salesianos nomeou o P. Artur Guilhermino Azevedo Pereira Provincial da Província Portuguesa da Sociedade Salesiana para o sexénio 20112017. O recém-nomeado, natural de Vale Frechoso – Vila Flor, de 55 anos de idade, é licenciado em Teologia pela Universidade Católica de Lisboa, especializado em Pastoral Juvenil e Catequética pela Universidade Pontifícia Salesiana de Roma e Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Católica de Lisboa. Exerce actualmente os cargos de Vice-Provincial e Director das Oficinas de S. José – Associação Educativa. Desempenhou ao longo da sua vida salesiana os cargos de Director Pedagógico de várias Escolas Salesianas, Delegado Nacional para a Pastoral Juvenil Salesiana, Delegado Nacional para a Família Salesiana, coordenação das escolas salesianas e Conselheiro do Provincial. Sucede no cargo ao Pe. João de Brito Carvalho. A tomada de posse está prevista para o final do ano lectivo."

colégio, não poderíamos deixar de dar relevo ao tempo que se avizinha (e que no fundo já vamos vivendo): O Natal. As Festividades Natalícias são muitas e variadas (ver programa detalhado) e já começaram. A capa do nosso jornal é também um bom exemplo do que somos: uma escola que se revê no Presépio de Belém. Família, marca de um projecto que é o nosso, congratula-se com as realizações dos seus membros. Não podia ser doutro modo. O lançamento do mais recente livro do nosso Pe. Taveira, "No Silêncio da Palavra", foi um momento … em família. A entrevista que nos concedeu, e a que damos o devido relevo nas páginas centrais, ajuda-nos a conhecer melhor o novo Director desta casa. A Festa marca sempre presença nestas

Pe. Alfredo Juvandes (Delegado da Comunicação Provincial)

páginas. Festa da Santidade Juvenil, marca da escola católica e salesiana que somos. O espaço que lhe dedicamos privilegia a imagem. Palavras, neste caso, como verão, são desnecessárias. Não deixamos de destacar as actividades que deram corpo à Semana da Ciência e que movimentaram todos os níveis de ensino. Quando este breve editorial está a ser escrito ainda não temos a certeza se conseguiremos distribuí-lo no último dia de aulas deste período. Uma coisa é certa: vamos fazer tudo o que estiver a nosso alcance para que assim aconteça.

Um Santo Natal e um Feliz Ano de 2011 são os votos do Colégio dos Órfãos do Porto.


Ribadouro

1º Período 2010 - 2011

-3

NOVEMBRO VIVEU INTENSAMENTE A SEMANA DA CIÊNCIA Feira dos minerais No Passado mês de Novembro realizou-se a Semana da Ciência. Entre várias iniciativas houve a feira de minerais, nos dias 22 e 23 no laboratório de Biologia e Geologia. No decorrer da feira vários alunos e professores mostraram grande interesse nas amostras que estavam disponíveis para compra, especialmente as ágatas e os presépios em pedra. Esta iniciativa foi bastante vantajosa porque deu para os alunos tomarem contacto com minerais e fósseis raros e de beleza ímpar. André Capela, José Santos e Maria João 10.º CT

Visita ao Laboratório Aberto (IPATIMUP) No passado dia 26 de Novembro (sextafeira), a turma do 12º ano de Ciências e Tecnologias dirigiu-se ao laboratório aberto do IPATIMUP, juntamente com os docentes Deolinda Alves e Manuel Santos. A visita consistiu na visualização de duas experiências relacionadas com o tema: “O criminoso”, no âmbito da disciplina de Biologia. Essas experiências baseavam-se no programa da disciplina, centrado no ADN, auxiliando os alunos a compreender melhor a matéria leccionada nas aulas. Para finalizar, acrescentamos que a visita foi bastante interessante e divertida. Mafalda Cardoso e Patrícia Teixeira12º CT

“O Corpo Humano como nunca o viu” – um desafio aos nossos sentidos! No dia 26 de Novembro, os alunos do 9º ano foram convidados a pôr à prova os seus sentidos… e até a sua coragem! Na verdade, não é caso para menos: a exposição “O corpo humano como nunca o viu”, em exibição no edifício da Alfândega do Porto, é algo inédito tendo já suscitado alguma polémica e controvérsia em diversos países. “O estudo da anatomia humana funcionou sempre sobre um princípio básico: Ver é Saber. (…) Seguindo este princípio, a exposição utiliza espécimes humanos reais para lhe oferecer um manual visual do seu próprio corpo. Os nossos corpos são de facto mais complexos e maravilhosos que todos os computadores que nos rodeiam hoje em dia. Mas muitos de nós não sabem o que temos debaixo da pele – como o corpo funciona, do que necessita para sobreviver, o que o destrói, o que o reanima. (…) Aproveite o conhecimento obtido na Exposição, alargue-o e utilize-o para ser um participante informado nos seus cuidados de saúde.” Este é o convite deixado a todos os visitantes e nós aceitámos o desafio. Valeu a pena!

“Arquimedes” – uma aula diferente! No dia 24 de Novembro, os alunos do 9º ano foram convidados a participar de uma palestra intitulada “Arquimedes”, conduzida pela Doutora Regina Gouveia, nossa convidada. A palestra foi pensada no âmbito da Semana da Ciência e abordou curiosidades do mundo da Física. Os alunos estiveram à altura e houve até quem tivesse exclamado: “Eureka! Eureka!”. Prof.ª Ida


4 - Jornal Escolar

1º Período 2010 - 2011

Mostra Europeia da Ciência

Ao longo do ano que passou, estive envolvida no desenvolvimento de um projecto que foi desenvolvido em parceria com o ISEP e percebi o quão exigente e árdua é a tarefa de desenvolver e criar algo de raiz. Dados que não dão certo, experiências que são necessárias repetir para uma melhor análise dos resultados, ou simplesmente, o tempo que é necessário investir para desenvolver um projecto fundamentado e que seja apreciado por todos. Talvez por essa razão, vi com outros “olhos de ver” esta Mostra Europeia da Ciência. Estavam em exposição muitos projectos

e muitos deles, quase profissionalmente desenvolvidos, como por exemplo: o diagnóstico e o estudo preliminar da lesão cerebral causada pela dependência da internet nos adolescentes, o desenvolvimento de um spray biodegradável para aplicações médicas, a detecção de cancro através de marcadores de expressão do mRNA, a criação de um programa de monitorização para a doença vibroacústica, o estudo da queda da samara da árvore para fins aerodinâmicos, a optimização de uma cultura de algas para a produção de biocombustíveis, o estudo da estratégia de forrageamento da formiga Cinerea, a descoberta de problemas oftalmológicos através de uma fotografia digital, o estudo geológico das rochas da costa portuguesa do Sudoeste, entre muitos outros, nas mais diversas áreas científicas: Biologia, Física, Química, Computação, Ciências Sociais, Ambiente, Matemática, Materiais, Engenharia e Medicina. Todos estes projectos envolviam não só os objectivos de descoberta e desenvolvimento da nossa sociedade, mas tambem com uma vertente de ambiental e cívica muito grande. Foi um dia bem empregue, pois permitiu

não só descobrir novas invenções, mas também aprofundar as nossas capacidades. Descobrimos projectos que quem sabe um dia serão conhecidos de todo o mundo pela sua grandeza e importância. E conclui que “não é preciso ser grande para conseguir grandes feitos”, ou seja, vimos presencialmente, como jovens, mais ou menos da nossa idade atingiram objectivos e mostraram como a dedicação dá os seus frutos e vale a pena. Catarina Costa 11º CT

Alunos do 8º ano na FEUP Nos dias 25 e 26 de Outubro, as turmas do 8º ano, fizeram uma visita de estudo à Faculdade de Engenharia do Porto, no âmbito das disciplinas de Geografia e Ciências Físico-Químicas. A Técnica que nos acompanhou, apresentounos os métodos de análise do Estado de Tempo, em Clima Urbano. O registo é realizado a cada seis minutos, a partir de dados recolhidos por um conjunto de aparelhos instalados no edifício da Faculdade – Termómetro, Higrómetro, Pluviómetro, Barómetro, Anemómetro, CataVento. Os resultados encontram-se disponíveis no website da Faculdade.

De seguida, visitámos o Laboratório de Química, onde pudemos encontrar vários projectos realizados pelos Finalistas e Mestrandos, do curso de Engenharia, assim como algumas experiências encomendadas por entidades externas – uma parede com vários materiais e cortiça, que possibilitava o controle acústico; um estudo da humidade ascendente para aplicar a igrejas e edifícios mais antigos em pedra – granitos; um tipo de forno, onde se colocava um proveto, para se visualizar a reacção do material, às diferentes temperaturas.

Esta foi, sem dúvida, uma fantástica oportunidade para explorar o mundo da meteorologia e do ambiente científico.

Alunos do 7º e do 8º visitaram o Parque Paleozóico de Valongo Como nós estávamos muito agitados com a visita de estudo, a entrada no autocarro foi agitada, mas segura. Foram duas turmas de 7º ano e, durante a viagem, conversámos uns com os outros. Quando lá chegámos, fomos a pé por uma estrada e fomos dar a um mato. O caminho era muito apertado e quanto mais andávamos mais ele ia alargando. Vimos aves, tais como: gaivotas, galinhas e andorinhas. Havia girinos, rãs e um tritão. No chão, estavam lesmas, uma pele de cobra e uma salamandra, já morta. Também vimos dois cães muito meigos. Esta serra tem 367 metros de altitude e predomina a paisagem natural. Completámos um guião que nos ajudou a interpretar a paisagem. Foi uma visita de estudo onde entrámos em contacto com a Natureza e nos divertimos muito.

No passado dia 3 de Dezembro, o Parque Paleozóico de Valongo foi, mais uma vez, o destino escolhido para que os alunos do 8ºA e 8ºB pudessem pôr em prática os conhecimentos adquiridos na sala de aula, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais. A caminhada foi longa mas feita com muito entusiasmo por parte de todos. Embora os tritões-de-ventrelaranja, as salamandras-lusitânicas e as rãs-ibéricas não tivessem dado sinal da sua presença, provavelmente porque o frio era muito e convidava à hibernação, fomos presenteados pela presença das exóticas plantas carnívoras, típicas desta região. Com pulmões renovados e sentidos bem apurados, regressámos ao Colégio no final de um dia que se revelou longo mas compensador!

Bruno Silva, nº 6

Prof.ª Ida


Ribadouro

1º Período 2010 - 2011

-5

A nossa horta No dia 26 de Outubro (terça-feira) fomos à nossa horta plantar couve – nabiça. A nossa professora cavou a terra com uma sachola e nós colocamos lá as couves. Gostamos muito de mexer na terra com as nossas mãos, foi uma sensação agradável, e foi a primeira vez que plantamos couves. Agora só nos resta esperar que cresçam saudáveis para fazermos uma bela sopa. Foi muito divertido. Beatriz Resende, Gonçalo Rodrigues e Mariana Ricardo, 3.º ano

HALLOWEEN

Horta Pedagógica

No dia 31 de Outubro, à tarde, as turmas do 1º Ciclo fizeram um desfile de Halloween na escola. Todos vieram disfarçados de diferentes criaturas. Quando o desfile começou havia fantasmas, bruxas, diabos, zombies, monstros e muitos vampiros… Todas as criaturas desfilaram e os elementos do júri (Professoras) apreciaram a sua elegância. O melhor de cada turma recebeu um prémio que era um conjunto de três velas de Halloween. Depois do desfile, um grupo de cada turma foi, pelo Colégio, fazer “TRICK OR TREAT” e resgatar as guloseimas que a Professora de Inglês tinha escondido, na Secretaria, na Recepção e noutros lugares. Os vencedores foram a Beatriz, a "diabinha" do 1º ano, o Lucas, o Batman do 2º ano, o Sandro, o "fantasma" do 3º e o Rafael, o "feiticeiro" do 4º ano. Foi uma tarde muito divertida. Raquel 4º ano

A nossa horta cresce a olhos vistos, apesar de algumas lagartas tentarem comer as nossas plantas. Todas as semanas vamos ver como estão a crescer o coração, as couves e os grelos. Mal podemos esperar para os poder colher.

A venda do Dia da Alimentação No passado dia 15 de Outubro, sexta-feira, fizemos a Festa do Leite. Eu e os da minha turma fizemos legumes e frutas com pasta de argila. Por fim pintamos e colocamos os ímanes. Depois eu e a minha amiga Patrícia fomos os primeiras a vender os ímanes. À tarde fizemos todos um lanche especial com leite e tostas ou broa com doce de abóbora. Foi muito divertido.

2º ano

As cores do arco-íris

de Jennifer Moore-Mallino

As turmas do 1º e 2º anos juntaramse durante os meses de Novembro e Dezembro com um projecto multicultural baseado na obra As cores do arco-íris de Jennifer Moore-Mallino: Esta obra compara as pessoas às cores do arco-íris, que são todas diferentes, mas juntas formam um lindo e único arco-íris. O nosso Mundo também é repleto de pessoas diferentes na cor da pele, dos olhos, no tipo de cabelo, na forma de vestir e comer, enfim, apresentam uma variedade sem fim, mas juntos formamos um lindo planeta, todos temos sentimentos, choramos, rimos, temos família e temos amigos. Afinal seremos assim tão diferentes? Foi isso, que os alunos das turmas do 1º e 2º anos estiveram a descobrir neste projecto, que promete continuar ainda no 2º período. As turmas do 1º e 2º anos

Ida ao teatro dos alunos do 1º Ciclo As turmas do 1º Ciclo foram, no passado dia 9 de Dezembro, ao Auditório Municipal de Gondomar assistir à peça de teatro O gato preto e a gaivota cor-de-prata, baseada na obra de Luís Sepúlveda História da gaivota e do gato que ensinou a gaivota a voar. Numa primeira fase, foi lida e explorada a obra de Luís Sepúlveda com os alunos, de forma a compreenderem a maravilhosa lição que nos transmite esta linda história. “Só voa quem se atreve a fazê-lo”. “É muito fácil aceitar e gostar dos que são iguais a nós, mas fazê-lo com alguém diferente é muito difícil, e tu ajudaste a consegui-lo”. Esta é uma história que todos deveriam ler, pois ensina-nos muitas coisas. Adorámos trabalhar esta história e ir ao teatro ver a mesma. As turmas do 1º Ciclo

Visita de Estudo ao Centro de Ciência Viva de Vila de Conde No dia 19 de Outubro fizemos a nossa Visita de Estudo ao Centro de Ciência Viva de Vila do Conde. Fomos de Metro e saímos na estação de Santa Clara e seguimos para o C. C. V. onde fomos recebidos pela Susana. Iniciamos a nossa visita com um filme sobre o sangue chamado: “ Nós e o sangue”, de seguida fomos ao Laboratório fazer experiências e vimos uma

preparação ao microscópio da parede de uma veia. Para descontrair um pouco fomos fazer dois jogos: O Restaurante Sangue Bom e a Montanha Russa. Depois, fomos ver uma exposição que representava o interior de uma veia, até calçamos uns sapatos de médico. Ali ouvimos o bater do coração de uma Baleia Azul, que bate 9 vezes por minuto, e de um Beija – Flor

cujo ritmo cardíaco é de 1200 vezes por minuto. Batia com muita força… No final da visita fomos lanchar, logo de seguida viemos de metro para o Porto. Foi uma visita onde aprendemos muitas coisas novas mas também nos divertimos muito. Fábio Jesus, Lucas Cardoso, Sandro Neves e Catarina Carvalho, 3.º ano


6 - Jornal Escolar

1º Período 2010 - 2011

Numa cerimónia simples mas sempre cheia de significado o Pe. Taveira, como gosta de ser tratado, foi empossado pelo Provincial dos Salesianos, Pe. João de Brito, no cargo de Director do nosso Colégio. Foi um regresso à Direcção desta casa após 32 anos de ausência e em que a missão de servir o levou a outras casas salesianas. A Comunidade Educativa e Pastoral do Colégio passa a contar novamente com o Pe. Taveira à frente dos destinos do Colégio. Damos-lhe as boas vindas e fazemos votos de que se sinta feliz nesta sua casa. Desde a primeira hora começou a fermentar a ideia de, através duma entrevista, dar a conhecer um pouco mais o Pe. Taveira a toda a Comunidade Educativa do nosso Colégio. À abordagem que lhe fizemos nesse sentido mostrou desde logo disponibilidade e a entrevista que a seguir publicamos ... aconteceu!

O Pe. Taveira em entrevista Uma pergunta se impõe no início desta entrevista: quem é o P. Taveira? Um homem de coração e de razão, à maneira de D. Bosco? Pe. Taveira - Sou um cidadão de 68 anos, um salesiano há 50 anos e um sacerdote há 40 anos realizado e feliz. Predomina em mim a vertente coração sem nunca descurar a razão e o diálogo. Nos anos 70, o P. Taveira foi Director desta Casa. O que mais o marcou então? Pe. Taveira - Muitas foram as coisas que muito me marcaram, mas aponto apenas três ou quatro: ter parte activa na criação do CAAS e estimulado a criação da 1ª Associação de Pais; ter criado o Ensino Secundário; ter alcançado da CMP o actual Pavilhão Gimnodesportivo e ter tido a riqueza da amizade de muitos alunos e antigos alunos. Sendo um “ homem do Norte” porquê tanto tempo por terras do sul? Pe. Taveira - Sou um “homem do Norte” e orgulho-me disso. No entanto, a obediência aos superiores, que assumo como vontade de Deus, levou-me a Mogofores, primeiro, e depois a Macau e finalmente ao Estoril, onde estive 26 anos. Agora, pela mesma força da obediência, aqui estou outra vez. Como acompanhou a vida do nosso Colégio à distância de 300 km e de 32 anos de afastamento? Pe. Taveira - Sinceramente, acompanhei-a de forma natural. Quando se está numa Casa

Salesiana – ou em qualquer outro lugar – devese estar “ por inteiro”, porque estamos por obediência a fazer a vontade de Deus.

Biografia breve

O regresso à Direcção desta Casa foi por espírito de missão ou pesou o que o coração, lá no fundo, também pedia? R/- Foi-me feito o convite e, na linha do que venho dizendo, aceitei. É claro que fico muito feliz por esta obediência vir ao encontro do muito carinho que nutro por este Colégio. Como viveu estes meses de regresso? Foi mesmo “um regresso às origens”? R/ A princípio senti-me um pouco estranho. A Casa tinha mudado muito e ainda bem. Agora já me sinto no “ meu Colégio”. Houve quem dissesse… “ como é difícil governar”… Baseado na sua larga experiência de Director, como vê a missão de governo de uma Casa Salesiana? Pe. Taveira - Quem disse da dificuldade de governar tinha razão. Há muita responsabilidade, é necessária uma atenção constante às pessoas e, entendendo o governo de uma Casa como um serviço, a tarefa torna-se mais difícil. É preciso estar disposto a “ perder” muitas vezes para que o outro “ apareça” como tem direito. Mas governar é também muito aliciante pelas razões que acabo de expor. Trabalhar para a felicidade dos outros, ajudá-los a realizar a sua vida e o seu crescimento humano, coordenar a sua acção de educadores com linhas claras de um projecto de amor aos jovens é, mais do que desafiante, imensamente gratificante.

Joaquim Taveira da Fonseca, salesiano sacerdote, nasceu em Lobrigos, Santa Marta de Penaguião, a 7 de Fevereiro de 1942. Frequentou os seminários salesianos de Poiares da Régua, Mogofores, Manique do Estoril, de 1954 a 1964. Fez o seu estágio pedagógico na Escola de Santa Clara, em Vila do Conde. De 1967 a 1971 frequentou a Universidade de Salamanca, em Espanha onde se licenciou em Teologia. Foi ordenado sacerdote a 23 de Dezembro de 1970. A partir daí tem ocupado diversos cargos na Província Portuguesa da Sociedade Salesiana, no Colégio dos Orfãos do Porto, onde foi professor, Director de Ciclo e Director; na Casa de D.Bosco, em Lisboa, onde foi responsavel pelos estudantes de teologia; em Moçambique onde foi Capelão Militar e Pároco da Paróquia de S.Paulo em Tete; em Mogofores, Macau e Estoril onde foi professor e vice-director pedagógico. No Colégio Santo António do Estoril, de 2002 até 2010, foi director pedagógico. Neste momento é director do Colégio dos Orfãos do Porto. Desde muito novo se dedicou á poesia, tendo muitos trabalhos à espera de oportunidade de publicação. No entanto, em 1986 publicou em edição de autor, o seu primeiro livro “... aquela forma de Paz” e em 2006, pelas Edições Salesianas, publicou a segunda obra poética “Uma forma de ver...” “A colina dos encontros” é a sua primeira obra em prosa. A sua segunda obra em prosa é “No Silêncio da Palavra” pela Edições Salesianas em 2010.


Ribadouro Agora que voltou à direcção desta Casa, que projectos gostaria de ver concretizados? Que marca pessoal gostaria de deixar aos vindouros? Pe. Taveira - Gostaria de ver este Colégio cheio de alunos e com a possibilidade de remodelar as estruturas tendentes a esse sonho; gostaria que este Colégio fosse uma grande família, forjadora de homens e mulheres felizes e realizados. Quanto à marca pessoal só desejo ser conhecido como um homem de paz e que amou o que fez e as pessoas com quem conviveu. É também conhecido como uma pessoa multifacetada com fortes paixões no Desporto, na Escrita e na Música… Pe. Taveira - Se isso fosse verdade ter-se-ia de reconhecer que não tinha mau gosto. É verdade que sempre me apaixonei pelo belo: gosto imenso de escrever coisas bonitas; emociono-me com a música e gostaria de ser um grande compositor; no desporto fui um jogador médio em futebol e numa que outra modalidade (nada de especial), mas vibro com o desporto e admiro quem o pratica bem. Neste aspecto estou na” cidade certa”, não acha? O que representou para si ter estado na fundação dos Jogos Nacionais Salesianos?

R/ - A ideia dos Jogos Nacionais foi minha e nasceu quando era responsável do Desporto a nível da Província. O delegado da Pastoral Juvenil de então assumiu-a, aprovou-a e a ideia foi para a frente. Nestas coisas do Desporto Salesiano, a Província Salesiana não tem história e é pena. Lutou-se muito, ao princípio, para que os Jogos Nacionais Salesianos e os Jogos Internacionais Salesianos (outra paternidade que reivindico) fossem para a frente. Quero aqui agradecer ao P. David Bernardo o entusiasmo e a ajuda que sempre deu ao Desporto. Nisto, como em tantas outras coisas, teve visão de futuro.

1º Período 2010 - 2011

-7

a minha grande paixão. Quero deixar aqui o meu agradecimento por esta atenção para comigo. Só a amizade a motivou e estou grato, por isso, ao Dr. Joaquim Nelson. Muito obrigado!

O lançamento, no próximo dia 11 de Dezembro, do seu último livro “No Silêncio da Palavra”, põe em evidência a sua faceta de escritor. O que é que ela representa na sua vida? Pe. Taveira - Não sou escritor, não me considero como tal. Escrevo porque gosto de comunicar e partilhar o meu mundo interior, sobretudo no que se refere à vivência da minha fé em Jesus Cristo. Tomei mesmo a resolução de fazer de Jesus Cristo o Protagonista dos meus livros. É uma singela homenagem ao Amigo e o desejo de que os demais O conheçam. Essa é que é

"No Silêncio da Palavra" acolhido entre amigos O lançamento do mais recente livro “No Silêncio da Palavra” da autoria do Pe. Taveira, teve lugar no Salão Nobre do nosso Colégio no passado dia 11 de Dezembro. O acolhimento foi feito pelo Pe. Paulo Pinto, a apresentação da obra esteve a cargo da Dra. Albertina Ribeiro e contou ainda com a presença do Dr. Alberto Correia e do Pe. João de Brito, Provincial dos Salesianos que usaram da palavra para enaltecer o amigo, a obra, o salesiano, o homem. O tenor Miguel Leitão, filho da professora Lourdes Leitão e o Coro do Centro

Juvenil abrilhantaram musicalmente a sessão. Nesta sessão foram ainda lidos, da autoria do Pe. Taveira, dois poemas de Natal por alunos do colégio, o Francisco do 8º ano e o Pedro Pina do 11º ano. Por fim, O Pe. Taveira usou da palavra e agradeceu emocionado a presença dos muitos amigos que estiveram presentes. Este agradável momento concluiu-se com um Porto de Honra e uma sessão de autógrafos muito concorrida. Uma palavra para o Professor Carlos Dias que assumiu brilhantemente o papel de Mestre de Cerimónias.


8 - Jornal Escolar

1Âş PerĂ­odo 2010 - 2011

Festa da Santidade Juvenil


Ribadouro

1º Período 2010 - 2011

-9

Olimpíadas da Matemática já começaram Pré-Olimpíadas

Categoria Júnior

Categoria A

Categoria B

Rita Silva (5ºB)

José Silva (7º A)

Ricardo Sá (8ºA)

José Carvalho (11º CT)

David Arouca ( 5º B)

Tiago Ribeiro (7ºA)

Mariana Cruz (9ºB)

João Moreira (10º CT)

Ana Meireles (5º B)

Francisco Miranda (7ºA)

Bárbara Soares (9º B)

Catarina Novais (10ºCT)

Rafael Faria (5º A)

Joaquim Leite (7ºA)

Sérgio Silva (9º A)

Matheus Santos (12º CT)

Diogo Moura (5º A)

Gonçalo Faria (6º A)

Carlota Monteiro (9º B)

Joana Oliveira (11º CT)

Muitos foram os alunos, dos diversos níveis de ensino, do 5º ao 12º ano, que iniciaram a sua participação nas Olimpíadas de Matemática 2010_11. Todos os anos esta é uma das actividades que põe à prova as capacidades de cada um num domínio do saber que, por tradição, dizem que afasta os alunos. Por cá, isso não aconteceu! Por aqui a Matemática não é "o bicho papão", apesar de alguns continuarem a dizer que sim.

Escola Segura visita o Colégio

No dia 27 de Outubro, as turmas 5º ano juntaram-se para escutar regras relacionadas com o tema “Crescer em Segurança”. A Professora de Formação Cívica, Mónica pinho, deu-nos as instruções e lá fomos nós,

Trabalho de Alunos publicados na Revista da S.P. de Química

Dinamizados pela professora Lourdes Leitão, os alunos Catarina Costa, Joana Isabel Oliveira , Matheus Bernardo dos Santos, Ana Monteiro, Alda Cruz, Luís Moura, Maria Fernandes, Micail Barbosa e Nelson Teixeira avançaram com projectos agora foram publicados pela Revista da Sociedade Portuguesa de Química. Parabéns a todos! Votos de sucesso para os novos projectos de investigação em curso.

ordeiramente, para o Salão Nobre. Lá encontrámos os Agentes Carlos Sá e Vítor Macedo que nos deram conselhos sobre a segurança em casa, sobretudo, quando nos encontramos sozinhos. À medida que iam mostrando e lendo os diapositivos, iam explicando, claro! Falaram, também, das regras de segurança a cumprir na escola. E, como vimos para a escola a pé ou de transportes públicos, os Agentes apresentaramnos regras de segurança a ter em conta quando circulamos na via pública. Mostraram, ainda, regras de segurança a termos quando viajamos, por exemplo, não pôr os braços ou

a cabeça de fora da janela durante as viagens, usar o cinto de segurança, sair do veículo sempre pelo lado esquerdo, etc. E como ainda somos crianças, os Agentes ensinaram-nos regras de segurança a termos quando brincamos uns com os outros ou com objectos que se podem tornar perigosos quando mal utilizados. No fim de tudo, era a nossa vez de tirarmos dúvidas e vermos se tínhamos percebido tudo. O 6º ano também usufruiu desta acção de sensibilização no dia 25 de Outubro.

Bruna Oliveira 5º A

Dar-nos a conhecer, encurtar as distâncias Muitas foram as mensagens recebidas pela publicação da nossa Newsletter mensal. Na impossibilidade agradecer individualmente aqui fica um grande obrigado a todos os que se alegram com o trabalho que nesta casa se realiza. Chegamos, em tempo útil, a um número crescente de endereços electrónicos, disponibilizámo-la na página do COP na internet, colocámo-la na plataforma Moodle …. Permite-nos que o nosso Jornal Escolar Ribadouro tenha um número no final de cada período lectivo com significativa redução de custos. A “via” electrónica tem destas coisas: rápida, atractiva, barata, eficaz. Esperamos conseguir um dia despertar noutras Casas Salesianas o bichinho destas coisas.


10 - Jornal Escolar

1º Período 2010 - 2011

Rankings do Ensino Secundário e Colocações Ensino Superior - 2010 Todos os anos a publicação dos Rankings e a discussão que sempre ocorre, agitam o país. O valor que se lhes atribui varia muitas vezes de acordo com interesses que nada têm a ver com a formação/educação que os diversos centros educativos proporcionam aos seus alunos e educandos, no fundo, nada têm a ver com o trabalho que lá se realiza. Há quem não viva sem os rankings, há quem os use como orientação para o seu trabalho e actuação, há quem, sem se deixar escravizar por eles, procure tê-los presentes, mas sem fundamentalismos. Como Centro Educativo Salesiano procuramos na nossa actuação dar corpo ao pensamento de D. Bosco: “formar honestos cidadãos e bons cristãos”. Procuramos que os nossos alunos sejam referências de cidadania, de valores quando se integram no mundo do trabalho. Como Centro Educativo orgulhámo-nos pelo trabalho que, com dedicação, vamos realizando ano após ano e, pesado tudo, não vemos razão para nos desviarmos dos nossos propósitos. Os resultados obtidos, apesar de revelarem uma ligeira descida de posição face ao ano lectivo 2009, podem ser considerados como positivos pois colocam-nos, num total de cerca de 600 escolas secundárias consideradas, num posição que oscila entre a 122 e 139. Para além da publicação dos Rankings de 2010 incluímos a já tradicional lista dos nossos alunos que foram colocados no Ensino Superior. Jornal

Média Exames

Lugar Nacional

Nº Escolas

Lugar escolas Privadas

Correio da Manhã 1)

11,26

122

596

-

JN 2)

11,34

127

608

62

DN 3)

11,08

139

599

62

“O Público” 4)

11,34

127 / 114

601

62

SIC / Expresso 5)

11,34

28

123

21

Critérios utilizados: 1) Classificações exames realizados pelos alunos internos na 1ª e 2ª fases. Independentemente do nº de provas realizadas. 2) Classificações exames realizados pelos alunos internos na 1ª fase. Independentemente do nº de provas realizadas 3) Classificações exames realizados (consideradas 18 provas) pelos alunos internos na 1ª e 2ª fases. Independentemente do nº de provas realizadas. 4) Classificações exames realizados (consideradas 8 provas) pelos alunos internos na 1ª e 2ª fases. Lugar Nacional: com mais de 100 provas /com mais de 50 provas realizadas. 5) Escolas com menos de 100 provas realizadas por alunos internos na 1ª fase.

Bruno Tomé recebe prémio da DREN para o melhor aluno do Curso de Produção Gráfica

Alunos que optaram pelo Ensino Superior Público Nomes

Colocação

ALDA SOFIA ROCHA CRUZ

Ciências Farmacêuticas

Faculdade de Farmácia - UP

ALEXANDRA C. PAREDES GONÇALVES

Medicina Veterinária

Ciências Agrárias e Veterinárias - UTAD

ANA CATARINA MOREIRA ANJOS

Engª de Computação e Instrum. Médica

Instituto Politécnico do Porto - ISEP

DIOGO EMANUEL MARQUES DA SILVA

Engenharia Informática e Computação

Faculdade de Engenharia - UP

FILIPE RIBEIRO AIRES PINTO

Enfermagem

Escola Superior de Enfermagem do Porto

MARIA ELISA CASTRO FERNANDES

Enfermagem

Escola Superior de Enfermagem do Porto

MICAIL NHAGA INDEI BARBOSA

Terapia Ocupacional

CESPU

NÉLSON RODRIGO DOS REIS TEIXEIRA

Radiologia

Esc. Sup. de Tec. da Saúde do Porto - IPP

PATRICK VIEIRA SOARES

Engenharia Civil

Faculdade de Engenharia - UP

PEDRO MIGUEL DA COSTA E SOUSA

Eng. de Redes e Sistemas Informáticos

Faculdade de Ciências - UP

TATIANA MOUTINHO DA SILVA

Análises Clínicas e de Saúde Pública

Esc. Sup. de Tec. da Saúde do Porto - IPP

ANA RITA MOREIRA VIEIRA

Recursos Humanos

Esc. Sup. de Est. Indust.e Gestão - IPP

ANA SOFIA FONSECA DA SILVA

Administração Pública

Universidade de Aveiro

ÂNGELO DANIEL C. SOARES PEREIRA

Contabilidade e Administração

Esc. Sup. de Est. Indust.e Gestão - IPP

ANTÓNIA VANUZA ALVES VICTORINO

Educação Básica

Esc. Sup. de Educação de Coimbra - IPC

CATARINA DE ALMEIDA HENRIQUES

Psicologia

Fac. de Psi. e de Ciências da Educação - UP

GABRIEL JOSÉ B. DE SOUSA N. SOARES

Arqueologia

Faculdade de Letras - UP

JOÃO NUNO TEIXEIRA SOARES

Gestão e Administração Hoteleira

Esc. Sup. de Est. Indust.e Gestão - IPP

JOÃO PAULO MONTEIRO NUNES

Gestão e Administração Hoteleira

Esc. Sup. de Est. Indust.e Gestão - IPP

JOSÉ EDUARDO M. JORGE FERREIRA

Gestão do Património

Escola Superior de Educação - IPP

BRUNO MIGUEL FERNANDES G. TOMÉ

Engenharia Informática

Instituto Superior de Engenharia do Porto

INÊS FREITAS BRANCO

Ciência da Informação

Faculdade de Letras - UP

MARIANA ALVES CALISTO GOMES

Artes Visuais e Tecnologias Artísticas

Escola Superior de Educação - IPP

TIAGO FILIPE AMARAL PINTO Artes Plásticas Alunos que optaram pelo Ensino Superior Particular ANTÓNIA VANUZA ALVES VICTORINO

Educação Básica

Local

Faculdade de Belas-Artes - UP

Escola Superior de Educação de Santa Maria

CATARINA DE ALMEIDA HENRIQUES

Criminologia

Universidade Lusíada

CÁTIA VIEIRA MAGANO

Criminologia

Universidade Lusíada

ANDRÉ FILIPE P. PEREIRA DE CARVALHO

Administração de Marketing

IPAM - Matosinhos


Ribadouro

Desporto, sempre em movimento Balanço positivo Finalizando o ano há que fazer o balanço do trabalho feito, e preparar o novo ano de Desporto Escolar. Na época de 2009/10 o Colégio participou em várias frentes, Basquetebol e Futsal no escalão de juniores e duas equipas de Voleibol de infantis e Iniciadas, Compal-Air e Gira-Volei. Com quatro equipas em competição, fomos campeões em três, foram elas: Futsal escalão Junior ( bicampeões), Basquetebol

Gira-Volei A nossa presença nos campeonatos de Gira-Volei já é uma actividade que se vem a prolongar de hà uns anos para cá. Contudo o número de alunos a participar tem vindo a diminuir, não porque não existam mas porque passaram para outro nível da modalidade. Nesta vertente do Voleibol os alunos federados não podem participar, e devido ao elevado número de

escalão juniores Voleibol e escalão infantis (bicampeãs). Também de salientar o 3º lugar no campeonato regional e um 4º lugar na fase final do Campeonato Nacional do Gira-Volei, e a presença já habitual na fase final do campeonato nacional do Compal-Air. Para este ano as inscrições já foram feitas, estamos a trabalhar para uma boa prestação, começamos também a pensar e organizar a nossa participação nos Jogos Nacionais Salesianos, que

alunos que passaram a ser federados as nossas comitivas têm sido menores, contudo o nível de participação não baixou, tendo mesmo as alunas Patrícia Freitas e a Sofia Silva sido apuradas para disputar a fase final do Campeonato Nacional em Castelo de Vide. Participação meritória com um 4º lugar. O nosso agradecimento muito especial aos pais que nos apoiam e acompanham, pois tornam possíveis os nossos pequenos saltos de nuvem em nuvem dos nossos sonhos.

Clube de Voleibol promove convívio Decorreu no dia quatro de Dezembro um encontro convívio com os alunos do clube de voleibol e os seus encarregados de educação. Iniciado com um jogo de futebol entre encarregados de educação e as jogadoras, terminou da melhor forma com uma vitória avassaladora das velhas guardas. Certo é que não há bela sem senão, e as quedas e lesões também aconteceram, infelizmente. Uma das encarregadas de educação teve uma ruptura de ligamentos. Esperámos rapidamente as suas melhoras. Após este jogo de futebol que acabou com uma situação inédita de ter na mesma baliza seis guarda-redes simultâneos, iniciamos o tão esperado confronto em voleibol. Jogo que terminou com vantagem das jogadoras, mas que também causou as suas mossas, o

veterano professor teve que ir às urgências hospitalares com duas costelas deslocadas, pois mergulhos já não são para a sua idade. Seguiu-se então o momento mais aguardado, o almoço convívio, em que no final foram entregues as medalhas dos Campeonatos Regionais do Desporto Escolar de 2008/09 e 2009/2010. Foram também entregues os prémios individuais de melhor jogadora, jogadora revelação e duas menções honrosas pela participação na fase final do campeonato nacional do Giravolei. A todos os presentes o nosso agradecimento pela participação e pelo companheirismo no apoio para que o nosso Colégio saia dignificado nas participações em que se envolve. Clube de Volei

1º Período 2010 - 2011

- 11

Inter-Turmas Ao longo deste primeiro período realizou-se o torneio das inter-turmas de futebol. Na Festa da Santidade Juvenil fizeram-se as finais em que os vencedores foram as seguintes turmas: 5º, 6º e 7º ano - 7º B. 8º e 9º ano - 9º B. No Secundário não houve final, pelo que a turma vencedora foi o 10º CT. Não houve final porque alguns alunos esquecem-se que os dias de festa são dias normais lectivos, mas com actividades diferentes e por isso é preciso estar presente em todas elas e não só nas que gostamos. Entretanto está a decorrer a taça e teremos também a super taça, tudo isto até ao final deste primeiro período. Estamos anciosos para saber quem são as turmas vencedoras destes torneios. Para o segundo período iremos realizar o torneio COP, em que cada equipa pode ser constituida por jogadores de diferentes turmas.


12 - Jornal Escolar

1º Período 2010 - 2011

Semana da Alimentação - por uma alimentação saudável No dia 13 de Outubro, os alunos do 5º A fizeram, na aula de Formação Cívica, uma salada de fruta para comemorar a Semana da Alimentação. Era muito importante que todos se lembrassem que a fruta é importante para uma alimentação saudável. A Professora recomendou que nos intervalos devíamos comer uma peça de fruta em vez de pães, bolachas, chocolates ou outras coisas. Por isso, comam fruta! A actividade correu muito bem. Todos os alunos trouxeram de casa um fruto que descascaram, partiram e colocaram numa taça. Depois foi só comer.

Foi engraçado ver como um fruto sozinho é tão insignificante e todos juntos conseguem

fazer uma enorme, bela e colorida salada. Alexandre Veiga 5º A

Presépios em família

E o vencedor foi ... o Kit Solar do TPG do COP

Começar a celebrar o Natal em família, juntar filhos, pais, professores … foi a ideia … criar laços de família. Este ano o Natal no nosso Colégio começou mais cedo.

O nosso protótipo movido a energia solar mostrou que em pista não houve quem o batesse, percorrendo os cerca de 17 metros da pista em 17,75s. O projecto da autoria dos nossos alunos do TPG, na foto, venceu a prova de pista da competição lançada pela Câmara do Porto e pela agência de energia AdEPorto, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade/ Dia Europeu Sem Carros. Foi o momento alto do trabalho por eles realizado com o apoio do professor José Maria e a colaboração dos professores Maria de Lourdes e Paulo Cardoso. Parabéns a todos!

Festividades de Natal no Colégio Dia 17/12 17:30 h - Celebração de Natal para toda a Comunidade Educativa na Capela. 18:30 h - Actuação do Coro do Colégio. 19:30 h - Jantar de Natal. 21:00 h - Festa de Natal do Pré-Escolar e 1º Ciclo.

Escola Salesiana de Sto. António do Estoril dirigido pelo maestro António Ferreira. Lançamento de um Álbum de Natal com gravura do pintor Alberto Péssimo e poema de Natal do nosso Director, Pe. Taveira, que será lido pelo actor José Queiroga.

Dia 18/12

Dia 19/12

17:00 - Concerto de Natal pelo Coro ESSA da

Festa de Natal do Centro Juvenil 15h.

Datas a ter presente Dezembro 2010 17 – Final do 1º Período. Festa de Natal 20 – Início do Campo de Férias de Natal (20 a 23 e de 27 a 31) 23 – Interrupção das actividades lectivas do Pré-Escolar 25 – Natal 27 – Afixação das avaliações do 1º período Janeiro 2011 3 – Início do 2º período 7 – Reunião dos Directores de Turma com os Encarregados de Educação Entrega das avaliações do 1º período

Jornal da Escola Salesiana do Colégio dos Órfãos do Porto Lrg. Pe. Baltasar Guedes - 4300 - 059 Porto Direcção: Pe. Taveira da Fonseca Edição, Paginação e Impressão: Alunos do Curso Tecnológico de Produção Gráfica Fotografias: participantes das actividades referidas Tiragem: 1000 exemplares www.cop.pt (Edição em pdf)

Ribadouro nº 169  

Jornal Ribadouro nº 169, do Colégio dos Órfãos do Porto.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you