Issuu on Google+

JORNAL DE CAMPANHA SETEMBRO 2013

www.sentirlisboa.org

DANIEL GONÇALVES

CANDIDATO A PRESIDENTE

"O FUNDO DE APOIO SOCIAL VAI AJUDAR AS PESSOAS DAS AVENIDAS NOVAS"

ENTREVISTA PÁG. 5

AS NOSSAS PROPOSTAS PÁG. 2-3

Fernando Seara

■ Criar o Cartão de Saúde e estabelecer parcerias para serviços médicos básicos a custo reduzido

Candidato à CML

"QUERO DEVOLVER A QUALIDADE DE VIDA A QUEM VIVE E TRABALHA EM LISBOA"

■ Estimular o comércio local com a criação do Cartão do Freguês e de uma associação de comerciantes ■ Apoiar os jovens na procura do primeiro emprego


SENTIR LISBOA

PROGRAMA ELEITORAL EU APOIO

As ideias aqui sumariamente expressas e as restantes que constam do programa eleitoral requerem o comando de um homem cuja vida se pauta pela responsabilidade, rigor e capacidade de liderança. É assim que sentimos Lisboa, é assim que sentimos a Freguesia das Avenidas Novas: uma Freguesia com presente para os Idosos e Futuro para os Jovens. Precisamos que nos ajude a erguer este projecto. Quero uma Freguesia de Todos e para Todos!

“Estou com o Daniel Gonçalves, porque, para mim, as pessoas também são o mais importante. O seu humanismo, honestidade e experiência merecem todo o meu apoio”

Ruy de Carvalho • Ator

VIDA NOVA NAS AVENIDAS NOVAS! ■ Ação Social – Freguesia Solidária

Criar o Fundo Social de Freguesia "Daniel Gonçalves está à altura da nobre função de presidente de Junta. O facto de a sua equipa integrar nomes como o do Prof. Miguel Beleza é garantia adicional de seriedade"

Manuela Ferreira Leite • Ex-ministra

• Defendemos como essencial a consolidação de um Fundo Social de Freguesia, destinado a apoiar pessoas e famílias carenciadas que se encontrem em emergência social, nomeadamente através do apoio pontual no pagamento de despesas de alimentação, saúde, escolares, habitacionais e sociais. • Criar um Centro de Noite para idosos: Pretende-se com o mesmo combater a insegurança, o isolamento e a solidão dos destinatários. Com capacidade para 20/30 pessoas. O centro deverá garantir ceia e pequeno-almoço bem como ade-

quadas condições de higiene. A funcionar isoladamente ou em conjunto com um equipamento com outras valências. É propósito deste centro de noite, conceder assistência a idosos sem os retirar completamente das suas casas. • Criar o “triciclo solidário”, este veículo distribuirá pequenas compras (mercearia, farmácia, etc.) ao domicílio, com a condição de serem efetuadas no comércio local. • Criar o “Cartão de Saúde” para os fregueses. Estabelecimento de parcerias, na área da saúde,

que possibilitem o acesso de todos os fregueses a serviços médicos básicos a custos reduzidos. • Criar o “Programa SOS Reparações”, serviço gratuito de apoio aos idosos (pequenas reparações domésticas). • Promover e apoiar uma rede de assistência domiciliária (apoio psicológico, cuidados de saúde, alimentação, higiene, transporte para consultas médicas, apoio na compra de medicamentos e bens essenciais) à “Melhor” Idade e aos mais necessitados da freguesia.

■ Requalificação “A vida política precisa de homens como o Daniel, homens sérios, empreendedores e que se preocupam primeiramente com o bem estar do ser humano”

Carlos Lopes

• Ex-Atleta Olímpico

“Faço votos para que os eleitores da nova Freguesia, na qual vivo, reconheçam o espírito de doação comunitária do Daniel Gonçalves”

António Bagão Félix

• Ex-ministro das Finanças

2

Uma freguesia acessível • Requalificação do Jardim do Arco do Cego; unir esforços no que diz respeito à obra do Centro Erasmus, acordada entre o IST e a CML para a gare do arco do cego; requalificação da Rua da Beneficência; reordenamento do trânsito no Bairro de Santos; requalificação do Largo de São Sebastião da Pedreira; e requalificação do espaço livre da Es-

cola Mestre Arnaldo Louro para um parque infantil e para a implementação de equipamentos desportivos. • Rebaixamento de passeios junto às passadeiras nas principais vias da freguesia. Queremos uma freguesia acessível a pessoas com deficiência motora e livre de barreiras físicas para os mesmos.

Há que proteger o Património das Avenidas Novas! A Freguesia das Avenidas Novas detém um importante património que importa proteger, acarinhar, recuperar e manter, desde logo como justa homenagem ao mentor daquelas, o

Eng. Ressano Garcia (1847-1911). Ainda tem muito do que foi construído até aos anos 30-40 do Séc. XX: prédios eclécticos, pormenores Arte Nova e Déco, edifícios modernistas como o

Cp. Pequeno, Av. Berna, Saldanha, Bº Azul, Pq. Eduardo VII. Património em perigo, abandonado, saqueado, desprotegido, sem salvação aparente. Um problema que importa atacar de frente. Árvores de grande valia que não são respeitadas, parques maltratados. Face à gestão urbanística em vigor e às escassas competências das Freguesias é difícil inverter esta situação mas não é impossível.

Eis alguns dos nossos compromissos: • Reivindicar à CML a inclusão das Avenidas Novas nas áreas de intervenção prioritária delineadas pela autarquia em matéria de Reabilitação Urbana. • Reivindicar à CML a manutenção do mobiliário urbano de época (candeeiros, bancos, bicas de água).


■ Cultura

Levar a Gulbenkian a todos

EU APOIO

■ Desporto

Apoiar os clubes e coletividades

• Trazer a Gulbenkian aos fregueses, como por exemplo levar a música clássica aos Lares, aos centros de dia e às escolas.

• Apoio às coletividades e clubes da freguesia, nas suas mais diversas atividades.

• Promover e divulgar, das mais variadas formas os artistas e artesãos da freguesia. Como não podemos esquecer o passado e o presente, deve a Junta de Freguesia homenagear os que pela sua arte têm feito a diferença na freguesia.

• A junta deverá promover a gestão integrada e coerente dos vários equipamentos desportivos existentes na área territorial da freguesia, na perspetiva de os colocar ao efetivo serviços das populações destinatárias; com especial relevo não apenas para a juventude mas igualmente como forma de ocupação de tempos livres da população sénior, a concretizar através de parcerias com os respetivos proprietários: CML, DREL, Casa da Moeda, Coletividades, Associações Desportivas.

• Na nossa freguesia estão sediadas inúmeras prestigiadas unidades hoteleiras, que recebem pessoas dos quatro cantos do mundo. Estabeleceremos parcerias com as mesmas por forma a promover a cultura existente na nossa freguesia.

“Apoio sem reservas Daniel Gonçalves para presidente da JF das Avenidas Novas, onde sou residente. É sério, competente e rigoroso, e está desinteressadamente na política ”

Miguel Frasquilho

• Economista, deputado do PPD/PSD

■ Juventude e Educação

Apoio ao primeiro emprego • Através da criação do “Espaço Jovem” da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, pretendemos apoiar e orientar crianças e jovens da freguesia, nos períodos extracurriculares. Pretende-se uma ocupação de tempos livres saudável investindo essencialmente em ações de cariz lúdico-educativas. • Apoiar os Jovens na procura do 1º emprego. Nomeadamente na construção

Lançar o Cartão do Freguês

• Promover parcerias com vista à melhor divulgação e usufruto de equipamentos ex-libris: Casa-Museu Anastácio Gonçalves, Palacete Mendonça e Jardins, etc. • Reivindicar à CML a estrita aplicação do PDM no que toca aos edifícios do Inventário Municipal, a nível de vistorias, justificações para demolição de interiores, fachadas e logradouros.

“Aos residentes nas atuais Freguesias de N. Srª de Fátima e de S. S. da Pedreira, votem em Daniel Gonçalves, Nélson Antunes para AML e em Fernando Seara”

Nélson Antunes • Presidente da JF S. Sebastião da Pedreira

■ Segurança e Cidadania

■ Comércio Local

• Promover e incentivar a criação da Associação dos Comerciantes das Avenidas Novas no sentido de estimular o comércio local que tão afetado tem sido pelas grandes superfícies. Nesse sentido promoveremos também a publicação e distribuição de um “Roteiro Comercial” onde todos

de CV, apresentação em entrevista, técnicas de entrevista, etc.. Criação de estágios curriculares na Junta de Freguesia para jovens residentes à procura do 1º emprego. Integração de estudantes universitários da freguesia nos vários serviços da Junta de Freguesia. Integração dos jovens da freguesia como monitores (e apenas da freguesia) nos programas de verão da Junta de Freguesia/CML, como por exemplo os Programas Praia Campo Infância e Sénior.

os comerciantes das Avenidas Novas terão publicidade gratuita por forma a poderem divulgar a sua atividade. • Criação do Cartão do Freguês com descontos no comércio local, promovendo assim o comércio tradicional da freguesia.

• Reivindicar à AR a aprovação urgente de normativo eficaz para salvaguarda de património em zona urbana, via incentivos a proprietários/arrendatários e agilização de posses administrativas para obras coercivas. • Reivindicar à CML a elaboração urgente do Regulamento em falta que dará seguimento efectivo ao estatuto de ‘Conjunto de Interesse Municipal’ atribuído ao

Reforçar o policiamento • Numa escala cada vez mais preocupante, em determinadas zonas da freguesia existem graves problemas de segurança que limitam a liberdade das pessoas e que condicionam negativamente as suas vidas, sendo que nos propomos a diligenciar junto das forças de segurança, por forma a reforçar o policiamento de proximidade. Ainda no âmbito da segurança promoveremos um estudo com vista à introdução de um sistema de vídeo vigilância na zona do Bairro de Santos ao Rego e outras onde se considere

necessário. • Reforçar a parceria com a PSP, no que diz respeito aos seus Programas “PIPP”, “Escola Segura”, “Violência Doméstica”, “Operação Férias”, “Apoio 65”, “Comércio Seguro” e “Estou Aqui”.

“Desejo força ao Daniel Gonçalves pela vontade de abraçar este projeto de gerir a nova freguesia das Avenidas Novas. Estou certo de que irá lutar com toda a determinação”

• Criação do Zelador do Espaço Público. Uma figura ativa na preservação do espaço de todos, zelando pelos equipamentos coletivos, promovendo o civismo, segurança e limpeza das ruas.

• atual Provedor da SCML

Pedro Santana Lopes

Bairro Azul pela CML em 2009. • Reivindicar à CML uma solução digna, clara e definitiva para o Pavilhão Carlos Lopes. Usaremos as nossas competências e reivindicaremos todas as outras junto de quem as tem, no sentido de assegurarmos a salvaguarda do Património e um legado para as futuras gerações.

“Com o Daniel as Avenidas Novas vão contar com um presidente de Junta, sério, responsável e competente”

Paulo Ferrero

• Membro fundador do Forum Cidadania LX

José Amaral Lopes • Ex-Vereador da CM

3


SENTIR LISBOA

ENTREVISTA DANIEL GONÇALVES

"ESTA FREGUESIA TEM SIDO MENOSPREZADA PELA CÂMARA" ■ Combater os problemas sociais é a prioridade de Daniel Gonçalves, candidato e futuro presidente da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, que não esquece a falta de estacionamento no Bairro Azul ou a ausência de espaços públicos de qualidade Com a reforma administrativa, a preocupação com bicas e fontanários faz pouco sentido. É necessária uma estratégia global. Qual é a sua?   A minha estratégia e da minha equipa é resolver de forma eficaz uma série de problemas, já identificados, que a freguesia tem. Posso falar de algumas medidas positivas na área da ação social, que tenho no meu programa eleitoral, que prevê a criação de um Fundo de Apoio Social para a freguesia que se destina a ajudar os agregados familiares mais carenciados. Este Fundo visa apoiar na aquisição de material escolar, nomeadamente na compra dos manuais escolares. Visa apoiar também na comparticipação dos custos de serviços de apoio à juventude, pretende ainda dar suporte às famílias para que possam colocar os seus filhos em atividades extra curriculares. Este Fundo pretende também apoiar desempregados de longa duração que façam a devida prova de ausência de rendimentos, com o apoio nas despesas de arrendamento (renda, água, gás e luz) e apoio à aquisição de um cabaz alimentar mensal. O Fundo de Apoio Social pretende ainda apoiar a

4

"A dois meses das eleições é que o presidente da Câmara mandou tapar buracos à pressa"

população mais idosa, na aquisição de medicamentos e bens alimentares de primeira necessidade. Esta é a assistência que julgo que uma junta deve dar aos seus fregueses. Assim nos permitam as entidades competentes e assim o faremos. Como pensa actuar face à pobreza envergonhada?   É nossa intenção ajudar, e tal como referi antes, criaremos um Fundo de Apoio Social para combater a pobreza envergonhada. Pare esse efeito faremos primeiro um levantamento para apurar quem são de facto as famílias mais necessitadas. Depois de identificadas as famílias, as mesmas serão integradas no Fundo de Apoio social. Pretendo ainda dar prioridade à ajuda das pessoas mais idosas. Para esse efeito criarei um serviço que se chama “SOS Reparações” que serve para resolver pequenos problemas domésticos. Se nos ligarem para a junta nós mandamos lá um técnico que, de forma gratuita, resolverá essas situações, que são muito complicadas para os mais idosos. Com esta reforma administrativa o território dilata-se, os proble-

mas aumentam. Para fazer isso são necessários recursos humanos.   As novas competências são uma nova realidade e antes de mais teremos de efetivar a fusão das duas freguesias que deram origem às Avenidas Novas (São Sebastião da Pedreira e N.ª Senhora de Fátima). Depois teremos de fazer uma avaliação dos recursos humanos que estão na junta, verificar quantos mais são necessários e para que áreas o são. Logo que isso esteja feito, teremos de preparar as pessoas para as colocar imediatamente no terreno, por forma a darem corpo às propostas que tenho no meu programa. Uma coisa é certa e deixo aqui como garantia. As competências que assumirmos cumpriremos com elevada competência e exigência e não permitiremos que os fregueses das Avenidas Novas sejam prejudicados. Higiene urbana, como é que vai ser?   Ainda não está muito bem definido mas sabemos que no próximo ano a CML pretende enviar para as Juntas de Freguesia uma série de funcionários em conjunto com as respetivas competências. O que se pretende, e disso não abdico, é ter um serviço de

qualidade na área da higiene urbana. Em matéria de segurança tem problemas?   Existem problemas de segurança, e o que eu e a minha equipa temos previsto fazer de imediato é reforçar a relação com a PSP por forma a estimular ainda mais a estratégia da polícia de proximidade que tem tido bons resultados em várias freguesias da cidade de Lisboa. Pretendo ainda ouvir os moradores para perceber a sua sensibilidade relativamente à instalação de um sistema de videovigilância para que as pessoas, em particular moradores e comerciantes, se sintam em segurança. E quanto à política cultural?   Temos um projecto ambicioso que terá inicio com um trabalho que visa completar o levantamento arquitetónico da nova freguesia e publicá-lo para que todos possam ter acesso a tão rico património. Na continuidade deste trabalho pretendemos criar o roteiro turístico da freguesia das Avenidas Novas, com visitas ao património religioso da freguesia, e ao restante edificado, como por exemplo, o Bairro Azul. Pretendemos

ainda conseguir trazer a Gulbenkian aos fregueses promovendo uma parceria que permita levar a música clássica aos lares, aos centros de dia e às escolas da freguesia. Caracterize o positivo e o negativo da freguesia das Avenidas Novas.   De positivo: esta é uma freguesia onde predominam os serviços, mas devemos saber tirar partido do que de melhor temos e estimular a economia local, trazendo mais valias para a freguesia. De negativo: tal como o resto da cidade é uma freguesia suja, esburacada e só a dois meses de eleições, o presidente da Câmara se lembrou de que existe esta freguesia, mandando tapar à pressa os buracos. As pessoas vão à Avenida Defensores de Chaves, vão ao Bairro de Santos, e é ver o asfalto todo levantado. Esta freguesia tem sido menosprezada e isso vê-se na forma como se trata o espaço público e as vias de acesso. É um escândalo! No Bairro Azul temos o problema do estacionamento. E onde está a SAMS há um piso destinado ao estacionamento público que está vazio. Porque é que não está disponível para a população?


ENTREVISTA FERNANDO SEARA

“CHEGOU AO FIM O PACTO ENTRE A ESQUERDA CAVIAR E A DIREITA DOS INTERESSES ■ Fernando Seara, 57 anos, está de alma e coração em Lisboa. O conhecido político que serviu exemplarmente a autarquia de Sintra nos últimos 12 anos revela que quando encara um projecto, foca-se completamente nele

O que o distingue de António Costa, o seu principal adversário nas eleições autárquicas de 2013? Distingo-me para começar por não aceitar o pacto existente até agora em Lisboa, entre o actual Executivo, a chamada “esquerda caviar” e a direita dos interesses. Duas faces de uma mesma moeda que tem privilegiado sempre os mesmos, nas opções que foram tomadas para a Cidade nos últimos anos. Esse tempo chegou ao fim. É altura de colocar um ponto final neste comportamento “situacionista” por parte da CML. A minha visão para Lisboa é, pelo contrário, integradora. Iremos desenvolver acções concretas, pela positiva, focadas nas necessidades sociais dos Lisboetas e orientadas para a resolução dos problemas que todos conhecemos; Vamos melhorar a higiene urbana, possibilitar um melhor acesso à Educação, resolver os constrangimentos à mobilidade e o caos no trânsito, dar resposta às carências sociais dos jovens e dos seniores…Em suma, orientamos as nossas soluções para os problemas que dizem respeito à realidade do dia-a-dia. É possível ter melhor qualidade de vida na cidade. Os Lisboetas merecem-na e estarei permanentemente ao serviço de Lisboa para a garantir.

Quais considera ser as suas principais ideias para Lisboa? Definimos 7 áreas prioritárias de intervenção e os objectivos concretos para cada uma delas. Alguns exemplos; Na Educação e no Apoio às Famílias, vamos disponibilizar de forma gratuita manuais escolares para todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico. Na área do Apoio Social – outro dos pilares desta Candidatura - criaremos um Cartão Solidário para descontos no acesso a serviços municipais, assistência na saúde, ensino e, medicamentos, transportes e pequenas reparações domésticas, suportado por um Fundo de Emergência Social. Vamos também reintegrar socialmente os “sem-abrigo” e apostar em residências sociais para idosos. Quanto à mobilidade, iremos disponibilizar estacionamento gratuito para todos os moradores em qualquer zona da cidade, pelo período de 3 horas. E dar continuidade ao Túnel do Marquês, prolongando-o até ao Saldanha tal como sempre esteve previsto. Finalmente, não esquecemos a Cultura. Iremos criar uma empresa, em conjunto com a Administração Geral,

para gerir da melhor forma os monumentos de Lisboa. E apostar no Museu das Descobertas como um emblema por excelência da cidade e do país. Demonstra uma clara preocupação pelas causas sociais. Mas a aposta serão somente as pessoas? É bom lembrar que em primeiro, segundo e terceiro lugar estarão sempre as pessoas. Quando definimos como política de HABITAÇÃO E REABILITAÇÃO, a assunção de uma Cultura de Reabilitação Permanente, seja pública, seja privada, com a criação de um seguro de renda e a redução do IMI para os imóveis energeticamente eficientes pensamos em tornar o centro da cidade menos “vazio” e mais bonito, para as pessoas. Quando temos como prioridade a criação de um cartão que permita estacionamento gratuito para moradores, em qualquer zona da cidade pelo período de 3 horas, estamos a apostar na cidade, estamos a pensar nas pessoas! Quando defendemos as taxas de inscrição gratuitas para jovens nas associações e outras entidades desportivas, o nosso foco é claramente as pessoas!

Há uma clara diferença entre a Lisboa “cheia de cor” que os turistas revelam e o “lixo” que os habitantes criticam… O que pretende fazer para tornar a cidade mais agradável? Entendo que a cidade deve ser como a nossa casa: queremos receber as visitas bem mas também queremos viver bem, não na imundície. Queremos uma Lisboa sempre limpa através de brigadas permanentes de limpeza das ruas e jardins. Removeremos os grafittis e cartazes ilegais. Entendo que é somente uma política de tolerância zero ao desleixo é que aumenta o cuidado dos moradores e dos turistas em contribuir para essa beleza. E de forma a que todos os espaços públicos tenham essas condições de bem-estar, instituiremos a figura do “Zelador do espaço público”. Lisboa já é considerada uma cidade turística. Que medidas propõe nessa área? Acha que há melhorias a fazer? Há bom trabalho a ser continuado mas também detectámos lacunas que iremos colmatar. Um dos principais eixos e uma vantagem competitiva de Lisboa em relação às principais cidades europeias é o seu aeroporto. Faremos a defesa intransigente do Aeroporto da Portela como porta de entrada principal

do Turismo. As nossas medidas na área da CULTURA também são para melhorar o usufruto do muito que há para ver e visitar em Lisboa. É nossa intenção a criação de uma empresa pública que reúna a Administração Central e a CML (e potencialmente outras entidades) para a gestão de todos os monumentos de Lisboa. Apostaremos naquilo que é óbvio em Lisboa: falta um Museu das Descobertas, que seja o ponto de partida e uma grande atração para conhecer a cidade. E qual a sua aposta na criação de emprego? A política de reabilitação pretendida passa também por ai. Com a especulação imobiliária, muitas das principais empresas saíram do centro da cidade, prejudicando os seus colaboradores e o ambiente, pois desviaram-se para locais sem transportes públicos, obrigando a uma política de carro como meio único de transporte. É bom lembrar que uma empresa com sede no centro da cidade demonstra preocupação com a sua imagem, com os seus clientes e com os colaboradores. Queremos empregos de qualidade, que criem qualidade de vida aos seus colaboradores!

5


SENTIR LISBOA

A HISTÓRIA E OS NÚMEROS EU APOIO

CONHEÇA A NOSSA FREGUESIA

“Apoio Daniel Gonçalves porque nunca precisou da política para viver. Afirmou-se sempre e apenas pelo mérito pessoal e profissional. O País precisa de pessoas assim”

Luís Marques Mendes • Advogado

“O Daniel Gonçalves tem uma vida que fala por si. Por isso mesmo, não só irei votar nele como lhe darei todo o meu apoio.”

António Carmona Rodrigues • Ex-Presidente da CML

“Apoio com entusiasmo Daniel Gonçalves. É um homem bom, de causas e valores. Com Miguel Beleza, candidato à AF, constitui uma equipa experiente e muito capaz”

A História A reforma administrativa levada a cabo no Município de Lisboa resultou na fusão das antigas freguesias de Nossa Senhora de Fátima e de São Sebastião da Pedreira, voltando a reunir o que foi separado pela reforma de 1959. A continuidade do território das Avenidas Novas, ao longo da encosta que desce do Largo de S. Sebastião da Pedreira até à vala do Rego, faz com que a fusão seja suave e natural. As primeiras referências documentais remontam aos séculos XII e XIII, com nomes que hoje identi-

ficamos facilmente: Andaluz (1120) e Picoas (1268). Já no século XVI foi erigida a ermida de S. Sebastião da Pedreira, seguindo-se a criação da freguesia com o mesmo nome. A área era dominada, na altura, pela quinta da família Palhavã, na zona onde hoje se encontra a Praça de Espanha. A partir do século XVII, começaram a nascer um pouco por toda a freguesia vários palácios, como o do Duque de Aveiro, dos Duques do Cadaval ou dos Condes de Sarzedas (a actual embaixada de Espanha).

O plano urbanístico de Ressano Garcia deu novas artérias às Avenidas Novas Marcante foi também o estabelecimento da extensa Quinta do Provedor dos Armazéns, propriedade de Fernando de Larré. A quinta

foi depois dividida em duas com a construção da estrada da Circunvalação, já no século XIX. O plano de Ressano Garcia traz novas artérias à freguesia, desenvolvidas a partir das actuais avenida Fontes Pereira de Melo e avenida da República. Mais tarde, nasce o Bairro Azul, a par com as novas avenidas Sidónio Pais e António Augusto de Aguiar. Já na década de 1950, a Fundação Calouste Gulbenkian adquire parte substancial do Parque de Santa Gertrudes, onde ergue a sua sede.

Leonor Beleza • Presidente da Fundação Champalimaud

“Porque tenho confiança no futuro da nossa freguesia, dia 29 votarei em Daniel Gonçalves e na sua equipa!"

Mário David

• Eurodeputado

6

As Pessoas Entre 2001 e 2011, a freguesia das Avenidas Novas ganhou 463 novos habitantes, situando-se, de acordo com os últimos censos, em 21.625 residentes. Com a grande maioria situada no escalão etário dos 25 aos 64 anos (11.244), há a registar uma larga percentagem da população com mais de 65 anos, cerca de 5.500. A população activa era, em 2011, de 10.327 pessoas, sendo que o número de desempregados se situava nos 946. Da pessoas com trabalho, o sector mais representado era o dos quadros inte-

lectuais e científicos, com 3296 residentes, seguindo dos administrativos, comércio e serviços, com 1669 moradores. Registe-se ainda a presença de um trabalhador agrícola. Dos 2585 estrangeiros que reside na freguesia, África é, como um pouco por toda a cidade, o continente mais representado: 1195 residentes, com Angola à frente com 517 moradores. O Brasil é o segundo mais com mais residentes nas Avenidas Novas (451). Dos 637 europeus que habitam a freguesia, Espanha e França são os mais representados,

com 159 e 133, respectivamente. A freguesia das Avenidas Novas conta com 1853 edifícios, dos quais apenas 30 se encontram em adiantado estado de degradação. A construção reparte-se, sem grandes diferenças, entre três períodos: 1919-45, 1946-60 e 1961-70. O número de edifícios devolutos situava-se acima das duas centenas, equitativamente distribuídos pelas duas freguesias - S. Sebastião da Pedreira e Nossa Senhora de Fátima - que se juntam para dar lugar às Avenidas Novas.

21625

habitantes

21162

em 2001

225 edifícios devolutos


EU APOIO

PASSATEMPO. TESTE OS SEUS CONHECIMENTOS SOBRE A SUA FREGUESIA

QUEM SABE DE AVENIDAS NOVAS, SABE

2. As primeiras referências ao território hoje ocupado pela freguesia datam do…   a) Século IX   b) Século X   c) Século XI   d) Século XII

SUDOKU

“Como ex-presidente da JF de S. Sebastião da Pedreira, quero o melhor para a minha freguesia. Acredito que o Daniel Gonçalves trará mais qualidade de vida para todos"

3. Que família possuía a quinta mais extensa da área?   a) Família Sousa   b) Família Palhavã   c) Família Sarzedas   d) Família Pombal

Ana Pires Marques

• Deputada na AM de Lisboa

4. Que palácio é atualmente ocupado pela Embaixada de Espanha?   a) Palácio dos Duques de Cadaval   b) Palácio do Duque de Aveiro   c) Palácio de Andaluz   d) Palácio dos Condes de Sarzedas 5. Bairro emblemático das Avenidas Novas.   a) Bairro Verde   b) Bairro Azul   c) Bairro Amarelo   d) Bairro Vermelho

7. E destes, quantos são de origem estrangeira?   a) 3578   b) 2585   c) 1870   d) 4510

9. Que atividade domina a vida profissional do candidato Daniel Gonçalves?   a) Arquitetura   b) Mutualismo   c) Engenharia   d) Advocacia

6. Quantos habitantes tem a nova freguesia das Avenidas Novas?   a) 21 mil   b) 31 mil   c) 51 mil   d) 11 mil

8. Quantos edifícios tem a freguesia das Avenidas Novas?   a) 2346   b) 1290   c) 1853   d) 3127

10. A quem se deve o plano urbanístico das Avenidas Novas?   a) Marquês de Pombal   b) Duarte Pacheco   c) Barão Haussmann   d) Ressano Garcia

“Conheço bem as Avenidas Novas, por ter vivido grande parte da minha vida no Bairro Azul. Quero expressar o meu apoio ao Daniel Gonçalves e à candidatura Sentir Lisboa”

Telmo Correia • Ex-Ministro

QUIZ SOLUÇÕES 1 – a; 2 – d; 3 – b; 4 – d; 5 – b; 6 – a; 7 – b; 8 – c; 9 – b; 10 - d

1. Que freguesias se juntam para dar lugar às Avenidas Novas?   a) Nossa Senhora de Fátima e S. Sebastião da Pedreira   b) S. Domingos de Benfica e S. Sebastião da Pedreira   c) Campolide e Nossa Senhora de Fátima   d) Campolide e S. Domingos de Benfica

10 RESPOSTAS CERTAS Muitos parabéns, você sabe tudo sobre a nossa freguesia. Mesmo que não seja aqui residente, merece ser distinguido com a medalha de freguês honorário. 8 RESPOSTAS CERTAS Falhou duas mas deve ter sido por distração. É um verdadeiro especialista quando se trata da nossa freguesia. 7 RESPOSTAS CERTAS Está quase lá. Não há muita coisa que não saiba sobre a nossa freguesia. Só precisa de estar um nadinha mais atento à informação que colocámos aqui e no site oficial. 5 RESPOSTAS CERTAS O clássico 50-50. Vá lá, para a próxima esforce-se mais um pouco e faça-nos a vontade. 2 RESPOSTAS CERTAS Ficou a um passo de ir a jogo. Hoje

só acertou duas, mas estamos confiantes no seu potencial. Não desista! 1 RESPOSTAS CERTAS Temos a certeza de que é capaz de fazer muito melhor. Repita o questionário e diga-nos se não é verdade…

“A obra que conheço do Daniel Gonçalves merece o meu apoio. É com confiança que estou a seu lado, pela sua sensibilidade, humildade e vontade de fazer mais”

Margarida Marinho

• Freguesa nas Avenidas Novas

SUDOKU SOLUÇÕES

“Esta nova equipa terá todos os meios e a capacidade para manter o que de bom foi feito ”

Manuel Kopke Esteves

• Autarca na Freguesia de S. Sebastião da Pedreira

7


FREGUESIA DAS AVENIDAS NOVAS

Lista de candidatos Efectivos 4. José Pedro Athayde Albuquerque Soares Rebelo (CDS-PP) Jurista

8. António Manuel de Sousa Parente (PPD/PSD) Psicólogo

12. Maria Margarida Silvano de Castro e Almeida Serra e Moura (PPD/PSD) Reformada

16. Cristina Maria Fernandes Duarte Martins (PPD/PSD) Doméstica

5. Pedro Manuel da Cunha da Silva Ribeiro (PPD/PSD) Técnico Administrativo

9. Maria de Fátima Martins Lopes Hipólito Samouqueiro (PPD/ PSD) Secretária

13. Luisa Maria Chaves Adriano da Silva (PPD/PSD) Consultora de Decoração

17. Luís Silveira Lopes (PPD/PSD) Empresário

2. Luis Miguel Couceiro Pizarro Beleza (PPD/PSD) Economista e Professor

6. Maria Leonor Matoso Teixeira de Melo Baptista de Sousa (IND.-PPD/PSD) Médica

10. José Filipe da Costa Toga Machado Soares (CDS-PP) Director Comercial

14. Miguel Boulain de Araújo Correia Galaz (PPD/PSD) Técnico de Gestão

18. Bernardo de Valadares Serrão e Fernandes Brochado (CDS-PP) Estudante

3. Maria Isabel L. Fraga Lamares de Castro e Simas (PPD/PSD) Técnica Oficial de Contas

7. José Manuel Gomes Mendes Soares (PPD/PSD) Funcionário Público

11. José Ferreira Marinho (PPD/PSD) Empresário

15. Maria do Rosário de Sousa Nolasco de Medeiros (PPD/ PSD) Psicóloga

19. Ana Isabel Cotrim de Figueiredo da Rocha Ferreira (PPD/ PSD) Advogada

1. Abel Manuel Eusébio Simões (PPD/PSD) Bancário

5. Helena Sofia Ribeiro Duarte dos Reis Ferreira (PPD/ PSD) Gestora de Clientes

9. Carlos Manuel Santos Torres (CDS-PP) Engenheiro Auditor

13. José Simão Nunes Caeiro (PPD/PSD) Motorista

17. Jorge Manuel da Silveira Rodrigues Barata (PPD/PSD) Empresário

2. Aníbal Fernando Nápoles Teixeira (IND.-PPD/PSD) Comerciante

6. António Manuel Resende Lima (PPD/PSD) Estudante Universitário

10. António José de Morais Sarmento do Amaral Cabral (PPD/ PSD) Reformado

14. Isabel Maria de Aguiar Aldim (CDS-PP) Designer

18. Maria João Pereira Martiniano Palma (PPD/PSD) Médica

3. Maria Marcelo Cambezes Marçal Carrega (PPD/PSD) Técnica de Serviço Social

7. Paulo Manuel Rodrigues Pires Campos Lopes (PPD/PSD) Produtor Gráfico

11. Maria de Sousa Coutinho Telles da Silva Ferreira Pinto Basto (IND.-PPD/PSD) Reformada

15. Teresa de Jesus Coelho Guerreiro (IND.-PPD/PSD) Assistente Técnica

4. José Frederico C. Sacadura Alexandre da Fonseca (CDS-PP) Engenheiro Florestal

8. Emília Maria Salgueiro Ferreira Pinto Basto Ressano Garcia (IND.-PPD/PSD) Psicóloga

12. Frederico Eduardo Bastos Ressano Garcia (IND.-PPD/PSD) Engenheiro Civil

16. Eduardo Alexandre Ferreira Lima (PPD/PSD) Estudante

1. Daniel da Conceição Gonçalves da Silva (PPD/PSD) Consultor

Suplentes

VIDA NOVA NAS AVENIDAS NOVAS!


Jornal avenidas novas