Page 1

Tudo que acontece no Brasil e Mundo que interfere direta e/ou indiretamente na igreja e corpo de Cristo

BRASIL, 1 semana 07 Setembro 2015

ANO 2

Nº 34 www.jornal.comunicadoressemfronteiras.com.br

Pastor de igreja evangélica não tem relação contratual de trabalho reconhecida O exercício da atividade de pastor de igreja não se confunde com uma relação contratual. De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), a pessoa que exerce a função eclesiástica o faz por razões vocacionais, não podendo ser enquadrado como empregado.

Pag.06

SUCESSO FINANCEIRO. EU QUERO Um guia bíblico e prático para você compreender e alcançar o sucesso financeiro

PAG.08 Cristãos sofrem emboscada de terroristas islâmicos Militantes do grupo fundamentalista islâmico Al-Shabaab, conhecido como “Movimento do Jovem Guerreiro”, armaram uma emboscada e assumiram o controle de uma vila, na cidade de Lamu, no Quênia. A informação foi divulgada pelo Portas Abertas em seu site.

LIVROS AGORA O JORNAL CSF LHE BRINDA SEMANALMENTE 3 LIVROS PARA VOCE BAIXAR E LER EM SEU PORTATIL GRATIS Pacote 05

Atos de xenofobia e número crescente de pedidos de refúgio preocupam

Aqueles que conseguirem asilo na Alemanha ainda terão o desafio de se estabilizar num país reconhecido como não migratório Na madrugada do dia 27 de julho, Michael Richter acordou com um estrondo do lado de fora de casa. O carro dele estava em chamas. Para Richter, membro do partido de esquerda Die Linke, o ataque foi uma represália ao apoio dado, por ele e pela legenda, à vinda dos refugiados.

pag 02

‘Teologia do estupro': El aprova violência contra meninas de minoria religiosa Momentos antes de estuprar a menina de 12 anos, um combatente do Estado Islâmico parou para explicar a ela que o que estava prestes a fazer não era um pecado. Como a menina pré-adolescente praticava uma religião diferente do Islã, o Alcorão não apenas lhe dava o direito de estuprá-la, ele o perdoava e o encorajava.

PAG 06

Pesquisa: 56% dos bolivianos não querem quarta eleição de Morales

pág 7

PASSATEMPOS AGORA O JORNAL CSF TEM UM MOMENTO DE PASSATEMPOS E HUMOR

Uma pesquisa divulgada neste domingo (16) pelo jornal ‘Página Siete’, de La Paz, mostra que 56% dos bolivianos rejeitam uma quarta reeleição do presidente Evo Morales em 2019, como ventilaram sindicatos indígenas e camponeses leais ao governo.

Pag 04

RJ aprova lei ‘Angelina Jolie’ para dar exame a mulher com câncer na família; entenda Assista nossa TV 24hs com noticias, informações e muito mais 24 hs em seu computador, tvled, tablet e celular www.tvmissoes.com.br

Uma lei publicada nesta quarta-feira (26), batizada com o nome da atriz americana Angelina Jolie, autoriza o estado do Rio de Janeiro a assinar um convênio para oferecer a realização de exames de sequenciamento genético em mulheres com histórico de câncer de mama ou de ovário na família. O teste observa se a paciente tem uma mutação nos genes BRCA1 e BRCA2, que são considerados “protetores” deste tipo da doença. Esta mutação pode facilitar o aparecimento da doença.

PAG. 5

Pag. 02


.

GERAL

2

RJ aprova lei ‘Angelina Jolie’ para dar exame a mulher com câncer na família; entenda Uma lei publicada nesta quarta-feira (26), mastectomia (cirurgia para retirar os dois seios) do instituto aponta que o país registrou 52.680 novos casos da doença apenas em 2012. São batizada com o nome da atriz americana em 2013. Este ano, ela também retirou os considerados fatores de risco, tanto para Angelina Jolie, autoriza o estado do Rio de ovários. homens quanto para mulheres, histórico Janeiro a assinar um convênio para oferecer a De acordo com a lei proposta pela deputada familiar, obesidade, sedentarismo e realização de exames de sequenciamento estadual Marcia Jeovani (PR), o exame terá antecedente de patologias mamárias. genético em mulheres com histórico de câncer que ser requisitado por um oncologista, de mama ou de ovário na família. O teste geneticista ou mastologista e ressalta que a lei observa se a paciente tem uma mutação nos não é um incentivo à mastectomia. Será genes BRCA1 e BRCA2, que são considerados necessário também apresentar laudo com “protetores” deste tipo da doença. Esta histórico familiar de câncer de mama. A doença mutação pode facilitar o aparecimento da tem que ter sido diagnosticada antes dos 50 doença. anos de idade em dois parentes de primeiro O exame, que custa cerca de R$ 6,7 mil, grau ou três parentes de segundo grau, passaria a ser feito gratuitamente através do enquanto o paciente que vai passar pelo exame Sistema Único de Saúde (SUS) e poderia deverá ter até 40 anos. diminuir a chance de aparecimento do câncer “Antes, ninguém ouvia falar deste exame. nas pacientes em todo o estado. Não há prazo, Quando surgiu uma atriz rica, bonita e famosa no entanto, para o pacto ser firmado e os todo mundo questionou. Falaram: ‘É excêntrica, exames serem liberados. é isso, é aquilo’, mas vendo mais a fundo Como mostrou o Bem Estar, a atriz Angelina viemos a saber que ela fez exame porque já Jolie passou pelo mesmo exame e, por meio tinha perdido a mãe e tinha grande dele, descobriu que tinha uma mutação possibilidade de ter a doença. Achamos por hereditária no gene BRCA1. O problema bem que a le itivesse o nome da Angelina”, aumenta em 87% o risco de uma mulher disse a parlamentar ao G1. Câncer de mama desenvolver câncer de mama, ou ainda em O câncer de mama é o carcinoma mais comum 50% o risco de ter um câncer de ovário. Preocupada com o histórico familiar — a mãe em mulheres, respondendo por 22% do total de casos novos a cada ano no Brasil, segundo o da atriz morrera em 2007 após ter a doença Instituto Nacional de Câncer (Inca). Estimativa diagnosticada — Angelina fez uma

Atos de xenofobia e número crescente de pedidos de refúgio preocupam “Eu recebi ameaças de morte”, disse ele. “Mas vou continuar meu trabalho, porque é exatamente isso que os extremistas de direita querem: nos amedrontar. E esse medo não pode prevalecer.” De janeiro a junho deste ano, foram 202 ataques a abrigos para refugiados, com alguns prédios parcialmente incendiados, principalmente no Leste da Alemanha, segundo os últimos dados do Ministério do Interior. O número já supera os 198 incidentes que ocorreram em todo o ano de 2014. Em visita esta semana a um abrigo em Eisenhuettenstadt, no extremo Leste, o ministro do Interior, Thomas de Maiziere, disse que a situação de intolerância é “incompreensível, inaceitável e indigna” para o país. “Nós vamos trabalhar contra isso com toda a força da lei e do poder político que temos”, afirmou o ministro. O fluxo migratório é intenso nas fronteiras. Nos seis primeiros meses do ano, as autoridades alemãs receberam quase 180 mil pedidos de asilo. Já é mais que o dobro do número atingido no mesmo período do ano passado. A estimativa da Agência Federal para Migração e Refugiados é que as solicitações cheguem a 450 mil até o final do ano. Os recentes incidentes xenófobos remetem também à ascensão, em outubro

passado, do movimento de extrema direita Pegida, contra imigrantes, sobretudo muçulmanos. Em Dresden, cidade onde surgiu o movimento, milhares de simpatizantes foram às ruas, e o Pegida chegou a outras partes da Alemanha e também da Europa, como a França. Mas as ruas também foram palco de marchas contra a xenofobia. Na cidade de Mannheim, no Oeste do país, ativistas lançaram, em Janeiro, o movimento Mannheim Diz Sim. Além de manifestações pró-asilo e anti-Pegida, eles criaram uma página na internet que permite deixar mensagens de solidariedade aos refugiados. Nessa e em várias outras cidades alemãs, a população quis mostrar que imigrantes são bem-vindos. Discriminação A Alemanha tem, na verdade, uma longa tradição de receber refugiados, em parte como resposta ao passado de perseguição nazista. Com o fim da 2ª Guerra Mundial, o país abrigou milhões de desalojados e refugiados do Leste europeu. Depois do início dos anos 1990, a lei de asilo foi endurecida, mas a Alemanha continua sendo o Estado-Membro da União Europeia que mais recebe pedidos de refúgio – em 2014, foram quase 203 mil solicitações, que corresponderam a 32.36% do total.

Mas, episódios de violência também fazem parte da história. Há cerca de 20 anos, o país enfrentou situação semelhante, quando casas e abrigos foram incendiados, resultando em mortes num momento de grande fluxo nas fronteiras. Para a especialista em história da migração Maria Alexopoulou, professora da Universidade de Mannheim, atualmente existe mais apoio aos refugiados do que duas décadas atrás. Ela acredita, contudo, que a xenofobia continuará tendo espaço enquanto o país mantiver uma postura histórica de não integrar totalmente os imigrantes, apesar de ter recrutado tantos deles – sobretudo turcos – para reconstruir a nação após as duas guerras mundiais. “Muitas pessoas ainda são indiferentes ao passado e ao que está acontecendo”, diz Alexopoulou. “E ainda existe esse pensamento racista, que está nas estruturas da sociedade alemã e se mostra quando olhamos para como os imigrantes são discriminados aqui, estruturalmente e no dia a dia”, completa a especialista, filha de gregos, mas, nascida na Alemanha. Aqueles que atualmente fogem de situações de guerra ou de extrema pobreza, como as populações do Oriente Médio e do Oeste da África, se conseguirem asilo, ainda terão o desafio de se estabilizar

numa Alemanha reconhecida como país não migratório. “Não somos um país de imigração”, destaca a especialista. Mas projetos como o Arrivo Berlin, desenvolvido na capital, oferecem uma chance. Os refugiados recebem ajuda para aprender o idioma e entrar para o mercado de trabalho. A iniciativa é reconhecida como um exemplo na Europa, diante de políticas focadas no controle das fronteiras, e que não têm conseguido lidar com a questão migratória. “As pessoas que vêm aqui às vezes têm anos de experiência e têm grande motivação para serem integradas e darem uma contribuição”, diz Anton Schuenemann, coordenador do programa. Tahir Mohammad, que veio do Chade, na África, vê nos cursos uma chance real de conseguir um emprego. “Não é fácil, mas eu quero aprender. E seguir em frente.”

Editorial: Produção Jornalismo Gospel Fonte de matérias www.jornalismogospel.com.br

jornalismo@ jornalismogospel.com.br Jornalista Responsável José Eduardo Viana MTB37.737 BR jornalismo@comunicadores semfronteiras. com.br

Apoio desta edição: Rádio Onu Portas Abertas Brasil Rede Amar Brasil entre outros Escritorio São Paulo SP 0055-11-3522-9908 skype Periodista Jose Eduardo CSF

Jornal Comunicadores Sem Fronteiras Edição On line em pdf SEMANAL Fechamento

1 semana Setembro 07-09-2015


Rádios e TV`s Web’s

3

3 formas simples de melhorar o relacionamento com seusc lientes Estes e outros estão disponiveis no blog http://comotersuatvweb.blogspot.com/ Já mostramos aqui que o custo para adquirir um novo cliente é 7X mais caro do que reter um cliente. E quem está fidelizado pode gerar cerca de 80% da receita total de qualquer negócio. De uma forma geral concordamos que sem vender, nenhuma empresa vai para frente e que a atração de novas oportunidades impacta no crescimento do negócio. Mas, muitas vezes, o trabalho com relacionamento existente fica de lado e com isso outras oportunidades são perdidas. E por falar em fidelização, por que não associar ela a algo mais do que pontuações e brindes? Há muita informação disponível e de fácil acesso, portanto você já sabe que precisará de um diferencial. Então, que tal focar na sua base já existente e avaliar o que seus clientes consideram como sucesso e ajudá-los a chegar lá? Aqui colocamos três dicas essenciais para ajudar você a descobrir: 1 – Saia do escritório Há uns meses li um livro muito bom chamado “A Magia do Atendimento”, de Lee Cockerell, um americano que foi vicepresidente da Disney e atuou por muito tempo no mercado de hotelaria. Ele visitava os parques da Disney disfarçado de cliente, não para vigiar funcionarios, mas para estar no outro ponto de vista e perceber o que o cliente sentia com a experiência que a marca propunha. Assim conseguia

ter insights mais verdadeiros das mudanças que poderia fazer nos processos e na equipe. Ou seja, ficar fechado no ambiente da empresa tentando adivinhar o que seus clientes querem não irá ajudar. Se preocupe em se colocar no lugar deles e estimule o mesmo pensamento com seus colaboradores. Por isso a Resultados Digitais faz um acompanhamento do feedback que recebe, cultiva um ambiente colaborativo entre os funcionários e investe também em eventos. O nosso negócio é todo digital, mas valorizamos as pessoas. O RD on the Road, nosso evento itinerante, também é uma forma de chegarmos mais perto dos nossos clientes, ouvir seus problemas, anseios, o que valorizam. Isso tudo nos ajuda a entendê-los e a trabalhar melhor na satisfação dele. 2 – Foque no sucesso do cliente Para que o seu negócio tenha sucesso o seu cliente precisa ter sucesso. A Resultados Digitais, por exemplo, possui uma área chamada Customer Success. É como se tivéssemos personal trainers, só que especializados em marketing digital. Eles apresentam as ferramentas e ensinam o caminho até o resultado. Não é suporte, é uma preocupação (com investimento) genuína para

garantir que o cliente de fato seja bem sucedido com o que você vende. Esse tipo de relacionamento é uma tendência que vem das empresas de software por assinaturas e, mesmo que o seu negócio não seja desta área, você pode aproveitar os conhecimentos adaptando ao seu tipo de negócio. Tenha essa abordagem em mente. É uma atenção que vai além do conceito mais tradicional de pós-vendas. 3 – Seja seu próprio cliente O fato é que todos nós seremos clientes em algum momento da vida. E é somente quando estamos nessa posição que nos preocupamos como o atendimento é prestado. Aqui na Resultados Digitais temos uma máxima: o cliente vem na frente. Por aqui o conceito é tão levado a sério que faz parte dos valores da empresa, ou seja, somos clientes de nós mesmos. Em muitos casos não é algo comum utiizar o próprio produto/serviço, mas facilita muito se isso for feito. Por aqui usamos ativamente o RD Station. Nosso departamento de marketing usa a ferramenta e a metodologia inbound para trabalhar e todas as suas dores, reclamações e necessidades também servem de input para o produto. Customer Success e Suporte Técnico, que lidam na prática com os clientes, também ajudam a trazer insights importantes para a melhoria continua do

software. A área de desenvolvimento de produto testa novas possibilidades constantemente. Nós experimentamos e aplicamos os conhecimentos que divulgamos. Conclusão Para se relacionar melhor com seus clientes é necessário entender que sua empresa vende produtos ou serviços para pessoas. Por isso, você deverá buscar alinhar bem as expectativas delas. Para isso, além de se colocar no lugar do cliente, procure entender com quem está se comunicando e como é seu processo na jornada de compra. Isso irá mostrar uma nova perspectiva para os negócios e poderá ampliar a atuação do departamento de marketing e consequêntemente o de vendas.


MUNDO

4

Pesquisa: 56% dos bolivianos não querem quarta eleição de Morales Uma pesquisa divulgada neste domingo (16) pelo jornal ‘Página Siete’, de La Paz, mostra que 56% dos bolivianos rejeitam uma quarta reeleição do presidente Evo Morales em 2019, como ventilaram sindicatos indígenas e camponeses leais ao governo. O estudo, realizado pela empresa Mercados y Muestras, diz que 40% são a favor da reeleição e 4% não souberam responder. A pesquisa, realizada entre 28 e 31 de julho, incluiu

800 entrevistas com homens e mulheres maiores de 18 anos em áreas urbanas e rurais de todo o país e tem uma margem de erro de 3,47%. A rejeição à reeleição de Morales, que governa a Bolívia desde 2006, cresceu em relação a uma pesquisa similar divulgada em junho, na qual a porcentagem contrária a uma nova postulação era de 52%. Evo Morales iniciou em janeiro seu terceiro mandato para o período

2015-2020, após ganhar o pleito de outubro com 61% dos votos. Embora a Constituição que foi promulgada pelo próprio Morales em 2009 só permita dois mandatos consecutivos, a terceira postulação do governante foi possível graças a uma sentença do Tribunal Constitucional (TC), questionada pela oposição. O TC alegou que Morales poderia ser novamente candidato porque não concluiu sua primeira

gestão e porque o país foi refundado como “Estado plurinacional” em 2009, um argumento esgrimido pelo governo. A única forma legal para que Morales possa concorrer às próximas eleições gerais seria uma modificação na Constituição seguida por um referendo. Esse é o desejo dos grupos leais ao governo. No começo do mês, líderes camponeses e indígenas propuseram inclusive a reeleição “vitalícia” do líder.

Morales afirmou estar surpreso com essas propostas e anunciou que debaterá em dezembro com seus ministros uma possível candidatura para o período 2020-2025.

Juro do cartão de crédito se aproxima de 400% ao ano, segundo o BC subiu 5,6 pontos percentuais de também caiu, 0,7 ponto operação em que o cliente financia elevado. Temos reiterado que o percentual, para 45,7% ao ano. crédito rotativo deve ser tomado junho para julho e ficou em o saldo devedor remanescente A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito chegou a 395,3% após pagar somente uma parte da pontualmente por um prazo muito 246,9% ao ano. No caso do crédito consignado ao ano, em julho, índice recorde fatura. Também são consideradas curto.” (com desconto em folha de A taxa das compras parceladas para a série histórica, iniciada em como rotativo as operações de pagamento), os juros subiram 0,5 com juros, de parcelamento de março de 2011. Os dados foram saque na função crédito. ponto percentual, para 27,8% ao fatura de cartão de crédito e de divulgados nesta quarta-feira (26) O chefe do Departamento saques parcelados subiu 1,3 ponto ano. Já os juros do crédito para a Econômico do BC, Tulio Maciel, pelo Banco Central (BC). Em orienta os consumidores a evitar o percentual, de junho para julho, e compra de veículos caiu 0,2 ponto relação a junho, a taxa média crédito rotativo (cartão e cheque ficou em 119,5% ao ano. A taxa de percentual e ficou em 24,5% ao subiu 23,2 pontos percentuais. juros do cheque especial também ano. A taxa do crédito renegociado O rotativo do cartão de crédito é a especial). “É um custo muito

WhatsApp: todos adoram, menos as operadoras e o ministro Berzoini O WhatsApp é um dos aplicativos mais populares de todos os tempos. Rápido, flexível, prático e, melhor ainda, é de graça, uma mão na roda em tempos difíceis e preços altos. Além de ser perfeito no que se propõe a fazer, ou seja, conectar pessoas. Por isso, todos adoram o WhatsApp. Isto é, todos menos as operadoras e o ministro Ricardo Berzoini, que estão loucos para acabar com ele. As informações e comentários fazem parte da coluna de Tecnologia do ‘O Globo’, de Cora Rónai. A colunista afirma que entende o motivo das operadoras não gostarem do aplicativo, o povo deixa de dar dinheiro para as operadoras e economiza. Porém, “por mais que me esforce, não consigo entender por que o ministro não gosta do aplicativo, que considera um serviço pirata ‘à margem da lei'”, diz Cora.

Saiba mais: Operadoras de celular no Brasil preparam petição contra WhatsApp E ela continua: “Pensem comigo. Assim como o seu esclarecido colega Aldo Rebelo, da Ciência, Tecnologia e Inovação, o ministro Berzoini se considera um homem de esquerda. Ora, como tal, ele deveria, pelo menos em tese, amar a vasta massa de trabalhadores — que, por sua vez, amam de paixão o WhatsApp, que funciona a seu favor e protege o seu dinheiro das teles. As teles, todos sabemos, são empresas gigantescas, que têm lucros quase tão obscenos quanto os dos bancos. E que, ainda por cima, mandam quase tudo o que ganham para o exterior: ‘Subsidiárias brasileiras de telecomunicações chegam a enviar (para o exterior) até 95% de seus ganhos anuais, como forma de reduzir endividamentos e de compensar queda na

receita em países menos performáticos; a TIM e a Vivo, por exemplo, enviaram para suas matrizes cerca de R$ 15 bilhões desde 2009; ao mesmo tempo, continuam liderando reclamações na Anatel e enfrentando dificuldades em ampliar capacidade da rede de dados'”. As informações citadas pela colunista foram extraídas do blog Brasil 247, uma espécie de porta-voz do governo. “Era de se esperar, portanto, que o ministro, como homem de esquerda que diz ser, demonstrasse um pouco menos de amor pelas teles e um pouco mais de amor pelos trabalhadores, que tanto dependem do WhatsApp. Também era de se esperar que notasse que, há tempos, as operadoras cobram dos cidadãos contas cada vez maiores por serviços cada vez piores, o que justifica em boa parte o sucesso do aplicativo.

Até outro dia, homens de esquerda defendiam pessoas físicas da sanha de pessoas jurídicas; mas isso, claro, era na época em que a esquerda ficava à esquerda, e não à direita da direita, como fica hoje”, defina Cora. Para ela, o argumento do ministro Berzoini de que “esse tipo de serviço subtrai empregos do povo brasileiro”, demostra a falta de entendimento de que emprego não é necessariamente sinônimo de trabalho e que tecnologias como o WhatsApp ajudam a todos os trabalhadores, indistintamente. “Ninguém pode criticar o ministro por ignorar a realidade. Militando no PT, alçado àquela elite política que tem todas as despesas pagas e todos os problemas cotidianos resolvidos, ele certamente não vê um trabalhador de perto há anos — e não precisa do WhatsApp para nada”, finaliza Cora Rónai.


PASSATEMPOS

BAIXE OS LIVROS GRATIS NO SITE WWW.JORNAL.COMUNICADORESSEMFRONTEIRAS.COM.BR/

NO LINK LIVROS E COLOQUE A SENHA camisacsf(minusculos)

5

LIVROS DESTA SEMANA, MAIS DETALHES NO SITE pacote 15

Sudoku é um quebra-cabeça criado a partir da ordenação dos números. Seu objetivo é colocar um número (de 1 a 9) em cada quadrinho vazio do jogo, de maneira que não se repita nenhum algarismo nas colunas ou linhas. Será que você consegue resolver todos os quebra-cabeças de números?


MUNDO

6

Pastor de igreja evangélica não tem relação contratual de trabalho reconhecida O exercício da atividade de pastor de igreja não se confunde com uma relação contratual. De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), a pessoa que exerce a função eclesiástica o faz por razões vocacionais, não podendo ser enquadrado como empregado. No caso, a Justiça analisava a reclamação trabalhista de um homem que foi pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. O homem alegou que atuava como pastor com dedicação exclusiva, recebendo pagamento regular pelos serviços prestados. Além disso, alegou que tinha que cumprir metas de arrecadação e que havia subordinação. Portanto estariam presentes os requisitos exigidos no artigo 3 da Consolidação das Leis do Trabalho. O pedido foi negado em primeira instância. Inconformado, o homem recorreu ao TRT-2, que manteve a sentença. De acordo com a relatora, desembargadora Maria da Conceição Batista, o exercício

da atividade pastoral não se coaduna com o conceito de empregado, "porquanto aquele que exerce a função eclesiástica, notadamente o sacerdócio, o faz, acima de tudo, por razões vocacionais". "Não pode ser enquadrado como empregado, desta feita, aquele que divulga a sua fé, já que não se trata, tecnicamente, de um trabalho, mas de uma missão vocacional, uma profissão de fé, decorrente de uma convicção íntima, que leva o indivíduo a atendê-la". Em sua concepção, no exercício da atividade pastoral não há subordinação jurídica, mas divina. "Os aspectos materiais dessa missão decorrem das necessidades do modelo de vida atual, são circunstanciais, e não elementos jurídicos de um contrato", explica. Segundo a magistrada, o exercício da atividade pastoral trata-se de uma manifestação do direito fundamental de consciência, crença e culto. Em seu voto, a desembargadora

diz ainda que o valor recebido pelo pastor por suas atividades não se assemelha ao salário, " tratandose de mera ajuda financeira para que o pároco possa fazer face às necessidades básicas de todo ser humano, como despesas com alimentação, saúde, vestuário, educação etc". O argumento de que havia subordinação que justificasse o reconhecimento do vínculo também foi rechaçado pela relatora. De acordo com ela, no caso, a subordinação que existe não é pessoal, mas espiritual decorrente da fé. "Não há subordinação, apenas convergência de vontades e comunhão de fé com os superiores e paroquianos com objetivo comum de difundir, pelo culto e pela pregação, o ideário da Igreja", diz a relatora, que foi seguida pelos demais integrantes da 5ª Turma do TRT. O pastor ainda tentou reverter a decisão com um recurso ao Tribunal Superior do Trabalho. Porém, sem sucesso. Após ter o recurso de revista negado, o autor

ingressou com agravo de instrumento, mas a ministra Maria Cristina Peduzzi negou seguimento. Clique aqui e aqui para ler as decisões. AIRR-2650-13.2012.5.02.0036 (TST) 0002650-13.2012.5.02.0036 (TRT2)

‘Drama humanitário': Venezuela deporta mais de mil colombianos A Venezuela deportou 1.012 colombianos considerados ilegais durante as operações realizadas após o estado de exceção decretado pelo governo em um setor da fronteira, que permanece fechada. O governo da Colômbia voltou a criticar o “drama humanitário” provocado pela deportação de centenas de cidadãos da Venezuela nos últimos dias. Na cidade colombiana de Cúcuta, próxima da fronteira com a Venezuela, os ministros do Interior, Juan Fernando Cristo, e das Relações Exteriores, María Ángela Holguín, conversaram com centenas de deportados. “É um drama social e humanitário que estamos atendendo aqui em Cúcuta”, disse Cristo. Segundo o ministro colombiano, há casos de deportados que estavam em situação regular na Venezuela e há também pessoas que foram

expulsas sem suas famílias ou sem poder levar seus bens. A medida de exceção, em vigor em cinco municípios de Táchira por 60 dias, foi anunciada na última sextafeira (21) pelo presidente Nicolás Maduro com o fechamento indefinido dos postos de passagem para a Colômbia. O presidente colombiano Juan Manuel Santos informou que em Cúcuta foi instalado um “Centro de Comando Unificado para velar pelos direitos dos colombianos que foram deportados, agilizar a reunificação familiar e manter a população informada”. Santos, que disse ter apostado pelo “caminho do diálogo e da diplomacia” diante desta crise, vai conversar pessoalmente com o presidente venezuelano Nicolás Maduro ainda nesta semana. Maduro tomou a decisão de

deportar estes colombianos e fechar a fronteira após um ataque armado de desconhecidos que feriu três militares e um civil venezuelanos, que realizavam uma operação contra o contrabando na cidade de San Antonio del Táchira. O presidente venezuelano sustenta que o contrabando na zona fronteiriça está mobilizados paramilitares que, aliados com a direita local, buscam desestabilizar seu governo. O estado de exceção, que poderá ser prorrogado por outros 60 dias, proíbe o porte de armas e permite às autoridades realizar buscas e interceptar comunicações privadas sem ordem judicial. A Colômbia e a Venezuela compartilham uma porosa fronteira de 2.219 km, onde as autoridades de ambos os países denunciam a presença de grupos guerrilheiros, paramilitares, narcotraficantes e

contrabandistas de combustíveis e de outros produtos.


Geral

7

Cristãos sofrem emboscada de terroristas islâmicos no Quênia Militantes do grupo fundamentalista islâmico AlShabaab, conhecido como “Movimento do Jovem Guerreiro”, armaram uma emboscada e assumiram o controle de uma vila, na cidade de Lamu, no Quênia. A informação foi divulgada pelo Portas Abertas em seu site. De acordo com o site de notícias AllAfrica, há cerca de 100 suspeitos, conforme os relatos de uma testemunha ocular: “Militantes invadiram a aldeia às 5 da manhã, e obrigaram os moradores a se reunirem num

mesmo lugar, onde fizeram sermões religiosos durante uma hora. Agora as pessoas estão deixando suas casas por medo de novos ataques”. Leia também: ‘Quênia vai sofrer mais ataques mortais’, diz grupo extremista Ashagrie, analista da Portas Abertas, explica: “Os cristãos no Quênia têm vivido sob constante ameaça por parte desse grupo de radicais, em particular, os que vivem no nordeste e áreas costeiras. O que torna a situação mais complexa é o fato de que os terroristas usarem

diferentes táticas”. “A tática atual de tomar o controle de uma aldeia e pregar sobre a religião deles, pode indicar dois fatores importantes. Em primeiro lugar, os militantes podem querer se apresentar como algo mais do que apenas um grupo sanguinário. Em segundo lugar, pode ser possível que eles tenham a pretensão de recrutar mais membros. De qualquer maneira, o incidente indica que o AlShabaab é uma ameaça potente para todos os cristãos do Quênia”, conclui.

Leia também: Quênia: grupo terrorista invade universidade para matar cristãos Pedidos de oração: • Ore a Deus pela cidade de Lamu e pelos cristãos. Que Deus esteja com eles em todos os momentos. • Apresente ao Senhor o grupo extremista Al-Shabaab. Só Deus pode mudar às vidas e transformá-las. • Peça que o grupo Al-Shabaab não tenha sucesso em suas estratégias e ameaças. Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Muçulmano tem encontro com Cristo durante peregrinação a Meca O testemunho de um muçulmano natural da Turquia, Ali Pektash, chamou a atenção durante o mês do Ramadã, após ele ter um encontro sobrenatural com Jesus Cristo em um sonho. Para um bom muçulmano, fazer a hajj – visita de peregrinação a Meca – é uma obrigação, pois Meca é a cidade-berço do Islã, na atual Arábia Saudita, onde Maomé nasceu. Ali conta que era fumante, alcoólatra e que costumava bater na esposa. Decidido a mudar de vida e a ter um encontro com Deus, foi para a cidade santa dos muçulmanos esperando achar alguma resposta. Ele admite que estava desesperado quando chegou a Caaba, santuário máximo de sua religião. Deu as sete voltas tradicionais em torno da pedra, mas não sentiu nada. Quando todos se retiraram para as suas tendas à noite, Ali preferiu dormir sob as estrelas porque estava muito quente. Foi quando recebeu uma visita de Jesus em sonho. A mensagem do

Senhor era para que largasse tudo e espalhasse o Evangelho. Ali conta que Jesus tocou em seu peito e deixou uma marca na pele, que ele exibe toda vez que conta seu testemunho. Transformação Ali Pektash se tornou pastor e sua surpreendente história tem servido de encorajamento para muitos crentes em Cristo, em todo o Oriente Médio. Ele sabe que muitos arriscam suas vidas por praticar a fé cristã. “Eu sabia que pertencia a Deus de alguma forma – ele era meu amigo – mas não pertencia a uma religião. Eu circulei a Caaba e observei todos beijarem a pedra negra. Mas eu caminhei para o outro lado, pois acreditava em um Deus vivo, não em uma rocha”, relata. Seu único pedido a Deus naqueles dias era para que ele o ouvisse. Um dos dez filhos de uma família de curdos, foi rejeitado por sua mãe e sempre teve uma vida sofrida. Hoje, Ali se emociona afirmando que vive uma vida plena no

cristianismo. “No sonho, Jesus colocou o dedo na minha testa e sua mão no meu coração. Ele estava sorrindo para mim”. Ainda em Meca, explica que os primeiros dias foram muito difíceis. Achava que estava ficando louco e teve muito medo. Explica que começou a ouvir uma voz em sua cabeça, que não o deixava em paz. A voz pedia que ele fosse embora daquele lugar. Após tomar banho em um banheiro público, Ali observou que os pelos pretos de seu peito agora tinham uma marca no formato de uma mão, onde todos os pelos eram brancos. Quando contou aos amigos o que tinha acontecido, eles perguntaram: “O que Jesus tem a ver com Maomé?”. Alguns ficaram bravo com as coisas que ele começou a dizer. Retornando à Turquia, contou à esposa que agora seguia a Jesus. “Ele está dentro de mim”, disse a ela, que também ficou confusa com a mudança do marido.

De acordo com a tradição, todos os seus vizinhos vieram comemorar que ele havia regressado da peregrinação a Meca. Durante a festa de boasvindas, ele levantou-se e contou a todos os presentes que havia se tornado um cristão. Alguns ficou chateados e brigaram com ele. Naquela noite, sua esposa Zehra aceitou a Jesus e, desde então, o casal prega em diversos lugares. Ele nunca mais bebeu álcool, nem fumou. Por meio de programas de rádio cristãos começou a aprender mais sobre Jesus. Demorou anos até que conseguisse uma Bíblia. Durante o período de Ramadã, os mais de um bilhão de muçulmanos do mundo são obrigados a jejuar desde o nascer até o pôr do sol. O pedido de Ali Pektash é que os cristãos intercedam para que Jesus se revele a mais muçulmanos nesses dias, como fez com ele. Este ano, o Ramadã foi até o dia 17 de julho.


8

CURSO DE TEOLOGIA

SUCESSO FINANCEIRO. EU QUERO Um guia bíblico e prático para você compreender e alcançar o sucesso Suas habilidades pessoais Você tem habilidades pessoais que o distinguem de outras pessoas. Às vezes são características físicas, que poderão fazer de você um atleta, ou intelectuais que lhe permitirão ser um escritor. Essas habilidades são importantes para determinar sua carreira profissional. Às vezes nem sempre é tão fácil. Mas tente. Eu, por exemplo, era bom aluno em matemática e física. Isto me ajudou a escolher e fazer o curso de engenharia. Agora medicina, por exemplo, não tinha nada a ver comigo. Eu me lembro de uma que vez fui a uma feira de ciências e vi partes do corpo humano no formol. Resultado. Não consegui nem comer quando cheguei em casa. Claro que isto não tinha nada a ver comigo. Então, suas habilidades pessoais são um forte indicativo de como Deus vai usar você para impactar a vida de outras pessoas. Lembre-se de que o dinheiro é apenas consequência do seu trabalho. O que eu quero dizer com isso? Simplesmente que você não trabalha para ganhar dinheiro, mas sim como parte do cumprimento de sua missão. Gostos pessoais Imagine um jogador de futebol. É muito comum que ainda cedo ele comece a se interessar por este tipo de esporte. Já um escritor tende a gostar de ler livros. Um matemático ou engenheiro se interessa pelas disciplinas de exatas na escola. Agora é claro que nem todo garoto que gosta de futebol vai se tornar um profissional da área. Ele pode ter isto apenas como um hobby. Para ir adiante é necessário um indicativo mais forte. Mas, sem dúvida, seus gostos pessoais devem ser levados em conta como fator importante para uma carreira profissional. Palavra de Deus Lendo constantemente a Bíblia, Deus vai comunicando a você a vontade Dele. Porque, afinal de contas, a pessoa que leva Deus a sério quer saber qual é vontade Dele quanto à sua carreira profissional, que é parte importante de sua missão, e a forma pela qual você vai ganhar dinheiro. Por isso, estabeleça uma disciplina diária de leitura da Bíblia. Ela será uma fonte poderosa para você conhecer o que Deus tem reservado para sua carreira profissional. Oração Você ora constantemente? Eu confesso que não é uma área forte para mim. Mas eu estabeleci uma forma de orar mais. Como faço caminhadas diárias, procuro manter a disciplina de orar enquanto estou caminhando. Às vezes minha oração se mistura com pensamentos, ideias e tudo o mais. Mas eu continuo firme no desejo de orar mais e mais durante este tempo em que costumo estar sozinho. Crie uma disciplina diária para orar mais. Às vezes pensava assim: acho que eu sou do tipo “fazer mais”. Mas a vida me ensinou o que a Bíblia já dizia. O quê? Ore sem cessar. Não pode haver sucesso financeiro sem oração. Sonhos/Visões Você certamente tem sonhos, não? Pois eles são uma maneira de Deus comunicar a você sua missão. Você se lembra da história de José, filho de Jacó? Ainda adolescente ele teve dois sonhos nos quais se encontrava em posição de liderança sobre seus irmãos. Então Deus pode comunicar sua missão através de sonhos. Você também pode sonhar acordado. Você pode se ver liderando uma igreja ou uma empresa, ajudando pessoas necessitadas nas ruas, ou pilotando um carro de competição. São sonhos ou visões que podem ter tudo a ver com o que Deus vai fazer com você para que o plano Dele seja realizado através de sua vida. Fique atento a este indicador de missão. Necessidades Você está andando pela rua e vê pessoas pedindo esmolas no sinal. Então você se sensibiliza com aquilo e vai adiante. Monta um projeto em sua igreja para ajudar este tipo de pessoas. Perceba que este tipo de necessidade arrancou você da inércia e o fez fazer alguma coisa, além de apenas reclamar. Por aí você pode perceber que muitas outras pessoas enxergam suas missões a partir de necessidades. Outro exemplo. Você vê um filme que apresenta os desafios para

evangelizar pessoas num país onde os cristãos são perseguidos. Deus toca seu coração para aquele tipo de carência e você diz: Eu quero ir. Muito bem. Esteja sempre atento às necessidades, pois Deus pode pegar você de jeito a qualquer hora e dizer para você: “É você quem vai fazer isso!” Eu deveria optar por profissões que pagam mais? Não. Analisando biblicamente, você deve procurar incessantemente descobrir o plano de Deus para sua carreira profissional. Pense bem. Se todos quiserem ser médicos, quem serão os professores? E se todos quiserem ser engenheiros, quem serão os enfermeiros? Entenda que o plano é de Deus e Ele vai comunicar a você a vontade Dele para sua carreira profissional. Se Deus quer que você seja um professor, abrace esta carreira. Se for um médico, vá em frente. Não copie o mundo que é norteado pelo dinheiro. O dinheiro tem sua importância, mas o seu chamado é muito superior, seja ele qual for. Como eu poderia ganhar mais em qualquer profissão? Aí está uma pergunta interessante. Embora eu entenda que o mais importante não é ganhar mais, mas sim fazer as coisas da melhor maneira possível. Eu digo isso porque as pessoas, em geral, não entendem o plano de Deus para o trabalho. Muitas vezes nem sabem por que estão trabalhando. Abra sua Bíblia no livro de Provérbios 24.29. Veja o que diz: “Você já observou um homem habilidoso em seu trabalho? Será promovido ao serviço real; não trabalhará para gente obscura.” O que isso significa? Que, qualquer que seja a sua profissão, se você fizer o melhor, não vai ficar trabalhando para qualquer patrão. Não, não, não. As melhores empresas vão procurar você, meu caro. E por que elas vão fazer isso? Porque você fez a sua parte. Distinguiu-se entre os profissionais do seu ramo de atuação. Isto inclusive está de acordo como que Paulo falou quando escreveu sua carta aos colossenses 3.23-24. Leia lá o que ele disse: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.” O que é que Paulo está dizendo para você? “Seja o melhor naquilo que você faz.” E por que isto? Simples. Porque você está trabalhando para Deus. É isso aí. Você pensa que seu chefe é o seu patrão? Realmente é. Mas o seu chefe superior é o próprio Deus. Então você tem que ser o melhor no que faz. Uma boa consequência disso é que, fazendo o melhor, você pode até mesmo ganhar mais. Veja que não estou dizendo que você deve ser o melhor simplesmente para ganhar mais. Mas a tendência é que isto aconteça, conforme Salomão disse. José é um exemplo para mim? Sim. No processo de compreender sua missão, faça tudo o que vier à sua mão da melhor maneira possível, mesmo as coisas aparentemente banais ou aquelas as quais você não dá muita importância. Somos testados para ver se estamos sendo fiéis em cada etapa de nossa missão. Verifique como José teve uma percepção mais ampla de sua missão ao longo de sua trajetória. Ele era filho de uma família rica, foi vendido pelos seus irmãos invejosos e acabou como escravo de uma alta autoridade egípcia, Potifar. Humanamente falando, José poderia simplesmente estabelecer uma estratégia para fugir daquela situação de extremo desconforto, para falar o mínimo. No entanto, não foi assim que agiu. Como escravo de Potifar, José foi um trabalhador excelente. Tanto que o seu senhor logo reconheceu que José era uma pessoa especial. Ele poderia ter feito o mínimo e tentar fugir e voltar para seu pai. Mas ele fez o máximo e, mesmo na condição de escravo, prosperou em tudo o que realizou. Mesmo quando foi injustamente acusado pela mulher de Potifar e acabou na prisão, José não se deixou abater pelo seu aparente infortúnio. Aos poucos José foi tendo uma compreensão mais nítida de sua missão. Assim como José, por vezes também ficamos face a face com acontecimentos desagradáveis e não desejados. Não

desanime. Tenha a certeza de que você está sendo preparado para ser o melhor e exercer plenamente suas responsabilidades Eu deveria sair de uma empresa e ir para outra, só para ganhar mais? Olhe. Eu acho que você já entendeu que não deve trabalhar apenas por causa do dinheiro. Lembre-se de que você tem uma missão a cumprir. É isso que deve nortear suas decisões com relação ao trabalho. É claro que qualquer pessoa se sente atraída por um aumento de renda. Mas você, como cristão, deve pesar outros fatores e não ir apenas farejando salários mais altos. Ore e peça conselho a pessoas mais experientes e tementes a Deus para tomar esta decisão. Alguns são atraídos por este tipo de oferta e depois caem em arapucas, empresas desestruturadas e tudo o mais. Salomão já dizia: “A bênção do Senhor enriquece e não traz dor alguma”. (Provérbios 10.22). O que isso significa? Que quando a coisa vem de Deus você pode ficar tranquilo que será o melhor para sua vida e para suas finanças. Veja o exemplo de Jacó. Ele era do tipo esperto. Sempre querendo levar vantagem.Enganou seu irmão Esaú e seu pai Isaque. Depois pagou caro por seus erros, tendo que trabalhar arduamente para seu tio Labão. Se não fosse pela intervenção de Deus teria voltado para sua terra sem nada. Já José, seu filho, foi totalmente diferente. Ele sofreu com a inveja de seus irmãos, foi injustiçado pela mulher de Potifar, mas não abriu mão de sua integridade nem dos planos de Deus para a vida dele. Como escravo, foi fiel administrador dos bens de Potifar e, como prisioneiro, também administrou a prisão e os prisioneiros do faraó. Ainda teve que aguardar dois longos anos na prisão até o momento de ascender ao trono como primeiro-ministro. Veja, esperar é virtude para poucos, mas com certeza para os que querem fazer a diferença e cumprir os planos de Deus. Por isso pense sempre no que Deus quer. Não seja comandado pelo dinheiro. Quanto dinheiro é necessário para eu cumprir minha missão? Muitas pessoas acham que quanto mais, melhor. É comum as pessoas desejarem mais e mais dinheiro, achando assim que seus problemas financeiros estarão resolvidos. Que conselho bíblico eu daria para você? Então, vamos lá. O sábio Agur nos deixou uma receita excelente. Veja o que ele disse: “Não me dês nem pobreza nem riqueza; dá-me apenas o alimento necessário. Se não, tendo demais, eu te negaria e te deixaria, e diria: ‘Quem é o Senhor?’ Se eu ficasse pobre, poderia vir a roubar, desonrando assim o nome do meu Deus” (Provérbios 30.8-9). O que você precisa entender a partir deste texto? Há uma quantidade de dinheiro adequada para que você cumpra sua missão. Ter além dessa quantia pode ser um problema em vez de solução. Considere o perigo que Agur ressalta. Você pode se esquecer de Deus, achando que é “o cara”. Assim sua vitalidade espiritual vai para o ralo. E aí, o que acontece? O orgulho precede a queda. É muito comum acharmos que estamos devidamente preparados para lidar com muito dinheiro. Mas isto nem sempre é verdade. Por outro lado, há também o perigo de se ter recursos insuficientes. Agur diz que uma pessoa pode vir até a roubar e assim desonrar o nome de Deus. A conclusão, qual é? Peça a Deus e trabalhe para ter o suficiente para cumprir a sua missão, nem mais, nem menos. Com esta fórmula, o dinheiro vai ajudar você. Fora dela, ele vai atrapalhar você.

CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO

Jornal Csf port 2015 34  
Jornal Csf port 2015 34  

Nesta edição Edição 34 - 07/09/2015 ‘Teologia do estupro': El aprova violência contra meninas de minoria religiosaPesquisa: 56% dos bolivian...

Advertisement