Page 1

“AS ROTAS” PAULA SAMPAIO

guia > CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA > ESCOLA DE ARTES E OFÍCIOS THOMAZ POMPEU SOBRINHO > CENTRO CULTURAL BOM JARDIM

DragãodoMar

Março2013

EXEMPLAR GRATUITO

Nas rotas do Ceará, Piauí e Pará FESTIVAL PONTO CE EXPOSIÇÃO ROTAS SEMINÁRIO O BREGA POP NO RASTRO DO BOI E DA BORRACHA Guia Dragão do Mar

1


guia

março2013

DragãodoMar > CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA > ESCOLA DE ARTES E OFÍCIOS THOMAZ POMPEU SOBRINHO > CENTRO CULTURAL BOM JARDIM palavra do presidente > O entrelaçamento de forças entre o local, o regional, o nacional e o global geram confluências de sentidos e saberes. Nessa profusão de conhecimentos, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura cumpre sua função de lançar novos olhares sobre a vida em sociedade. O ciclo temático de março, “Cepira”, nos convida a caminhar entre as veredas que os fluxos entre Ceará, Piauí e Pará produziram, especialmente, no campo cultural, a partir de um intercâmbio histórico, social e cultural, ainda pulsante. Tradicional e moderno se fundem e geram novos sentidos nos territórios da cultura. Numa realização pioneira, o CDMAC lança a exposição “Rotas: desvios e outros ciclos”, uma mostra especialmente concebida para abarcar a riqueza dessa mistura e traz grandes nomes da indústria cultural para refletir sobre o assunto no Seminário “O Brega Pop no Rastro do Boi e da Borracha”. Participem! > Paulo Linhares

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Governador Cid Ferreira Gomes Secretário da Cultura Francisco José Pinheiro INSTITUTO DE ARTE E CULTURA DO CEARÁ Presidência Paulo Linhares paulolinhares@dragaodomar.org.br Diretoria de Planejamento e Gestão Maninha Morais maninhamorais@dragaodomar.org.br Diretoria de Formação e Criação Bete Jaguaribe betejaguaribe@dragaodomar.org.br Diretoria de Ação Cultural Isabel Andrade isabelandrade@dragaodomar.org.br Diretoria Administrativa Financeira Valéria Sales valeriasales@dragaodomar.org.br Diretoria de Museus Valéria Laena laena@dragaodomar.org.br Ouvidoria Samara Dias ouvidoria@dragaodomar.org.br

EXPEDIENTE Jornalista Responsável Luciana Vasconcelos (MTE CE2177JP) Estagiário de Jornalismo Renan Campelo Projeto Gráfico Denise de Castro e Darwin Marinho Edição e Diagramação Gustavo Diógenes Textos Gilmar de Carvalho Tiragem: 30.000 O Guia Dragão do Mar é distribuído gratuitamente. Venda Proibida. * Programação sujeita a alteração


sumário CEPIRA

6 Nas rotas do Ceará, Piauí e Pará

São José

6 museus

8 planetário

12

16

18 dia a dia

24

10

teatro

17 múltiplas linguagens

cinema

música

Luiz Assunção de Todos os Sons

20 Escola de Artes e Ofícios

34

Paixão de Cristo

17

21 Centro Cultural Bom Jardim

36


CENTRO

DRAGÃO DO MAR FOTO: MARINA CAVALCANTE

DE ARTE E CULTURA

H

á 14 anos imerso no cenário cultural do Brasil, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura encanta, educa, entretém e inquieta os olhares para as múltiplas formas e expressões artísticas. Destaca-se como um ancoradouro das ideias e da criação cultural do Ceará, como a moradia dos bens culturais do nosso Estado e como difusor das artes e das culturas do país e do mundo. O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura é um equipamento do Governo do Estado, vinculado à Secretaria da Cultura e gerido pelo Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC), também responsável pela gestão do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) e da Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho (EAO).

Estátua do Dragão do Mar Obra de Murilo Sá Toledo, a estátua do Dragão do Mar é uma homenagem a Francisco José do Nascimento, Chico da Matilde, o Dragão do Mar, jangadeiro herói que mudou o destino da história abolicionista no Ceará. Repetindo a frase “Ninguém embarca!”, Chico da Matilde, em ação de protesto, paralisou o porto de Fortaleza, impedindo a saída de escravos no Ceará, fazendo da província a pioneira na abolição da escravatura no Brasil. 4

Guia Dragão do Mar


Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura Dragão do Mar Educativo Planetário Agendamento

Informações: (85) 3488.8639

Museus Agendamentos

Os museus do CDMAC oferecem como atividade permanente o atendimento especializado ao público escolar, idosos, turistas e outros grupos, com agendamento prévio. O agendamento pode ser feito pelo telefone (85) 3488.8604 ou pelo e-mail: agendamento@dragaodomar.org.br. O serviço funciona de segunda a sexta, das 12h às 17h. Horários de funcionamento

O Memorial da Cultura Cearense (MCC) e o Museu de Arte Contemporânea (MAC) funcionam de terça a domingo, das 10h às 20h (acesso até 19h30).

Bilheteria

Horários da programação fixa – como Quinta com Dança e Teatro da Terça – a bilheteria do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura abre com duas horas de antecedência dos espetáculos. Para as sessões no Planetário, a bilheteria abre às 16h. Para espetáculos e shows de produção externa, as bilheterias funcionam de acordo com a demanda de cada produção. No caso de eventos de grande porte, geralmente, é feita a venda antecipada de ingressos. Não trabalhamos com reserva de ingressos, lugares marcados e cartões de crédito ou débito. Estudantes, menores de 12 anos, maiores de 60 anos, portadores de deficiência e professores da rede pública de ensino têm direito à meia-entrada. É indispensável a apresentação de um documento que comprove o direito à meia-entrada, com exceção dos portadores de deficiência. Não será permitida a entrada de pessoas sem camisa ou vestindo roupas de banho, levando animais (à exceção dos casos previstos na Lei nº 11.126, que regulamenta o uso de cães-guia) ou portando alimentos e bebidas, nas salas de exposições, planetário, teatro e auditórios. O Centro Dragão do Mar possui estrutura adequada para receber portadores de deficiência. Esta programação está disponível para consulta também em Braille. Crianças menores de 10 anos somente poderão ingressar e permanecer nos locais de apresentação ou exibição quando devidamente acompanhadas dos pais ou responsáveis (Estatuto da Criança e do Adolescente - Art.75).

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema 60060-390 Fortaleza - CE Tel. 55 85 3488.8600 / 55 85 3488.8608

Horário de Funcionamento

De terça a quinta, das 8h às 22h, sexta a domingo e feriados, 8h às 23h www.dragaodomar.org.br www.twitter.com/_dragaodomar www.facebook.com/dragaodomar Ouvidoria Dragão do Mar Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema 60060-390 Fortaleza - CE ouvidoria@dragaodomar.org.br

Guia Dragão do Mar

5


Matéria de Capa

CEPIRA

Nas Rotas do Ceará Piauí e Pará

“Nas novas redes de fluxos sensíveis, desterritorialização e deslocalização acontecem combinando novos territórios e subvertendo lógicas tradicionais. As relações de forças entre o local, o regional, o nacional e o global são intermitentemente desorganizadas”. O papel de um centro de cultura é dar novos sentidos às mudanças que ocorrem nas nossas vidas. O debate mais instigante que nos desafia no mundo hoje é talvez sobre a desterritorialização das forças imateriais. A partir do primado das forças de comunicação que passaram a se estruturar e a estruturar as outras forças produtivas, iniciamos um processo global onde a centralidade do capital se desdobra em novas relações de espaço, criando formas mais flexíveis de nascimento e morte dos campos comunicacionais e culturais, numa intensa fragmentação social dos universos imaginários. Nas novas redes de fluxos sensíveis, desterritorialização e deslocalização acontecem combinando novos territórios e subvertendo lógicas tradicionais. As relações de forças entre o local, o regional, o nacional e o global são intermitentemente desorganizadas. O que está acontecendo no chamado Nordeste é a destruição dos antigos espaços de materialidade a partir da irrupção da cultura e da comunicação como esfera de alta potência em busca de autonomia. A nova esfera social, que nasce com os serviços, o lazer, as formas de consumo digital e o poder criador simbólico de grupos que viviam à parte do processo de produção de bens simbólicos, fez surgirem novas redes. Se em determinados momentos históricos o Pará, com seu imenso território e riquezas naturais, funcionou como atrator de cearenses, piauienses e maranhenses, a partir dos anos oitenta o fluxo se inverteu com a imposição de um novo real simbólico que elevou Fortaleza a emergir com paraíso de consumo com seus Beach Parks e fortais. Mas a partir do final da primeira década do novo século, o Pará opera uma metamorfose e passa de consumidor a produtor, com o surto do popular tecnobrega. 6

Guia Dragão do Mar


Que rota é essa que vai e vem? Este é o complexo tema que nos propomos a discutir neste ciclo de investigações estéticas que chamamos de Cepira, em alusão a Ceará, Piauí e Pará. Vemos a explosão do tecnobrega como uma nova inforvia de produção simbólica que nasce da ação dos novos trabalhadores coletivos que, interligada por redes, irrompe no espaço tradicional e tem sua potência incorporada por bem ou por mal. Os novos territórios se desenham e nos enchem de dúvidas. Por que não o Maranhão na rede tecnobrega? Vemos que lá a inteligência coletiva sofreu influências antropológicas divergentes. Porque o Maranhão reage e o Ceará não? Obviamente pelo papel diferente de protagonista que teve o negro naquele Estado. Vemos neste momento uma nova esfera antropológica gerada pela revolução que o poder das forças coletivas agindo em novos ambientes culturais e informacionais. O Cepira é apenas o primeiro de um conjunto de ciclos temáticos em que o Centro Dragão do Mar pretende convidar seu público para um imenso e permanente debate sobre os sentidos dos novos territórios da cultura. Como parte integrante da programação que compõe esse ciclo temático, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura lança a exposição “Rotas: desvios e outros ciclos”, uma mostra inédita que apresenta um significativo recorte contemporâneo produzido por 12 artistas do Ceará, Piauí e Pará. A exposição entra em cartaz no dia 07, às 19h. Visando fomentar a reflexão sobre a produção de cultura e arte nestes três estados, realizaremos ainda o Seminário “O Brega Pop no Rastro do Boi e da Borracha”, que tem como tema aspectos culturais dos estados do Ceará, Piauí e Pará e visa discutir fatos que criam um modelo de indústria cultural, que se estabelece nesse eixo nordestino, movimentado pelas festas e danças tradicionais, pela estética da moda popular, pela cena musical do forró eletrônico e do tecnobrega. Vale a pena conferir. Paulo Linhares

Guia Dragão do Mar

7


Matéria Especial

São José

FOTO: FRANCISCO SOUSA

O SaGrado CoraÇÃo do CearÁ História dos velhos Carnavais

O visitante da mostra “O Sagrado Coração do Ceará”, em cartaz no Memorial da Cultura Cearense, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, pode se perguntar: “O Ceará escolheu São José como padroeiro ou foi o carpinteiro, marido de Maria, pai de Jesus, que veio para nos dar lições de habilidade, paciência e resignação?” Nosso padroeiro tem a nossa cara. Que outro santo teria tantas afinidades com nosso jeito de ser? São Francisco, talvez, não o de Assis, mas o dos sertões de Canindé. José, o carpinteiro, foi escolhido como noivo de Maria. Segundo a lenda, os pretendentes ganharam ramos de lírio. Aquele cujo ramo florescesse seria o escolhido. A flor branca simbolizava o coração puro e manso do rapaz. Casaram. Maria estava grávida e ele se recusou a rejeitá-la publicamente. Teria motivos, de acordo com os costumes vigentes e com a lei promulgada. 8

Guia Dragão do Mar


O anjo do senhor apareceu a ele, em sonho, e disse que o menino tinha sido gerado pelo Espírito Santo e, quando nascesse, deveria receber o nome de Jesus. Assim se fez. José foi fiel ao aviso do mensageiro de Deus. O menino ganhou um pai humano. Na oficina do litoral de Amontada, Carlos mantém e atualiza o ofício de carpinteiro. As plainas cortam as toras de madeira e ganham a forma de móveis, de aviamentos de casas de farinha e se transformam em portas e janelas. A poeira fina enche o galpão. Todo um ritual faz com que as tradições permaneçam e se renovem diante das exigências de hoje. Longe dali, na cidade de Juazeiro do Norte, Zumbi esculpe santos em madeira umburana. Tentam seguir a iconografia. São mais ricas quando se afastam do modelo canônico e incorporam o improviso, tiram partido dos nós da madeira e se tornam únicas pelo acaso, pelos cortes que podem ser delicados ou toscos. Os dois reverenciam José, por meio do trabalho. As mãos ágeis do mestre carpinteiro ou do santeiro mergulham em um tempo ancestral e cortam a madeira, material vivo, que se deixa domar e assume as formas do trabalho e da fé. Jesus foi nominado como “o filho do carpinteiro” (Mateus, 13,55), e também chamado de carpinteiro (Marcos, 6,3). Era o ofício do pai que se transmitia para o filho, como preparação para enfrentar a vida adulta, um processo que fez parte de todas as culturas. E o que mais dizer de José? Que a festa do dia 19 de março é uma referência para se saber se o ano vai ser chuvoso. Funciona como data limite. Se não chover até aí, só nos resta pedir a clemência divina e nos proteger deste sol, que nos abençoa e nos ameaça. O santo vai no andor e o povo se arrasta pelo meio da rua a entoar o bendito: “Meu divino São José / Aqui estou a vossos pés / Dai-nos chuva com abundância / Meu Jesus de Nazaré”. É o bodejado das vozes roufenhas, de taboca rachada, que se expressam por meio da fé. E se uma Banda Cabaçal atravessasse o cortejo? E se um anjo extraviado do Pastoril aparecesse com asas de crepom e tiara de cartolina salpicada de areia prateada? Além de proteger todo o Ceará, São José é padroeiro de Aquiraz, Catarina, Granja, Maracanaú, Missão Velha, Potengi, Salitre e Ubajara. Difícil encontrar um templo, dos mais soberbos aos mais humildes, onde não esteja representada sua figura de homem sereno, o lírio aberto, e a veste. Outra versão, o coloca de botas e nos remete, imediatamente, ao barroco, com sua explosão de ouro, volutas e panejamentos. Mas o São José de verdade é o da simplicidade do corte, da economia dos detalhes, o do santeiro sertanejo. Este é o padroeiro e orago de um Ceará que nunca precisou tanto dele como agora. Que chova!!! Gilmar de Carvalho

Representações do santo podem ser vistas na exposição “ O Sagrado Coração do Ceará “, em cartaz até o dia 19 deste mês no Memorial da Cultura Cearense.

Guia Dragão do Mar

9


Matéria Especial

Luiz Assunção de Todos os Sons

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Samba de Carnaval História dos velhos Carnavais

O carnaval deste ano foi um pretexto para trazer de volta à cena a figura iluminada e boêmia de Luiz Assunção, um dos compositores “cearenses” mais profícuos e importantes de todos os tempos. Nascido em São Luís, em 1902, de pai cearense e mãe maranhense, Luiz desembarcou na Ponte Metálica, em Fortaleza, em 1928, recebido pelos amigos músicos. Ele se aclimatou muito bem à cidade, trabalhou com música,- sua paixão desde sempre-, e casou em 1929, na Igreja do Patrocínio, com a cearense Isaura, e com ela teve três filhos: Reginaldo, Lindalva e Fátima.

10

Guia Dragão do Mar


Interessante como a vida conspirou para que ele se tornasse o compositor referência que ele foi. O trabalho nos cinemas (Pio X e Centro Artístico Cearense) e nas casas noturnas (pensões da Nena e da Graciosa) deram a ele a noção de espetáculo, um ritmo das festas, do que deveria tocar, qual a expectativa dos cinéfilos diante de uma cena de amor ou de suspense ou qual a canção romântica que deveria acompanhar o brinde com champanha, nas noites mundanas. Trabalhou no rádio, na velha e saudosa PRE-9. Era 1944, a emissora tinha sido incorporada pelos Diários Associados, do Assis Chateaubriand. Ficou vinte anos lá e foi pianista, auxiliar de maestro, copista de partituras e arquivista. O trabalho no rádio preparou Luis para maiores “improvisos”. Deve ter aumentado (ainda) seu tino musical e o levou a acompanhar ao piano grandes nomes da música que passaram pelos auditórios da PRE-9. Tempos de ouro, dizem os saudosistas. A partir de 1945, Luiz se envolveu com o carnaval de rua de Fortaleza, como patrono de uma escola de samba, que antes tinha sido de Lauro Maia, compositor que se mudara para o Rio de Janeiro. A “Escola de Samba Luiz Assunção” marcou época em Fortaleza e isso se deve à qualidade dos sambas de carnaval que ele compunha, e que a cidade cantava, quando a escola pisava o chão das ruas do centro, onde era feito o corso e onde a escola foi campeã em 1947, 1948 e 1949. O carnaval de rua era uma vitória do povo, que superava o preconceito das elites e ia para as ruas com fantasias, serpentinas, confetes e muita irreverência. Luiz Assunção queria saber da alegria, ao compor sambas que serão sempre lembrados. O mais impactante de todos, composto em 1954, cantava sua indignação diante da destruição da Praia de Iracema, quando da construção do Porto do Mucuripe, nos anos 1940. “Adeus, Praia de Iracema” é um manifesto em favor da relação harmoniosa do homem com a natureza e o lamento pelo que Fortaleza perdeu. Luiz Assunção cantava o que a cidade sentia, expressava suas dores e alegrias, e fazia com que muitos gingassem, meio sem jeito, sem comissões de frente, enredos, carros alegóricos ou adereços de mão. As fantasias eram de cetim, bordado com lantejoulas, e com aplicações de galões. Era uma escola de samba cearense, com instrumentos de sopro, longe do modelo carioca, hegemônico, a partir da integração do Brasil pelas telecomunicações, nos anos 1970. Pela força, pelo compromisso, e pela sensibilidade, este homem de bem com a vida nos deixou um legado, ao falecer em 1987, que se traduz em um sem número de canções, na crônica de um carnaval que passou, e no amor por uma Fortaleza que cresceu, se tornou metrópole e ganha uma reverência. Até 27 de março, na Sala Multiuso do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (acesso livre), pode ser conferida a exposição “Luiz Assunção - Samba de Carnaval”, que conta, em oito painéis, a vida e a obra deste homem incomum. A partir de recortes de jornais, fotografias do acervo do Nirez, partituras, letras de músicas, um mundo sépia de memórias, contrastado pelos “pixels” das fotos de Francisco Sousa. Pode-se ver tudo isso, compreender quem ele foi, e admirá-lo em sua inteireza, ao som de fonogramas do que ele compôs e que constituem, ainda hoje, a trilha sonora de nossos carnavais. Gilmar de Carvalho Guia Dragão do Mar

11


MEMORIAL DA

CULTURA CEARENSE

O Sagrado Coração do Ceará

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Apresenta uma reflexão sobre a fé e suas manifestações, ancorada na diversidade cultural cearense, pondo em valor tanto as manifestações do catolicismo tradicional, como de sua vertente sertaneja ou popular, ressaltando ainda aspectos das culturas indígenas e africanas. Reúne tesouros da cultura religiosa no Ceará. Obras vindas de importantes coleções, como: Museu Diocesano Dom José de Sobral, Museu de Arte Sacra de Aquiraz, Museu Jaguaribano de Aracati, Museu Padre Cícero do Horto de Juazeiro, Norte, Casa dos Milagres Juazeiro do Norte, Museu do Ceará de Fortaleza, Casa dos Milagres, Memorial Padre Antônio Vieira, de Viçosa do Ceará , e Museu de Canindé, dentre outras, lançam luz sobre um acervo precioso existente no Ceará, ainda pouco conhecido e divulgado. Em cartaz até 19 de março de 2013

Mesa Redonda O Sagrado em Debate: a Religiosidade Cearense Palestrantes: Pe. Emilio Castelo, Rodrigo Damasceno e Pajé Barbosa

Dia 15, às 18h30, no Auditório do CDMAC.

Nos Bastidores das Exposições: Desvendando o Acervo O minicurso, ministrado pelo Núcleo de Conservação e Documentação dos Museus, Magda Mota, Maria Aparecida Batista e Fernando Marques, oferta 10 vagas.

Dias 21 e 22, das 15h às 17h no miniauditorio do MCC (mais informações: 3488.8621 educativomcc@dragaodomar.org.br)

Oficina: Corpo Memória: uma conversa prática e teórica para se pensar a mediação

Ministrante – Juliana Capibaribe pesquisadora e especialista em Arte-educação na contemporaneidade pela Universidade Estadual de Minas Gerais – Escola de Arte Guignard (Experiência no Museu de Arte Contemporânea do Inhotim – Brumadinho – MG)

Dia 15, às 14h30, no Auditório do MCC.

Encontro com professores no MCC Os professores estão convidados a participarem das atividades pedagógicas referentes às exposições em cartaz, bem como informações sobre o Projeto “Museu Vai à Escola”. Nosso objetivo é promover uma interação entre escola, museu e universidade. Participe! O Núcleo Educativo do MCC terá o prazer de atendê-los.

Mais informações: 3488.8621 educativomcc@dragaodomar.org.br 12

Guia Dragão do Mar


Exposições Vaqueiros [Sala 4]

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

Visitação de terça a domingo, das 10h às 20h (acesso até às 19h30). Gratuito.

Brinquedo - A Arte do Movimento [Sala 3] FOTO: MARINA CAVALCANTE

A exposição estimula a memória e ativa a sensibilidade. Os brinquedos expostos pertenciam à Coleção Macao Goes e hoje fazem parte do acervo do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Visitação de terça a domingo, das 10h às 20h (acesso até às 19h30). Gratuito. O Núcleo Educativo do Memorial da Cultura Cearense vem implementando três tipos de visitas mediadas. São elas: Visita simples – Caracteriza-se por ser uma mediação com o caráter mais informativo, destinada a grupos não agendados e a turistas. Duração em média de 30 minutos. Visita reflexiva – Caracteriza-se por ser uma mediação problematizadora, formadora, que instiga o visitante a pensar de forma crítica sobre os objetos museológicos. Duração em média 1h e 30 minutos. Visita Ampliada – Caracteriza-se por ser uma mediação mais prolongada. Além de ter como ponto central a reflexão, nessa visita, atividades de arte-educação são vivenciadas. Por exemplo, oficinas de contação de histórias, origami, teatro de fantoches e caixa mágica. Guia Dragão do Mar

13


MUSEU DE

ARTE

CONTEMPORÂNEA

“midas” ARMANDO QUEIROZ

Rotas: desvios e outros ciclos Ceará I Piauí I Pará A exposição Rotas: desvios e outros ciclos apresenta um valioso recorte que integra artistas do Ceará, Piauí e Pará. Utiliza eixos que discutem mecanismos de trânsitos, fluxos, deslocamentos e que confluem com estratégias do corpo, do desejo, da ficção, a partir das relações de poder, subjetivação e dimensão simbólica. Incorpora possibilidades metafóricas para discutir a instância da “redescoberta” ou do “novo lugar”, por ciclos que pertencem ao processo histórico, econômico e cultural desses estados. A mostra é composta pelos artistas: Armando Queiroz (PA), Berna Reale (PA), Danilo Carvalho (CE/PI), David Cury (PI), Efrain Almeida (CE), Eduardo Frota (CE), Emmanuel Nassar (PA), Herbert Rolim (PI/CE), Karin Aïnouz e Marcelo Gomes (CE/PE), Orlando Maneschy(PA), Paula Sampaio (PA) e Priscilla Brasil (MG/PA). Curadoria: Bitu Cassundé e Marisa Mokarzel Abertura dia 07, às 19h. Visitações de terça a domingo, das 10h às 20h (acesso até as 19h30). Em cartaz até 05 de maio. 14

Guia Dragão do Mar


Exposições Palestra com Valquíria Prates (SP) Arte contemporânea: programas públicos e mediação em exposições

Valquíria Prates apresenta algumas reflexões em torno das exposições de arte contemporânea como plataformas de mediação de públicos diversos e formação em artes para o público específico e especializado, abordando aspectos conceituais e experiências de curadoria de programas públicos e de mediação da arte em contextos educativos. Dia 6, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito.

Conversas com os artistas da exposição

“ÁGUA VIVA” EFRAIN ALMEIDA

Conversa com os artistas da exposição: Orlando Maneschy (PA), Armando Queiroz (PA), Efrain Almeida (CE), David Cury (CE), Eduardo Frota (CE), Danilo Carvalho (CE), Herbert Rolim (PI), com participação dos curadores Bitu Cassundé e Marisa Mokarzel e da curadora educativa Valquíria Prates. Dia 8, às 19h, no Hall da biblioteca. Acesso gratuito.

Ações Educativas Ação Educativa MAC realiza mediação a partir dos conteúdos das exposições para público espontâneo e agendado. A equipe é formada por Arte Educadores universitários multidisciplinares - que desenvolvem ações de mediação com Escolas, Projetos, Universidades, ONGs e demais instituições interessadas em visitar o Museu e conhecer mais sobre arte contemporânea. Em março o Educativo Mac oferece: Visitas educativas para grupos escolares agendados: os educadores propõem para cada

grupo atividades e informações sobre a produção em arte contemporânea e o diálogo entre as obras da mostra. Visitas de orientação pra público espontâneo: Todos os fins de semana, às 17h, acontecem ações de mediação com os educadores, tendo como ponto de partida a recepção. Atividades Infantis: Aos sábados, às 16h, os educadores desenvolvem atividades para o público infantil como: contação de história, oficinas, dinâmicas e informação sobre as exposições em cartaz. Telefone: (85)3488.8622 – educativomac@dragaodomar.org.br Guia Dragão do Mar

15


PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO

MARINA CAVALCANTE

O Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica de caráter transdisciplinar em Astronomia.

Sessões do Planetário Ingressos: R$ 8,00/4,00

O ABC do Sistema Solar Em uma nave imaginária, três crianças fazem uma viagem emocionante pelo Sistema Solar. Visitam o sol, os planetas e a lua. Durante a viagem, elas aprendem sobre a mitologia das constelações e as lendas astronômicas.

A Conquista do Espaço Com Yuri Gagarin foi iniciada a corrida espacial, espaçonaves interplanetárias aventuraram-se em missões arriscadas à procura de mundos não revelados, em apenas 12 anos um sonho se torna realidade, e a maior conquista alcançada foi levar o ser humano à lua com o pouso da missão Apolo 11. 40min.

Explorando o Universo Venha se aventurar numa fascinante viagem pelo universo e com Galileu conheceremos os segredos do céu e suas descobertas científicas para o progresso da ciência. 40min

Origens da Vida Vamos mergulhar no desconhecido e, a partir das profundezas do oceano, descobriremos as diversas origens da vida existentes em nosso planeta. Através do tempo e espaço viajaremos até o nascimento das primeiras estrelas. 30min. Quintas e sextas 18h O ABC do Sistema Solar 19h Explorando o Universo 20h Origens da Vida

Sábados e domingos 17h O ABC do Sistema Solar 18h Explorando o Universo 19h A Conquista do Espaço 20h Origens da Vida

Noite das Estrelas Quando a lua está na fase quarto crescente, o Planetário Rubens de Azevedo disponibiliza telescópio para observação astronômica. O público observa crateras lunares, planetas, fenômenos astronômicos e outros objetos celestes.

Dias 22 e 23, às 19h, em frente ao Planetário Rubens de Azevedo. Acesso gratuito. 16

Guia Dragão do Mar


Teatro Infantil A Vaca Lelé Grupo Bandeira das Artes Texto: Ronaldo Ciambroni / Direção: Ana Cristina Viana Matilde, uma vaquinha que vivia fugindo do curral, era cheia de sonhos e curiosidades. Tinha sede de conhecer a vida e seus segredos. Consegue ampliar seus conhecimentos quando se torna amiga do velho espantalho, que tudo sabe e tudo vê. A história fala das vontades, de liberdade, de voos felizes, de ir à luta para não se acomodar, de sonhos impossíveis e de muito amor. Tudo isso acontece numa linguagem simples.

Dia 2, às 18h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Classificação livre. Acesso gratuito.

Os Músicos de Bremem Bilu Bila e Cia – Grupo de Teatro e Palhaços do Ceará Adaptação e direção: Luciano Lopes DIVULGAÇÃO

Uma releitura da clássica fábula dos irmãos Grimm contada pela figura universal do palhaço. Os quatro animais do conto original. O jumento, a galinha, a gata e o cachorro ganham vida e alegria nesta nova narrativa que busca nas entrelinha resgatar a contação de histórias através das brincadeiras, teatro de bonecos e números circenses. O espetáculo também aborda temas atuais como os maus tratos a animais, a velhice, a honestidade e a amizade. Os quatro animais, depois de serem abandonados pelos seus donos por não poderem mais trabalhar, saem em busca de novas oportunidades. Tentando vencer a si mesmos e ao preconceito, eles se redescobrem na sociedade.

Dias 9, 16 e 23, às 18h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Classificação livre. Acesso gratuito.

A Saga de Jesus Cristo Cia Epidemia de Bonecos

Direção de Cláudio Magalhães ÚRSULA AVELINO

Dois contadores de histórias, Zé Cariri e Matusalém, contam a história de Jesus Cristo.

Dia 31, às 18h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Classificação livre. Acesso gratuito. Guia Dragão do Mar

17


Teatro, Música e Literatura Uma de Duas – A Vida comum de LucyLady Texto: Rafael Martins - Direção: Yuri Yamamoto A história começa na noite de Réveillon. Tomadas por um clima de emoção, as irmãs xifópagas (ou siamesas) Lucy e Lady combinam estar mais unidas, para enfrentar os desafios do ano que chega. Em situações tão cômicas quanto doloridas, a peça retrata a enorme dificuldade que é conviver com os outros e consigo mesmo.

Dias 15 e 16, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia). Classificação: 14 anos.

Música

Festival Ponto CE FOTO: DIVULGAÇÃO FOTO: DIVULGAÇÃO

O Ponto.CE visa manter a integração e a sinergia das artes através da música, dança, audiovisual, e de ações sociais diretamente interligadas com o público participante, mídia e artistas local. A novidade para essa edição fica por conta da gratuidade total dos shows e de ações de formação que contarão com ciclos de palestras, oficinas e workshops abertos ao público.

Dias 8,9 e 10 a partir das 14h, na Praça Verde e Auditório. Entrada: 1kg de alimento não perecível. Programação completa em: www.pontoce.com.br

Show Gustavo Portela Gustavo Portela assume o expediente de produtor musical em “Movimento” - disco com repertório de canções próprias e parcerias. É um aperitivo tanto da vivência pelo circuito da noite de Fortaleza (CE), como da experiência de seus grupos autorais e suas produções.

Dia 24, às 19h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito. 18

Guia Dragão do Mar


Teatro A Paixão de Cristo

FOTO: DIVULGAÇÃO

Jesus de Nazaré deixou aos homens um grande legado de amor, entregando-se à morte em favor dos que o rejeitaram. Seus ensinamentos passaram de geração a geração e constituíram a cultura de muitas civilizações. Com uma encenação de altíssima qualidade, o filho de Deus é homenageado com a peça que tenta reconstituir alguns dos principais acontecimentos da sua trajetória rumo à salvação da humanidade.

Dias 28, 29 e 30 a partir das 18h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

Lançamentos Jangadeiros: uma corajosa jornada em busca de direitos no Estado Novo De Berenice Abreu FOTO: DIVULGAÇÃO

O livro narra a viagem de jangada dos pescadores Jacaré, Jerônimo, Mané Preto e Tatá, ao Rio de Janeiro, na época capital Federal, para chamar a atenção das autoridades públicas e da sociedade para a miséria enfrentada pela categoria. Em 15 de novembro, dia da Proclamação da República, os jangadeiros são recebidos em audiência pública por Getúlio Vargas e por uma multidão, bem nos moldes do evento de massa do período.

Dia 21, às 18h, no Auditório. Classificação Livre. Acesso gratuito.

Nos Acordes do Jazz & Blues A obra conta a história de 13 anos do evento que já se consolidou no calendário cultural da cidade. Idealizado pelas diretoras da Via de Comunicação e Cultura, Maria Amélia Mamede e Rachel Gadelha, criadoras do Festival, o livro tem texto e edição de Dalwton Moura, fotografias de Chico Gadelha e projeto gráfico de Caio Castelo.

Dia 14, às 19h, em frente ao Teatro Dragão do Mar. Classificação Livre. Acesso gratuito. Guia Dragão do Mar

19


Cinema

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Cinema do Dragão O convênio com a Fundação Joaquim Nabuco foi assinado no dia 7 de novembro, nas comemorações do dia D da cultura. O cinema está sendo reformulado com previsão de funcionamento em abril de 2013.

Café com Tapioca Em virtude da abertura de sindicância para apurar denúncia realizada à Ouvidoria do CDMAC, conforme Memorando 001/2013, o evento “Café com Tapioca” será temporariamente suspenso.

20

Guia Dragão do Mar


Múltiplas linguagens Sahaja Yoga

FOTO: MARINA CAVALCANTE

A prática permite que a pessoa se identifique com o seu verdadeiro ser, abandonando os hábitos negativos para a evolução espiritual.

Todas as sextas, às 16h, no Bosque da Praça Verde. Classificação livre. Acesso gratuito.

Brincando e Pintando no Dragão do Mar FOTO: MARINA CAVALCANTE

Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores. Todos os domingos, das 16 às 19h, na Praça Verde. Classificação livre. Acesso gratuito.

Planeta Hip Hop FOTO: MARINA CAVALCANTE

Grupos exercem exibições de dança e música hip hop. Todos os sábados, às 19h,na Arena Dragão do Mar.Classificação livre. Acesso gratuito. Guia Dragão do Mar

21


Encontro Cearense de Malabares FOTO: MARINA CAVALCANTE

O encontro reúne jovens iniciantes e profissionais que exercem a prática dos malabares. Dia 23, às 17h, na Praça Almirante Saldanha. Classificação livre. Acesso gratuito.

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins FOTO: MARINA CAVALCANTE

De acordo com a faixa etária dos participantes, o grupo define as atividades de escoteirismo. Todos os sábados, das 14h às 17h, na Praça Verde. Classificação livre. Acesso Gratuito.

Feira Dragão Arte FOTO: MARINA CAVALCANTE

Feira de artesanato, parceria entre Sebrae-CE e Sindicato dos Artesãos do Ceará (Siara-CE). De sexta a domingo, das 17h às 22h, ao lado do Espelho D’água. Classificação livre. Acesso Gratuito.

22

Guia Dragão do Mar


Dragão das Crianças – Arte para Crescer Feliz Oficina de Recorte

A oficina desenvolve o potencial criativo, trabalhando retalhos de tecido em figuras simbolizando cenário das histórias infantis de Monteiro Lobato. Domingo, às 17h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

Mercado de Arte - Galeria Ifoto

Em cartaz até 15 de março às 19h. Horário de funcionamento: de terça a quinta das 10 às 18h. Sextas, sábados e domingos, das 14 às 20h na Galeria Dragão do Mar. Acesso gratuito.

Seminário “O Brega Pop no Rastro do Boi e da Borracha”

Renomados profissionais da indústria cultural falam sobre moda, arte visual e música nas manifestações artísticas nos estados do Ceará, Piauí e Maranhão. “A Experiência Estética dos Bois de Parintins” – Eduardo Barroso (designer) “A Cadeia Produtiva e os Atores da Cena Tecnobrega” – Marcelo Braga (produtor cultural) “A Cultura do Gosto: A Moda Popular” – Iara Braga (professora do curso de moda UFPI) Dia 22, às 19h, no Auditório. Com apresentação da Banda Descendentes da Índia Piaba, no Espaço Mix, a partir das 21h. Guia Dragão do Mar

23

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Espaço destinado à exposição e comercialização de trabalhos de artistas e coletivos. Este mês, a Galeria IFoto é a curadora, expondo trabalhos de importantes fotógrafos como Celso Oliveira, Chico Gomes, Galba Sandras, Gentil Barreira, Henrique Torres, Sérgio Carvalho, Sheila Oliveira e Silas de Paula.


Dragão das Crianças – Oficina de Recorte 17h – Acesso livre – Praça Verde Feira Dragão Arte 17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário – Explorando o Universo

PROGRAMAÇÃO

dia a dia março2013

1 Sexta Mercado de Arte - Galeria Ifoto 14h – Acesso livre – Galeria Dragão do Mar Sahaja Yoga 16h – Acesso livre – Bosque da Praça Verde Feira Dragão Arte 17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

02 Sábado

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins 14h – Acesso livre - Bosque da Praça Verde Mercado de Arte - Galeria Ifoto 14h – Acesso livre – Galeria Dragão do Mar Feira Dragão Arte 17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço 19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planeta Hip Hop 19h – Acesso livre – Arena Dragão do Mar Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

03 Domingo

Mercado de Arte - Galeria Ifoto 14h – Acesso livre – Galeria Dragão do Mar Brincando e Pintando no Dragão do Mar 16h – Acesso livre – Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário 24

Guia Dragão do Mar

18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço 19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Palestra Arte Contemporânea 19h – Acesso Livre - Auditório Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

07 Quinta

Abertura Rotas: Desvios e Outros Ciclos 19h – Acesso Livre - MAC Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

08 Sexta

Festival Ponto.CE 14h – 1kg de alimento não perecível – Praça Verde e Auditório Sahaja Yoga 16h – Acesso livre – Bosque da Praça Verde Feira Dragão Arte 17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Conversa com Artistas da Rotas 19h – Acesso livre - Hall da Biblioteca Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

09 Sábado

Festival Ponto.CE 14h – 1kg de alimento não perecível – Praça Verde e Auditório 5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins 14h – Acesso livre - Bosque da Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Feira Dragão Arte 17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Teatro Infantil – O Músicos de Bremem 18h – Acesso livre – Espaço Rogaciano Leite Filho Planetário – Explorando o Universo


18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço

16 Sábado 5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins

19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planeta Hip Hop

14h – Acesso livre - Bosque da Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar

19h – Acesso livre – Arena Dragão do Mar Planetário – Origens da Vida

17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Feira Dragão Arte

20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Teatro Infantil – O Músicos de Bremem

10 Domingo Festival Ponto.CE

14h – 1kg de alimento não perecível – Praça Verde e Auditório Brincando e Pintando no Dragão do Mar 16h – Acesso livre – Praça Verde Feira Dragão Arte 17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo

18h – Acesso livre – Espaço Rogaciano Leite Filho Planetário – Explorando o Universo 18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço 19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planeta Hip Hop 19h – Acesso livre – Arena Dragão do Mar Planetário – Origens da Vida

18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço

20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Uma de Duas. A vida comum de LucyLady

19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Origens da Vida

20h - R$ 20,00 / 10,00 - Teatro do Dragão do Mar

20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

17 Domingo

14 Quinta

Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Lançamento Nos Acordes do Jazz & Blues 19h – Acesso livre – Em frente aoTeatro Dragão do Mar Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

15 Sexta

Oficina Corpo Memória

Brincando e Pintando no Dragão do Mar 16h – Acesso livre – Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Dragão das Crianças – Oficina de Recorte 17h – Acesso livre – Praça Verde Feira Dragão Arte 17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário – Explorando o Universo 18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço

14h30 – Acesso Livre – Auditório MCC Sahaja Yoga

19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Origens da Vida

16h – Acesso Livre – Bosque da Praça Verde Feira Dragão Arte

20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário O Sagrado em Debate 18h30 – Acesso Livre – Auditório Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Uma de Duas. A vida comum de LucyLady 20h - R$ 20,00 / 10,00 - Teatro do Dragão do Mar

21 Quinta

Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Lançamento do livro Jangadeiros 18h – Acesso livre - Auditório Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

22 Sexta Sahaja Yoga

16h – Acesso Livre – Bosque da Praça Verde Feira Dragão Arte Guia Dragão do Mar

25


17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Noites das Estrelas 19h – Acesso livre – Em frente ao Planetário Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

23 Sábado

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins 14h – Acesso livre - Bosque da Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Feira Dragão Arte 17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Encontro Cearense de Malabares no Dragão do Mar 17h – Acesso livre – Praça Almirante Saldanha Teatro Infantil – O Músicos de Bremem

28 Quinta Planetário - O ABC do Sistema Solar 18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Paixão de Cristo 2013 18h – Acesso livre – Praça Verde Planetário – Explorando o Universo 19h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

29 Sexta

Paixão de Cristo 2013 18h – Acesso livre – Praça Verde

30 Sábado

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins 14h – Acesso livre - Bosque da Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Feira Dragão Arte

18h – Livre – Espaço Rogaciano Leite Filho Planetário – Explorando o Universo

17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Planetário – Explorando o Universo

18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Noites das Estrelas

18h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Paixão de Cristo 2013

19h – Acesso livre – Em frente ao Planetário Planetário – A Conquista do Espaço

18h – Acesso livre – Praça Verde Planetário – A Conquista do Espaço

19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planeta Hip Hop

19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planeta Hip Hop

19h – Acesso livre – Arena Dragão do Mar Seminário CEPIRA

19h – Acesso livre – Arena Dragão do Mar Planetário – Origens da Vida

19h –Acesso livre – Auditório

20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

24 Domingo

Brincando e Pintando no Dragão do Mar

31 Domingo

Brincando e Pintando no Dragão do Mar

16h – Acesso livre – Praça Verde Feira Dragão Arte

16h – Acesso livre – Praça Verde Feira Dragão Arte

17h – Acesso livre - Ao lado do Espelho D’água Dragão das Crianças – Oficina de Recorte

17h – Livre - Ao lado do Espelho D’água Dragão das Crianças – Oficina de Recorte

17h – Acesso livre – Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Explorando o Universo 18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço 19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Show de Gustavo Portela 19h – Livre – Espaço Rogaciano Leite Filho Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

17h – Acesso livre – Praça Verde Planetário - O ABC do Sistema Solar 17h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Teatro Infantil – A Saga de Jesus Cristo 18h – Acesso Livre – Espaço Rogaciano Leite Filho Planetário – Explorando o Universo 18h – R$ 8,00 / 4,00 - Planetário Planetário – A Conquista do Espaço 19h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário Planetário – Origens da Vida 20h – R$ 8,00 / 4,00 – Planetário

26

Guia Dragão do Mar


Confira a programação de arte em cultura em outros equipamentos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

Theatro José de Alencar

Endereço: Rua Liberato Barroso, 525, Praça José de Alencar – Centro Telefone: 3101.2583 www.secult.ce.gov.br / @tjalencar / facebook.com/theatrojosedealencar horários de funcionamento: terça, quarta, quinta e sexta: a partir das 9h sábados, domingos e feriados: a partir das 14h . terça a domingo: até a última atividade programada

Visita Guiada ao TJA Terça, quarta, quinta e sexta: 9h, 10h, 11h, 12h + 14h, 15h, 16h, 17h sábados, domingos e feriados: 14h, 15h, 16h, 17h R$ 2 e 4 Grátis sob prévio agendamento para escolas públicas e projetos sociais: 3101.2567 – 3101.2568

Cursos CPBT Um dos criadores do CPBT, João Andrade Joca é o professor-responsável pela turma da tarde do mais regular curso de iniciação ao teatro do TJA. Com duração de um ano letivo, aulas começam dia 5 de março. Saiba mais: 3101-2566

Guia Dragão do Mar

27


Grupo de trabalho sobre O Ator Espontâneo Com Paulo Ess. Inscrições no Cena (anexo TJA), a partir de 05 de fevereiro, mediante doação de 01 livro para criança, novo ou usado. Início das aulas: 5 de março. Dois encontros semanais: terças e quintas, 9h às 12h. Saiba mais: pauloess@ig.com.br

Oficinas dos projetos Concertos do Nordeste e Fortaleza Instrumental Coordenação Pedagógica – Maestro Amilson Godoy (Orquestra Arte Viva - SP) Concertos do Nordeste Composição Contemporânea, Com Mário Ficarelli (SP) Das 9h às 12h e 14h às 17h, no salão nobre (altos do foyer) Inscrições: producao@prodisc.org.br. Saiba mais (85) 3262.5011

Oficina: Composição Contemporânea Com Mário Ficarelli (SP) Coordenação Pedagógica – Maestro Amilson Godoy (Orquestra Arte Viva - SP) Aborda a música erudita no seu desenvolvimento estético, apontando os elementos que a conduzem para a contemporaneidade. Público-alvo: músicos profissionais, estudantes de música Pré-requisito: leitura musical Dia 01, das 09h às 12h e de 14h às 17h – Dia 02, das 14h às 17h, no Salão nobre do Theatro José de Alencar (altos do foyer).

Festival Fortaleza Instrumental - Oficinas e Workshops Saiba mais: (85) 3226 1189 / 9911.0941 / 8899.6979 / associacaosolar@gmail. com | Inscrições: (85) 3226 1189 / 9911.0941 / 8899.6979 / associacaosolar@ gmail.com

Iniciação ao sapateado Com o Prof. Brino Correia Grátis. Inscrições e informações: brinotap70@hotmail.com

[Dia 15] Oficina: Projetos Leis de Incentivo e Editais de Cultura – Com Pingo de Fortaleza

De 9h às 10h, na Sala de Canto Oficina: Direção de Palco – Com Mateus Coruja

De 9h às 11h30, na Sala de dança Oficina: Formação de Orquestra – Com Vasken Fermanian

De 14h às 15h30 , na Sala de dança Workshop – Com Zé Menezes

De 10h às 11h30, no Salão nobre do Theatro José de Alencar (altos do foyer) 28

Guia Dragão do Mar


Workshop – Com Mimi Rocha

De 14h às 15h30 , na Sala de canto Workshop – Com Toninho Horta

De 15h30 às 16h30, no Salão nobre do Theatro José de Alencar (altos do foyer)

[Dia 16] Oficina: Iniciação ao violão – Com Marco Leonel Fukuda

De 14h às 15h, na Sala de Canto Workshop – Com Mimi Rocha

De 14h às 15h30, na Sala de dança Workshop – Com Diego Figueiredo

De 15h às 16h, na Salão nobre do Theatro José de Alencar (altos do foyer)

[Dias 23 e 24] Workoshop de Interpretação – Atuação Inspirada

com Christiane Góis, De 14h às 19h, na Sala de dança – anexo ao Theatro José de Alencar. Valor da Inscrição: R$ 300,00 – desconto de 10% à vista até 10 de março. Público-Alvo: Estudantes de teatro, atores profissionais e iniciantes; Inscrições: arteproducao.samara@gmail.com . Mínimo de participantes para realização: 10 alunos - Haverá declaração de participação.

Teatro Boaleando - Em comemoração aniversário Augusto Boal Oficina teórica e prática e apresentações de trabalhos acadêmicos voltados para o teatro do oprimido. De 14h às 18h, na sala de dança. Inscrições: dmtoce@ hotamail.com | saiba mais (85) 8843.6844 9647.3761

Loa Texto: Ricardo Guilherme. Encenação: Ghil Brandão. Atuação e CoEncenação: Chicão Oliveira, Eugênia Siebra,Ghil Brandão, Luiza Torres, Isabel Rodrigues,Mário Cruz Filho, Wescly Psiquê, Renato Rodrigues. Execução Musical:Júnior Santos e Tomé Braga. Orientação Musical: Elvis Matos. Cartografia Digital e Concepção de Figurino: Eugênia Siebra. Dias 13 e 14 Saiba mais: (85)9621-9700 e tembiu@gmail.com

Dança E Música Festival Fortaleza Instrumental Inscrições: Arnóbio 3226 1189 / 9911.0941 / 8899.6979 E-mail: associacaosolar@gmail.com Guia Dragão do Mar

29


Projetos Leis de Incentivo e Editais de Cultura, com Pingo de Fortaleza De 9h às 10h, na sala de canto

Direção de Palco, com Mateus Coruja De 9h às 11h30, na sala de dança

Workshop, com Zé Menezes De 10h às 11h30, na salão nobre (altos do foyer)

Formação de orquestra, com Vasken Fermanian De 14h às 15h30, na sala de dança

Workshop com Mimi Rocha De 14h às 15h30, na sala de canto

Workshop, com Toninho Horta De 15h30 às 16h30, na salão nobre (altos do foyer)

Concertos do Nordeste Mostrar que a música erudita precisa ir além dos ouvidos estudados, levar essa música à população e, consequentemente, aproximar o público nordestino de um estilo pouco difundido. Dias 01 e 02. Todas as atividades são gratuitas. Saiba mais: informações: (85) 3262.5011. Email: producao@prodisc.org.br Blog: www.concertosnordeste.wordpress.com

Sobrado Dr. José Lourenço

Endereço: R. Maj. Facundo, 154 - Centro Telefone: (85) 3101-8826 / 3101-8827 www.secult.ce.gov.br / @tjalencar / facebook.com/theatrojosedealencar horários de funcionamento Terça a sexta, de 09 às 18h e aos sábados, de 10 às 18h. Entrada gratuita. www.sobradodrjoselourenco.blogspot.com / twitter.com/sobradojl

Exposições fotográficas “Goiabeiras - Outros Mares” de Dario Gabriel “Da Cor do Norte - Brinquedos de Miriti” de Jarbas Oliveira 30

Guia Dragão do Mar


Casa Juvenal Galeno Endereço: Rua Gen. Sampaio, 1128 - Centro, Fortaleza - CE, 60020-030 Telefone: (85) 3252-3561 . Horário de Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 17h Visitas Guiadas de segunda a sexta, das 8h às 11h e das 13h às 16h http://www.casadejuvenalgaleno.com.br/

Reunião da Comissão Cearense de Folclore

Dia 02, às 8h, no Auditório Henriqueta Galeno Reunião do Centro Cultural dos Cordelistas do Nordeste – CECORDEL

Dia 02, às 8h, no Salão Alberto Galeno Reunião da Academia Feminina de Letras do Ceará

Dia 02, às 16h, no Auditório Henriqueta Galeno Reunião da Associação dos Artistas e Proprietários de Circo do Estado do Ceará – APAECE

Dia 04, às 9h, no Auditório Henriqueta Galeno Atendimento e Acompanhamento da Associação Maria, Mãe da Vida

Dia 06, às 8h, no Anexo Oficina de Canto do Coral GARCE5

Dia 07, às 9h, no Auditório Henriqueta Galeno Reunião da Comissão Cearense de Folclore

Dia 09, às 8h, no Auditório Henriqueta Galeno Associação dos Ouvintes de Rádio do Ceará - AOUVIR-CE

Dia 09, de 9h às 12h, no Salão Alberto Galeno Reunião da Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno

Dia 10, de 16h às 19h, no Auditório Henriqueta Galeno Núcleo dos Mágicos do Ceará - NUAMAC

Dia 10, de 9h às 12h, no Auditório Henriqueta Galeno Atendimento e Acompanhamento da Associação Maria, Mãe da Vida

Dia 13, às 8h, no Anexo Oficina de Canto do Coral GARCE5

Dia 14, às 9h, no Auditório Henriqueta Galeno Academia de Letras Juvenal Galeno

Dia 16, às 16h, no Auditório Henriqueta Galeno Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará

Dia16, de 9h às 12h, no Salão Alberto Galeno Atendimento e Acompanhamento da Associação Maria, Mãe da Vida

Dia 20, às 8h, no Anexo Oficina de Canto do Coral GARCE5

Dia 21, às 9h, no Auditório Henriqueta Galeno Associação Cearense de Escritores - ACE

Dia 23, de 16h às 19h, no Auditório Henriqueta Galeno Cooperativa de Cultura do Estado do Ceará – COOPECULTURA

Dia 23, de 9h às 12h, no Salão Alberto Galeno Reunião da Associação de Ouvintes de Rádio do Estado do Ceará – AOUVIR-CE

Dia 23, às 9h, no Salão Alberto Galeno Atendimento e Acompanhamento da Associação Maria, Mãe da Vida

Dia 27, às 8h, no Anexo Oficina de Canto do Coral GARCE5

Dia 28, às 9h, no Auditório Henriqueta Galeno Associação Cearense de Escritores - ACE

Dia 30, de 16h às 19h, no Auditório Henriqueta Galeno Cooperativa de Cultura do Estado do Ceará – COOPECULTURA Dia 30, de 9h às 12h, no Salão Alberto Galeno Reunião da Associação de Ouvintes de Rádio do Estado do Ceará – AOUVIR-CE

Dia 30, às 9h, no Salão Alberto Galeno Guia Dragão do Mar

31


RAIA DE IRACEMA CULTURAL Visando fortalecer o circuito cultural da Praia de Iracema que está localizado no seu entorno, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura firmou parceria com outros importantes centros de promoção de educação em arte e programação cultural. Ao nos visitar, não deixe de conhecer outras realizações que estão a poucos passos. Confira!

Caixa Cultural

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287 - Praia de Iracema. Telefone: 3264.8101 | http://www.caixacultural.com.br

Artes Visuais Exposição Kuarup A Mostra leva a cultura indígena do Alto Xingú até os visitantes, provando ser uma cultura com valores éticos e morais, que a tornam bastante harmoniosa e organizada. Ainda reúne mapas, textos, retratos antigos e utensílios pessoais do sertanista. A abertura da Mostra será acompanhada de uma palestra de Ulisses Capozzoli, editor da revista Scientific American. A curadoria de Denise Carvalho, Gilberto Maringoni e Noel Villas Bôas, busca trazer a imersão de Orlando e de seus irmãos, Claudio e Leonardo, na cultura e sociedade indígenas até o público da exposição. De 27/2 a 7/4, de 10 às 20h. Galerias 1 e 2, com visitação de terça a domingo. Livre.

Espetáculo Musical Zizi Possi

Zizi Possi, uma das maiores estrelas da nossa Música Popular Brasileira, apresenta no espetáculo grande canções que pontuaram sua carreira ao longo de 35 anos. Através de sua interpretação única e voz de timbre e afinação raros, Zizi faz um passeio musical pela obra de grandes compositores que influenciaram sua carreira, como Chico Buarque, Edu Lobo, João Bosco, José Miguel Wisnik, Eduardo Dussek, Gonzaguinha, entre outros. Dias 1, 2 e 3 às 20h e 03 às 19h. No Teatro. Classificação: 14 anos. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Geraldo Azevedo

DIVULGA;’AO

O Canto e a Poesia celebra os 40 anos de carreira do artista, mostrando os maiores sucessos de sua trajetória musical. Abordando cada década dessa carreira, o artista apresentará seus maiores sucessos, desde o início aos 12 anos quando aprendeu a tocar violão, que tornou seu amigo inseparável. Dias 15 e 16 às 20h e 17 às 19h. No Teatro. Classificação: Livre. Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). 32

Guia Dragão do Mar


Teatro “Como Nascem As Estrelas”, de Clarice Lispector Como Nascem as Estrelas apresenta ao público, em especial ao infanto-juvenil, o encontro do imaginário popular brasileiro com a arte de Clarice Lispector. A montagem articula a mitologia brasileira com a literatura e a linguagem teatral, criando um espetáculo rico e significativo. É popular e ao mesmo tempo experimental, tem um formato que se adapta a vários tipos de espaço e uma linguagem que interessa a todas as faixas etárias, sem abrir mão de formas elaboradas de expressão artística. De 21 a 23, às 20h, e 24 às 19h no Teatro. Classificação: 12 anos.

Unidade Sesc Senac Iracema Rua Boris, 90 C - Centro - Tel: (85) 3452 9060 http://www.ce.senac.br/iracema/

Temporada SESC de Artes Cênicas

Espetáculo “Não verás país nenhum – o musical” Dias 2 e 3, às 20h. Ingressos: R$ 12,00 / R$ 6,00.

III Festival de Artes Cênicas De 16 a 21, às 20h. Entrada gratuita.

Música Armazém do Som Banda Lavage

Dia 01, às 21h. Ingressos: R$ 6,00 (Inteira) / R$ 3,00 (Meia). No teatro.

Selvagens à Procura da lei Dia 06, às 21h. Ingressos: R$ 6,00 (Inteira) / R$ 3,00 (Meia)No Teatro.

Killer Queen Dia 13, às 21h. Ingressos: R$ 6,00 (Inteira) / R$ 3,00 (Meia)No teatro .

K-Zumbar

Dia 15, às 21h. Ingressos: R$ 6,00 (Inteira) / R$ 3,00 (Meia)No teatro.

Festival Ponto CE De 7 a 10, às 20h. Entrada gratuita

Literatura SESC Cordel

Projeto de fomento à Literatura de Cordel, com lançamento de folhetos de novos e promissores autores. Autores: Rouxinol do Rinaré e Serra Azul. Obra: “Oscar Niemeyer: Um Gênio Da Arquitetura” Dia 9, às 11h, no Mercado Central. Acesso livre.

Caminhos da Leitura Projeto que apresenta a amplitude da produção literária na percepção das diversas linguagens artísticas. Dia 28, às 19h, no Teatro.Acesso livre.

Guia Dragão do Mar

33


ESCOLA DE

ARTES E OFÍCIOS THOMAZ POMPEU SOBRINHO

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Curso de Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis. O Curso Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis abre o programa de cursos básicos nas áreas de conservação e restauração do patrimônio cultural e valorização do patrimônio imaterial da EAOTPS. Poderão se inscrever jovens de ambos os sexos, cursando ou concludentes do ensino médio, com idade entre 18 e 40 anos, que tenham concluído curso na EAOTPS na área de conservação e higienização de acervos de bens patrimoniais.

Formação Curso Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis Com carga horária de 120h/, proporcionará conhecimento e aplicação de técnicas avançadas em conservação e higienização de acervos de bens patrimoniais Facilitador: Frederico Barros. De 11 de março a 19 de abril , das 14h às 15h Inscrições: De 4 a 8 de março, de 8h às 12h e 13h30 às 17h 34

Guia Dragão do Mar


Espaços

FOTO: MARINA CAVALCANTE

Biblioteca Thomaz Pompeu Sobrinho Biblioteca de artes, ofícios e patrimônio cultural, com mais de 1.500 livros para consulta local.

Ateliê de xilogravura O ateliê de xilogravura da EAOTPS pode ser utilizado, mediante agendamento prévio,de segunda a sexta, para atividades de impressão. Para conhecer as normas de utilização e agendar horário, os (as) interessados(as)podem entrar em contato com a Escola, pelo telefone: 3238 1808

Ilha Digital Acesso a pesquisas online sem custo. Disponibiliza aos usuários serviços de impressão, digitalização e periodicamente ministra curso básico de informática. Acesso gratuito à internet.

Loja de Artesanato Produtos desenvolvidos pelos alunos em cursos Os espaços da EAO funcionam de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30

Todos os eventos têm acesso livre e vagas limitadas

Av. Francisco Sá, 1801 – Jacarecanga 60010-450 • Fortaleza – CE Informações e agendamento de visitas: (85) 3238.1244 - eao@eao.org.br A EAO é gerida pelo Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC), vinculado à Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará (SECULT). Acompanhe o cotidiano da EAOTPS pelo facebook: http://www.facebook.com/earteseoficios Guia Dragão do Mar Guia Dragão do Mar

35 35


CENTRO CULTURAL

Estimulando a formação artística e cidadã

I

Inaugurado em dezembro de 2006, o Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) é um importante espaço de convivência da arte e formação. O equipamento tem como objetivo estimular a participação e o protagonismo da comunidade do Grande Bom Jardim nos eventos de caráter artístico, cultural e ações de formação. O CCBJ é gerido pelo Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC), vinculado à Secretaria da Cultura (Secult) do Governo do Estado do Ceará. O CCBJ recebe projetos de Música, Teatro, Dança, Literatura, através dos e-mails: cristinagadelha@ccbj.org.br e cibele@ccbj.org.br Todos os eventos têm acesso livre Rua 3 corações, 400 – Bom Jardim 60545-110 Fortaleza - CE Informações: (85) 3497.5981 e 3497. 5991

Palestra Construindo uma turnê nos EUA

Palestra que conta a história de como a banda Full Time Rockers conseguiu produzir uma turnê nos Estados Unidos. Os integrantes mostram, passo a passo, todas as etapas dessa jornada e dá dicas de como formatar turnês nacionais e internacionais. Palestrantes: Banda Full Time Rockers. Dia 01, às 19h, no Cine clube. Censura livre.

A cena rocker da periferia de Fortaleza: Bairro do Bom Jardim A palestra fala a respeito da cena underground do Bairro do Bom Jardim e adjacências, desde sua origem, até os dias de hoje, nos quais é considerado uma das regiões mais ativas e produtivas em termo de Rock n’ Roll. Palestrantes: CUNDER (Cooperativa Underground). Dia 08, às 19h, no Cine clube. Censura livre

36

Guia Dragão do Mar

DIVULGAÇÃO

BOM JARDIM


Recomeçar Grupo Philus

Direção: Wellington Leite O espetáculo Recomeçar, sob a direção de Fabrício Maciel e Wellington Teófilo, retrata resiliência das motivações que levam duas irmãs a um amontoado de desejos e dissabores da vida que as cercam. Um caminho denso e singelo mostrando que valores tão significativos, como a amizade, nunca serão esquecidos e sempre a tempo de recomeçar. Dia 14, às 15h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre. Gratuito.

Arte Plural

Banda Black CE

Direção: Hamilton Lima DIVULGAÇÃO

Com influências de Tim Maia, Jorge Benjor, Wilson Simonal e Seu Jorge a BLACK. CE não poderia se manifestar musicalmente com outro estilo que não fosse o Funk o Soul e claro o Samba-rock. O swing destes artistas que tanto animaram as pistas de dança dos anos 70 influenciou e influência até hoje e não deixa ninguém parado, então só nos resta mostrar um pouco mais daquela época que tanto deixou saudade. Dia 16, às 19h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre. Gratuito

Rock em Foco

Mova-ce ( movimento autoral do Ceará )

Direção: Georgiano de Castro, membro do Mova-Ce e responsável pela Cooperativa Underground, Cunder!

Shows

Sátiros DIVULGAÇÃO

Momento Cultural

Templários – Poesia, Música e Histórias. Poetas do Templo- Direção: Italo Rovere

O amor de todo mundo para mudar o mundo; Essa é a essência do espetáculo do grupo (Anacearense Lourdes de derock Freitas, Carlos Arruda, Carlos Emiliana que Os Poetas Sátiros do sãoTemplo uma banda alternativo criada em 2007,Amaro, com influências Nobre, Ítalo Reginaldo Figueiredo TallesKings Azigon) que através vãoPaiva, desdeGervana o rock brasileiro dosRovere, anos 70, até bandas atuais ecomo of Leon e Cachorro de intervenções, músicascativantes, e contação histórias e também Grande. Com um rockperformances, expressivo e melodias os de Sátiros se preparam parade lançar narrativas de vida, poesia, de arte de cada integrantes do grupo o seu primeirodas CD,experiências “Misteriosamente asde Ruas Transmitem Amores”, pelo selo Panela Discos. leva o público a vivenciar a poesia em suas várias manifestações e dimensões. 60 min Guia Dragão do Mar 37 Dias 13 e 20, às 15h, no Teatro Marcus Miranda. Acesso livre. Classificação livre


CENTRO CULTURAL

BOM JARDIM Thrunda DIVULGAÇÃO

A Thrunda é uma banda de Fortaleza que nasceu no ano de 2000 e toca um Punk HxCx. Suas influências, do mesmo gênero, vêm desde a década de 70 até o meio dos anos 90, tanto no Brasil quanto do exterior. Dia 2, às 19h, na Praça Central. Censura livre.

Rafael Vasconcelos DIVULGAÇÃO

O guitarrista Rafael “Balboa” Vasconcelos começou a despontar no cenário musical cearense a partir de sua participação na Killer Queen, projeto de tributo ao Queen. Em 2010, criou o Block, trio de blues e rock clássico, onde assumiu também os vocais. Hoje em carreira solo, Rafael se apresenta com um trabalho autoral que mistura o blues com pitadas de rock, pop e soul.

Inflame DIVULGAÇÃO

A Inflame surgiu no cenário de bandas independentes de Fortaleza em abril de 2008. Com influências desde o grunge até o hard rock. No dia primeiro de agosto de 2009, a banda lança seu primeiro EP, intitulado “Gasolina”, pelo selo Panela Discos. Dia: 09 às 18h. No local Praça central. Duração: 02hs. Censura: Livre. 38

Guia Dragão do Mar


A Grande Volta: Radix Direção: Juscelino Ferreira

DIVULGAÇÃO

A Grande volta é um show de lançamento e divulgação do novo cd da banda, que celebra o retorno e o amadurecimento da mesma, serão apresentadas canções autorais que retratam o cotidiano cultural do bairro Bom jardim na visão da juventude e ainda inserindo com ousadia outros instrumentos menos convencionais para o estio da banda. Dia 23, às 19h, na Praça Central. Censura livre.

Rock Mirc Cearense

Direção: Mapurunga Junior Apresentação: Paulo Lima A 14ª edição do MIRC Rock Cearense, programa mensalmente gravado no Auditório Marcus Miranda do Centro Cultural do Bom Jardim com apresentações ao vivo de bandas de rock do cenário underground, independente e autoral cearense, mas que também registra e apresenta imagens externas de produções áudio visuais, festivais e shows pelo Ceará. Com entrevistas, reportagens, debates ao vivo e exibições de videoclipes, num formato basicamente de programa de auditório, o Programa MIRC Rock Cearense faz um intenso esforço em promover a formação de platéia, e se envolver em temáticas sociais dando sempre voz e espaço para as bandas independentes. Logo após edição é publicado no Youtube (com direito a imagens extras) e replicação nas redes sociais do Projeto MIRC (blog e Facebook), no site projetomirc.com e em nossa programação de radio MIRC na WEB. As gravações seguem a agenda divulgada com a programação do Centro Cultural do Bom Jardim, a partir das 14h, com diversos convidados: bandas, produtores, músicos e outras pessoas ligadas à cena do rock cearense. “O acesso é livre, é só chegar.” Dia 17, das 13h às 17, no Teatro Marcus Miranda. Censura livre.

Difusão Literária

Minioficina de Literatura de Cordel Grupo Augusto Secundino Direção: Augusto Secundino O projeto conta a história do cordel, como ganhou popularidade no Brasil, principalmente no Nordeste, apresenta suas características, diversas formas de uso, e por fim, leitura de poesia de cordel abordando temas variados.

Dias 06 e 20, às 15h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre.

Vinicius de Morais: 100 anos de poesia Direção: Adriana Colares, Deivid Gomes e Marcos Silveira O ano de 2013 marca o centenário de nascimento de um dos maiores poetas do Brasil: o grande Vinicius de Moraes. O espetáculo busca apresentar uma obra atemporal, que envolve diversas linguagens artísticas, mostrando a amálgama cultural criado por Vinicius. A apresentação envolve declamação, leitura de trechos da obra, discussão e exibição de vídeos. Um momento aprazível, regado pelo poder das palavras do grande poetinha.

Dias 20 e 27, às 15h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre.

Guia Dragão do Mar

39


CENTRO CULTURAL

BOM JARDIM Momento Cênico

Corpos - A arte dos movimentos em efeitos áudio & visuais Grupo: Eduardo Mix e Dança Direção: Eduardo Dantas O Espetáculo retrata a arte da dança em vários ritmos, utilizando o teatro de sombra, efeitos de luz e apresentações sonoras, com remixagens de músicas alternadas de acordo com os movimentos corporais focando a imaginação do público. .

Dias 15 e 22, às 18h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre.

Teatro Infantil

Contos e Encantos Grupo Circo Escola Bom Jardim Direção: Erisvana da Costa O circo escola bom jardim apresenta o espetáculo contos e encantos, utilizando a linguagem do circo, do teatro e da dança para mostrar que a literatura é responsáveis pelas mais belas histórias e leva seus espectadores para aventuras e mistérios grandiosos. Tudo se inicia através do livro mágico onde o conto é um verdadeiro encanto com jogos e brincadeiras. Os brinquedos ganham vida e a alegria aflora.

Dia 7, às 19h, na Praça Central. 60 min. Censura livre.

A Chapeuzinho Vermelho dos Tempos Modernos Grupo: Cena Educativa Direção: Aline Campelo

A história de um conto antigo reaparece reescrita na modernidade, gerando muitas confusões, até mesmo de identidade! Afinal quem é a verdadeira menina do capuz vermelho? Era uma vez não uma menina, mas duas meninas que, por adorarem usar capuz vermelho, ficam conhecidas como Chapeuzinho Vermelho. O encontro de uma Chapéu rica com uma Chapéu pobre gera mudanças sensíveis na realidade de cada uma, que, imersas a um contexto moderno e midiático, vão perceber que desigualdades provocam descobertas. Dia 10, às 18h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura livre.

Teatro em Pauta

“Peça Maria da Penha – Uma historia, uma vida” Grupo: Amor ao Próximo Direção: Nadia Aguiar

A peça fala de forma poética e lúdica sobre a beleza de ser mulher e a importância de valorizar esse ser que gera vida e não tem nada de sexo frágil, retratando como era antes e depois da lei. O que mudou e o que podemos conhecer para sermos cidadãos dignos para viver em paz. A peça tem músicas cantadas pelo alunos e poesias de Vinicius de Moraes. Dia: 21 às 15h, no Teatro Marcus Miranda. Censura Livre 40

Guia Dragão do Mar


Musical as Faces de Chico – A saga de um pivete, chamado Jesus Grupo: Boca de Cena Direção: Lucivan Moura

Julinho da Adelaide – (Pseudônimo de Chico Buarque) – nasceu na vila do meio dia, (antes Brejo da Cruz), saído da adolescência, foi para a cidade grande e venceu, como compositor popular. Com o intento de matar a saudade do seu povo, da sua gente humilde, volta ao lugar, somando-se a isso, uma outra idéia, a de buscar inspiração naquelas mulheres tão batalhadoras, para concluir um cd de sambas de partido alto. A visita acontece, e gera muita comoção, todos se emocionam e o reverenciam... Espetáculo de cunho social e transformador ao nosso publico que seja ele um verdadeiro apreciador ou não das obras de “Chico”. DiaS 03 e 24, às 19h, no Teatro Marcus Miranda. 60 min. Censura: 16.

Lagarta Pintada Direção: Cristina Gadelha e Leticia Silva

Programa lúdico-educativo que proporciona ao público infantil momentos de lazer e criação através de atividades de pintura e desenho livre, jogos, cantigas de roda e brincadeiras da cultura tradicional popular.

Dias 03, 10, 17 e 24, às 16h. Censura livre.

Venha Ler Facilitador: Ana Paula Sales Tema do Mês: Literatura de Cordel Durante o mês de março, o tema será “Literatura de cordel”, partindo da leitura de um livro que tem na biblioteca sobre Robinson Crusoé.

Dias 02,09, 16 e 23, às 14h, na Biblioteca.

Guia Dragão do Mar

41


CENTRO CULTURAL

BOM JARDIM Cineclube Bom Jardim Facilitadora: Angélica Rodrigues Exibição de filmes brasileiros (Programadora Brasil) graças à conquista do Edital + Cinema, projeto do Ministério da Cultura, Governo Federal, que beneficia os espaços culturais.

Exibição do V Festival do Júri Popular Dias: 28 de janeiro a 03 de fevereiro às 16h. Local: Cineclube do CCBJ* Dias 02, 16 e 30, às 16h Filme: O Caldeirão de Santa Cruz do deserto Dir.: Rosembeg Cariry; CE; 1985; Documentário; 73 min. Censura: 12 anos. Sinopse: Resgate da memória e da história da comunidade religiosa do Caldeirão, liderada pelo beato José Lourenço, que se organizava em moldes socialistas primitivos. Depois de alcançar grande progresso, a comunidade foi destruída pela polícia cearense e pelo bombardeio de aviões, em 1936, deixando mais de 2 mil camponeses mortos. A partir dos depoimentos dos remanescentes e dos símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra. Filme: A Ordem dos Penitentes Dir.: Petrus Cariry; CE; 2002; Documentário; 20 min. Censura: 12 anos. Sinopse: Aspectos da religiosidade popular herdados da Idade Média europeia são revelados pela narrativa do mestre Decurião Joaquim Mulato, 81 anos. Os rituais e penitências apareceram como forma de domar os desejos da carne e as fantasias do espírito. No Cariri cearense, a Ordem surgiu por volta de 1860, época de fome e peste. Dias: 09 e 23, às 16h Filme: A Saga do Guerreiro Alumioso Dir.: Rosemberg Cariri; CE; 1993; Doc.; 78 min. Sinopse: Em Aroeiras, cidade fictícia dos sertões do Ceará, vive Genésio, velho, viúvo, sem filhos, aposentado. Ele preenche a solidão bebendo cachaça e contando histórias e bravatas sobre os antigos cangaceiros. Na pequena cidade, as autoridades são alvo da crítica popular, em brincadeiras como o “serra velho” e a “malhação de Judas”, que geram conflito com a polícia. Os poderosos locais tentam controlar a direção do sindicato rural e a tensão cresce na cidade. É quando surge a louca Delfina, que profetiza a chegada de um restaurador da ordem e da justiça, e Rosália, artista que “virará cobra” em um espetáculo de feira. Filme: A Árvore da Miséria Dir.: Marcus Vilar; PB; 1998; Ficção; 12 min. Sinopse: Depois de expulsar alguns meninos de sua árvore, D. Miséria atende um mendigo que se diz enviado de Deus. Seu cotidiano é modificado quando a morte vem buscá-la para o outro mundo.

42

Guia Dragão do Mar


Dia: 03, 17 e 31, às 15hs Curta Criança 4 Censura: Livre Filmes: A Mula Teimosa e o Controle Remoto Hélio Villela Nunes, SP, 2010, Ficção, colorido, 15 min. A Sombra de Sofia Flavia Thompson;SP, 2011, Ficção, Colorido, 14 min. Carreto Cláudio Marques e Marília Hughes;BA, 2009, Ficção, Colorido, 11 min. Garoto Barba Christopher Faust;PR, 2010, Ficção, Colorido, 14 min. Naiá e a Lua Leandro Tadashi;SP, 2010, Ficção, Colorido/PB, 13 min. Um Vestido para Lia Hermano Figueiredo e Regina Barbosa; AL, 2009, Animação, Colorido, 14 min. Dias: 10 e 24, às 15hs Censura: Livre Filmes: Garoto Cósmico Dir.: Alê Abreu; SP, 2007, Animação, Colorido, 75 min. Sinopse: Cósmico, Luna e Maninho são crianças de um mundo futurista, no qual as vidas são totalmente programadas. Certa noite, buscando obter pontos para ganhar um bônus na escola, os três se perdem no espaço e descobrem um universo infinito, esquecido em um pequeno circo. Depois de tantas experiências e brincadeiras, o mundo deles envia um representante para resgatá-los. É hora de escolherem seus próprios caminhos.

GENTE DA GENTE

EMANUEL SOUSA

Emanuel Sousa, também conhecido como “O Centurião”, nasceu no bairro Jacareacanga, mas vive no Bom Jardim desde os cinco anos. Os primeiros traços de desenho foram aos quatro anos. É estudante de Licenciatura em Artes Visuais do IFCE, sua primeira exposição individual foi “Um Passeio da Xilo Pelo Bom Jardim” (2007) com xilogravuras dos locais e momentos que marcaram sua infância. No CCBJ fez teatro e co-produziu duas peças, foi aluno e ministrou diversas oficinas onde em 2008 aprendeu técnicas de grafite e arte urbana. Expandiu seus trabalhos para outros bairros como o Benfica (Semana de Arte Urbana do Benfica) em 2010. Desde 2011 ministra oficinas de arte urbana no CMES Dom Lustosa na Granja Lisboa, em outubro de 2012 foi curador da exposição Arte Urbana em Bloco do Coletivo Bloco de Risco formado por alguns de seus alunos. “Espero que equipamentos como o CCBJ, que visualmente estão em ascensão ajude cada vez mais os meus colegas profissionais da arte Guia Dragão do Mar Guia Dragão do Mar

43 43


44

Guia Drag達o do Mar

Guia Dragão do Mar Março de 2013  

Guia Dragão do Mar Março de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you