Page 1

Relat贸rio de Ac vidade

Cidade da Praia Julho/Agosto de 2013


Agradecimentos

Carolin

a Luz

Marta

Sousa João Fia

lho

João Go

nçalves

Bernard

o Silva João Ig

reja

Madale

na Pote

s

Raquel

Sousa José Co

rdeiro

"A primeira felicidade de uma criança é saber que é amada." (Dom Bosco)

2


A Fundação Salesianos | Programa D. Bosco Projeto Vida, em nome da Missão Cabo Verde, agradece encarecidamente a todos os que contribuíram para a sua realização.

Às en dades: - Embaixada de Cabo Verde em Portugal; - Câmara do Comércio Indústria e Turismo Portugal Cabo Verde; - Salesianos de Lisboa e Estoril.

Às Empresas: - Accenture Portugal; - Banco Interatlân co - Grupo Caixa Geral de Depósitos; - Europ Assistance Portugal; - Glin - Global Intelligent Technologies; - Microdiag - Laboratório de Anatomia Patológica; - Miranda Correia Amendoeira & Associados; - Seaside; - TAP Portugal.

Aos Par culares: - Prof.ª Ana Teixeira; - Prof.ª Ângela Lemos; - Dr.ª Catarina Barreto; - Prof.ª Catarina Pipa; - Dr. Daniel Sá Nogueira; - Dr. Jorge Silveira Nunes; - Dr. José Nunes Simões Pereira; - Dr.ª Manuela Ramalho Eanes; - Dr.ª Maria Madalena Neves.

3


Agradecimentos

Aos presentes no «Pequeno Almoço com a Embaixadora». Às Ins tuições e Paróquias: - Assistência Infan l da Freguesia de Santa Isabel; - Paróquia de Nossa Senhora da Ajuda (Lisboa); - Paróquia de Nossa Senhora da Assunção (Janeiro de Cima); - Paróquia de Nossa Senhora da Encarnação (Lisboa); - Paróquia de Nossa Senhora das Mercês (Lisboa); - Paróquia de Santa Catarina (Lisboa); - Paróquia de Santo Condestável (Lisboa); - Paróquia de São João de Deus (Lisboa); - Paróquia de São Nicolau (Lisboa); - Paróquia de São Vicente de Paulo (Lisboa); - Paróquia Senhor Jesus dos Navegantes (Paço de Arcos). Aos que par ciparam e contribuíram para a «Mega Party»... Com as suas actuações e animação: - For Pete Sake; - Funky Monks; - Lourenço Feron; - Lusíadas; - Mar m Empis; - Os Instrumentos; - Soundless; - Wise Step; e com dona vos: - "A Padaria Portuguesa"; - "A Panificação Mecânica, Lda."; - Pastelaria "AZ de Comer"; - Pastelaria "Er las"; - Pastelaria "O Canas"; - "O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo"; - Pastelaria "O meu café"; - Snack-bar "Sambruno".

4

Aos par cipantes do «Torneio Solidário de Futsal».


Aos que acolheram os voluntários em Cabo Verde: - Pe. João Augusto Mendes e Pe. Alexandre Lopes; - Paróquia de Nossa Senhora da Graça da Cidade da Praia; - Comunidade da Achada Grande Trás (Cidade da Praia); - Comunidade de Castelão (Cidade da Praia); - Comunidade da Achada Grande Frente (Cidade da Praia); - Comunidade de S. Francisco (Ilha de San ago). A todos os que contribuíram e ajudaram das mais diversas formas, aos outros membros do grupo que não puderam ir e aos que, através das redes sociais, seguiram a "Missão Cabo Verde 1841". E, por fim, um obrigado muito especial aos familiares e amigos dos voluntários por todo o apoio e acompanhamento durante esta aventura.

5


Objec vo I

"Não sabíamos ao certo ao que íamos, não sabíamos o que nos esperava… Estariam à nossa espera? Como ca var aquelas crianças com o carisma salesiano e sem grandes recursos? "

"No início, era tudo novo. A experiência era nova, o local desconhecido e as pessoas eram estrangeiros que nunca nhamos visto. Tudo era tão diferente daquilo que nos lembramos agora!"

(João Gonçalves)

(Bernardo Silva)

Cidade da Praia 6 Locais onde se realizou a Missão Cabo Verde.


Um dos objec vos da Missão Cabo Verde era marcar presença na Ilha de San ago, na capital, com o grupo promotor, para fazer um trabalho in loco com crianças, jovens e adultos das comunidades de Safende, Castelão, Ponta d'Água e Achada Grande Frente. Estas comunidades foram propostas pelo Pe. João Mendes, pároco de Nossa Senhora da Graça e principal interlocutor entre o grupo e as comunidades referidas. No entanto, entre a apresentação da Missão Cabo Verde e a sua execução, ocorreu a divisão da Paróquia. O que levou a que duas das comunidades, Safende e Ponta d'Água, ficassem fora da jurisdição da paróquia. Foram, por isso, propostos e aceites outros dois locais: Achada Grande Trás e S. Francisco.

Metodologia para a concre zação deste objec vo: - Programação das ac vidades a longo-prazo; - Procura de elos de ligação no local para fazer a ponte entre o grupo e população; - Contacto com a população local e par cipação na vida da comunidade; - Preparação das ac vidades no dia anterior à sua execução; - Adaptação das ac vidades à par cularidade de cada bairro; - Presença ac va no local, das 9 às 12 horas e das 16 às 19 horas; - Divisão por grupos etários (3-7 anos; 8-10 anos; 11-14 anos; maiores de 15 anos); - Realização de ac vidades lúdicas e forma vas com os jovens e crianças; - Percurso pelo bairro, animado através de jogos e músicas, para fazer a convocatória; - Formação de animadores e catequistas adultos; - Avaliação diária.

Calendário da presença em San ago: - 25 a 30 de Julho - Achada Grande Trás; - 01 a 06 de Agosto - Castelão; - 08 a 13 de Agosto - Achada Grande Frente; - 15 a 20 de Agosto - S. Francisco.

7


Achada Grande Trรกs

8


Achada Grande Trás foi o primeiro contacto efec vo dos voluntários com a população de Cabo Verde, tendo sido acolhidos por um grupo local de jovens, "Jovens Unidos a Semear o Bem", que fez a ponte com a comunidade. Este bairro fica rela vamente distante do centro da cidade e é parco de infra-estruturas para ac vidades e jogos. Para contornar essa dificuldade u lizou-se uma pequena capela e o espaço livre em redor. Diariamente fizeram-se ac vidades despor vas, lúdicas e forma vas para as crianças e jovens. Em duas manhãs as ac vidades realizaram-se no Por nho, uma praia da zona. As crianças foram convocadas diariamente para as ac vidades mediante uma "animação de rua" feita pelos voluntários. Ao longo da semana verificou-se um aumento gradual do número de presenças nas ac vidades. A formação de catequistas e animadores adultos decorreu em dois dias. Por falta de informação, a primeira sessão teve fraca adesão e, por isso, foi aproveitada para um diálogo com o intuito de conhecer ainda melhor a realidade local. Já no segundo dia houve maior assistência e cumpriram-se os objec vos definidos. Além disto, o grupo dinamizou e par cipou diariamente na Eucaris a da comunidade local. 9


Castel達o

10


O bairro de Castelão encontra-se mais perto do centro da cidade. Houve a possibilidade de usar mais infra-estruturas: uma escola (com um pequeno pá o e seis salas de aula), o centro de dia e um ringue despor vo. Um jovem, que habitualmente trabalha no bairro, e adultos, pertencentes à comunidade, fizeram a ponte entre a população local e os voluntários. Uma vez que a zona onde se realizou o projecto, junto da escola/ringue, era um ponto de encontro habitual, e devido ao elevado número de par cipantes, optou-se por não fazer diariamente a "animação de rua". O número de par cipantes também aumentou ao longo da semana. Sendo as infra-estruturas citadas uma mais valia optou-se por rar par do das mesmas e ali realizar as ac vidades forma vas, lúdicas e despor vas, nomeadamente torneios de futebol e ginás ca acrobá ca. Na formação de catequistas e animadores adultos es veram presentes, em duas sessões de duas horas, cerca de 20 par cipantes. O grupo de voluntários também dinamizou a Eucaris a da comunidade local, realizada todos os dias no pá o da escola. No dia 1 de Agosto, os voluntários e algumas crianças foram entrevistados pela RTP África. A peça foi emi da no programa Nha Cretcheu a 21 de Agosto de 2013. (http://www.youtube.com/watch?v=MbeGs69b2Hs) 11


Achada Grande Frente

12


A Achada Grande Frente reúne um conjunto de boas infra-estruturas o que permi u realizar as ac vidades previstas. Para o efeito, foi usada a capela de S. João Bap sta, a praceta em frente à capela e o pavilhão despor vo da escola primária. A ponte entre o grupo de voluntários e a comunidade local foi feita com a ajuda do responsável da comunidade e de um grupo de jovens. Foi possível u lizar o pavilhão para a realização de ac vidades despor vas por duas manhãs e a u lização da capela para algumas ac vidades lúdico-forma vas ("Bomdia", exibição de filmes e fotografias, formações, etc.) bem como para a eucaris a diária. As restantes ac vidades decorreram na praceta. Também se verificou um aumento gradual do número de par cipantes nas ac vidades realizadas pelo grupo de voluntários. A formação de catequistas e animadores, realizada em dois momentos, teve muita adesão. Contou também com par cipantes de uma comunidade vizinha que ali se deslocaram especificamente para a formação. Como habitualmente, o grupo de voluntários par cipou na Eucaris a local, todos os dias. Animou-a, com a ajuda do coro das crianças, com cân cos. Na úl ma eucaris a a comunidade agradeceu ao grupo de voluntários com uma oferta no momento de Acção de Graças. 13


S達o Francisco

14


São Francisco foi o úl mo local onde se desenvolveu o objec vo I da missão. Trata-se de uma aldeia a cerca de 9 quilómetros da capital, dotada de bons acessos e infraestruturas. Para as ac vidades, u lizou-se a escola, o ringue despor vo e dois campos de futebol. A ponte entre voluntários e comunidade local fez-se com a ajuda de duas jovens da aldeia. A "animação de rua", para convocar os des natários, foi percorrendo, ao longo da semana, toda a aldeia. Realizaram-se ac vidades lúdicas, despor vas e forma vas com os par cipantes, nos espaços atrás mencionados. Comparando com as comunidades anteriores, verificou-se uma maior par cipação dos jovens e adultos nas ac vidades propostas. Realizou-se diariamente a Eucaris a no pá o da escola, aberta, como habitualmente, à comunidade. Devido a problemas de transporte, uma das manhãs o grupo não pôde estar presente. Apesar disso confirmou-se, uma vez mais, o aumento gradual do número de par cipantes em todas as ac vidades realizadas. Por falta de par cipantes, uma vez que vários catequistas e animadores adultos estavam integrados nas outras ac vidades, não se fez formação destes. O grupo de voluntários também gostou muito de estar presente nesta comunidade mais rural uma vez que ficou a conhecer uma faceta diferente de Cabo Verde. 15


Objec vo II

"No final sen que dei e que recebi ainda mais. Esta experiência alterou em mim perspe vas e conceitos. Fez-me olhar para as coisas de maneira diferente, mudou o significado de simplicidade e de genuíno." (Madalena Potes)

"Percebo agora que ser voluntário em Cabo Verde é trazer a mala cheia de recordações, momentos gravados na memória, histórias para contar e muitas amizades novas." (João Fialho)

Placa colocada na Creche.

16

Localização da Creche/Jardim de Infância Graça da Criança.


O Objec vo II da Missão Cabo Verde era dotar uma creche/jardim de infância (0-6 anos), com capacidade para 120 crianças, com equipamentos novos e funcionais. A ins tuição Graça da Criança foi a contemplada já que os materiais da mesma eram escassos e de condições precárias. Esta situa-se no coração da Cidade da Praia, zona do Plateau, junto ao Liceu. A Paróquia de Nossa Senhora da Graça realizou obras de remodelação, melhoramento e ampliação do espaço com vista a poder acolher um maior número de crianças. A Fundação Salesianos | Programa D. Bosco Projeto Vida, através dos voluntários que par ciparam na "Missão Cabo Verde" e com a ajuda de empresas e par culares, fez a angariação necessária à aquisição do mobiliário, materiais didác cos, roupas, livros e jogos. Quando par u o primeiro contentor, em Julho de 2013, não se nha ainda reunido a verba suficiente para adquirir todos os materiais pretendidos. No entanto, tal foi possível, graças à ajuda de mais duas empresas, e procedeu-se ao envio de uma segunda carga em Janeiro de 2014 com os materiais em falta. Ainda que o calendário não vesse sido o programado cumpriu-se o Objec vo II da Missão.

17


Orçamento e Demonstração de Fluxos de Caixa Orçamento Sala 1 - 30 bebés dos 0 aos 3 anos 10 x Camas de bebé € 757,70 10 x Colchões € 290,30 20 x Catres empilháveis € 440,00 15 x Cadeiras de bebé € 60,90 03 x Cadeiras de adulto € 39,00 02 x Mesas redondas € 147,00 02 x Armários € 381,77 04 x Chão amortecedor € 331,20 TOTAL € 2.447,87 + IVA

Sala 2 - 30 crianças dos 3 aos 4 anos 30 x Catres empilháveis € 660,00 02 x Base rodas p/ catres € 50,00 30 x Cadeiras de criança € 187,80 03 x Cadeiras de adulto € 39,00 06 x Mesas € 356,00 02 x Armários € 381,77 02 x Quadros verdes € 55,22 01 x Chão amortecedor € 82,80 TOTAL € 1.812,59 + IVA

Sala 3 - 30 crianças dos 4 aos 5 anos 30 x Catres empilháveis € 660,00 02 x Base rodas p/ catres € 50,00 30 x Cadeiras de criança € 187,80 03 x Cadeiras de adulto € 39,00 06 x Mesas € 356,00 02 x Armários € 381,77 02 x Quadros verdes € 55,22 01 x Chão amortecedor € 82,80 TOTAL € 1.812,59 + IVA

Sala 4 - 30 crianças dos 5 aos 6 anos 30 x Catres empilháveis € 660,00 02 x Base rodas p/ catres € 50,00 30 x Cadeiras de criança € 225,00 03 x Cadeiras de adulto € 39,00 06 x Mesas € 356,00 02 x Armários € 381,77 02 x Quadros verdes € 55,22 01 x Chão amortecedor € 82,80 TOTAL € 1.849,79 + IVA

Refeitório 90 x Cadeiras de criança € 675,00 15 x Mesas rectangulares € 915,00 TOTAL € 1.590,00 + IVA

Contentor de 20 pés Aluguer e envio:

€ 1.783,25

Par culares e Fundação Salesianos

O Chão amortecedor das 4 salas foi subs tuído por outro mais resistente. Os Quadros verdes, das Salas 2 e 3, foram subs tuídos por quadros brancos oferecidos. As Cadeiras de Bebé, da Sala 1, foram também oferecidas. As camas e colchões da Sala 1 acabaram por ser adquiridos em Cabo Verde. O remanescente destas mudanças reverteu para o transporte, que foi mais caro do que aquilo 18 que estava orçamentado, uma vez que foi necessário proceder a dois envios marí mos.


Demonstração dos fluxos de caixa - Obje vo I Europ Assistance Portugal 901,01 € oferta de Seguro de Assistência em Viagem

Demonstração dos fluxos de caixa - Objec vo II Creche/Jardim de Infância Entradas Accenture Portugal Banco Interatlân co - Grupo CGD Europ Assistance Portugal Glin - Global Intelligent Technologies Microdiag Miranda Correia Amendoeira & Associados Seaside Par culares e Fundação Salesianos Total

1.614,50 € 2.130,23 € 1.000,00 € 2.275,24 € 500,00 € 1.590,00 € 1.955,70 € 914,21 € 11.979,88 €

Tapetes Liane Tapetes Areal Editores Material Creche (Julho 2013) 1ª Carga marí ma (Julho de 2013) Material Creche (Dezembro 2013) 2ª Carga marí ma (Janeiro de 2014) Total

Saídas -266,52 € -288,68 € -4.988,25 € -1.464,43 € -3.696,53 € -1.275,47 € -11.979,88 €

19


Rua Saraiva de Carvalho, 275 | 1399-020 Lisboa www.fundacaodbosco.org E-mail: fundacaodb.pv@salesianos.pt Tlf. 210 900 600

Missão Cabo Verde  

Missão Cabo Verde: um projeto de voluntariado salesiano dum grupo de jovens voluntários. Relatório das atividades e das contas. Fundação Sa...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you