Page 1

Xangri-Lá, 29 maio de 2010 - Pg 08

Xangri-Lá, 19 de fevereiro de 2010 - Pg 05

SAÚDE - Bucal

Tarso lidera com 34% no RS, diz Vox Populi/Band

Você tem mau hálito?

Petista larga com vantagem sobre José Fogaça, do PMDB, que tem 29% das intenções de voto

A maioria das pessoas não sabe que tem mau hálito, ou “halitose”, como dizem os dentistas. Alguns estudos mostram que o número de pessoas com mau hálito chega a 50% da população adulta (1). Estima-se que, só nos Estados Unidos, cerca de 60 milhões de pessoas sofrem de halitose crônica (2). Entre as causas do mau hálito estão certos alimentos, condições de saúde e hábitos pessoais. Em muitos casos, uma higiene dentária apropriada pode resolver o problema. Se as técnicas simples de higiene bucal não derem resultado, é aconselhável que você consulte seu médico ou dentista para assegurar-se de que a causa do mau hálito não seja um problema mais sério. Causa do mau hálito

Saúde

Sucos de frutas são opções para NÃO DEIXE O SONO FUGIR o calor

Não há tormento maior do que varar a madrugada sem conseguir dormir e ainda, no dia seguinte, ter de enfrentar um dia de trabalho. Estudos estimam que a insônia é um distúrbio que atinge de 30 a 50% da população mundial, mas que também boa parte desses casos podem ser evitados com mudanças simples como respeitar horários das refeições e evitar o consumo de estimulantes à noite, como chá, café, refrigerantes. Segundo o neurofisiologista Israel Roitman, médico do

Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, as causas da insônia são incertas e só um diagnóstico preciso é capaz de apontar a solução do problema em cada paciente. Contudo, acredita-se que boa parte das razões de uma pessoa ter insônia esteja relacionada a alterações hormonais e a fatores psíquicos sociais. Por isso, inclusive, recomenda-se que a pessoa que sofre de insônia tente diminuir suas crises seguindo algumas regras simples que ajudam a contornar essas oscilações do organismo. Confira: • Ir para a cama somente quando estiver com bastante sono. • Manter horários regulares para se deitar e levantar. • Evitar ir se deitar com fome ou sede. • Procurar dormir em ambiente escuro, silencioso e com temperatura agradável. • Não fazer exercícios físicos perto da hora de deitar.

Veja o que comer e beber quando está com diarréia Se você fez parte das estatísticas das pessoas acometidas por diarreia nas últimas semanas, principalmente no litoral, saiba que o perigo ainda ronda. E, com a chegada de mais um feriado e dias de folia, é bom se prevenir. Água e alimentos contaminados são os grandes vilões das viroses em geral. Entre os resultados está a diarreia, que abre espaço à desidratação. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, a cada ano, mais de 2 milhões de pessoas morram por doenças diarreicas. Portanto, é importante ficar atento. Mas quando o problema se manifesta, você sabe o que beber, o que comer e o que fazer? As principais dúvidas são como evitar a desidratação e o que precisa entrar e sair do cardápio. Alimentação - Os surtos de doenças transmitidas por alimentos (DTA) são uma das possíveis causas de diarreia e ainda apresentam uma lista de outros sintomas: falta de apetite, náuseas, vômitos, dores abdominais e febre. Há um registro médio de 665 surtos por ano no Brasil, com 13 mil doentes, causados pela ingestão de comidas ou bebidas contaminadas. Os principais produtos vilões, segundo a Secretaria de Vigilância em Saúde, são ovos crus e mal cozidos (22,8%), carnes vermelhas (11,7), sobremesas (10,9%), água (8,8%), leite e derivados (7,1%). Existem mais de 250 tipos de DTAs e a maioria é ocasionada por bactérias e suas toxinas, vírus e parasitas. As condições que favorecem a contaminação são erros de higiene pessoal, preparo com muita antecedência das iguarias e refrigeração inadequada. beber. A melhor maneira de se cuidar é ingerir água. “Em geral, a recomendação fica em torno de dois litros de líquido por dia. Em medidas caseiras, seria o equivalente a oito copos. Quatro deles devem ser de água e o restante de outros líquidos”, afirmou a nutricionista Alessandra Paula Nunes, professora do curso de nutrição do Centro Universitário São Camilo, de São Paulo. Sucos, água de coco, chás claros e leite são boas pedidas. O cardápio do precavido deve conter frutas, legumes e verduras, já que apresentam alto teor de água na composição. Em média, são recomendadas de três a cinco porções diárias de frutas e vegetais. Vale ressaltar que nem todos os líquidos colaboram com a hidratação. Alguns têm efeito diurético. É o caso de bebidas alcoólicas, café, chá-mate e refrigerantes

Sucos de frutas e hortaliças são boas opções para o verão O calor do verão pede hidratação intensificada. Entre as maneiras de se cuidar está a de saborear sucos. E as opções vão além das tradicionais com frutas. Também vale incrementá-las com hortaliças. O resultado ¿turbinado¿ traz não só benefícios à saúde, mas também alguns à aparência, como ajudar a diminuir a indesejável celulite e a intensificar o bronzeado.

Saiba como se proteger do corrimento vaginal no verão O efeito maléfico do verão no corpo da mulher não se restringe ao ressecamento do cabelo e da pele. Não há nada mais comum nessa temporada de sol que o corrimento vaginal. A leucorreia, como é chamado o problema, pode ter várias causas e, na maioria das vezes, pode ser evitada e tratada com facilidade. “O corrimento é normal no verão, ainda mais depois de férias na praia, pois o calor e umidade propiciam aos fungos e bactérias o meio adequado para crescerem”, disse Nara Mattia, ginecologista e mastologista. O corrimento vaginal pode ser fisiológico. Quando é normal é apenas uma secreção lubrificante. Esse tipo de secreção aparece dependendo da época do ciclo menstrual e por inúmeros motivos como o uso de absorvente, depilação em excesso, calça justa, calcinha de náilon, entre outros. “Existe uma umidade vaginal que molha a calcinha das mulheres todos os dias”, disse o ginecologista Luiz Fernando Leite. Quando é patológico, ou seja, infeccioso, o corrimento pode ser de três tipos: monolíase, mais conhecido como candidíase, tricomoníase e gardnerella. A candidíase é a mais comum. Nem sempre transmissível pelas relações sexuais. Vários fatores podem contribuir para ela se manifestar como, por exemplo, a imunidade baixa. “Cerca de 50% dos corrimentos são candidíase”, afirmou o médico. Tanto na tricomoníase quanto na gardnerella, o odor do corrimento é forte e a transmissão sexual é o principal fator de contração da doença. “O aspecto da secreção da candidíase é de um leite coalhado. Na gardnerella o aspecto é bolhoso e tem cheiro fortíssimo. A tricomoníase é uma média dos dois”, disse Nara Mattia. Os principais causadores dos corrimentos respondem a pomadas simples, disponíveis em postos de saúde. Somente o médico poderá indicar o tratamento mais adequado para o tipo de infecção. Produtos comprados em farmácias, sem receita, como sprays vaginais, apenas disfarçam o odor, mascarando a doença e dificultando o tratamento posterior. No exame ginecológico, o médico observa a cor, a consistência e o odor da secreção vaginal para saber se há sinal de que há infecção e o material colhido é analisado por um laboratório. Mulheres em qualquer idade podem apresentar algum tipo de infecção genital. O ato sexual (principalmente desprotegido) é o maior fator para o seu aparecimento. Confira, abaixo, o que é preciso fazer para evitar o problema:

O mau hálito pode ser causado por fatores externos e internos. Os fatores externos podem estar relacionados com o tipo de alimento que você come (como atum ou tacos) e os condimentos com que são preparados (como, por exemplo, alho, cebola e outros). Se achar que seu mau hálito é produzido pelos alimentos que você consome, faça uma lista do que você come para determinar se esta é a causa real. As pessoas que fumam ou ingerem bebidas alcoólicas também podem sofrer de mau hálito. Entre os fatores internos estão aqueles ligados à higiene bucal, que podem afetar o corpo de forma sistêmica. A língua é um dos lugares nos quais as bactérias podem proliferar. A maioria das bactérias que causam o mau hálito produzem substâncias chamadas “compostos sulfurados voláteis” ou CSV. Os CSV causadores do mau hálito são representados, principalmente, pelo sulfeto de hidrogênio e o metil mercapatana. A maioria dessas bactérias acumulam-se na parte posterior da língua. Outras causas do mau hálito podem ser (3): Problemas dentários (má higiene bucal, gengivite e doenças periodontais); Próteses Totais (os alimentos e a placa bacteriana podem aderir a próteses totais); Boca ressecada (falta de fluxo salivar); Problemas na boca, nariz e garganta (infecções dos seios [maxilares/paranasais] e da garganta ou tonsilite críptica); Enfermidades sistêmicas (diabetes, infecção ou abscesso pulmonar, insuficiência renal/hepática, distúrbio gastrintestinal); Pacientes em dietas regulares Por favor, consulte seu dentista para saber se você sofre de mau hálito e continue a usar creme dental antibacteriano com flúor, fio dental e limpador de língua.

ABC da Saúde

O que fazer quando tiver Dor de garganta? Dor de garganta - uma das PIORES dores existentes...e, de madrugada? Quando se quer dormir, e, muitas vezes, não se consegue (além de DOERAO ENGOLIR); é um baita incômodo! Seguem algumas dicas: - Chupar (mas não engolir) folhas de SÁLVIA - alivia bastante, e é um 'remédio' natural; - Comer mel. Ao engoli-lo, melhora-se bastante! - Para diminuir a dor (embora não resolva), é chupar (e engolir) PASTILHAS DE HORTELÃ...recomendo a da marca GAROTO (aquelas que vêm em embalagem verde); são bem em conta, e aliviam bastante!

Serra volta a criticar Bolívia e nega ter perdido vice Serra volta a criticar Bolívia e nega ter perdido vice Em Gramado, tucano participou de congresso de secretários de saúde. ’Você só perde o que tem. Ele não era candidato a vice’, disse sobre Aécio. Da Agência Estado Você só perde o que tem. Ele (Aécio) não era candidato a vice.” José Serra O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, voltou a criticar nesta quinta-feira (27) o trabalho do governo boliviano na fronteira com o Brasil. “Vocês já ouviram falar de algum controle do governo boliviano com relação a esse contrabando que entra no Brasil? Eu nunca ouvi falar”, disse em visita a Gramado. O pré-candidato, que participa do 26º Congresso Nacional de Secretários Municipais de Saúde na cidade gaúcha, defendeu que o Brasil pressione o país vizinho. “A meu ver, o Brasil deveria falar com o governo boliviano, fazer gestões, pressionar para que controlem a exportação ilegal de cocaína para nossa juventude. Essa que é a questão fundamental”.

No mesmo dia em que o pré-candidato tucano à Presidência, José Serra, intensificou as articulações em busca de apoio no Rio Grande do Sul, pesquisa encomendada ao instituto Vox Populi pela TV Bandeirantes confirma a vantagem do petista Tarso Genro na corrida pelo governo estadual. Ex-ministro da Justiça no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Tarso aparece no levantamento com 34% das intenções de voto, 15 pontos à frente do peemedebista José Fogaça, que tem 29%. Em terceiro lugar, a governadora tucana Yeda Crusius tem 10%. No pé da relação, estão Pedro Ruas (PSOL) e Mont Serrat Martins (PV), ambos com 1%. Brancos e nulos totalizaram 5%, enquanto 20% não souberam ou não responderam. Tarso manteve-se estável em comparação à última pesquisa realizada pelo instituto, em janeiro deste ano. Na época, Fogaça tinha 30% e Yeda, 7%. Ruas aparecia com 3% e Mont Serrat não pontuou. A pesquisa contou com 700 entrevistas e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob número 15.855/10 e no Tribunal Superior

Eleitoral sob número 11.313/10. O Vox Populi elaborou uma segunda simulação, mas o cenário ainda considerava a candidatura do deputado Beto Albuquerque (PSB), que já se retirou da disputa. Ainda assim, Tarso também largaria na frente, com 32%. Fogaça seguiria, com 27%, sucedido por Yeda, com 10%. Albuquerque (PSB) teria 7%, seguido por Pedro Ruas, Luís Augusto Lara (PTB) e Mont Serrat, todos com 1%. No quesito rejeição, quem lidera é Yeda. A governadora tem 36%, em comparação a 7% contabilizados por Tarso e por Ruas. Albuquerque, Fogaça, Luís Augusto Lara e Mont Serrat aparecem em seguida, todos com 4%. Na pesquisa espontânea, Tarso contabilizou 10% das intenções de voto. Fogaça veio a seguir, com 8%, enquanto Yeda ficou com 4% e Albuquerque teve 1%. Nesse caso, 1% dos entrevistados mencionaram o ex-governador Germano Rigotto.

FEGAM PROMOVE EM XANGRI-LÁ COMAPOIO DO JORNALDE XANGRI-LÁ,PROJETO DO MINISTÉRIO DA CULTURA DENOMINADO MOSTRA POPULAR DE CINEMA CONFIRAAS DATAS NO SALÃO DO BAIRRO FIGUEIRINHA, SEMPRE ÀS 19:00 HS DIAS: 17/06/2010, 15/07/2010, 19/08/2010, 16/09/2010, 14/10/2010, 18/11/2010 E 16/12/2010.

NO TEMPLO DA IGREJA AVIVAMENTO PARA AS NAÇÕES, SEMPRE ÁS 19:30 HS DIAS: 18/06/2010, 16/07/2010, 20/08/2010, 17/09/2010, 22/10/2010, 19/11/2010, 17/12/2010.

Lula defende união nacional para garantir o sucesso ao combate ao crack Plano prevê a reinserção social e ocupacional dos ex-usuários Até o fim do mandato, o combate ao crack deve ser a prioridade de Lula. Os R$ 410 milhões previstos no Plano Integrado para Enfrentamento do Crack, lançado na última quinta-feira, serão investidos no treinamento de profissionais da rede pública de saúde e assistência social para tratamento de usuários e famílias. Segundo Lula, o plano também prevê a reinserção social e ocupacional dos exusuários. O presidente disse que o crack ‘ é uma droga nova, devastadora’, que por ser muito barata alcança muitos usuários e que o governo precisará do apoio de estados, municípios e da sociedade civil para enfrentar o problema. — É uma luta de todos. Antigamente você achava que droga só tinha nas grandes cidades, o crack está indo para o interior, para as cidades pequenas. Então, nós

temos que ter muito mais unidade para combater esse tipo de droga. O presidente comemorou os dados mais recentes de geração de emprego no país e disse que a meta é chegar ao fim de 2010 com saldo de 2 milhões de novas vagas. No último mês, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho registrou a criação de 305.068 postos de trabalho, recorde para um mês de abril desde o início da série histórica. — Estamos trabalhando com a hipótese de que cheguemos ao final do ano com 2 milhões de empregos criados somente este ano. Se o Brasil continuar assim, eu penso que nós daremos um salto de qualidade extraordinária para ser um dos países do mundo com o menor índice de desemprego — disse Lula em seu programa semanal de rádio, Café com o Presidente.


Jornal de Xangrilá  

Enfermidades sistêmicas (diabetes, infecção ou abscesso pulmonar, insuficiência renal/hepática, distúrbio gastrintestinal); Próteses Totais...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you