Issuu on Google+

Edição nº 1252 | Sábado, 1º de Março de 2014 | R$ 3,00 Redação | R$ 3,70 Pontos de Venda

www.jornalvr.com.br

visao@jornalvr.com.br | Fone: (54)3324-1723

Ibirubá rumo aos 60 anos do município N

a foto, desfile em comemoração ao primeiro aniversário do Município, em 1956. O dia de ontem, 28 de fevereiro, marcou os 59 anos da emancipação. A despeito de anos anteriores, quando inclusive houve gastos excessivos com grandes shows, desta vez a data passou em branco (Edição Especial)


2

Opinião

Sábado | 1º de Maço de 2014

Brasil embrutecido Não basta dizer que nada é feito contra tal processo. O que se passa, de fato, é que nem sequer o notamos Janio de Freitas*

U

m homem espera, sozinho, o ônibus que o levará para casa. Dois carros param diante dele. Os homens que descem o massacram furiosamente com barras de ferro. Até reduzi-lo a um monturo de sangue e carne sem vida. Entram nos carros e vão embora. A fúria assassina desses agressores está abaixo da mais primitiva desumanidade. Mais uma briga de torcida, como disse a notícia? “Torcedores do São Paulo agrediram um torcedor do Santos, que morreu”. Nem como hipótese. Estamos, no Brasil, em um agravamento da brutalidade que não cabe mais nos largos limites do classificável como violência urbana. E não basta dizer que nada é feito contra tal processo. O que se passa, de fato, é que nem sequer o notamos. Convive-se com o agravamento como uma contingência incômoda, em seus momentos mais gritantes, mas natural, meras desordens da desigualdade social. Nada a ver com a perversa desigualdade social. O homem massacrado por vestir a camisa do Santos era portador da desigualdade como o são os monstros que vestiam a camisa do São Paulo. Os bandos criminosos que voltaram a digladiar-se em algumas favelas do Rio formaram-se e vivem nas mesmas misérias da desigualdade social. O agravamento da brutalidade no Brasil é um processo em si mesmo. E não está só nos territórios da pobreza. A própria incapacidade de percebê-lo é um

sintoma do embrutecimento sem distinções sociais, econômicas e culturais. Outros sintomas poderiam ser notados – na deseducação, no rebaixamento individual e coletivo dos costumes, em muito do que os meios de comunicação tomam como modernidade, na política. Até onde a elevação do trato entre suas excelências parecia inexaurível – no Supremo. Um homem espera um ônibus que o levará para casa. Onde nunca mais chegará. E onde o esperavam um filho de meses e a mulher. Mais uma banal tragédia para duas pessoas, às vezes são quatro, podem ser sete nas casas dos Amarildos? Sem interesse político para explorá-lo, será só isso mesmo, “mais uma briga de torcida que acaba em morte”. É, no entanto, um gigantesco questionamento ao país e à sua perdição cega e surda, embalada pela degeneração de suas “elites”, todas elas. Briga de torcida? Bandos de criminosos estão agora atacando a polícia, no que assim representa a segunda fase – a da reação – do programa de UPPs, as Unidades de Polícia Pacificadora cuja instalação em cidadelas do crime restaurou muito do Rio. No país todo, qualquer incidente, inclusive se provocado por bandos criminosos em disputa, leva à interrupção de ruas e estradas, incêndios de ônibus e carros, já também de moradias destinadas à própria pobreza. A internet convoca sem cerimônia e sem restrição para violências, não lhe bastando os brasileiros, também contra os estrangeiros que venham à Copa e até contra times. À espera do ônibus ou dentro do carro, branco, negro, pobre, rico: o Brasil se embrutece. E o Brasil nem sequer se nota. (*) Colunista da Folha de S. Paulo

Correção

CHARGE

Uma ressalva quanto à matéria referente ao Cinquentenário da empresa Vence Tudo, publicada na edição anterior: o coquetel de lançamento ocorreu na quarta-feira, dia 19, e não na quinta, como veiculado.

VISÃO REGIONAL

Coluna do Élbio el.bito@globo.com

Tempos modernos... nem tanto assim! Por Aquilino R. Leal Confessamos que a tal onda verde é recente. Em nosso tempo não preocupávamos com isso... Os supermercados nos concediam sacolas de papel que não agrediam tanto o meio ambiente - devido ao elevado e crescente custo (escassez de celulose?) os supermercados tentaram cobrar por elas, sendo impedidos por alguma das infinitas leis de nosso país. A solução: utilizar as famigeradas sacas plásticas a custo infinitamente menor que as primeiras sem qualquer preocupação quanto ao meio ambiente: na época não havia a atual onda verde. Mais se importando com os lucros que com o meio ambiente, os dirigentes dos grandes conglomerados de supermercados voltaram à carga pressionando os legisladores (muitos deles acionistas de tais instituições) invocando o atual ‘modismo verde tupiniquim’. Em verdade pretendendo passar o ônus para o consumidor, tudo porque gerações passadas não se preocuparam com o meio ambiente... Verdade? Ou mais uma falácia tanta vezes repetida que está parecendo verdade aos olhos dos mais incautos? Querem imputar às gerações passadas um custo ambiental que elas não provocaram; mas sim os grandes conglomerados internacionais, a eles devem ser imputadas todas as penas... E devem pagar por isso! Não nós! E porque gerações passadas haveriam de preocupar-se? Vamos a alguns fatos, reais, pelo qual nós mesmos passamos: - Naquela época as garrafas de leite, refrigerante, cerveja etc. eram devolvidas à loja, que as enviava de volta à fábrica para serem lavadas e esterilizadas antes de cada reuso; sendo assim, utilizadas por diversas vezes. Não fomos nós que substituímos tais vasilhames... - Quando com sede não usávamos copos de plástico e muito menos as garrafas PET, que poluem nossas águas por falta de educação de quem lá as joga (atual geração). - Não existiam as canetas descartáveis, elas eram recarregadas com tinta tantas vezes quantas necessárias ao invés de comprar outra, como o faz a geração atual. (continua)

MEMÓRIA VIVA

J.L. Publicidades Ltda.

O leitor Celso Almiro Willig colaborou com uma foto de sua turma com o professor Guilherme Bücker, da Escola Marechal Teodoro da Fonseca, na Linha 5/Quinze de Novembro (antes pertencente a Cruz Alta). A foto foi feita em 1953, na frente do salão da Sociedade de Cantores Progresso.

CNPJ 93.393.783/0001-00 CGC/ICMS 064/0031110 Registrada sob nº 02 Livro B, fl . 1 e 2 no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas/Ibirubá Ibirubá: Rua Serafi m Fagundes, 1084 - Fone: (54) 3324-1723 E-mail: visao@jornalvr.com.br Tapera: Rua Duque de Caxias, 460 - Fone: (54) 3385-2925 E-mail: tapera@jornaldaintegracao.com.br Circulação semanal aos sábados em Ibirubá, Quinze de Novembro e Fortaleza dos Valos. Os cadernos Social e Classificados circulam também em Tapera, Selbach, Lagoa dos Três Cantos, Victor Graeff e Colorado. Impressão: Cia da Arte - CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146. Fone: (55) 3331-0318 – Ijuí/RS Representante em Porto Alegre: Pereira de Souza & Cia. Ltda. Exemplar avulso: R$ 3,00 (Redação) Tiragem: 2.000 exemplares Jornal fi liado à Adjori Conceitos assinados não traduzem a opinião do jornal. São responsabilidade de seus autores.

Primeira edição em 29/03/1989 Circulação ininterrupta desde 15/04/1990 Diretor Responsável: Gustavo Brenner - MTB 26010 Diagramação: Raquel Balin Corrêa - MTB 15867


VISÃO REGIONAL

Geral

Sábado | 1º de Maço de 2014

Região pode sediar Abertura Oficial da Colheita da Soja untamente com representantes da cadeira produtiva, o vice-presidente nacional da Aprosoja, Prefeito de Tapera Ireneu Orth, participou dia 21/2 da reunião de planejamento da 7ª Abertura Oficial da Colheita da Soja, em Tupanciretã. A programação deve acontecer nos dias 28 ou 29/3, em local a ser definido. O secretário adjunto da Secretaria Estadual de Agricultura, engenheiro agrônomo Claudio Fioreze, salientou a importância do evento: a soja é a principal cultura no Estado do RS, devendo alcançar uma produção de 13 milhões de toneladas nesta safra. Os representantes da Aprosoja, Ireneu e Décio Teixeira, destacaram a importância da soja para todo o país e a necessidade de incluir na programação um debate sobre os royalties da soja. Foram definidos alguns painéis: Os Derivados da Soja, Nutrição e Agregação de Valor (Embrapa Soja); Políticas Públicas e Programas nas Áreas de Infraestrutura Rural e Energias (Seapa); Perspectivas, Gargalos e Metas da Soja (Aprosoja).

Foto: Fernanda Malheiros

J

Tupanciretã sediou a reunião

3


4

Especial

Sábado | 1º de Maço de 2014

VISÃO REGIONAL

“Viver sua cidade, conhecer sua história” Jorge Gonçalves Ferreira é natural de Soledade, tem 49 anos e é hoje funcionário da Biblioteca Pública Justino Guimarães Neto. Cursou o Ensino Médio na cidade de Passo Fundo, passou em um concurso da Brigada Militar e se mudou em 1984 para Porto Alegre, onde viveu por longo período. Mais tarde, abdicou da carreira na BM para estudar Biblioteconomia na Ufrgs. Depois de formado, trabalhou nas redes particulares de ensino São Francisco e Educação Adventista em Porto Alegre, na FINAC – Faculdade Nacional e também na UERGS – Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Jorge escolheu vir para Ibirubá em 2012, após passar no concurso pú-

blico para a vaga de bibliotecário. Estabeleceu-se na cidade, casou com Lucia Fernanda Wohlenberg e decidiu pesquisar sobre a história local. Sentida a necessidade de Ibirubá ter um acervo cultural, o pesquisador iniciou esse resgate histórico com foco na interação e participação da comunidade, justamente para que a população tenha mais informações sobre onde vive. Todos os seus estudos estão disponíveis na Biblioteca Pública. As fontes usadas como referências são jornais antigos, arquivos do Museu Theobaldo Becker e, principalmente, a memória das pessoas. É da interação com a comunidade que se espera obter um com-

portamento preservacionista e respeitoso em relação às tradições, saberes e culturas locais, elementos imprescindíveis à construção da cidadania. Jorge sente-se realizado com seu trabalho e acredita que a informação precisa ser repassada, tendo projetos futuros de publicar uma revista ou realizar exposições fotográficas de famílias. Ele pesquisa a colonização do município e o papel dos pioneiros. “Quando falamos de “colonos” não estamos apenas falando do agricultor, pois colono foi também o ferreiro, o marceneiro, o carpinteiro, o professor, o religioso, o comerciante e o industrial (madeireiras, cervejarias,

moinhos), que vieram povoar Ibirubá e região, independente da etnia, gênero ou do local de origem, e aqui deixaram sua marca no desenvolvimento sócio-econômico-cultural”, analisa Jorge. Assim, através desse conhecimento pretende-se mostrar para a população que o município não é uma entidade abstrata, que se coloca acima dos indivíduos, mas sim uma construção histórica social e uma conquista de todos que nele vivem. A explicitação da origem, o entendimento e a preservação daquilo que é coisa pública, ou seja, a cidadania consciente, só é possível a partir da socialização do conhecimento, que nada mais é do que compartilhar a memó-

ria oral e presencial. “Um fator emocional que influencia na continuidade dos trabalhos de resgate histórico é obter informações que mostram a garra de um povo pioneiro, imigrante, que chega a um local estranho com a esperança de uma vida melhor pra si e seus familiares. Encontram e enfrentam adversidades, tanto as físicas, que vem na transposição de obstáculos naturais da região, como as emocionais, causadas pelas saudades e pela angústia de ver a família muitas vezes sentindo frio e fome. Hoje, o bom é que nos sentimos como se estivéssemos sabendo o final de um filme, cientes de que eles venceram e deixaram para nós uma Ibirubá

Jorge, bibliotecário e pesquisador próspera e com qualidade de vida para os que aqui nasceram ou escolheram morar”, revela Jorge sobre as razões que o inspiram a fazer esse trabalho, com amor pela Terra da Pitangueira.


Especial

VISÃO REGIONAL

Cotribá: construindo o segundo século de história Aos 103 anos, a Cotribá tem hoje 8.065 associados

A

Cooperativa Agrícola Mista General Osório - Cotribá realizou na manhã de 21/2, sextafeira, assembleia geral na Asfuca. O presidente Celso Krug e o vice-presidente Ênio Nascimento coordenaram a atividade. Foi apresentado o relatório de gestão 2013, a prestação de contas e o

balanço patrimonial, bem como o demonstrativo de sobras e perdas. No ano houve redução da venda de fertilizantes e um grande faturamento na área de defensivos, combustíveis, rações, peças (material de construção), insumos de veterinária, material de consumo (base), calcário e também

Conselheiros fiscais eleitos

Conselho Administrativo

na área de sementes. Grande público acompanharam a reunião, que também participou da eleição e posse dos conselhos Administrativo e Fiscal da cooperativa. Foram também debatidos outros assuntos, o que estendeu os trabalhos até as 12h, a que se seguiu um almoço para os associados.

Sábado | 1º de Maço de 2014

5


6

Ibirubá

Sábado | 1º de Maço de 2014

Começam as folias de Carnaval

A

s festas de Carnaval na região do Alto Jacuí já começaram. Ontem os foliões divertiram-se no tradicional Carnaval de Rua de Victor Graeff e neste sábado a diversão será no Clube União Espumosense, em Espumoso, com a Banda Exclusiva. Amanhã, a entidade também promoverá matiné infantil. O sábado terá a Festa de Carnaval de Linha Floresta/ Selbach (22h30min), promoção do SC Guarany com a Banda Estrela do Mar. Na segunda-feira, 3, véspera do feriado, ocorre mais uma festa no Clube União Espumosense, novamente com a Banda Exclusiva. Já no feriado de Carnaval, terça-feira, 4, será a vez da terceira idade cair na folia, no Pavilhão Católico de Victor Graeff, com a Banda Voz Ativa.

Em Tapera, sem os bailes do Clube Aliança e o de Linha São Pedro ameaçado, o carnaval fica só na saudade. Já em Ibirubá o bloco OZB abriu as festas de momo quarta-feira, 26, com reunião e entrega das camisetas: são mais de 220 componentes. A preparação para as seis noites começa à tarde, todos os dias, no Society Park. O OZB tinha programado festas quinta no Bugatti (Vinny Lacerda) e ontem em Barra Funda. Hoje, novamente na concentração, show sertanejo universitário de Gabriel & Diego, também aberto ao público. Domingo, pagode do Bola na Trave, antes de o grupo seguir para o Aruba, em Ijuí. E ainda: segunda-feira em Passo Fundo, com o bloco Tira Roupa e terça novamente no Bugatti.

Curso qualifica no atendimento pré-hospitalar

Parte da equipe em treinamento no domingo, 23, durante a final do Municipal. Em pé: Elis, Fábio, Anelise, Jaque, Marla, Julia. Abaixados: Taisa, Adriana, Eliane, Circe, Adriana e Gean

N

o último final de semana ocorreu um curso sobre atendimento pré-hospitalar: socorro e resgate, ministrado pelo grupo SOS – Anjos do Salvamento. O instrutor Fábio Maier conduziu orientações práticas e teóricas, capacitando a equipe da secretaria da Saúde para exercer salvamentos, com apoio da Brigada Militar. As simulações foram feitas para diversos casos: acidentes, queimaduras, fraturas, entorses, luxações. O foco, porém, foram os acidentes graves, uma vez que, o primeiro atendimento é fundamental. Importante salientar que nem sempre a pressa na hora de socorrer um ferido irá ajudar. O salvamento deve ser feito por pessoal especializado. Se a imobilização não for feita corretamente, por exemplo, isso pode causar problemas irreversíveis ao ferido. A enfermeira Adriana Hansen também alertou que, mesmo tendo uma equipe qualificada para atender o município, cada um deve continuar fazendo a sua parte, principalmente agora no Carnaval, com relação ao trânsito.

VISÃO REGIONAL

Reforma quase concluída na Igreja Evangélica

Igreja está sendo reformada

O

svaldo Born, presidente da Comunidade Evangélica, falou esta semana sobre alguns atrasos na reforma da Igreja Evangélica, que ocorrerem devido à entrega do gesso. Porém, até final do mês a obra deve estar concluída. A parte externa do prédio também já está quase pronta. No geral, ainda faltam alguns ajustes: passar massa acrílica sobre o gesso, a pintura interna, lixar o parquet, pinturas,

desenhos e instalar alguns relógios. A Igreja, inaugurada por volta de 1927, possuía madeira de boa qualidade em torno do grande relógio. Essa estrutura foi tratada e permanece, uma vez que o concreto poderia sofrer dano com as badaladas do sino. Por outro lado, outros materiais de madeira foram todos substituídos por concreto, mármore e lajotas. O telhado também foi totalmente renovado. Dia 31 de janeiro, a assembleia

elegeu a nova diretoria da comunidade. Foi escolhido presidente Erno Franken, vice Julio Bohrz, mais Carlota Artmann, André Fredrich e Marli Bohrz. Born se despede satisfeito por ter conseguido fazer a tão esperada reforma. Foram investidos R$ 298 mil. Ele ‘despede-se’ pedindo para que as pessoas acompanhem mais os cultos e aproveitem a nova Igreja, feita para todos os membros.

Instituto Filhos do Coração recebe carro

N

a tarde de quinta-feira, 27, foi feita a entrega ao Instituto Filhos do Coração de um Gol branco, ano 2000. O carro, em ótimo estado, foi cedido pela Secretaria de Agricultura do Estado, do titular Luis Fernando Mainardi, depois de solicitado pelo assessor do deputado Paulo Pimenta (PT), o ibirubense Caio Tiemann.

Bradesco tem novo gerente A

agência do Banco Bradesco de Ibirubá está sendo conduzida por um novo gerente. Diego Alexsander Favero, 32 anos, vem de Serafina Corrêa, município da Serra Gaúcha. Diego é natural de Santa Rosa e começou sua carreira no Bradesco de Carazinho. Mais tarde também atuou em Vacaria e há três anos subiu para gerente, quando foi inaugurada a agência em Serafina Corrêa. Favero disse que conhecia Ibirubá “só de passagem” e que foi bem recebido. “Tive ótimas referências de Ibirubá. Estou gostando do município e tenho sido muito bem recepcionado pelo povo”, destacou.

Diego Alexsander Favero, natural de Santa Rosa


Ibirubá

VISÃO REGIONAL

Sábado | 1º de Maço de 2014

Exposição fotográfica resgata história de Ibirubá

Museu preserva a história do muncicípio

Entrada do Museu Theobaldo Becker

I

niciou segunda-feira, 24, e vai até o dia 7, a exposição da mostra temporária “A Memória de Ibirubá”, no Museu Theobaldo Becker. A comunidade pode ver inúmeros registros que trazem perspectiva à história da cidade. São imagens desde o início do século passado, em especial a partir de 1955, data da emancipação.

7

Ong promove feira de adoções A ong MiAuJuda realizou uma feira de adoções e arrecadação de dinheiro no último domingo, durante a Expocar. A feira reuniu fãs dos bichinhos na Praça General Osório, que ficaram encantados com filhotes de cães e gatos. De 24 animais, 19 foram adotados. É importante ressaltar que a ong se res-

ponsabiliza pela castração e que os filhotes só podem ser levados para casa quando assinado o termo de adoção por seus novos donos. A MiAuJuda realizará outra feira em março, também na praça. Elas devem se tornar mais frequentes devido ao grande número de animais abandonados.

Exposição “A Memória de Ibirubá”

A funcionária Ivanisa conseguiu recuperar um pouco da trajetória ibirubense contando detalhes e mostrando registros importantíssimos da cidade e região. Nesta semana vários visitantes prestigiaram a mostra, incluindo turmas da Escola Floresta. O objetivo é justamente atrair o cidadão, para que se interesse e aprenda mais sobre o lugar onde vive.

Brechó da ong

Expocar: comunidade gosta e prestigia

Carros antigos atraíram bom público

IBIRUBÁ – Os fãs do automobilismo visitaram na último domingo, 23, a 4ª edição da Expocar, na Praça General Osório, promovido pelo Clube de Pilotos Ibirubenses (CPI). Desde cedo, mais de 100 carros foram expostos. Mesmo com o tempo ruim pela manhã, muitas famílias passaram bons momentos de lazer na praça central de Ibirubá. Estiveram presentes no evento o Clube do Antigomobilismo de Espu-

moso e Região, Amisa e CPI, entre outros. Vieram participantes e visitantes de Carazinho, Sarandi, Cruz Alta, Selbach, Espumoso e Quinze de Novembro. Houve arrecadação de alimentos não perecíveis, que serão doados a uma instituição assistencial no dia 28 de março. O pessoal do CPI também abriu espaço para ong MiAuJuda, que instalou um brechó e fez doações de animais.

Coprel apresenta inovações tecnológicas em serviços e ingresso na energia eólica A A Coprel realizou suas Assembleias Gerais Ordinárias na manhã de 27 de fevereiro (quinta-feira), junto à sede social da cooperativa, em Ibirubá. Participaram mais de 800 pessoas.

Assembleia da cooperativa ocorreu na manhã de quinta-feira

Assembleia da Coprel Cooperativa de Energia iniciou às 9h. O presidente Jânio Vital Stefanello apresentou a prestação de contas do Conselho de Administração, compreendendo os indicadores, balanços patrimonial e social, relatório das atividades e detalhamento dos investimentos realizados. Na destinação das sobras do exercício 2013, foram priorizados os fundos para expansão de redes e o programa social Auxílio Pecúlio. A Coprel Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento iniciou sua Assembleia às 11h, com o cumprimento à ordem do dia conforme edital de convocação. Ao apresentar o balanço da cooperativa em 2013, destacou-se a evolução dos projetos de geração de energia eólica com a criação da empresa Sopro do Minuano. Havia um forte incentivo de todo o conselho para o ingresso da coopera-

tiva nesta área. E as sobras do exercício 2013 serão para o Fundo para Projetos de Geração de Energia Renovável – contemplando a geração de Energia Eólica e Pequenas Centrais Hidrelétricas. Um dos momentos mais importantes da Assembleia foi a apresentação dos investimentos consolidados de 2013 e a projeção para este ano. “A Coprel e suas coligadas (Amisa, Triway e BME) investiram 50,3 milhões de reais no ano de 2013. Para 2014, a projeção é de 46,6 milhões em investimentos. A Coprel, em seu planejamento estratégico, prioriza investimentos em subestações, redes trifásicas e interligações de alimentadores. Apresentamos também uma inovação tecnológica: são tablets que serão utilizados pelos eletricistas para acessar as ocorrências com mais agilidade. Tudo para diminuir o tempo que as famílias cooperantes ficam sem energia. Na Coprel Geração, confirmamos

importantes investimentos em geração de Energia Eólica, promovendo o desenvolvimento sustentável com responsabilidade ambiental”, destacou o presidente Jânio Stefanello, sobre o compromisso da cooperativa com o crescimento social e econômico das comunidades. Cada cooperante recebeu um exemplar impresso do Balanço Social da Coprel Energia e da Coprel Geração, com a descrição dos dados apresentados na Assembleia. Na ocasião também foi realizada a eleição dos membros do Conselho Fiscal da Coprel Energia; e dos Conselhos de Administração e Fiscal da Coprel Geração e Desenvolvimento. Os nomes foram indicados pelo Conselho Consultivo, seguindo um regimento eleitoral que prevê a participação de todas as sete regiões. Está disponível no portal www. coprel.com.br a relação completa com os novos conselheiros eleitos.


8

Especial

Sábado | 1º de Maço de 2014

VISÃO REGIONAL

O Projeto do Município Modelo D

Segundo Nabor Faria, em decorrência do projeto foram construídas a Prefeitura, a agência do Banco do Brasil, o prédio do Banrisul e a ampliação do silo da CESA – Companhia Estadual de Silos Armazéns

entre um dos pesquisadores e adoradores da históri ria do município encontra-se Nabo bor Faria, 74 anos, nascido na vila de Alfredo Brenner. Casado com a pr professora Sandra Faria, ele trabalhou toda a sua vida como funcioná nário público da Prefeitura. Nabor vivenciou diversos fatos hi históricos da cidade, mas destaca um que considera muito importa tante dentre todos: o título de “Município Modelo”. Em 1968 foi elaborado um documentário visual colorido 18mm de quase uma hora e meia, que registrou a implantação do projeto do Município Modelo em Ibirubá. Porém, este filme passou para o arquivo do município e dali desapareceu. O levantamento teve várias

etapas. Inicialmente os municípios recebiam uma proposta e os que se julgavam ter as melhores condições para desenvolver o projeto enviavam um relatório preliminar ao Ministério da Agricultura, que fazia a triagem. Ibirubá foi o escolhido do Rio Grande do Sul, pois apresentava as melhores perspectivas de progresso. Nabor foi coordenador geral do projeto, que foi realizado pela Universidade Federal do Paraná e patrocinado pelo Instituto Brasileiro de Reforma Agrária (IBRA) e Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário (INDA) – que mais tarde uniram-se no que hoje é o INCRA - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Na época, a Universidade Fe-

deral do Paraná trabalhou na cidade por 45 dias. Dezesseis técnicos doutores atuavam em todas as áreas das atividades humanas, desde a coleta do solo para análise, manejo de gado e de plantas até o comportamento e higiene íntimo das mulheres, bem como ensinamentos básicos sobre culinária, dentre outros. Nabor e outra ibirubense conhecida como “Branca” representaram as pessoas entrevistadas no documentário. Juntamente com os ensinamentos do projeto, foram cedidos por comodato ao município um veículo adaptado com gabinete odontológico, um caminhão caçamba de grande porte para obras, um trator esteira Caterpillar, além de um plano diretor completo, que era uma lei global

que disciplinava os diversos setores que compõem uma cidade. Dos 24 Municípios Modelos previstos para serem implantados no Brasil, apenas três foram instalados: Araras (SP), Campo Mourão (PA) e Ibirubá (RS), dentre os quais apenas a Terra da Pitangueira recebeu os equipamentos. Infelizmente, depois de um tempo o projeto foi engavetado e expirou. Nabor Faria comenta sobre esta grande perda, pois a efetividade do projeto teria sido excepcionalmente positiva para Ibirubá, não somente pelo progresso e pela tecnologia, mas principalmente pelo modo como as pessoas se uniram, pela solidariedade e igualdade, que era a base da execução da proposta do Município Modelo.


Especial

VISÃO REGIONAL

Seu João Maria: exemplo de vida

N

este mês que passou o município completou 59 anos e infelizmente perdeu um cidadão de bem que fez parte dessa história. João Maria Theodoro da Silva chegou à cidade por volta de 1947 e viveu praticamente toda sua vida em paz com a comunidade ibirubense. Nascido no dia 4 de maio de 1920, João Maria foi pracinha da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na 2ª Guerra e fez parte da primeira tropa enviada à Campanha da Itália. Ele esteve em combate durante sete meses na Europa. Mas também trabalhou como taxista, marceneiro e agricultor. Com 85 anos, Seu João descobriu que tinha um aneurisma na aorta e foi colocada uma endoprótese para a impedir rupturas. Inesperadamente, houve complicações e dia 1º ele veio a falecer, aos 93 anos. A filha Vanda Saft relatou que seu pai viveu sempre disposto e com saúde, que soube superar todos os horrores da guerra – do que praticamente não falava – e se tornar um pai presente, um marido atencioso, um cidadão de bem. João Maria viveu ao lado de Nineta da Silva, falecida há cerca de dois anos, com quem criou Vera Lucia Zardo, Vanda, João Theodoro da Silva e Vanderlan José Theodoro da

Silva, também falecido. A família e a comunidade terão sempre na memória o sereno senhor, que conviveu em harmonia, fazendo o melhor por todos ao seu redor, especialmente pelos seus familiares.

Sábado | 1º de Maço de 2014

9


10

Sábado | 1º de Maço de 2014

www.paodejuda.com.br

Aceitar a Cristo Muitos questionam sobre o que significa aceitar Cristo. Para esclarecer isso precisamos perceber que poucos fatores são “questões de vida ou morte”, tais como a bússola para viagem marítima e o guia para uma excursão para o deserto. Ignorar isso não é fazer um jogo ou arriscar-se, é cometer suicídio! A nossa relação com Cristo é uma dessas “questões de vida ou morte”. O homem que conhece a Bíblia sabe que Jesus Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores, e que os homens são salvos por Cristo se repudiarem quaisquer obras por mérito. Isso é verdade, mas, a morte e ressurreição de Cristo não salvam ninguém automaticamente. Então, o que devemos fazer para sermos salvos? A Bíblia diz que devemos crer no Senhor Jesus Cristo e sermos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (leia Marcos 16:16). Contudo, como somos espiritualmente preguiçosos, temos a tendência de gravitar em direção ao modo mais fácil de resolver as nossas questões espirituais. Nesse momento é que surge o “aceitar a Cristo”. O problema é que toda a atitude desse “aceitar a Cristo” é errada, porque mostra Cristo voltando-Se para nós e não nós para Ele. Parece que Jesus está esperando o nosso veredicto sobre Ele, quando, na verdade, nós é que deveríamos estar de joelhos, chamando e esperando Seu veredicto sobre nós. Aceitar a Cristo é formar um elo de ligação com a pessoa do nosso Senhor Jesus Cristo. Essa ligação é intelectual, volitiva e emocional. O verdadeiro aceitar a Cristo significa ter uma convicção de que o Senhor é o Cristo, e dispor-se a segui-Lo a qualquer preço. Essa ligação é totalmente abrangente, no sentido de que o cristão aceita Cristo com alegria por tudo o que Ele é. Aceitar Cristo é saber o sentido das palavras, segundo o que Jesus é! Se nós aceitamos Cristo, aceitamos Seus inimigos como nossos inimigos, aceitamos Seus amigos como nossos amigos, aceitamos Seus caminhos como nossos caminhos, aceitamos Sua rejeição como nossa rejeição, aceitamos Sua cruz como nossa cruz, aceitamos Sua vida como nossa vida. Isso é verdadeiramente aceitar a Cristo! Os encontros acontecem na Rua Mauá, 698, nas terças e quintas-feiras (19h30min) e domingos (9h). Telefones: 9106-8514 (Gilson) ou 9110-1458 (Elieser).

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Prefeitura de Quinze de Novembro Edital de Chamamento Público nº 03/2014 A Prefeitura Municipal de Quinze de Novembro/RS, no uso de suas atribuições legais, torna público, para conhecimento dos interessados, que estará realizando a aquisição de Gêneros Alimentícios da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural destinados ao atendimento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), para atendimento da alimentação escolar. As propostas poderão ser entregues junto a Prefeitura Municipal até o dia 24 de março de 2014, data em que serão abertas as propostas. Mais informações e cópia do edital poderão ser obtidas junto a Prefeitura de Quinze de Novembro (Rua Gonçalves Dias, 875), pelo fone/fax (54) 3322-1510, no site www.pm15nov.rs.gov.br ou pelo e-mail assjur@ pm15nov.rs.gov.br. Nilva Lopes Maldaner - Prefeita Municipal

VISÃO REGIONAL

21ª Mateada: novamente um sucesso

Preparação do arroz de carreteiro

N

o último final de semana foi realizada a 21ª Mateada do Bairro Jardim, que teve uma intensa programação, com diversas atrações. Destaque para a inauguração da quadra esportiva, que rendeu

homenagem a Flora Baumgardt dos Santos, com jogos de interação. A estrutura montada chamou a atenção: foram instaladas lonas, que protegeram o público da chuva, e brinquedos para as crianças. Uma missa crioula

também contou com muitos fiéis. A comunidade prestigiou o evento. Além dos shows e de saborear o arroz de carreteiro, pode escolher entre outras opções, como cachorro quente, “cueca-virada” e torta.

Hotel Boa Vista: futuro incerto

H

élio Lorenzoni, proprietário do Hotel Boa Vista, destruído pelo fogo no dia 15 de dezembro do ano passado, ainda não recebeu o laudo do Instituto Geral de Perícias da Polícia Civil (IGP) e, portanto, não decidiu o que fazer com a estrutura que ficou de pé -se o prédio será reformado ou demolido. Lorenzoni disse que algumas construtoras estiveram avaliando o imóvel, mas só será possível tomar uma decisão após uma avaliação concreta. O hotel foi construído nos anos 50 (inaugurado em 1957) e hoje é lembrado com saudade pelos antigos hóspedes e frequentadores.

Hotel Boa Vista após o incêndio

Curtas de Ibirubá SEBRAE – Numa iniciativa da secretaria de Indústria e Comércio, uma unidade móvel do Sebrae esteve em Ibirubá quarta-feira, 26, para dar assessoria a pequenos empreendedores locais. O atendimento, gratuito, transcorreu pelo dia, quando foram esclarecidas dúvidas sobre a abertura de empresas, declaração anual de faturamento do microempreendedor e acesso a crédito. EMENDA – O ex-prefeito de Cruz Alta, Vilson Roberto Bastos dos Santos, assessor do deputado federal Elvino Bohn Gass (PT), oficializou na última semana emenda parlamentar de R$ 250 mil através do Ministério das Cidades. Conforme o prefeito em exercício Rogério Rebelatto, o valor será investido na mobilidade urbana, provavelmente no projeto de pavimentação asfáltica. ASFALTO – Após a Rua General Osório, outros asfaltamentos também foram concluídos, como nas ruas Júlio Rosa, Sete de Setembro, Tiradentes e Firmino de Paula. Na sequência o trabalho será dirigido à Rua Serafim Fagundes (entre a Sete e a Dumoncel) e, conforme informa a assessoria de imprensa da Prefeitura, “Serafim Fagundes com a Rua Firmino de Paula, trecho entre a esquina com a Tiradentes e a Rua Getúlio Vargas, entre outras”. ABRIGO – A localidade de São Carlos recebeu um abrigo perto da divisa com Cruz Alta, na ERS 223, beneficiando quem espera os ônibus e o transporte escolar. MULHERES – A Igreja Espaço Esperança realiza no próximo dia 8 um chá especial para as mulheres. O encontro será gratuito e inicia às 15h com palestra, benção e apresentações culturais. Todas as mulheres da comuni-

dade estão convidadas a prestigiar a programação, que será realizada na sede da igreja, no Bairro Planalto. 3ª IDADE – No último domingo, 23, o Grupo Conviver, Assistência Social e Sobeni receberam 25 grupos de terceira idade da região na festa de carnaval. DIGITAL – Mantido pela Sobeni, o Núcleo de Inclusão Digital oferece aulas gratuitas no Ginásio Assis de Souza Roque, do Bairro Planalto. Dia 26/2 foi concluído o primeiro curso intensivo básico de informática, coordenadas pelo professor Carlos Henrique Schmidt. Foram trabalhados o sistema operacional Windows, Word, internet e multimídia. A cerimônia aconteceu na última quinta e contou com a presidente da Sobeni, Magda Pimentel. As aulas das novas turmas iniciam a partir do dia 10. Restam poucas vagas. Mais informações pelo fones 3324-9344 ou 9138-9588.


Quinze de Novembro

VISÃO REGIONAL

Sábado | 1º de Maço de 2014

11

Em Caxias

Presidente Dilma faz entrega caminhões aos municípios

Entrega oficial do caminhão em frente à prefeitura

Q

uinze de Novembro foi um dos municípios contemplados com um caminhão basculante do PAC II/ MDA. Dia 20 a prefeita Nilva Lopes Maldaner recebeu as chaves do veículo em Caxias do Sul, das mãos de ninguém mais, ninguém menos do que a presidente Dilma Rousseff. Também acompanharam a entrega o Ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, e o governador Tarso Genro. Este programa visa melhorar as condições nas estradas vicinais dos municípios para escoar a produção agrícola e também prover acesso à água, principalmente nos municípios que enfrentam situações de seca. A prefeita também assinou termo de doação para os motoristas Claudio Adam e Alexandre Budke, que realizaram o treinamento teórico e prático exigido pelo MDA, e pelo Coordenador de Agricultura Lair Blasi. Em Quinze de Novembro a entrega oficial aconteceu terça-feira, 25, em frente à Prefeitura. Estiveram presentes, além da prefeita e do vice Leandro Ruppenthal, os vereadores Gérico Wottrich e Angélica Horst, Omar Erno Budke (ACIQ), os coordenadores municipais Maria Cristine Raabe (Saúde) e Lair Blasi (Agricultura), a presidente do STR Sirlei Fassbinder, a oficial do cartório Liliane Correia, gerente do Sicredi Clóvis Strelh e presidentes de partidos.

Servidores participaram de curso motivacional

Prefeita Nilva com o governador Tarso Genro e a presidente Dilma Rousseff

Curtas de Quinze FERIADO – Os setores da administração municipal retornam suas atividades na próxima quarta-feira, após o feriado. A prefeita Nilva assinou o decreto (nº 2.375) que institui ponto facultativo o dia 3 de março, data que antecede o carnaval. MULHERES – Neste sábado, mulheres de Quinze de Novembro e região participam do Encontro Municipal e Regional de Mulheres, promovido pelo STR, Prefeitura, Astraja e Cotribá. A programação inicia às 9h e contará com diversas atividades,

palestras e almoço. CONFERÊNCIA – A 1ª Conferência Intermunicipal de Proteção e Defesa Civil da AMAJA será realizada no próximo dia 7, a partir das 9h, no Clube 25 de Julho. AULAS – No último dia 24 os alunos foram recepcionados na EMEF Santa Clara, na abertura do ano letivo, pela nova diretora, Isolda F. da Costa, professores e funcionários. Houve uma dinâmica de grupo para acolher e descontrair.

Atividades aconteceram no auditório da prefeitura

O

s funcionários públicos participaram na manhã do dia 25/2 de um curso motivacional no auditório da prefeitura. Gemerson Rogério Santos, da GR&, conduziu o trabalho. O objetivo foi motivar os servidores para o desempenho de suas tarefas, re-

lacionamento entre equipe e realização profissional, tudo isso para melhorar a qualidade de vida. A prefeita Nilva Lopes Maldaner aproveitou para lembrar a importância do comprometimento de todos para os serviços prestados pela Administração Municipal.


12

Sábado | 1º de Maço de 2014

Especial

VISÃO REGIONAL

Memórias de uma ibirubense A

Dona Adélia contou sua história no VR, na manhã de quarta-feira

délia Fernandes Amaral, 77 anos, casou em Santa Clara com Ortênsio Amaral há 58 anos, com quem vive feliz até hoje em Rincão Seco, onde nasceu. Teve uma vida difícil, devido à falta de recursos da época. Aos 14 anos perdeu o pai e, a partir daí, ela e os irmãos tiveram que trabalhar sozinhos para ajudar a mãe e uma das irmãs, doente. Adélia começou a trabalhar desde criança na lavoura. Era complicado obter dinheiro e tudo que se conquistava era através de muito esforço. Havia os hospitais Santa Helena e Annes Dias, mas os recursos da saúde não eram como hoje. O Doutor Fredrich, que trabalhava no Santa Helena, era o médico da família. Ele ia até a casa de carroça, único transporte da época, para tratar os doentes. O comércio era quase inexistente.

Comer carne não era tão comum. Adélia lembra um período em que o sal ia acabar e como não havia luz foi necessário estocá-lo para não apodrecer as poucas carnes que tinham. Adélia conseguiu estudar até a 2ª série caminhando três quilômetros por dia para chegar até a escola. Sua irmã, com a 3ª série, mais tarde tornou-se professora. Ela rememora que o comércio tinha apenas a Casa Marcos, Fleck, a cooperativa e as Lojas Maurer, essa última uma espécie de armazém. Vendiam de tudo, inclusive querosene, uma vez que não havia luz elétrica. Adélia conta que hoje vive bem melhor. Eles têm um carro para vir até a cidade, uma casa melhor, é aposentada, planta para o próprio consumo e cria animais.


Especial

VISÃO REGIONAL

Sábado | 1º de Maço de 2014

13

Uma história de superação e conquistas T

Patrick com sua atenciosa mãe Naidi Formatura na Escola General Osório

odo estudante aguarda ansioso para conferir a lista do vestibular. Com Patrick Camargo, ibirubense de 19 anos, não foi diferente. Aprovado em Administração pela Unopar e em Eletrotécnica pelo IFRS, o estudante, que já está frequentando o Instituto Federal, diz se sentir realizado pela conquista. Em entrevista, a mãe Naidi Camargo revela que descobriu que seu filho tinha hidrocefalia quando ele tinha oito meses. Os médicos estimavam pouco tempo de uma vida normal para Patrick: a doença provoca acúmulo de líquido no interior da cavidade craniana. Inconformada com o diagnóstico, Naidi viajou mundo afora para conseguir um tratamento digno, que melhorasse a qualidade de vida do filho. Com fisioterapia toda a sema-

,

Vai Ibirubá! Os anos e os homens passam, mas nós estaremos sempre aqui, para servir a comunidade

na, também desde muito cedo foi optado que ele não frequentasse a Apae. Apesar da dificuldade de concentração, Patrick sempre gostou de estudar e foi com muito empenho que ele conseguiu se formar. Através do Projeto Pescar, obteve uma vaga e hoje é funcionário da empresa Indutar. Ama o trabalho que exerce e tem planos para seguir carreira na área. A hidrocefalia é incurável e grave. A doença fez com que Patrick sofresse muito, com inúmeras cirurgias, mas a maior dificuldade que enfrentou foi o preconceito das pessoas, como colegas e professores, que desmotivavam constantemente o menino. Ainda assim, ele usou sua positividade, empolgação e confiança para superar e atingir seus objetivos. A família está realizada e alega que o problema não é ter um filho com uma doença, mas proibir essa criança de se desenvolver e ter uma vida feliz. Naidi acredita que ter dado liberdade ao Patrick foi o que o tornou um garoto que dá a ela tanto orgulho. E, como ele mesmo gosta de dizer: “A minha felicidade é maior que a própria felicidade”, frase que usou na sua formatura para definir como se sente com relação à sua vida.


Policial | Educação

Sábado | 1º de Maço de 2014

Brigada Militar SOSSEGO – Nos últimos dias houve casos de perturbação do sossego dia 21, 1h30min, na Rua João Thiesen (Bairro Santa Helena), onde, segundo a vítima, sua vizinha reuniu uma turma de amigos; e domingo, 23, na Rua General Osório, com som automotivo, às 2h da madrugada. A BM abordou um Fiat Siena de Quinze de Novembro, um Gol de Ibirubá e outro de Getúlio Vargas. Os condutores deverão explicar-se no Fórum. FAMÍLIA – Por volta das 3h20min do dia 21 a guarnição de serviço da BM foi solicitada na Rua Rui Barbosa (B. Floresta), onde uma senhora comunicou que seu filho estava transtornado após retornar de uma festa. ROUBO – Os PMs foram solicitados perto das 5h da sexta-feira, dia 21, na Rua General Osório (Centro). Duas vítimas menores, N. L, 17 anos, e J. A. F. L, 16, informaram que dois indivíduos em um Gol vermelho lhes abordaram e roubaram dinheiro. Eles foram localizados e receberam voz de prisão. Apresentados na DP, verificou-se tratar de L. A. P, 35 anos, natural de Passo Fundo – o “motorista” – e de S. L. D, 39 anos, natural de Fortaleza dos Valos. Ambos residem em Ibirubá. O condutor não era habilitado, estava embriagado e tinha um pé de cabra, que foi usado para

intimidar as vítimas. AMEAÇA – Às 21h30min do dia 21 uma mulher reclamou que seu ex-companheiro entrou em sua casa, na Rua Tiradentes, lhe chamando de “prostituta e vagabunda”, e dizendo que iria dar tiros e tal. Sábado, 18h30min, houve registro de ameaças e danos na Avenida Fortaleza (B. Progresso). Segundo a vítima, o acusado é seu companheiro. TRÂNSITO – Um caminhão Ford e um Fiat Uno colidiram dia 22 (13h) na ERS 223, altura da Área Industrial. Também no início da tarde daquele dia uma Saveiro e um Voyage chocaram-se na Rua Diniz Dias (Centro) e foi confeccionado registro para o condutor de um GM Vectra, por manobra e arrancada brusca. CIGARRO – A Brigada Militar foi averiguar segunda-feira ocorrência de roubo na localidade de São Lucas, conseguindo localizar e recuperar um veículo que transportava uma carga de cigarros, abandonados no meio de um mato. Mais tarde ficou sabendo que o motorista foi localizado na localidade de Pouso Novo. O veiculo foi recolhido para o depósito local. BÊBADO – Quarta-feira os PMs estiveram na Rua 25 de Julho, onde, à 1h40min, um homem bêbado estaria perturbando os moradores.

Polícia Rodoviária IBIRAPUITÃ – Dia 22, às 18h, o GM Astra IDQ 1052, de Nova Petrópolis, envolveu-se num acidente tipo choque na VRS 810. Os dois ocupantes do veículo tiveram ferimentos. SELBACH – O GM Chevette IBM 8210, de Ibirubá, capotou no Km 40 da ERS 223. O acidente ocorreu dia 22, às 21h45min. IBIRUBÁ – Dia 25 o GM MEF 7185, de Ibirubá, saiu da pista e chocou-se em árvores no Km 55 da ERS 223.

Óbitos Fritoldo Nascimento Pimentel 24/02 Noemia Novatsky 13/02

VISÃO REGIONAL

Polícia Civil prende quatro em Ibirubá

E

sta semana a Polícia Civil prendeu quatro cidadãos, conforme decisão judicial. Dia 25 os agentes da DP de Ibirubá cumpriram três mandados de prisão, por sentenças condenatórias. Foram detidos R.S., F.L.R. e S.O.K, e levados ao Presídio de Espumoso. Quarta-feira, coordenados pelo delegado substituto João Gabriel Parmegianni Pes, policiais civis prenderam L.R.K., que também tinha contra si sentença condenatória expedida pela Comarca local e foi recolhido ao Presídio de Espumoso.

(Foto: Polícia Civil)

14

Cruz Alta

Mulher faz aborto e enterra feto no pátio de casa A

Polícia Civil recebeu denúncia anônima dando conta que uma mulher tinha praticado aborto e enterrado o feto no pátio da própria casa, na Vila dos Funcionários, em Cruz Alta. Expedido mandado de busca e apreensão, por volta das 15h40min de segunda-feira agentes da 2ª DP de Cruz Alta, coordenados pelo delegado Rafael dos Santos, confirmou a denúncia. O feto foi encaminhado para perícia. Segundo a suspeita J.G.C.L, de 23 anos, ela agiu sozi-

nha, em casa, fazendo uso de medicamento abortivo. Disse que o fato foi consumado dia 28 de janeiro, justificando que não tinha recomendação médica para ter outro filho, já que possui três, o último com problemas neurológicos. A suspeita responderá a inquérito policial pela prática de aborto e será investigada a participação de outras pessoas no crime. As informações são da Delegacia de Polícia Regional de Cruz Alta – 5ª RP.

Educação

Academia Cruz-altense de Letras tem seu I Encontro de Estudos Literários

A

Academia Cruz-altense de Letras abre as atividades do ano hoje com o I Encontro de Estudos Literários “A História da Literatura Brasileira: Períodos Literários e seus principais representantes”, ministrado por Henrique Madeira (19h, na Casa de Cultura Justino Martins). A atividade marca o início do ano para os acadêmicos, já que a entidade até então estava em recesso, explica Martins. Segundo ele, estes encontros deverão acontecer mais vezes no ano, sempre ministrados por seus acadêmicos ou convidados especiais. Este, especialmente, será aberto ao público, interessado não apenas na literatura, mas em saber mais sobre a Academia Cruz-altense de Letras. “Está entre nossas propostas criar formas de divulgar e incentivar a cultura literária em nossa cidade, estimulando o intercâmbio cultural, visando encontrar soluções de problemas e questões de inte-

resse cultural e literário. Este é apenas o primeiro. Esperamos realizar muitos outros deste formato”, destaca o presidente da Academia Cruz-altense de Letras. O encontro é então aberto e os participantes receberão certificado de participação. Mais informações pelos fones (55) 9189-0555 ou (55) 9123-9020.


Esporte

VISÃO REGIONAL

Asif

Alemão está se recuperando H

á quase nove meses Alemão, pivô da Asif/Vence Tudo, sofreu uma lesão grave no tendão de Aquiles e teve que se afastar do time. Submetido a diversos tratamentos, ele se mantêm esperançoso quanto a oportunidade de voltar com um futebol “100%”. O jogador já está correndo e terça-feira reencontrou o time para treinamento com bola, o que o deixou realizado. “Eu procuro trabalhar muito o psicológico, a minha cabeça, antes de qualquer coisa”, declarou. Com muita humildade, Alemão pediu a compreensão dos torcedores, pois ainda tem algumas limitações físicas, mas sabe que com o tempo voltará a ser o mesmo em quadra.

suir saídas de emergência que garantam a segurança do público. SELBACH – A Copa Selbachense tem já sua semifinal no próximo sábado, 8, no Estádio Municipal Alcides Benno Utzig, com Mourisco x Cacique (18h) e Canarinho x Corinthians (20h). A 7ª rodada, disputada domingo em Linha Cristal, resultou em Guarany 0 x 2 Cacique e Bairro Natalino 1 x 2 Mourisco.

15

Edição 2013-2014

Bangu conquista o título do Municipal N

FOTO ARTE

Clube Atlético Bangu, o grande vencedor

o último domingo, 23, ocorreu a final do 2º Turno do Campeonato Municipal de Futebol de Campo de Ibirubá. Apesar dos empates, as partidas foram emocionantes. Na categoria Aspirantes, Revelação 3 x 3 Estrela, o que levou o primeiro à final contra o União Hermany. Já na categoria Principal o empate de 2 x 2 deu ao Bangu o título do 2º Turno. Como já havia sido o campeão do 1º turno, tornou-se pela primeira vez Campeão do Municipal Ibirubense. Os jogos da categoria Aspirantes serão realizados neste domingo, dia 2, no Estádio Francisco Emilio Trein, e no próximo, dia 9, no Estádio Carlos Jacob Simon. Público lotou o Estádio Francisco Emilio Trein

Curtas do esporte SESI – Iniciam no próximo dia 15, em Ibirubá, os jogos do Sesi, categoria Futsal Sete Livre. Participam as equipes Vence Tudo A, Vence Tudo B, AGCO e Indutar. Os primeiros confrontos serão entre Vence Tudo A x Vence Tudo B e Indutar x AGCO, a partir das 13h45min, na Asfuca. GINÁSIO – Há mais de quatro meses o Ginásio Assis de Souza Roque, no Bairro Planalto, está interditado por não pos-

Sábado | 1º de Maço de 2014

Esporte de Quinze VETERANOS – Terça-feira ocorreu a primeira partida da final dos Veteranos, quando o Rio Grandense venceu por 2 a 1 o EC 7 de Setembro. O responsável pelo DMD, Evaldir Klein, disse que houve de tudo na partida: belas jogadas, outras mais duras, belos gols, erros de arbitragem. “Mas, na grande maioria, muito mais acertos e muita reclamação por parte dos atletas, a tal da choradeira, uma vergonha”. A finalíssima ocorre dia 6, às 20h. ESCOLINHA – Dia 7 ocorre reunião na Escola Menino Deus (19h30min), com prestação de contas e eleição da diretoria da escolinha de futebol. BOCHA – A 4ª rodada acontece dia 5, às 19h30min. Em Esquina Sete de Setembro a equipe da casa recebe o EC 15 de Novembro, enquanto que em Sant a Clara o adversário será a equipe de Linha Jacuí. Dia 7, sexta-feira, enfrentam-se Asequin x Bar do Barão e Veteranos do Sete x Linha Jacuí.



Visão Regional, 1º de março de 2014