Page 1

Ano 3 - Edição 152013 de Março Lages,70 15 -deLages, Março de - Ano 3 de 2013

R$ 2,00

Lages está em alerta contra a Dengue Marcelo Vieira (Pakinha)

População precisa ficar atenta para evitar que novos focos surjam na cidade | PG. 07 06

Política

Parlamentares conhecem base na Antártica Divulgação

09

Economia

Comércio já supera vendas para a Páscoa Marcelo Vieira (Pakinha)

13

Saúde

Mulheres recebem amparo em centro especializado Lucas Pagani

Aberto de Terça a Domingo Das 16h às 23h


Opinião

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Opinião do Leitor

Espaço reservado à opinião de nossos leitores. Caso você queira também se expressar, nos envie um email com sua opinião ou sugestão para:

Coincidência das eleições Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a cada dois anos o Brasil gasta acima de um bilhão de reais com a realização das eleições. Para se ter uma ideia da grandeza desse número, lembro que só passou um bilhão de minutos desde o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Com esse dinheiro poderiam ser construídas 30 mil casas populares, 2,6 mil postos de saúde e 3,4 mil quadras poliesportivas cobertas. Só com equipamentos, urnas, transportes de urnas, cadastramento de eleitores, relatórios e alimentação dos mesários foram gastos pelo Poder Público, nas últimas eleições municipais, por volta de 400 milhões de reais. Em renúncia fiscal às emissoras de rádio e televisão, o Governo dispendeu, no pleito de 2012, mais de 600 milhões de reais, para que os candidatos tivessem acesso aos programas eleitorais do horário “gratuito”. Como em 401 municípios houve a requisição de tropas federais para garantir a realização das votações, foram gastos 24 milhões de reais com as Forças Armadas, para cum-

primento dessa sua missão. Não estão computados nesse um bilhão de reais os gastos incalculáveis dos candidatos, dos apoiadores, dos militantes, dos partidos, das empresas, de todos os agentes que concorrem para o custo das campanhas eleitorais. O Brasil não suporta. O povo não suporta. As prefeituras não suportam. Os governos estaduais e federal não suportam. Os eleitores e os candidatos não suportam. Ninguém suporta mais essa sucessão desgastante de eleições a cada dois anos! O custo físico e financeiro dessas eleições bianuais é brutal. O voto em lista aberta para vereadores e deputados; a coligação partidária nas eleições proporcionais e a maquiagem eleitoral dos programas de radio e TV pré-produzidos vem fazendo das campanhas eleitorais uma desenfreada caça ao tesouro. O processo de eleição a cada dois anos não permite aos Governos tempo para planejarem o médio e longo prazo. A Nação vive mergulhada no curto prazo, afogada nesse vai e vem desatinado de eleições bianuais.

Nossa Opinião Você sabe a quantos anos a dengue assola o Brasil? Nós já perdemos as contas. Independente do tempo que faz, um fato parece ser certo: a população não aprende. Entra ano, sai ano, entra verão, sai verão, os focos do mosquito transmissor da doença aparecem, fazendo toda uma cidade correr sérios riscos de saúde. Sérios mesmo. Interessante é que a população não parece pensar assim. Porque insiste em deixar lixeiras, caixas d’água, tonéis e barris sem tampa, as calhas das casas entupidas de sujeira, tanques de armazenagem de água sujos, as bordas dos pratinhos dos

redacao@vitrinelageana.com.br Tenho razão quando digo e repito que não quero mais ser candidato. De 1970 a 2010 disputei como candidato 17 eleições e estive envolvido em 13 outras campanhas eleitorais. O desgaste e exaustão física e financeira são brutais. Mal saímos das eleições municipais, já estamos envolvidos no debate sobre a escolha dos próximos deputados, senadores, governadores e presidente da República, quando deveríamos eleger todos a cada cinco anos, numa eleição só, de vereador a presidente da República. O Brasil precisa de tempo. Os governos precisam de tempo. Os legislativos precisam de tempo. Todos precisamos de um tempo mínimo de cinco anos, entre uma eleição e outra, para sermos mais eficazes e para que possamos fazer o País caminhar, sem marchas e contramarchas, para o desenvolvimento econômico com justiça social. Coincidência eleitoral, já!

Luiz Henrique da Silveira, Senador da República

Seja responsável

vasos de planta sem areia, as garrafas guardadas de cabeça para cima, os pneus expostos ao tempo acumulando água e lixo jogado em terrenos baldios. Todas iniciativas que facilitam a proliferação do mosquito, deixam as pessoas doentes e fazem o poder público ter de gastar dinheiro na recuperação da saúde dos brasileiros descuidados. Um gasto que poderia se reverter em investimento em outras áreas se todos se conscientizassem e adotassem medidas simples de prevenção que não têm custo nenhum. O que falta a nós para criarmos essa consciência? Não podem ser

campanhas de conscientização, pois essas são veiculadas todos os anos à exaustão na televisão e outras mídas. Seria vontade própria em colaborar? Em adotar um pensamento coletivo? Sim, porque a prevenção da dengue é uma ação coletiva. Não importa que ninguém da família nunca tenha tido a doença ou que um foco nunca tenha sido encontrado perto de você, mesmo sem você fazer nada. Um dia você ou alguém perto pode adoecer e um foco pode aparecer por falta de zelo, de atitude. Daí, pode ser tarde para lamentar. Esse lamento pode ser evitado. É só cada um fazer a sua parte.

02

Tolerância zero A presidenta Dilma Rousseff disse que o país, a sociedade e os governos precisam se aproximar, cada vez mais rápido, da tolerância zero em relação à violência contra a mulher. “Nós queremos, na verdade, que esse país tenha tolerância abaixo de zero, porque esse crime envergonha a humanidade”, disse a presidenta. Dilma participou do lançamento do Programa Mulher, Viver sem Violência que prevê a construção de centros chamados Casa

da Mulher Brasileira em todas as 27 capitais. Segundo o Mapa da Violência, publicado em 2012, pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) e pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), mais de 92 mil mulheres foram assassinadas no país entre os anos de 1980 e 2010, tendo quase metade dessas mortes se concentrado apenas na última década. Uma vergonha para um país que se diz tão desenvolvido.

Orçamento de 2013 Depois de quase três meses de atraso, o Congresso Nacional concluiu a votação do Orçamento Geral da União para este ano. A votação ocorreu apenas entre os senadores. A matéria foi aprovada pelos deputados na semana passada, mas um acordo com os oposicionista adiou a votação para esta terça-feira. O

Orçamento segue agora à sanção presidencial. A proposta orçamentária aprovada por deputados e senadores fixa em R$ 2,27 trilhões a receita total da União, sendo R$ 610,1 bilhões para rolagem de dívidas e R$ 83,3 bilhões destinados a investimentos. Tomara que seja para investimentos, de fato.

Imposto de Renda O número de contribuintes que enviaram a declaração do Imposto de Renda passou de 2 milhões. A Receita Federal já recebeu 2.143.478 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física, contra 1.679.112 enviadas até o mesmo horário de segunda-feira (11). Somente nas últimas 48 horas, 464,3 mil pessoas físicas acertaram as contas com o Fisco. O prazo de entrega começou na última sexta-

-feira (1º) e vai até as 23h 59min 59s de 30 de abril. Neste ano, o Fisco espera receber mais de 26 milhões de declarações, ante 25.244.122 do ano passado. Oprograma gerador está disponível na página da Receita Federal desde 25 de fevereiro. Para transmitir a declaração, é preciso instalar também o Receitanet, disponível no mesmo endereço. Fique atento para não perder o prazo.


Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

03

Ruy Sardá Behling Economista

Reforma Agrária Reforma agrária é o aproveitamento racional de terra. Há quem pense que a propalada reforma agrária seja a simples redistribuição da terra, tirando de quem a tem e distribuindo para quem não a tem. Grande pobreza de espírito e alarmante falta de conhecimentos. Há proprietários rurais que possuem extensas glebas de terra, às vezes se tratando de herança, outras vezes adquiridas com o suor do seu rosto e de seus familiares, e com profícua dedicação às pesadas lides do campo e ainda outras vezes é o resultado das duas hipóteses aqui aventadas. Mas uma coisa é certa, ele, o proprietário, sempre pagou os seus impostos e soube manter e conservar o seu imóvel rural, coisas que não caem do céu. Para qualquer pessoa manter os

seus bens, é indispensável muito zelo, trabalho e abnegação. No final da década de 60 e começo da década de 70 o governo alemão tentou tirar o homem do campo para vir trabalhar na indústria, nas cidades, mas o agricultor – a exemplo de outros povos europeus – gosta muito de trabalhar na lavoura, razão por que recusou a proposta, quando então o referido governo tomou uma medida digna dos mais louváveis encômios, ou seja, passou a produzir açúcar a partir da beterraba, obrigando-se a subsidiar o produtor de açúcar de beterraba, este muito mais caro do que o açúcar de cana de açúcar, abundantemente produzido em Cuba e no Brasil. A política agrícola francesa é extremamente generosa nos

subsídios aos produtores rurais do país. Dizem que é o país que mais privilegia os produtores rurais. As terras da França são muito férteis, ajudadas pelas longas planícies e também pela generosa umidade do solo, pois lá as chuvas são frequentes, principalmente em forma de garoa. Conforme eu já falei em outra ocasião, na Europa planta-se sem agredir a natureza. Lá não se corta uma árvore sequer para formar as produtivas lavouras. Já está tudo delimitado para as atividades rurais. As áreas agrícolas já estão previamente definidas, as pastagens já estão formadas onde o gado saudável, gordo e altamente produtivo, cujo plantel é representado por animais da raça holandesa, grande produtora de leite,

fica apascentado, enquanto as florestas permanecem intactas. Quando – por necessidade – se cortam algumas árvores, estas são imediatamente substituídas por novas mudas que crescerão livres e tranquilas. Lá, na Europa, planta-se milho, batata inglesa, beterraba, etc. Já a cultura do trigo é feita em extensas áreas, principalmente na França, Ucrânia, Itália, etc. O Brasil dispõe de excelentes Faculdades de Agronomia e Veterinária, um bom exemplo é o CAV aqui de Lages, onde se formam excelentes agrônomos e médicos veterinários, todos com muito interesse e vontade para trabalhar nas respectivas áreas de formação acadêmica e, por motivos óbvios, o governo federal, os governos estaduais e os prefeitos municipais, sem

favor algum, deveriam contratá-los para dar assistência técnico-científica ao nosso sofrido homem do campo, melhorando a produtividade e aumentando a produção rural, evitando parcialmente o êxodo rural, procurando fixar o homem no campo, mas dando-lhe condições dignas de vida, como saúde, educação, bons meios de transporte e boas comunicações, inclusive para os seus familiares. As migrações sempre existiram, desde os tempos de Cristo aqui na Terra, e continuaram existindo, mas quanto menor, melhor. Até os nossos índios são migrantes, mesmo aqueles que vivem em estado primitivo também migram de um lugar para outro em busca de melhores condições de vida para si e para os seus familiares.

//

Placas indicativas Por favor, não queiram me convencer de que isto é usual e correto. Para mim, é deprimente quando os nossos poderes públicos, e neste caso específico trata-se das prefeituras munici-

pais, ao homenagear postumamente uma pessoa de destaque da sociedade local, estadual, nacional ou mesmo internacional, quer na cultura, educação, saúde, política (no bom sentido)

ou cidadão comum (ou cidadã) benemérito(a), põe o nome em destaque em uma placa indicativa de qualquer logradouro público e logo abaixo consta o nome do seu patrocinador.

Isto é vergonhoso, vexatório e ridículo, quando deveria sim registrar os títulos e as qualidade morais e intelectuais. Para elucidar, vou dar um exemplo típico: Avenida Luís Vaz de Camões

– e abaixo com letras menores as suas insígnias e honrarias: “Poeta quinhentista português, autor de ‘Os Lusíadas’”. Esta é a minha sugestão a quem interessar possa.


Política

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Secretaria do Meio Ambiente é tema de sessão especial na Câmara Ari Junior

Secretário Hampel (centro) explica que o trabalho de educação ambiental é muito importante para o desenvolvimento dos trabalhos

O modelo de gestão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos a curto, médio e longo prazo. Este foi o tema da sessão especial realizada na última terça-feira, 13 de março, no plenário da Câmara de Vereadores de Lages. O vereador Luiz Marin (PP) foi quem apresentou o requerimento solicitando a audiência e, segundo ele, a comunidade lageana está cobrando algumas ações da Secretaria. O secretário municipal do Meio Ambiente, Mushue Hampel, destacou o trabalho da pasta. Nas suas explicações, o secretário fez questão de detalhar cada serviço executado na secretaria. A coleta seletiva foi um dos assuntos que geraram mais questionamentos entre os vereadores.

A Secretaria do Meio Ambiente está fazendo um trabalho para corrigir algumas falhas na questão ambiental, social e financeira da Coopercicla, cooperativa que administra os serviços de coleta. O secretário anunciou também algumas melhorias no sistema de coleta seletiva, como a aquisição de mais um caminhão para o trabalho e ampliação da rota da coleta. “Precisamos também educar a população sobre a importância de separar o lixo”. Outro assunto em destaque foi o trabalho de limpeza das ruas, praças, parques e avenidas. O secretário Hampel reconheceu que o efetivo próprio da Secretaria é pouco para atender toda a cidade. Para resolver este problema já foi realizada uma licitação para

a contratação de uma empresa prestadora de serviços. “Nossas equipes estão trabalhando em toda a cidade. Obedecemos a um cronograma para que todos os bairros sejam contemplados”. A questão da iluminação pública também foi mencionada pelo secretário. São trocadas em Lages cerca de 40 lâmpadas por dia. Na maioria dos casos o vandalismo é o grande causador desta substituição. “Estamos, também, solicitando a criação da Fundação do Meio Ambiente. Este será mais um instrumento para que possamos desenvolver as políticas públicas nesta área”. A Sessão Especial contou com a participação dos colaboradores da Secretaria do Meio Ambiente e comunidade em geral.

04

Governador participa de reunião com vereadores de Lages Os vereadores da bancada do Partido Social Democrático (PSD) e do Partido Social Brasileiro (PSB) de Lages aproveitaram a passagem do governador Raimundo Colombo (PSD) pela cidade para reunirem – se em um almoço de troca de ideias. Na ocasião o governador fez uma avaliação da atual conjuntura política e administrativa de Santa Catarina e repassou aos vereadores o número de obras e ações que o governo catarinense tem feito e fará em Lages e região, com o anúncio do montante de aporte financeiro que o Estado trará à Serra, especificamente à cidade. O governador lembrou que ações como o aparelho de radio-

terapia, a nova ala do hospital Tereza Ramos e a instalação da Sinotruck estarão em breve se mostrando realidade no município. Raimundo Colombo aproveitou o momento para parabenizar a atuação do bloco PSD/PSB na Câmara: “Nossos vereadores estão cumprindo o papel para o qual foram eleitos, fazendo uma oposição com coerência, sempre voltada ao interesse das pessoas mais simples de Lages”, disse o governador Outras reuniões e encontros serão feitos com o governador e líderes do PSD e PSB de Lages e região para que as duas siglas possam ter um discurso afinado, já visando à eleição de 2014. Divulgação

Um dos vereadores presentes à reunião com Colombo (à direita) foi o Pastor Mendes


05 Projetos preveem modernização Três ordens de serviço das rodovias estaduais em SC já foram entregues Política

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Assessoria/SDR

Trecho da SC - 112, que liga Urupema a Rio Rufino, foi concluída no ano passado

A quarta reportagem da série sobre as ações do Governo Raimundo Colombo na região serrana tem como foco a infraestrutura. O Governo de Santa Catarina está tramitando a execução de obras em mais de 350 quilômetros de estradas da Serra Catarinense. Alguns projetos já chegaram à fase prática, enquanto outros estão sendo finalizados ou licitados. O padrão de engenharia adotado pelo Departamento de Infraestrutura (Deinfra) modernizará as rodovias, adequando-as ao contexto do trânsito atual. Os traçados atuais foram projetados há várias décadas, quando o fluxo de veículos era bem menos intenso, e os carros não tinham

tanta potência. “Na virada do século, Santa Catarina tinha um milhão e meio de carros emplacados. Hoje são mais de quatro milhões, mas as estradas continuam iguais. Nossa meta é adequá-las à nova realidade”, disse o governador Raimundo Colombo, em recente pronunciamento. Dois trechos já concluídos ilustram como ficarão as demais rodovias. Em 2012, o Governo entregou à população os 20 quilômetros da SC - 370 que ligam Urubici à Serra do Corvo Branco, e os 19 quilômetros da SC - 112 que ligam Urupema à Rio Rufino. As obras não se resumiram a asfalto por cima de chão batido. Engenheiros foram

contratados para modernizar os traçados, eliminando ou retraçando curvas e emparelhando declives. Além de bem sinalizados, os trechos contam com faixas adicionais (as tradicionais terceiras pistas), interseções e abrigos para passageiros de ônibus. Tudo para proporcionar mais conforto e segurança aos usuários. “Seria mais rápido, e até mais político, simplesmente largar asfalto na pista. Mas isso refletiria apenas na conservação dos pneus. Não reduziria o número de acidentes, nem melhoraria a capacidade de tráfego”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Regional de Lages, Jurandi Agustini.

Seis projetos de engenharia estão em andamento Rodovias que no passado passavam longe da relação de prioridades entraram na pauta, e os projetos que servirão como base para as obras estão em andamento. Entre os trechos não asfaltados, encaixam-se os 40 quilômetros da SC - 120 que ligam São José do Cerrito a Curitibanos; os 27 quilômetros da SC - 390 que ligam Anita Garibaldi a Celso Ramos; os 33 quilômetros da SC - 281 que ligam Otacílio Costa a Correia Pinto; e os 30 quilômetros da SC - 370 que ligam Urubici a Rio Rufino. Também estão em andamento os projetos de revitalização dos 57 quilômetos da SC -114 que interligam as BRs 282 e 470, passando por Palmeira e Otacílio Costa, e dos 24 quilômetros da mesma rodovia que ligam Lages a Painel.

Assessoria/SDR

A foto é da SC 390, trecho que liga Anita Garibaldi a Celso Ramos. Ela e outras três rodovias da região estão no caminho da pavimentação

Em 2013, o Governo entregou ordens de serviço para a execução de três obras. Atualmente, a empresa que venceu a licitação para o asfaltamento dos quatro quilômetros da SC -114 que ligam São Joaquim à divisa com o Rio Grande do Sul está terraplanando o trecho. A empresa contratada para recapear os 24 quilômetros da SC -110 que ligam a BR - 282 à Urubici está fazendo medições e levantamentos de campo. E a empresa responsável pela revitalização dos 55 quilômetros da SC - 114 que ligam Painel a São Joaquim está

marcando os pontos de drenagem. Duas obras estão sendo licitadas Duas obras de revitalização estão sendo licitadas, e devem começar no segundo semestre deste ano. Trata-se dos 32 quilômetros da SC - 390 que ligam a BR - 116 a Campo Belo do Sul; e dos 32 quilômetros da SC - 370 que ligam Urubici a Grão Pará. A pavimentação desse segundo trecho reduzirá em até 50 quilômetros a viagem entre Urubici e Tubarão.


06 Colombo e Elizeu garantem diversos investimentos em Lages Política

Por determinação do prefeito Elizeu Mattos (PMDB), as portas da prefeitura de Lages foram abertas no sábado, 9 de março, para receber um convidado especial: o governador Raimundo Colombo (PSD). O governador anunciou ações e investimentos que serão concretizados entre o Estado e Município, com o apoio do governo Federal. Da reunião participaram ainda os secretários de Estado Paulo César da Costa (SCPar), Jurandi Agustini (SDR) e Cosme Polese (SCGás), além do vice-prefeito Toni Duarte (PPS), secretários municipais e vereadores. “Iniciamos hoje uma agenda positiva, onde Lages vai lucrar e muito com isso”, disse o prefeito ao confirmar algumas das ações deliberadas por Colombo e que serão executadas tanto no interior como na área urbana da cidade nos próximos meses. A liberação de um financiamento de R$ 15 milhões junto ao Badesc, via programa Juro Zero, servirá para que a prefeitura, além de renovar o maquinário obsoleto, possa atuar na recuperação da malha viária local. Além disso, parte dos

recursos será aplicada na restauração do estádio Vidal Ramos Júnior e do terminal rodoviário. O governador anunciou ainda a doação do prédio popularmente conhecido como Centro de Saúde. “O prefeito expôs a importância dessas ações e é claro que vou liberar. Tenho certeza de que esses investimentos contribuirão para a melhoria do contexto que envolve a cidade. Peço que as documentações sejam encaminhadas o quanto antes para que os processos ganhem agilidade”, disse o governador. Ele também garantiu que a Festa Nacional do Pinhão receberá recursos do Estado. “É um evento consolidado a nível nacional, que agrega valores para Santa Catarina, e seremos parceiros”. Elizeu Mattos destacou a importância dos investimentos. “O financiamento de R$ 15 milhões será uma alavanca para o setor agrícola. A reforma da rodoviária dará mais conforto e segurança aos passageiros e a modernização do estádio dará mais dignidade ao nosso Inter”, explicou o prefeito, ressaltando ainda que o Centro de Saúde será reformado para

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Comunicação Social da prefeitura

Colombo (à direita) diz não ter dúvida de que Lages terá uma grande administração

abrigar parte da administração pública municipal. “A proximidade entre o prédio e a prefeitura será benéfica ao processo de gestão. Outro ponto positivo é a redução de aluguéis com imóveis que hoje abrigam repartições públicas”. Ambos também afirmaram que os processos que envolvem a Sinotruk e o Órion Parque ganharão agilidade nos próximos dias. Elizeu disse que os editais

de licitação para a terraplanagem do terreno da empresa e para a construção do parque tecnológico serão lançados nas próximas semanas. O Governo já liberou aproximadamente R$ 20 milhões para ambas as obras. “Tenho uma dívida grande com Lages, por isso desejo toda sorte ao Elizeu, por que o mais importante é estar apaixonado pelo que se faz. Não tenho dúvidas de que

Lages terá uma grande administração”, enfatizou Colombo ao destacar a atuação do atual prefeito que está no comando da cidade há pouco mais de dois meses. “Não tenho dúvida alguma de que Lages vai se desenvolver, e muito. Faremos tudo o que tiver ao nosso alcance para tornar nossa cidade melhor de se viver. Seremos um povo ordeiro e feliz, acreditem”, completou Elizeu.

Deputados vistoriam base na Antártica Santa Catarina se posiciona Divulgação

Estação pegou fogo no ano passado com 60 pessoas na missão

À convite da Marinha do Brasil, uma comitiva de parlamentares brasileiros visitou na última semana a Estação Antártica Comandante Ferraz, sede das atividades brasileiras na Antártica e onde são desenvolvidas pesquisas do Programa Antártico Brasileiro (Proantar). Em 31 anos de existência, o PROANTAR permitiu que a comunidade científica brasileira participasse das explorações e estudos naquele continente. Na madrugada do dia 25 de fevereiro de 2012, com 60 pessoas na base, houve um incêndio que afetou 70% das instalações. Incidente que também resultou na morte do suboficial Carlos Alberto Figueiredo e do primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos.

Após o incêndio, iniciou-se o trabalho de planejamento para dar continuidade às pesquisas e à retirada dos escombros, além de outras atividades operacionais e logísticas, por um período mínimo de cinco anos. Foi aberta licitação para a instalação de módulos antárticos emergenciais na Ilha George com a finalidade de abrigar pesquisadores brasileiros, até que uma nova unidade antártica seja construída para substituir a Estação Antártica Comandante Ferraz. Os parlamentares inspecionaram presencialmente os módulos emergenciais fornecidos pela empresa canadense Weatherhaven Canada Resources. “Nesse sentido, posso afirmar que houve boa aplicação do

dinheiro público, com o investimento de 14 milhões de reais para a instalação do módulo pela empresa contratada. Pude testemunhar, também, que, apesar do incidente, as pesquisas científicas prosseguiram graças ao amplo apoio do Exército e Aeronáutica, e aos esforços dispendidos pela comunidade científica nacional, amparada pela cooperação de outros países, especialmente a Argentina e o Chile”, avaliou a deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC), que integrou a comitiva. O nome da estação homenageia Luís Antônio de Carvalho Ferraz, um comandante da Marinha do Brasil, hidrógrafo e oceanógrafo que visitou o continente Antártico por duas vezes a bordo de navios britânicos.

contra unificação do ICMS

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), se posicionou de forma dura contra a aprovação da unificação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) proposta pela União. Colombo também defendeu, em Brasília, na quarta-feira, 13 de março, que outros Estados prejudicados pela mudança iniciem o debate. Para Colombo e para o secretário da Fazenda, Antônio Gavazzoni, a medida não atende o que propõe - acabar com a guerra fiscal - pois já de início cria condições desiguais. As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste devem negociar para manter uma alíquota diferenciada e a mudança gradual vai permanecer em indicadores de 7% para estas regiões e 4% para o resto do País. “É mais uma medida que vem para paralisar o Estado. As decisões nacionais tem reduzido nossa arrecadação e aumentado nossos custos sem oferecer nenhuma outra fonte de recursos”, apontou o governador. A posição do Palácio do Planalto é pela mudança e de forma rápida. “Assim

que a medida for aprovada, Santa Catarina passa a perder R$ 2 bilhões por ano em arrecadação”, afirmou Gavazzoni. A proposta do Governo Federal para compensar Santa Catarina e os outros Estados que sofrerem perdas é a criação de um Fundo de Compensação de Receitas (FCR). O mecanismo cobriria as perdas durante um período até a acomodação das contas dos Estados. Gavazzoni lembra, porém, que a Lei Kandir, criada em 1996, prometia cobrir as perdas dos Estados exportadores ao dar isenção de ICMS a produtos e serviços exportados. Mas em 2012 Santa Catarina só recebeu 7% do que era devido. “Nos últimos cinco anos, Santa Catarina acumula R$ 780 milhões que não foram repassados desse fundo”, explicou o secretário. O instrumento usado pela União para aprovar a medida será o Projeto de Resolução do Senado 01/2013, já encaminhado. Para entrar em vigor, basta a aprovação na Comissão de Assuntos Econômicos e depois apenas o plenário do Senado.


Cidade

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Inspeção encontra focos de dengue no Centro Lucas Pagani

Biólogo Márcio da Silva analisa amostras coletadas por agentes

Numa vistoria de rotina , agentes da dengue encontraram em uma borracharia na rua Otacílio Vieira da Costa um foco de proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da dengue. Foi o primeiro foco encontrado fora do bairro Guarujá.

De acordo com o agente Dione Andres, “dezembro e janeiro são os meses mais críticos, em função do calor”. Mas a mudança de clima também pode favorecer o surgimento de larvas do inseto. “Nesse tempo que ora chove, ora abafa, mesmo não sendo mais o auge do verão, podemos achar

focos, sim”. Até a terça-feira, 12 de março, cinco locais de contaminação foram registrados em 2013. O número preocupa. Menos de 20% do ano passou e o número equivale à soma dos últimos dois anos inteiros. Os 12 agentes fazem visitas por todo o município e os distritos de Índios e Santa Terezinha do Salto. A cada 15 dias, locais de maior risco, como borracharias e cemitérios, são vistoriados. Em caso suspeito, as amostras coletadas são encaminhadas ao laboratório do Centro de Zoonoses, onde um biólogo realiza a análise. “Se confirmado”, explica o supervisor José Flávio Branco, “a equipe faz uma varredura, quarteirão por quarteirão, casa por casa, num raio de 300 metros”. Embora nunca tenha havido pessoas infectadas pelo vírus em Lages, o supervisor reforça o alerta: “Nossa preocupação é conscientizar a população para que não deixe água parada, porque isso facilita que o mosquito prolifere”.

Grupos de Joinville e do Rio de Janeiro sobem ao palco do Marajoara e do Teatro Sesc Divulgação

O Evangelho Segundo Dona Zefa sobe ao palco do Teatro Sesc no dia 21

Disponibilizar ao público espetáculos que contribuem com a reflexão sobre a sociedade, o homem e seus paradigmas. Esta é a proposta do Em Cena Catarina, projeto mantido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) e que trará a Lages duas peças, nos dias 20 e 21 de março. No Em Cena, a cada ano três

grupos de teatro ou dança de Santa Catarina percorrem todas as unidades do SESC levando, gratuitamente, um recorte do melhor da produção local na linguagem. A curadoria é realizada anualmente e seleciona exclusivamente espetáculos produzidos no Estado, tendo como critério primordial a qualidade de encenação.

A Cia Rústico Teatral, de Joinville (SC), é um dos grupos selecionados deste ano e encenará o espetáculo “Passport”, no dia 20, às 20h, no Teatro Municipal Marajoara, e no dia 21, às 2oh30 na Pousada Rural. A peça é uma adaptação da dramaturgia homônima escrita pelo venezuelano Gustavo Ott, que envolve conceitos como terrorismo e violência. A narrativa se passa em uma fronteira e levanta questões como os direitos humanos e a imigração. Em cena, Robson Benta, Samuel Kühn e Vinicius da Cunha vivem três personagens: um sargento, um soldado e um cidadão. Outro projeto cultural que o Sesc mantém é a Rede Sesc de Teatros em que a entidade busca viabilizar o acesso das plateias de Santa Catarina a alguns dos melhores espetáculos de teatro, dança, circo e música do país e

07

O trabalho da Terapia Ocupacional na Apae de Lages A Terapia Ocupacional é uma profissão da área da saúde com forte inserção na área social e da educação. Busca desenvolvimento, tratamento e reabilitação de pessoas de qualquer idade que tenham seu desempenho funcional afetado por problemas motores, cognitivos e de inserção social. A terapia ocupacional utiliza como recurso terapêutico a atividade, adequando e/ou adaptando-a a cada necessidade, desenvolvendo, reabilitando e estimulando as capacidades funcionais. Tem como principal objetivo a promoção da vida, em busca de uma melhor qualidade possível. A Apae de Lages dispõe de uma terapeuta ocupacional que atende no total de 156 pacientes (alunos) por mês. Estes permanecem 30 minutos no atendimento. A terapeuta ocupacional realiza adaptações de utensílios, mobiliários e ambientes, conforme a necessidade de cada paciente (aluno), sendo para alimentação, higiene pessoal, locomoção, entre outros, favorecendo sua autonomia, e promove treino funcional de atividade de vida diária (banho, alimentação, vestuário, mobilidade, cuidados pessoais, etc.). Também prescreve órteses para membros inferiores e membros superiores, para alinhar, prevenir ou corrigir deformidades ou melhorar a oferecer gratuitamente à população algumas das produções mais representativas de cada área em cartaz no país. Pela Rede Sesc, apresenta-se na cidade no dia 21, às 20h, no Teatro do Sesc, o Núcleo de Estudos de Performances Afro Ameríndias (NEPAA), do Rio de Janeiro (RJ) com o espetáculo “O Evangelho Segundo Dona Zefa”. Com trilha sonora original de Edu Krueger, o musical popular conta histórias das tradições orais nordestina e mineira vividas pela contadora de histórias e escultora Josefa Alves dos Reis. Quando criança, Dona Zefa, devido às sucessivas secas, peram-

função das partes móveis do corpo, e realiza adequações posturais em cadeira de rodas, favorecendo conforto, alinhamento postural e funcionalidade do paciente (aluno). Por outro lado, orienta as famílias, visando a sua participação ativa no tratamento. A avaliação se dá no primeiro contato com o paciente (aluno). A partir da avaliação de terapia ocupacional, a terapeuta elabora se um plano de tratamento específico e individual. Na avaliação, as informações estão baseadas em dados objetivos, que proporcionam identificação das capacidades para tarefas lúdicas, sociais, perceptivas e motoras. Ana Cristina Cavalcante de Anhaia Terapeuta Ocupacional – CREFITO 10143 - TO

bulou com a família pela região de Canudos, no norte da Bahia, vinda da fronteira de Alagoas com Sergipe. Revela sua vocação para contar histórias desde cedo – e não para mais. Nos anos 1950, o irmão vai construir Brasília – e como não volta – ela e a cunhada migram para Minas. Ela adota diversas profissões até descobrir seu talento: escultora. O espetáculo procura trazer a riqueza da tradição oral de Dona Zefa. A atriz trabalha com máscaras e há manipulação de bonecos que remete à tradição do imaginário nordestino e do Vale do Jequitinhonha presentes na arte de Dona Zefa.


Cidade

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Transporte Escolar será fiscalizado em Lages Ari Junior

Secretário Hampel (de óculos) e subtenente Ion (à direita) explicam como vai funcionar a fiscalização do transporte escolar

Uma ação que envolve a prefeitura de Lages, através da Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos e Fiscalização Tributária, Associação dos Proprietários de Transportes Escolares e Polícia Militar busca auxiliar os empresários do ramo na legalização dos serviços do transporte de estudantes em Lages e até mesmo na região serrana. Para que isso aconteça foi criado por estes órgãos o “Dia D” para a regulamentação daqueles que ainda não estão totalmente dentro das normas exigidas para este tipo de serviço. Os empresários têm até esta sexta-feira, 15 de março, para se legalizarem. “O veículo que esti-

ver em dia com toda a documentação necessária receberá da Polícia Militar um selo que indicará que aquela empresa está apta a atuar no transporte escolar da cidade. Isto vale para as Vans de Lages e também de outros municípios da região que transportam estudantes em Lages”, explica o secretário municipal do Meio Ambiente, Mushue Hampel. Ainda segundo o secretário, mais de 70% dos empresários lageanos já trabalham dentro da legalidade. “Aquela pessoa que paga os impostos, tem a documentação em dia, quer o trabalho de orientação e fiscalização. Não queremos prejudicar ninguém,

mas as normas são para todos. Isto representa também mais segurança no transporte de nossas crianças”. Este selo que credencia o transporte escolar de forma legal é renovado a cada semestre. O condutor destes veículos deve ter também um curso especializado para este tipo de transporte. “Até esta semana estamos fazendo um trabalho mais educativo e de orientação, mas a partir desta segunda-feira, 18 de março, a fiscalização será ostensiva e se for necessário autuar os condutores, nós assim faremos”, salienta o subtenente da Polícia Militar, Ion Antunes dos Santos.

08

Turismo elabora programação anual de eventos da cidade Lages sedia neste fim de semana, 16 e 17 de março, a segunda etapa da Copa Serra Litoral de Velocross, na pista do Prudente, e reunirá pilotos de todo o Sul do país. Para o público, serão montadas arquibancadas, praça de alimentação, área de box e estacionamento. A novidade é a entrada gratuita para os dois dias do evento, que tem o apoio da prefeitura de Lages. São esperados mais de 260 pilotos nas 15 categorias. De acordo com o organizador Francis Schweitzer, há competidores a partir de cinco anos de idade. “É uma competição para todas as idades e na primeira etapa, que aconteceu em Guabiruba (SC), os pilotos lageanos lideraram nas principais categorias”, revela. Os destaques para a etapa Lages são os pilotos lageanos Guilherme Pereira na categoria Nacional Força Livre, Julia Polmann, na categoria Batom, e Ricardo Gargioni, na Categoria Nacional 230cc 4T. “São realiza-

das dez etapas do campeonato durante o ano e o vencedor será conhecido no mês de novembro”, declara Francis. Esta é uma das diversas atrações inclusas no calendário de eventos do município. Segundo o secretário de Turismo, Flávio Agustini, a programação anual está em fase de elaboração. “Além destas competições teremos uma série de acontecimentos no decorrer do ano que levarão o nome de Lages ao cenário do turismo de eventos”, entende. O secretário conta que a lista dos principais eventos da cidade está disponível no site da Santur. “E estamos fazendo a distribuição das datas com os municípios da Amures [Associação dos Municípios da Região Serrana], de forma que não haja atrito de datas em determinados eventos na região. Assim estará garantida maior visitação dos turistas em cada evento não só de Lages, mas também nos municípios vizinhos”, finaliza.

Categorias da segunda etapa do Velocross 50cc 65cc Batom Iniciantes Nacional

Site www.copaserralitoral.com.br

(Prova no sábado)

Secretaria atende em novo endereço Os lageanos que precisarem dos serviços da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda tem de se dirigir à rua Honorato Ramos, 65, para ser atendido. É neste novo endereço, próximo à rótula de acesso ao Departamento de Recursos Humanos (DRH) da prefeitura, que a Secretaria está atendendo

ao público desde segunda-feira, 11 de março. O horário de funcionamento do órgão permanece o mesmo, das 13h às 19h. E o telefone para contato é (49) 9931-3127. Entre os serviços que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda presta, está o Banco do Emprego

que atende cerca de 50 pessoas por dia. O setor recebe currículos, pré-seleciona e encaminha candidatos para entrevistas. Atualmente existem 6.368 currículos registrados no setor e 234 empresas estão cadastradas. O Banco é uma ponte que liga as duas partes interessadas, trabalhador e empresa.

Até o dia 22 de março os interessados podem se inscrever para as vagas de Conselheiro Curador e Conselheiro Fiscal do Instituto de Previdência do Município de Lages (LagesPrevi). Todos os funcionários efetivos da prefeitura, inclusive aposentados, estão habilitados para participar. As

inscrições devem ser efetuadas no período matutino (das 14h às 18h) no LagesPrevi (rua Serafim de Moura, 46). Para formalizar a candidatura é necessário apresentar cópias da Carteira de Identidade, da Folha de Pagamento e do Cadastro de Pessoa Física (CPF). A eleição

será realizada no dia 9 de abril, no LagesPrevi, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Segundo o presidente da instituição, Dilmar Monarim, a eleição dos dois conselheiros possibilitará maior transparência ao serviço público e à defesa dos direitos do servidor municipal.

(Prova no sábado)

Nacional 150cc Nacional 230cc Nacional 300cc Street Cilindrada Livre Força Livre Nacional Máster Nacional Júnior Vx4 Vx3 Vx2 Vx1

Guilherme Pereira é um dos destaques na Copa na categoria Nacional Força Livre

Toninho Vieira

Estão abertas as inscrições para eleição de conselheiros do LagesPrevi

Iniciantes Especial

Presidente do LagesPrevi, Dilmar Monarim, diz que pleito garante transparência do serviço público


Economia

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Comércio já festeja vendas de chocolates para a Páscoa Ari Junior

Zulmiro Klann espera incremento de 30% no comércio de chocolates

Todo mundo gosta de ganhar chocolate na Páscoa. Isto já é uma tradição milenar, principalmente entre os cristãos. Mas quem comemora o aumento nas vendas é o comércio. Uma franquia de uma grande rede de chocolates em Lages já está superando suas metas de vendas, isso a pouco mais de 15 dias para a Páscoa. De acordo com o proprietário da loja, Zulmiro Klann, alguns produtos da linha de Páscoa já

estão esgotados. A previsão é de um incremento nas vendas de no mínimo 30% com relação ao ano passado. “São 13,15 lojas da nossa rede em todo Brasil. Os pedidos para a páscoa são feitos pelo menos seis meses antes para a fábrica e infelizmente novos pedidos não podem ser feitos”, explica. Entre os chocolates mais procurados para a data, o destaque ainda é o tradicional ovo de chocolate. Com o passar dos anos

ele foi sendo remodelado, com novos sabores e aspectos. Hoje, é possível encontrar chocolates sem açúcar, lactose, meio amargo, entre outros tipos. Com relação aos preços praticados, eles variam de acordo com cada marca e tipo do produto. A loja de Zulmiro estará aberta em horários diferenciados, inclusive aos domingos, para atender a demanda. “Com certeza os produtos comemorativos da linha de Páscoa irão se esgotar nos próximos dias”. Para o consumidor não se perder e gastar demais na Páscoa o Procon de Lages realizou uma pesquisa no comércio lageano. Foram pesquisados os preços dos bombons e ovos de chocolate. Em alguns casos, a variação de preço alcançou níveis bastante significativos. O ovo de Páscoa n° 15 custa, em um estabelecimento, R$ 12,49 e em outro, R$ 25,90. Ou seja, a diferença de preço é de 107,3%.

09

Cesta básica mais barata irá beneficiar brasileiros Desde terça-feira, 11 de março, 16 produtos da cesta básica estão livres dos impostos federais PIS/ Cofins. Projeções do Governo Federal estimam que o Tesouro Nacional deixará de arrecadar mais de R$ 5 bilhões neste ano em virtude da desoneração. Carnes bovina, suína, de aves e peixes tiveram diminuição de 9,25% no valor. Outros itens que pesarão menos no bolso serão manteiga, óleo e café. No caso do sabonete e da pasta de dentes, a redução chega a 12,5%. Arroz, feijão, leite integral, ovo, farinhas, pão, frutas, legumes e papel higiênico também estão isentos das alíquotas do PIS/Cofins. A providência tomada pelo Palácio do Planalto vem em contrapartida à alta dos últimos meses. Como a cesta básica tinha encarecido um pouco, o gerente de compras de um supermercado, Jorge Luís Steffen, considera que o desconto trará sensíveis alterações. “Essa diminuição ago-

ra, em curto prazo, vai produzir diferenças no faturamento dos supermercados”, diz. “Mas não será um desafio remanejar os custos para equilibrar as vendas, já que a indústria já vai repassar [para os supermercados] com o reajuste”. O acesso da população aos produtos básicos será facilitado. Segundo Jorge, como os descontos ainda não foram repassados, não se pode afirmar quão significativa a desoneração poderá revelar-se. Mas adianta: “Sabonete e até mesmo creme dental vão ter um impacto visível”, afirma. “E o café vai ficar em torno de 4,5% mais barato”. Algum tempo é necessário até que o desconto reflita nas prateleiras. “Cerca de 10 a 12 dias”, estima Jorge, que vê a decisão da Presidência como algo inesperado. “Mas em breve os consumidores poderão poupar graças a essa redução nos impostos”.


Economia

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

10

Marin Logística atende 1,6 mil clientes em SC Uma empresa com sede em Lages, que atua há mais de 18 anos no cenário catarinense, vem se destacando no mercado da construção civil. Trata-se da Marin Logística, distribuidora exclusiva em Santa Catarina das marcas Suvinil e Glasurit, além da Tigre Tubos e Conexões, Adelbras, Famastil e Prat-k. A empresa atua em 285 municípios de Santa Catarina e emprega, entre funcionários diretos e representantes, 75 colaboradores. Visando oferecer maior comodidade aos 1,6 mil clientes e eficiência no serviço prestado, a Marin Logística possui centros de distribuição em regiões estratégicas localizados nas cidades de Balneário Camboriú (litoral norte), Criciúma (sul) e Chapecó (oeste). “Temos um estrutura própria de entrega. Com isso, garantimos um atendimento rápido, seguro e eficaz aos nossos clientes”, diz o empresário Max Ricardo Marin Filho. O atendimento exclusivo é uma das características de atuação da

Marcelo Vieira (Pakinha)

Max Ricardo Marin e Max Ricardo Marin Filho, proprietários da Marin Logística

Marin Logística, que se destaca por proporcionar soluções inovadoras aos clientes, auxiliando sempre em todo o processo de venda e fidelização do consumidor final. “Começamos nossa empresa na região, acreditamos

nos nossos potenciais, sempre em busca do cumprimento dos nossos deveres sociais, fiscais, tributários e humanos, através de uma atuação transparente e consciente”, salienta Max Filho. O empresário destaca ainda

que o constante desafio de estar sempre à frente impulsiona a empresa em uma atuação marcada por evolução tecnológica, sempre atenta aos princípios de preservação e utilização responsável de recursos naturais.

A Marin Logística está localizada às margens da BR - 282, no bairro Boqueirão. Os principais clientes são lojas de materiais de construção, lojas de tintas e hidráulicas, supermercados, agropecuárias entre outras do ramo.


Educação

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

11

Somar usa criatividade para educar crianças Um trabalho diferenciado na área da educação vem sendo executado em Lages. A empresa Somar Materiais Didáticos está surgindo no mercado com produtos diferenciados, inovadores e criativos. Os materiais didáticos de autoria da mestre em Educação, Solange Maria Senem dos Santos, e do mestre em Ciência do Movimento Humano, Iran Nazareno Steinke dos Santos, tem como público alvo os alunos da educação infantil, séries iniciais, professores e autoridades da área educacional, como os secretários municipais de Educação. O principal objetivo destes materiais é evidenciar a comunicação visual como uma ferramenta de ensino e aprendizado. “O nosso grande foco é colocar a criança em contato com os materiais para que ela possa conhecer o material e, com isso, aprender as letras, as sílabas, o alfabeto, as vogais e despertar também o interesse pela leitura”, comenta Solange.

Marcelo Vieira (Pakinha)

Entre os diversos e mais variados produtos didáticos os destaques são os livros com a sequência didática. Um material que ensina passo a passo como escrever. “Estamos apresentando estes materiais para as escolas municipais, estaduais e particulares da nossa região. A aceitação está sendo muito positiva. A nossa meta é realizar, com os professores, oficinas para repassar mais informações sobre estes novos materiais didáticos”, salienta Solange. Outra ferramenta de ensino que será utilizada pela Somar Materiais Didáticos é a criação de Salas de Leitura. “O ambiente que aproxima diferentes épocas, pessoas e ideias em um único espaço. Favorecer o acesso a esta competência é oferecer aos alunos uma grande oportunidade para conviver neste ambiente onde se mesclam conhecimentos e saberes”, comenta Iran. O lançamento oficial da empresa será no dia 27 de março, às 19h30, no Map Hotel.

A criatividade na confecção dos produtos é um dos diferenciais da Somar

Fundação Uniplac recupera saúde financeira Em reunião que objetivou apresentar os dados reais da Fundação Uniplac no que diz respeito à condução administrativa e financeira, estiveram presentes os Conselhos de Administração e Fiscal da Fundação que, representados pela presidente do Conselho de Administração, Luci Ramos, e com o apoio dos gestores de setores da Fundação, do Departamento Jurídico e do Interventor, expuseram diversas informações desde o início do processo de intervenção até a atualidade. O motivo principal do encontro foi esclarecer sobre a intervenção e os reajustes de mensalidade. Sobre a Intervenção Judicial, iniciada em 2008, relatou-se todo o processo e trabalho intervencionista realizado com o intuito de regularizar a situação financeira da instituição, inicialmente regularizando o pagamento dos salários junto aos colaboradores, em seguida o parcelamento das dívidas tributárias e também as negociações e parcelamentos das dívidas bancárias.

A respeito do primor pelo pagamento aos bancos em detrimento a outros pagamentos como, por exemplo, da hora-atividade, ficou claro que, como a Universidade, na qualidade de instituição privada, tem a receita totalmente proveniente do recebimento das mensalidades - receita da qual 80% é destinado ao pagamento de salários dos servidores, 10% aos parcelamentos das dívidas e, os outros 10% reinvestido na manutenção e atividades da Universidade -, existe a necessidade da Fundação em contar com parcerias em convênios com o Governo para poder instituir projetos e programas diversos, inclusive de bolsas de estudo, assim como para investimentos como os que foram realizados em melhoramento de estrutura (Ex.: Midilages, Laboratório LATIENS, Nova Creche etc.). Mas para manter esses convênios é necessário que a Fundação esteja em dia com obrigações tributárias, para que se enquadre nos programas governamentais. Assim, considerado o limite

de 10% de comprometimento da receita, ano a ano a intervenção vem negociando as dívidas bancárias, Receita Federal, Caixa Econômica Federal e prefeitura de Lages. Há ainda outras seis instituições financeiras a negociar. Assim que a Fundação tenha condições financeiras de arcar com os parcelamentos advindos desses valores, serão efetuadas as negociações. Há ainda o processo judicial da hora-atividade para o qual já foram apresentadas propostas pela Fundação ao Sindicato da Categoria, que não foram aceitas e agora aguarda a decisão do Tribunal Regional do Trabalho. Sobre o reajuste de mensalidade, previsto no contrato de prestação de serviços ao acadêmico, foram elencados pelo Conselho da Fundação os componentes da fórmula utilizada: o reajuste dos diversos serviços necessários para manutenção da atividade da Fundação e Universidade, assim como o reajuste de salários de professores e técnicos administrativos. Vale ressaltar que

o reajuste de salário acontece sem a influência da Fundação, pois é decidido pelas convenções coletivas das categorias. Já o reajuste de mensalidades, considerados os índices já comentados, é proposto e negociado pelo Conselho de Administração junto ao Diretório Central do Estudante – DCE Uniplac. Neste ponto, a presidente Luci faz um adendo importante: “Se fosse incorporada a dívida da hora-atividade, o reajuste teria que ser de 18,35%, mas em negociação com o DCE, ficou acordado em manter o reajuste aplicado no exercício 2012, que é de 10,35%”. A presidente também demonstrou um gráfico que considera todos os índices e indexadores de mercado, assim como o comparativo do crescimento salarial dos funcionários da Fundação com o reajuste de mensalidade. Neste último pode-se perceber uma defasagem de 7,91%, ou seja, o total da mensalidade reajustada do período de 2007 a 2013 não cobre o valor do reajuste salarial neste mesmo período.

Apesar de tudo isto, a Uniplac é uma instituição viável, tanto financeiramente, se a sociedade e comunidade acadêmica tiverem a paciência que a atuação planejada e projetada em longo prazo exige, como socialmente, já que sua atuação há 53 anos no Planalto Catarinense, com o resultado de cerca de 17mil profissionais formados, garante a qualidade das atividades tanto no ensino quanto na pesquisa e extensão, contribuindo com o desenvolvimento regional sustentável. São muitos os esforços da Fundação Uniplac, enquanto instituição mantenedora, e dos Conselhos de Administração e Fiscal, compostos por pessoas voluntárias, representantes da comunidade serrana, e também da Universidade com o Conselho Universitário, composto por representantes da comunidade acadêmica, em manter a Instituição em funcionamento. É essencial para a região e até para o estado de Santa Catarina a continuidade das atividades da Uniplac.


Educação

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Pronatec: Senai de Lages investe R$ 1,8 milhão em infraestrutura Marcelo Vieira (Pakinha)

Diretor Telmo comenta os cursos oferecidos pelo Senai de Lages, por meio do Pronatec

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Lages está participando, desde 2011, do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que oferece à comunidade cursos gratuitos de capacitação profissional - eletricista, mecânica de automóveis, pedreiro, encanador e panificação, além dos cursos técnicos de automação industrial, eletrotécnica, mecânica, eletromecânica e o técnico em mecatrônica. Para o andamento destes cursos, o Senai está investindo na unidade de Lages R$ 1,8 milhões em infraestrutura e novos equipamentos.

De acordo com o diretor do Senai em Lages, Telmo Ribeiro, desde a implantação o Pronatec já formou em torno de 1,6 mil alunos. A meta, até o final deste ano, é que os cursos de capacitação profissional tenham 2,3 mil alunos matriculados. “Atualmente temos um total de 720 alunos frequentando os cursos técnicos do Pronatec. Com isso, atendemos um público que tem acesso a toda infraestrutura do Senai”, disse Telmo. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego foi criado pelo Governo Federal em 2011com o objetivo de ampliar a oferta

de cursos de educação profissional e tecnológica. É através do Pronatec que o governo pretende expandir a educação profissional técnica de nível médio e de cursos de formação inicial e continuada, ou qualificação profissional presencial e à distância. A unidade de Lages do Senai está melhorando ainda mais a infraestrutura. Em breve será inaugurado o novo bloco que amplia o atendimento oferecido à comunidade. Outra novidade é que Lages será sede, no mês de setembro, da etapa estadual das Olimpíadas do Conhecimento do Senai.

12


Saúde

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Projeto devolve perspectiva de vida às mulheres desamparadas Lucas Pagani

Irmã Clarice está na Casa há cinco anos

Em maio, a Casa da Providência, localizada na rodovia municipal Tito Bianchini, estrada para Morrinhos, completa dez anos de funcionamento. A instituição é mantida pela Congregação das Irmãs da Divina Providência e experimenta há poucos meses um processo de reformulação. A Casa, que atuava como comunidade terapêutica, adotou a metodologia de Centro de Treinamento de Habilidades de Vida. Há pessoas que vêm de toda a

região Sul e mesmo de outros estados, como Minas Gerais e Rondônia, para buscar o apoio da Casa da Providência. “É um espaço de atendimento às mulheres que desejam mudança de vida, como as dependentes químicas”, explica a diretora, irmã Clarice Inês Thomé. “Mas o projeto vai além das que tiveram algum envolvimento com droga, lícita ou não. Diversas situações que as levam a não ter mais o sentido da vida, como

depressão, baixa autoestima, tudo isso é trabalhado no sentido de melhorar a perspectiva dessas mulheres”. A partir dos 17 anos, a mulher pode voluntariamente procurar a instituição. Se aprovada na triagem, passa logo em seguida a praticar as atividades oferecidas, de forma completamente gratuita, uma vez que a congregação supre todos os custos. “Durante os cerca de nove anos como comunidade terapêutica, a Casa era conveniada com a prefeitura de Lages”, explica a irmã. “Agora, como este método é novo ainda, precisamos de algum tempo até retomar esse convênio”. A Casa está aberta a doações de qualquer espécie, bem como a interessados em prestar trabalho voluntário. “É comum também recebermos estagiários de Serviço Social, que contribuem com a assistência. Nos últimos meses, bolsistas de Educação Física também desenvolveram atividades de lazer com as mulheres”, conta irmã Clarice.

Mais informações: por telefone, (49) 9157-1573 / 9157-1469, ou pelo site www.casadaprovidencia.com

13

Demanda exigiu mudanças na Casa Por quase nove anos, a Casa da Previdência trabalhou no modelo de comunidade terapêutica. “Em 2012, mantivemos o trabalho com as mulheres nas mesmas condições, mas agora elas têm uma data de entrada e saída e módulos de 28 dias para cumprir”, explica a diretora, irmã Clarice Inês Thomé. Há ainda atividades de finais de semana, para aquelas que não têm condições de ficar o mês todo. Segundo a irmã Clarice, a mudança na metodologia foi baseada na sensibilidade que se teve no trato com essas mulheres. “Elas deixaram transparecer que havia uma demanda por algo além do que nós oferecíamos”, comenta. O novo método, denominado Treinamento de Habilidades de Vida, compreende dez práticas que elevam o moral e favorecem o convívio social. Cada habilidade é treinada de forma pessoal. São elas: autoconhecimento, empatia, comunicação eficaz, relacionamentos interpessoais, tomada de decisões, resolução de problemas, pensamento criativo, pensamento crítico, como lidar com sentimentos e emoções

e como lidar com o estresse. Também é trabalhado o lazer, o trabalho artesanal e a espiritualidade, sempre com dinâmicas construtivas. “É um programa de vida, não só para quem teve algum problema com uma substância entorpecente”, reforça a irmã. “Somos uma casa de reabilitação, não uma clínica psiquiátrica”. Toda mulher passa por uma triagem em função de a Casa não ter suporte para pacientes com distúrbios mentais, por exemplo. “Nosso foco não é medicar, e sim promover melhoria da qualidade de vida”. Acontece acompanhamento psicológico contínuo nesse sentido. Na questão da saúde espiritual, a diretora afirma que a Casa não é focada na religião católica. “A Congregação das Irmãs da Divina Providência é uma instituição católica, mas as mulheres que atendemos têm as mais variadas ideologias e denominações religiosas”. A maioria delas, entretanto, independentemente da religião a que pertencem, não praticava mais essa fé. “Nós buscamos esse resgate da esperança, da paz de espírito”.

Para além dos portões, o desafio não para Quando saem da Casa da Providência, as mulheres já têm elaborado um Projeto de Vida, que nada mais é do que um propósito de crescimento que elas desejam para a vida pessoal. A partir daí, a missão delas é dedicar-se a realizar esse plano, aplicando as habilidades exercitadas na Casa. Apesar do excelente trabalho desempenhado, são frequentes as recaídas. A diretora, irmã Clarice Inês Thomé, as atribui à família fragilizada, entre outros fatores: “Muitas vezes a mulher busca melhorar, mas quando deixa a Casa e retorna ao núcleo familiar, acaba não encontrando suporte receptivo”. Existem diversos outros

grupos que educam a família, dos quais as pessoas muitas vezes não participam por desconhecimento. Além dos Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA), por exemplo, há o Amor Exigente, que se reúne toda segunda-feira, das 19h30 às 21h30, no Colégio Santa Rosa de Lima. Mesmo com tantas dificuldades após a saída da Casa, são muitas as mulheres que são atendidas e voltam tempos depois para agradecer. “E nos deixa muito orgulhosas ver o vigor que essas mulheres recuperaram. Como elas vêm felizes!”, comemora a irmã. “E na nossa cabeça vem imediatamente um filme de toda

essa trajetória, principalmente lembrando como essa mulher chegou até nós e quanto ela mudou”. “É muito gratificante para nós ver o resultado do nosso trabalho”, diz a diretora. “Nossa missão religiosa e humana é dar um testemunho de doação”. A cofundadora da Casa, irmã Artúris Reckziegel, tem 91 anos e continua trabalhando. Para ela, os frutos da Casa são consequência da caridade. “Qual é o sentido da nossa vida, senão produzir vida?”, diz ela. “E não falo só de vida biológica, mas de uma vida profunda, de seguir um chamado profundo. Aí está a verdadeira felicidade”.

Lucas Pagani

Em dezembro, irmã Artúris comemorou 70 anos de vida religiosa


Geral

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Medida estabelece regras de propaganda para o público infantil embora o Conar sugira a exclusão de propagandas durante atrações estritamente infantis, restringindo-as aos intervalos comerciais. Também é desencorajada o uso de artifícios que firam a liberdade de escolha dos consumidores, em especial no caso das crianças, que são mais susceptíveis à manipulação midiática. As normas do Conar são de adesão voluntária, mas, em geral, são adotadas de maneira unânime pelos veículos de comunicação, anunciantes e agências de publicidade. “O Conar é de expressão nacional, e devemos seguir suas orientações sempre”, explica o publicitário Gil Sousa. “Dentro do bom-senso, aceitamos suas recomendações, pois elas partem de um conselho experiente e de visão globalizada para todo o mercado nacional”. Para Gil, “essas medidas visam proteger o direito de imagem e disciplinar também o mercado”.

Quanto à liberdade das produtoras e agências, o publicitário não considera a orientação como cerceadora. “Agora, é claro que as agências de publicidade deverão estabelecer critérios de adequação face às mudanças”.

Arquivo VL

A partir de março, estão valendo as normas definidas pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) para o merchandising infanto-juvenil. Porta-vozes do órgão avaliaram que a prática propagandística é, muitas vezes, abusiva por dirigir-se a um público mais vulnerável. Em nota, o Conar alega respeitar o Código de Defesa do Consumidor (CDC) em sua decisão. Com as novas providências, as mídias radiofônica, impressa e televisiva ficam proibidas de veicular material de cunho comercial e publicitário que contenham imagem de crianças e adolescentes. Somente a partir dos 12 anos será autorizado o uso da imagem. Por outro lado, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IBDC) considerou a norma uma “medida cosmética”, que apenas mascara e dá uma falsa ideia de justiça. O merchandising para crianças não vai deixar de existir,

Publicitário Gil Sousa não vê a determinação como cerceadora

14

Deputados aprovam aumento do salário mínimo catarinense O Projeto de Lei Complementar 3/2013, que reajusta o valor do salário mínimo catarinense, foi aprovado no plenário da Assembleia Legislativa na quarta-feira, 13 de março, e terá efeito retroativo a janeiro deste ano. O projeto segue agora para sanção do governador. “Conseguimos aprovar essa le i em 48 hora s , p or iss o faço um ap elo para que o governador sancione a lei o quanto antes. Os trabalhadores esperam o reajuste, pois faz diferença na renda familiar”, disse o deputado Dirceu Dresch (PT), que foi o relator da matéria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Com o reajuste, a menor faixa salarial vai subir de R$ 700 para R$ 765, o que representa 12,83% a mais que o novo salário mínimo nacional, reajustado para R$ 678 no mês

de janeiro. A segunda faixa do piso regional sobe de R$ 725 para R$ 793; a terceira passa de R$ 764 para R$ 835; e a quarta faixa aumenta de R$ 800 para R$ 875. Os percentuais de reajuste foram discutidos e acordados e n t re re p re s e n t a n t e s d a s cinco centrais sindicais de trabalhadores e a entidade representativa do setor patronal no Estado. Dresch destaca que o mínimo catarinense tornou-se, nos últimos quatro anos, um dos principais parâmetros para todas as negociações coletivas em Santa Catarina . “Precisamos batalhar por ganho real de salário aos trabalhadores catarinenses e pelo fortalecimento do piso regional, que é uma grande conquista e beneficia mais de um milhão de trabalhadores e trabalhadoras de Santa Catarina”.


15

RESPEITE A SINALIZ AÇ ÃO DE TR ÂNSITO.

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

2013

2013

59.900

R$

,00

Lages (49)

89.900

R$

,00

1.849

R$

3251.8400

R E S P E I T E A S I N A L I Z AÇ ÃO D E T R Â N S I TO.

,00

FIXAS

2.149

R$

,00 FIXAS

1.499

R$

,00

w w w.por talgeracao.com.br

Tucson 0km GLS AUTO 2013 50% de entrada + 24x de 1.499,00 fixas. Veloster 0km 2013 Entrada de 50% + 24x de R$1.849,00 fixas. Santa Fé 2.4 0km 2013 50% de entrada + 24x de 2.149,00 fixas. IX35 0km 2013 a partir de R$87.900,00. I 30 0km 2013 a partir de R$59.900,00. Ofertas válida até 31/03/2013 ou enquanto durarem os estoques. Valor sem frete incluso. Valor do frete: R$ 1800,00. Imagens meramente ilustrativas.


Regional

Gestores municipais se reúnem para capacitação Lucas Pagani

Na abertura, foi apresentada a proposta de atuação da Controladoria Geral da União

Na segunda-feira, 11 de março, iniciaram-se as atividades do Programa de Fortalecimento da Gestão Pública. A capacitação é uma iniciativa conduzida em todo o Brasil pela Controladoria-geral da União (CGU). Em parceria com a Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), os eventos chegaram à Serra. Prefeitos, vices, secretários, vereadores e servidores em geral participaram de palestras para conscientização a respeito da administração pública. O cerimonial de abertura ocorreu no Salão de Atos da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). Formaram a mesa o chefe-substituto da

16 Cidades terão sessões de cinema gratuitas Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Regional de Santa Catarina da CGU, Tito Pablo Stolf, o prefeito de Campo Belo do Sul e presidente da Amures, Edilson de Souza, o secretário de Segurança e Ordem Pública de Lages, Paulo Dellajustina, representando o prefeito Elizeu Mattos, o reitor da Uniplac, Elson Bastos, o delegado da Receita Federal, Mauro de Brito, e o consultor jurídico da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Lages, Rafael Oneda, representando o secretário Jurandir Agustini. O prefeito de Bocaina do Sul, Luiz Carlos Schmuler, foi a última autoridade a ocupar a mesa, em virtude de o município ter sido contemplado no sorteio público para participar da 16ª

edição do Programa. Segundo Tito, os esforços são “voltados à melhoria da gestão pública municipal”. Em específico, os seminários preveem a capacitação para “execução local dos programas federais descentralizados”. Também faz parte dos objetivos o incentivo à transparência orçamentária. O Programa promove ações de capacitação presencial e distribui material de bibliografia técnica para aprimorar a atuação dos gestores, com o fortalecimento dos controles internos e da administração eficiente de verbas. A programação foi de 11 a 13 de março e contou com diversas palestras, distribuídas entre os três dias. A realização se deu ainda com o apoio do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Observatório Social de Lages e cada uma das prefeituras da Amures. De acordo com a organização, a reunião contou com cerca de 200 profissionais, vindos de todos os 18 municípios que compõem a Amures.

A Energética Barra Grande S/A (Baesa) promove nos dias 21, 22, 30 e 31 de março a exibição de filmes em dois municípios da região por meio do programa Cine Rodante, que apresenta uma sala de cinema adaptada em um caminhão, que viaja pelos mais diversos municípios, levando películas à população. As primeiras sessões ocorrem em Campo Belo do Sul. E no fim do mês, em Capão Alto. O caminhão tem acomodações para até 87 espectadores, além de banheiro e ar-condicionado. A programação, que vai até a primeira semana de abril, foi firmada em parceria com a Campos Novos Energia S/A (Enercan) e a Machadinho Energética S/A (Maesa). Crianças e adultos poderão assistir a filmes modernos de sucesso, desde “O Homem do Futuro”, “Cavalo de Guerra” e “Os Vingadores” até as animações “Os Muppets”, “Valente” e “A Era do Gelo 4”. Nos dois dias em que o Cine ficará em cada município, ocorrerão sessões matutinas, vespertinas e noturnas. Segundo a produtora da Cepar Cultural, proponente do projeto,

Alexandra Vedolin, também participam do projeto “muitas escolas rurais, que não têm acesso a esses bens culturais”. As exibições são completamente gratuitas. O programa é conhecido há anos pelo Brasil, mas a associação com a Baesa funciona há três anos. Em 2013, a Enercan e a Maesa também colaboram. Estima-se que pelo menos 25 mil pessoas já tenha assistido a alguma exibição no cinema itinerante nas dezenas de municípios que já receberam o Cine Rodante. “A estimativa é que nesta edição participem cerca de 9.200 pessoas”, afirma Alexandra. Divulgação

Crianças se divertem com o cinema itinerante


Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

cesarmissioneiro@hotmail.com

Mulher: o vaso da vida Mulher, pilar, mestre da família, ventre maduro que fertiliza e povoa a terra, tu que amamentas e ainda tira tempo para dar carinho, amor, zelo e dedicação a filhos de tantas formas e maneiras, de tantas cores. Mãe que lentamente vai formando o ente querido ao ir arredondando seu próprio ventre na demonstração máxima da vida gerando vida. Mulheres campeiras, mulheres da cidade, mulheres faceiras, outras desprovidas de vaidade, isto não é defeito que alguém assuma, é a natureza de cada uma. Enquanto uma é a parturiente, a outra é a parteira – mães de toda idade. E assim as mulheres, no seu cotidiano de cozinha e crianças, sutilmente se posicionam na

sociedade universal de forma que volta e meia surpreendem o mundo. Uma que de seu ventre, há dois mil anos, nasceu o homem mais querido e respeitado do mundo, outra que anonimamente ajudou seus compatriotas franceses a ganhar batalhas contra ingleses. Depois, presa aos 19 anos de idade, no dia 30 de maio de 1431, sem se abalar, foi queimada viva, Outra que saiu de Laguna em 1839, abaixo de tiroteio, para defender a qualquer custo, nem que o preço fosse a vida, os ideais de seu homem, os ideais da causa farroupilha e principalmente defender a vida de seus filhos. São tantas e tantas mulheres de coragem surpreendente,

umas com decisões de rainha, outras somente mulher, como a espanhola D. Maria de Sanábria que, em 1540, à frente de uma esquadra encara, perante a corte espanhola, a missão de demarcar a favor do reino espanhol um território ao sul do Brasil, precisamente São Francisco do Sul, e aqui veio bater. Outras simplesmente índias. Mas, as que eu conheço bem são aquelas que amarram o cabelo, usam grandes chapéus e vendem quitandas em éguas velhas de cincerro, mulheres de cambona e cabo de enxada, de cozinha e galpão, pele tostada onde se forja o aço e amadurecem como fruto que se torce o baraço. Mulheres que salgam a vida dura e a boiada nos pilões do rodeio, as benzedeiras e as curandeiras, mestras rudes da medicina, desfazer os males, delas é a sina. Comovente é o zelo de uma mãe tresnoitada pelo cansaço ao velar as noites de um filho febril, é o zelo da mulher consciente, apaixonada e ansiosa pelo retorno de seu homem. Com sorriso e saudade nos lábios o recebe amorosa como se cada retorno fosse um novo presente.

17


Entrevista

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

18

Comissão anuncia programação da Festa do Pinhão A Festa Nacional do Pinhão chega à 25ª edição com promessa de renovação e sucesso. É o que garante a Comissão Central Organizadora (CCO), da qual o vice-prefeito, Toni Duarte, é presidente. Junto com o prefeito, Elizeu Mattos, e o superintendente da Fundação Cultural de Lages (FCL), Maurício de Jesus, ele apresentou na manhã de quarta-feira, 13 de março, no auditório da FCL, a programação do evento. Na coletiva concedida à imprensa e na presença de diversas autoridades, e da Rainha e Princesas, Elizeu afirmou que o prazo foi curto. “Estamos aqui há pouco mais de 60 dias”, disse. Ainda assim, o esforço parece estar sendo frutífero. Embora a programação completa ainda venha a ser lançada oficialmente nos próximos dias, Toni assegura: “Temos uma programação diversificada, que vai agradar a todos”.

Vitrine - Com essa ideia das noites temáticas, para quais datas se esperam mais pessoas? Toni - Isso varia muito de acordo com o gosto. Determinado artista pode ser top para uma classe do público; para outra, não. Mas nós temos uma expectativa, em função do sentimento maior do público, de que o sábado, com Thiaguinho e Sambô, vai ter uma grande presença. O padre Fábio de Mello também tem bastante público, assim como Fábio Jr. É difícil quantificar, porque, em relação ao gosto, é muito pessoal, mas pelo sentimento geral podemos dizer que todos os dias terão público bastante numeroso. Vitrine - O senhor atribui parte do sucesso da Festa aos shows nacionais, mas encoraja o resgate da tradição. De que maneira será trabalhada essa retomada dos valores locais?

Toni - O Recanto será remodelado, mas fazendo aquilo que é nosso. Apresentações de artistas locais, gastronomia local, valorização das pessoas que aqui moram. Esta Festa é dos lageanos. Vitrine - Qual a principal novidade da 25ª edição em relação aos anos anteriores? Toni - A inovação são os preços diferenciados para os lageanos, para incentivar o que é próprio daqui. Também será feita uma mudança na posição do palco para as atrações, para melhorar a qualidade do som. Outra coisa importante é que quem for pilchado vai pagar meia-entrada e, enfim, várias alterações que vem melhorar a qualidade do evento. Vitrine - As famílias lageanas terão oportunidade de comprar ingressos por preço menor. Como será esse desconto? Toni - Está praticamente acertado que os lageanos, mediante comprovação com fatura de energia elétrica, por exemplo, irão poder participar dos eventos pagando 30% mais barato. Serão quatro ingressos por fatura, no caso, para estimular as famílias a irem à Festa. E os ingressos serão nominais, é lógico, para ninguém revender. Vitrine - Com relação ao preço do que será comercializado dentro do parque, existe uma definição? Toni - Na verdade, não é feito controle. É estabelecido um teto. Determinado item, determinado prato, não pode ser cobrado acima de determinado valor. Vitrine - Como será marcada a passagem das 25 Fes-

tas Nacionais do Pinhão? Toni - Na edição de 2013 vamos ter as noites temáticas e um dos temas é a Noite de Prata, na quarta-feira [29 de maio]. Vamos marcar essas bodas, por assim dizer, com uma combinação de Zezé di Camargo e Luciano com Cristiano Araújo, para mostrar essa passagem de gerações dos mais tradicionais aos mais modernos. Marcelo Vieira (Pakinha)

Vitrine Lageana - O prazo realmente á a maior dificuldade na organização de uma festa desse porte? Toni Duarte - A Festa é um evento que envolve vários enfoques. É trabalhosa, como qualquer festa a ser organizada, mas à proporção que é consolidada, como é o caso da Festa do Pinhão, demanda um cuidado muito especial com todos os itens: desde a infraestrutura, o acesso de trânsito, a contratação dos artistas, o valor dos ingressos, a satisfação do público, o resgate da tradição. Todos os aspectos merecem atenção. Que dá trabalho, dá, mas nossa vontade de acertar é tão grande que acompanhamos a vontade das pessoas e, com isso, esperamos agradar a elas.

Esperamos que o público aproveite e faça desta uma Festa agradável para a população e os turistas.

Toni Duarte acredita que programação da festa agrada a todos

Programação dos Shows Sexta-feira, 24/05 Fábio Jr. abre a Festa do Pinhão com a Noite da Paixão. A entrada é franca. Sábado, 25/05 Fernando e Sorocaba, na Noite Sertaneja Domingo, 26/05 Domingão da Família com Patati & Patatá e Carrossel Segunda-feira, 27/05 Thalles Roberto é atração da Noite Gospel Terça-feira, 28/05 Artistas tradicionalistas comandam a Noite Nativa

Quarta-feira, 29/05 Zezé di Camargo e Luciano e Cristiano Araújo, na Noite de Prata Quinta-feira, 30/05 no feriado, Naldo anima o público Sexta-feira, 31/05 a Noite da MPB conta com Gilberto Gil Sábado, 1º/06 Sambô e Thiaguinho prometem grande público na Noite do Samba Rock Domingo, 2/06 O encerramento fica com o padre Fábio de Mello, no Domingo de Fé


Lages, 15 de Marรงo de 2013 - Ano 3

19


Lages, 15 de Marรงo de 2013 - Ano 3

20


Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

21

Andrea Bianchini & Mirella Bianchini Dicas de Mirella Bianchini O poder do rosa Burgundy O vinho apareceu ano passado nas lojas, só que nesta temporada ele persiste! Quem sabe você até já comprou uma peça ano passado e vai poder reaproveitá-la… Combine com metalizados ou laranja. Um animal print fica lindo também.

De fato, essa é uma cor que varia muito e nem todos os tons fazem a cabeça da mulherada. Mas fica lindo dar uma quebrada no neutro com um tom de rosa forte, marcante! Usar com estampas e animal print também pode ficar muito elegante e fashion.

É preciso força para sonhar e perceber que a estrada vai além do que se vê, Emelin Rodrigues

Saylon Perotoni, se no pré-lanamento já foi divertido, imagina no dia 16 e 17 de março. Feijoada da Serra. Você está mais que convidado a se divertir.

Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer, Betina Paim


Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Vitrine Cultural

22

Festa do Pinhão

Henrique Beling hbeling@hotmail.com

Divulgação

Quarteto Coração de Potro, nossa grande promessa musical Divulgação

A banda Expresso Rural, com Daniel Lucena, vai abrir o show de Fábio Júnior dia 24 de maio na 25ª Festa Nacional do Pinhão. A presença de Daniel enriquece o cenário cultural de Lages pela originalidade em suas composições e grande trajetória na área musical no estado catarinense.

Atenção: Com o objetivo de resgatar as principais obras de Alfredo Zitarrosa o grupo lageano “Quarteto Coração de Potro”, em parceria com Luiz Marenco e os cantores uruguaios Pepe Guerra e Oscar Massita, prepa-

rou “Alfredos y Guitarras”. Já em processo de finalização, o CD começou a ser gravado em fevereiro deste ano no Martin Estúdio, em Lages, e deve chegar às lojas até o final do ano. O Grupo esteve recentemente

no Programa “Galpão Crioulo”. É uma grande revelação e promessa musical da serra catarinense. Registramos também a Premiação como música mais popular no 12º Acampamento da Canção, em Campo Bom (RS).

Festivais com inscrições abertas 21ª Sapecada da Canção - inscrições até 27 de março; 11ª Sentinela da Canção - inscrições até 05 de abril; 23ª Tafona da Canção - inscrições até 5 de abril.

// Cristiano Prim

Cia Catarinense de Dança recebe o Prêmio APCA 2012

“Carta de amor ao inimigo”, de Alejandro Ahmed

A entrega do melhor da produção cultural de 2012, o Prêmio APCA 2012-São Paulo, aconteceu dia 12 de março no Teatro Paulo Autran/Sesc Pinheiros, em São Paulo.

Na Categoria “Dança” o Grupo Cena 11, do Diretor Alejandro Ahmed, companhia catarinense de dança contemporânea com sede em Florianópolis, recebeu o prêmio por sua trajetória de

pesquisa em dança com o trabalho “Carta de Amor ao Inimigo”, que estreou em Florianópolis em agosto de 2012.

Exposição “Viajores do tempo” Está aberta a visitação na Fundação Cultural As obras de arte da escritora e artista plástica Marilda Wolff estão expostas na Fundação Cultural de Lages até o dia 28 de março. “Viajores do tempo” é um misto de pintura, poema e poesia. Nas 18 telas, a autora transforma em pequenos contos fatos desejados pelos participantes do

projeto Idoso Empreendedor, desenvolvido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). A exposição está aberta ao público das 13h às 19h, de segunda a sexta-feira. As escolas interessadas em agendar um horário podem entrar em contato pelo telefone 3224.7425.

Divulgação


Variedades

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Horóscopo semanal Áries 20/03 a 20/04 Temos a lua nova, que ocorrerá no signo anterior ao seu, indicando esse período anterior ao aniversário de reflexões, de conclusão de ciclo, de interiorização e de percepção das conseqüências de seus atos ao longo dos últimos meses.

Libra 23/09 a 22/10 A fase lunar nova aponta para o início de novos objetivos e propósitos ligados ao trabalho e ao dia a dia dos librianos. Algo que você já vem sentindo nas últimas semanas. Inclusive está retomando algumas ideias e projetos.

Touro 21/04 a 20/05 Você passa atualmente por um importante período de aprendizados emocionais e espirituais, especialmente em relação à amizade e ao amor. É importante compreender que o amor é uma energia espiritual e que lhe faz se sintonizar com certas pessoas, amigos e grupos.

Escorpião 23/10 a 21/11 Novas energias relacionadas à vida afetiva e ao trabalho dos escorpianos. É o que temos indicado astrologicamente nessa semana pela lua nova e o ingresso do planeta Marte no signo de Áries, estimulando iniciativas e novos projetos de desenvolvimento profissional.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Durante esta semana, o seu planeta regente, Mercúrio, ainda estará em movimento retrógrado, o que indica que você vem passando por uma série de reavaliações e de retomada de antigos assuntos e ideias, especialmente em relação à carreira profissional.

Sagitário 22/11 a 21/12 A Lua nova que ocorre nesta semana simboliza a necessidade de um novo tempo nas relações familiares dos sagitarianos e nas questões que envolvem a casa e a vida doméstica. É um momento de maior interiorização, onde há muito a refletir e a observar.

Câncer 21/06 a 21/07 Fase lunar nova no céu astrológico, que propõe um novo direcionamento de energia e que para os cancerianos está relacionado à viagens, estudos, conhecimentos, à disseminação do saber e também à experiências vinculadas à espiritualidade e à transcendência.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Novas energias, interesses e acontecimentos começam a se fazer presentes na vida dos capricornianos e estão representados astrologicamente pela lua nova, que propõe uma nova maneira de interagir com as pessoas, estando mais atento aos sinais, à sensibilidade e aos sentimentos.

Leão 22/07 a 22/08 Este é um momento muito especial para você perceber a força das energias, do psiquismo, dos mistérios e dos sentimentos que são compartilhados com as pessoas, leonino.

Aquário 21/01 a 18/02 Conscientize-se dos talentos e potenciais que você ainda não está desenvolvendo e que chegou a hora de expressar, aquariano. É o que está indicado na lua nova desta semana.

Virgem 23/08 a 22/09 A lua nova ocorre no setor de relacionamentos virginianos, reiterando a importância de ter novas atitudes em suas relações, onde a compaixão, a sensibilidade e o afeto incondicional sejam importantes.

Peixes 19/02 a 19/03 É em seu signo que ocorre a lua nova desta semana, pisciano, indicando o início de uma nova trajetória, embora com o movimento de Mercúrio ainda retrógrado em seu signo, esta nova etapa.

23

Sonhos BR www.sonhosbr.com.br


Utilidade Pública Cleber de Souza Borges Tenente Coronel PM

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

24

(Perguntas ou sugestões enviem um e-mail para a Redação ou para cleber.s.borges@hotmail.com, ou visite o blog www.clebinho-oazedo.blogspot.com.br)

As drogas e seus efeitos maléficos As drogas são substâncias naturais ou sintéticas que possuem a capacidade de alterar o funcionamento do organismo, estando divididas em dois grandes grupos, lícitas e ilícitas, de acordo com critério utilizado do ponto de vista legal, na sua comercialização. As drogas lícitas podem ser comercializadas, pois podemos comprar livremente, e pagamos impostos pelo seu consumo. Elas são aceitas pela sociedade, ficando a critério de cada um o seu uso ou não. No Brasil, bebidas alcoólicas e cigarro, não consideradas drogas lícitas por não causar a dependência do usuário, mas podem afetar o organismo. Assim, são comercializadas livremente, mas não podem ser vendidas para menores de 18 anos. Ainda de forma lícita, existe o consumo de medicamentos controlados, que só podem ser vendidos com receita médica, e que causam dependência como qualquer outra droga ilícita. Comumente chamadas de pílulas da felicidade, são usadas para combater os ma-

les dos tempos modernos como: controlar a obesidade, enfrentar a depressão, derrubar o estresse, etc. O uso abusivo dos medicamentos controlados cresceu tão rapidamente no mundo todo que o número de viciados em medicamentos superou o número de usuários de cocaína, heroína e ecstasy juntos. “As pessoas tendem a achar que o uso abusivo dos medicamentos prescritos é apenas um uso inadequado de substâncias para tratar problemas de saúde Mas esses incidentes são frequentemente resultado de um vício que pode ser tão letal como a dependência de drogas como a heroína ou a cocaína”, diz um documento divulgado pela ONU. É importante ressaltar que não é pelo fato de serem lícitas que as drogas não sejam prejudiciais à saúde. Segundo a Organização Mundial de Saúde, as drogas ilícitas respondem por 0,8% dos problemas de saúde em todo mundo, enquanto o cigarro e o álcool, juntos, são responsáveis por 8,1% desses problemas.

O alcoolismo é e deve ser tratado como uma doença. Trata-se de uma patologia crônica, caracterizada pelo consumo incontrolado de bebidas alcoólicas, o que acaba interferindo na saúde física e mental do indivíduo, trazendo drásticas consequências para sua vida social, familiar e profissional. A dependência do álcool pode desenvolver-se num prazo de cinco a 25 anos, podendo ocasionar falta de memória, ansiedade, diminuição da capacidade de concentração e julgamento crítico. Consumido em grande quantidade, o álcool provoca intoxicação e até envenenamento, podendo levar ao coma alcoólico e à morte. As drogas ilícitas não podem ser comercializadas e muito menos consumidas, são proibidas por lei. As mais comuns são a cocaína, a maconha, o crack, o oxi e a heroína. A cocaína e o crack, por exemplo, são drogas psicoativas que provocam alterações cerebrais muito importantes. Aspirada, fumada ou injetada na veia, a cocaína se distribui pelo corpo e age em

todo o organismo, mas sua ação no cérebro é responsável pelo efeito que provoca dependência. O crack é a pasta básica da cocaína e recebeu este nome porque a mistura leva ao aspecto de pedras de cocaína (rocks) que são quebradas (crack) para então serem expostas a altas temperaturas e se volatizarem, sendo então fumadas. Por ser uma droga que se evapora com facilidade, o crack atinge rapidamente o sistema nervoso central levando seu usuário a quadros mais graves de intoxicação aguda e dependência. O oxi é uma das mais novas e devastadoras drogas encontrada no mundo das substâncias ilícitas. Feita a partir dos restos do refino da cocaína, preparada com querosene e cal, a nova droga torna-se mais barata, tem menor efeito de duração e, por isso, é mais agressiva e vicia mais rápido. Querosene e cal virgem são substâncias corrosivas e extremamente tóxicas. Por isso, o consumo do oxi pode levar à morte mais rápido que o crack no qual o que é realmente nocivo é o princípio ativo da droga.

As drogas são os maiores e mais lastimáveis de todos os flagelos que a humanidade tem notícia, que afeta o homem já na vida intrauterina, quando os pais já são viciados. Cremos que o maior mal provocado pelas drogas seja o mal social. Este mal é de tamanha gravidade porque leva à destruição de muitas famílias, corroem as estruturas sociais, destroem os princípios e valores do ser humano, desencadeando condutas ilícitas e, por conseguinte, o aumento da violência e da intranquilidade. De fato, onde houver um viciado, haverá um traficante. Onde houver um traficante, haverá um serviço de aliciamento acobertado pela ineficiência ou omissão do Poder Público, ou até mesmo pela corrupção. Onde houver corrupção, haverá um subpoder, um subgoverno. Em minhas próximas publicações passarei a abordar as medidas de prevenção ao uso de drogas e as várias formas de identificar um usuário de drogas. Portanto, não deixem de ler as próximas edições.


25 Polícia prende dois por desmatamento Acidente interdita pista da Sete de Setembro Polícia

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Divulgação

Um acidente entre dois veículos no fim da tarde de segunda-feira, 11 de março, interditou a Rua Sete de Setembro no bairro Santa Helena, em Lages. Segundo a Polícia Militar, os veículos envolvidos no acidente eram um Del Rey, placas LYM-7196, de Lages, ocupado por cinco pessoas, e um Chevrolet Montana, placas MCM-0484, de Campos Novos. Os carros trafegavam em sentidos contrários. Um homem e uma mulher ficaram presos nas ferragens dos veículos. Os demais ocupantes

foram retirados dos carros com a ajuda de moradores. Para socorrer as vítimas foram chamadas as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros. Três crianças, e dois adultos foram medicados na calçada, enquanto os demais eram retirados dos veículos. O local foi isolado para que os socorristas pudessem trabalhar. Os moradores reclamam do excesso de velocidade de motoristas e da falta de lombada física. Divulgação

Polícia Ambiental verificará se há outros pontos de corte ilegal de árvores no local

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Lages encontrou na segunda-feira, 11 de março, na localidade de Campina Dorgelo, interior de São José do Cerrito, um desmatamento de 187 araucárias. A Polícia chegou ao local por meio de uma denúncia anônima,

e encontrou as toras das árvores jogadas em duas propriedades. Em uma área de 0,10 hectares, foram encontradas 13 araucárias e em outra área vizinha, de 2,6 hectares, foram localizadas 174 toras da espécie. Os proprietários das duas áreas são irmãos e foram noti-

ficados através de um auto de infração ambiental. Eles responderão processo criminal e ambiental, devido ao corte ilegal de espécie nativa. O valor da multa ainda não foi fixado, porque mais diligências deverão ser feitas nos locais, a fim de averiguar se há mais desmatamento nas áreas.

Duas pessoas ficaram presas nas ferragens dos veículos envolvidos no acidente

Suspeito de fraudar sistema bancário é indiciado por estelionato Divulgação

Dinheiro provinha de fraude realizada via internet

No final da tarde de quarta-feira, 6 de março, após receber uma denúncia anônima, Policiais Civis da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Lages, em parceria com a Delegacia de Polícia do Município de Bocaina do Sul, identificaram Humberto Daniel Pietro, suspeito de estelionato. Com ele foram apreendidos R$ 174 mil em espécie, de origem

duvidosa, além de aparelhos eletrônicos e celulares. Em interrogatório, ao delegado Márcio Schutz, ele contou como funcionava o esquema criminoso. Em parceria com um adolescente de 16 anos, Humberto mantinha dois sites falsos na internet, sendo um de um banco e outro de um provedor internacional. Numa das páginas, eles capturavam

e-mails para envio de mensagem em “spam”, convocando as pessoas para movimentarem as contas via internet, encaminhando para estas o link com o a página falsa do banco. Os dados da conta corrente e senhas eram copiados pelo adolescente e posteriormente usados para compras de eletrônicos em outros sites da internet. Os eletrônicos também

eram revendidos a preços bem abaixo do mercado. O esquema funcionava há cerca de um ano e meio. De acordo com o Delegado Márcio Schutz, responsável pela prisão, o caso foi repassado para a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), para identificação de outros participantes do golpe e possíveis vítimas do esquema.


Polícia

26 É preciso autorização para pescar fora da Piracema Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Carreta tomba em cima de veículo no São Sebastião Divulgação

Sábado, 9 de março, a Polícia Militar Ambiental (PMA) de Lages flagrou um homem no rio Portões, na localidade São José, interior de Anita Garibaldi, com 10 redes de pesca. Apesar da época de reprodução de peixes (denominada piracema) ter terminado no dia 31 de janeiro, a pesca ainda é proibida. Somente pescadores profissionais, que possuem carteirinha de pesca, emitidas pelo Ministério da Pesca e Aquicultura, podem pescar em qualquer época e com qualquer tipo de equipamento. O homem flagrado no rio Portões possuía uma carteira

emitida pelo Sindpesca, sindicato de Anita Garibaldi. Porém, a mesma não tem validade para pescar com petrechos da atividade. Foi lavrado um Termo de Apreensão e Depósito (TAD) e apreendidas 10 redes de pesca de diversas malhas e tamanhos, as quais foram encaminhadas e depositadas junto à sede da 4ª Companhia da PMA/Lages. Foi realizado também um Auto de Infração Ambiental em desfavor do cidadão infrator, bem como colhida à declaração do mesmo a fim de ser dado início ao devido procedimento pertinente ao caso. Divulgação

Na cabine estavam o motorista, a esposa dele e a filha dos dois

Um acidente envolvendo uma carreta com placas IQI5083, de Marau (RS), e um gol, pl acas LZY-0014, de Lages, assustou os moradores do bairro São Sebastião. Por volta das 17h45 de domingo, 10 de março, a carre-

ta, conduzida por Claudemir Nogueira, 39 anos, trafegava no sentido bairro Guarujá em alta velocidade quando tombou, caindo em cima do Gol conduzido por Celso Adriano da Silva, 34 anos. Marcos foi conduzido para

a emergênci a do Hos pital Nossa Senhora dos Prazeres apenas com escoriações leves, assim como a esposa e a filha dele, que estavam na cabine da carreta. A Polícia constatou que o motorista estava embriagado.

PM apreende crack e cocaína no bairro Coral Divulgação

Drogas e dinheiro pertenciam a jovem de 19 anos, morador do bairro

Após várias denúncias de comércio de drogas na Rua Prudente de Moraes, no bairro Coral, em Lages, os agentes de Inteligência (AI) do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) monitoraram o local e na noite

de sábado, 9 de março, policiais militares realizaram a abordagem de um motociclista com antecedente criminal por lesão corporal. Com ele foram localizados cinco gramas de cocaína e R$ 610,00 em espécie. Ao ser

indagado sobre a procedência da droga, o mesmo informou ter adquirido com o proprietário da residência, Eduardo Ribeiro, 19 anos, que também estava sendo monitorada. A guarnição, juntamente com o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), esteve na residência cujo proprietário possui antecedente criminal por disparo de arma de fogo/ lesão corporal. No local os policiais encontraram 320 gramas de crack fracionado em pedras de cinco gramas, mais 60 pedras de crack em tamanho menor, 253 gramas de cocaína, duas balanças de precisão e R$ 802,00 em espécie. Foi dada voz de prisão à Eduardo, que foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, até a Central de Polícia.

Polícia Ambiental apreendeu 10 redes de pesca


Grêmio

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Grêmio busca novas contratações Wesley Santos/Agência PressDigital

Luxemburgo e Rui Costa querem mais peças

Antes mesmo de o Grêmio viajar à Venezuela, a direção tinha o diagnóstico da necessidade de contratar dois jogadores: um zagueiro e um meia. A derrota por 2 a 1 para o Caracas aumentou a ânsia do clube para suprir essas carências. A zaga e o meio são setores necessitados, especialmente porque as opções são jovens. Na defesa, caso Werley ou Cris não possa

atuar, há Bressan, Saimon, Douglas Grolli e Gerson. Jean Deretti, lesionado, Wangler e Marco Antonio são as alternativas ao meio. Especialmente no meio, a reposição é mais requisitada. Dificilmente Elano consegue completar os 90 minutos da partida. Mesmo com boa atuação, precisou ser sacado para entrar Marco Antonio. Já a busca por zagueiros sempre

foi uma tônica na gestão Koff. Desde o início procurava por um xerife. A primeira opção era Lugano, do PSG. Acabou vindo Cris. Diante dos venezuelanos, o segundo gol, em cruzamento rasteiro para a área, acabou gerando críticas de torcedores a respeito do camisa 3. A especulação de uma possível troca com o Vasco de Marcelo Moreno por Dedé foi descartada pelo clube. O diretor executivo de futebol, Rui Costa, diz que não há tratativa em andamento com o clube carioca. “Não temos nenhuma negociação em andamento com o Vasco. É lógico que sempre estamos atentos ao mercado para reforçar o grupo, mas essa suposição não procede”, diz. Com dificuldades financeiras, o Vasco cogita negociar o defensor. Ele tem contrato até 2015. O atacante está fora dos planos de Vanderlei Luxemburgo. Caso contrate, o Grêmio só poderá inscrever os jogadores na fase eliminatória da Libertadores – se obtiver a classificação no Grupo 8.

27

Kleber volta aos treinos após fratura Bruno Junqueira/TXT Assessoria

Kleber trabalha para voltar ao time

Seis dias após fraturar uma costela em jogo-treino, Kleber voltou aos treinos no gramado do Estádio Olímpico na quarta-feira, 13 de março, e confirmou o otimismo do departamento médico em uma recuperação rápida. Sob supervisão do fisioterapeuta Henrique Valente e do auxiliar da preparação física, Rogério Dias Luiz, o Gladiador fez exercícios de agilidade e coordenação, girando o tronco para detectar eventuais dores. O resultado foi animador: nenhuma anormalidade. “É uma lesão chata, porque não tem muito o que fazer em termos de recuperação. É ficar em repouso e esperar o organismo agir. No co-

meço doía até para respirar, mas aos poucos foi passando. Não senti nada no treino de hoje, corri bem, com velocidade, fiz todos os movimentos orientados pelo departamento médico e deu tudo certo. Falta pouco. A vontade de estar em campo é enorme. Quero voltar a ficar à disposição, entrar em campo, poder jogar”, disse o jogador. Kleber ainda correu com intensidade ao redor do campo. Alguns testes mais fortes serão feitos ao longo da semana, como saltos e trabalhos com bola. A ideia era incluir o atacante na delegação que viajou a Caracas, mas a lesão ocorrida adiou os planos.


Internacional

Inter estreia contra o Caxias no segundo turno do Gaúchão A caminhada para a conquista da Taça Farroupilha começa neste domingo, às 16h, contra o Caxias do Sul, no complexo esportivo Ulbra, em Canoas (RS). Neste primeiro período de trabalhos da semana com todo o grupo Dunga promoveu um treino técnico no CT do Parque Gigante. Fred, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não poderá atuar na primeira rodada da Taça Farroupilha. A boa notícia é que Dátolo já treina normalmente e poderá ficar à disposição para o confronto em Canoas. O que tem se notado nos treinos é uma aproximação cada vez mais forte entre o Capitão D’Alesandro e o Técnico Dunga. Antes do início do treino, o meia, que se reapresentou após dois dias de folga, foi ao encontro do técnico. Durante alguns minutos os dois conversaram e trocaram sorrisos. O técnico chegou a dizer que vê as suas atitudes dos tempos de jogador novamente em campo na figura do argentino, que devolveu os elogios ao treinador. Durante o trabalho, como é seu estilo, o treinador não deu moleza aos titulares. Dunga promoveu um treino técnico no Centro de Treinamentos do Parque Gigante.

Confira abaixo a tabela da Taça Farroupilha

28 Inter goleia São Luiz e conquista Taça Piratini Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Com uma vitória sem precedentes o Internacional, conquistou o primeiro turno da Taça Piratini sobre o São Luiz, de Ijuí, por 5 x 0 , com uma exibição de mestre do centroavante Leandro Damião , que voltou a marcar dois gols numa mesma partida e foi decisivo para a vitória colorada. Os finalistas da Taça Piratini tinham em comum, além da boa campanha no primeiro turno, as cores: ambos trazem as cores vermelha e branca nos seus uniformes. O Inter atuou todo de vermelho, enquanto que o mandante, São Luiz, usou fardamento todo branco, com detalhes em vermelho. A chuva que caiu nos últimos três dias em Ijuí prejudicou um pouco a qualidade do gramado do Estádio 19 de Outubro. O acúmulo de água originou algumas poças de lama em certos pontos do campo, exigindo ain-

da mais da capacidade técnica dos jogadores. Como atenuante, a chuva cessou horas antes da partida. Até o sol voltou a brilhar, e o que pode se ver foi o time de Dunga aguerrido, sobre o comando do capitão D’Alessandro, que mais uma vez demonstrou que é o líder do grupo dentro das quatro linhas. Em toda a partida o jogador gesticulou e gritou muito com os companheiros para que o Inter ficasse atento em todas as jogadas. Com esta conquista o Inter assegura a vaga na Final do Gauchão, esperando pelo adversário. Mas o objetivo do Internacional segundo, Dunga, é lutar para conquistar também o segundo turno do campeonato, a Taça Farroupilha, evitando assim uma possível final e garantindo de vez o Tricampeonato. O time já que foi campeão nos anos de 2011 e 2012.


Esporte

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

Jocol 2013 inicia no dia 6 de abril Ari Junior

29

CA Esportes Por Celso Aurélio

A apresentação

Superintendente da FME e vice-prefeito explicam as novidades dos Jocol 2013 Os Jogos Comunitários de Lages (Jocol) já têm data para iniciar neste ano. Será no dia 6 de abril, com a realização da já tradicional corrida rústica envolvendo todas as equipes participantes no período da tarde. À noite, está programada a solenidade de abertura. O destaque fica por conta do jogo de futsal, logo após a abertura oficial do evento, entre o time do Clube Caça e Tiro FME Lages e o São Paulo Suzano Penalty. Os Jogos Comunitários envolvem 19 modalidades esportivas: futebol, futsal, futsal +40, futebol suíço, vôlei de areia, bocha feminina, bolão 23, handebol, vôlei, basquete, tênis de mesa, dominó, tranca, truco, futebol suíço +40, bicicross, tênis, futebol jocolzinho (12 a 15 anos) e corrida rústica. As inscrições já estão abertas e encerram nesta sexta-feira, 15 de março. Os congressos técnicos que evolvem

representantes das equipes e da Fundação de Esportes iniciam no dia 18 de março. Segundo o superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Armando Melo Júnior, todos os preparativos para iniciar os Jocol deste ano estão sendo concluídos. “Os campos de futebol dos bairros estavam em condições precárias. Trabalhamos muito nos últimos dias para deixá-los em condições de jogo, não só para os times, mas também para garantir uma estrutura mínima para que a imprensa possa trabalhar na cobertura da competição”, diz. A equipe de serviços da Fundação de Esportes realizou o plantio de 637 metros quadrados de grama para corrigir falhas dos campos onde serão disputados os jogos de futebol. Os campos onde terão jogos são: Vila Mariza, Cruzeiro, Amador, Bairro Nadir, São Luiz, Santa Catarina, Cen-

tenário, Santa Helena, Guarujá, Habitação, Beira Raia, Popular, Santa Mônica e o Estádio Vidal Ramos, que receberá somente os jogos das finais. Com relação à segurança, o superintendente afirmou que será realizada uma reunião com o comando da Polícia Militar para discutir o assunto. “Uma das novidades deste ano é que teremos um mascote dos Jocol que ainda será criado. Outra novidade é a nova logomarca dos jogos que traz como referência os arcos dos jogos olímpicos, o pinhão e a gralha”, salienta Armando. Já o vice-prefeito Toni Duarte fez questão de comentar o papel social que o esporte desenvolve na sociedade. “Esta competição é uma das maiores do sul do país. Já é uma tradição em Lages e buscamos, com isso, a integração da nossa comunidade através do esporte”.

O Caça e tiro Honolulu faz neste sábado,16 de março, no Jones Minosso, o primeiro amistoso perante a torcida na temporada. O adversário é o forte time da AD Jaraguá, integrante da Liga Futsal. É um jogo interessante e uma oportunidade para a torcida

ver de perto o plantel para a temporada e ao mesmo tempo dar respaldo à diretoria que busca, com muito esforço, dar sequência ao projeto de ter em Lages um futsal de qualidade. Pensemos nisso enquanto é tempo.

Águas de março E as águas de março não estão dando trégua. Marcada para domingo, dia 10 de março, a partida que decidiria o título do Campeonato Amador da Liga Serrana de Futebol- LSF, acabou

não acontecendo em virtude do mal tempo. A partida entre Ki-bola e América está marcada para domingo, dia 17, às 15h, no Campo dos Amadores. Obs.: Se São Pedro deixar...

Árbitros de Futsal Aconteceu no final de semana, dias 9 e 10 de março, no SESI-Lages, a Pré - temporada e teste físico da Federação Catarinense de Futsal. O evento contou com a participação do pessoal ligado ao quadro de arbitragem da FCFS. Na programação, palestras do

TJD, atualizações das regras de futsal, prova escrita e teste físico. A organização foi da Associação Serrana de Arbitragem e Eventos. Valeu galera até próxima edição!

Caça e Tiro Honolulu Futsal fará amistoso contra Jaraguá O Caça e Tiro Honolulu Futsal fará nesta sexta-feira, 15 de março, apresentação oficial do plantel para a temporada 2013. O ato de apresentação acontece na sede do Clube Caça e tiro 1º de Junho, às 20h. Serão apresentados os atletas e comissão técnica

para imprensa, patrocinadores e convidados. No sábado, 16, acontece a primeira partida da equipe na temporada. O adversário será o Jaraguá Futsal, vice-campeão estadual da Divisão Especial de 2012 e integrante da Liga

Futsal. A partida está Marcda para as 20h. O Caça Futsal vem treinando há cerca de 20 dias sob o comando do técnico Juninho. A primeira competição oficial que a equipe irá disputar será a Copa Santa Catarina a partir do dia 23 de março.

Celso Aurélio

Novos reforços da equipe para Temporada 2013


Esporte

Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

30

Blumenau será sede dos Jasc 2013 Divulgação

Blumenau assume a sede dos 53º Jasc no lugar de Joinville

O Conselho Estadual de Esportes (CEE) definiu esta semana que Blumenau será sede dos 53º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), que ocorrerão no período de 20 a 30 de novembro. A escolha aconteceu por unanimidade de votos dos conselheiros presentes ao encontro. Caçador, que sediou os Jasc no ano passado e receberá os Jogos da Juventude Catarinense (Olesc) em 2013, também concorria à sede dos Jogos Abertos. A confirmação de Blumenau ainda passará por homologação do secretário de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e pelo governador do Estado. Maior vencedora dos Jasc, Blumenau sediará a competição pela quinta vez. Antes, já havia recebido a competição nos anos de 1962, 1979, 1990 e 2003. Blumenau assume a sede dos 53º Jasc no lugar de Joinville, que

Jogador se prepara para seletiva

há dois anos havia sido escolhida, mas, por motivos financeiros, desistiu da competição neste ano. Jaraguá do Sul, que inicialmente havia manifestado interesse em receber os Jogos Abertos, acabou não confirmando a candidatura. Em 2014, Itajaí já está escolhida para sediar a competição. Na semana passada, a estrutura de Blumenau foi vistoriada por técnicos da Fesporte, que deram o aval para a cidade receber a competição. “É uma cidade que tem ótima infraestrutura esportiva e que desde 2003 não sedia os Jasc. Acho que a escolha foi justa”, comentou o diretor de Esportes da Fesporte, João Cascaes. No ano passado, o complexo do Sesi de Blumenau havia recebido as provas de natação dos 52º Jasc, que não foram realizadas em Caçador por falta de locais adequados na cidade do Meio-Oeste.

As disputas microrregionais dos 53º Jasc ocorrerão no mês de julho, e as regionais nos meses de setembro e outubro. A fase regional Centro-Oeste será nas cidades de Joaçaba e Herval D’Oeste, e a etapa Oeste, em São Miguel do Oeste, ambas de 17 a 22 de setembro. As disputas nas regiões Sul e Leste-Norte ocorrerão de 8 a 13 de outubro, mas ainda não estão definidas as sedes. A etapa estadual dos 53º Jasc está prevista para o período de 20 a 30 de novembro. O evento deverá reunir cerca de cinco mil atletas que disputarão 26 modalidades esportivas e 47 troféus. No ano passado, Florianópolis sagrou-se tricampeã geral dos Jasc. Os Jogos Abertos são uma promoção do governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs).

4ª Taça Lages de Futsal Verão Divulgação

Dentro de um mês e meio irão acontecer os testes para seleção de atletas no Atlético de Ibirama e no Internacional de Lages. Um dos fortes candidatos é o jogador de futebol de apenas 20 anos, Emanuel Carlos Sutil. Jogando profissionalmente há quatro anos, Emanuel sempre teve o sonho de seguir carreira no esporte. Incentivado principalmente pelo pai, desde criança fez parte de escolinhas de futebol. Com muito esforço e dedicação, apesar da infância sofrida, o jovem está determinado a encarar novos desafios. Atualmente membro da Associação Garotos Unidos, do campo de futebol do bairro Popular, Emanuel está otimista. “Estou numa ótima fase”, diz. A preparação tem sido “bastante trabalhada, técnica e fisicamente”, declara.

Arquivo Pessoal

A equipe da ACBV foi campeã na categoria livre

Emanuel Sutil se destaca na persistência nos treinos

Encerrou-se na sexta-feira, 8 de março, a 4ª edição da Taça Lages de Futsal de Verão. O evento deste ano teve três categorias: Livre, Sênior e Feminino. Todas as partidas foram disputadas no ginásio de esportes Jones Minosso. Durante a competição as advertências e punições

com cartões eram revertidas em caixas de leite (longa vida) que foram doadas ao Hospital Infantil Seara do Bem. A 4ª Taça Lages de Futsal de Verão foi uma promoção da Liga Atlética Região Serrana (LARS) e Jornal esportivo Arquibancada.


Lages, 15 de Março de 2013 - Ano 3

31

Vitrine do Pakinha marcelopakinha@vitrinelageana.com.br

2ª Prova com Potros de 21 dias no dia 17 de Março no Tio Patacão

Jornalismo Uniplac recebe calouros

Diplomação de Posse da Diretoria do Conselho da Subseção de Palhoça e Delegados da CAASC para a Gestão 2013-2015, da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Santa Catarina, na cidade de Palhoça. A entrega do diploma foi feita pelo presidente da OAB de Santa Catarina, Tullo Cavallazzi Filho, no dia 11 de março de 2013, segunda-feira, às 19h, na Sede da Subseção de Palhoça. Acadêmicos de Veterinária da Facvest sempre ajudando e prestando serviço à Lages

Família Fazenda Pedras Brancas

Wendel , Camila, Matheus, Briana , Giovana, Tucoh, Chico e Matheus na Feel Deep

Grande Toni, proprietário do posto Copa Cabana em reforma para melhor atender à cidade


Lages, 15 de Marรงo de 2013 - Ano 3

Previsรฃo do tempo

32


Edição 70  

O Vitrine Lageana é um jornal semanal publicado às sextas-feiras em Lages e região.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you