Page 1

Fórum de Itaquera recebe centro de solução de confitos e a 5ª Vara Cível Foi instalada no Foro Regional VII – Itaquera a 5ª Vara Cível e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) com a presença de representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Ordem dos Advogados do Brasil e entidades de classe. Página 3

Edição 178 - Ano XXII - outubro de 2013 - e-mail: contato@jornalvisaoleste.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br

Cidade Tiradentes recebe unidade da Fábrica de Cultura

Central Leste comemora 32 anos de sua fundação

lizou uma Esportiva Central Leste rea A Associação Beneficente e dação. Página 6 ção aos 32 anos de sua fun ora em com em ta fes e nd gra

Pinacoteca tem entrada gratuita aos sábados Com entrada franca em dois dias da semana, a Pinacoteca do Estado de São Paulo quer atrair o público para o museu. Página 7

Aumento do IPTU IPTU é uma vergonha O reajuste do IPTU pode chegar a 30% nos imóveis residenciais e 45% nos comerciais. Página 2

Entidades lutam pela instalação do Foro Regional Representantes da Associação dos Advogados de São Mateus e Adjacências – AASMA, da Subseção Itaquera da OAB/SP, e juízes do Foro Regional de Itaquera, reuniram-se com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Página 5


Página 2 - outubro de 2013

Aumento do IPTU é uma vergonha Fizeram bem os vereadores do PSDB ao promoverem um ato de repúdio na Câmara Municipal contra o aumento do IPTU, que pode chegar a 30% nos imóveis residenciais e 45% nos comerciais. Participaram do protesto os vereadores Gilson Barreto, Mário Covas Neto, Andrea Matarazzo, Aurélio Nomura, Patrícia Bezerra, Eduardo Tuma, Coronel Telhada e Floriano Pesaro, além de líderes comunitários e representantes de associações. Barreto considerou abusivo o reajuste. “Sou contra esse aumento proposto pelo Governo do PT. É um confisco do dinheiro da população. Se não reagirmos, São Paulo

passará a ser a cidade com o IPTU mais alto do Brasil. Tudo isso, à custa do contribuinte, que não aguenta mais pagar tantos impostos e receber em troca serviços públicos de má qualidade.” A ex-procuradora do Ministério Público de São Paulo Luiza Eluf participou do evento e afirmou que entrará na Justiça contra o reajuste, se este for aprovado pela bancada do governo. “É muito fácil aumentar o valor do imóvel no papel”, disse ela. O vereador Barreto foi nessa mesma direção: "A Prefeitura do PT vai aumentar o valor dos imóveis só para enquadrá-los no aumento do imposto! Isso é ruim para todo mundo, porque

muitos proprietários não querem vender os seus imóveis, mas vão ter de pagar esse IPTU extorsivo!" Essas palavras dão o tom da revolta. Sintonizados com as reivindicações populares contra mais um aumento de imposto, em um patamar elevadíssimo, os vereadores do PSDB já disseram que farão uma nova manifestação contra esse reajuste, desta vez nas ruas, com a presença de milhares de pessoas. Eles contam agora com o apoio de cada cidadão que se sentir lesado. Certamente, esse número não será pequeno.

Editorial

(*) Gilson Barreto

Transporte, sim, mas sem prejudicar a população O Poder Executivo apresentou um projeto de lei que solicita a desapropriação de imóveis de 13 regiões da cidade para a construção de terminais de ônibus. Ao conversar com moradores dessas áreas, concluí que ninguém é contra essas implantações. Mas é preciso fazer tudo isso sem desrespeitar a população. O que está acontecendo? Eu vou dar o exemplo de dois locais, um em São Mateus, outro no Itaim Paulista. Para desapropriar, a Prefeitura escolheu o centro comercial e residencial desses bairros. Tanto em São Mateus quanto no Jardim Santa Adélia, serão desapropriados imóveis em quatro quarteirões para a construção de um terminal da EMTU. Porém, há outras

áreas municipais que serviriam para esse mesmo fim sem que houvesse a necessidade de desapropriar. Por que escolheram exatamente esses quatro quarteirões, afetando a vida desses moradores? No Itaim Paulista, é a mesma coisa. Vai-se retirar o coração do bairro, desmantelar a região. Ora, se é possível construir um pouco mais para a frente, para o lado, por que fazêlo naquele local? Esse projeto não deve prosperar, mesmo porque há outras localidades em que não haveria problema nenhum desapropriar. Devemos partir da premissa de que o prefeito tem que retirar esse projeto da pauta e mandar projetos individuais, para cada região, com estudos e mapas que permitam a análise dos vereadores, de modo que estes possam se manifestar de forma

mais precisa. Faríamos, por exemplo, audiências públicas para os projetos de cada um desses bairros. É preciso ouvir os moradores. Não podemos, portanto, ser coniventes com essa situação, que causa problemas a famílias que estão ali há 50 ou 60 anos, e que terão suas propriedades desapropriadas por um décimo do valor. Essas pessoas são desbravadoras. Para lá elas foram, investiram seu dinheiro, sacrificaram suas famílias, pagaram as contas do governo e, agora. podem ser jogadas de lado. Continuarei lutando para que a Prefeitura faça uso do bom senso e melhore o transporte público sem prejudicar a população.

* Vereador de São Paulo pelo PSDB.

O Jornal Visão L este é uma publicação da empresa Leste Visão Leste Publicações e Edições Ltda. Av. Mateo Bei, 2618 - CEP 03949-200 - São Paulo - SP - Tel: (011) 2919-0613 e-mail: contato@jornalvisaoleste.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br

• Jornalista Responsável: Lilian Calil - Mtb. nº 23.585 • Redatores: Matias Quintino - Mtb. nº 22.016 - matias.quintino@jornalvisaoleste.com.br, Ronaldo Junqueira - Mtb. nº 23.219 - ronaldo.junqueira@jornalvisaoleste.com.br • Colaboradores: Gilson Barreto, Alexandre de Souza, Tia Cida, Antonio Pedro Goes, Alfredo Noda • Projeto gráfico: Eudo Dantas - Mtb. nº 34.669 - eudo.dantas@jornalvisaoleste.com.br Distribuído nos bairros:

São Mateus, Sapopemba, V. Alpina, Pq. São Lucas, Jd. Grimaldi, Itaquera, Guaianases, Tatuapé, V. Carrão, V. Formosa, Jd. Anália Franco e Penha. Impressão: Gazeta São Paulo - 2954-6218


outubro de 2013 - Página 3

Cidade Tiradentes recebe unidade da Fábrica de Cultura Instalada na Zona Leste da capital, nona unidade do programa oferece mais de mil vagas para cursos gratuitos de iniciação artística José Luís da Conceição

O governador Geraldo Alckmin inaugurou em 6 de outubro, no bairro Cidade Tiradentes, zona leste da capital paulista, a nona unidade do programa Fábricas de Cultura. Com investimento de R$ 11,6 milhões, a unidade oferecerá cursos para jovens e atividades de difusão aos finais de semana, como shows, saraus e espetáculos artísticos. "Hoje nós estamos inaugurando a nona Fábrica de Cultura, aqui na Cidade Tiradentes. Já temos 1.500 inscritos nos cursos de teatro, literatura, música, violão violino....Enfim, um trabalho muito bonito para as crianças e para os jovens", afirmou o governador. Com 5,3 mil m² de área construída, o prédio possui salas totalmente equipadas para a realização de ateliês de iniciação artística nas linguagens dança, música, teatro, artes visuais, circo e multimeios (foto e vídeo). Destinados a crianças e jovens de 8 a 21 anos, as aulas acontecem em de manhã (9h às 12h) e à tarde (14h às 17h).

por exemplo, exibições de regulares e o filmes, shows de música, público de atisaraus e espetáculos de vidades de difusão realizateatro e dança. Toda a programação é gratuita e aberta das nas unia toda população. dades. Outras oito unidades já Os moradores da reestão em funcionamento em gião também Jardim São Luís, Capão Redondo, Vila Nova Cachoterão acesso a eirinha, Jaçanã, Vila Curuçá, uma biblioteca Sapopemba, Itaim Paulista com acervo de aproximadae Parque do Belém. A próxima unidade a ser inaugumente dois mil rada é a de Brasilândia, livros e comzona norte da capital. putadores conectados à SERVIÇO: Fábrica de Cultura internet, além Governador esteve presente na inauguração da nona unidade do programa Fábricas de Cultura Cidade Tiradentes (Rua de uma sala Henriqueta Noguez Brieba, 281 | de múltiplo uso - com foyer, de", destacou Alckmin. Em Além dos cursos reguTel: (11) 2556-3624). Terça a sexta, plateia, palco, sala técnica e 2012, mais de 178 mil jolares, a Fábrica oferece, 9h às 20h. Sábado, 10h às 20h e domingo, 10h às 17h. Todas as camarins. Aos fins de ainda, aulas de dança de vens foram atendidos pelo atividades são gratuitas semana, o público também programa Fábricas de salão aos sábados, das 13h poderá participar de atiàs 17h. As matrículas conCultura, somando os alunos Do Portal do Governo do Estado matriculados nos cursos vidades de difusão como, tinuam abertas até que todas as vagas sejam preenchidas. Os interessados, tanto nos ateliês de iniciação artística assim como nos cursos de dança de salão, podem se inscrever na recepção da unidade. "Isso vai diminuir muito a violência, a vulnerabilidade juvenil melhorar a escola e a educação. A noite, também teremos cursos para a terceira idaA inauguração da Fábrica de Cultura contou com várias atividades e apresentações artísticas

Fórum de Itaquera recebe centro de solução de confitos e a 5ª Vara Cível Foram instalados em 1º de outubro a 5ª Vara Cível e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) do Foro Regional VII – Itaquera. O evento contou com a presença de representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Ordem dos Advogados do Brasil e de entidades de classe. O presidente da Subseção Itaquera da OAB/SP, Eudécio Teixeira Ramos, destacou a importância dos serviços prestados pelo CEJUSC e colocou a subseção à disposição para a realização de audiências prévias. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, falou sobre o processo de construção do novo prédio do Foro Regional VII – Itaquera, pelo sistema de Parceria Público-Privada (PPP). Para amenizar o calor da sede atual, ele determinou que seja feito o isolamento térmico do edifício.


Página 4 - outubro de 2013

Passageiros poderão escolher ilustração do Bilhete Único Mensal Cartões trazem ilustrações do estádio do Pacaembu, Mercado Municipal, Vale do Anhangabaú, auditório do Parque Ibirapuera ou Theatro Municipal. Cadastro e escolha da imagem são feitos no site da Sptrans A partir do dia 7 de outubro os usuários de ônibus da capital poderão escolher se querem decorar o seu Bilhete Único Mensal com o estádio do Pacaembu, o Mercado Municipal, o Vale do Anhangabaú, o auditório do Parque Ibirapuera ou o Theatro Municipal. Os pontos turísticos da cidade

que estamparão os novos cartões podem ser definidos na página eletrônica da Sptrans. Cinco modelos do novo bilhete único mensal O novo bilhete possibilitará a utilização ilimitada do sistema de transporte municipal por 31 dias corridos, contados a partir da primeira viagem realizada após o carregamento do cartão. Por serem de uso pessoal, os cartões trarão a imagem escolhida, além do nome, número de documento oficial e fotografia do usuário cadastrado. A

tecnologia adotada comporta simultaneamente diversas opções de tarifa, como o bilhete mensal, o vale-transporte e a meia passagem para estudantes. O usuário poderá optar pelo regime de tarifas que for

mais vantajoso. O cadastramento para a implantação da nova modalidade de tarifa foi iniciado no dia 15 de abril e fica aberto permanentemente. O processo ocorre por meio de registro de dados pessoais

e foto pela Internet, que gera um login e uma senha. A implantação da modalidade temporal de tarifa integra a meta 75 do Programa de Metas 20132016. A iniciativa pretende melhorar as condições de mobilidade urbana por meio do incentivo ao uso do transporte coletivo. Estimase que a medida poderá atingir 6 milhões de usuários do Bilhete Único. É esperado um aumento da quantidade de passageiros e viagens em períodos atualmente ociosos, como no horário de almoço, à noite e aos finais de semana. Do Portal da Prefeitura de São Paulo

Plantamos alegria no jardim da vida Tardes de primavera, clima cálido, brisa suave, vento sussurrando aos ouvidos, aroma e fragrâncias de flores que embriagam nossos corações. É assim que nos tornamos mais sonhadores e românticos. Campos verdejantes, jardins floridos recebendo as belas visitas dos beija-flores, roupas leves e multicoloridas. Primavera... Época que convida a sonhar, e assim sendo, de mãos dadas vamos ajudar a derrubar as muralhas da maldade, devolver à criança o sorriso perdido, à mãe que sofre por não ser compreendida, oferecer o ombro amigo, dizer para os nossos filhos que sempre respeitem o sentimento do próximo e que jamais brinquem com eles. A classe operária precisa aprender a defender os seus direitos e a não aceitar a terceirização da mão de obra. Seremos eternos aprendizes, razão para estarmos cada vez mais nos aperfeiçoando, aproveitando os ensinamentos diários, para que assim possamos reverter esse momento crítico e difícil que o nosso País vive. As leis injustas protegem os infratores. O cidadão pode mudar esse quadro, uma vez que unidos jamais seremos vencidos. As guerrilhas urbanas que hoje estão

acontecendo nas principais capitais do nosso Brasil, nos conduzem a uma desestrutura sem precedentes. Não precisamos de muitos questionamentos para chegarmos à conclusão de que para vencer a crise imposta, só com ordem, decência e respeito. O companheirismo, a humildade, a justiça autêntica e a união da classe trabalhista farão renascer tudo aquilo que o século 20 deixou de lindo e maravilhoso de ser lembrado. Nos anos 50, a juventude sonhadora e empreendedora projetava uma grande potência, e esse sonho será uma linda realidade se forem colocadas as pessoas certas, nos lugares certos. Eu tenho que entender que sou formador de opinião e que devo exteriorizar minhas ideias, seja na padaria, no mercado, no açougue, na praça ou na empresa, enfim, em todos os lugares. Isso é a democracia e as minhas ações reforçarão os alicerces de um regime democrático que precisa retomar o caminho que leva à perfeição. Creio que a mídia unida ao consumismo deteriora a essência dos bons costumes, a harmonia e a união das famílias. Um exemplo é o horário chamado nobre. Ele encerra a programação com

novelas e tramas que envolvem traição, prostituição, violência, uso indiscriminado de drogas, somando-se às exposições das grifes de roupas e calçados de preços exorbitantes. Convidamos a todos para que escrevam e se manifestem com sugestões ou opiniões. Será aberta uma coluna especial e a sua colaboração será muito importante. Cresceremos juntos e nos fortaleceremos, já que somos a voz do povo. A sigla partidária não estará em jogo. Ajude-nos a errar menos, a revolução do amor já começou e talvez você tenha uma história linda para contar ou um fato importante, enfim, nosso bairro precisa de reestruturação, e nós seremos os maiores e melhores expoentes. Pense nisso! A solução para uma vida melhor está ao nosso alcance. O terreno baldio pode se tornar jardim ou uma horta comunitária, é só usar a política da boa vizinhança, não custa tentar. Vamos esquecer as crônicas policiais e começar a escrever com páginas lindas a história do nosso bairro, vamos nessa. A tarefa de reverter esse quadro cabe à população. Vamos sair do letargo, deixar de ser inertes e pusilânimes. Até a próxima e Deus abençoe. Alfredo Noda


outubro de 2013 - Página 5

São Mateus: entidades lutam pela instalação do Foro Regional No dia 4 de outubro, representantes da Associação dos Advogados de São Mateus e Adjacências – AASMA, da Subseção Itaquera da OAB/SP, e juízes do Foro Regional de Itaquera, acompanhados pelo Deputado Estadual José Zico Prado, reuniramse com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Ivan Sartori. A pauta do encontro foi a instalação do Foro Regional XIV – São Mateus. Sartori informou os advogados sobre a dificuldade de localização de um imóvel na região para ins-

talação do Foro Regional. Representando a Associação dos Advogados de São Mateus e Adjacências – AASMA, o advogado Alexandre de Souza disse ao desem-bargador que a entidade já havia indicado dois imóveis na região ao tribunal, mas que, em razão da necessidade de adequação nos imóveis, eles foram rejeitados pela área técnica da instituição. Foi sugerido por Sartori uma nova busca de imóveis na região. Os advogados presentes no encontro se comprometeram a fazer a indicação de novos imóveis para a

instalação do Foro Regional XIV – São Mateus. Todos concordaram com a instalação, ainda que parcial, das varas e cartórios do Foro Regional de São Mateus. O Diretor

do Foro Regional de Itaquera, juiz Marcelo Rimola, alertou o presidente do Tribunal de Justiça de que a maior parte dos processos em trâmite na Vara da Infância e Juventude de

Itaquera pertence à região de São Mateus. Recentemente as entidades fizeram a indicação de três imóveis ao Tribunal de Justiça, sendo dois na região do Parque São Lourenço e outro na Av. Mateo Bei, principal via do bairro. A instalação do Foro Regional XIV – São Mateus beneficiará os moradores dos distritos de São Mateus, São Rafael e Iguatemi, além de facilitar o trabalho dos advogados que trabalham na região. Além disso, reduzirá o número de processos nas varas do Foro Regional de Itaquera.

Reforma ou minirreforma eleitoral? Há muito tempo se discute a tão esperada “reforma eleitoral”. Ao longo dos anos várias foram as propostas apresentadas na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Mas não existe consenso entre parlamentares e partidos políticos sobre uma proposta efetiva de reforma eleitoral. Por conta da divergência e até mesmo pela falta de vontade política dos nossos parlamentares, o que temos são alterações pontuais na legislação eleitoral, no intuito de dar uma resposta aos anseios da sociedade. Após as manifestações que aconteceram nas cidades brasileiras no mês de julho, o assunto voltou à pauta das casas legislativas, fazendo parte de inúmeros discursos de parlamentares e lideranças. Para atender os anseios dos bra-sileiros que reivindicam a reforma do sistema político e eleitoral, comissões especiais foram criadas nas duas casas legislativas para discutir as propostas de reforma.

Recentemente a Câmara dos Deputados aprovou o texto base da “minirreforma eleitoral”. Ocorre que as alterações sugeridas no projeto de lei não são aquelas pleiteadas pela sociedade brasileira. O texto encaminhado à Câmara dos Deputados, por exemplo, previa a possibilidade de concessionários e permissionários de serviços públicos fazerem doações para campanhas políticas. Felizmente, esse dispositivo foi retirado do texto base aprovado, mantendo-se a regra atual que proíbe a doação por essas pessoas. A proposta que agora seguirá para votação no Senado Federal, já que foi alterada pela Câmara dos Deputados, não traz alterações significativas para o sistema político e eleitoral. Entre as alterações sugeridas no texto base da “minirreforma eleitoral” podemos citar o volume máximo dos carros de som em 80 decibéis e o tamanho permitido para adesivos, de 50 x 40 centímetros. Lendo a proposta encontramos, ainda, a definição como crime da contratação de pessoas para ofender a honra de adversários na internet e a permissão para que os candidatos se manifestem sobre temas políticos nas redes sociais, sem que

isso seja configurado como propaganda fora de época. Outro ponto foi a alteração do projeto que permite o pagamento das multas impostas pela Justiça Eleitoral aos candidatos em até 60 vezes, desde que as parcelas não ultrapasse 10% da renda do candidato multado. Verificamos que as mudanças beneficiam os próprios parlamentares e estão longe de atender a vontade da sociedade civil. Os parlamentares se defendem e dizem que a alteração no texto se deve à tentativa de permitir a aplicação das novas regras já nas eleições de 2014, já que as mudanças mais profundas necessitam estar em vigor um ano antes do pleito, respeitando o princípio da anualidade. Por causa da falta de vontade política e da morosidade das casas legislativas, entidades de classe e representativas da sociedade civil se organizaram e com o apoio do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil lançaram a campanha “Eleições Limpas”, na qual a idéia é de que a reforma eleitoral seja realizada com base em projeto de iniciativa popular. Alexandre de Souza


Página 6 - outubro de 2013

Central Leste comemora 32 anos de sua fundação A Associação Beneficente e Esportiva Central Leste realizou, em 15 de setembro, uma grande festa que reuniu cerca de trezentas pessoas em comemoração aos 32 anos de sua fundação. O evento foi na sede da entidade, na Rua Narciso Araujo, 907. Recentemente, a associação recebeu obras de drenagem, acabamento da parte edificada, reconstrução do alambrado e colocação de grama no campo de futebol. Com o empenho do presidente da entidade Calazans Neto, e da atual diretoria, a confraternização aproximou amigos, vizinhos e

A equipe do Bento Gonçalves do Tatuapé apesar da derrota mostrou muita garra e um belo futebol .

visitantes e familiares num grande churrasco . Durante a comemoração, cerca de mil pessoas acompanharam dois jogos de

futebol. No primeiro, Atalanta e Central B empataram por 1 a 1. No segundo, o Central A derrotou o Bento Gonçalves do Tatuapé pelo placar de 2 a 1.

O time principal do Central Leste com sua experiência soube aproveitar melhor as oprtunidades saindo-se vitorioso no confronto. A sala de troféus do Central Leste conta um pouco da história das conquistas nos seus 32 anos.

O protesto de alguns em prejuízo de muitos Com floreiras e padronização dos espaços ocupados pelos ambulantes, o subprefeito de São Mateus pretende adequar a avenida Mateo Bei às mudanças e transformações futuras do bairro. Reconhecida como um grande corredor comercial, a avenida atrai milhares de pessoas que a tem como uma opção para compras, pela variedades e preços atrativos. Essa tendência que se acentuou na década de 80 com a inauguração do Terminal Metropolitano e o crescimento dos bairros do entorno trouxe à avenida um fluxo maior de pessoas e o fortalecimento do comércio local com a instalação do Clube dos Lojistas do qual tive a honra de presidir. A idéia de revitalização da avenida não é nova e em minha gestão debati e implantei a iluminação natalina, a criação de portais de boas vindas nas principais vias e eventos esportivos, como a Corrida de São Mateus com o objetivo de promover o bairro. Tenho, pela iniciativa de dar uma nova roupagem à avenida, grande simpatia,

assim como apoiei a padronização das calçadas em parte da avenida e a lei da Cidade Limpa que deu fim à poluição urbana. Ações como essa, apesar das críticas e da pouca aceitação por parte dos comerciantes estabelecidos na região, vêm tornar a região mais amigável e receptiva para o visitante, com consequente aumento de movimento e vendas. Resta então solucionar a questão do estacionamento, hoje um grande problema pela falta de espaço e o grande número de veículos nas ruas. A cada dia se agrava o problema, ainda mais pela

implantação das faixa exclusivas de ônibus em determinados horários. O aumento de furtos e roubos de veículos na região também é preocupante e tem direcionado aos shoppings grande parte dos consumidores que ali dispõem de todas as facilidades. Então é mais do que justa essa revitalização para não perdemos um novo consumidor, que virá de bairros mais distantes com a inauguração estação São Mateus da linha 15 – Prata do monotrilho e de municípios vizinhos, através do novo corredor metropolitano que deverá chegar até Guarulhos. Tia Cida


outubro de 2013 - Página 7

CULTURA

DVD/BLU RAY

Faroeste Caboclo: O Filme Faroeste Caboclo leva às telas a saga do personagem João do Santo

Cristo, cantada por Renato Russo em um dos maiores sucessos da Legião Urbana. O filme conta a história de um brasileiro comum, João do Santo Cristo (Fabrício Boliveira), que deixa sua cidade natal e se muda para a Brasília em busca de uma vida melhor. Lá, ele encontra a miséria e o crime, mas também descobre o amor nos braços de Maria Lúcia (Ísis Valverde).Direção: René Sampaio. Roteiro: Marcos Bernstein, Victor Atherino. Gênero: Drama. Duração: 100 min.

Se Beber, Não Case! Parte III Se Beber, Não Case! Parte III é o terceiro e último filme da franquia de comédia de Todd Phillips que quebrou recordes. Dessa vez, não tem casamento. E nem despedida de solteiro. O que poderia dar errado? Mas quando o Bando coloca o pé na estrada, tudo pode acontecer. O longa traz Bradley Cooper, Ed Helms, Zach Galifianakis e Justin Bartha como Phil, Stu, Alan e Doug. Fazem parte do grupo ainda Ken Jeong, Heather Graham, Jeffrey Tambor e, como as esposas sofredoras dos rapazes, Gillian Vigman, Sasha Barrese e Jamie Chung. John

Goodman também se junta ao elenco. Direção: Todd Phillips. Roteiro: Craig Mazin, Todd Phillips. Gênero: Comédia. Duração: 100 min.

Pinacoteca tem entrada gratuita aos sábados Aproveite para conhecer um dos mais emblemáticos museus de São Paulo Com exposições e palestras com entrada franca, a Pinacoteca do Estado de São Paulo quer atrair o público para o museu. Em dois dias da semana, os visitantes têm passe livre. Além disso, o Cartão Fidelidade vai dar uma visita de presente para os frequentadores mais assíduos. Aos sábados é possível conhecer as obras da Pinacoteca sem pagar nada. Já às quintas-feiras, a partir das 17h, palestras gratuitas com historiadores e críticos de arte estão abertas ao público até as 22h. Do mesmo modo, o Cartão Fidelidade dará direito a cinco ingressos pelo preço de quatro. Pagando R$ 24, o visitante tem direito a conhecer as exposições da Pinacoteca e da Estação Pinacoteca em

cinco dias diferentes sem pegar fila. O ingresso gratuito tem validade de um ano a partir da data da compra. SERVIÇO Pinacoteca do Estado de São Paulo (Praça da Luz, 02, Luz, São Paulo). Terça, quarta, sexta,

sábado e domingo das 10h às 17h30 com permanência até as 18h. Quintas até 22h. R$ 6 e meiaentrada (entrada combinada: vale para o mesmo dia também na Estação Pinacoteca). Grátis aos sábados e às quintas a partir das 17h. Entrada gratuita para menores de 10 anos e idosos acima de 65 anos. Informações (11) 33241000. http://www.pinacoteca.org.br/ Do Portal do Governo do Estado


Pรกgina 8 - outubro de 2013

Jornal Visão Leste - Edição 178  

Edição 178

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you