Page 1

Câmara aprova criação da Subprefeitura de Sapopemba/Teotônio Vilela PÁGINA

3

Edição 172 - Ano XXII - abril de 2013 - e-mail: contato@jornalvisaoleste.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br

Gilson Barreto acompanha obras de expansão do Metrô Há anos Gilson Barreto batalha no Governo do Estado pelo prolongamento da linha 2 do Metrô entre Vila Prudente e Hospital Cidade Tiradentes, com a construção do monotrilho. PÁGINA

3

Novo Plano Diretor deve ser aprovado com maior participação popular PÁGINA

Usuários do Hospital São Mateus pedem mais segurança PÁGINA

4

2

Eleitos os novos representantes do PSDB de São Mateus A militância tucana de São Mateus também elegeu seus membros para o biênio 2013/2015. A nova diretoria eleita será responsável, entre outras tarefas, pela organização, na região, da campanha para presidente, governador, senador e deputados. PÁGINA

5

Combater o mosquito da Dengue é a melhor prevenção contra a doença

PÁGINA

6


Página 2 - abril de 2013

Regiões distantes precisam de mais médicos A proposta apresentada pelo Executivo que autoriza a Prefeitura a conceder até 1750 bolsas de residência médica nos hospitais municipais é uma entre tantas discussões importantes na Câmara Municipal de São Paulo sobre os problemas que afetam diretamente a vida dos cidadãos. O projeto de lei (PL) 230/13, que oferece um número maior de bolsas que são destinadas ao programa de residência médica, foi aprovado no dia 29 de abril por unanimidade pelos vereadores, em segunda discussão.

Atualmente, o número de bolsas oferecidas é de 350, ou seja, cinco vezes menor do que a autorizada pela projeto que aguarda a sanção do prefeito. A definição da nova quantidade ficará a cargo da Secretaria Municipal da Saúde. O reforço de médicos residentes para a periferia é importante para a população. Ao se formar, o profissional, investe, além do período da residência médica, uma média de mais seis anos de prática na área da saúde. Todo esse tempo dedicado à comunidade será de

grande valia e salvará muitas vidas. Mas essa iniciativa da Prefeitura deve ser acompanhada de outras ações. Do contrário, só se resolverá uma parte desse imenso e persistente problema. Como tem alertado o vereador Gilson Barreto (PSDB), além da nova lei também será necessária a implantação de um convênio da Prefeitura de São Paulo com o Governo Federal para aumentar ainda mais o número de profissionais da saúde nas regiões mais distantes da nossa cidade. Só assim não deixaremos essa pendência para as futuras gerações.

(*) Gilson Barreto

Novo Plano Diretor deve ser aprovado com maior participação popular O debate sobre o Plano Diretor é importante e deve ser feito com a participação de toda a população. Tenho insistido muito sobre isso com os meus colegas vereadores na Câmara Municipal de São Paulo. O Plano Diretor é fundamental para a cidade. É como uma radiografia dos seus problemas. Ele permite aumentar no Orçamento o volume de recursos não só para a Zona Leste como para todo o município. Assim, as mais diversas áreas poderão ter verba suficiente para combater as distorções e realizar as obras de interesse de todos, sobretudo as de natureza social. Como representante popular, participei dos trabalhos anteriores que de-

finiram o Plano Diretor atual. Infelizmente, ele acabou sendo aprovado na calada da noite, em setembro de 2002. Não houve um processo tão democrático quanto se espera agora. Este Plano Diretor atrasa um pouco a nossa cidade, que ficou “engessada”. Os governos posteriores fizeram muita coisa. Recuperou, por exemplo, os fundos de vale. Mas a São Paulo de hoje é muito diferente da que era antes. Tivemos grandes prejuízos, principalmente quanto às áreas industriais que não preservamos. Muitas empresas foram obrigadas a se retirar da cidade, e hoje o que vemos é o atraso. Os próprios governos induziram a cidade a entrar na clandestinidade, porque fez as pessoas transformarem suas garagens em comércios, e o que vimos

foi o improviso da atividade informal. Devemos também buscar alte-rações no zoneamento para permitir a construção de moradias e a implantação de indústrias em áreas extremas da Zona Leste que hoje não conseguem se desenvolver, por causa de impedimentos legais. O cidadão não pode ser impedido de morar e de trabalhar no próprio bairro. O Poder Público foi conivente com tudo isso, mas cabe aos vereadores e ao Poder Executivo reverem essa situação e fazer um Plano Diretor que realmente beneficie a população de São Paulo. Para isso, conto com a participação de todos. Esta é uma ótima oportunidade para darmos um impulso ao desenvolvimento da cidade de São Paulo.

Novas moradias beneficiam 62 famílias da cidade de São Paulo O vereador Gilson Barreto (PSDB) participou no domingo (28/04), ao lado do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, da entrega de 62 apartamentos populares do Conjunto Residencial Belém. Os imóveis foram construídos na Avenida Celso Garcia em uma área que antes era ocupada por cortiços. “O Governo do Estado acerta ao priorizar iniciativas como esta. As necessidades dessas

pessoas eram urgentes e não podiam esperar”, afirmou Barreto. As famílias beneficiadas também moravam em habitações precárias, no bairro de Santa Cecília. Elas foram contempladas pelo Programa de Atuação em Cortiços da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Por meio de parcerias públicoprivadas, o programa atende moradores que enfrentam

problemas como falta de saneamento básico em antigos locais irregulares que se deterioraram com o passar dos anos, nas mais diversas regiões da capital. O projeto de arquitetura desses novos empreendimentos foram desenvolvidos especialmente para atender ao programa habitacional. Os imóveis são construídos em terrenos que antes eram ocupados pelos cortiços e que são reformados para

receber seus novos moradores. O Conjunto Residencial Belém tem rede de

gás canalizado, sistema de medição individual de água, paisagismo e salão de festas. O Conjunto Residencial Belém, entregue pelo governo do Estado de SP, com o apoio do vereador Gilson Barreto (PSDB), foi construído em uma área que antes era ocupada por cortiços

O Jornal Visão L este é uma publicação da empresa Visão Leste Publicações e Edições Ltda. Leste Av. Mateo Bei, 2618 - CEP 03949-200 - São Paulo - SP - Tel: (011) 2919-0613 e-mail: contato@jornalvisaoleste.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br • Jornalista Responsável: Lilian Calil - Mtb. nº 23.585 • Redatores: Matias Quintino - Mtb. nº 22.016 - matias.quintino@jornalvisaoleste.com.br, Ronaldo Junqueira - Mtb. nº 23.219 - ronaldo.junqueira@jornalvisaoleste.com.br • Colaboradores: Gilson Barreto, Alexandre de Souza, Tia Cida, Antonio Pedro Goes • Projeto gráfico: Eudo Dantas - Mtb. nº 34.669 - eudo.dantas@jornalvisaoleste.com.br Distribuído nos bairros: São Mateus, Sapopemba, V. Alpina, Pq. São Lucas, Jd. Grimaldi, Itaquera, Guaianases, Tatuapé, V. Carrão, V. Formosa, Jd. Anália Franco e Penha. Impressão: Gazeta São Paulo - 2954-6218


abril de 2013 - Página 3

Gilson Barreto acompanha obras de expansão do Metrô Recebidos pelo secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e pelo chefe de gabinete da pasta, Luiz Roberto dos Santos, os vereadores Gilson Barreto, Floriano Pesaro e Mario Covas Neto, todos do PSDB, visitaram na segunda-feira (29/04) as obras de expansão do Metrô de São Paulo. Há anos Gilson Barreto batalha no Governo do Estado pelo prolongamento da linha 2 do Metrô entre Vila Prudente e Hospital Cidade Tiradentes, com a construção do monotrilho. O projeto para a implantação do sistema na região beneficiará não só bairros com grande população, como Sapopemba e São

Mateus, no percurso das avenidas Luís Inácio de Anhaia Melo e Ragheb Chohfi, como toda a cidade de São Paulo. Ao todo serão 18 estações e 25,8 quilômetros de extensão, chegando até o Hospital Cidade Tiradentes. “Essas obras de ampliação do metrô e de construção do Monotrilho ajudarão a desafogar o trânsito da nossa cidade e proporcionarão mais agilidade e conforto para o diaa-dia de milhões de paulistanos”, afirmou Gilson Barreto. A comitiva percorreu o trecho do Monotrilho que liga as estações Vila Prudente e Oratório (que serão entregues no segundo semestre deste ano) e toda

a extensão da Linha 5-Lilás (da estação Adolfo Pinheiro à Chácara Klabin). De acordo com o secretário Fernandes, serão inauguradas 24 estações, trabalho que resultará na ampliação dos atuais 74,3 km da malha viária para 100 km até o fim de 2014. Confira a expansão: Linha 5 – Lilás: A ampliação da linha 5 terá um total de 19,9 km de extensão e 17 estações que ligarão a Estação Largo Treze, em Santo Amaro, à Estação Chácara Klabin (Linha 2Verde). Atenderá diaria-

mente 770 mil passageiros Linha 15 – Prata: O sistema de Monotrilho adotado na construção da Linha 15 terá 25,8 km de vias elevadas com 18 estações e ligará o Ipiranga até Cidade Tiradentes. O projeto prevê um atendimento de 500 mil usuários por dia. Duas estações serão entregues no segundo semestre: Vila Prudente e Oratório. Linha 17 – Ouro: É prevista para o segundo semestre deste ano a finalização das obras do Monotrilho do primeiro trecho de 7,7 km de

extensão da linha 17-Ouro. O sistema ligará o aeroporto de Congonhas à Estação Morumbi da Linha 9Esmeralda da CPTM e beneficiará em média 100 mil usuários por dia. Linha 4 – Amarela (2ª fase): Em fase de finalização das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire e Fradique Coutinho, a linha 4 ganhará mais 1,5km com duas novas estações: São PauloMorumbi e Vila Sônia. No total, serão 11 estações e 12, 8 km de extensão que beneficiarão 1 milhão de pessoas todos os dias.

Câmara de São Paulo aprova criação da Subprefeitura de Sapopemba/Teotônio Vilela A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na quinta-feira (25/04), em primeira discussão o Projeto de Lei 237/2013, que prevê a criação da Subprefeitura de Sapopemba/Teotônio Vilela. O novo órgão administrará áreas que hoje estão sob a responsabilidade das sub-prefeituras de São Mateus e Vila Prudente De acordo com o vereador Gilson Barreto (PSDB), o crescimento expressivo das regiões de

Sapopemba e Teotônio Vilela, tanto em população quanto em setores produtivos como comércio e atividade imobiliária, requer um atendimento especial do poder público. “É importante uma subprefeitura local que atenda a demanda da população. Atualmente, não é possível fazer a zeladoria de toda essa extensão territorial”, explica o parlamentar. Com a nova subprefeitura, moradores e traba-

lhadores dessas regiões receberão um melhor atendimento municipal, justifica o projeto, em demandas como “aprovação de plantas, solicitação de iluminação, limpeza pública, recapeamento, fiscalização eficaz e centenas de outros serviços indispensáveis aos quais os contribuintes têm o direito, e a prefeitura, a obrigação de fazê-los”. O projeto será votado em segunda discussão, em data ainda não definida.


Página 4 - abril de 2013

Usuários do Hospital São Mateus pedem mais segurança A área da Rua Ângelo de Cândia demarcada para estacionamemento em frente ao hospital São Mateus é um dos pontos mais vulneráveis da região para o motorista que precisa de atendimento ou visita alguém neste equipamento público. A ausência de policiamento e vigilância facilita a ação de ladrões que atuam no local roubando ou furtando pelo menos um carro por semana. O fato tem se repetido

ao longo dos anos sem que ninguém tome providências. Constrangidos, os comerciantes dos estabelecimentos próximos se recusam a comentar as ocorrências. À noite a situação é mais grave com a iluminação falha, encoberta pela copa das árvores. Há insegurança até no estacionamento interno com casos de roubos de carros e motocicletas de médicos e funcionários. Na recepção de visitas

aos pacientes internados do hospital muitas vezes faltam seguranças, deixando as recepcionistas vulneráveis a todo tipo de agressão ou intimidação. No Pronto Socorro, campeão de críticas e reclamações, há pacientes nos corredores, em macas improvisadas aguardando atendimento. A falta de médicos, a demora e a má qualidade do atendimento acabam congestionando as unidades de saúde da região.

Posto do Mutirão de Cirurgia da Catarata na Sacismat realizou dezenas de inscrições A Sociedade Amigos de bairro de Cidade São Mateus - Sacismat promoveu, nos dias 21 e 22 de abril, inscrições para o programa do Mutirão de Cirurgia da Catarata. A entidade que esteve inativa por dez anos e há pouco t e m p o r e t o m o u a s a t i v i d a d e s, t e m

realizado encontros, cursos, oficinas e atividades esportivas, culturais e apoio aos trabalhos sociais promovidos pela comunidade. O Mutirão de Cirurgia da Catarata atende pessoas a partir de 50 anos e em doze anos realizou mais de 18 mil cirurgias gratuítas.

Quem poderá nos salvar? A cada dia aumentam os casos de violência no País independente da histeria dos programas policiais que exploram o de mais perverso na sociedade, contribuindo para banalização do crime e o estado de terror do nosso dia a dia. A população orientada pelas autoridades a não reagir diante de uma situação de violência assiste a roubos e assaltos pagando até com a própria vida pela passividade. A truculência, a covar-dia e a ousadia

dos bandidos não tem limites, ameaçando e atacando além da população, empresas de serviços, a polícia e até as forças militares. Bem armados e instruídos para uma guerrilha urbana eles desafiam e até se infiltram nos poderes constituídos para dar suporte às suas ações. Os crimes mais bárbaros são atribuídos a menores de idade que hoje protegidos pelo Estatuto da Criança e Adolescente escudam às vezes mandantes e os verdadeiros culpados . A redução da maioridade penal é discutida com tal ênfase que parece ser a solução para todos os problemas, quando deveríamos estar buscando reestruturar a base social implantando

políticas públicas eficientes para erradicação da violência nos centros urbanos, investindo em habitação, transportes, saúde, educação, cultura e lazer. Quando em 2005 a sociedade reagiu à tentativa de desarmamento por parte do governo com 65% dos votos, não imaginava que, no futuro, os R$ 252 milhões gastos na realização do plebicito dariam para construir 4,7 mil casas populares ou custear 17mil bolsas de R$306,00. Se esse dinheiro tivesse sido investido no combate à violência social, teria certamente contribuído para a diminuição desse estado de terror.

Tia Cida


abril de 2013 - Página 5

Eleitos os novos representantes do Diretório do PSDB de São Mateus No último dia 17 o Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB realizou as convenções para eleger os novos representantes dos diretórios zonais na cidade. A militância tucana de São Mateus também elegeu seus membros para o biênio 2013/2015. A nova diretoria eleita será

responsável, entre outras tarefas, pela organização, na região, da campanha para presidente, governador, senador e deputados. O processo eleitoral foi tranqüilo, sem qualquer ocorrência que prejudicasse o direito de voto. Na ocasião, a comissão executiva tucana foi eleita por unanimidade:

Diretoria do PSDB de São Mateus - Biênio 2013-2015 Presidente: Alexandre de Souza Vice Presidente: José Airton Rodrigues Secretário: Sandro Leandro Alves Hora Tesoureira: Nair Francisca Delatin Vogal: Fátima Abdallah Silva 1º Suplente: Edson Pereira Sebastião 2º Suplente: Carolina Rosa Silva

Para representar o Diretório zonal de São Mateus, junto ao Diretório Municipal do partido, foi eleito o tucano Matias Quintino da Silva. O diretório tucano elegeu ainda 17 delegados zonais e suplentes, além dos membros efetivos e suplentes, membros do Conselho de Ética e Disciplina e do Conselho Fiscal, com os respectivos suplentes. Os vereadores Gilson Barreto,

que é filiado ao diretório zonal de São Mateus e Andrea Matarazzo estiveram na convenção zonal do PSDB de São Mateus e acompanharam parte do trabalho realizado durante a convenção. Para o novo presidente do Diretório zonal de São Mateus, Alexandre de Souza, a nova comissão executiva terá muito trabalho pela frente. “É preciso

Gilson Barreto e Andrea Matarazzo estiveram na convenção zonal do PSDB de São Mateus

discutir os problemas da região de São Mateus, resgatando as bandeiras do PSDB e as ações já realizadas pelos governos do partido”. Além disso, o presidente Alexandre de Souza destacou a importância de reestruturar o diretório zonal e trabalhar em prol

de novas filiações. Para o vereador Gilson Barreto é preciso renovar as instâncias partidárias. “Precisamos levar as propostas do PSDB às comunidades, bem como abrir as portas do partido aos jovens e às mulheres”, concluiu Barreto.

A redução da menor idade penal Após a morte do jovem Victor Hugo Deppman, de 19 anos, durante um assalto na porta de sua casa no bairro do Belém, voltou à tona a discussão sobre a redução da menor idade penal. No dia do crime, o menor estava a três dias de completar 18 anos. Familiares e amigos realizaram manifestações pedindo mudanças na atual legislação, entre elas, a redução da maior idade penal. Neste sentido, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou a elaboração de uma proposta de alteração do Estatuto da Criança e do Adoles-cente (ECA) e do Código Penal para tentar coibir a participação de adolescentes em crimes. A proposta não altera a Constituição Federal, que prevê no artigo 228 que os menores de 18 anos são penalmente inimputáveis, em outras palavras, que não respondem pelos seus atos com base no Código Penal, estando

sujeitos às normas especiais, neste caso o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Por sua vez, o ECA considera como “ato infracional” a conduta descrita como crime ou contravenção penal. Nos termos do ECA o menor infrator está sujeito às seguintes penalidades: advertência, obrigação de reparar o dano, prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida, regime de semi-liberdade e a internação. A pena mais grave imposta ao menor é a internação, que será aplicada somente quando o ato infracional for cometido mediante grave ameaça ou violência a pessoa, por reiteração no cometidos de outras infrações graves ou no caso de descumprimento reiterado e injustificável da medida anteriormente imposta. O motivo que gera tanta discussão e inconformismo é tempo de internação ao qual o menor é submetido quando comete um “crime” mediante grave ameaça ou violência a pessoa, 03 anos. Isso mesmo, o período de internação não pode exceder três anos. Uma vez atingido este limite o adolescente deverá ser liberado, colocado em regime de semi-liberdade ou de liberdade assistida. Além disso, a liberação será compulsória aos 21 anos de idade.

Pela proposta do governador Geraldo Alckmin (PSDB), crimes hediondos como homicídio doloso, latrocínio, estupro e extorsão mediante sequestro, levarão à privação de liberdade de até oito anos, ao contrário dos três anos em vigência atualmente. Além disso, a proposta prevê a separação por idade dos jovens dentro da Fundação Casa. No Brasil é facultado o exercício do voto aos 16 anos, por outro lado, criminalmente ele só responde a partir dos 18 anos de idade. Ora, se o menor pode aos 16 anos participar do processo político eleitoral escolhendo o presidente da República, por que não pode ele responder criminalmente pelos seus atos, a partir dos 16 anos? O objetivo aqui não é entrar no mérito da discussão sobre a diminuição ou não da maior idade penal. É preciso despertar a discussão na sociedade sobre as alternativas para evitar a participação dos jovens nos crimes. Por outro lado, é preciso acabar com a pseudo impunidade, pois não pode um adolescente, após tirar a vida de uma pessoa, ficar apenas três anos internados e ser liberado ao convívio da sociedade. Alexandre de Souza


Página 6 - abril de 2013

Combater o mosquito da Dengue é a melhor prevenção contra a doença O vírus da dengue pode se apresentar de quatro formas diferentes, que vai desde a forma inaparente, em que apesar da pessoa está com a doença não há sintomas, até quadros de hemorragia, que podem levar o doente ao choque e ao óbito. Sintomas da Dengue Há suspeita de dengue em casos de doença febril aguda com duração de até 7 dias e que se apresente acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo. Infecção Inaparente A pessoa está infectada pelo vírus, mas não apresenta nenhum sintoma da dengue. Dengue Clássica Geralmente, os sintomas da dengue iniciam de uma hora para outra e dura entre 5 a 7 dias. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor

abdominal (principalmente em crianças), entre outros sintomas. Os sintomas da Dengue Clássica duram até uma semana. Após este período, a pessoa pode continuar sentindo cansaço e indisposição. Dengue Hemorrágica Inicialmente os sintomas da dengue hemorrágica se assemelha à Dengue Clássica, mas, após o terceiro ou quarto dia de evolução da doença, surgem hemorragias em virtude do sangramento de pequenos vasos na pelo e nos órgãos internos. A Dengue hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas. Na Dengue Hemorrágica, assim que os sintomas de febre acabam a pressão arterial do doente cai, o que pode gerar tontura, queda e choque. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. O tratamento da dengue O tratamento requer bastante repouso e a ingestão de muito líquido, como água, sucos naturais ou chá. No tratamento, também são usados medi-

camentos anti-térmicos que devem recomendados por um médico. É importante destacar que a pessoa com dengue NÃO pode tomar remédios à base de ácido acetil salicílico, como AAS, Melhoral, Doril, Sonrisal, Alka-Seltzer, Engov, Cibalena, Doloxene e Buferin. Como eles têm um efeito anticoagulante, podem promover sangramentos. O doente começa a sentir a melhorar cerca de quatro dias após o início dos sintomas da dengue, que podem permanecer por 10 dias.

Como eliminar as larvas e os mosquitos da dengue Pesquisadoras da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de São José do Rio Preto (SP) descobriram que a cafeína é fatal para o desenvolvimento da larva do Aedes aegypti. A borra de café funciona como um inseticida natural e não faz mal para seres humanos, animais e plantas. A borra é um resíduo produzido diariamente na maioria das residências. Ela pode ser jogada sobre o solo dos jardins e hortas, na terra dos vasos ou dentro das bromélias. Não se deve diluí-la em água antes de aplicar.

A larva se intoxica ao ingerir extratos de borra do café. A quantidade de borra a ser utilizada depende da quantidade de água acumulada. Se o local contém o equivalente a meio copo de água de chuva ou de rega, por exemplo, duas colheres de sopa de borra bastam. A mesma quantidade de borra nova deve ser colocada a cada sete dias. Outros produtos, como o sal de cozinha e a água sanitária, têm sido recomendados contra o Aedes egypti. Mas há limitações: eles não podem ser aplicados em plantas, por exemplo.

É preciso ficar alerta para os quadros mais graves da doença. Se aparecerem sintomas, como dores abdominais fortes e contínuas, vômitos persistentes, tonturas ao levantar, alterações na pressão arterial, fígado e baço dolorosos, vômitos hemorrágicos ou presença de sangue nas fezes, extremidades das mãos e dos pés frias e azuladas, pulso rápido e fino, diminuição súbita da temperatura do corpo, agitação, fraqueza e desconforto respiratório, o doente deve ser levado imediatamente ao médico. Em caso de suspeita de dengue, procure a ajuda de médico. Este profissional irá orientá-lo a tomar as providências necessárias do seu caso. O combate ao mosquito A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente. Como a proliferação do mosquito da dengue é rápida é importante a colaboração de todos para

interromper o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma ideia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. É bom lembrar que o ovo do mosquito da dengue pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde foi depositado o ovo estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um espaço de tempo entre 2 e 3 dias. Por isso é importante eliminar água e lavar os recipientes com água e sabão. Então, a dica é manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas, devidamente fechados. E não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.


abril de 2013 - Página 7

DVD/BLU RAY

CULTURA

As tevês pagas o aluguel on line e a pirataria não conseguiram abalar o bom atendimento dispensado aos clientes das locadoras, sempre afinadas com os últimos lançamentos buscam disponibilizar os melhores títulos em DVD e Blu ray.

ROBOSAPIEN, O MEU MELHOR AMIGO Inventor, que trabalha para os Laboratórios Kinetech, desenvolveu um robô com a missão de procurar e resgatar pessoas em perigo e deu à sua criação a habilidade de imitar ações e emoções humanas. Depois de descobrir que o avançado microchip da máquina será usado em operações militares, o inventor programa o robô para fugir assim que sofrer algum dano. Vinte anos depois, o garoto Henry encontra o robô quebrado, conserta-o e dá-lhe o nome de Cody. Sem lembranças do passado, Cody se torna o melhor amigo de Henry, ajudandoo a conquistar sua amada, vencer disputas e aprender a se divertir. Elenco: Kim Coates, Penelope Ann Miller,

Com mais de 200 apresentações gratuitas, o evento leva grupos como Ballet Stagium, Pia Fraus, Sansacroma,Núcleo de Arte Pedro Costa e Clã Estúdio das Artes Cômicas aos centros educacionais de toda cidade

David Eigenberg, Joaquim de Almeida, Jae Head, Bobby Coleman...Diretor: Sean McNamara

E A VIDA CONTINUA... (2012) Quando o carro da bela e jovem Evelina (Amanda Acosta) quebra na estrada, ela não faz ideia de como seus caminhos serão profundamente alterados para sempre. Socorrida pelo gentil Ernesto (Luiz Baccelli), Evelina logo fica sabendo que tanto ele

CEUs recebem mostra de dança, circo e teatro

como ela estão indo exatamente para o mesmo hotel. Coincidência? Talvez, mas Ernesto não acredita em coincidências. Imediatamente, eles desenvolvem uma amizade tão sólida que persistirá quando ambos passam para o outro plano. Será ali, do outro lado da vida, que Evelina e Ernesto enfrentarão enormes dificuldades e desafios, onde não faltarão surpresas e surpreendentes revelações. Elenco: Amanda Acosta, Lima Duarte, Ana Rosa, Luiz Baccelli, Ana Lúcia Torre, Luiz Carlos Félix, Ronaldo Oliva, Samantha Caracante, Rosana Penna, Cézar Pezzuoli, Arllete Montenegro, Cláudio Mello, Rui Rezende, Luiz Carlos de Moraes, Carla Fioroni, Pedro Costa, Laura Feliciano, Saliba Filho, Alberto Centurião, João Pedro Correia, Giovane E. Alvarenga, Maria Vitória Gonçalves. Diretor: Paulo Figueiredo

O ÚLTIMO GUARDA-COSTAS Depois de deixar a prisão, o gângster Mitchell (Colin Farrell) decide mudar de vida e sair do crime. Com o novo objetivo traçado, ele é contratado como segurança de uma jovem atriz (Keira Knightley) que vive reclusa do mundo, com medo de tudo. Em suas buscas pela liberdade, cada qual a sua maneira, os dois acabam descobrindo o amor. Elenco: Keira Knightley, Colin Farrell, Stephen Graham, David Thewlis, Jamie Campbell Bower. Diretor: William Monahan

Pirataria, sai dessa!!! Comprar e possuir produtos piratas é crime. Sua prática, além de alimentar as máfias ligadas ao contrabando, ao tráfico de drogas e armas e à prostituição é responsável pela extinção de milhares de empregos no mundo inteiro e colabora para o trabalho infantil e escravo.

Os 45 Centros Educacionais Unificados (CEUs) e o Centro de Convivência Educativo e Cultural de Heliópolis são palco da I Mostra Cultural – Circo, Dança, Teatro e Teatro de Animação. Promovida pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, visa difundir as diversas linguagens artísticas e ampliar do acesso à arte e

cultura por alunos e comunidade. A programação, que começou em março, vai até o dia 30 de maio. Serão quase 200 apresentações gratuitas realizadas por diversos grupos, entre eles o Ballet Stagium, que leva o espetáculo Adoniran aos centros educacionais para comemorar o centenário de nascimento de um dos

A magia do circo na atuação Clã Estúdio das Artes Cômicas

maiores poetas paulistanos; Pia Fraus, que mostra a relação entre pais e filhos de todas as espécies no animado Filhotes da Amazônia; o Clã Estúdio das Artes Cômicas, que usa a magia do circo para lembrar adultos e crianças sobre a importância da consciência ambiental com o divertido espetáculo Água; e o Teatro de Bonecos Mamulengo, formado atualmente pelas professoras Clarinda Sousa, Irany Araujo, Helena Borges e Sueli Mancini e que, há mais de 20 anos, leva um mundo de sonhos às crianças da Rede Municipal de Ensino e exibem em 2013 O Corcunda de Notre Dame. Algumas sessões serão exclusivas para alunos das escolas municipais e outras abertas à comunidade.


Página 8 - abril de 2013

Começa a construção das alças viárias que ligarão Nova Radial Leste à Avenida Jacu Pêssego Obras fazem parte da segunda etapa do Complexo Viário Polo Itaquera; intervenções estão previstas para serem concluídas em março de 2014 O governador Geraldo Alckmin deu início às obras das alças viárias que farão a ligação entre a Avenida José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a Avenida Jacu Pêssego, em Itaquera. As intervenções fazem parte da segunda etapa do Complexo Viário Polo Itaquera, cuja primeira fase teve início em setembro de 2012, com as obras do Sistema Viário da Avenida Radial Leste ao futuro Polo Institucional de Itaquera. Nessa segunda etapa do complexo, serão investidos R$ 61,4 milhões. As obras foram contratadas pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A com R$ 16,3 milhões de desconto para os cofres públicos. O valor de referência da licitação foi de R$ 77,7 milhões. As intervenções estão previstas para serem concluídas em março de 2014. “Demos início à construção dos acessos da Nova Radial com a Jacu Pêssego, uma obra importante para a região porque vai melhorar o acesso das vias”, ressaltou Alckmin. “Todas as obras estão dentro do cronograma e ficarão prontas até março do ano que vem”, completou. A Radial e a Jacu Pêssego são os dois principais eixos viários do extremo Leste de São Paulo. A ligação entre as vias facilitará o acesso da região à Marginal Tietê, Rodovia Ayrton Senna e Rodoanel. Serão construídos dois viadutos ligando as duas avenidas e um pontilhão sobre o Rio Verde para passagem de veículos na Avenida Rosa Campanella. Além disso, serão realizadas

Mauricio Rummens

adequações viárias para acesso aos viadutos e ao novo estádio do Corinthians. As alças criarão uma alternativa à Avenida Radial Leste, melhorando o tráfego na região e o acesso ao bairro. Além disso, durante os jogos da Copa do Mundo 2014, o conjunto de viadutos melhorará a locomoção dos torcedores que passam pela região. Nova passarela Para a segunda etapa das obras também está prevista a construção de uma passarela que fará a ligação da região norte do bairro de Itaquera ao futuro estádio, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges. A travessia para pedestres facilitará a circulação das pessoas que pretendem chegar ao estádio e ao Polo Institucional Itaquera. Pâmella Ferrari

Além da Arena, Itaquera receberá uma série de outros equipamentos públicos, como fórum, unidades da Fatec, da Etec, do Senai, um Centro de Convenções e polo tecnológico. Complexo Viário Polo Itaquera O Complexo Viário Polo Itaquera trará muitos benefícios para o bairro, beneficiando diretamente os cerca de 2,4 milhões de habitantes do extremo Leste da cidade e os 5 milhões de moradores da região Leste. Além de melhorar a acessibilidade, o desen-volvimento local poderá equilibrar a relação moradores/ postos de trabalho, diminuindo o fluxo de pessoas que se deslocam para outras regiões da cidade diariamente para trabalhar e/ou estudar. O empreendimento teve início em setembro de 2012, com as obras de Integração do Sistema Viário da Avenida Radial Leste ao Futuro Polo Institucional de Itaquera. Esta primeira etapa, que deve ser concluída em março de 2014, foi contratada por R$ 257,7 milhões. O desconto conquistado pela DERSA nesta licitação foi de 97,8 milhões. O valor de referência do edital foi de R$ 355,5 milhões. São realizadas as seguintes obras e serviços na primeira etapa: nova avenida de ligação Norte-Sul entre a Av. Itaquera e a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e respectivo conjunto de viadutos; nova avenida de ligação entre a Av. NorteSul e a Av. Miguel Inácio Cury; adequação viária da ligação entre a Av. Miguel Inácio Cury e a Estação Corinthians-Itaquera; e adequação viária da Radial Leste nas proximidades da Estação CorinthiansItaquera, com a implantação de uma via expressa em mergulho (pista subterrânea).


Jornal Visão Leste - Edição 172  

Edição 172

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you