Issuu on Google+

Oficina do projeto "São Paulo Costurando o Futuro" será instalada em São Mateus

PÁGINA

4

Edição 150 - Ano XX - julho de 2011 - e-mail: visaoleste@ecosfera.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br

Universidade Federal da Zona Leste ganha área para sua instalação O prefeito Gilberto Kassab anunciou durante a Festa das Nações e, Ermelino Matarazzo, que a Prefeitura de São Paulo já deu entrada na ação judicial para a desapropriação do terreno das indústrias Gazarra, localizado na avenida Jacu Pêssego, para instalação da Universidade Federal da Zona Leste. Segundo o vereador Gilson Barreto o terreno de aproximadamente 175 mil metros quadrados servirá para integrar o conjunto de intervenções e investimentos que darão uma nova imagem para a zona Leste de São Paulo. Saiba mais na página 3.

O cinema nacional é destaque em Itaquera Kassab vistoria obras em Cidade Tiradentes

PÁGINA

4

PÁGINA

4

Governo do Estado lança o Via Rápida Emprego 8

re

PÁGINA

Parque do Carmo se prepara para a 33ª Festa das Cerejeiras Nos dias 6 e 7 de agosto a população da Zona Leste está convidada para uma grande comemoração. A Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo, Zona Leste de São Paulo. O evento está em sua 33ª edição e é organizada pela Federação Sakura e Ipê do Brasil com o apoio da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e da SPTuris. Página 8.


Página 2 - julho de 2011

Virando o jogo Este ano entrará na história como o marco da grande virada do “jogo da Zona Leste”, que até então nunca tinha sido foco de tantas discussões em âmbito nacional. O tema Copa do Mundo de Futebol trouxe à tona realidades sociais que são encontradas não somente em Itaquera, mas nessa que é a maior região da cidade de São Paulo, com uma população de 4,5 milhões de habitantes. Ao ser incluída nos debates empresariais, políticos e sociais a questão da construção da futura Arena São Paulo, ou o “Fielzão” – estádio de futebol do Corinthians, projeto

inicialmente orçado em cerca de R$ 1 bilhão, toda a região, que abriga milhares de pequenas e médias indústrias e outros milhares de pontos comerciais, provocou a organização imediata da sociedade civil. Uma onda de audaciosos projetos está revitalizando essa imensa área. Equipamentos de saúde, educação, esporte e a melhoria dos sistemas viário e de transportes estão fazendo com que uma grande parte dos recursos financeiros dos governos municipais e estaduais sejam investidos nas adequações necessárias para que finalmente projetos que

atravessaram décadas nas gavetas de diversas secretarias sejam colocados em execução. Todo esse trabalho resultará na melhoria acentuada da qualidade de vida dessa sofrida e valorosa população. Os indicadores da Associação Comercial de São Paulo e outras fontes indicam que a geração de empregos ganhou ímpeto na região e a sua consequência se traduz pelos resultados diretos na economia regional que ascende a picos de extraordinária movimentação. O Editor

(*) Gilson Barreto

“Incentivo ao ‘Fielzão’ trará emprego e desenvolvimento para a Zona Leste” Como vereador e presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Zona Leste da Cidade de São Paulo, procuro sempre enxergar os problemas e buscar suas soluções a partir de uma perspectiva mais ampla. Tenho consciência de que nós vivemos em uma cidade cuja grandeza é a própria medida da sua complexidade. Aquilo que muitas vezes entendemos como um problema de um cidadão ou de um grupo de cidadãos se revela, com uma análise atenta e mais demorada, como algo maior, que afeta a vida de milhares, milhões de outras pessoas que, em um primeiro momento, não fazem parte daquele universo específico e que moram longe dali. Nós vereadores precisamos exercitar diariamente esse olhar mais amplo, deixar de lado os preconceitos, superar o nosso quintal e entender de uma vez por todas que estamos falando de São Paulo. Não é pequena a nossa responsabilidade. Por que faço essa reflexão? Porque, como em várias outras situações, estamos diante de um impasse: apoiar ou não a Zona Leste, e, conseqüentemente, toda a cidade, com os incentivos fiscais que permitirão a construção do Estádio do Corinthians em Itaquera, batizado popularmente de “Fielzão”, ou fechar os olhos para essa necessidade? De minha parte, penso que a

abertura e outras partidas de uma Copa do Mundo, jogos que são vistos pela televisão por inúmeras pessoas de todos os continentes, já seriam um excelente argumento em prol do incentivo público para o investimento em infra-estrutura, como transportes, com benefícios para toda a região. Há, por exemplo, quem estime uma valorização de mais de 20% no preço dos terrenos e dos imóveis de milhares de famílias com a construção desse estádio. E a Zona Leste não é a primapobre de outras regiões de São Paulo, merece essa valorização. As pessoas que trabalham, que poupam, que dão o seu suor ao longo, muitas vezes, de toda uma vida merecem isso. Outro aspecto importante: não usaremos dinheiro público direto nesse estádio. Daremos, sim, condição para que, com a sua construção, a nossa cidade só tenha a ganhar: a curto prazo, garantindo a realização em São Paulo da Copa do Mundo e permitindo com isso toda a valorização no dia-adia de um grande número de famílias; e a médio e a longo prazos, com o aquecimento econômico permanente de toda essa região. Estamos falando milhares de moradores de Itaquera, de quase quatro milhões de pessoas que se instalam na ZL. Foi com esse mesmo pensamento que apoiei o projeto do prefeito Kassab

que beneficia a instalação de empresas na Zona Leste. Indústrias e estabelecimentos comerciais, prestadores de serviço que se instalam na região recebem uma série de benefícios como contrapartida do investimento na região, que já conta com cerca de 10 mil indústrias instaladas, com destaque para o setor têxtil e de vestuário. São mais de mil empresas de construção civil, mais de 21 mil estabelecimentos comerciais e mais de 14 mil empresas prestadoras de serviços. Apenas esses setores, juntos, empregam cerca de 430 mil pessoas. E esses números crescerão e muito, se depender de mim. Há anúncio ainda do governador Geraldo Alckmin de outros investimentos públicos que serão empregados a partir da construção do estádio em Itaquera. Vamos pensar grande. Vamos exercitar o nosso olhar. A nossa cidade só terá a ganhar se continuar a dar oportunidade. São Paulo é a capital das oportunidades. Vamos dar mais essa oportunidade de crescimento, de emprego, de desenvolvimento, de bem-estar para a população de Itaquera, da Zona Leste, de toda a cidade de São Paulo.

*GILSON BARRETO é vereador de São Paulo

O Jornal Visão L este é uma publicação da empresa Visão Leste Publicações e Edições Ltda. Leste Av. Mateo Bei, 2618 - CEP 03949-013 - São Paulo - SP - Tel: (011) 2919-0613 e-mail: visaoleste@ecosfera.com.br - site: www.jornalvisaoleste.com.br • Jornalista Responsável: Lilian Calil - Mtb. nº 23.585 • Redatores: Matias Quintino - Mtb. nº 22.016 - matias.quintino@jornalvisaoleste.com.br, Ronaldo Junqueira - Mtb. nº 23.219 - ronaldo.junqueira@jornalvisaoleste.com.br • Colaboradores: Gilson Barreto, Alexandre de Souza e Diogo Linardi • Projeto gráfico: Eudo Dantas - Mtb. nº 34.669 -eudo.dantas@jornalvisaoleste.com.br • Fotografias: David de Souza Júnior • Circulação: Aparecida de Jesus C. de Lima e Liezi Lanza Distribuído nos bairros: São Mateus, Sapopemba, V. Alpina, Pq. São Lucas, Jd. Grimaldi, Itaquera, Guaianases, Tatuapé, V. Carrão, V. Formosa, Jd. Anália Franco e Penha. Impressão: Gazeta São Paulo - 2954-6218


julho de 2011 - Página 3

Universidade Federal da Zona Leste ganha área para sua instalação No domingo, dia 10 de julho, o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab anunciou que a Prefeitura entrou com ação judicial para a desapropriação do terreno das Indústrias Gazarra, na avenida Jacu Pêssego, em Itaquera, para a instalação da Universidade Federal da Zona Leste. A ação é uma das várias iniciativas da Prefeitura para melhorar a qualidade de vida da população da região. O evento ganhou ar de festa pela comunidade, que sonhava com uma instituição de ensino superior pública na região. Na introdução do folheto com os cânticos, para o acompanhamento da cerimônia religiosa, havia uma frase de destaque: "É a celebração da vitória da Universidade Federal na Zona Leste. Nossa gratidão a todos e todas que participaram nesta importante conquista para toda a Zona Leste". Ao se dirigir ao público, o prefeito confirmou que a

comunidade tinha motivos para celebrar: "A Prefeitura encerra a etapa mais importante da compra do terreno onde será construída a Unifesp, pois agora esta área já está disponibilizada para o Município e não poderá ser utilizada para nenhum outro fim que não seja o definido pela Administração. A Zona Leste está a um passo de realizar a maior

festa do mundo que é a abertura da Copa do Mundo. Portanto, a Zona Leste cresce, se envolve cada vez mais com projetos de visibilidade nacional e isso é muito positivo para a Cidade". Segundo o prefeito, esta ação não é só da Prefeitura, é da Cidade, da sociedade civil, das igrejas diversas e da população da Zona Leste, que lutou para

Kassab vistoria obras em Cidade Tiradentes Prefeito Kassab visita obras do Centro de Formação Cultural e Estação da Juventude em Cidade Tiradentes

Kassab faz assinatura em grafite durante entrega da ampliação da Estação da Juventude em Cidade Tiradentes

No último dia 14, o prefeito Gilberto Kassab vistoriou as obras do Centro de Formação Cultural e a ampliação da Estação da Juventude, ambos localizados em Cidade Tiradentes. Com conclusão prevista para

novembro deste ano, o Centro de Formação contribuirá na capacitação profissional da população da Zona Leste. O secretário municipal da Cultura Carlos Augusto Calil participou da vistoria. Além dele, também es-

tavam presentes o subprefeito da Cidade Tiradentes, Paulo Regis, e o subprefeito de São Mateus, Ademir Aparecido Ramos. O novo prédio do Centro Cultural se encontra na confluência da Avenida Davidenko com a Avenida Inácio Monteiro e suas novas instalações contarão com biblioteca, área para exposições, centro de memória e um cinema. Desde sua inauguração em 2009, a Estação da Juventude é um local destinado aos jovens da região e está localizado na Avenida dos Metalúrgicos. Com a ampliação, o lugar ganhou um espaço cultural, onde serão promovidas atividades culturais e artísticas para a comunidade.

implantar mais uma universidade pública em São Paulo. O anúncio da desapropriação da área vem contemplar a emenda 3.688/ 2010, de autoria do vereador Gilson Barreto, que prevê a construção do campus da Unifesp na Zona Leste. Para o parlamentar tucano o anúncio representa mais uma etapa na luta por uma

instituição de ensino superior para a região. “Quando solicitei ao prefeito a liberação de recursos para a universidade, de pronto ele assumiu o compromisso de conseguir a área. Kassab se preocupado com o desenvolvimento da Zona Leste”, disse Barreto. O terreno da futura Unifesp Leste possui uma área de aproximadamente 175 mil m ² e integra um conjunto de intervenções e investimentos coordenados para o desenvolvimento da região, dentre os quais se destaca o Pólo Institucional da Zona Leste, com diversos equipamentos públicos, que tem foco na oferta de capacitação técnica para a população da região. O prefeito esteve acompanhado do secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo que representou as 11 subprefeituras da Zona Leste que serão beneficiadas com a nova instituição de ensino.

Hospital Geral de São Mateus organiza Comitê de Longevidade Foi realizado no dia 8 de Julho o Comitê de Longevidade e Vida Saudável, organizado pelo Hospital Geral de São Mateus. O evento foi realizado no Espaço Sociedade Espírita Allan Kardec de São Mateus, e contou com a presença do Subprefeito Ademir Aparecido Ramos e Tia Cida, assessora do vereador Gilson Barreto. Estavam presentes também o Consultor Internacional de Geron-

tologia, Dr. Alexandre Kalache, a diretora do HGSM, Maridite Oliveira, funcionários e comunidade. O Comitê foi coberto por apresentações como peças teatrais, coral e conjunto musical, todos feitos por integrantes da terceira idade. Com essas atrações, foi possível reforçar a ideia de que é importante e necessária a construção gradativa de um envelhecimento ativo e saudável.


Página 4 - julho de 2011

Oficina do projeto "São Paulo Costurando o Futuro" será instalada em São Mateus Os moradores dos bairros de São Mateus, Guaianases e São Miguel Paulista serão os próximos contemplados pelo projeto "São Paulo Costurando o Futuro", parceria entre a Prefeitura de São Paulo, por meio da SemdetSecretaria de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Senai, Sebrae, USP e a Singer do Brasil. O projeto visa qualificar 6.912 pessoas da região Leste da capital -

uma das que mais demanda esse tipo de mão de obra busc a n d o atender às necessidades das pequenas confecções locais, oferecendo capacitação técnica em costura, montagem de roupas e manutenção básica de equipamentos,

além de orientação e apoio na gestão das empresas constituídas pelas costureiras. As novas oficinas, com

duração total de 160 horas distribuídas em carga diária de quatro horas, de segunda a sexta-feira, ainda não têm data determinada para começar, porém, a expectativa da Semdet é de que, até o final desse ano, os CEUS Alto Alegre (Jd. Iguatemi), Jambeiro (Guaianases) e Três Pontes (São Miguel Paulista), comecem a receber as aulas. O projeto São Paulo Costurando o Futuro já

atende cidadãos dos bairros de Itaquera, Itaim Paulista e Cidade Tiradentes, onde já formou cerca de 80 profissionais em junho e novas turmas já estão sendo capacitadas, com formatura prevista para agosto. As estudantes saem aptas a operarem máquinas reta e overlock e capacitadas a atuarem como técnicas de costura, corte e modelagem na indústria têxtil.

Depois do sucesso do “Caldo Sertanejo”, Comunidade São José Operário prepara uma Feijoada Beneficente No último dia 23 foi realizado pela Comunidade São José Operário, na Cidade Líder, o famoso “Caldo Sertanejo”. Com a presença da dupla sertaneja Luis Carlos & Eliseu, o encontro reuniu boa música regional e variedades da culinária como caldo de feijão, caldo verde, canja de galinha,

vaca atolada, iniciativa prestigiada por dezenas de pessoas da comunidade e convidados. Toda a renda do evento deverá ser revertida na construção do prédio anexo da Igreja São José Operário que futuramente abrigará a escola dominical, salão de festas, um telecentro e cursos de

capacitação em diversas áreas. O próximo evento programado será uma Feijoada Beneficente no próximo dia 28 de agosto, a partir das 12 horas, na Rua Padre Francisco Tanho 28, Cidade Líder, e contará também com uma atração musical. O valor dos ingressos ainda não foi divulgado.

*Tia Cida

As mudanças necessárias para o comércio de bairro Quando se fala em consumo, a primeira imagem que vem à mente é um shopping center. Ali você tem a certeza de encontrar qualidade, conforto, segurança, variedades de produtos e serviços e muitos consumidores, enquanto o comércio do bairro a duras penas vai sobrevivendo do pequeno varejo e da clientela avessa ao consumismo exacerbado das novas gerações. A falta de conscientização e participação no debate de políticas públicas que possam beneficiar tanto comerciante como consumidor ainda é o grande entrave no desenvolvimento do comércio de bairro. Entidades como o Clube dos Lojistas, Associação Comercial e o Sebrae não conseguem, apesar dos esforços, aglutinar um número expressivo de afiliados e parceiros. A mescla de grandes redes com os pequenos comerciantes gera também um conflito de interesses. Se os grandes conseguem manter uma

estrutura razoável de atendimento, os pequenos, além de não buscarem os novos conceitos de marketing e atualizações em novas técnicas de vendas e gestões, ainda pecam pela falta de união e metas. Outro grande erro em que incorrem os dirigentes das entidades representativas desse segmento é tentar usá-las como termômetro ou trampolim para uma carreira política, colocando seus interesses pessoais acima do coletivo. O princípio da mudança neste quadro apenas se dará com uma maior participação dos interessados, previlegiando a cooperação e o compartilhamento de problemas e soluções. Respeito ao consumidor é fundamental. Comunicação é básico. Alguns poucos empresários têm essa percepção e estão criando minishoppings nos corredores comerciais dos bairros e firmando parcerias com os pequenos empreendedores que oferecem ao consu-

midor a mesma qualidade de produtos e um leque de opções que vão de moda, beleza, calçados, eletro-eletrônicos, games a acessórios diversos com o objetivo de conquista uma faixa mais jovem de consumo, oferecendo as mesmas condições dos grandes empreendimentos, inclusive com a facilidade de estacionamento conveniado no local ou próximo e praça de alimentação. Se hoje os empreendedores, locatários desses estabelecimentos, reclamam das rígidas regras que são impostas pelos administradores, se esquecem de que o sucesso depende também de disciplina. Criar um cenário propício que lembre a organização dos shoppings é parte importante na reconquista dos consumidores. Sem isso, eles continuarão migrando para as zonas de conforto que os shoppings oferecem e colocando em risco a sobrevivência do comércio de bairro. * Tia Cida é professora, diretora do CDL São Mateus e da Federação do Clube dos Lojistas e assistente parlamentar.


julho de 2011 - Página 5

Gilson Barreto luta por Licença de Funcionamento para o Comércio Sempre preocupado com o desenvolvimento dos pequenos e médios empresários, o vereador Gilson Barreto, apresentou, em 1997, Projeto de Lei 405, que revitalizaria o comércio e a indústria regionais. 14 anos se passaram e o tema continua atual, mas sem solução definitiva. De acordo com o projeto original do parlamentar tucano, a Prefeitura de São Paulo concederia, aos estabelecimentos industriais, comerciais ou de serviços instalados em edificações, a não-apresentação de Auto

de Vistoria, “Habite-se”, Auto de Conclusão, Alvará de Auto Conservação, Auto de regularização ou Certificado de Regularidade. Esses documentos seriam supridos das seguintes maneiras: nos imóveis com área edificada até 150 m , bastaria uma declaração escrita do proprietário do estabelecimento de que o imóvel tem todas as condições indispensáveis para os fins a que se destina. Já os imóveis com área edificada acima de 151 m , bastaria a mesma declaração, porém com a sub-

scrição de um engenheiro civil. O projeto do vereador Gilson Barreto prevê também que a existência de multas sobre a obra não seria impedimento para a expedição do Auto de Licença de Funcionamento. A iniciativa de Gilson Barreto visa liberar o Auto de Licença de Funcionamento para esses estabelecimentos, atribuindo aos próprios empresários a responsabilidade sobre a segurança do imóvel, sem prejuízo da obrigatoriedade de apresentação dos demais documentos exigidos pela

legislação vigente, como laudos, visto ou aprovação prévia do Corpo de Bombeiros, Engenharia Sanitária (Estadual), Conselho Nacio-

nal de Petróleo, IPT e outros documentos. “A Prefeitura não pode vincular a Licença de Funcionamento ao Habite-se”, conclui Barreto.

Advogados de São Mateus reivindicam a instalação de um protocolo integrado da Justiça Estadual O bairro de São Mateus ainda não tem o seu Fórum Regional. Por conta disso, para facilitar o trabalho dos advogados que residem e exercem a advocacia na região, a Associação dos Advogados de São Mateus e Adjacências, em parceria com a 104ª Subseção de Itaquera da OAB/SP, solicitaram a intervenção da

OAB/SP junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para que seja instalado no bairro um protocolo integrado da justiça estadual. Os advogados dessa região, muitas vezes com prazo para cumprir, acabam se locomovendo para cidades vizinhas, Santo André ou Mauá, para protocolizar as petições, evitando o trânsito

local. Em média, o percurso até o Fórum de Itaquera é de 1h30, quase o tempo para chegar ao centro da cidade. Apesar de existir uma Unidade Avançada de Atendimento Judiciário instalada na sede da Subprefeitura de São Mateus, que recebe pedidos de competência dos Juizados Especiais, dos Juizados Informais de

Conciliação e pedido de pensão alimentícia, o posto não dispõe de protocolo integrado. As duas entidades se reuniram recentemente com o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção São Paulo, e presidente da Comissão de Relacionamento com o Judiciário, Marcos da Costa, le-

vando ao conhecimento da Seccional Paulista a situação da região e demonstrado a necessidade de unir forças em prol da instalação do Fórum Regional de São Mateus. Enquanto isso não acontece, a instalação de um protocolo integrado da justiça estadual no bairro beneficiará a sociedade e a advocacia.

* Alexandre de Souza

Eleições 2012 - Prévias Partidárias Às vésperas das eleições municipais, começam as notícias sobre escolha de candidatos pelos partidos políticos. Com a discussão, nascem as disputas internas, onde por vezes prevalece a vontade do grupo mais forte em escolhas que não necessariamente representam a vontade da militância partidária. A reforma eleitoral é um sonho distante, já que dificilmente políticos votarão contra os próprios interesses. Poucos são os que de fato defendem a verdadeira reforma política, essa que represente na prática a vontade dos brasileiros. O sistema político-eleitoral está em crise há certo tempo, os partidos perderam seus caminhos, sua ideologia e o seu programa. Eles enfrentam crises internas e disputas de poder, de tal forma que compromete a própria democracia. Alguns, tentando se destacar no cenário político, arriscam-se na fundação de novos partidos político, pregando a renovação e novas idéias. Mas a imprensa, cumprindo o seu papel, vem mostrando o contrário: velhos conhecidos dos eleitores buscam políticos insatisfeitos com seus partidos e tentam

emplacar uma nova agremiação política. Nesse contexto, há até mesmo algumas investigações de supostas fraudes no processo de fundação de partidos. Na cidade São Paulo alguns deles já começaram as articulações visando a sucessão do prefeito Gilberto Kassab, hoje sem partido. Até o momento PMDB e PT não se mostram dispostos a submeter seus candidatos às prévias, e trabalham em torno de um consenso na escolha do nome para a eleição municipal de 2012. A prévia partidária nada mais seria do que um processo eleitoral interno, em que os filiados de determinado partido político que pleiteassem disputar a eleição seriam escolhidos pelo voto da militância. No PSDB já existem manifestações favoráveis às prévias. O entendimento é que a adoção desse processo interno fortalece o partido e garante a efetiva participação da militância no processo de escolha do candidato à sucessão municipal. Visando a renovação de candidaturas e a real participação da militância no processo de escolha do candidato, evitando eventual racha entre os grupos,

o deputado federal Ricardo Trípoli já protocolou sua intenção de participar das prévias tucanas. Outro do PSDB que apresentou seu nome como candidato à Prefeitura de São Paulo em 2012 foi o atual Secretário de Cultura, Andrea Matarazzo. Soma-se à dupla, ainda, o Secretário de Ciência e Tecnologia, José Aníbal, e o Secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas, que, segundo alguns tucanos, é o nome de preferência do governador Alckmin. Com a adoção das prévias pelos partidos político, a militância partidária ganha voz dentro dos partidos. A escolha de candidatos não fica restrita ao grupo A ou B. Outra expectativa é de que, ocorrendo um processo justo e democrático de escolha de candidatos, não exista racha entre os grupos e o partido político se fortaleça e saia unido do processo, em busca da vitória nas urnas.

*Alexandre de Souza é advogado, Diretor da Associação dos Advogados de São Mateus e Adjacências e Diretor Adjunto da Comissão de Direito Político e Eleitoral da 104ª Subseção da OAB/SP Itaquera


Página 6 - julho de 2011

Horta vertical: a agricultura urbana O cultivo de hortaliças em espaço reduzido tem se tornado prática comum em ambientes urbanos. Aproveitam-se varandas de apartamentos e pequenos quintais para o cultivo orgânico de hortaliças (livres de agrotóxicos e adubos químicos) para o consumo familiar. Há, também, aqueles que, possuindo um pouco mais de espaço, transformam a atividade em um pequeno negócio. As técnicas comumente utilizadas possibilitam um cultivo orgânico de hortaliças, dispensando a necessidade de

canteiros de terra, embora não dispensando o uso da terra. Para a confecção de canteiros, materiais recicláveis como garrafas Pet tem sido amplamente utilizados. MATERIAIS Garrafa PET de 2 litros vazia e limpa; tesoura; corda de varal, cordoalha, barbante ou arame (Para os que optarem por cordas ou arames, serão necessárias duas arruelas por garrafa PET); terra; muda de planta. MODO DE FAZER Corte a garrafa PET. Para fixar as garrafas,

devemos fazer dois furos no fundo da garrafa e dois na parte superior da garrafa. Dá pra entender direitinho olhando bem a foto acima. Além dos furinhos para passar a corda, é necessário um pequeno furo no fundo da garrafa. A água usada para regar a muda precisa escoar. Depois disso, passe a corda por um furo e puxe pelo outro. Muitas pessoas nos perguntaram como fazer para as garrafas não “escorregarem” pela corda (ou barbante, ou cordoalha). Veja como:

Para quem usar corda de varal ou barbante

Para quem usar cordoalha ou arame Depois, basta esticar e fixar a corda na parede. Matéria baseada em criação de hortas verticais de MarceloRosenbaum do site http://ideiativando.blogspot.com


julho de 2011 - Página 7

O cinema nacional é destaque na programação na Subprefeitura de Itaquera A Sala de Cinema da sub-prefeitura Itaquera, localizada na rua Augusto Carlos, tem atraído o interesse dos moradores da região. A parceria da Subprefeitura Itaquera com a produtora Brazucah, responsável pela difusão cultural do cinema brasileiro juntamente com a Associação Cultural e Beneficente ABC Dinda tem atraído um bom público para a programação que é realizada às sextas feiras, sendo uma às 15h para escolas e entidades e outra às 17h para os servidores. O público em geral também poderá assistir aos filmes, optando por uma das sessões, mas é necessário agendamento pelos telefones 2944-

6555/ 2944-8626, ramais 2009 ou 2010 para verificar a disponibilidade de lugares. No dia 29 será exibido o filme “Corisco & Dadá”, de Rosemberg Cariry, produção de 1996. Na história o Capitão Corisco (Chico Diaz), conhecido como Diabo Loiro, famoso por sua crueldade, valentia e beleza, rapta Dadá (Dira Paes) quando ela tinha 12 anos de idade, jogando-a na difícil vida do cangaço. A partir desse acontecimento, a vida de Corisco se transforma por completo. Ele é um condenado de Deus cuja missão é lavar com sangue os pecados do mundo. Dadá, que a princípio o odiava, descobre o companheirismo, entre lutas e

CD

dificuldades, e vê o ódio transformarse em amor. E é o seu amor que humaniza Corisco, livra-o da condenação divina e determina a sua nova história sangrenta e trágica.

LIVRO

Capitão América O Soldado Invernal

Uma viagem no melhor da MPB Grandes sucessos ao vivo do samba brasileiro reunidos no mesmo produto, Samba da Minha Terra coloca junto os bambas Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Beth Carvalho, Arlindo Cruz, Fundo de Quintal, Leci Brandão, Teresa Cristina, Nei Lopes, Dudu Nobre e até Benito Di Paula e Seu Jorge em sucessos especialmente compilados de grandes momentos de suas apresentações. Nas 14 faixas o melhor da música com Batendo A Porta - Diogo Nogueira, Só Chora Quem Ama - Zeca Pagodinho/ Nei Lopes, Pura Semente - Teresa Cristina / Part. Especial: Seu Jorge, Sorriso Aberto - Leci Brandão, Verdade -

Beth Carvalho / Part. Especial: Nelson Rufino E Olodum, Poder Da Criação - Diogo Nogueira, Mel E Mamão Com Açúcar - Fundo de Quintal, Tudo Está No Seu Lugar Benito Di Paula, Candongueiro Arlindo Cruz, O Ouro E A Madeira Beth Carvalho / Part. Especial: Armandinho, azio (Está Faltando Uma Coisa Em Mim) - Diogo Nogueira, Sai Da Minha Aba (Bicão) - Alexandre Pires, Saigon - Jorge Aragão, O Samba Da Minha Terra Beth Carvalho. A riqueza do samba brasileiro em CD e DVD. Ficha técnica - Título: Samba da minha terra. Gênero: Samba/Pagode. Intérprete: Vários. Gravadora: EMI Music

Abalado pela dissolução dos Vingadores, o Capitão América agora se vê diante de estranhas lembranças de seu próprio passado, da época da 2ª Guerra Mundial. Para piorar, o surpreendente assassinato do Caveira Vermelha traz à tona uma lenda da Guerra Fria. Mas quem é o Soldado Invernal? A resposta a essa pergunta mudará para sempre a vida da Sentinela da Liberdade. Formato: 26,5 x 17,5 cm. Autor: Brubaker, Ed. Ilustrador: Epting, Steve. Editora: Panini Livros. 308 páginas. Preço R$ 75,00

DVD/BLU RAY

Rango e Rio, divertidas animações já nas locadoras Perdido no imenso deserto de Mojave (fronteira EUA-México), o personagem-título é um camaleão recém-chegado em um novo ambiente, que tem dificuldades em conseguir se relacionar com outros animais que habitam o inóspito local. Após derrotar uma temível ave-de-rapina, Rango ganha o título de xerife. Agora, todas as esperanças da comunidade de repteis do deserto são depositadas em Rango. Direção: Gore Verbinski. roteiro: John Logan, baseado na história de James Ward Byrkit e Gore Verbinski. Produção: Gore Verbinski, Graham King e John B. Carls. Música: Hans Zimmer Blu é uma arara domesticada que nunca aprendeu a voar e tem uma vida tranquila e confortável ao lado de Linda , sua dona e melhor amiga em Minnesota, Estados Unidos. Linda é surpreendida com a visita de Túlio , que conta da necessidade de Blu ir ao Rio de Janeiro e se reproduzir com a única fêmea restante da espécie. Começa, então, a aventura pela Cidade Maravilhosa em pleno Carnaval. Diretor: Carlos Saldanha.Elenco: Vozes de Anne Hathaway, Rodrigo Santoro, Jammie Fox, Jesse Eisenberg, George Lopez, Jake T. Austin, Carlos Ponce, Kate del Castillo, Bernardo de Paula


Página 8 - julho de 2011

Geraldo Alckmin lança programa de qualificação profissional Com investimento de R$ 800 milhões, programa Via Rápida Emprego oferecerá mais de 130 cursos de capacitação profissional, beneficiando cerca de 400 mil pessoas até 2014 Cris Castello Branco

O Via Rápida Emprego é um programa do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que oferece cursos básicos de qualificação profissional para quem está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho ou que deseja ter seu próprio negócio. Podem participar do programa pessoas maiores de 16 anos, alfabetizadas e que residam no Estado de São Paulo. Será dada prioridade para candidatos que estejam desempregados, jovens matriculados no ensino médio nas escolas públicas estaduais, idosos, pessoas com deficiência, beneficiários dos programas estaduais de transferência de renda Ação Jovem e Renda Cidadã, reeducando

cozinha, em 14 municípios do Estado. Ao todo são 990 vagas, 570 delas na capital. As aulas serão ministradas por profissionais do Centro Paula Souza, que utilizarão a estrutura existente após o horário de funcionamento do Bom Prato. Os alunos receberão

material didático e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Os desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, também têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o curso, podendo receber o total de R$ 330. Cris Castello Branco

O governador Geraldo Alckmin lançou o Via Rápida Emprego, programa que oferece cursos gratuitos e auxílio financeiro para a qualificação profissional

em regime semiaberto e egressos do sistema penitenciário. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pelo site http:// www.viarapida.sp.gov.br Os candidatos que não possuem acesso à internet podem efetuar a inscrição por meio dos computadores disponíveis nos mais de 638 postos do

Acessa SP, espalhados pelo Estado, ou nas unidades do Poupatempo. Os restaurantes populares Bom Prato vão se transformar em unidades do Via Rápida, ofertando à população o curso de manipulação e higienização de alimentos, culinária básica, cozinha industrial, panificação, pizzaiolo e ajudante de

Para participar é preciso ter idade mínima de 16 anos, ser alfabetizado e residir no Estado de São Paulo.

Parque do Carmo abriga a 33ª edição da tradicional Festa das Cerejeiras No próximo fim de semana, dias 6 e 7 de agosto, ocorre a tradicional Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo, Zona Leste de São Paulo. A festa está em sua 33ª edição e é organizada pela Federação Sakura e Ipê do Brasil com o apoio da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e da SPTuris. A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e tornouse a marca dos descendentes da comunidade nipônica que vive na região de Itaquera. Todos os anos essa comunidade pratica um ritual, conhecido como "hanami", de sentar sob as cerejeiras e contemplá-las durante um bom período. O

vento sopra as delicadas pétalas das flores fazendo com que elas se espalhem produzindo um belíssimo espetáculo da natureza, tal como acontece no Japão. A florada dura apenas alguns dias e esta data é a única oportunidade de conferir os caminhos formados pelas flores em tons de rosa. A programação da festa inclui apresentações de danças folclóricas, shows musicais, taikos (tambores japoneses), karaokê, ginástica rítmica e culinária japonesa como mandyu (doce recheado com massa de feijão azuki), yakissoba, udon (macarrão ensopado),

sakura moti, tempurá, dorayaki, obentô que serão vendidas nas barracas espalhadas pelo Parque entre outras. As atividades terão início a partir das 9h, mas o

Bosque das Cerejeiras estará aberto desde as 6h para que todos apreciem a florada da espécie yukiwari, a estrela da festa deste ano, que acontece exatamente no

dia do evento. O Parque do Carmo possui hoje 2.300 exemplares das espécies yukiwari, oshima, himalaia e okinawa. Em 2008, no centenário da imigração japonesa no Brasil, o parque ganhou uma obra do artista Kota Kinutani, composta por sete pedras de granito, simbolizando o sol e os seis continentes. Haverá transporte gratuito da estação de metrô Corinthians Itaquera direto para o parque a partir das 8h. Serviço: 33ª Festa das Cerejeiras. Data: 6 e 7 de agosto das 9h às 17h. Local: Parque do Carmo -Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 - Itaquera


Jornal Visão Leste - Edição 150