Page 1

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

O ICA U RIB UITA T S DI RAT G

1

JORNAL VERTENTES DE MINAS - Ano I - Número IV - Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012 - R$ 0,50

Moradores de São José de Almeida reclamam de atendimento no Posto de Saúde Graziele Lopes

Serra do Cipó

Projeto

Festival Outono na Serra reúne música, cultura e gastronomia O Festival iniciou no dia 19 de maio e segue até o dia 09 de junho. O evento criado para atrair turistas no período frio acontece na praça principal com acesso gratuito. Pág 6

Religiosidade

Comunidades de Jaboticatubas realizam Festas em louvor a santos padroeiros O mês de maio foi marcado pelas festividades religiosas no município. As comunidades do Felipe e Santa Rita receberam fieis em busca de bênçãos. Pág 8 Educação

Alunos debatem Saúde publica em Feira de Ciências aberta para comunidade Com o tema “Saúde para Todos”, alunos e professores da Escola Estadual Cardeal Arcoverde organizaram Feira de Ciências e apresentaram o assunto para toda população. Pág 11

Veículos de cargas pesadas serão proibidos de trafegar na área central Vereador propõe retirada do transito pesado no centro da cidade. Segundo o parlamentar a passagem de veículos de carga pe sada destro-

A principal reclamação é a demora no atendimento e a falta de médicos

População está sem atendimento odontológico e falta médico na Unidade Moradores reclamam do atendimento precário na Unidade de Saúde e da falta de médicos no Distrito. Uma das cadeiras usadas para atendimento odontológico está queimada e ainda não foi substituída. A Secretária Municipal de Saúde, Adriana Costa, afirma que a ca-

deira foi queimada durante um curto-circuito provocado por uma sobrecarga de energia, de responsabilidade da CEMIG e que a Secretaria de Saúde Municipal está empenhada para resolver o problema da falta de médicos. Pág 5

Eleições 2012

Encontro Estadual do PSDB-MG reúne 1.500 lideranças em BH Graziele Lopes

O encontro reuniu cerca de 1.500 lideranças tucanas que discutiram as estratégias para as eleições deste ano. Os pré-candidatos ao pleito municipal participaram de cursos de capacitação e receberam informações jurídicas.

em as vias e causa prejuízos ao municípi o.

Pág 3 Alfabetização

Jovens e adultos se encontram em sala de aula para recuperar tempo perdido O projeto MOVA – Brasil tem 10 turmas instaladas em comunidades jaboticatubenses e oferece aos alunos oportunidade de dar continuidade aos estudos. Pág 11 Esporte

Cidade inaugura Academia ao Ar Livre e incentiva a prática de esportes

Pág 3

Banda Tambor do Matição é selecionada no Projeto Vozes do Morro Divulgação

O grupo formado por artistas jaboticatubenses tem a missão de levar a cultura, a música e nome da cidade para todo o Estado. O Vo-

zes do Morro é um programa do Servas e do Governo de Minas, criado em 2008 para incentivar artistas. Pág 4

A Academia ao Ar Livre implantada na Praça da Igreja do Rosário será inaugurada neste sábado (2). O espaço contém vários aparelhos de ginástica e é aberta a toda comunidade. Pág 12


2

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

OPINIÃO

Editorial

Artigo

O Momento de todos nós

Uma viagem pelo cosmos Por Alcino Lagares*

Morihei Ueshiba certa vez anunciou aos seus alunos que, às 05:00 horas do dia seguinte, iria ensinar-lhes os segredos do Aikido. Comenta-se que muitos alunos nem mesmo dormiram, ansiosos pela chegada daquela manhã; outros, ali pelas 03:00 horas, já se encontravam no Dojo: Eram jovens, estavam muito impressionados com a técnica daquele mestre, e esperavam descobrir, naquela palestra, como aquele velhinho conseguia atirar uma pessoa a 5 metros de distância... ou, como era possível que ele, com um só dedo, imobilizasse um forte oponente... Enfim, às 05:00 horas, pontualmente, lá estava o mestre! Durante certo tempo, Ueshiba falou sobre os movimentos dos corpos celestes... sobre os fenômenos da natureza... e como existe harmonia nesses movimentos... como a Terra é um lugar privilegiado, em beleza, em vida, e em inteligência... E que aqui poderia instalar-se o paraíso... Depois, retirou-se. A maioria dos alunos nada entendeu, e muitos ficaram ali, sem nem mesmo saber que perguntas poderiam ter feito... Também no começo da narrativa de uma interessantíssima obra: “O livro das religiões”, os autores fazem com que o leitor se imagine, numa viagem extraordinária, chegando à nossa Galáxia, a Via Láctea. Ele percorre espaços imensos em milhares de anos, observa estrelas e planetas, e nada encontra além da solidão de mundos vazios. Entediado, ele está prestes a retirar-se, quando percebe um pequeno planeta azul e branco, pujante de vida. Aproxima-se dele e, nesse momento, acorda... Era tudo um sonho! Mas, ao despertar, percebe que o planeta ao qual ele chegara, no sonho, é exatamente onde se encontra: a Terra, um lugar lindo, maravilhosamente cheio de vida e de inteligência! Ao tomar o café da manhã, aquelas imagens ainda se encontram em sua cabeça,

ção a d na re lacu vo à a um po tas r her oje o ite a c a n C ree ião. H perm nap i

e e eg iv ar onc talista veio p as e R te e qu uas re nciP s b o n t n u s t r e m a pri ge obe Ambi e Min abotica abran uvida e JVM, ideia R e J o lo is pe a sd nte Pau alista rtente ava em ão, ma nal, ser à equi brilha ua terr ç n e e t r s a l a r V d o s ic a fa m es ej Jo rnal que comun grand nsibilid e teve cação e o J a c i i e e u O t te sa s alís io d es q mun des jorn um me través . A nos le Lop o de co s l a ie tem lação, gestõe a Graz e veícu rten e t u t u s s n V p i l a t o po ões e orna nal por ç j Jor s mesm e o s dica ente a este im o z u in r art eira ve estam te as q M palm planta s n i r m ie ri po m me ês. de i l. Xav pela p nuem, incipal or voc s e i p i rd nt .L , pr do nata o Lou equipe ito. Co a Jabó torcen e u rça i ss o e a d toda m f o i r e l i n a í r s e r te ic o e todas a Ma béns à e gos tícias d lico. F h n i s r b e a s. Par e Mina aber no der pú o ca dade d e todo e c o i s d d e l d o ia tes sando to ao p agra imparc sposiçã i ci e M e p i r p es e JV e e a áàd mr quip verdad VM est dize e A J a ta: s com adas. O o o p s l s s Re promi veicu s com maçõe r info

e ele reflete sobre as razões pelas quais teria tido tal sonho... qual seria o seu significado (se é que há um significado)? Ao ler, porém, as principais manchetes dos jornais do dia, seus pensamentos remetem-se à triste constatação de realidades contraditórias com tais maravilhas: armas atômicas, pobreza, AIDS, violência urbana, guerras, etc. O leitor é, então, levado a refletir sobre quais as perguntas que fará, quais as respostas que dará, e qual será a sua contribuição para a humanidade, nesta real e única viagem que faz ao planeta azul e branco... É, realmente, lastimável que o único ser que se diz “inteligente” neste lugar maravilhoso, seja o responsável por acontecimentos tão trágicos. Quem sabe, o espanto do mestre diante de tais violências, possa vir a ser também o espanto de toda a humanidade, e possamos um dia vê-la unida num mundo melhor, solucionando seus conflitos através da harmonia (de modo semelhante ao utilizado pelos oponentes no Aikido), jamais entrando em choque; pois, afinal assim disse Ueshiba: “O segredo do Aikido é a busca da harmonia com o universo, é tornar-nos unos com o universo. Seus praticantes devem buscar esse entendimento, por meio do treinamento diário.” *Faixa Preta (4.º Dan) e Presidente da Federação Mineira de Aikido.

Siga-nos: Twitter: www.twitter.com/JornalVMinas Facebook: www.facebook.com/VertentesdeMinas

Mande sua sugestão de pauta. Ajude-nos a construir o Jornal Vertentes de Minas. E-mails: bonico@jornalvertentesdeminas.com.br ricardo@jornalvertentesdeminas.com.br rogerio@jornalvertentesdeminas.com.br redacao@jornalvertentesdeminas.com.br publicidade@jornalvertentesdeminas.com.br

(31) 8893 8255 / (31) 9134 2722 www.jornalvertentesdeminas.com.br

EXPEDIENTE:

No mundo moderno, na correria do dia a dia, na luta pelo trabalho, sobrevivência e subsistência da família, não achamos tempo para estarmos conosco, naquele momento reflexivo onde podemos analisar nosso dia, nosso caminho, nosso futuro, nossa família. Isso seria necessário para um balanço de produção e resultados. Na história da humanidade, o homem sempre buscou, avançou, progrediu, mas creio que, se nesses momentos ele tivesse a oportunidade de parar para essa análise, com certeza a história poderia ser sutilmente reescrita, os caminhos e destinos estariam diferenciados de hoje. Se não temos um tempinho para nós, então vamos procurar nos informarmos melhor sobre o que acontece ao nosso redor, seja na questão política, econômica, social, educacional, de segurança, saúde, enfim de tudo que precisamos para não sermos cidadãos simplesmente obedientes sem saber o por quê. Mas termos o senso crítico para guiarmos nosso caminho. Temos a condição e o direito de reivindicarmos mudanças que nos são impostas através de leis. Os parlamentares, sejam de qualquer instância, criam certas leis, aprovam-nas e colocam em prática na sociedade. Temos que aceitar todas? Inclusive aquelas que nos tiram a liberdade pessoal? Podar a liberdade dos cidadãos é no mínimo uma atitude arbitrária, agressiva, invasiva imposta a nós. Parece-me que às vezes as coisas e alguns políticos andam na contramão da história... Ora, se eles estão lá, foi porque nós os colocamos, portanto deveriam agir em prol dos nossos interesses, construindo uma sociedade mais justa e não usar modelos que muitas vezes vem de outros países e são simplesmente jogados, aplicados aqui, sendo que o modelo e a cultura das sociedades são totalmente diferentes. “Toda ação gera uma reação”, isso é uma lei natural, e parece que muitos cidadãos ainda não entenderam o verdadeiro e profundo significado da palavra “reação”. Para exercitarmos-nos, façamos, pois, um primeiro exercício de reflexão: “Quais são as leis que nos incomodam e tiram nossa liberdade?”

Divulgação

Jornal Vertentes de Minas LTDA Rua Raimundo Alegria Neves, 311, Nossa Senhora da Conceição, Jaboticatubas - MG CNPJ: 15.026.465/0001-99 Editora: Graziele Lopes 16.007/MG Diagramação: Ricardo Santos / Colaboradores: José Bonifácio, Paulo Ponce, Rodrigo Siqueira, Rogério Nolasco, João Bosco Sales e Alex Resende / Impressão: O Tempo Serviços Gráficos / Tiragem: 4.000 exemplares. ACESSE:www.jornalvertentesdeminas.com.br


VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

POLÍTICA

3

O parlamentar ressalta que o trânsito pesado no Centro da cidade está provocando danos ao município

Vereador Paulo Rodrigues propõe criação de Anel Rodoviário para tirar trânsito pesado do Centro Graziele Lopes

problema”, justifica Paulo Rodrigues A proposta do vereador é a criação de um Anel Rodoviário que irá desviar todo o trânsito da área central. O acesso se daria por uma estrada que teria entrada próximo ao Cruzeiro, na MG 020, na altura do KM 57 e sairia na Estrada do Matição, em frente a fabrica Jabolac. “O

Autor da Indicação afirma que o trânsito pesado causa danos ao município

O vereador Paulo Rodrigues (PT do B), apresentou indicação para retirada do trânsito pesado do Centro de Jaboticatubas. Segundo o parlamentar, o excesso de passagem de veículos pesados pelo área central está danificando as ruas e causando prejuízo aos cofres públicos. “Apresentei a indicação logo após passar pela Avenida principal e observar o tráfego de alguns caminhões pesados, acima de 20 toneladas. Assim que eles passaram foi possível notar o afundamento do calçamento e em alguns pontos canos foram estourados provocando vazamentos. A rede de água e esgoto não está preparada para receber o trânsito de veículos com esse porte”, relata o

vereador. A criação do Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, que compreende a área do aeroporto de Confins, Lagoa Santa, Jaboticatubas e municípios próximos, tem contribuído para o aumento do tráfego dentro da cidade. O desenvolvimento de cidades vizinhas e a exploração de minério em cidades como Conceição do Mato Dentro e Morro do Pilar, também contribuíram para este quadro. “Com o crescimento do Vetor Norte e das regiões próximas, Jaboticatubas também está crescendo cada vez mais. Por isso precisamos encontrar uma solução junto ao executivo e o governo do Estado para resolver o

desvio permitirá a passagem do trânsito pesado por nossa cidade sem causar danos em nossas vias”, explica o vereador. A indicação foi aprovada por unanimidade na Câmara de Jaboticatubas no último dia 25. Agora o Legislativo e o Executivo buscarão parceria junto ao governo do Estado para realizar a obra.

A proposta do vereador é a criação de um Anel Rodoviário que irá desviar todo o transito da área central. O acesso se daria por uma estrada que teria entrada próximo ao Cruzeiro, na MG 020, na altura do KM 57 e sairia na Estrada do Matição, em frente a fabrica Jabolac.

O senador Aécio Neves discursou em tom de candidato à Presidência

Graziele Lopes

Encontro Estadual do PSDB-MG reúne 1.500 lideranças tucanas em Belo Horizonte Graziele Lopes

Principais lideranças do PSDB-MG participaram do encontro

O PSDB de Minas Gerais realizou no ultimo dia 25 de maio, o Encontro Estadual do partido. O evento contou com a presença do Governador do Estado, Antônio Augusto Anastasia, o Senador Aécio Neves, o deputado federal Bonifácio Andrada, o deputado estadual Lafayette Andra-

da, dentre outras lideranças do partido. “O encontro é muito importante, pois reúne as lideranças e reforça o objetivo do partido em trabalhar em prol de um país mais justo e melhor para se viver”, avalia o deputado federal Bonifácio Andrada. O encontro reuniu cerca de 1.500

lideranças tucanas que discutiram as estratégias para as eleições deste ano. Os pré-candidatos ao pleito municipal participaram de cursos de capacitação e receberam infor- Deputado Federal Bonifácio Andrada e o Deputado Estadual Lafayette Andrada mações jurídicas. Na abertura, o senador Aécio Neves, afirmou que cal,” ressaltou o senador tucano. o PSDB Minas Gerais vive um O governador Antônio Anasgrande momento e se consolida tasia destacou o crescimento de como uma das bases tucanas mais Minas Gerais e os avanços alcansólidas em todo o país. “O PSDB çados. “Os números mostram a vive um extraordinário momento grandeza e o desenvolvimento de em nível nacional e regional. Mi- Minas nos últimos anos. Por connas Gerais é uma das principais ta das nossas estradas asfaltadas, bases políticas do PSDB no Brasil. Minas Gerais hoje é o estado que O partido, ao longo dos últimos mais recebe empresas porque temeses, reorganizou o seu movimen- mos infraestrutura a apresentar,” to jovem e o seu movimento sindi- afirmou o governador.


4

MINAS

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

Divulgação

A banda foi selecionada no Programa 2011/2012 com a música Congada de São Benedito

Tambor do Matição representa Jaboticatubas no Programa V o zes do Morro O grupo Tambor do Matição foi selecionado pelo Programa Vozes do Morro 2011/2012. O resultado surpreendeu os integrantes que tem a missão de levar a cultura jaboticatubense para todo o Estado. “O Programa Vozes do Morro possibilita a efetiva transformação da realidade nas comunidades, ao promover o potencial de seus artistas para que possam trilhar seus caminhos com dignidade”, define o governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia. O percussionista Valdilei, conhecido como Lei, está orgulhoso da escolha do grupo para participar do projeto. “É uma experiência sensacional. O nosso trabalho está sendo desenvolvido há mais de 12 anos. É um orgulho muito grande poder representar a nossa comunidade e toda Jaboticatubas nos palcos de Minas e do Brasil”, conta o artista. “Não só a nossa banda, mas toda Jaboticatubas foi premiada com a escolha do Tambor do Matição. Para nós é um grande passo e uma grande oportunidade”, completa o integrante da banda, Lindomar, conhecido como Dó. O grupo formado desde 1998 tem

oito membros, Suelen Maria Marques Dias, Genilson Costa dos Santos, Lindomar João dos Santos, Valdilei Geraldo dos Santos, Evandro Hilário dos Santos, Aloísio Adão da Silva, Elvis de Sousa e Leomar César Marques. Seus integrantes misturam raças e quebram barreiras com a missão de resgatar a valorização da música regional e dos tambores afro-brasileiros. “O preconceito entre negros e brancos está sendo vencido. O que vale é

o respeito. Essa é a mensagem que levamos. A cultura não tem

Os integrantes receberam das mãos do governador o certificado do programa

cor”, define o artista Dó, filho do Matição. Os integrantes da banda estão participando do curso “Nosso Negócio é Música”, oferecido pelo Sebrae-MG com principal objetivo de capacitar os músicos e ajudá-los a gerenciar Divulgação

O grupo se apresenta em todo o país e encanta o público por onde passa

INTERNACIONAL

BRASIL MJ diz que já identifica casos de europeus vítimas de tráfico de pessoas no Brasil Agência Brasil A vontade de muitos jovens brasileiros de terem uma experiência profissional no exterior já resultou em muitos casos de vítimas de tráfico de pessoas. De acordo com o Ministério da Justiça, no entanto, com o crescimento econômico do Brasil e o aumento da fiscalização, é cada vez mais comum a identificação de cidadãos europeus vítimas desse crime no território brasileiro, iludidos por falsas oportunidades de trabalho. “Durante muito tempo os brasileiros eram as maiores vítimas, quando iam aos países centrais. Agora, temos percebido que há ocorrência de tentativas de tráfico de pessoas a partir da América Latina e dos países centrais, que estão em crise. Neles, existem ocorrências de tentativas de tráfico de pessoas enviadas

suas carreiras. “O objetivo é capacitar melhor os artistas para melhorarem o desempenho no mercado da música”, explica a coordenadora do Núcleo de Economia Criativa, Regina Faria O Programa O Vozes do Morro é um programa do Servas e do Governo de Minas, criado em 2008. O programa tem participação de músicos de Belo Horizonte e da Região Metropolitana, com o objetivo de “mobilizar as comunidades e incentivar a criação de laços que unem as pessoas, sem distinção do lugar em que vivem, da religião que praticam e da profissão que exercem.” Os artistas e bandas selecionados a cada ano, sem restrição a nenhum gênero musical, recebem cópias de CDs e DVDs com gravações de suas músicas e participam de um grande show que celebra cada etapa do Programa. Além de participar de cursos de capacitação musical.

Espanha e Brasil vão negociar redução de exigências para entrada de brasileiros em território espanhol

Elza fiúza/ABr

ao Brasil com o mesmo propósito”, disse o secretário nacional de J u s t i ç a , Secretário Nacional de Justiça, Paulo P a u l o Abrão. Abrão. líticas”, adiantou. O combate a esse tipo Presente ao encontro, de crime foi discutido no o ministro da Justiça, José Seminário Internacional Eduardo Cardozo, resBrasil-União Europeia saltou a necessidade de sobre Enfrentamento ao cooperação internacional Tráfico de Pessoas. A para enfrentar o tráfico constatação de proble- de pessoas. “Esse é um mas comuns, de acordo problema que preocupa com Paulo Abrão, resul- muitos países do mundo, tou na necessidade de se em especial a Comunidaaproximarem com o ob- de Europeia. Portanto, o jetivo de planejar ações e enfrentamento não passa definir parâmetros para apenas por medidas ina troca de informações. ternas de nosso país. Sem “Vamos padronizar essa uma relação internaciocoleta de informações nal aprofundada e sem para que, em um ano, te- a conjugação de esforços, nhamos dados confiáveis não será possível enconpara formular nossas po- trarmos a solução”, disse.

Agência Brasil Representantes dos governos brasileiro e espanhol vão se reunir na próxima segunda-feira (4) para negociar a redução das exigências feitas para a autorização da entrada de brasileiros na Espanha e de espanhóis no Brasil. Será a primeira reunião desde que o Brasil passou a adotar uma série de medidas, denominadas de reciprocidades, que aumentaram o rigor para a entrada de espanhóis em território brasileiro. De acordo com a chefe do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior do Ministério das Relações Exteriores, ministra Maria Luiza Lopes, a Espanha manifestou disposição para dialogar apenas após a adoção das medidas de reciprocidade pelo Brasil. “Nas reuniões anteriores, tivemos muita dificuldade em obter concessões, mas, a partir de agora, estamos em uma situação de relativo equilíbrio. O que queremos deles eles também vão querer de nós. (Antes) era um diálogo de surdos”. O governo brasileiro vai propor a instituição de um procedimento de linha direta para a redução emergencial de casos

duvidosos, ou seja, situações em que a decisão foi meramente burocrática ou por problema com documentos do viajante. “Queremos estabelecer um mecanismo de quem liga para quem imediatamente no momento dessa decisão inicial (de inadmissão no país). Temos o entendimento de que todas as decisões podem ser reavaliadas”, disse a ministra. De acordo com o subsecretário-geral das Comunidades Brasileiras no Exterior, embaixador Eduardo Gradilone Neto, os maus-tratos a brasileiros que chegam em território espanhol continuam ocorrendo mesmo depois da visita, ao Brasil, do ministro de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, que ocorreu há duas semanas. “Deram todas as garantias que alguma coisa ia acontecer e continua havendo essas inadmissões”, lamentou. Até agosto de 2011, 1.005 brasileiros foram barrados em aeroportos do país. A estimativa é que cerca de 158,7 mil brasileiros vivam em território espanhol. Na Europa, a comunidade brasileira é aproximadamente 900 mil.


CIDADE

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

5

A Cadeira usada no atendimento odontológico está queimada há mais de um mês e ainda não foi repostas

Moradores de São José de Almeida cobram melhorias no Posto de Saúde

O recém-inaugurado Posto de Saúde de São José de Almeida, distrito de Jaboticatubas, não tem atendido a demanda dos moradores. A falta de médico e a demora no atendimento é a principal reclamação dos moradores. “Só tem médico uma vez por semana e você tem que vir e passar pela triagem ou marcar e esperar uma vaga. Mas mesmo marcando, você só tem a hora para chegar, o atendimento só Deus sabe quando”, reclama uma moradora que pediu para não ser identificada. Segundo funcionários da Unidade do Posto de Saúde de São José de Almeida, há alguns meses a população ficou sem atendimento odontológico, pois uma das cadeiras utilizadas para o atendimento foi queimada após um curto-circuito. Mães também estão preocupadas com a falta de pediatra para fazer a consulta das crianças. Segundo moradoras, o pediatra só atende uma vez por semana e no mês de maio ele esteve de férias e o atendimento foi realizado por enfermeiras. “A criança vem, faz a pesagem e a medição com as enfermeiras, mas se tiver fe-

Graziele Lopes

Graziele Lopes

A principal reclamação é a demora no atendimento e a falta de médicos

bre tem que levar para Jaboticatubas. Se a ambulância tiver disponível, o que é raro, eles levam. Mas, geralmente, temos que pagar táxi ou se der sorte pegar o ônibus”, relata a mãe de três crianças que também pediu para não ser identificada. Uma aposentada, 68 anos, residente na comunidade de Ponte Preta, reclama das dificuldades para conseguir atendimento. “Moramos longe e a nossa unidade de atendimento é aqui. Venho cedo, antes de o posto abrir, mas o atendimento demora

muito, geralmente depois do almoço, e o retorno para casa é muito complicado, é um desrespeito com a população”, denuncia a aposentada que terá sua identidade preservada. A Secretária Municipal de Saúde, Adriana Costa, esclarece que uma das duas cadeiras odontológicas, foi queimada após uma sobrecarga de energia provocado por questões externas de responsabilidade da concessionária de energia e que a Prefeitura já tomou todas as providencias para recebimento de indenização. Adriana

Idosos revelam suas histórias e contam como é a vida no Lar dos Idosos São Jerônimo Fotos: Graziele Lopes

O Lar dos Idosos São Jerônimo, em Jaboticatubas, tem se tornado referência de respeito e responsabilidade com os mais velhos. O abrigo criado no início da década de 90 opera hoje com sua capacidade máxima de 46 internos. O abrigo sobrevive com verbas federais e estaduais, mas que nem sempre são suficientes para atender a demanda dos idosos. “Trabalhamos hoje com 18 funcionários remunerados e todos os membros da diretoria são voluntários. A administração do Abrigo é uma tarefa difícil, mas realizamos com muito carinho. Os repasses que temos não são suficientes para atender nossas necessidades, por isso contamos com o apoio da comunidade e de comerciantes que tem nos recebido de braços abertos”, relata a presidente da entidade, Euzita de Sena. O abrigo revela muitas histórias de seus internos. Alice Lopes da Silva,

61 anos, teve paralisia infantil aos dois anos de idade. Por residir em comunidade rural, encontrou dificuldades para a vencer as barreiras impostas pela deficiência. Desde que se mudou para o abrigo, Alice cuida da costura das roupas dos amigos e faz suas próprias roupas. “Hoje estou muito bem. A equipe do abrigo cuida muito bem de todos. Tenho irmãos que as vezes vem me visitar, mas faz mais de um ano que eles não vêm. Minha sobrinha, Ivone, sempre vem me ver. Meu sonho é ter as pernas boas, poder caminhar, trabalhar e passear por todas as partes”, deseja Alice. A interna Piedade Rosa, 64 anos, completou 15 anos que vive na entidade. Ela ajuda na orientação dos internos e é responsável por guardar as chaves. Piedade foi vítima da esclerose múltipla aos 40 anos. Na época ela morava com a irmã que faleceu pouco depois. Como sua mãe já estava muito debili-

tada, a aposentada conseguiu uma vaga no Lar em Jaboticatubas. “Trabalhei na roça, fui empregada doméstica em Belo Horizonte, quando descobri a doença. No início foi muito difícil, mas já superei e hoje estou muito feliz. Na época que fiquei doente, eu tinha um namorado lindo. Mesmo depois que fiquei na cadeira de rodas ele quis continuar o namoro, mas eu tinha medo de não dar certo. Depois que vim para o abrigo de vez, ele faleceu. Muitos dizem que foi por desgosto. As vezes penso se deveria ou não ter casado com ele. Sabe, a vida revela muitos caminhos. Eu era feliz e não sabia”, lembra Piedade. O abrigo uniu o casal José Rodrigues, o Carajá, de 63 anos, e Conceição Alexandrina, 50 anos, estão juntos há 18 anos. Os dois se conheceram no abrigo e desde então não se separaram mais. Todos estão ansiosos pelo casamento, mas a noiva não se sente preparada.“Eu já a pedi em casamento, mas ela não quer aceitar. Sou muito apaixonado por ela”, conta Carajá. “Não me sinto preparada, gosto do namoro como está. Quanto eu me sentir pronta, vou aceitar, pois gosto muito dele”, justifica Conceição. Sebastião Martins, o Rapinha,

também afirma que o atendimento odontológico não está sendo realizado porque a dentista que atende o Distrito está de licença-maternidade. Ainda segundo ela, já houve processo seletivo e uma profissional vai assumir o atendimento no início de junho. Quanto à falta de médicos, Adriana Costa lembra que o problema é nacional e que há um grande esforço da Secretaria de Saúde do Município para conseguir mais médicos para a comunidade. “Foi aberto processo seletivo, mas não tivemos procura de nenhum profissional. Em todo país, há uma grande demanda por médicos e as cidades do interior ficam prejudicadas devido à falta de recursos para atrair profissionais da área”, pondera Adriana. Ainda segundo a Secretária, há um clínico geral que atende no Posto de São José de Almeida às segundas-feiras, e que durante a semana há atendimento da equipe do Programa Saúde da Família (PSF) e de especialistas. Em relação ao Pediatra, ela afirma que ele irá retornar das férias e retomar os atendimentos. e Rita Alexandrina de Freitas são os moradores mais antigos do abrigo. Os dois moravam na área em que foi construída a entidade, onde passaram a viver após a construção. Rapinha é responsável pela portaria, orienta os visitantes e cuida da horta, além de mimar muito sua gatinha. “Sempre gostei de sanfona e de cantar, foi daí que surgiu meu apelido. Tinha um verso que eu cantava que dizia assim: ‘O meu pai chamava Rapão, eu me chamo Sebastião Rapinha. Faço o cabra ficar louco da meia noite para o dia’”, revela Rapinha. Jantar beneficente No Dia das Mães, o Abrigo realiza o Jantar Beneficente, que atrai toda a comunidade. O evento foi criado para ajudar a arrecadar fundos. Ao som de música ao vivo, os participantes jantam e celebram em família uma das datas mais lembradas do ano. “É um evento muito bonito. Além de nos divertir, vamos para casa com uma sensação boa, por estar contribuindo com a entidade. Aproveitamos para comemorar o Dia das Mães em família”, conta Cecília Cristina, que participa do evento há anos com o marido e os dois filhos. Serviço: Quem puder contribuir com o Lar dos Idosos São Jerônimo podem enviar donativos para a entidade localizada na Rua Cônego Acácio, 339, bairro Nossa Senhora da Conceição. Ou depósito em conta corrente: Banco do Brasil, agência: 2190-3, conta: 6668-0. Para maiores informações: (31) 3683 1193.


6

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

CIDADE

6 Festival Outono na Serra naturais da Ser o

Unindo gastronomia, cultura e natureza, o Festival Outono na Serra atrai turistas de todo o país e movimenta toda a região do Parque Nacional da Serra do Cipó. Atualmente, o evento é organizado pela Prefeitura Municipal de Santana do Riacho, e o objetivo é que os próximos atraiam as cidades do Circuito Serra do Cipó, como Jaboticatubas, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, dentre outras, para participarem da organização do Festival. “Estamos trabalhando para fortalecer os eventos locais em cada um dos Municípios que integram o Circuito Serra do Cipó. Depois vamos estudar a viabilidade de unir todas as cidades para a realização do Festival”, explica a Gestora do Circuito, Priscila Rios. O Festival contribui para manter a visitação de turistas durante o período frio, já que a maioria dos turistas procuram a região devido as paisagens naturais e as cachoeiras. “Como mais de 80% do Parque Nacional da Serra do Cipó está dentro de uma área de preservação, não é possível atrair atividades como indústrias, por exemplo, para ser fonte de renda. A população sobrevive do turismo, seja diretamente ou indiretamente. Por isso, promover eventos e trabalhar para manter o fluxo de turistas durante todo o período do ano é fundamental para a região”, explica a Secretária de Turismo e Meio Ambiente de Santana do Riacho, Lívia Pacheco.

A dupla DeSousa e Moisés se apresentou no eve

O casal Flávio Oliveira e Regiane Cristina trouxe os ticipar do evento. As crianças de sete e quatro anos gos sentações. “É uma ação cultural, com ambiente tranqu para trazer toda a família. Com certeza o Festival é m para manter viva a cultura da música de raiz, que ain nos interiores do país”, avalia o turista de Belo Horiz veira.

O Festival O Festival Outono na Serra acontece durante quatro


VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

CIDADE

a alia cultura as belezas

Cipo

I

rra do

Fotos: Graziele Lopes

na, com apresentações gratuitas na Praça principal, além de diversos eventos Enogastronômicos e Culturais nas pousadas e restaurantes locais. Apresentam-se nos palcos do Festival, artistas regionais, convidados especiais e músicos de renome nacional. O grupo Tambor do Matição já passou por lá, mas até o dia 09 de junho haverá muitas outras atrações, como Mostra de Filmes, Roda de Samba, Jazz, Chorinho com Integrantes do Palácio das Artes e Marotona Serra do Cipó de Montainbike.

ento

s filhos para parstaram das apreuilo e apropriado muito importante nda persiste forte zonte, Flávio Oli-

ro finais de sema-

Flávio, Regiane e filhos aprovaram o Festival

COMPRE SEU PADRÃO CEMIG INSTALADO

ECONOMIZE ATÉ 40% E NÃO PAGUE PELO PROJETO ELÉTRICO DO PADRÃO!

FONES: (31) 3683-1650

Rua Dom Carlos Vasconcelos, 541 Centro - Jaboticatubas www.epieletroeletronicos.com.br

7


8

VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

CIDADE

Devotos se reúnem para homenagear Santa Rita de Cássia Fieis participaram da procissão e da missa celebrada na capela dedicada a Santa. Francisco José é devoto de Santa Rita e sempre participa dos festejos. Fotos: Graziele Lopes

A Comunidade de Santa Rita celebrou no último dia 22 de maio, feriado local, o dia da Santa padroeira, Santa Rita de Cássia. Fieis participaram da procissão e da missa celebrada na capela dedicada a Santa. A festa, que completa oito anos, ocorre durante todo o mês de maio com reza e leilões. Muitos tiram folga no trabalho, no dia dedicado a Santa, para estarem presentes no evento que é realizado pela Família “Vô

Tumé” e toda a comunidade. Francisco José, 82 anos, devoto de Santa Rita e residente na comunidade de Capão Grosso, fica ansioso para os festejos em homenagem a Santa. “Venho desde a primeira festa. Sou devoto da Santa. O dia 22 de maio é sagrado para homenageá-la”, conta o aposentado. Francisco também é devoto de São Geraldo e é líder da Folia de Reis de São Sebastião. “Desde criança acompanho a folia em adoração ao Menino Jesus. Essa é uma cultura que está se perdendo, os jovens não estão interessados”, lamenta o aposentado. Além dos festejos religiosos, foram realizados leilões, bingo

e levantamento de bandeira. O bingo, que é realizado após o almoço oferecido pelos festeiros, reuniu crianças, jovens e idosos, todos na expectativa de Além dos festejos ganhar um dos religiosos, foram reavários prêmios, lizados leilões, bingo como panela de e levantamento de pressão, colcha de bandeira. cama, rádios, dentre outros. Ana Luíza de Oliveira e Ma- zes com a presença das pessoas ria José de Oliveira, filhas do e o prestígio à Festa de Santa “Vô Tumé”, cedem a casa para Rita. Agradecemos o carinho e receber os devotos e servir o a atenção de cada um que conalmoço, que é preparado pela tribuiu para a realização do família Tumé. “Estamos feli- evento”, conta Maria José.

São José, São Sebastião e Sagrado Coração de Jesus são festejados na Comunidade do Felipe A comunidade do Felipe realizou em maio a Festa de São José, São Sebastião e Sagrado Coração de Jesus. Os festejos religiosos atraíram fiéis de várias cidades que reforçam a devoção pelos Santos. Maria Neusina e suas filhas, Junia Silva, Sandra e Maria do Carmo, a Cacá, foram as festeiras deste ano. “A festa é antiga e a comunidade mantém a tradição de realizar os festejos. Antes da festa realizamos novenas, leilões e andamos muito para arrecadar recursos para a realização do evento. O resultado é muito gratificante”, conta Maria Neusina. O evento tem duração de cinco dias, com levantamento de bandeiras, rezas, leilões, cavalgada, dentre outros. Além de festejar os Santos, o evento na comunidade proporciona um momento de encontro e confraternização das famílias. As irmãs Maria Natividade, 83 anos e Raimunda Flávia, de 85, nasceram na comunidade e sempre participaram dos festejos. “A festa representa a religiosidade, a cultura e a união da comunidade. É muito bonito ver o Santíssimo Sacramento exposto na Igreja”, observa Maria Natividade. “Moro há 10 anos em Lagoa Santa, mas não deixo de participar dos fes-

Fotos: Graziele Lopes

As irmãs Maria Natividade, 83 anos e Raimunda Flávia, de 85, nasceram na comunidade e sempre participaram dos festejos. O evento dura de cinco dias, com levantamento de bandeiras, rezas, leilões, cavalgada, dentre outros.

tejos da terra onde nasci. Sou devota e enquanto tiver saúde vou participar da festa”, comenta Raimunda Flávia. O padre José Luiz ressalta a importância da religiosidade e dos festejos religiosos que ocorrem em Jaboticatubas. “Observamos as crianças que participam e ficamos imaginando que estamos evangelizando os jovens do futuro. É muito bonito ver a participação de jovens, adultos e idosos que se mantêm perseverantes e firmes na fé. É uma grande alegria celebrar a palavra nas comunidades jaboticatubeneses”, destaca o religioso.

Dezenas de pessoas acompanharam a procissão em louvor aos Santos


VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

CULTURA

9

Memória VIVA Divulgação/Jabotur

Mato do Tição: fé, mistérios e cultura

A comunidade quilombola do Mato do Tição mantém viva em seu povo a rica cultura afro descendente. As músicas, as cantigas de roda, o reinado, o candombe e o batuque são alguns dos costumes preservados pelos moradores do local. O nome da comunidade teria ligação com as tochas usadas pelos negros, que viviam na região, para se aquecerem no frio e iluminar o caminho à noite. Logo o tição acesso passou a ser usado para caracterizar o local. Ao se referir ao local, as pessoas costumavam dizer “lá no mato onde tem tição” se transformando mais tarde em Mato do Tição ou Matição. Sobre as origens dos costumes culturais da comunidade, existem algumas lendas. Uma delas contadas pelo jornalista, escritor e professor universitário, Sergio Vilas-Boas, no livro: “Resgate Cultural da Estrada Real”: “O mito fundador do Candombe em Mato do Tição tem sido contado assim: vários negros recém-libertos pela Lei Áurea perambulavam pelos arredores da sede da Fazenda do Barão. “O que fazer?”, perguntaram-se. “Vamo pro mato

pegá pau pra fazê tambô.” Partiram então em busca de troncos de bananeira-do-campo ou de farinha-seca. Bananeira-do-campo, claro, dá no campo; e farinha-seca “dá per’de curtura”. Ambas são madeiras úmidas, de miolo mole, fácil de ser escavado com martelo e formão. E construam-se os tambores. Três, na verdade. De tamanhos diferentes e cada qual com um nome: chama (menor); requinta (médio); santana (maior). Será que no final do século XIX, época da libertação dos escravos, os negros de Mata do Tição já se referiam assim aos sagrados tambores do Candombe? Diz a lenda que os negros escavaram e entalharam os tambores, fizeram um furo lateral para a saída do som (do diâmetro de um dedo indicador) e cobriram a boca com couro de boi pregueado. Para afinar (ou cortá a roquidão), aproximaram de uma fogueira os tambores, que têm a forma de um cálice....” A comunidade, formada pela mistura de várias raças: negros, índios e brancos, consolida em seus costumes a presença de laços indígenas e da cultura originada do homem branco. Assim, como foi definido pelo Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva (CEDEFES) “essas heranças fazem do Mato do Tição uma ilha sagrada nas cercanias do profano, um elo com o passado e a sacralização do mundo”. Dos costumes do período da escravidão a comunidade preserva os mistérios do candombe, o som e a dança do batuque, as cantigas de rodas e os cantos da nega Tança, entoados durante o trabalho. O que preocupa os mais velhos é a passagem desses costumes para as futuras gerações. “Desde criança eu participo do Reinado do Matição e de todos os costumes do nosso povo. Tenho muito orgulho da comunidade. Me deixa preocupado é a preservação da nossa cultura quando eu não puder mais estar aqui. Enquanto eu tiver vivo foi lutar para manter nossa cultura”, ga-

rante Sr. Dante, 88 anos. Sr. Dante conta que sua maior felicidade é apresentar o Reinado do Matição em várias cidades pelo Estado mineiro. “Sou Capitão da Guarda de Nossa Senhora do Rosário há mais de 30 anos. É um prazer apresentar e levar a nossa cultura para outras cidades”, conta o Capitão da Guarda. Dona Silvia, 76 anos, recorda as músicas de sua infância, das danças de rodas que são realizadas até hoje e do batuque que está sendo remontado pela comunidade. “Sempre realizamos rodas, entoamos cantigas e brincamos. Não tem dia e nem hora. Simplesmente juntamos e formamos uma grande roda. Uma das cantigas que cantamos diz assim: ‘Hoje faz 40 dias que meu coração fechou, quem morava dentro dele pegou a chave e se mandou’”, entoa Dona Silvia. Dona Divina é muito respeitada e conhecida pelos jaboticatubenses. Aos 81 anos ela participa ativamente de todas as manifestações culturais da comunidade. “As tradições estão aqui desde quando eu nasci e trabalhamos muito para mantê-las. Foi nessa comunidade que eu me criei, casei e criei meus filhos. É uma satisfação muito grande ver o carinho das pessoas pelos nossos costumes. Esperamos que ele persista pelas próximas gerações”, deseja Dona Divina. A fé que guia o povo do local é um mistério. Muitas dessas manifestações encantam, emocionam e desperta a curiosidade. Para festejar o dia de São João, por exemplo, uma grande fogueira é montada e pouco antes da meia noite suas brasas são espalhadas formando um grande tapete escaldante. Por este tapete, os moradores da comunidade passam, rezam, cantam e dançam com os pés descalços após gritar “Viva São João”, celebrando a chegada do dia dedicado ao Santo.

GUIA CULTURAL

13 a 29 de julho

Av. Vereador Cândido Martins, 547 - Centro São José do Almeida – antiga CAPEPE Maiores informações: (31) 3422 5247 / 3683 5467

Realização:

Apoio Cultural:


DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012 10 VERTENTES

CULTURA Graziele Lopes

“Muda da Gaita” completa 100 anos em agosto Os mais novos talvez não se lembrem, mas os mais velhos com certeza tem na memória Sauvina Bibiana Venancia, a Muda da Gaita. Sauvina andava pelas ruas de Jaboticatubas entoando uma gaita e pedindo dinheiro em troca das canções. Hoje, aos 99 anos e em breve 100, a Muda da Gaita vive sob os cuidados da sobrinha, Enilde de Souza. “Ela é uma alegria aqui em casa. Meus filhos são apaixonados com ela”, conta Enilde. O amor pela sobrinha e pelos sobrinhos netos, fez com que Sauvina deixasse a rua e passasse

mais tempo em casa. “No começo foi muito difícil. Ela era muito rebelde e estava acostumada a sair para a rua tocando sua gaita. Mas aos poucos e com muito carinho conseguimos mantê-la dentro de casa e tirar a mania de pedir pelas ruas”, conta Enilde. Sauvina é muda de nascença e nos últimos anos sofre com a perda da visão, o que exige maior dedicação da família, antes, a aposentada realizava sozinha todas as atividades, mas sempre com a supervisão da sobrinha. “Ela é muito tranquila, mas tem dia que

dá muito trabalho. Apesar de todas as dificuldades é impensável colocá-la no asilo. Minha tia é membro da nossa família e não conseguimos imaginar a casa sem ela”, conta Enilde. Apesar de estar a dois meses de D. Sauvina adora ficar sob os mimos dos sobrinhos netos completar um século de vida, Sauvina esbanja saúde e faz uso de medicamentos controsurpreende até os médicos com seus lados, se alimenta normalmente e exames. Segundo a sobrinha, ela não tem sono tranquilo.

PALAVRAS CRUZADAS 1. Cirurgico – 2. Armam – 3. Kevin – 4. Morcegar – 5. Oni – 6. Nem – 7. Saciedade – 8. Ruano – 9. Balde/ Ele – 10. Gel – 11. Fiador/ Ico – 12. Soltar – 13. Fotosfera. Vertical 1. Cinema paradiso – 2. Revoo/culpa – 3. Diad/Doso – 4. Brancos e negros – 5. GM – 6. Imagina/Elite – 7. Cana/Edil/Car – 8. Comprometedora Horizontal Resposta:

Previsão para o mês de junho

HORÓSCOPO Áries - 21/03 a 20/04

Para o nativo de Áries o mês de junho será marcado por desafios. O mês promete romantismo. Os que estão sós, vão estar mais focados no trabalho e nas metas que pretendem atingir.

Touro - 21/04 a 20/05 No mês de junho você terá que fazer algumas escolhas. Chegou a hora, de tomar novas decisões. Procure ser mais atento e disponível para com o seu parceiro. Os que estão sós, podem agora viver a paixão que tanto anseiam.

Gêmeos - 21/05 a 20/06 Para o nativo de Gemeos, este mês será marcado por pessimismo e melancolia. Se está num relacionamento, procure ser moderado. Os que estão sós estarão mais centrados no que realmente pretendem.

Câncer - 21/06 a 21/07 Para o nativo de Câncer neste mês as palavras-chave serão a simplicidade e a humildade. Os comprometidos vão sentir necessidade de viver a sua relação ao máximo. Para os que estão sós, a amizade será prioridade.

Leão - 22/07 a 22/08

O mês de junho será de grandes desafios e muito trabalho. Se está num relacionamento, aprenda a separar a vida pessoal. Para os que estão sós, uma antiga amizade pode transformar-se em relacionamento.

Virgem - 23/08 a 22/09 Este mês as palavras-chave serão a prudência e a atenção. Se está num relacionamento, não tenha receio de pedir conselhos ao seu parceiro. Os que estão sós poderão se aproximar de pessoas mais velhas.

Libra - 23/09 a 22/10 Neste mês vai se sentir mais seguro que o habitual e com elevada autoestima. Se está num relacionamento, é a hora ideal para dar um passo mais sério na sua relação. Os que estão sós passarão por uma fase positiva.

Escorpião - 23/10 a 21/11 Neste mês passará por algumas situações que serão marcantes e de grande importância. Se está num relacionamento, a cumplicidade com o seu parceiro será evidente. Os que estão sós, vão querer dedicar a si próprio.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Para o nativo de Sagitário neste mês irá dedicar-se a novos projetos. Se está num relacionamento poderá agora entrar numa fase mais delicada. Os que estão sós terão necessidade de analisar sua própria vida.

Capricórnio - 22/12 a 20/01 Neste mês os capricornianos se sentirá mais próximo de si mesmo e dos seus objetivos. Se está num relacionamento, o seu par será a sua prioridade. Para os que estão sós, poderão se reconciliar com alguém do seu passado.

Aquário - 21/01 a 19/02 Neste mês o nativo de Aquário vai poder contar com a sua força interior. Se está num relacionamento, procure sair um pouco da rotina. Para os que estão sós, poderá conhecer alguém interessante.

Peixes - 20/02 a 20/03 Neste mês vai querer dedicar mais tempo à sua família e ao seu parceiro. Se está num relacionamento, é o momento ideal para aumentar a família. Os que estão sós viverão experiências positivas.


VERTENTES DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012

EDUCAÇÃO Bonico José Bonifácio (Bonico) Professor Universitário e Historiador www.bonicocouto.blogspot.com

2 DE JUNHO 1917 - O Brasil revoga sua neutralidade na Primeira Guerra Mundial e aborda barcos alemães. Os alemães deram dor de cabeça na primeira e segunda guerras. 1882 – Falece Giuseppe Garibaldi, lutou pela independência e unidade da Itália. Esteve aqui também, em lutas pelo Rio Grande do Sul. 3 DE JUNHO 1822 - Dom Pedro I convoca a primeira Assembléia Constituinte Brasileira. Isto antes da Independência. Depois a fechou! Bobão! 4 DE JUNHO 1989 - Governo Chinês reprime estudantes na Praça Tianamen, provocando um massacre. Falam em mais de 7.000 pessoas mortas (dados dos manifestantes). Morreu gente demais. 5 DE JUNHO 1919 - Fundação do Partido dos Trabalhadores Alemães, que no futuro se tornaria o Partido Nazista, e seria chefiado por Hitler. E ninguém fez nada contra? Resultado: morreram mais de 50 milhões de pessoas, na Segunda Guerra. 6 DE JUNHO 1944 - Desembarque na Normandia de 155.000 soldados das tropas aliadas. Foi a mobilização de guerra mais bem arquitetada. Passou para a História como o Dia D. A derrota nazista estava a caminho, e não veio a cavalo não. Foi de tanque mesmo! Considero uma data importantíssima para o fim do conflito. 7 DE JUNHO 1654 - Luís XIV é coroado Rei da França. Representante do Absolutismo francês. 8 DE JUNHO 68 - Galba é declarado Imperador Romano. Mais um que passou pelo governo de Roma, e não fez nada de importante! INDICAÇÃO CULTURAL

O Resgate do Soldado Ryan Sinopse: O Resgate do Soldado Ryan é um filme de guerra que tem como base a Batalha da Normandia (França) na Segunda Guerra Mundial. O filme conta um pouco do Dia D, e depois a luta de um capitão norte-americano e seu grupo de resgate que saem a procura pelo paraquedista James Francis Ryan, último sobrevivente de quatro irmãos militares. Os outros três morreram no desembarque dos aliados naquela localidade francesa. Imperdível!

Saúde é debatida por alunos em Feira de Ciências Os alunos da Escola Estadual Cardeal Arcoverde realizaram no último dia 23 a Feira Anual de Ciências. O tema da Feira deste ano foi “Saúde para Todos”. Os estudantes realizaram pesquisas ao longo do semestre e apresentaram o trabalho em stands abertos para visitação. “É importante abordar o tema, pois o individuo saudável precisa ter boa saúde física e mental. Os alunos desenvolveram bem os trabalhos e estão surpreendendo em todos os aspectos”, avalia a coordenadora da Feira e professora de Biologia, Cristiane dos Santos Vieira. Os estudantes do ensino fundamental abordaram temas que envolvem as áreas da saúde. Já os alunos do ensino médio ficaram responsáveis por temas políticos que envolvem a área. “Muitos dos alunos do ensino médio já tem idade para votar. O objetivo foi ajudá-los e se conscientizarem e conhecerem de forma mais aprofundada as questões burocráticas que envolvem a saúde”, explica Cristiane. Neste ano os stands foram montados na quadra poliesportiva da Escola, permitindo que todos os trabalhos ficassem em um mesmo ambiente. “Antes os stands eram montados dentro das salas de aula. Este ano resolvemos reunir todos os trabalhos, o que facilita a visitação de todos os trabalhos”, explica a professora de Ciências, Maura Marques Fagundes. Os alunos do sétimo ano, da turma 710, abordaram o sub-

tema: “Alimentos Cancerígenos”. “O trabalho nos ajudou a conhecer os alimentos que são saudáveis para a nossa alimentação. Muitos eu não gosto, mas vou passar a comer, como abóbora, por exemplo”, conta Isadora Yulia. “Com este trabalho descobri que gosto de alimentos considerados saudáveis e que ajudam a evitar o câncer. Agora preciso evitar outros como refrigerantes e sorvetes”, analisa Esther Reis. Outro subtema debatido e que preocupa muitos pais é a “Overdose”. “Muito diferente do que se pensa, a overdose não é provocada apenas pelo uso de drogas ilícitas como o crack e a cocaína. A dose excessiva de medicamentos também pode levar à overdose”, explica as alunas do nono ano, Ana Luíza e Bruna Fernandes. Os alunos também fizeram experimentos científicos. Os alunos do ensino médio, Pedro Henrique e Paloma Taís, mostraram na prática a importância e o poder do laser. “O laser tem grande poder de perfuração. Na medicina tem sido muito usado para cirurgias, pois substitui os cortes e permite recuperação em menor tempo em relação as cirurgias com cortes. Por outro lado, o laser quando usado como brincadeira pode provocar acidentes e lesões nos olhos”, explicam os estudantes. Durante a Feira, os visitantes puderam aferir a pressão e receberam orientações de agentes de saúde sobre doenças como hipertensão e diabetes.

11

Flashs da Feira Fotos: Graziele Lopes

Projeto alfabetiza jovens e adultos em Jaboticatubas O projeto MOVA – Brasil, que tem como principal objetivo promover a alfabetização de jovens e adultos, está realizando sonhos em Jaboticatubas. Com 10 turmas instaladas em comunidades jaboticatubenses, o projeto oferece aos alunos oportunidade de aprender a ler e escrever, para os que ainda não são alfabetizados, e a continuidade dos estudos para aqueles que tiveram que parar por qualquer motivo. As aulas são adaptadas de acordo com a cultura da comunidade em que os alunos vivem, o que evita um choque cultural e atrai a atenção e o interesse dos alunos. “O projeto veio para colaborar

Fotos: Graziele Lopes

Turma da Comunidade de Boa Vista

na autonomia dos alunos, além de ajudá-los a caminhar sozinhos. Eles se tornam mais participativos e ativos na comunidade em que vivem”, explica a pedagoga e responsável pelo ensino na unidade da comunidade de Boa Vista, Sandra Gomes. O aluno Maurílio de Souza, 53 anos, que tem um dos filhos estudando na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), resolveu voltar a estudar após

Para Lenir o curso é uma terapia

vários anos longe da sala de aula. “O estudo é muito importante na vida das pessoas. No meu tempo era muito difícil e eu tinha muita dificuldade em aprender. Hoje me sinto realizado, sou um cidadão mais crítico. À medida que eu for aprendendo quero seguir em frente e quem sabe cursar uma faculdade”, planeja o estudante. A dona de casa, Lenir Severiana, 65 anos, teve que abandonar os estu-

dos no terceiro ano do ensino fundamental, quando tinha 12 anos. “Eu escrevia com muitos erros, que agora foram corrigidos. Mudei a minha forma de conversar e aumentei o meu vocabulário linguístico. O curso está sendo ótimo para a nossa socialização. Tornei-me uma pessoa mais ativa na comunidade”, avalia Lenir. Em 2011, o projeto atendeu 155 alunos. Atualmente, as comunidades atendidas pelo projeto são: Capão do Berto, Joana, Curralinho, Capão Clemente, Mato do Tição, Mato Barreiro, Boa Vista, Barreiro, Capão Grosso e São José da Serra.


DE MINAS Jaboticatubas e São José de Almeida - 02 de junho de 2012 12 VERTENTES

ESPORTE Graziele Lopes

O espaço contém vários aparelhos de ginástica e é aberto a toda comunidade.

Academia ao Ar Livre é inaugurada em Jaboticatubas

José Trindade é adepto a prática de esportes

Foi implantada na Praça da Igreja do Rosário, a Academia ao Ar Livre de Jaboticatubas. O espaço contém vários aparelhos de ginástica e é aberta a toda comunidade. A inauguração, que será hoje (2), contará com várias atividades, dentre elas a “Caminhada da Saúde” e “Maratona Minas Olímpica”. “O esporte é muito importante na vida das pessoas. É importante

incentivar as nossas crianças e toda a comunidade à pratica de Atividade Física”, ressalta a coordenadora do Minas Olímpica Geração Espor¬te em Jaboticatubas, Elisangela Gonçalves. O novo espaço para a atividade física foi aprovado pela população. “A instalação dos equipamentos foi muito bem vinda. Antes eu fazia caminhada, agora

aproveito para me exercitar nos aparelhos”, conta Rosalva Joana Costa, 53 anos. José Trindade dos Santos, 75 anos, também é amante da atividade física. “Sempre gostei de exercitar. Agora venho sempre aqui na praça. O funcionamento dos aparelhos está bem explicado nas placas, inclusive com desenhos”, conta o aposentado.


Jornal Vertentes de Minas  

Edição IV - Data: 02/06/2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you