Page 1

JORNAL UMBANDA BRASIL Ano 8 nº 104 – Distribuição gratuita 10.000 Exemplares – Mensal de 18/06 à 17/07/2018

Editorial

02

Falando de Espiritismo Orar ou Rezar?

Plantas que curam

Benefícios da erva de São joão

03 04

Espaço Afro Brasileiro Èshù

O mais humano dos orixás

Grandes Mestres

Apolônio de Tiana

14 11

Segredos da Terra

Atitudes diferntes x Resultados diferentes

13


02 | Jornal Umbanda Brasil

Junho 2018

Editorial

por Armando de Ogum

Falta de Governantes

Caros irmãos leitores do Jornal Umbanda Brasil, não da pra ficar quieto diante tanta falta de amor com nosso país. Como pode durante a paralização dos Caminhoneiros, à Câmara de SP aprova auxílio-saúde de até R$ 1.079 para vereadores.

Benefício varia de R$ 180 a R$ 1.079,93 e será pago mediante pedido de reembolso. Gasto anual pode chegar a R$ 38 milhões. Mais pra abaixar o combustível falta dinheiro e nós que pagamos a conta. A população Brasileira não aguenta mais

Renove suas energias

pagar tantos tributos, nosso povo será que já não sofre de mais, com a falta de segurança pública, falta de saúde, entre outras coisas, mas para eles a saúde é importante só não para população, quando vamos usar o serviço público ficamos jogados nos corredores ou nem atendido somos enquanto nossos vereadores aprovam verba extra para saúde deles e a população não precisa de saúde. Ai não vamos tirar a verba da saúde porque não da para abaixar o diesel. Devemos aproveitar o mês de Xangô para clamarmos ao senhor da justiça divina. Vamos pedir que venham Governantes que tenham amor, pela sua terra e pelo seu povo.

por Bruno

Dimarch

A energia irradiante de Ouro Preto (MG) Já pensou em renovar suas energias em uma cidade cheia de histórias? Ouro Preto, em Minas Gerais, é local de forte espiritualidade. Seus templos religiosos guardam tanto segredos da Maçonaria quanto a simplicidade da população negra. Nas Igrejas de Santa Ifigênia e Nossa Senhora do Rosário a forte vibração dos pretos velhos pode ser facilmente sentida e somos convidados a entrar no barco espiritual que procura nos conduzir à Deus (as igrejas são construídas na forma de uma embarcação, a lembrar-nos a salvadora Arca de Noé). Na cidade ainda pode-se desfrutar das energias de Oxum nas cachoeiras e de Xangô em suas vastas pedreiras. A Mina da Passagem, talvez a mais bem preservada mina de extração de ouro aberta à visitação, possui um altar, abaixo da terra, em homenagem a Santa Bárbara, criado pelos mineradores que pediam-lhe proteção contra os fortes raios de desciam à terra.

É possível viajar à Ouro Preto por Belo os gostos e bolsos, de hotéis de luxo a Horizonte ou diretamente do terminal Tietê, albergues e repúblicas. Todos com o jeito em São Paulo, por meio da viação Útil. mineiro de bem receber os visitantes! A cidade oferece acomodações para todos

Junho 2018

Jornal Umbanda Brasil | 15


14 | Jornal Umbanda Brasil

Espaço Afro-Brasileiro

Junho 2018 Por

Bàbálòrísá Mauricio D’ Òṣàgiyán

Èsù o mais humano dos orixás boa amizade, fazem questão de manter o maior número possível de amigos. Lendas de Èsù Exu vinga-se e exige o privilégio das primeiras homenagens Exu era o irmão mais novo de Ogum, Odé e outros orixás.Era tão turbulento criava tanta confusão que um dia o rei já não suportando sua malfazeja índole, resolveu castigá-lo com severidade. Para impedir que fosse aprisionado, os irmãos o aconselharam a deixar o país. Mas enquanto Exu estava no exílio, seus irmãos continuavam a receber festa e louvações. Exu não era mais lembrado, ninguém tinha notícias de seu paradeiro. Então, usando mil disfarces, Exu visitava seu país, rondando, nos dias de festa, as portas dos velhos santuários. Mas ninguém o reconhecia assim disfarçado e nenhum alimento lhe era ofertado. Vingou-se ele, semeando sobre o reino toda a sorte de desassossego, desgraça e confusão. Assim o rei decidiu proibir todas as atividades religiosas, até que descobrissem as causas desses males. Então os babalorixás reuniram-se em comitiva e foram consultar um babalaô que residia nas portas da cidade. O babalaô jogou os búzios e Exu foi quem falou no jogo. Disse nos odus que tinha sido esquecido por todos. Que exigia receber sacrifícios antes do demais e que fossem para ele os primeiros cânticos cerimoniais. O babalaô jogou os búzios e disse que oferecessem um bode e sete galos a Exu. Os babalorixás caçoaram do babalaô, não deram a menor importância às suas recomendações e ficaram por ali sentados, cantando e rindo dele. Quando quiseram levantar-se para ir embora, estavam grudados nas cadeiras. Sim era mais uma das ofensas de Exu! Exu (Èsù) é a figura mais controversa do panteão africano, o mais humano dos orixás, senhor do princípio e da transformação. Deus da terra e do universo; na verdade, Exu é a ordem, aquele que se multiplica e se transforma na unidade elementar da existência humana. Exu é o ego de cada ser, o grande companheiro do homem no seu dia-a-dia.

O babalaô então pôs a mão no ombro de cada um e todos puderam levantar-se livremente. Disse a eles que fizessem como fazia ele próprio: que o primeiro sacrifício fosse para acalmar Exu. Assim convencidos, foi o que fizeram os pais e mães-de-santo, naquele dia e sempre desde então.

Exu (Èsù) é o orixá da comunicação, da paciência, da ordem e da disciplina. É o guardião das aldeias, cidades, casas e do axé, das coisas que são feitas e do comportamento humano. A palavra Èșù, em iorubá, significa ‘esfera’, e, na verdade, Exu é o orixá do movimento. Ele é quem deve receber as oferendas em primeiro lugar a fim de assegurar que tudo corra bem e de garantir que sua função de mensageiro entre o Orun (o mundo espiritual) e o Aiye (o mundo material) seja plenamente realizada.

Em épocas remotas os deuses passaram fome. Às vezes, por longos períodos, eles não recebiam bastante comida de seus filhos que viviam na Terra. Os deuses cada vez mais se indispunham uns com os outros e lutavam entre si guerras assombrosas. Os descendentes dos deuses não pensavam mais neles e os deuses se perguntavam o que poderiam fazer. Como ser novamente alimentados pelos homens ? Os

Exu (Èsù) é a figura mais importante da cultura iorubá. Sem ele o mundo não faria sentido, pois só através de Exu (Èsù) é que se chega aos demais orixás e ao Deus Supremo Olodumaré. Exu (Èsù) fala toda as línguas e permite a comunicação entre o Orun e o Aiye, entre os orixás e os homens. Os filhos de Exu são alegres, sorridentes, estão sempre de bem com a vida, são ambiciosos, extrovertidos, espertos, inteligentes, atentos. Sabem como ninguém ser sociáveis e diplomáticos, pois conhecem o valor de uma

Exu leva aos homens o oráculo de Ifá.

Saudação: Laroié! Dia: Segunda Feira Elementos: Terra e Fogo

Junho 2018

Falando de Espiritismo

Exu retornou o seu caminho e foi procurar Orungã.Orungã lhe disse: “Eu sei por que vieste. Os dezesseis deuses tem fome. É preciso dar aos homens alguma coisa de que eles gostem, alguma coisa que os satisfaça.. Eu conheço algo que pode fazer isso. É uma grande coisa que é feita com dezesseis caroços de dendê. Arranja os cocos da palmeira e entenda seu significado. Assim poderás conquistar os homens”. Exu foi ao local onde havia palmeiras e conseguiu ganhar dos macacos dezesseis cocos. Exu pensou e pensou, mas não atinava no que fazer com eles. Os macacos então lhe disseram: “Exu, não sabes o que fazer com os dezesseis cocos de palmeira? Vai andando pelo mundo e em cada lugar pergunta o que significam esses cocos de palmeira. Deves ir a dezesseis lugares para saber o que significam esses cocos de palmeira. Em cada um desses lugares recolheras dezesseis odus. Recolherás dezesseis histórias, dezesseis oráculos. Cada história tem a sua sabedorias, conselhos que podem ajudar os homens. Vai juntando os odus e ao final de um ano terás aprendido o suficiente. Aprenderás dezesseis vezes dezesseis odus. Então volta para onde moram os deuses. Ensina aos homens o que terás aprendido e os homens irão cuidar de Exu de novo”.

Orar ou Rezar? de onde também se deriva o termo “oral”, ou seja, “dito”, “falado”. Este entendimento se encaixa melhor com as preces na forma de uma fala, uma conversa. Orar é abrir o coração a Deus, como a um amigo.

homens não faziam mais oferendas e os deuses tinham fome. Sem a proteção dos deuses, a desgraça tinha se abatido sobre a Terra e os homens viviam doentes, pobres, infelizes. Um dia Exu pegou a estrada e foi em busca de solução. Exu foi até Iemanjá em busca de algo que pudesse recuperar a boa vontade dos homens. Iemanjá lhe disse: “Nada conseguirás. Xapanã já tentou afligir os homens com doenças, mas eles não vieram lhe oferecer sacrifícios”. Iemanjá disse: “Exu matará todos os homens, mas eles não lhe darão o que comer. Xangô já lançou muitos raios e já matou muitos homens, mas eles nem se preocupam com ele. Então é melhor que procures solução em outra direção. Os homens não tem medo de morrer. Em vez de ameaçá-los com a morte, mostra a eles alguma coisa que seja tão boa que eles sintam vontade de tê-la. E que, para tanto, desejem continuar vivos”.

Jornal Umbanda Brasil | 03

Se estudarmos a origem latina (rezar em latim é “recito”) da palavra “rezar” vamos descobrir que ela traz um significado de “recitar”, “ler em voz alta”, “apresentar lendo”, “citar”, “pronunciar uma fórmula”, “repetir”, “dizer de cor”. Este estudo da raiz e da significação do termo “rezar” nos mostra que tal palavra se aplica melhor às preces prontas, de autoria de terceiros, que aprendemos e repetimos. Já o verbo “orar” tem suas raízes no termo latino “oro”, que significa “dizer”, “falar”,

A oração, a prece, tem um poder que não é passível de medição, uma vez que ela é a chave que abre as portas do Infinito.  De maneira simples, poderíamos dizer que orar é fazer oração de maneira espontânea, rezar seria recitar alguma oração já existente e oficial, por exemplo, a oração  do  Pai Nosso, mas eu rezo o Pai Nosso, a oração da Ave Maria, mas eu rezo a Ave Maria. Mas a grande verdade é que quando rezamos nós oramos e quando oramos nós rezamos.  Será que temos criado momentos de oração? Temos feito de cada momento de nossa vida uma oportunidade para deixar que Deus se aproxime de nós? Vivemos conectados, estamos sempre on line, sempre ouvindo músicas, com a TV ligada,   a vida cotidiana, a correria do dia a dia, nunca paramos e logicamente quando o fazemos é p

Aconteceu na Umbanda

Por que não fazemos silêncio? A prece pode ser feita de vários modos, articulado, em silêncio, em qualquer lugar, como por exemplo: no quarto de dormir, no transporte coletivo, no trabalho, na rua, seja onde for, enfim, que o resultado será exatamente o mesmo. E, muito importante destacar, independe de forma porquanto os Espíritos hão dito sempre: A forma nada vale, o pensamento é tudo. Ore, pois, cada um segundo suas convicções e da maneira que mais o toque. Um bom pensamento vale mais do que grande número de palavras com as quais nada tenha o coração.  Cada momento de nossa vida pode se tornar um momento de oração, cada momento de nossa vida pode ser uma oportunidade para que aprendamos a rezar.  Cada um de nós pode orar utilizando o vocabulário do seu dia a dia, sem qualquer ritual, sem qualquer formulário, em verdadeira conversa informal com Deus, nosso Pai Celestial, ou com Jesus, o Cristo, filho de Deus, nosso Mestre, irmão, amigo e companheiro de todas as horas, o ser mais perfeito que até agora habitou o planeta Terra, Modelo e Guia da Humanidade, ou, ainda, com nosso Espírito Protetor, nosso Anjo da Guarda, que pertence a uma ordem elevada e cuja missão é a de um pai com relação aos filhos: a de guiar o seu protegido pela

 Queridos irmãos, desejamos de coração que a paz de Nosso Senhor Jesus faça morada em vossos corações. Que possamos seguir nossa caminhada, cada qual a seu tempo, mas que nossos pensamentos estejam ligados ao Alto, pois como espíritos encarnados, nossa missão maior é amarmos uns aos outros como o PAI nos ama.   Muito Axé a todos e até breve!

FEDERAÇÃO ITAPUARÊ PRESTA SUA HOMENAGEM AOS PRETOS VELHOS

Exu fez o que lhe foi dito e retornou ao Orun, o Céu dos Orixás. Exu mostrou aos deuses os odus que havia aprendido e os deuses disseram: “Isso é muito bom”.Os deuses, então, ensinaram o novo saber aos seus descendentes, os homens. Os homens então puderam saber todos os dias os desígnios dos deuses e os acontecimentos do porvir. Quando jogavam os dezesseis cocos de dendê e interpretavam o odu que eles indicavam, sabiam da grande quantidade de mal que havia no futuro. Eles aprenderam a fazer sacrifícios aos Orixás para afastar os males que os ameaçavam. Eles recomeçavam a sacrificar animais e a cozinhar suas carnes para os deuses. Os Orixás estavam satisfeitos e felizes. Foi assim que Exu trouxe aos homens o Ifá. Mitologia dos Orixás – Reginaldo Prandi – 2001 Ilê Asé Amosun Endereço: Rua Tacoativa N 44 Pirituba Vila Bonilha Telefone (011) 9.8214.9496. Atendimento aos domingos 14:30

senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas provas da vida. Não há desculpa para não rezar, Deus é o Senhor do tempo, breves momentos são suficientes para escutarmos nosso coração e através dele nos conectarmos com o PAI. O mais importante é que a prece brote da alma, da mais profunda intimidade de quem ora e com o pensamento voltado exclusivamente para o ato de orar; que não haja repetição pura e simples de oração decorada, mas, sim, e bem ao contrário, seja feita com concentração, com confiança, com sensibilidade, com amor na mente e no coração e com muita fé.

No dia 12 de maio de 2018, a Federação de umbanda Cabocla Itapuarê, prestou sua homenagem aos nossos queridos Pretos Velhos, homenagem que foi realizada em sua sede no Canto dos Caboclos, que está localizado na Estrada do Caraguatá, 1135 no município de Caieiras, evento este que deu inicio as 16 horas.


04 | Jornal Umbanda Brasil

Junho 2018

Plantas que Curam

por Erik Ferrazzi

Erva de São João Para que serve, Como tomar e Efeitos Colaterais Como falamos mais acima, a Erva de São João é uma planta europeia, de tamanho baixo e que tem sido usada há séculos para curar diversas doenças e até distúrbios mentais. Sabe-se que suas entre seus nutrientes estão a Vitamina C, os óleos essenciais e as hipericinas, que são substâncias fundamentais para a regular a atividade neurológica. Embora seja totalmente natural, ela pode ter efeitos colaterais e precisa de orientação médica para ser consumida de forma correta.

A erva de São João tem o nome científico de Hypericum Perforatum. A planta é de origem europeia e chega ao Brasil quase que exclusivamente em formato de cápsulas ou chás conservados. Embora seu uso para melhorar a saúde em vários aspectos tenha ficado conhecido apenas nos últimos anos, ele é milenar e foi comum entre os povos antigos que vagavam pelos campos Europeus. No artigo de hoje, falaremos um pouco mais sobre a Erva de São João, seus benefícios, funcionalidades e trazer algumas dicas sobre a quantidade diária recomendada e sobre seu uso. O que é a Erva de São João?

Para que serve a Erva de São João? É importante saber que a Erva de São João precisa ser consumida com moderação e com o auxílio de um médico. Ele irá determinar a quantidade diária recomendada para o seu corpo e para o seu problema em específico. Ela tem diversos benefícios que valem a pena serem citados. São eles: – Combate à depressão Esse benefício sempre é o primeiro a ser citado em qualquer texto sobre a erva de são joão. Afinal, ela é hoje em dia um dos antidepressivos mais utilizados da Europa, especialmente da Alemanha. Sua ação contra a depressão ocorre basicamente por causa dos seus nutrientes, especialmente as hipericinas em conjunto com as vitaminas e os óleos essenciais. Porém, a erva de são joão é mais utilizada em depressões leves a fracas, sendo necessário ministrar medicamentos mais intensos em casos graves. – Emagrecimento A erva de São João não possui efeito termogênico, onde se-

Um estudo identificou como as experiências transcedentais causadas pela fé são processadas no cérebro humano, identificando uma região do córtex parietal que parece estar envolvida no processo. “Compreender essas bases neurais pode nos ajudar a entender melhor seus papéis na resiliência e recuperação da saúde mental e dos transtornos aditivos”, diz um dos pesquisadores, o neurocientista Marc Potenza, da Universidade de Yale (EUA).

percepção espiritual ocorrem dentro da cabeça das pessoas, a equipe de Potenza entrevistou 27 jovens saudáveis, convidando-os a ajudar a desenvolver um “roteiro imagético” personalizado, no qual eles lembravam de um episódio espiritual de suas vidas. Os participantes foram instruídos a descreverem uma situação em que sentiram uma forte conexão com um poder superior ou uma presença espiritual.

Para verificar onde esses momentos de

De acordo com os pesquisadores, “estados

Música

No aspecto físico, ela pode auxiliar apenas no quesito digestão, já que ela também otimiza esse processo e pode até diminuir dores no estômago derivadas de gastrite ou úlceras.

Efeitos colaterais – quais são eles? É importante lembrar que o uso excessivo da erva de são joão pode causar efeitos colaterais severos, como: Problemas de ansiedade, indo na contramão da ajuda contra a depressão. Podem ocorrer sintomas sérios nesse sentido, especialmente se houver o abuso na hora do uso, ultrapassando o valor médio seguro, que é de até 300mg por dia. Em casos mais raros, pode ocorrer agressividade intensa. Esse efeito é mais comum em pessoas propensas ao problema. Por isso, se você tem histórico de alguma doença nesse sentido, deve procurar um médico antes de optar pela suplementação. Apesar de raro, esse efeito colateral é bastante perigoso. Por isso, quem já faz algum tratamento contra depressão ou qualquer outro problema de saúde mental, o médico deve ser consultado antes de qualquer suplementação com a erva de são joão.

espirituais são aqueles que através do sentimento conectam você a algo maior do que a si mesmo, uma unidade ou força que pode ser experimentada como uma energia, poder superior, divindade, figura ou consciência transcendente.” Em uma sessão separada, uma semana depois, os mesmos voluntários foram submetidos a ressonâncias magnéticas que registravam sua atividade neural, enquanto escutavam uma voz feminina neutra lendo um roteiro da experiência espiritual que haviam relatado. A ideia era fazê-los recordar a experiência, enquanto imaginavam sua atividade cerebral, para ver onde e como essa espiritualidade se registrava cognitivamente. “Em todas as culturas e ao longo da história, os seres humanos relataram uma variedade de experiências espirituais e o senso de união percebido que transcende o senso comum do eu”, explicou a equipe em seu artigo.

“No entanto, pouco se sabe sobre os mecanismos neurais subjacentes de experiências espirituais, particularmente quando examinados em diferentes tradições e práticas.” Limitações Apesar dos resultados, é importante ressaltar que a equipe está baseando suas descobertas em um estudo com apenas 27 participantes, todos jovens e que falam inglês, recrutados em New Haven, Connecticut (EUA). Não é possível dizer que suas experiências de espiritualidade sejam representativas de todos os outros - algo que a equipe reconhece e diz que deve ser estendido nos estudos subsequentes, incorporando pessoas de um conjunto mais diversificado de origens.

Segredos da Terra

por: Roberta

Ferrazzi

Parece redundante dizer que o bem atrai coisas boas para sua vida e, que o mal as afastam!

Os dois benefícios citados da Erva de São João são sempre mais voltados para quem possui algum tipo de problema detectado pelo médico. Mesmo que você acredite ter depressão leve ou problemas de compulsão alimentar, não deve se automedicar. Procure sempre auxílio médico. – Diminuir a Ansiedade Essa ação da erva de são joão na mente pode ajudar também no caso de ansiedade generalizada. Um bom exemplo disso é no caso de fumantes, que podem se livrar do vício fazendo um uso equilibrado do suplemento. Nesses casos, é importante evitar o excesso e optar por uma dosagem mínima.

Jornal Umbanda Brasil | 13

Atitudes diferentes x resultados diferentes!

ria capaz de ajudar na “queima de gordura”. O benefício do emagrecimento relacionado à Erva de São João é mais voltado para a mente no geral, como no controle da compulsão alimentar, por exemplo.

Ciência e Espiritualidade

Cientistas descobrem região cerebral ligada a experiências espirituais

Junho 2018

Na qualidade de seres humanos que somos, é comum cometermos vários erros, porém se faz necessário, para nossa evolução, que possamos reconhecê-los para repara-los, ou ao menos, não repeti-los.

Música: Guerreiros Autor: Juliana Abreu / Ricardo Raiz Engano seu Que pensa que ando só Ando em companhia de Ogum Ando em companhia de Oxóssi Sou filho de fé Nunca ando sozinho Peço em oração Que abra os meus caminhos Ao dono da mata Peço proteção Orixá guerreiro São Sebastião Bato o tambor Sigo os preceitos Orixá me guia São Jorge Guerreiro De espada e flecha Não sobra nenhum Okê arô Oxóssi, Patacori Ogum

Tenho observado o quanto as pessoas se escondem do que verdadeiramente são, o quanto se atrasam, parando em percepções equivocadas; como o corpo amadurece e somos chamados de adultos, porém, as atitudes estão longe de acompanhar esse crescimento. Respeito, uma palavra tão pequena e profundamente valiosa, ela come- e florescer, somos filhos de um mesça com você e vai até o infinito. mo Deus, que nos presenteia todos os dias, com o cantar dos pássaros, a Aproveite o seu dia, o seu tempo, aproveite a beleza das flores, o calor do sol, o envida, não esqueça que todas as atitudes que você canto das águas, são tantas maravilhas decide adotar, sejam com sí próprio ou com aque- que não caberiam neste texto, mas cale que está ao seu lado, ambas, fazem parte de bem em cada um de nós! como você está “se” lapidando. A resposta mal dada, a falta de paciência, a falta de verdade, a Pare um pouco e perceba, quais as noatenção que não foi dada àqueles menos favore- vas atitudes, que podem fazer a sua cidos, que só queriam um pouquinho da sua aten- vida ser melhor, se permita mudar e ção, a vida que foi passando e você nem reparou sinta os benefícios. como foi que viveu. Encontramos duas pedras que estão Veja as pessoas ao seu redor, tenha um gesto de relacionadas neste contexto e com carinho, isso só depende de você! É a sua esco- certeza irão, ajudar a fortalecer essa lha, que poderá mudar o curso do seu dia. Culti- caminhada: ve o melhor que há dentro de você, faça brotar

Filmes Espiritas

João de Deus O Silêncio é uma Prece João de Deus - O Silêncio é uma Prece ganhou trailer oficial. A prévia mostra um recorte do trabalho mediúnico realizado na Casa Dom Inácio de Loyola, na cidade de Abadiânia, interior de Goiás, a ligação entre João de Deus e Chico Xavier e relato do médium sobre sua missão solidária em nome de uma entidade superior divina. Confira! O documentário se propõe como uma investigação sobre os grandes fenômenos de cura promovidos por João de Deus: cirurgias espirituais sem cortes de pele, sem anestesia e sem infecções

pós-operatórias. Esses tratamentos espirituais atraem por volta de mil pessoas por dia, sendo dois terços delas estrangeiras. Dada esta popularidade mundo afora, João de Deus foi tema de matéria especial no programa de Oprah Winfrey e em documentário de Marina Abramovic. Dirigido por Candé Salles (Para Sempre Teu Caio F.), João de Deus - O Silêncio é uma Prece integrou a mostra Itinerários Únicos no Festival do Rio 2017. Seu lançamento no circuito comercial brasileiro teve início dia 31 de maio. Fonte: AdoroCinema.com

Labradorita: Ajuda a exteriorizar o que há de melhor em nós, traz compreensão, aceitação e controle mental. Sua energia acalma a mente e facilita a meditação, trazendo ainda proteção no campo espiritual. Jaspe Leopardita: como o próprio nome indica, trabalha a coragem, determinação e força de vontade. Ajuda a eliminar medos, dúvidas e fobias e traz sensação de bem-estar, alegria e ajuda na sensibilidade perante aos nossos semelhantes e nos proporciona maior contemplação da natureza, o que nos traz imenso equilíbrio.


12 | Jornal Umbanda Brasil

Contos de Umbanda

Junho 2018

Por

Ronaldo Perreira

Causos de Umbanda

tenham o verdadeiro amor pela Religião? Ouvi atentamente você falar sobre os defeitos dos seus irmãos, mas e os seus Um filho de outro terreiro vai conversar com o Pai de Santo da casa, eu cansei de ver as defeitos? coisas erradas e ninguém fazer nada. Por Nova pausa, e o Preto Velho continuou: outro Pai de Santo. estes motivos estou querendo me afastar Filho, falar dos outros é muito fácil, criEle se senta reservadamente e diz: da minha antiga casa e vir trabalhar aqui ticar as ações, atos, qualquer um faz. Meu Pai é a segunda vez que eu venho a sua sob o comando do Senhor, e sendo mais um Olhar para dentro de si mesmo e julgar casa, e eu gostaria de pedir a sua permissão e humilde servo nesta seara. os seus próprios erros é complicado. a sua bênção para trabalhar aqui no terreiro. O velho Pai de Santo pensou por alguns Muitos filhos saem de seus terreiros e O Pai de Santo olha para o Médium e pergunta: segundos e disse: vão procurar outro, ficam uma, duas, três Meu filho, mas porque você saiu do terreiro Daqui a pouco vai começar a Gira, e você con- Giras e não aparecem mais, nem para onde você trabalhava? versa com o Preto Velho que é o mentor deste dar uma satisfação. Vão a outro terreiro Então o rapaz responde: para se mostrar, para querer aparecer terreiro, o que ele resolver está resolvido. Não, eu ainda não sai, mas assim que o senhor achando que o terreiro é um circo, onde Começou a Gira e esse médium foi falar com me dar a sua bênção pedirei saída do meu tero palhaço acaba sendo o próprio médium o Preto Velho, que ouviu atentamente e disse: reiro. que faz isso, onde ele mesmo por si próFilho por causa disso você está saindo do prio acaba afastando as Entidades que Então o velho Pai de Santo pergunta: terreiro? com ele trabalha, onde ele por si próMas porque você quer sair de lá? O Preto Velho fez uma pausa e continuou: prio acaba sendo degradação da Religião. E o filho responde: Você pensa que aqui você também não Se serviu para você sempre a tempo de Meu Pai, eu cansei de falsidade e de ver irmãos enfrentará situações adversas, você acha mudar, Respeite o seu terreiro e o do seu fazendo que estão incorporados e na verdade que existe um terreiro perfeito, com mediuns próximo, e não se esqueça quem vai à não estão, eu cansei de ouvir fofocas sobre completamente dedicados, onde todos um terreiro visitar, não vai com intuito de

Incorporar isso quem faz é médium macaco, que pula de terreiro em terreiro até cair sozinho. Ensinamento poucos querem, agora ser o centro das atenções muitos fazem questão. Ronaldo Pereira e Mychelle Urenha T.U.ZÉ PELINTRA

Junho 2018

Jornal Umbanda Brasil | 05


06 | Jornal Umbanda Brasil

Junho 2018

Capa

por Armando

de Ogum

São Jerônimo no sincretismo Xangô São Jerônimo, sincretizado como Xangô no Brasil, nasceu de uma família humilde, provavelmente no ano 331, na cidade de Stridova, entre a Croácia e a Hungria. Estudou em Roma, especializando-se na arte da oratória. Como sua Juventude fora dedicada à vida mundana, Jerônimo tardou seu batizado e, em carta ao papa, ele vislumbrou para si um batismo de fogo no qual suas máculas seriam queimadas. Após ter copiado dois livros de Santo Hilário, ele decidiu estudar teologia. Mas sua literatura dos grandes legisladores e oradores, como Cícero. Aos 43 anos, ele ficou muito doente e permaneceu por muito tempo acamado, durante a Quaresma, jejuou e teve visões, vendo-se diante do trono do Senhor. Resolve dedicar-se a uma vida monástica, isolando-se no deserto de Marônia, na Síria. Livros, penas e nanquim são seus companheiros.

Junho 2018

Grandes Mestres

Apolônio de Tiana

O sincretismo entre Xangô e São Jerônimo está no temperamento forte, crítico e na medida que ambos são conhecedores de leis e mandamentos. Xangô tem como lugar as pedreiras. Sua imagem é representada por um ancião sentado sobre as pedras, segurando a tábua dos dez mandamentos e com um leão ao lado. Xangô tem sua falange também, o mais conhecido é Xangô Kaô. Na incorporação de Xangô podemos ver o médium curvado, como uma pessoa idosa e com os braços cruzados sobre o peito, batendo firmemente, assim como S. Jerônimo fazia com as pedras em seu peito para afastar os males da carne e a tentação do espírito.

Falando com Juruá

A Escola Umbanda Crística

Quando um umbandista, sobretudo se tem influência sobre a comunidade manifesta uma ideia ou uma opinião, tem por dever dizer se essa ideia é dele, ou do Terreiro que ele dirige ou frequenta, ou da modalidade umbandista que pratica, e jamais deve manifestar essa ideia como sendo da Religião de Umbanda como um todo. A única autoridade que deu as diretrizes práticas da Religião de Umbanda, a partir de 1908, foi o seu anunciador, o Caboclo das Sete Encruzilhadas, fato esse comprovado com documentação. A partir dai, surgiram as “Modalidades de Umbanda”, cada qual com suas diretrizes, algumas se distanciando grandemente das práticas originais. Todas as “Modalidades de Umbanda” praticadas são legítimas, exercidas de forma diferenciadas, atendendo a todos os entendimentos, regiões, temperamen-

tos psicológicos, ou serviço comprometido no plano espiritual. O Movimento Umbandista está longe da unanimidade em todos os temas. Não temos a preocupação em “formar” sucessores ou filhos da “Escola Umbanda Crística” como uma vertente de Umbanda, para abrirem outros Terreiros e configurar uma modalidade independente. Nos perguntam sobre formar médiuns dirigindo outros Terreiros, e respondemos: Não é o nosso foco. O filósofo Sócrates (Atenas, c. 469 a.C. - Atenas, 399 a.C., considerado o pai da filosofia na antiga Grécia), um dia, perguntado se seria capaz de tornar alguém filósofo apenas com as suas palavras, respondeu: “Minha mãe, Fenaretes, era uma ótima parteira, mas jamais conseguiria dar à luz uma criança de uma mulher que não estivesse grávida”. No momento atual, a “Escola Umbanda Crística não está sendo a “parteira”, mas está sendo (essa é a minha intenção), um bom remédio para aumentar a fertilidade. Há aqueles cuja alma está “grávida” de amor à sabedoria. Para estes, a Filosofia é uma excelente “partei-

O Grande Mestre Gnóstico

Para combater os pensamentos impuros, pegava uma pedra e batia no peito, punindo-se … Logo após voltou a escrever em hebraico, onde se tornou mestre nessa língua.

Absolutamente ninguém tem autoridade para falar por todos os umbandistas, em nome da Religião de Umbanda, ou de uma hegemonia de opinião ou práticas, seja um dirigente, médium, autor, ou seja de uma cátedra de Ciência da Religião, Teologia, Religiologia, Antropologia e afins, nem mesmo instituições federativas. Isso é, por si só, desonestidade intelectual.

Jornal Umbanda Brasil | 11

ra”. Da mesma forma é com um dirigente de Umbanda; não existe “formar” dirigentes com cursos voltados com práticas externas. A “Escola Umbanda Crística”, como uma escola iniciática, ajudará os dirigentes de uma outra forma; oferece a todos sugestões doutrinárias, litúrgicas, ritualísticas e magísticas, com uma outra visão, onde todos poderão tirar suas conclusões usando a razão e o bom senso. A Umbanda necessita de dirigentes que deem foco na moral, na reforma íntima; não em meros cursos de fatores externos. Se quer saber quais os filhos que estou deixando, leia as minhas obras, leia os meus livros; esses são meus filhos deixados para auxiliar médiuns, e outros dirigentes. **********//********** Temos vários livros doutrinário de nossa autoria, disponibilizados gratuitamente em nosso site: www. umbanda.com.br Padrinho Juruá

Apolônio de Tiana foi o mais famoso filósofo do mundo greco-romano do primeiro século e devotou a maior parte de sua longa vida à purificação dos muitos cultos do Império e à instrução dos ministros e sacerdotes de suas religiões. Com a exceção de Cristo, nenhum personagem mais interessante apareceu na cena da história ocidental nesses primeiros anos. São muitas, variadas e frequentemente contraditórias, as opiniões sobre Apolônio. Além de seu ensino público, ele teve uma vida à parte, uma vida na qual nem mesmo seu discípulo favorito entrou. Ele viajou para as terras mais distantes e perdeu-se para o mundo por anos inteiros. Entrava nos santuários dos templos mais sagrados e nos círculos internos das comunidades mais fechadas e o que ele disse ou fez lá permaneceu um mistério. Nascido em algum momento dos primeiros anos da era Cristã (provavelmente entre 1 e 10 d. C.) em Tiana na Capadócia (Turquia ou Ásia Menor, como era conhecida na época), Apolônio de Tiana teve pais aristocratas, de antiga linhagem e fortuna considerável. Muito cedo deu mostras de uma memória prodigiosa e de uma grande disposição para os estudos, além de ser de uma beleza notável. Aos quatorze anos foi enviado a Tarso, um famoso centro de estudos da época, para completar sua instrução. Porém, seu temperamento

sério não se acomodava ao estilo de vida das escolas e mudou-se para Egue, cidade no litoral de Tarso, onde encontrou o ambiente adequado para mergulhar nos estudos da filosofia. Frequentava o templo de Esculápio – onde curas ainda eram realizadas – e desfrutou da sociedade e instrução de discípulos e instrutores das escolas de filosofia Platônica, Estoica, Peripatética e Epicurista. Mas, dentre todos esses sistemas de pensamento, foram as lições da escola Pitagórica que ele absorveu com uma extraordinária e profunda compreensão, mesmo que seu professor, Euxeno, não fosse um praticante da disciplina. Mas ouvir falar não era suficiente para Apolônio e, aos dezesseis anos, ele iniciou-se na vida Pitagórica. Quando Euxeno perguntou-lhe como ele iniciaria seu novo modo de vida, ele respondeu: “Como o doutor purga seus pacientes”. Daí em diante, recusava-se a tocar qualquer coisa que houvesse tido vida animal, considerando que isso densifica a mente e a torna impura. Ele considerava que a única forma de alimentação pura era a produzida pela terra: frutas e vegetais. Também se abstinha do vinho pois, mesmo sendo feito de frutas, “tornava o éter túrbido na alma” e “destruía a compostura da mente”. Andava descalço, deixou seu cabelo crescer livremente e vestia-se somente com tecidos de linho. Agora vivia no templo, para a admiração dos sacerdotes e rapidamente se tornou tão famoso por seu ascetismo e vida pia que uma frase dos cilícios sobre ele (“Para onde estão correndo? Apressam-se para ver o jovem?”) se tornou um provérbio. Quando tinha vinte anos, seu pai morreu (sua mãe havia morrido alguns anos antes), deixando considerável fortuna a ser dividida entre Apolônio e seu irmão mais velho, um jovem dissoluto de 23 anos. Como ainda era menor, Apolônio continuou a morar em Egue, mas chegando à maioridade voltou a Tiana para tentar salvar seu irmão de sua vida de vícios. Seu irmão aparentemente já tinha dissipado sua parte da herança e Apolônio imediatamente deu-lhe metade de sua própria parte e, com conselhos amorosos, devolveu-o ao mundo. Depois distribuiu o restante de seu patrimônio entre alguns parentes, mantendo para si apenas uma mínima parte. Nessa época fez um voto de silêncio por cinco anos, que foram passados na Panfília e na Cilícia. Mas, ainda que passasse muito tempo em estudo, não se isolou do mundo, mantendo-se em movimento e viajava de cidade em cidade. Nem mesmo a disciplina do silêncio o impedia de fazer o bem. Já nessa tenra idade ele havia começado a corrigir abusos e com os olhos, as mãos e movimentos da cabeça, fazia-se entender. Por Filóstrato, seu biógrafo, sabemos que Apolônio passou algum tempo entre os árabes e foi instruído

por eles. Os locais que visitava ficavam fora das rotas, longe das populosas e agitadas cidades. Dizia que o tema de sua conversação requeria “homens, e não povo”. Ele passou o tempo viajando de um a outro desses templos, santuários e comunidades, o que nos leva a crer que havia entre eles algo em comum, da natureza de uma iniciação, que lhe franqueava as portas de sua hospitalidade. Mas onde quer que estivesse, sempre observava uma divisão regular do dia. Ao nascer do sol praticava certos exercícios religiosos sozinho, cuja natureza ele só transmitia a quem passasse pela disciplina dos “cinco anos” de silêncio. Procurava devolver aos cultos públicos a pureza de suas antigas tradições e sugeria melhoramentos nas práticas das irmandades privadas. A parte mais importante de seu trabalho era com aqueles que estavam seguindo a vida interior e que já olhavam Apolônio como um instrutor do caminho oculto. A esses discípulos devotava muita atenção, estando sempre pronto para responder suas perguntas e dar conselhos e instrução. Não negligenciava o povo, pois era seu costume invariável ensiná-lo, pois os que viviam a vida interior – ele dizia – deveriam, no início do dia, entrar na presença dos Deuses. Isto é, passar algum tempo em meditação silenciosa. Depois, passar o tempo até o meio dia dando e recebendo instrução nas coisas santas e só depois devotar-se aos afazeres humanos. Ou seja, a manhã era devotada por Apolônio à ciência divina e a tarde à instrução em ética e na vida prática. Depois do trabalho do dia ele se banhava em água fria, como faziam tantos místicos da época. Segundo Filóstrato, Apolônio resolveu visitar os “Brachmanes” e “Sarmanes” (os Brâmanes e os Budistas), mas o que o levou a empreender essa longa e perigosa viagem não é esclarecido pelo biógrafo, que diz simplesmente que Apolônio imaginou que viajar era algo bom para um jovem. Mas é evidente que grande mestre jamais viajou meramente por amor da viagem, pois tudo o que ele realizou foi com um propósito específico.


10 | Jornal Umbanda Brasil

Junho 2018

Junho 2018

Jornal Umbanda Brasil | 07

Preces de Umbanda

ORAÇÃO DE SÃO JOÃO BATISTA

Reze com muita fé durante todo o mês de junho, em especial no dia 24 e no dia 29: “Ó, glorioso São João Batista, príncipe dos profetas, precursor do divino redentor, primogênito da graça de Jesus e da intercessão de sua santíssima mãe, que fostes grande diante do Senhor, pelos estupendos dons da graça de que fostes maravilhosamente enriquecido desde o ceio materno, e por vossas admiráveis virtudes, alcançai-me de Jesus, ardentemente vos suplico, que me dê a graça de o amar e servir com extremado afeto e dedicação até a morte. Alcançai-me também, meu excelso protetor, singular devoção a Virgem Maria Santíssima, que por amor de vós foi com pressa à casa de vossa mãe Isabel, para serdes livre do pecado original e cheio dos dons do Espírito Santo. Se me conseguirdes estas duas graças, como muito espero de vossa grande bondade e poderoso valimento, estou certa de que, amando até a morte a Jesus e a Maria, salvarei minha alma e no céu convosco e com todos os anjos e santos amarei e louvarei a Jesus e a Maria entre gozos e delícias eternas. Amém.”


08 | Jornal Umbanda Brasil

Junho 2018

Horóscopo

por Pai Nevas de Amaral e Mikhael Oliver Dourada e Branca. N. Sorte: 02, 17 e 35. Boa Sorte!

Junho 2018 No Trabalho: Uma promoção ou mudança de área lhe trará um periodo de boa sorte e conquistas. Tudo tende a um campo de equilibrio. Na Saúde: Felicidade é grande fonte de alimento para uma saúde perfeita, mantenha suas conquistas e certamente manterá sua saúde!

Admire-se! No Amor: Suas buscas estão surtindos efeitos positivos na campo das conquistas. Olhares de admiração e encantos estão se voltando a você de forma positiva e entusiasmada. Aproveite, busque aquele algo a mais!

Namore! No Amor: Nessa fase o sol brilha com intensidade, deixando no ar um clima de romance. Um ótimo período para viagens com a pessoa amada. Aproveite para namorar e evite divergências desnecessárias que possam cortar o clima e a magia desse mês do Amor! No Trabalho: Evite aborrecimentos desnecessários, está numa fase de realizações profissionais, a realização de um grande sonho está ao seu alcance, podendo lhe trazer o reconhecimento e o sucesso a muito esperado, imprevistos podem acontecer, mas no final, tudo ficará bem. Na Saúde: Apesar do clima de romance e de felicidade profissional, tem andado estressado, ansioso e propício a variações de humor! Meditação e repouso é fundamental. Cuide de sua parte sanguínea! Pedras: Quartzo Rosa e Ágata de Fogo. Sorte: 01, 42 e 60. Boa Sorte!

Busque! No Amor: Aproveite o mês dos namorados, pois está entrando em uma nova fase de buscas e descobertas, contratempo e frustrações fasem parte dessa busca. Encare com naturalidade, anime-se e abrace o novo a felicidade pode estar mais perto do que se imagina! No Trabalho: A calmaria faz parte de toda guerra, assim como o mar tem dias agitados e serenos, esse campo tem seus momentos de altos e baixos. Aproveite a calmaria para retraçar metas! Na Saúde:Esportas, meditação e danças contribuem bastante para uma vida mais saldável, tranquila e positiva. Viva bem, pratique esportes! Pedras: Turmalina Negra e Turmalina Azul. Cores: Cinza e Azul Claro. N. Sorte: 16, 25 e 41. Boa Sorte!

Favoreça! No Amor: Não perca tempo com aborrecimentos e desconfianças, as energias de Vênus e do Sol estão muito próximas de você leonino, o que implica em um novo encontro repleto de bons momentos com grandes chances de gerar um amor intenso e duradouro.

Na Saúde: Dietas sem atividades físicas não vale. Recupere suas forças e volte para o campo em que mais brilha (a beleza) de forma saldável.

No Amor: Não perca tempo olhando o mundo a sua volta, faça parte dele! Não espere que o amor bata a sua porta, animese, foque e vá a luta, você merece ser feliz, esqueça a teimosia e se dê uma chance. No Trabalho: Tudo está bem, mas tem andado com o pensamento muito voltado ao futuro e as mudanças que o mesmo tem a lhe oferecer. É o momento de manter o foco no presente, pois o futuro será o reflexo dele. Na Saúde: Procure algo que faça seu corpo entrar em movimento, sedentarismo faz tão mal quanto o fumo e o alcolismo. Foque em você! Pedras: Cristal e Jade. Cores: Verde Pinho e Branco. N. Sorte: 10, 31 e 40. Boa Sorte

Dance! No Amor: Acumulo de energia e ansiedade poderá acarretar em perdas ou decepções. Busque o amor de uma forma mais tranquila e autruísta. Evite cobranças desnecessárias, dance, cante e viva com mais flexibilidade, tem cobrado e esperado muito de si e dos outros. Relaxe! No Trabalho: Energias de acontecimentos externos podem provocar negatividades trazendo densidade e desanimo. Busque ajuda ou conselho de um amigo, descarregue-se e desperte seu lado sensato e positivo! Na Saúde: Alongamento e ingestão de liquidos como água e suco naturais são bem vindos. Bom momento para alinhamento dos chácras. Pedras: Hematita e Turquesa. Cores: Prata e Azul Celeste. N. Sorte: 03, 29 e 51. Boa Sorte!

Na Saúde: Tudo está bem, mas esqueça a preguiça e pratique esportes!

No Amor: Seja mais livre e permita-se ir além. Novas buscas e desejos estão aflorando, novos ares sobre o campo da criatividade e reacenderão a paixão! No Trabalho: Abra os olhos, tome cuidado com sobrecarga. Há pessoas depositando sobre seus ombros mais do que você pode carregar. Compreenda e faça-se compreender. Cada um faz a sua parte. Na Saúde: Evite a ansiedade e o estresse, o mundo só fará com você o que você permitir. Estresse e ansiedade causam diversos males. Pedras: Olho de Tigre e Quartzo Branco. Cores:

No Amor: Timidez e impatia não trazem boa sorte nesse campo. Brilhe, apareça. Desperte seu lado conquistador e confie mais em você!

Pedras: Ônix e Cianita. Cores: Preto e Amarelo. N. Sorte: 06, 20 e 33. Boa Sorte!

Conquiste!

Na Saúde: Dormir bem faz bem pra pele e pra mente. Mas lembre-se! Tudo o que é de mais faz mal. Pedras: Jaspe e Jade. Cores: Amarela e Verde. N. Sorte: 05, 13 e 52. Boa Sorte!

No Amor: Romance a vista! Seu tempo de solidão está com os dias contados. A Lua está lhe proporcionando uma alta maré de conquistas. No Trabalho: Relaxe! Aquela tensão e abalos que lhe traziam preocupações ou receios estão desparecendo e uma nova perspectiva está se formando. Na Saúde: Bom periodo para um banho de mar e encontros com amigos. Volte-se mais a natureza, sorria mais e viva bem a vida!

Permita-se!

Desperte!

No Trabalho: Cuidado com decisões externas, procure ficar longe de conflitos e panelinhas que não lhe diz respeito. Foco no seu crescimento.

No Trabalho, o reconhecimento finalmente se fez presente, mas um novo campo se apresenta exigindo mais estudos e responsabilidades. Parabens!

Pedras: Pedra do Sol e Pedra da Lua. Cores: Vermelho e Perola. N. Sorte: 09, 18 e 30. Boa Sorte!

Lute!

No Trabalho: Buscar uma boa colocação nas finanças não tem mal algum. Mas pode despertar a Inveja e atenção de amizades ou até relacionamentos por interesses. busque suas visão e intuição. Atente-se!

Pedras: Ametista e Rubi. Cores: Vermelho e Lilás. N. Sorte: 04, 12 e 43. Boa Sorte!

Pedras: Perita e Jaspe. Cores: Vinho e Salmão. N. Sorte: 11, 25 e 47. Boa Sorte!

Avalie No Amor: É hora de avaliar tudo o que foi feito. Analise com calma a situação em que se encontra e evite julgamentos. Você também comete erros. No Trabalho: Não é o momento de fazer suas ações valer. Use sua sabedoria e faça suas escolhas com calma. Observe mais antes de qualquer gesto. Algo está vindo a seu favor. Espere! Na Saúde: Cuide mais de sua espiritualidade, só assim encontrará respostas exatas que trarão a você boa forma mental, física e espiritual.

Ame! No Amor: O Amor está sendo generoso com você nessa fase, grande prazeres e paixões estão a sua volta lhe proporcionando alegrias. Aproveita!

Pedras: Pedra Estrela e Lápis Lazuli. Cores: Azul Marinho e Violeta. N. Sorte: 32, 40 e 57. Boa Sorte!

Jornal Umbanda Brasil | 09

Sintonia! No Amor: Estará mais preocupado com a pessoa amada. Nessa fase deverá estar em sintonia com as forças espirituais, mostrando sua verdadeira essência e amor. No Final, tudo ficará bem! No Trabalho: Situações extremas pedem medidas extremas. Nessa fase, apesar das positividades que estão por vir, o campo amoroso exigirá um pouco mais de sua atenção, porém, evite misturar as estações! Na Saúde: Afaste a tristeza, busque sua paz e força interior. A espiritualidade faz parte de sua vida por natureza, não mude sua rota! Pedras: Água Marinha e Esmeralda. Corres: Preto e Branco. N. Sorte: 08, 31 e 47. Boa Sorte! FRASE DA QUINZENA A VERDADEIRA INFELICIDADE, CONSISTE NO FATO DE NÃO SE AMAR!!! Consulta pelo fone: 29710836

Jornal Umbanda Brasil - Xangô  

Jornal Umbanda Brasil Edição n°108 - Xangô

Jornal Umbanda Brasil - Xangô  

Jornal Umbanda Brasil Edição n°108 - Xangô

Advertisement