Issuu on Google+

BENTO GONÇALVES

sábado

1º DE MARÇO DE 2014

ANO 47 N°3006 R$ 3,00 www.jornalsemanario.com.br

FOTOS JOSIANE RIBEIRO

Escolas

A educação pede socorro Na escola Bento, inflitração provoca curto-circuito. No Pedro Rosa, não há água nem para beber. E no Caic, cerca de mil crianças são alimentadas somente com banana e biscoito Páginas 13, 14 e 15

Tráfico de drogas

Família é presa com 20 quilos de cocaína Eles iriam receber R$ 10 mil para trazer a droga do Paraguai para a Serra Gaúcha. Página 25

Futebol longe de casa

Bento-gonçalvenses buscam o sucesso em terras estrangeiras


2

Opinião EXPEDIENTE

Sábado, 1º de março de 2014

Editorial

Falta de educação SEDE Wolsir A. Antonini, 451 Bairro Fenavinho - Caixa Postal 126 95 700.000 - Bento Gonçalves - RS ESCRITÓRIO CENTRAL Mal. Deodoro, Centro, 101 Galeria Central - Sala 501 DIRETOR PRESIDENTE HENRIQUE ALFREDO CAPRARA DIRETORES ANA INÊS FACCHIN HENRIQUE ANTÔNIO FRANCIO

JORNALISTA RESPONSÁVEL HENRIQUE ALFREDO CAPRARA Registro Prof. DRT 3321 Somos filiados à ADJORI / RS Este jornal não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados e não devolve originais que não foram publicados.

O ano letivo recém está iniciando e os alunos já enção emergencial se fazem necessárias. frentam sérios problemas para poder estudar. Imagine Pior que isso é ver a Escola Estadual Bento Gonçalo seu filho saindo de casa para a escola e correr o risco ves da Silva se deteriorando ao longo dos anos sem que de não ter nem água para beber no local. Falta d’água, nenhum governo faça absolutamente nada. Um curtoprédios com infiltração, instalações elétricas precárias e -circuito, devido às incontáveis infiltrações existentes no falta de profissionais na área de cozinha são alguns dos prédio, interromperam as aulas. Este estabelecimento problemas encontrados nos estabelecimentos de ensino. de ensino assiste a uma disputa entre governo do estado É difícil entender como em uma escola com a dispensa e prefeitura sobre aquele espaço. Porém, nem um, nem cheia de comida os alunos tem que passar o outro vai tomar providência para evitar o dia se alimentando apenas com banana uma tragédia anunciada. Pais, professoe biscoito. Neste caso, a falta de merenres e alunos estão aflitos e só esperam o deiras puniu os pequenos estudantes do Houve um tempo pior acontecer. Caic, no bairro Ouro Verde. Esquecem-se A escola Pedro Rosa também vive às em que falavam que raias nossos governantes que lá, naquele bairdo absurdo e da falta de consideraro, a maioria dos frequentadores daquela educação era priori- ção com a educação. A caixa d’água foi reinstituição de ensino é formado por crian- dade, será mesmo? tirada há mais de dois anos e, até agora, ças carentes. Para muitos, as refeições todos daquela comunidade escolar aguarque eram feitas no Caic são as únicas do dam a construção de uma nova. Enquanto dia, ou pelo menos as mais reforçadas. isso, professores e funcionários tem que O Caic carece de merendeiras. Precisa de cinco e tem buscar água de balde para abastecer as descargas dos baapenas uma. Desta forma, fica difícil fazer almoço para nheiros, devido a falta constante de água. Além disso, o cerca de mil crianças que passam pelo local diariamente. estabelecimento de ensino enfrenta problemas em suas O desespero é tanto que professores e diretores se uniinstalações elétricas e também na sua estrutura. ram para cozinhar alguns alimentos, a fim de evitar que E estes são apenas alguns casos que assolam a nossa eles apodrecessem e fossem parar nas lixeiras por falta educação em Bento Gonçalves. Houve um tempo em que de uso. Um remanejo de profissionais ou uma contratafalavam que educação era prioridade. Será mesmo?

Artigo Mobilidade Urbana FALE COM A GENTE Telefones: Central/Fax: 3455.4500 Escritório Centro: 3452.2186 Rádio - Estúdio: 3455.4530 Rádio - Coordenação: 3455.4535 Atendimento ao assinante: 3055.3073 ou 9971.6364 E-mails: classificados@jornalsemanario.com.br jornal.semanario@italnet.com.br radio@radiorainha.fm.br Sites: www.jornalsemanario.com.br www.radiorainha.fm.br Representante em Porto Alegre Grupo de Diários Rua Garibaldi, 659, Conjunto 102 Centro - POA - Fone: (51) 3272.9595 e-mail: fernanda@grupodediarios.com.br

Semanário na Internet Siga-nos no Twitter: @jsemanario Curta a fan-page: on.fb.me/jsemanario

Leia também no nosso site:

www.jornalsemanario.com.br

O último estudo de circulação viária para Bento Gonçalves foi realizado em meados de 1995, portanto a quase 20 anos. De lá para cá só temos tido intervenções localizadas, como uma colcha de retalhos. Não se consegue visualizar o futuro da cidade sem um Macro Projeto de Circulação. Aparece um monte de gente que fala e fala e ninguém mostra como a coisa vai funcionar no trânsito. Já vieram uns caras de paraquedas nos governos anteriores implantaram os binários da av. Planalto com rua Xingú e Salgado Filho com Olavo Bilac que, tecnicamente, não teve um início e nem um fim, pelo simples fato de não ter havido boa interpretação do projeto pronto e comprovado em funcionamento. Com isso, faz lembrar de um dito do presidente Jânio Quadros quando indagado sobre um de seus feitos: “fi-lo porque qui-lo”. Agora temos um outro cidadão que se apresenta como bom entendedor em trânsito para implantar, no errôneo binário Planalto X Xingú, uma ciclovia de diversão e não de alternativa de transporte. Analisando a proposta, para que não haja conflitos entre bicicletas e veículos de 4 ou mais rodas, as faixas de ciclistas deverão ser sinalizados no lado esquerdo das ruas propostas. Vai ser impressionante, se não cômico, o Sr Prefeito Pasin inaugurar a tal ciclovia e dizer a toda a gurizada convidada que o certo de um ciclista é pedalar pelo lado esquerdo da rua. O DENATRAN determina ser o lado direito o correto. Então Sr Pasin, aí está mais uma prova de que a implantação binária Planalto X Xingú está invertida. Quero ver quem tem aquilo roxo para modificar. Não bastasse esta obra prima do Sr. Moro, agora vem mais um grandioso projeto de faixa exclusiva para ônibus, mais graciosamente chama de FAIXA SELETIVA. Até o momento o que se pode entender é que a proposta é um corredor de ônibus de MISERAS três quadras da rua Barão do Rio Branco,

pois na quarta quadra temos o recém reformado Hotel Vinocap, com a necessidade de embarque e desembarque, então penso que interrompa, mas segue depois até o terminal da Praça Centenário e daí para frente só Deus e o Pasin sabem. Sou um técnico em trânsito e ao mesmo tempo um político e fico preocupado com os usuários do transporte coletivo entrevistados pela mídia escrita, falada e televisiva, pois a maioria concorda com este tão pobre projeto. O Brasil inteiro reclama deste serviço e já mostrou nas ruas sua indignação, mas parece que em Bento está tudo bem. Não ouvi ninguém indagar aos nossos administradores Pasin e Moro se mais importante seria termos um terminal central de passageiros fechado, climatizado para enfrentar nosso inverno chuvoso e rigoroso e também agora o nosso verão de 40 graus ou uma faixa exclusiva para ônibus. Seria bom saber dos usuários de ônibus se melhor termos veículos dotados de ar condicionado ou ter esta pobre proposta, continuando com a baixa acessibilidade nos abrigos de paradas, principalmente em dias de chuva. Não entendo como não apareceram mulheres grávidas, deficientes físicos ou visuais, pessoas idosas ou obesas a reclamar do desconforto de bancos duros somados as ruas esburacadas. Nunca é tarde para lembrar aos usuários do transporte coletivo e mesmo individual que a competência de gerenciamento é do poder público, mesmo que delegados e empresas ou profissionais. Implantar um projeto deste tipo somente para torna-lo mais rápido é muito pouco para quem paga tão caro. OSCAR BIASIN Comerciante O texto para esta seção deve conter aproximadamente 2.500 caracteres, incluindo os espaços, e ser enviado para o endereço de e-mail redacao@jornalsemanario.com.br


3

Sábado, 1º de março de 2014

Painel

FOTOS DIVULGAÇÃO

Placa para salão

Exposição Em clima de safra da uva, acontece no Vale dos Vinhedos, a partir do dia 7 de março, a exposição “A Vindima em Vinho Tinta”. As obras do artista plástico Assis Costa são pinturas em vinho e ficam expostas até o dia 16 de março no Hotel & Spa do Vinho em Bento Gonçalves. O horário de visitação é das 14h às 19h, com entrada gratuita.

Semáforo PARE! Os caminhões com pesos absurdos andando na área central

O TchêQualifica está com inscrições abertas para o curso de sommelier, em Bento. As aulas acontecem de 10 de março a 7 de maio, no Senac da cidade. Cerca de 20 vagas são oferecidas para o curso diurno. Os interessados em participar devem preencher a ficha de inscrição disponível no site www.turismo.rs.gov.br e enviar para o e-mail qualifica@turismo.rs.gov.br.

Aos problemas estruturais de algumas escolas estaduais em Bento.

SIGA! A construção da escola municipal no bairro São Roque. Estas vagas estão fazendo falta.

Italianos em Bento Uma comitiva da cidade de Brentonico, província de Trento, na Itália, estará no município a partir do domingo, 2 de março. Integram o grupo o prefeito de Brentonico, Giorgio Dossi, a historiadora Rita Pedrotti, além de 30 integrantes do Coro Soldanella. Os integrantes do coro se apresentam às 19h, na igreja Santo Antônio. A recepção aos visitantes será segunda-feira, 3 de março, às 10h30min, na prefeitura. À tarde, a escritora Rita Pedrotti lança o livro “As Memórias da Emigração do Planalto de Brentonico”, às 14h, na Fundação Casa das Artes. O grupo também participará de um tour pelos principais pontos turísticos do município. A comitiva permanece na cidade até o dia 9.

de Pinto s rurais re to u d ro P prazo para m mais tê a ir e d ICMS. O Ban Censo do o m re a z li rea nesta sexta ncerraria e e 10 u q ra o a z p pra gado foi prorro a -feira, 28, foi adotad id A med a . o ri g rç A a e m d al de ria Municip cilitar a ta re c e S la pe ista fa ndo em v cultura te os produto o d o de to s s, princiã ç a ip ic rt pa lvido stão envo res, que e da uva. fr a om a s a c , te n e lm pa

Curso

ATENÇÃO

HUMOR

Lixo em São Valentim ESTEFANIA V. LINHARES

Causou polêmica durante duas semanas a pintura de uma faixa amarela e a colocação de uma placa permitindo embarque e desembarque na frente de um salão de beleza na rua Salgado Filho. De acordo com a Secretaria de Gestão e Mobilidade Urbana, o DMT teria atendido o pedido de um vereador para que o procedimento fosse feito no local, acreditando que ali funcionasse um atendimento de fisioterapia, quando na verdade oferece massagem estética. A fisioterapia fica 150 metros a frente. O secretário Mauro Moro garantiu que a situação será modificada até segunda-feira, 3 de março.

Moacir Arlan

As pessoas estão despejando todos os tipos de resíduos em terreno localizado no Distrito Industrial, em São Valentim. No local, podem ser encontrados um vaso sanitário, portas e latas vazias de tintas. Nem porco faz esse tipo de coisa. Essa área poderá ser futuramente vendida para uma empresa se instalar, e agora está sendo utilizada para depositar lixo. Já encontrei lixo no meio da rua. Edgar Fracalossi Curta e comente na página do Semanário no Facebook. Seu comentário pode ser publicado aqui. www.fb.me/jornalsemanario

“O Conselho de Desenvolvimento Economico e Social, trata-se indiscutivelmente da democratizacão da gestão do Estado. É a oportunidade única da sociedade extratificada pelos seus Conselheiros participar diretamente da gestão do Estado, através de suas proposicões e reivindicacões, resultando por final nos arranjos produtivos regionais e na concertacão social, próprio de um Governo democrático e republicano preocupado com as diferenças sociais.” José Carlos Estefenon, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Suco de Uva (Asbrasuco)

A pergunta que não quer calar Esportivo perdeu, na raça, para o lanterna Aimoré. Para permanecer na primeira divisão. O “Tivo” precisa do “Espor” ou de “Esporro”? Envie a sua sugestão de pergunta pelo e-mail redacao@jornalsemanario.com.br


4 Opinião

Sábado, 1º de março de 2014

AntônioFrizzo antoniofrizzo@italnet.com.br

“Os outros”

Ou, certamente, é contagioso?

Creio que é uma das principais características do ser humano pensar que só com “os outros” as coisas acontecem; só “os outros” erram; apenas “os outros” cometem infrações de trânsito; são “os outros” que são corruptos (notadamente “os outros” partidos, “não o meu”); são “os outros” que não sabem votar. Sim, “os outros” não sabem votar. Mas, por que é assim? Simples, a meu ver. Se “os outros” não votam no meu partido, no meu candidato, “os outros não sabem votar”. Dia desses conversava com um dirigente partidário e o assunto foi, obviamente, política e eleições. Disse-me ele que “o Brasil está mal porque o povo (“os outros”?) não sabe votar”. Traduzindo: “se não votam no meu partido, no meu candidato, é porque não sabem votar e por isso o Brasil vai mal”. Que coisa, né? Ou “pensam como eu ou os outros estão errados”. Assim sendo, a solução é fácil: vamos acabar com “os outros”. Que tal?

Vejamos o que aconteceu esta semana, no julgamento dos “embargos infringentes” (aos quais os réus tinham, sim, direito). Antes haviam sido condenados por formação de quadrilha pelos mesmos que agora referendaram seu voto. Foram absolvidos antes pelos mesmos que absolveram agora. A diferença foi os dois votos dos novos ministros do STF. Os dois novos ministros não tiveram tempo de serem pressionados pela “grande imprensa”. Votaram argumentando suas posições, da mesma forma que os que condenaram. Aí vem a pergunta: “os outros” estão errados? Somente os que condenaram estão certos? “Quem pensa como eu está certo, quem não, errado está”! Esta é a nova norma da “democracia brasileira” atual? Esse é o “direito de livre expressão”? Se essa “livre expressão” for de acordo com a minha, tudo bem, senão eles serão “os outros”? Será que “os outros” contagiaram Joaquim Barbosa, o “reizinho” do STF? Será que há, na história da humanidade, algo semelhante ao que fez o “reizinho” da Veja com seus pares? Terá sido um simples “DÉFICIT CIVILIZATÓRIO” reiterado? Estará ele certo? Respostas para o e-mail da coluna, por favor. Mas, opiniões consistentes, não palpites. Estes nada somam.

E é contagioso isso? Como estou muito distante de me considerar inculto ou mal informado, até mesmo pelo dever que tenho de opinar (não dar meros palpites) sobre vários assuntos, entendi que deveria assistir a todo o julgamento do mensalão (coisa, aliás, que não foram muitos a fazer), desde a acusação de Gurgel, passando pela defesa dos advogados e concluindo com o voto dos ministros do STF. Confesso que em várias oportunidades tive que congelar a imagem e pesquisar termos utilizados no julgamento, mas, para aprender, não há outro meio. Assim sendo, sempre opinei sobre o assunto pelo que assisti e não pelo que a “grande imprensa” quer enfiar na cabeça dos brasileiros, seja por qual motivo for.

Talvez seja Não vou entrar no mérito da questão, apenas sobre constatações. Qualquer acadêmico de direito de primeiro semestre sabe que a exegese, a hermenêutica não são “ciências exatas”, não é mesmo? E é por isso que todos (ou quase todos, já que, em alguns casos, depende do partido a que pertença) têm o direito à ampla defesa, conforme preconiza o artº 5º da “constituiçãozinha” que temos. Não raramente, uma decisão judicial de primeira instância pode ser reformada no Tribunal, ou no Superior Tribunal ou, mesmo, no Supremo Tribunal Federal. E esse procedimento existe há séculos, sem jamais ter sido contestado. Correto, senhores advogados? Por favor, contatem a coluna se algo estiver incorreto, ok?

As pendências Bento Gonçalves está levando muita coisa adiante, sem solução. Temos várias, inúmeras pendências. O caso da bacia de captação é um deles. Há um movimento forte na comunidade, manifestado pela internet, no facebook (“O que Bento precisa melhorar e nossos representantes não enxergam”, procure e siga), visando a proteção da Bacia que está sendo ameaçada por eventuais mudanças no Plano Diretor, além de tudo o que já a ameaçada e agride. Outro caso é o da Via Del Vino, para cuja conclusão há verba a FUNDO PERDIDO (isto é, não precisa pagar) na Caixa Econômica Federal, dependendo de finalização do projeto. Os postes da Rua Marechal Deodoro e Marechal Floriano deveriam ser todos retirados, por exemplo. Há, também, o “caso da Rua Coberta”, cuja verba de um milhão e cem mil reais poderá ser perdida também (já foi?), a exemplo daquela para construção da nova Biblioteca Pública. O projeto da Mobilidade Urbana, feito em 2011, por empresa especializada contratada pela prefeitura, parece que sairá do papel. Sairá? E há mais “pendências” em Bento Gonçalves. Voltaremos a elas.

ÚLTIMAS Primeira: Joaquim Barbosa, o poderoso presidente do STF, protagonizou, no meu entender, um lamentável episódio. Desconstituiu seus pares por não pensarem e decidirem como ele. Desconstituiu democraticamente, claro. Afinal, ele está certo. “Os outros” estão errados; Segunda: Renomada revista Financial Time diz que “Brasil precisa ter um ministro da economia mais amigável ao mercado”. Tóóóóiiiimmmm!!!! Os “donos do Brasil” estão “magoados” com o ministro Mantega; Terceira: Entendo. As “previsões dos profetas do apocalipse” não estão dando muito certo e isso prejudica seus ganhos de bilhões. Mas, será que até a imprensa do exterior conseguem comprar? Quarta: A comunidade bento-gonçalvense aguarda, ansiosamente, o desfecho do derramamento de produtos químicos que provocaram intoxicação em funcionários da saúde e moradores vizinhos; Quinta: Certamente há muita explicação para dar. As chamadas “autoridades competentes”, obviamente, virão a público para isso, não é mesmo? Sexta: Banco Central aumenta a Taxa Básica de Juros em mais 0,25%, chegando, agora, a 10,75% ao ano. As “famiglias” rentistas brasileiras choram de rir. Afinal, se entopem de dinheiro do povo brasileiro; Sétima: Pior de tudo é que os “economistas” que estão a seu serviço na imprensa continuarão a encher o saco com as “fórmulas mágicas”: juros altos, desemprego, recessão. Todos “remédios” já aplicados na década de 90, com os resultados que todos sabem; Oitava: PIB de 2,3%? Que horror! Melhor teria sido um igual ao dos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha... não, espera um pouco...é, melhor assim! Nona: Agora é carnaval. Quantos desses “porcões” estarão soltos pelas ruas, urinando onde e quando bem entenderam, sem o menor respeito para com os demais? Décima: Grêmio vence o Atlético Nacional por 3 x 0. Mas, a vitória do Newell’s Old Boys sobre o Nacional de Montevidéu causa preocupação. A vida do Grêmio na Libertadores não será fácil, certamente; Décima-primeira: Esportivo penando para se livrar da segundona. Pode fazer, mas não levar gols aos 49 minutos. E jogar 2 vezes em 48 horas? Que é isso, Noveletto?


Sรกbado, 1ยบ de marรงo de 2014

5


6

Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Crema/Serra

Definição fica para semana que vem Fernando Levinski geral1@jornalsemanario.com.br

A

pós mais uma semana de indefinições a respeito das obras do Crema/Serra nas rodovias RSC-470 e ERS-324, a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seinfra) do Rio Grande do Sul informou que a empresa recebeu o prazo fi-

nal até a próxima quinta-feira, 6 de março, para retornar ao trecho e reiniciar as obras nas rodovias. Caso o retorno não aconteça, a tendência é de que a CSL Construtora Sacchi receba uma multa e, consequentemente, será desclassificada do processo licitatório. Se isso acontecer, a segunda coloca-

da no processo licitatório será chamada para assumir a obra, e a CSL será excluída por oito meses do banco de empresas autorizadas a participar de processos licitatórios do governo do Estado. De acordo com o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Carlos Eduardo Vieira,

reuniões tem acontecido de maneira periódica com o Daer, o secretário de Infraestrutura do Estado, João Victor Domingues, e a diretoria da CSL com a intenção de chegar a um acordo. Vieira revela que a empresa, inicialmente, fez algumas alegações sobre aspectos referentes ao projeto. A última ponde-

ração por parte da construtora é que estava encontrando dificuldades para conseguir os equipamentos necessários para a realização dos trabalhos. A empresa que realiza os trabalhos nas rodovias RS-122 e na Rota do Sol também passou pelas mesmas dificuldades, e precisou trazer equipamentos do estado de São Paulo.

ERS-431

Envelopes foram abertos na tarde desta sexta-feira Na tarde de ontem, sexta-feira, 28 de fevereiro, foram abertos os envelopes com as propostas das empresas interessadas em realizar a obra no quilômetro 13,5 da rodovia ERS-431. A próxima etapa será a avaliação de cada proposta. A estimativa é de que o resultado seja divulgado na próxima quinta-feira, 6. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) não divulga expectativa para a conclusão das obras. O trecho da rodovia desabou no final de novembro do ano passado, após chuvas que caíram na região. Em menos de uma semana o secretário de In-

fraestrutura e Logística do Estado, João Victor Domingues, esteve em Bento para prestar esclarecimentos à comunidade sobre o que seria feito no local. O prazo inicial, fornecido pelo secretário, era de que o trecho da rodovia fosse consertado na primeira quinzena de fevereiro. Entretanto, o Daer alegou problemas no recebimento das cartas-convite, pelo fato de que o envio aconteceu no final do mês de dezembro. Outro motivo alegado pelo Daer para o atraso das obras, foi a demora no processo de sondagem que demorou mais que o previsto, pois a composição do terreno teria prejudicado os trabalhos.


Geral

Sábado, 1º de março de 2014

7

Livros de casa nova

Biblioteca vai mudar de endereço Prédio público vai deixar a Ramiro Barcelos e será instalado na rua Barão do Rio Branco, antigo comitê do prefeito ensando em melhorar a acessibilidade dos usuários, a prefeitura está promovendo a mudança de endereço da Biblioteca Pública Municipal. Ela sairá da rua Ramiro Barcelos, próximo ao Hospital Tacchini, e será instalada na rua Barão do Rio Branco, 123. O prédio foi utilizado como comitê eleitoral pelo prefeito Guilherme Pasin nas eleições em 2012. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Jovino Nolasco, uma biblioteca pública, porta de entrada para o conhecimento, deve proporcionar condições básicas para uma aprendizagem permanente. Ele revela que o prédio onde ela está situada atualmente apresenta muitas dificuldades estruturais, como a falta de banheiros com acessibilidade, e terminal de ônibus próximo. Outro aspecto a ser considerado é o fato de que os proprietá-

DIVULGAÇÃO

P

Biblioteca Pública Municipal vai funcionar no prédio onde Guilherme Pasin organizou seu comitê de campanha rios do imóvel vem há anos pedindo a devolução do prédio. Diante disso, a Biblioteca Pública Castro Alves deverá funcionar a partir do mês de abril neste novo endereço. O prédio

já passa por reformas promovidas pelo proprietário do imóvel que irá alugá-lo devidamente adequado às necessidades solicitadas pelo poder público. Recentemente técnicos das áreas

de engenharia e arquitetura da Prefeitura, além de bibliotecários realizaram um levantamento do imóvel e apontaram as reformas necessárias. “É um espaço amplo, arejado e que

pode atender perfeitamente as necessidades previstas, além do que, está bem localizado, próximo ao principal terminal do transporte coletivo urbano, em uma rua sem declive, com boas opções em estacionamento rotativo nas proximidades e com várias dependências que servirão para melhorar consideravelmente a frequência dos usuários”, salienta Jovino. Criada através do Decreto-Lei nº 16, de 20 de agosto de 1940 e oficializada pela Lei Municipal nº 508, de 30 de outubro de 1973, com um acervo de 35 mil obras, a biblioteca registrou 24 mil empréstimos de livros em 2013. O acervo da biblioteca está informatizado e disponível pela internet para consultas, reservas de livros e renovações dos empréstimos. Entre os serviços disponíveis destaca-se o Telecentro Comunitário com acesso gratuito à internet.


8 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Prefeitura

Mais da metade da dívida já foi paga Até o momento foi acertado cerca de R$ 16,6 milhões aos credores de quase R$ 27,5 milhões em dívidas do Executivo

P

assado mais de oito meses após o início das renegociações das dívidas da prefeitura com os fornecedores, mais de 50% dos R$ 27,4 milhões das dívidas já foram totalmente quitadas referente aos empenhos até o ano de 2012. De acordo com informações da Secretaria de Finanças, R$ 16,6 milhões foram totalmente pagos. Do montante total, cerca de R$ 6,8 milhões estão sendo pagos com parcelas que se estendem até o mês de setembro deste ano. Já a quantia que está em negociação soma cerca de R$ 4 milhões.

Contas sem empenho Sobre as dívidas cobradas por fornecedores, mas que o valor não havia sido empenhado, cerca de R$ 8,3 milhões, o secre-

tário de Finanças do município, Marcos Fracalossi, explica que em 2012 foram abertos 412 processos na secretaria para requerer o pagamento de valor, no ano passado foram 44 pedidos, totalizando 456 solicitações. Deste total, 69 tiveram o pagamento negado pelo controle interno da prefeitura, 100 passam por um processo de sindicância, isto acontece quando é constatado algum tipo de problema durante o processo licitatório. Além destes, há 54 situações que estão parcialmente quitadas, ou seja, quando o controle interno reconhece como procedente somente parte do valor alegado pelo fornecedor. Trinta fornecedores estão recebendo de maneira parcelada, 82 casos já estão quitados e 121 passam por análise. Entretanto, Fracalossi alerta que os status destes processos podem mudar rapidamente, pois o controle interno conti-

FERNANDO LEVINSKI/ARQUIVO

Fernando Levinski geral1@jornalsemanario.com.br

Anúncio do modelo de renegociação aconteceu em junho de 2013, após um período de seis meses de moratória nua realizando a análise das cobranças feitas pelos credores.

Relembre Após assumir a administração municipal, o prefeito Guilherme Pasin decretou uma moratória de seis meses nos pagamentos, com o objetivo de identificar os desequilíbrios

financeiros referentes a gestão anterior. No início do mês de junho de 2013, o prefeito comunicou junto com o secretário de Finanças a retomada do pagamento das dívidas com fornecedores, na oportunidade foi informado que haveria uma tabela com descontos referentes ao tipo de pagamento acor-

dado. O credor que desejasse receber o valor em uma única vez teria um desconto de 40%, em duas parcelas haveria o desconto de 30%, quatro vezes o desconto somaria 20%, oito parcelas com o desconto de 10% e o pagamento em 12 vezes não teria descontos. Já os valores até R$ 15 mil foram pagos em cota única.

Tributos municipais

Carnês são encaminhados para os profissionais DIVULGAÇÃO

Carnê contempla possibilidade de pagamento de quatro tributos municipais Os profissionais liberais de Bento Gonçalves começaram a receber na última semana o carnê de tributos de 2014. Este talão contempla o Alvará 2014, Alvará Sanitário, a Taxa de Bombeiros e o ISS Fixo. É importante ressaltar que este não é o carnê do IPTU 2014, que deverá ser encaminhado aos contribuintes nos próximos dias. Quem não receber o talão referente aos tributos municipais

pode imprimir uma via pelo site do município, por meio do link “Web Cidadão”, porém, para usar esta opção é preciso de uma senha fornecida pela Secretaria de Finanças. Outra opção é comparecer na secretaria para solicitar uma via. O Alvará 2014 e o Alvará Sanitário venceram ontem, sexta-feira, 28 de fevereiro. Já a Taxa de Bombeiros vence no dia 30 de abril, e há as prestações do ISS Fixo.


Geral

Sábado, 1º de março de 2014

9

Vitivinícola

Setor debate políticas e ações Entre os itens abordados em encontro esteve a definição da tabela de preços da uva e leilões para o escoamento epresentantes de entidades do setor vitivinícola se reuniram com dirigentes dos governos federal e estadual para alinhar as políticas e ações em 2014. O encontro ocorreu na quinta-feira, 27 de fevereiro, em Caxias. Entre os itens da pauta, esteve a definição do percentual de 10% de ágio e deságio para cada grau glucométrico (índice de açúcar) que compõe a tabela do Manual de Operação Comercial (MOC), que deve ser publicada na próxima semana em consequência da portaria que estabeleceu o preço mínimo da uva para a safra. Outros temas abordados foram os leilões para o escoamento da produção, os programas de compras governamentais e as políticas de qualificação da produção como assistência técnica e o programa de Modernização da Vitivinicultura (Modervitis).

CASSIANO FARINA, DIVULGAÇÃO

R

Representantes do governo federal e estadual participaram do encontro Os representantes dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e das secretarias da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa/RS) e de De-

senvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS), ouviram lideranças das entidades e apontaram algumas alternativas práticas para viabilizar a comercialização e qualificar a produção. Sobre as políticas de escoamento da produção, os diri-

gentes do setor mostraram que é preciso que as operações (leilões) ocorram durante a safra, incluir a indústria e pagar um prêmio mais atrativo a quem participa. Uma das alternativas, que deve ser atendida em portaria publicada ainda em março pelo Mapa e MDA, é a realização de leilão de Prêmio de Escoamento da Produção (PEP), em conjunto com o Prêmio Equalizador pago ao Produtor Rural (Pepro). Segundo os representantes do governo, os ministérios disponibilizarão R$ 30 milhões para as operações que devem escoar cerca de 50 milhões de litros. “O PEP atende à reivindicação do setor por possibilitar que as indústrias também participem e aumente os volumes arrematados”, entende o diretor executivo da Associação Gaúcha de Vinicultores (Agavi), Darci Dani.

O coordenador geral para Pecuária e Culturas Permanentes do Mapa, João Salomão, reforçou que as políticas de escoamento precisam ser complementares. “Precisamos aliar a necessidade de pagamento do preço mínimo ao produtor com a redução dos estoques excedentes, sempre levando em consideração que não deve ser uma política permanente”, avaliou. A opinião foi corroborada pelo superintendente de Gestão da Oferta da Conab, Paulo Morceli. O dirigente destacou que é preciso desatrelar o preço de mercado do preço mínimo. Entre os encaminhamentos da reunião, ficou definido que as entidades do setor definirão os volumes que necessitam escoar de cada produto por meio dos leilões e informações sobre a demanda pela chamada pública de assistência técnica que deve ser concretizada até o mês de maio.


10 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Edifícios garagem

Ascon Vinhedos questiona incentivo Associação alega que somente a isenção do IPTU não será suficiente, construções precisam ser economicamente viáveis CONCEITOCOM BRASIL, DIVULGAÇÃO

Fernando Levinski geral1@jornalsemanario.com.br

A

Associação das Empresas da Construção Civil (Ascon Vinhedos) questiona a efetividade do projeto de lei que será encaminhado à Câmara de Vereadores nas próximas semanas, e que garante a isenção completa de IPTU por cinco anos para quem construir edifícios-garagem no município. De acordo com Cedamir Poletto, conselheiro da Ascon, somente a isenção do imposto não será o suficiente para a construção dos empreendimentos. “É necessário que os empreendimentos sejam economicamente viáveis”, analisa. Além disso, o conselheiro revela que o atual plano diretor do município prevê uma isenção de 50% do IPTU. Ele enfatiza que a Ascon Vinhedos entregou em agosto do ano passado, um documento ao prefeito Guilherme Pasin que contém uma série de sugestões para mudanças no plano diretor de Bento. Entre as sugestões, está a proposta 8, que propõe o acréscimo de parágrafos ao artigo 129. Entre eles, está o detalhamento da maneira que será construído um edifício garagem, como a colocação de um telhado vivo. Poletto analisa que essas alterações possibilitarão uma redução de impactos, pois a

Poletto revela que Ascon entregou documento para prefeitura em 2013 construção será feita acima do nível do solo, resultando na diminuição de produção de dejetos, além de evitar ruídos, poeira, trânsito de caminhões e máquinas para a retirada do material escavado. Além disso, o conselheiro explica que a construção de um telhado vivo diminui a formação de ilhas de calor, melhora a qualidade do ar da cidade, reduz o consumo de energia, aumenta a retenção de água da chuva, melhora a absorção acústica, possibilita um aproveitamento da água acumulada durante a chuva, equilibra a temperatura interna da edificação, entre outros benefícios. Por fim, Poletto desabafa sobre a atenção dada pela

Prefeitura de Bento Gonçalves ao documento elaborado pela Ascon. “Acho que a Prefeitura não está dando a devida atenção ao trabalho realizado pela Ascon para um trabalho que foi realizado por voluntários que utilizaram de seu tempo em benefício da comunidade por mais de 10 meses. Desta forma acaba até desestimulando o cidadão a contribuir com o futuro da nossa cidade. Não somos os donos da verdade, mas entendemos que, no mínimo as propostas da ASCON devam ser objeto de análise e críticas construtivas, devidamente fundamentadas, como foram as propostas apresentadas pela Ascon. A Ascon deveria, no mínimo, ter sido convidada para debater o assunto”, conclui.

Algumas sugestões da Ascon Vinhedos

Proposta 8 - Acrescenta parágrafos ao art. 129 Parágrafo Primeiro – Poderão ser construídos 03 (três) pavimentos nas divisas, desde que: a) Sobre o terceiro pavimento seja executado um telhado vivo; b) A altura máxima do muro de divisa não ultrapasse os 9,00m, já computados os pés-direitos dos 3 pavimentos, a espessura dos entrepisos, a laje de cobertura, a espessura do telhado vivo e a mureta de proteção do telhado vivo; c) No mínimo um pavimento seja destinado à ocupação como garagem. Parágrafo Segundo - Este pavimento adicional não será computado como pavimento para fins de cálculo de altura da edificação e cálculo dos recuos constantes no Anexo 04 – Quadro de Recuos. Proposta 14 - Constar no plano diretor a preservação da área do antigo estádio do Esportivo, localizado na Av. Osvaldo Aranha, para abrigar o que aqui denominamos como CIM – Centro de Integração de Modais.Trata-se de um espaço multiuso que consideramos estratégico para a melhoria da mobilidade urbana, em especial do centro da cidade. O complexo CIM deverá contemplar: Uma grande quantidade de vagas de garagem de automóveis para o público em geral, os quais deixarão de circular e de estacionar no centro da cidade; Uma garagem para bicicletas, incentivando o uso deste modal de transporte; Um terminal de ônibus urbano, integrado ao corredor de ônibus da Av. Osvaldo Aranha, retirando boa parte da circulação dos mesmos do centro da cidade; Um terminal de ônibus e vans de turismo, evitando a ida dos mesmos ao centro da cidade; A integração com o futuro modal ferroviário, transformando o CIM em um grande complexo de integração de modais (trem urbano, trem turístico, trem regional, ônibus urbano, ônibus e vans de turismo, automóveis e bicicletas); Um centro comercial de apoio ao grande público que circulará no local.


Geral

Sábado, 1º de março de 2014

11

Executivo diz que avaliará sugestões JOSIANE RIBEIRO/ARQUIVO

Ao serem questionados sobre a afirmação da Ascon Vinhedos de que as sugestões encaminhadas ao Executivo não teriam sido analisadas, o diretor do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ipurb), João Marcelo Bertani, e o secretário de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana (Smurb) do município, Mauro Moro, afirmam que as sugestões encaminhadas pela Ascon, além do Fórum de Políticas Públicas, Conselho Municipal de Planejamento (Complan) e moradores serão ouvidos para a reforma do Plano Diretor. Entretanto, eles ressaltam que, nesse momento, o trabalho está na fase do debate de propostas. Além disso, Moro e Bertani explicam que as mudanças no Plano Diretor “não serão pontuais”. O Ipurb e Smurb preparam um levantamento, que será entregue ao prefeito Guilherme Pasin e, após esta etapa, deverá acontecer reuniões com a sociedade. Especificamente sobre a construção dos edifícios garagem, eles explicam que este

e confirmado na renúncia do IPTU. Eles destacam que nesses casos haverá a arrecadação do ISSQN com o surgimento dos estacionamentos.

Solução para os problemas?

Executivo acredita que edifícios garagem e a implantação das faixas seletivas podem melhorar o trânsito na cidade tipo de empreendimento já está contemplado no documento. Eles ressaltam também, que as mudanças atuais não acontecerão no regramento, somente nos incenti-

vos fiscais. Sobre a isenção de cinco anos do IPTU, a afirmação é de que este será o único benefício permitido para o momento, outros tipos de incentivos

precisariam de alterações no Plano Diretor. Sobre questões fiscais, é preciso estar de acordo com a lei de responsabilidade fiscal o que, segundo Moro e Bertani, foi verificado

Perguntados se a criação dos prédios de garagem e a criação das faixas seletivas de ônibus possam amenizar os problemas no trânsito do município, eles ponderaram que estas questões somadas a outras podem contribuir para a melhora do tráfego em Bento. “Em várias cidades do mundo a permissão da vaga gratuita na via é um incentivo ao transporte individual e representa prejuízo ao transporte público. No ritmo de crescimento da frota de veículos circulantes pelas ruas do município é preciso encontrar alternativas. A implantação de faixas exclusivas para ônibus, táxis, vans (Transporte Coletivo de Passageiros) é uma alternativa simples barata para oferecer mais conforto, rapidez e ordenamento ao fluxo de veículos”, avaliam.


12 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

Religiosidade

Padre Júlio celebra 58 anos de sacerdócio

Ele estudou no Seminário em Caxias, em São Leopoldo e em Roma ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares regional@jornalsemanario.com.br

O

padre Júlio Giordani, 81 anos, completou na terça-feira, 25 de fevereiro, 58 anos de sacerdócio. Natural do Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves, é filho de agricultores. “Eles foram viticultores que desenvolveram experiências e chegaram a cultivar 58 tipos de uvas”, relata. A formação no sacerdócio foi realizada no Seminário em Caxias do Sul. Ainda, concluiu o curso de teologia em São Leopoldo, e após cursou filosofia em Roma, na Itália. No mesmo dia em que Padre Júlio foi ordenado, outros 23 colegas também se tornaram sacerdotes. Além de trabalhar em sua terra natal, atuou em municípios como Antônio Padro e São Francisco de Paula, e hoje exerce atividades na Paróquia Santo Antônio, em Bento. Durante sua trajetória, Padre Júlio foi por 30 anos coordenador do Movimento Pastoral, desenvolveu atividades ligadas a juventude, a agricultores e na formação de lideranças. Atualmente, está escrevendo um livro contando a história de seus pais.

Perspectivas O sacerdote revela que quando esteve em Roma começou uma primavera que era um movimento por um mundo melhor. “Isso me encheu de sonhos. A proposta de surgir uma nova igreja, sendo uma renovação da igreja medieval”, destaca. Para ele, esse momento chegou com a escolha do Papa Francisco. “Agora, a renovação iniciou e posso morrer em paz”, frisa. Segundo padre Júlio, o mo-

A ordenação aconteceu no ano de 1956, após os estudos de teologia Sacerdote relembra trajetória e o trabalho desenvolvido na comunidade mento é de mudanças. “Os jovens estão ausentes da igreja. A fé nos diz que Deus precisa de nós para salvar as pessoas. Deus não precisa de milhões de Pai Nossos, e sim precisa de nós”, esclarece.

Elementos naturais O incentivo a utilização de chás e xaropes naturais é realizado pelo sacerdote. Conforme ele, a mudança da igreja foi para ajudar o povo a resolver os seus problemas. “Foi assim que a igreja começou a ajudar na saúde”, frisa. Para isso, foram realizados cursos populares em todas as regiões. Nestas oportunidades, de acordo com padre, todos ensinavam e todos aprendiam. Desta forma, surgem as pastorais da saúde, que eram procuradas pela comunidade. “Hoje todos estão mais ligados as farmácias”, lamenta. O sacerdote aponta que o uso de agrotóxicos está livre principalmente no Brasil. “A natureza nos ensina que é o caminho da saúde. Ela é um laboratório natural”, ressalta.

Ele comenta que hoje o consumismo é que manda na vida das pessoas. Para justificar, padre Júlio cita os números da Organização Mundial da Saúde (OMS) que, por exemplo, na China, Índia, Europa e Estados Unidos 82% dos remédios são fitoterápicos, e no Brasil apenas 0,8%.

Celebração A comunidade bento-gonçalvense poderá prestigiar a missa pelos 25 anos de criação do Circolo Trentino e pelos 58 anos de sacerdócio do padre Júlio Giordani amanhã, 2 de março, às 18h, na Igreja Santo Antônio. Após será realizada a apresentação do Coro Soldanella da cidade de Brentonico – Trento – Itália. O coro é composto por aproximadamente 30 componentes e estará acompanhado do prefeito e comitiva da cidade italiana, da Assessora da Província-Estado do Trento e da escritora Rita Pedrotti que lançará um livro na segunda-feira, 3 de março, na Casa das Artes às 14h30min.

Esteve em Roma durante quatro anos, onde assistiu a missa do Papa

Pároco se dedica a utilização e o incentivo de xaropes e chás medicinais


Geral 13

Sábado, 1º de março de 2014

Rede Municipal

Sem merendeiras e lanche precário Cerca de mil estudantes do Caic, no bairro Zatt estão recebendo de merenda escolar apenas frutas, bolachas e sucos ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares regional@jornalsemanario.com.br

A

pós dez dias do início do ano letivo, a falta de funcionários na rede municipal de ensino tem prejudicado a oferta da merenda escolar. Na Escola Professora Maria Borges Frota, no bairro Zatt, há apenas uma merendeira e uma auxiliar para elaborar a alimentação de cerca de mil estudantes distribuídos em três turnos. Segundo o diretor João Roberto Zanchetti e a vice-diretora do turno da manhã Jaqueline B. de Lima, os alunos estão recebendo de lanche alimentos como bolachas, sucos e frutas como maça e banana. Para driblar, em alguns momentos alguns profissionais são remanejados e auxiliam na elaboração do lanche como risoto e feijão, porém os setores em que desenvolvem as suas ati-

Colégio deveria ter cinco profissionais, mas conta apenas com uma vidades ficam descobertos. No entanto, muitas das crianças e adolescentes têm como principal refeição a merenda escolar, pois pertencem a famílias de baixa renda. “Eles já estão re-

clamando do lanche”, comentam. Eles complementam que alimentos não faltam, mas se preocupam com aqueles itens que são perecíveis. O trabalho não se restringe apenas na ela-

boração da refeição, mas também em realizar a limpeza dos utensílios ao qual é necessário mão de obra. Em dias em que a refeição é comida caseira, a procura pelo refeitório pelos estudantes é superior ao dia em que é servido, por exemplo, bolachas e suco. No turno da noite, cerca de 100 alunos frequentam o Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (Neja), muitos destes saem do trabalho direto para o colégio e como o número é menor, a merendeira elabora uma refeição mais reforçada. Com o quadro completo de funcionários a maioria das vezes na semana é ofertada uma merenda salgada, e itens como as bolachas e frutas são apenas distribuídos uma ou duas vezes. A demanda já foi solicitada para a Secretaria de Educação que está providenciando a contratação junto a

Fundação Araucária. A estimativa é que o colégio precisaria de cinco merendeiras para atender os três turnos de funcionamento. A expectativa é que o problema seja solucionado o quanto antes, até mesmo após o feriado de carnaval. A secretária de Educação Iraci Luchese Vasques, explica que os funcionários para a função de merendeiras é terceirizada. “Nenhuma escola esta sem merendeira, há pelo menos uma”, destaca. Atualmente, duas profissionais estão realizando exames para admissão. Outro ponto destacado por Iraci é que nestes casos não se pode contratar qualquer profissional. Mesmo com a falta de profissionais a secretaria garante que é possível oferecer uma alimentação de qualidade para os estudantes da rede municipal de ensino.


14 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Ensino Estadual

Dois anos de muitas promessas Escola Estadual General Bento Gonçalves e Vicente Pedro da Rosa enfrentam dificuldades estruturais e a burocracia FOTOS JOSIANE RIBEIRO

Josiane Ribeiro geral4@jornalsemanario.com.br

A

s paredes molhadas, inúmeras goteiras e o piso escorregadio e danificado em escadas e corredores são alguns dos sinais da precária situação da rede estrutural da Escola Estadual de Ensino Fundamental General Bento Gonçalves da Silva. O reflexo desses problemas ficou evidente na manhã de quinta-feira, 27, quando um curto-circuito na chave-geral danificou o sistema elétrico da escola. O curto-circuito, ocorrido no terceiro andar, deixou mais de 700 alunos, dos turnos da manhã, tarde e noite, sem aula. A rede elétrica de toda escola foi desligada como forma de segurança. De acordo com a vice-diretora da instituição, Márcia Iunes, o incidente foi ocasionado pela infiltração – uma questão recorrente que a escola enfrenta. “Passamos por um problema grave de infiltração a pelo menos dois anos. Estamos nos virando como podemos, até que acidentes como esse acontecem. Quase não temos verba e vamos ter que arcar com mais esse gasto”, avalia. O incidente também preocupa pela proximidade da chave-geral com algumas salas de aula. “Felizmente ninguém ficou ferido. Mesmo assim isolamos o espaço e aguardamos a finalização do trabalho do eletricista”, comenta. Conforme Márcia, o pedido para reforma do sistema elétrico, que tem mais de 80 anos, já vem sendo feito há pelo menos dois anos. “A escola passou por uma avaliação da coordenadoria de educação no ano passado, mas não temos nenhuma previsão de que algum projeto seja colocado em prática. Nossa situação é emergencial e precisamos de atenção do governo”, destaca. As aulas na Escola Bento devem retornar na quinta-feira, 6, após feriado de Carnaval. Em nota de esclarecimento, a 16ª Coordenadoria Regional de Educação (16ªCRE) informa que um eletricista já está realizando os reparos na rede. Segundo o técnico, o que aconteceu é um problema comum que ocorre em prédios e casas.

Curto-circuito ocorreu na chave-geral localizada no terceiro andar

Márcia Iunes, vice-diretora da Escola Bento, questiona atraso de obras

Sinais de infiltrações e rachaduras estão espalhados em todo o prédio

Pedro da Rosa espera por caixa d’água

A demolição da caixa d’água, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Pedro Vicente da Rosa, aconteceu em 2012. No entanto, a estrutura, que corria risco de desabar, ainda não foi reposta. Em dois anos, a falta de água é recorrente. A solução quase desesperada da direção e corpo docente é buscar água em um poço próximo. Os baldes de água são usados nas descargas dos banheiros e limpeza em geral. Com poucos recursos a escola também investe na compra de bombonas para atender os alunos quando falta água. “O que temos são apenas promessas. Sabemos que o processo é muito burocrático, mas estamos cansados de esperar”, afirma o vice-presidente da Comissão de Pais e Mestres (CPM) Jair Lagunas. Segundo Lagunas, o problema é muito maior do que

Sem reservatório de água, escola enfrenta também problemas elétricos apenas falta de água - os danos podem ocasionar problemas até de saúde. “Sem água as cozinheiras não conseguem preparar a merenda e fazer a limpeza

necessária na cozinha. Como os canos estão velhos, os alunos acabam sofrendo também com o gosto da água, que geralmente é de ferrugem”, conta.

Para contornar a situação, Lagunas pede agilidade na aprovação do projeto de recolocação da caixa d’água. “Pedimos mais uma vez para que a demanda seja atendida, não podemos mais esperar. Meu desejo é de não precisar mais ver nenhum professor carregando baldes de água para atender a escola”, destaca. De acordo com o vice-presidente da CPM a escola enfrenta problemas também com a parte da fiação elétrica que não é reparada há 32 anos. Como a forração da escola é toda de madeira, o medo está em que algum problema maior aconteça em caso de curto-circuito, por exemplo. “Será que teremos que esperar que alguma coisa terrível aconteça para que o governo tome alguma medida? Não precisamos de computadores, mas de estrutura e qualidade”, afirma.


Geral 15

Sábado, 1º de março de 2014

Escola Bento

Muro é interditado e ameaça desabar FOTOS JOSIANE RIBEIRO

A Defesa Civil, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ipurb) e o Corpo de Bombeiros vistoriaram no início da tarde desta quarta-feira, o muro de contenção da Escola Estadual General Bento Gonçalves da Silva. Segundo informações as fortes chuvas que caíram na cidade podem ter ocasionado rupturas na base de sustentação do muro. Desta forma, existe a possibilidade de que o muro da parte da rua Marechal Floriano possa cair, ocasionando acidentes e transtornos para o trânsito. Um corredor, ao lado da via, vai ser feito para que a população possa circular na área.

Um corredor será feito ao lado da via para passagem de pedestres

Processo burocrático

Projetos aguardam liberação do Estado De acordo com o coordenador da 16ªCRE, Enio Eliseu Ceccagno, as demandas solicitadas, tanto pela Escola Estadual General Bento Gonçalves e Pedro Vicente da Rosa, já foram encaminhadas. Segundo Ceccagno, os projeto aguardam liberação do governo para o início das obras. “Temos conhecimento de que as demandas são emergenciais e vamos conseguir atender todas imediatamente”, afirma. Segundo o coordenador, os problemas com queda de energia elétrica são normais. “Se levarmos em conta o aumento de equipamentos que foram disponibilizados para as escolas é normal que essa necessidade de mais carga seja necessária. Esse problema faz parte de toda sociedade”, avalia.

Formação de equipes diretivas Na manhã de quinta-feira, 27, a 16ª CRE realizou um Encontro de Formação das Equipes Diretivas para o ano letivo de 2014. Na oportunidade, o Secretário Estadual de Educação, José Clóvis Azevedo, fez uma avaliação das atividades desenvolvidas pela gestão, prioridades do governo e os principais investimentos que serão feitos na educação do estado. Segundo Azevedo, a tarefa está em qualificar e estruturar um sistema que estava inchado, sem investimentos e diagnosticado como precário. “Escolas precisam ter estrutura e aten-

Ceccagno e Azevedo falaram sobre o cenário da educação no Estado der as particularidades climáticas de cada cidade. Precisamos pensar não só em salas de aula, mas também em espaços de lazer, cultura, refeitórios e cozinhas equipadas”, afirma. Conforme o secretário, mais de 1.815 obras foram realizadas no último ano em cerca de 1.200 escolas. “A todo o momento terá um repórter noticiando que uma escola está com problemas. Vai ser assim até o final do governo, até que tudo seja recuperado. Estamos trabalhando para isso”.

Ensino politécnico Sobre os desafios do novo formato do ensino, Azevedo é categórico em afirmar que a reforma da rede estadual era inevitável. Para o secretário, o período de adaptação e aceitação de professores e alunos está avançando a cada dia. "A

mudança estrutural era uma necessidade. Estamos andando nesse processo e já vemos resultados. Não podemos nos deter a números, mas o índice de reprovação já teve um recuo de 4%, mas podemos avançar ainda mais", avalia. Para esse avanço, o secretário destaca que é preciso cooperação e integração de toda comunidade escolar. “Precisamos resgatar a escola para o nosso tempo. A necessidade está em sair da mesmice do reproducionismo. Temos professores a favor e também muitos contra, mas o que nos importa é que todos estejam em movimento, debatendo e evoluindo”. O encontro, realizado no Auditório do Campus Universitário da Região dos Vinhedos (Carvi), teve a participação das direções das 74 escolas estaduais dos 25 municípios de abrangência da coordenadoria.


16 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Metalmecânico

Choque de realidade para o setor Crescimento de apenas 3,76% em 2013 faz com que empresas passem a encarar o mercado com menos otimismo GUILHERME JORDANI, ARQUIVO

Josiane Ribeiro geral4@jornalsemanario.com.br

O

cenário otimista, projetado para o setor metalmecânico no ano passado, não se confirmou. Os resultados contabilizados na última semana atingiram apenas metade daquilo que foi projetado no início de 2013. Enquanto o setor esperava um crescimento de 6% no período, o índice atingido foi de apenas 3,76%, conforme dados do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Bento Gonçalves (Simmme). Os juros altos, aumento da importação e dificuldades de logística são alguns dos entraves que influenciam para esse baixo rendimento. As dificuldades encontradas para o crescimento fazem com que o ramo mude de comportamento. Segundo Juarez Piva, presidente do Simmme, o momento é de encarar a realidade e deixar sonho e otimismo exacerbado de lado. “Devemos parar de sonhar e fazer acontecer. Em outros anos fomos muito mais otimistas e os resultados não foram positivos. Precisamos usar nossa expertise e encarar a realidade”, afirma. Para 2014, Piva projeta um crescimento de 5%, mas já garante que o setor não terá força para superar a meta. “Percebe-

Importações crescem 33% enquanto exportações aumentam 14,4% mos que não vamos conseguir atingir esse percentual no ano. Se conquistarmos um crescimento igual a 2013, sem voltar para os índices de 2012, já será uma grande vitória”, avalia. A importação, com crescimento de 33% em relação ao mesmo período em 2012, é

considerada a maior ameaça ao setor metalmecânico para Piva. O reflexo está na perda de competitividade, seja na compra de matéria prima ou equipamentos. “Estamos gerando mão de obra em outros países. Perdemos mercado nacional, o que significa que

alguém deixou de produzir. Se importamos mais máquinas quer dizer que o mercado de máquinas do Brasil deixou de produzir, por exemplo”, analisa. Custo Brasil, aumento do preço da matéria prima e juros abusivos são fatores que influenciam para o aumento dessa importação. De acordo com o presidente, no primeiro semestre do ano o aço deve aumentar 17%. “Vivemos em um país caro. Se o empresário pode comprar o produto por € 1 (um euro) e vender por € 2,50 com certeza ele irá aproveitar essa oportunidade de mercado”, diz. Para Piva, só com mais produção, menos burocracia e um conjunto de ações podem reverter o quadro. “Com o passar dos anos, o que mais se sente é que batemos na mesma tecla. Os impostos precisam ser enxugados e os juros, tanto para vender quanto para investir, devem ser reduzidos. Quanto à infraestrutura, o que vemos são medidas paliativas. Precisamos de mais portos, ferrovias e melhores estradas”. Em contrapartida, as empresas precisam se modernizar, investir, treinar e aprimorar os processos. “Precisamos ser mais competitivos e soltar essas amarras. Não existe um passe de mágica”, salienta.

Exportação ganha forte investimento Se por um lado não existe grande crescimento, por outro o setor surpreende pela forte representatividade no mercado externo e manutenção da mão de obra. O mercado internacional foi o aparelho fundamental para fazer com que o setor pudesse respirar com mais tranquilidade. Segundo Piva, as exportações cresceram 14,4% em relação a 2012. A ajuda considerável influenciou no crescimento, assim como o aquecimento do setor de máquinas agrícolas. “As empresas já vem trabalhando com diferentes países a algum tempo. Esse é o reflexo do reconhecimento e do excelente trabalho. A valorização do dólar facilitou muito essa transação”, complementa. A mão de obra também manteve um bom patamar, com índice de 2,71%, apesar da falta de pessoas qualificadas para trabalhar. “A ideia é manter esse percentual de empregos também em 2014. Não temos mais onde buscar essa mão de obra”.

Ano de Copa do Mundo é mais um dos desafios Em ano de Copa do Mundo, o setor encara o evento como uma oportunidade, com aumento de pedidos, principalmente em estrutura e ações. No entanto existe também uma preocupação. “Pode ser que o país acabe parando um mês pensando apenas na Copa, o que nos deixa um pouco preocupados. Tudo pode virar um gargalo e exista mais dificuldade em se locomover”. Para isso, o setor busca alternativas e se prepara para o período. “É uma oportunidade e uma ameaça que teremos que conviver e aprender com ela. A Copa está aí, e certa ou errada, devemos lidar com ela”.


Geral

Sábado, 1º de março de 2014

17

Justiça Federal

Bento recebe centro de conciliação Unidade instalada no município é a 15º do Estado. Justiça também passará a contar com assistência jurídica gratuita ento Gonçalves recebeu na terça-feira, 25, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscon). Com a unidade do Cejuscon no município, a Justiça Federal do Rio Grande do Sul (JFRS) supera a meta imposta pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), passando a contar com unidades de conciliação em todos os municípios que possuam mais de uma vara federal. O Cejuscon em Bento é a 15º unidade no Estado. A juíza federal Luciana Dias Bauer, que ocupa o cargo de diretora do Foro da Subseção Judiciária de Bento Gonçalves e coordenadora da estrutura, ficou satisfeita com a novidade. “O Judiciário tem que se aproximar cada vez mais da população, e essa nova ênfase na resolução de conflitos vai agregar muito aqui em Bento

TAÍS CHAVES/JFRS, DIVULGAÇÃO

B

do INSS está precisando de um benefício pra sobreviver, e o processo é demorado, não por falta de dedicação dos juízes e servidores, mas porque o volume de trabalho é assustadoramente grande. A solução autocompositiva é, por excelência, a melhor forma de resolver o conflito. Ela traz um alto grau de satisfação entre as partes e faz com que instantaneamente se decida a pendência”, analisa Silveira.

Assistência Jurídica Gratuita Inauguração do Cejuscon aconteceu na terça-feira, 25, no prédio da Justiça Federal em Bento Gonçalves Gonçalves. Espero que a Caixa seja nossa parceira e que, desta reunião, já resulte uma data para fazermos o nosso primeiro mutirão”, enfatiza.

O coordenador do Sistema de Conciliação da Justiça Federal da 4ª Região (Sistcon), desembargador federal João Batista Pinto Silveira, enfati-

zou os benefícios da resolução pacífica de conflitos. “A conciliação tem essa característica de abreviar. Por exemplo, nós temos casos em que o segurado

A juíza Luciana aproveitou a oportunidade para destacar, sem informar prazo, que uma equipe de advogados voluntários disponibilizará o serviço de assistência judiciária gratuita. Este serviço é para as pessoas que não têm condições de pagar por um defensor.


18 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Carnaval 2014

Um sonho retratado na avenida Leonel Giordani fala sobre o orgulho e realização de ver a Maria Fumaça representando a Serra Gaúcha na capital JOSIANE RIBEIRO

Josiane Ribeiro geral4@jornalsemanario.com.br

C

om o samba-enredo na ponta da língua, ele se prepara para um grande dia. No sorriso de Leonel Giordani a satisfação e realização pelo trabalho construído. A emoção está em ver a Maria Fumaça, símbolo de Bento Gonçalves, romper fronteiras e descarrilar em grande estilo na avenida do Complexo Cultural Porto Seco, em Porto Alegre. No Carnaval de 2014, a Maria Fumaça é a protagonista da escola de samba Embaixadores do Ritmo, que será embalada pelo vapor, som e história do trem da Serra Gaúcha. Em meio a carros alegóricos, coreografias e samba, o sonho concretizado de Leonel Giordani. “Recebemos esse convite com muita surpresa. Não imaginávamos chegar até aqui. É um sonho ver a Maria Fumaça chegando tão longe. Está aí o resultado positivo de um trabalho de muitas histórias”, afirma Giordani. No domingo, 2, Giordani desfila em um carro alegórico ao lado da esposa, Paulina Maria Poletto Giordani. A união do casal representará, não apenas a história do trem, mas também a força para reerguer a Maria Fumaça e a solidez da família, um dos pilares ressaltados por Giordani. “Se chegamos até aqui foi pela união da família, dos meus filhos e também da qualidade e profis-

abre as portas também para aumentar ainda mais a visibilidade do trem, que hoje já recebe turistas de todo país e internacionais. “Tanto a nossa cidade como a região ficará em destaque. Quem sabe possamos até receber um convite para desfilar em outras cidades também. Vejo tudo isso com bons olhos, principalmente para o turismo”, comenta. Para ele, a peça fundamental para esse sucesso é a própria população de Bento. “Gostaria de agradecer o povo de Bento Gonçalves e todos que estiveram conosco nessa história. Espero que todos torçam por mais essa vitória da Serra Gaúcha, de Bento e da Maria Fumaça”. Contando os dias para a data do desfile, Giordani não sabe ainda se vai arriscar alguns passinhos de samba. “Eu era bom. Tinha samba no pé”, lembra Giordani com brilho no olhar e sorriso contagiante.

Caia na folia

Leonel e Paulina Giordani preparados para cair no samba em Porto Alegre sionalismo da nossa equipe de colaboradores”, destaca. Para Giordani, o momento também é de recordar a trajetória difícil, mas de muitas conquistas pessoais e profissionais. “Sempre fui um sonhador. E

eu tinha um sonho de crescer. Comecei sendo colono, depois fui mecânico até abrir uma empresa de ônibus. Me emociono muito de pensar de onde vim e onde chegamos hoje”, lembra. O desfile, para Giordani,

A Embaixadores do Ritmo entra na passarela do Porto Seco, em Porto Alegre, às 00h20min de sábado para domingo, com 1,3 mil integrantes, sendo 400 de Bento Gonçalves. O desfile da escola tem previsão para durar 1h10min. A escola contará os encantos do passeio de trem pelas cidades de Carlos Barbosa, Bento Gonçalves e Garibaldi.

Samba-enredo

A fumaça subiu, a maria apitou / Do alto da serra, a todo vapor / A batucada firmou e a tarantela sambou / No ritmo do embaixador Nessa viagem a paisagem é tão bela / Emoldurada vai passando na janela / Revela o raro traço de Deus / Um pedaço da Itália que recebe os filhos teus / É forte o braço que lutou / É nobre o aço que forjou / Levanta a taça, Carlos Barbosa, é vencedor / Faz a festa ter mais sabor Piuí, piuí / Funiculí, Funiculá / O passeio continua, a Maria vai dançar / Piuí, piuí / Funiculí, Funiculá / O passeio continua, a Maria vai chegar Em Garibaldi / A epopeia imigrante / Faz um brinde à saudade / Celebrando a amizade / Refletida no espumante /Trilhando montanhas / Seguindo seu caminho / “Vale” a pena conhecer / Os vinhedos que traçaram o destino /Dessa gente valente / Que a cada amanhecer / Pisa forte e faz Bento acontecer Merica, Merica, Merica Um sonho de amor


Sรกbado, 1ยบ de marรงo de 2014

19


20 Geral

Sábado, 1º de março de 2014

Carnaval

Confira o que funciona no feriado Shopping

Shopping Bento: Das 11h às 21h; Shopping L’América: Das 10h às 22h.

Ônibus

Santo Antônio Transportes: Horário normal de segunda à sexta-feira; Bento Transportes: Horários normais de dia de semana com pequenas alterações.

Supermercados

Apolo: Na segunda horário normal. Na terça-feira pela manhã estará fechado e de tarde abrirá às 14h. Express (centro) fechado nos dois dias. Grepar: Horário normal Imec: das 9h às 21h; Nacional: Horário normal São Bento: segunda normal. terça folga.

Coleta de lixo

RN Freitas - Horário normal na segunda-feira. Terça-feira não haverá o serviço.

Saúde Somente Pronto Atendimento 24h, no Botafogo.

Agricultura A Feira Livre da Travessa Pelotas terá funcionamento normal (terça-feira das 6h às 9h30min), enquanto que nas Feiras Ecológicas de São Roque e da Rua Félix da Cunha não haverá atendimento.

Prefeitura Não haverá expediente nas repartições públicas na segunda, 3 de março, e na terça-feira, 4.

Ano letivo REPRODUÇÃO

Estudantes foram recepcionados em área coberta por equipe do colégio

Escola Noely Rossi recebe alunos com atividades A Escola Municipal Prof. Noely Clemente de Rossi, no bairro Santa Marta, desenvolveu atividades diversificadas no primeiro dia do ano letivo, 19 de fevereiro. Os alunos foram recepcionados na área coberta, na qual foi foi apresentada a equipe de trabalho da escola, com representações do CPM e do Conselho Escolar. Os alunos da manhã (5º ao 9º ano) foram desafiados a procurarem por suas turmas de forma lúdica, com a montagem de quebra-cabeças referentes ao Projeto Saltimbancos, a ser desenvolvido neste ano letivo. Os alunos da tarde (jardim ao 4º ano), puderam se divertir com vários brinquedos

distribuídos pelo pátio da escola, com a animação dos personagens do musical e realizar divertidas pinturas faciais. Além disso, todos receberam sacolés de brinde. A programação contou com a palestra motivacional ministrada por Edgar Salvi. Ainda, foi lançado o Projeto de Carnaval. Os alunos das séries iniciais terão propostas diferenciadas no recreio, incluindo slackline (corda bamba). Como sugestão dos pais, este ano os alunos receberam agendas escolares permanentes, com previsão de uso para três anos, e calendários no ato da matrícula, integrado ao Projeto Noely na Medida Certa.


Regional 21

Sábado, 1º de março de 2014

Pinto Bandeira

Santa Tereza CLÁUDIA CORRÊA, DIVULGAÇÃO

Valores do IPTU 2014 revoltam moradores Reajustes no valor cobrado pelo imposto em alguns casos é de 100% REPRODUÇÃO FACEBOOK

Estefania V. Linhares regional@jornalsemanario.com.br

O

Projeto estabelece que recurso seja aplicado nas comunidades do interior

Município assina convênio para abastecimento de água

Taxa de lixo também é questionada pelos proprietários de imóveis ruas, a cobrança é menor do que o valor proposto em Pinto Bandeira para uma coleta realizada duas vezes por semana”, analisa. A secretária de Administração, Planejamento e Finanças, Roberta Adami, explica que em 2013, o Código Tributário Municipal era o de Bento Gonçalves, e os recursos arrecadados eram repassados para Pinto Bandeira. “Bento estava realizando a cobrança de forma errada, e agora terá que ser revisto os últimos cinco anos, pois pode ser considerada renúncia de receita”, afirma. Agora, Pinto Bandeira possui o

seu Código Tributário Municipal estabelecido na Lei nº 71. Outro ponto esclarecido pela secretária é que o IPTU e a taxa de lixo não podem ser cobrados juntos. “São alíquotas diferentes. A cobrança junto é considerada inconstitucional”, ressalta. Conforme ela, alguns proprietários de terrenos baldios protocolaram reclamações junto ao órgão responsável e que em breve será dado o retorno. “Não era realizada a cobrança, mas se entende que os terrenos têm que cumprir o papel social e incentivar a produtividade”, comenta.

O município de Santa Tereza assinou na quarta-feira, 26 de fevereiro, o convênio para abastecimento de água, dentro do programa Mais Saneamento para o Rio Grande do Sul, da Secretaria de Habitação e Saneamento (Sehabs). Para a cidade, o investimento é de R$ 52.603,84, sendo que destes cerca de R$ 22 mil é contrapartida do Município. Segundo o prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira, esse projeto será realizado ainda esse ano e irá beneficiar as comunidades do interior. “Serão realizadas

melhorias no abastecimento em localidades que possuem problemas”, comenta. No Rio Grande do Sul foram assinados 20 convênios do Programa Mais Saneamento beneficiando 28 municípios com obras de montagem de poços artesianos, sistema de abastecimento de água, rede de água e sistema individual de tratamento de esgoto sanitário rural. O investimento será de R$ 1.396.775,28, sendo R$ 954 mil de aporte do governo estadual e o restante de contrapartida dos municípios.

Monte Belo do Sul DIVULGAÇÃO

s proprietários de imóveis e terrenos estão retirando os carnes de pagamento do Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) na prefeitura de Pinto Bandeira. Os moradores ficaram surpresos com os valores a serem pagos. Segundo a moradora Silvana Ceccon, alguns proprietários tiveram um aumento de 10%, 20%, 30%, e em seu caso o reajuste chegou a 100%. Outro questionamento é referente a taxa cobrada pelo recolhimento do lixo. “Estou indignada, pois na mesma rua que moro, tem vários valores de cobrança da coleta. O lixo de uns é mais caro que de outros?”, questiona. Ela relata que a explicação dada pela prefeitura é que Bento Gonçalves cobrava o valor do IPTU errado. “A minha casa continua a mesma, com a mesma metragem há 25 anos”, argumenta. Para a moradora Elvira Nichetti, a realidade de cobrança da taxa de lixo é um absurdo. “Comparando com um imóvel que tenho em Porto Alegre, onde tenho coleta de lixo úmido diária e existem varredores de

Carlos Barbosa

ACI promove feira de incentivo Como forma de ampliar e qualificar o empreendedorismo em Carlos Barbosa, a Associação do Comércio, Indústria e Serviços (ACI) realiza a 1ª Feira de Oportunidades de Negócios, em parceria com o Sebrae/RS. O evento ocorre de 14 a 16 de março, no Salão Paroquial da cidade, com a participação de profissionais que estarão orientando os visitantes sobre a criação de um novo negócio. A feira de nível estadual, idealizada pela ACI, é uma ação inédita e deve colocar a cidade no mapa dos municípios que promovem o incentivo ao em-

preendedorismo. O presidente da ACI, Fabiano Ferrari, afirma que “Carlos Barbosa será a capital do empreendedorismo durante esses três dias do mês de março”. Para ele, iniciativas como esta incentivam o desenvolvimento das empresas dentro e fora da cidade. “Nossa cidade tem vocação para ser o berço do empreendedorismo, com profissionais que se destacam como empreendedores e intraempreendedores”, reforça Ferrari. A Feira de Oportunidades de Negócios será montada de maneira que o visitante percorra o espaço e encontre todas as informações

que precisa para enfrentar a burocracia de um novo empreendimento. Dividido em “ilhas”, o local contará com espaços para quem pretende abrir ou já tem seu próprio negócio, planejamento, informações sobre crédito, formalização, e outros serviços. Durante os três dias de realização, diversas categorias do círculo empreendedor estarão presentes atendendo em estandes. A Feira terá ainda um espaço da ACI e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Carlos Barbosa, bem como informações sobre o Incubatório Industrial.

Equipamento foi adquirido através do PAC 2, do governo federal

Motoniveladora já integra parque de máquinas Monte Belo do Sul recebeu na terça-feira, 25 de fevereiro, uma máquina motoniveladora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). As chaves foram entregues ao prefeito Lirio Turri na quinta-feira, 20 de fevereiro, das mãos da

Presidente da República Dilma Rousseff, em Caxias do Sul. O Poder Executivo esclarece que este equipamento vem se somar com outras conquistas como a retroescavadeira e o caminhão caçamba adquiridos pela Administração.


22

Obituário & Publ. Legais

Faleceram em Bento LOURDES LUCIA FRIZZO CHIES, no dia 13 de Fevereiro de 2014. Natural de Carlos Barbosa, RS, era filha de José Frizzo e Rosalia Maldotti e tinha 86 anos. REGINALDO JOSÉ GOBBATO, no dia 14 de Fevereiro de 2014. Natural de Barão, RS, era filho de Darci Alberto Gobbato e Teresina Pedruzzi Gobbato e tinha 36 anos. LOUIZ BARBIERI, no dia 19 de Fevereiro de 2014. Natural de Monte belo/Bento Gonçalves, RS, era filho de Venerindo Barbieri e Irma D. Fantin Barbieril e tinha 58 anos. LORENA MONTIPÓ CONCEIÇÃO, no dia 20 de Fevereiro de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filha de João Montipó e Rosa Magagnin e tinha 91 anos. ALCIDES RESTELI, no dia 21 de Fevereiro de 2014. Natural de Veranópolis, RS, era filho de Luiz Resteli e Amabile Trevizan Resteli e tinha 69 anos. ASSUNÇÃO ALVES DOS SANTOS, no dia 22 de Fevereiro de 2014. Natural de São Nicolau, RS, era filho de Arminda Alves dos Santos e tinha 48 anos. FRANCISCO WALECHESKI, no dia 23 de Fevereiro de 2014. Natural de Iraí, RS, era filho de José Walecheski e Veronica Rukate Walecheski e tinha 68 anos. JOSÉ TADEU MIRANDA, no dia 23 de Fevereiro de 2014. Natural de Iraí, RS, era filho de Rosaria Miranda e tinha 59 anos. VALMOR DELAZERI, no dia 23 de Fevereiro de 2014. Natural de Nova Bréscia, RS, era filho de Arnesto Angelo Delazeri e Anilde Delazeri e tinha 68 anos. GERACI DE ARAUJO CONCEIÇÃO, no dia 24 de Fevereiro de 2014. Natural de Encantado, RS, era filho de José de Araujo Conceição e tinha 63 anos. JOSÉ FARIAS FILHO, no dia 24 de Fevereiro de 2014. Natural de Palhoça, SC, era filho de Nicolau Severiano de Farias e Alaide Farias e tinha 68 anos. LUIZA ALPINA RAMELLA RINALDI, no dia 26 de Fevereiro de 2014. Natural de Linha Jacinto/Bento Gonçalves, RS, era filha de Henrique Ramella e Josephina Giusti e tinha 96 anos. IRACEMA SCAPIN MILANI, no dia 26 de Fevereiro de 2014. Natural de Monte Belo/Bento Gonçalves, RS, era filha de Mario Adelino Scapin e Imelina Angela Cappelletti Scapin e tinha 60 anos.

Sábado, 1º de março de 2014


Sábado, 1º de março de 2014

Publicações Legais

23


24

Segurança

Sábado, 1º de março de 2014

Operação Viagem Segura

Patrulheiros de olho nas estradas Desde a meia-noite desta sexta-feira, 28, até a quarta-feira, 5 de março, as rodovias gaúchas serão fiscalizadas

A

26ª edição da Operação Viagem Segura, iniciou a zero hora de ontem e deverá encerrar a meia noite da próxima quarta-feira, 5. Segundo os patrulheiros da Polícia Rodoviária Estadual, todo o trabalho deverá ser organizado em prol da orientação aos motoristas, principalmente nos dias de folia carnavalescas, não somente na cidade como nos municípios vizinhos. A meta é diminuir o número de acidentes nas estradas da nossa região. A Operação Viagem Segura também alertará aos motoristas da importância do cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo, e os cuidados com a manutenção dos veículos. A média de vítimas fatais por dia nos feriados de Carnaval do período de 2007 a 2013 foi de 5,6, menor que a média dos feria-

dos (6,3). No ano passado morreram 24 pessoas nos seis dias da Operação. Considerando-se também o acompanhamento 30 dias pós-acidente, o número de mortos no trânsito chegou a 45, a maior média de mortos/dia nos feriadões de Carnaval desde 2007, e isso engloba também as estradas da nossa região. A Operação Viagem Segura tem como principais parceiros Brigada Militar e Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Detran/RS e Polícia Civil, sob a coordenação do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na Capital), Cetran/RS e Famurs. As 25 edições da Viagem Segura contabilizam mais de 2,4 milhões de veículos fiscalizados e 47 mil testes de etilômetro realizados. Foram registradas 345 mil

infrações, sendo 7,3 mil infrações por embriaguez. A fiscalização também recolheu 31.651 mil veículos e 9.532 CNHs nesses 25 feriados. Segundo o sargento Roberto Bortot, do Batalhão Rodoviário, com sede em nossa cidade, é importante que os motoristas tomem consciência de que as festas carnavalescas são de diversão nos salões e avenidas, mas nas rodovias todo o cuidado é pouco. “Esperamos que haja uma atenção redobrada, cuidados com as sinalizações e velocidade e que haja uma conscientização por parte de cada motorista evitando assim os acidentes, para que o feriadão não termine trágico”, disse. O Sargento ainda destacou de que novos radares foram colocados a disposição dos batalhões rodoviários, tudo para que haja uma fiscalização ainda maior na busca de evitar acidentes e multas desnecessárias.

NOEMIR LEITÃO

Noemir Leitão policia@jornalsemanario.com.br

Policiais vão abordar motoristas durante os próximos cinco dias de operação


Segurança

Sábado, 1º de março de 2014

25

Tráfico

1ª DP

Sai delegada Cristiane e entra delegada Maria

Moradores da região são presos no Paraná Família estava trazendo 20 quilos de cocaína para a Serra Gaúcha Noemir Leitão policia@jornalsemanario.com.br

Delegada Maria (E) substitui delegada Cristiane que irá para Porto Alegre A titular da 1ª Delegacia de Polícia, delegada Cristiane Pasche, está deixando Bento Gonçalves. Ela atuou cerca de três anos na cidade e pediu sua transferência para Porto Alegre. Cristiane se destacou pelo trabalho intenso de combate ao tráfico de drogas na Capital do Vinho, conseguindo a prisão de vários envolvidos com grupos da Região Metropolitana. Para o lugar de Cristiane está retor-

nando à cidade a atual delegada titular da Polícia Civil de Antônio Prado, Maria Isabel Zermann. A delegada havia passado em um curto período por Bento, ainda em meados de 2010, até ser transferida para aquela cidade. As alterações deverão ser confirmadas durante o mês de março. Cristiane Pasche atualmente está na Operação Verão, no litoral gaúcho.

Trânsito

Acidente na RSC-453 deixa homem ferido

Apesar da violência do choque, passageiro sofreu ferimentos leves Na manhã de ontem, um acidente na RSC-453, no trevo de acesso ao bairro Tamandaré, Garibaldi, deixou uma pessoa com ferimentos leves. A colisão ocorreu às 7h40min, quando o veículo Peugeot, com placas IRW 3116, de Bento Gonçalves acabou atravessando a pista e batendo com o veículo Corsa 1.6, placas IWS 6000, de Farroupilha. Com a batida um homem de 74 anos que estava como caro-

neiro do veículo Peugeot teve ferimentos leves, e teve que ser encaminhado para atendimento de rotina. Patrulheiros da Polícia Rodoviária Estadual estiveram no local, bem como dois caminhões guinchos para a retirada dos veículos. Neste trecho de acesso secundário para Bento já ocorreram diversos acidentes, devido a falta de sinalização e tentativas de ultrapassagens de forma irregular.

P

or volta das 19h da terça-feira, 25, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de plantão no posto de Santa Terezinha de Itaipu encontrou 22 tabletes de cocaína escondidos no tanque de combustível de um GM/Celta, placas de Bento Gonçalves. Na abordagem, os policiais suspeitaram do nervosismo da mãe do motorista durante a vistoria no carro, que passou a se sentir mal. Os nomes dos acusados não foram divulgados pela PRF. De acordo com o assessor de imprensa da PRF, policial Raone Nogueira, foram presos o motorista, de 33 anos, sua esposa, de 37, e sua mãe, de 48. Ainda estava no veículo um casal de adolescentes, o filho do condutor e sua namorada, ambos de 15 anos. Os três adultos foram levados para a Polícia Civil de Foz do Iguaçu, onde prestaram depoimento e após foram recolhidos à Penitenciária Estadual da cidade. Os menores foram colocados à disposição do Conselho Tutelar, que entraria em contato com familiares para buscá-los na cidade paranaense. A família seria natural de Coronel Bicaco e estaria morando no bairro Vale Verde, em Garibaldi. Porém, o motorista também teria residência em Bento Gonçalves. Ele foi reconhecido por moradores do bairro Tancredo Neves. A pesagem da droga resultou em 20,29 quilos. O motorista, após receber voz de prisão, relatou que pegou a droga no Paraguai e que receberia uma recompensa de R$ 10 mil para levá-la até a Serra Gaúcha. O condutor não especificou o nome da cidade em que a droga seria entregue.

O motorista, sua esposa e sua mãe estão na penitenciária em Foz do Iguaçu

Policiais suspeitaram da atitude de uma das ocupantes do veículo

Ladrões agridem mulher e levam seu carro no São Francisco

Menos de um mês após a morte do comerciante Reginaldo Gobato, um outro assalto no bairro São Francisco quase acaba em homicídio. Uma mulher de 34 anos, foi

assaltada quando estacionou o veículo Focus, placas de Bento Gonçalves, na rua Garibaldi, na manhã de ontem. A motorista foi abordada por dois homens, que anunciaram o assalto. No mes-

mo instante ela começou a gritar pedindo por socorro, foi quando a dupla lhe agarrou e entraram em luta corporal. Os criminosos levaram o automóvel e um aparelho celular.


26

Sábado, 1º de março de 2014

IGVariedades

DenisedaRé

Itacyr Luiz Giacomello | italugi@yahoo.com.br | n° 1.913

denisedarebg@gmail.com

A Fimma Brasil 2015

5º Jantar Baile Dell Vin

O Município de Bento Gonçalves – a terra dos grandes eventos – vai preparando a 12ª edição da FIMMA BRASIL – Feira Internacional de Máquinas, Matérias Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira – na Fundaparque de 16 a 20 de março de 2015. Promovida pela MOVERGS – Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul – liderada pelo presidente Ivo Cansan – Multimóveis – e equipe diretiva a FIMMA BRASIL é o maior encontro da América Latina reunindo a cadeia produtiva da madeira e móveis sendo uma das cinco maiores feiras do mundo do setor.

NA programação da festa do padroeiro São Bento, dia 10 de maio, às 19h45, CTG Laço Velho o 5º Jantar Baile Dell Vin animado pelo Conjunto Ragazzi Dei Monti. Cardápio especial, muita alegria, vinhos Batistello, água mineral e refrigerante inclusos. Fica o convite dos festeiros 2014 – Vitalino Nichetti, José Lírio Panizzi, Gentil Santa Lúcia, Mauri Demarchi, Oswaldo Zorzi e esposas. Prestigie!

Diretoria e novo presidente TECNOLOGIA de ponta, inovação para o setor moveleiro e bons negócios para os expositores figuram entre os atrativos, diferenciais da feira que deverá reunir centenas de empresas, dezenas de países apresentando novidades para o setor, parcerias comerciais gerando novos mercados. O presidente da MOVERGS Ivo Cansan informa que a posse da nova diretoria e presidente da FIMMA BRASIL 2015 será anunciada oficialmente no dia 25 de março 2014 durante a realização da MOVELSUL BRASIL que acontece de 24 a 28 de março em Bento Gonçalves na presidência de Henrique Tecchio. Sucesso!

CIC/BG – rumo aos 100 anos SERVIÇOS e oportunizando acompanhar acontecimentos do cenário econômico social, o CIC – Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves – desenvolve como porta voz os anseios junto a comunidade e região. Fundado em 24 de junho de 1914 o CIC/BG congrega mais de 700 empresas no seu quadro de associados, representando todos os segmentos produtivos. Uma trajetória de conquistas abrindo portas – mostrando caminhos! São 99 anos de história e destacada existência que orgulha Bento Gonçalves. Ao presidente Leonardo Giordani, membros diretivos e associados cuja programação de aniversário rumo aos 100 anos de existência, identifica a grandeza e representatividade da entidade, cumprimentos e votos de um futuro brilhante.

10º Passeio Ciclístico DENTRO das festividades do padroeiro São Bento, que acontece dia 06 de julho 2014, a Comissão Organizadora em parceria com a Jamar Cia do Esporte promovem dia 06 de abril – domingo – o 10º Passeio Ciclístico São Bento. Aos participantes prêmios e sorteio de brindes!

Movimentando corpo & mente DURANTE as estações do ano – faça frio ou calor – os cuidados devem merecer a atenção das pessoas e em qualquer idade. O importante é manter a paz de espírito, saúde e tranquilidade. Assim é a linha de trabalho da Corpore Academia – Qualidade de Vida – via Bairro Botafogo – 3451.5279 – onde as opções de lazer e bem estar são inúmeras. Trabalhando corpo e mente como um todo a Corpore Academia disponibiliza aos seus frequentadores e a sociedade da cidade e região, profissionais qualificados, atividades inéditas e tecnologia de ponta. Um trabalho de equipe sob a orientação das empresárias Viviana Geremia e Fabiana Geremia Bucco. É a boa semente em ação!

Brasil Alimenta SEGUEM os preparativos da 11ª Brasil Envase e Brasil Alimenta – Fundaparque, Bento Gonçalves – RS de 08 a 11 de abril 2014. A feira um grande encontro de oportunidades, inovação e negócios alinhada a alta tecnologia e 5 mil indústrias de bebidas convidadas. A ENVASE BRASIL vai reunir a Vinotech, Techlac e a Techbeer. A BRASIL ALIMENTA vai focar a MultiAgro e o Encontro Produtor, com importantes novidades. Segundo o Diretor Executivo da feira Osmar Bottega, Presidente Vicente Puerta e Diretor Comercial Joaquim Puerta oportunidades e negócios, vão surpreender!

Botafogo – jantar / baile / carnaval CARDÁPIO especial, muito chopp e alegria, o presidente do Clube Botafogo, José Antonio Kerber e Diretoria convidando para o Jantar Baile de Carnaval – Casais e Namorados – neste sábado, 1º de março 2014, às 20h30 com animação musical da Super Banda Saxônia. O evento carnavalesco terá ainda a participação da Escola de Samba União do Morro e a escolha da melhor fantasia. O Buffet – será servido pelo Restaurante Botafogo. O Clube Botafogo promove ainda nos dias 02 e 04 de março às 15h, animado Matiné Infantil para a garotada. É o Clube Botafogo na folia do Carnaval 2014! Sucesso!

A FRASE NÃO procure longe o que pode estar perto de você! A Felicidade! (.)

Clemência Substantivo comum, feminino, que significa tolerância, bondade, benevolência... Mas como substantivo próprio, mais feminino do que nunca, singularíssimo, precedido da designação Irmã, Clemência ganha ares de uma estrela. Do teatro. Verdade que a suscetibilidade da pré-adolescência deve ter pintado o quadro com mais tons de cinza do que realmente foi. Mas, se nem o tempo conseguiu desbotar esta lembrança, é porque a mensagem não foi nada clemente... Vamos aos fatos. Anos sessenta... Dourados? Nem os sonhos. De James Dean e sua juventude transviada, nunca ouvíramos falar. No lugar de jaquetas de couro e calça comprida, usávamos saia azul-marinho plissada, abaixo do joelho, e camisa branca. Ao invés de dançarmos o rock and roll e o twist, íamos para a capela rezar. Da arte contestatória sequer tínhamos notícia. Mas da arte dramática, ah, esta sim! E o nome, Irmã Clemência. Uma vez por semana, ela adentrava leve e solta em nossa sala do ginasial para a aula de Ciências. Parecia uma borboletinha, que, então, se transformava numa diva do teatro. Obviamente, não me lembro de todos os seus desempenhos, mas houve um que me marcou sobremaneira. O tema: aborto. Tenho ainda nítida a imagem: o desenho do útero no quadro-negro, ela com uma barra de giz traçando o destino de uma agulha de tricô imaginária e reforçando a dramaticidade com a voz saída lá de dentro das entranhas. A turma, imóvel e muda. O suspense era de matar (vale o trocadilho). De repente... CRÁS. Na tentativa de destruir o feto, a agulha furava o útero. Todas pulamos da cadeira ao mesmo tempo. Não sei quanto às outras, mas eu me contorcia de dor. E a tensão se repetiria na sessão da semana seguinte, feito novela global. Irmã Clemência, grande professora! De arte dramática.

“Flagrantes da vida real” As duas mulheres passeavam de carro na vizinha Garibaldi, depois do aniversário de Leonor (a moça do primeiro vestido tomara-que-caia, que completou, há pouco, oitenta e alguns, lembram?). Querendo aproveitar a viagem para coisas práticas – como é típico do nosso italiano –, uma delas sugeriu: - Vamos fazer compras no Carandiru? Tem muitas promoções...

“Flagrantes da vida real” O cara, indignado com os insultos ouvidos num evento que acabou em pancadaria, foi reclamar com o presidente de um Clube do município de... das redondezas. - Tu precisava ouvir! Um oficial daquele naipe dizendo palavras de baixo escalão... O outro corrigiu rapidinho: - Opa, opa! De baixo escalão? Então era um soldado.


27

Sábado, 1º de março de 2014

AssuntaDeParis REPRODUÇÃO

Festa da Uva A primeira festa foi realizada em um dia. Joaquim Pedro Lisboa é o idealizador da Festa da Uva. Em 1932, foi realizada a primeira Festa da Uva, em apenas um dia, com exposição de uvas. De acordo com o pesquisador caxiense João Spadari, foi somente no ano seguinte que a festa passou a ter destaque estadual, com a presença do governador JOSÉ ANTÔNIO FLORES DA CUNHA. Naquele ano, a festa teve novo espaço para sua realização com a construção dos pavilhões especiais, na praça principal de Caxias do Sul, denominada Dante Alighieri. O caráter nacional da festa emergiu em sua quarta edição, no ano de 1934, quando estiveram presentes representantes do governo federal, entre eles, o Ministro do Trabalho, Salgado Filho. O concurso da escolha da rainha, bem como seu trono, foram instituídos em 1933 para a realização da terceira edição. O objetivo do concurso era dar maior brilhantismo às festividades. Foi eleita rainha, pelo voto popular, Adélia Eberle. A solenidade de coroação ocorreu no cine teatro Central. No mesmo ano tiveram inicio os desfiles de carros alegóricos. Após a quinta edição da Festa da Uva, em 1937, seguiu-se um intervalo de 13 anos, devido a II Guerra Mundial. Somente em 1950 foi organizada uma nova festa, com grande participação de toda a região de colonização italiana na feira agroindustrial. Naquele ano, a festa se firmou com grande evento comemorativo e comercial. Também na quinta edição teve inicio a tradição da presença dos Presidentes da República nas aberturas ou encerramentos. O primeiro Presidente a prestigiar foi Eurico Gaspar Dutra. A construção do Parque de Exposições consolidou a importância da Festa da Uva. As obras foram concluídas na década de 1970, com recursos dos governos federal, estadual e municipal. A primeira Festa da Uva realizada nos novos pavilhões foi a de 1975, em sua 13ª edição, quando se comemorou o centenário da Imigração Italiana. Este ano, estamos na 30ª Festa da Uva 2014 com o tema: NA ALEGRIA DA DIVERSIDADE.

Tomada em Monte Castelo O dia 21 de fevereiro assinala a vitória da Força Expedicionária na batalha de Monte Castelo, na Itália, em 1945, durante a Segunda Guerra. Escrevia-se, a partir de então, na história daquele conflito um novo capítulo. O silvo da bazuca, o troar do canhão, o matraquear da metralhadorajá não se ouvia em Monte Castelo. Ali nos campos nevados, a paz começava a reinar espelhando todo o valor e valentia do soldado brasileiro. Até aquele dia o Vale do Reno havia servido de leito de morte para muitos de nossos valorosos soldados. Era árdua a missão daqueles jovens pois além de um inimigo aguerrido e bem armado, o rigor do invernos italiano também minava-lhe as forças. A estrada 64 era de vital importância na ligação com a cidade de Bologna. O inimigo, constituído pela 232ª Divisão de Infantaria Alemã possuia o comando total sobre a estrada e por isso as forças aliadas precisavam tomar a posição. Depois de muitas lutas, quando os nossos ataques eram quase sempre rechaçados pelas bem montadas, armadas e treinadas forças alemãs, que tinham como aliados o frio e o barro, a fibra do soldado brasileiro prevaleceu e a vitória aconteceu. Decorridos 29 anos do evento manifestamos nosso reconhecimento aos Expedicionários da Feb e uma homenagem aos pracinhas Remualdo Glaschek, Francisco Pértile, Silvino Lerin, Francisco Sabino, Balduino Luchese e José Fidelis de Freitas, residentes em nosso Município.


A Edição

www.jornalsemanario.com.br

56 páginas

BENTO GONÇALVES

Sábado

1º DE MARÇO DE 2014

Primeiro caderno .................. 28 páginas Esportes ................................. 4 páginas Empresas & Empresários ......... 8 páginas Saúde & Beleza ........................ 8 páginas Caderno S ................................ 8 páginas

ANO 47

N°3006

R$ 3,00

JOSIANE RIBEIRO

Carnaval 2014

Maria Fumaça invade o Porto Seco CapaS

Paula Zwirtes:Muitas mulheres em uma só CapaS

Affemaq

Casal Leonel e Paulina Giordani será destaque no desfile da Escola de Samba Embaixadores do Ritmo, em Porto Alegre

Euclides Rizzi assume o conselho

Página 18

Empresas&Empresários

Gauchão 2014

Os números do Esportivo Esportes

Editorial Falta de educação aponta que nossas escolas precisam de melhorias urgente


01/03/2014 - Jornal Semanário - Edição 3006