Issuu on Google+

EDUCAÇÃO

Exemplo de descaso ESTEFANIA V. LINHARES

Em meio à falta de vagas, escola no bairro São Roque aguarda há mais de um ano pelo término das obras Página 7 BENTO GONÇALVES, QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013 – ANO 47 – N°2971 – R$ 3,00 – www.jornalsemanario.com.br

Violência sexual

Abuso de menores intriga polícia Pelo menos nove crianças foram atacadas por um grupo de adolescentes quando estavam a caminho da escola

Página 13

FESTAS DE FIM DE ANO

ABASTECIMENTO

Venda de espumantes deve crescer 10% Página 5

POLICIAMENTO COMUNITÁRIO

DIVULGAÇÃO

Mesmo com investimentos, Corsan admite que problema pode atingir os bairros São Roque, Página 11 Aparecida, Cidade Alta e São Vendelino

FERNANDO LEVINSKI

Vai faltar água de novo

Serviço completa seis meses em Bento Gonçalves Páginas 8 e

9


2

Opinião EXPEDIENTE

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

EDITORIAL

Sofrimento silencioso

SEDE Wolsir A. Antonini, 451 Bairro Fenavinho - Caixa Postal 126 95 700.000 - Bento Gonçalves - RS ESCRITÓRIO CENTRAL Mal. Deodoro, Centro, 101 Galeria Central - Sala 501 DIRETOR PRESIDENTE HENRIQUE ALFREDO CAPRARA DIRETORES ANA INÊS FACCHIN HENRIQUE ANTÔNIO FRANCIO

JORNALISTA RESPONSÁVEL HENRIQUE ALFREDO CAPRARA Registro Prof. DRT 3321 Somos filiados à ADJORI / RS Este jornal não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados e não devolve originais que não foram publicados.

Nos casos de violência sexual contra menores, o silêncio é um escudo e um vilão. Manter sob segredo a agressão sofrida é um meio de se proteger de uma violação maior. Ao mesmo tempo, é garantia de impunidade para o agressor. No caso do abuso contra meninos, o problema é ainda mais preocupante. Mesmo quando o crime é descoberto por algum membro da família ou por vizinhos, o medo da exposição e da humilhação impede a denúncia às autoridades. Trata-se de um misto de aflição e revolta com o fato acontecido. Porém, o que choca mais a comunidade é que os O que choca mais a comunidade é crimes de violência sexual que os crimes de violência sexual em série que estão acontecendo em Bento Gonçalem série que estão acontecendo ves têm as crianças como alvo e são cometidos por tem as crianças como alvo e adolescentes, também mesão cometidos por adolescentes nores de idade. Será a sensação de impunidade ou um problema de psicose conjunta, que leva um grupo de garotos a cometer tamanha barbárie? Mas também, o que podemos esperar de um país que registra diariamente 360 casos de violência contra crianças e adolescentes? Pior de tudo é que a grande maioria desses registros parte de pessoas conhecidas desses jovens. Ao contrário do que acontece em via de regra, onde a maioria dos agressores está presente no mesmo lar em que residem suas vítimas, nossas crianças estão sendo atacadas na ida para a escola. Uma violência deste porte pode gerar traumas em

AntônioFrizzo FALE COM A GENTE Telefones: Central/Fax: 3455.4500 Escritório Centro: 3452.2186 Rádio - Estúdio: 3455.4530 Rádio - Coordenação: 3455.4535 Atendimento ao assinante: 3055.3073 ou 9971.6364 E-mails: classificados@jornalsemanario.com.br jornal.semanario@italnet.com.br radio@radiorainha.fm.br Sites: www.jornalsemanario.com.br www.radiorainha.fm.br Representante em Porto Alegre Grupo de Diários Rua Garibaldi, 659, Conjunto 102 Centro - POA - Fone: (51) 3272.9595 e-mail: fernanda@grupodediarios.com.br

Semanário na Internet Siga-nos no Twitter: @jsemanario Curta a fan-page: on.fb.me/jsemanario

Leia também no nosso site: www.jornalsemanario.com.br

crianças e adolescentes. E esse tipo de abuso está diretamente relacionado ao nível social dos envolvidos. Quanto maior a carência financeira, maior é a presença da violência, embora esta atenda todas as classes sociais. Outro fator que pesa no aumento de agressões passa pela impunidade e o medo de se denunciar. A Justiça tem se posicionado de forma lenta em alguns casos, o que inclusive gera prejuízos ainda maiores. Já o medo parte de quem teme pela fragilidade da Justiça e por consequência uma reação ainda mais violenta por parte dos agressores. As vítimas de hoje criam perspectivas de um futuro negativo e podem ser os agressores do futuro, uma roda que se vicia e preocupa. O medo da impunidade, no caso específico destas nove crianças, se dá porque os autores da violência sexual também são menores. Tem entre 15 e 17 anos e, mesmo que sofram punições socioeducativas, estarão nas ruas rapidamente, tornam estas crianças vítimas da própria sorte num futuro bem próximo. A situação é complexa e ao mesmo tempo muito delicada. O Conselho Tutelar precisa prestar o apoio necessário a estas famílias e aos menores que foram abusados sexualmente. O apoio psicológico é o principal, pois o abalo emocional de um menino que é atacado desta forma pode ter consequências irreversíveis futuramente. O abuso sexual é uma ferida que demora a cicatrizar, principalmente quando se trata de um garoto em fase de formação. Nossa legislação precisa ser um pouco mais rígida, já que estes monstros da pedofilia estão aparecendo cada vez mais cedo entre as famílias brasileiras. Alertar só não basta, é preciso punição rígida e severa.

Antônio Frizzo

antoniofrizzo@italnet.com.br

O apocalipse econômico Há algum tempo os pit bulls da chamada “grande imprensa brasileira” vem pregando ou anunciando uma “crise”. Afirmam que a “inflação está fora de controle”, que “a taxa de juros tem que subir”, que “só a recessão e desemprego podem segurar a escalada inflacionária”. E eles falam com a autoridade de quem conhece o assunto muito bem. Sim, afinal, são os mesmos que davam suas “abalizadas opiniões” na década de 90 e início da década de 2000, quando a Taxa Selic chegou a 46% e a inflação superou os 12% ao ano. Até o dólar beirou os R$ 4,00. Se o governo FHC tivesse seguido à risca as “orientações” desses “economistas de ponta” certamente teria quebrado o Brasil não três vezes, mas QUATRO ou mais. Ao longo desses últimos dez anos, eles têm anunciado o caos várias vezes. Quando eclodiu a maior crise econômica da história da humanidade, a partir dos Estados Unidos, os pit bulls tiveram orgasmos mentais e profissionais. Afinal, eles poderiam afirmar, categoricamente: “- ...bem, como havíamos previsto...”. Aí o Lula diz que “...o tsunami econômico mundial chegaria ao Brasil como uma marolinha...”. Ridicularizaram-no, tripudiaram sobre o “molusco analfabeto sem um dedo”. Mas, eis que, realmente, no Brasil a tal de crise econômica não passa, mesmo, de uma marolinha inconsequente. Foi comovente ver os pit bulls “explicando a crise mundial”. Muitos de seus professores certamente se perguntaram: “...-Será que não ensinei nada ou foram

eles que não aprenderam, mesmo?”. Mas, como eu confio plenamente na formação profissional desses experts a serviço dos meios de comunicação (não seriam contratados se não fossem, realmente, “muito entendidos” nos assuntos econômicos, não é mesmo?), estou esperando para ver acontecer a desgraceira, o caos que eles estão anunciando há muito tempo. No início do ano, com o aumento absurdo de alguns hortifrutigranjeiros (sazonalidade, talvez?) o tomate aumentou muito. Os “gênios” da economia afirmaram que “a inflação estava fora de controle” (chegava a 6,8% aproximadamente, ou seja, praticamente METADE do que era em dezembro de 2002, sem que eles proclamassem o caos total). Não satisfeitos, insistiram que “os juros deveriam aumentar.” Aí o governo atendeu e passou a aumentar a Taxa Selic todos os meses, para a alegria de banqueiros e rentistas. Os “donos do Brasil” não conseguiram tudo o que queriam com seus pit bulls economistas na imprensa, mas o aumento nos juros já “ajudava um pouco”. O índice de desemprego cai. A inflação se mantém nos mesmos patamares. O PIB não é chinês, mas está longe de ser americano ou da Zona do Euro. Ah, e os combustíveis não aumentaram como eles previam. A continuar assim, a “expectativa de crise” vai pro vinagre e os “economistas profetas do apocalipse” perderão ainda mais credibilidade. Já pensaram esse país com economistas sem credibilidade? Que venha logo essa “crise”.


Opinião 3

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Painel Projeto Pró-Mulher: defesa pessoal e artes marciais

Embrapa & Escola em Bento Gonçalves

ANELISE SULZBACH

De segunda, 21, até sexta-feira, 25, a Embrapa Uva e Vinho abrirá as portas de sua sede, em Bento Gonçalves (RS), para estudantes do município. No período, acontece a edição 2013 do Programa Embrapa & Escola – alunos na unidade de pesquisa, para a qual são esperados 1,3 mil estudantes de quartos e de quintos anos de 20 escolas locais, das redes estadual, municipal e particular de ensino. Serão seis ‘estações’ de visitação (análise sensorial, entomologia, microbiologia, fitopatologia, pós-colheita e esporte & saúde), enfatizando o modo como a pesquisa aplicada à agricultura pode colaborar para a saúde humana. Isso por conta do tema do evento neste ano – Ciência, saúde e esporte, o mesmo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que também ocorre de 21 a 25 de outubro.

quem éo poste? JOSIANE RIBEIRO

A atividade visa firmar uma parceria entre a Rede de enfrentamento a violência contra a mulher, e Escolas de Artes Marciais para auxiliar na defesa pessoal feminina. Conforme a psicóloga do REVIVI, Sandra Adelina Giacomini, a proposta é desconstruir o paradigma da mulher como “sexo frágil”, que as torna alvo de agressores em geral. “Queremos com este projeto que o aprendizado de técnicas de defesa pessoal seja uma ferramenta para contribuir com um sentimento de maior proteção e segurança, com fundamento predominante na área psicológica”, destaca. A reunião será realizada a partir das 14h, na sede do Ministério Público. Informações 3454.5400.

De

Provas do Enem serão aplicadas neste fim de semana

Na esquina da rua Wolsir Antonini, em frente ao Jornal Semanário, no bairro Fenavinho, um poste está deixando os moradores preocupados. Ele está com sua base podre (detalhe) e corre o risco de cair. A prefeitura interditou

O tempo vai passando e nada está sendo feito IRACI FANTIN, MÃE DE CHARLES FANTIN, JOVEM QUE FICOU PARAPLÉGICO APÓS LEVAR UM TIRO EM UM ASSALTO

o local apenas com fitas e, até o momento, não descobriu quem é o responsável pelo poste. Ao que se sabe, tanto a empresa de energia, como as de telefonia se eximiram da responsabilidade. E aí, vão esperar cair para fazer algo?

16ª CRE sedia encontro interregional de formação do EJA Amanhã acontece o Econtro Anual Inter-regional da EJA que reunirá 37 escolas nas coordenadorias de Bento Gonçalves, Caxias do Sul e Vacaria. O evento que acontece no auditório da UCS contará com a palestra do professor Luciano Rodrigo da Silva que abordará o tema “Metodologia de trabalho utilizada no combate à evasão escolar” e segue com atividades práticas para os 180 professores participantes. São responsáveis pelo eventos a 16ª, 4ª e 23ª CREs.

Próteses de Bruno Basso

Registro do Embrapa & Escola – alunos 2012

TrêsPontos... O que pode ser feito para que abusos sexuais contra menores não ocorram mais em nossa cidade?

Diferente do que foi publicado na edição da quarta-feira, 16, sobre a colocação das próteses para o jovem Bruno Basso, os R$ 15 mil é o valor que se espera arrecadar no Bingo Beneficente, que acontece no dia 16 de novembro, na comunidade do bairro Santa Helena. O cálculo certo para a colocação de cada prótese é de R$ 45 mil e a família espera com o evento arrecadar parte da verba, para depois ir em busca do restante para a colocação da primeira prótese. “Acho que as famílias devem ter mais aproximação dos filhos, e as escolas uma participação mais direta para buscar junto com a sociedade formas de conscientização para evitar esse tipo de crime”. Adriana Gabbardo, 44 anos, coordenadora dos Ceacris, moradora do bairro Botafogo.

“Deveria de ocorrer um trabalho todo voltado para orientar nossos adolescentes, tendo a participação da sociedade civil do nosso município e as entidades abraçando essa causa”. Enio Cecagno, 63 anos, professor e coordenador da 16ª CRE, morador do bairro Planalto.

Neste fim de semana, 7.173.574 milhões de inscritos irão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um grande esquema de logística foi montado para o transporte e a aplicação das provas em 1.161 municípios espalhados pelo país. Os candidatos farão as provas em 15 mil salas de aula e 660 mil pessoas vão trabalhar no dia do exame. Este ano, os cerca de 63 mil malotes de provas terão cadeado eletrônico com GPS para garantir a segurança. Do total de inscritos, a maioria já concluiu o ensino médio (4.052.038) e está na faixa etária de 21 a 30 anos (2.181.084). As mulheres representam 58,5% do total de inscritos.

A pergunta que não quer calar Maior Rede Varejista do Mundo, o Walmart, dono do Supermercado Nacional - Big - Maxxi Atacado - e TodoDia, desativará, no Brasil, 25 lojas, três no RS. Duas estão localizadas no interior. O Walmart fechará o Nacional de Xangrilá ou de Bento? Envie a sua sugestão de pergunta pelo e-mail redacao@jornalsemanario.com.br

“Um trabalho desenvolvido tendo como base a família, e buscar junto à própria sociedade formas de evitar esse tipo de crime, seja com a orientação adequada através de encontros e palestras”. Mari Cavagnus Lazzari, 60 anos, professora, moradora do bairro Universitário.


4

Geral

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Corte de árvores

Conselho diz que não foi consultado Secretário do Meio Ambiente se contradiz sobre a existência de laudos técnicos para a extração feita no bairro Cidade Alta FOTOS DIVULGAÇÃO

Facchin Editora

O

presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, Gilnei Rigotto, garante que já tinha alertado ainda em agosto o secretário Luiz Signor quanto a poda incorreta e o corte de árvores sem acompanhamento técnico e emissão de laudo. No dia 7 de agosto, uma matéria no Semanário intitulada “Comdema denuncia podas irregulares” apontava o alerta do presidente da entidade. Rigotto diz, inclusive, que os vereadores Adriano Nunes e Márcio Pilotti, respectivamente Presidente e Vice da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores, estiveram reunidos na época, a convite dele, com o secretário Signor para tratar desta questão. “Essa reunião foi uma sugestão minha, mas quando os vereadores sentaram com o Secretário apenas ouviram o que ele falou e saíram sem dizer

O corte dos Jacarandás em frente à praça das Rosas foi a gota d’água, mas secretário já anunciou que há mais árvores que pretende cortar

nada. E sem fazer nada” aponta o Presidente do Comdema. Rigoto explica ainda que chamou técnicos da Secretaria do Meio Ambiente para uma reu-

nião com o prefeito Pasin a fim de expor que o laudo técnico, assinado por eles, que o secretário usa para justificar os cortes que está fazendo, não inclui

os cortes e podas radicais que estão sendo feitos. Porém, diz o presidente do Comdema, nenhum dos técnicos dispôs-se a se reunir com o prefeito com este propósito. Gilnei Rigotto, que hoje ocupa também cargo na Secretaria de Meio Ambiente, diz que o Comdema não foi consultado, e nem sequer informado, da realização de podas e cortes. Ele enfatiza que o Conselho é apenas para aconselhamento e que, depois de realizado, não poderia intervir nessas questões, muito embora a Lei Municipal que criou o Comdema deixe claro que o próprio Conselho, como órgão deliberativo e fiscalizador, pode e deve atuar nessas questões - como já o fez em várias ocasiões podendo solicitar pareceres técnicos e laudos para a tomada de decisões em matérias que envolvam questões ambientais. editoria@jornalsemanario.com.br

O papel do Comdema A Lei Municipal N° 5.301/2011, estabelece que o COMDEMA é um órgão deliberativo, consultivo, propositivo, normativo, fiscalizador e de assessoramento dos poderes municipais, em caráter permanente, nas gestões referentes ao equilíbrio ecológico e ao combate às agressões ambientais em toda a área do município de Bento Gonçalves. Também determina que pode solicitar pareceres técnicos e laudos para a tomada de decisões em matérias que envolvam questões ambientais; assim como decidir em grau de recurso, em segunda instância administrativa, sobre procedimentos de apuração de infrações ambientais.

Uso de “cabos ecológicos”

Sem laudo técnico e com algumas contradições

O Presidente do Fórum Gaúcho de Arborização, Cássio Brufatto, destaca que atualmente não existe mais a necessidade de cortar galhos, ou até mesmo árvores inteiras, por causa de cabos de energia elétrica. “Uma das soluções é o uso de “cabos ecológicos” em alta e baixa tensões, assim conhecidos por evitarem a poda mais intensa ou a retirada de árvores próximas à rede elétrica”. Segundo ele, as empresas de energia elétrica já conhecem e sabem que além de apresentar o benefício ecológico, os cabos ecológicos evitam os desligamentos da energia elétrica quando houver toque de objetos estranhos na rede, como galhos de árvores. Outra vantagem é que, em caso de rompimento do cabo, o risco de acidente por choque

Na sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira (21), o Secretário Luiz Signor admitiu - como o Jornal Semanário divulgou na edição do dia 19 - que não possui laudo técnico para as árvores que foram cortadas até então. O secretário foi convocado a dar explicações sobre os cortes de árvores e ao ser indagado sobre a existência de laudos técnicos para a retirada dos dois jacarandás na rua Dr. Casagrande, em frente à Praça da Rosas, assim como de outros cortes realizados em vários pontos do município, admitiu que não os possui. E, portanto, que não houve o acompanhamento dos profissionais técnicos da Secretaria de Meio Ambiente nessas ações, que resultaram em muitas reclamações e protestos por parte da população. O secretário se limitou a dizer que havia problema com os galhos e

elétrico é minimizado. Cássio Brufatto cita como exemplo o município de Garibaldi, onde, o Conselho Municipal do Meio Ambiente adotou o sistema de permuta. Ao invés do velho sistema de ter que plantar duas ou três novas mudas de árvores para cada árvore cortada, o valor que seria investido nesse plantio é depositado no Fundo Municipal do Meio Ambiente e usado para ações com foco ambiental, como a troca por cabos ecológicos em pontos onde a vegetação pode impor riscos. “Assim se evita o plantio de árvores à revelia”, até porque o próprio setor imobiliário já encontra hoje extremas dificuldades em achar áreas para plantio de mudas quando implanta um novo empreendimento e necessita cortar árvores.

População manifestou-se na Câmara de Vereadores contra o corte e poda radical de árvores feita pela Secretaria, sem laudo técnico

os cabos de energia elétrica, no caso dos dois jacarandás. A contradição fica clara na matéria veiculada no próprio site da Prefeitura, publicada na manhã de sexta-feira (18), onde diz que “árvores com risco de queda são substituídas”. No texto a explicação dada é que: “As árvores substituíram dois jacarandás que foram cortados por oferecer ris-

co de queda em função do estado fitossanitário além dos galhos estarem em contato com rede elétrica, de acordo com parecer técnico de funcionários da SMMAM”. Um parecer que o próprio Secretário afirma não existir. Durante a sessão da Câmara, o afastamento do Secretário Municipal do Meio Ambiente chegou a ser requerido por vereadores.


Geral 5

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mercado

Ritmo acelerado para o final do ano Supermercadistas antecipam pedidos como estratégia para impulsionar compra e fugir de possíveis atrasos no transporte de produtos FERNANDO ZANCHETTI, DIVULGAÇÃO

Josiane Ribeiro

P

anetones e espumantes já tomam conta das gôndolas dos principais mercados de Bento Gonçalves. A situação se repete em grande parte dos estabelecimentos do Rio Grande do Sul e todo país. Essa antecipação, tradicional dos estabelecimentos, se acentua a cada ano. A estratégia dos supermercadistas está em impulsionar as compras de final do ano e garantir que os produtos estejam disponíveis para os consumidores sem atrasos. Apesar do cenário ainda ser característico pelas compras de última hora apenas em dezembro, a tendência é que ocorra uma antecipação pelos consumidores. Em 2012, os panetones, por exemplo, apresentaram um crescimento de 15% nas vendas, ocasionado justamente por essa medida dos supermercados. De acordo com Antônio Cesa Longo, presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), é importante despertar o consumidor para o “espírito” festivo do Natal e do Ano Novo. “Os consumidores estão visitando cada vez mais os supermercados. Cerca de 80% da compra é decidida no ponto de venda e antecipar essa exposição é uma boa alternativa”, explica. Segundo Longo, um fator que influencia para os pedidos antecipados é a dificuldade de logística. Com isso, os empresários evitam que os produtos fiquem presos no trânsito movimentado de dezembro. “A logística

é um dos grandes entraves do setor, fazendo com que nossas empresas necessitem um estoque maior desnecessário, em cerca de 10 dias, onerando-as com um valor de cerca de 2 bilhões de reais. Os produtos poderiam estar gerando mais renda e estão locados, como estoque de segurança, aumentando o risco de vencimentos e quebras de produtos”, afirma. Conforme Longo, o espumante, que teve um grande destaque em 2012, promete movimentar as vendas em 2013. “Essa é uma categoria que cresce não apenas nas festas, como também durante o ano. Hoje, 95% do espumante vendido nos supermercados gaúchos é produzido no Brasil. Os supermercados estarão prontos para abastecer todas as famílias gaúchas”, destaca. Essa visibilidade do espumante também é verificada pela Vinícola Lovara. “Podemos observar a antecipação dos pedidos em todo o país. Um dos motivos é a logística, pois dependendo do local de entrega, os produtos podem levar até 15 dias para chegar”, explica a enóloga Roberta Benedetti. Segundo ela, a ação é positiva e influencia na negociação com os clientes. “O produto é consumido durante todo o ano, porém o maior volume de vendas ainda são nas festas de final de ano. A expectativa de crescimento é muito grande”, complementa. geral4@jornalsemanario.com.br

Andreia Gentilini Milan, diretora de promoção do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), afirma que venda de espumantes neste ano já aumentou 7,68% comparado ao mesmo período do ano passado (números de janeiro a agosto). A expectativa é crescer ainda mais. A venda de espumantes em 2012 foi de 14,7 milhões de litros (11,97% de crescimento em relação a 2011). “Sabe-se que existe uma grande concentração das vendas de espumantes no último trimestre – cerca de 60% da venda –, em função do final de ano e por isso, observando o desempenho até o momento, a perspectiva é de seguir crescendo”, avalia. O objetivo, segundo Andreia, é que 2013 registre marca de comercialização entre 16,5 e 17 milhões de litros de espumante. “A meta estabelecida para o ano é aumentar a participação de mercado de 72,2% para 75%.

WAGNER MENEGUZZI, DIVULGAÇÃO

Venda de espumantes registrou aumento de 7,68% em 2013

Vínicolas esperam crescer 10%

Alem Guerra, diretor da Aurora

Se repetirmos o desempenho do ano passado e o mercado passar de 20 para 22,5 milhões de litros com certeza as vendas terão um excelente desempenho”, destaca. Para Alem Guerra, diretor geral da Vinícola Aurora, o último trimestre do ano é o de maior movimento, representando 40% das vendas do ano. A Aurora, que distribui seus produtos para todo o Brasil,

confirma também a antecipação dos seus produtos. “Em função das distâncias, o Norte e Nordeste sempre antecipam suas compras. Os clientes antecipam suas compras para não ficarem sem mercadorias na época que mais vende”, explica. De acordo com Guerra, a expectativa é fechar 2013 com 10% de aumento sobre 2012 na venda de espumantes. “Nota-se que o espumante vem tomando importância ao longo do ano. Seu consumo não se restringe mais às celebrações, festas de final de ano, aniversários, casamentos. Este quadro vem mudando muito ao longo dos anos, pois há menos de 15 anos, os espumantes só eram colocados nas gôndolas no final de ano e retirados logo depois das festas. Hoje, tomam um espaço importante e estão presentes desde grandes supermercados até pequenos pontos de venda”.


6 Geral

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Saúde

Fantin luta por cirurgia pelo SUS Há cinco meses, Charles aguarda o encaminhamento de uma consulta para que possa realizar a implantação de marca-passo FOTOS ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares

O

jovem Charles Fantin, 32 anos, aguarda ansiosamente há cinco meses a confirmação do agendamento da cirurgia para implantar um marca-passo diafragmático. Porém, nada está confirmado. Com o aparelho, o rapaz que está tetraplégico há onze anos ganhará mais autonomia, poderá passear com mais frequência e até mesmo voltar a estudar. A mãe do rapaz, Iraci Fantin, luta incansavelmente para que seu filho realize o procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ela explica que o médico Rodrigo Afonso da Silva Sardenberg, de São Paulo, esclareceu que com o aparelho será possível retirar o respirador artificial que utiliza atualmente. O cirurgião elaborou um laudo de como será a implantação do marca-passo para anexar ao processo. A cirurgia é semelhante à realizada no menino Jackson Rafael Ferreira Bottim, de Caxias do Sul. “Estávamos junto com o garoto, ele está bem e até retornou à escola”, comenta. Anteriormente havia informações que somente o profissional paulista fazia

Iraci Fantin luta para que Charles Fantin faça o procedimento

a cirurgia, porém surgiu este médico que se prontificou em atender Charles Fantin, em Caxias, e já conhece o caso. Para conseguir a cirurgia Iraci ingressou com um processo na Justiça para garantir que o procedimento seja realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), pois está na lista de cirurgias autorizadas. “A juíza tinha o prazo de cinco dias para que o Estado fizesse alguma coisa. Se terminou o período tem que tomar as providências”, afirma. Agora, a família aguarda um retorno da Secretaria de Saúde para que possa ser agendada uma consulta na Universidade de

Caxias do Sul (UCS) para que possa ser realizada a intervenção cirúrgica. De acordo com a mãe do jovem, o médico já conhece o caso de Fantin e se prontificou a realizar a cirurgia. “A juíza já deu o prazo e ninguém está falando mais nada. Então, são cinco meses esperando a consulta”, frisa. Benefícios Charles Fantin é tetraplégico e depende do respirador para sobreviver. Com a implantação do marca-passo, Iraci afirma que seria outra vida. “Você não faz ideia o sofrimento que a gente passa com esse apare-

lho, pois cai fora e apita. Não dá nem para ir ao banheiro tem que ir de porta aberta. Às vezes mal sai fora e o aparelho não apita e daí o Charles sente falta de ar.”, destaca. A mãe do rapaz relata que Charles Fantin possui vontade de estudar e de fazer outras atividades. “Na cabeça não atingiu nada e ele sabe tudo que está acontecendo, porém fala bem baixinho e a saúde dele está bem, o problema é esse aparelho”, pondera. Com o marca-passo, o jovem poderá sair mais frequentemente de casa e estudar. Hoje, ele utiliza o computador para acessar a internet e reencontrou diversos amigos. Um grupo de pessoas da época em que estava no Batalhão volta e meia visita o jovem, na residência da família. Segundo Iraci todos os anos, o grupo realiza um churrasco e a expectativa é que na edição deste ano que acontece em novembro, Fantin já tivesse realizado a cirurgia. “Estão todos tristes, e o tempo vai passando, e depois estamos em janeiro, e nada é feito”, enfatiza. O custo do procedimento seria R$ 388 mil. O médico de Caxias se propôs a realizar o

procedimento em Bento. Entre as vantagens da implantação do marca-passo está que o aparelho necessita apenas uma pilha por mês. No entanto, o respirador precisa de energia elétrica, e caso falte é necessário que tenha uma bateria recarregada. Para sair é necessária uma cadeira de rodas adaptada para carregar o respirador. Contudo, com o marca -passo poderá ser utilizada uma cadeira de rodas normal. bairros@jornalsemanario.com.br

Aparelho Definições O marca-passo é implantado no diafragma para estimular o nervo frênico, responsável por manter o diafragma funcionando. É usado para substituir a ventilação mecânica na maior parte dos doentes com lesões da medula dorsal, apneia do sono central e outras situações neurológicas. O sistema consiste em eléctrodos e receptores implantados cirurgicamente, associados a um transmissor que envia sinais de rádio através de antenas colocadas sobre os receptores.

Assalto o deixou tetraplégico Garoto implantou O rapaz Charles Fantin ficou tetraplégico após ser vítima de um assalto em julho de 2002, quando estava com 20 anos. O jovem foi abordado, por assaltantes por volta das 20h, no Parque de Eventos, localizado no bairro Fenavinho. Fantin estava no interior do veículo com a namorada quando foi baleado. Como o projétil ficou alojado no pescoço ele ficou tetraplégico. Foram meses internado até voltar para a casa, e desde lá precisa da ajuda do respirador de ventilação mecânica, cedido pela prefeitura. Ele possui a saúde sensível e frequentemente enfrenta problemas pulmonares. Além disso,

aparelho em abril

Jovem ficou tetraplégico após ser assaltado no Parque de Eventos

Fantin não pode ficar em casa sozinho. Na época do acidente, a mãe estava se aposentando e desde lá se dedica a cuidar do fi-

lho. A esperança é que Charles Fantin consiga realizar o mesmo procedimento que o garoto de Caxias.

O menino Jackson Rafael Ferreira Bottim, oito anos, conseguiu na Justiça a implantação do marca-passo, após a luta da família para garantir a cirurgia pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A operação foi realizada no mês de abril deste ano, no Hospital Geral, em Caxias do Sul. O marca-passo levou alguns dias para ser ligado, pois era necessária a cicatrização. Após o procedimento, o garoto passou por um período de adaptação, e já voltou a frequentar o terceiro ano do ensino fundamental. Anteriormente as aulas eram ministra-

das em sua residência. Jackson ficou tetraplégico depois de ser atropelado em 2010, em Garibaldi. O acidente afetou a função respiratória do menino, que depende de um ventilador mecânico e um cilindro de oxigênio para respirar. A ação tramitou em novembro de 2012. O aparelho custou R$ 388 mil, e o procedimento (equipe médica, cirurgia e internação) foi pago pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para garantir o procedimento, o Estado teve que realizar o depósito de R$ 1 milhão garantido por ação judicial.


Geral 7

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Educação

Obra de escola está abandonada Estrutura deveria estar atendendo cerca de 600 estudantes da rede municipal de ensino dos bairros São Roque, Zatt e Aparecida FOTOS ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares

S

inais de abandono são visíveis na obra da escola municipal localizada no bairro São Roque, paralisada desde outubro de 2012. Entulhos, restos de materiais de construção estão espalhados pelo pátio, que antes de ser destinado vigias eram ponto de encontro de usuários de drogas e de prostituição. Nas paredes palavras de incentivo ao uso de entorpecentes escritas por pessoas que frequentavam a estrutura e até mesmo dormiam na área construída. Em meio aos entulhos não é difícil encontrar ratos, baratas e animais peçonhentos. Com o objetivo de retomar a obra, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) realizou um encontro com a empresa Arena, para verificar a disponibilidade da mesma em concluir o trabalho. Conforme a secretária, Iraci Luchese Vasques, foi agendada uma reunião para negociação, com a Secretaria de Finanças, a fim de resolver pendências relativas ao exercício 2012.

Local utilizado por trabalhadores de empreiteira para dormir

A obra está 60% concluída, para o restante a Secretaria buscou recursos, junto ao Fundo Municipal de Desenvolvimento Integrado, que disponibilizou R$ 612.767,13. O colégio deverá atender aproximadamente 600 alunos de ensino fundamental, suprindo demanda de moradores dos bairros Zatt, Ouro Verde, São Roque e Aparecida. A Smed pretende iniciar as atividades letivas, assim que a obra estiver concluída. “Caso não se efetive os trabalhos para o início do ano letivo, os alunos

permanecerão nas escolas onde estão matriculados, sendo remanejados posteriormente sem prejuízo escolar”, explica Iraci. O quadro de profissionais que irão atuar no educandário que ainda não possui nomenclatura será formado através de remanejos e de possíveis nomeações de concursados. Atualmente, Bento Gonçalves atende a 8.727 alunos, destes 5.660 alunos do ensino fundamental, 161 do ensino médio e 2.906 de educação infantil. bairros@jornalsemanario.com.br

MOBILIZAÇÃO NAS RODOVIAS

Estradas poderão ser fechadas Empresas ligadas a Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICS Serra) podem organizar mobilizações para protestar contra o descaso do Governo do Estado com a infraestrutura da região. Um encontro amanhã, 24, vai definir quais serão as ações que as 11 entidades empresariais irão desencadear. Entre elas, está a forte possibilidade de paralisar o trânsito em diversas rodovias. Depois de inúmeras audiências com representantes do governo, entrega de pedidos e projetos, sem que houvesse nenhuma ação concreta, os dirigentes ficaram ainda mais indignados com o anúncio de que seriam recuperados 808 quilômetros de estradas no

Estado, dos quais, apenas 20,9 quilometros na serra. O movimento ainda não tem data definida, mas deve ocorrer entre a segunda quinzena de novembro e a primeira semana de dezembro. O presidente da CIC de Garibaldi, César Ongaratto, destaca que já foram realizadas diversas reuniões só para tratar do assunto. “Apresentamos projetos de engenharia e opções, mesmo que provisórias, para reduzir o número de acidentes que acontecem quase que diariamente. Dialogamos com pessoas dos mais diversos escalões do governo, entretanto, o resultado prático esta muito abaixo do esperado e do que merecemos na qualidade de uma das regiões mais produti-

vas deste Estado”, ressalta. Para Ongaratto, quando o assunto em pauta é a infraestrutura rodoviária, boa parte da região foi esquecida pelo Estado. “Precisamos encontrar alguma solução emergencial antes que o processo se torne irreversível. Por mais que sejamos compreensíveis, tudo na vida tem limite, inclusive a paciência, ainda mais quando fica evidente que o diálogo já não surte mais efeito”. Conforme o presidente da CICS Serra, Ademar Petry, já que não foram apresentadas soluções práticas diante dos inúmeros pedidos realizados pelas entidades da região, chegou a hora de romper com o diálogo e partir para ações mais drásticas.

Entulhos e vegetação alta se acumulam no pátio do educandário


8 Geral

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Policiamento comunitário

Seis meses contra a criminalidade Programa completa o primeiro semestre de atuação em Bento. Na comparação com 2012 houve reduções em vários itens Fernando Levinski

N

esta quarta-feira, 23, o programa de Policiamento Comunitário completa seis meses de atuação em Bento Gonçalves. O programa está dividido em seis núcleos comunitários atendendo 14 bairros da cidade. De acordo com o balanço divulgado pelo 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (3º BPAT), o segundo trimestre de atuação consolida uma queda em praticamente todos os crimes registrados na comparação com o mesmo período de 2012 (ver tabela ao lado). Comparando o mesmo período entre 2012 e 2013, os únicos problemas que registraram aumento foi o furto de veículos e o roubo a residências. As informações dizem respeito somente aos bairros atendidos pelo programa. Ao responder alguns apontamentos feitos pelos entrevistados (ver página 9) o comandante do 3º BPAT, major José Paulo Marinho, afirma que os policiais são orientados a visitar comércios e residências para se apresentarem e iniciarem uma identificação com os moradores e comerciantes. Além disso, os policiais também são orientados para participarem das reuniões nos bairros para informar as ações que estão sendo realizadas, além de tomarem conhecimento

Comparativo de ocorrências entre 23 abril e 22 de outubro de 2012 e 2013

Núcleo 23 de abril a 22 de julho

Delito Furto e arromb residência 13 2012 10 2013 -23% Variação

Furto de veículo 18 31 +72%

Roubo a pedestre 13 9 -31%

Roubo a residência 1 2 +100%

Roubo a est. comercial 15 18 +20%

Roubo de veículo 14 3 -78%

23 de julho a 22 de outubro

2012 2013 Variação

18 12 -31%

21 14 -34%

28 25 -11%

13 12 -8%

3 3 0%

16 9 -43%

9 3 -67%

Total 23 de abril a 22 de outubro

2012 2013 Variação

31 22 29%

35 31 -12%

46 56 +18%

26 21 -19%

4 5 +25%

31 27 -13%

23 6 -74%

FONTE: 2ª SEÇÃO/3º BPAT

dos pedidos da população. O major complementa revelando que a participação da população nestas reuniões é muito baixa. “Geralmente, quem participa destes encontros são aqueles que já sofreram com algum tipo de violência” explica. O major analisa que a participação comunitária é “fundamental” para o desenvolvimento das atividades. Marinho ressalta que um dos principais problemas enfrentados é a composição dos bairros. “Alguns são excessivamente residenciais, e outros, comerciais. Aqueles que são compostos pela maioria de residências, os moradores desejam um policiamento maior duran-

Programa está presente em oito cidades do estado O Programa Estadual de Polícia Comunitária já está em funcionamento nas cidades de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Campo Bom, Cruz Alta, Esteio, Passo Fundo, Rio Grande e Sapucaia do Sul com um total de 46 núcleos implantados. Até o final deste mês, o programa deverá iniciar também em Novo Hamburgo. De acordo com informa-

Furto e arromb est. com. 14 17 +21%

ções da Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), em Caxias do Sul os índices de homicídios reduziram 50%, já em furtos e roubos houve uma redução de 40%. Para integrar o policiamento comunitário não basta o policial ter a formação básica exigida para compor a Brigada Militar. Os agentes precisam participar do Curso de Promotor da Polícia Comunitária.

te o período da noite, quando as pessoas estão em casa. Nos locais onde há a maioria comercial, os proprietários destes estabelecimentos desejam um patrulhamento maior durante o horário comercial”, descreve. Portanto, para tentar ampliar o atendimento, o comandante do batalhão explica que desde o início do programa no município, os policiais têm a possibilidade de realizar o trabalho durante o horário normal de expediente e trabalhar recebendo em hora-extra. A respeito do furto de veículos, que registrou aumento na comparação entre o semestre de 2012 e 2013, Marinho afirma que ações com o POE

tem colaborado para combater este problema. Sobre o atendimento de ocorrências por viaturas fora do núcleo, Marinho afirma que se for necessário, o carro será deslocado para prestar auxílio em outras áreas e, quando não for mais necessário, a viatura retorna imediatamente para o patrulhamento no núcleo de origem. Os policiais que fazem parte do programa tem por obrigação prestar contas periodicamente das atividades realizadas ao comando da Brigada Militar. “O policial tem que nos justificar o que está fazendo no bairro que ele está inserido”, comenta o major.

6 Núcleos / Viaturas, 14 Bairros, 18 Policiais Militares, 42.285 moradores (37,5 % da população)

Composição Atualmente os núcleos da Polícia Comunitária são compostos por três policiais, viatura, coletes, rádios e armamento. Além de um núcleo composto por policiais civis. Até o final do ano deverão ser implantados mais dois postos: um abrangerá os bairros Santo Antão/Santa Helena e outro no Barracão. Nestes locais já acontece policiamento, a diferença será a implantação do modelo do programa. Para 2014 há a possibilidade da implantação de pontos em: Tuiuty/São Valentim e Vale dos Vinhedos. geral1@jornalsemanario.com.br

Núcleos Comunitários São Roque / Universitário Progresso / Humaitá / Maria Goretti São Francisco / Licorsul Cidade Alta / Juventude São Bento / Planalto / Fenavinho Botafogo / Santa Rita


Geral 9

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Opiniões nos bairros são divergentes Durante as entrevistas com moradores e comerciantes dos bairros atendidos pelo programa do Policiamento Comunitário, a reportagem do Semanário identificou opiniões variadas sobre a atuação dos policiais. Nos bairros onde o entrevistado principal, todos comerciantes e, alguns que residem no próprio bairro (ver abaixo), afirmou que nunca recebeu a visita dos policiais a reportagem entrevistou mais um comerciante e, em todos os casos, a informação foi repetida. No caso do bairro Humaitá, a empresária Thais Bordig-

FOTOS FERNANDO LEVINSKI

Viatura realizando o patrulhamento pelas ruas do bairro Botafogo

Ana Santalucia – Bairro São Bento: “Eles (os policiais) vem aqui várias vezes, com essa proximidade algumas pessoas suspeitas que ficavam nas redondezas desapareceram. Com isso eu sinto que as coisas melhoraram um pouco, principalmente pelo fato que já fomos assaltados algumas vezes. Entretanto, mesmo com a ronda dos policiais, sinto que nunca estamos 100% seguros”.

non afirmou que desconhece o Policiamento Comunitário. Outras duas pessoas de um comércio próximo também afirmaram desconhecer o programa. O Humaitá está inserido em um núcleo comunitário junto com o Progresso e o Maria Goretti. Entretanto, no bairro Botafogo o comerciante Adilson Beal enfatiza a proximidade que os policiais que atuam no núcleo, que também é composto pelo Santa Rita, tem criado com os comerciantes. “Eles chegam aqui para tomar um chimarrão, já há uma amizade”, explica. Porém, Beal comenta um

problema que tem sido falado em outros bairros. “No dia que o governador esteve em Bento, a viatura do bairro teve que fazer a escolta e, infelizmente, um mercado aqui perto foi assaltado. Um dos policiais (do núcleo) ficou inconformado com isso”, desabafa. E durante a passagem pelo Botafogo a reportagem do Semanário conseguiu o único registro de uma viatura fazendo o patrulhamento nas ruas. No bairro Licorsul um gerente de um estabelecimento, que pediu para não ser identificado, afirma que a segurança aumentou após a instalação do núcleo do policiamento.

Adilson Beal – Bairro Botafogo: “O policiamento comunitário é bem importante, porém, eu acho que as viaturas precisam circular mais. Entretanto, eles tem sido muito atenciosos, costumamos trabalhar com as portas fechadas e, quando eles não veem ninguém na loja no horário de expediente, eles descem da viatura e se aproximam para conferir se está tudo certo. Desta maneira já formamos uma certa amizade com eles. Lembro que no início do programa eles vieram aqui e se identificaram, também deixaram um telefone para contato. Infelizmente sofremos um assalto há dois meses, porém, quando ligamos eles apareceram muito rápido”.

Thais Bordignon – Bairro Humaitá: “Eu vejo muito pouco (a viatura), inclusive nunca recebi a visita de policiais. Eu desconheço a existência do Policiamento Comunitário. Além disso, eu trabalho de portas fechadas pois eu acho que precisamos de mais proteção aqui no bairro, pois, quando abri a minha loja passamos por várias tentativas de arrombamento”.

Christian Thomazini – Bairro Licorsul: “Penso que seria necessário aumentar o patrulhamento durante o período da noite, mas, no geral, a segurança aqui no bairro melhorou. Vemos a viatura circular com muita frequência pelas ruas e já vi os policiais abordando pessoas em atitudes suspeitas aqui nas proximidades”.

Cassiane Dal Prá – Bairro São Roque: “Eu sempre tenho visto a viatura circulando três ou quatro vezes por dia, além disso, tenho conversado com outras pessoas do bairro e elas também dizem que veem a viatura pelas ruas do São Roque. Eles (os policiais) já passaram por aqui e se identificaram. As coisas melhoraram, porém, eu gostaria que fosse instalado um posto fixo da polícia por aqui, claro, sei que todos os bairros precisariam ter um posto”.

Ludovico Carrer – Bairro Cidade Alta: “Eu tenho visto uma viatura circulando por aqui duas ou três vezes por semana, mas não me recordo de ter recebido a visita de policiais do programa. Eu penso que precisa reforçar a segurança nas redondezas, pois há muitos problemas por aqui, apesar de que algumas pessoas suspeitas já não ficam mais aqui por perto”.


10 Geral

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Emprego

Vagas de trabalho crescem 28,2% Nesse ano, Bento Gonçalves já registrou a abertura de mais de 2 mil postos de trabalho, superando mesmo período de 2012 Josiane Ribeiro

O

s nove meses de 2013 apresentaram um cenário positivo para quem estava em busca de uma vaga no mercado de trabalho. De acordo com o Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), foram registradas no ano 2.240 vagas com carteira assinada abertas no município, representando um aumento de 28,21% em relação ao mesmo período de 2012. No ano passado, de janeiro a setembro, o saldo foi de 1.747 vagas. No mês de setembro foram gerados 211.068 postos de trabalho no Brasil, um aumento de 0,52% sobre o total de empregos formais. Em setembro, 473 postos de trabalho abriram em Bento Gonçalves, representando um acréscimo de 1,14% sobre o total de empregos formais. O setor da Indústria de Transformação

foi o que mais gerou postos de trabalho no município, com 186 postos, seguido pelos setores de Serviços e Comércio com, 124 e 119, respectivamente. A construção civil e comércio foram os que obtiveram o maior crescimento relativo, com respectivamente, 1,59% e 5,70%. O setor apresentava um crescente fechamento de vagas, com 83 postos de trabalhos fechados em julho. Em agosto foram apenas seis vagas abertas. Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sitracom BG), Itajiba Soares Lopes, a retomada do saldo positivo já era esperada. “O segundo semestre sempre é mais positivo para o setor. Esse crescimento geralmente é para suprir a demanda do final do ano”, explica.

Vagas abertas com carteira assinada Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Total

2012 330 447 -15 250 187 35 115 157 241 1747

2013 567 425 126 363 196 104 -93 79 473 2240

Saldo positivo para setor De acordo com Cátia Scarton, presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), apesar do faturamento não estar alcançando os patamares

-200 0 200 -300 -100 100 300

Variação 237 -22 141 113 9 69 -208 -78 232 493

FONTE: CAGED

previstos no início de 2013 e das empresas enfrentarem dificuldades para fechar o ano sem perdas, a cadeia de madeira e móveis de Bento ainda consegue manter um saldo positivo na geração de empregos. Segundo a presidente, o dado é muito significativo para a eco-

nomia local, visto que a indústria moveleira representa quase metade do faturamento total da indústria no município. “De janeiro a setembro, o saldo na geração de empregos (admitidos – demitidos) fechou positivamente, em 291 pessoas. O mercado moveleiro tem características de sazonalidade e, provavelmente, os números verificados em setembro representam um ajuste das empresas para a demanda esperada no fim do ano, com aumento dos pedidos. A tendência é que o setor se mantenha nesse ritmo até dezembro. No que diz respeito à qualificação, esse ainda é um problema enfrentado pelo setor e que impacta nos custos com mão de obra. A baixa qualificação implica em menor produtividade e maior risco nas contratações”, avalia. geral4@jornalsemanario.com.br


Geral 11

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

JUSTIÇA RESTAURATIVA

Seminário debaterá a Cultura de Paz O município de Bento Gonçalves sedia amanhã, 24, e na sexta-feira, 25, o III Seminário Nacional sobre Cultura de Paz. O evento será realizado no auditório do bloco J, da Universidade de Caxias do Sul – Campus Universitário da Região dos Vinhedos (UCS Carvi). O objetivo do encontro é fortalecer as práticas de Justiça Restaurativa, e abordará temáticas relacionadas à família, educação, saúde, assistência social, segurança e justiça. No primeiro dia do seminário, as atividades iniciam às 18h30min, com o credenciamento e após a abertura oficial. A primeira palestra inicia às 20h30min, com a temática “Valores: resgatando o que nos torna humanos”, com o sociólogo da Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos) Giovanni Mattielo. Na sexta-feira, o evento começa às 8h30min, com a abordagem “Justiça Restaurativa: a dimensão do humano”, com o juiz titular da

1ª Vara Especial da Infância e Juventude da Capital Egberto de Almeira Penido. No período da tarde, o tema proposto é “Justiça Restaurativa: prática e teoria em diálogo para a construção de novos saberes”, abordada pela psicóloga e educadora Mônica Mumme e pela assistente social Selma Braga Salgeber. Ao final do evento serão estabelecidos os compromissos para o fortalecimento da rede para as práticas da Justiça Restaurativa. As inscrições custam R$ 30, e podem ser realizadas na Secretaria da Educação e 16ª CRE, ou na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A carga horária será de 12h e os organizadores fornecerão certificado aos inscritos que obtiverem o percentual mínimo de 75% de presença. O seminário é uma realização da Associação Educare e Ministério Público, com apoio da Secretaria Municipal de Educação, OAB e Universidade de Caxias do Sul.

FUTURO PROFISSIONAL DIVULGAÇÃO

Abastecimento

Corsan trabalha para evitar falta de água Bairros São Roque, São Vendelino e Aparecida sofrem com desabastecimento ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares

C

om a proximidade do verão, na qual aumenta o consumo de água, a preocupação se volta para do município. Para evitar a falta, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) vem realizando obras, porém alguns bairros poderão enfrentar alguns problemas. A autarquia está executando uma série ampliações nas redes dos bairros Imigrante, Santa Marta, Santa Helena e São Roque. Além disso, foram feitas substituições de antigas redes de água em diversas ruas. Segundo o gerente da unidade em Bento Gonçalves, Claudio Ferreto, em números redondos foram dez mil metros de novas redes de distribuição, com investimento de R$ 1,5 milhão. O investimento está previsto para o setor de captação de água bruta que gira em torno de R$ 5 milhões. A obra tem por objetivo o aumento da capacidade de captação. “É importante salientar que no último verão não tivemos problemas de abastecimento em nenhum bairro, fruto destes investimentos já realizados nas ampliações e substituições de redes”, comenta. Entre os bairros que enfrentam problemas com falta de água estão o São Roque, Aparecida, São Vendelino e Cidade Alta. Entretanto, Ferreto lem-

Servidores da autarquia trabalham na ampliação de redes em Bento

bra que com os investimentos já houve uma melhora na distribuição de água. As áreas mais altas requerem um número maior de estações elevatórias de água, em consequência os riscos ou a frequência de faltar energia elétrica em alguma destas estações é bem mais acentuado. O aumento do consumo de energia elétrica nos momentos de pico resulta em muitas quedas de luz nas estações de bombeamento e consequentemente paradas nas operações de recalques, dificultando o regular abastecimento nestes locais. O gerente ressalta que toda vez que ocorrem vazamentos de redes, e consequentemente existe a necessidade de fechar registros para efetuar os consertos, as regiões mais altas são as primeiras a serem desabastecidas e logica-

Evite o desperdício Alunos conheceram a estrutura da instuição e os cursos ofertados

Estudantes participam do Mundo Senai Os alunos do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente (Ceacri) AABB Comunidade realizaram uma visita ao Mundo Senai que aconteceu na quinta, 17, e na sexta-feira, 18. O programa tem por objetivo abrir as portas da instituição

para que a comunidade possa conhecê-la melhor. A programação foi realizada durante dois dias no Senai em Bento. São diversas oportunidades de interação e um ambiente ideal para o contato com o conhecimento.

Dicas Acumular maior quantidade de roupas e ligar menos vezes a máquina de lavar; Não usar mangueira ou água para varrer o pátio ou calçada, usar a vassoura antes e o balde; Fechar a torneira enquanto escovar os dentes, minimizar ao máximo o tempo com o banho de chuveiro; Nesse período de outubro à dezembro, uma grande parcela de prédios são lavados para possibilitar a renovação da pintura. Essa atividade, que pode ser considerada de forma coletiva cria períodos de altíssimos consumos, por isso, evite abusos; A instalação de um reservatório domiciliar adequado, conforme o número de moradores, atividade comercial ou industrial é de extrema importância para melhorar a regularidade do abastecimento.

mente as últimas a normalizar. “Nesses bairros cresce a importância dos imóveis estarem dotados de reservatório domiciliar adequado”, orienta. Ferreto esclarece que grande parte das ocorrências de vazamentos são resultantes de ações de terceiros nas vias públicas, que acabam atingindo a rede de água e prejudicando a normalização do abastecimento. São obras subterrâneas de cabos de energia elétrica, fibra ótica, conserto da rede pluvial (água da chuva), diversas construtoras que fazem valas nas ruas para vários fins. Orientações A Corsan realizou recentemente um monitoramento, no qual se percebeu que nos domicílios com reservatório adequado, as residências apresentam períodos de até cinco anos sem ocorrer nenhum registro de falta de água, e mesmo quando falta, o período é curto variando até no máximo quatro horas de desabastecimento. Outra constatação é que 99 % das reclamações de falta de água são em imóveis que não possuem reservatório domiciliar, ou possuem, mas a capacidade de armazenamento não é adequada para a proporcionalidade de ocupação do imóvel. bairros@jornalsemanario.com.br


12

Polícia

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Estradas

Segunda-feira de vários acidentes Imprudências cometidas na pista molhada foram alvo de muitas ocorrências atendidas pelo Grupamento Rodoviário da Brigada Militar FOTOS ANTONIO SERGIO DE OLIVEIRA/RÁDIO DIFUSORA, DIVULGAÇÃO

Noemir Leitão

C

om a chegada das chuvas em nossa cidade, a segunda-feira, 21, foi de muito trabalho para os integrantes do Serviço Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros e do Batalhão Rodoviário da Brigada Militar. Em poucas horas do dia, vários acidentes foram registrados nas rodovias RSC-470 e ERS-444. Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas. Um acidente de trânsito ocorreu por volta das 11h30min no Km 227 da RSC -470, em Garibaldi, que deixou duas pessoas feridas. O fato ocorreu passando o acesso principal de Garibaldi, numa colisão entre uma Kombi, placas de Estrela, e um caminhão Mercedes, de Garibaldi. Os motoristas dos dois veículos sofreram ferimentos leves e foram socorridos de imediato e encaminhados ao hospital daquela cidade. Por volta das 11h40min também da segunda-feira, um

Apesar da gravidade dos acidentes, motoristas e passageiros sofreram apenas ferimentos leves

JUSTIÇA FEDERAL

acidente de trânsito foi registrado na ERS-444, na localidade do Barracão em nossa cidade, no quilômetro cinco. No local ocorreu uma colisão entre um caminhão, placas de Bento, com um Gol, de Vacaria. Duas pessoas do veículo Gol foram socorridas e encaminhadas com ferimentos até o Hospital Tacchini, porém sem gravidade. Por fim, outro acidente de trânsito, também veio a ocorrer no Km 217, da RSC-470, próximo do trevo do bairro Santa Rita em Bento Gonçalves, culminou com uma pessoa ferida. No local houve um choque entre dois veículos Uno, modelo novo. Um dos carros placas de Bento, outro, de Belo Horizonte. O condutor do Uno, de Belo Horizonte, de uma autolocadora, sofreu ferimentos, foi socorrido e encaminhado ao Hospital de nossa cidade, onde horas mais tarde foi liberado. policia@jornalsemanario.com.br

DESLIZAMENTO

Novo prédio será inaugurado Queda de barreiras Será inaugurada hoje a nova sede da Subseção Judiciária de Bento Gonçalves. A cerimônia, que inicia às 16 horas, contará com a presença do desembargador federal Luiz Fernando Wowk Penteado, vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), e dos juízes federais José Francisco Andreotti Spizzirri, diretor do Foro da Justiça Federal do RS (JFRS), e Luciana Dias Bauer, diretora do Foro local, além de outras autoridades. Situado na rua 13 de Maio, 310, o novo prédio-sede da Justiça Federal tem 1.939 m2 distribuídos em quatro pavimentos, com amplas condições de acessibilidade. No andar térreo, o público terá acesso direto a vários servi-

ços, como a Central de Atendimento ao Público (CAP), salas de perícias médicas, sala da OAB e agência bancária. Nos andares superiores, com acesso por elevador, ficam as duas varas federais da cidade. O prédio conta ainda com auditório, salas de audiências com sala de reconhecimento e local de espera para testemunhas, além de Central de Mandados. Em função da mudança para a nova sede, os prazos de todos os processos em tramitação nas duas varas federais da subseção estão suspensos desde a quarta-feira, 16. Até o dia da inauguração, os casos de urgência ou que impliquem perecimento de direito que venham a ocorrer durante o horário de

expediente foram atendidos em regime de plantão pelo telefone.

na rodovia ERS-446

27 municípios A Subseção Judiciária de Bento Gonçalves, implantada em 1998, atualmente possui jurisdição sobre os municípios de André da Rocha, Barão, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Carlos Barbosa, Coronel Pilar, Cotiporã, Dois Lajeados, Fagundes Varela, Garibaldi, Guabiju, Guaporé, Monte Belo do Sul, Nova Araçá, Nova Bassano, Nova Prata, Paraí, Pinto Bandeira, Protásio Alves, Santa Teresa, São Jorge, São Valetim do Sul, São Vendelino, Serafina Côrrea, Veranópolis, Vila Flores e Vista Alegre do Prata.

Desmoronamento ocorreu no início da tarde da segunda-feira, 21

Na tarde da segunda-feira, 21, em virtude das chuvas ocorreu um desmoronamento com uma pequena queda de barreira na altura do KM 13 da ERS-446, próximo a comunidade de Santa Clara Baixa, na cidade de Carlos Barbosa. Os trabalhos de orientação do trânsito foram efetuados, já

que existia a possibilidade de ocorrer novos deslizamentos. No local, foram colocados cones sinalizando o perigo, onde o Grupo Rodoviário de Bento Gonçalves orientou os motoristas que deveriam ter total cuidado ao passarem por esse local, evitando assim futuros acidentes.


Polícia 13

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Violência sexual

Polícia investiga casos de abusos Pelo menos nove menores foram atacados por adolescentes nas últimas duas semanas quando estavam a caminho da escola Noemir Leitão

U

ma série de abusos sexuais ocorrido nas últimas duas semanas tem intrigado agentes da Polícia Civil e integrantes do Conselho Tutelar. Pelo menos nove crianças teriam sido atacadas por um grupo de adolescentes quando estavam a caminho da escola em um bairro da cidade. Os pais registraram ocorrência policial e o caso está sendo investigado em duas frentes: pela Polícia Civil e também pelo Conselho Tutelar. Como o caso envolve menores sendo vítimas e, possivelmente, também como autores, tudo é tratado com absoluto sigilo. A suspeita dos ataques iniciou quando uma mãe compareceu à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para registrar uma ocorrência de abuso sexual contra seu filho. O fato

teria ocorrido na terça-feira 15, e registrado na quarta, 16. O garoto, de 12 anos, teria sido abusado sexualmente por um jovem de 17 anos. A partir daí, agentes da Polícia Civil foram até a escola do menino para descobrir pistas sobre o autor do abuso. Em contato com a diretora do estabelecimento de ensino, os policiais foram informados que este não seria o primeiro caso ocorrido nos arredores da escola. A suspeita é de que, pelo menos, outras sete crianças tenham sido molestadas. Após a primeira denúncia, outras duas famílias compareceram à delegacia para registrar ocorrência de abuso contra seus filhos. Em um dos casos, a mãe denuncia que seu filho de 10 anos começou a chegar em casa com brinquedos e presentes depois de sair da escola. Ela procurou o Conselho Tutelar e o menor afirmou às

conselheiras que tinha sido abusado algumas vezes por um jovem de outra escola das proximidades da sua. Segundo as conselheiras, o menino revelou que uma turma de jovens estaria aliciando crianças do bairro nas proximidades do estabelecimento de ensino e praticando os abusos. Os pais suspeitam que seu outro filho, também menor de idade, possa ter sofrido abuso também. Os fatos teriam ocorrido na quinta-feira, 17. Os casos estão sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP). Conforme a delegada titular, Cristiane Pasche, os fatos estão sendo apurados, porém os detalhes das ações não serão divulgados. Ela informa que não irá se manifestar sobre o suposto abuso em função da legislação de proteção a crianças e adolescentes.

Os ataques registrados Na terça-feira, 15, um jovem de 12 anos teria sido molestado por um adolescente de 17 anos. O ataque teria ocorrido na parte da manhã, quando o garoto se dirigia para a escola. O caso foi registrado na DPPA pela mãe do menino na quarta-feira, 16. Na sexta-feira, 18, outra família registra um caso de abuso sexual contra menor na DPPA. O fato teria ocorrido na quinta-feira, 17, e envolveu um menino de 10 anos. Ele confidenciou o caso às integrantes do Conselho Tutelar. O modus operandi foi semelhante ao do primeiro caso registrado na Delegacia de Polícia. Porém, desta vez, o garoto teria recebido brinquedos do autor do abuso. A família suspeita que o irmão dele, de apenas oito anos, também tenha sido violentado. Mesmo que o caso seja in-

editoria@jornalsemanario.com.br

vestigado de forma sigilosa, a polícia já sabe que as ações de violência sexual têm acontecido em horário escolar, na parte da manhã e da tarde, no momento em que as crianças estão se dirigindo para a escola. Um grupo de adolescentes, com idade entre 15 e 17 anos seriam os autores dos ataques, porém nenhum deles foi identificado até o momento. Eles seriam estudantes de uma outra escola, que fica próxima ao estabelecimento de ensino onde as crianças foram atacadas. Existe a suspeita, até o momento, de que pelo menos nove menores tenham sido molestados pelo grupo de adolescentes. A polícia aguarda o registro de novas ocorrências envolvendo o abuso sexual de crianças FONTE: POLÍCIA CIVIL E CONSELHO TUTELAR

Conselho Tutelar apura fatos MP aguarda resultado A presidente do Conselho Tutelar, conselheira Solange Balestreri Dias, revela que os depoimentos dos menores ainda precisam ser mais detalhados para que os autores sejam identificados. Ela explica que no primeiro caso registrado, por exemplo, o acusado do abuso ainda não foi apontado pela vítima. A família e o menor afirmaram que não sabem quem é o autor do abuso. Porém, a conselheira acredita que o nome ainda não tenha sido revelado por medo de represálias ou mesmo por constrangimento. Solange adianta que haverá uma busca incessante no intuito de apurar todos esses casos entre os menores e que eles serão levados ao conhecimento da Promotoria da Infância e da Juventude. “Estamos trabalhando muito para que possamos apurar esses fatos e levar ao conhecimento da polícia e da justiça. Mas como se trata de menores, também esbarra-

NOEMIR LEITÃO

Conselheira Solange Dias acompanha os casos e orienta as famílias

mos na lei e, contudo, temos que ter todo o cuidado necessário”, destaca. A presidente afirma que o Conselho Tutelar está prestando auxílio psicológico e psiquiátrico para as vítimas e

seus familiares. Segundo ela, o atendimento destes casos tem prioridade no conselho. “Estamos acompanhando a situação das famílias como um todo, para que este trauma seja superado”, disse.

das investigações A repercussão do caso de abuso sexual de menores na cidade vem sendo acompanhada com cautela também pelo Ministério Público (MP). O titular da Promotoria da Infância e da Juventude em Bento Gonçalves, promotor Elcio Resmini de Meneses, aguarda o encerramento das investigações para definir qual será o posicionamento do MP na questão. Meneses ressalta que já tomou conhecimento da situação. Ele destaca que o problema vivido pelos menores é muito delicado e é preciso uma ação muito cautelosa por parte do Conselho Tutelar. O objetivo é averiguar os fatos de forma criteriosa e, se for o caso, formalizar um pedido de punição aos responsáveis. “Ainda não temos todo o encerramento do processo de investigação e avaliação por

MÁRCIA FERREIRA, ARQUIVO

Promotor Élcio Resmini Meneses

parte do Conselho Tutelar, mas já estamos tomando conhecimento da situação e iremos averiguar e buscar formas que possam orientar as famílias desses menores”, finaliza.


14

Esportes

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Distrital

DOWN HILL

Rodada decisiva domingo Jogos válidos pela 9ª rodada dos quadros A e B encerram a fase classificatória além de decidir vagas Vinícius Mieznikowski

A

penúltima rodada dos quadros A e B foi de muitos gols no domingo, 20. Com os resultados, já vão aparecendo os classificados. Flamengo, Estrela da Serra e Barracão, no final da fase classificatória ainda estão brigando pela liderança. No quadro A o Flamengo é o líder com 19 pontos, seguido pelo Barracão que tem a mesma pontuação, perdendo apenas pelo saldo de gols, o Flamengo tem dois a mais. No quadro B o líder é o Estrela da Serra com 19 pontos com o Flamengo na vice-liderança também com 19 pontos. Nos resultados do final de semana, o quadro B teve o Estrela da Serra goleando o Rosário por 6 x 0 no 8 da Graciema. O Barracão jogando em casa ganhou por 2 x 1 do Inter da Leopoldina. O Inter da Eulália venceu o Sociedade Cruzeiro por 4 x 1 e o Flamengo de São Valentim bateu o Tuiuty por 3 x 2. No quadro A o Estrela venceu o Rosário de Faria Lemos por 3 x 2, enquanto o Barracão repetiu o placar do quadro B e ven-

Classificação Quadro A 1) Flamengo 2) S. Barracão 3) Estrela 4) Inter E. 5) Inter L. 6) Tuiuty 7) Rosário F.L 8) Ouro Verde 9) S. Cruzeiro

Quadro B P 19 19 15 13 8 7 5 4 1

S 18 16 8 1 1 -8 -4 -23 -10

ceu por 2 x1 também. Inter da Eulália fez 4 x 3 no S.Cruzeiro e o Flamengo fez a goleada do quadro, 5 x 0 no Tuiuty. A próxima rodada é a última da fase classificatória. Os confrontos nos quadros A e B vão ficar da seguinte forma: Tuiuty x Ouro Verde, S. Cruzeiro x Flamengo, Inter da Leopoldina x Inter da Eulália e Rosário de Faria Lemos x Barracão. Os jogos acontecem em Tuiuty, Sertorina, Leopoldina, Faria Lemos. Quem vai para a semi? Os jogos de ida do Distrital de Veteranos teve surpresas

1) Estrela 2) Flamengo 3) Inter E. 4) S. Barracão 5) S. Cruzeiro 6) Inter L. 7) Ouro Verde 8) Rosário F.L 9) Tuiuty

P 19 19 14 11 10 6 4 3 2

S 23 11 8 3 2 -5 -21 -13 -7

no último sábado, 20. O São Pedro jogando no Barracão goleou o Ouro Verde por 4 x 0 e está muito perto da fase semi-final. O Barracão fez uma partida mais equilibrada com o Rosário de Monte Belo e jogando em casa conseguiu ganhar pelo placar de 1 x 0. A partida isolada aconteceu na Leopoldina onde o Cruzeiro L. venceu o Grêmio Tuiuty por 4 x 0, resultado que surpreendeu pela quantidade de gols e também pela campanha do Grêmio Tuiuty que era o favorito, por conta de sua campanha durante toda fase classificatória.

Os jogos da volta do Veteranos acontecem neste próximo sábado, 26. A primeira partida tem como local Tuiuty onde Barracão e São Pedro abrem a tarde a partir das 13h45min. Ainda em Tuiuty a equipe da casa, o Grêmio Tuiuty encara o Cruzeiro da Leopoldina a partir das 15h45min, encerrando os jogos do dia na localidade. No distrito de São Pedro, a equipe do Ouro Verde encara os donos da casa, o time do São Pedro com horário marcado para às 16h30min . Artilharia A liderança da artilharia do Distrital de Veteranos continua com o atleta Zenir Rasia da equipe de Monte Belo. O segundo colocado é Dorival Razia, também com sete gols. A terceira colocação é de Marcelo Vignatti do Grêmio Tuiuty com cinco gols e na quarta colocação Luiz Alberto Bianchi do Barracão com quatro gols. esporte@jornalsemanario.com.br

ADHV deu show em Barbosa Carlos Barbosa recebeu atletas de todo o Rio Grande do Sul para participar da sétima etapa do Campeonato Gaúcho de Down Hill. A competição que aconteceu na localidade de Castro no sábado e domingo, 19 e 20, levou um grande público ao local. Grandes tendas foram montadas na área próxima, onde ficavam atletas, familiares e organizadores do evento. A equipe da Associação Down Hill do Vinho de Bento Gonçalves, esteve presente com cerca de 20 atletas e fez bonito conseguindo boas colocações na competição. Na categoria Júnior o atleta Igor Lorenzon, conquistou a primeira colocação com o tempo de 1m58s35m. Na categoria Rígida, José Luiz Zortea chegou em segundo lugar com 2m7s e Maicon Sperotto foi o terceiro com 2m10s. Na Master A1 Diogo Zanetti levou a segunda colocação, com o tempo de 1m56s70m. Para fechar com chave de ouro o grande número de vitórias, Lucas Bertol foi o segundo colocado com o tempo de 1m44s73m.

ESTADUAL DE VÔLEI

MONTE BELO DO SUL

Bento Vôlei vence e se aproxima da final

Quartas de final definidas

O Bento Vôlei venceu mais uma pelo estadual masculino. A equipe da capital do vinho bateu o ISDH de Cruz Alta, por 3 x 0, com parciais de 25/22, 25/15, 25/19. Com este resultado o Bento chega mais perto da decisão do campeonato estadual. A partida que aconteceria na cidade de Cruz Alta teve o mando de quadra alterado pela Federação Gaúcha na última hora para Bento, em acordo com as equipes participantes, já que o Ginásio da equipe de Cruz Alta não estava em condições plenas de ceder partidas pelo Campeonato Estadual de Vôlei.

ANDRÉIA DE DEUS, DIVULGAÇÃO

Equipe da Capital do Vinho se aproxima da final do Estadual

O melhor jogador em quadra foi o jovem ponteiro Gustavo Fuhr, que é nascido e formado em Bento Gonçalves.

O final de semana teve mais jogos, pelo municipal de futebol de Monte Belo. No domingo, 20, a quinta rodada que teve início às 14h30min nos estádios do Municipal e Santa Bárbara foi de muitos gols. No Estádio Municipal o 24 de Maio aplicou uma goleada no São Paulo, 4 x 0, e o Grêmio bateu o Miramar por 2 x 0. Na localidade de Santa Bárbara, o Rosário venceu o Cruzeiro por 2 x 1 e o Santa Bárbara empatou em 0 x 0 com o Nacional. Com estes resultados os jogos de ida das quartas de final da competição que acontecem no dia 3 de novembro, ficaram da seguinte forma; O São Paulo enfrenta o Santa Bárbara a partir das 14h30min no estádio

de Santa Bárbara e na sequência o Nacional pega o Cruzeiro com partida prevista para às 16h30min. Na localidade do Rosário o Fátima enfrenta o 24 de Maio às 14h30min e logo após o Rosário joga com o Grêmio. Os jogos acontecem no dia 3 de novembro, já que no próximo final de semana acontece o 1º Torneio de Tiro de Laço de Monte Belo do Sul. A competição até o momento teve 26 jogos com um total de 59 gols marcados, com uma média de 3 gols por partida. Foram distribuídos 101 cartões amarelos e 8 cartões vermelhos. A equipe mais disciplinada na competição é o Santa Bárbara que também tem a defesa menos vazada, sofreu apenas um gol.

Próxima rodada Quartas de Final 03/11 - Domingo São Paulo x S. Bárbara 14h30min - S. Bárbara Nacional x Cruzeiro 16h30min - S. Bárbara Fátima x 24 de Maio 14h30min - Rosário Rosário x Grêmio 16h30min - Rosário

Artilheiros Nome Diego C. Edson Rasia Rafael Razador Cléber Reginatto Cristian S.

Gols 4 4 4 2 2


Esportes 15

Quarta-feira, 23 de outubro de 2013

COPA DO MUNDO

Delegação da Costa Rica em Bento A delegação da Seleção da Costa Risca chega amanhã, 24, a Bento Gonçalves com o objetivo de conhecer a cidade, sua estrutura hoteleira, turística e do município. Os responsáveis estarão visitando o Estádio Montanha dos Vinhedos, que deverá passar por reformulações em toda sua estrutura para receber equipes para a Copa do Mundo.

Segundo o secretário de esportes Gustavo Sperotto, a delegação da Costa Rica está viajando por todo o estado e colocou Bento Gonçalves no roteiro As visitas iniciam às 8h no Montanha dos Vinhedos e logo após a delegação visita o hotel Spa do Vinho, onde faz sua parada para almoço e encontro com autoridades.

CITADINO DE FUTSAL

Quinta-feira encerra a fase classificatória O Citadino de Futsal teve sua rodada antecipada para a segunda-feira, 21, nos jogos que aconteceram no Ginásio Municipal de Esportes. No primeiro jogo da noite o Samuca´s United venceu por 8 x 4 a equipe do Fantasma F.C. No segundo jogo o Tancredo bateu o Lokomotiva por 5 x 3, enquanto que o Winners goleou o Mercado Bandeira por 6 x 1. A liderança dos grupos segue com as seguintes equipes; na chave A o Ligeirinho briga com o Santa Helena e o São Bento. Na chave B o embate é entre duas equipes, Papelaria Portal e Panizzi F.C. Na chave C o Samuca´s United segue com tranquilidade e deve ficar com a primeira colocação do grupo. No grupo D quem terminou como líder foi o Parma F.C.

A última rodada da fase classificatória acontece nesta quinta-feira, 24, com jogos que vão decidir quem fica e quem passa para o mata-mata. As partidas que acontecem no Ginásio Municipal de Esportes iniciam às 19h30min com o D.S.A. Tropicoferr encarando a A.F.E. No segundo jogo da noite o Só Bruxos joga com o Netfar F.C. e o Tigres F.C. faz o terceiro jogo da noite com Samuca´s United. O Ginásio da Busa será o palco para as equipes do Fantasma F.C. e Atlético/Breany. O Energia Blackout pega na segunda partida no Vale dos Vinhedos o time da Vigilância Patrulhense. No jogo que encerra o Verona F.C. desafia o Santa Helena Futsal. (* Até o fechamento desta edição, não tinhamos os resultados da rodada do dia 22/10).

Série Ouro de Futsal

BGF empata em casa e ainda tem chances Resultado deixou o time de Bento Gonçalves mais longe da classificação VINICIUS MIEZNIKOWSKI

Vinícius Mieznikowski

O

BGF não teve sorte na noite do sábado, 19, quando empatou em casa com o Sananduva. A equipe de Bento Gonçalves saiu ganhando no início do primeiro tempo, e tinha o domínio do jogo. O Sanaduva ganhou fôlego e esboçou uma reação, empatando em 1 x 1 e depois virando o jogo para 2 x 1. O BGF correu atrás para tentar o gol de empate e conseguiu o segundo gol num pênalti, convertido pelo jogador Carlão, faltando 3 minutos para acabar a partida. Já pensando no próximo jogo, o técnico Vaner Flores, diz que a falta de três de seus principais jogadores será a maior que já teve durante toda a competição. “Perder três peças como o Suelton, Pelé e Carlão mostra aquilo que já falamos há tempo, a questão do plantel reduzido. Vamos jogar com os mais jovens e não vamos cobrar deles a responsabilidade de ganhar o jogo. Mesmo com esse resultado, vamos continuar focando jogo a jogo,” disse Flores. Para o dirigente da BGF, Alcindo Somensi, o Sanaduva é um adversário direto na briga pela classificação e o empate acabou sendo um bom resultado pelas circunstâncias da

BGF saiu ganhando e depois buscou o empate para garantir ponto

partida. “A nossa equipe no final acabou tendo um resultado importante, pois estávamos perdendo o jogo, e deixamos escapar os pontos que talvez, pudessem nos levar a uma semi-final. Agora o pensamento é nos dois jogos fora, com times de Liga; Assoeva e Atlântico, e o jogo em casa com a equipe do Cachoeira. Os dois jogos fora, são os mais complicados. A nossa dificuldade aumenta agora, pois no próximo jogo com a Assoeva não vamos contar com três atletas que tomaram cartão amarelo; Suelton, Pelé e Carlão, o que dificulta bastante. Mas enquanto houver possibilidade, nós vamos lutar até o fim. Sabemos que o nosso plantel é reduzido e que os nossos atletas se doaram muito dentro de quadra com Sananduva, além

do trabalho da nossa comissão técnica que é muito competente,” Explicou Somensi. Para o jogador Carlão, o BGF pagou pelos erros que cometeu na partida. “A nossa equipe não pode errar do jeito que errou, pois tomamos os gols num momento de vacilo. Nós não conseguimos colocar a bola pra dentro do gol nas oportunidades que criamos e esse resultado não era o que a gente queria,” explicou o Ala Carlão. O próximo jogo da BGF é fora de casa no sábado, 26, com a equipe da Assoeva em Venâncio Aires, a partir das 20h. Nos outros que completam a rodada jogam ACBF x Cachoeira Futsal, ADS x Atlântico e Afusca x Alaf. esporte@jornalsemanario.com.br


www.jornalsemanario.com.br

A Edição

BENTO GONÇALVES

32 páginas

Quarta-feira

23 DE OUTUBRO DE 2013 ANO 47

Primeiro caderno .................... 16 páginas Classificados .......................... 16 páginas

N°2971

R$ 3,00

ESTEFANIA V. LINHARES

FUTSAL SÉRIE OURO

BGF empata e complica classificação à semifinal

Caso Charles Fantin

MARCELO MACIEL

Pelo direito de respirar Aos 32 anos, ele luta há quase dois anos por uma cirurgia através do Sistema Único de Saúde (SUS)

Página 15

Página 6

COPA 2014

Seleção da Costa Rica visita Bento Gonçalves Página 15

Editorial Sofrimento silencioso trata sobre as questões envolvendo o abuso sexual de menores


23/10/2013 - Jornal Semanário - Edição 2971