Page 15

Geral 15

Sábado, 8 de fevereiro de 2014

Lago Fasolo

Lançado o processo licitatório para limpeza Resíduos das casas que são enviados apenas para as caixas coletoras

Uma empresa será contratada para fazer a retirada das marrequinhas

O sistema de bombeamento de esgoto das residências próximas ao Lago Fasolo está paralisado há cerca de três meses. A energia era ligada na casa de um dos moradores, e foi cortada. Segundo o morador Ivo Belitzki desde que a luz foi cortada não é realizado o bombeamento do esgoto. Assim, os resíduos chegam até a caixa coletora e não são direcionados para a tubulação. Os canos que fazem o bombeamento possuem um diâmetro pequeno e não comporta o volume. “O cano está quebrado e o esgoto está indo todo para o lago”, revela. Os contadores foram desli-

gados. Conforme o acordo, um morador sedia a energia e ele não pagava a conta da luz que ficava sob responsabilidade do Município. A enxurrada fazia com que voltasse tudo. Todas as saídas de esgoto possuem uma caixa coletora pequena. Conforme Belitzki, o corte da energia foi realizado pela prefeitura. Ele explica que foi cedida a entrada, pois não conseguiram fazer a instalação da caixa no outro lado. O muro próximo em virtude da escavação está caindo. O mau cheiro e a quantidade de mosquitos incomodam as pessoas que residem próximas do local.

Estefania V. Linhares

FOTOS ESTEFANIA V. LINHARES

Bombas do esgoto estão desligadas há três meses O

regional@jornalsemanario.com.br

processo licitatório da contratação de uma empresa para a limpeza do Lago Fasolo já está em andamento. O projeto prevê a retirada das marrequinhas que estão na superfície da água. O secretário de Meio Ambiente, Luiz Augusto Signor explica que está entrando em contato com os empreendimentos para a realização do serviço. “A responsabilidade da limpeza será da prefeitura. O trabalho restante é de responsabilidade da Corsan”, esclarece se referindo ao processo de canalização. Ele lembra que esteve visitando o local e não foi constatada a mortandade de peixes. O tratamento do esgoto ficará a cargo da

Após conclusão, a Corsan será a responsável pela fase do TAC Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) seguindo o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público. Nos próximos dias deverá ser definida a empresa contratada e o serviço deverá durar cerca

de 15 dias. “Estamos em busca de alguém que realize o trabalho, que é atípico”, destaca. De acordo com o Signor durante a quinta-feira, 6, três empresas visitaram o lago para analisar as atividades que devem ser realizadas no local.

08/02/2014 - Jornal Semanário - Edição 3000  

08/02/2014 - Jornal Semanário - Edição 3000 - Bento Gonçalves/RS

Advertisement