Page 1

BENTO GONÇALVES

sábado

31 DE MAIO DE 2014

ANO 47 N°3032 R$ 3,00 www.jornalsemanario.com.br

FOTOS CRISTIANO MIGON

Turismo

Sabemos receber os estrangeiros? Repórter do Semanário se passa por turista holandesa e mostra os pontos positivos e negativos de nossa cidade Páginas 16 e 17

Mobilidade Urbana

Caminhões com dias contados

Prefeitura prepara nova legislação para retirar veículos pesados da área central e melhorar o fluxo dos carros FML ASSESSORIA ESPORTIVA, DIVULGAÇÃO

Futsal Série Ouro

Dia de Davi contra Golias Hoje, às 20h, no Ginásio Municipal, BGF faz o clássico serrano contra a ACBF, precisando de uma vitória.

Copa do Mundo

Que tipo de TV comprar? Páginas 12 e 13

Páginas 14 e 15

Página 7

?


2

Opinião EXPEDIENTE

Sábado, 31 de maio de 2014

Editorial

Caminhões x área urbana SEDE Wolsir A. Antonini, 451 Bairro Fenavinho - Caixa Postal 126 95 700.000 - Bento Gonçalves - RS ESCRITÓRIO CENTRAL Mal. Deodoro, Centro, 101 Galeria Central - Sala 501 DIRETOR PRESIDENTE HENRIQUE ALFREDO CAPRARA DIRETORES ANA INÊS FACCHIN HENRIQUE ANTÔNIO FRANCIO

JORNALISTA RESPONSÁVEL HENRIQUE ALFREDO CAPRARA Registro Prof. DRT 3321 Somos filiados à ADJORI / RS Este jornal não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados e não devolve originais que não foram publicados.

Para o motorista que anda de carro na área central de ruas de Bento não aguentam mais tanto peso. Que a prefeiBento Gonçalves, ver o tamanho dos caminhões que divi- tura realmente tome a decisão certa e tire a tão falada legisdem espaço das estreitas ruas da Capital do Vinho com os lação do papel. Se não for assim, uma hora destas a cidade automóveis pode até parecer um delírio. Infelizmente, nos- vai realmente parar, pelo menos nos horários de maior consa cidade carece de uma legislação contundente e precisa centração de veículos em suas vias. não para proibir, mas para regrar a forma como estes veícuAté bem pouco tempo, as ruas alternativas eram uma oplos pesados vão circular. Hoje, qualquer tipo de caminhão ção interessante para quem não queria enfrentar o trânsito circula nas vias da área central. Alguns, infernal da área central. Só que este promais ousados, ainda ficam trancados em blema, assim como um câncer maligno, vai locais como a rua Carlos Flores, próximo se espalhando, e atingiu em cheio a rota de Se é para retirar os fuga tão bem utilizada pelos motoristas. ao Senac, onde insistem em passar com caminhões da área A solução agora é encarar o problema de “brutamontes” de cinco, seis e, pasmem, até nove eixos. frente. central, que seja Nota-se que os caminhoneiros devem coUm primeiro passo, mesmo que tímido, de forma organizamentar, uns com os outros, que Bento Gonfoi dado com a instalação das faixas seletida e inteligente çalves é uma terra sem lei, onde se pode vas para ônibus e táxis. O prejuízo de imatudo. Afinal, caminhões com excesso de gem do prefeito fez com que a medida fosse peso usam nossa cidade como rota de fuga minimizada e ficasse apenas com os expeda fiscalização da Polícia Rodoviária. Viajam de Passo Fun- rimentos das ruas Júlio de Castilhos e Barão do Rio Branco. do, Nova Prata e outras cidades sabendo que Bento Gonçal- Nada de avanços para as temidas ruas Osvaldo Aranha e ves é o porto seguro dos caminhoneiros imprudentes. Aqui, Saldanha Marinho. Tocar nelas seria, para alguns, um verpode-se tudo, ou quase tudo. dadeiro sacrilégio. Por isso, se é para retirar os caminhões Será que falta coragem de termos uma lei como a aplicada da área central, que ela seja feita de forma organizada e inem São Paulo, o maior centro econômico do país, onde os teligente, para que sejam evitados recuos políticos estraté“grandalhões” do trânsito foram impedidos de circular? As gicos logo ali a frente.

Artigo Médicos de Fora

FALE COM A GENTE Telefones: Central/Fax: 3455.4500 Escritório Centro: 3452.2186 Rádio - Estúdio: 3455.4530 Rádio - Coordenação: 3455.4535 Atendimento ao assinante: 3055.3073 ou 9971.6364 E-mails: classificados@jornalsemanario.com.br jornal.semanario@italnet.com.br radio@radiorainha.fm.br Sites: www.jornalsemanario.com.br www.radiorainha.fm.br Representante em Porto Alegre Grupo de Diários Rua Garibaldi, 659, Conjunto 102 Centro - POA - Fone: (51) 3272.9595 e-mail: fernanda@grupodediarios.com.br

Semanário na Internet Siga-nos no Twitter: @jsemanario Curta a fan-page: on.fb.me/jsemanario

Leia também no nosso site:

www.jornalsemanario.com.br

Não faz muito que o Governo Federal implantou o Programa Mais Médicos como parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. Com a convocação de médicos para atuar na atenção básica de municípios com maior vulnerabilidade social e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), o Governo Federal garantirá mais médicos para o Brasil e mais saúde para você. Pelo menos esse era o mote do governo para importar milhares de médicos estrangeiros, especialmente de Cuba, para suprir os pequenos municípios e periferias das grandes cidades. Agora, de surpresa, uma resolução da Secretaria Estadual da Saúde (SES) pode deixar mais de 800 mil pessoas sem serviços médicos em hospitais de pequeno porte, sem serviços de parto e pequenas cirurgias de urgência, motivo: racionalizar o uso de recursos e garantir atendimento qualificado em centro maiores. Justamente quando parte da população se manifesta contra a realização da Copa do Mundo no Brasil, o governo do Estado anuncia essa medida, dizendo aos municípios: oferecemos-te recursos, só que para isso, você tem de fechar o bloco cirúrgico e não realizar mais partos. Em resumo: não ser mais um hospital, mas sim um pronto-atendimento. A resolução já foi aceita por 39 das 88 instituições que se encaixam na modalidade - estabelecimentos com até 50 leitos ou que realizam menos de 20 partos por mês, geralmente localizados em cidades com até 10 mil habitantes. Em síntese, essa é a notícia do momento. Oficializou-se a ambulancioterapia, em detrimento de modernidade em hospitais de pequeno porte, e sem dúvida, vai apenas aumentar a superlotação em hospitais regionais e da capital. Não entendo, em vista disso, a alegada necessidade de médicos de fora se era justamente de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, com mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência desses profissionais. As parturientes terão que se deslocarem para outros centros, viajando até 500 km como já aconteceu com algumas, para serem atendidas, em nome da racionalização de recursos por parte do Estado. Dinheiro existe para construir estádios padrão-FIFA, mas

quando se trata de investimento na saúde do cidadão e da cidadã, neca pau. Lembro-me de um artigo da nossa escritora e historiadora Assunta De Paris, diretora do Arquivo Histórico Municipal intitulado “Bento Gonçalves e seus Médicos”, relatando que “quando os primeiros imigrantes se estabeleceram em Bento Gonçalves a palavra médico não era pronunciada, pois este profissional não existia entre os moradores. Quem atendia os doentes eram os práticos, pessoas com alguns conhecimentos sobre doenças, isto é, chás de ervas, pois era a única solução para a maioria dos males da população”. Entre os práticos atrevo-me a incluir as parteiras, que prestaram um grande serviço às parturientes de então e elas ainda existem em muitas regiões do país desprovidas de médicos. Os médicos de fora, como os doutores Bartolomeu Tacchini, Lodovico Barbieri (Vico) e Beniamino Giorgi, vieram para cá e construíram os seus hospitais com o apoio da comunidade, quando não existiam recursos e/ou investimentos por parte do governo. O Hospital Tacchini, atualmente, serve de referência no país, haja vista sua modernidade e corpo clínico de qualidade, no entanto, quando foi construído, no inicio do século passado, era apenas uma utopia. Quando não se deixa pequenos hospitais crescerem, quando não se dá condições econômicas para fazer procedimentos de pequena e média complexidade, acaba-se destruindo as instituições e afastando os profissionais do município, diz o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremers), Fernando Weber Matos. Para os prefeitos, a consequência é o agravamento da ambulancioterapia. Viva à Copa do Mundo! Que voltem os práticos, as parteiras e também a pajelança.

ALCEU MEDEIROS Advogado O texto para esta seção deve conter aproximadamente 2.500 caracteres, incluindo os espaços, e ser enviado para o endereço de e-mail redacao@jornalsemanario.com.br


3

Sábado, 31 de maio de 2014

Painel HUMOR

20 anos do grupo Tia Luíza

Moacir Arlan

Zona Azul mais cara A partir de amanhã, 1º de junho, passará a valer uma nova tabela de valores para o estacionamento rotativo pago zona azul -, em Bento Gonçalves. Com o reajuste, o valor mínimo para 30 minutos passa de R$ 0,65 para R$ 0,75. O último reajuste foi feito em 2011.

Os novos valores Foram comemorados na terça-feira, 27, os 20 anos de fundação do Grupo de Idosos Tia Luíza, do bairro São Roque. O evento contou com a participação dos integrantes do lar, além de convidados especiais e da imprensa. O coordenador Altair Fernandes, o Feijão, relatou após o almoço toda trajetória do grupo e o compromisso que é feito através da colaboração das pessoas da nossa sociedade. O evento teve como local o salão da associação dos moradores do bairro São Roque, onde o grupo realiza suas atividades semanalmente.

30min: de R$ 0,65 para R$ 0,75 60min: de R$ 1,30 para R$ 1,50 90min: de R$ 1,95 para R$ 2,25 120min: de R$ 2,60 para R$ 3 Tarifa de regularização do horário excedido no ticket: de R$ 5,50 para R$ 6,35 Tarifa de regularização por ausência de ticket: de R$ 11 para R$ 12,70 Coletores de lixo e entulhos: R$ 11,50 por dia por container/coletor

Tarifa de água sobe 6,04% O Conselho Superior da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Agergs) aprovou, na tarde desta quinta-feira, o aumento de 6,04% nas tarifas da Corsan a partir do dia 1° de junho. A proposta inicial da Corsan era de que o reajuste fosse que 11,55%, o que acabou não se concretizando. O conselheiro relator do processo, Ayres Apolinário, afirma que a fórmula utilizada para este reajuste será a base do cálculo para os próximos cinco anos. “Isso aqui é uma revisão tarifária que se faz de cinco em cinco anos, não é um reajuste de ano a ano, mas que praticamente dá na mesma coisa. Então me parece justo esse trabalho que foi feito

A pergunta que não quer calar Atenção Consepro, é hora de pavimentar o pátio externo da delegacia ao lado do presídio. Carros de policiais estacionados em cima da grama não contribuem para a venda da boa imagem da policia. Ou contribuem? Envie sua sugestão de pergunta no e-mail redacao@jornalsemanario.com.br

Onde está o parquímetro? FOTOS NOEMIR LEITÃO

Vários motoristas estão reclamando dos seguidos problemas ocorridos com os parquímetros da zona azul de estacionamento. Nas últimas semanas, eles estão tendo panes seguidas e deixando de funcionar, quase que ao mesmo tempo. Um dos atingidos pelo problema foi o empresário Paulo Bertamoni. Segundo ele, o parquímetro da rua Dr. Antunes, no Centro, estava quebrado e ele não conseguiu colocar o tíquete no veículo. Mesmo dando o dinheiro para uma das

monitoras, foi informado que só conseguiriam deixar o veículo sem multa por alguns minutos. Resultado: acabou recebendo uma multa por causa do tempo estourado. “Tinha horário marcado para atender um cliente e, mesmo querendo pagar, acabei multado”, reclama. Motoristas denunciam que, além do parquímetro da Dr. Antunes, o localizado na esquina da rua Barão do Rio Branco e o da rua Cândido Costa também apresentam problemas.

pela Agergs rapidamente porque já a partir de 1° de junho tem que ser feita essa cobrança e não poderíamos estar prejudicando a população, que teria depois duas contas juntas, e nem a própria Corsan”, ressalta. No ano passado, o reajuste nos custos dos serviços da Corsan foi de 6,89%, 13,2% superior ao aumento de 2014. A mudança vale para 353 municípios gaúchos, o que equivale a aproximadamente sete milhões de pessoas. O aumento não será aplicado pelos municípios de Erechim, Santa Cruz do Sul e São Borja, que possuem agências reguladoras próprias.


4 Opinião

Sábado, 31 de maio de 2014

AntônioFrizzo antoniofrizzo@italnet.com.br

A hora é agora!

Prioridades O presídio

Há pouco tempo, Bento Gonçalves e região conseguiram uma mobilização fantástica em torno da Consulta Popular. A população votou muito, batendo todos os recordes, para que tivéssemos o aparelho de Radioterapia em nossa cidade. O número de votos superou as mais otimistas expectativas e venceu outras demandas, inclusive de Caxias do Sul, onde o número de eleitores é bem maior. Pois bem, depois de algum tempo, graças ao esforço financeiro singular do Hospital Tacchini – que até empréstimos bancários teve que fazer – as instalações foram concluídas, obedecendo todos os inúmeros requisitos que tal aparelho exigia, cujo custo foi mais do que o dobro do próprio aparelho, e necessitando, inclusive, contratar pessoal altamente especializado para operá-lo, passado o Tacchini a oferecer o que de mais moderno havia no mundo em termos de radioterapia para tratamento do câncer. Mas, chegou outro momento. A hora deste momento é agora!

Pois é, na Consulta Popular nós, bento-gonçalvenses e de municípios aos quais somos referência em termos de saúde, devemos votar nas demandas que possam nos beneficiar. E elas estão listadas acima. Chamo a atenção, porém, para a demanda que permitirá ao Hospital Tacchini o aprimoramento da RADIOTERAPIA. A demanda número 5 (CINCO) fará com que o atual equipamento instalado no Tacchini ofereça melhores resultados no tratamento radioterápico do câncer. Nós não estamos isentos, bem como familiares e amigos, de vir a ser acometidos dessa terrível doença. Votemos, portanto, na demanda número 5. Importante dizer-se que o Hospital Tacchini disponibiliza, no mínimo, 60% (sessenta por cento) da radioterapia e de todos os seus serviços hospitalares aos usuários do SUS. Mentem os que dizem o contrário. Portanto, agende sua participação na votação, seja pela internet ou pelo voto presencial. Vote! Todos precisam do seu voto.

Sua participação é importantíssima Transcrevo a seguir e-mail do Conselho Municipal da Saúde, órgão que defende os interesses de todos na área: Ei-lo: “Todo o cidadão maior de 16 anos tem a oportunidade de ajudar a eleger as prioridades para a realização de obras e projetos do Governo do Estado, junto ao COREDE/ Serra em Bento Gonçalves. Nos dias 2, 3 e 4 de junho, será realizado o processo de votação pela internet, através do site www.participa.rs.gov.br, com a apresentação do número do título de eleitor e da carteira de identidade. No dia 4 de junho será a vez do voto presencial, em cédula única. Em Bento Gonçalves será instalada uma urna coletora de votos no centro da cidade, defronte a Prefeitura, na Via Del Vino, Hospital Tacchini e Farmácia Tacchimed e UCS. A votação pela internet poderá ser feita a partir das 7 horas do dia 2 de junho, até às 23h59min do dia 4. A votação presencial, dia 4 de agosto, irá iniciar às 8 horas até às 18 horas com urnas na Prefeitura Municipal, Pronto Atendimento 24h, Praça Centenário, Shopping L’América e Bento, Farmácia Tacchimed e algumas Escolas. Para a região os eleitores vão escolher quatro demandas que são 4, 5, 8 e 14, dentro das áreas temáticas definidas. No segundo campo da cédula, o eleitor vota em duas prioridades, entre cinco áreas de infraestrutura. As escolhidas são 21 e 25.

Penso que já superamos a fase do “fulano é culpado” pela perda da verba federal para construção do novo presídio regional de Bento Gonçalves. A hora, agora, é de união de todos no sentido de exigir solução de parte do governo do Estado e do governo federal. Nós, bento-gonçalvenses, somos os MAIORES CULPADOS pela perda da verba. Pessoas como a juíza Fernanda Ghiringhelli de Azevedo, por exemplo, cansaram de dizer, de insistir que isso poderia acontecer. Mas, a maioria da população, inerte, omissa, mal representada ou pouco representada, assistiu a minoria barulhenta obtendo o que queriam: impedir a sua construção naquele local, já devidamente definido e pago. Na terça-feira, quando o secretário Michels aqui esteve para uma reunião como os prefeitos da região, entidades como o CIC/BGF, CDL e SINDILOJAS lá estavam com seus presidentes Leonardo Giordani, Marcos Carbone e Daniel Amadio. Mas, que representantes tínhamos de entidades de trabalhadores e outras? E somente TRÊS vereadores lá estavam: Rubbo, Scussel e Pessutto. Chega de ronhas político-partidárias. A hora é de união, NADA MAIS. Ou, então, esperemos a próxima rebelião e suas consequências. Certo, Major Marinho?

Elogiar é preciso Não tenho economizado críticas quanto ao precário estado de nossas rodovias. Mas, quando algo é feito necessário se torna mencionar isso e, até mesmo, elogiar. A RS-122, no trecho entre São Vendelino e Rincão do Cascalho/Portão já esteve em situação precária. A ex-governadora Yeda Crusius iniciou um processo de recuperação. Não conseguiu concluí-lo. A ponte existente em Bom Princípio ficou um bom tempo sendo recuperada. Pouco depois de ser colocada à disposição houve um problema de rompimento na pista e ela foi interditada, obrigando os usuários a se espremerem na ponte ao lado, com trânsito em ambos os sentidos. Pois bem, a ponte está sendo recuperada e a pista também, inclusive sendo sinalizada. E a RS-446, São Vendelino/Carlos Barbosa também. A maldição da ERS-470, Bento/ Carlos Barbosa, porém, segue a mesma. Pista pessimamente sinalizada e com buracos. Falta colocar mais tachões refletivos em vários locais, inclusive. Mas, por hora, fica o elogio pela RS-122 e RS-446.

ÚLTIMAS Primeira: A “alavanca secreta”, sobre a qual comentei semana passada, rendeu muitos contatos. Houve quem transferiu a “informação”. Interessante, não? Segunda: O Procurador da República, Alexandre Schneider, esteve presente na Audiência Pública sobre o presídio de Bento, efetuada na quinta-feira e, no seu pronunciamento, afirmou o que considerei de extrema importância; Terceira: Disse ele que, em Ação Civil Pública, a investigação concluiu que a ex-governadora Yeda Crusius e o atual, Tarso Genro, não tiveram nenhuma responsabilidade sobre a perda da verba federal que serviria para construir o presídio de Bento; Quarta: Mesmo assim, houve quem partidarizasse a Audiência Pública. Particularmente, estou saturado de ver a politização de tudo no município, no Estado e no País. Graças a essa coisa aí, o povo paga o pato. Está mais do que na hora de se colocar um paradeiro nisso; Quinta: A população está...e andando para o partido do poder. O que ela quer é ver as coisas acontecendo, obras concluídas, retorno adequado dos impostos que paga; Sexta: Nesta quinta, dia 5, às 16h, acontecerá a abertura da 24ª Edição da EXPOBENTO. Até o dia 15, o Parque de Eventos estará recebendo mais de 200 mil pessoas para visitar os mais de 430 expositores; Sétima: E haverá, ainda, dezenas de shows com artistas locais, estaduais e nacionais, além do Motosserra, carros antigos, etc; Oitava: Enquanto isso, mesmo jogando uma bolinha minúscula, sem ataque, o Grêmio segue a dois pontos do líder. Decididamente, o Brasileirão de 2014 será conquistado pelo menos pior; Nona: E como sempre, o Inter é favorito. Não só pelo seu time e plantel, mas por estar a um ponto do líder, mesmo atuando com o time praticamente reserva.


Sรกbado, 31 de maio de 2014

5


6

Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Consulta Popular

É hora de votar para melhorar Os bento-gonçalvenses poderão ir às urnas na quarta-feira, 4, para definir os principais projetos de interesse do município ARQUIVO

Vitória Lovat geral1@jornalsemanario.com.br

A

s prioridades de votação estão elencadas e a cédula de votação já está pronta para os bento-gonçalvenses escolherem é o principal projeto de interesse do município para o Orçamento Estadual em 2015. A votação ocorre pela internet na segunda e terça-feira, dias 2 e 3 de junho. O voto presencial ocorre na quarta-feira, 4, em diversas urnas que estarão espalhadas pelo município. Todas as pessoas com, no mínimo, 16 anos podem votar desde que apresentem título de eleitor e documento de identidade. A votação pela internet, por meio do site www. participa.rs.gov.br, pode ser feita a partir das 7h da segunda-feira, até às 23h59min da terça-feira. A votação presencial será das 8h às 18h. Quem participar também poderá escolher qual é a principal demanda da Serra. Na cédula de votação de Bento, apenas as opções condizentes com a cidade poderão ser escolhidas: a viabilização da rede elétrica para as propriedades rurais e a construção do hospital público regional no município. Concorrendo com as demais cidades da Serra, os projetos com mais votos são contemplados de acordo com a verba disponível para cada região.

Prioridades para Bento Gonçalves Desenvolvimento Econômico Projeto APL setor vinícola- certificação de origem - R$ 23,175 mil Pró-coredes/pesquisa em biotecnologia para novos produtos biológicos - R$ 23,175 mil Desenvolvimento Rural Projeto de transição para sistemas agroecológicos - R$ 43,453 mil Construção e estruturação de espaços para organização da comercialização da agricultura familiar - R$ 43,453 mil Saúde Equipamentos para o Hospital Tacchini, para radioterapia e IMRT - R$ 590 mil Reforma e adequação de UBS - R$ 65 mil Segurança Pública e Defesa Civil Viatura leve para policia civil - R$ 60 mil Pick up xadrez para Policia Civil - R$ 120 mil

O equipamento de radioterapia foi conquistado pela Consulta Popular

Tacchini busca o sistema IMRT O Hospital Tacchini está mobilizando a comunidade para modernizar o seu equipamento de radioterapia. A entidade, que conquistou o atual equipamento em outra votação, agora quer implantar o sistema de Radioterapia de Intensidade Moderada (IMRT). O novo programa é um dos mais modernos existentes na área, já que permite o uso da radiação de maneira mais precisa e eficaz do que a atual.

Onde posso votar? Prefeitura Via Del Vino Hospital Tacchini Farmácia Tacchimed UCS Pronto Atendimento 24h Praça Centenário Shopping L’América Shopping Bento Escolas FONTE: PREFEITURA DE BENTO GONÇALVES

Meio Ambiente Plano Municipal de arborização - R$ 14,184 mil Programa sobre a importância da agroecologia e alimentação saudável - R$ 14,184 mil Esporte Lazer e Turismo Apoio a programa de educação turno inverso - R$ 28,968 mil Apoio a atração de eventos - R$ 28,968 mil Habitação, Desenvolvimento Urbano e Saneamento Produção de lotes urbanizados para cooperativas habitacionais - R$ 22,428 mil Melhorias habitacionais para cooperativas - R$ 28,968 mil Educação Superior Melhoria na infraestrutura predial, modernização das bibliotecas e apoio a projetos com foco no desenvolvimento regional Educação básica, profissional e técnica Laboratório de ciências para escola Família Agrícola (material de consumo) - R$ 20 mil Educação básica, profissional e técnica Laboratório de ciências para escola Imaculada Conceição - R$ 20 mil

Projetos estratégicos regionais Desenvolvimento Econômico Viabilizar o acesso à rede elétrica trifásica a todas as propriedades rurais Construir um hospital público regional em Bento Gonçalves


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

7

Mobilidade urbana

Caminhões são o próximo alvo Poder público prepara legislação para retirada dos veículos pesados da área central nos horários de maior movimento MARCELO MACIEL

Marcelo Maciel editoria@jornalsemanario.com.br

A

circulação de caminhões na área central de Bento Gonçalves está cada vez mais próxima de ser proibida. Silenciosamente, a prefeitura trabalha com a ideia de fazer uma legislação específica para retirar os veículos pesados das ruas do Centro. O documento, que precisa ser enviado à Câmara de Vereadores para virar lei, encontra-se na Procuradoria Geral do Município (PGM) em fase final de elaboração. De acordo com o secretário de Gestão e Mobilidade Urbana, Mauro Moro, não se trata de “caça às bruxas”, mas sim de adotar medidas que melhorem o fluxo de veículos no trânsito de Bento Gonçalves. Ele explica que a situação atual transforma a cidade em uma terra sem lei. Isso, porque ca-

Objetivo é regrar a passagem de caminhões nas ruas do Centro, principalmente nos horários de pico

minhões acima do peso permitido pela legislação circulam livremente pelas ruas, fugindo da fiscalização das rodovias e passando pela zona urbana de Bento Gonçalves. “É o cúmulo do absurdo vermos os veículos pesados que rodam pela cidade. Não há asfalto que aguente”, reclama o secretário. Moro revela que a legislação municipal irá prever também as exceções. Caminhões de construtoras, veículos que descarregam mercadorias nas lojas do Centro devem ter um horário específico para chegar ao local de destino. “Precisamos moralizar esta situação, antes que o trânsito de Bento Gonçalves entre em colapso”, destaca. Para o presidente do Sindibento, Cleimar Sfredo, a ideia é interessante, mas precisa ser bem elaborada e, mais do que isso, ter uma fiscalização que evita a facilidade de transgressão.


8 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Faltam profissionais

Frio chega antes dos médicos Secretaria da Saúde não consegue solucionar defasagem e queda de temperatura vai aumentar demanda por atendimento

O

inverno só inicia oficialmente no dia 21 de junho, porém o frio já se faz presente na rotina dos bento-gonçalvenses. E, com a chegada das temperaturas baixas, aumenta a demanda de atendimento nas unidades de saúde da cidade que ainda sofrem com a falta de profissionais. O planejamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esperava ter o quadro de médicos completo e a nova Unidade de Pronto Atendimento no bairro Botafogo funcionando antes do início do inverno. Porém, problemas nas duas licitações emperarram o processo. O frio chegou em Bento Gonçalves com a SMS tendo de lidar com uma defasagem de cinco médicos. Nesta semana, as reclama-

ções eram sobre a falta de atendimento na Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro Zatt. Os moradores alegavam que há 15 dias apenas uma médica atende no local e apenas moradores do Novo Futuro. A Secretaria de Saúde informou que, desde o dia 20, a única médica presente na ESF “atende sob agendamento e demanda conforme acolhimento realizado pelas enfermeiras da unidade”. Tal procedimento adotado dispensou o uso de fichas na fila, pois todo paciente receberia um encaminhamento conforme suas necessidades e agendamentos. Até que sejam contratados novos médicos, alguns pacientes, conforme urgência e gravidade do caso, estão sendo encaminhados para a Unidade São Roque, que tem atendimento estendido, e para Pronto Atendimento 24 Horas (PA 24H).

Outras carências A secretaria informa que ainda faltam médicos em turno integral nas unidades do Conceição e do Vila Nova, outro médico para o turno da tarde no Conceição, um médico para a Unidade Móvel, que seria a solução para falta de atendimento em comunidades ainda sem Unidades Básicas de Saúde (UBS), como nos bairros Cohab e Fenavinho, e um médico para substituição de férias. Sobre o consequente aumento do número de pacientes que procuram o PA 24H, devido a falta de médicos nos bairros, o pedido da Secretaria da Saúde é que as pessoas procurem atendimento no local apenas em casos de urgência e emergência. Sobre a falta de médicos, os representantes da SMS e da Secretaria de Governo avisam que tem agendado uma reu-

LEONARDO LOPES

Leonardo Lopes policia@jornalsemanario.com.br

nião para o dia 9 de junho com a Fundação Araucária, onde pretendem dar um ultimato

a vencedora da licitação para prestação de serviços terceirizados na área da saúde.

UPA III

Empresa para realizar a obra perto de ser definida A parte burocrática da licitação para contratação de empresa responsável pela conclusão da construção da unidade de Pronto Atendimento de porte III e a construção da fossa séptica e filtro anaeróbio do Complexo de Saúde do Trabalhador ainda não foi vencida. Porém, já é público o nome da melhor proposta. A Analuza Construções Ltda, de Bento Gonçalves, apresentou um orçamento de R$ 682.059,68 para realização da obra. A vencedora só não está definida pois a outra empresa concorrente, a Brisotto Serviços Técnicos de Engenharia Ltda, de Erechim, não esteve presente durante a abertura dos envelopes (enviou sua proposta pelo correio) e, por lei, tem um prazo de cinco dias úteis para se manifestar sobre o resultado. A segunda colocada pode aceitar que foi vencida ou realizar um novo lance. Após esta resposta, ainda haverá alguns pequenos trâmites

legais para que a empresa vencedora comece a trabalhar. A estimativa otimista é que em duas semanas as obras sejam finalmente retomadas. Apesar de lamentar a “lei da burocracia”, o secretário de Finanças Marcos Fracalossi acredita que o final feliz desta novela está para chegar. Sobre a conclusão da estrutura da UPA III, o secretário explica que as informações são de que as obras não são tão demoradas. A estimativa é que após dois meses de trabalho o novo prédio no bairro Botafogo finalmente comece a atender a população. Existem outras duas licitações sobre a UPA. A construção da subestação de energia do Complexo de Saúde do Trabalhador foi vencida pela Instaladora Elétrica Líder Ltda, por um valor de R$ 194, 5 mil. Já o edital para construção das unidades de internação tem a concorrência marcada para o dia 18 de junho, com valor estimado em R$ 206 mil.


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

9

“60% quer atestado”, diz diretor Lidio Bassani, dirigente da Fundação Araucária, afirma que maioria dos atendimentos são para pessoas que não precisam porque não querem trabalhar. É isto que tumulta o pronto atendimento. Essas pessoas não precisariam estar lá, mas nós não podemos mandar elas embora sem atendimento. Isto que dificulta a situação da saúde no município. O pessoal tem que conscientizar”, avalia o diretor. Sobre a defasagem de médicos, Bassani admite que procura a contratação de mais cinco profissionais, porém com a chegada de apenas mais dois o atendimento estaria regularizado. “Temos a falta de dois médicos. Porém com o revezamento que fazemos não falta atendimento em nenhum lugar. Com mais dois cobrimos o que está aberto. Os cinco seriam onde cabe e podemos atender mais população”. Outro ponto a ser destacado, segundo o representante da Fundação Araucária, é que a maioria das reclamações viria de atendimentos de pequena necessidade. “Quando é caso

LEONARDO LOPES

Responsável pela contratação dos profissionais da área da sáude para a prefeitura, a Fundação Araucária atua em Bento Gonçalves há mais de quatro anos. Sobre as reclamações, o diretor administrativo Lidio Bassani argumenta que a situação não é tão ruim quanto o número de reclamações e insastifeitos. Apesar de admitir uma situação precária nas ESFs do Conceição e do Vila Nova, Bassani acredita que uma conscientização da população resolveria o maior dos problemas na área da saúde de Bento Gonçalves. “São 500 a 600 pessoas atendidas diariamente no PA 24H. E claro que este volume causa uma demora no atendimento. O problema é que parece que está todo mundo doente em Bento Gonçalves. Em 30 dias, o volume de atendimento é de quase toda a população. Na segunda e terça-feira, 60% do pessoal que vai no PA 24H é para buscar atestado médico

Bassani diz que situação não é tão ruim quanto o número de reclamações de urgência tenho certeza que as pessoas estão sendo atendidas logo. A triagem dos casos está ocorrendo e organizando

as prioridades. Quem mais reclama é quem menos precisa, porque não é de urgência”, aponta.

Médicos a caminho O diretor administrativo também explica que o ano está sendo atípico para Bento Gonçalves. Em março, a cidade perdeu sete médicos que foram trabalhar para o exército, onde atuam como oficiais temporários. Como o período de contrações costuma ocorrer entre janeiro e fevereiro, a defasagem perdura até hoje. A notícia positiva é que a chegada de médicos estaria programada. Um médico de Ponta Grossa estaria esperando terminar os 30 dias de aviso prévio para retornar para Bento Gonçalves. Sua chegada é prevista para 15 de junho. Outros dois médicos de Santa Maria também já estariam com contrato fechado com a Fundação Araucária e começariam a trabalhar na segunda metade de julho. Quem também tem a chegada programada para a metade de julho é uma nova doutora pediatra para a cidade.


10 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Dia do Desafio

Missão dada é missão cumprida Com mais de 27 mil pessoas em movimento, Bento vence a disputa contra a cidade de Momostenango, na Guatemala Vitória Lovat geral1@jornalsemanario.com.br

A

Os grupos da Maturidade Ativa dos bairros de Bento se reuniram no Ginásio Municipal para fazer amistosos de Nilcon. Os idosos competiram entre si em times mistos durante toda a tarde de quarta-feira, 28. FOTOS VITÓRIA LOVAT

quarta-feira, 28, foi de grande movimentação em Bento Gonçalves. Mais de 27 mil pessoas pararam as suas atividades rotineiras para entrar no desafio proposto pelo Serviço Social do Comércio (Sesc): realizar alguma atividade física por, no mínimo, 15 minutos. O número representa 25,83% da população do município, que venceu a participação quase que insignificante de Momostenango no Dia do Desafio 2014. A cidade da Guatemala obteve apenas 0,37% de participação, não deixando margem para que Bento perdesse a competição. O Sesc do município obteve êxito ao promover e divulgar o desafio. “O número de pessoas que movimentamos ano passado foi baixo, apenas 19 mil, então este

ano precisava ser de superação. E foi”, afirma o diretor do Sesc Bento, Nestor Mugnol Júnior. Mugnol enfatiza que o sucesso foi atingido apenas porque muitas entidades entraram no clima de competição e do exercício físico, ligando e informando que cada vez mais pessoas haviam cumprido a tarefa. Por todos os lugares da cidade haviam pessoas participando, empresas, escolas, ginásios e até os trabalhadores do comércio foram surpreendidos por animadores que os convidaram para dançar ao som de uma gaita. “Independente se ganhássemos ou não, movimentar as mais de 27 mil pessoas foi uma conquista muito grande para o Sesc e para Bento. As escolas, entidades e outros órgãos compraram a nossa ideia e participaram junto, ficamos muito feliz com o resultado”, destaca.

Os estudantes da Escola Ouro Verde entraram no desafio. Eles foram coordenados pelo professor de Educação Física Alex Locatelli.

Dia do Desafio na região (43,27%) Santa Tereza x (24,19%) Pinto Bandeira x (68,56%) Monte Belo do Sul x (29,7%) Garibaldi x (26,79%) Carlos Barbosa x (52,24%) Farroupilha x

Major Vieira - SC (52,94%) Oléo - SP (44,89%) Santa Maria de Dota - Costa Rica (5,73%) Cantel - Guatemala (0,65%) Aguas Buenas - Porto Rico (o,oo%) Gaspar - SC (23,11%)

Quem estava trabalhando no comércio também não ficou parado, uma equipe de animação desafiou as pessoas a dançarem ao som de uma gaita. Além de movimentação, o resultado foi de muita descontração e alegria.

Na Praça Vico Barbieri ocorreram atividades para todos os gostos. A equipe da Gasper Aventuras Radicais comandou a escalada e o slackline. O skate também movimentou o local.


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

11

Sede da OAB

Obras serão finalizadas em junho A reforma geral do prédio começou em 2012 e a previsão do presidente é que seja concluída até a metade do ano

N

o ano em que completa quatro décadas de história, a Ordem dos Advogados (OAB) Subseção Bento Gonçalves passa por uma reforma geral na sua sede. As obras, que iniciaram ainda em 2012, estão em fase de finalização e, atualmente, a fachada do prédio está sendo reformada. “Estamos realizando, por etapas, uma reforma estrutural na sede, nos três pavimentos, com a mudança de layout de algumas salas. Tudo para a melhoria das condições de trabalho e dos serviços prestados pela subseção”, diz o presidente Felipe Possamai. A previsão é que as obras estejam finalizadas até final de junho. Localizada na Avenida Presidente Costa e Silva, a sede tem três pavimentos e é com-

posta por biblioteca, secretaria com serviços básicos de cópias e atendimento a advogados, sala de informática com acesso à internet para uso dos advogados, sala de reuniões, auditório equipado com telão, datashow e salão de festas.

SILVIA DALMAS

Silvia Dalmas geral2@jornalsemanario.com.br

Entidade completa 40 anos Fundada em 1974, a subseção completou 40 anos no dia 25 de maio. Durante 32 anos, a entidade ficou sediada numa sala nas dependências do Fórum local. Em 1997, na gestão do presidente Paulo Roberto Tramontini, o município doou à entidade o terreno onde hoje está instalado o prédio. Hoje, a subseção conta com 500 advogados inscritos e tem responsabilidade pelos municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Pinto Ban-

Prédio está localizado na avenida Presidente Costa e Silva deira e Santa Tereza. Entre as principais ações, Felipe Possamai destaca que a entidade é responsável pela seleção e fiscalização de seus inscritos e tem por finalidade a defesa da Constituição, da or-

dem jurídica do Estado democrático de direito, dos direitos humanos, e da justiça social, entre outros. “Exemplificativamente, podemos citar a participação da OAB em momentos históricos desde a ditadura,

passando pelas eleições diretas e o impeachment de um presidente da república. Mais recentemente, na lei da ficha limpa, nas reformas tributária e política, na vistoria em presídios e na aplicação de recursos mínimos na área da saúde, entre outros”. Os próximos desafios, segundo o presidente, é a busca pela valorização dos direitos humanos, reafirmar a permanente defesa das prerrogativas profissionais e lutar pelo direto dos advogados com relação ao direito de férias. “E ainda, promover ações de integração da classe, afinal temos que saber separar o momento da disputa pelos interesses de nossos clientes, durante as audiências, do nosso cotidiano, pois estamos todos no mesmo barco. Se hoje somos concorrentes numa causa, amanhã poderemos ser parceiros em outra”, finaliza.


12 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Tecnologia

Venda de televisores cresce 35% Com a chegada da Copa do Mundo, o comércio de Bento estima altas vendas dos aparelhos, além dos acessórios Cristiano Migon geral4@jornalsemanario.com.br

D

e HD a Smart, de 32” a 84” polegadas, o amor do povo brasileiro por televisores, assim como por futebol, não é novidade para ninguém. Com a proximidade da Copa do Mun-

do, as lojas declaram guerra à concorrência com promoções diárias que chegam a 60% de desconto e condições de pagamento para depois da Copa. A expectativa de crescimento na venda é de 35% para TV’s até meados de junho, o que em consequência alavanca a com-

pra de acessórios como aparelhos de Bluray, DVD e Home Theater, em média, 15%. “A cada 10 clientes que procuram televisores, três acabam levando um acessório junto”, explica a gerente comercial Liane Haas. O consumidor está em busca

de um aparelho mais completo e atual. Colocando assim tecnologias mais obsoletas, como HD, para escanteio, dando preferência aos televisores com design inovador e para aparelhos com recursos 3D e Smart por oferecerem uma nova experiência ao usuário.

“Não vejo mais viabilidade em comprar uma TV pequena ou sem recurso algum. Com tantas facilidades provenientes das ultimas tecnologias lançadas no mercado, acho bobagem ater-se a algo ultrapassado”, comenta o estudante Marcos Mazarollo.

Consumidores optam pelos aparelhos maiores

Loraine e Gladson buscam o menor preço para não perder as promoções Embora a realidade financeira não seja a mesma para todos os consumidores, na hora de escolher qual televisão comprar a decisão é unânime: todos optam pela maior possível. Segundo lojistas, 80% dos aparelhos vendidos estão acima das 42’ polegadas. O consumidor também passou a levar em conta questões como conectividade e praticidade, dando destaque para os novos televisores com câmeras que permitem controlar os dispositivos através da captação de movimentos do usuário. Para o casal Loraine e Gladson Olivotto, especulação é a chave para um bom negócio. “Estamos com um orçamento apertado, mas queremos aproveitar as promoções da Copa. Vamos pesquisar por todas as lojas até encontrar o melhor preço”, comentam. A Secretária Jussara Garcia

teme pela futura falta de estoque nas lojas, e diz que este é o momento ideal para quem quer adquirir um aparelho. “Com super promoções como essas, acredito que, em pouco tempo, as melhores ofertas estarão em falta. Decidi então, não perder tempo e comprar agora”, explica . A grande demanda de compras gerou investimentos publicitários massivos por parte do comércio. “Estaremos bem agressivos com ofertas todos os dias. A loja está bem focada, por sermos patrocinadores oficiais da Copa investimos muito em mídia. A hora é agora”, diz o gerente comercial Henrique Spindola. As campanhas vão do tradicional percentual de desconto até mais inusitadas, como o cancelamento da última parcela caso o Brasil for hexacampeão.


Geral 13

Sábado, 31 de maio de 2014

Compro uma TV Smart ou não Smart? Devo comprar uma TV com tecnologia 3D? Antes tido como uma grande inovação, o 3D se tornou mais um acessório do que um motivo de compra. A exigência de novos e caros equipamentos para gravar em 3D afastou os produtores de conteúdo de TV. Mas, querendo ou não, o consumidor acaba comprando uma TV com 3D se optar por modelos mais sofisticados, pois a tecnologia já é incluída como padrão. Como no caso do 4K, não há muito conteúdo 3D para se ver. Entre os canais abertos, apenas a Rede TV transmite em 3D. Nos canais fechados, não

há oferta. Há alguns filmes 3D em Blu-ray, mas a oferta ainda é pequena. O mesmo dá para dizer de games para as plataformas Xbox ou Playstation. Quanto aos óculos, há dois tipos: passivos e ativos. Óculos passivos são similares aos usados no cinema e costumam ser mais baratos, pois não têm componentes eletrônicos. Já no caso dos ativos, os óculos têm bateria e são sincronizados com o televisor, alternando rapidamente a imagem entre os olhos. Na prática, não há grande diferença de imagem entre os dois tipos.

Muito embora ainda existam televisões que não são inteligentes, os grandes fabricantes apostam fortemente neste segmento. A chegada ao Brasil de serviços como o Netflix, que faz streaming de séries e filmes pela internet, tornam as versões inteligentes ainda mais tentadoras. LG, Panasonic, Philips, Samsung e Sony embora tenham evoluído bastante, as TVs ainda não são tão intuitivas quanto um smartphone, por exemplo. ntretanto, em nenhum dos sistemas vistos isso chega a

ser um problema, pois todos, alguns mais rapidamente do que outros, cumprem o que prometem em termos de inteligência. Estão lá os principais aplicativos para SmartTVs – Netflix, Youtube, Skype,Facebook e Twitter. Na hora de escolher, vale testar as principais concorrentes na loja e ver qual sistema se adapta melhor à sua necessidade. Alguns dos sistemas têm mais opções de personalização, enquanto outros são mais simples e diretos. Em termos de interface, alguns fabricantes como LG –

com o WebOS, que segundo a fabricante deve chegar até o segundo semestre –, Philips e Sony já caminham para sistemas que funcionam integrados a TV digital. Ou seja, é possível ir de um canal da TV aberta para um serviço de vídeos no mesmo espaço, sem ter que sair da programação para acessar os serviços da parte inteligente. Em termos de usabilidade, é um evolução e tanto, pois interrompe e compartimenta menos a experiência do telespectador.

A conectividade é importante na compra? Entradas HDMI e USB, assim como o vídeo componente, já são uma constante nas televisões disponíveis no mercado. O Wi-Fi, que até pouco tempo estava em poucos modelos, também deixou de ser um problema. TVs sem Wi-Fi são raridade nas prateleiras.

Além desses recursos de conectividade, algumas trazem o Bluetooth, que pode se interessante se você estiver a fim de usar um teclado para melhor usufruir da sua SmartTV, por exemplo. O Wi-Fi Direct, uma espécie de rede sem fio que é capaz de conectar os dis-

positivos da sua casa à televisão sem a necessidade de um roteador, é outra novidade dos modelos mais recentes. Há ainda padrões como Miracast e DLNA, que permitem enviar imagens de smartphones e tablets compatíveis para TVs sem uso de fios.

Modelos mais vendidos Marca

Os consumidores buscam cada vez mais tecnologias nos aparelhos

Sobre as tecnologias: Plasma: Conhecido por seu excelente contraste e qualidade de imagem, ainda é uma ótima escolha. Por sua tela ser refletiva, é mais indicada para ambientes escuros ou com luz controlada. Consome mais energia que os outros.

LCD: Elas usam lâmpadas fluorescentes como fonte de luz e a camada de LCD age como uma cortina, bloqueando ou liberando a luz conforme a situação. São mais econômicas garantindo 50% menos gastos que os televisores de tubo.

OLED: Consiste em um diodo emissor de luz, ou seja, um LED, mas que possui uma camada de filme orgânico que emite luz em resposta a uma corrente elétrica. A inovação impressiona pelo novo design em curva e nitidez impecável. A tecnologia ainda tem custo de produção alto e não conta com demanda suficiente para baratear os preços.

LED: É a evolução do LCD. Ainda mais econômico, possui melhor contraste e brilho que sua antecessora. É mais fina com melhor resolução de imagem.

1º Samsung 2º Sony 3º LG 4º Philips

Tam. e Tecnologia

Preço (R$)

40” polegadas 3D LED Full HD 42” polegadas LED Plana 42” polegadas 3D LED Smart 42” polegadas LED Plana

1.589 a 2.140 1.899 a 2.849 1.845 a 2.200 1.319 a 1.699

Média de Venda 4 a cada 10 3 a cada 10 2 a cada 10 1 a cada 10


14 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Festa do Tinto

Evento busca atrair turistas para a Copa Espaço com telões e tendas de produtos coloniais são as atrações REPRODUÇÃO

Silvia Dalmas geral2@jornalsemanario.com.br

P

ara fomentar o turismo em Bento Gonçalves durante a Copa do Mundo, a Secretaria de Turismo prepara a Festa do Tinto, que acontecerá nos dias 12, 15, 17, 18, 23, 25 e 30 de junho, nos pavilhões da Fundaparque. A entrada é gratuita. Nos dois primeiros dias, o evento acontece junto à ExpoBento, na arena do pavilhão A. Nos demais, será realizado no hall do pavilhão A. O espaço abre sempre duas horas antes do inícios dos jogos, fechando duas horas após o término. No dia 12, o jogo de abertura entre Brasil e Croácia, que inicia às 17h, poderá ser acompanhado no local a partir das 18h, quando abrem os portões da feira. No último dia da feira, 15, às 16h, será exibido o jogo entre França e Honduras. “O objetivo é celebrar a Copa e oferecer ao visitante, e também à comunidade, um encontro com a nossa cultura, além de levar entretenimento e lazer às famílias”, disse o secretário de Turismo, Gilberto Durante. No espaço, haverá dois telões com transmissão dos jogos da Copa. O ambiente, retrata um estádio com arquibancadas e será cercado pela agroindústria, com seus produtos coloniais, e pelo espaço das vinícolas. A programação inclui shows, produtos coloniais, dança, sorteio de brindes, souvenirs, gastronomia, vinhos, espumantes e sucos. Para brindar cada jogo, estarão à venda taças de acrílico personalizadas, pelo valor de R$ 3 a unidade. “Criamos um ambiente de festa para torcer pelo Brasil. Queremos formar uma grande torcida, unindo turistas e comunidade, mostrando o potencial da cidade e região. Para isso, montamos uma programação com atrativos culturais da cidade. E para brindar esta grande integração, nosso produto maior, o vinho”, comenta Durante. A ideia, segundo o secretário,

Festa do Tinto quer aproximar bento-gonçalvenses do clima da Copa

Datas e horários Arena – Pavilhão A 12/06 – Brasil x Croácia (17h) Neste dia a feira abre às 18h. 15/06 – França x Honduras (16h) Hall Pavilhão A 17/06 – Brasil x México (16h) 18/06 – Austrália x Holanda (13h) 23/06 – Camarões x Brasil (17h) 25/06 – Nigéria x Argentina (13h) 30/06 – 1º /G x 2º / H (17h)

partiu da Fifa Fan Fest, evento que acontece nas cidades sedes da Copa e inclui telões para o público assistir aos jogos da Copa, shows nacionais e eventos culturais, atraindo sempre grande público.

Cômite da Copa Numa parceria entre a administração municipal e nove entidades ligadas ao turismo, foi contratada uma empresa de consultoria, a Cartan, para auxiliar nos assuntos relacionados à Copa. Anteriormente, havia sido contratado o consultor Ricardo Setyon. Com ele, Bento Gonçalves conseguiu ser inclusa no caderno de opções do Centro de Treinamento de Seleções (CTS), além de, por esta indicação, ter conquistado recursos para a modernização do Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos.

Alegando falta de retorno do consultor, o comitê capitaneado por Durante e o secretário de Esportes, Gustavo Sperotto, resolveu contratar a empresa Cartan, do bento-gonçalvense Daniel Gamba. Com ele, Bento recebeu a visita de integrantes das seleções de Honduras e Equador – não mais do que isso. Foram investidos R$ 60 mil, “um valor irrisório”, segundo o secretário, porém não teve nenhum resultado prático e efetivo. “Fomos também prejudicados porque, em função da má imagem do Brasil na Copa das Confederações, as seleções chegarão apenas um ou dois dias antes do início dos jogos”, alega Durante. “Mas tivemos um resultado positivo na divulgação, colocando Bento no cenário internacional. Os ganhos serão grandes na economia”, finaliza.


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

15

Comemorações

Itália celebra sua data nacional Dia 2 de junho de 1946 foi aprovado o final da Monarquia no país europeu e o nascimento da República Italiana

N

esta segunda-feira, 2 de junho, a Itália celebra a data Nacional Italiana. Neste dia, em 1946, foi aprovado o fim da Monarquia e o nascimento da República Italiana. No Rio Grande do Sul comemora-se os 139 anos da Imigração Italiana. Nesta semana o Cônsul Geral da Itália e sua esposa Rosalba estiveram em Bento Gonçalves. O Cônsul Augusto Vaccaro, antes de exercer suas funções no Consulado de Porto Alegre, exerceu as funções de Cônsul na cidade de Split, na Croácia e trabalhou diversos anos em Roma, na Direção Geral para os Italianos no Exterior do Ministério das Relações Exteriores.

Sobre Cidadania O Cônsul esclareceu que, em geral, a norma italiana diz que uma pessoa se torna cidadão italiano através de um fato jurídico, como o nascimento de uma criança. Deste modo, a cidadania italiana aos descendentes no RS não é um direito atribuído, mas sim o reconhecimento de um fato jurídico. Estima-se que no RS cerca de 30% da população seja de descendência italiana. Quando um adulto requer o reconhecimento da cidadania, tem que provar de quem ele está recebendo. Isto se faz através das certidões de nascimento,

Entidades

Sindicatos discutem condições de trabalho Representantes dos sindicatos de trabalhadores que fazem parte da intersindical de Bento Gonçalves estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira, 28, na sede administrativa do Sitracom-BG, a fim de discutir uma pauta de interesse dos empregados em indústrias e no comércio do município. Além das Convenções Coletivas de Trabalho, representantes debateram as estruturas de saúde à disposição da classe trabalhadora em Bento Gonçalves e seus limites, os atestados médicos para os trabalhadores, entre outros assuntos. Durante o encontro, as lideranças avaliaram os processos de Convenções Coletivas das diferentes categorias dos setores público e privado. A primeira data-base é a dos trabalhadores nas indústrias do mobiliário, que fecharam ainda em fevereiro, com um índice de reajuste que garantiu 2% de ganho real e uma antecipação de 2% em agosto próximo, além de correção nos Pisos Salarial da categoria e outros benefícios. Segundo o presidente Itajiba Soares Lopes, o Sitracom continua negociações com os demais setores da base (Marceneiros / Olarias / Construção Civil). Os empregados no comércio, com data-base em primeiro de

março, na ocasião representados pelo secretário geral do SEC-BG, Sérgio Marino Ribeiro Neves, relatam dificuldades na negociação, uma vez que o sindicato patronal se mostra estacionado em uma proposição de índices de reajustes dos salários, pisos salariais e bônus para o trabalho em dias domingos e feriados bem abaixo do pedido dos trabalhadores e mesmo distantes dos números apresentados em reuniões posteriores, mesmo sustentados por estudos do Dieese, que comprovam a autenticidade daqueles pedidos e a capacidade de pagamento pelo setor, a partir de dados amplamente divulgados nos meios de comunicação pelas entidades do patronal do comércio (Fecomércio, FCDL, Sindilojas e CDL local). O SEC-BG é parte da Federação dos Comerciários do Estado (Fecosul), que mantém um programa de mobilização e que, no próximo dia 10 de junho, estará em São Sebastião do Caí e em Canela. Outra reunião deverá ocorrer ainda em junho em Bento Gonçalves, a fim de esclarecer, orientar e mobilizar a categoria comerciária em relação à necessidade dos reajustes salariais, as dificuldades enfrentadas e a tomada de posição do sindicato e dos trabalhadores.

casamento e óbito, desde o antepassado até a pessoa que quer obter este reconhecimento de cidadania. Após protocolar no consulado, os documentos são analisados e se verifica se aquela pessoa é ou não italiana. Depois o processo é enviado à Itália. Como, por muitos anos, os imigrantes e seus descendentes não atualizaram nascimento de filhos e estado civil no Consulado e estão apresentando agora processo de várias gerações. Isto gerou uma longa fila de espera com outras tantas pessoas que também não atualizaram os dados de suas famílias. Mesmo com um número reduzido de funcionários, o Consulado con-

segue deferir cerca de 5000 processos por ano. As etapas para quem quer encaminhar seu pedido junto ao Consulado de Porto Alegre, estão no site http://www.consportoalegre.esteri.it/Consolato_PortoAlegre

Cidadania na Itália Outro modo de obter o reconhecimento da cidadania é diretamente na Itália. Para isso o interessado deve legalizar todos os documentos e levá-los em mãos ao Comune, Município italiano. Como a Itália tem cerca de 8.000 municípios, o número de processos de cada

município é bem menor e, portanto, mais ágil. Após ter o reconhecimento da cidadania, a pessoa deve manter atualizados seus dados de endereço e estado civil, como nascimento de filhos, casamentos e óbitos. O email do Consulado para atualização de endereços é aire.portoalegre@esteri.it

Sobre passaportes e legalizações Atualmente estes serviços são feitos através de um call center que organiza uma agenda. Isto permite que a pessoa seja atendida no dia marcado e não perca tempo.


16 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Turismo

Como Bento recebe os estrangeiros? Passando-se por turista holandesa, repórter do Semanário visita locais turísticos e relata as dificuldades encontradas geral2@jornalsemanario.com.br

Q

uando viajamos, seja para dentro do país ou para o exterior, é fundamental encontrarmos uma boa estrutura de informações para nos situarmos no destino escolhido e assim decidir onde visitar, onde comer e onde ficar. Há 12 dias da Copa do Mundo, Bento Gonçalves, que já acolhe turistas ao longo do ano, vive também a expectativa de receber centenas de visitantes de diversos lugares do mundo. Mas será que a cidade está preparada para a vinda de pessoas de outros países, com diferentes idiomas e culturas? Nesta semana, a reportagem do Semanário foi conferir como alguns serviços da cidade se prepararam para receber o turista estrangeiro. Falando apenas no idioma inglês, passei-me por uma turista holandesa e percorri os locais que são a opção da maioria dos estrangeiros – pontos turísticos, hotéis, Centro de Atendimento ao Turista (CAT), rodoviária, restaurantes, entre outros. Começamos pela Fundação Casa das Artes, onde uma das funcionárias falava inglês e entendeu perfeitamente todas as minhas perguntas. Fizemos um “tour” pelo prédio e ela também me passou explicações gerais sobre a cidade e sobre a programação de eventos. Na fundação, também são disponibilizados mapas turísticos em inglês e espanhol. Nos hotéis não tive dificuldades, apesar de muitos confessarem receber apenas turistas da América Latina. No Viverone, o supervisor de recepção Tiago Lemos comenta que o inglês ainda é um desafio: “Não utilizamos muito aqui, mais é espanhol e italiano. Mas o requisito para as novas contrata-

ções é falar inglês, pois não temos alguém fluente na língua”, destaca. As grandes vinícolas, como Aurora e Casa Valduga, têm funcionários que falam inglês, frânces, espanhol e italiano. Na Aurora, inclusive, as placas são escritas em dois idiomas e, segundo os funcionários, o número de turistas aumentou expressivamente depois da contratação de enólogos com cursos de inglês. A vinícola agora se prepara para receber jornalistas dos Estados Unidos, Inglaterra e China, os quais virão para a Copa do Mundo e aproveitam para visitar a região, através de um projeto da Wines of Brazil. O vendedor e guia da Casa Valduga, Marlon Machado dos Santos, disse que muitos visitantes comentam sobre os problemas para a comunicação: “Uma americana que estava aqui me contou que não encontrou ninguém que falasse inglês, nem mesmo no aeroporto. Ela ficou impressionada quando a cumprimentei dizendo ‘hi, nice to meet you’. Não adianta, é uma língua universal hoje em dia”, relata. No CAT, os funcionários não recebem um treinamento específico para atender turistas, apenas a ajuda de colegas que estão há mais tempo trabalhando. Apesar disso, a funcionária que nos atendeu soube explicar os roteiros em inglês e também em espanhol. Lá, encontramos um panfleto com mapas e descrições dos roteiros em inglês.

Cursos Em muitas empresas visitadas, a formação em língua estrangeira não é uma exigência na contratação. Para estimular essa procura, o secretário de Turismo, Gilberto Durante, in-

formou que vários cursos foram oferecidos para empresas, através do Pronatec, para capacitar os setores ligados ao turismo. “Aí depende de cada empreendedor, mas fizemos nossa parte. Visitamos vários locais com jornalistas estrangeiros e não tivemos problemas”, conta. Ele também destaca que foram distribuídos panfletos em duas línguas e colocados painéis em inglês em 10 paradas de ônibus da cidade.

FOTOS CRISTIANO MIGON

Silvia Dalmas

Garçon Evandro deu explicações sobre os pratos em inglês

CAT distribui panfletos em inglês e alguns restaurantes também oferecem menu no idioma

Acessibilidade também foi testada Em virtude de ter quebrado o tornozelo há poucos dias, também aproveitei a reportagem para verificar como estava a questão da acessibilidade nesses locais visitados. Nos principais pontos turísticos de Bento, muitas mudanças vêm sendo realizadas e não tive problemas para chegar até os locais. A maioria deles tem rampas de acesso e elevadores. No Viverone, por exemplo, um quarto em cada andar é equipado para pessoas

Maioria dos locais tem rampas de acesso e elevadores

com necessidades especiais (PNE), com barras nas portas, banheiros e cadeiras para banhos. Na estação da Maria-Fumaça, um dos vagões está equipado para receber PNEs, com espaço para cadeirante, e na Epopeia Italiana todos os cenários são ligados por rampas. A única dificuldade que tive foi na visita ao Vale dos Vinhedos, já que algumas vinícolas não tinham elevadores ou pelo menos uma cadeira de rodas para auxiliar no passeio.


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Dificuldade para pegar um táxi na Estação Rodoviária Encontrar um taxista que compreendesse o que a “turista” tentava falar foi a maior dificuldade do teste. Tentei através de mímicas e sinais, mas nenhum dos cinco motoristas que estavam ao redor compreendiam nem mesmo um inglês básico. Todos, porém, se esforçaram para ajudar, procurando nas lojas por alguém que entendesse a língua, até que uma comerciante soube explicar a eles o que eu estava tentando dizer. Na rodoviária, também foi complicado me comunicar. Uma das atendentes compreendia o que eu falava, mas respondia em português e parecia confusa. “Eu entendo o que ela diz, mas não sei explicar em inglês”, dizia ela, pedindo ajuda a colega. Elas, inclusive, comentavam sobre a importância de aprender a língua. Apontando para os ônibus e para o relógio, consegui descobrir os horários de linhas para Porto Alegre, que foram anotados por ela em um papel.

Nos restaurantes, a maioria oferece cardápio em inglês e espanhol, mas em um deles não consegui ser atendida. Quando cheguei no local, perguntei a garçonete se ela entendia inglês. “Mais ou menos”, respondeu ela em português, fazendo sinais com as mãos. Nem ela e nem as outras funcionárias souberam me explicar o cardápio, nem passar os valores dos pratos e tive que me retirar de lá. No Canta Maria, além do cardápio em inglês, o garçom que me atendeu falava inglês fluente e o básico de espanhol, francês e italiano. “Todos os dias recebemos algum estrangeiro e não lembro de não termos conseguido atender algum deles”, disse Evandro Ribeiro.

Surpresa ao receber estrangeiros Na visita à Maria-Fumaça, enquanto procurava alguém que entendesse inglês, os funcionários estavam surpresos em ver uma estrangeira no lo-

cal e comentavam sobre o fato entre si. Esperei um tempo até encontrarem alguém que pudesse me atender e, com dificuldade e muitos gestos, uma das funcionárias conseguiu responder algumas das minhas perguntas. Não há folders em inglês ou espanhol na estação. Quando contei que não era estrangeira e estava apenas fazendo uma reportagem, as funcionárias disseram que não costumam receber turistas que só falam inglês. “Temos uma funcionária que fala, mas ela trabalha na Epopeia Italiana. Apenas uma vez recebemos um senhor de Tokyo que falava mandarim e um inglês bem ruim, mas conseguimos nos entender”, disse a recepcionista Jenifer Monteiro. Nas ruas, pedi ajuda para policiais e pedestres e eles também pareciam surpresos com a chegada de uma estrangeira. Dizendo apenas algumas palavras no idioma, um estudante e um policial conseguiram me explicar o caminho para chegar ao hotel mais próximo.

Avaliação Rodoviária Positivo: Acessibilidade para Portadores de Necessidades Especiais (PNEs) e espaço confortável para passageiros esperarem os ônibus. Negativo: Apenas uma funcionária entendia inglês, porém teve dificuldades para responder minhas perguntas. Através de gestos e apontando para objetos, conseguiu tirar minhas dúvidas. Centro de Atendimento ao Turista (CAT) Positivo: a atendente é fluente em inglês e espanhol, e o centro também oferece panfletos nos dois idiomas. Negativo: Funcionários não recebem treinamento específico para atender o turista. Casa das Artes Positivo: Uma das funcionárias falava inglês fluente e me acompanhou pelo prédio. Na fundação, também é distribuído mapas em dois idiomas (inglês e espanhol) e tem acessibilidade. Fundação não deixa a desejar quando o assunto é recepção dos visitantes.

MARÍLIA DALENOGARE

Taxistas foram prestativos e procuraram ajudar a “turista”, mas nenhum entendia o idioma

Impressões da repórter A impressão que fica ao chegar em cada estabelecimento é de que há um despreparo e que Bento Gonçalves não está acostumada a receber turistas. As primeiras pessoas com quem eu conversei em cada local não entendiam do que se tratava e não sabiam como agir por não falarem inglês. Mas, depois de alguns minutos, encontravam alguém que falasse a língua ou que pelo menos compreendesse o que

eu tentava explicar. Circulando pela cidade também senti falta de mais placas e sinalizações em outras línguas, principalmente em relação aos pontos turísticos e às linhas do transporte público. Até mesmo na rede hoteleira faltam profissionais que falem inglês. Por outro lado, as pessoas também foram muito prestativas e solícitas, ajudando-me até que eu conseguisse o que buscava. Senti muito despreparo tam-

bém nas empresas de turismo, com poucos profissionais para atender estrangeiros. No idioma espanhol e italiano não tive problemas, mas o inglês nem sequer é pré-requisito para contratação de profissonais. Importante também estimular taxistas e funcionários da rodoviária a aprenderem a língua, já que são os principais serviços procurados pelos turistas.

Rede hoteleira Positivo: Na maioria dos hotéis visitados, os recepcionistas falam espanhol e italiano e os prédios têm acessibilidade. Negativo: Inglês ainda é um desafio para alguns. No café da manhã, também senti falta de algumas plaquinhas em inglês, informando os nomes de cada prato. Acredito que ajudaria ainda mais o turista. Vinícolas Positivo: Passeando pelo Vale dos Vinhedos, percebi que as grandes vinícolas estavam preparadas para receber turistas, com guias que falam inglês, espanhol, italiano, francês e até mandarim. Negativos: Algumas, de menor porte, não consegui visitar, pois não falavam inglês. Senti também dificuldade em relação a acessibilidade, faltam rampas e elevadores. Táxis Positivo: Muito solícitos e prestativos em auxiliar o turista, procurando por pessoas que entendessem o idioma. Negativo: No meu roteiro, não encontrei nenhum taxista que falasse inglês, dificultando a comunicação. Restaurantes Positivo: Maioria estava preparado para atender turistas, com garçons fluentes em até três línguas e cardápios em inglês. Negativo: Em um dos restaurantes e em uma lanchonete, não pude ser atendida, pois as garçonetes não entendiam nem mesmo o inglês básico. Estação da Maria-Fumaça Positivo: O local está equipado para receber portadores de necessidades especiais (PNEs). Negativo: Não há mapas ou folhetos em inglês e apenas uma funcionária fala a língua fluentemente (a qual não estava lá no dia da visita).

17


18 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Novos projetos para a Associação de Moradores

Cohab

Saúde e lazer são as prioridades do bairro Moradores aguardam uma definição referente a Unidade de Saúde FOTOS ESTEFANIA V. LINHARES

Estefania V. Linhares regional@jornalsemanario.com.br

O

s moradores do bairro Cohab aguardam uma definição referente à Unidade de Saúde que está praticamente concluída, mas não possui autorização para funcionamento em virtude de serem de “lata”. A infraestrutura não foi aprovada na inspeção da Vigilância Sanitária do Estado, e agora o Poder Executivo está analisando uma solução para o prédio que encontra-se fechado. Segundo o presidente da Associação de Moradores do bairro Cohab, Nelson Deconto, um ônibus de atendimento móvel vinha até o bairro para realizar atendimentos médicos e parou há dois anos. “Estamos sem posto de saúde, ainda mais no inverno, que a população tem que se deslocar para longe”, comenta. Atualmente, as pessoas se dirigem para a unidade do Licorsul ou para o Pronto Atendimento 24 horas. Para ele, se tivesse um médico para realizar consultas ao menos duas vezes de semana, já melhorava. Para que a Unidade de Saúde entre em funcionamento depende da liberação da Secretaria de Saúde. “Não liberam, pois consideram que o material utilizado na obra é impróprio. Estamos aguardando por eles”, comenta. O prédio está localizado próximo a escola Anselmo Picolli, e atualmente alguns vidros das salas estão quebrados.

A Associação está aguardando a conclusão dos projetos iniciados para executar novas propostas, entre eles, a ampliação da cozinha que é pequena e possui juntamente a churrasqueira. Com isso, é necessário organizar a elaboração da comida quando são organizadas festas no local. “Se concentra tudo no mesmo. Nós temos que nos desdobrar para fazer os pratos”, afirma. Quando o salão foi entregue a comunidade não possuía cadeiras e nem mesas, que foram adquiridos aos poucos, e hoje o local está todo estruturado para a realização de eventos. A estrutura

está praticamente completa. Na área de segurança, o bairro está bem guardado e registra poucas ocorrências, pois a Brigada Militar está instalada na localidade. Nelson Deconto relata que existem alguns marginais e usuários de drogas, mas estes permanecem por pouco tempo. Temos que aguardar pelo Poder Público. “Nesta cidade tem muita coisa a ser feita”, comenta. Quando as casas do Cohab foram construídas concentravam cerca de 400 famílias. Atualmente, o bairro possui diversas residências além da construção de condomínios.

Nelson Deconto relata que é possível utilizar a área para novas obras

Área da Associação A Associação possui uma área grande que poderia ser utilizada para diversas atividades. Porém, Deconto avalia que o local foi mal aproveitado. “Começam as obras e não são concluídas”, explica. De acordo com ele, fazem quatro anos que as obras estão paradas. Entre as intervenções realizadas pelo Poder Executivo está a construção da quadra de areia. “Não sei quando vai terminar e quando irá inaugurar. São coisas inacabadas”, avalia. Atualmente, na área está sendo instalada a academia ao ar livre. Outra obra é o calçamento no entorno da praça infantil. O presidente da entidade relata que existia um projeto para a construção de um complexo esportivo, com recursos do Governo Federal, porém somente foi

feita a infraestrutura próxima ao solo. “A empreiteira não concluiu a obra e dizem que o processo está na justiça”, pondera. A Associação possui um salão, mas Deconto acredita que se na época, a comunidade tivesse pedido um ginásio, o aproveitamento seria melhor. “Além disso, sobraria terreno até para construir outras coisas. Até se quisesse fazer um ginásio podia utilizar o salão para fazer um posto de saúde se fosse o caso, mas temos que aguardar”, sugere o líder comunitário. A infraestrutura da sede comporta uma festa para cerca de 250 pessoas. Assim, a arrecadação é considerada baixa por Nelson Deconto. “Se desse para colocar mil pessoas seria diferente e até a comunidade poderia fazer as obras que precisa. Algumas coisas nós fizemos e na questão de manutenção também”, ressalta.

Praça infantil foi concluída após dois anos de obras no local

Unidade de Saúde está concluída, porém o seu futuro é incerto

Calos Barbosa

ACI promove palestra sobre a Empretec A Associação do Comércio, Indústria e Serviços (ACI) de Carlos Barbosa, em parceria com o Sebrae/RS, realiza, gratuitamente, a palestra “Apresentação Empretec”, na sede da entidade. Serão disponibilizadas duas datas, 4 e 25 de junho, com o objetivo de apresentar o seminário, tratando assuntos como empreendedorismo, os fatores

que determinam o sucesso e motivação dos empresários e suas respectivas empresas. O Empretec é uma metodologia voltada ao desenvolvimento de características de comportamento empreendedor e para a identificação de novas oportunidades de negócios, e proporciona aos participantes a melhoria no seu desempenho empresarial, maior segurança na tomada de

decisões, a ampliação da visão de oportunidades, entre outros ganhos. As palestras iniciam às 19h30min, com duração média de duas horas. O evento é gratuito e os interessados em participar da palestra devem entrar no site da entidade, www.acicb.com.br, pelo telefone (54) 3461.7600 ou ainda pelo endereço de e-mail sebrae@acicb.com.br.

Pinto Bandeira

Município realiza Campanha do Agasalho O tema da Campanha do Agasalho de Pinto Bandeira deste ano que é Doe Solidariedade!, começou esta semana. Os donativos podem ser entregues na sede da prefeitura, unidades básicas de saúde, igreja Matriz, mercados Adrimar, Baldisserotto e Tumelero, farmácia Ciamed,

centros comunitários e escolas Barão de Mauá e José Pansera. O dia oficial de arrecadação será terça-feira, 10 de junho. O evento acontece no salão paroquial, das 14h às 16h. As doações passarão por triagem e depois serão distribuídas para famílias carentes e instituições de caridade.


Sรกbado, 31 de maio de 2014

Geral

19


20 Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Exploração sexual

Média de três casos por mês em Bento

As denúncias procedem: o município registra uma média alta de abusos sexuais, visto as características da localidade

E

m media, são registrados três casos de exploração sexual em Bento Gonçalves a cada mês. O dado é alto, segundo a delegada Isabel Pires Trevisan, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, para um município com as características que possui. “Quase todas as denúncias registradas procedem, é difícil encontrar alguma que não seja verdade”, explica a delegada Isabel Pires Trevisan. Ela conta que, primeiramente, a investigação precisa comprovar qual tipo de abuso ocorreu e se foi constatado conjunção carnal, que é o ato sexual. O segundo passo é investigar quem foi e, após processo, aplicar a pena cabível, conforme a idade da criança. “Quando a criança é menor de 14 anos, normalmente os criminosos são pessoas conhe-

cidas, vizinhos, amigos e até parentes. Nesta faixa etária, ocorrem mais aliciamentos, e outras situações que não o sexo. Mas, nos adolescentes de até 18 anos, a conjunção carnal é a mais registrada e cometida por pessoas que não são conhecidos da família”, relata.

POLÍCIA CIVIL, DIVULGAÇÃO

Vitória Lovat geral1@jornalsemanario.com.br

O papel do Conselho Tutelar O órgão que oferece assistência para as vítimas de exploração sexual é o Conselho Tutelar, que averigua as denúncias, informa os pais e encaminha as procedências para o Ministério Público. A conselheira tutelar, Arari Luchese, explica que a maioria dos casos são descobertos via denúncia, já que são raras as vezes que a criança tem coragem de contar para alguém. Arari explica que, a partir da denúncia, é iniciado o processo de investigação junto da famí-

Delegada Isabel Pires Trevisan lia para constatar se ocorreu a exploração sexual, ou não. “É uma situação extremamente delicada, nós precisamos olhar nos olhos dos pais de dizer que houve denúncia de que o filho deles sofreu abuso, na maioria das vezes, dentro da própria casa. Não sabemos como vai ser a reação de cada um, então é bem complicado”, explica. Segundo a conselheira, as

ameaças variam e chegam a situações extremas de citar a morte dos pais se o jovem contar para alguém. “Primeiro nós ouvimos a criança, é difícil para ela relatar os fatos, já que, na maioria das vezes, elas sofrem ameaças, então precisamos ser pacientes e ter cautela”, conta. A partir da confirmação do ato, todos os fatos são relatados ao Ministério Público que tem o dever de instaurar o inquérito e investigar a situação. A conselheira ressalta que o Conselho Tutelar não investiga ou condena alguém, apenas presta assistência para as vítimas. “Há casos em que os próprios pais não acreditam nos filhos, não acham que seja verdade que ele foi aliciado. Então, após a perícia psicológica, se a denúncia proceder, abrigamos a criança, para que ela fique segura e não corra o risco de passar por situações similares em casa no decorrer

do processo”, explica. A prestação de serviço para as crianças ocorre durante o inquérito como uma realocação na sociedade, visto que, segundo Arari, mesmo que não haja danos físicos, sempre restam danos psicológicos.

A importância das denúncias A denúncia é o único meio de chegar até os criminosos, então toda e qualquer forma de denúncia é válida, já que são poucas as que chegaram até o Conselho Tutelar e que não procederam. As campanhas de conscientização realizadas wsão para incentivar as denúncias e a atenção dos pais com os filhos, que mudam de comportamento a partir do momento que passam a sofre algum abuso. O telefone para denúncias diretas no Conselho de Bento é o (54) 9159.5744, ou o 190.


Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

21

Agora, exploração sexual é crime hediondo no Brasil Vitória Lovat geral1@jornalsemanario.com.br

As medidas aplicadas para quem pratica a exploração sexual estão mais rígidas. Na última semana, a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei que torna crime hediondo a exploração sexual ou o favorecimento à prostituição de crianças, adolescentes e pessoas vulneráveis. A nova lei foi sancionada durante a Semana Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, promovida com o objetivo de incentivar as denúncias e alertar os pais, para que fiquem sempre atentos aos filhos. A partir do decreto, tais crimes passam a respeitar as normas impostas para crimes como homicídio, por exemplo. O estupro e o estupro de vulnerável já eram considerados crime hediondo. O início da pena em regime fechado é a primeira medida que deve ser aplicada. A progressão para o semiaberto,

quando só é necessário passar a noite no presídio, pode ocorrer apenas depois do cumprimento de 2/5 da pena, se for a primeira passagem pela polícia. Se o meliante for reincidente, 3/5 da pena deve ser cumprida em regime fechado. A partir do decreto, o réu também não poderá recorrer à fiança, a graça, a anistia e ao indulto. O Código Penal, antes da sanção da presidente, apontava que a exploração sexual era “submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual alguém menor de 18 anos ou que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, facilitá-la, impedir ou dificultar que a abandone”. Agora, o favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente vulnerável também passa a se enquadrar como exploração. A pena para a exploração sexual, que é de quatro a 10 anos de prisão não se altera com a sanção.

É lançado aplicativo para denúncias Para facilitar as denúncias e informar os órgãos responsáveis sobre violências contra crianças e adolescentes, foi desenvolvido um aplicativo para smartphones: o Projeta Brasil. O aplicativo é compatível com celulares com sistema Android ou Iphones. Eles indicam telefones e endereços para denúncias, próximos do local onde você está, além de indicar rotas para chegar em delegacias especializadas de infância e juventude, conselhos tutelares, varas da infância e entidades que lutam pela causa.

Para utilizar o serviço, baixe o app gratuitamente no seu celular.

Permita que ele acesse a sua localização e ele lhe apontará os locais especializado com todas as informações.

Faça a sua denúncia consciente, mantendo a sua identidade anônima.

Atenção! A ferramenta não é para a diversão, as denúncias devem ser sérias e serão averiguadas.

Entenda as diferenças Estupro Já era considerado crime hediondo. Ocorre quando há conjunção carnal com pesssoa maior de 14 anos. Exploração de vulnerável Se tornou crime hediondo. São ameaças, aliciamentos, toques e envolvimentos sexuais sem conjunção carnal praticados em menores de 14 anos ou pessoas sem condições de discernimento, enfermidade ou deficiência mental.

Estupro de vulnerável Já era considerado crime hediondo. Ocorre quando há conjunção carnal com menores de 14 anos, ou pessoas que não têm condições de discernimento, possuem enfermidade ou deficiência mental. Exploração sexual Se tornou crime hediondo. São ameaças, aliciamentos, toques e envolvimentos sexuais sem a conjunção carnal praticados contra pessoas entre 14 e 18 anos.


22

Obituário/Geral

Sábado, 31 de maio de 2014

Faleceram em Bento

Sitracom BG

Encontro de Cipeiros aborda a segurança no local de trabalho Especialista em segurança do trabalho da Fundacentro, Paulo Altair Soares, palestrou no evento DIVULGAÇÃO

D

epois de identificar os altos índices de ocorrências de acidentes e de doenças relacionadas ao trabalho que atingem o contingente de operários de Bento Gonçalves, o Fórum Permanente Segurança e Saúde do Trabalhador (FPSST) reuniu no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sitracom BG), um grande número de integrantes de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPA) de diversas empresas do município, além de profissionais da área de segurança para o Encontro de Cipeiros. O objetivo da iniciativa foi o de estimular a reflexão dos integrantes das CIPAs sobre a importância e responsabilidade desta organização em sua área de atuação. “É fundamental criarmos a consciência de que a preservação da integridade física e mental é dever de patrões e empregados, e é a partir disso que vamos começar a mudar o quadro que vivemos”, avaliou o especialista em segurança do trabalho da Fundacentro, Paulo Altair Soares, palestrante do encontro. Ele destaca que o processo produtivo, desde a extração da matéria

Segurança do trabalhador agora é foco de discussão entre Cipeiros prima até a finalização do produto, exige a participação de gente preparada para as mais diversas etapas da transformação. No andamento desse processo muitos fatores podem gerar acidentes e doenças. “São inúmeras máquinas operando, produtos químicos e outros fatores que acabam deixando o ambiente o ambiente de trabalho pouco saudável expondo os trabalhadores a riscos de acidentes e doenças”, explica o especialista. Esta situação acaba gerando perdas imensas para trabalhadores e empregadores e o ônus recai diretamente sobre toda a sociedade. “Neste quadro todos perdem. Não há vantagem para ninguém. O operário perde sua saúde e sua condição de mantenedor de sua família e o empregador acumula perdas econômicas”, avaliou. Apesar da gravidade da situação, Soares considera que é possível

revertê-la com planejamento e com a participação de uma CIPA que seja atuante e eficiente. Ele destaca que esta organização tem que estar preparada para ajudar na preservação da vida, contando com integrantes em constante processo de aprendizado e capacitação. “Quando temos uma CIPA atuando plenamente o processo de produção não sofre interrupções e se evita perdas que influenciam diretamente no lucro. Há retorno garantido para todos os envolvidos no processo de produção”, argumentou. Uma das ideias a serem difundidas nesse processo de conscientização diz respeito diretamente ao indivíduo. Acidentes não acontecem por acaso e por isso cada pessoa tem que estar atenta permanentemente. “Somos reféns das nossas escolhas. Se nos omitirmos estaremos depositando nossa cota de culpa

em cada acidente. Mas se cada um estiver ciente de suas obrigações e mantiver-se atento as regras se segurança teremos dias melhores para todos”, avaliou Soares. Hoje há estudos que indicam que para cada R$ 1,00 investido em prevenção, outros R$ 9,00 retornam em forma de lucro. “Sendo assim não dá para ignorar que os ganhos podem ser infinitamente superiores quando há o devido respeito pela vida nos locais de trabalho. É por isso que o Sitracom BG, que faz parte do FPSST tem como uma de suas principais bandeira a segurança e a saúde dos trabalhadores. Em pleno século XXI não se pode mais admitir que homens e mulheres saiam de seus lares e corram o risco de não voltar porque tem suas vidas negligenciadas no seu local de labuta”, disse o presidente do Sitracom BG, Itajiba Soares Lopes. O vice-presidente da entidade, Ivo Vailatti comentou que o encontro foi bastante positivo. “Deu para constatar o interesse dos cipeiros em reverter a situação. Esperamos uma mudança no comportamento para que possamos evitar acidentes e doenças”, concluiu.

FRANCISCO PRESTES DE MEDEIROS, no dia 21 de maio de 2014. Natural de Major Vieira, SC, era filho de Rosa Prestes de Medeiros e tinha 79 anos. EMYDGIO DEON, no dia 22 de maio de 2014. Natural de Guaporé, RS, era filho de José Deon e Italia Coppini e tinha 84 anos. BRENO JOSÉ HUNHOFF, no dia 22 de maio de 2014. Natural de Tapera, RS, era filho de Felipe Hunhoff e Maria Hunhoff e tinha 79 anos. ANAROLINA ALVES BAGESTON, no dia 23 de maio de 2014. Natural de Arvorezinha/Bento Gonçalves, RS, era filha de Diniz Antunes Bageston e Maria Alves dos Santos e tinha 77 anos. ELIA CRISTINA TREGNAGO STEFANI, no dia 23 de maio de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filha de Victorio Tregnago e Letícia Ponzoni e tinha 91 anos. ARMINDO MIOLO, no dia 26 de maio de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filho de Victorio Manoel miolo e Magdalena Baruffi Miolo e tinha 84 anos. RUDINEI RIBEIRO, no dia 26 de maio de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filho de Ildo Ribeiro e Anilde Lottici Ribeiro e tinha 34 anos. VICENZO CHIARAMONTE ZANDONÁ, no dia 27 de maio de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filho de Cleodomar João Zandoná e Ângela Maria Chiaramonte Zandoná e e tinha 6 dias. GUILHERMINA REGINATO SARTORI, no dia 27 de maio de 2014. Natural de Nova Prata, RS, era filha de Victor Reginato e Maria Masiero e tinha 84 anos SAMUEL BRAYAN RAMIRES RAMIRES, no dia 28 de maio de 2014. Natural de Bento Gonçalves, RS, era filho de Neodi Ramires e Marilaine Ramires da Silva e tinha 11 meses.


Sábado, 31 de maio de 2014

Publicações Legais 23


24

Segurança

Sábado, 31 de maio de 2014

Corpo de Bombeiros

Mais preparados para salvar vidas Apesar de não concluído, centro de treinamentos em Bento Gonçalves aumenta a qualificação do efetivo da Serra FOTOS CRISTIANO MIGON

Leonardo Lopes policia@jornalsemanario.com.br

M

aio foi um mês de intensa movimentação para o Corpo de Bombeiros de Bento Gonçalves. Além das ocorrências de trânsito, da atuação na contenção da rebelião no Presídio Regional no dia 8, e do atendimento à população durante o temporal com chuva de granizo, no dia 15, 80% do efetivo que participou de cursos de qualificação em nível mundial. Entre 14 e 28 de junho, o Centro de Treinamento para Bombeiros da Serra Gaúcha, que ainda não está concluído, sediou quatro cursos de especialização com instrutores do Chile e Portugal. Além do efetivo de Bento Gonçalves, as atividades reuniram bombeiros dos demais municípios da Serra, do Vale do Taquari, do Vale dos Sinos e da região metropolitana de Porto Alegre. “Foram 96 homens treinados com o que tem de melhor em nível mundial. Os portugueses são referências em salvamentos em estruturas colapsadas e os chilenos em resgate veicular. “Tivemos até bombeiros do Equador que vieram passar frio em Bento só para participarem destas aulas”, relata o o comandante do 2º Subgrupamento de Combate a Incêndio (2º SCI), capitão Sandro Carlos Gonçalves da Silva. Este aprimoramento técnico e padronização da qualificação do efetivo permite uma ação mais rápida e organizada dos bombeiros. “É notório. Bem treinados e utilizando as técnicas ideais para cada situação, há uma diminuição do tempo de atendimento e minimiza as sequelas da vítima. Cada bombeiro sabe o que fazer para alcançar o objetivo o mais rapidamente”, salienta o capitão.

Reforços para o mundo Antes os bombeiros iam até o exterior para realizar tais treinamentos. Esta ação pioneira de trazer instrutores internacionais e ter um centro de treinamento deste nível a disposição criará uma nova realidade de resgate e salvamento

Nova estrutura em Bento Gonçalves permitiu a presença de instrutores chilenos e portugueses para cursos

Centro para receber e difundir conhecimentos

em Bento Gonçalves. Este é o entendimento do oficial português Pedro Santos. “Todo este conhecimento se não for regularmente treinado cai no esquecimento e é um problema. Ainda bem que existem estes tipo de centros, permitem que o Corpo possa treinar, se juntar e praticar sempre. Estas equipes precisam estar altamente treinadas, bem fisicamente e extremamente bem psicologicamente ou não é possível trabalhar em qualquer cenário de catástrofe”, avalia. O bombeiro europeu atuou como instrutor dos cursos de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (Brec), de Rápida Intervenção Tática e de Cordas nível II. Além das técnicas, as aulas qualificaram os candidatos em um protocolo internacional que permite aos bombeiros gaúchos reforçarem forças de resgate em qualquer lugar do mundo. “Estes homens estão dotados de conhecimento para trabalhos em qualquer área de catástrofe. Cenários de espaços confinados, ferramentas pesadas para aberturas de acessos e algum trabalho de cordas. Foi o nosso primeiro curso desta área no Brasil”, explica o oficial português.

Projeto prevê que novo centro de treinamento para bombeiros esteja 75% construído até o final do ano O terreno de cinco mil metros quadrados no bairro Salgado está sendo preparado para ser uma das principais referências de treinamentos de bombeiros do Brasil. São raras as estruturas capazes de oferecer tantos locais de treinamento específico. Atualmente, o Centro de Treinamento para Bombeiros da Serra Gaúcha conta com uma torre auxiliar de quatro pavimentos, uma casa de fumaça, uma pista de busca e resgate em estruturas colapsadas, uma cen-

tral de gás e um container de resgate. O projeto ainda prevê a colocação do piso de concreto, construção de alojamentos, salas de aula, uma piscina para treinamento de salvamento aquático e mergulho, da parte hidráulica para treinamento de combate ao fogo e de uma torre principal com oito pavimentos. “A estrutura é excelente e está caminhando para ser a melhor do Rio Grande do Sul”, ressalta Milton Pithan, sargento do batalhão de Porto Alegre e instrutor de cursos em salvamento e resgate. A ideia é que o projeto

esteja 75% construído até o final do ano. O sargento Gonçalves, coordenador operacional do 2º SCI salienta que esta experiência internacional está formando novos bombeiros instrutores para difundir este conhecimento. “O objetivo é que nosso Centro seja uma referência de difusão de aprendizado, um ponto de intercâmbio de técnicas. Teremos esta estrutura para receber bombeiros dos demais grupamentos e repassar tanta a questão didática como a prática”, explica.

Instrutores chilenos apresentaram técnicas de resgate veicular


Segurança

Sábado, 31 de maio de 2014

25

Proposta viável

Parceria público-privado pode sair Superintendente da Susepe revela que empresa manifestou interesse em fazer a obra e fez avaliação do presídio velho

A

pareceu o primeiro interessado em construir o novo Presídio Estadual de Bento Gonçalves. Sem revelar o nome da empresa, o titular da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Gelson Treiesleben, anunciou que houve conversas interessantes sobre a possibilidade de uma parceria entre o setores público e privado para a cosntrução do novo presídio na Linha Palmeiro, no distrito de São Pedro. Treiesleben afirma que um empresário, que ele ainda não pode revelar o nome, o procurou na Susepe para conversar sobre as possibilidades de sua empresa construir a nova casa prisional. O empresário enviou na semana passada funcionários para avaliar, junto às

imobiliárias da cidade, quanto valeria a área onde está localizada a penitenciária atualmente. “Ele demonstrou muito interesse no projeto e nos deixou animados”, destaca o superientendente. O diretor da Susepe esclarece que a proposta de alocação de ativos é a alternativa considerada mais viável e rápida para a construção de uma nova casa de detenção no terreno cedido na Linha Palmeiro com uma parceria público-privado. "Existe esta modelagem diferenciada, utilizada por outras estatais, que possibilita que o estado obtenha este imóvel e no decorrer de alguns anos pague por ele de forma parcelada. Uma vez lançado o edital e tendo um vencedor, existe um prazo de até um ano para terminar este empreendimento. Quanto antes começar a ser ocupado,

mais cedo o empresário começa a receber. Então existe o interesse privado em receber e o interesse do estado em solucionar esta questão", explica. A localização nobre do atual presídio seria o trunfo do governo estadual para dar garantias à iniciativa privada. A proposta deverá ser apresentada em reunião marcada para o dia 15 de julho pelo secretário estadual de Segurança Pública, Airton Michels. Apesar de acreditar ser precipitado neste momento falar em prazos, o superintendente da Susepe acredita que o debate proposto resultará em uma solução prática para médio prazo. “Ainda temos seis meses de gestão neste atual governo e pretendo deixar encaminhado o projeto para o presídio de Bento Gonçalves, se não já em fase de construção”, afirma.

LEONARDO LOPES

Leonardo Lopes policia@jornalsemanario.com.br

Superintendente da Susepe, Gelson Treiesleben, está otimista

Acidente na RSC-470

Foragido é capturado durante velório do filho

Motociclista fica ferida em Garibaldi ANTÔNIO SERGIO DE OLIVEIRA/DIFUSORA, DIVULGAÇÃO

Patrícia Roberta Adone segue em observação no Hospital São Pedro Uma motociclista ficou ferida em acidente de trânsito no quilômetro 222 da RSC-470, próximo ao trevo da Telasul, em Garibaldi, no final da tarde de quinta-feira, 29. Por volta das 18h, a motociclista estaria no acostamento aguardando para fazer a transposição

da rodovia, no início da terceira pista, quando se envolveu no abalroamento com um caminhão com placas de Garibaldi que vinha de Bento Gonçalves. Patrícia Roberta Adone, 27 anos, foi encaminhada, consciente, por uma equipe do Samu para o Hospital São Pedro, em

Garibaldi. A vítima segue internada em observação. Seu estado é considerado estável. O Grupo Rodoviário de Bento Gonçalves compareceu no local para o registro do fato, e constatou que a condutora da motocicleta não era habilitada e veículo não estava licenciado.

Na manhã de quinta-feira, 29, após denúncia via 190, uma guarnição da Brigada Militar capturou um foragido do Presídio Estadual de Sobradinho na rua Osiris Martuscelli, no bairro São Roque. Neodi Ramires, 29 anos, participava do velório de seu filho de 11 meses no momento da prisão. Familiares tentaram conter a ação dos policiais, porém o procurado não reagiu. O foragido do regime semiaberto foi encaminhado para registro e será transferido de volta para o Presídio Estadual de Sobradinho.

Cidade Alta

Motorista é preso por embriaguez e desacato Na noite de quarta-feira, 28, por volta das 20h55min, uma denúncia no 190 relatou que um veículo F1000 trafegava em zigue-zague pelas ruas do bairro Botafogo. A Brigada Militar se deslocou para a região e localizou o veículo suspeito próximo a estação rodoviária. A F1000 ignorou a abordagem policial, porém foi interceptado no tráfego do semáforo da rua Dr. Casagrande, no bairro Cidade Alta. Em uma última tentativa de fuga, o motorista conduziu a F1000 para cima da calçada, porém não conseguiu desviar dos veículos que estavam na

sua frente. O policial militar precisou retirar as chaves da ignição para evitar nova tentativa de fuga. O motorista se recusou a sair do veículo e proferiu ofensas contra os policiais militares. Ele também se recusou a realizar o teste do etilômetro. Rone Alexander Rodrigues Vieira, 28 anos, recebeu voz de prisão em flagrante e foi encaminhado para o Pronto Atendimento 24 Horas, onde o médico confirmou na prova testemunhal o estado de embriaguez. O indiciado pagou a fiança de R$ 1 mil e responderá em liberdade pelo crime de desacato e embriaguez ao volante.


26

Sábado, 31 de maio de 2014

DenisedaRé

IGVariedades

Itacyr Luiz Giacomello | italugi@yahoo.com.br | n° 1.926

Tecnologia O presidente da FIMMA BRASIL 2015, Parque de Eventos em Bento Gonçalves – RS de 16 a 20 de março, empresário Volmir Dias – Volttoni Móveis e equipe diretiva destacam uma feira voltada aos fabricantes de móveis propiciando modernas novidades em produtos e serviços destinados a este setor. São 58 mil m² de área coberta e climatizada a espera de novas tecnologias e bons negócios! É Bento na frente! Seja hospitaleiro!

Abertura Expobento 2014 A 24ª EXPOBENTO – Uma Feira Sem Limites – abre oficialmente na 5ª feira - a ter lugar em Bento Gonçalves – RS de 05 a 15 de junho 2014 no Parque de Eventos. Promovida pelo CIC/BG seu presidente Leonardo Giordani destaca a importância que o evento representa para a cidade e região principalmente para quem nos visita e deseja boas compras além da farta gastronomia e bom vinho.

Importantes negócios... ENQUANTO isso, o presidente da EXPOBENTO 2014 Rafael de Toni e equipe preparam um evento dos mais expressivos focado em negócios para a sua empresa, tendo como tema a Copa do Mundo. Com inúmeros atrativos e novidades a maior feira Multisetorial do Brasil espera mais de 450 expositores, 30 mil itens em produtos, mais de 200 mil visitantes e bons negócios O diretor de comercialização da EXPOBENTO José Carlos Zortea diz que a reserva de espaços está praticamente esgotada e que as previsões até aqui são otimistas, fruto do empenho para ampliar o número de expositores. Vamos em frente!

Um livro para a história A data de 16 de maio de 2014 foi simplesmente histórica para o Município de Bento Gonçalves e muito especialmente para a empresa Cinex- inovação e emoção na pessoa de seu Diretor Presidente César Cini, familiares e colaboradores deste grande complexo industrial que enaltece o potencial socioeconomico desta abençoada terra. Com a presença de autoridades, convidados e imprensa a Cinex ao longo de três anos preparou com carinho o lançamento do livro SECULO XX- Memorias de Bento Gonçalves. Com requinte e riqueza de detalhes, chegando a 300 páginas, textos e fotos relembrando nossa história, celebrando nossa terra, lutas e conquistas que orgulham o trabalho de nossa brava gente Um livro cujas raízes e origens trazem a singeleza e essência dos fatos e suas narrativas. Em seu pronunciamento o empresário e editor Cesar Cini destacou a obra como um olhar para trás, mas hoje através do trabalho do passado reflete a grandeza do presente alicerçada no futuro. Parabéns Cesar Cini, Aldo Cini e familiares, Ana Augusta Rocha, Claudio Novaes, Assunta De Paris, Vanessa Machado, Claudia Bergamini e este colunista e a todos quantos colaboraram para a edição desta obra – uma obra de alto nível para ficar na história de Bento Gonçalves- solo sagrado de nossas origens! Parabéns gente amiga!

denisedarebg@gmail.com

CIC-BG fortalecendo caminhos O CIC-BG Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves segue sua linha de atuação buscando novas adesões ampliando seu quadro social ,como vem fazendo, fortalecendo com isso a participação associada. É fundamental no desenvolvimento de suas atividades, que são inúmeras, entre elas como fiel porta voz das aspirações da classe empresarial e da própria comunidade ao longo de seus 100 anos de existência que se comemoram em 2014. Lutas, reivindicações e conquistas ao lado e muitos sacrifícios fazem parte da trajetória histórica do CIC/BG - uma bandeira representativa em defesa de ações construtivas voltadas ao crescimento e grandeza de Bento Gonçalves e até da região hoje liderado pelo presidente Leonardo Giordani e membros diretivos. É o CIC/BG em ação mostrando bons caminhos no ano histórico de seu CENTENARIO. É a força do trabalho!

Festa de São Bento SEGUEM os preparativos da tradicional festa em honra ao padroeiro São Bento que acontece no dia 06 de julho 2014 com intensa programação religiosa e social tendo como lema: No Amor Fraterno, As Bênçãos de São Bento. Dentro das festividades dia 30 de junho visita a APAE e dia 1º de julho visita ao Colégio Egidio Fabris com a imagem de São Bento. Triduo:- Dias 02- Procissão de velas; 03 - Palestra com o Pe Ezequiel e 04 de julho – Terço e Coral, às 19 hs na Igreja Pipa – ponto e referência turística! No dia da festa - 06 de julho: 9:30 Procissão motorizada; 10:30 Missa Festiva; 11:30 Inauguração de Melhorias e 12:30 Almoço de confraternização no CTG Laço Velho-Centro de Eventos. A Banda Municipal A Furiosa animará as festividades! Convite dos casais festeiros; Osvaldo e Maria Zorzi, Jose Lirio e Lucilene Panizzi, Vitalino e Nair Nichetti, Gentil e Ana Santalucia e Mauri e Cassiane Demarchi. Participe!

“E agora, José?” Odeio chocolate! Abomino o prazer quase sensual que ele provoca quando as papilas da língua se encharcam de creme crocante, compacto, aerado, apimentado, mentolado, recheado (“Boiling”, “Fondants”, “Croquant”, “Gianduia”, “Marzipã”, “Praliné”, “Nougat”, “Palets”, “Ganache”...). Ó céus! Quanta volúpia nesses palavrões! Como resistir? Por isso, num dos encontros familiares, com o desejo aprisionado, decretei: “Não aceito mais chocolate e afins no aniversário, Páscoa, Natal, coisa e tal. E ponto final”. É claro que o pessoal não gostou. Embora divino, chocolate é um presente de preguiçoso: não exige o menor esforço para escolher. A partir da ordem, cada um dos envolvidos afetivamente sentiu-se na obrigação de pesquisar minhas preferências, de investigar os detalhes inerentes a cada idéia (tamanho, circunferência, cores, autores e lá vai...), sabendo ainda do risco de não agradar. E o Dia das Mães se aproximava... Então o segundo domingo de maio chegou. Quando vi todos reunidos, já imaginei um baita embrulho que me seria entregue a seis mãos. Afinal, tratando-se de três patrocinadores, devia ser um presentão de peso. Mas, que nada! De tão leve, só um dedo polegar na alça da fita foi suficiente para erguê-lo. Como toda mãe que se preza, escondi a pitada de frustração atrás do sorriso, até porque é a intenção que vale... embora o inferno esteja cheio de bem-intencionados. Mas enquanto abria o pacotinho, resolvi lançar algumas farpinhas de nada, em forma de brincadeira, só para mexer com o brio deles... Sem muita paciência, acabei rasgando o papel dourado, que escondia... Tcham-Tcham-Tcham-Tcham: um porta cheques. De couro... talvez sintético, ecologicamente correto. Outro sorriso de agradecimento não muito convincente (só uso cartão), outra piadinha do tipo “vou ver se vocês não esconderam um cheque assinado aqui dentro, cheio de zeros...”. Então ele apareceu. Não um cheque, mas um vale viagem para Buenos Aires – pacote completo para duas pessoas, com direito a show de tango e tudo o mais. É mole? Está certo! Não é um tour pela Europa, África, Ásia, nem mesmo para a Patagônia, mas convenhamos! Pra quem só pisou em avião fincado na terra (próximo a Garibaldi), permanecer no ar durante uma hora é um grande avanço. Que Deus me ajude!

Congresso Movergs PROMOVIDA pela MOVERGS entidade presidida pelo empresário Ivo Cansan -Multimóveis - dia 03 de julho – quinta feira – das 08 às 16hs acontece em Bento Gonçalves RS, no Dall Onder Grande Hotel o XXIV CONGRESSO MOVERGS. O tradicional evento deverá reunir mais de 300 participantes e a presença de renomados palestrantes. Caminhos do setor moveleiro estarão em debate no Congresso apontando rumos e oportunidades de atualização para o empresariado da cadeia produtiva madeira móveis. Fique ligado e participe!

A FRASE PREPARAI o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. – Lc (3,4) –

Disputa de território Meus dois inquilinos alados vindos do pampa mudaram-se para a esquina. Agora assumiram o poder e montaram guarda para que os outros pássaros não mais se regalem com a quirela depositada num canteiro. Já era tempo! Pombinhas mal conseguem voar de tão obesas. É o ônus da modernidade.


27

Sábado, 31 de maio de 2014

AssuntaDeParis REPRODUÇÃO

Capa da edição de 1º de junho de 1974

Educação para o desenvolvimento de ações culturais O fortalecimento da autoestima e da identidade de um indivíduo e de uma sociedade está estreitamente relacionado ao conhecimento, à preservação e à valorização do seu Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural. A educação de ações culturais tem como finalidade socializar os conceitos fundamentais relacionada às pessoas e o CONHECIMENTO DO PATRIMÔNIO CULTURAL do lugar que a pessoa vive. As construções, tradições e belezas naturais que uma geração deixa para as próximas, são bens culturais que se recebe por herança... A finalidade de PRESERVAÇÃO é proteger tais bens, para que as gerações presentes e futuras possam usufruí-las, reconhecê-las, admira-las, preservá-las para melhor conhecer e entender a nossa HISTÓRIA, nossa maior herança cultural. Atualmente, as pessoas reconhecem as necessidades de preservar o PATRIMÔNIO CULTURAL, porque ele é INSUBSTITUÍVEL, e reconhecem também o potencial econômico da PRESERVAÇÃO. Um prédio derrubado é um bem destruído, enquanto que um prédio restaurado continua sua vida, sem termos em mãos sua história, seu inventário, sua data de construção e as principais características de sua arquitetura. Os sítios históricos e de VALOR CULTURAL atraem visitantes e querem conhecer e valorizar a nossa cultura. A PRESERVAÇÃO ajuda a estabelecer e manter o “SENTIDO DO LUGAR” que dá a uma comunidade a sua IDENTIDADE DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL. Também melhora a qualidade de vida, já que os habitantes se beneficiam dos serviços e das atrações turísticas, mas acima de tudo as pessoas descobrem os valores da NOSSA GENTE E NOSSA CULTURA, NOSSO MAIOR PATRIMÔNIO CULTURAL. Todos nós devemos respeitar e precisamos ajudar na PRESERVAÇÃO de locais BELOS E INIGUALÁVEIS para as futuras gerações desfrutarem... APÓIE as pessoas e as instituições que trabalham na CONSERVAÇÃO de bens CULTURAIS. A MEMÓRIA ORAL é mantida principalmente, pela tradição e valorização. Trabalhando – a estaremos PRESERVANDO essa memória... Convém ressaltar que a MEMÓRIA ORAL á válida também peças vivências... e experiências...

A instalação da 27ª Subsecção da OAB

Foi instalada, no sábado que passou, a 27.a Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil em nossa cidade. A instalação aconteceu nas dependências do Centro da Indústria Fabril, e contou com a presença do representante da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção do Rio Grande do Sul, Dr. Luis Henrique Behs, dos conselheiros Paulo Kreitchman, Dante Sfoggia, Osvaldo Bassis, Fernando Camargo Dias e Anésio Da Hora Freitas, além de autoridades do município. Na ocasião foi empossada a primeira diretoria da Subsecção, constituída

por João Belini Neto presidente, Marli Frota Vanin vice-presidente, Aivo Rodrigues secretário, e Lucindo Andreola tesoureiro.


www.jornalsemanario.com.br

A Edição

64 páginas

BENTO GONÇALVES

Sábado

31 DE MAIO DE 2014

Primeiro caderno .................. 28 páginas Esportes ................................. 8 páginas Empresas & Empresários ......... 8 páginas Saúde & Beleza ....................... 8 páginas Caderno S .............................. 12 páginas

ANO 47

N°3032

R$ 3,00

CRISTIANO MIGON

Bombeiros

Eles na Passarela

Identidade Homem vestiu modelos Empresas&Empresários

Vanessa Machado

Mulher corajosa e determinada CapaS

Pipoca

Não engorda e faz bem para a saúde Saúde&Beleza

Treinamento top Corpo de Bombeiros de Bento Gonçalves vira referência em preparação de equipes e recebe militares de guarnições internacionais em busca de aprimoramento dos conhecimentos da arte de salvar vidas Página 24

28-05-2014 - Jornal Semanário - Edição 3031  

Bento Gonçalves/RS

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you