Page 7

Geral E-mail: redacao@jornalscnews.net.br

Fone: (47) 3249-1173

Site: www.jornalscnews.net.br

Itajaí, Balneário Camboriú e Navegantes registram saldo positivo na geração de empregos em 2011

A

diferença entre contratações e demissões gerados em Santa Catarina no último ano caiu 26,6% em relação a 2010. Foram 82.714 novos postos de trabalho criados em 2011 contra 112.740 no ano anterior. Os setores de Serviços e Construção Civil tiveram crescimento de 12,1% (36.574) e 2,0% (8.817), respectivamente. O cruzamento foi realizado a partir de dados oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Ca-

Complexo portuário do Itajaí inicia 2012 com crescimento O Complexo Portuário do Itajaí registrou avanço nas operações em janeiro, o que abre boas expectativas para o exercício de 2012. Englobando as operações do Porto Público e demais terminais privativos instalados nas duas margens, foram operados 82,98 mil TEU´s (Twenty-foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés), com avanço de 5% sobre janeiro de 2011. Em tonelagem, o complexo operou 900,25 mil toneladas, com crescimen-

ged). Os números do Estado como um todo explicam os resultados de alguns municípios. Confira a seguir uma análise das principais cidades de Santa Catarina. Itajaí - Itajaí encerrou 2011 com um saldo de 4.583 novas vagas, crescimento de 9,5% em relação ao ano anterior. O principal destaque foi a evolução no setor da Construção Civil, que passou de 7 para 212 novos postos de trabalho. Blumenau - Entre as 30

to de 13% sobre janeiro do ano passado. Os volumes de cargas de importações continuaram superiores aos volumes de exportação, mantendo a tendência observada no fechamento do exercício de 2011, o que poderá ocorrer pelo menos durante o primeiro semestre de 2012. Os números foram apresentados na reunião ordinária de fevereiro do Conselho de Autoridade Portuária de Itajaí, realizada nesta semana. A movimentação de cargas contêinerizadas registrada na margem direita – Porto Público e APM Terminals Itajaí - atingiu 38,30 mil TEU´s, ante 34,83 mil TEU´s registrados em janeiro de 2011. O avanço foi de 10%. No período fo-

cidades mais populosas de Santa Catarina, Blumenau teve o sexto maior saldo de empregos, com 3.467 novas vagas criadas em 2011 – atrás, além de Joinville e Florianópolis, de São José, Chapecó e Itajaí. O desempenho de Blumenau pode ser explicado pelo resultado na indústria da transformação. A cidade teve o pior saldo do setor em todo o Estado, com 954 vagas a menos, enquanto em 2010 este índice ficou positivo em 2.784.

ram registradas 45 escalas, com uma movimentação total de 355,07 toneladas em cargas acondicionadas em contêineres. O número de atracações foi o mesmo registrado em janeiro do ano passado, quando a movimentação da margem direita somou 334,02 mil toneladas. Porém, a movimentação apresentou um moderado avanço. PORTONAVE Na margem esquerda, no Terminal Portonave, em Navegantes, a movimentação de cargas em contêineres atingiu a 44,68 mil TEU´s, ante 43,66 mil TEU´s, verificada em janeiro de 2011. O crescimento foi de 2%. Foram registradas 52 escalas

7

Litoral Catarinense, 2 de março de 2012

Justiça & Cidadania Morador que não pagou conta de luz terá que indenizar dono de imóvel inscrito no SPC

Nextel vai indenizar vítima de falsário que usou seu nome para alugar celulares

D

A Nextel Telecomunicações terá que pagar R$ 15 mil, a título de indenização por danos morais, a Carlos Roberto Scarpati. A empresa cobrou dele dívidas referentes ao aluguel de aparelhos de celular. Carlos não pagou os valores, já que nunca firmou contrato com a Nextel, e teve seu nome inscrito nos órgãos de proteção ao crédito. Foi descoberto, então, que a empresa foi vítima de um farsante, que utilizou os dados de Carlos para contratar os serviços. De acordo com a prova pericial, a assinatura lançada no contrato que deu origem à dívida não é de Carlos. “A utilização fraudulenta, por terceiro, de dados pessoais do autor, que em nome deste e de forma ilícita contratou os serviços prestados pela apelante, não exime a concessionária de serviço público da obrigação de ressarcir os prejuízos morais sofridos pelo apelado com a inscrição indevida de seu nome nos órgãos de proteção ao crédito, porque não se acautelou quanto à verdadeira identidade do solicitante”, considerou o relator da matéria, desembargador substituto Rodrigo Collaço.

uas contas de luz em atraso e o nome de Luiz Neto Salvador acabou inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Como já havia vendido o imóvel referente ao consumo da energia há dois anos, Salvador entrou com ação para cobrar indenização por danos morais de Avelino Farias – o novo morador, que não providenciou a transferência de titularidade da conta junto à Celesc. A 4ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça (TJ) reformou a sentença da comarca de São João Batista para condenar Farias ao pagamento de indenização, arbitrada em R$ 5 mil. Para o desembargador Eládio Torret Rocha, relator da matéria, ficou claro o dever de indenizar o prejuízo moral sofrido pelo autor. Ele ressaltou que o antigo proprietário do imóvel só teve seu nome negativado no SPC pela inadimplência de Avelino Farias. Ainda que formalmente outra pessoa fosse a titular do imóvel, lembrou o magistrado, era de Farias a responsabilidade pelo pagamento das faturas, obrigação decorrente da aquisição do bem. A decisão foi unânime.

e a movimentação total em tonelagem atingiu a 532,31 mil toneladas, sendo que em janeiro de 2011 a Portonave registrou 54 escalas, com 433,07 mil toneladas movimentadas. “No início do ano passado a Autoridade Portuária estipulou a meta de ultrapassar a marca de 1 milhão de TEUs em 2011, porém, no decorrer do ano a expectativa foi frustrada, devido a fatores e acontecimentos impediram e não permitiram que a meta fosse alcançada. Diante dessa realidade, incorporamos a mesma meta para o exercício de 2012, que está apenas começando”, diz o diretor Executivo do Porto de Itajaí, Heder Moritz. Entretanto, o executivo diz

que, além de atingir a meta estipulada, a Autoridade Portuária deve focar igualmente como objetivo para 2012 a melhoria do padrão de qualidade dos serviços prestados no Complexo, o que deverá ser o grande desafio a ser alcançado. Para o superintendente Antonio Ayres dos Santos Júnior Ayres, a retomada de alguns importantes mercados pela indústria catarinense de carnes para os suínos produzidos no Estado também pode contribuir para melhorar a performance do complexo neste ano. “Mas para pegarmos essa fatia de mercado precisamos estar competitivos”, complementa o superintendente.

Jornal SC News  

Edição 57 - Jornal semanal de Itajaí e região

Jornal SC News  

Edição 57 - Jornal semanal de Itajaí e região

Advertisement