Page 14

14 E-mail: redacao@jornalscnews.net.br

Fone: (47) 3249-1173

Site: www.jornalscnews.net.br

Litoral Catarinense, 2 de maço de 2012

A Crônica da Cidade Prof. Rosa de Lourdes Vieira e Silva

O lixo lá do mercado

Q

uando passei, os meninos estavam remexendo as latas de lixo e os arredores, à procura de trecos. Mas o lixo estava tão pobrezinho! Era diferente daquele que revirávamos lá para as bandas do Mercado! Quando chegávamos lá, à saída das aulas, depois de recolher alguns ovos no matagal da Rua Camboriú, onde faziam fartos ninhos as angolistas do Juvenal Garcia, os urubus pisavam desconfiados e prevenidos sobre os monturos, enquanto nós nos resguardávamos dentro das superstições. Revolvendo o lixo, nós encontrávamos as coisas mais incríveis deste mundo de meu Deus! Um dia, dentro de uma cesta sem alças, uma boneca de porcelana, sem a perna e sem o braço direito. No bolsinho do colete quase estraçalhado, uma ordem: “Quem achar a Betinha, cuide dela, por favor”. Foi uma guerra decidir quem ficaria com a boneca. Outro dia, entre papéis revoltos, um álbum de poesias, em folhas cor-de-rosa e letras góticas. Foi ali que, pela primeira vez, li Ciro dos Anjos e Fernando Pessoa. Ah! daquele álbum eu não abri mão. Além de tê-lo achado, me identifiquei com o seu idealizador! Pois não é que, em última página, até a Cecília Meireles fazia presença? Outro achado fora um diário de alguém que visitara a Europa. Sentamo-nos em cima dos trecos para ler a beleza das descrições sobre a torre Eifel, os moinhos da Holanda, o Cemitério dos Pracinhas em Pistóia. Enquanto um deles ia lendo, os demais enxugavam uma

lagrimazinha no canto do olho. Outro dia, estava à nossa espera um cofrezinho de madeira, uma tetéia artesanal! O menor da turma colocou-o debaixo do braço, perto do coração, juntinho da alma, principalmente quando a surpresa lhe foi o barulho isolado de uma suposta moedinha... Nem curtimos como deveríamos aquela felicidade, porque a caixinha de música, coincidentemente ao lado do polichinelo, provocou a maior e desorganizada confusão que terminaria em briga não fosse o palhaço matreiro, de calças de tafetá listrado, quase soterrado entre latas de “azeite doce”. E no pega pra levar, demos com uma dentadura com quatro dentes de ouro, dentro de um velho baú de lata. O lixo lá de perto do Mercado Municipal era o nosso laboratório de mistérios... Ali nós soltávamos a nossa procura, e o próprio tempo, alheio ao compromisso com a pressa, nos auxiliava nesse mister. Ali, naquele amontoado de trecos pisados pelos urubus, nós soltávamos a nossa aventura e fazíamos questão de nos assemelhar ao Ali-Babá e aos Quarenta Ladrões, ou, às vezes, ao “Aladim e à Lâmpada Maravilhosa”. De vez em quando um urubu, pressuroso, adiantava as pernadas para bem longe de nós, os concorrentes àquela demanda das quartas-feiras que, às vezes, se repetia aos domingos, depois da missa das 10. Hoje sei o quanto valem, para as crianças pobres, as sucatas de ricos brinquedos desencastelados da fantasia dos meninos afortunados.

Osnildo, Paulo, Valdeci, Zézo Dalçóquio, Ramiro, Cícero Ferrari, Thiago e Claudio, da equipe de líderes da Ferrari Logística

Ferrari Logística renova certificação do ISO 9001

A

direção da Iveco Caminhões e da Ferrari Logística, nas pessoas de Zézo Dalçóquio e Cìcero Ferrari, realizou a entrega do Certificado ISO 9001/2008, durante ato presenciado por funcionários e imprensa convidada na sede da empresa. A certificação foi renovada após a realização da última auditoria da DNV (Det Norske Veritas), durante o mês de janeiro. A nova certificação tem validade até novembro de 2012 quando acontece nova auditoria da DNV para a manutenção da certificação. ‘‘Esta cer-

tificação é a prova evidente de que nossa empresa continua cada vez mais preparada para atender nossos clientes com a qualidade exigida por todos aqueles que possuem certificação ISO 9001, ou seja, nossos clientes e nossos fornecedores’’, comenta Carlos Ramiro dos Santos, coordenador de Qualidade da Ferrari Logística. A empresa já possui o Certificado ISO há mais de 11 anos e esse fator a destaca como uma das melhores empresas no ramo de transporte rodoviário de cargas do Sul do Brasil.

Secretária de Saúde faz mutirão para cirurgias de catarata

tes serão atendidos no Hospital Marieta. . “Atualmente temos cerca de 400 pessoas aguardando para fazer esta cirurgia. Estamos negociando com a Secretaria de Estado da Saúde para diminuir o tempo de espera na fila. Nossa expectativa é que esta demanda reprimida seja eliminada em três

A Secretaria Municipal de Saúde tem programadas 50 cirurgias de catarata, sendo 20 procedimentos no dia 02 e mais 30 no dia 10. Os pacien-

Zézo Dalçóquio e Cícero Ferrari meses”, afirma o secretário municipal, Sérgio Liberato. Até o final do mês de março, mais 50 cirurgias deverão ser realizadas. “Sabemos que a fila nunca irá acabar, pois a cada dia chegam novos casos. Queremos apenas diminuir o tempo de espera destes pacientes”, acrescenta o Secretário.

Jornal SC News  

Edição 57 - Jornal semanal de Itajaí e região

Advertisement