Issuu on Google+

J O R N A L

ATUALIDADES

Pág. 12

Pág. 4

A PA R E C I D A Reprodução

Horários de celebrações na Casa da Mãe

D E

Cristo Redentor é inspiração da mensagem para Jornada Mundial da Juventude

Pág. 3 Divulgação / Diocese de Campanha

APRENDA A USAR BEM

DIÁLOGOS

SEU 13º SALÁRIO

Págs. 8 e 9

Conheça postulantes a santos no Sul de Minas

CELEBRAÇÃO

Pág.10 Eduardo Gois / JS

Sair do sufoco ou tirar a corda do pescoço. É para situações de alívio como essas que muita gente costuma utilizar o 13º salário. Mas é bom ficar atento: não saia esbanjando esse dinheiro extra! Confira, na reportagem das páginas centrais, algumas dicas e sugestões sobre o que fazer com essa grana.

Romaria Nacional da Juventude une o Brasil em Aparecida

SE LIGA AÍ

Pág. 6 sxc.hu

sxc.hu

ANO 112 • Nº 5.621 • 2 DE DEZEMBRO DE 2012 • WWW.JORNALSANTUARIO.COM.BR

Memantina pode tratar compulsividade por compras


2

DA REDAÇÃO

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

.: Editorial

.: Espaço do leitor

Hora de transformar a consciência O JS desta semana aborda uma questão crucial: o que fazer com o 13º salário? É muito bom trabalhar, sustentar a família, realizar sonhos, ter crédito na praça e nome limpo. O que não se pode é fazer disso sinônimo de consumismo ou, pior ainda, do pensamento de “pagar quando der” ou de renegociar futuras dívidas. O brasileiro ainda não está acostumado com tanto crédito à disposição e, muitas vezes, termina metendo os pés pelas mãos, acumulando dívidas, tornando sonhos de consumo verdadeiros pesadelos. Quando o 13º salário chega, já está totalmente comprometido. Por isso, para as páginas centrais desta semana, entrevistamos especialistas em organização financeira que deram dicas sobre como se livrar das tentações e também quais as melhores formas de organizar as finanças. Eles afirmam que o ideal é investir apenas uma terça parte do benefício em consumo e também sugerem a prática de poupar dinheiro como um hábito nas famílias. Quem poupa sempre tem quando precisa. E quem compra à vista pode pechinchar a vontade. O marketing de consumo é um verdadeiro vilão dos brasileiros, instiga o consumismo, faz as pessoas comprarem aquilo que não precisam, com o dinheiro que não têm, passando a ideia de felicidade, de que todos os problemas serão resolvidos. Ou seja, uma falsa sensação de liberdade, que precisa ser mudada. Por isso, o JS indica o mesmo que dizem os principais economistas, especialistas em finanças e educadores financeiros: não compre o que não possa, não gaste mais do que ganha, não caia nas garras do marketing. Aprenda a ser feliz com o necessário, mude sua consciência. O mais belo da vida pode estar nas coisas mais simples. Acredite.

Aniversariantes O JS parabeniza os aniversariantes de dezembro, pedindo que Nossa Senhora Aparecida estenda seu manto sobre todos. Uma vez por mês, nosso jornal sempre conta com este espaço, que escolhe um aniversariante para receber um brinde da Editora Santuário na sua casa. Entre em contato conosco e atualize seu cadastro! Neste mês, o leitor Jean Paulo Santana é o agraciado com um exemplar da Bíblia de Aparecida. Parabéns!

ENQUETE O JS perguntou aos curtidores de nossa página no Facebook: 13º salário costuma ser sinônimo de “sair do sufoco”. No que você costuma utilizar esse dinheiro extra? 90% 10%

Confira a lista completa dos aniversariantes em nosso blog. Acesse http://bit.ly/aniversario_dezembro2012

Nota de falecimento O JS comunica com pesar o falecimento do assinante Leocrisio José Galindo. Ele faleceu no dia 6/10, aos 83 anos. Quem informa sobre a morte é a filha, Maria Elizabeth Galindo. “Ele leu este jornal durante muitos anos, todos os dias, desde que fez a assinatura”, conta. Agora, Elizabeth continuará a tradição de contar com o JS como companhia para ficar bem informada.

90% – Realizo meus sonhos de consumo e faço novas prestações 10% – Destino uma boa parte para investimentos e, com o restante, compro alguma coisa 0% – Não mexo em um centavo e coloco tudo em aplicações bancárias

* a opção Não mexo em um centavo e coloco tudo em aplicações bancárias não obteve nenhum voto. Curta você também a nossa página no Facebook e participe das enquetes.

.: Contatos

facebook.com/ jornalsantuario

twitter.com/ santuariojornal

issuu.com/ www.jornalsantuario.com.br jornalsantuario jornalsantuario@

O Jornal Santuário de Aparecida é uma publicação semanal dos Missionários Redentoristas ISSN - 1980-3192

Jornal Santuário de Aparecida Rua Pe. Claro Monteiro, 342 Centro – Aparecida (SP) Cx. Postal 4 – 12.570-000

DIAGRAMAÇÃO: Mauricio Pereira Simone Godoy

Veículo associado à

editorasantuario.com.br

Boa leitura!

.: Expediente

Redação (12) 3104.2019 Assinaturas (12) 3104.2057 0800 16 00 04

DIRETOR-GERAL: Pe. Marcelo Conceição Araújo, C.Ss.R.

EDITOR: Leonardo Meira (MTB 14261/RS)

CONSELHO EDITORIAL: Pe. Jorge P. S. Sampaio, C.Ss.R. Pe. José Uilson Inácio Soares Júnior, C.Ss.R.

REVISÃO: Ana Lúcia de C. Leite Leila Cristina Dinis Fernandes Benedita Cristina G. N. da Silva

REDAÇÃO: Deniele Simões (MTB 26435/SP) Eduardo Gois (MTB 57928/SP) ESTAGIÁRIO: Raphael Capeleto

Nº avulso: R$ 2,00


DIÁLOGOS

Jornal Santuário de Aparecida • 2 DE dezembro DE 2012

3

BEATIFICAÇÃO | ALÉM DE NHÁ CHICA, DIOCESE DE CAMPANHA TEM OUTROS DOIS POSTULANTES

Deniele Simões deniele.jornal@editorasantuario.com.br

Generosidade, caridade e amor a Deus são as palavras que melhor definem a postura de um candidato a santo. Embora o Brasil seja o maior país católico do mundo, há apenas um santo nativo: santo Antônio de Sant’Anna Galvão, o Frei Galvão. No entanto, há cerca de 75 causas de beatificação de brasileiros tramitando no Vaticano. Conhecida pela devoção e pelo espírito hospitaleiro de seu povo, a região do Sul de Minas Gerais tem três postulantes a santos que viveram em cidades ligadas à diocese de Campanha. O bispo, dom Diamantino Prata de Carvalho, fala ao JS sobre os processos de beatificação de Nhá Chica, padre Victor e madre Teresa Margarida. Ele também destaca os preparativos para a festa de beatificação de Nhá Chica, programada para 2013. Jornal Santuário de Aparecida – A diocese de Campanha tem três postulantes a santos. A que o senhor atribui um número tão elevado? Dom Diamantino Prata de Carvalho – Creio que o próprio ambiente da nossa região sul-mineira, dada a tradição religiosa, oferece espaço para a busca da santidade, seja por meio desse envolvimento familiar na oração, no sacrifício, na luta pela vida e também por meio de uma profunda fé enraizada e herdada dos ancestrais. JS – Cada um dos postulantes tem uma história distinta de dedicação ao povo de Deus. O que o senhor pode colocar de comum entre eles? Dom Diamantino – Em comum, há uma fé profunda nessa vontade de Deus, que leva sempre ao amor e à caridade. Todos os três tiveram uma profunda delicadeza para com o próximo, acolhendo, orientando, até com o sorriso.

E isso é uma característica talvez também do mineiro, que costuma ser sério, mas que também é capaz de dialogar, de ouvir, de acolher e amar. Por isso, temos esses três processos de beatificação, sendo que os três são mineiros mesmo, embora Madre Teresa Margarida tenha se criado em Cruzeiro e entrado no Carmelo em Mogi das Cruzes, sendo transferida para Aparecida. Em 1962, foi para Três Pontas e lá teve uma vida santa, abnegada, de amor fraterno, sempre atendendo com um sorriso e oferecendo sua palavra amiga. Padre Victor era filho de escrava, quase analfabeto, mas estudou. Depois, desejoso de abraçar a vocação sacerdotal, teve a amizade e também a ajuda de um padre, que o formou também no latim. Nhá Chica era também filha de escrava e analfabeta, mas gostava de escutar e acolher a Palavra de Deus. Era versada em dar boa orientação e bom conselho, tanto que não só o povo simples, mas também gente culta e até gente da política, da alta corte, vinham pedir oração a essa mulher cheia da sabedoria de Deus. Nós acreditamos que o que une essas pessoas é essa fé profunda que vem desde o Batismo e é desdobrada, praticada no amor concreto, para com Deus e para com o próximo. JS – Qual é o processo mais adiantado? Dom Diamantino – O processo da venerável Nhá Chica está mais adiantado, tanto que o milagre foi reconhecido em 28 de junho, quando o Papa assinou o decreto e então nós já pudemos preparar a beatificação dela, que deve acontecer no próximo ano. JS – Já existe uma data marcada para a beatificação de Nhá Chica? Dom Diamantino – Não podemos marcar a data porque tem de ser confir-

Divulgação / Diocese de Campanha

Tradição religiosa sul-mineira oferece espaço à santidade, afirma dom Diamantino

Para dom Diamantino, dedicação ao próximo é ponto comum entre postulantes

mada pela Congregação das Causas dos Santos e pela Secretaria do Estado Vaticano, mas esperamos preparar tudo muito bem. As comissões já estão trabalhando nesse sentido e temos de também preparar o próprio rito, lógico, de a partir daquilo que virá do Vaticano. Temos de zelar pela segurança do pessoal que vem. O espaço precisa também de uma infraestrutura, com um palco para podermos fazer a celebração. Ao mesmo tempo, devemos preparar as pessoas espiritualmente para esse evento tão bonito que certamente implicará na vinda de milhares de fiéis. JS – O processo de Madre Teresa Margarida é o mais recente. O que já existe de novo nesta causa? Dom Diamantino – É bastante recente. Em novembro, completaram-se sete anos do seu falecimento, mas fizemos toda a preparação mais rapidamente por ela ter falecido há poucos anos. Pudemos ter mais conhecimento sobre sua vida, porque ela deixou documentos escritos, o que os outros postulantes não deixaram. Tudo isso foi levado para a Comissão Histórica, que está trabalhando com muito afinco pela causa. Portanto, acreditamos que também não vai demorar

tanto assim, porque, não havendo nada que implique ou obste ao processo, tudo deve caminhar com certa segurança. E, depois, também temos os testemunhos vivos, as próprias coirmãs carmelitas descalças, lá no Carmelo de São José, em Três Pontas, bem como pessoas de fora que tinham muita simpatia e até a chamavam de Nossa Mãe. Cremos que ela não vai enfrentar tanta dificuldade nesse processo. JS – O que o senhor espera desses processos que tramitam no Vaticano e como isso deve refletir na espiritualidade do povo de Deus? Dom Diamantino – Temos modelos, exemplos bonitos, desde o Nordeste até o Sul do país. Já temos alguns mártires, alguns bem-aventurados e o único santo brasileiro é Frei Galvão. Temos também Madre Paulina, que é italiana, mas brasileira de coração. Se nós olharmos bem, há tantos santos e santas que andam por aí e, às vezes, nós não os conhecemos... Deus também se manifesta nas pessoas e pela encarnação de Jesus Cristo, seu filho amado, nós todos somos realmente participantes da sua vida divina e, portanto, também da sua santidade.


4

ATUALIDADES

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

ENCONTRO MUNDIAL | CRISTO REDENTOR É INSPIRAÇÃO PARA TEXTO DE BENTO XVI

JMJ Rio 2013: mensagem do Papa é divulgada

Leonardo Meira leonardo.jornal@editorasantuario.com.br

O Vaticano já divulgou a mensagem que o Papa Bento XVI escreveu para a 28ª Jornada Mundial da Juventude ( JMJ), que será realizada no Rio de Janeiro em julho de 2013. O texto foi assinado no dia 18 de outubro e divulgado em novembro. O Santo Padre renova o convite aos jovens do mundo inteiro para que participem desse importante evento. “A conhecida estátua do Cristo Redentor, que se eleva sobre aquela bela cidade brasileira, será o símbolo eloquente deste convite: seus braços abertos são o sinal da acolhida que o Senhor reservará a todos quantos vierem até Ele, e o seu coração retrata o imenso amor que Ele tem por cada um e cada uma de vós. Deixai-vos atrair por Ele!”, exclama. A mensagem é dividida em oito partes e ressalta que o ano de preparação para o encontro no Rio coincide com o Ano da Fé, no início do qual o Sínodo dos Bispos dedicou os seus trabalhos à nova evangelização para a transmissão da fé cristã. “Queridos jovens, sejais envolvidos neste impulso missionário

de toda a Igreja: fazer conhecer Cristo é o dom mais precioso que podeis fazer aos outros”, indica. Bento XVI reafirma a confiança que a Igreja deposita na juventude em todo o mundo, pedindo que os jovens coloquem seus talentos a serviço do anúncio do Evangelho. Esse pedido, segundo o Pontífice, assume uma importância especial para os jovens da América Latina. O Papa cita a missão continental, lançada na 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, realizada em Aparecida, em 2007. Bento XVI recorda que os jovens constituem a maioria da população no continente e que representam uma força importante e preciosa para a Igreja e para a sociedade. “Por isso, sede vós os primeiros missionários. Agora que a Jornada Mundial da Juventude retorna à América Latina, exorto todos os jovens do continente: transmiti aos vossos colegas do mundo inteiro o entusiasmo da vossa fé.” O Santo Padre pede que esse empenho missionário se manifeste especialmente em dois âmbitos: no mundo da internet (o continente digital) e no campo da mobilidade. Quanto ao primeiro, Bento XVI exorta os jovens a apreenderem a usar com sabedoria esse meio, levando em conta

também os perigos que ele traz consigo. Quanto à mobilidade, o Pontífice recorda que hoje são sempre mais numerosos os jovens que viajam, seja por motivos de estudo ou de trabalho, seja por diversão. Mas há também os movimentos migratórios que levam milhões de pessoas, frequentemente jovens, a se transferir e mudar de região ou país, por razões econômicas ou sociais. Também esses fenômenos podem tornar-se ocasiões providenciais para a difusão do Evangelho.

JMJ em Madri reuniu cerca de 2 milhões de jovens. Encontro do Rio de Janeiro deve superar essa marca em mais de meio milhão

Confira a mensagem na íntegra. Acesse http://bit.ly/mpjmj2013

Curtas • Morre o bispo emérito de Jaboticabal (SP), dom Luiz Eugênio Perez. Ele faleceu no dia 14 de novembro, aos 84 anos. • Morre o bispo emérito de São Gabriel da Cachoeira (AM), dom José Song Sui-Wan. Ele faleceu no dia 15 de novembro, em Campinas (SP), aos 71 anos. • Comissão para Vida e Família realiza Assembleia Anual. O encontro teve como ponto central a verificação e avaliação das ações evangelizadoras realizadas pela comissão durante o ano de 2012, bem como a escolha de propostas evangelizadoras em favor da família para o ano de 2013. A assembleia aconteceu entre os dias 9 e 11 de novembro, na Casa de Oração das Irmãs Paulinas, em São Paulo (SP). • Pastoral do Menor recebe representantes de 19 estados brasileiros. A assembleia da entidade aconteceu em Belo Horizonte (MG), de 19 a 22 de novembro. O encontro serviu para analisar e aprovar a pauta e divisão das tarefas para condução dos trabalhos na reunião do Conselho da Pastoral. • Regional Centro-Oeste da CNBB divulga nota contra a violência. Leia a íntegra em http:// bit.ly/js_vco2012. • 1º Fórum de Saúde do Distrito Federal é apoiado pela CNBB. O encontro aconteceu no auditório da Fiocruz, em Brasília,

no dia 23 de novembro. O objetivo foi o de discutir temas relacionados à organização do serviço de saúde pública, com ênfase na atenção primária à saúde. • Assembleia Nacional define metas e prioridades da Pastoral Carcerária. O encontro aconteceu entre os dias 23 e 25 de novembro, em Brasília, com o tema Eu vi, ouvi e desci para libertar meu povo. O objetivo geral foi o de rever e dar continuidade à caminhada da Pastoral Carcerária a partir da sua proposta de formação e organização, considerando sua identidade, missão e finalidades para possibilitar uma evangelização que colabore para a garantia da assistência religiosa, a defesa dos direitos e da vida dos encarcerados. • Assembleia marca celebração dos 50 anos do Regional Centro-Oeste. O evento aconteceu entre os dias 16 e 18 de novembro, em Uruaçu (GO). O objetivo do evento foi promover a reflexão e apontar caminhos para a evangelização na região. • CNBB realiza encontro entre bispos, formadores e seminaristas. O encontro foi realizado no Instituto São Boaventura, em Brasília, entre os dias 19 e 22 de novembro. O objetivo foi tratar do projeto Experiências Missionárias com seminaristas. • 3º Encontro Nacional da Missão Continental aborda a

Paróquia Missionária. O encontro foi organizado pelo Centro Cultural Missionário (CCM) em parceria com as Pontifícias Obras Missionárias (POM) e aconteceu em Brasília. Reuniram-se representantes de todos os regionais da CNBB, entre os dias 19 e 23 de novembro. • Abrir-se a Deus não significa se afastar do mundo. É o que escreveu o Papa Bento XVI aos participantes da sessão portuguesa do Átrio dos Gentios, que aconteceu em Guimarães e em Braga, em Portugal, de 16 a 17 de novembro. O tema do encontro foi O valor da vida. A ideia dos eventos é unir crentes e não crentes em torno do debate de assuntos cruciais para a humanidade. • Unidade dos cristãos separados é a meta do ecumenismo. Foi o que afirmou o Papa Bento XVI aos participantes da assembleia plenária do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, no dia 15 de novembro. O tema do encontro foi A importância do ecumenismo na nova evangelização. • Cooperação católica e muçulmana para a promoção da justiça no mundo contemporâneo. Esse foi o tema do 8º encontro entre o Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso e o Centro para o Diálogo Inter-religioso da Organização para a Cultura e Relações Islâmicas (ICRO). A reunião aconteceu em Roma, de 19 a 21 de novembro.

A 18ª Assembleia Nacional da Pastoral da Criança aconteceu em Curitiba (PR), entre os dias 12 e 16 de novembro. A agenda do encontro incluiu: a necessidade de um novo marco regulatório para o terceiro setor; o desenvolvimento integral das crianças; as ações para prevenção da obesidade infantil; os cuidados nos primeiros 1.000 dias (período de gestação mais os dois primeiros anos de vida); e os desafios para ampliar o número de famílias acompanhadas. A pastoral defende uma legislação específica para regular as relações entre o Estado e as organizações da sociedade civil (OSCs). A legislação atual gera insegurança jurídica, aumento da burocracia e custos adicionais. “No atual estágio de desenvolvimento econômico e social, o país precisa inovar em termos de referencial para as organizações da sociedade civil”, diz o coordenador nacional da Pastoral da Criança, o médico Nelson Arns Neumann. Um novo marco regulatório para as OSCs dará oportunidade para que as entidades que prestam importantes serviços à sociedade possam ampliar a sua contribuição no país e mesmo levar a sua experiência para o exterior. Presente em todo o Brasil e em mais 21 países, a Pastoral da Criança precisou recorrer à constituição de uma pessoa jurídica no Uruguai para viabilizar e expandir a sua ação para a América Latina, África e Ásia. Em 2013, a Pastoral comemora 30 anos de atividades. Ela é reconhecida como uma das mais importantes organizações em todo o mundo no trabalho em ações de combate à mortalidade infantil.


REDENTORISTAS

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

22ª Romaria Redentorista

Eduardo Gois eduardo.jornal@editorasantuario.com.br

Eduardo Gois/ JS

A 22ª Romaria dos coordenadores e missionários redentoristas aconteceu no Santuário Nacional de Aparecida, no dia 17 de novembro. A celebração contou com a participação de 1.200 membros de diversas localidades do país. O tema foi Setor Missionário: Fonte de Vida para Todos. Segundo o responsável pela romaria, o missionário redentorista padre Luiz Cruz, C.Ss.R., o tema da romaria está ligado ao lema da Campanha da Fraternidade. “Queremos que os setores missionários trabalhem unidos pelo mesmo objetivo. Unidos pela fé, a vida fica mais fácil de ser vivida”, comenta. Na opinião do religioso, o maior desafio da atualidade é a missão urbana. “No mundo moderno em que vivemos,

enfrenta-se o desafio de falar sobre o Evangelho nas grandes cidades. A metodologia da missão redentorista ainda é rural e, portanto, na cidade se faz necessária uma adaptação. Isso dificulta o trabalho e provoca desgaste nos missionários”, acrescenta. O papel dos leigos nas missões Para o padre Luiz Cruz, o leigo tem um papel muito específico na missão: ele vai aonde o missionário sacerdote ou irmão não consegue ir. “Acredito que, aos poucos, eles vão ocupando cada vez mais o espaço que sempre foi do leigo na metodologia da missão”, detalha. Ele também conta que os valores que são considerados obsoletos, mas que imprimem caráter ao homem, devem ser resgatados. Um exemplo é o valor da oração em família, a devoção popular e o zelo pelo sagrado. “São valores morais que a sociedade atual suprimiu e não colocou nada no lugar. O mundo está carente de afeto religioso. Nos setores missionários, as famílias reencontram esses valores”, explica o padre. Missão Redentorista busca imprimir e anunciar a fé

ATITUDE DE VIDA

Viva a Imaculada Conceição de Maria! No dia 8 de dezembro, a Igreja Católica celebra a festa da Imaculada Conceição, professando que a Mãe de Jesus foi concebida sem o pecado original. “Preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta de corpo e alma à glória celeste” (Catecismo da Igreja Católica, 966). A presença de Maria é marcada de diversas formas na Bíblia. Uma delas é a passagem das Bodas de Caná. Faltou vinho e a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho!” Jesus respondeu: “Mulher, o que importa isso a mim e a ti?” A mãe de Jesus disse aos que estavam servindo: “Fazei tudo o que ele vos disser”. Levaram a água até Jesus, e ele a transformou em vinho. Este é considerado o primeiro milagre que Jesus realizou (cf. Jo 2,1-11). Ao nos aproximarmos do Natal, período de analisar o ano que passou e planejar um novo tempo, é preciso pensar: quem são nossos exemplos? A quem estamos seguindo? Maria é o modelo perfeito de entrega. Ela sim deve ser nossa referência. O que a Mãe de Jesus fez em Caná, nós também devemos fazer todos os dias. Ela anunciou Jesus e o milagre, e reuniu os outros em torno dele.

Como Maria, nós também devemos ser discípulos de Jesus, propagando sempre a Boa-Nova! Jovem, o senhor o chama a dar um SIM a todo momento e a ser uma prova de fé em meio aos desafios que lhe são propostos no tempo de hoje. Não tenha medo do novo! Como disse Maria, “fazei tudo o que ele vos disser”. Viva a Imaculada Conceição de Maria! Reprodução

EVANGELIZAÇÃO | PAPEL DE MISSIONÁRIOS E LEIGOS

5

Acesse o site

www.a12.com/vocacional


6

SE LIGA AÍ

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

CIÊNCIA | USADA PARA DOENÇA DE ALZHEIMER, MEMANTINA PODE GANHAR NOVOS ADEPTOS

Eduardo Gois eduardo.jornal@editorasantuario.com.br

“Gosta de sair com os amigos para passear no shopping, ir a festas, baladas, barzinhos, praias, cinemas, restaurantes e gastar o que pode e o que não pode e depois ver o que se pode fazer.” Essa frase foi dita em uma reportagem de televisão sobre economia doméstica e saiu da boca da mãe de um garoto, desesperada por não saber mais o que fazer com as dívidas. O jovem simplesmente comprava, comprava e comprava, e ela que tinha de “se virar” para fazer os pagamentos. Se você se identificou com a situação, abra o olho: você pode ser um comprador compulsivo. Mas calma, há salvação para o seu problema. Para ser mais claro,

um tratamento. O método mais tradicional para curar ou melhorar os sintomas de gastador compulsivo ainda é a psicanálise, mas, em um futuro não tão distante, há outra alternativa. Você já ouviu falar em memantina? Não? Pois seus dias de comprador compulsivo podem acabar de verdade. A memantina é uma droga usada atualmente em larga escala para tratar pacientes com Mal de Alzheimer. No entanto, ela também pode ser eficaz em tratamentos do transtorno consumista, ou seja, quando a pessoa fica literalmente viciada em compras. Preocupados com um levantamento que mostrava que quatro em cada cinco mulheres norte-americanas compravam por compulsividade, mesmo sem poder pagar, um grupo de estudiosos desenvolveu uma pesquisa realizada na Universidade de Minnesota, em Minneapolis (EUA). Após receber a droga por oito semanas, nove voluntárias entre 19 e 59 anos, diagnosticadas com transtorno do comprar compulsivo, passaram a fazer 50% menos compras. Um belo descanso para os bolsos e uma ótima oportunidade para dormir com tranquilidade, sem pensar nos produtos ou nas dívidas. E sem efeitos colaterais. Todos os participantes do estudo gastavam em média 61% de sua renda em compras impulsivas, principalmente de roupas, e passavam até 38 horas por semana em lojas. Mas como tudo foi descoberto? O estudo Uma equipe de estudiosos – baseada no conhecimento sobre patologias de controle do impulso e de que uma substância conhecida como glutamato poderia ter uma ação excitatória, exacerbando comportamentos compulsivos – dese-

nhou um estudo-piloto para verificar o potencial terapêutico da memantina. A conclusão foi a de que a manipulação farmacológica de receptores cerebrais para a substância tem fundamento em certas situações de comportamento impulsivo.  De acordo com o neurologista André Felício, a indicação médica até o momento é a de que a memantina serve para o controle das funções cognitivas: memória, atenção, linguagem, cálculo. Sua função é atuar em receptores no cérebro, em particular, o glutamato. Essa substância ou neurotransmissor tem a função de estimular o cérebro; acredita-se que, em algumas doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, o excesso de glutamato seria tóxico para as células. Assim, a principal função da memantina é inibir essa toxicidade. Isso traz benefícios importantes a portadores de Alzheimer em fases moderadas e avançadas da doença. Segundo o neurologista, os estudos sobre memantina e consumismo são ainda bastante iniciais e essa indicação não consta na bula do remédio. EntreArquivo Pessoal

sxc.hu

Conheça medicamento que pode tratar compulsividade por compras

Dr. André Felício é neurologista, doutor em ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), membro da Academia Brasileira de Neurologia e clinical fellow da University of British Columbia, no Canadá.

tanto, sabe-se que pessoas conhecidas como compradoras compulsivas podem ter alterações em algumas substâncias do cérebro, como a serotonina, opioides, endógenos e o glutamato. “Os dados ainda são preliminares e, portanto, são necessários outros estudos. Também serão necessárias a utilização de placebo-controlados para testar a eficácia e segurança da droga em casos de patologias do controle do impulso”, explica o médico. Ele também conta que ainda não é possível prever a comercialização do medicamento para tais fins. Mas, por outro lado, o que facilita é o fato de a memantina ser uma droga cujo perfil de risco já é conhecido em outras situações, como o próprio Alzheimer.

Saiba mais sobre o assunto. Acesse http://bit.ly/js_memantina

Conheça estudos sobre o tema Já existem estudos que podem ser consultados livremente. A revista Annals of Clinical Psychiatry publicou artigo em maio deste ano, por exemplo. Outro estudo-piloto, realizado em 2010, pesquisou sobre a memantina e o jogo patológico – um tipo de patologia de controle do impulso em que o indivíduo passa horas em jogos de azar, muitas vezes abandonando ou evitando responsabilidades de sua vida civil e se endividando, atuando de maneira ilegal ou ilícita para adquirir mais fundos para jogar.


VIVER

7

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

.: DE OLHO

PROBLEMAS DE LÓGICA

2010

Nívea

Bruce Willis

2006

Roberta

Vin Diesel

2008

2010

2008

Vin Diesel

2006

Tom Cruise

Ano

Tom Cruise

1

Solução

2006 Roberta Nívea Adriana

Bruce Willis

Nome

Tom Cruise

Ano

S N N N N N N S N N N S NN S N N N S N

Ator

Ano

Ano

Bruce Willis

Ator

Adriana

S N N N N N N S

Nome

Ilustração: ulIsses

Nome

N N S N S N N N

Reprodução

2010

Vin Diesel

Recheio e cobertura: Reserve o chantilly batido. Misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo até soltar do fundo da panela. Deixar esfriar e misture o chantilly. Recheie o bolo. Cubra o bolo com o chantilly batido e decore com as lascas de coco.

2008

2006

Modo de preparo Massa: Bata as claras em neve até o ponto de picos firmes. Adicione as gemas uma por vez. Acrescente o açúcar aos poucos e bata até virar um creme. Misture o fermento em pó e a farinha de trigo. Adicione essa mistura ao creme lentamente, acrescentando o leite aos poucos. Leve para assar em forma untada em forno médio até ficar dourado.

2006

S N N N N N N S N N N N N S N S N N S N

2008

um filme de ação feito em 2010.

Roberta

S N N N N N N S

2010

assistiu a uma produção de 2008 com o ator Vin Diesel.

Nívea

N S N N S N N N

2008

Cobertura: - 200 ml de chantilly industrializado batido - Lascas de coco fresco

2. Uma das mulheres

Adriana

Ano

2010

Recheio: - 1 lata de leite condensado - 1 lata de creme de leite com soro - 100 g coco ralado - 1 colher (chá) manteiga - 1 copo de chantilly industrializado

filme de ação com Bruce Willis.

3. Adriana assistiu a

Ingredientes Massa: - 5 claras - 5 gemas - 2 xícaras (chá) de açúcar - 1 xícara (chá) de leite morno - 2 xícaras (chá) de farinha de trigo - 1 colher (sopa) de fermento em pó - 1 colher (chá) de aroma de sua preferência

1. Nívea assistiu a um

Ator

Ano 2010

Bolo de coco

Sábado passado, três mulheres assistiram a filmes de ação com atores diferentes, de que elas gostam muito. Cada filme foi produzido num ano diferente. A partir das dicas a seguir, descubra quem são essas mulheres, o ator que atuou no filme a que cada uma delas assistiu e o ano de cada produção.

Ator Tom Cruise

João Rafael Torres é psicoterapeuta junguiano e especialista em Dependências, Abusos e Compulsões (DACs). Contato: www.selfterapias.com.br

Filmes de ação

Nome Adriana

.: RECEITA

divino, a humanidade e a natureza selam a sina daquela criança: resgatar valores e instituir o amor. A alegoria do presépio reúne coragem, fé, humildade e perseverança. Chance para redimir falhas e rever valores em prol do desenvolvimento pessoal. Por vezes, invejamos quem é tocado pela experiência mística: queremos estrelas que nos guiem, anjos que soprem orientações diretas. Ignoramos que somos inspirados por tudo o que nos cerca e desperdiçamos tais indicações por orgulho e vaidade. Consternamo-nos ao ver o menino, com certo pesar por sabermos do sofrimento que ele enfrentará. Ele nos retribui o olhar com doçura, alegria e segurança. Vemos aí a determinação diante de seu propósito. O Natal não é um período de esperanças vãs ou otimismos hipócritas. É uma celebração à renovação. O menino Jesus renasce a cada ano para nos ensinar o perdão. E nos convida a amar.

2006 2008

Crescemos acostumados a rever a cena do menino Jesus na manjedoura. A imagem toca a todos nós, nascidos no mundo ocidental. O redentor chega sob pressões político-religiosas, ameaçado de morte. A primeira lição que aprendeu com os pais foi confiar naquilo que foge à lógica, mas denota sentido: anjos anunciaram a Maria a missão da maternidade; anjos também apontam a José a postura a adotar e os caminhos a seguir. O parto em um estábulo leva Jesus a se lembrar de que brotou do seio da natureza; é o Deus em carne e osso. Nascer onde dormem os bichos também dá a humildade exigida para uma tão nobre tarefa. Seu poder transcendente, aquilo que chamamos de milagres, não pode ser veículo à soberba. Teve por testemunhas a vaca (passividade, manutenção, abundância) e o burro (resistência, força, resignação). O sagrado que envolve o rebento conduz os magos, que se guiam por uma estrela. Os presentes apontam à nobreza vinda da manjedoura: ouro para representar o poder; incenso, pelo sacerdócio; e a mirra como o grande bálsamo para sanar as dores geradas pela missão. Nesse momento, o

© Revistas COQUETEL 2012

Resolva o passatempo, preenchendo o quadro. Coloque S (sim) em todas as afirmações e complete com N (não) os quadrinhos restantes (veja o exemplo). Para isso, use sempre a lógica, a partir das dicas.

Bruce Willis Vin Diesel

Acompanhar os eleitos

www.coquetel.com.br

Nívea Roberta

O berço do Salvador


8

FINANÇAS

Jornal Santuário de Aparecida • 2 DE dezembro DE 2012

RENDA EXTRA | ESPECIALISTAS INDICAM O MELHOR DESTINO PARA SEU DINHEIRO NESTE FIM DE ANO

Viagens, presentes, festas. O ano termina, os gastos aparecem e as dívidas crescem. Muita gente já está pensando em usar o 13º salário para pagar os excessos e dar um fôlego nas contas. Já outros pensam em poupar todo o dinheiro extra que vai entrar. Mas qual será a melhor opção? Na verdade, depende. Cada caso é um caso. Aquele que está com a corda no pescoço realizará menos sonhos em 2013. Já quem estiver com todas as contas sob controle poderá festejar bastante. Pelo menos é isso que indicam os especialistas no assunto. E você, já sabe o que fazer com o seu 13º? Realizar sonhos ou ter pesadelos é opção pessoal Está aberta a temporada de oportunidades – tanto de gastar tudo quanto de ter cautela quando o assunto é dinheiro. Segundo especialistas, agora é o período ideal para promover uma faxina financeira no orçamento. Só para se ter uma ideia, a soma do 13º dos trabalhadores na ativa, aposentados e pensionistas chegará a R$ 131 bilhões neste ano. É um total 10,5% maior do que o montante de 2011, que foi de R$ 118 bilhões. A grande questão é: o que fazer com o benefício? O ideal é que ele chegasse como um bônus para a realização de satisfações pessoais, como um presente. No entanto, desde 1962, quando esse extra foi criado, muita gente o aguarda ansiosamente para cobrir o desequilíbrio financeiro. Há quem recorra aos bancos que oferecem antecipação desse recurso como uma forma de empréstimo para quitar dívidas ou amenizá-las. De acordo com o consultor financeiro Reinaldo Domingos, pagar dívida com o 13º salário é combater o efeito do problema financeiro. Com essa atitude, a pessoa só estará mascarando o real

e verdadeiro problema – a ausência de educação financeira em toda família. O endividamento é um problema que tem de ser resolvido com o próprio salário, e isso implica na redução de gastos. “É muito provável que pessoas que estejam nessa situação não estejam respeitando o próprio padrão de vida”, comenta o especialista. Dinheiro na praça Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio/SP), o pagamento do 13º corresponde a 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e deve beneficiar cerca de 80 milhões de brasileiros em 2012. Dos R$ 131 bilhões, um terço – cerca de R$ 43 bilhões – deve ser destinado para o pagamento de dívidas, em especial do cartão de crédito, cheque especial e empréstimos pessoais que possuem altas taxas de juros. Outro terço vai para os compromissos de começo de ano – como despesas escolares, pagamento de impostos e gastos com férias. Apenas um terço é utilizado para o consumo. O Estado de São Paulo, maior vigor econômico do país, deverá receber cerca de R$ 40 bilhões – o que corresponde a aproximadamente 30% do total do 13º no Brasil e cerca de 60% do da região Sudeste. A cifra representa algo próximo a 2,7% do PIB estadual. Separando os números por região, cerca de R$ 22,5 bilhões devem ser injetados na região metropolitana de São Paulo (56% do total do Estado), R$ 14,5 bilhões na capital, R$ 1,7 bilhão no litoral e R$ 15,7 bilhões no interior. É importante lembrar que uma boa parcela desse montante já fluiu pela economia ao longo do ano, seja como forma de adiantamento nas férias, seja por meio de acordo coletivo ou política da empresa. Entretanto, a

Simone Bernardino é economista da Fecomercio de São Paulo

Alessandra Bonafé: “Não se deixe levar pelo momento, pense e planeje seus gastos. O melhor investimento que existe é em você mesmo, em seu bem-estar”

Simone Domingues: “Pagar contas em atraso e cartão de crédito é uma boa opção para aplicar o 13º salário, desde que se esteja disposto a iniciar um planejamento do orçamento pessoal após o fim das dívidas”

Paulo Portinho: “Por regra, deve-se evitar dívidas com cartão e cheque especial. Pense que essas dívidas têm potencial para dizimar a renda e consumir o patrimônio”

maior parte – cerca de 70% do total – será paga neste fim de ano. Além do dinheiro extra, o mercado de crédito, que vem crescendo com a trajetória de queda da taxa básica de juros, ajudará a impulsionar a economia e as vendas nesse período. Desde o natal passado, a taxa de juros Selic já caiu 3,75 pontos percentuais, para 7,25% ao ano – o menor patamar da série histórica desde 1999, quando se adotou o regime de metas de inflação. A economista da Fecomercio, Simone Bernardino, indica que a melhor opção para os consumidores é dividir o dinheiro em três partes: quitar as dívidas, tentar fazer uma reserva para os pagamentos do começo de ano – como IPTU, IPVA etc. – e destinar apenas uma parte para investir em consumo. “É importante dar preferência para o pagamento de dívidas com juros mais elevados”, esclarece. Para a palestrante, professora, colunista e escritora de finanças Alessandra Bonafé, as ofertas de dinheiro barato invadem a vida das pessoas, que são abordadas na rua, nas instituições, por panfletos e pela mídia. Por isso, a queda nos juros pode induzir ao consumo desenfreado e acabar com o orçamento doméstico. “O grande perigo de se fazer uma dívida é a falta de planejamento”, comenta. Ela relata que o ideal é analisar se a parcela da

compra ou de empréstimos vai caber no orçamento. Outro problema é que muitas pessoas só olham o valor da parcela e não dão atenção ao valor final do produto, que – mesmo com a baixa dos juros – pode sair bem mais caro do que se o pagamento fosse à vista. “Não se deixe levar pelo momento. Pense e planeje seus gastos. O melhor investimento que existe é em você mesmo, em seu bem-estar”, aconselha Alessandra.

sxc.hu

Eduardo Gois eduardo.jornal@editorasantuario.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal

Saiba o que fazer com o 13º salário

A poupança ainda vale a pena? Conforme a sócia diretora da Trade Contabilidade, Simone Domingues, o ideal é aplicar o 13º salário em poupança. Isso porque o valor pode ser retirado rapidamente e apenas no momento em que realmente for preciso utilizá-lo. Já Alessandra Bonafé destaca que se deve fazer uma comparação dos investimentos oferecidos no mercado, contabilizando as taxas cobradas pelos bancos e ponderando os investimentos que têm isenção de imposto de renda. Ela não recomenda as Notas do Tesouro Nacional (NTN-B), pois essas pagam uma taxa pré-fixada e mais o IPCA. O professor de finanças Paulo Portinho explica que, a rigor, a poupança não é investimento, mas proteção. “Indico fazer um ‘colchão de segurança’ na poupança, guardando entre três e seis vezes os gastos mensais da família para evitar passar aperto”, aconselha.


Jornal Santuário de Aparecida • 2 DE DEzembro DE 2012

9

Tire suas dúvidas com o consultor financeiro Na teoria pode até parecer simples, mas o JS sabe que, na prática, cada caso carrega suas peculiaridades. Nas redes sociais, pedimos que os leitores enviassem suas perguntas. Escolhemos quatro perguntas para o consultor financeiro Reinaldo Domingos responder. Confira, pois elas também podem ter a ver com o seu problema. “É melhor guardar todo o 13º ou pagar todas as dívidas?” Rafael Araújo, estudante, Manaus (AM) Reinaldo Domingos: Rafael, existem dois tipos de endividados: o controlado – aquele que tem dívidas, mas consegue pagar as prestações normalmente – e o endividado inadimplente – que já não paga mais as dívidas. Se o seu endividamento é controlado e você pode arcar com as prestações, continue assim e não utilize o 13º para isso. Mas se estiver inadimplente e já não paga mais as prestações, faça uma faxina financeira. Não pague simplesmente as dívidas vencidas, porque, se você assim fizer, estará combatendo o efeito e não a causa. Descubra para onde está indo cada centavo. Reúna sua família e converse sobre os excessos. É importante conseguir fazer um trabalho para descobrir a verdadeira causa. Neste momento, se você estiver inadimplente, guarde 50% do dinheiro e use os outros 50% para o pagamento das dívidas. Se você está sempre fazendo prestações, é sinal de que está pagando juros e quem paga juros realiza menos sonhos. “É uma boa opção investir o 13º nas contas de início de ano?” Amanda Maniçoba, estudante, Potim (SP) Reinaldo Domingos: Amanda, se você precisa usar o 13º para pagar as prestações do início de ano, é sinal de que faltou planejamento. O mais indicado é que se faça, no orçamento financeiro do ano, uma previsão de quanto se pode reservar em dinheiro para pagamento do IPVA, IPTU, material escolar, presentes de aniversários e dias comemorativos. O salário mensal deve já compor todo o orçamento, contemplando o ano todo. Assim, o 13º viria como uma receita extra e deveria ser guardado e aplicado para a realização de sonhos. É necessário mudar os hábitos e os costumes de como usar o dinheiro para que o 13º possa ser usado para comprar uma televisão nova, fazer uma viagem, comprar seu carro etc. Não se pode usar esse dinheiro para salvar as deficiências do desequilíbrio financeiro. Isso é quase um crime. É não respeitar o dinheiro, porque dinheiro não aceita desaforo. “O dinheiro do 13º pode ser usado para realização de cursos ou investimento em negócio próprio?” Tamiris Correa, jornalista, Lorena (SP) Reinaldo Domingos: Tamiris, não é indicado o uso do 13º para investimento em negócio próprio. Em primeiro lugar, para abrir o negócio já se deve possuir uma verba ou reserva para capital de giro. Se for fazer isso, não deixe que vire um hábito. É sinal de que seu negócio vai mal ou vai começar de forma desestruturada. Não aconselho usar o dinheiro da pessoa física ou da família para a empresa, pois, se não está dando dinheiro, é sinal de que você tem de corrigir as deficiências do negócio e não simplesmente transferir ganho extra para cobrir um buraco ou uma dívida dentro da empresa. Se for fazer um curso, que seja algo que possa agregar valor para que você possa ganhar mais. Faça somente se o retorno for viável. “Sempre acabo perdendo as contas com o 13º e gastando tudo. Como se livrar desse hábito?” Fabrício Oliveira, profissional de marketing, São Paulo (SP)

O Brasil Acerta suas Contas Com atendimento gratuito, a campanha O Brasil Acerta suas Contas permite que famílias renegociem dívidas e recebam orientações de educação financeira. A ação percorre os Estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo e é promovida pela Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). O objetivo é que inadimplentes paguem os débitos atrasados e estejam aptos para ir às compras de final de ano, sem restrições ou dificuldades para ter acesso ao crédito. “A ação é realizada desde 2010 e já beneficiou 300 mil famílias”, conta o diretor

de sustentabilidade da Boa Vista Serviços, Fernando Consenza. De acordo com Consenza, uma das metas mais importantes é poder levar ao maior número de pessoas conceitos de crédito sustentável. Ele detalha que durante muito tempo a população brasileira reclamava sobre o crédito escasso no país, geralmente destinado aos mais ricos. Porém, nos últimos cinco anos, o crédito se expandiu e chegou a 35 milhões de brasileiros. “O lado ruim do crédito é quando ele é mal usado, sem equilíbrio”, observa. No contexto de expansão do crédito, a população se endividou demais, tomou mais crédito do que deveria, acabou ficando inadimplente

e com o nome sujo no SCPC. Foi por esse motivo que a campanha foi criada: primeiro, para trazer a oportunidade de renegociar as dívidas em condições especiais, diretamente com a empresa credora; e, além disso, não só negociar, mas aprender maneiras de lidar melhor com o crédito. “De nada adianta criar oportunidades de renegociação de dívidas se as pessoas voltarem àquele mesmo comportamento desequilibrado que as levaram a serem inadimplentes”, reflete Consenza. “A palavra-chave é planejamento. As famílias precisam planejar suas finanças domésticas”, destaca Fernando Consenza

Foto: Arquivo Pessoal

Reinaldo Domingos: Fabrício, vou ser bem direto com você: tire tudo da conta corrente e guarde para os seus sonhos e desejos. Mas tire antes de gastar ou que ele seja creditado em uma conta de investimento. Se você deixar o dinheiro na conta corrente, ele vai virar pó.


10

JUVENTUDE

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

4ª ROMARIA| JOVENS ARTÍFICES DA PAZ FOI TEMA NORTEADOR DESTE ANO

Romaria Nacional da Juventude une o Brasil em Aparecida Mais de 4.000 jovens de todos os cantos do Brasil marcaram presença na 4ª Romaria Nacional da Juventude. O encontro aconteceu no dia 15 de novembro, no Santuário Nacional, em Aparecida (SP). O tema foi Jovens artífices da paz. O encontro da juventude contou com uma palestra do escritor Augusto Cury e uma Missa especialmente dedicada aos jovens, celebrada pelo arcebispo de Aparecida, cardeal dom Raymundo Damasceno Assis. Houve também animação dos djs EletroCristo e shows com Eugênio Jorge e banda Anjos de Resgate. De acordo com o prefeito de Igreja do Santuário Nacional, padre Valdivino Guimarães, C.Ss.R., o objetivo foi preparar a juventude do Brasil para o Hallel Internacional – que vai acontecer em abril de 2013, em Aparecida – e para a Jornada Mundial da Juventude ( JMJ) – que acontece em julho

Jovens celebram 4ª Romaria Nacional da Juventude no Santuário Nacional

do ano que vem, no Rio de Janeiro. “Evangelizar a juventude por meio de celebrações, shows, palestras. Essa é nossa missão principal”, conta o padre. O sacerdote também comenta sobre o tema deste ano: “É convidativo e partiu do Santo Padre. Ele convida todos os jovens a serem artífices da paz. É uma semente de paz na Igreja, no mundo e na sociedade”, afirma. Na experiência do padre, a juventude é a esperança e a certeza do amanhã, para a sociedade e a Igreja. “O jovem tem uma representação muito importante na Igreja do Brasil e na sociedade brasileira, porque é o jovem quem assumirá a direção do país. É ele quem vai erguer a bandeira da paz, os trabalhos em comunidade. O jovem tem uma função muito especial”, detalha o missionário.

Participação O jovem Aparecido Torres, 21 anos, mora em Duartina (SP). Ele conta que a experiência de participar da romaria traz muita alegria, pois significa encontrar o caminho de Jesus. “Muitas vezes, o jovem busca alegrias passageiras, mas não sabe que a verdadeira felicidade está no caminho do Senhor”, afirma. Participando pela segunda vez da Romaria Nacional da Juventude, o jovem veio ao Santuário Nacional com um grupo de sua cidade especialmente para o evento. Ele acrescenta que o verdadeiro caminho de Deus vai contra os elementos negativos que o mundo oferece. “São as drogas, o álcool, a prostituição. A gente tem de procurar Deus e oferecer aos outros jovens o caminho para a verdadeira felicidade”, conta. Desafios A ideia de Aparecido vai ao encontro dos desafios de hoje para a Igreja e a evangelização. Segundo padre Valdivino, o grande desafio da Igreja é mesmo o de evangelizar a juventude, conduzindo o jovem nos caminhos de Deus, enquanto a sociedade procura conduzir por outros caminhos que, muitas vezes, são contrários àquilo que a Igreja ensina. “O que a

sociedade oferece é muito mais prático e prazeroso, mas temos de evangelizar do jeito que Deus quer e não do jeito que a sociedade quer. Jesus Cristo mesmo disse que não seria fácil segui-lo”, explica o padre. Na avaliação dele, é comum o jovem se ver sem saída. Por isso, é indicada a procura pelo discernimento para que se possa encontrar o caminho correto. “Eles sofrem mais do que os amadurecidos e adultos, pois a sociedade está a todo momento indicando aquilo que é mais fácil”, opina. Dessa forma, é nesses momentos que entra o papel da Igreja de estar ao lado do jovem, acolhendo-o do jeito que ele é. “É melhor ter o jovem assim do que ter o jovem distante, nas dificuldades, nas propostas vagas do mundo. Deus seja louvado se o jovem estiver conosco.” Durante a celebração da Missa no Santuário Nacional, dom Raymundo Damasceno também disse que a Romaria proporciona um momento de encontro mais profundo com Deus. “É um momento de convivência fraterna, de oração e de celebração”, salientou.

Fotos: Eduardo Gois/ JS

Eduardo Gois eduardo.jornal@editorasantuario.com.br

Aparecido conta que os jovens devem ser caminho para a conversão de outros jovens. “O caminho é o exemplo”, destaca


Fique Ligado Missas Segunda a sexta: 7h – 9h (TV) – 10h30 – 12h - 16h Sábado: 6h30 – 9h (TV) – 10h30 – 12h – 16h – 18h (TV) Domingo: 5h30 – 8h (TV) – 10h – 12h – 14h – 16h – 18h (TV) Bênçãos (ao final de todas as missas) Confissões Segunda a sexta: 7h30 às 11h – 14h às 16h Sábado: 6h30 às 11h15 – 13h30 às 16h45 Domingo: 6h30 às 11h15 – 13h30 às 16h Batismo Segunda a sexta: 10h e 15h Sábado: 9h – 10h – 11h – 14h – 15h Domingo: 8h – 9h – 10h – 11h – 14h – 15h Piedade popular Consagração a Nossa Senhora Segunda a sexta: 11h45 (TV e Rádio) e 15h – Sábado: 15h Hora Mariana (Terço) – Segunda a sábado: 14h Novena Perpétua – Quarta: 15h15 e 19h30 Novena de Aparecida Segunda a sábado: 10h – Domingo: 9h Procissão Eucarística – Quinta: 10h Procissão Luminosa do Terço – Sábado: 19h Procissão Mariana – Domingo: 6h30 Encontros especiais Coordenadores de Romarias: Sábado: após missa das 9h Domingo: após missa das 8h Local: Sala dos Coordenadores de Romarias (ao lado da Sala de Confissões) Plantão religioso Segunda a sexta: das 17h às 18h Telefone para informações: (12) 3104 1000 Horários de missa - Matriz Basílica Segunda, quarta e quinta: 7h – 18h (TV) Terça: 7h – 16h (missa dos doentes) – 18h (TV) Sexta: 7h – 18h (TV) – 19h30 Sábado: 15h – 19h Domingo: 19h30 Bênçãos (ao final de todas as missas) Telefone para informações: (12) 3105 1517

``


ARTIGOS

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

FÉ EM QUESTÃO (PADRE CIDO PEREIRA)

“Sou muito fã do padre Marcelo Rossi e acho que muitos padres não gostam dele, e ele acaba sendo excluído de eventos da Igreja. Por que isso acontece? Gosto muito do senhor e gostaria de saber como o senhor é” (Irene Gati, São Paulo – SP)

A Eucaristia é muito preciosa e sagrada para misturarmos seu ritual com pulos, gritos e danças. A Eucaristia foi instituída por Jesus num ambiente de muita serenidade e paz, durante uma ceia pascal celebrada à noite. Que Deus abençoe o trabalho do padre Marcelo Rossi, Irene. E se ele não é convidado para algum evento de Igreja, a razão é muito simples: Ele pertence à diocese de Santo Amaro. As demais dioceses da Igreja têm sua realidade própria, que nem sempre combina com os seus shows. Deus a abençoe, Irene.

Reynaldo

Irene, minha amiga querida. Muito obrigado pelo seu carinho, viu? Você quer saber como eu sou? Eu já sou um velhinho, de 69 anos, 43 anos de padre, gordinho, cara redonda, cabelos curtos e brancos... Mas muito brincalhão e alegre na vida pessoal e no exercício do meu ministério. Agora vamos à sua pergunta. Sabe, Irene, não é verdade que muitos padres não gostam do padre Marcelo Rossi. Como não gostar de um irmão padre? O que acontece é que muitos padres não concordam com a forma de o padre Marcelo evangelizar, entendendo que as pessoas, em vez de olharem para Jesus, olham para ele. Há quem entenda que ele, tendo alcançado a visibilidade e o sucesso que alcançou, pouco faça pelo crescimento das pessoas numa fé mais consciente. Há quem diga que o padre Marcelo usa pouco o espaço que tem na mídia para defender os pequenos e pobres, para apoiar as lutas do povo por trabalho, saúde, moradia, vida digna. Da minha parte, Irene, eu respeito muito o trabalho do padre Marcelo. Creio de verdade que muita gente se encontrou com Deus através da pregação dele. Tenho minhas ressalvas sobre as tais “missas show”, uma expressão que a imprensa inventou e a Igreja não aceita.

13

PERGUNTAS A UM PSICANALISTA (ROBERTO GIROLA)

“Minha situação financeira é estável, mas tenho muito medo de perder tudo. O que isso significa?”

O trauma do desamparo O convívio com diferentes situações no processo de análise mostra que a relação com o dinheiro não é de fato sempre fácil. Nesse sentido, tenho constatado duas situações opostas que geram um incômodo psíquico parecido. No primeiro caso, trata-se de pessoas provenientes de famílias ricas, que têm acesso a posses suficientes para garantir seu futuro, independentemente de seus esforços pessoais no campo profissional. Frequentemente, nesse caso, constata-se uma dificuldade para que a pessoa possa fruir sem problemas dos bens de sua família. Aliás, não é raro que ela busque empreender uma atividade própria, às vezes fora do campo de atuação da família, para provar o seu valor e se autorizar a usar o dinheiro que ganha. No outro caso, parecido com a situação descrita pelo nosso leitor, trata-se de pessoas bem-sucedidas, que “subiram na vida”, com posses suficientes para garantir uma existência tranquila e que, no entanto, vivem um estado constante de angústia,

por se sentirem ameaçadas pela perda da estabilidade conseguida a duras penas (em muitos casos, trata-se de pessoas vindas de famílias pobres ou muito pobres). Isso mostra que, apesar dos esforços legítimos ou ilegítimos para enriquecer, nem sempre fruir efetivamente da riqueza é simples. O dinheiro em si não garante a apropriação psíquica das posses. O caso dos assim chamados “novos ricos” o comprova. Frequentemente, seus esforços para obter a inserção no mundo dos ricos são forçados e desajeitados, marcados pelo exagero que leva ao mau gosto e por um tipo de arrogância que tem sua raiz na insegurança. Mas por que uma boa conta bancária não garante a posse psíquica do dinheiro nela depositado? Evidentemente, o processo psíquico de “apropriação” passa por uma significação que vai além do fato em si (o dinheiro real). Para poder fruir do dinheiro, o sujeito precisa de uma autorização interna que está ligada a fatores profundos, que poderíamos definir como uma autorização para existir, que nada tem a ver com posses.


#

4a

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE Dezembro de 2012

Maria

J O R N A L LITURGIA

ano 112 • nº 5.621 • 2 de dezembro DE 2012

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 1º DE MAIO de 2011

Academia Marial faz assembleia de louvor e reflexão (PADRE ANTONIO CLAYTON SANT’ANNA, C.Ss.R. *)

No futuro, o Santuário Nacional poderá ter uma Faculdade mariana. Uma Faculdade de Mariologia, um centro especializado de estudos universitários, pesquisas e escritos mariológicos, a serviço da catequese marial no Santuário. Uma fonte de espiritualidade capaz de fazer o intercâmbio cultural religioso-ecumênico e, ao mesmo tempo, qualificar os aspectos missionários de romarias “enviadas” pelas dioceses, paróquias e comunidades. A religiosidade popular mariana precisa da ajuda intelectual dos mariólogos, estudiosos que aprofundam a importância da primeira discípula de Jesus na cultura, na literatura, na arte, nos anseios de justiça e fraternidade. Por enquanto, uma Faculdade é utopia. A Academia Marial planta pequenas sementes. O Congresso e a Assembleia já são eventos de comunhão na fé e na ciência. * Diretor da Academia Marial de Aparecida

sUPLEMENTO LITÚRGICO-PASTORAL

D E

A PA R E C I D A 6.1.2012 – Ano C

EPIFANIA DO SENHOR Jesus é apresentado ao mundo! PRIMEIRA LEITURA (Is 60,1-6)

Leitura do Livro do profeta Isaías: 1 Levanta-te, acende as luzes, Jerusalém, porque chegou a tua luz, apareceu sobre ti a glória do Senhor. 2 Eis que está a terra envolvida em trevas, e nuvens escuras cobrem os povos; mas sobre ti apareceu o Senhor, e sua glória já se manifesta sobre ti. 3Os povos caminham à tua luz e os reis ao clarão de tua aurora. 4 Levanta os olhos ao redor e vê: todos se reuniram e vieram a ti; teus filhos vêm chegando de longe com tuas filhas, carregadas nos braços. 5Ao vê-los, ficarás radiante, com o coração vibrando e batendo forte, pois com eles virão as riquezas de além-mar e mostrarão o poderio de suas nações; 6será uma inundação de camelos e dromedários de Madiã e Efa a te cobrir; virão todos os de Sabá, trazendo ouro e incenso e proclamando a glória do Senhor. — Palavra do Senhor. — Graças a Deus!

toda a terra hão de adorá-lo,/ e todas as nações hão de servi-lo. — Libertará o indigente que suplica,/ e o pobre ao qual ninguém quer ajudar./ Terá pena do indigente e do infeliz,/ e a vida dos humildes salvará. SEGUNDA LEITURA (Ef 3,2-3a.5-6)

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios: Irmãos: 2Se ao menos soubésseis da graça que Deus me concedeu para realizar o seu plano a vosso respeito, 3ae como, por revelação, tive conhecimento do mistério. 5 Este mistério Deus não o fez conhecer aos homens das gerações passadas, mas acaba de o revelar agora, pelo Espírito, aos seus santos apóstolos e profetas: 6os pagãos são admitidos à mesma herança, são membros do mesmo corpo, são associados à mesma promessa em Jesus Cristo, por meio do Evangelho. — Palavra do Senhor. — Graças a Deus!

— As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor! — As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor! — Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus,/ vossa justiça ao descendente da realeza!/ Com justiça ele governe o vosso povo,/ com equidade ele julgue os vossos pobres. — Nos seus dias a justiça florirá/ e grande paz, até que a lua perca o brilho!/ De mar a mar estenderá o seu domínio,/ e desde o rio até os confins de toda a terra! — Os reis de Társis e das ilhas hão de vir/ e oferecer-lhe seus presentes e seus dons;/ e também os reis de Seba e de Sabá/ hão de trazer-lhe oferendas e tributos./ Os reis de

Marco Funchal

SALMO RESPONSORIAL (Sl 71)

Reprodução

No dia 8 de dezembro, festa da Imaculada Conceição, a Academia Marial realiza a assembleia anual dos sócios. A palestra do encontro será Concílio Vaticano II: intuições fundamentais e legado em Mariologia, a cargo do mestre em Teologia Dogmática, professor Roberto Marcelo da Silva. A Academia é uma estrutura de catequese mariana, com sede no 11º andar da Torre Brasília, no Santuário Nacional, aberta ao público nos dias úteis. Tem secretária, biblioteca, obras marianas, textos acadêmicos. Guarda imagens e pinturas marianas e o arquivo dos sócios, com toda a correspondência recebida e enviada. Os associados são pessoas dedicadas e cheias de amor a Nossa Senhora, interessadas em atividades intelectuais, sem excluir as devocionais. Congressos e assembleias anuais reúnem pensadores, escritores e estudiosos de Mariologia. Os acadêmicos gostam desse estudo sobre o papel de Maria na obra redentora de Cristo e na sua relação com o mistério da Igreja. A Academia procura promover e incentivar todos os meios que levam ao maior louvor e à glória da Mãe de Jesus e da Igreja. E, nisso, oferece um suporte pastoral qualificado na evangelização da religiosidade popular do Santuário. Favorece a devoção popular e é por ela favorecida. Tanto o estudo quanto a devoção popular mariana são formas diferentes e complementares de se aproximar da Mãe de Jesus. “A piedade mariana sem teologia corre o risco de perder a lucidez, mover-se sem critérios e limites e degenerar-se em crendice. Já a teologia sem mística e piedade se degenera num discurso racional que se distancia do fascínio divino. Mostra-se desrespeitosa e pastoralmente inconsequente”, nas palavras do teólogo e mariólogo irmão Afonso Murad. Enfim, a Academia Marial é uma agremiação religiosa e cultural que se dedica a amar mais Nossa Senhora, inspirando-se em seu modelo de vida cristã. Conhecendo melhor sua fé, sua caridade, sua união com Jesus, sua abertura e disponibilidade ao projeto salvador divino, seu verdadeiro lugar na história da salvação, a devoção a Nossa Senhora pode ser vivida como religiosidade popular comum, sempre carente de purificações, e como ciência ou saber teológico atualizado.


JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

EVANGELHO (Mt 2,1-12) — O Senhor esteja convosco. — Ele está no meio de nós. — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus. — Glória a vós, Senhor! 1 Tendo nascido Jesus na cidade de Belém, na Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que alguns magos do Oriente chegaram a Jerusalém, 2perguntando: “Onde está o rei dos judeus, que acaba de nascer? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”. 3 Ao saber disso, o rei Herodes ficou perturbado, assim como toda a cidade de Jerusalém. 4 Reunindo todos os sumos sacerdotes e os mestres da Lei, perguntava-lhes onde o Messias deveria nascer. 5Eles responderam: “Em Belém, na Judeia, pois assim foi escrito pelo profeta: 6’E tu, Belém, terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá, porque de ti sairá um chefe que vai ser o pastor de Israel, o meu povo’”. 7 Então Herodes chamou em segredo os magos e procurou saber deles cuidadosamente quando a estrela tinha aparecido. 8Depois os enviou a Belém, dizendo: “Ide e procurai obter informações exatas sobre o menino. E, quando o encontrardes, avisai-me, para que também eu vá adorá-lo”. 9 Depois que ouviram o rei, eles partiram. E a estrela, que tinham visto no Oriente, ia adiante deles, até parar sobre o lugar onde estava o menino. 10 Ao verem de novo a estrela, os magos sentiram uma alegria muito grande. 11 Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Ajoelharam-se diante dele e o adoraram. Depois abriram seus cofres e lhe ofereceram presentes: ouro, incenso e mirra. 12 Avisados em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram para a sua terra, seguindo outro caminho. — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor!

LITURGIA

ORAÇÃO DA COMUNIDADE (*) — Na certeza e na confiança de filhos, elevemos nossas preces a Deus, seguindo a estrela e acolhendo o Senhor de nossas vidas, a esperança de todas as nações. 1. POR TODA a Igreja, para que contemplando o esplendor da glória do Pai, revelada em Cristo Jesus, seja fiel anunciadora da Boa Nova de salvação para todos os povos, rezemos. — Senhor, luz das nações, ouvi-nos. 2. POR TODOS aqueles que estão envolvidos nas trevas do desespero, da angústia e do medo, para que sejam iluminados pela mensagem do Evangelho, que é vida e libertação, rezemos. 3. POR NOSSOS governantes, para que assumam com responsabilidade o poder que lhes foi confirmado, para que busquem sempre o progresso e o bem de todos os cidadãos, rezemos. 4. POR TODOS nós, para que acompanhemos a estrela e nos deixemos envolver pela alegria da mensagem do Salvador que está presente em nosso meio, rezemos. (Intenções próprias da Comunidade.) — Pai Santo, acolhei os pedidos que humildemente vos apresentamos. Vossa bondade seja causa de alegria e conforto ao nosso coração. Por Cristo Senhor nosso. — Amém. LEITURAS DA SEMANA: SEGUNDA: 1Jo 3,22–4,6 / Sl 2 / Mt 4,12-17.23-25. TERÇA: 1Jo 4,7-10 / Sl 71 / Mc 6,34-44. QUARTA: 1Jo 4,11-18 / Sl 71/ Mc 6,45-52. QUINTA: 1Jo 4,19–5,4 / Sl 71 / Lc 4,14-22a. SEXTA: 1Jo 5,5-13 / Sl 147 / Lc 5,12-16. SÁBADO: 1Jo 5,14-21 / Sl 149 / Jo 3,22-30. DOMINGO: Is 42,1-4.6-7 / Sl 28 / At 10,3438 / Lc 3,15-16.21-22.

JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 2 DE DEZEMBRO DE 2012

3A

REFLETINDO A PALAVRA (PADRE JOSÉ LUIZ GONZAGA DO PRADO)

A Realidade Ghandi morou na África do Sul, onde a discriminação era oficial. Quem não tivesse a pele clara de um europeu não podia andar na calçada, não podia entrar em muitos lugares e ainda tinha documento de identidade diferente do dos brancos. Ghandi preparou alguns negros e indianos como ele para fazer uma fogueira pública desses documentos, prontos para não reagir, caso a polícia viesse impedir a manifestação. A polícia veio, eles apanharam, não agrediram e continuaram colocando no fogo seus documentos. Na Índia, conseguiu mobilizar todos contra o domínio da Inglaterra. Conquistaram a liberdade apanhando muito, mas sem nenhuma agressão. Ele dizia: “Vocês, cristãos, têm o Evangelho que manda oferecer a outra face, mas não o põem em prática.

Se praticassem, o mundo seria Deus chama todas as nações do outro!” mundo à salvação que vem por meio de Jesus Cristo. Não somos A Palavra senhores da Palavra de Deus nem O episódio dos Magos é o da salvação. motivo da festa de hoje. Seu pano Todos são chamados e capade fundo é a Primeira Leitura. zes de descobrir os sinais de Pensar no seu significado: os de Deus em qualquer acontecimencasa, Escribas, Sacerdotes e Hero- to ou fenômeno da natureza. Os des, têm a Bíblia para entender Magos viram numa estrela difequem era Jesus, mas ficam apavo- rente no céu um aviso do nascirados com a notícia do seu nasci- mento de Jesus. E responderam mento. Os de longe, os Magos, ao chamado. vêm prestar-lhe homenagem, vêm adorá-lo. O Mistério A comunidade que nos deu Epifania é Jesus que se este Evangelho viveu essa experi- mostra como Salvador de todas ência. Eram cristãos judeus, mas as nações. O pecado é um mal devem ter visto muitos não judeus universal. É ele que destrói procurando a fé cristã com maior o nosso mundo. Na Eucarisentusiasmo do que muitos judeus. tia, celebramos Jesus que dá o Hoje, os Magos são como os não sangue por todos, para libertar cristãos que vivem o Evangelho a humanidade desse mal que se melhor do que nós. chama pecado. Jesus é o cordeiro A Segunda Leitura nos dá o que tira o pecado do mundo, da principal significado desta festa: humanidade toda.

GENTE SANTA (DA REDAÇÃO)

Padre Victor, o Anjo Tutelar Padre Francisco de Paula Victor viveu entre 1827 e 1905, no Sul de Minas Gerais, e passa por processo de beatificação. É natural de Campanha (MG), onde foi aprendiz de alfaiate. Filho de escrava, entrou no seminário de Mariana, com o apoio do então bispo dom Antônio Ferreira Viçoso e do cônego Antônio Felipe. Após passar por muitas provações e ter se empenhado muito, foi ordenado padre em 1851, tendo sido destinado como pároco de Três Pontas depois de atuar alguns meses em Campanha. Na cidade de Três Pontas, exerceu o ministério sacerdotal com muito zelo e dedicação. Amava os pobres, partilhando com eles os seus bens.

Além disso, dedicou-se à educação de crianças e adolescentes, dirigindo por longos anos o colégio Sacra Família. A fama de santidade era grande e, por isso, recebia constantes chamados para atender doentes e fazer sessões de exorcismo. O processo de beatificação começou em 1993 e foi complementado em 1998. A fama de santidade e a prática das virtudes cristãs foram aprovadas pela comissão de teólogos, em maio de 2011. Por isso, é aguardada a decisão do Papa para que o nome de Victor, conhecido como Anjo Tutelar, seja invocado como venerável.

Prefeitura de Três Pontas (MG)

2A


Jornal Santuário de Aparecida [Ed. 5621 - 2 dez 2012]