Page 1

14.MAIO.20 CURITIBA Nº 149 NOVEMBRO 2019

www.jornalreposicao.com

www.portalreposicao.com.br

20 de Dezembro:

Dia do Mecânico

Nesta edição, o Jornal Reposição homenageia este profissional tão importante do segmento de reposição.

Foto: divulgação

ANO XIII


EDITORIAL

Um abraço especial para os Mecânicos Não poderíamos deixar de homenagear aos profissionas da reparação pelo seu dia.: 20 de Dezembro. Segundo dados do Grupo de Manutenção Automotiva e da CINAU (Central de Inteligência Automotiva), os mecânicos são responsáveis por mais de 80% dos carros que circulam no Brasil, conferindo confiabilidade ao veículo e proteção para seus usuários. Profissão desafiadora, que exige constante aprendizado diante das novas tecnologias que não cessam de surgir , frequentes lançamentos das indústrias de autopeças e mudanças na legislação . O Jornal Reposição presta homenagem aos chamados médicos dos carros , responsáveis por manter a frota nacional circulando em segurança. Parabéns Mecânico!

Désirée Sessegolo EDITORA

ADMINISTRAÇÃO

Genésio Guariente

PENSE, PLANEJE E AJA!... Terminei os meus comentários na coluna anterior, falando em “LIDERANÇA”. O que é, efetivamente, LIDERAR? Certamente, é quando diante dos obstáculos tem-se o discernimento para encontrar soluções diferentes. O que mais vemos nos dias atuais? E, por que o tempo está passando tão rápido? Vivemos num mundo de incertezas onde “apagar os incêndios” de cada dia é a nossa constante. Quase não paramos mais para pensar. Aliás, quando ainda era estudante de administração, um professor perguntara aos alunos: “Pensar é trabalho”? Reinando silêncio na classe, ele concluiu: “quem sabe é o maior deles”! Acredito que há três pilares que devem ser desenvolvidos numa administração: PENSAR, PLANEJAR e AGIR. Questões, por exemplo, como atendimento hostil e espera demorada estão entre as principais insatisfações, aliadas à falta de conhecimento dos produtos e suas abrangências na hora de atender um cliente, seja pessoal ou por outro meio. Um detalhe que reputo de grande importância e, aparentemente não muito levado em conta pelas empresas: atender ao telefone. Se não bastasse hoje a imposição de tecnologia que nos leva quase sempre a perder tempo discando, e, após a ligação, ouvir-se: dique um para isto, dois para aquilo ou três para tal coisa e não se acha com quem falar! E, se ainda a ligação for direta, ficamos ouvindo toques e mais toques, até que alguém resolva atender e, depois, mais toques e mais toques

até encontrar a pessoa com quem se quer falar. Muitas vezes o cliente desliga o telefone! Pode ser um cliente perdido, uma venda perdida. A empresa passa, depois disso, a ser a última da fila. Já parou para pensar o que isto pode representar para sua empresa? Ou, você empresário já ligou de fora para a sua empresa fazendo um teste como se fosse um cliente e foi bem atendido? Conseguiu o que você queria? Ouvi um empresário dizer que o mais importante, hoje, é a rapidez na entrega. Falou, entretanto, na entrega do produto, que é importante, mas não se referiu ao processo de atendimento pessoal que é o cartão de visita da empresa! Portanto, investir em GESTÕES DE HABILIDADES, para melhorar qualidade, a experiência, não é um jeito pura e simplesmente para atrair novos clientes, mas uma forma de evitar que a empresa perca clientes e vendas! Um cliente insatisfeito somente voltará a procurar a empresa por preço baixo ou quando não encontrar o produto que precisa, em outros lugares. Mas, mesmo assim, será um insatisfeito! O que vemos mais comumente é a expressão de que não há mais o chamado cliente fiel como antigamente. Será? Por que em tão propalada “crise” há empresas do segmento sempre num crescente e avançando mais? Qual será o seu segredo? Será o espaço que você, empresário, está deixando por um atendimento que você não está percebendo?

Por que mencionamos GESTÕES DE HABILIDADES e não TREINAMENTO? Porque, além de buscar a excelência técnica da equipe, são estimulados a PENSAR e, acima de tudo, demostrar atitudes corretas e ter paixão pelo que fazem. Como citou o Professor Coutinho, consultor e conferencista, parceiro atual do SINCOPEÇAS-PR: “Devemos trabalhar com excelência no atendimento para que os clientes nos procurem por ser A MELHOR OPÇÃO e não a OPÇÃO MAIS BARATA”! E, continua com sua mensagem: Se você “não” estiver realmente preparado para o mercado altamente competitivo, não nade com os TUBARÕES que estão por aí! Para melhor identificar o Prof. Coutinho, em nosso meio, ele se propõe a fazer uma apresentação de seu trabalho ao empresário, em sua empresa, em apenas 30 minutos, que ele chama de “TEST DRIVE”. Isto de forma gratuita com o objetivo de explanar o conteúdo do que pode oferecer aos líderes e/ou à equipe de venda. Para tanto, consulte o SINCOPEÇAS-PR. Sucesso crescente a todos! Antecipadamente ao NATAL e final de ano que se aproxima, desejamos que renasça a esperança em cada um, para que dias melhores em 2020 seja a nossa grande realidade! Genésio Francisco Guariente.

EXPEDIENTE Veículo de Comunicação da Projeto Marketing Rua Hermógenes de Oliveira 90 B Curitiba PR 41 3155-2532 www.projetomarketing.com Versão Eletrônica: www.jornalreposicao.com www.portalreposicao.com.br Direção: Désirée Sessegolo desiree.sessegolo@projetomarketing.com Financeiro: Ana Paula Pimpão financeiro@projetomarketing.com Colaboradores: Genésio Guariente, Fernando Calmon. Tiragem: 10.000 exemplares impressos e 35.000 leitores cadastrados na versão digital. Veiculação no portal www.alltopecas.com.br e redes sociais. *Os conteúdo enviados por colaboradores são de inteira responsabilidade dos autores. *Os anúncios aqui publicados são de responsabilidade exclusiva dos anunciantes. Distribuidores oficiais do Jornal Reposição: ALVORADA, BARROS, DPS, DSR, ELETROPAR, MOTO PEÇAS e ROLEMAR.

2

jornalreposicao.com.br


Trânsito seguro: eu faço a diferença.

Muito obrigado aos mecânicos e mecânicas que nos ajudam a ir e vir com segurança.

Nossos parabéns aos amigos e amigas por mais este 20 de Dezembro.

dana.com.br/aftermarket

A.F.J.Reparação.DiaMecânico(24,0,27,5).indd jornalreposicao.com.br

1

28/11/19 21:43

3


COLUNA FERNANDO CALMON 1073

Fernando Calmon

LANÇAMENTOS BADALADOS DO SALÃO DE LOS ANGELES Os salões de automóveis nos EUA não são gigantescos como os europeus, a exemplo de Frankfurt (o maior do mundo) e o de Paris. Eles se espalham por algumas cidades americanas, acumulam tradição e até concorrência entre eles. Os de Detroit e Los Angeles, por coincidência, existem desde 1907. As datas eram próximas (novembro e janeiro), mas Detroit passou para junho. Este ano o Salão de Los Angeles (LAAS, sigla em inglês), aberto até 1º de dezembro, teve estreias importantes. A principal foi o Mustang Mach-E, o SUV cupê elétrico da Ford. O desenhista Joel Piaskowski é o mesmo do cupê esportivo que completou 55 anos com prestígio em alta. A inspiração, no caso do SUV, é sutil nas lanternas traseiras e na extremidade dianteira. A Audi também partiu para um SUV cupê, muito elegante, o e-tron Sportback. Distância livre ao solo diminuída em 1,3 cm e as linhas do teto caindo com suavidade fazem a diferença. Marcas alemãs sempre têm presença forte no LAAS e este ano focaram no alto desempenho. A própria Audi apresentou o RS Q8, de 600 cv, enquanto a MercedesBenz respondeu à altura com o Mercedes-AMG GLS 63, ambos SUVs de grande porte. BMW concentrouse em modelos menores como o BMW Série 2 Gran Coupé, de 305 cv, e a sua subsidiária MINI completou a festa com o MINI John Cooper Works GP e seu imenso aerofólio traseiro. Todos chegarão ao Brasil em 2020 em pequenos lotes.

4

Entre os elétricos destaques para o Porsche Taycan, sedã-cupê de alto desempenho que terá na Califórnia seu maior mercado; a station Volkswagen ID. Space Vizzion e o reformulado Toyota Mirai ‒ agora um carro realmente bonito ‒ a aposta japonesa nas pilhas a hidrogênio como contraponto às baterias de íons de lítio. Versão conversível do novo Corvette, de motor centraltraseiro, também atraiu olhares. O SUV crossover Trailblazer (nada a ver com o homônimo vendido aqui) servirá de base para os futuros Chevrolet nacionais, inclusive o mesmo motor de três cilindros turbo de 1,2 litro. Outro modelo para o nosso mercado é a totalmente reformulada oitava geração do Nissan Sentra, fabricado no México: tudo novo inclusive o motor (previsão segundo trimestre de 2020). Três acontecimentos chamaram a atenção fora do LAAS. Um deles o fiasco da apresentação da estrambótica picape elétrica pesada da Tesla. Em evento à parte do salão, o presidente da empresa Elon Musk teve uma surpresa desagradável. Os vidros pretensamente inquebráveis da Cybertruck não resistiram à demonstração por duas vezes. Também teve impacto a decisão da GM de processar a FCA por supostas perdas financeiras bilionárias em relação às negociações trabalhistas, envolvendo o sindicato de metalúrgicos UAW. Esse episódio remonta a 2009, mas teria se agravado há três anos na

gestão do falecido (em 2018) executivo-chefe Sergio Marchionne com quem a empresa americana viveu às turras desde os anos 1990. E o governo da Califórnia anunciou que não mais compraria modelos da GM, FCA, Toyota e Nissan pois estas decidiram acatar regras federais de emissões algo mais permissivas, porém válidas para os 50 estados americanos. Uma briga ridícula, de viés puramente político.

ALTA RODA TOYOTA decidiu que próxima geração do Yaris, a exemplo do Corolla, também terá versão híbrida. Não antes de 2023 ou 2024, ao fim do ciclo de vida do modelo que estreou em 2018. Até lá será mais comum a hibridização como forma de grande economia de combustível em uso urbano, em geral 60% da quilometragem anual. AUDI inicia pré-venda do todo novo Q3 a partir de R$ 179.990, importado da Hungria. Entregas em fevereiro de 2020. A marca estuda viabilidade de produção no Brasil. SUV tem agora 2,68 m de entre-eixos, quase 8 cm a mais. Banco traseiro corrediço (5 cm) pode aumentar o espaço. Porta-malas, 530 litros, é o maior do segmento. Desenho ficou bastante atraente. MUITO impressionante é o mínimo que se pode dizer sobre o Ford Mustang Shelby GT350R, avaliado

por duas horas em Los Angeles, Califórnia. No país do câmbio automático, oferece caixa manual de seis marchas e engates extremamente precisos. Direção e freios (Brembo) são de alto nível. Suspensão firme, mas sem desconforto. Potência, 533 cv; 0 a 96 km/h em 3,9 s. ONIX PLUS tem linhas atraentes e comportamento bastante suave no dia a dia. Acelera firmemente ao combinar um equilibrado motor 1.0 turbo, câmbio automático e baixo peso em ordem de marcha para o seu porte. Interior espaçoso, porta-malas bom com 469 litros, direção precisa e freios bem dimensionados. Tanque de combustível (44 litros) deveria ser maior. CUIDADOS com os futuros carros autônomos chegam à pintura. BASF trabalha em nova tecnologia de cores escuras, para facilitar o reflexo de sinais infravermelhos enviados por lidar que calcula distâncias com extrema precisão. Pigmentos são específicos para esse fim e desde já estão sendo desenvolvidos. RESSALVA: frenagem autônoma de emergência estreou no Jeep Compass. Hyundai HB20 foi o primeiro entre os compact fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2

jornalreposicao.com.br


jornalreposicao.com.br

5


BorgWarner oferece soluções limpas energicamente eficientes

Empresa oferece produtos para atender aos mais rigorosos padrões globais de emissões de gases poluentes e economia de combustível

Foto: BorgWarner

LANÇADAS HÁ UM ANO, MARELLI VENDE MAIS DE 2,5 MILHÕES DE VELAS DE IGNIÇÃO NO PERÍODO

Cidade de Itatiba, no interior de São Paulo, também sedia fábrica da BorgWarner

A BorgWarner, líder global em tecnologias limpas e ecoeficientes, celebra as conquistas obtidas ao longo de 2019. A marca é especialista em soluções que melhoram o desempenho e a eficiência de todos os sistemas de propulsão, desde combustão até veículos híbridos e elétricos. Neste ano, a empresa anunciou o início da produção nacional do motor de partida para o sistema Start/Stop, em Brusque (SC), que terá início no segundo semestre de 2020. O produto será destinado a modelos da linha leve com motores 1.0 e 1.3 de duas grandes montadoras em operação no Brasil. Segundo levantamento da BorgWarner, esta tecnologia deverá crescer nos próximos dez anos. “O sistema Start/Stop, em 2017, estava presente em 42% dos veículos a combustão em todo o mundo. A estimativa é que, em 2027, salte para 65%. É uma alta significativa”, destaca Adson Silva – Diretor Geral da PowerDrive Systems no Brasil. Ainda no segmento de leves, em 2019, a empresa elevou a produção de turbo compressores para atender à demanda crescente do mercado brasileiro e foi responsável por desenvolver o primeiro turbo flex fabricado no Brasil, para três modelos de uma das maiores montadoras do mundo e também fornecendo turbos para veículos de outras fabricantes ampliando a oferta no País. Com as regras cada vez mais exigentes de emissões e eficiência energética, a expectativa da companhia é que o uso de turbos siga em alta em todo o mundo, especialmente no segmento de veículos leves, indo de 43% em 2017 para 59% dos modelos novos em 2027. Segmento de pesados Uma das principais mudanças no segmento de pesados nos próximos anos será a adoção de motores Euro6 no mercado brasileiro. Para atender às regras mais rigorosas, os motores necessitarão de modificações, como a utilização de ventiladores maiores. A BorgWarner já oferece, no exterior, a nova geração de embreagens viscosas com controle eletrônico Visctronic V3X, que será produzida nacionalmente em 6

Itatiba (SP), com aplicação em modelos pesados, extrapesados e máquinas agrícolas. Na nova geração, a embreagem viscosa oferece desacoplamento até 40% mais rápido, melhor calibração em baixas rotações, redução da oscilação da rotação do ventilador e controle mais preciso na velocidade da ventoinha, garantindo ainda mais eficiência na refrigeração. O design aperfeiçoado também melhora a transferência de calor, otimizando a dissipação em 20%, e permite o uso de silicone de baixa viscosidade. Para o consumidor final, além da economia de combustível, haverá ganho em conforto ao dirigir e diminuição dos níveis de ruído e vibração. Híbridos e elétricos A demanda pela hibridização vem crescendo e a BorgWarner oferece um amplo portfólio de produtos que abrange vários sistemas, do tipo P1 (em que a máquina elétrica é conectada diretamente ao motor de combustão interna) aos híbridos P4 (nos quais os motores a combustão e elétricos atuam em eixos diferentes). No Brasil, a oferta de modelos híbridos também está aumentando e pode ganhar mais força quando combinados com um motor a etanol, matriz energética abundante no País. Essa realidade já está presente no mercado nacional. Entre os elétricos, a previsão da empresa é que este mercado saia dos 900 mil veículos produzidos em 2017 para 5,6 milhões em 2023, globalmente. Para atender a esta demanda, a empresa também oferece diversos produtos, como módulos completos de acionamento elétrico, motores elétricos, transmissões, eletrônica de potência, aquecedores de bateria e aquecedores de cabine. Seja qual for a necessidade de cada mercado, a BorgWarner está pronta para oferecer soluções que ajudem as montadoras a atender aos mais rigorosos padrões globais de emissões e economia de combustível. Printer Press Comunicação Corporativa

Maior empresa do segmento de reposição automotiva do País, a Marelli Cofap do Brasil superou o número de 2,5 milhões de velas de ignição vendidas. O feito ocorre pouco mais de um ano após o lançamento da linha de velas de ignição automotivas Magneti Marelli e se torna um importante marco num segmento muito competitivo dentro do setor de reposição de autopeças. Reflete a aprovação dos reparadores, seu reconhecimento e confiança nas velas de ignição Magneti Marelli. A empresa entrou no segmento em março de 2018, com o lançamento de 22 códigos para motocicletas e, seis meses depois, ampliou sua participação, oferecendo 59 códigos para a linha automotiva. Com isso, a marca complementou o seu portfólio para o sistema de ignição, que já contava com cabos e bobinas. Para a linha automotiva, a Marelli Cofap do Brasil disponibiliza no aftermarket sete tipos de velas de ignição (Standard, Resistive, V-Form, Multi-E, Platinum, Iridium e Iridium-Platinum) que atendem mais de 90% da frota nacional. Já para as motocicletas, há dois tipos (Standard e Resistive) e a cobertura é superior a 95% da frota.

As velas de ignição recebem a corrente gerada pelas bobinas de ignição através dos cabos de velas, convertendo-a em faísca elétrica (também conhecida como centelha), que inflama a mistura ar/combustível dentro da câmara de combustão, produzindo a explosão que garante o funcionamento do motor. O funcionamento correto do componente tem impacto direto no consumo de combustível e também nos níveis de emissão de poluentes. Por isso, tratase de um componente que deve ser verificado frequentemente e substituído, se necessário. Produzidas com matérias primas de alta qualidade e submetidas a rigorosos testes de resistência e durabilidade, as velas de ignição Magneti Marelli seguem as mesmas exigências e padrões de qualidade dos produtos originais, o que garante ao consumidor final peças com maior confiabilidade e segurança. Mais informações sobre os produtos e lançamentos das marcas Cofap e Marelli podem ser encontradas em www.mmcofap.com.br. SD&PRESS Consultoria

Discos da Hipper Freios equipam os carros da Copa HB20 A evolução dos carros está em constante movimento, e as novas competições automobilísticas exigem produtos de alta qualidade. Quem é novo quer o novo. A Hipper Freios está equipando todos os carros da COPA HB20 2019. A tecnologia, inovação e segurança dos discos e tambores de freio da marca líder, estão na nova categoria do automobilismo nacional. São 08 etapas ao longo do ano pelos autódromos do Brasil. Durante as provas, as peças são exigidas ao extremo nos quesitos mecânico e térmico, já que enfrentam situações críticas, considerando as altas velocidades alcançadas, cerca de

200km/h, e as freadas bruscas que são realizadas durante as provas. Os modelos são fabricados em Piracicaba – SP, com base no modelo HB20 R spec, equipado com o motor 1.6 e transmissão de 6 marchas. Os carros possuem uma cavalaria 20% maior do que os originais, proporcionando velocidades altíssimas nas pistas. “Colocamos a prova nossas tecnologias, Hipper Grinding e Niobium Steel, e estamos felizes com os resultados nas pistas. Os discos e tambores foram extremamente eficientes quando exigidos”, ressalta o engenheiro de materiais da Hipper Freios, Lucas Fenilli. jornalreposicao.com.br


Carro na enchente: saiba como agir em dias de chuva

CESVI Brasil dá dicas de como evitar problemas em caso de enchente

Verificar sistema de suspensão garante férias mais tranquilas Checagem é fundamental para evitar acidentes causados por componentes danificados e/ou desgastados

As férias estão se aproximando e, com elas, inicia-se a temporada de viagens. Mas, se você pretende pegar a estrada neste período lembre-se que é fundamental realizar uma revisão no veículo e, não menos importante, fazer a checagem completa no sistema de suspensão, a fim de evitar o risco de ficar parado no meio do caminho ou, até mesmo, precisar encerrar a viagem antes de chegar ao destino por conta de problemas mecânicos. Outra grave consequência ainda é a possibilidade de acidente devido a falhas em equipamentos. De olho nisso, neste mês de dezembro, a Monroe, empresa líder mundial na fabricação e no desenvolvimento de amortecedores, fornece várias dicas sobre manutenção. Amortecedores são componentes que devem ser revisados, periodicamente, conforme orientação da montadora. “O ideal é consultar o manual do veículo, porém, de maneira geral, a Monroe recomenda verificar os amortecedores a cada 10 mil quilômetros, aproximadamente, além de revisar o sistema quando notar problemas de dirigibilidade, ruído, solavanco, balanço excessivo ou falta de contato dos pneus com o solo. Afinal, rodar com o componente em situação de desgaste excessivo pode acarretar em graves acidentes, colocando os ocupantes em risco”, afirma Juliano Caretta, supervisor de treinamentos da Monroe. A substituição das peças é indicada apenas quando os veículos apresentarem problemas no componente. Nestes casos, além de realizar a troca dos amortecedores, recomenda-se a substituição do coxim, batente e coifa. Vale destacar que a manutenção preventiva custa menos que a corretiva, gerando economia de até 30% do valor.

Conheça os riscos Caso estejam danificados ou desgastados, os amortecedores podem comprometer a capacidade de frenagem do veículo, exigindo até 2,5 metros a mais de distância para a realização da frenagem completa estando a jornalreposicao.com.br

uma velocidade de 80 km/h. Além de ser um dos principais equipamentos de segurança do veículo, os amortecedores ajudam no conforto a bordo, evitando trepidações na carroceria e, consequentemente, minimizando o cansaço do motorista. Por isso, dê atenção especial ao componente e boa viagem.

Para Emerson Feliciano, gerente sênior de pesquisa e desenvolvimento do CESVI Brasil, o condutor que atravessa uma via quando o nível da água expõe o veículo a pane mecânica e elétrica, sem contar que coloca em risco sua segurança. “A água pode chegar ao motor e causar o calço hidráulico e contaminar o óleo lubrificante. O sistema de transmissão também pode ser afetado, principalmente os modelos automáticos.”

Na parte elétrica, outras peças e conjuntos podem ser afetados, como a caixa de fusíveis, módulos, reles, conectores, faróis e lanternas. Até estofamentos podem ser prejudicados. “Não é aconselhável enfrentar uma área alagada, se o condutor precisar atravessar, é imprescindível que fique com a primeira marcha engatada o tempo todo ou acelere pouco em modelos automáticos, para evitar a entrada de água no interior do motor durante o trajeto”, afirma. Vale lembrar que não é recomendado tentar passar por trechos em que o alagamento ultrapasse a altura da metade das rodas do carro, como é informado no manual do proprietário de diversos veículos.

Foto: divulgação

Foto: Monroe

Entre dezembro e março, as chuvas na região Sudeste do Brasil são mais intensas, e a população, principalmente dos grandes centros urbanos, teme com alagamentos nas vias. Alguns comportamentos básicos ajudam a evitar situações de perigo nesse momento, como explica o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

Check-list exclusivo A Monroe Axios e a Monroe Amortecedores estão comemorando aniversário de instalação no Brasil. São, respectivamente, 60 anos e 45 anos de história no País, o que consolida ambas as marcas como as mais tradicionais da indústria automotiva e de veículos comerciais. Para complementar essa comemoração, acaba de ser lançado o Check-list exclusivo Monroe, um material completo com todas as informações necessárias para a realização de um check-up veicular. Com o guia é possível saber: como reduzir custos com manutenção fora do orçamento, como garantir total segurança para o veículo e, também, como melhorar a dirigibilidade com os produtos exclusivos da marca. Para baixar o conteúdo e obter mais informações acesse: https://materiais.monroe. com.br/checkup-exclusivo-monroe. Além dos componentes de suspensão, é importante revisar freios, pneus, rodas e o sistema de direção. O motorista deve verificar ainda as lâmpadas externas e internas, o nível do óleo do motor, do líquido do radiador e do fluído de freio. O nível do recipiente de água e o estado de conservação das palhetas do limpador do para-brisa também devem ser inspecionados. Confira também o estepe, macaco e triângulo de sinalização. Para viagens noturnas, sempre tenha disponível, dentro do carro, uma lanterna. Mais informações podem ser encontradas no site www.monroe.com.br, na página do Facebook www.facebook.com/MonroeAmortecedores ou por meio do serviço de atendimento ao cliente, no 0800-166-004.

Como evitar prejuízos nos carros em caso chuvas fortes • Como manutenção preventiva relacionada ao período de chuvas, verifique o estado atual de itens como pneus e palhetas do para-brisa. • Confira todas as luzes de iluminação do veículo, como setas, faróis e luzes de freio. • Mantenha a velocidade baixa em primeira marcha, já que essa ação diminui a variação do nível de água. Para quem tem carros automáticos, a dica é deixar o câmbio na posição “1” ou “L”, caso não haja opções de trocas manuais, pois assim a central vai manter a marcha constante. • Se o carro morrer em enchentes, não dê a partida novamente. Essa ação força o motor e pode piorar ainda mais a parte elétrica. Além disso, pode causar o calço hidráulico, que nada mais é do que um dano pela entrada de água no cilindro do motor. • Evite seguir o caminho de ônibus e caminhões. A travessia de veículos pesados pode abaixar a água por um momento, mas as ondas provocadas por eles podem encobrir carros menores e aumenta a probabilidade de acidente.

O que checar no pós-enchente • Nos itens mecânicos, é necessário observar primeiro o óleo do motor, já que ele é um dos indicadores da presença de água no motor. • Verifique se a água atingiu as áreas de admissão de ar, como o filtro, dutos e coletor de admissão. • É importante identificar se o veículo teve algum dano em bielas e nos pistões no caso da admissão de água no interior do motor durante o funcionamento ou após uma partida. • Na caixa de transmissão, veja se não houve a contaminação do óleo. O alerta é ainda mais importante no caso de veículos com transmissão automática. • Depois de passar por um trecho alagado, vá direto para sua oficina de confiança e faça um check-up geral da parte mecânica, elétrica, sistema de ventilação e até do estofamento que está sujeito à contaminação por fungos e bactérias em travessias de alagamentos.

CDN Comunicação

Printer Press Comunicação Corporativa

7


Emplacamentos de veículos registram alta de 10,3% no acumulado até novembro

As vendas de veículos continuam com demanda crescente e estável, de acordo com o levantamento realizado, nesta segundafeira, 2 de dezembro, pela FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 7 mil Concessionários de veículos. No acumulado de janeiro a novembro de 2019, a alta foi de 10,3%, com o total de 3.665.370 veículos novos emplacados, ante as 3.322.200 unidades registradas, em igual ao período do ano passado.

Em novembro, o volume das vendas somou 345.386 unidades, o que representou avanço de 7,8% sobre novembro de 2018, porém, com queda de 6% sobre outubro de 2019, em função do menor número de dias úteis (23 dias úteis em

outubro, contra 20 dias úteis em novembro – sem considerar o dia 20 como feriado nacional). Segundo o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, o ritmo de crescimento das vendas, no geral, permanece como o esperado para o ano, o que deve levar ao volume estimado pela Federação. “Faltando apenas um mês, para o fechamento do ano, notamos a estabilidade do mercado. Isso é positivo, pois não houve grandes oscilações durante o ano, o que confirma as nossas expectativas para 2019, que deve crescer 10,76% sobre 2018”, comentou Assumpção Júnior. À exceção de tratores e máquinas agrícolas, todos os segmentos automotivos deverão apresentar crescimento este ano.

Acompanhe, na tabela, as projeções da FENABRAVE para 2019: Segmento Automóveis e Comerciais Leves Caminhões Ônibus Auto+Com.Leves+Caminhões+Ônibus Implementos Rodoviários Motocicletas Tratores e Máquinas Agrícolas Setor em Geral*

Volume 2.668.414 102.260 26.775 2.797.449 63.770 1.072.011 44.300 3.933.230

Variação % 2019 x 2018 8% 33,8% 36,8% 9,01% 42,7% 14% (-) 10,3% 10,76%

Automóveis e Comerciais Leves As vendas de automóveis e comerciais leves somaram, no acumulado dos 11 meses do ano, 2.406.984 unidades licenciadas, numa alta de 7,21% sobre as 2.245.164 unidades emplacadas no mesmo período de 2018. Considerando apenas o mês de novembro, 230.923 unidades foram licenciadas pelo País, apontando alta de 4,4% sobre novembro de 2018, mas retração de 4,2% ante outubro. “Esses segmentos sentiram, mais fortemente, os efeitos do feriado da Proclamação da República e, principalmente, do Dia da Consciência Negra,

que não foi nacional, mas atingiu grandes cidades, como São Paulo, por exemplo”, explicou Assumpção Júnior. Ainda assim, a média diária de vendas cresceu 10% em novembro, com relação a outubro, confirmando a estabilidade nas vendas, mesmo com 3 dias úteis a menos (23 dias em outubro, contra 20 dias em novembro). Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos NOVOS, para cada segmento automotivo:

Bateria para motocicletas Lucas

Lucas dá dicas para maior durabilidade da bateria da moto Marca orienta sobre os principais cuidados com o componente A bateria de um veículo, muitas vezes, recebe atenção apenas quando apresenta falhas. Mas, existem alguns cuidados que podem preservar o item, fundamental para a partida e o perfeito funcionamento dos sistemas elétricos e eletrônicos da motocicleta. “A vida útil de uma bateria, assim como de diversos outros componentes, depende também da forma que a moto é utilizada. Mas existem boas práticas que podem favorecer a sua durabilidade”, afirma Jeferson Scarelli, consultor técnico da Lucas.

Dicas para preservar a bateria da moto É importante verificar no manual do veículo a capacidade de carga extra da bateria, já que acessórios, como rastreador, tomada USB (para carregar celulares e utilização de GPS) e alarme podem exigir uma demanda maior da carga da bateria. “Além disso, é importante evitar que a moto fique parada. Rodar ao menos 25 a 30 minutos por dia prolonga a vida útil do componente”, esclarece Scarelli. Também é indicado fazer um check-up periódico da bateria e do sistema de iluminação, principalmente antes de viagens longas ou quando a peça já está sendo utilizada há algum tempo, considerando a durabilidade

da mesma. Oficinas especializadas podem medir a carga de energia da bateira com equipamentos específicos, que verificam se há fuga de corrente. “É igualmente importante ficar atento na hora da troca das lâmpadas do farol e da lanterna, que precisam estar dentro do padrão especificado pelo fabricante da moto. Uma lâmpada com maior potência vai consumir mais carga da bateria, prejudicando o correto funcionamento do componente”, finaliza o especialista da Lucas.

Qualidade Lucas Caso a troca seja necessária, utilizar componentes homologados é fundamental. “A Lucas possui uma linha completa de baterias para automóveis, veículos comerciais e motos, que atendem todas as aplicações convencionais do mercado, com a qualidade dos produtos originais”, afirma Fabio Pignatari, gerente de Produto e Desenvolvimento da Lucas. Além disso, a Lucas ainda tem uma linha completa de equipamentos de testes e carregadores destinados a todos os tipos de baterias automotivas. “São equipamentos microprocessados e com indicação de carga e falhas por meio de LEDs”, explica Mário Morelli, diretor da marca. Printer Press

Cobreq desenvolve sapatas de freio para Hilux e Boxer A Cobreq, marca da TMD Friction, uma empresa do grupo Nisshinbo, apresenta ao mercado sapatas de freio para Hilux da Toyota e Boxer da Peugeot. Os lançamentos para eixo traseiro são 2691CP e 2707-CPA.

MCE Comunicação Empresarial

8

A sapata de freio é primordial ao sistema de frenagem e trabalha em conjunto com as pastilhas de freio, sendo aplicada no sistema a tambor e tem múltiplas funções. Além da atuação no freio principal, a sapata também tem a função secundária, mas não menos importante, de atuar como freio de estacionamento. Mas a importância da sapata vai além, pois ela também pode atuar como freio de emergência, quando há perda parcial ou total do freio dianteiro, já que a ação de

estacionamento é mecânica, efetuada através de uma alavanca interna ao freio, que recebe a ação de cabos conectados com a alavanca de acionamento no interior do veículo. Alfapress Comunicações

jornalreposicao.com.br


jornalreposicao.com.br

9


Volvo Car Brasil conecta seus veículos às rodovias de concessão do Grupo EcoRodovias Agilidade na comunicação de ocorrências está entre os benefícios da iniciativa

A Volvo Car Brasil firmou uma parceria com o Grupo EcoRodovias que conecta a plataforma Volvo On Call de todos os veículos da marca ao sistema de controle operacional das rodovias administradas pela concessionária. São mais de 2.600 km de estradas que passam por 106 cidades em sete estados: SP, RJ, ES, MG, GO, PR e RS.

Cofap foi eleita melhor marca de amortecedores e Magneti Marelli, de bicos injetores no Prêmio Inova

O Volvo on Call é um serviço de segurança e conveniência para proprietários de carros Volvo. Trata-se de uma solução completa de monitoramento e de auxílio ao motorista, que pode ser acessado por aplicativo no celular ou via central exclusiva de atendimento que presta serviços no caso de acidentes, assistência 24h ou casos de recuperação de roubo do veículo. Esse recurso está disponível em todos os carros da marca vendidos no país desde 2012. O funcionamento do serviço é descomplicado. Caso o cliente solicite assistência pelo Volvo On Call trafegando em uma das rodovias de concessão do Grupo EcoRodovias, ele será atendido diretamente pelos recursos de apoio da própria concessionária, como guincho, veículo de inspeção (que faz uma triagem na ocorrência e/ou realiza um auxílio simples) e ambulância, dependendo do incidente. Isso acontece, porque os sistemas das duas empresas estão agora integrados. A disponibilidade do Volvo On Call traz outros benefícios quando uma solicitação se faz necessária: • Mais recursos disponíveis, aumentando a eficiência de cada atendimento e diminuindo as chances de que o usuário fique muito tempo parado na rodovia; • Mais recursos disponíveis, aumentando a eficiência de cada atendimento e diminuindo as chances de que o usuário fique muito tempo parado na rodovia; • Em caso de colisão que ocorra disparo dos pré-tensores do cinto de segurança ou airbags, a central de atendimento da rodovia receberá automaticamente uma informação específica da ocorrência, enviando para o local os recursos

MARELLI COFAP DO BRASIL É RECONHECIDA EM CINCO CATEGORIAS DO PRÊMIO INOVA

Cofap e Magneti Marelli foram, respectivamente, eleitas a melhor marca de amortecedores e melhor marca de bicos injetores do mercado de reposição brasileiro na 8ª edição do Prêmio Inova. O reconhecimento, promovido anualmente pela editora Novo Meio e jornal Novo Varejo, contou com a participação de 500 varejistas de todo o País, que elegeram as melhores fabricantes de componentes automotivos e os produtos e serviços dessas marcas.

necessários (carro de apoio + ambulância + guincho); • Mais um canal de atendimento para Ecovias, que irá atender as ocorrências sem utilizar os meios convencionais. O Volvo On Call é uma plataforma robusta que, em 2019, recebeu 22 mil chamadas dos proprietários de carros da marca. Os atendimentos são de diversas naturezas, como reboque e informação sobre renovação de serviços, por exemplo. A importância desse recurso se mostra também quando ocorre um roubo de veículo. Dos oito roubos nesse ano, o tempo médio de recuperação foi de três horas, sendo o mais rápido, de apenas 29 minutos. Além de todas essas funcionalidades, o cliente da marca conta com muita conveniência por meio do aplicativo do Volvo On Call:

• Partida remota: permite que o motorista dê partida em seu carro à distância. Além disso, é possível conferir se o carro está trancado ou não e destravá-lo sempre que quiser; • Controle de Temperatura: o condutor decide a temperatura do seu carro sempre que quiser, com as funções de climatização remota; • Localizador do Veículo: com o aplicativo Volvo On Call, o cliente sempre tem acesso à localização exata do automóvel. É também possível enviar seu destino para o sistema de navegação do carro e acessar o diário de bordo do veículo; • Diário de Viagem: O aplicativo mantém um registro das 40 últimas viagens realizadas, relatando ponto de início/chegada, consumo de combustível e quilometragem, com a possibilidade de exportar os dados para Excel. Volvo

Fazer Poupança Investimentos Crédito Cartões Seguros

Na mesma premiação, as marcas da Marelli Cofap do Brasil foram reconhecidas ainda nas categorias Anel de Pistão (Cofap), com o segundo lugar, e Bomba de Combustível e Cabo de Ignição com a terceira colocação (Magneti Marelli). Principal empresa do aftermarket brasileiro, a Marelli Cofap do Brasil conta com aproximadamente 60 linhas de produtos, disponibilizando componentes para veículos leves, comerciais e de duas rodas. Em 2019 a marca deve ultrapassar a marca dos 1.300 novos códigos, reforçando sua posição de referência no mercado reparador com o maior portfólio do mercado. Essa ampla oferta traz à reposição tecnologias diferenciadas e atendem à demanda dos reparadores e varejistas por produtos com os níveis de excelência e qualidade já reconhecidos pelo setor, ou seja, com as mesmas características técnicas e de desempenho dos produtos originais. SD&PRESS Consultoria

Somos o Sicredi e fazemos juntos todos os produtos e serviços que você quer ou que sua empresa precisa, com taxas justas e de um jeito mais simples e próximo.

Abra uma conta com a primeira instituição financeira

Previdência

Juntos

Rua Anne Frank, 3223 - Boqueirão Curitiba-PR – Telefone: 3075-4897

08007247220/

10

08006462519.

jornalreposicao.com.br


jornalreposicao.com.br

11


JORNAL REPOSIÇÃO

Edições Especiais da Autopar: Abril - Maio - Junho 2020

Fundo de investimento do Sicredi está entre os 10 mais rentáveis do país Segundo ranking Valor Investe, Schroder Sicredi Ibovespa FIA é destaque na gestão ativa

Um mundo até então desconhecido para a maioria dos brasileiros, a Bolsa de Valores tem sido a alternativa para muitas pessoas que buscam resultados mais robustos com investimentos. De acordo com a B3, responsável pela Bolsa de Valores no Brasil, em setembro, o número de pessoas com ações ultrapassou 1,4 milhão e bateu recorde. Confiança que pode aumentar ainda mais com o recente anúncio do Banco Central sobre o corte na taxa básica de juros, reduzindo a Selic para 5% ao ano. Quem pretende entrar nesse mercado pode comprar ações individualmente, investir no índice ou aplicar no fundo de ações. “Investimentos de renda variável possuem maior volatilidade e, por isso, é necessária mais cautela dos investidores, que precisam conhecer o seu perfil de investidor e ter uma visão mais a médio e longo prazo”, explica a gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Adriana Zandoná França. A primeira instituição financeira cooperativa do Brasil tem se destacado no setor. Recentemente, o fundo Schroder Sicredi Ibovespa FIA ficou entre os 10 mais rentáveis fundos de ações com gestão ativa, de acordo com publicação Valor Investe. Considerados uma alternativa de investimento menos arriscada, os fundos de gestão ativa contam com análises dos ativos da carteira e dos diferentes cenários realizados por especialistas da área.

12

Desmistificando o mercado Com mais de 4 milhões de associados em todo o país e solidez no mercado financeiro, o Sicredi vem se destacando com diversas opções de investimentos. A instituição financeira cooperativa administra mais de R$ 109 bilhões em ativos e conta com a segurança do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito sobre os depósitos. Possui classificação excelente na Moody’s, S&P Global e FitchRatings, que são os principais ratings do setor, e administra mais de R$ 33 bilhões em fundos próprios de investimentos, além de produtos de parceiros. De olho nesse mercado e nas necessidades dos associados em diversificar investimentos, em novembro, o Sicredi lançou o hotsite Investindo Juntos, com objetivo de tirar dúvidas dos associados sobre as opções mais adequadas a cada perfil, além de incentivar a realização de um teste que indica, por meio de perguntas rápidas, perfil do investidor: conservador, moderado ou arrojado. Com base nesta identificação fica mais fácil tomar a decisão sobre qual produto contratar. “No cooperativismo temos como premissa o relacionamento próximo e a oferta adequada de soluções financeiras para nossos associados, por isso a importância de qualificar a informação oferecida”, explica Adriana. Central Press

jornalreposicao.com.br


jornalreposicao.com.br

13


Sistema Fiep promoveu a 11ª edição do Mundo Senai

O uso de aditivos para combustíveis nas frotas de veículos movidos a diesel é fundamental para manter a qualidade da operação do equipamento e auxiliar na redução das emissões de gases liberadas pelo uso do combustível.

de injeção de filtros, garantindo que estejam sempre limpos, além de aumentar a vida útil do veículo. Também promovem a economia e evitam a degradação do diesel, diminuem os custos de manutenção, entre outros benefícios.

Segundo dados do SEEG (Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa), somente em 2016, frotas brasileiras de caminhões foram as principais responsáveis pela emissão dos poluentes, somando mais de 84 milhões de toneladas de CO2.

Um caminhão ou ônibus movido a diesel que roda, em média 8 mil km por mês, pode diminuir o consumo de combustivel de 3% a 4 % com o uso de um diesel aditivado, o que corresponde a uma redução emissão de gases equivalente ao total do volume produzido por um carro de passeio durante um ano, explica Sabino.

Para reduzir a quantidade de poluentes emitidos no ar é aconselhável que sejam usados combustíveis aditivados ou que os próprios motoristas adicionem os aditivos em seus tanques. “Os aditivos para combustíveis são um dos produtos mais eficientes para ajudar na redução de CO2 e outros gases emitidos no ambiente. Além de contribuir para a melhoria da qualidade do ar, esse produto aumenta a performance do veículo”, explica Luis Fernando Sabino, gerente de combustíveis do negócio de Aditivos e Lubrificantes da BASF. Os aditivos contribuem para a remoção e prevenção de sujeira no motor e no sistema

14

Como uma das principais fornecedoras de aditivos para combustíveis, a BASF fornece a solução para as principais montadoras e distribuidoras de combustíveis no mundo. A partir do seu investimento em pesquisas e desenvolvimento, a companhia possui, entre seus principais produtos, a linha Keropur 5000 serie, solução voltada para toda tecnologia de motores diesel desde Euro I a motores de ultima geração como Euro V, Euro VI e de todos os tamanhos desde SUVs, caminhonetes, ônibus, caminhões, máquinas agrícolas e veículos off Road usados em mineração. máquinacohn&wolfe

Yoga do Riso com Paulo Barddal na abertura da 11ª edição do Mundo Senai.

Foto: Paulo Barddal

Foto: divulgação

Aditivos para combustíveis em veículos a diesel promovem redução na emissão de gases

A 11ª edição do Mundo Senai, abriu as portas das unidades do Sistema Fiep em todo Estado para a comunidade no mês de novembro. Uma boa oportunidade para quem está em dúvida sobre qual profissão seguir, quer mais detalhes de cursos de que já ouviu falar ou então ver de perto como funciona um laboratório. Foram dois dias de cursos gratuitos, palestras, workshops, visitas a laboratórios e oficinas, para

que as pessoas pudessem conheçam na prática como são as profissões na era da indústria 4.0. Nos locais, alunos e professores demonstrar am como funcionam equipamentos usados nas indústrias. Os visitantes tiveram a oportunidade de fazer minicursos gratuitos e conhecer os cursos que o Senai oferece.

jornalreposicao.com.br


jornalreposicao.com.br

15


www.autofesta.com

14.MAIO.20 CURITIBA

REALIZAÇÃO

D E A D L I N E 1________________ 0 . D E Z . 1 9 PARA PARTICIPAÇÃO

EM CAMPANHAS DE VENDAS DO EVENTO

16

APOIO

jornalreposicao.com.br

Profile for Jornal Reposição

Jornal Reposição #149 Novembro 2019  

Jornal Reposição #149 Novembro 2019  

Advertisement