Issuu on Google+

Campo Bom

Sapiranga

Como foi o espetáculo da Paixão de Cristo

Betinho Goetert descarta volta do segundo assessor

Encenação junto ao Largo Irmãos Vetter encanta o público. PopulaPág. 13 ção atuou como atores.

Vereador do PP fala como iniciou na política e comenta o fato polêmico dos vereadores da Casa Legislativa agora terem somente um assessor parlamentar. Pág. 5

R$ 1,50 | Publicação semanal | Ano I | Edição 8 | 28 de Março de 2013

Em ato, Campo Bom diz não ao Instituto Penal Sem comunicar desejo ao município, Estado reserva espaço para presos do semiaberto.

Pág. 12

Nova Hartz

A Mata Atlântica e suas belezas naturais Reserva Ecológica Arroio da Bica conta com queda d’água de mais de 100 metros. Prefeitura busca modo de explorar o local. contracapa

Região

Conhecidas empresas para estudo do trem Trensurb divulga lista com seis empresas que estão habilitadas para apresentarem proposta financeira da expansão até Sapiranga. Pág. 4

Araricá

Gelson Mendes (o Gringo) participa da Feira do Peixe de Araricá. Preço médio ficará entre 8 e 9 reais nos municípios | Foto: Deivis Luz

Peixe fresco para a família Municípios promovem suas Feiras do Peixe e esperam comercializar toneladas do animal

Págs. 6

Recolhimento do lixo volta ao normal Prefeitura conserta peça de caminhão e coleta se normaliza. Secretário de Meio Ambiente, Selso Feltes, fala em ‘novo veículo’. Pág. 10


radar

2

Repercussão

Precisa evoluir

Merece destaque

Repercussão

Quinta-feira, 28 de março de 2013

Quinta-feira, 28 de março de 2013

radar

3

Precisa evoluir

Caiu no conceito

Será reportagem

Pressa fez motorista deixar carro fora da lei em Sapiranga

Parte de um banco em uma praça de Campo Bom sofreu vandalismo

O trabalho desenvolvido pela ONG Cururuay no Rio dos Sinos

Comentário Educação A educação é um instrumento que possui a intencionalidade de transformar a realidade a partir do sujeito, devendo assumir um papel motivador, promovendo a espontaneidade e a criatividade da criança, mas não deve considerar as classes populares como obstáculos sociais e políticos. Quando se fala em educação, temos que nos referir da educação infantil ao ensino superior. É preciso que a educação permita a superação de uma carência que não é do indivíduo, mas sim cultural. Penso que a educação deveria ser a mesma para todos, infelizmente o seu sentido muda conforme a ação de cada pessoa. No cenário brasileiro a educação vive um conflito entre a educação formal e a educação popular, tendo em vista os fatores que estão diretamente ligados, seja pela extensão territorial, desigualdade econômica e a diversidade cultural. Encontramos escolas sem estrutura e sem formação dos professores, lamentavelmente servindo mais tarde como massa de manobra para os governantes e até mesmo para mídia. Acredito que a nossa educação, de forma geral, terá que passar por muitos avanços e enquanto estiver presa ou amarrada às relações de poder, será manipulada de maneira Penso que que favoreça aos inte- educação deveria resses de A ou B e não ser a mesma da criança que necessita para todos, da aprendizagem para infelizmente o poder produzir e re- seu sentido muda produzir seus sonhos, conforme a ação podendo apropriar-se de cada pessoa. daquilo que desconhece. Hoje vivemos em um município onde a educação possui uma das melhores médias (IDEB) do país. Que isso não sirva para nos acomodarmos ou retrocedermos. E sim, que possamos chegar cada vez mais próximos de uma educação que permita a criança ser espontânea, crítica autônomo e principalmente, que ela seja capaz de permitir atitudes de solidariedade, cooperação e respeito mútuo, abandonando os seus pré-conceitos. Enfim, a educação está sempre em constante construção. CleidiPrado(PT)évereadoraemSapiranga,professora Pós Graduada Gestão Escolar e em Gestão Ambiental Fale com o Repercussão Telefone: (51) 3064-2664 Celulares: (51) 8335-5200 (TIM), 96103310 (VIVO) e 9280-2637 (Claro)

Jornal Repercussão Ltda CNPJ: 17.376.797/0001-29 Jornalista responsável Felipe Laux | MTB: 15128 Reportagens e edição Bruna Chilanti, Deivis Luz e Felipe Laux Fotografias Bruna Chilanti, Deivis Luz e Felipe Laux Diagramação Deivis Luz Impressão: Grupo RBS Contato comercial 3064.2664

Endereço Rua Getúlio Vargas, 71, 2° andar, sala 1, Sapiranga/RS Horário de funcionamento Segunda a sexta, das 8 às 18 horas; sábados, domingos e feriados: através do celular: (51) 9610-3310 Receba o jornal em sua casa Telefone: (51)-3064-2664 Repercussão circula em Sapiranga, Nova Hartz, Araricá e Campo Bom. site: www.jornalrepercussao.com.br e-mail: redacao@jornalrepercussao.com.br Tiragem: 6 mil

Av. dos Municípios, em Rua da Serra Grande, Campo Bom, registrou em Nova Hartz, precisa acidente. Ação foi rápida de manutenção

Previsão do tempo O clima nos próximos dias conforme o Instituto Nacional de Meteorologia Espacial (INPE)

Nova Hartz 28º 15º

27º

Sapiranga 28º 28º

Araricá

13º

Campo Bom

Fases da lua

Na sexta pode chover. Páscoa será de sol e temperatura agradável. Semana terá sol e tempo bom

Na sexta pode chover. Páscoa será de sol e temperatura agradável. Semana terá sol e tempo bom

Campo Bom

4

Nova 11/3

Minguante 4/3

Sapiranga

8

12

16

20

Crescente 19/3

Na sexta pode chover. Páscoa será de sol e temperatura agradável. Semana terá sol e tempo bom

Araricá

24

Na sexta pode chover. Páscoa será de sol e temperatura agradável. Semana terá sol e tempo bom

Nova Hartz

26

28

32

Disse no Twitter Os textos publicados neste espaço não representam a opinião do Jornal Repercussão. Envie sua crítica ou sugestão para o e-mail: redacao@jornalrepercussao.com.br

Estatuto da Juventude “Por acordo, votação do Estatuto da Juventude foi transferida p/ quarta, dia 3/4. Motivo: ajuste no texto em relação a meia entrada...”

@paulopaim senador do PT

ano nas

veículos novos por ruas supera 5 mil

Em alta | Municípios veem frota de veículos aumentar anualmente. Elevação da renda contribui para alta

15º

13º

Cheia 27/3

Média de

Projeto

“Plenário aprova projeto da @depRebecaGarcia relatado por mim na CAS para reconstituicao da mama no m/m tempo cirUrgico da mastectomia”! @anaamelialemos senadora (PP) do RS

Região – Cada vez que os gestores públicos acessam as estatísticas do Departamento de Trânsito do Estado (Detran/RS), constatam o crescimento da frota de veículos em seus municípios. Por um lado, este aumento, que traz dividendos financeiros, é benéfico. Mas, visto sobre outro ponto de vista - o da mobilidade urbana - mais veículos nas ruas se transformam em uma verdadeira dor de cabeça aos prefeitos e profissionais da área do trânsito, que precisam se desdobrar para encontrar alternativas para não afetar o deslocamento de milhares de pessoas. Em quatro municípios (Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz) há mais de 84 mil veículos em circulação, entre automóveis, motos, caminhões e ônibus.Se há pouco menos de dois anos haviam 71 mil veículos registrados junto ao Detran/RS, hoje esse percentual saltou para mais de 84 mil - aumento de 14,5%.

Um dos municípios que registrou maior crescimento em sua frota foi Nova Hartz. Conforme levantamento do Detran/RS, em 2004 haviam pouco mais de 4 mil veículos em circulação. No ano passado, este número registrou uma alta de mais de 105%, chegando a 8.287 veículos. É como se, a cada ano, 532,5 veículos se integrassem à frota nova-hartense, ajudando a congestionar ruas e avenidas. O ápice do aumento na frota do município ocorreu em 2011, quando 727 veículos passaram a integrar a frota. O crescimento na frota de veículos é sentido em todos os municípios. Em Araricá, por exemplo, o índice de veículos para cada 100 habitantes cresceu 146% em nove anos (2004 a 2012). Antes, para cada 100 moradores haviam 21,1 veículos. Hoje, este índice saltou para 52,3 veículos para os mesmos 100 habitantes.

+

Notas rápidas...

Amazônia VERde Perto

Em números

10

mil motocicletas circulam pelas ruas de Sapiranga todos os dias, conforme o Detran/ RS .

Poder Público busca alternativas até mesmo para vagas de estacionamento | Foto: Deivis Luz

!

EVOLUÇÃO DA FROTA

Município

Frota em 2010

Frota em 2011

Frota em 2012

Campo Bom

28.193

29.857

31.740

Sapiranga

34.058

36.428

38.849

Araricá

2.059

2.311

2.548

Nova Hartz

6.882

7.609

8.287

Totais:

71.192

76.205

81.424 Fonte: Detran/RS

!

ARRECADAÇÃO DE IPVA

Município

Retorno de Retorno de Retorno de IPVA em 2010 IPVA em 2011 IPVA em 2012

Campo Bom

R$ 4.346.678,78

R$ 4.945.912,15

R$ 5.332.774,60

Sapiranga

R$ 5.096.038,39

R$ 5.206.130,85

R$ 5.748.455,95

Araricá

R$ 252.288,67

R$ 322.509,45

R$ 353.755,07

Nova Hartz

R$ 846.840,33

R$ 1.064.609,69

R$1.215.133,06

Totais:

R$10.541.846,17

R$11.539.162,14 R$12.650.118,68 Fonte: Tribunal de Contas do Estado (TCE)

Secretário explica

Estamos fazendo um estudo para transformar a Av. Presidente Kennedy e a Rua Liberato Salzano Vieira da Cunha. Na Presidente Kennedy, há estudo para a instalação de uma rotatória no cruzamento com a Av. Antão de Farias. Em breve, alguns pontos ganharão redutores de velocidade”. Delso Ivan Civa, secretário de Segurança Pública e Mobilidade Urbana

14

milhões de reais foram arrecadados por Sapiranga nos últimos três anos com o pagamento de IPVA.

81

mil veículos é a frota de veículos nos municípios de Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz.

5,2

milhões de veículos é a frota do Estado. É como se houvesse um veículo para cada dois habitantes.

Jornalistas mostrando exposição | Foto: Bruna Chilanti

Sapiranga - O Centro Municipal de Cultura Lúcio Fleck, está sediando a exposição “Amazônia VERde Perto” até o próximo dia 09 de Abril. Está sendo exibido uma coletânea de materiais, realizada pelos jornalistas Aurélio Decker e Diana Mendel, em uma viagem para a Amazônia, retratando o cotidiano dos que lá vivem.

Curso de panificação Nova Hartz - Estão abertas as inscrições para o Curso de Panificação Gratuito a ser realizado entre os dias 02 e 04 de maio, na Central de Solidariedade (CRAS). As inscrições podem ser feitas somente até hoje (28), diretamente no CRAS, ou na Secretaria de Desenvolvimento Social, das 12h30 às 18h30. ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO EDITAL DE CITAÇÃO DE INTERESSADOS, AUSENTES, INCERTOS E DESCONHECIDOS – USUCAPIÃO 2ª Vara Cível – Comarca de Sapiranga Prazo de: 30 dias. Natureza: Usucapião Processo: 132/1.12.0007595-0 CNJ: 0015630-15.2012.8.21.0132 Autor: Nereu Schmitt Carraro e outros Objeto: DECLARAÇÃO de domínio sobre o imóvel a seguir descrito. IMÓVEL: “Uma nesga de terras, sem benfeitorias, situada na Quadra 164, Setor 05 do Plano Diretor da cidade de Sapiranga, com área supercial de sessenta e oito metros, noventa e seis decímetros quadrados (68,96m²), medindo quinze metros (15,00m) na frente, ao Sul, lado par, entestando com a Rua Lindolfo Collor; dezesseis metros e vinte e cinco centímetros (16,25m), ao Norte, com propriedade de Nereu Schmitt Carraro, matrícula nº 8.759; nove metros e trinta e três centímetros (9,33m) ao Oeste, na divisa com propriedade de sucessores de Oscar Balduino Petry e de Carlos Krasnievicz, matrícula nº 9.560, distante cinqüenta e cinco metros e quarenta centímetros (55,40m) da esquina da Rua Lindolfo Collor, com a Rua João Otto Saenger. Prazo de 15 dias para contestar, querendo, a contar do término do presidente Edital (Art.232, IV, CPC), sob pena de serem presumidos como verdadeiros os fatos alegados pelo (s) autor (es).

Sapiranga, 07 de março de 2013 Servidor: Larissa Grazziotin Froener Juíz: Káren Rick Danilevicz Bertoncello


4

política

Poder >>> Felipe Laux felipe@jornalrepercussao.com.br

Rede mania

A criação do novo partido brasileiro, a Rede, que será comandado pela ex-senadora, Marina Silva, parece já ter virado febre no país, estados e também nos municípios. O assunto ganha força nas Câmaras de Vereadores da região, principalmente em Sapiranga, e vários parlamentares já falam “em off ” na hipótese de mudar para o novo partido. Portanto, a sigla será nova, mas as caras, velhas conhecidas da população. A debandada de políticos para a Rede pode ser maior do que muitos imaginam.

Pedrinho é da galera!

Primeira edição do projeto “Fazendo uma criança sorrir”, do vereador de Nova Hartz, Pedrinho (PSC, foto), foi um sucesso. O evento reuniu dezenas de crianças no Bairro Vicente Mello e contou com diversas atrações, como cama elástica e piscina de bolinhas. Tudo custeado pelo próprio vereador. “Tive uma infância muito humilde. Hoje minha alegria é oportunizar diversão a outras crianças”, disse o vereador.

Presídio em CB

Os boatos de que o Governo do Estado irá instalar um Instituto Penal em Campo Bom nas próximas semanas provocou a ira de autoridades. O prefeito Faisal Karam (PMDB, foto) criticou a falta de diálogo por parte do Estado sobre o tema. A guerra para as eleições 2014 está só começando!

Moção Polêmica

Ânimos quentes em Araricá. Na última sessão teve vereador clamando por exclusividade em uma simples Moção de Pesar. O gesto irritou outros vereadores, que costumam assinar em conjunto as moções deste tipo.

PMDB 47 anos

Câmara de Sapiranga homenageou na última sessão os 47 anos do PMDB. Estiveram presentes o deputado estadual, Giovani Feltes, o vice-prefeito, Jairo Renner e representantes do partido.

Wingert lembra Damasceno

O vereador campo-bonense, Jair Wingert (PSB), voltou a criticar a letargia do atendimento no SUS. Ele relatou um drama vivido na semana passada com sua esposa, em um hospital de Porto Alegre. Wingert usou do humor e parafraseou o humorista gaúcho, André Damasceno, criticando o governo petista a nível estadual: - Governador Tarso Genro, assim você me faz te pegar nojo!

Pior dos governos no Estado

Quem também disparou duras críticas ao governo petista foi o presidente da Câmara de Campo Bom, Maximiliano de Souza (PMDB, foto). “Este é o pior governo que o Estado já teve”, disse.

Seis empresas aptas para os estudos do trem até Sapiranga Próxima semana | Propostas foram apresentadas ontem (27) Região – As seis empresas interessadas no projeto de extensão da Trensurb à Sapiranga compareceram ontem, na sede da empresa, em Porto Alegre, para apresentar a documentação do estudo de viabilidade. Nos próximos dias, a Comissão de Licitações deve homologar as habilitadas a apresentarem preço para realização do projeto que tem prazo de 8 meses – podendo ser prorrogado – e determinará qual o trajeto, o tipo de trem, entre outras especificidades da obra. O diretor de Administração e Finanças da Trensurb, Leonardo Hoff comemorou mais este importante passo para que a expansão se torne realidade. “Uma quantidade significativa de empresas apresentaram suas propostas, o que torna o processo mais competitivo e econômico para a Trensurb”, disse.

+

Ele explica a situação

Empresas na Trensurb ontem (27) | Foto: Guilherme Darros Participaram do processo licitatório as empresas Consórcio L1 de Sapiranga composta pela Vetec/Adax; Oficina Engenheiros Consultores Associados; Logit Engenharia Consultiva; Ecoplan Engenharia; Consórcio STE/Magna/ Itec; Consórcio COMAP/ SETEPLA

Diversas lideranças se mobilizaram, nesta semana, como forma de pressionar a Trensurb para levar a sua extensão até Estância Velha. Prefeito Waldir Dilkin e representantes do poder Legislativo se reuniram com representantes da estatal. A vontade dos estancienses em contar com o trem será respondida pelo estudo.

“O estudo é imprenscindível para determinar o tipo de trem. Não necessariamente precisa ser o trem de Porto Alegre à Novo Hamburgo, que é utilizado para transportar milhares de pessoas. Daqui a pouco pode ser um outro modelo de trem, como o aeromóvel. Isso é estudo de viabilidade que vai determinar.” Leonardo Hoff, diretor da Trensurb

Descentralização de recursos na educação O projeto de Lei nº 33/2013 esteve em destaque na sessão da última segunda-feira (25/03) da Câmara de Nova Hartz. O plano prevê a descentralização de recursos financeiros para as unidades escolares da rede municipal de ensino. A finalidade é melhorar a eficiência da manutenção de instalações escolares. De acordo com o presidente da Câmara, Jamir Pelicioni (PSB), cerca de 200 crianças serão beneficiadas com a iniciativa.

Qualificação da área educacional | Foto: Felipe Laux

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

política

5

A ordem é economizar e investir bem os recursos Eficiência | Eleito para o seu quarto mandato como vereador, Betinho busca fazer “do limão uma limonada” Sapiranga – Homem de origem humilde, nascido em Barracão, no Paraná, e desde 1989 morador de Sapiranga, Gilberto Goetert (PP), ou simplesmente Betinho, tem neste ano a missão de presidir a Câmara de Vereadores de Sapiranga. Como meta para 2013, Goetert busca fazer mais com menos. Desde janeiro, os vereadores da Casa possuem apenas um assessor (antes eram dois). Uma série de contratos da Câmara foram revisados e alguns, suspensos. Gilberto já havia sido eleito para o cargo de vereador em 1996, quando concorreu pelo PDT e fez 781 votos, sendo a sensação do partido naquelas eleições. Em 2000 não conseguiu se reeleger, mas em 2004 voltou à Casa, com 1.199 votos. Anos mais tarde, em 2008, Betinho fez 1.221 votos e garantiu mais uma vez sua cadeira na Câmara. Nas últimas eleições, em outubro de 2012, o vereador foi eleito para o seu quarto mandato, com 1.122 votos. Confira a seguir uma entrevista feita pelo Jornal Repercussão à Goetert.

Entrevista com

Gilberto Goetert (PP) - o Betinho

Presidente da Câmara de Vereadores de Sapiranga Jornal Repercussão - Como surgiu o interesse pela política? Gilberto - Nunca havia pensado em ser político. Até que me filiei ao PT, pois participava de um movimento para conseguir verbas para famílias da vila que eu morava. Mas depois eu soube que esses recursos nunca chegavam para quem precisava. Fiquei chateado e me desfiliei do partido. Decidi não me envolver mais com política. No entanto, um amigo me procurou e disse que eu devia concorrer. Então, me filiei ao PDT. Ninguém do partido me deu muita bola e nas

eleições de 1996 fui a sensação do PDT, sendo o mais votado. Passadas as eleições, descobri que o partido estava enrolado com dívidas eleitorais. Não concordei com a forma que eles estavam administrando essa questão e me desfiliei. Logo após, me filiei ao PPB (hoje PP), onde estou até hoje. Jornal Repercussão - Na teoria, a base do governo teria minoria na Câmara. No entanto, PTB e PSB somaram-se à vocês no pós-eleições e passaram a ter a maioria. Como foi este processo e qual a importância de ter a maioria na Câmara? Gilberto - Foi todo um diálogo para se formar a parceria com estes partidos que, por sinal, já estavam insatisfeitos com o PT há tempos. O vereador Camilo (PSB) nunca quis ficar com o PT, mas como não era o presidente do partido, teve que aceitar a negociação do PSB. Já o acerto com o PTB foi de que o vereador Balardin sempre esteve mais conosco, pois co-

nhece mais a realidade da cidade. O Vilmar Machado, também do PTB, foi meu assessor, sempre tivemos uma boa relação. Ter a maioria na Câmara significa ter voz na Casa. No mandato anterior, éramos minoria na Câmara e portanto, sem espaço para expormos ideias e projetos. Jornal Repercussão - Qual o motivo de ter sido excluído um assessor de cada vereador? Gilberto - Até junho, mais ou menos, não temos como criar cargos na Câmara porque não tem verba, não tem dinheiro. Falei com a prefeita e ela pediu pra segurar o que der. Ela (Corinha) paga uma conta da Prefeitura em um dia e no outro já está na lista de municípios devedores, pois já venceu outra conta firmada pela administração anterior. O orçamento está uma miséria para esse ano. Quando a arrecadação e contas do município estiverem em dia, falaremos novamente no aumento do número de assessores (voltar para dois). Jornal Repercussão - Nos

últimos meses a população tem comparecido em maior número nas sessões. Fale a importância da participação da comunidade. Gilberto - É muito bom que a população participe das sessões, para acompanhar o trabalho dos vereadores. Vejo que a comunidade tem vindo para as sessões pois quer saber como está o andamento da cidade e deseja a verdadeira mudança, visto que os últimos anos foi uma vergonha em todas as áreas. Jornal Repercussão - Qual a importância de um vereador? Gilberto - Político, eu sempre digo, admiro aquele que tem calo nas mãos e não calo na língua. Não adianta falar muito e não fazer nada, agir pouco. Não resolve nada só usar a tribuna para discutir e bater boca, o negócio é agir. Como vereador, procuro nem fazer tantos pedidos de informação e de indicação. Prefiro ligar direto para o secretário da pasta e passar o problema, para que resolva imediamente.

Transferência de área e nome de ruas aprovadas

Notas rápidas...

Liguei no fim de semana para o Renato Molling e disse para ele: - Precisamos de uma emenda sua para a aquisição de um tomógrafo para o Lauro Réus.” Olavo Hoffmeister (PP), vereador de Campo Bom

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

Votações foram unânimes na Casa | Foto: Felipe Laux

Araricá

Vereadores aprovam cinco projetos de lei Os vereadores de Araricá aprovaram na segunda-feira (25/03), por unanimidade, projetos de Lei que autorizam o poder executivo a contratar professor de educação infantil, de ciências e dois de história. Também foram aprovadas as contratações de técnico de enfermagem para o plantão do Centro e um profissional para o Programa de Saúde da Família.

Campo Bom - Em uma sessão marcada por discursos fortes, os vereadores aprovaram três projetos de lei: um enviado pelo prefeito, Faisal Karam e outros dois de autoria dos vereadores. A primeira proposta colocada em votação foi o projeto que formaliza a transferência de área de terras, no bairro Paulista, destinada ao sistema viário e altera redação de artigo 2º da lei 3.648/2010. Outros dois projetos de lei que receberam aprovação dos vereadores foram os que prestam homenagem à dois cidadãos que

!

O que foi debatido

 O prefeito enviou ofício solicitando a indicação de um integrante do Legislativo para o Conselho do Plano Diretor: o nome escolhido foi o de Paulo Meireles, do setor jurídico da Casa. Olavo Hoffmeister (à esquerda - do PP) cita importância de tomógrafo | Foto: Deivis Luz

se destacaram nas áreas, esportiva, social e comercial. Quando a lei for sancionada pelo prefeito, a Rua J, no Loteamento Morada do Sol II passará a se chamar Rua Miguel Fagundes

(que faleceu em 2005). O segundo projeto, também concedeu nome para a Rua H, do mesmo loteamento. Quando receber o sinal verde do prefeito Faisal Karam, a Rua H passará a

se chamar Rua José Xavier de Lima “Caçapava”, um aficcionado por rádios antigos e que atuou no Lions Clube e no cenário político de Campo Bom. “Caçapava” faleceu em 2007.

 A Comissão de Segurança Pública da Câmara, encaminhou ofício à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Alexandre Hoffmeister, Ozéias Cardoso e Valter Junior pedem a instalação de lombada eletrônica no KM 19 e o fechamento dos retornos 14 e 24. A medida,

no entendimento dos vereadores, reduziria os acidentes próximo da Artecola e GVD).  Outro ofício encaminhado é o que cobra do gerente operacional dos Correios, Roque Ubirajara Lorenzini, mais carteiros para a entrega de correspondências.  Ofício da Susepe pedindo a cedência do espaço da Câmara revoltou vereadores. No entendimento deles, não houve diálogo para presídio na cidade.


6

dia a dia

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

Feiras do Peixe esperam aumento nas vendas Comércio | Além de muita fé e reflexão, data aumenta o consumo de pescado nesta semana Região – Açudes vazios e bancas cheias das mais variadas espécies de peixes: tilápias, carpas, jundiás, traíras e até mesmo o cat fish. Quem optar em comprar o pescado que será posto à mesa na Sexta-Feira Santa terá variedades, peixes fresquinhos e preços acessíveis. Diferente de 2011, quando chuvas fizeram córregos transbordarem invadindo açudes e causando perdas, os criadores de peixes da região, como a da Família Rech, há 60 anos em Araricá, esperam dar a volta por cima e vender mais de 200 kg na Feira da Agricultura Familiar, no Centro. “Iniciei a venda por conhecidos que encomendaram. Além disso, tem aqueles que virão até a propriedade”, explica. Além de se dedicar ao cultivo de uvas do tipo exportação, Gelson Mendes (o Gringo), iniciou a abertura de seus dois açudes de carpas, tilápias e dourados na tarde de terça-feira (26). “Espero vender mais de uma tonelada de peixes”, revela. O agricultor arariquense revelou que levará para a Feira peixes com peso médio entre cinco e 12 quilos. “No almoço de terça-feira pesquei uma carpa-capim de 15 quilos”, conta eufórico.

A Secretaria da Agricultura do Estado e Emater-RS incentivam os agricultores familiares a buscarem outros meios de subsistência fora do período de safras e plantios. Nos municípios de Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz a expectativa é de comercializar mais de 10 toneladas. Na área da Emater/Ascar de Porto Alegre, o gerente, Volnei Leitzke, espera comercializar mais de 880 toneladas até a sexta-feira (29).

Nova Hartz

1ª Edição da Feira O Secretário de Desenvolvimento Rural do município, Clóvis Martins, convida para 1ª Feira do Peixe Vivo, com variedades de produtores do município. A feira acontece nesta quinta-feira (28) e sexta-feira (29)com diversas espécies, na Rua Guilherme Albino Muller, nº 720, no Centro.

Araricá

Duas toneladas

Lideranças prestigiaram a abertura da Feira do Peixe de Sapiranga | Foto: Felipe Laux

Ocorre na quinta-feira (28), a Feira de Peixes vivos e resfriados. Segundo a Secretaria da Agricultura, estima-se vender duas toneladas de pescado. A feira será realizada no local onde ocorre a Feira da Agricultura Familiar, na Avenida José Antônio de Oliveira Neto, às 8h.

Campo Bom Feira do Peixe de Sapiranga estima comercializar mais de cinco toneladas Emater organiza feira Sapiranga– A Secretaria Municipal de Agricultura está promovendo desde esta quarta-feira (27), a Feira do peixe de Sapiranga 2013, no Parque Municipal do Imigrante. Cerca de cinco toneladas de peixes, entre Tilápias, quatro tipo de Carpas e peixes vivos, devem ser comercializados. Este ano foi necessária a ampliação da Feira do Peixe para o Parcão, com o objetivo de receber melhor os expositores e o público. Segundo o presidente da Associação de Piscicultores de Sapiranga, Vanderlei Antônio Kronbauer, há expectativa de aumento nas vendas, pois além do número de peixes comercializados crescer todos os anos, o espaço físico para a venda será maior – “Pra nós vai facilitar muito o espaço destinado pela Administração Municipal, no Parque do Imigrante. Nós da Associação, convidamos toda a população para se fazer presente na feira, cujo objetivo é comercializar pelo menos cinco toneladas de peixes entre os três dias” – ressaltou.

Eles comentam a Feira

“ “

A novidade deste ano é o novo espaço cedido pela prefeitura, o Parque do Imigrante. Estamos muito satisfeitos pois, além de ser maior, proporcionará melhor abrigo para os visitantes caso haja mal tempo.

A minha família sempre consome peixes comprados diretamente da Feira do Peixe. Nós optamos por comprá-los vivos por ser mais saudável dos que aqueles comprados em supermercados, já congelados.

Vanderlei Roberto Harff Secretário de Agricultura

Neri da Rosa Consumidor

Haverá três pontos de comercialização de peixes vivos. No Parque do Imigrante (estrada Pio XII), propriedade de Daniel Vieira (bairro Paulista) e a Feira no estacionamento da Sociedade Progresso (bairro Imigrante). As estimativa, segundo a EMATER, é que se comercialize 6 toneladas de pescado.

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

dia a dia

Campo-bonenses terão nova unidade de saúde Tecnologia | Nova Unidade Básica de Saúde será a primeira casa de saúde no bairro Mônaco, em Campo Bom Campo Bom – O bairro Mônaco, em Campo Bom, está prestes a realizar um sonho. A Unidade Básica de Saúde (UBS) que está sendo construída no local, em Campo Bom, já está em fase final. A obra, que deve ser entregue à comunidade no segundo semestre deste ano, é a primeira da história desta localidade a oferecer serviços na área da saúde. A UBS contará com uma estrutura moderna, semelhante à unidade do bairro Imigrante Sul, entregue em 2010 pela Administração. A área será de 225 m² e os recursos totais investidos passam de R$ 500 mil, entre a obra, aquisição de equipamentos e mobília para o local. Segundo a Secretaria da Saúde, uma equipe de

seis profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, estará compondo a unidade. Além disso, a UBS contará com dois consultórios, sala de grupos e de curativos, duas salas de esterilização, de triagem, aplicação de medicamentos, vacinas e de utilidades. Dois sanitários adaptados para cadeirantes também estão sendo construídos, além da recepção e uma área externa coberta. O prefeito, Faisal Karam, afirmou que a Administração tem prestado atenção especial para a comunidade desta localidade e o investimento no desenvolvimento da região é grande, visando proporcionar o bem estar destes munícipes.

RÁDIO HARMONIA FM 105.9

 A grande novidade deste ano é a mudança no espaço físico da Feira. Este ano, o

!

A nova UBS vai facilitar atendimento

 O prefeito Faisal Karam, destaca ainda a extensão de 1,6 km da ciclovia no bairro; o asfaltamento da Estrada do Mônaco, no trecho de chão batido que dá acesso à Usina de Reciclagem; o asfaltamento de 100% das ruas do loteamento Recanto da Paz; sendo que a Administração investiu, apenas nestas três obras, mais de R$ 1 milhão.

Ilaine Pletsch, Secretária de Saúde

 A secretária Municipal de Saúde, Ilaine Pletsch, afirmou que a Unidade Básica de Saúde (UBS) Mônaco também ajudará a desafogar o atendimento da UBS 25 de Julho, que presta atendimento aos moradores do Mônaco atualmente. Além de diminuir a demanda, a nova casa evitará o deslocamento de pacientes, muitas vezes debilitatos, a outros lugares.

JAIRO SANTOS

DIRETOR ADMINISTRATIVO

As três empresas que participaram da Fimec, durante o mês de março, na Fenac, receberam o valor de R$ 11 mil, da Prefeitura Municipal, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, do Trabalho e do Turismo, para custeio na locação dos estandes. As empresas Mould Indústria Matrizes, Sulmaq Indústria Metalúrgica e Lauther Indústria e Comércio de Peças para Costuras solicitaram o auxílio à prefeitura e garantiram o custeio de 25% da locação.

Entrega de cheques no gabinete | Foto: Reprodução PMS

Fique bem informado sobre o que é destaque na cidade e região!

Informações importantes

Assine e receba em sua casa/empresa todas quintas-feiras o Jornal Repercussão!

evento está sendo realizado no Parque Municipal do Imigrante (Parcão).  Para os interessados em comparecer e garantir seu pescado, o horário de funcionamento da feira é das 7h às 19h (27 e 28) e das 7h às 12 (29).

Obras em andamento da nova casa de saúde de Campo Bom | Foto: Deivis Luz

“A prefeitura vem reforçando gradualmente os investimentos na área, o que tem se refletido diretamente na melhora de diversos índices que medem a qualidade de vida da população. Um exemplo disso é que no ano passado ficamos em 11º lugar na avaliação do SUS sobre a qualidade da estrutura dos serviços oferecidos na rede básica de saúde entre todas as 496 cidades do RS. “

Auxílio no custeio dos estandes da FIMEC

10 ANOS NO AR!

 As espécies comercializadas são Tilápias, quatro tipos de Carpas (Capim, Prateada, Húngara e Cabeça-grande) e peixes vivos.

Ela explica a situação

Sapiranga

SITE: WWW.RADIOHARMONIA.COM.BR E-MAIL: ADM@RADIOHARMONIA.COM.BR FONE: (51) 3559- 2545 MSN: HARMONIAFM@HOTMAIL.COM

!

7

Família Rech comercializa carpas em Araricá | Foto: Deivis Luz

Ligue (51) 3064.2664 ou e-mail: comercial@jornalrepercussao.com.br


Repercussão

dia a dia

Quinta-feira, 28 de março de 2013

Após dois meses de alerta, casas noturnas se adequam Reformas | Muitas casas realizaram reformas e já estão em pleno funcionamento, com 100% segurança Sapiranga – Após passados dois meses de uma das piores tragédias ocorridas no Mundo, onde morreram mais de 240 jovens, em Santa Maria, a maioria das casas noturnas estão gradativamente melhorando suas dependências, para evitar que algo parecido ocorra novamente. Aqui na região não é diferente. A edição do dia 7 de fevereiro do Jornal Repercussão mostra claramente uma operação conjunta entre a Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e a fiscalização da Prefeitura Municipal, para realizar vistorias nos estabelecimentos de Sapiranga. Outras casas foram visitadas em várias operações. De um total de 19 casas notur-

nas visitadas, 16 estavam irregulares e, portanto, foram interditadas até realizarem adequações. Segundo o Corpo de Bombeiros de Sapiranga, todos os proprietários de casas visitadas ou não, já tomaram consciência da importância do investimento. Alguns já procuraram o Corpo de Bombeiros para verificar as condições dos estabelecimentos, notando a importância das mudanças e adequações. Para o proprietário do Bar do Morro, uma das casas que realizou adequações antes da fiscalização solicitar, Daniel Dietrich, é de suma importância esta atitude por parte das autoridades para que tragédia como a de Santa Maria não volte a acontecer.

Ele explica a situação

Sociedade 7 de Setembro já está apta para realização de eventos | Foto: Deivis Luz

!

Sociedade 7 de Setembro em condições

 Foram realizadas melhorias nas instalações, como no forro, por exemplo. Algumas partes até receberam gesso, com luzes coloridas e brancas, dando um aspecto de qualidade para o local.  Saídas de emergência, mesanino, indicações de saída, pintura, limpeza, entre outras mudanças, já garantem 100% de segurança no local.

Locais que estão em funcionamento Moinho Danceteria A Moinho necessitava de melhorias nas sinalizações, treinamento de funcionários e adequação de corrimãos. Segundo Lari Fischer, proprietário do local, a casa noturna realiza todos os anos adequações, visando melhorar a infraestrutura e a segurança para receber os clientes cada vez melhor.

 Outra mudança significativa foi na rede elétrica. O que antes era exposto, agora está tudo perfeitamente em seu lugar. Segundo o Ecônomo do local, Jose Carlos Rodrigues Camilo, após todas as reformas, se a casa não for a melhor de Sapiranga, estará entre uma das melhores. Segundo Camilo, as reformas ainda se estenderão até Abril.

Casas noturnas que ainda necessitam de adequação para voltar a receber clientes Sapiranga

Danceteria também se readequou | Foto: Deivis Luz Restaurante Cairú

Escada de acesso ao andar superior | Foto: Deivis Luz

O Restaurante Cairú, de Sapiranga, também já realizou reformas exigidas pela fiscalização. O único pedido era que fosse construída uma escada na parte lateral do prédio, para melhor evacuação no caso de emergência.

Nosso objetivo é fiscalizar a cidade inteira. Podem ser casas noturnas, escolas, órgãos públicos, entre outros. Mas além disso, queremos adequar aos poucos todos eles, para que Sapiranga possa estar cada vez mais segura. É importante que todos entendam a relevância das operações, para que nosso trabalho possa ser efetivo. Luis Jatair Rodrigues de Souza, Comandante do Corpo de Bombeiros

A maioria dos estabelecimentos já se adequaram, mas ainda seis deles estão interditados. Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Sapiranga, são eles: Salão da 20, Clube 19 de Julho, Bailão da Tia Márcia, Cabanas Bar, Clube 30 de Novembro e Drink Bar. Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, eles permanecerão fechados até realizarem as mudanças necessárias. As melhorias que são exigidas diferem de cada casa noturna, mas em sua maioria envolve alvará vencido, extintores de incêndio, saídas de emergência, iluminação, entre outros. Salvo o Clube 19 de Julho que necessita apenas de saídas adequadas de emergência.

Repercussão Quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Especial

5

Casas noturnas dependem de ajustes para funcionar Fiscalização| Bombeiros, Brigada Militar, Defesa Civil e fiscalização da Prefeitura vistoriaram diversas casas noturnas da região Região – Ocorreu na madrugada do último sábado (02) uma operação conjunta entre órgãos fiscalizadores em casas noturnas de Sapiranga. A ação incluiu o Corpo de Bombeiros, a Brigada Militar, a Defesa Civil e a fiscalização da Prefeitura do município, e foi registrada com exclusividade pela reportagem do Jornal Repercussão.Dias antes, os bombeiros de Campo Bom já haviam fiscalizado a Danceteria Moinho, no centro da cidade. O objetivo das corporações é apertar o cerco nas casas noturnas da região que encontram-se em situações irregulares, seja em questões envolvendo álvaras e também na infraestrutura dos locais.

A finalidade das ações é evitar desastres como o que aconteceu em Santa Maria nas últimas semanas, onde mais de 230 jovens morreram após um incêndio ocorrido na boate Kiss. Para o tenente Fonseca, do Corpo de Bombeiros de Campo Bom, um dos principais problemas das casas noturnas é a superlotação em dias de festas. “Estamos sempre lidando com o grande problema de que as boates comportam certo número de pessoas e acabam ultrapassando o limite para não perder clientes”, resumiu o tenente. As cinco casas noturnas inderditadas pelos órgãos fiscalizadores em Sapiranga devem se adequar às exigências caso queiram voltar a funcionar.

Star Club ado liber

Órgãos darão continuidade nas fiscalizações

Interdição de casas noturnas: garantia de segurança para a população Foto: Felipe Laux

!

Fiscalizações são feitas por todo o país

g Em São Paulo, na capital, a prefeitura mandou interditar, no mínimo, 33 estabelecimentos, considerados inseguros pelo Corpo de Bombeiros. g No Estado do Paraná, pelos menos 53 casas noturnas foram fechadas por problemas de segurança. No total, cinco foram em Curitiba e outras seis em Ponta Grossa. g Em Minas Gerais, cerca de 48 boates, sendo quatro na capital Belo Horizonte, foram inder-

Big Hill

Moinho

ado liber

ando realiz ções ua adeq

ditadas pelos fiscais. g No Rio de Janeiro, mais de 200 estabelecimentos foram fiscalizados por todo o estado. Somente dez estavam cumprindo tudo o que está previsto na lei. g Em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, a prefeitura trabalha em uma força-tarefa para fiscalizar boates. Os trabalhos devem se intensificar nos próximos dias.

Bar do Fio ado liber

Região – De acordo com o major Falcão, do Corpo de Bombeiros que abrange as cidades de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz, as fiscalizações devem continuar nas próximas semanas e em outros períodos do ano. “Queremos garantir a segurança dos cidadãos que freqüentam esses espaços. Nossa fiscalização irá continuar rigorosa”, disse Falcão. Um dos detalhes que chamou a atenção dos órgãos fiscalizadores em Sapiranga foi que algumas casas noturnas não tinham sequer as mínimas condições de receber eventos e, ao serem abordadas na operação, encontravam-se praticamente lotadas. “As pessoas também devem se conscientizar sobre o risco de alguns locais”, enfatizou o major.

Bar do Sam ado liber

Local está liberado para eventos, atendendo questões de álvaras e exigências de segurança. Sugestão de iluminação em uma das saídas de emergência.

Local está liberado para receber eventos. Saídas de emergências suficientes e condições de segurança boas. Apenas adequação do ramo de atividade no álvara.

Interditado para festas. Necessita de melhorias nas sinalizações, treinamento de funcionários, adequação de corrimãos e guarda corpos nos mesaninos. 30 dias para se adequar.

Local está liberado. Apenas notificação para encaminhamento de álvara, colocação de barra anti-pânico e iluminação nas saídas de emergência.

Fidell’s Bar

Salão da 20

Bar Tamara

Clube 19 de Julho Sociedade 7

itado

interd

Local com público superior ao permitido no momento da fiscalização. Problemas em iluminação, forro, saídas de emergência, ventilação e álvara.

itado

interd

Extintores não estavam no devido local. Problemas no álvara, no isolamento acústico, saída bloqueada em partes e sem iluminação de emergência.

itado interd

Local interditado na sua parte interna. Sem álvara, sem sinalização de emergência e sem extintores.

ição interd ial parc

Local interditado em partes (somente salão de festas), por falta de saídas de emergência adequadas. Restaurante do local está liberado para atuar.

Local liberado. Notificação para encaminhar álvara e para realizar a colocação da sinalização de saídas de emergências.

itado interd

Local interditado. Problemas na estrutura do telhado e nas saídas de emergência (dimensões pequenas).

Este evento faz com que possamos pensar nas medidas que devem ser tomadas para incentivar ainda mais o esporte em Nova Hartz” Carlos Torres Diretor de esportes, durante seminário de Esportes na cidade

esportes

Jornal Repercussão | 28 de março de 2013

Skatistas mostram suas manobras em Campo Bom Eles aprovaram o evento

“ “

Grande público | 6º New Blood Skate Session, de Campo Bom, reúne jovens que dão suas primeras manobras com o skate Campo Bom – Amantes da cultura de rua, que tem no skate uma de suas principais representações, marcaram presença no 6º New Blood Skate Session. O evento apoiado pela Prefeitura de Campo Bom ocorreu domingo (24) junto à Pista de Skate do Parcão, levando dezenas de jovens e famílias a prestigiarem o evento. O destaque ficou para o atleta campo-bonense, Wiliam ‘Barejinha’, de 13 anos, que ficou na 1ª colocação, conquistando a premiação simbólica do evento. Conforme um dos organizadores do 6º New Blood Skate Session, Is-

+

rael dos Santos, ele é um dos frutos locais da pista. “Levando em conta a sua idade e as manobras que já executa, ele tem um grande futuro pela frente”, destaca. Junto à atividade, os moradores puderam conferir painéis de grafite uma das marcas da cultura de rua. Para este ano, conforme o secretário João Carlos e Silva (o JC), a Prefeitura analisa o apoio em mais uma atividade. “Para 2014, queremos ampliar o evento”, revela. O evento ainda teve muita música com as bandas InChrist, O Messias, Mikael DS, U.T.I e o rapper Du.

Notas rápidas...

Bocha

Inscrições

Campo Bom - A segunda rodada do Campeonato Municipal de Bocha Trio 55 anos segue neste fim de semana. Os jogos ocorrem na Capela Nossa Senhora Aparecida, Associação dos Jovens Há Mais Tempo e na cancha dos Amigos do Porto Blos.

Sapiranga - Estão abertas as inscrições para a Copa Sapiranga Cláudio Adão Weiss. Os presidentes dos clubes podem retirar as fichas para o torneio de futebol de campo, no Ginásio Nenezão, das 12h30 às 18h30.

Trabalhamos bastante e cumprimos com o cronograma. Atingimos o objetivo e nos sentimos felizes por todo o evento.Tivemos competidores de Montenegro, Igrejinha, Novo Hamburgo e São Leopoldo. Isso foi muito bacana. Esses eventos atingem um público regional. O próximo será entre junho e julho e convidaremos outras bandas, levando outras atrações ao público”.

O skate é uma modalidade que desejamos socializar cada vez mais. A Secretaria de Esporte e Lazer vem fomentando a prática e desejamos fazer um evento mais grandioso que esse em 2014. Notamos a participação em peso de famílias, jovens e isso é muito importante. Ainda esse ano pretendemos promover mais uma atividade deste porte aqui no Parcão.”

Jasom Batista de Souza, organizador do evento

João Carlos e Silva (JC), Secretário de Esportes e Lazer

Público prestigiou o evento no Parcão | Foto: Deivis Luz

Campo Bom

Prefeitura recupera Praça no Imigrante Moradores do bairro Imigrante que estavam preocupados com a segurança de seus filhos, agora podem ficar tranquilos. As duas goleiras da praça que fica entre as ruas Fridolino Martin, do Guará e Ivoti, que estavam soltas, colocando em risco os jovens que frequentam o local, foram consertadas pela Prefeitura ontem (27). “Ela estava em uma lista de locais que serão reformados”, disse o secretário de Esporte e Lazer de Arame segurava goleira em praça no Imigrante | Foto: Deivis Luz Campo Bom, João Carlos e Silva (o JC).

Jornal Repercussão | 28 de março de 2013 | pág. 9

8


dia a dia

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

Repercussão Quinta-feira, 28 de março de 2013

dia a dia

11

Caminhão é consertado e coleta volta em Araricá

Chocolate: o queridinho de todas as gerações

Resolvido | Com apenas um veículo para coleta do lixo descartado pelos moradores, Prefeitura enfrentou dificuldade

Saúde | Apesar de ser um dos doces mais consumidos em diversos lugares, todo cuidado é pouco na hora dos excessos

Araricá – Um problema mecânico no único caminhão que o município possui para fazer o recolhimento do lixo foi o causador do atraso na coleta do lixo durante a semana passada. Conforme um integrante do primeiro escalão da Prefeitura, o eixo diferencial do veículo quebrou, gerando complicações nas Secretarias de Meio Ambiente e de Obras.   Para não deixar o lixo acumulado em frente às residências enquanto o conserto da peça era providenciado, a Prefeitura deslocou um caminhão da Secretaria de Obras para manter a coleta. Em razão do recolhimento não ter sido feito por 48 horas, os resíduos acabaram acumu-

+

lando em frente das casas, gerando reclamações dos moradores.   Conforme o secretário de Meio Ambiente, pasta responsável pelo recolhimento, Selso Feltes, o recolhimento está normalizado desde ontem (27). Ele explicou que a vontade da secretaria é a compra de um novo caminhão. “Seria o ideal. Mas, temos que estudar”, explicou.   Todo o lixo recolhido em Araricá é levado para a Usina de Reciclagem, onde uma cooperativa faz a triagem. Por mês, são recolhidas 70 toneladas de resíduos. O município busca licença ambiental junto à Fepam para a construção de uma nova vala de rejeitos.

Notas rápidas...

Novo Presidente Na última semana, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) regional, elegeu seu novo coordenador: Mauri Schorn. Ele é atual presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz, e diretor da Federação e da Confederação Nacional dos Metalúrgicos.

Leitor cidadão “Moro em Araricá há 30 anos e não lembro de ter ocorrido isso em outra oportunidade. Quando percebi que o caminhão não passou pelo segundo dia não passou, liguei para a Prefeitura. Foi aí que me falaram que o caminhão estragou e que havia esta dificuldade.”

Sacos ficaram acumulados na Leopoldo Krupp durante dois dias| Fotos: Deivis Luz

Alexsandro Santos, morador do Centro

Sacolas na Rua Conceição

Lixo ficou acumulado na Leonardo Krupp | Fotos: Deivis Luz

Visita Federal Nova Hartz - O deputado federal Paulo Pimenta (PT) e sua assessoria, visitaram Nova Hartz, a partir de convite do prefeito Arlem Tasso, vereador Adriano Ferreira (PT) e do secretário da Fazenda, Guilherme Pereira Jardim. O objetivo foi verificar a execução de recursos destinados por ele para a pavimentação das ruas, além de realizar um anúncio de R$ 250 mil para obras no município.

Psicoterapia Individual Direcionada à pacientes com transtornos emocionais e comportamentais como ansiedade, depressão, fobias, humor, conduta, etc.

Psicoterapia Familiar e de Casal

Região - Desde o século XVII, o alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau, o chocolate, vem conquistando adoradores por todos os cantos do Mundo. Alguns até se denominam “chocólatras”, outros dizem que cura até “dor de amor”.   Mas o que se pode afirmar, é que o chocolate é de longe uma das melhores sobremesas já inventadas e cultivadas desde o início da colonização da América. Atualmente, após muitos aprimoramentos, existem vários tipos de chocolate: ao leite, meio amargo, branco, com amêndoas, bombons, em pó, entre outros, que somam uma gama de qualidades e diferentes opções na hora de escolher. Dentre todos os tipos da especiaria, alguns estudos apontam o chocolate amargo como o mais indicado, por sua maior concentração de cacau e baixa adição de açúcar, gerando benefícios

à saúde em função de seu alto teor de flavonóides. Ele ainda apresenta algumas vitaminas do complexo B e minerais como ferro e fósforo. Mas, mesmo nesta qualidade, há um inconveniente, pois ele é rico em calorias e gorduras. O seu consumo deverá ser moderado, pois em excesso contribui para o sobrepeso e as doenças associadas. Ingerido em excesso pode causar alguns distúrbios gastrointestinais (diarréia, náuseas e vômitos) e com o passar do tempo, excesso de peso, taxas elevadas de glicose, doenças coronarianas, entre outras. Mas claro, consumido com moderação, é uma fonte de antioxidantes e aumenta a produção de serotonina, uma substância do cérebro que contribui para o bom humor. O difícil é controlar o consumo com tantas opções no mercado, mas a moderação é de extrema importância.

“ “

N

N

Consumo de chocolate cresce na Páscoa | Foto: Reprodução Os ovos de Páscoa são uma tradição milenar relacionada ao cristianismo. Costumava-se pintar um ovo oco de galinha com cores alegres, celebrando a ressurreição de Jesus Cristo. Outros povos, como os gregos e os egípcios, também coloriam ovos de galinha oco, porém em datas diferentes. A troca de ovos no Equinócio da Primavera era um costume que celebrava o fim do Inverno e o início de uma estação marcada pelo florescimento da natureza.

Já os ovos de chocolate vieram da cultura francesa. Inicialmente eram recheados ovos de galinha com chocolate e pintados por fora. Mas a partir do final do século XIX, se difundiram os ovos totalmente feitos de chocolate, utilizados até hoje, com acréscimos para maior comercialização. Outros afirmam que a implantação do chocolate aos ovos, se deve ao surgimento e crescimento da própria indústria chocolateira no século XIX.

O que podemos aconselhar para esta Páscoa, é que primeiramente o chocolate deve ser comido com moderação. Também é importante consumir chocolate de boa qualidade, com menor teor de gordura e de açúcar, preferindo os chocolates do tipo amargo e também observar a data de validade. Dependendo da qualidade, serão usados dois ou mais tipos de ingredientes, tendo diferentes concentrações, como por exemplo, o chocolate ao leite, que na sua composição é adicionado mais leite e açúcar do que cacau. É importante escolher bem na hora comprar”.

O chocolate por muito tempo condenado, hoje é visto com bons olhos, pois diminui a vontade de comer outros doces, melhora o humor e tem grande poder antioxidante, maior inclusive que o chá verde e o chá preto. Mas fique atento para garantir os benefícios de consumir esta delícia. E lembre-se, que não vale exagerar, pois a quantidade diária recomendada é de 30 gramas por dia (o equivalente à três bombons pequenos). Se está preocupado com a balança, é um alimento com muitas calorias e pode ser o grande vilão da sua dieta”.

Carla Girardi, Nutricionista da Prefeitura de Sapiranga

Gabriela Thomas Nutricionista

Água é tema de debate

Luciana Benetti Rohden Psicóloga Clínica CRP 07/13276

Auxiliando na avaliação, identificação de conflitos e tratamento dos mesmos.

Ong Cururuay participou de atividade | Foto: Bruna Chilanti

Mediação de Conflitos

Sapiranga –Na última sexta-feira (22), foi comemorado no Centro Municipal de Cultura Lúcio Fleck, em Sapiranga, o Dia Internacional das Águas. Professores e estudantes se fizeram presentes e ouviram questões sobre a importânca do uso racional da água, além de recursos

Identificação do problema, entendimento das motivações das partes envolvidas no conflito e auxílio na busca de soluções.

Consultórios: Campo Bom - Av. Willy Reichert, 487 Sapiranga - Rua São Pedro, 284 - Sala 03 Fone: (51) 9201-5343

As especialistas comentam

Convênios e Particulares Descontos para Pacotes de Consultas

naturais, hábitos, condutas, costumes, entre outros. O idealizador da ONG Cururuay, Renato Wallauer, ressaltou a importância de unir forças pelas causas ambientais - “Estamos vivendo em uma geração onde a preocupação deve ser grande com a água que consumimos. O Rio

dos Sinos não é mais o mesmo de anos atrás e se não unirmos forças, cada vez mais estará deteriorado. Precisamos de ações preventivas que possam garantir um futuro melhor para as gerações que virão” - afirmou Wallauer. Também falaram na tarde o diretor da Corsan, João Prestes e o biólogo e especialista em Educação Ambiental, Antoninho Alves Portilho. Além disso, se fizeram  presentes  o  secretário de Cultura e Desporto Luís Fernando Hanauer, o jornalista Aurélio Decker, o vereador Sandro Apolo Seixas e da artista sapiranguese Nana Bernardes.

SÁBADO Camisas femininas e masculinas, jeans femininos, tênis Nike e Tryon e botas Ramarim!

Av. Presidente Kennedy, 26 - Centro - Sapiranga Fone: 51 3039 4595 - facebook.com/lojainverso

IM PER DÍ VEL

30/03

HRN.COM.BR

10


12

dia a dia

Repercussão

Campo Bom não quer presídio Manifestação | Prefeitura e Câmara de Vereadores estiveram no ato contra falta de diálogo do Estado Campo Bom – Para mostrar contrariedade à forma que o governo do Estado conduziu o processo para a possível instalação de um Instituto Penal de regime semiaberto, para 160 presos, na Av. Carlos Strassburger Filho, 6815, Prefeitura, Câmara de Vereadores e Consepro participaram de um ato pacífico contra a proposta. Durante a manhã e a tarde de ontem (27), técnicos da Central de Licitações (Celic) do Estado, escolheriam, na Câmara de Vereadores, as empresas aptas à fornecerem alimentos como pães, laticínios e demais itens alimentícios, mas acabaram surpreendidos pela manifestação e a negativa do presidente do Poder Legislativo, Maximiliano de Souza, que não cedeu o espaço. A possível instalação de um Instituto Penal em Campo Bom foi rechaçado pelo prefeito, Faisal Karam (PMDB). “A forma que o governo do Estado conduz este processo está totalmente equívocado. Em nenhum momento procuraram a Prefeitura”, comenta o prefeito. Quem também demonstrou descontentamento foi o presidente do Consepro de Campo Bom, Pedro Rogério Martins Duarte. “Ficamos sabendo através da imprensa. O Consepro se sente ofendido. O Estado sequer comunicou as autoridades do município”, apontou. Faisal se reúne na próxima semana com o Estado para abordar o tema.

!

Outras informações

 Como forma de mobilização e pressão social, uma petição pública (imagem ao lado) foi criada e circula nas redes sociais.

Estudantes, moradores, vereadores e secretários na manifestação | Foto: Deivis Luz

“ “ “

Lideranças explicam suas contrariedades Entrou na Prefeitura um pedido de alvará para hotelaria. Desde quando que semiaberto é hotel? Não existe projeto de reforma ou de liberação de alvará. No local em que projetaram ele não é o espaço apropriado.”

Isto é uma imposição do governo do Estado. Isso deveria ter passado por uma consulta pública, muito menos, estudos de impacto. Houve má fé na origem em colocar esta casa prisional em Campo Bom.”

Estão tentando empurrar ‘goela’ abaixo esta proposta. Hoje a nossa segurança já não é adequada. Campo Bom não comporta esta situação. Isso acarretará em desvios de conduta dos presidiários”.

Faisal Karam (PMDB), prefeito de Campo Bom

Max de Souza (PMDB) presidente Câmara de Vereadores

Pedro Rogério Martins Duarte, presidente do Consepro

 A Prefeitura estuda ingressar na justiça com uma ação civil pública contra a decisão unilateral do Estado.  Conforme a Prefeitura de Campo Bom, o ato reuniu cerca de 300 pessoas.  Segundo o delegado Penitenciário da 1ª Região do Vale do Sinos e Litoral, Luciano Lindemann, todo o ato lhe surpreendeu. “Não temos nada oficial, mas vamos procurar a prefeitura para conversar”, explicou.  Para a diretora do Departamento de Dirietos Humanos do governo do Estado, Tâmara Biolo Soares, se Campo Bom receber uma instituição penal, em especial do regime semiaberto, pode trazer oportunidade para a comunidade que o recebe, como oferecimento de mão de obra e de serviços públicos que dialogam com o município. Além de enxergar como oportuni-

dade, a população que recebe uma insitutição penal está exemplarmente cumprindo seu papel social de respeito ao ser humano e realização da cidadania, disse Tâmara.  O presidente da Câmara de Vereadores de Campo Bom, na justificativa da seu Ato Revocatório citou, entre outros pontos a falta de estudos de impacto ambiental, audiência pública, e de estudo de impacto em virtude da possível instalação ocorrer dentro de área urbana - conforme estabelece a Constituição Federal -, a possibilidade de pedestres serem envolvidos em motins e rebeliões.  No ato também foi citada a possível perda de postos de trabalho das empresas vizinhas do local, em vista pelo Estado para a instalação do presídio.

Prefeito discorda da condução do processo O prefeito Faisal Karam (PMDB), mostrou profunda contrariedade à proposta. “Há um mês atrás, o proprietário do prédio me contou do interresse do Estado em instalar no local, um alber-

RESTAURANTE

CAIRÚÚ O sabor autêntico da comida caseira

gue”, revelando que já tinha demonstrado a sua contrariedade ao dono do imóvel. O prefeito disse ainda que existe má fé na condução do processo. “Não existe projeto de refor-

ma”, explicou. Faisal disse que o Estado não colocará semiaberto em Campo Bom. “Procuraremos lideranças em nível estadual. Se abrirem, será de forma ilegal”, citou.

3599.2350

Rua Tiradentes, 228 | Centro - Sapiranga/RS

Quinta-feira, 28 de março de 2013

dia a dia

Encenação | Teatro, música, malabares, luzes e cores, encantaram o público campobonense neste domingo Campo Bom – O Largo Irmãos Vetter esteve lotado na noite de sábado (23), em um dos maiores eventos promovidos pela Administração Municipal. A 9ª edição da Paixão de Cristo, Renascimento e Vida, dirigida por Camilo de Lélis, contou com a participação de 45 artistas profissionais, 30 voluntários da cidade além de solistas e corais, emocionando o público que prestigiou o evento. A celebração iniciou às 20h, com a Caminhada Luminosa, que saiu das igrejas situadas na Avenida Brasil, na qual a comunidade, os atores, o prefeito Faisal Karam e secretários caminharam com velas nas mãos, rumo ao Largo, dando início à encenação. O espetáculo teve a duração de cerca de 90 minu-

Ele explica a situação

tos e chamou a atenção por utilizar argumentos como maquiagens fortes e caricatas, malabares com fogo e anjos diferenciados, todos em perna de paus, tocando instrumentos musicais. A professora aposentada Sonia Regina Cunha Paez, que reside no município há dois anos com a filha, foi às lágrimas em alguns momentos da Encenação Paixão de Cristo, Renascimento e Vida no Largo | Fotos: Deivis Luz apresentação - “Fiquei emocionada, a cena foi linda, comovente. Fiz vídeos e liguei para a minha família que mora em Rosário do Sul para contar” - ressaltou. Músicas religiosas cantadas por corais e solistas, complementaram a apresentação, prendendo a atenção do público e fascinando muitos presentes, que de pé, aplaudiram o Atores caminhado entre o público Caminhada Luminosa antes da encenação espetáculo.

ELÉTRICA E HIDRÁULICA

3559 4767

RUA PRESIDENTE KENNEDY 603-CENTRO-SAPIRANGA/RS E-MAIL: vendas@comercialcf.com

ASSISTÊNCIA TÉCNICA:

Reunião

Sapiranga - A Secretaria Municipal de Cultura e Desporto de Sapiranga fechou parceria com o SESC de Novo Hamburgo para viabilizar o Cinema Diurno (matiné) no Centro Municipal de Cultura Lucio Fleck. A primeira exibição ocorrerá no dia 17 de abril, às 14h. O ingresso é um quilo de alimento não-perecível.

Campo Bom - Em um evento realizado na última semana, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que assumiu esse ano o pedágio, reuniu os prefeitos e representantes das cidades vizinhas, como Estância Velha, Sapiranga, Araricá, Nova Hartz e Rolante, para conversar sobre a nova administração.

Camilo de Lélis, Diretor do espetáculo

Gincana em Abril

Sapiranga - Desde a última segunda-feira, as filas na Unidade de Saúde Especializada (USE), em Sapiranga, não são mais necessárias. A unidade abre às 7h, mas, essa hora é destinada para fazer os encaminhamentos das agendas do dia. Agora os agendamentos podem ser feitos diariamente das 8h às 18h.

Matiné

“A caminhada estava muito bonita, a interação com os cantores foi muito boa, dinamizou a peça e os voluntários também se saíram muito bem. Acho que a cidade gostou e se emocionou, principalmente com a cena de Jesus com Maria, pois reflete o amor de mãe e filho. Estou muito satisfeito com o trabalho.”

Campo Bom

Notas rápidas...

Filas de madrugada Prédio que pode receber Instituto Penal | Foto: Deivis Luz

13

Campo Bom se emociona com encenação de Páscoa

+

Reservas para para Festas: Festas: Reservas Aniversários Batizados Casamentos Primeiras Comunhões

Repercussão

Quinta-feira, 28 de março de 2013

Equipe debatendo os assuntos | Foto: Reprodução PMNH

Nova Hartz

Integrantes de oito equipes irão se reunir de 2 a 20 de abril, para a 11ª Gincana de Bairros de Campo Bom organizada pela Prefeitura. O evento tem o objetivo de resgatar valores que fazem do município o que ele é hoje.

Caminhada | Foto: PMCB

Município debate desenvolvimento rural

Araricá

O prefeito Arlem Tasso esteve reunido na última semana, com representantes do Secretário Luiz Fernando Mainardi, da secretaria estadual de Agricultura, Pecuária e Agronegócio. O objetivo foi tratar de desenvolvimento rural, por meio de ações promovidas pelo governo do estado. Um dos temas tratados, foi a possibilidade da instalação de um posto de inspetoria veterinária em Nova Hartz.

Iniciou na última semana, as atividades de turno integral, com oficinas extra-curriculares no turno da manhã, e a tarde, seu currículo normal. Música, dança, letramento, educação ambiental, artesanato, jogos matemáticos, esportes, são alguns dos exemplos das oficinas oferecidas para os alunos. Além disso, as escolas oferecem café da manhã, almoço e lanche da tarde, para as quase 8 horas de atividades.

Turno Integral


jornal

jornal

DiverCidade

O Israel (Japa), de Campo Bom, foi um baita de um ativista do Hip Hop. Isso marcou e foi um baque para o movimento que perdeu força na época em que ele foi confundido e morto. Eu mesmo fiquei muito abatido.”

Hip Hop | Movimento Hip Hop demonstra esforço e dedicação

 Na região, a cultura Hip Hop é pouco valorizada e muitos ainda não entendem a verdadeira essência do movimento. A sociedade em sua grande maioria os vê como desocupados, desvalorizando as movimentações sociais realizadas por eles.

Jornal Repercussão | 28 de março de 2013 | pág.14

Criação da Associação Sapiranga – Um grupo de jovens no município, luta por esta causa, mas infelizmente ainda não recebem apoio do poder público para dar continuidade aos projetos. Segundo o MC Mateus MBF, já existe um projeto para a criação de uma associação, onde o foco será difundir a cultura hip hop no município – “Queremos iniciar esta associação para poder levar para as escolas o nosso projeto e a nossa filosofia. Não é fácil caminhar com as próprias pernas, mas não vamos desistir, pois o Hip Hop não é só um passatempo, ele é nosso estilo de vida” – ressaltou.

SAPIRANGA Igreja Aliança Bíblica (Rua 7 de Setembro, 213A , Centro). Cultos em domingos às 19h30. Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Sapiranga (Rua Vinte e Oito de Fevereiro, 354, Centro). Domingo às 9 horas e às 19h.

Assembleia de Deus (Rua Rolante, 400, Amaral Ribeiro). Terça às 20 horas, culto. Quinta às 19h libertação. Sábado às 19h30 culto jovem. Domingo às 9 horas escola dominical, às 10 e 19h30 Culto da Família.

Jovens que compõem o movimento Hip Hop em Sapiranga| Foto: Felipe Laux

DJ É um operador de discos, que realiza bases e colagens rítmicas, compondo batidas ou novos estilos em cima de canções já existentes. Ele pode ser de grupo ou de competição.

MC O “Mestre de Cerimônia”, através de articulações de rimas, fala de problemas, experiência dos guetos e carências em geral da comunidade, lançando um alerta para as autoridades.

Grafite Modalidade de expressão, onde são realizados desenhos que passam mensagens sobre assunto gerais. É realizado em paredes e muros, também utilizando deste espaço para protestar.

Beat Box Este termo significa “caixa de batida”, referindo-se à percussão do vocal do hip hop. Reproduz sons de bateria com a própria voz, boca e cavidade nasal.

Break Conjunto de danças que expressa em movimentações corporais, o mesmo sentimento das outras modalidades. Gangues antigas utilizavam deste segmento para disputar território.

Rap Ritmo de música parecido com o hip hop e que engloba rimas. A tradução literal de rap é “ritmo e poesia”, onde as rimas são feitas em uma velocidade superior à do hip hop.

Hip Hop de Campo Bom contra o crack Campo Bom – Uma atividade promete unir todos os elementos do Hip Hop - box acima - no próximo domingo (7 de abril) na sede da Associação de Moradores do bairro Operária. A partir das 15 horas, ocorre o Hip Hop Contra o Crack, atividade organizada por aqueles que mantém viva a cultura de rua em Campo Bom. Um dos integrantes do movimento Hip Hop campo-bonense, Vitor Aci (o MC Vitão), ressalta que o principal desafio no município é a cidadania. “O rap já foi muito estigmatizado. Além de tu ser um b-boy, grafiteiro é necessário ser

Ministério Internacional da Colheita (Av. 20 de Setembro, 3365, Centro). Quarta-feira às 19h30. Sábado às 20 horas Culto Jovem. No domingo às 19 horas Ceia do senhor. Ciranda de Luz. sábado (30), às 19h30, O Problema da Obsessão (com Carlos Steigleder). Paróquia São Luiz Gonzaga (Rua Liberato Salzano Vieira da Cunha, 805, São Luiz): MISSAS: Quartas, sábados e domingos, às 19 horas. Toda 1ª sexta do mês, às 16 horas, missa do Apostolado da Oração. Capelas: Nossa Senhora Aparecida, na Vila Irmã, domingo às 9h30. Sagrada Família, no Piquete, domingo às 9h30. Santo Inácio de Loyola, sábado às19 horas. São Miguel, no São Luiz, domingo às 8 horas. Santo Antônio, no Porto Palmeira, no 1º e 3º sábado, às 16h30. São Pedro, no Porto Palmeira, 2º sábado do mês, às 16h30, escola Oscar Félix, 4º sábado do mês, às 16h30. ARARICÁ Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Rua Rodolfo Dreyer, 266, Centro). Missas nas quintas-feiras, às 19 horas. No 1º sábado do mês, às 19h e aos domingos, às 8h. Capelas: Nossa Senhora Aparecida (Rua da Várzea, 860, bairro Imperatriz). Missas no 1º sábado do mês, às 16 horas. No 3º

Vitão, Wesley, Valter, MC Diih e Jason | Foto: Deivis Luz

um cidadão”, destaca. Para Jasom de Souza, que ensina a técnica do grafite no Centro de Educação Integrada (CEI) é necessário uma compreensão da cultura do Hip Hop. “Quando se fala-

va em Hip Hop na década de 1990 não havia muita força”, recorda. Hoje, o movimento está fixo com representantes no Poder Legislativo, no Conselho Tutelar e nas escolas.

repercutindo...

louizewasem@gmail.com

Trèè chic

DORMIS ARTWORK

e no 4º domingo do mês, às 9h30. Santa Paulina (Rua José Apolônio da Costa, 690, Bairro Estação). Missas: 1º domingo do mês, às 9h30. Nossa Senhora do Rosário (Rua dos Coqueiros, 360, Vila Rech). Missas: No 4º sábado do mês, às 16 horas. No 2º domingo, às 9h30. São Pedro (Rua Salão Queimado, 250, Porto Palmeira) no 2º sábado do mês, às 16h30. NOVA HARTZ Paróquia Nossa Senhora de Lourdes (Rua Arnoldo Wirth, 16). Segundas às 19h30 (RCC). Quartas e sextas missas às 19 horas. No sábado às 18h30 e domingo às 8 e as 19 horas. Capelas: Nossa Senhora Desatadora dos Nós, em Solitária Alta, no 3º domingo do mês, às 9h30. Três Mártires, no Liberdade, no 2º sábado do mês, às 17 horas. São José, no Arroio da Bica, aos domingos, às 8 horas. Cristo Rei, na Vila Nova, aos domingos, às 9h30. Santa Luzia, no Canto Kirsch, sempre no 3º sábado, às17 horas. São Cristóvão, no bairro Canudos, no 1º e 3º sábados, às 17 horas. Santo Antônio, no Imigrante, aos sábados, às 18h30. Nossa Senhora de Fátima, no Liberdade, no 4º domingo, às 9h30. São Luiz Gonzaga, no Campo Vicente, aos domingos, às 9 horas. Nossa Senhora da Conceição, no Centro, quintas-feiras às 19 horas, aos domingos às 8 horas e no 1º sábado do mês, às 19 horas. Nossa Senhora Aparecida, no Imperatriz, no 1º sábado do mês às 16 horas, no 3º e 4º domingo às 9h30. Santa Paulina, bairro Estação, no 1º domingo do mês, às 9h30. Nossa Senhora do Rosário, na Vila Rech, no 2º domingo, às 9h30 e no 4º sábado do mês, às 16 horas. Igreja do Evangelho Quadrangular, Centro, 3565-2366. Paróquia Evangélica Nova Hartz - I.E.C.L.B, 3565-1123 CAMPO BOM Paróquia Santa Terezinha segunda a sexta-feira às 18h30, sábado às 18 horas e domingo as 8 e 19 horas. Assembleia de Deus sempre nas terças, quintas e sábados às 20 horas. Domingo às 19h30. Comunidade Evangélica nas quartas às 19h30 e domingo às 9 horas.

15

Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz

Louize Wasem

Notícias religiosas e doutrinas

Igreja do Evangelho Quadrangular (Rua Vital Brasil 261, Vila Irma). Cultos as terças, às 20 horas, Culto de Oração. Na quarta-feira, às 20 horas. Sábado às 19h30 Culto Jovem e no domingo às 19h30

Quinta-feira, 28 de março de 2013

Vitão, MC e Conselheiro Tutelar campo-bonense

Muita dignidade em baixo da aba larga O Hip Hop é uma cultura artística que surgiu no ano de 1970, nas comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas da cidade de Nova Iorque, com o intuito de protestar contra os problemas sociais que atingem as principais periferias. Um dos objetivos também era terminar com as brigas de gangues da forma violenta como eram feitas na época, e disputar o “território” dançando e cantando, sem perder a essência. No Brasil, o estilo musical se consagrou na década de 80, tomando força e levando este estilo diferente de música, cultura e até mesmo, de vida. A filosofia seguida pelo segmento cultural é ajudar jovens a sair do mundo das drogas, educar e trazer pessoas para a cultura, buscando o conhecimento através do rap.

Repercussão

4 1

2

OTÁVIO CONCI

LET´S GO

party...prontos para agitarem nas baladas a Banda ALT-4 formada por esses “teen boys” aí da foto agita um Rock e já tem três músicas próprias. André Bender-14 anos (vocal e guitarra), Rafael Engelke-12 anos (baterista), Felipe Engelke-11 anos (baixo) e Vinívius Brito-13 anos (Guitarra e vocal) já arrastam fãs para seus shows... mas bah!... Fazer a diferença é desde cedo que se faz... e essa galera merece todo nosso apoio e estímulo, pois tem talento. Mostram que não existe idade para as coisas acontecerem e se dedicam ao útil... e não ao fútil...Que sirvam de exemplo a outros tantos que poderiam potencializar seus talentos enquanto passam o tempo com atividades nem um pouco convencionais para a idade e sem atitude alguma...Valeu galera, sucesso para vocês e estaremos aí acompanhando essa caminhada, que não é fácil... mas não é impossível... sonhar é preciso ...e fazer acontecer é necessário... Esses prodígios são TRÈÈ CHICS..

1

Com, o slogan” Um carro que para alguns é esportivo e para outros...sedan” chegou as concessionárias Chevrolet o novo Prisma. Com belo design e com cada detalhe para surpreender, vem se tornando alvo de olhares dos apaixonados por carros. Quem comemora é o Gerente da Sinoscar Sapiranga, Marlon Kollet... o carro vem agradando em cheio e despertando desejos de consumo.

2

3

As haypers( modernas e atualizadas) amigas e sócias , proprietárias da Agência G3 Janaina Silveira e Camila Lanius completam 15 anos de atuação no mercado. O trabalhos das jovens mamães e empresárias é visto no Brasil e no mundo, visto que já realizaram e desenvol-

5

veram campanhas globais ... e isso mesmo estando aqui na cidade de Sapiranga... quem sabe ... sabe... quem pode... pode .. e quem entende... faz acontecer...

3

Em destaque o casal Nova-hartense Aline haag Lava e Volmir Lava. A “ teacher” Aline ... apaixonada pela matemática em outros tempos abalava nas passarelas como modelo da Ford Models. Com um grupo de modeletes que hoje curtem a vida de casadas e constituem suas familias a bela Aline abalava na passarela com passos glamourosos e “ matematicamente” calculados...

4

Ele é... TOP e é “CAPA DE REVISTA”... o sapiranguense João Zavaski da Joy

Modernas instalações e as mais novas tecnologias em um novo conceito de atendimento.

Centro de Especialidades | Centro de Diagnósticos

Models e que hoje reside em São Paulo. Nosso belo loiro arrasou novamente nos desfiles do São Paulo Fashion Weeck e segue para o Rio de Janeiro lançando as coleções de inverno dos grandes estilistas. Segue “modelando” e “muzando” pelos espaços mais fashions do país e logo... logo segue, pois o mundo o aguarda.

5

Baladeira... Eloisa Vargas...”só no close”... curtindo uma das animadas noites do Bar Alternativo, espaço que vem se mantendo sempre abarrotado e juntando no espaço o público realmente “ alternativo” em todos os sentidos da palavra. O Bar criou em sua dinâmica todo um processo de separação do lixo e resíduos deixados pelo público na balada.


Veja antes as notícias da região em nossos canais no Facebook e na web

facebook.com/jornalrepercussao

Quinta-feira, 28 de março de 2013

Dengue está sendo vigiada em Sapiranga Prevenção | Município faz vistorias para evitar casos de dengue, buscando principais pontos de proliferação Sapiranga – Cerca de 95 pontos de armadilhas e 62 Pontos Estratégicos (PE) de todos os bairros de Sapiranga, estão sendo vistoriados pela Vigilância Sanitária. O objetivo é impedir a proliferação do vírus em pontos críticos da cidade. Na última semana, os bairros São Luiz (Morada São Luiz e Loteamento Vitória) e parte do Santa Fé, já receberam os fiscais, Fábio Júnior Figueira Garcia e Adriana Steil Evalte. A partir da segunda semana de abril será realizado um serviço diferenciado através do projeto Lira, por meio da inspeção

de casa em casa, pois cidades vizinhas como Nova Hartz e Campo Bom já têm focos. A secretária de Saúde, Tânia Mylius, afirmou que é necessário que haja a colaboração de todos - “A colaboração dos moradores é fundamental na colocação de areia em todos os potes, garrafas e outros frascos, virando-os para evitar acúmulo de água” - ressaltou. O pior local, onde mais acontece reclamações é o Bairro Amaral Ribeiro. Os técnicos fazem a coleta todas as segundas e terças-feiras. Mais informações pelo telefone 3959-1058.

Agentes realizando a vistoria| Foto: Reprodução PMS

+

Notas rápidas...

Carnaval em Sapiranga Sapiranga - No próximo dia 6 de abril, as escolas de samba se apresentarão na Av. João Corrêa, sendo acompanhados pelo carro de som. O desfile foi adiado no dia 3 de março em virtude da chuva.

Heidi Maria Belau da Luz Pós-graduanda em Dependência Química e Saúde Mental Psicoterapia com casais, adolescentes, crianças e adultos

Psicóloga CRP 07/20656

8412 5298 / 3559 7741

daluzedahmer@hotmail.com Getúlio Vargas | 626 | S.01 | Centro Sapiranga/RS

Caminho ecológico e pouco explorado Cascata Morro Canudos | Sequência de quedas d’água tiram o fôlego Nova Hartz – A fotografia ao lado é apenas uma parte das diversas belezas naturais que integram a reserva ecológica de 17 hectares da Prefeitura, em meio a um dos últimos fragmentos de Mata Atlântica ainda intactos na região. Com uma área superior a 170 mil metros a área fica na localidade de Morro Canudos e recebe dezenas de visitantes durante a Kolonie Hartz Fest. Porém, no restante do ano, o local é pouco aproveitado, comparado com outras reservas ecológicas da região. Para chegar a qualquer uma das três quedas d’água existentes no Morro Canudos é preciso ter um guia que conheça a região (forma utilizada pelo Jornal Repercussão para conhecer os espaços) ou perguntar aos moradores durante o caminho para conseguir chegar à cascata principal, que possui uma queda d’água superior a 100 metros. Embora a cascata seja de conhecimento de todos, o Poder Público nova-hartense ainda não buscou apoio federal para a sua exploração turística. Questionado sobre a existência de projetos junto à União e ministérios para potencializar as ações na reserva, o secretario de Gestão, Desenvolvimento Econômico e Relações Institucionais, Adrione Fabiano Britto, foi econômico nas palavras. “Não”, disse por e-mail enviado à reportagem.

Através de um esforço coletivo de diversos profissionais e da ONG Araça-Piranga, um estudo para a criação de uma Unidade de Conservação na Área do Núcleo da Reserva da Biosfera dos Contrafortes do Ferrabraz (onde estão as cascatas) esbarrou na falta de compreensão da valorização da importância da preservação da paisagem.

Ele explica a situação “A Unidade de Conservação daria a sustentabilidade e viabilidade às atividades agroecoturistícas gerando emprego, renda e divisas aos municípios evitando assim o panorama de terra arrasada. Só podemos conceber e implementar o turismo se combinado com a conservação da natureza e educação ambiental. Há carência de recursos humanos e iniciativas privadas sólidas, que poderiam ser minimizadas com estímulo do poder público.” Luís Fernando Stumpf, biólogo e Diretor-presidente da ONG Araçá-piranga

Queda d’água de 40 metros na Mata Atlântica | Foto: Deivis Luz

!

O Estudo da ONG Araçá-Piranga

 A proposta de criação de uma Unidade de Conservação na área dos contrafortes do Ferrabraz vem sendo apresentada às autoridades desde a criação da ONG Araçá-piranga há 15 anos, fundamentada em trabalhos científicos que tem comprovado a importância para a conservação da natureza para a região. A proposta final totalizou uma área de 14.345 hectares em seis municípios das bacias dos Rios dos Sinos e Caí.  A formatação final indicou a criação de dois tipos de Unidade de Conservação (U.C) formando um mosaico, previsto em Lei. Uma delas é a Área de Preservação Ambiental (APA) formando os 14.200 hectares e outra, interna essa com 4.345 hectares, sendo o refúgio de

Cascata possui queda de 100 metros | Foto: PMNH vida silvestre, uma U.C. de proteção integral, formando assim, nas áreas mais preservadas da região, um corredor ecológico. Essa medida facilita a captação de recursos.

preensão, valorização e da importância da preservação da paisagem e da biodiversidade, bem como das forças contrárias além, óbvio, da especulação imobiliária.

 A abertura do protocolo para criação de uma U.C esbarrou na falta de com-

 Toda essa discussão ficou em segundo plano depois da troca de governo, em 2010.


Jornal Repercussão oito