Page 1

Vestibular UEL

Disputa: Jogos Inter Atléticas batem recorde de participantes Pág. 09

Centro: cresce número de imóveis comerciais vazios em Londrina Pág. 05

Guilherme Fiuza: a literatura em várias vertentes Pág. 12

Ano 40 - Nº 00 - 18 de setembro de 2013

Mais de 22.600 candidatos se inscreveram para o Vestibular 2014 da UEL, 10% a mais que na edição anterior. Pág. 06


02

Opinião

18 de setembro de 2013

EDITORIAL

Jornal Laboratório produzido pelo 4º ano do Curso de Comunicação Social, habilitação Jornalismo, da Universidade Estadual de Londrina Coordenação Editorial (docentes responsáveis): Emerson Dias Fábio Silveira Gisele Reche Lauriano Benazzi Editor-Chefe: Deborah Vacari Chefe de Redação: Keli Gevezier Editores: Karen Bueno Bruna Gonçalves Claudia Hirafuji Adam Escada Rosana Reineri Reportagem: Ana Teixeira Allyson Pallisser Isabela Nicastro Guilherme Vanzela Ligia Gomes Larissa Canassa Diagramação: Bia Botelho Mariana Mortari Giulia Espina Projeto Editorial: Emerson Dias Fábio Silveira Gisele Reche Lauriano Benazzi Projeto Gráfico: Erick Lopes Laís Taine Lauriano Benazzi

Pizzalão na Suprema Corte

M

ais uma vez o julgamento do Mensalão não foi concluído. Com o argumento de que “a opinião pública não poderia contaminar a Corte”, o ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal (STF), desempatou a votação apertada: resultado de seis votos a cinco. Pelo resultado, os ministros admitiram a apresentação de novos recursos para os casos em que o condenado teve, pelo menos, quatro votos favoráveis à absolvição no julgamento realizado no ano passado. Com a decisão, o STF decidiu que 12 dos 25 condenados terão direito a reavaliação de algumas de suas penas. Entre o trâmite dos documentos, recursos , prazos de leitura e recesso do Judiciário, o caso pode ser concluído somente no primeiro semestre do ano que vem, sem contar a possibilidade de novos ministros para assumir o caso. Um julgamento histórico que pode acabar em impunidade: se as penas dos réus forem reduzidas para menos de dois anos, alguns réus

podem sair livres. Isso porque esse tipo de pena prescreve em quatro anos, e se forem consideradas as datas das denúncias, em 2007, serão passados seis anos, e ninguém será punido. Fato é que a população está muito insatisfeita com toda essa demora. O próprio Mello relatou as cartas que inundaram seu

Se as penas dos dos réus forem reduzidas para menos de dois anos, alguns réus podem sair livres gabinete antes da votação. Também houve um protesto em que manifestantes tentaram distribuir 37 pizzas na Corte – que representavam os 37 réus julgados. Isso, no mínimo, mostra o reflexo que essa decisão teve na sociedade: tudo com relação à política, no Brasil, tende a acabar em pizza!

EDITORIAL

UEL em destaque

C

om 43 anos, a Universidade Estadual de Londrina só vem crescendo em prestígio. No Ranking Universitário da Folha (RUF), divulgado este mês, a UEL alcançou a 3ª melhor posição das universidades públicas do Paraná, ficando atrás, apenas, da

Os bons índices e o reflexo do ranking está nas mais de 22,5 mil inscrições para o vestibular 2014 Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Na posição nacional, entre públicas e privadas, a universidade londrinense ficou em 23º lugar. A UEL também se destaca na captação de recursos em pesquisa na saúde: recente edital da Fundação Araucária mos-

trou que a Universidade foi a que mais captou recursos para o Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PPSUS). Foram 14 aprovações de 57 projetos selecionados em edital. Esses resultados refletem o esforço da UEL em seu engajamento com as áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. Um exemplo disso será demonstrado no evento Por Extenso, marcado para os dias 9 e 10 de outubro, que em sua segunda edição tem como objetivo divulgar a produção extensionista da Universidade e refletir sobre os resultados dessas atividades. Os interessados em cursar ensino superior percebem os bons índices e o reflexo do ranking está nas mais de 22,5 mil inscrições para o vestibular 2014. É com este prestígio que a UEL segue a tradição de grande número de vestibulandos, conquistando paranaenses e candidatos de vários estados brasileiros.

Chefe do Departamento de Comunicação: Mário Benedito Salles Coordenador do Colegiado de Jornalismo: Ayoub Hanna Ayoub Correspondência: Coordenação do Curso de Jornalismo UEL - Universidade Estadual de Londrina RodoviaCelso Garcia Cid, BR 445, Km 380 CEP 86057-970 Londrina – PR Tel.: (43) 3371-4328 E-mail: jornalpretexto@gmail.com PreTexto na Internet: facebook.com/JornalimoUEL www.issuu.com/jornalpretexto www.jornalismouel.com

Formandos do curso de Jornalismo Matutino da Universidade Estadual de Londrina no encerramento da oficina de Radiojornalismo. Agora é a vez da oficina de Redação com a produção do jornal Pre Texto


18 de setembro de 2013

Opinião

CHARGE

Agenda FESTIVAL DE DANÇA A 11ª edição do Festival de Dança de Londrina ocorrerá de 4 a 13 de outubro e contará com cerca de 20 atrações, dentre elas espetáculos de palco e rua, mesas de debate, oficinas e cursos. Com a ausência do Cine Teatro Ouro Verde parte das apresentações será feita no Circo Funcart, no calçadão de Londrina e também no Anfiteatro do Zerão. Dentre os espetáculos de destaque no contexto nacional e internacional está a consagrada Escola do Bolshoi Brasil e o grupo Odin Teatret da Dinamarca. A data da venda dos ingressos estará disponível no site do Festival na última semana de setembro, já as inscrições para as atividades formativas serão disponibilizadas a partir do dia 23 de setembro. Outras informações no site do evento: www. festivaldedancadelondrina.art.br

RESENHA

700 páginas de Bob Dylan Ganhei o No Direction Home dos amigos no meu último aniversário. Lembro perfeitamente do quão empolgada eu fiquei quando segurei o livro nas mãos e soube que ia ler a melhor biografia já publicada sobre Bob Dylan. Era isso que eu tinha ouvido falar sobre a grande obra da vida de Robert Shelton: que não havia trabalho que chegasse aos pés dele no que diz respeito à vida e à obra de um dos grandes nomes da música de todos os tempos. Então, depois de muito enrolar – porque sou dessas que tem muito mais livros do que consegue ler – eu finalmente terminei de ler o livro esta semana e achei quetodo mundo deveria conhecer um pouco sobre ele. Robert Shelton, para quem nunca ouviu o nome antes, foi o colunista do The New York Times que, em 1961, publicou a crítica “Bob Dylan: a distinctive style”, considerada como o artigo que impulsionou a carreira do jovem – na época, com 20 anos – e o tornou o grande nome do folk mundial. Conforme a carreira deDylan crescia, Robert a acompanhava em cada momento, até ter a ideia, anos depois, de escrever um livro sobre o artista. O único – dizem – que conta com acolaboração de Dylan. O livro é muito diferente do que eu imaginava. Ele não se foca em narrar a vida privada do artista. A parte que trata da família e da infância dele é incrivelmente curta. Shelton se preocupa muito mais em contar sobre o começo da carreira deDylan, os pontos altos, os baixos, as interpretações e histórias por trás das músicas e a relação dele com o músico ao longo dos 20

03

anos que dedicou à produção da obra. É um livro incrível, desses para se ter na estante para sempre. Um título e tanto para qualquer biblioteca pessoal. Mas como nem tudo são flores, levei muito mais tempo do que pretendia para conseguir ler. E não foi por abandonar e retomar a leitura. Foi pela densidade da obra mesmo. Eu sou apaixonada pelas músicas do Bob Dylan já há algum tempo, mas passo longe de ser especialista na obra dele. No Direction Home conta detalhes das parcerias de Dylan com artistas da época como Joan Baez, sua admiração pelofolk de Woody Guthrie, sua amizade com o escritor beat Allen Ginsberg, além de análises do autor sobre todas as músicas lançadas até a publicação do livro. Quem não conhece – como eu – todos os álbuns do músico e não viveu a época para conhecer as dezenas de nomes mencionados, se sente um pouco perdido. Shelton foi incrível por reunir tanta informação, por imortalizar uma época tão conturbada da carreira de Dylan. Foi um verdadeiro exemplo para qualquer jornalista e escritor, mas talvez tenha pecado pela não preocupação com as gerações futuras que viessem a conhecer seu grande trabalho. Gerações que talvez se sentissem um pouco perdidas em meio à avalanche de informações que parece muito pesada para as “breves” 734 páginas do livro. Mariana Mortari é graduanda em Comunicação Social - Jornalismo da Universidade Estadual de Londrina

Começou ontem (19), a 15ª edição do Festival Kinoarte de Cinema, que irá até o dia 29. As exibições serão no cinema do Londrina Norte Shopping e no Sesi Cultural. Os ingressos custam R$ 7 e R$ 3,50. Informações: (43) 3026-6932 - http:// kinoarte.org/

Sábado, dia 21, é o último dia para conferir a exposição “A Biodiversidade do Parque Estadual Mata dos Godoy”. A mostra, organizada pelos gestores ambientais Gustavo Góes e Mariana Lorenzo, é composta por 21 fotografias de autoria de pesquisadores e voluntários que frequentam o parque. A mostra fica na biblioteca pública municipal, das 8h às 13h.

Como comemoração dos 60 anos do Cine Teatro Ouro Verde, foi preparada a exposição fotográfica “Ouro verde: nossa paixão”, que irá até o dia 30 de setembro. As fotos estão expostas no hall de entrada da Prefeitura Municipal de Londrina

PREVISÃO DO TEMPO No Bar Valentino tem Donny Nichillo e Decio Caetano Blues Band + DJ Vitor Cost nesta sexta. No sábado a animação vem do grupo Sarará Criolo + DJ Diego Santos. Em ambos os dias a festa começa a partir da 22h. No domingo tem Barbada + B*Benders a partir das 18h.

Uma exposição de um artista diferente. Igor Celis Bueno tem sete anos de idade e está cursando a primeira série do ensino fundamental. Esse é o pequeno artista que apresenta a exposição “Arte e Fé”, no Espaço Cultural Ceddo. Os desenhos do menino ficam disponíveis até o dia 27.

B S d c B p d d


04

Paraná Notas

DOAÇÃO A última semana de setembro será destinada à conscientização para a doação de órgãos. A semana do doador envolverá várias atividades, dentre elas uma exposição no dia 27, às 19h30, no Catuaí shopping – Catuaí Casa, com fotografias de famílias de doadores e de pessoas que passaram pelo transplantes de órgãos. O objetivo da exposição será mostrar que “Doar faz bem ao coração”. Segundo a coordenadora da Coppot e também organizadora também desta semana, o objetivo da exposição será mostrar que a doação não é boa somente para quem recebe, mas também para a família do doador que se envolve de maneira muito bonita neste processo.

BLOG A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) no Paraná está colocando no ar, nessa sexta-feira (20), um blog próprio. É o Bem na Estrada, um espaço destinado a compartilhar com a sociedade o trabalho feito pelas seis empresas que, há quase 16 aos, administram os 2,5 mil quilômetros de rodovias do Anel de Integração. O endereço é www.bemnaestrada.com.br. A partir de agora, o blog reunia informações de interesse dos cidadãos como o andamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em curso na Assembleia Legislativa, obras rodoviárias, novas tecnologias de tráfego, resultados e estratégias de prevenção e redução de acidentes, projetos de preservação do meio ambiente, além de ações de apoio à cultura, ao esporte e a à educação.

PEDÁGIO As seis concessionárias que administram as rodovias paranaenses entregaram nesta sexta-feira (20), em Curitiba, os documentos requisitados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Pedágios. O material responde às 15 questões elaboradas pelos parlamentares e enviadas por meio de ofício no dia 26 de agosto. São cerca de 50 mil páginas, que explicam o cumprimento dos contratos assinados por Econorte, Caminhos do Paraná, Ecovia, CCR Rodonorte, Ecocataratas e Viapar com o governo estadual. As perguntas versam sobre temas como balanços patrimoniais auditados nos últimos 15 anos, orçamentos de obras, contratação de empresas etc.

18 de setembro de 2013

TRANSPLANTE

Número de transplantes aumenta em Londrina e no PR Reestruturação na Central Estadual de Transplantes do Paraná está possibilitando um maior crescimento no número de transplante de órgãos Ligia Gomes/ Agência Estado

A Comissão de Procura de Órgãos e Tecidos para Transplantes (Coppot), que trabalha em parceria com os hospitais na identificação de possíveis doadores em Londrina e região, registrou aumento de 200% no número de transplantes no Estado entre 2010 e 2013. O índice fez o Paraná saltar seis posições na avaliação nacional de desempenho no setor. A coordenadora da Comissão, Ogle Beatriz Bacchi de Souza, disse que o resultado é reflexo de mudanças operacionais. Segundo ela, até 2011 o trabalho feito pelo COPPOT nas regionais era muito mais administrativo. A partir daquele ano ocorreu uma reestruturação na Central Estadual de Transplantes do Paraná, possibilitando assim um aumento no número de transplantes em Londrina e região, e consequentemente em todo Estado. As equipes da Comissão são responsáveis por pesquisar a existência de potenciais doadores em hospitais e também dão suporte técnico e operacional aos profissionais que abordam os familiares após a morte do paciente. De acordo com a coordenadora, dados compilados até agosto deste ano mostram que

a região de Londrina (onde vivem mais de um milhão de habitantes) tem apresentado média de 11 notificações de morte encefálica por mês. Ao todo, segundo ela, foram 94 notificações e 19 se tornaram doadores efetivos. A realidade da doação de órgãos fez com que o estado do Paraná saltasse da 10a para a 4a posição entre os estados com melhor desempenho na área de doação e transplantes. Isso se deu graças à reorganização do sistema de captação, ao uso da frota aérea do Estado para o transporte de órgãos, ao empenho das equipes de captação e à consciência da população. No ano de 2012 Londrina conseguiu chegar a marca de 34 doadores efetivos e isso é mais que o triplo do que ocorreu no ano de 2010, por exemplo. No estado do Paraná, os dados levam em conta os transplantes de coração, fígado, rim e pâncreas, feitos de janeiro a agosto de cada ano. Em 2013, já foram realizados 324 procedimentos, contra 108 do mesmo período de 2010. O crescimento é de 200% em quatro anos. Transplante de córneas A cozinheira Vera Lucia Moreira de Menezes, de 62

Equipes do COPPOT dão apoio técnico e operacional a todo o processo do transplante de órgãos. anos, fez o transplante de córneas. Operou a vista direita há 5 anos e a esquerda há 7 meses. Segundo ela, a espera na fila durou pouco e a operação aconteceu num hospital em São Paulo. Vera conta que tinha muito medo da operação, e pela demora quase ficou cega, mas quando foi encaminhada, tudo foi rápido e com muito sucesso. Para Vera, a doação de órgãos é importante, pois é uma maneira de fazer o bem. “Eu sei que é doloroso para a família quando perde um ente querido, mas se não fossem essas

pessoas que me doaram as córneas, hoje eu estaria cega”, disse Vera. Ainda diz que no seu caso eram as córneas, mas muitas pessoas esperam tanto tempo por um rim, um coração, um fígado, correndo risco de morte. Segunda ela é preciso um trabalho de conscientização muito bem feito para que todos possam entender a importância de ser um doador de órgãos. Vera concluiu dizendo “Antes de precisar da cirurgia eu já era doadora, mas agora tenho mais certeza ainda dessa minha decisão”.

PRÊMIO

Secretária do Paraná recebe Prêmio Américas 2013 Bruna Gonçalves

A secretária Maria Tereza Uille Gomes, da Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos irá receber o Prêmio Américas 2013 pelo projeto Vozes do Cárcere e outras ações. O prêmio é realizado pelo Instituto das Nações Unidas para Treinamento e Pesquisa (Unitar) e acontecerá no dia 3 de outubro, no Panamá. O projeto Vozes do Cárcere começou há dois anos com uma pesquisa científica para gestão do sistema penal paranaense desenvolvida pela Escola de Educação em Direitos Humanos, da Secretaria, em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR). Durante esses

dois primeiros anos, 13 mil presos dos 31 estabelecimentos penitenciários do Paraná responderam a 46 questões sobre violência nas prisões. Ações como a criação da Defensoria Pública e da Corregedoria e Ouvidoria do Sistema Penitenciário do Paraná e as ações implementadas a partir das sugestões dada pelos próprios encarcerados durante a pesquisa foram relevantes para a conquista do prêmio, além dos avanços na gestão penal. Entre os pedidos, estava o aumento de oportunidades de estudo e de trabalho. Consequentemente, foram formalizados convênios que possibilitam que 57% dos presos estejam estudando e que 28% estejam

trabalhando. Outra ação destacada pela premiação foi a institucionalização do Comitê de Educação em Direitos Humanos do Paraná e seus núcleos regionais dispostos estrategicamente em oito regiões do Estado: Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Francisco Beltrão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina e Maringá. Dessa maneira, foi possível desenvolver processos de formação continuada de servidores do sistema penal por meio de grupos de trabalho. Prêmio das Américas O Prêmio das Américas é destinado a homenagear agentes públicos que contribuam para o desenvolvimento econômico e social da região, sendo

dividido em oito categorias, uma para cada Meta de Desenvolvimento do Milênio (ODM) das Nações Unidas. A cerimônia de premiação será realizada durante o VII Fórum de Competitividade das Américas, na Cidade do Panamá, em 3 de outubro, com presença do presidente do Panamá, Ricardo Martinelli.


Londrina

18 de setembro de 2013 COMÉRCIO

Notas

Imóveis comerciais vazios aumentam em Londrina

SEMANA DA PAZ

Em um ano, oferta para locação cresceu 41%. Despreparo no início dos empreendimentos também influencia neste índice Guilherme Vanzela

O mercado imobiliário londrinense passa por mudanças. Encontrar espaços comerciais para locação na região central de Londrina, que antes era tarefa difícil, hoje é algo comum. Diversos locais estão desabitados há vários meses e servem, inclusive, como estacionamento para quem trabalha no centro e quer evitar a zona azul. Segundo dados de pesquisa desenvolvida pelo Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), divulgada em agosto de 2013, 39% dos imóveis comerciais vagos em toda cidade de Londrina hoje se encontram na região central. De agosto de 2012 a agosto de 2013 houve um aumento de 41% na oferta de imóveis comerciais para locação no centro. Segundo a corretora de imóveis da imobiliária Santamérica, Carmen Lúcia, uma tendência atual é a procura por espaços menores que, consequentemente, possuem um aluguel mais em conta. “A procura não é como alguns meses antes, mas segue boa e que com a chegada do

Espaços comerciais vazios são utilizados como estacionamento no centro de Londrina final do ano as locações têm aumentado”, comentou. Outro ponto a ser destacado é que o preço médio do metro quadrado de imóveis comerciais - que em fevereiro de 2013 chegou a R$ 16,87 - em agosto estava no patamar de R$ 15,74. Para Éber Cordeiro, gerente de locação da imobiliária Raul Fulgêncio, certos imóveis disponíveis para locação podem estar supervalorizados e alguns locatários preferem mantê-los fechados em vez de diminuir o

preço do aluguel. “Algumas imobiliárias fazem avaliações acima do valor de mercado para conseguir clientes e é algo muito negativo. Quem leva o prejuízo é o proprietário que cria uma expectativa distorcida e não consegue locar o espaço. Ninguém quer desvalorizar seu patrimônio, mas como imobiliária temos que dizer a verdade ao cliente”, acrescentou Cordeiro. O despreparo para o início de um empreendimento é outro fator que interfere para

a existência de espaços vazios no centro de Londrina. Cordeiro fala que para a criação de um comércio é preciso muito estudo e que é necessário estar preparado, não só para o lançamento de um negócio, como também para mantê-lo por algum tempo. “Na maioria das vezes, somente com dois ou três anos é que um comércio começa a ter os resultados esperados. É preciso muita paciência e segurança financeira para qualquer investimento.”

ELEIÇÃO

Mais de 60 mil eleitores perderam seus títulos Após longa operação para recadastramento biométrico, Fórum Eleitoral retoma as atividades para regularizar a situação de quem não compareceu no prazo Ligia Gomes

A operação especial montada pelo Fórum eleitoral de Londrina para o recadastramento biométrico encerrou no último dia 6. A cidade conseguiu atingir a cota mínima exigida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que era de 80% do eleitorado, para que as próximas eleições aconteçam já dentro do processo de biometria. O Fórum eleitoral de Londrina retornou as atividades normalmente, na segunda-feira, 16, e o planejamento do órgão até maio de 2014 é refazer os títulos de eleitor extraviados. De acordo com Ademir Ribeiro Richter, juiz eleitoral e coordenador do processo biométrico em Londrina, todas as mais de 60 mil pessoas que não vieram no período de 04 de maio a 06 de setembro para fazer o recadastramento, tiveram os

seus títulos cancelados e agora precisam fazê-los novamente. O juiz afirma que regularizar a situação do título eleitoral é muito importante, pois sem ele a pessoa não pode retirar passaporte, se inscrever em concursos públicos e também não pode assumir cargos oficiais. Durante a primeira semana pós-operação, a média de pessoas que tem procurado o fórum para regularizar a situação tem sido entre 200 e 300 por dia. Por enquanto não há aplicação de multa para esses eleitores. “Não existe uma previsão legal para se aplicar uma multa para estes eleitores agora, quem vai decidir este caso é o TRE”, explica Richter. Ainda de acordo com o juiz eleitoral, alguns boatos de que o cancelamento do título impediria aposentados de receber pensões e levaria ao cancelamento de CPFs, fez com que muitos se preocupassem, e

05

O mutirão de limpeza “Água Fresca”, que será realizado a partir das 9h nesse sábado (21), no aterro do Igapó e ruas dos arredores do Igapó II, abre a 13ª Semana Municipal da Paz. O tema da ação, que inclui diversas atividades até o dia 29, é “Por um mundo sem armas, drogas, violência e racismo”, o qual é o tema social da Copa do Mundo 2014. O objetivo da Semana e disseminar a cultura de paz em Londrina. Para saber de mais atividades da 13ª Semana Municipal da Paz, acesso o endereço eletrônico www.londrinapazeando.org.br.

RURAL O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, e seu secretariado se reuniram na noite desta quinta-feira (19) com a comunidade da região da vila Casoni para ouvir suas demandas e sugestões. O prefeito também apresentou aos moradores as principais ações realizadas nesses primeiros oito meses de mandato. Cerca de 250 pessoas participaram da reunião. Os vereadores Junior dos Santos Rosa e Elza Correia também estiveram presentes. A reunião foi na Igreja Casa de Oração para Todos os Povos. Alguns dos temas apresentados pela comunidade foram: melhoria na sinalização e nas condições das ruas e avenidas da região, principalmente próximo às escolas, uma alternativa mais segura para a travessia da avenida Dez de Dezembro, instalação de postos de vigilância e a volta da patrulha escolar no campo da segurança, a questão do zoneamento e também a volta do posto de saúde da Vila Fraternidade.

APAGÃO

Aldemir Richter, coordenador do processo biométrico em Londrina procurassem o Fórum mesmo depois de terminados os primeiros prazos. A regularização da situação do título eleitoral pode ser feita de segundas a sextas-feiras, das

12h às 18h no Fórum Eleitoral de Londrina (Av. Governador Parigot de Souza, 231- Centro Cívico). São necessários documento com foto e comprovante de residência fixa na cidade.

Pelo menos 43 mil domicílios ficaram sem energia elétrica durante a noite desta quinta-feira (19) em Londrina. O fornecimento de energia foi interrompido em imóveis da Zona Oeste da cidade. Avenidas conhecidas, como Tiradentes e a Maringá, ficaram no escuro por mais de 30 minutos, entre 18h05 e 18h40. Também faltou luz na Universidade Estadual de Londrina, entre 18h15 e 19h. O problema foi causado por um acidente ocorrido na rua Londrina, nas proximidades do Parque Governador Ney Braga. Segundo informações da assessoria de imprensa da Copel, o motorista de um carro bateu contra um poste localizado às margens da via.


06

Campus

18 de setembro de 2013

LEGISLATIVO NAFI

O importante é não ficar parado O NAFI oferece diversas atividades e as inscrições continuam abertas Isabela Nicastro

Condicionamento físico, natação, pilates, tênis de campo, musculação e dança de salão são algumas das atividades oferecidas pelo NAFI, o Núcleo de Atividade Física da UEL. Desde a criação, em 1998, o objetivo do Núcleo é ofertar programas de atividade física à comunidade universitária e também externa. A diversidade de modalidades, o acompanhamento de profissionais qualificados e o preço acessível são os principais atrativos, principalmente, para os londrinenses que não têm vínculo com a Universidade. É o caso de Zenaide Gonçalves de Medeiros da Silva, mãe do Pedro Vinícius, de 10 anos e do Luís Guilherme, de 9. Os dois fazem natação às terças e quintas, no horário da manhã, pelo Programa de Atividade Física do NAFI. Zenaide conheceu o programa através da indicação de uma amiga e logo resolveu inscrever as crianças. Ela é consultora de marcas de cosméticos e, apesar de não ser estudante ou funcionária da UEL, afirma que optou pelo NAFI por conta do preço e pelo aprendizado com

os profissionais de educação física. “Se você for avaliar desde quando meus filhos entraram na natação, eles evoluíram muito. Além disso, eles aprendem ao mesmo tempo em que se divertem e fazem novas amizades”, explica Zenaide. A coordenadora geral do NAFI, Rosângela Marques Busto, afirma que, a cada semestre, o principal objetivo é atrair a comunidade interna da Universidade, mas principalmente as pessoas que não têm contato com a UEL. Para isso, a divulgação é essencial. Há sempre uma distribuição de panfletos com os horários de cada atividade física, além da divulgação na mídia. No entanto, para Rosângela, o “boca a boca” ainda é o principal meio para atrair inscritos. “A maioria que se interessa acaba conhecendo o NAFI através de uma indicação de um amigo ou de um familiar. Quando uma pessoa chega para fazer a inscrição, ela conhece a estrutura, tem mais informações sobre os professores e fica empolgada com o preço acessível,” disse a coordenadora. O custo das atividades varia de R$ 110,00 a R$ 160,00 e vale para todo o semestre. Foi o que aconteceu com Erdeli Coral de Oliveira, de 55 anos. Professora aposentada, ela ficou sabendo sobre as inscri-

O Núcleo de Atividade Física da UEL (NAFI) oferece diversas atividades à comunidade interna e externa ções para esse semestre, através do filho. O preço baixo e a boa estrutura atraíram a sua atenção. De imediato, Erdeli se interessou pelo tênis de campo. Apesar de nunca ter tido experiência com a modalidade, ela resolveu arriscar. De segunda e quarta, a partir das cinco horas da tarde, ela chega à quadra externa de tênis, no Centro de

Educação Física e Esporte da UEL (CEFE) e, de raquete em punho, faz alguns exercícios de aquecimento e alongamento antes de começar a praticar. “Eu só sabia jogar pingue-pongue aí quando cheguei aqui achei que ia ser a mesma coisa, só que é bem diferente. A gente aprende demais, é uma oportunidade e tanto para não ficar parada”,

afirmou, com ânimo, Erdeli. Apesar de divulgar a programação no início de cada semestre, é possível se inscrever nas atividades a qualquer momento, através da secretaria do NAFI. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 14h até 18h. Para mais informações, o telefone para contato é o (43) 3371-4143.

VESTIBULAR

Vestibular 2014 da UEL tem aumento no número de inscrições

22.691 candidatos se inscreveram para o processo seletivo desse ano, cerca de 10% a mais do que o número de inscritos no ano passado Isabela Nicastro

O final do ano se aproxima e a ansiedade aumenta. Está chegando a hora de colocar em prática todo o conhecimento adquirido em anos de estudos. Faltam menos de dois meses para a primeira fase do Vestibular da UEL, que será realizada no dia 10 de novembro. Enquanto a tão esperada data não chega, os alunos continuam a se preparar. É o caso de Alex Júnior dos Santos Oliveira, de 21 anos, aluno do Cursinho Pré-Vestibular da UEL (CEPV). Ele fez a inscrição para o curso de Direito, no período noturno. O próximo vestibular será o quarto na lista de tentativas realizadas por Alex. No entanto, ele garante: “Estou confiante! Nesse ano me preparei melhor, tenho fé que vou conseguir”. O Vestibular 2014 encerrou as inscrições no dia 12 desse mês. Foram registradas 22.691

inscrições, um aumento de cerca de 10% em relação ao concurso passado. A responsável pela Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS), Cristina Valéria Bulhões Simon, acredita que esse aumento no número de inscritos se deve ao fato de o calendário de provas deste ano não coincidir com a maioria dos vestibulares. A 1ª fase coincidirá apenas com o vestibular da Unicamp, de Campinas, enquanto a 2ª fase será realizada ao mesmo tempo em que a prova da Universidade Federal do Paraná, a UFPR. Além disso, Cristina Simon atribui o aumento da procura à divulgação do concurso Vestibular 2014. “A Feira de Profissões, realizada em junho no campus universitário proporcionou visibilidade aos nossos cursos, assim como nossa entrada no Facebook. O Facebook estreitou a relação entre nós e

o nosso público alvo. Já temos mais de 1.400 curtidas!” afirma, com entusiasmo. Alguns cursos ampliaram significativamente o número de inscritos nesse ano: “Medicina teve um aumento de 3.669 do ano passado para 4.907 em 2013. Esporte foi de 49 inscritos para 87 nesse ano. Física Licenciatura, de 50 para 80. Direito Vespertino de 447 para 1.127. Incluindo os demais períodos do curso de Direito, cada um teve mais de 1000 inscritos”. O vestibular da UEL será realizado em duas fases. Na 1ª fase, no dia 10 de novembro, será a prova de conhecimentos gerais. Na 2ª fase, em dezembro, as provas serão de línguas e redação, conhecimentos específicos e habilidades específicas. A prova de habilidade específica para o curso de Música será realizada no dia 29 de setembro. A expectativa para o vestibular

Vestibular 2014 da UEL tem aumento de cerca de 10% no número de inscritos. deste ano, segundo a coordenadora da COPS, é que ele seja tranquilo “Apenas me preocupo um pouco por causa das obra de duplicação da rodovia PR445, que dá acesso ao campus. Como costumamos ter um fluxo mais intenso em dias de pro-

vas, esse ano vai ser um pouco mais complexo. No entanto, já estamos pensando em alternativas. O que importa é proporcionar aos alunos segurança e tranquilidade para que cheguem aos locais de prova confiantes”, disse Cristina.


Campus

18 de setembro de 2013 TRAINEE

Peroba Rapidinhas

Trainee abre chance para o mercado

Heron Heloy

SOBRAS DANOS DEFESA EDOS DIREITOS DAS MULHERES

Estudantes procuram trainee para garantir uma vaga no mercado de trabalho Ana Teixeirs

O processo de treinamento para recém-formados chamado trainee e os demais programas de qualificação profissional similares vem com toda a força nos últimos tempos como um método de seleção válido para a escolha de futuros funcionários. Toda a estratégia utilizada pelo trainee ajuda aqueles que concluíram a graduação recentemente a exercer tudo o que aprenderam no curso sem serem tão cobrados como seriam se fossem funcionários fixos. Além desses benefícios, há possibilidade de aprender um pouco mais sobre como funciona o mercado de trabalho que se mostra muito diferente da rotina de um curso dentro da univer-

sidade. Cada empresa tem o próprio objetivo com o trainee, mas o princípio para todas é lapidar um recém-formado conforme as exigências da rotina e dos valores pedida por ela. “O objetivo geral é desenvolver um funcionário com o conhecimento e cultura da empresa e isto é mais fácil quando a pessoa é nova no mercado. Está difícil contratar pessoas já prontas”, explica Thaís Carneiro Monteiro, gerente de Recursos Humanos da Admita. Para quem ainda tem um certo receio, Gustavo Pereira Assumção é um bom exemplo de como o treinamento mudou a sua vida para melhor e abriu muitas portas. “Acho que pra mim o mais interessante foi

conseguir conviver com muitos profissionais bacanas e ter acesso a um universo que eu conhecia muito pouco. Aqui a gente teve estrutura para desenvolver um projeto e colocá-lo em prática, algo que é bem raro nos dias de hoje”, relata o jovem que foi selecionado para o treinamento editorial do Curso Abril de Jornalismo. Durante o processo, Assumpção aproveitou o máximo possível. “Acho que é importante aproveitar o período de treinamento da melhor maneira, se mostrando o tempo todo interessando e participativo”, conta o jornalista que foi efetivado após o trainee. Uma boa dica para quem pretende investir nesse tipo de preparação para tornar-se um

futuro funcionário é informar-se sobre o local onde quer trabalhar. “Conhecer um pouco mais da empresa, sobre com o que ela trabalha, os seus valores internos e quais funções pode exercer lá dentro ajuda muito os recém-formados”, diz Thaís. As oportunidades que o trainee oferece são muitas e quando um jovem começa aos poucos dentro de uma empresa, pode vir a atingir altos cargos, como espera Cibelle Nascimento, que está se formando em Marketing e se inscrevendo para treinamentos este ano. “Acredito que este tipo de programa é a melhor opção para início de carreira, uma vez que pode acelerar o crescimento dentro de uma empresa”, diz a estudante.

PROJETO DE EXTENSÃO

Extensionismo a serviço do aprendizado Estudo sobre a qualidade do leite será apresentado no simpósio Por Extenso Ana Teixeirs

Com o objetivo de dar oportunidade para os alunos explorarem projetos de extensão e aprender na prática o que estudam na teoria, a Universidade Estadual de Londrina (UEL) realiza a segunda edição do Por Extenso: Simpósio de Extensão da UEL que traz métodos inovadores e resultados otimistas das pesquisas. Com conferências, mesas redondas e apresentações orais divididas por áreas temáticas, o evento conta com dois dias de atividades. O Simpósio será realizado nos dias 9 e 10 de outubro no prédio do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), localizado no final do calçadão da Universidade. Com a oportunidade oferecida aos alunos pelo Simpósio, eles podem apresentar os seus projetos e divulgá-los para a comunidade acadêmica, tendo também a experiência de vivenciar a aplicação dos estudos. Com essa chance de estudar a teoria, publicar artigos e aplicar todo o aprendizado para ajudar a comunidade, o projeto

Alunos aprendem a prática de ordenha com produtores de leite “Leite do Paraná – Produzindo qualidade de vida – Fase dois”, traz aos alunos do curso de Medicina Veterinária a vivência dos conteúdos teóricos junto aos produtores de leite na prática do ordenho. O principal objetivo é o aumento da qualidade do leite produzido pela diminuição de contaminações. “Para os alunos que participam do projeto a importância consiste na vivência de trabalhar com o produtor. Existe também a humildade de alguém que se coloca na posição de quem aprende muito com os produtores rurais, podendo vivenciar

na prática e aplicar o que aprenderam”, conta Vanerli Beloti, coordenadora do projeto e professora do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva. Um dos autores do artigo, que na época da elaboração era estudante de Medicina Veterinária, José Carlos Ribeiro Junior, teve boas experiências no projeto. “Trabalhar com os produtores foi muito bom e o resultado foi satisfatório. É legal poder ver um ótimo resultado com uma coisa simples de fazer”, diz Ribeiro Junior. Formado em Veterinária, hoje traba-

07

lha com qualidade do leite no Mestrado de Ciência Animal na UEL. O aprendizado prático dos estudantes traz benefícios aos produtores, pois a lei determina um padrão de qualidade do leite e se algum produto não se encaixa nos níveis estabelecidos, não é possível colocá-lo no mercado. O prejuízo que isto proporciona pode ser muito alto, mas se o leite tiver uma boa qualidade, pode haver até lucro durante as vendas. Por este motivo, o projeto foi escolhido para ser apresentado no Por Extenso.

Recentemente o MEC divulgou dados do Índice As inscrições para aGeral ofide C ursos (IGC) e do a Unopar cina: “Conjuntura femise destacou entre as de melhores nismo e estratégias advouniversidades do país. A Unocacy em defesa dos direitos par alcançou a 14ª das mulheres” vãopontuação até o dia entredetodas as universidades 24 setembro. O evenparticulares paísDepartae a 3ª to realizadodopelo maior pontuação no estado do mento de Ciências Sociais O Enade 2008Estadual avaliou eParaná. a Universidade o desempenho dos estudande Londrina (UEL) ocorre tes dia dos 26 cursos de Engenharia no de setembro das de Computação, Engenharia 14h30 às17h30 na sala de Elétrica, Química, eventos do CentroPedagogia de Lee Superior de Tecnologia tras e Ciências Humanas em na AnáliseOe Desenvolvimento de UEL. objetivo da oficina éSistemas contribuir(Londrina/Araponpara a formação gas). de ativistas de grupos de

defesa dos direitos das muSOMENTE OSde AZUIS lheres, a fim orientar e planejar estratégias políticas resultados comprovam no Os cenário brasileiro atual. o nível conhecimento do Para se de inscrever é necessáaluno, seu comprometimento rio mandar uma mensagem e a qualidade ensino oferepara o emaildo estudos_de_ cido pela Unopar, que possibigenero@uel.br. A taxa de lita que osé futuros formandos inscrição R$ 5. Mais inforsejam vistos pelowww.uel.br/ mercado de mações no site forma diferenciada. Os telefocursos eventos/gpp ou pelo Superior de Tecnologia em ne (43) 3371-4456. Análise e Desenvolvimento de Sistemas (campus Londrina), Engenharia da Computação e INDÚSTRIA Engenharia Elétrica, obtiveram FARMACÊUTICA a maior pontuação entre os cursos Nosofertados dias 26 pelas e 27Instide tuições de Ensino Superior do setembro, o curso de FarParaná, da públicas privadas. o mácia UEL epromove II Simpósio de Introdução à SÓ PARA O LOUCOS Indústria. objetivo é apresentar e discutir habilidades Recentemente o MEC di-à farmacêuticas relacionadas vulgou dados do Índice Geral indústria de medicamentos, de Cursos (IGC) Unopar cosméticos e dee aprodutos se destacou entre as melhores para a saúde, esclarecendo do país. A Unoeuniversidades demonstrando as margens par atuação alcançoudo a 14ª pontuação de farmacêutico entremercado todas as de universidades no trabalho. particulares do realizado país e a no 3ª O evento será maior pontuação no estado do anfiteatro do Hospital UniParaná. O da Enade 2008 avaliou versitário UEL. O valor é o desempenho dos estudande R$ 70. Inscrições e mais tes dos cursospelo de site Engenharia informações www. de Computação, Engenharia uel.br/eventos/siuin/. Elétrica, Química, Pedagogia e Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento POESIA, CRÔNICA E de Sistemas (Londrina/AraponMÚSICA gas). O Departamento de BIZARRICES Letras Vernáculas e Clássicas promove o “Seminário Os resultados comprovam Primavera dos Centenários: o nível deBraga conhecimento do Rubem e Vinicius aluno, seu comprometimento de Moraes”, entre os dias e a qualidade ensino ofere23 e 25 dedosetembro. O cido pelatem Unopar, possibievento comoque finalidade lita que os futuros formandos incentivar o contato entre sejam vistos pelo pesquisadomercado de professores, forma Os cursos res e diferenciada. alunos de instituições Superior de Tecnologia diversificadas, promoverem o Análise e Desenvolvimento de intercâmbio de reflexões Sistemasa (campus sobre poesia, aLondrina), crônica da canção, Compu. refletir eEngenharia a letra da sobre as especificidades dos E DEU M... autores e o diálogo mantido com outros escritores e Os resultados comprovam discutir os possíveis contatos o nívelasdelinguagens conhecimento do entre diversas aluno, seu comprometimento como música, cinema, teae a qualidade do ensino oferetro, jornalismo, traduções e cido pela Unopar, que possibiadaptações e a obra desses lita que osMais futuros formandos autores. informações sejamsite vistos pelo mercado de no http://www.uel.br/ forma diferenciada. Os cursos eventos/primaveradoscenSuperior de Tecnologia em tenarios/. Análise.


08

Geral

18 de setembro de 2013

DROGAS

Adultos jovens são os principais usuários de crack, aponta pesquisa Estudo é o maior realizado no país a respeito do uso da droga Adam Escada

Uma das maiores pesquisas realizadas no país revelou que usuários de crack no Brasil são principalmente adultos jovens, com idade média de 30 anos. Os dados mostram que 78,7% são homens e 60,6% solteiros. Além disso, possuem, na maior parte dos casos, baixa escolaridade. Os dados fazem parte da pesquisa Perfil dos Usuários de Crack e/ou Similares no Brasil, divulgada na última quinta-feira pelos ministérios da Justiça e da Saúde. Encomendado pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad) à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o levantamento revela as principais características epidemiológicas dos usuários de crack e outras formas similares de cocaína fumada - pasta-base, merla e oxi - no país. A pesquisa também aponta uma expressiva proporção de usuários em situação de rua, com aproximadamente 40% deles nessa condição. A maioria dos usuários (65%) obtém dinheiro por meio de trabalhos esporádicos ou autônomos. Atividades ilícitas, como tráfico de drogas e furtos, por exemplo, foram relatadas por uma minoria dos usuários (6,4% e 9% respectivamente). Para coletar os dados, cerca de 500 profissionais como pesquisadores, assistentes sociais e psicólogos, foram a locais de consumo da

ORIENTE MÉDIO

Grandes petrolíferas ficam de fora do leilão do pré-sal que o leilão despertou muito mais interesse em estatais que visam assegurar reservas e não em petroleiras que querem lucrar com a venda de petróleo. A área a ser licitada tem cerca de 1,5 mil quilômetros quadrados. O volume de petróleo recuperável deverá oscilar entre oito bilhões e 12 bilhões de barris. Segundo o edital, os ganhadores da licitação deverão desenvolver atividades de exploração de petróleo por quatro anos, prazo que poderá ser estendido, como prevê o contrato de partilha de produção.

As empresas petrolíferas norte americanas Exxon e Chevron e as britânicas British Petroleum (BP) e British Gas (BG) informaram que desistiram do leilão do pré-sal do Campo de Libra, marcado para 21 de outubro. A disputa atraiu 11 empresas interessadas no processo, mas o número foi muito abaixo do esperado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que previa 40 empresas disputando o leilão. Executivos do setor apontam que a ausência dessas empresas reforça a tese de

ECONOMIA

Recursos do mensalão devem ser julgados em 2014

Perfil de Usuários do Crack aponta para jovens de classe baixa droga, mapeados com a ajuda de fontes locais - secretarias de Saúde, Assistência Social e Segurança, além de organizações não-governamentais e lideranças comunitárias. Nesses locais, as equipes identificaram usuários, que foram entrevistados entre novembro de 2011 e junho de 2013. Ao todo 7.381 usuários de crack em 112 municípios de portes variados - incluindo todas as capitais brasileiras

- responderam às perguntas. Além desse estudo, os ministérios divulgaram hoje a pesquisa Estimativa do Número de Usuários de Crack e/ou Similares nas Capitais do País, que indica a existência de 370 mil usuários regulares nas capitais brasileiras e no Distrito Federal. O conjunto de dados é, segundo o Ministério da Justiça, o maior e mais completo levantamento feito sobre o assunto no mundo.

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que os réus do mensalão irão ter direito a um novo julgamento, o ministro Marco Aurélio afirmou que o julgamento dos 12 réus condenados deverão ser julgados no primeiro semestre de 2014. Com a decisão que reabriu o julgamento, de acordo com o Regimento Interno do STF, os réus só poderão entrar com novo recurso, após a publicação do acórdão, o texto final do julgamento. A previsão é que o documento seja publicado em 60 dias. Com isso, o documento de-

verá sair no mês de novembro. A partir daí, os advogados terão 15 dias para entrar com os embargos infringentes. Ainda existe a possibilidade de o prazo passar para 30 dias, conforme pedido das defesas. Neste caso, o plenário terá até a segunda quinzena de dezembro para analisar a questão. Após esse período, começa o recesso de fim de ano do STF, e as atividades serão retomadas em fevereiro de 2014. Sendo assim, o novo julgamento só deverá ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

Regras para eleição podem mudar

Papa fala de divorciados e homossexuais

Caso da espionagem no Brasil

Inspetores da ONU devem retornar à Síria

Mais Médicos reprova um estrangeiro

O texto da minirreforma eleitoral aprovado na última semana no Senado pode entrar na pauta de votações da Câmara dos Deputados já no inicio da próxima semana. A pressa é para que a votação ocorra a tempo de as regras valerem já nas eleições do ano que vem. No entanto, a votação depende da retirada da urgência constitucional do novo Código da Mineração, que está trancando a pauta de votações do plenário da Casa.

O papa Francisco recomendou à Igreja Católica para “acompanhar” os homossexuais e divorciados “com misericórdia” e “a partir das suas condições” de vida real. Na entrevista à revista jesuíta Civiltà Cattolica, o papa também mencionou a questão do aborto, dizendo que se uma mulher interrompe a gravidez, fato que “pesa muito” e do qual ela está “sinceramente arrependida”, o seu ato deve ser perdoado. “O confessionário não é uma câmara de tortura, mas um lugar de misericórdia” acrescentou na entrevista.

A decisão da presidenta Dilma Rousseff de adiar a viagem aos Estados Unidos, programada para outubro, foi vista com bons olhos pelo o chanceler argentino Héctor Timerman “foi uma das mensagens mais importantes da região para o mundo nos últimos anos”, comentou o chanceler. Dilma anunciou essa semana que só marcará nova data para a visita de Estado aos EUA, depois que o presidente Barak Obama investigar as denúncias de que tanto ela quanto a Petrobras foram alvo de espionagem eletrônica.

Os inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU) especializados em armas químicas devem regressar “em breve” à Síria para investigar as acusações de que o regime e a oposição são alvo, anuncia o chefe da missão de peritos, Ake Sellstrom. A equipe, que esteve na Síria em agosto, concluiu em um relatório apresentado na última segunda-feira (16) que foram usadas armas químicas em grande escala no conflito sírio. Os inspetores encontraram provas de que centenas de pessoas morreram devido ao uso de gás Sarin, no último dia 21.

O Ministério da Saúde divulgou que dos 682 médicos com diploma estrangeiros que chegaram ao país para o treinamento da primeira etapa do Programa Mais Médicos, 11 ficaram de “exame” e um foi reprovado. Durante três semanas, os profissionais tiveram aulas sobre saúde pública, com foco na organização e funcionamento do Sistema Único de Saúde e língua portuguesa e em seguida foram avaliados sobre os temas.


Esporte

18 de setembro de 2013

09

LEC

Tubarão enfrenta nova batalha Prefeitura e LEC discutem reintegração de posse do VGD Allyson Pallisser

Depois de um campeonato paranaense agitado e de perder a vaga na série D de 2014, o Londrina Esporte Clube (LEC) começa a passar por outro período polêmico, desta vez um pouco mais burocrático. O Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD) agora é o centro das atenções. Os torcedores do Londrina não receberam a notícia sobre a reintegração de posse do VGD com bons olhos e passaram a se munir de argumentos contra o mandato. “O VGD é a casa do Tubarão, estamos há anos aqui, a sede administrativa do Londrina é aqui, a escola de boxe do Londrina, que atende a diversas pessoas, é aqui, a sede da Falange azul é aqui e as escolinhas de base do Londrina funcionam aqui, não tem porque o Tubarão sair daqui”, relata Marcelo Fuentes, vice-Presidente da torcida organi-

zada Falange Azul. A última gestão da Prefeitura Municipal de Londrina, coordenada pelo ex-prefeito Homero Barbosa Neto, pediu a reintegração de posse do estádio, que há está anos sob concessão do LEC. Segundo o executivo a direção do Londrina não estava fazendo bom uso do espaço. O projeto caminhou, a poeira abaixou e os ânimos se acalmaram depois que Barbosa foi cassado. O VGD passou a ser então, de responsabilidade da próxima gestão do município. Desde o início deste ano, entretanto, a prefeitura vinha tomando uma direção contrária com relação à gestão anterior e anunciou que vai estudar possibilidades de conceder o VGD ao Londrina por mais dez anos. Para o blogueiro e torcedor Mário Henrique Cardoso, “a vida do Londrina funciona aqui, o VGD é a mordida do tubarão, nós precisamos do estádio para exercer aquela pressão em cima do adversário em jogos [nos quais] o Café não consegue, por ser muito grande”. Cardoso critica a maneira de lidar da prefeitura com o caso,

Marcelo Benini, presidente da Falange Azul, não acredita que a reintegração aconteça segundo ele “porque isso só acontece aqui, no centro da cidade? Lá na Zona Norte foi doado um espaço para o time do cincão e ninguém questionou, isso é interesse”.

O presidente da Falange Azul, Marcelo Benini, fala tranquilamente sobre o assunto porque acredita que a reintegração não vai acontecer. “Estamos otimistas com o resulta-

UNIVERSITÁRIOS

JIA amadurece e chega na quinta edição Allyson Pallisser

A quinta edição dos Jogos Inter Atléticas (JIA) foi marcada por rivalidade e descontração. A atlética do curso de Educação Física da UEL conquistou o tetracampeonato este ano, seguida pela equipe do curso de Direito. Entre atletas e comissão organizadora, o evento contou com cerca de 2 mil pessoas. Educação Física e Direito (campeã no ano passado) mantêm hegemonia nos jogos, mas não tira o ânimo dos participantes das demais atléticas. No total, participaram 17 atléticas. E tudo isso começou lá em 2009, quando alguns universitários tiveram a ideia de criar um campeonato local e em dias reduzidos no qual os alunos pudessem jogar e prestigiar este evento. Em 2010 foi tomada a iniciativa de ampliação desses jogos e a primeira edição do JIA saiu do papel e pulou para as quadras. Inicialmente, com apenas quatro modalidades coletivas: futsal, voleibol, handebol e basquetebol. À união destas atléticas foi dado o nome de Liga das Atléticas de Londrina (LAL), que anualmente organiza os JIA por intermédio da Comissão Organizadora (CO). As modalidades disputadas atualmente são o grande exemplo disto: futsal, vôlei, basquete, handebol, xadrez,

judô, tênis de mesa, tênis de quadra, atletismo, vôlei de praia, futebol de campo e natação. As atléticas também pularam de 15, inicialmente, para 19 (duas não participaram este ano), agora com representantes de várias universidades de Londrina: UEL, PUC, Pitágoras, Unopar, Unifil e UTFPR. “O JIA chegou a um nível muito bacana, as atléticas estão em um padrão de competição muito alto para um evento universitário, me dá arrepio ver de perto isso hoje em dia”, disse Rodrigo Gonçalves, um dos fundadores dos jogos. Para Gonçalves, além do show que a galera vem dando em quadra, a “organização também está cada vez mais impecável, a CO está bem dividida entre universidades e cursos. O JIA têm até mesmo uma assessoria de imprensa. Esse ano estava especial”, defende. Para Soraya Yoshida, Presidente da Atlética de Engenharia da UTFPR e ex-presidente da LAL, “fazer faculdade vai além da sala de aula. Participar e organizar os jogos traz valores para a vida. Conhecer amigos, ajudar entidades carentes, disputar ponto-a-ponto uma colocação, isso me move a colaborar com os jogos e é isso que faz falta no universitário, espírito de equipe, fazer um pouco mais pelo outro. Espero que o JIA só aumente mesmo”.

Vôlei foi uma das modalidades disputadas nos jogos

Atletismo fez parte das disputas individuais

do. É claro que não podemos parar de pressionar, o espaço é do Tubarão, este espaço aqui a Falange Azul construiu, vamos lutar por isso aqui o quanto for necessário”.


10

Cultura

18 de setembro de 2013

HÁBITOS

Cadê o leitor? Escritores presentes na Semana Literária do Sesc confirmam redução de leitores no país Larissa Piauí

A procura por leitores ávidos a gastar tempo e principalmente dinheiro em livros foi o tema da edição de 2013 da Semana Literária do SESC. Os escritores que estiveram em Londrina tentaram responder a pergunta por meio de vários caminhos que envolvem educação, poder aquisitivo e espaço na agenda diária. O outro lado do balcão também tem suas responsabilidades: a qualidade, tanto da produção literária quanto da editoração, também é levada em conta pelo atual leitor brasileiro. Um fato interessante que acontece aqui no país é que, ao mesmo tempo em que cresce o mercado editorial e a venda de livros, esses números positivos não são refletidos na quantidade de livros que os brasileiros leem por ano. Pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, realizada pela Fundação Pró-Livro em parceria com o Ibope Inteligência, mostrou queda no número de leitores no país: de 95,6 milhões, índice registrado em 2007, para 88,2 milhões em 2011. O índice representa uma queda de 9,1% no universo de leitores ao mesmo tempo em que a população cresceu 2,9% neste período. “O grande número de visitantes nas bienais de livros, o

Semana Literária do SESC apresenta auditório lotado, o que não reflete a realidade da leitura no país lançamento de muitos livros por ano e a crescente venda, muita vezes não é percebida no comportamento das pessoas. Pois, muitas vezes eles querem apenas ter um contato com o escritor e não com a literatura que ele produz” afirma o escritor Flavio Carneiro. A dificuldade em achar a resposta correta para a pergunta se dá porque, no Brasil não é uma tarefa simples encontrar um leitor longe dos lugares mais comuns e prováveis, como sala de aula, biblioteca e livraria. Em outra pesquisa, realizada no início deste ano pelo Ibope, mostrou que 25% dos leitores possuem ensino superior completo. Entre os brasileiros que não possuem o ensino formal, o índice de leitura fica em 0,3%. Outro problema decorre da difusão da internet e uso das redes so-

CINEMA

INVOCAÇÃO DO MAL:

A CAÇA:

Em contrapartida, o jornalista Guilherme Fiuza afirmou que editoras e livrarias contam com um grande campo a ser explorado. “Hoje com certeza o mercado editorial é muito melhor do que existia há anos. É possível ser publicado todo tipo de livro e a maior parte do que é vendido está na categoria de autoajuda. As pessoas estão obcecadas em buscar o aperfeiçoamento em tudo o que faz e alcançar o êxito na vida o mais rápido possível”, explicou Fiuza. Ao ouvir os escritores da Semana Literária do SESC, concluímos que a literatura ainda é essencial para a vida e os livros possibilitam vivenciar um mundo encantador com muitas experiências. A função do livro é causar transformação e gerar um transtorno no leitor. Para isso a sua leitura não deve ser obrigatória e sim sugestiva e prazerosa.

ELYSIUM:

DOSE DUPLA:

Em cartaz

(Direção: Thomas Vinterberg. Elenco: MadsMikkelsen, Thomas Bo Larsen, Annika Wedderkopp, LasseFogelstrom. Drama). Lucas trabalha em uma creche tentando reconstruir a vida após um divórcio complicado. Tudo corre bem até que o protagonista é acusado de um crime sexual. A partir daí sua vida vira um inferno. Cine Com Tour.Diariamente: 20h30, finais de semana e feriados também às 16h.

ciais. “Hoje se escreve cada vez mais e se lê cada vez menos. Isso é um absurdo, porque não é possível escrever bem ser antes ter lido muito. O resultado disso é que as narrativas se tornaram fracas e fragmentadas”, analisou Ronaldo Correia Brito. A escrita nas redes sociais, segundo o escritor, contribui para a quebra da narrativa longa e bem construída em favorecimento do pensamento fragmentado e breve. Ainda segundo autores, parte destas dificuldades ocorre pela necessidade de um conhecimento anterior. “Para usufruir da literatura é preciso ter um background. Não se pode ler sem antes ser alfabetizado e capacitado a compreender um texto, é essa maior dificuldade que a literatura enfrenta no Brasil. Infelizmente, aqui o ensino da educação é péssimo”, sentenciou Luis Ruffato.

(Direção: James Wan. Elenco: Vera Farmiga, Patrick Wilson, Ron Livingston. Terror). Um casal se muda para uma casa nova juntamente com suas cinco filhas. Inexplicavelmente, estranhos acontecimentos começam a assustar a família. Royal Plaza - diariamente: 14:00, 16:15, 18:40 e 21:00. Catuaí Shopping: Sala 1 (Sex, Seg, Qua) 16:45, 19:00 e 21:30 (Sab, Dom) 15:15, 17:30, 19:45 e 22:00 (Ter, Qui) 19:00 e 21:30 - Sala 3 (Sex, Seg, Ter, QuaQui) 18:00 e 20:15 (Sab, Dom) 16:30, 18:45 e 21:00. Londrina Norte Shopping - diariamente: 16:30, 21:30, 14:10 e 19:00. Shopping Boulevard diariamente: 14:50, 19:50, 12:30, 17:20, 22:20

(Direção: Baltasar Kormákur. Elenco: Denzel Washington, Mark Wahlberg, Paula Patton. Ação, comédia). Um agente especial e um perito em inteligência militar são contratados para roubar um banco. Logo, eles descobrem que sua verdadeira tarefa é outra: eles devem investigar um ao outro. Royal Plaza – diariamente: 18:30 e 21:00. Catuaí Shopping - Sala 7 (Sex, Seg, Qua) 17:30 e 19:45 (Sab, Dom) 15:15, 17:30 e 19:45 (Ter, Qui) 19:15. Sala 7 (Sex, Sab, Dom, Seg, Qua) 22:00 (Ter, Qui) 21:30. Londrina Norte Shopping - diariamente: 16:45, 21:45, 14:15 e 19:15. Shopping Boulevard- diariamente: 12:40, 14:10, 16:40, 19:10. (Sex,Sab,Dom,Ter,Qua,Qui): 21:40 (Sab) 00:10

SEM DOR, SEM GANHO:

(Direção: Michael Bay. Elenco: Mark Wahlberg, Dwayne Johnson, Ed Harris. Drama). Daniel Lugo trabalhava como instrutor em uma pequena academia na Flórida, mas sonhava grande e queria muito mais. Então convence Adrian Doorbal, e o ex-presidiário Paul Doyle a participarem de um golpe. A vítima seria um dos alunos de Daniel na academia, um homem bastante rico. O plano deu mais ou menos certo, até que um investigador aposentado começa uma perseguição para colocá-los atrás das grades. Royal Plaza - diariamente: 20:40 e 16:00.

(Direçao: Neill Blomkamp. Elenco: Matt Damon, Jodie Foster, SharltoCopley. Ficção científica, ação, suspense). Em 2159, o mundo é dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, pobre, vive na Terra, repleta de pessoas e em grande decadência. Por um lado, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de Elysium, por outro, um pobre cidadão da Terra (Matt Damon) tenta um plano ousado para trazer de volta a igualdade entre as pessoas. Londrina Norte Shopping - Sala 1 diariamente: 14:10, 16:40, 19:10 e 21:40 Sala 3 diariamente: 19:40 e 22:00.


Giro

18 de setembro de 2013

11

A CORRIDA DE MARINA SILVA BANCO DE OSSOS Foram liberados da Penitenciária de Londrina (PEL 2), na última segunda, os irmãos que administravam um banco de ossos na cidade. A empreitada de Kléber e Karlo Cavalca veio à tona no dia três deste mês, quando policiais encontraram 89 frascos com pedaços de ossos, 16 cabeças de fêmur in natura e 46 frascos com pedaços de triturados. Os irmãos pagaram R$110 mil de fiança e aguardam a decisão do Ministério Público, já que a delegada do Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Saúde, Sâmia Coser concluiu o inquérito.

O Rede Sustentabilidade, partido que a ex-senadora Marina Silva está tentando criar, não conseguiu as assinaturas mínimas. Portanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgará a abertura ou não sem ter o apoio popular formal exigido por lei. Eram precisos 492 mil nomes, mas o partido não conseguiu atingir a meta, alcançando 440 mil. No entanto, ainda há como recorrer, já que cerca de 95 mil assinaturas foram recusadas pelos cartórios eleitorais. Marina precisa que o partido seja legalizado até 5 de outubro para que possa concorrer por ele à Presidência da República. Caso não consiga, ela pode se filiar a outra legenda, hipótese que ela não comenta.

22.691 Foi o número de inscritos para o Vestibular 2014 da Universidade Estadual de Londrina

APROVAÇÃO DE MÉDICOS ESTRANGEIROS NÃO GARANTE ATUAÇÃO IMEDIATA TENSÃO NA GRÉCIA Após o assassinato do rapper antifascista Pavlos Fyssas por um filiado do partido neonazista Aurora Dourada, o governo grego prometeu atuação. O partido tem representação de 18 deputados dos 300 no Parlamento do país. O crime contribuiu para agravar o clima de tensão social na Grécia, onde além dos protestos contra o partido neonazista, há forte oposição às medidas de austeridade exigidas nos últimos anos por credores internacionais. As autoridades gregas foram acusadas várias vezes - dentro e fora do país, de tolerância com o Aurora Dourada, um partido xenófobo e antissemita que, depois de entrar no Parlamento, em junho do ano passado, não interrompeu os ataques aos dirigentes políticos e imigrantes.

O governo reprovou apenas um dos 682 médicos estrangeiros selecionados na primeira etapa do programa “Mais Médicos”. Desses, 11 ficaram em recuperação. O treinamento de três semanas foi avaliado, e a prova continha questões de português e conceitos básicos de saúde brasileira. No entanto, a aprovação não garante mais médicos de imediato, já que ainda falta o registro provisório desses profissionais, que deve ser emitido pelos Conselhos Regionais de Medicina – que, por enquanto, se negam a conceder os registros. Eles estão fazendo algumas exigências, como saber os nomes dos tutores que acompanharão os médicos e as unidades em que os intercambistas vão atuar.

A 5ª edição dos Jogos Inter Atléticas de Londrina (JIA) mobilizou

1500

universitários de 6 instituições de ensino superior da cidade

MULTIRÃO DE LIMPEZA NO IGAPÓ O mutirão de limpeza “Água Fresca”, que será realizado a partir das 9h nesse sábado (21), no aterro do Igapó e ruas dos arredores do Igapó II, abre a 13ª Semana Municipal da Paz. Outras atividades que acontecerão durante a semana: - Domingo (22), às 9h, lago Igapó II: 5º Abraço no Lago. Nas duas últimas edições, em 2011 e 2012, 3 mil pessoas compareceram, para este ano, a organização do evento espera o dobro. - Segunda-feira (23), às 14h, saguão de entrada da Prefeitura: lançamento do 11º livro Londrina Pazeando e do cartão telefônico da Sercomtel alusivo ao evento.

GREVES: CORREIOS E BANCOS Servidores dos Correios de Londrina aderiram a greve da categoria na última quarta, 18, já os funcionários de agências bancárias entraram em greve quinta, 19. A reivindicação dos bancários é para reajuste salarial – pedem por 11,93%. A Federação Nacional dos Bancos (FENABRAM) ofereceu 6,1% que se justificaria apenas para a reposição das perdas dos últimos 12 meses. Na cidade de Londrina a adesão à greve já passa de 70% das agências, estas terão grande parte de seus serviços interrompidos, mantendo em funcionamento apenas os caixas eletrônicos e os pagamentos de aposentadorias. Já a paralisação dos servidores dos Correios segue sem resolução: a categoria reivindica aumento de 15%, mas os Correios oferecem reajuste de 8% nos salários (reposição da inflação do período, de 6,27%, com ganho real de mais de 1,7%) e reajuste de 6,27% nos benefícios, entre outros. Terminou sem acordo a reunião entre as partes no Tribunal Superior do Trabalho, na última terça, 17.

PANE DEIXA UEL E 43 MIL DOMICÍLIOS SEM LUZ Pelo menos 43 mil domicílios ficaram sem energia elétrica durante a noite desta quinta-feira (19) em Londrina. O fornecimento de energia foi interrompido em imóveis da Zona Oeste da cidade. Avenidas conhecidas, como Tiradentes e a Maringá, ficaram no escuro por mais de 30 minutos, entre 18h05 e 18h40. Também faltou luz na Universidade Estadual de Londrina, entre 18h15 e 19h. Isso por causa de um acidente nas proximidades do Parque Ney Braga.

CONCESSIONÁRIAS ENTREGAM 50 MIL PÁGINAS DE DOCUMENTOS À CPI As seis concessionárias que administram as rodovias paranaenses entregaram nesta sexta-feira (20), em Curitiba, os documentos requisitados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Pedágios. O material responde às 15 questões elaboradas pelos parlamentares e enviadas por meio de ofício no dia 26 de agosto. São cerca de 150kg de papel, organizados em 50 mil páginas, que explicam o cumprimento dos contratos assinados por Econorte, Caminhos do Paraná, Ecovia, CCR Rodonorte, Ecocataratas e Viapar com o governo estadual.


12

Perfil

18 de setembro de 2013

LITERATURA

Bom escritor, mas não bom leitor: apenas dom Autor de Meu nome não é Johnny e outras obras conhecidas, Guilherme Fiuza fala de como o trabalho literário entrou em sua vida Reportagem: Karen Bueno Fotos: Divulgação Com um jeito calmo de conversar somado ao bom e velho sotaque carioca, Guilherme Fiuza vai relembrando a trajetória que o levou a se tornar jornalista e escritor. Nascido na cidade do Rio de Janeiro em 1965, não gostava de ler – talvez ainda não goste muito –, mas isso não o impedia de ter um texto elogiado. “Já li bastante porque sou velho, mas não sou um devorador, não li todos os clássicos”. Na escola, numa espécie de concurso, os professores apontavam qual era o melhor escritor (coisa que Fiuza considera uma idiotice), e mesmo sem gostar de ler ele alcançava o primeiro lugar. Com o tempo o garoto foi esquecendo que escrevia bem e deixando adormecido o lado talentoso. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio, Fiuza conta que o curso entrou em sua vida de uma maneira inesperada. Primeiro resolveu estudar Administração de Empresas, foi quando um professor, que era jornalista, leu um texto seu e disse: “Desculpe te dizer, mas você está no curso errado, seu curso não é Administração, é Jornalismo”. O jovem ficou impressionado com opinião do professor, mas como “gostava mais da galera que estava fazendo Comunicação do que da galera da Administração” resolveu seguir a dica do mestre. “Eu demorei a entender que aquele caminho era coerente comigo, fui muito distraído”. Depois de formado, o desafio era encarar o dia a dia de uma redação. “No jornalismo o meu perfil não era o do repórter – eu fui repórter, investiguei, fiz muita reportagem, mas o meu lance era escrever”. Como editor de política do jornal O Globo, Fiuza se dedicou a um trabalho extra. “Comecei a escrever artigos por iniciativa própria, oferecia pro editor. Às vezes eu entrava a madrugada escrevendo, mas não queria parar, porque alguma coisa me dizia que aquilo era o que eu fazia de diferente. E eu estava certo, porque dentro do jorna-

lismo o que me abriu mais caminho foram os artigos que escrevi de graça”. Numa nova empreitada o jornalista mergulhou no trabalho online. Uma experiência nova buscava recriar o jornalismo dentro da plataforma digital, apresentando reportagens mais profundas, sem se preocupar com tamanho de texto, priorizando o conteúdo. O site de notícias era bastante elogiado, mas Guilherme Fiuza era editor e não assinava matérias, apesar de em alguns casos quase reescrevê-las por inteiro, o que lhe dava certa frustração. Foi então que veio a ideia de escrever livros, já que teria um espaço ilimitado para se expressar e poderia ver seu nome gravado na capa. Para ele tudo está interligado, já que usa a estrutura de reportagem em seus livros: cada capítulo tem começo, meio e fim, é independente dentro da obra. Uma das características marcantes do jornalista-escritor é a pegada de humor. Para ele, escrever humor é o que lhe dá mais prazer no exercício da profissão. “No jornalismo, quando eu acho uma fisgada irônica, precisa, em cima de algo que é um absurdo, eu percebo que aquele é disparadamente o melhor golpe”. Prova disso é o livro que traz a biografia do humorista Bussunda, sendo talvez o trabalho no qual o autor mais se divertiu produzindo. “A minha inspiração vem da música, a música para mim é a arte suprema”, essa é a resposta, que pode parecer estranha, para a origem dos livros. “Eu acho que a música me satisfaz, me preenche, me completa muito mais do que a palavra, do que o texto. Eu estava sacando que de alguma maneira eu converto essa emoção em texto, isso eu não sei te explicar como. A emoção que a música me traz é muito parecida com a emoção que eu sinto ao escrever”, conta o escritor dos textos onde cada palavra é calculada, tudo para soar a canção de uma história envolvente e reveladora.

No currículo Hoje o jornalista atua como articulista político do jornal O Globo e é colunista da revista Época. Dentre os trabalhos já realizados, Guilherme Fiuza colaborou na produção da minissérie “O brado retumbante”, exibido pela Rede Globo em 2012.

Atualmente, se dedica à produção de outra minissérie, pela mesma emissora, que ainda vai ao ar. Mesmo com tanto trabalho, Fiuza encontra tempo para diversas atividades paralelas, especialmente à produção de livros.

Meu nome não é Johnny (2004) Adaptado para o cinema, a obra conta a história real de João Guilherme Estrella, um jovem de classe média alta que frequentava as altas rodas do Rio de Janeiro. Mesmo com uma vida sonhada por muitos, João Guilherme se envolve com drogas, tornando-se o rei do tráfico em nível internacional.

Giane: vida, arte e luta (2012) A história do galã global é contada desde a origem até os dias de luta contra o câncer. O livro revela o ser humano por trás dos personagens, sendo, no livro, ele mesmo quem protagoniza uma história de altos e baixos, mas principalmente de talento e destino.

Jornal PreTexto Expresso 0  

Pretexto Jornal Expresso - N º 00 18-09-2013 Jornal Laboratório produzido pelo 4 º ano do Curso de Comunicação Social, habilitação Jornalism...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you