Issuu on Google+

PUB

praçapública

PUB

RUA ANTERO DE QUENTAL, Nº 17 - 3880-146 OVAR

QUARTA-FEIRA, 24 DE ABRIL DE 2013 . 0,80€. ANO 13 . Nº 632 QUINZENÁRIO DO CONCELHO DE OVAR . Diretora: SOFIA STOFFEL

PUB

“Agitana-te - E5G” festeja Dia Mundial da Imprensa com o PRAÇA PÚBLICA

Pág. 2

POLÍTICA

Braga da Cruz é cabeça de lista, pelo PSD, à Assembleia Municipal de Ovar

Pág. 9

DESTAQUE

TERRA-A-TERRA

BASQUETEBOL

Cooperativa Habitovar junta personalidades do concelho em mesa redonda Pág. 3

Junta de Esmoriz projeta arranque de Universidade Sénior Pág. 6

Ovarense cede empate caseiro e está forçado a vencer em Guimarães Pág. 18 Publicidade Publicidade


Quarta-feira, 24 de abril de 2013

praçapública

DESTAQUE

DR

2

As crianças demonstraram muita curiosidade durante toda a visita às instalações do nosso jornal

PROJETO É DIRECIONADO PARA CRIANÇAS E JOVENS DOS 6 AOS 24 ANOS

“Agitana-te - E5G” visitou a redação do Praça Pública no Dia Mundial da Imprensa DINIS AMARAL DINISAMARAL@PRACAPUBLICA.COM

A Delegação de Ovar da Cruz Vermelha e a CERCIVAR estão a desenvolver o projeto “Agitana-te - E5G”, no âmbito do Programa Escolhas, um programa de âmbito nacional tutelado pela Presidência do Conselho de Ministros, e fundido no Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, IP. Na sequência das diversas ações que estão a ser levadas a efeito pelos responsáveis do projeto, o “Agitanate” assinalou, no passado dia 13 de abril, o Dia Mundial da Imprensa com uma visita à redação do nosso jornal, proporcionada a sete crianças, com idades compreendidas entre os seis e os 14 anos. Nas nossas instalações, os parti-

cipantes tiveram a oportunidade de conhecer, mais de perto, a forma de trabalhar de um jornal local, bem como tomaram conhecimento do processo necessário desenvolver para a produção de uma notícia, e ainda o tratamento, a edição de textos e de fotografias, e respetiva paginação final. Como destacou Maria Costa, que acompanhou a visita juntamente com Joana Falcão, técnica do projeto, e com Noé Monteiro, membro da comunidade ‘alvo’ e respetivo dinamizador do projeto, “esta iniciativa faz parte de um conjunto de atividades que estão inseridas nas cinco áreas de intervenção bem definidas”, num projeto que tem como principal objetivo “a promoção da inclusão social de crianças e jovens provenientes de contextos

socioeconómicos mais desfavorecidos, nomeadamente descendentes de minorias étnicas, tendo em vista a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social”, disse. A Educadora Social e coordenadora do “Agitana-te - E5G” destacou que os participantes diretos do projeto são crianças e jovens

entre os 6 e os 24 anos, “provenientes das comunidades ciganas do concelho de Ovar”, mais particularmente seis famílias da comunidade cigana de São Vivente de Pereira, que se encontram “em situação de absentismo, insucesso e abandono escolar precoce, em desocupação (escolar ou profissional), com comportamentos desviantes,

O projeto ““Agitana-te Agitana-te – E5G”, pretende apostar no envolvimento dos diferentes agentes locais, e respetivos beneficiários e destinatários, por forma a desenvolver res postas integradas respostas e integra doras face à integradoras problemática da inclusão e do desenvol vimento pessoal e social desenvolvimento das crianças e jovens em questão

sujeitos a medidas tutelares educativas, sujeitos a medidas de promoção e proteção, residentes em territórios com maior índice de exclusão e com poucas respostas institucionais e filhos de beneficiários de RSI”. O projeto “Agitana-te – E5G”, como salientou Maria Costa, “pretende apostar no envolvimento dos diferentes agentes locais, e respetivos beneficiários e destinatários, por forma a desenvolver respostas integradas e integradoras face à problemática da inclusão e do desenvolvimento pessoal e social das crianças e jovens em questão” e, nesse sentido, tem em marcha um conjunto de atividades, com destaque para o Espaço CID@FORMA, “onde são proporcionadas atividades orientadas para o desenvolvimento de compe-

tências, cursos de iniciação às TIC e formação certificada no âmbito das TIC”, para a inclusão escolar e educação não formal, “através do apoio ao estudo e encaminhamento para respostas já existentes”, para a empregabilidade, “onde serão realizadas sessões de treino de competências e ações de sensibilização, assim como serão feitas parcerias com empresas para a criação de estágios/voluntariados”, ou para a ocupação saudável dos tempos livres, “através de atividades lúdico-pedagógicas, atividades desportivas, atividades culturais e recreativas que promovam o diálogo intercultural”, referiu Maria Costa. O PRAÇA PÚBLICA abriu, as portas ao projeto “Agitana-te – E5G” e assinalou com os mais pequenos o Dia Mundial da Imprensa.


praçapública

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

3

Cortesia BVO

DESTAQUE

A iniciativa decorreu no Centro Social da instituição

COMEMORAÇÕES DO 37º ANIVERSÁRIO DA INSTITUIÇÃO

Personalidades do concelho refletiram sobre o passado e prespetivaram o futuro da Habitovar FERNANDO SOUTEIRO

A Cooperativa Habitovar levou a efeito, no passado dia 21, uma mesa redonda intitulada “Olhar o passado, perspetivando o futuro”, uma iniciativa que se insere nas comemorações do 37º aniversário da instituição e que juntou diversas personalidades do município, com destaque para as presenças de Manuel Malícia, presidente da Assembleia Municipal de Ovar, Manuel Oliveira, presidente da Câmara Municipal

de Ovar, Guedes da Costa, ex-presidente da autarquia vareira, Vasco Colares Pinto, presidente da Cooperativa Habitovar. Perante uma plateia composta por dezenas de moradores, líderes políticos locais, entre outros, a organização ‘lançou’ a iniciativa com a projeção de imagens que contam a história da Habitovar, desde a sua génese, um capítulo reforçado pela intervenção de Ferreira da Silva. O secretário da direção da Habitovar recordou que,

quando a cooperativa nasceu “havia, no país e em Ovar, um grande défice de habitação social” e destacou que a instituição “surgiu, praticamente, de um movimento operário”. Ferreira da Silva apontou os nomes dos principais responsáveis que transformaram o projeto inicial em obra e, de forma ‘pitoresca’, contou histórias que, no fundo, serviram para demonstrar o trajeto de 37 anos da instituição. Albano Capela, antigo dirigente da Habitovar, foi outros dos oradores que recordou o passado, lembrando que “o ATL da Habitovar nasceu nos velhos barracões das obras”, tendo-se registado, na época, “um grande envolvimento de todos os pais”, de tal forma que “na altura, chegou mesmo a ser considerado o ex-líbris da Habitovar”, disse. Albano Capela destacou ainda que foi José Guedes da Costa, então presidente da Câmara Municipal de Ovar, “quem resolveu o problema da legalização da Habitovar” e lembrou que “ainda há muito para construir”, frisando que “o nosso projeto de convívio não está completo”. Vasco Colares Pinto destacou que a Habitovar “foi

sempre, ao longo do seu percurso, uma instituição de solidariedade social”, e lembrou a importância do programa PARES “sem o qual não teria sido possível ter o Centro Social”, que conta com “150 utentes e 26 funcionários, e onde foram investidos 1,5 milhões de euros” disse. O presidente da Habitovar salientou que esta IPSS “não terá futuro, se não houver sustentabilidade económica”, lamentando o facto de “na última assembleia geral terem comparecido apenas seis sócios à aprovação das contas”, quando este número de associados da Habitovar é de 200", frisou. Vasco Colares Pinto lembrou que “a responsabilização coletiva é fundamental nestas decisões” e apelou “ao comprometimento das pessoas com a instituição”, destacando que “a Habitovar vai ser sempre aquilo que os sócios quiserem”. Quem também falou sobre o passado foi Guedes da Costa, recordando que “na altura, o problema da habitação era bastante complexo”, considerando, por isso, que “o projeto da Habitovar era um projeto excelente”. O ex-presidente da Câmara Municipal de Ovar valorizou o trabalho

desenvolvido ao longos dos últimos 37 anos e terminou deixando um alerta aos atuais responsáveis pelo poder político, para que “vejam um projeto de sucesso como a Habitovar”, disse. Manuel Malícia frisou que uma instituição como a Habitovar “tem que ter uma resposta para os mais jovens e para os mais velhos” e lembrou que “no futuro, o que é mais importante é responder às questões internas, de uma forma inserida na comunidade”. Manuel Oliveira, atual presidente da autarquia valorizou a realização “de momentos como este”, cujo tema remete para a ideia de que “o que é global é local”, num “mundo que exige hoje outros contextos”, disse. O edil destacou que “como a Habitovar, muitas outras instituições ao nível do concelho foram apoiadas pelo programa PARES” com o objetivo de ajudarem a criar “uma boa sociedade”, rematou. Na sala registaram-se ainda muitas intervenções do público presente, ouvindo-se mensagens de incentivo à atual direção, no sentido de dar continuidade a este projeto, que ainda está longe de estar concluído.


4

praçapública

TERRA-A-TERRA

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

INICIATIVA CONCELHIA

DR

Concurso “Mais e Melhores Leitores” reuniu 600 participantes DINIS AMARAL DINISAMARAL@PRACAPUBLICA.COM

conhecimento e adesão, envolvendo centenas de crianças, jovens e professores, e incentiva o prazer de ler, onde se pretende estimular, nos concorrentes, o contacto com os livros, desde a mais tenra idade e o gosto autónomo e lúdico pela leitura. Na V edição do Mais e Melhores Leitores participaram aproximadamente 600 crianças e jovens desde o 4º ano do 1º ciclo até ao 12º ano. Depois de uma primeira

DR

Chegou ao fim a V edição do Concurso Concelhio de Leitura “Mais e Melhores Leitores”, uma iniciativa levada a cabo nas diversas Escolas do concelho, desde o 1º ciclo ao Secundário, sob a organização da Câmara Municipal de Ovar. Este concurso decorreu no âmbito das ações de promoção e animação da leitura

realizadas pela Rede de Bibliotecas de Ovar (RBO) e desenvolve-se em duas fases. A primeira, a 9 de janeiro, nas escolas do concelho, onde ocorreram as primeiras provas de seleção, e a segunda, a 16 de abril, na Biblioteca Municipal de Ovar, onde se realizaram as provas finais e a entrega de prémios aos vencedores nas várias categorias (1º, 2º, 3º ciclo e Secundário). Este projeto tem-se caraterizado por um maior re-

Vitor Ferreira, vereador da Cultura, e Márcia Valinho, vereadora da Educação, estiveram na cerimónia

fase de seleção realizada a nível das escolas, chegaram à final 75 participantes dos vários níveis, que prestaram as provas finais online, numa conciliação entre o livro, a leitura e as tecnologias de infor-

mação, nomeadamente a Internet. A cerimónia de entrega de prémios e certificados de participação contou com a presença de Vitor Ferreira, vereador do pelouro da Cul-

tura, de Márcia Valinho, vereadora do pelouro da Educação, representantes das direções dos Agrupamentos de Escolas de Ovar, de professores, de alunos e de muitos familiares. Publicidade

A iniciativa reuniu 75 finalistas

Vencedores 1º CICLO

3º CICLO

1º lugar (execuo) Oriana Martins (EB1 da Oliveirinha/ Ovar) Marta Valente (EB1 Furadouro/Ovar)

1º lugar Carlota Andrade (Esc. Sec. Júlio Dinis/Ovar)

2º lugar Mariana Pereira (EB1 Carvalho de Baixo/Válega)

2º lugar Matilde Neto (Esc. Sec. de Esmoriz) 3º lugar Maria Jesuína Silva (EB2,3 de Maceda)

2º CICLO 1º lugar (execuo) Pedro Miguel Reis (EB2,3 M. Miguel de Oliveira/Válega) Ivan Reis (EB2,3 António Dias Simões/Ovar) Maria Beatriz Sampaio (EB2,3 de Mceda)

SECUNDÁRIO 1º lugar (execuo) Mariana Loureiro (Esc. Sec. de Esmoriz) Isabel Lemos (Esc. Sec. de Esmoriz) Ana Carolina Correia (ES José Macedo Fragateiro/Ovar)


praçapública

praçapública

HALL DE ENTRADA

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

POSTAL DA SEMANA

editorial

Quinzenário Vareiro

Diretor a : Sofia Stoffel (director@pracapublica.com) D i r e t o rr-- a d j u n t o de informação: Dinis Amaral (CP n.º 6198) Redação: Fernando Souteiro

EDUARDO COSTA

5

Visita no Dia Mundial da Imprensa

Colaborador e s Aníbal Gomes Colaboradores Fotográficos: Tiago Carriola

SOFIA STOFFEL

Bastonada

Assinaturas: (assinaturas@pracapublica.com) Propriedade Propriedade:: Globinóplia, Unipessoal, Lda Edição: Notícias Amplas, Unipessoal, Lda, Contribuinte nº 509 158 692 Capital Social: 1 000 Euros Detentores de mais de 10% do Capital Social: Gadgetresult SGPS. S.A. Contribuinte n.º 508 950 520 Reg. DGCS nº 123740 Dep. Legal nº 159271/00 Redação: Rua Antero de Quental, nº 17, 3880-148 OVAR Tel: 256 753 044 TM: 917 489 469 e-mail: geral@pracapublica.com Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telm.: 910252676 / 910253116 / 914602969 Tiragem média: 3.000 exemplares Assinatura anual: 22,50 euros (nacional); 62,50 euros (estrangeiro). As opiniões publicadas neste semanário, podem não refletir a linha editorial do PRAÇA PÚBLICA. Por isso, os textos de opinião assinados são da inteira responsabilidade dos seus autores, não cabendo qualquer responsabilidade à direção e administração deste jornal.

“Caro Bastonário da Ordem dos Advogados, O país ouviu V. Exa em mais uma denúncia, com a frontalidade que amigos e inimigos reconhecem: há por aí Meritíssimos Juízes que andam a cometer o crime de “falsificar” atas judiciais! Caro Marinho Pinto: permita-me a ousadia de opinar que V. Exa poderá ter exagerado um “bocadinho”, no termo que utilizou, porque “falsificar” pressupõe um ato doloso, do qual o autor e réu pretende retirar um benefício para si próprio. Ora, parece que não eram estes casos o que pretendia denunciar. O caro Bastonário, quis dar umas valentes bastonadas à classe dos Magistrados, que, segundo o que V. Exa vem insistindo, se auto protege e são “juízes em causa própria”, afirmando não raras vezes que os Magistrados que enfrentam a Justiça nunca são condenados. Pois bem: acho que V. Exa não pretendeu fazer denúncia de casos de “crime de falsificação”. Provavelmente, queria dizer que fazem “alterações” e “distorções” de factos que deturpam a verdade. Parece diferente, meu caro. Bastante. E por muito mal que ande a Justiça, a olhar para todos os restantes Poderes da nossa República, ainda bem que este existe, enquanto Poder independente! E, caro Bastonário, criar um clima de suspeição geral sobre toda uma classe em que precisamos de acreditar, não parece um bom serviço aos superiores interesses da República! O caro Marinho Pinto vai perdoar-me a franqueza, mas desta vez e pelas razões suscitadas, não posso dizer-me solidário.

O Dia Mundial da Imprensa comemorou-se no passado dia 13 de abril. A data foi instituída pela Assembleia-geral das Nações Unidas, em 1993, de forma a demonstrar a importância da imprensa no mundo moderno e, designadamente, na divulgação e difusão das informações e notícias, independentemente da sua origem ou natureza, e na troca de ideias. Apesar de hoje em dia já não imaginarmos a nossa vida sem a imprensa, a verdade é que nem sempre foi assim, e mesmo atualmente nem todos os povos se podem gabar de ter uma imprensa livre e independente. Por outro lado, cada vez mais desafios se colocam à imprensa mundial, não só quanto ao respetivo financiamento, mas também quanto à sua absoluta independência, pelo que faz cada vez mais sentido a comemoração deste dia. No dia assinalado, e de forma a comemorar a efeméride, na redação do PRAÇA PÚBLICA recebemos os jovens do projeto “Agitana-te - E5G”. Este projeto é desenvolvido conjuntamente pela Delegação de Ovar da Cruz Vermelha e a CERCIVAR, no âmbito do Programa Escolhas, que visa a promoção da inclusão social de crianças e jovens provenientes de contextos socioeconómicos mais desfavorecidos, nomeadamente descendentes de minorias étnicas, tendo em vista a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social. Assim, nesta visita de sete crianças, com idades compreendidas entre os seis e os 14 anos, mostramos a forma de trabalhar de um jornal local, tendo os nossos visitantes tomado conhecimento de todo o processo necessário à produção de uma notícia, e ainda o tratamento, a edição de textos e de fotografias, e respetiva paginação final. DIRECTOR@PRACAPUBLICA.COM

“ No dia assinalado, e de forma a comemorar a efeméride, na redação do PRAÇA PÚBLICA recebemos os jovens do projeto “Agitana-te E5G”. Este projeto é desenvolvido conjuntamente pela Delegação de Ovar da Cruz Vermelha e a CERCIVAR, no âmbito do Programa Escolhas,que visa a promoção da inclusão social de crianças e jovens provenientes de contextos socioeconómicos mais desfavorecidos ”. desfavorecidos”.

Publicidade


6

TERRA-A-TERRA

Quarta-feira, 24 de abril de 2013 DR

ESMORIZ

praçapública

Junta de Freguesia avança com a criação de Universidade Sénior que um conjunto de mulheres fazia e continua a fazer nas instalações da autarquia, para desenvolver atividades na área dos lavores. Agora, diz António Bebiano, “a ideia é lançar as bases, fazer com que o projeto da Universidade Sénior nasça, se consolide e, logo que possível, ganhe força própria e se desenvolva enquanto associação ou instituição”, destacando ainda “o valor acrescentado que este projeto pode representar também para a vida cultural da cidade”, tendo em conta o trabalho já desenvolvido por universidades seniores de outros concelhos vizinhos. A Universidade Sénior de Esmoriz será instituída pela Junta de Freguesia de Esmoriz e funcionará, numa primeira fase, na sede da autarquia, propondo-se desenvolver disciplinas que integram as humanidades, línguas, informática, atividade física e artes. AUTARQUIA LANÇA DESAFIO A PROFESSORES A Junta de Freguesia de Esmoriz está a lançar o desafio a professores nas áreas das humanidades, línguas, informática, atividade física e artes, aposentados ou ativos, que se predisponham, em regime de voluntariado, a colaborar, manifestando a sua disponibilidade através do

O projeto deverá funcionar nas instalações da autarquia

endereço electrónico usesmoriz@gmail.com, do telefone 256 750 940, ou diretamente nos serviços da secretaria. Um segundo desafio está a ser lançado à população com mais de 50 anos, que pretenda manter-se ativa no conhecimento e na ocupação, e que revele interesse em frequentar a Universidade Sénior de Esmoriz, para que se informe e inscreva nos serviços administrativos da autarquia.

Publicidade

A Junta de Freguesia de Esmoriz tem em marcha um projeto de criação de uma Universidade Sénior, que se propõe dinamizar regularmente atividades sociais, culturais, educacionais e de convívios dirigidos a pessoas com mais de 50 anos. Numa nota enviada à nossa redação, a autarquia revela que objetivo é criar, na cidade, um espaço de participação social dos seniores, fomentando o envelhecimento ativo, diminuindo o seu grau de dependência em relação a terceiros, enriquecer a sua formação pessoal e desenvolver aptidões nunca antes ou insuficientemente exploradas. António Bebiano, presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz, destaca que “o envelhecimento da população é um dado adquirido” justificando-se, por isso, “que as autarquias e a sociedade civil olhem, de frente, para este fenómeno e criem mecanismos que envolvam a população sénior, que combatam a solidão e o seu isolamento social”, disse. Num primeiro sinal dessa preocupação, a autarquia esmorizense, através da responsável para a área da Cultura, Carla Madureira, quis valorizar e dar outra amplitude aos encontros mais ou menos regulares e informais,


praçapública

TERRA-A-TERRA

OFICINA DE TEATRO CONTACTO 2012-2013

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

7

INICIATIVA DO ROTARY CLUBE DE OVAR

A Classe D vai apresentar, no próximo dia 25, pelas 21h30 o seu exercício final, intitulado “Liberdades”. Trata-se de um espetáculo multidisciplinar, composto por poesia, canto e teatro, concebido a partir de algumas ideias lançadas para a mesa de trabalho. Os formandos escreveram os textos, interpretaram as diferentes personagens e construíram as cenas. A temática assenta cla-

ramente sobre os valores e realidades que a revolução de abril de 1974 desencadeou no nosso país. Valores e realidades do antes e do depois. No sábado dia 27, também à mesma hora, a Classe C apresenta o seu exercício final que tem por título “Tão humanos que nós somos”. Construído a partir de um texto de Manuel Ramos Costa, com o contributo dos formandos da Classe C e que

versa sobre a temática da esperança perante as adversidades da vida dos seres humanos. Os dois exercícios finais marcam o culminar de sete meses de formação e pretendem mostrar as competências a nível de interpretação e de expressão dramática entretanto adquiridas pelos 20 formandos que concluíram esta ação de formação.

Carlos Rodrigues foi convidado de honra em mais uma iniciativa levada a cabo pelo Rotary Clube de Ovar. O palestrante proferiu uma palestra subordinada ao tema “Lean Thinking”, durante a qual enquadrou o seu significado e a forma como é passível de ser utilizada no dia-a-dia. O “Lean Thinking” é uma metodologia de gestão, surgida no Japão, que preconiza a eliminação do desperdício nos negócios, reduzindo custos e optimização do funcionamento das organizações, passando estas a ser mais rápidas e flexíveis no mercado, criando valor para todos as partes interessadas. Carlos Rodrigues deu múltiplos exemplos de como esta metodologia pode ser

DR

Classes C e D apresentam Carlos Rodrigues exercícios finais apresentou modelo de gestão “Lean Thinking”

Carlos Rodrigues durante a sua palestra

utilizada, não só em empresas de cariz industrial, mas também nos serviços de saúde, na administração pública, nas

forças armadas e até nas atividades domésticas, proporcionando um animado debate entre os presentes. Publicidade


8

praçapública

TERRA-A-TERRA

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

30º ANIVERSÁRIO DO CENTRO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE ESMORIZ

FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

“A construção de um lar para a Terceira Idade, a funcionar 24 horas por dia, é um sonho que não é nosso, é antes uma necessidade”. Foi desta forma que Fátima Ramalho encerrou o discurso emocionado que protagonizou na sessão solene das comemorações do 30º aniversário do Centro de Assistência Social de Esmoriz. Com Vitor Ferreira, vicepresidente da Câmara Mu-

Fernando Souteiro

Construção de lar para a Terceira Idade é um sonho a concretizar

Vitor Ferreira, vereador da Câmara Muncipal, e António Bebiano, presidente da Junta de Freguesia, estiveram presentes

nicipal de Ovar, António Bebiano, presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz, Rui Monteiro, em representação do Centro Regional da Segurança Social de Aveiro, entre outros, presentes na sala, a presidente da instituição aniversariante destacou que os resultados alcançados demonstram estar “a valer o esforço”. Depois de elencar algumas das mais importantes intervenções desenvolvidas na instituição - revisão profunda ao telhado, pintura interior e exterior, remodelação do sistema elétrico, colocação de placards de sistemas de segurança, entre outras -, Fátima Ramalho recordou que, nos três anos que

leva de exercício, uma das prioridades foi reduzir a dívida à banca, assinalando que, quando tomou posse, esta era de “147 mil euros”, tendo sido reduzida para os “112 mil atuais”. Vítor Ferreira destacou o papel da direção da instituição, deixando “uma palavra de reconhecimento pelo trabalho social que vem desenvolvendo”, considerando-o “exigente” num espírito de “missão que a instituição desenvolve”. O autarca salientou ainda as preocupações do Centro de Assistência Social de Esmoriz com as pessoas mais fragilizadas, numa demonstração de solidariedade que “procura melhorar a qualidade de

vida das populações”, disse. Há poucos meses à frente do executivo esmorizense, António Bebiano colocou o enfoque do discurso “no trabalho que tem sido desenvolvido pela instituição” do qual destacou estar “orgulhoso”, salientando ainda que “as instituições de Esmoriz são uma prova de trabalho exemplar”. Rui Monteiro afirmou que “nada se faz sem esforço, sem investimento, sem dor e sem dedicação”. O representante do Centro Regional da Segurança Social de Aveiro acrescentou que “a tormenta pode ser grande”, mas assegurou que tudo será feito “em conjunto para dignificar e qualificar esta instituição”. As comemorações do 30º aniversário do Centro de Assistência Social de Esmoriz arrancaram com a ação de sensibilização “Prevenção e Segurança na 3ª Idade”, levada a cabo pelo comando da GNR, e contemplaram, entre outras, ao longo de uma semana, atividades de teatro, desportivas, uma caminhada, um concerto na Igreja Matriz de Esmoriz, que contou com a participação do Grupo Coral daquela cidade e com grupo de “Pequenos Cantores”.

SANTA CASA DA MISERICORDIA DE OVAR LAR DE IDOSOS A família, particularmente as irmãs do senhor ARMANDINO ALVES FERREIRA, recém-falecido, sensibilizadas pelo respeito, dignidade e humanismo com que sempre se relacionaram e cuidaram seu irmão, no carinho, atenção, competência e mesmo alegria que lhe dedicaram durante os 7 anos que ele aí residiu, não podem ficar-se por “um muito obrigado”, mas antes manifestarem publicamente a gratidão que lhes vai na alma, a todas/os e cada uma/o das funcionarias/os que, nas suas funções especificas, contribuíram desse modo, para lhe minimizarem a solidão e o sofrimento na ultima etapa da sua vida. A todas e todos, incluindo à Exma Administração, o nosso LOUVOR com a promessa de que os vossos rostos jamais se apagarão de nosso olhar, com sentida ternura e gratidão. ALICE E ARMANDINO FERREIRA E RESTANTE FAMÍLIA


praçapública

TERRA-A-TERRA/POLÍTICA

9

DR

CENTRO SOCIAL E PAROQUIAL SÃO JOÃO DE OVAR

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

Fernando Souteiro

“Big Band” e “Laudamus” solidários

A Banda Filarmónica “Boa União” FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

A Banda Filarmónica “Boa União” e Grupo Coral “Laudamus” protagonizaram, no salão paroquial de São João de Ovar, um concerto de solidariedade que teve como principal objetivo, a angariação de fundos para o Centro Social e Paroquial de São João de Ovar. A iniciativa contou com a presença de dezenas de pessoas que assistiram a um espetáculo dividido em duas partes. Na primeira teve lugar, sob a direção do maestro Bruno Pereira, a atuação da Big Band, uma secção da sociedade musical Boa União, que foi fundada em 2010 e

que é formada por três dezenas de elementos, de ambos os sexos. O Grupo Coral “Laudamus” preencheu a segunda parte do concerto de solidariedade. A atuação deste grupo valeguense, fundado em 1999, que se constituiu associação há três anos, teve a direção artística de Eduardo Martins, que acompanhou os colegas no órgão, e ainda acompanhamento musical de flauta, tendo protagonizado uma atuação de grande qualidade. Sílvia Oliveira, diretora do Centro Social e Paroquial de São João de Ovar salientou ao PRAÇA PÚBLICA que a ideia da realização do espetáculo “surgiu de uma

forma muito natural, em virtude da situação da instituição”, que considerou não ser “economicamente das mais favoráveis”, daí teremse lembrando “de encontrar formas de tentar angariar alguns fundos”, justificou. O Centro Social e Paroquial de São João de Ovar presta serviços de qualidade através dos seus 35 funcionários, que desempenham funções em valências como a creche, o pré-escolar, o Centro de Atividades e Tempos Livres e o apoio domiciliário. A este nível, as funcionárias do Centro prestam os serviços a 20 utentes, enquanto que 130 crianças frequentam as instalações deste organismo.

Pedro Braga da Cruz

AUTÁRQUICAS 2013

PSD Ovar ‘lança’ Braga da Cruz na corrida à Assembleia Municipal

Fernando Souteiro

DINIS AMARAL DINISAMARAL@PRACAPUBLICA.COM

O Grupo Coral “Laudamus”

A Comissão Política Concelhia do PSD Ovar escolheu João Pedro Tarújo de Almeida Braga da Cruz para concorrer como cabeça de lista à Assembleia Municipal de Ovar nas próximas eleições autárquicas. Os sociais-democratas aprovaram o nome de Braga da Cruz por “unanimidade e aclamação” na última semana, numa proposta que deverá agora chegar ao plenário de militantes locais do partido, em maio.

Braga da Cruz tem 53 anos e é licenciado Licenciado em Engenharia Civil (Hidráulica) pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Desenvolveu a sua atividade profissional no âmbito da administração portuária e, após ter sido presidente do conselho de administração do Porto de Aveiro, é, desde 2005, diretor de obras e equipamentos na administração dos Portos do Douro e Leixões, S.A. Braga da Cruz conta com uma larga experiência associativa. É dirigente do Orfeão

de Ovar, desde 2007, membro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Ovar, entre 2006 e 2013 e, desde 2012, presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Cercivar-Cooperativa para Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Ovar. Contudo, é na Ovarense Basquetebol que a sua atividade associativa se evidencia. Foi seu sócio fundador, dirigente e, atualmente, presidente do conselho de administração da ADO Basquetebol SAD. Publicidade


A “Academia Barulhenta”, do Grupo de Carnaval Barulhentas, vai levar a efeito, no próximo dia 1 de maio, o seu primeiro “flash move”, que irá ter lugar na Quinta do Barão, em Loureiro. A “Academia Barulhenta”, que está a funcionar desde o passado mês de março, todas as quartas e sextas-feiras, das 21h30 às 22h30, conta com a participação de elementos do grupo e está aberta a todas as pessoas que estejam interessadas em participar.

Curso de teatro no Orfeão de Ovar Está a decorrer, nas instalações do Orfeão de Ovar, um curso de “Formação de Teatro”, sob coordenação de Leandro Ribeiro. Este curso destina-se a crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 14 anos e decorre às sextasfeiras, das 18h30 às 20h00, enquanto que as aulas para os adultos têm lugar às terçasfeiras, entre as 19h00 e as 21h00. Os interessados podem inscrever-se na sede do Orfeão de Ovar, situada no largo dos Bombeiros Voluntários de Ovar, ou através do 256582936. A primeira aula é gratuita, no entanto, os formandos terão de desembolsar 7,50 euros no ato da inscrição, enquanto que o valor da mensalidade é de 20 euros. O curso tem uma duração de um ano.

“Idance”, Sara Pereira e André Marques vencem Festa de Talentos 2013 Fernando Souteiro

Academia Barulhenta promove “flash move”

OVAR

O grupo “Idance” FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

O grupo “Idance”, do Centro de Cultura e Desporto de São João da Madeira, e a dupla Sara Pereira e André Marques, de Ovar, sagraram-se vencedores da edição de 2013 da Festa de

Talentos, uma iniciativa promovida no âmbito do projeto “Junta-te a nós”, da responsabilidade da Junta de Freguesia de Ovar. A qualidade da iniciativa tem aumentado todos os anos e para esta edição a organização decidiu atribuir dois prémios a duas categorias dis-

Fernando Souteiro

OVAR

praçapública

INICIATIVAS

10 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

A dupla Sara Pereira e André Marques

tintas - grupos e individual. Na primeira categoria, o lugar cimeiro ficou a cargo do grupo “Idance”, seguido do grupo “RBM”. Em termos individuais a vitória sorriu à dupla Sara Pereira e André Marques, ambos com 16 anos, seguidos da jovem Bárbara Ramirez, de 12 anos.

A Festa de Talentos 2013 teve lugar no auditório do Orfeão de Ovar, que esteve completamente lotado por um público que não se cansou de aplaudir e incentivar todos os que subiram ao palco, na sua grande maioria concorrentes que participaram pela primeira vez na “Festa de Talentos”, um facto que reflete o sucesso e a popularidade da iniciativa além dos limites do concelho de Ovar. De destacar que alguns participantes apresentaram temas originais, como foi o caso de Cátia Gonçalves, de 14 anos que interpretou o tema “O segredo é quereres”, de sua autoria. A convite da organização, nesta edição também participaram Mário Santos, vencedor da “Festa de Talentos 2012”, que interpretou “Home”, “Todo o tempo do mundo”, entre outros, e Ana Carvalho, vencedora da edição de 2011. Os jurados da iniciativa foram José Muge, professor de música, Bruno Pereiro, maestro da Banda Boa União, Cláudia Formigal, ligada à dança, e a cantora Marisa Almeida. Para além do muito público que assistiu ao evento, marcaram presença, Joaquim Barbosa, presidente da Junta de Freguesia de Ovar, Salvador Malheiro, vereador do PSD, Domingos Silva, presidente do Orfeão de Ovar, entre outros. INICIATIVAS DA JUNTA DE FREGUESIA DE OVAR Está patente ao público,

até 13 de maio, na sala de exposições da Junta de Freguesia de Ovar, a exposição de pintura de António Carvalho. Já de 18 de maio a 14 junho irá decorrer, no mesmo espaço, a mostra de Fátima Granja, intitulada “Costumes d’Ovar”. Estas exposições podem ser visitadas entre as 9h00 e as 16h00. Por sua vez, será inaugurado no dia 1 de junho, o parque infantil na Habitovar.


praçapública Fernando Souteiro

SÃO JOÃO

TERRA-A-TERRA

7ª Récita de Cimo de Vila ANÍBAL GOMES

ANÍBAL GOMES

Benção das grávidas

No próximo sábado dia 27 de abril, às 21h30, vai realizar-se no Auditório da Associação Cultural e Recreativa de Sande, Salgueiral e Cimo de Vila, a sua “7ª Récita”. Haverá canções, poemas, momentos de teatro e humor, entre outras iniciativas. Está garantida boa disposição. Apareça!

O grupo de dança “Marinhenses” animou a noite

MARINHA - OVAR

Uma “Francesinha” de sucesso FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

O Grupo Folclórico “Os Moliceiros de Ovar” levou a efeito, no salão polivalente da instituição, mais uma edição da “Noite da Francesinha”. A iniciativa reuniu um número apreciável de participantes, que se juntaram para mais uma noite de convívio, realizada com o objetivo de angariar receitas para a coletividade. Para além de ser uma das diversas atividades do grupo folclórico sedeado no lugar da Marinha, esta “Noite da Francesinha” é também uma forma das pessoas se encontrarem, conviverem e passarem uma noite diferente do habitual, até porque a organização colocou à disposição dos presentes, animação musical, que desta feita esteve a cargo do grupo de dança

“Marinhenses”, composto, essencialmente, por jovens do lugar da Marinha e ensaiados, gratuitamente, por Áurea Bastos. No final do evento, Virgílio Lamego, presidente do grupo folclórico, destacou ao PRAÇA PÚBLICA que a iniciativa “correu às mil maravilhas” e que a adesão das pessoas “foi mais ou menos aquilo que a organização tinha imaginado”, disse. De referir que o grupo folclórico vai levar a efeito um “rally-paper” no próximo mês de maio e um convívio de pesca, em junho. Por outro lado, estão a decorrer, nas instalações da coletividade, aulas de dança latina e dança localizada, com a professora Paula Oliveira, às segundasfeiras, entre as 21h00 e as 22h00.

Fernando Souteiro

SÃO JOÃO

11

SÃO JOÃO

1º BIKE-PAPER Sob o lema “Em busca do património de S. João”, vai realiza-sr no próximo dia 12 de maio o “1º BIKE-PAPER”, com início às 9h00 sendo o local de concentração junto à Unidade de Saúde Familiar, sedeada na rua dr Acácio Valente, em São João. Inscrições gratuitas até ao dia 8 de maio. O regulamento de está acessível em www.facebook.com/ juntadefreguesia. Haverá prémios de presença e para os três primeiros lugares. As inscrições poderão ser feitas na Junta de Freguesia de São João (256575134), no Grupo Desportivo e Cultural de Guilhovai (916461583), na Associação Cultural e Atlética de Guilhovai (914940760), na Associação Recreativa e Cultural da Ponte Nova (918798386) e na Associação Cultural e Recreativa Sande, Salgueiral e Cimo de Vila (912228585).

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

Associação de Pais do Infantário e Jardim de Infância da Escola Preparatória de Ovar Convocatória de Assembleia Geral Extraordinária Pela presente, e de acordo com o disposto no Ar tigo 28º, Parágrafo 2, dos Estatutos que regem esta Associação, convoco todos os Associados para uma Assembleia Geral Extraordinária, a realizar nas instalações da Associação de Pais do Infantário e Jardim de Infância da Escola Preparatória de Ovar, sitas na Sala da valência de CATL, Rua Dr. Albino Borges de Pinho, 164, pelas 21.30 horas, do dia 10 de Maio de 2013, com a seguinte ordem de trabalhos: 1. Recomposição dos Órgãos Sociais da Instituição; 2. Assuntos diversos. Se, à hora mencionada, não estiver presente a maioria dos Associados, a Assembleia funcionará, em segunda convocatória, meia hora mais tarde, com o número de associados presentes. Ovar, 12 de Abril de 2013 A Presidente da Mesa da Assembleia Geral Praça Pública N.º 632, Ana Sofia Penna Simões de Moura Stoffel Furtado de Castro 24 de abril de 2013

Aviso Dra Susana Cristina Teixeira Pinto, Diretora de Depar tamento Administrativo, Jurídico e Financeiro da Câmara Municipal de Ovar, com competências delegadas: Faz público que, por despacho do Senhor Vereador José Américo Oliveira Sá Pinto datado de 16.04.2013, foi autorizada a realização da “29ª Meia Maratona de Cortegaça”, no dia 12.05.2013. A realização da atividade prevista impõe as restrições e alternativas à circulação, nos seguintes termos: Artérias Condicionadas: 1- Estrada Florestal Cortegaça/Furadouro Artérias Alternativas: 1- Para Cortegaça a EN 527 (Pousada da Juventude) até à EN 109; 2- Para o Furadouro a Avenida do Emigrante. Para constar e legais efeitos se torna público este aviso e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de estilo. E eu, Dra Susana Cristina Teixeira Pinto, Diretora de Departamento Administrativo, Jurídico e Financeiro, o subscrevi. Ovar, 17 de Abril de 2013 A Diretora de Departamento Administrativo, Jurídico e Financeiro Praça Pública N.º 632, 24 de abril de 2013 Dra Susana Pinto

Museu de Ovar Convocatória - Assembleia-Geral Ordinária Nos termos dos Estatutos, convoco os associados do Museu de Ovar a reunirem em Assembleia-Geral Ordinária na sua sede, no próximo dia 3 de maio de 2013, às 21h00, com a seguinte ordem de trabalhos: 1- Apreciar e votar o Relatório e Contas do ano de 2012. 2- Ratificação do Plano de Atividades. 3- Tratar de outros assuntos de interesse para o Museu. Não havendo o número legal de associados para a Assembleia poder funcionar em primeira convocatória, a mesma funcionará meia hora depois, com qualquer número de associados. Ovar, 10 de abril de 2013 O Presidente da Assembleia-Geral Manuel de Oliveira Dias Praça Pública N.º 632, 24 de abril de 2013

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE MACEDA EDITAL

ANÍBAL GOMES No próximo dia 5 de maio, Dia da Mãe, ocorre a “Benção das Grávidas”, na Eucaristia das 9h30m.

A iniciativa decorreu no salão polivalente da instituição

Torna-se público que no dia 30-04-2013, pelas 21h30m, se vai realizar um reunião ordinária da Assembleia de Freguesia de Maceda, no edifício da Junta de Freguesia de Maceda, com a seguinte ordem de trabalhos: PAOD – Período de antes da Ordem do Dia Ordem do dia 1. Informação Autárquica nº 001/2013; 2. Alteração do Protocolo entre a Câmara Municipal de Ovar e a Junta de Freguesia de Maceda para delegação da gestão do Pavilhão Gimnodesportivo de 13/05/2012 – Discussão e votação; 3 .Hospital Dr. Francisco Zagalo de Ovar – apreciação e tomada de conhecimento; 3.1. Moção da Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Ovar 3.2. Reunião com representação dos trabalhadores do Hospital Dr. Francisco Zagalo 4. Relatório de Gestão e Conta de Gerência da Junta de Freguesia de Maceda relativa ao ano de 2012 – Discussão e votação. Outros assuntos de interesse. Período aberto ao Público A Presidente da Assembleia de Freguesia Professora Alice Maria Silva Godinho Praça Pública N.º 632, 24 de abril de 2013


praçapública

INICIATIVAS

12 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL GUILHOVAI

Fernando Souteiro

Desfile de vestidos reciclados foi um êxito

O evento decorreu no salão polivalente da coletividade

Publicidade

A secção cultural do Grupo Desportivo e Cultural (GDC) de Guilhovai levou a efeito, no salão polivalente da coletividade, um desfile de vestidos reciclados que contou com a presença de dezenas de pessoas, com destaque para Bruno Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de São João. Pela passadeira vermelha passaram manequins dos 4 aos 51 anos, com modelos muito diversificados, onde foram usados desde o simples papel de embrulho a fios elé-

tricos, sacos de batatas, pacotes de bolachas, plástico,

guardanapos coloridos, discos de vinil, cassetes ou garrafas.

Registe-se que este desfile de vestidos reciclados teve tam-

Fernando Souteiro

FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

Pela passadeira vermelha passaram manequins dos 4 aos 51 anos

bém a particularidade dos vestidos apresentados serem confecionados pelos próprios “modelos”, ou por pessoas ligadas à instituição organizadora. António Ravásio, presidente da coletividade, considerou que o desfile “foi muito agradável” e destacou que “as pessoas aderiram”, salientando a presença de “muita gente nova e diferente”. Este desfile de vestidos reciclados aconteceu numa noite repleta de originalidade, entretenimento, boa disposição, muita criatividade e glamour, que contou ainda com a participação da jovem cantora Daniela Santos. A organização esteve a cargo de Francisco Neves, Alice Ravásio, Fátima Neves e Ivana. Alice Ravásio, de 71 anos, uma entusiasta deste e de outro tipo de eventos culturais e recreativos, criou 16 vestidos, classificando-os como “roupa para usar”, disse, agradecendo “a todas as pessoas por estarem presentes”. Bruno Oliveira, responsável máximo da Junta de Freguesia de São João, referiu que foi “uma iniciativa muito boa” e deu “os parabéns ao GDC de Guilhovai, pela iniciativa e pela reutilização dos materiais”.


praçapública

INICIATIVAS

NOITES DE JAZZ NO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DO PORTO

DR

Filipe Moço e Mário Santos representaram Ovar na primeira Jam Session

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

13

ESMORIZ

Bombeiros Voluntários comemoram 82 anos Os Bombeiros Voluntários de Esmoriz vão comemorar o 82º Aniversário, nos próximos dias 26 e 28 de abril. O dia 26 será marcado pela alvorada com 21 morteiros e pelo hastear das bandeiras às 7h30. No dia 28 a alvorada e o hastear das bandeiras é às 8h30; uma hora mais tarde realiza-se o desfile motorizado por Esmoriz, Cortegaça e Maceda. Às 11h00 será celebrada a missa com romagem ao cemitério, com o regresso ao Quartel marcado para o meio dia. Da parte da tarde, pelas 16h00, realiza-se a receção às entidades convidadas, a benção de equipamentos, a entrega das insignias aos bombeiros e o desfile apeado e motorizado. A sessão solene, homenagem a amigos dos bombeiros iniciará às 17h00. As comemorações do aniversário dos Bombeiros Voluntários terminarão com o convívio de todos os presentes.

SÃO JOÃO

Campanha de Angariação de Fundos Filipe Moço e Mário Santos estudam no Conservatório de Música do Porto

Os vareiros Filipe Moço e Mário Santos, estudantes do Conservatório de Música do Porto (CMP), participaram, no início de abril, na primeira das Noites de Jazz do CMP. Filipe Moço e Má-

rio Santos exibiram-se nesta primeira Jam Session, na guitarra, o primeiro, e na voz, o segundo. De destacar que Mário Santos foi o vencedor da Festa de Talentos, organizada pela Junta de Freguesia

de Ovar, em 2012. Estes jovens, juntamente com vários colegas alunos de jazz do CMP, protagonizaram uma noite agradável a um público diversificado, apresentando vários temas

conhecidos, com versões por eles adaptadas, como “Fly me to the Moon”, “Feeling Good”, “Mrs Johnson”, “I’m Sexy and I Know It” e “Todo o Tempo do Mundo”, entre muitas outras.

O sorteio realizado pela lotaria da Páscoa, realizado em 1 de abril de 2013, para a campanha de angariação de fundos da favor do telhado do Salão Paroquial, atribuiu os seguintes prémios: 1º prémio: nº 0526, Bíblia Ilustrada 2º prémio: nº 1022, cabaz de Compras 3º prémio: nº 4446, conjunto de livros Os prémios podem ser levantados no Salão Paroquial de São João Publicidade


praçapública

opinião A propósito do Hospital de Ovar Determinado partido, através de um planfleto, chamoume a atenção para a seguinte realidade. O Governo deste país, na minha perspetiva, preparase para cometer mais um crime de lesa-saúde aos portugueses, já nem falo dos vareiros, porque no tempo do cavaquismo e a pensar no (cavaquistão) sentiram na pele os efeitos do assalto político ao nosso hospital, em beneficio de outro mais moderno num concelho vizinho. O Governo, ao não querer assumir qualquer responsabilidade no atual Hospital de Ovar, reconhecido em todas as valências, demonstra bem a sua índole, não colaborar com a população carenciada, idosos com idade avançada, porque representam um peso significativo na nossa economia e ao entregar às Misericórdias, em nome de algo que sempre esteve ao lado dos ricos e Misericordiosos, é um ato de injustiça e oportunismo do tamanho do mundo.

ANTÓNIO DE SÁ PACHECO

CORREIO DO LEITOR

14 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

cartas do leitor História de um esqueleto em Ovar

POR: MANUEL ROCHA

S

empre, que entramos ou saímos de Ovar pela rua Nova da Madria, é-nos dado a apreciar este esqueleto. Já lá vão 11 anos e, convenhamos, não é por esse facto, que passamos a gostar mais daquilo que vemos. Mas como tudo com história, há sempre um princípio e um fim, e entre eles existem decisões, actos e factos, que o condicionam. Neste caso, vou tentar resumi-los e ligá-los entre si, por forma a percebermos como se faz a história deste projecto. O terreno, onde se situa o edifício em questão, tem cerca de 2130 m2, e inserese num espaço urbano de categoria B do PDM de Ovar. Para a referida classe e categoria de espaço, os índices de construção CAS e COS são de 0,6. Isto traduzido em linguagem comum, quer dizer que, para aquele terreno, era possível construir um prédio com 15 metros de profundidade a partir da es-

trada, podendo ter r/c e 2 pisos em altura. Aquilo que temos, é um prédio com uma profundidade de 71 metros, com r/c e 3 pisos em 64 metros, e 2 pisos nos restantes 7 metros. Ora, se olharmos para a estrutura ali implantada, vemos que não tem nada a ver com a legislação, que a CM está obrigada a cumprir, e fazer cumprir. Como explicar então esta diferença de 15 para 71 metros de profundidade, e de 2 para 3 pisos em quase toda a extensão! A explicação é-nos dada pelo chamado Estudo Ribeira da Graça. Ora, este estudo é nulo. Aliás, tive oportunidade de, na altura, alertar a Câmara para o facto. O que veio a ser provado pelas sentenças do Tribunal Administrativo de Coimbra, e pelo Supremo Tribunal Administrativo em 21/03/2013. Convém lembrar que os organismos municipais dedicados à gestão urbana, não têm competência para alterar os limites do PDM que, uma vez publicado em Diário da Republica, constituem força de Lei. A alteração de qualquer norma constante do Regulamento do Plano ou da sua Carta de Síntese, só é possível através de um processo que passa pela audição pública,

pelo acompanhamento dos órgãos de tutela nas diferentes áreas governamentais, pela aprovação final em Assembleia Municipal e correspondente publicação por Despacho ministerial. Ora nada disto foi feito. O estudo invocado, Estudo Urbano das Margens da Ribeira da Graça, aprovado em reunião da vereação Municipal, é um equívoco, pois não pode ultrapassar as regras estabelecidas no PDM, nomeadamente os coeficientes de ocupação do solo. Sobre o estudo apresentado pela Gestamorim, para a zona da Ribeira da Graça, com a participação da CM, não faço juízos de valor sobre o seu aspecto técnico, mas sobre os objectivos que pretendia atingir, considero-os muito pouco éticos. A utilização de terrenos limítrofes de que não era proprietária, e a construção de infraestruturas que nunca foram realizadas, serviram apenas para aprovar o projecto para o seu terreno. Sustento esta minha afirmação com o facto de: projecto aprovado, projecto e terreno vendidos a uma outra empresa. E é assim, que nasce num terreno alagadiço num leito de cheia, um monstruoso esqueleto de betão e tijolo com 2160m2, de construção.

Por isso é necessário reverter a situação. Neste caso, é necessário que a Câmara Municipal de Ovar dê cumprimento ao acórdão do Supremo Tribunal Administrativo, demolindo tudo o que está para além do que é legalmente permitido, voltando assim à legalidade. Que os partidos políticos, na Câmara e na Assembleia Municipal, assumam as suas responsabilidades de defensores da coisa pública, pois só assim cumprirão o seu dever ético e democrático, razão da sua existência. Conclusões a tirar: 1º - Infelizmente, não é caso único neste país, mas também cada vez mais, há pessoas a lutar contra este estado de coisas. 2º - A justiça com todos os seus problemas e com todos os seus atrasos, também é capaz de responder às solicitações das pessoas. 3º - Por último, e não menos importante, é que, com este meu testemunho, gostaria de poder incentivar as pessoas a serem mais cidadãs, mais exigentes com as instituições que temos, porque quanto melhor elas forem e melhor desempenharem as suas atribuições, melhor será a nossa qualidade de vida.


praçadesportiva Ovarense Local

CAMPEONATO DISTRITAL 2ª DIVISÃO

Ovarense confirmou vontade de subir A Ovarense venceu o Palmaz (5-1) na última jornada do campeonato e assegurou um lugar na liguilha cujo vencedor subirá de divisão. Os alvi-negros estiveram a perder, mas em poucos minutos apontaram três golos e arrumaram a questão. O Palmaz beneficiou de um autogolo do vareiro Nuno e adiantou-se no marcador logo aos sete minutos de jogo, contudo a reação alvi-negra não se fez esperar e, ainda

na primeira parte, a Ovarense deu a volta ao resultado colocando-se em vantagem na saída para o intervalo (3-1). Os vareiros tinham o triunfo quase garantido, mas nem por isso deixaram de entrar na segunda parte a todo o gás e em apenas dois minutos Sabry fez o 4-1 e arrumou a questão. Até ao final da partida a Ovarense construiu uma mão cheia de oportunidades de golo, contudo, apenas Rui Leite aproveitou para dilatar a vantagem, concretizando a grande penalidade que fixou o resultado final.

TAÇA AMIZADE

Tiago Carriola

Ovarense 4 - 3 Esmoriz

David Joel, em velocidade, passa um esmorizense FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

A Ovarense venceu o Esmoriz na primeira mão da Taça da Amizade, uma prova organizada pelos dois clubes que visa a preparação das equipas para a ponta final da época. Os alvi-negros irão disputar a liguilha de apuramento da equipa que vai subir de divisão, enquanto que os esmorizenses irão disputar o

título de campeão distrital de Aveiro da II Divisão. A Ovarense entrou mais forte no encontro e aos três minutos já se encontrava a vencer, com um golo apontado por David Joel. Contudo, o Esmoriz reagiu e viu a sorte sorrir-lhe, quando o central Nuno introduziu a bola na própria baliza, restabelecendo a igualdade. Mas os festejos dos visitantes foram “sol de pouca dura”, já que Sabry, na

resposta, recolocou a Ovarense na frente do marcador. Os ovarenses voltaram a entrar melhor no segundo tempo e em apenas 11 minutos sentenciaram o desfecho da partida, primeiro por intermédio de Borges, e mais tarde por Tiago Barroqueiro, após a conversão de uma grande penalidade. Os esmorizenses efetuaram alterações que surtiram efeito, e criaram mais perigo junto da baliza de Daniel. A 20 minutos do final da partida o guardião alvi-negro ainda negou o golo aos visitantes, com a defesa de uma grande penalidade, mas os esmorizenses acabaram por apontar mais dois golos, por intermédio de Nuno Godinho e Ratinho que fixaram o resultado final. No próximo dia 28, a partir das 16h00, realiza-se o jogo da segunda mão, no Estádio da Barrinha, em Esmoriz.

Estádio Marques da Silva (Ovar)

Jogadores: Gil, Alex, Miguel, João, Vitor, João Rios, Magalhães, Armando, Tiago, Xani e Dani. Treinador: Valente. Golos: João (36’, autogolo).

Sabry dribla e ultrapassa um adversário Publicidade

Vareiros venceram o Palmaz com resultado folgado e garantiram acesso à liguilha de apuramento para a subida de divisão.

DINIS AMARAL DINISAMARAL@PRACAPUBLICA.COM

5 1

Palmaz

Tiago Carriola

Jogadores: Patrick, Vitinha (Fernando, 70’), Nuno (Marcelo, 62’), Borges, Fábio, Tiago Lopes, Tiago Barroqueiro (Rui Leite 70’), Domingos, David Joel, Sabry e Joca. Treinador: João Rodrigues. Golos: Nuno (7’, autogolo), Tiago Barroqueiro (19’, g.p.), Joca (39’), Sabry (47’) e Rui Leite (83’, g.p.).


16 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

AFIS presente no “Comando Challenge”

O AFIS/Ovar este presente na primeira edição do “Comando Challenge”, que se realizou no Centro de Tropas Comandos, em Carregueira - Belas – Sintra. O “Comando Challenge” é uma prova de resistência, velocidade, agilidade, força e resistência mental. Os percursos de 5 Km ou 10 Km da corrida de obstáculos do “Comando Challenge” desafiaram os participantes a correr, escalar, saltar, rastejar, com o objetivo de testar a sua resistência

física e mental, num ambiente de salutar camaradagem. Num terreno agreste, enlameado e duro para qualquer maratonista ou triatleta, este desafio teve como objetivo ir ao encontro daqueles que pretendem testar as suas capacidades físicas e mentais, muita além de uma divertida corrida de estrada. As corridas “Comando Challenge” no primeiro ano, ano de promoção, não tiveram qualquer tipo de classificações finais, individual ou por equipas.

TRILHOS DO ALMOUROL

Manuel Ferreira subiu ao pódio no V Grande Prémio das Águas de Gaia O Clube do Pessoal das Águas de Gaia organizou o seu “V Grande Prémio”, onde estiveram em prova 20 atletas vareiros, que obtiveram as seguintes classificações: Juniores – Seniores 37º – Rui Costa (CAO) 44º – Alexandre Santos (GDCG) 75º – José Alvarado (Arada AC) 82º – Márcio Quintas (CAO) 83º – Alberto Valente (GD Santader Totta) 108º – José Lourenço (CAO)

Fernando Santos ‘deu cartas’ na Maratona Trail

Veteranos 40-44 anos 21º - Joaquim Ferreira (Arada AC)

O Clube de Lazer, Aventura e Competição (CLAC) – Entroncamento levou a efeito a 4ª edição do evento denominado “Os Trilhos do Almourol… dos trilhos templários aos caminhos ferroviários”. Tratou-se de uma atividade de trail, que percorreu trilhos sinalizados, de pé posto, pequenos estradões e obstáculos naturais aliando a prática desportiva com o usufruto de zonas históricas, agradáveis e belas paisagens. Este evento contou com três provas/percursos. Uma Maratona Trail, de 42 km (Trail longo) e um desnível positivo de aproximadamente 1000m, tendo a classificação de Trail Longo/Moderado TL/M (conforme avaliação ATRP). Esta foi uma prova do Circuito Nacional de Trail Running – ATRP, dirigida a atletas experimentados. Um Trail de 25 km (Trail Longo) e um desnível positivo de aproximadamente 400m,

Veteranos 45-49 anos 2º - Manuel Ferreira (Arada AC) 26º – Manuel Urbano (GDCG) 32º – Joaquim Ferreira (GDCG) 44º – Rufino Castro (GDCG) 116º – António Santos (GDCG) 129º – Manuel Andrade (GDCG)

tendo a classificação de Trail Longo/Moderado TL/M (conforme avaliação ATRP). E ainda uma Caminhada com uma extensão de 15 km. O atleta do AFIS/Ovar, Fernando Paiva Santos participou na Maratona Trail, tendo percorrido os 42 km em 06:55:31 e obtido a nona posição do escalão M60, 284º da classificação geral. Para Fernando Santos esta “foi mais uma excelente prova, conseguida num percurso difícil, com muita lama, mas com paisagens deslumbrantes”.

praçapública

DESPORTO ATLETISMO ATLETISMO

Veteranos 50-54 anos 17º – Norberto Oliveira (GDCG) 29º – Benjamim Soares (GDCG) 51º – Fernando Fernandes (Arada AC) Veteranos mais de 55 anos 10º – António Godinho (Arada AC) 23º – Manuel Paiva (AFIS) 73º – Germano Paiva (GDCG)

DUATLO

8ª Corrida António Leitão

O Sport Lisboa e Benfica levou a efeito a 8ª edição da Corrida do Benfica – António Leitão, uma prova que se desenrolou numa extensão de 10.000 metros. O AFIS/ OVAR esteve presente através de uma vasta delegação de atletas, que obtiveram as seguintes classificações: 61º - João Pereira 109º - António Vieira 316º - Eduardo Resende 399º - Paulo Oliveira

475º - José Amaro 528º - Carlos Campos 529º - José Sousa 670º - Mário Conde 969º - José Manta 971º - Manuel Ramos 1104º - Severino Cruz 1148º - Moreira da Silva 1540º - Fausto Cunha 1596º - José Costa 2000º - Rui Rodrigues 2863º - Mafalda Carvalho 2864º - Lina Cruz

ATLETISMO - 11º GRANDE PRÉMIO ADEC - MACIEIRA DE SARNES

Vitória coletiva da Associação dos Amigos do Seixo Branco ANÍBAL GOMES

A Associação dos Amigos do Seixo Branco venceu coletivamente o “11º Grande Prémio ADEC - Macieira de Sarnes”, uma prova que se desenrolou em Macieira de Sarnes, Oliveira de Azeméis, que contou com a presença de 22 atletas com dorsais vareiros, que obtiveram as seguintes classificações: Infantis 7º - Fredy Silva (AFIS) 9º - Pedro Pereira (AA Seixo Branco) 13º - João Soares (AA Seixo Branco) Por equipas venceu a equipa da Associação dos Amigos do Seixo Branco, com 34 pontos. Juvenis 13º - João Carvalho (AFIS) Benjamins 4º – Diogo Tavares (AA Seixo Branco) 9º – Ruben Marques (AA Seixo Branco) 27º – Francisco Couto (AA Seixo Branco) Por equipas, a Associação dos Amigos do Seixo de Branco classificaram-se em 3º lugar, com 40 pontos Seniores 15º – Fábio Fonseca (ACR Valdágua) 16º – José Paulo Costa (SSTCM Ovar)

Juniroes 7º – Pedro Leal (AFIS) 8º – Filipe Leite (AFIS) Veteranos 40 a 50 anos 35º – Pedro Leal (CAO) 39º – Edgar Costa (CAO) Veteranos mais 50 anos 4º – Benjamim Soares (GDC Guilhovai) 5º – José Costa (SSTCM Ovar) 6º – Américo Valente (SSTCM Ovar) 40º – Luís Quintino (AFIS) Benjamins Femininos 6º – Sara Costa (CAO) 15º – Rita Costa (CAO) 16º – Ana Reis (CAO) Por equipas o CAO classificou-se em 2º lugar, com 37 pontos Veteranas 6º – Fátima Aleixo (AFIS) 9º – Matilde Leal (CAO)

Hugo Gomes arranca 15º lugar

Teve lugar, no Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras, o Campeonato Nacional de Duatlo, uma prova disputada na distância standard (10 kms de corrida, 40 kms de ciclismo e 5 kms de corrida), que contou com a presença do atleta vareiro Hugo Gomes, em representação do Porto Runners. Depois de uma primeira corrida bem conseguida, que lhe permitiu integrar um bom grupo no exigente percurso do ciclismo, o atleta vareiro fez uma segunda corrida consistente permitindo-lhe alcançar uma boa classificação final. O Hugo Gomes concluiu a prova em 2h01’29'’, alcançando o 15º lugar da geral (9º Sénior Masculino).

ATLETISMO

Benjamim Soares brilhou no Porto FERNANDO SOUTEIRO O Grupo Desportivo e Cultural de Guilhovai esteve presente numa prova da Associação de Atletismo do Porto, que teve como pretexto assinalar o aniversário daquela instituição. Na categoria de veteranos II, Manuel Ferreira obteve o oitavo lugar, enquanto que Manuel Andrade foi 51º classificado. Já em veteranos III, Benjamim Soares alcançou a quarta posição. Por sua vez, os seus colegas Norberto Lopes e Artur Nadas alcançaram a 14ª e a 25ª posição, respetivamente. Coletivamente, o GDC de Guilhovai obteve a sexta posição, isto num total de duas dezenas e meia de equipas participantes.


praçapública Fernando Souteiro

BENJAMINS

DESPORTO

Arada 1 – 0 Cucujães FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

O Arada venceu o Cucujães num encontro onde o coletivo aradense acabou por justificar o triunfo com espírito de sacrifíciio e muita entreajuda. Na primeira parte o jogo foi equilibrado e as oportunidades de golo dividiram-se, contudo na segunda metade é que o Arada conseguiu ‘desatar o nó’ e garantir o triunfo, com um golo apontado por Pedro. No final do encontro, Sérgio Coelho, treinador aradense, reconheceu que a sua equipa “controlou o jogo na segunda parte” e destacou que os seus jogadores “estiveram bem”. Na próxima jornada, os pupilos de Sérgio Coelho jogam no reduto do Cesarense.

FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

Equipa de juvenis do CCR de Válega

FUTEBOL FORMAÇÃO – JUVENIS

Válega 0 - 2 Loureiro FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

O Válega averbou uma derrota caseira, frente ao Loureiro, numa partida onde os valeguenses demonstraram grandes dificuldades para contrariar o adversário. Os visitantes entraram melhor no encontro e precisaram de poucos minutos para se adiantar no marcador. O Válega tentou reagir, mas

o Loureiro voltou a ser mais eficiente e aproveitou a conversão de uma grande penalidade para avolumar a vantagem no marcador na saída para o intervalo. A segunda parte foi mais equilibrada e nenhuma das equipas conseguiu chegar ao golo, atingindo o final da partida com o 0-2 que deu a vitória ao Loureiro. O treinador do Centro de Válega, Vítor Almeida

destacou que foi “um jogo que estava a ser bem disputado, mas onde as duas falhas da equipa originaram os golos do adversário”. Válega: Eduardo, Pulgo, Sandro, Pacheco, Chico, Bruno, Igor, Leandro, Freitas, Fábio Couto, Jorge, Adriano, Fábio, João Silva e Zé Lourosa.

FUTEBOL FORMAÇÃO - JUVENIS

Arada 4 - 0 SV Pereira O Arada venceu o São Vicente de Pereira, num encontro onde os aradenses chegaram ao intervalo a vencer pela contagem mínima. A segunda parte foi mais mexida e os visitantes tiveram a primeira ocasião de golo, contudo Tiago Pereira rematou para uma defesa tranquila e desperdiçou o empate. Aos 49 minutos, Emanuel aumentou a vantagem para o Arada para, pouco depois, Cláudio apontar o terceiro golo, algo que repetiu a dez minutos do final da partida, fechando a contagem. No final da partida, Bruno Reis, treinador do Arada, destacou que a sua equipa

BENJAMINS B

Arada 1 - 3 Sanjoanense O Arada perdeu em casa, frente ao Sanjoanense, num encontro onde até entrou a vencer, com um golo apontado por Tigas. Os visitantes responderam e chegaram ao empate, para, ainda antes do intervalo, se adiantarem no marcador. No regresso do descanso a Sanjoanense aproveitou o nervosismo contrário para apontar mais um golo e fixar o resultado final. No fim do jogo, Bruno Grenha, treinador aradense, referiu que tinha expetativas de “ganhar este jogo”, e justificou o desaire com “as lesões afetaram a nossa prestação”. Arada: Sandro, Ivo, Pedro Correia, Filipe, Oliveira, Pinto e Tigas. Jogaram ainda: João Pedro, Imã, Bruno e João Paulo.

Fernando Souteiro

FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

Arada: Gustavo, Francisco, Pires, João, Pedro, Branco e JP. Jogaram ainda: Queirós, Diogo e Rui.

Publicidade

Ovarense: Igor, Diogo Marques, Mariana, Ruben Soares, Diogo Oliveira, Rui Pedro e Samuel. Jogaram ainda: Ruben, João, Ema, Bruno e Renato.

17

INFANTIS

Ovarense 3 Estarreja 2 A Ovarense venceu o Estarreja, em casa, numa partida onde Samuel, com um hattrick, fez a diferença. Os vareiros entraram bem no encontro e adiantaram-se no marcador com um golo apontado por Samuel, contudo a resposta do Estarreja não tardou e, pouco depois, ficou restabelecida a igualdade. A equipa ovarense carregou no ataque, mas foi sempre pouco eficaz e até ao intervalo acabou por não conseguir evitar que o Estarreja se colocasse na frente do marcador. No regresso dos balneários Samuel tratou de repor a igualdade, para mais tarde, após uma boa jogada de entendimento com Rui Pedro, apontar o terceiro golo da conta pessoal, que valeu o triunfo da Ovarense. No final da partida, Rui Teles, treinador da Ovarense, considerou que a vitória “foi mais do que justa”, pois considerou que a sua equipa “foi a melhor em campo”, onde destacou ter sobressaído “o coletivo”, reconhecendo, contudo, “o bom desempenho de Samuel e Ruben”.

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

Os aradenses apontaram três golos na segunda parte

“está com mais confiança nesta segunda fase” e disse estar “satisfeito com a exibição e com o resultado”. Já

Armando Ferreira, técnico do SV Pereira, apenas referiu ter sido “um jogo sem história”.

Arada: Joel, Pedro, Barros, Leandro, Ferreira, Claúdio, Xavier, Emanuel, Nuno, Gonçalo e Rodrigo. Jogaram ainda: Gabriel, Diogo e Alexandre. SV Pereira: Edgar, Imã, Pedro Rodrigues, Vinicius, Micael, Vítor, André Barge, Daniel, Miguel Silva, Tiago Silva e Tiago Pereira. Jogaram ainda: Dani, Pedro e Luís.


18 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

praçapública

DESPORTO

BASQUETEBOL FORMAÇÃO – SUB 20 PLAY-OFF - JOGOS 1 E 2

FERNANDO SOUTEIRO

A Ovarense venceu o Vasco da Gama numa partida emotiva e decidida apenas no prolongamento. Os vareiros foram mais fortes na ponta final e acabaram por construir um resultado justo e merecido. A equipa de Nuno Manarte até entrou melhor na

Ovarense 75 V. Gama 66 Rodrigo Soeiro Gonçalo Rocha Emanuel Sá Júlio Silva Nuno Leite João Freire Renato Fião Pedro Soares Pedro Costa Gonçalo Strinfellow

nj 08 08 22 03 05 12 00 17 03

Treinador: Nuno Manarte

partida e durante os primeiros 20 minutos conseguiu controlar o marcador, alcançando o intervalo com uma vantagem de três pontos (3128). Contudo, a prestação menos positiva dos vareiros no terceiro ‘quarto’ (9-20) quase condicionou o resultado final. A necessitar de recuperar de uma desvantagem de oito pontos, os vareiros apostaram numa defesa mais forte e voltaram a dominar o jogo, alcançando o empate, nos instantes finais do tempo regulamentar, que obrigou ao prolongamento. Com cinco minutos para jogar, coube à Ovarense impor o ritmo da partida e controlar o adversário de forma mais eficaz, garantindo o triunfo. No final do encontro, Nuno Manarte destacou estar “satisfeito com o resultado”, isto apesar de reconhecer que “não foi um bom jogo”, contudo “a equipa acabou por querer ganhar mais do que eles, e isso fez a diferença”, disse.

Resultados da Formação Sub 20 M Galitos 57 – 61 Ovarense Illiabum 57 – 71 Ovarense

Sub 16 M(B) Ovarense 51 – 40 Galitos Ovarense 48 - 27 Sanjoanense

Sub 19F Sanjoanense 21 – 53 Ovarense Ovarense 54 – 43 CPN Coimbrões 58 - 55 Ovarense

Sub 14 F Ovarense 50 - 41 Juvemaia Ovarense 77 - 34 Barcelos

Sub 18 M Ovarense 68 - 60 Acedémico Esgueira 50 - 52 Ovarense Sub 16 F Olivais 25 – 57 Ovarense Ovarense - 53 - 41 Bolacesto Bolacesto 48 - 76 Ovarense

Publicidade

Sub 16 M(A) Ovarense 55 – 50 Sanjoanense Ovarense 60 - 40 Esgueira

Sub 14 M(A) Ovarense 53 – 61 Viana Póvoa 72 - 66 Ovarense Sub 14 M(B) GICA 23 – 65 Ovarense Ovarense 77 - 18 Esgueira Sub 14 M(BCO) Sangalhos 60 – 49 BCO GRIB 97 - 49 BCO Infantis Illiabum 0 - 6 Ovarense

Vencer em Guimarães para continuar a sonhar A Ovarense bateu o Guimarães (77-68) no jogo de arranque dos quartos-de-final do play-off da Liga Portuguesa de Basquetebol. No segundo jogo os vimaranenses foram mais fortes e igualaram a eliminatória (62-75). Para continuar em prova, os vareiros precisam de vencer, pelo menos, um encontro em Guimarães.

Tiago Carriola

Ovarense 75 - 66 Vasco Gama

Ovarense 77 Guimarães 68 Cristóvão Cordeiro José Barbosa Júlio Silva Sergi Coll Nuno Morais Fernando Neves Miguel Miranda Mário Gonçalves Pedro Costa Renato Fião João Ribeiro Emanuel Sá

13 04 00 18 03 16 10 08 nj nj nj 05

Treinador: Carlos Pinto

PLAY-OFF JOGO 2

Ovarense 62 Guimarães 75 Cristóvão Cordeiro José Barbosa Júlio Silva Sergi Coll Nuno Morais Fernando Neves Miguel Miranda Pedro Soares Mário Gonçalves Pedro Costa Emanuel Sá

DINIS AMARAL DINISAMARAL@PRACAPUBLICA.COM

No primeiro jogo, os vareiros protagonizaram uma primeira parte verdadeiramente arrasadora e traçaram cedo o destino do jogo. Fruto de uma defesa aguerrida e eficaz, que ‘trocou as voltas’ aos vimaranenses, a equipa alvi-negra limitou o adversário a uns escassos 32 pontos nos dois primeiros ‘quartos’ e aproveitou o bom momento ofensivo do coletivo para cavar uma vantagem de 17 pontos até ao intervalo (4932). A reação do Guimarães aconteceu no regresso dos balneários, com Ivan Almeida (dois triplos), Charles Swiggett (1 triplo) e Paulo Cunha (1 triplo) a carregarem a equipa no ataque, contudo, do lado vareiro coube a Fernando Neves responder com duas ‘bombas’ exteriores que mantiveram a Ovarense a uma distância segura até à entrada para o último período (63-49).

PLAY-OFF JOGO 1

Vareiros precisam vencer, pelo menos, um jogo em Guimarães

Depois de ter gerido o ‘banco’ nos dez minutos anteriores, Carlos Pinto viu a sua equipa resistir, primeiro à exclusão de Sergi Coll (18 pontos e 7 ressaltos), por acumulação de faltas, e depois à avalancha ofensiva do Guimarães, que ainda chegou a assustar. Contudo, José Barbosa soube ‘guiar’ a equipa e tranquilamente entregar a Fernando Neves (16 pontos e 4 assistências) e a Miguel Miranda (10 pontos, 9 ressaltos e 6 assistências) a oportunidade de selar o primeiro triunfo da série. FRESCURA FÍSICA VIMARANENSE FEZ A DIFERENÇA A Ovarense até entrou

bem no segundo jogo e conseguiu uma vantagem de 8 pontos no final do primeiro período (20-12), contudo o Guimarães reagiu e até ao intervalo soube aproveitar as ‘ofertas’ na tabela defensiva contrária (10 ressaltos ofensivos) para passar para o comando do marcador (31-34). Na segunda parte os vareiros ainda conseguiram equilibrar o marcador durante mais dez minutos (4949), só que repetiram os erros defensivos (mais 11 ressaltos defensivos perdidos) da fase inicial do encontro a que se somou a falta de frescura física de alguns jogadores que acabou por permitir ao Guimarães construir o triunfo que empatou a eliminatória.

08 14 00 12 07 06 10 nj 03 00 02

Treinador: Carlos Pinto

ÚLTIMO JOGO DA FASE REGULAR

Ovarense 62 Benfica 78 Cristóvão Cordeiro José Barbosa Júlio Silva Sergi Coll Nuno Morais Fernando Neves Miguel Miranda Mário Gonçalves Pedro Costa Renato Fião João Ribeiro Emanuel Sá Treinador: Carlos Pinto

08 07 00 14 08 07 13 05 00 nj nj 00


praçapública

DESPORTO

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

19

DR

NATAÇÃO SINCRONIZADA

OvarSincro arranca medalhas no Campeonato Nacional de Inverno DR

I GRANDE PRÉMIO DO CCPO DE SANTO HUBERTO

também com um Braco Alemão. Esta foi uma iniciativa do Núcleo do Cão de Parar de Ovar que pretendeu, para além da disputa deste troféu, reunir alguns praticantes, juízes e organizadores que, sob a forma de uma tertúlia informal, puderam ainda debater vários temas de interesse para a modalidade. A organização pretende que esta iniciativa passe a realizar-se anualmente, fazendo com que o concelho de Ovar e o seu clube de caçadores possa ser uma referência a nível nacional na modalidade.

DR

O Núcleo do Cão de Parar de Ovar levou a efeito, no campo de treino de caça do Clube de Caça e Pesca de Ovar, o I Grande Prémio do CCPO de Santo Huberto, uma iniciativa que contou com a participação de 26 concorrentes, oriundos do Minho ao Algarve. O troféu, disputado em duas provas, que trouxe a Ovar alguns dos melhores cães de parar do país, nesta disciplina, teve como vencedor Luís Figueiredo, com um Pointer, seguido na segunda posição por Paulo Vieira, com um Braco Alemão, e na terceira por Carlos Lopes,

O Santo Huberto para caçador com cão de parar O Santo Huberto para caçador com cão de parar, é uma competição de alto nível, que visa a promoção e a valorização do espírito desportivo do caçador, através da correta utilização dos cães de parar e da observância das adequadas técnicas cinegéticas, tendo em consideração os aspetos técnicos, legais e cívicos, a função e utilização do cão de parar, num quadro de respeito pela natureza e pela ecologia.

classificadas, bem como na realização de esquemas. A competição teve lugar na piscina municipal da Mealhada, e as atletas vareiras competiram e alcançaram bons resultados nas categorias infantis, juvenis e júnior, com

destaques para o quarto lugar alcançado pela equipa infantil, bem como as medalhas granjeadas pela equipa juvenil, pelo seu terceiro lugar por equipas, e pela atleta júnior Filipa Faria, com o seu solo classificado em terceiro lugar. Publicidade

Luís Figueiredo vence com Pointer

O Clube de Natação OvarSincro esteve presente no Campeonato Nacional de Inverno de Natação Sincronizada, com 14 atletas, que se destacaram pelas suas prestações nas figuras técnicas, onde ficaram muito bem


praçapública

DESPORTO

20 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

CANOAGEM

Mariana Conde sagra-se campeã distrital

Igor Pinho vence Taça de Portugal em Velocidade

aluno conseguiu acrescentar 8cm ao seu recorde pessoal no salto em altura, ao saltar 1,82m. Na mesma competição, Renato Pereira classificou-se em 11º lugar, tendo alcançado, no lançamento do peso, 9,66m. No Torneio Primavera, competição realizada no mesmo local, a aluna Rosário Silva, representando o Valdágua, venceu o lançamento do peso, com 11,11m. Ana Pinho, do mesmo clube, fez 8,36m, e Michel Ford, também nesta prova, lançou o peso a 8,63m. Laura Regalado correu os 80m e realizou a marca de 12,11s, Cátia Oliveira venceu os 100m, com 13,48s, e os 300m, com 44,77s.

Resultados 1000 metros K1 Cadete 1º Igor Pinho (Final B) C1 Júnior 9º Pedro Costa (Final A) C1 Sénior 5º André Dias (Final B) 500 metros K1 Cadete feminino 7ª Juliana Lopes (Final A) K1 Júnior feminino 3ª Liliana Resende (Final A)

DR

A atleta da Escola Secundária Júlio Dinis (ESJD), de Ovar, Mariana Conde, esteve em evidência ao vencer, no Campeonato Distrital do Atleta Completo, o heptatlo, na categoria de juvenis. A prova, organizada pela Associação de Atletismo de Aveiro, decorreu na pista do Luso e contou com participação de vários alunos da ESJD de Ovar, em representação da escola e também em representação dos seus clubes. A aluna Marta Granja, representando o Valdágua, classificou-se em 6º lugar no heptatlo. Tiago Martins, que participou no octatlo, classificou-se em quarto lugar, sendo de destacar que este

DR

DESPORTO ESCOLAR - ATLETISMO

200 metros K1 Cadete 1º Igor Pinho (Final A) K1 Cadete feminino 4ª Juliana Lopes (Final A) Os três medalhados do Clube de Canoagem de Ovar

A prova decorreu na pista do Luso

DESPORTO ESCOLAR - ATLETISMO

Juvenis femininos da Escola Secundária Júlio Dinis sagramse campeãs distritais A equipa juvenil feminina da Escola Secundária Júlio Dinis, composta pelas atletas Mariana Conde, Cátia Oliveira, Laura Regalado, Marta Granja, Sofia Mota, Rosário Silva, Ana Pinho, Michel Ford e Joana Guimarães, sagrouse campeã distrital de atletismo escolar e garantiu o apuramento para os Campeonatos Regionais Escolares, que se realizam no próximo dia 27 de abril, em Pombal.

De assinalar ainda a segunda posição da equipa de iniciados masculinos, que se sagrou vice-campeã distrital. Além da equipa feminina, foram ainda selecionados sete alunos para representar o CLDE Aveiro nos Campeonatos Regionais: Tiago Martins, Renato Pereira, Ernesto Moreira, Rui Borges, Tomás Rodrigues, Fábio Rodrigues e Rebeca Miranda.

O atleta vareiro, Igor Pinho venceu as Finais A 200 metros e B 1000 metros e sagrou-se campeão da Taça de Portugal em Velocidade. Liliana Resende, que foi medalha de bronze nas Finais A 200 e 500 metros e Vitor Oliveira, que garantiu a sua primeira convocatória nacional fruto do 3º lugar na Final A 200 metros, estiveram em evidência na competição, que decorreu no Centro de Alto Rendimento de Montemoro-Velho, e que contou com a presença de 800 embarcações em representação de 42

clubes nacionais. Esta foi uma prova seletiva para os próximos estágios das Seleções Nacionais de Velocidade nestas categorias e o Clube de Canoagem de Ovar esteve em evidência ao garantir, novamente, a presença de três atletas, Igor Pinho em cadetes e Liliana Resende e Vítor Oliveira em juniores. Este último atleta torna-se assim o quinto canoísta do clube vareiro a integrar, esta época, um estágio nacional. Os responsáveis do Clube de Canoagem de Ovar

classificaram estes resultados como “excepcionais”, uma vez que em termos gerais “o clube ficou na oitava posição nacional (6º lugar no conjunto dos 200 e 500 metros), bem à frente de clubes de topo”, e atendendo ainda a que o clube “apenas participou com seis atletas”, justificaram. Para tal, dizem os responsáveis “muito contribuíram as oito Finais A e três Finais B alcançadas”, ou seja, todos os seus atletas alcançaram uma Final Nacional (Vitor Oliveira participou apenas nos 200 metros).

C1 Júnior 7º Pedro Costa (Final A) K1 Júnior 3º Vítor Oliveira (Final A) K1 Júnior feminino 3ª Liliana Resende (Final A) C1 Sénior 3º André Dias (Final B)

11º TORNEIO FUTEBOL DE SEIS

Emotividade e golos marcaram primeiras jornadas FERNANDO SOUTEIRO E PAULO SANTOS

A secção desportiva do Grupo Desportivo e Cultural de Guilhovai está a organizar, aos fins-de-semana, no seu campo, mais um torneio de futebol de seis e nos diversos jogos já realizados ocorreram algumas surpresas.

No dérbi da vila de São João, a Associação Atlética de Guilhovai levou de vencida o GDC Guilhovai (A) por 2-1, enquanto que o jogo entre o All Night Long e o Estrela Azul terminou com um empate a um golo. Por sua vez, o Systatus derrotou a turma do Evolution por 3-1. Já a Associação Recreativa e Cul-

tural da Ponte Nova goleou o Centro Pneus Ocasião por 7-0 e o FC Carochada venceu o Guilhovai (B) por 2-1. Na terceira jornada, o Centro Pneus Ocasião perdeu frente ao Evolution (25), enquanto que o Guilhovai (A) voltou a perder, desta vez contra o All Night Long, por 3-2. O jogo entre o Café

Príncipe e o Estrela Azul foi emotivo, com os últimos a vencerem por 2-1. Já o Systatus venceu, com relativa facilidade, a Associação Cultural e Recreativa de São Vicente Pereira (4-1). Por sua vez, a ARC Ponte Nova goleou o Guilhovai B por 61 e a AA Guilhovai bateu o FC Carochada por 4-1.


praçapública

PRAÇA DE NEGÓCIOS

Auditoria à Gestão de Recursos Humanos A Tafife realiza auditorias aos processos de Gestão de Recursos Humanos com o objetivo de recomendar as melhores práticas no âmbito da melhoria contínua. . Assessoria administrativa assegurando o cumprimento das leis gerais, setoriais e das regras fiscais: . Obrigações legais e fiscais . Mapas oficiais . Contratos de trabalho: celebração e rescisão . Processamento salarial Apoio aos processos de gestão de Recursos Humanos: . Avaliação de desempenho . Comunicação Interna . Desenvolvimento organizacional . Diagnóstico organizacional . Formação Profissional . Recrutamento e Seleção

A Tafife continua a marcar posição no ramo de prestação de serviços. Com mais de dois mil formandos no currículo, a Tafife afirmouse definitivamente na região e regista grande sucesso na área da formação. A Tafife - Gestão de Serviços, Lda. nasceu em 2005, no âmbito da gestão do parque industrial onde se encontra instalada, mas depressa alargou as suas áreas de atuação, assumindo-se, desde 2009, como “uma empresa de prestação de serviços que atua em cinco áreas - Formação Profissional, Consultoria e Recursos Humanos, Incentivos às Empresas, Gestão e Manutenção de Conservação de Edifícios e Qualidade, Ambiente e SHST”, destaca António Cortez. Como refere o sócio-gerente da empresa, o trabalho da Tafife “consiste no desenvolvimento de projetos inovadores em parceria com os clientes”, e apresenta como estratégia “avaliar as suas necessidades e prestar serviços que sustentem eficazmente o seu desempenho”, oferecendo “soluções que propor-

cionem o desenvolvimento pessoal/profissional e que potenciem o sucesso individual e coletivo”, salienta António Cortez. Desde 2009, a Tafife tem apresentado excelentes resultados, fruto da aposta “na formação cofinanciada no âmbito do POPH”, tanto “intra como inter-empresas, através de um serviço personalizado e ajustado a cada realidade empresarial”, salienta o responsável pela empresa, confirmando que a Tafife tem previsto, para 2013, “um volume de mais de 33 mil horas de formação que, certamente, significarão uma mais-valia para as pessoas desta região contribuindo, assim acreditamos, para aumentar a sua empregabilidade”. A Tafife conta com a colaboração de “cinco técnicos especializados nas áreas de

António Cortez, sócio-gerente da empresa

Qualidade, Tecnologias de Informação, Formação Profissional, Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Edifícios”, e conta ainda com “uma equipa multidisciplinar de consultores e formadores externos, altamente especializados e com larga e comprovada experiência nas mais diversas áreas, desde Gestão da Qualidade, Gestão do Ambiente e Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho”, que garantem o ‘know-how’ necessário para “desenvolver um serviço de excelência, contribuindo assim para o su-

cesso dos nossos clientes”. A Tafife prepara-se agora para dar seguimento ao sucesso alcançado e António Cortez coloca o enfoque atual da empresa “nos novos desafios, que passam pela formação não financiada e pelo apoio às empresas em projetos de investimento, nomeadamente no âmbito da internacionalização”, campos em que destaca já terem alcançado “alguns acordos e parcerias com associações empresariais, com empresas no âmbito da cortiça ou do calçado”.

DR

Consultoria em Recursos Humanos

www.tafife.pt

DR

O parceiro de referência que lhe garante o sucesso

Formação Profissional A TAFIFE está acreditada como entidade formadora pela Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (processo n° 4738). A empresa aposta na formação profissional intra e inter empresas, através de um serviço personalizado e ajustado a cada realidade empresarial, que passa por quatro fases: . Diagnóstico . Planeamento . Implementação . Avaliação Orientada para a valorização das empresas e qualificação dos seus recursos humanos, a Tafife desenvolve soluções adequadas à sua empresa e às suas necessidades.

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

As salas de formação são devidamente equipadas e vocacionadas para o desenvolvimento de ações de formação profissional

Instalações

Gestão de Edifícios

Instalada no Parque Industrial de Ovar, a Tafife dispõe de um conjunto integrado de infraestruturas entre as quais se destacam: Salas de formação devidamente equipadas e vocacionadas para o desenvolvimento de ações de formação profissional, seminários e workshops; Sala de informática devidamente equipada de meios informáticos e multimédia tecnologicamente avançados e com acesso à internet; Gabinete de atendimento ao cliente Posto médico Amplo parque de estacionamento controlado por sistema de segurança e vigilância Espaços verdes Cantina/refeitório

A manutenção periódica permite conservar e aumentar a vida útil das construções, combatendo o envelhecimento precoce. A Tafife, assume nesta área, as seguintes valências: . Elaboração e execução de um plano anual de manutenção e conservação . Manutenção periódica dos sistemas de segurança . Acompanhamento dos processos de intervenção . Gestão da limpeza e espaços verdes

21

Consultoria em Qualidade, Ambiente e SHST A Tafife disponibiliza suporte na área da Qualidade, Ambiente e Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho às empresas que pretendam implementar ou desenvolver o(s) seu(s) Sistema(s) de Gestão, tornando o seu negócio mais competitivo, e cumprindo os requisitos legais. . Auditorias de Qualidade, Ambiente e SHST . Implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiente e SHTS . Acompanhamento técnico da monitorização da implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiente e SHST

Incentivos às empresas Face aos atuais problemas das empresas, nomeadamente na área do financiamento, para investimento ou fundo de maneio, disponibilizamos consultores para as auxiliar em Projetos de Financiamento Bancário ou na elaboração de Candidaturas a Sistemas de Incentivos. . Financiamento Bancário . Candidaturas a Sistemas de Incentivos . Estudos de Viabilidade Económica e Financeira . Recuperação de Empresas Os Nossos Clientes: . Micro e Pequenas e Médias Empresas . Micro e pequenas empresas (PMEs) que pretendem incrementar a sua atividade, ou que procuram apoio na reestruturação de processos de gestão . Novos empresários . Pessoas que pretendem criar uma nova empresa e precisam de elaborar um estudo prévio ou de apoio para financiamento bancário ou apresentar uma candidatura a um sistema de incentivos.


Homenagem a António de Oliveira Pode

Homenagem a Margarida Celeste

5º Aniversário Lutuoso

1º Aniversário Lutuoso 25 de Abril de 2013

Já passaram 365 dias de saudades, Os dias voam Os pensamentos passam Tal como as nuvens. Mas tu nosso avô, ficas Ficas para sempre dentro de nós Dos nossos corações Tal como o sol e a lua Que ficam sempre no Céu Toda a família que nunca te esquecerá, Amamos-te para sempre!

praçapública

DIVERSOS

22 Quarta-feira, 24 de abril de 2013

Agradecimento António Antunes - 81 anos

21 de Abril de 2013

Os anos vão passando mas de ti ninguém esquece. As lágrimas vão secando mas a saudade permanece. Eterna saudade do seu marido e filhos, irmã Florinda, cunhado e sobrinhos

A Família agradece a todos os que se dignaram a acompanhar a cerimónia fúnebre, ou que de alguma forma manifestaram o seu pesar, no passado sábado, dia 20 de abril. Informa, ainda, que se vai realizar no próximo dia 25 de abril, pelas 19h00, na Igreja Matriz de Ovar, a missa de sétimo dia, pela alma do seu ente querido. A Família

Mª de Oliveira Marques (Mª da Angelina) 80 anos Sobral Velho, S. João - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

João Manuel Tavares Simões 36 anos Rua Capitão Leitão - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Eduardo Oliveira Tomé 80 anos Lugar do Sobral, S. João - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Ângelo Manuel Pereira Chibante 78 anos Rua Pedro das Pupilas - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

António Antunes 81 anos Largo da Estação - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Manuel Maria Jesus Pinho (Boia) 49 anos Rua Ponte Nova - S. João - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Oliveiros da Silva 80 anos Rua Gonçalo Velho - Furadouro - Ovar A Família agradece a todos os que acompanharam a cerimónia fúnebre, e que de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Mariana Bessa Martins Notária em Ovar Nif.: 228 311 489 Rua Engº Adelino Amaro da Costa, n.º 252, r/ch esq. 3880-214 OVAR Tel e Fax. 256589112 e-mail: notariamarianamartins@hotmail.com EXTRATO CERTIFICO narrativamente, para efeitos de publicação, que neste Cartório, no dia 12 de Abril de 2013, iniciada a fls. 16, do livro de escrituras diversas n° 26 - A, foi celebrada escritura de Justificação na qual José Alberto Ferreira da Silva e mulher Maria da Conceição da Costa Mané, casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais da freguesia e concelho de Ovar, residentes na Rua da Ponte Nova,40, freguesia de São João,concelho de Ovar, declararam: Que, com exclusão de outrem, são donos e legitimos possuidores do prédio rústico composto de eucaliptal, com a área de quatrocentos e dezoito metros quadrados, a confrontar, do norte com Manuel Marques de Oliveira Violas e do sul, do nascente e do poente com caminho, sito em Mourão Norte, freguesia de Cortegaça, concelho de Ovar, inscrito na matriz, em nome de Alberto Pereira da Silva, sob o artigo 1411, omisso no Registo Predial. O certo porém é que eles justificantes não possuem título formal que legitime o seu domínio sobre o referido prédio, o qual veio à sua posse por doação não titulada que lhes foi feita pelo avô do justificante marido, Alberto Pereira da Silva, titular inscrito na matriz, divorciado, já falecido em mil novecentos e oitenta e três, residente que foi na Rua Sacadura Cabral, 89, 7º esq, em São João do Estoril, em data que não podem precisar mas sensivelmente no ano de mil novecentos oitenta. Que, não obstante isso, os justificantes têm usufruído o mencionado prédio, usando todas as utilidades por ele proporcionadas, pagando os respectivos impostos, com ânimo de quem exerce direito próprio, sendo reconhecidos como seus donos por toda a gente, fazendo-o de boa-fé por ignorarem lesar direito alheio, pacificamente porque sem violência, continua e publicamente à vista e com conhecimento de toda a gente, sem oposição de ninguém, tudo isto há mais de trinta anos. Que, dadas as enunciadas características de tal posse, eles justificantes adquiriram o citado prédio por usucapião, título este que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais. Está conforme ao original. Ovar, 12 de Abril de 2013 A Notária Praça Pública N.º 632, 24 de abril de 2013 Mariana Bessa Martins

EDITAL Alteração ao alvará de loteamento n.º 59/1993, em nome de Eduardo Ferreira da Silva e outros, situado na Avenida da Praia, Freguesia de Cortegaça, Concelho de Ovar. Notificação DR. MANUEL AL VES DE OLIVEIRA, Presidente da Câmara Municipal de Ovar: Torna público, nos termos do n.º 2 do artigo 15.º do Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação, em conformidade com o despacho de 20 de Fevereiro de 2013, que vai proceder-se à discussão pública da alteração ao alvará de loteamento n.º 59/1993, emitido em nome de Eduardo Ferreira da Silva e outros, situado na Avenida da Praia, Freguesia de Cortegaça, Concelho de Ovar, sendo por este meio notificados os proprietários dos lotes que integram o referido loteamento. O pedido de alteração foi requerido por Carla Alexandra Borga de Oliveira Vasques, e consta da demolição das construções existentes no lote 2 e nova implantação e construção de habitação de r/chão e andar e anexo, com a área de implantação da construção de 170,45 m2, área total de 281,76,00 m2 e área de construção de anexo de 57,15 m2. O período de discussão pública terá o seu início no 8.º dia a contar da publicação do presente edital e terá a duração de 15 dias, encontrando-se a proposta de alteração ao alvará de loteamento disponível, para consulta, no Serviço de Obras Par ticulares e Loteamentos da Divisão de Planeamento, Urbanismo e Empreendedorismo nos dias úteis, das 9 horas às 16 horas. No decorrer daquele período, as reclamações, observações, sugestões e pedidos de esclarecimentos deverão ser apresentados pelos particulares, por escrito e dirigidos ao Presidente da Câmara Municipal de Ovar, sendo entregues em mão ou remetidos por correio sob registo, devendo constar o endereço dos seus autores e a qualidade em que os apresentam. Para constar e seus devidos efeitos, se publica o presente edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos locais públicos do costume. Ovar, 28 de março de 2013 O Presidente da Câmara Praça Pública N.º 632, 24 de abril de 2013 Dr. Manuel Alves de Oliveira


praçapública

CLASSIFICADOS

Quarta-feira, 24 de abril de 2013

23


Publicidade

praçapública


24-04-2013