Page 1

Anistia de juros e multas em Araruama

Divulgação

Marcelo Figueiredo

www.jornalpoiesis.com.br

Literatura, Pensamento & Arte

Encontro de Reiki em Saquarema será dia 20

Página 2 Página 2 Ano XX- nº 208 - julho de 2013 - Saquarema, Araruama, Iguaba Grande, Cabo Frio, Arraial do Cabo, S. Pedro da Aldeia e Petrópolis

Manifestantes ocupam as ruas na Região dos Lagos Regina Mota

O mês de junho levou para as ruas milhares de brasileiros que reivindicaram melhorias em vários setores da administração pública. Saquarema e Araruama, na Região dos Lagos, também demonstraram que

“o gigante acordou”. Além do problema crônico de transporte público na região, também houve manifestações em favor de melhorias na saúde, educação e esporte. Página 3.

Saquarema recebe jovens da Jornada Mundial da Juventude com variada programação cultural e religiosa Regina Mota

Jovens da França, Mônaco, Canadá e Trinidad e Tobago estarão em Saquarema a partir do dia 15 de julho. Eles são participantes da Jornada Mundial da Juventude, que estará acontecendo na capital fluminense. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura preparou uma diversificada programação, que inclui exposição na Casa de Cultura, apresentações culturais no Teatro Mário Lago, além da procissão no Centro da cidade preparada pela Paróquia de Nossa Senhora de Nazareth. Página 3.

Curta a página do Jornal Poiésis no Facebook www.facebook.com/jornalpoiesis


2

nº 208 - julho de 2013

ECONOMIA

SAÚDE

Campanha de anistia fiscal é prorrogada em Araruama

III Encontro de Reiki Canta Saquá acontece será dia 20 de julho nos dias 26 e 27 em Saquarema

Marcelo Figueiredo

IPTU, ISS e outras taxas municipais em atraso podem ser pagos com até 100% de juros e multas até 31 de julho

Em sessão realizada no dia 26 de junho, a Câmara Municipal de Araruama aprovou o projeto de lei de autoria do poder executivo que prorroga a campanha de anistia fiscal até 31 de julho, concedendo descontos de até 100% dos juros e multas do do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços (ISS) e taxas municipais dos exercícios anteriores a 2013. Além de ter como objetivo de aumentar a arrecadação do município, o projeto beneficia os cidadãos que tenham se tornado inadimplentes e agora podem renegociar seus tributos com mais facilidade. “Ao pagar em dia seus

tributos, o cidadão contribuinte dá condições ao governo municipal para desenvolver diversos programas urbanos e sociais na cidade, promovendo o desenvolvimento e qualidade de vida da sua população”, informou o prefeito Miguel Jeovani. Os contribuintes que pagarem os impostos atrasados em até três parcelas terão 100% de anistia dos juros e multas. Para ser beneficiado por esta lei, o contribuinte deverá formular o pedido até 31 de julho deste ano, mediante a quitação integral do tributo ou da primeira parcela. Os impostos poderão ser divididos em até 18 parcelas.

MÚSICA

Arquivo Jornal Poiésis

O terapeuta holístico Camilo de Lélis M. Mota coordena no dia 20 de julho, sábado, o III Encontro de Reiki do Espaço Elaboração - Terapias e Cursos, com o objetivo de promover mais interatividade entre os praticantes desta técnica terapêutica. Podem participar reikianos de qualquer nível e de qualquer linhagem. O encontro será realizado no horário de 9h às 13 horas, na Travessa Sigmund Freud, nº 1, esquina com Rua James Ward de Carvalho, no Porto da Roça - entrar na rua em frente ao Mercado Gomes). A taxa de participação é de R$ 30. As vagas são limitadas. A inscrição antecipada pode ser feita no próprio local do curso, ou através do telefone (22) 2653-3087, ou diretamente no site www.reikiadistancia.com.br. O evento contará com

grupo de estudo sobre tema relacionado à prática do Reiki, processos terapêuticos e autoconhecimento, círculo de diálogo para troca de experiências vividas pelos praticantes e para tirar dúvidas, além de atividades práticas para aplicação de Reiki entre os próprios participantes e também envio de Reiki para a cidade e o planeta. O encontro é realizado sob a chancela da Associação Brasileira de Psicanálise Transpessoal (ABPT) e fornecerá certificado de participação. SERVIÇO I Encontro de Reiki do Espaço Elaboração Dia 20 de julho de 2013 de 9h às 13h Local: Elaboração Terapias e Cursos - Porto da Roça Investimento: R$ 30 Inscrições antecipadas pelo fone (22) 2653-3087 Divulgação

A Prefeitura de Saquarema, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, realizará nos dias 26 e 27 de julho o festival de corais “Canta Saquá 2013”. O evento será realizado na Praça Oscar de Macedo Soares, no Centro histórico da cidade, a partir das 18h. O Canta Saquá faz parte do calendário anual de eventos do município de Saquarema e contará com a apresentação de diversos corais que virão de várias cidades do estado. Confira a programação: 26/07 (6° feira): - CORAL ITALIANO – Niterói. Maestro - Josias Freitas. - CORAL DO CLUBE DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS DE NITERÓI (CAPEN). Maestro - Josias Freitas - CORAL SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO - Niterói Regente - Elisabete Al-

meida - CORAL VOZES DE SAQUAREMA. Maestro - Moisés Santos 27/07 (Sábado): - CORAL E ECUMÊNICO BOA VONTADE – Araruama. Maestro - André Luiz Fernandes. - CORO DA COMUNIDADE PRESBITERIANA NOVA JERUSALÉM - Ilha Do Governador. Regente - Paulo Sergio Motta. - CORAL AMBEP - Rio De Janeiro. Maestro - José Mirabeau. - CORAL ICNV – Saquarema. Maestro - Edu Lemos. - CORAL H. STRATTNER - Rio De Janeiro. Maestro - Gabriel Szanto. - CORAL ATAERJ - ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES E APOSENTADOS DA AMPLA. Regência - Maestro Luiz Abreu.


3

nº 208 - julho de 2013

NAS RUAS

O troco dos vinte centavos

Charles O. Soares Seguindo a onda de manifestações que percorreu o Brasil como um efeito dominó, Saquarema, no último dia 20, resolveu não ficar fora do mapa. Segundo a polícia militar, 2800 pessoas (um número surpreendente para uma cidade do interior e historicamente conservadora) foram às ruas cobrar os seus mesmos direitos indefinidos que o restante do país reivindicava. Sim, porque arrastada pela corrente dos vinte centavos de aumento nas passagens, surgiu uma infinidade de causas, de bandeiras levantadas que confundia a mídia e os governos quanto ao verdadeiro objetivo do movimento que ganhava as ruas e crescia em emoção. O objetivo em si é o que menos importa no momento. É o grito contido, fermentado, há muito, pela indignação com os governos e desgovernos, faltas e excessos, superfaturamentos e mensalões... É o diagnóstico de que algo em nossa rotina política está errado. É o recado de que esse modelo apresentado não está agradando.

MÚSICA

Estamos diante de uma situação nova. Uma geração que nunca vivera nada igual, mobilizando-se de forma única e com uma rapidez nunca vista pelas gerações anteriores. É a era digital. As redes sociais, até então, ingenuamente encaradas como algo menor e sem importância, assumindo um papel marcante na organização social. Fotos e denúncias, manifestos e palavras de ordens, expressões igualmente criativas e desgastadas se misturavam a postagens fúteis e pessoais num ritmo frenético. No calor das emoções, vimos muitos excessos: de um lado, fruto de uma ideologia falida, uma polícia repressora que não consegue se ver inserida na sociedade; de outro, manifestantes mais radicais e exaltados julgados pela imprensa como vândalos e baderneiros por depredarem o patrimônio público sem que esse direito lhe tenha sido outorgado. Não sou, de forma alguma, a favor de nenhum tipo de violência, mas digo isso porque o patrimônio público é depredado todos os dias através de licitações fraudulentas, favores escusos

Regina Mota

Em Saquarema, o movimento foi marcado por pedidos de melhoria no transporte público

e transações indevidas... mas por pessoas que foram direta ou indiretamente autorizadas por nós a nos representar, ou seja, agir em nosso nome. No centro dos acontecimentos, milhares de jovens descobrindo que podem participar ativamente da vida política do país. Mudando a postura da imprensa, pois a mesma mídia paulista que pedia a polícia nas ruas, no dia seguinte condenava a ação policial e legitimava o movimento. Fazendo governante voltar atrás em suas decisões (“não vamos reduzir o preço das passagens” / “O aumento das passagens será revogado”) e obrigando representantes dos três poderes a

abandonarem seu cômodo silêncio. É possível que estejamos diante de um momento histórico, quem sabe os livros de história, num futuro próximo, não tragam algum registro sobre a “revolta dos vinte centavos”, ou “a revolução do vinagre”. É esperar para ver. Essa juventude descobriu, enfim, que tem poder. Poder de mudar os rumos da sociedade e redesenhar o futuro. Resta-nos esperar para ver o que vão fazer com esse poder. Os vinte centavos foram devolvidos... agora é aguardar as próximas eleições e conferir se irão saber dar o troco... se irão “destruir” a fachada desse congresso deixando de fora os vândalos e baderneiros.

Praça Antonio Raposo terá shows todos os finais de semana de julho

A Secretaria Municipal de Cultura de Araruama está promovendo em julho o projeto “Varanda Cultural”, que levará para a Praça Antônio Raposo, no Centro, apresentações musicais de sexta a domingo. Nos finais de semana, de sexta a domingo, a praça receberá uma diversidade de ritmos, do rap ao rock, passando pela surf music e pelo pop. O primeiro show acontece no dia 5 com o grupo de rap Alta Influência. A banda Demission se apresenta no dia 6, e a Alt F3 no dia 7. Para quem aprecia uma

A banda Zero Açúcar é uma das atrações do projeto Varanda Cultural

balada, Márcio Dj comando o ritmo das noites cariocas no dia 12. A banda

os corais Atrás da Nota, Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais (FEIC), IBGE, Itaú Viva Mais, Oficina, Pio X, Municipal de Bom Jardim, Comunidade Presbiteriana Nova Jerusalém, Monte das Oliveiras, Som da Pessoa e Tom da Voz. As inscrições podem ser feitas através do site www. encontrodecorais.com e na Casa da Poesia em Arraial do Cabo. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (22) 2622-7430.

Melo Imóveis

Dra. Emygdia Melo

CRECI/RJ 30.201 / OAB-RJ 38.046

Marcelo Figueiredo

Também em Araruama ocorreram protestos, com concentração na Praça da Bíblia e passeatas pelas ruas do Centro. Representantes do movimento na cidade chegaram a encaminhar uma carta de reivindicações à Câmara Municipal, que foi lida em sessão plenária. No setor de transporte, o documento reivindica a redução da tarifa de ônibus, realização de licitação do transporte público, linhas regulares atendidas através de transporte complementar (vans) e meio-passe universitário. A carta de reivindicações também pede melhorias na segurança pública, mais investimentos

Sujeito a Multa se apresenta dia 13, e a Cheat Code no dia 14.

No final de semana seguinte, o rock será o protagonista com shows das bandas Meta (dia 18), RG (dia 19) e Yorius (dia 20). No dia 25, acontece roda de MCs. Fechando a programação musical, a banda Tia Dora se apresenta no dia 26, a Zero Açúcar no dia 27, e a Tia Kátia no dia 28. Capoeira - O projeto também contará com apresentações de capoeira às segundas e quartas, sob a coordenação do Mestre Cavalo, trazendo variações como makulelê, jongo e samba de roda.

Administração, Venda e Locação de Imóveis Advocacia em Geral

( (22) 2653-5427 e (22) 2031-0838 R. Prof. Souza, 34 lj 5 - Bacaxá (subida do Brizolão)

Camilo Mota / 11-06-2011

JCEL EMPRÉSTIMOS

Você, aposentado e pensionista, precisa de dinheiro? Compramos

dívida do GE Representamos vários bancos: BMG, PINE, BGN, BV... e PINE. Não Compramos dívida da Marinha. precisa pegar Atendemos a servidores da Prefeitura de Saquarema e TJ. boleto. INSS até 99 anos Fazemos empréstimos sem margem. Desconto em folha de pagamento FALE COM LÉA sem SPC e sem avalista. SAQUAREMA

R. Domingos da Fonseca, 5 - Bacaxá - ( 2653-4544 (ao lado do depósito de doces, perto do Itaú)

em educação, cultura, saúde e esportes, criação do portal da transparência dos gastos públicos municipais, entre outras medidas. A Prefeitura de Araruama já está em processo de realização da licitação para os ônibus, com o edital sendo publicado em diário oficial ainda em julho. Uma audiência pública já havia sido realizada para consulta junto à população. Os novos critérios para o setor estarão pautados no Plano Nacional de Mobilidade Urbana e pretendem dar cobertura completa ao município. A expectativa é de que as tarifas também sejam menores, conforme estudos que já estão sendo realizados.

RELIGIÃO Saquarema se prepara para receber jovens da JMJ

Regina Mota

Camilo Mota

Arraial do Cabo terá encontro de corais em agosto Já estão abertas as inscrições para o 3º Encontro de Corais Costa do Sol em Arraial do Cabo, promovido pela SAVE – Casa da Poesia. O evento, que acontece nos dias 9, 10, 16 e 17 de agosto na Igreja Sagrado Coração de Jesus, é uma oportunidade para gerar trocas culturais que incentivem o exercício da solidariedade, da cultura da paz e da cidadania, e não tem caráter competitivo. Entre os que já confirmaram participação estão

Movimento pacífico também em Araruama

A Jornada Mundial da Juventude – JMJ, uma realização da Igreja Católica, enviará peregrinos também para Saquarema. Famílias acolherão em suas residências os fiéis que virão de Mônaco, sul da França, Canadá e Trinidad e Tobago, num ato de solidariedade e fraternidade. Mônaco enviará dois padres, um bispo, uma freira e quarenta e quatro jovens que deverão chegar no dia 15 de julho. Já no dia 16 chegarão sete canadenses, e no dia 17 os 12 fiéis de Trinidad e Tobago, totalizando 67 visitantes. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Saquarema, através da Subsecretaria de Cultura, preparou uma programação bem dinâmica para mostrar a parte cultural da cidade e a religiosa,

tendo como foco o Círio de Nossa Senhora de Nazareth, considerado o mais antigo do país. Dia 19/07 será celebrado o Dia da Cultura Saquaremense, com exposição do Círio de Nazareth na Casa de Cultura Walmir Ayala, em frente à Prefeitura Municipal. Uma síntese do que se refere à celebração, que acontece dia 8 de setembro, será mostrada aos turistas. Após visitarem a Casa de Cultura, os fiéis se dirigirão ao Teatro Municipal Mario Lago, onde haverá apresentações de teatro, carnaval de Jaconé, dança e capoeira da Daumas Academia e Maculelê pelo grupo Primeiro Passo. Para finalizar haverá uma procissão que sairá da Casa de Cultura até a Igreja de Nossa Senhora de Nazareth.

Explicadora

AGRIJAR BACAXÁ

de 1ª a 8ª série

Rações nacionais e importadas Medicamentos e Sementes

( 2651-9665 8149-4186 (TIM)

R. Beatriz Campos, 14 Porto da Roça Saquarema (próximo ao Bassamar)

agrijar@hotmail.com Av. Saquarema, 5320 Bacaxá - Saquarema

( (22) 2653-3114


4

nº 208 - julho de 2013

LITERATURA

A POESIA DE HOJE EM DIA

Gerson Valle Hoje em dia há muita gente escrevendo poesia no Brasil. Talvez, aliás, não seja um fenômeno novo. Já no século XIX todo jovem sentia-se obrigado a escrever um soneto à namorada. Mas, se se escreve muito verso por aí, o que esta gente toda lê? Nas livrarias vendem-se pouquíssimos livros de poesia (e chega a emocionar saber da boa vendagem recente de Paulo Leminski). Há poucos suplementos literários que ainda sobrevivem – acaba de chegar ao fim o “Sabático” de “O Estado de São Paulo”, e “A Folha de São Paulo” terminou há poucos anos seu “Mais”, enquanto “O Globo” mantém um “Prosa e Verso” aos sábados cada vez com mais matérias de assuntos só indiretamente literários... Escreve-se, mas não se lê poesia. Como, então, se pode escrever, se a poesia não está nos hábitos e conhecimentos das pessoas? A maior parte não distingue o significado da poesia. Acha-se que toda ideia sentimental expressa em frases trepadas em carreirinha uma em cima da outra, é poesia. Aliás, Mário de Andrade já alertara para este perigo nascido do verso livre do Modernismo. Dissera que muita gente pensaria que colocar frases em forma de poesia, uma vez que não se exigia mais a metrificação, tornava-a poeta. O que tais pessoas não se dão conta é que a poesia, diferentemente da prosa, não é uma descrição lógica de um pensamento, dentro das regras de gramática, mas aproxima-se mais das colocações subjetivas, intuídas ou de percepções pouco claras, construídas em formas de expressão próprias, sendo desprezíveis os lugares comuns piegas. E são exatamente tais “lugares” que frequentam os falsos versos que mais escrevem por aí. A poesia, na verdade, é mais significativa quando se choca com valores óbvios repetidos em toda parte. É difícil uma boa poesia que repita simplesmente obviedades, como a do amor filial ou de comemorações festivas, por mais que a maior parte das pessoas pense ser esta a razão da poesia... Para tirar poesia desses temas tem-se de encontrar imagens não usuais. A metáfora, a metonímia e a conjugação musi-

cal das palavras são as marcas mais emblemáticas da poesia, de uma forma geral. Tenho encontrado também os “continuadores” do “soneto à namorada” do século XIX, que seguem a cartilha do verso ter de ser metrificado e rimado como único parâmetro que conhecem para distinguir uma poesia. Tal como os que cito acima, também não são leitores de poesia, pois demonstram desconhecer todas as escolas que se passaram no século XX, fazendo a estranha divisão da História da Poesia em “tradicional” (metrificadas e rimadas) e “modernas” (todas as escolas do século XX, que, acredito, variaram mais que as de vários séculos que o antecedeu). Apreciam apenas o parnasianismo formalista decadente brasileiro de fim do século XIX, princípio do XX. Atém-se, em geral, ao soneto como sendo tudo de mais nobre que exista em linguagem artística. Efetivamente, os quatorze versos como limite imposto à boa síntese (elemento indiscutível da poesia, que serve até de definição da própria poesia por um dos mais consagrados poetas do século XX, Ezra Pound) têm sido cultivados há uns oitocentos anos por poetas de diversas tendências – há quem veja até algo de cabalístico na duplicação do número 7. Porém, não basta contar as sílabas (o que qualquer colegial está apto a fazer) e colocar-lhes as rimas conhecidas já de todo mundo na disposição dos versos em 4-4-3-3 para que seja boa poesia. Muitos, nesta prática, como não leram nem os pré-modernistas como Rimbaud, Walt Whitman, Mallarmé, Verhaeren, Apollinaire ou Sá Carneiro, pensam que a poesia tem por fim a escrita lógica de sintaxe impecável. Nem por curiosidade se aproximaram da primeira metade do século XX de um heterônimo de Pessoa, Álvaro de Campos (autor de uma das mais emblemáticas exposições de sentimento poético de todos os tempos, “Tabacaria”), Elliot, Saint JohnPerse, Lorca, Neruda... O que compõem, na verdade, é uma prosa (dentro de uma sintaxe absolutamente racional) metrificada e rimada. Não percebem sequer que a rima em poesia tem por finalidade a musicalidade nos sons das palavras,

Porto dos Descartáveis

Artigos para festas - Marmitex Sacolas - Copos Formas - Potes Bobinas gelo filtrado Embalagens de pizza E muito mais...

TEMOS CAIXAS DE ISOPOR ( (22) 2655-3155 DE VARIOS TAMANHOS Av. Saquarema, 3608 - Porto da Roça - Saquarema/RJ

Reprodução

independendo de ser consoante, se em aliteração, toante, grupos consonantais ou repetições vocálicas... Tudo que sabem é a rima encontrável em dicionário. É uma “poesia de dicionário”. Como lhes importa acima de tudo o significado do que escrevem, abusam de elementos pouco poéticos como conjunções e pronomes relativos para “explicarem”, deselegantemente, seus versos, como de palavras absolutamente pedantes, pouco sonoras e coisas que tais. O pior é que, pela necessidade métrica, toda percepção poética pode escorrer pelo esgoto. Assim, se se precisa de três sílabas e a rima para “lábios seus”, inventase um “ai, meu Deus” que sempre cabe tal lamentação em qualquer situação, por ser possivelmente lamentável toda situação humana. Fazem questão de encerrar seus sonetos com “chave de ouro”. Mas, não percebem, por vezes, que a verdadeira “chave de ouro” é a do imprevisto, original, chocante ou reflexiva. Assim, basta para eles, por exemplo, um verso como “A morte acaba tudo que há na vida!” por ser um decassílabo perfeito e meio retumbante. Mas, que a morte acaba com a vida é tautológico! São reis da tautologia, da obviedade, do lugar comum... Tais poetas desprezam Drummond, obviamente, pois Drummond é antirretórico por natureza e mantém uma postura meio irônica e filosófica que tais “namorados antigos” desconhecem. Drummond é a poesia maior sincera e adulta, quando eles permanecem na infantilidade dos temas simplórios e são meramente formais. E com Drummond perdem a possibilidade de conhecer o caminho que lhes levaria para uma poesia mais verdadeira. Por outro lado, esta poesia ASSISTÊNCIA MÉDICA ALBUQUERQUE MAGIOLI

mais verdadeira existe. Há bons poetas brasileiros no momento que prosseguem pelas diversas renovações dos últimos cem anos. Talvez não renovando tanto (depois de tudo que o século XX trouxe de “revoluções”, é até difícil se dizer algo novo), mas se atendo às conquistas de todos os modernismos. Muitos, por uma intuição poética, sabem se expressar não tendo uma leitura tão grande, nem procurando teorias que justifiquem suas linguagens. O poeta nato acaba por alcançar a percepção do que deve dizer e sua maneira. A poesia parte do interior das pessoas. Claro que quando se alia ao gosto pela leitura e reflexões sobre a correlação literária com seu tempo aparecem maiores oportunidades de criação e originalidade (estilo próprio). Mas, aí também tem ocorrido um fenômeno que merece uma reflexão maior, e que já não cabe neste artigo por falta de espaço: o distanciamento de muita linha contemporânea de uma linguagem mais acessível ao grande público. O subjetivismo da poesia, aumentado com o surrealismo da década de 1920, tem acarretado em muitos a pergunta: “É arte pela arte? Vale tudo? Então, por que perco meu tempo quando poderia estar usando-o em coisas mais palpáveis?” São perguntas difíceis de se responder, e que merecem exame caso a caso. De qualquer forma, parece-me que tal “distanciamento” também seja responsável pela pouca leitura de poesia, mesmo entre poetas. E, no entanto, hoje em dia há tantos elementos legados pelo passado recente e distante para a composição poética! Se há, por outro lado, uma crise na comunicação, ela não é um caso isolado da poesia, mas sim de todas as artes (à exceção das manifestações populares, e, claro,

Dr. Cid José C. Magioli Clínica Geral - Homeopatia CRM 52-44061-6

Dra. Eulenir M. A. Magioli Ginecologia - Homeopatia CRM 52-42685-2

ARARUAMA: Av. Brasil, 10 SL 709 - ( 2665-6320 S. VICENTE: R. Farmacêutico Faria, 20 ( 2666-4576

de massa, onde se destaca a música, e aí, curiosamente, onde se encaixa a forma poética mais consumida, a da letra de música). Acredito que todos que escrevemos poesia devemos refletir sobre tais questões, e procurar divulgar mais não somente o que escrevemos, mas sobretudo a poesia de outros e de sempre, pois é com o prazer criado pelo hábito da leitura que as linguagens vão se clareando e nossas imagens saindo da estranheza do desconhecido. Afinal, se muitos escrevem poesia é porque ela é uma necessidade inerente ao nosso espírito. NOTA DO AUTOR Na página 5 um poema de minha autoria fora dos parâmetros clássicos de um soneto, mas cuja estrutura o comprime em 14 versos, que assim se obrigam a sintetizar o tipo de clima numa descrição que poderia se perder em prosa, se não limitada. Aliás, pessoalmente, eu acho que a síntese em poesia é mais direcionada aos versos e não ao poema, pois este admite formas analíticas como as epopeias, e ninguém dirá que “Os Lusíadas” não são um poema. E até romance narrado em poesia, como o “Eugênio Onéguin” de Púshkin (Curiosamente com estrofes de 14 versos, conhecidas, pelo tipo próprio de alternância de rima, como sonetos Púshkin). Tenho escrito versos metrificados (inclusive em sonetos), aproveitando qualquer instrumento que me chega na construção poética. Aqui preferi que o ritmo independesse da métrica, e o ritmo segue meu estilo de tendência musical, talvez neo-simbolista, bem a propósito ao tratar da “Belle-époque”. Se acaso aparece algum alexandrino com dois hemistíquios, juro que foi casual (quem sabe pelo uso do cachimbo?). Reconheço, por outro lado, que o ritmo como a sonoridade expressa podem ser prescindidos nas imagens puras da poesia contemporânea. Em resumo, existem mais elementos verdadeiramente poéticos na multifacetada poesia de hoje em dia (que além de todos as escolas modernistas herda milênios de poetar) do que supõe a mera regularidade “fabricada” academicamente por simples métrica e rima alternada, emparelhada ou intercalada.

POLÍTICA Denúncias contra Miguel Jeovani eram improcedentes Foi anunciada, no dia 3 de julho, a sentença do Juiz Eleitoral Rafael de Oliveira Monaco referente ao processo 73764.2012.6.19.0092, em que era pedida a cassação do mandato do atual prefeito de Araruama, Miguel Jeovani (PR), sob a acusação de que teria colaborado com compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições majoritárias de 2012. Assim como ocorrido uma semana antes, em que o prefeito foi inocentado em outros três processos, mais uma vez as acusações foram consideradas improcedentes. Os advogados de defesa contestaram as denúncias, alegando inexistência de provas idôneas e ausência de elementos que configurassem a participação direta de Miguel Jeovani ou mesmo sua concordância com tais ações. Após ouvidas as testemunhas, a defesa argumentou que houve fraude processual, uma vez que após as eleições pessoas desconhecidas, e em locais distintos, se apresentaram, conjuntamente, para denunciarem as supostas irregularidades. Também foi salientado que duas testemunhas chegaram a se retratar das declarações prestadas ao Ministério Público pois teriam sido encaminhadas por pessoas ligadas a grupo político derrotado naquela eleição. Um dos depoimentos chegou a ser confeccionado num escritório de advocacia ligado à oposição, o que retiraria qualquer credibilidade da denúncia. Na sentença que absolveu Miguel Jeovani das acusações, o juiz eleitoral considera que o conjunto de provas apresentado não foi contundente, deixando dúvidas sobre sua fundamentação. Segundo ele, nenhuma prova foi produzida que atestasse qualquer conduta de Miguel Jeovani e seu vice, Anderson Moura, que pudesse abalar a normalidade das eleições, não havendo nenhuma comprovação de que tenha havido uso indevido do poder financeiro para obtenção de vantagem direta ou indireta no resultado do pleito eleitoral. Em relação à captação ilícita de sufrágio (compra de votos), o juiz levou em consideração a retratação formalizada por testemunhas de que teriam recebido dinheiro para incriminar o atual prefeito. Também houve constatação de grandes incongruências no depoimento das demais testemunhas, apresentando distorções que fragilizam sua credibilidade, além de falta de verossimilhança, reunindo várias contradições.

REIKI - TERAPIA FLORAL PSICOTERAPIA HOLÍSTICA

CURSOS DE REIKI Aprenda a se conectar com a energia vital do universo e traga mais harmonia para sua vida. Acesse: www.reikiadistancia.com.br

EXPEDIENTE O Jornal Poiésis - Literatura, Pensamento & Arte é uma publicação da Mota e Marin Editora e Comunicação Ltda. Editor: Camilo Mota. Diretora Comercial: Regina Mota. Conselho Editorial: Camilo Mota, Regina Mota, Fernando Py, Sylvio Adalberto, Gerson Valle, Marcelo J. Fernandes, Marco Aureh, Francisco Pontes de Miranda Ferreira, Charles O. Soares. Jornalista Responsável: Francisco Pontes de Miranda Ferreira, Reg. Prof. 18.152 MTb.

Diagramação: Camilo Mota. CAIXA POSTAL 110.912 SAQUAREMA - RJ CEP 28990-970 ( (22) 2653-3597 ( (22) 9201-3349 ( (22) 8818-6164 ( (22) 9982-4039 E-mail: jornalpoiesis@gmail.com Site: www.jornalpoiesis.com.br. Distribuição dirigida em: Saquarema, Araruama, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Petrópolis. Fotolito e Impressão: Tribuna de Petrópolis.

Colaborações devem ser enviadas preferencialmente digitalizadas, espaço simples, fonte Times New Roman ou Arial, corpo 12, com dados sobre vida e obra do autor. Os originais serão avaliados pelo conselho editorial e não serão devolvidos. Colaborações enviadas por e-mail devem ser anexadas como arquivo .doc ou .docx. Os textos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Poiésis.


5

nº 208 - julho de 2013

POESIA

Buganville Leonardo Barros Medeiros

ROMANCE “BELLE-ÉPOQUE”

Certo dia acordei disposto para roubar. Foi um galho em flor da trepadeira. A vizinha nem notou. Agora sou um ladrão de manhãs com beija-flor.

Gerson Valle Talvez nos tivéssemos visto numa “Gymnopédie” de Erik Satie quando o limite do mundo era ali sob o céu gris de Paris.

Leonardo Barros Medeiros é professor de Literatura Brasileira

Em nosso interior procurávamos panaceias de novas janelas, sensações preciosíssimas da primavera em meio às mãos frias de outros símbolos.

sem telhas

Por livros espalhados à margem do Sena atravessávamos nosso doido amor marcado por um doce atrevimento impressionista.

Marcelo J. Fernandes

Não havia razão de sermos esquecidos, tendo a todo lado “boulevards” monumentais, nos abrigando, “hélas!”, em nosso aparente eterno encanto... Gerson Valle reside em Petrópolis-RJ e é membro titular da Academia Brasileira de Poesia.

CHAMA VIVA Giancarlo Kind Schmid

Como um ladrão de mim Recolho pertences vários Despojos de outro tempo Em que não mais caibo Cada parte celebra minha ausência E aprimora os vazios Numa festa de vértices e faces; Paredes nuas dissolvem a sombra E o ar revolve odores acres Já vivi em tantas casas Em tantos lugares Em tantos anos Em tantos cantos Mas só agora saio desta

A chama tremula Como eu, trêmulo E o fogo simula Conflito, êmulo.

A despedida goteja, agoniza, Escorre lenta sob as portas, Desce escadas, toma frestas entre escombros, até a calçada de pedras E qual Perseu, não olho sobre os ombros.

Liberto, serei Levando a chama Enquanto ouvirei A vida que clama. Seguindo a luz Guia-me em amparo Pois só me conduz O rumo ao claro.

Antes da última volta da chave, Confiro algo que não há mais Um sentido que se perde Uma urgência se instala Enquanto aranhas desfazem as teias, o gato se acerca,de mim se apossa Tenta deter o movimento em vão Lambe a mão e a lágrima, e constato: - Nem mesmo a dor agora é nossa.

A chama continua Tremulando, viva Assim como eu Via não cursiva. Giancarlo Kind Schmid é tarô-terapeuta, reside em Petrópolis-RJ.

SALMO DAS FORMIGUINHAS

Marcelo J. Fernandes é professor universitário, membro do conselho editorial do Jornal Poiésis.

Amigo é como água-marinha, é pedra preciosa presa na linha, é igual à prata que é importante na grande data.

tornai invisíveis as formiguinhas protegei-as do sapato do homem sem clemência principalmente as que andam sós por serem coletivas

Amigo é fruto da travessia, Ano-e-dia, enfrentando ventania.

Luis Augusto Cassas reside em São Luis-MA

Coluna da Academia Brasileira de Poesia Casa de Raul de Leoni Praça da Liberdade, 247, Centro, Petrópolis-RJ www.rauldeleoni.org

CONCURSO DE POESIA - Estão abertas até 25 de agosto as inscrições para o concurso de poesia com o tema “Petrópolis e Cultura”, que será realizado no Centro Cultural Estação Nogueira. O objetivo do concurso é estimular a atividade criadora e sensibilizar a sociedade para o real valor da arte literária e da cidade de Petrópolis. A coordenação é de Daura Rocha Barbosa de Resende e João Sérgio Jr. Os candidatos poderão concorrer com uma poesia e duas trovas sobre o tema, em qualquer estilo, sendo que a poesia não poderá ultrapassar 02 (duas) laudas - papel ofício em cinco vias. Os trabalhos deverão ser enviados para o endereço: Centro Cultural Estação Nogueira – Av. Leopoldina 317, Nogueira – Petrópolis/RJ, CEP: 25730-203, com título “Concurso Cidade de Petrópolis”, assinado com pseudônimo, tendo anexo, dentro, envelope com nome, endereço, telefone e e-mail (lacrado). Enviar em anexo 05 (cinco) selos porte simples para resposta. Vane Oliveira

POESIA MARGINAL - O acadêmico Atahaulpa Pereira Filho realizou palestra no dia 19 de junho abordando o tema “poesia marginal”. No Brasil, o termo Poesia Marginal ficou mais ligado à década de 70, à chamada Geração Mimeógrafo, formada por um grupo de poetas que, diante de um período de censura prévia, passou a imprimir seus poemas em mimeógrafos, confeccionando assim seus livros de forma artesanal. E passou a vendê-los em bares, em fila de teatros e cinemas. ASSEMBLEIA GERAL - A ABP realiza no dia 17 de julho, às 17h30, assembleia geral para eleição dos novos acadêmicos titulares. Estão concorrendo às vagas os poetas Luciana Cunha, Ivone Sol, Sergio Geronimo, Mozart Carvalho, Alvaro Assis, Renata Gaspar, Paulo Roberto Cunha e Robert Sheldon. TROVAS - Dando continuidade ao ciclo de palestras da ABP, o acadêmico titular Roberto Franciso falará sobre a trova, no dia 17 de julho, às 19 horas, na Casa Cláudio de Souza. A entrada é franca. DESPERTAR COM POESIA - Após consulta com vários membros, a diretoria da ABP optou por encerrar o Chá Poético, que vinha sendo realizado na última sexta-feira de cada mês. A última edição aconteceu no dia 28 de junho. O objetivo é concentrar os encontros mensais no evento Despertar com Poesia, projeto que teve grande aceitação, tendo sua primeira edição realizada no dia 9 de junho. O encontro informal conta com participações livres de declamação, números musicais, conversas e debates, enquanto todos se reúnem em torno de uma mesa de café e chá, com itens fornecidos pelos próprios participantes.

AMIGO Ari Lins Pedrosa

Luis Augusto Cassas

Voz Acadêmica

Ari Lins Pedrosa é natural de João Pessoa-PB (1958). O poema acima foi extraído de seu livro “Ariel” (Scortecci, 2012)

S

uplicamos a Deus que benevolamente conceda Sua graça a todos os homens e lhes possibilite atingir o conhecimento d’Ele e de si próprios. Por minha vida! Quem O tiver conhecido, haverá de alçar voo na imensidão de Seu amor e se desprender do mundo e de tudo o que nele está. Nada na terra haverá de desviá-lo de seu curso - quanto menos aqueles que, incitados pelas vãs imaginações, dizem as coisas que Deus proibiu. (Bahá’u’lláh)

www.bahai.org.br

ENTREGA GRÁTIS EM DOMICÍLIO

Aceitamos cartões de crédito

(22) 2655-3115 (22) 2655-3220

Ortopedia - Traumatologia - Fisioterapia Medicina Desportiva - Pilates Studio - Psicologia Atendimento 2ª, 4ª, 5ª e 6ª à tarde

Medicamentos, Perfumaria e Variedades

R. Adolfo Bravo, 26 - Bacaxá - Saquarema ( (22) 2653-3324 / 8802-6709

Av. Saquarema, 3663 Loja D - Porto da Roça

Aberta de 2ª a sábado de 8 às 20h e domingo de 8h às 13h

REIKI

Caminho para saúde em harmonia... Cursos e Terapia. Atendimento com Florais e Psicoterapia Holística. Em Jaconé Rua 96 esquina c/14 ( (22) 2652-1888

Camilo de Lélis M. Mota Terapeuta Holístico, CRT 42617

( (22)2653-3087

Vidraçaria Recanto do Sol Box - Vidro Temperado - Espelho Fechamento - Vidro Importado Vidros coloridos, lisos e canelados BOX PRONTA ENTREGA Aceitamos

Av. Saquarema, 5170 Bacaxá - Saquarema ( (22) 2653-4190 / 9262-6507

Dê plantas a quem você ama!

SHOW DAS PLANTAS

A maior variedade com beleza e qualidade você encontra aqui! Av. Saquarema, 5442 - Bacaxá

( (22) 2653-2744


6

nº 208 - julho de 2013

Em Foco

3 anos do Fala Cidadão - O jornalista Arlindo Junior irá comemorar o aniversário do programa que mantém na Rádio Costa do Sol, em Araruama. Será dia 26/07 no Espaço Imperial do Sítio Ilha do Lazer Miguel Jeovani, com shows do cantor Ricky Vallen e da dupla sertaneja Charles e Juliano. Parabéns e sucesso, sempre!

com Regina Mota

regina@netterra.com.br

Festa de São João no Pantanal Em Corumbá, Mato Grosso do Sul, Capital do Pantanal, a festa realizada em comemoração a São João é a mais famosa em todo o Centro Oeste e reuniu esse ano cerca de quarenta mil pessoas. O ponto culminante da festa é quando os andores com a imagem do santo descem a Ladeira Cunha e Cruz até o Porto Geral, onde banham São João na água. Ao se encontrarem na ladeira há um cumprimento, ao som de bandas que tocam um hino que acaba finalizando com ritmo de carnaval. Esse ano a Prefeitura Municipal presenteou moradores e turistas com o show de Moraes Moreira, além das bandas regionais e locais, com música sertaneja e chamamé.

Festival de Viola de Cocho - A vice prefeita Márcia Rolon, que também é diretora-presidente da Fundação de Cultura, ao lado do violeiro Agripino Soares de Magalhães. O festival também fez parte das comemorações.

Documento Bahá’í é entregue a Franciane - A prefeita de Saquarema, Franciane Motta, recebeu o livro intitulado Bahá’u’lláh. Trata-se de um documento feito pela Comunidade Internacional Bahá’í e que já fora entregue a inúmeros líderes governamentais de todo o mundo, como os presidentes dos EUA e do Brasil. É um relato sobre a história do fundador da religião.

Saquá Instrumental - O músico Thiago Perninha reuniu vários amigos para o evento que aconteceu pela primeira vez no Teatro Municipal Mario Lago, em Saquarema. Quem compareceu pôde conhecer um pouco os artistas que, por iniciativa própria e sem maiores apoios, levam felicidade às pessoas através da música. Parabéns a todos! Sonho realizado - A cantora Joyce Carneiro conseguiu cantar junto com o cantor Daniel durante as festividades do aniversário de Saquarema esse ano. Foi a realização de um dos seus sonhos. Na ocasião ela o entregou um CD com algumas músicas próprias. Serão momentos que ficarão para sempre na memória.

Moradores fazem festa em casa - Esse é o costume antes de sair para banhar o santo. A festeira Bianca reúne amigos para uma animada festa com direito a quadrilha e degustação da culinária pantaneira.

Encontro de andores - Mais de 80 andores se encontraram às margens do Rio Paraguai durante o banho de São João. A festa foi levada por imigrantes portugueses.

Oliveira Cake’s - Em apenas uma tarde as irmãs Joice e Daiane demonstraram os variados pratos que confeccionam para festas em Saquarema e região. Tortas, bolos e doces foram servidos aos convidados. O evento Degustar 2013 também teve o apoio da amiga Alessandra Costa.

Daumas Academia Escola de Dança

Curta uma vida, alegre e saudável!!! Fundada em 06 de setembro de 2006

Rua da Independência nº 135 São Cristovão - Cabo Frio Tel.: (22) 2643-4412 Cel. 9256-5973

Anuncie no Poiésis!

A partir dos 2 anos e meio, até onde sua mente comandar seu corpo. Homens e mulheres, sintam-se vivos!

Baby-Class * Pré-Ballet * Ballet Clássico Jazz Dance * Dança do Ventre * Dança Moderna Dança Cigana * Sapateado * Dança de Salão Street Dance * Alongamento * Capoeira * Teatro

Av. Vilamar, 276 B - Itaúna - Saquarema - ( (22) 2655-3654 www.daumasacademia.com

(22) 2653-3597 (22) 9982-4039

MAMAS fará campanha de proibição de venda de bebidas alcoólicas a menores em Saquarema Regina Mota

Integrantes do MAMAS falaram sobre a campanha na reunião do Conselho Comunitário de Segurança de Saquarema

O Movimento Articulado de Mulheres e Amigas de Saquarema (MAMAS) esteve presente na reunião do Conselho Comunitário de Segurança, realizado no dia 03/07, na sede da OAB. Na ocasião foi anunciada a participação na campanha contra a venda de bebida alcoólica a menores. O plano de ação para a campanha inclui, principalmente, a informação aos comerciantes, através de panfletos e cartilhas, fornecidos pela Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente – DPCA/RJ. As participantes do MAMAS deverão percorrer bares, boates, restaurantes, quiosques e outros estabelecimentos que comercializam bebida alcoólica, onde também pretendem afixar cartazes alusivos à campanha. São várias as preocupações do MAMAS, como

pode ser notado num trecho do documento: “A Campanha é importante, para que o número de adultos dependentes seja menor, quanto mais cedo começa o uso do álcool, mais chances de dependência o jovem terá. Crianças e jovens que fazem uso de bebidas alcoólicas estão mais propensos a doenças sexualmente transmissíveis, gravidez precoce, agressividade e baixo índice escolar.” O vereador Chico Peres já havia apresentado na Câmara dos Vereadores um projeto de lei referente ao assunto, o que sensibilizou o movimento de mulheres, fazendo com que viessem a abraçar a causa. O próximo passo será um trabalho voltado para as escolas, com a conscientização de alunos de várias faixas etárias.

Postos de Saúde são inaugurados O mês de junho foi marcado pelas inaugurações na área de saúde em Saquarema. Em Vilatur, a Prefeitura reabriu a Unidade de Saúde da Família que foi totalmente reformada, com consultórios médico, ginecológico e odontológico, recepção, salas de expurgo, curativo, vacinação, educação e saúde, copa/cozinha, reuniões, DML, guarda de material, farmácia e banheiros para funcionários e pacientes. A unidade também recebeu nova área externa, com muro e jardinagem novos. Também foram inauguradas as unidades de saúde em Água Branca e Rio da Areia. Na solenidade de entrega das obras, a prefeita Fran-

ciane Motta ressaltou seu empenho em trabalhar em favor de mais investimento para a saúde durante seu segundo mandato, e convidou a população a ser mais participativa em reconhecer seu esforço como administradora pública. “É importante participar e ver o que acontece no município. Estamos vivendo momentos de crítica, de repensar um monte de coisas. Mais importante do que ir para a rua se manifestar, é vir acompanhar o que o município faz, porque mesmo a gente que faz parte do governo não dá conta de tanta coisa que acontece”, disse a prefeita.

VEROLOGIA

“O SER HUMANO PODE SER O QUE DEVE SER” Valorize seu potencial; transforme-se em um cientista de si mesmo. Seja mais merecedor, aprenda a exercer influências benéficas para sua saúde física e psicológica. A VEROLOGIA como ciência é um estudo simples e eficaz ao alcande de qualquer nível cultural.

((22) 2664-0794 / (21) 9590-4827 / 2221-7379

Inscrições: 3ª e 5ª, 15h às 17h, e sábados de 8h às 12h R. Major Félix Moreira, 39 sl 211 - Araruama (Prédio da UNIMED)

Poiesis 208  

Edição de julho de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you