Page 1

Versão Online: www.issuu.com/jornalpettop Distribuição Gratuita - Pegue o Seu Exemplar

JORNAL PET TOP - ANO 1 - EDIÇÃO 23 - 08 DEZ / 21 DEZ 2012 Jornalista Responsável: Alex Rocha

ENTREVISTA - Páginas 8 e 9

Luiz Carlos Dutra, Edina Gabriel e a filha Jéssica - Toca do Lobo

Saúde - Página 4 Surdez Canina Por Dr. Euler Ribeiro Médico Veterinário da Clínica Santa Lúcia

Pet Alerta - Página 10 Pet solto no quintal pode ser perigoso. Saiba quais as plantas tóxicas e seus riscos. E mais: cobertura do curso Petsmack e do 21º Workshop para Empreendedores

Foto Marise Romano

“Esse contato com animais nos acrescenta muito, é a relação mais fiel que existe. Eles estão sempre do nosso lado, são parceiros das horas boas e das horas difíceis, nos ensinaram a ter responsabilidade, a respeitar o espaço de cada um e a amar também do jeito que eles são. Fazem parte nossa da família”


2

08 DEZ / 21 DEZ 2012

jornalpettop@hotmail.com

R A Ç A S

Eu sou o Scottish Fold Orelhas dobradas para frente e rosto redondo. São essas as características físicas mais marcantes dos Scottish Fold, uma raça que surgiu na Escócia nos anos 60. Dona de olhos grandes e pernas mais curtas que o normal, a raça é conhecida como "gato-coruja", devido à semelhança com a ave. Sua popularidade é maior nos Estados Unidos e Canadá, mas ele tem admiradores mundo afora. O primeiro animal da raça foi uma gata que surgiu em uma fazenda escocesa. Ao ter filhotes, dois gatos da ninhada herdaram tais características físicas da mãe. O fazendeiro Willian Ross adquiriu um deles e em três anos produziu outros 42 Scottish Fold com o auxílio do geneticista Pat Turner. A experiência

levou à conclusão de que a mutação nas orelhas é devido a um gene dominante. Scottish Fold são gatos de porte médio, com 3 a 4kg para fêmeas e 4 a 5kg para machos. Os olhos variam entre tons de mel, dourado, castanho e verde. A pelagem é densa e macia e varia de curta a média. As cores podem ser: branco, preto, azul, creme, prata azulado, azul-creme e tigrado. Essa raça lida bem com outros animais e adora brincar com os membros da família. Seu lado tranquilo, doce e carinhoso sobressaem, mas ele também tem um forte instinto caçador que o confere momentos de reclusão. A raça é ótima para casas e apartamentos, pois quase não mia, somente quando está no

cio. Alguns cuidados devem ser tomados para a boa criação e a saúde desse pet. Comedouros e bebedouros devem estar sempre limpos e abastecidos, pois, assim como qualquer gato, eles são um pouco exigentes. Com a caixinha de areia, a higiene deve ser redobrada. A pelagem exige escovação semanal e o banho pode ser mensal ou semanal, sempre evitando que rosto e orelhas sejam molhados, pelo risco que água em contato com nariz, olhos e ouvidos traz. Essas áreas podem ser limpas com plano umedecido. Brinquedos e arranhadores são apreciados por essa raça, que também adora receber carinho e atenção dos seus donos.

Clínica Geral - Vacinas - Internação Ultrassonografia - Cirurgias - Oftalmologia Banho e Tosa - Acupuntura e Fitoterapia Chinesa CLÍNICA VETERINÁRIA

Dra. Marisa Tokiko M. Sampaio Dra. Alexandra Maia Mendonça vetcare.uba@terra.com.br Av. Santos Dumont, 2.429 - Santa Maria - Uberaba/ MG Fone: (34) 3311-7257 - Emergências: 9127-4084

E X P E D I E N T E

JORNAL PET TOP é uma publicação quinzenal com matérias, entrevistas, dicas, curiosidades e produtos para o mercado PET e para os amantes de animais de estimação. Gerente Executivo: Daniel Angotti. Editor Responsável: Jornalista Alex Rocha. Impressão: Imprima Editora & Gráfica Ltda. - Uberaba/MG - (34) 3315-9797 Contato comercial: Helena Carla: (34) 9119-3082 / 3316-6400 E-mail: hcarla.comercial@gmail.com - Tiragem: 5.000 exemplares - Distribuição Gratuita - www.facebook.com/jornalpettop

A M O M E U P E T

www.facebook.com/jornalpettop

08 DEZ / 21 DEZ 2012

3

SOS Branquinha e Pitucha (Enviado pela leitora Rosana Brasil) O que você faria se visse um tirar estas fotos, elas nos receberam cãozinho abandonado na rua da sua com muita alegria, foram muitas casa? E se este cãozinho fosse uma lambidas carinhosas, muita barriga fêmea com idade bastante para para cima dizendo "faça o que procriar e que, num cio, em dois quiser de mim". meses estaria com uma pequena Mostraram claramente que, ninhada pelas ruas? Ou, quem apesar da falta da antiga dona, elas sabe, nem mesmo conseguisse estão prontas para um novo lar e escapar de outros perigos nas ruas um novo dono, mas não estarão e morresse? Eu não sei o que você nunca prontas para serem faria, mas eu sei o que Dona Nelita distanciadas uma da outra. fez com seus quase 70 anos, na Branquinha foi levada, há alguns época: ela abriu a porta da sua casa dias, por uma pessoa numa e deixou Branquinha fazer parte da tentativa de adoção e Pitucha foi sua vida! deixada para trás. O resultado foi a Ela é esta encantadora bolinha devolução de Branquinha no meio de pelo que, na ocasião, tinha cerca da noite: ela não suportou a Branquinha e Pitucha são vacinadas e vermifugadas de um aninho. Passado mais ou separação da companheira, que e frequentavam o pet shop Fama Pet. Contato para menos seis meses chegou Pitucha, evidencia que há uma dependência a adoção casada: 3312-6594 9976-6584 (Regina). esta vira-lata legítima, da cor do mel maior da companheira do que a e tão doce quanto. Novamente, Dona ausência da própria dona. Nelita entrou em cena e adotou. Na ocasião, Pitucha sempre. Elas já não podem entrar na casa que Esta história é verdadeira, e acontece todo dia era uma filhote cuja cadela mãe, vítima de abandono, antes tinham como referência de lar, e tem que se pariu na rua. Nasceu então entre as duas cadelas contentar com um pequeno quintal aonde tem um grande amor de mãe e filha, amor de irmãs. passado os últimos dias, se aninhando debaixo de Elas se tornaram inseparáveis, e a devoção entre um tanque de lavar roupas, e escondendo do Sol e elas é comovente. da chuva, mas, com certeza, esperando por outro Você já ouviu um cãozinho chorar? Cães, dono amoroso que lhes dedique atenção e não as geralmente, não vertem lágrimas, apenas deixe cair em novo abandono. vocalizam os seus sentimentos que podem ser por Psicólogos veterinários, especialistas em causas as mais diversas. Branquinha e Pitucha comportamento animal, dizem que os cães são tem chorado muito, choros de defesa, gemidos de sociais por natureza, e ficar longe dos donos é socorro na tentativa de rever a dona Nelita que, traumático, causa sim sofrimento, esgotamento infelizmente, faleceu há pouco mais de dez dias e nervoso, e alguns até morrem de tristeza. não vai mais voltar. Choros como o de um bebê Branquinha e Pitucha, apesar da ausência da dona afastado da mãe, sem perspectiva de futuro. Choros cuidadosa, parecem compreender, melhor do que que vocalizam a ameaça real, que elas podem nós, que amigo é aquele que está por perto. Assim, pressentir, de se perderem uma da outra para quando fui com uma amiga para conhecê-las e

em algum canto das cidades, mas só paramos para pensar que não é uma lenda quando nos deparamos com a situação bem diante de nossos olhos. E esta história da vida real está sendo compartilhada com você, leitor, como um pedido de socorro para branquinha e Pitucha, que necessitam, em caráter urgente, de um novo dono, um novo lar, e da continuidade de tudo mais que tinham direito até bem poucos dias. Um único dono, um único lar, traduz aqui a necessidade especial de uma "adoção casada", ou seja, as duas cadelas devem permanecer unidas, tendo um futuro juntas. Você que ama os animais e, portanto, pode respeitar seus sentimentos: abra também a porta da sua casa para Branquinha e Pitucha, como Dona Nelita fez um dia; e salve-as. Esse é o momento! Recorro até mesmo a aqueles que, por agora, só possam oferecer um lar transitório, até que a adoção seja trabalhada com mais tempo, porque a casa onde elas estão agora será devolvida à imobiliária, para nova locação em poucos dias, e elas já não terão para onde ir.


4

08 DEZ / 21 DEZ 2012

S A Ú D E

jornalpettop@hotmail.com

D I C A S

www.facebook.com/jornalpettop

08 DEZ / 21 DEZ 2012

5

Surdez em cães e gatos Por Dr. Euler de Lima Ribeiro (Clínica Veterinária Santa Lúcia) Foto Alex Rocha

APROVEITE! Na compra de dois sacos de ração Premier de 15kls ou duas específicas de 12kls, você ganha um container”

A surdez é a incapacidade parcial ou partir dos 10 anos de idade. Esta alteração total da audição, as causas de surdez da audição é mais notável na espécie canina podem ser adquiridas ou congênitas. A porque os comandos vocais e o maior audição em cães e gatos é considerada contato humano são com os cães, por isso mais sensível que em seres humanos, os poucos relatos de surdez na espécie ou seja, alguns sons situados na faixa felina. inaudível para seres humanos, como Causas da surdez adquirida: dispositivos eletrônicos repelentes de A surdez adquirida, felizmente é pragas, podem irritar cães e gatos. precedida por alguns sintomas clínicos Considerações sobre a anatomia: o como: otite, que podem ser tratadas com ouvido interno é composto de três partes: antecedência. cóclea, vestíbulo e canais semicirculares. a)Produzida experimentalmente em Estas estruturas são conhecidas como o cães e gatos por ruídos altos, mas raramente labirinto ósseo. O labirinto ósseo é relatados no dia a dia da clínica. Dr. Euler Ribeiro, da Clínica Veterinária Santa Lúcia revestido com membranas que formam b)Induzida por medicamentos o labirinto membranoso. Das três partes (antibióticos aminoglicosídeos e diuréticos) que compõem o ouvido interno ou o labirinto (a herança do gene "merling". Todos os homozigotos em cães e gatos, sendo os felinos mais sensíveis. cóclea, o vestíbulo e os canais semicirculares) a e muitos dos heterozigotos são surdos. As raças Devemos ter cuidados especiais com o pet no cóclea é a estrutura que está envolvida com a mais afetadas são: Dálmatas, Old English sheedog, que se refere aos problemas de audição. A família audição. Cocker Spaniels e Bull Terriers. Os gatos de olhos tem que interagir de forma diferente para uma melhor Seja a surdez congênita ou adquirida, é difícil azuis são frequentemente mais surdos que os gatos comunicação. Devemos usar gestos nos detectar a patologia. A audição em cães e gatos de olhos heterocrômicos (olhos de duas cores), e comandos, de preferência com uma só mão, pode ser avaliada através de procedimentos eletro os gatos heterocrômicos são mais surdos que os devemos também utilizar estímulos de luz (canetas diagnóstica, que irão testar a integridade das gatos de olhos amarelos. A surdez congênita em de laser). Existe um adestramento especial para estruturas do ouvido e também do SNC (Sistema cães e gatos é irreversível. Os animais com esta estes animais. Devemos tomar muito cuidado para Nervoso Central). A surdez congênita está patologia não podem reproduzir, evitando assim a não deixar estes animais saírem sozinhos para a associada à pigmentação incompleta da pelagem e disseminação da herança indesejável nos criatórios. rua, pois existe um grande risco de atropelamento e úvea em cães, e gatos e também associada à A surdez adquirida é comum em cães e gatos a fuga.

Pet shops apostam em datas comemorativas Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta das 7h30 às 19h Sábado: das 7h30 às 18h Domingo: das 8h às 12h

Disk Ração: 3312-1220 Rua Medalha Milagrosa, 429 Mercês, Uberaba/MG

Natal, Halloween, Dia das Crianças, dos Pais, dos Namorados, das Mães, Festa Junina, Páscoa e Carnaval. Para você podem ser apenas datas comemorativas, mas para os empreendedores é a oportunidade de fazer a diferença. Assim como os comerciantes em geral, os investidores do mercado pet apostam suas fichas e investem em fantasias para deixar os bichanos no clima da data comemorativa. Não é para menos, um levantamento realizado pela consultoria GS&MD - Gouvêa de Souza - aponta que os domicílios gastam em média, por ano, R$ 760 com cachorros e R$ 560 com gatos, ou seja, o gasto médio por consumidor nos pet shops é de R$ 68. Este valor é mais alto do que a média gasta em cuidados pessoais dos donos, estimado em R$ 40 semanais, segundo a consultoria. Em Uberaba, o pet shop Nininhas Pet investe

Estrelinha do Nininhas preparado para as comemorações do Halloween pesado. A cada data, as estrelinhas, como são chamados os cães e gatos atendidos no pet shop, voltam para casa a caráter. "No Dia das Crianças a fantasia foi de Chaves e Chiquinha, em homenagem ao seriado. No Dia das Bruxas, tivemos mochila em

formato de abóbora e chapeuzinho de bruxo e bruxa. No Dia dos Pais, os fantasiamos de superheróis. A cada data tentamos algo diferente e divertido", revela a proprietária do Nininhas Pet, Sílvia Mendes. Os mimos não ficam somente para as datas comemorativas, o pet shop recebe pedido de todos os tipos. A publicitária Bruna Veneziano, quis preparar uma surpresa para o irmão no casamento dele. Levou a pit bull Juba para se fantasiar de noiva. O sucesso não foi só na festa, mas também na internet. Uma foto postada pela atriz global e prima primeira da noiva, Mariana Rios, na rede social de fotos Instagram, teve mais de 2400 "curtidas". "A gente atende pedidos de clientes. Além da noiva, já preparamos estrelinhas para festas e até mesmo caõminhadas. É sempre um desafio!", conclui Sílvia. Por Nininhas Pet.

A importância do uso de toalhas de boa qualidade Por Antônio Neto - Dog Groomer Os detalhes é que fazem a diferença quando um estabelecimento prima pela qualidade de todos os setores dos serviços prestados, se preocupando em gerar bons resultados aliados ao respeito pelo cliente e não apenas aliados ao lucro. Um detalhe importantíssimo em um salão de banho e tosa é a higienização do material utilizado nos animais. E quantas vezes você se preocupou com as tolhas utilizadas em seu animal? É impressionante como sabemos pouco sobre os principais procedimentos que são executados dentro de um salão de banho e tosa. Claro que, se você acredita e confia no local onde você leva o seu pet para tomar banho, você acredita que o uso de produtos específicos é habitual ali, mas nem sempre é desta maneira. Faça a seguinte pergunta para o dono do pet shop quando você for levar o seu cão para tomar banho da

próxima vez: "Qual é a procedência e o sistema de limpeza das suas toalhas?". Através desta resposta você terá ou não certeza dos procedimentos do banho e tosa que o seu pet está frequentando. Woody

Allen afirma no filme Crimes e Pecados: " Nós somos a soma das nossas decisões". Não é tarefa fácil fazer a escolha de um bom banho e tosa, porque eles parecem tão iguais e a correria do dia a dia faz com que nossas escolhas sejam pela comodidade, amizade com o dono do pet, indicação de um amigo, etc. Com todas estas situações você acaba não sabendo o que usam em seu cão. E para que seja dado um bom banho, temos que utilizar uma toalha por animal. Parece básico, mas existem muitos salões de banho e tosa que reaproveitam as toalhas em vários animais, lavam com produtos básicos de limpeza, sem a correta desinfecção e ainda deixam secar ao ar livre. Isto tudo coloca em risco a saúde do animal que ali está para tomar um simples banho,

o risco de contaminação aumenta com estas práticas, desencadeando vários problemas de pele no animal, contaminação por pulgas e carrapatos e até transmissão de doenças infectocontagiosas. Assim, para que você cliente tenha a segurança e qualidade no serviço prestado, o estabelecimento deve informar a política da empresa, o nome da empresa especializada que faz o tratamento e higienização das mesmas, embaladas uma a uma, garantindo a esterilização e a segurança para o seu pet. Portanto, para a segurança do seu animal verifique sempre o nome a empresa que faz os procedimentos de esterilização das toalhas do pet shop que seu cão frequenta e na dúvida entre em contato com a empresa para conhecer os procedimentos aplicados na higienização das toalhas. E sempre fique atento na escolha do banho e tosa que você leva cão ou gato.

Identificando o sexo de aves e peixes betta As semelhanças sexuais em aves dificultam na identificação do sexo do pet. Em peixes da espécie betta as características sexuais também não são muito evidentes. Alguns indícios que podem trazer respostas, mas a consulta a um veterinário para que esse solicite um teste de sexagem traz mais eficácia. Diferenciação em aves - Os ossos do quadril são mais abertos em fêmeas e mais fechados nos machos.

- As penas nas pontas dos rabos dos machos são mais arredondadas e nas fêmeas são de tamanho regular. - As fêmeas cantam e fazem mais barulho que os machos. - A cabeça do macho é mais curvada que a da

fêmea. - Quando na mesma gaiola, fêmeas brigam mais entre si do que os machos. - Normalmente são as fêmeas que assumem a responsabilidade de coletar materiais para o ninho. - Em calopsitas, a parte inferior da cauda da fêmea possui listras, já os machos tem bochechas e crista com cores mais fortes. Diferenciação entre peixes betta - Cauda e barbatanas são longas e volumosas

em machos, já nas fêmeas são curtas e arredondadas. - As cores dos machos são mais brilhantes e trazem mais variedade. - Fêmeas são mais gordinhas que os machos, que por sua vez apresentam o corpo mais longo.


6

P E T

jornalpettop@hotmail.com

08 DEZ / 21 DEZ 2012

H U M O R

C O B E R T U R A

Curso Petsmack em Uberaba

As melhores piadas do mundo pet

Mordida de cachorro O sujeito estava no bar tomando uma pinga, quando um funeral chamou a sua atenção. Atrás do carro fúnebre seguia um homem com o seu cachorro e, atrás dele, uma fila indiana com umas mil pessoas. Curioso, ele se aproximou do homem com o cachorro e comentou: - Com tanta gente, a pessoa que morreu devia ser muito famosa, hein... - Era a minha sogra! - respondeu o homem.

O aquário A menininha loira e seu pai estavam na sala,e então o pai pergunta: - Minha filha você trocou a água dos peixes? E a menina loira diz: - Não pai, porque eles ainda não beberam a água que eu coloquei ontem. Cuidado com o cão O sujeito entra numa loja e dá de cara com um enorme cartaz: "Cuidado com o Cão". Ressabiado, faz as suas compras sempre atento para alguma eventual surpresa, quando na saída depara-se com um cãozinho que cabia na palma da mão. Então, ele vira-se para o caixa e pergunta: - Este é o cachorro com o qual eu tenho que

tomar cuidado? - Exatamente - responde o caixa. - Ele não me parece nem um pouco perigoso! - E realmente não é! - Então, por que você colocou o cartaz? - Porque antes todo mundo pisava nele! Culpa do gato Depois de passar a noite com a amante, um homem fica com um arranhão na cara. Ele não sabia como se justificar se a mulher lhe perguntasse como ele ficou naquele estado. Ao ver o gato esparramado no sofá, ele tem a brilhante ideia de dar um valente pontapé no bichano, que solta um desesperado "Miauuuuu"!. A mulher acorda assustada e pergunta: - Que barulho foi este? - Foi o estúpido do gato! - responde omarido, fazendo uma cena… - Entrei em casa e ele atirou-se a mim, arranhando-me! - É verdade! - concorda a mulher - este gato está impossível! Olha só o chupão que ele me deu no pescoço. Compositor Um cara tava na feira, quando passou numa barraca e viu um passarinho cantando. Ele pergunta: - Quanto custa esse? - Mil reais. O cara vê um outro passarinho quieto e pergunta: - Quanto custa esse outro? - Cinco mil reais.

- Que absurdo! Por que ele é mais caro que o outro? - Porque ele é o compositor! Charadas: 1) Qual cão faz você se mexer mais rápido? 2) Qual animal sempre espera a sua vez? 3) Qual o cachorro do fazendeiro? 4) Qual cachorro adivinha o futuro? 5) Como se escreve ratoeira com quatro letras? 6) O que o coelho disse para a coelha na porta do motel? 7) O que um peixe disse para uma peixa? E o que ela respondeu? 8) Qual o nome do peixe que caiu do oitavo andar? 9) O que um peixe falou para o outro? 10) Como é chamado um cão corcunda?

Respostas:

Um quilômetro por gole Duas loiras conversando: - Lá perto de casa os moleques fizeram um gato tomar um gole de gasolina! - Nossa, que maldade! - exclamou a amiga. - Pois é! Você precisava ver. O gatinho correu um quilômetro e parou, ficou imóvel! - Nossa, ele morreu? - Que nada! Eu acho que ele só fazia um quilômetro por gole.

- Puxa! Meus sentimentos! Ela morreu de quê? - Foi mordida por este cachorro! Depois de alguns segundos de silêncio, o homem que estava no bar cria coragem e diz: - Será que o senhor poderia me emprestar o seu cachorro, por um momento? - Claro! Entre na fila! Cachorro desaparecido Um dia, uma loira encontra a sua amiga que tambem era loira chorando: -Ué amiga, o que que aconteceu? -Meu cachorro sumiu semana passada e até agora não voltou. -Por que voce não coloca um anuncio no jornal? Assim ele vê que você está procurandoo! -De que adianta? Ele não sabe ler!

1) Fura-cão. 2) O cão da raça Fila 3) O cão-peão 4) O cão-guru 5) Gato 6) Vai ser bom, não foi? 7) Ele: Estou apeixonado por você. Ela: Então me peixa, me peixa. 8) Aaaaatum! 9) Nada não. 10) Cão-melo

Bilíngue Depois de ser perseguido pelo gato por um bom tempo, o rato esconde-se em uma toca e fica ali durante horas. Até que, ao ouvir latidos de cachorro, achou que o gato tivesse ido embora e saiu para passear. Contudo, assim que enfiou a cabeça pra fora, foi pego pelas garras afiadas do gato. - Anh? O que é isso? Você imita latidos? perguntou espantado. E o gato: - Meu amigo, neste mundo globalizado, quem não fala duas línguas morre de fome!

www.facebook.com/jornalpettop

Com cerca de trinta participantes, o curso oferecido pela Petsmack no último dia 25 teve resultado surpreendente para o groomer Juninho Humberto, um dos profissionais envolvidos. Ele detalha que os donos de pet shop, tosadores e banhistas conheceram tudo de novidade que está chegando no Brasil, desde um banho diferenciado até uma tosa mais moderna. Outra profissional envolvida é a groomer carioca Catia Barbosa. Com ela, os participantes aprenderam sobre a utilização correta dos cosméticos, técnicas modernas de poodle e ampliaram a visão sobre os cães com pelagem de arame. Esse foi o segundo workshop da marca no Triângulo Mineiro, sendo o primeiro realizado em Uberlândia. A Petsmack espera repetir o êxito no curso que apoiará em 13 de janeiro, e que terá Luciana Cardoso (Uberaba) e Antônio Neto (Uberlândia) como palestrantes.

08 DEZ / 21 DEZ 2012

7

Alunos apresentam Yog-Dog durante o 21º Workshop para Empreendedores Um grupo de alunos expositores apostaram possuem pet. em um iogurte para pets durante o 21° Para o desenvolvimento do produto, eles Workshop para Empreendedores, realizado contaram com a ajuda e orientação de Divina pelo curso de Administração da Uniube no último Fátima Garcia, formada em tecnologia de dia 22. Batizado de Yogalimentos, e de Cláudio Dog, o iogurte é feito à Yudi, médico veterinário base de soja que visa e professor. atuar de forma nutritiva No que depender dos auxiliando na prevenção alunos, que se de doenças e no bem motivaram com tantos estar do animal. A sua elogios recebidos formulação possui ácido durante o evento, a ideia fólico, cálcio, ferro, é que o produto não seja vitaminas do complexo apenas um trabalho de B e vitamina K. O faculdade: "temos a O Gerente Executivo do Pet Top e produto desenvolvido vontade de lançar o YogProfessor da Uniube, Daniel Angotti, não utiliza a lactose em Dog no mercado, mas é aprovou a ideia dos empreendedores sua formulação. muito complicado lançar Formado pelos futuros administradores um produto quando se trata de questões Rafael Nunes, Gustavo Evangelista, Walisson financeiras. Estamos analisando a Rafael e Daniela Rodrigues (foto), o grupo possibilidade de coloca-lo na incubadora de atribui a escolha do segmento pet à observação ideias da Unitecne, ou quem sabe correr da proximidade crescente entre pets e atrás de um financiador ou algo do tipo", diz membros da família. Além disso, todos eles Walisson.


8

08 DEZ / 21 DEZ 2012

jornalpettop@hotmail.com

E N T R E V I S T A

E N T R E V I S T A

www.facebook.com/jornalpettop

08 DEZ / 21 DEZ 2012

9

Toca do Lobo Em março de 2009, Luiz Carlos Dutra resolveu investir sua experiência de mais de trinta anos no ramo animal em um negócio próprio. Junto com a esposa, Edina Gabriel, e as filhas, Jéssica e Joyce, ele abriu as portas da Toca do Lobo Rações e Produtos Veterinários LTDA. Hoje, além da esposa e de uma das filhas, a loja conta com mais quatro profissionais, que juntos formam uma família. Oferecendo uma variedade de produtos para pets e jardins, a loja consolidou seu espaço no mercado graças à qualidade de atendimento e a amizade com seus clientes. Foto Marise Romano

Alex Rocha - Algum de vocês já teve contato com esse mercado pet antes da abertura da loja? Toca do Lobo (Luiz) - Trabalho no ramo de agropecuária desde 1978, iniciei minha trajetória profissional na já extinta Casa da Lavoura, época em que existia menos de uma dezena de estabelecimentos deste ramo. Trabalhei nesta empresa por quase 12 anos e então me transferi para a Renutre, local onde exerci funções no setor de vendas por quase 17 anos. AR - O que os levou a abrirem a Toca do Lobo? TL (Luiz) - Diante das mudanças da economia, novos anseios e objetivos pessoais, descobri que

havia chegado a minha hora de me desligar da Renutre e buscar novos desafios. A partir do mês de outubro de 2008, passei construir uma nova fase de minha vida profissional, decidi que era a hora de alimentar o sonho de ter meu próprio negócio. Sonho que se transformou em realidade em março de 2009, quando nascia a Toca do Lobo Rações e Produtos Veterinários LTDA. AR - Além de ser um negócio familiar, o espírito de equipe é algo notável na rotina da loja. São quantos profissionais na Toca do Lobo? TL (Luiz) - Sim, a Toca do Lobo é uma empresa familiar. Fazem parte da Toca do Lobo:

Edina, minha esposa e companheira há quase 30 anos, minha filha Jéssica e nossos amigos, parceiros e irmãos, os colaboradores Márcia Mabel (financeiro), Yasmin (vendas), Rafael Lázaro (vendas), Rafael (vendas); que juntamente com nossos clientes são a extensão de nossa família.

AR - Medicamentos é um segmento que vocês dominam. O que o cliente pode achar na Toca do Lobo para a saúde do pet? TL (Luiz) - Oferecemos ampla linha e vermífugos, vacinas, suplementos. Vasta linha de medicamentos, inclusive homeopáticos.

AR - Em relação ao mercado pet de Uberaba, qual a avaliação de vocês? TL (Luiz) - Hoje em dia, os pets fazem parte da família, por isso o pet shop se mostra um mercado muito promissor e que vem crescendo cada dia mais.

AR - E em relação a produtos e acessórios? TL (Luiz) - Temos acessórios, coleiras, brinquedos, correntes, guias, caixas para transporte, casinhas, caminhas, colchonetes, areia para gatos, gaiolas, etc. AR - Vocês comercializam pets. Quais espécies

Fotos Alex Rocha

o cliente pode encontrar na loja? TL (Luiz) - Devido ao espaço físico limitado da loja trabalhamos com hamsters chinês e peixe betta. Temos lindas calopsitas, agapornes de todas as cores, periquitos australiano e canários. AR - Banho e tosa e o atendimento veterinário são serviços desenvolvidos em parceria? TL (Luiz) - Sim. Temos responsável veterinário que responde pela empresa e temos os parceiros a quem dedicamos o máximo de atenção e profissionalismo, com horários diferenciados e atendimentos de emergências.

Família Toca do Lobo: Luís Carlos, Edina, Jéssica, Rafael, Yasmin, Rafael e Mabel

AR - Como se posicionam em relação a animais abandonados ou que aguardam adoção? TL (Luiz) - Nos disponibilizamos a ajudar, divulgando fotos, indicando pessoas interessadas na adoção, trocando informações importantes e nos prontificamos a auxiliar os órgãos especializados, com quem temos ótimo relacionamento. AR - Com toda essa dedicação aos pets dos clientes, vocês possuem pet em casa? TL (Luiz) - Sim temos três cachorrinhas. A Paola é uma poodle e é a mais velha, com 15 anos, a Mel é uma labrador adolescente com três anos e a Cindy trabalhamos firme para nos atualizar e manter a qualidade de atendimento e o carinho pelos nossos clientes, a quem agradecemos por tudo. Feliz 2013!

Edina, Luís Carlos e Jéssica posam com a Poodle Paula e a Shih Tzu Cindy

PARTICIPE Quer contar sua história com o seu pet e sair na capa do jornal? Entre em contato com o Jornal Pet Top: Daniel Angotti: (34) 9105.6161 ou pelo e-mail: jornalpettop@hotmail.com

VERSÃO ONLINE PET TOP O JORNAL PET TOP traz uma novidade para você leitor. Agora é possível ler nosso jornal também pela internet. Acesse: WWW.ISSU.COM/JORNALPETTOP e tenha as melhores informações do mundo pet no seu computador!

A loja é referência em variedade de medicamentos e produtos para higiene dos pets. Dona de um estoque variado de rações, a Toca do Lobo é forte no ramo alimentício


10

P E T F A S H I O N

P E T A L E R T A

jornalpettop@hotmail.com

08 DEZ / 21 DEZ 2012

Plantas Tóxicas

Amarílis: náuseas, vômitos, salivação e diarreia.

Comigo-Ninguém-Pode: irritação na boca, edema de lábios, língua e glote (risco de asfixia), salivação, esofagite, dificuldade de se alimentar, cólicas abdominais, náuseas e vômitos.

Hortência: náuseas, vômitos, salivação e diarreia.

Tinhorão: queimadura e inchaço dos lábios, língua, boca, náuseas, vômitos e diarreia.

Alamanda: Febre, edema dos lábios, náuseas, diarreia e sede.

Coroa-de-Cristo: a seiva leitosa causa irritações na pele e mucosa, inchaço nos lábios, boca e língua, ardor e coceira. Em contato com os olhos provoca irritação, lacrimejamento e inchaço das pálpebras. A ingestão pode causar náuseas, vômitos e diarreia.

Copo-de-Leite: inchaço de lábios, boca e língua, náuseas, Cipó-Imbé: edema nos vômitos, diarreia, lábios, língua, garganta, salivação intensa, dificuldade de engolir, dificuldade de náuseas, diarreias, deglutição e asfixia, o vômitos. Se em contato contato com os olhos com a pele, causa reação pode provocar irritação. alérgica.

08 DEZ / 21 DEZ 2012

11

Orelha-deElefante: irritação dolorosa na boca e garganta, náuseas, diarreia, delírios e morte.

Atenção com o jardim ou quintal. Diversas plantas são nocivas à saúde de cães e gatos. Conheça algumas e os sintomas que manifestam nos pets. Em caso de contato ou ingestão, consulte o veterinário o mais rápido possível.

Mamona: náuseas, vômitos, cólicas abdominais, diarreia mucosa e até sanguinolenta; em casos mais graves podem ocorrer convulsões, coma e morte.

www.facebook.com/jornalpettop

Bico-de-Papagaio: dor abdominal, vômitos, diarreia e alergia de contato.

Olho-de-Cabra: náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais, e diarreia. Os distúrbios gastrointestinais podem levar a desidratações sérias, seguidas por convulsões, choque e óbito.

Gaiolas para aves Portas do Rê Pet Shop adentro e é só olhar para cima para perceber a variedade de gaiolas para aves. Seja de pequeno ou grande porte, domesticadas ou nem tanto. O que não faltam são opções. Conheça oito dessas gaiolas e confira dicas sobre qual é adequada para cada espécie. Fotos Alex Rocha

Armazém Pet

Rações - Pet Shop - Veterinário Produtos Veterinários - Banho e Tosa Suplementos Minerais BUSCAMOS E ENTREGAMOS

DISK RAÇÃO: 3075.7801 VENHAM CONFERIR!!! Rua João Alfredo, 611 - Abadia

Azaleia: Salivação, náuseas, vômitos, dor abdominal, fraqueza, diarreia, dificuldade de respirar, lacrimejamento, paralisia progressiva dos membros e coma.

Espirradeira: náuseas, vômitos, dor estomacal, tontura, pulso fraco, batimentos cardíacos irregulares, dilatação das pupilas, diarreia com sangue e sonolência.

Saia-Branca: alucinações, delírios, secura das secreções, taquicardia, midríase, pele seca e meteorismo.

Além do design que traz um espaço circular e outro quadrado, essa gaiola acompanha pedestal. É mais apropriada para aves ornamentais de pequeno porte.

Essa gaiola tem o aspecto de viveiro devido a capacidade de aves que pode abrigar. Mas não é feita para qualquer ave, seu uso é próprio para codornas.

Para quem adora a visita de qualquer espécie de ave no quintal e trata desses animais, essa gaiola com aberturas e acabamento mais detalhado é a boa pedida.

Uma base inferior, um fundo e alguns poleiros são tudo que essa gaiola traz. Seus habitantes mais comuns são papagaios, mas podem ser usadas por aves como calopsitas, desde que sejam mansas e muito domesticadas.

Tamanho reduzido, espaço fixo para comedouro e bebedouro e acabamento em madeira. A gaiola é uma boa indicação para canários belga e outras aves de pequeno porte.

Indicada para criação de periquitos australianos, a gaiola permite mais de um hóspede e apresenta formato quadrado, sem muitos detalhes.

Essa gaiola é própria para calopsitas por possuir uma abertura frontal com suporte onde a ave pode ficar. O formato é tradicional e escadinhas e poleiros são bem-vindos para essa ave.

Saindo das gaiolas de arame e plástico, essa é incrementada com acabamento artesanal, gangorra e outros detalhes que confere um charme extra. Perfeita para aves exóticas como o diamante gold.


12

08 DEZ / 21 DEZ 2012

jornalpettop@hotmail.com

P E T N O T Í C I A

Cada raça com seu alimento A PremierR pet foi a primeira empresa brasileira a lançar no mercado uma linha de produtos para raças de cães, a linha "PremieR Raças Específicas", com produtos Super Premium para diversas raças, com versões para filhotes e adultos. São alimentos que levam em conta as necessidades de cada raça, para favorecer, por meio da nutrição equilibrada, o máximo desenvolvimento de suas características típicas e desejáveis, bem como prevenir e/ou minimizar os principais problemas de saúde que mais acometem determinadas raças. No entanto, muita gente se pergunta: "Como isso é possível? Funciona realmente?". Quem esclarece é a médica veterinária da PremieR pet, Keila Regina de Godoy. "Assim como vemos acontecer com a alimentação humana, a do animal também vem evoluindo muito, graças ao desenvolvimento científico e às matérias-primas de alta qualidade.

Soma-se a isso o conhecimento das necessidades e das fragilidades de cada raça de cão, e torna-se possível à indústria elaborar o alimento ideal para cada uma, num conceito chave-fechadura", explica. Ou seja, o alimento é feito na medida exata para cada raça. É fácil compreender como funciona na prática. O Cocker, por exemplo, é um cão que tem grande tendência à catarata, assim como o Poodle. Pesquisas científicas já evidenciaram que Cockers com catarata têm menos vitamina C no sangue do

que os cães sem a doença, e que a raça não sintetiza bem tal componente. Dessa forma, fica claro que a vitamina C tem caráter funcional para a raça e sua presença em doses e associações adequadas no alimento tende a beneficiar o animal, contribuindo para prevenir o problema ocular. Os exemplos citados se multiplicam devido à grande diversidade de raças caninas atualmente. São muitos os benefícios e existe especial interesse na questão da prevenção de afecções, tais como a incidência de cálculo urinário nos Yorkshire, a

tendência a obesidade no Labrador, os problemas de coluna no Dachshund, o problema cardíaco no Golden Retriever, a incidência de displasia coxofemoral no Bulldogue, entre outros. "É importante reforçar que os alimentos para raças específicas têm fundamento científico. Também é preciso esclarecer que não tratam doenças. São, na realidade, um cuidado extra, preventivo, que se pode ter com o cão, dando a ele um alimento de alta qualidade e que atende suas necessidades particulares", alerta a veterinária.

S O S P E T

www.facebook.com/jornalpettop

ADOTE! ADOTE! ADOTE!

08 DEZ / 21 DEZ 2012

13

Acolha um animal de rua (Enviado pela leitora Rosana Brasil)

Dunga é um gatinho castrado que é dócil e se adapta bem a apartamento. Dê um lar para ele. Contato: 8845-0575 (Rita Andrade)

Tímida, dócil e carente. Leona tem cerca de 2 anos. O adotante deve arcar com a castração. Adote! Contato: 8845-0575 (Rita Andrade)

Odilon é um bom garoto que foi encontrado abandonado. Ele precisa de um lar. Contato: 9105-3369 (Mariza Argente)

A dengosa Barbie tem três meses e é filha de uma Fox Paulistinha. Ela procura alguém que mereça todo seu amor. Contato: 8845-0575 (Rita Andrade)

O cão abandonado normalmente é um cão sem raça definida, do tamanho da sua necessidade. Não tem que ser comprado, já é adulto, sabe tudo o que deve fazer para agradar você e pode compreender, numa fração de segundo, o que você está sentindo e enxergar seus desejos mais escondidinhos. Ele aprende tudo muito rápido e cumpre ordens sem questionar. É fiel e leal como ninguém mais. Pode aprender o nome que você lhe der em poucas horas; e vai lhe agradecer pela oportunidade que tiver com você até o último suspiro da vida dele, ou da sua. É um amigo, um escudeiro sempre alerta, um guardião da família, um segurança que não anda armado, mas que defenderá a sua vida com a própria vida, ainda assim. Ele não exigirá quase nada de sua paciência, porque será sempre alegre, sociável e companheiro. Não criará problemas na hora de comer, porque aceitará qualquer coisa já que está acostumado com as sobras de alimentos pisoteadas pelos pedestres e veículos nas ruas, e a matar a sede nas sarjetas. Ele, provavelmente, aprendeu a atravessar as ruas sozinho muito cedo, e por isto você também não ficará decepcionado com sua "inteligência", e a seleção natural que envolve o seu crescimento na população de cães ainda lhe confere maior resistência a doenças. Quando você levar um cão desses para a sua casa, e para fazer parte da sua vida, então experimentará o seu amor incondicional e saberá como é se sentir completo, absoluto, por fazer a diferença; porque o grande problema de um cão desses não está na ausência da raça pura e sim no abandono que, infelizmente, já tem feito história entre as raças puras. Por isto, não tenha vergonha de defender, não seja simplesmente indiferente ao sofrimento desse animal. Fite os olhos nele quando o ver, reconheça-o como um ser, uma vida e abra a porta do seu coração e da sua casa. Adote!


14

08 DEZ / 21 DEZ 2012

Lhasa Nick de Daniela, estrelinha do Nininhas Pet

O lindo Boder Collie Dock do Mousar aos cuidados de Animais e Cia - Marcelo Sttacciarini

G A L E R I A

jornalpettop@hotmail.com

P E T

G A L E R I A P E T

www.facebook.com/jornalpettop

08 DEZ / 21 DEZ 2012

15

PUG A VENDA!!!! 58 dias , vermifugado e com a primeira dose de vacina. Confira no Pet Shop Collosso! 3312.6169

Emily, Dindinha, Kijetil, John-John, família linda. São as fofurinhas de Ana Cristina, cliente vip da Toca do Lobo.

Regina e seus filhotes Tobias e Betina na porta do Rê Pet Shop.

Vitoria, a cadelinha mascote do Armazém Pet com seus 3 meses de idade

Chegaram na Hortas e Quintais fraldas higiênica para cães macho

Este é o Neguinho, ele está doido para ser adotado por alguém que vá amá-lo e respeitá-lo como ele merece. Adote!!!! Animais e Cia 3322-5908. Marcelo Sttacciarini

Brenda fazendo moxaterapia com a Dra. Camila Rocha.

Boni e sua mochila de Natal! Presente da Amicão Pet Shop!

Mel e Nina com a mamãe Bruna depois dos cuidados da Zoopet!

O Beleza Animal tem uma visitante assídua: a shih tzu Nina

Mel e Madruga (mãe e filho) de Janaína, clientes da Arca de Noé

Encontre nos melhores Pet Shops da Cidade!

Bob, Mel e Rebeca de Gabriela, todas fãs do Pet Shop É o Bicho!

Cindy de Adriana, cliente da Hortas e Quintais

Júnior, groomer da Petsmack, no curso realizado em Uberaba.

Felipe e Fred posa para a fotografia by Marise Romano

Belinha e Marlon, de Eliane by Collosso

Kyara fez questão de posar com Sofia, outra mascote do Beleza Animal.

Porque não podemos comer brincando? Agora na 3P DogBrick para exercitar a mente do seu animalzinho na hora de se alimentar.

Nina uma cadelinha vip e que já tem cartão fidelidade do Armazém Pet

A York Lume de Virgínia aos cuidados de Animais e Cia - Marcelo Sttacciarini

Juliana Sene, voluntária da SUPRA, e a cadelinha Luna já no clima de Natal.

Participe da Brincacão

Soraia com a lindinha Samanta aos cuidados de Animais e Cia - Marcelo Sttacciarini

Brincadeiras com pista de agilite com adestrador acompanhando e várias promoções. Local: Clínica Veterinária Santa Lúcia. Av: Cap.Manoel Prata, 760 Bairro: São Benedito. Dia: 15/12/2012 Horário: A partir das 10hs.

VENDE-SE CASA Bairro Mercês (central) - 2 dormitórios com armário + 1 suíte com hidromassagem e closet - banheiro social - sala visita - sala jantar - sala TV 3 vagas garagem - ampla cozinha com armários - piscina - 340 m² de área construída

**CONSTRUÇÃO DE PRIMEIRA** Dinamizza Imobiliária - 3312.8080


16

jornalpettop@hotmail.com

08 DEZ / 21 DEZ 2012

PET TEEN

Pets influenciam na saúde das crianças

por Florença Amorim C. Borges De acordo com os resultados do estudo da American Society for Microbiology (ASM), descobriu-se que a inalação do pó com micro-organismos caninos é capaz de desencadear uma proteção contra o RSV, vírus responsável por variadas infecções respiratórias infantis. Kei Fujimura, umas das investigadoras envolvidas no estudo, declarou que foram feitos vários testes em ratos. Aqueles alimentados por uma solução que continha o pó não exibiram sintomas de infecção após exposição ao vírus RSV. Os micróbios de origem canina desempenharam, aqui, um papel importante ao acionarem uma resposta do sistema

A convivência com cães pode ajudar a prevenir doenças respiratórias nas crianças, particularmente a asma. A conclusão é de um estudo que detectou que o pó das casas com cães é eficaz na proteção de infecções e no fortalecimento do sistema imunitário. Mas enquanto os cães são benéficos para as crianças com alergia, os gatos pioram-nas.

imunológico capaz de proteger o organismo contra a bactéria asmática. Em estudos anteriores, já se tinha associado o contato com cães a uma maior proteção contra a asma, embora não fossem conhecidos os motivos concretos. Com esta nova investigação, concluiu-se que a proteção deriva dos microorganismos presentes na

composição do pó de casas com cães. Enquanto os cães ajudam a combater as alergias e infecções respiratórias infantis, os gatos, como descoberto em outro estudo, causam um aumento dramático da sensibilidade alérgica. Os resultados demonstram que crianças cujos testes alérgicos tinham revelado alergia a cães, quando começaram a conviver com esses animais, se tornaram menos propensas para desenvolverem doenças alérgicas. Ao contrário de ser dono de um cão, que pode melhorar a alergia, ter um gato dentro de casa prejudica, e bastante, a doença. No entanto, destaca-se, crianças que não eram alérgicas a gatos não começaram a ter alergia por conviverem com os felinos.

Envie sua foto, com seu nome e do seu bichinho de estimação e a raça para: florpettop@hotmail.com

A Shih Tzu Julie de Thaís Simões

Bili e Spaik de Ivânia e Romualdo

Me Leva pra Casa - Grupo de Apoio ao Animal de Uberaba "Me Leva pra Casa" é um projeto sem fins lucrativos, idealizado pelo Grupo de Apoio ao Animal de Uberaba cujo objetivo é ajudar animais abandonados, atropelados ou vítimas de maus tratos. O projeto visa encaminhar para adoção todos esses animais, que ficam em lares temporários até encontrarem um lar. Com mais rotatividade, mais e mais animais de rua poderão ter a chance de ter um final feliz.

Conheça mais sobre o projeto através do vídeo institucional: www.youtube.com/ melevapracasaorg. Acesse também o site para passar essa ideia adiante: http://www.melevapracasa.org.

JORNAL PETTOP (ED.23)  

Edição nº 23 do Jornal Pet Top disponível em versão online. Confira!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you