Page 3

Quem fuma é mais ansioso Atendimento 21 3763 6201 Comercial 21 3763 6201

@

O resultado de uma pesquisa feita na Inglaterra comprova mais uma vez que o cigarro não faz bem. O estudo, divulgado na revista científica British Journal of Psychiatry, acompanhou quase 500 fumantes que buscavam nas clínicas do sistema público de saúde britânico, o apoio necessário para parar de fumar.

redacao@jornalpanorama.net.br comercial@jornalpanorama.net.br

Web

www.jornalpanorama.net.br

Geral

Presidente Jane Bizarelli

Entrevista

Situação caótica deixada para Calazans em Nilópolis

Editora Chefe Elaine Dourado

RIO DE JANEIRO,

08 à 15 de janeiro de 2013

Página 03

Informe da CBPMERJ Cel. Pedro Chavarry

O Poder Público ironiza a população ao conceder tais mecanismos com uma mão e retirar o acesso dos mesmos com a outra. Este é um espaço destinado aos leitores do jornal PANORAMA que são associados da Caixa Beneficente da Polícia Militar. Através desta coluna semanal o Presidente da Instituição Pedro Chavarry Duarte estará infomando os trabalhos que estão sendo desenvolvidos e prestando contas de sua administração

Eleições na Caixa Beneficente estão se aproximando

O

prefeito eleito de Nilópolis com mais de 48 mil votos, Alessandro Calazans (PMN) recebeu em seu escritório no Centro da cidade, a equipe do Jornal PANORAMA para uma entrevista. Aos 40 anos, advogado e deputado estadual por quatro mandatos, Calazans promete um choque de ordem na cidade. Ele planeja fazer um “pente fino” nas contas da prefeitura, que segundo ele, está com uma divida de mais de R$ 40 milhões. A saúde, ele classifica como falida e o ex-prefeito Sérgio Sessim não passa de incompetente: “Na janela do gabinete do prefeito

n Dividas, bloqueio judicial, folha atrasada , hospita precário foi a herança recebida

tinha papelão. Se ele não conseguia arrumar a janela do lugar onde trabalhava como queria arrumar uma cidade?”, indaga Calazans. Ele promete uma cidade moderna e desenvolvida: “A população votou em mim porque ela confiou nas minhas propostas de campanha. Ela que um choque administrativo. O orgulho de ser nilopolitano irá voltar muito em breve por causa das transformações que iremos fazer”, afirma o prefeito, que irá montar seu gabinete no hospital Juscelino Kubistheck e chamou a população para visitar a unidade depois de sua posse. n Alessandro Calazans prestou juramento em praça publica e começou o trabalho

Panorama: o senhor interrompeu uma sequência de 12 anos de administração da família Abrão/Sessim. O povo rejeitou o modelo de gestão atual e apostou no novo. Como o novo prefeito está recebendo a cidade?

Panorama: Seu gabinete será mesmo no Hospital

Calazans: - Estamos pegando um Município arrebentado. Nós temos mais de R$ 40 milhões em divida. A gestão passada perdeu mais de R$ 20 milhões em convênios nesta reta final de governo. O Instituto Previdenciário da cidade está quebrado com um rombo de mais de R$ 13 milhões e a perspectiva é de aumentar este ano. O 13° dos aposentados e pensionistas não foi pago. Parte da receita está penhorada pela a Justiça. Nós temos decisão judicial penhorando parte da receita de dezembro e já existe uma previsão de penhorar uma nova parte em janeiro. Sem falar que há lixo por toda parte. Todos os convênios com a Caixa Econômica Federal tem algum vício. Este é o quadro geral que pegamos a cidade.

Calazans: - A partir de 1º de janeiro, em vez de ir para o gabinete do prefeito, vou ir para o Hospital Municipal Juscelino Kubistschek e abrir nosso gabinete no que sobrou dele. Não é só problema de gestão, 80% da estrutura do hospital está quebrada. Por isso, a ideia da visitação no dia da posse. A população viu como o pronto-socorro está destruído. Mesmo assim, vamos dar um atendimento mínimo ao povo. Não vamos cometer o erro de fechar. O governo do Estado já se comprometeu a reformar o hospital. As obras começam até o final de janeiro. Enquanto isso, vamos colocar um ônibus todos os dias em um bairro diferente para trazer as pessoas que quiserem ver como estou recebendo a unidade.

Panorama: : Então quais soluções imediatas? Calazans: - Primeiro fazer algumas reformas administrativas cancelando algumas secretarias, juntando ou acoplando com outras. Vamos usar no máximo 50% dos gastos com comissão que existem hoje. Vamos mandar mais de 1000 contratados embora. Para se ter uma ideia, neste momento, nós temos nomeados todos os secretários mas não temos os subsecretários, superintendentes e coordenadores. Não vamos usar a estrutura agora, primeiro vamos fazer o ajuste financeiro que a cidade precisa. Eu tenho que resolver

as pendências judiciais para que não haja mais bloqueio da nossa arrecadação. Nilópolis vive um caos.

Panorama: Por que essa medida? Calazans: - Eles diziam durante a campanha que o pronto socorro estava aberto, funcionando e que já tinham mais de R$ 10 milhões para as obras. As pessoas saíram do Juscelino revoltadas com o descaso do governo anterior com a saúde do nilopolitano. É importante a população ver o estado atual para ter parâmetros para comparar como estava e como estará daqui há alguns meses. Deve-se comparar o trabalho do governo atual com o governo anterior. Faz parte da democracia. Sem falar que temos filas quilométricas na

secretaria de Saúde em dias de marcação de consulta. Para marcar um cardiologista ou ginecologista, o paciente tem que chegar de madrugada ou na noite anterior. Os postos de saúde não existem. Panorama: Nilópolis talvez seja a única cidade do país que tenha todas as ruas asfaltadas. Calazans: - Realmente, Nilópolis não tem problemas de ruas sem asfalto... Nem poderia ter. temos 19 km², Mesquita é quatro vezes maior que Nilópolis; Nova Iguaçu é quinze vezes e Caxias é vinte vezes. Então, como uma cidade tão pequena terá ruas sem asfalto. O fato do Município não ter ruas de terra com uma vala negra no meio do caminho já é sem dúvida uma grande vantagem. Fora isso, Nilópolis está um caos. Panorama: Falta de água na cidade também é um grande problema. Calazans: - Eu e vários vereadores conversamos com o presidente da CEDAE (Wagner Victer). Na cidade não existe um problema de falta d’água geral. É um problema localizado. Enquanto no Paiol tem morador lavando carro, no Novo Horizonte tem várias pessoas reclamando a falta de água. O presidente da CEDAE garantiu que irá mandar técnicos verificar o problema. Se numa rua falta água e na outra do lado sobra, então o problema é técnico: cano entupido ou estourado, por exemplo. Vamos fazer parceria com a CEDAE e resolver o problema do abastecimento de água 100%. Panorama: Existe algum projeto de transformar praças em áreas de lazer e esporte?

Calazans: - As praças têm que ter vida. Vida não é só cachaça. As praças viraram verdadeiros “botequins”. Vamos mudar a cara dessas praças colocando flores, gramas, brinquedos para as crianças, bancos novos, plantas, lixeira e iluminação. Para a 3ª idade vamos colocar a Academia da Saúde. Vamos mudar a cara da praça com obras e conservação e depois colocaremos o esporte para funcionar como as escolinhas de futebol para as crianças e ginástica para os idosos.

Já estamos em contagem regressiva para as eleições na Caixa Beneficente, que ocorrem dia 15 de janeiro. Quatro chapas estão concorrendo ao pleito, inclusive a minha, pois o Trabalho Tem que Continuar. Tento a reeleição e estou confiante, pois nos últimos três anos a instituição, sob meu co-

mando, viveu um de seus melhores momentos. Conseguimos em um curto período de tempo, controlar o endividamento da Caixa, atingindo também, a marca de R$ 5,5 milhões em benefícios pagos. Um feito e tanto, quando a última gestão não conseguiu nem a metade em oito anos de administração.

Corrida de confraternização reúne 500 competidores no Rio

No dia 29/12, aconteceu a 18ª Corrida de Confraternização do Cristo Redentor, organizada pelo coronel Adalberto Rabelo.O percurso de 12 km contou com a participação de 500 competidores, saindo dos Arcos da Lapa,no Centro do Rio, em uma temperatura de aproximadamente 38º. Panorama: O senhor tem a noção A corrida é organizada, anualexata dos desafios que enfren- mente, pelo coronel Rabelo destará? de 1995. Este ano houve limite de inscrições e cada competidor Calazans: - Desde que fui eleito, tenho lido uma pilha de papéis. Qualquer papel é importante e merece ser estudado com atenção. Pelo que tenho lido até o momento, a gestão anterior foi péssima, incompetente. No governo deles, todo mundo mandava e ninguém tinha obrigação de fazer nada. A estrutura da prefeitura foi usada para acoMelhorias salariais e benefícios, modar políticos e assim, a pacificação e modernização esqualidade dos serviços foi tão transformando a carreira de comprometida. Na minha policial militar em uma das mais gestão, todo pessoal que atrativas do Rio de Janeiro. O núfor nomeado terá alguma mero de candidatos em concursos missão. Será obrigado a públicos da Polícia Militar bateu apresentar resultado. A recordes históricos. Na seleção diferença será imediata. para soldado, em 2010, 68 mil Irei abrir processo de licitação em janeiro para uma nova empresa fazer a coleta de lixo. Os caminhões serão novos e obrigados a usar GPS. Quero saber da minha sala onde Os fogos anunciaram a chegada de todos eles estão. Vamos um Ano Novo ! É hora de refazer colocar o maior número seus sonhos ainda não realizados de varredores nas ruas. e acreditar que irá concretizá-los. Em 3 meses, a população Soltar um olhar solidário e acalansentirá a diferença. tador para os seus amigos e bocejar para os inimigos. Aprender com os erros do ano já ido e brindar o

doou dois quilos de alimentos não perecíveis. As doações serão entregues para instituições de caridade. Diversos policiais militares participaram da competição. A Caixa Beneficente da Polícia Militar foi uma das apoiadoras do evento. Gostaria de saudar a todos os competidores pela participação e parabenizar o coronel Rabelo pela brilhante organização do evento.

Governo investe em concurso para PM

candidatos competiram por 13 mil vagas. Deste total, 7.895 iniciaram o curso entre 2011 e 2012. No fim de 2012, mais 585 soldados se juntaram aos 5.720 policiais concursados em 2010 e que já estão reforçando a segurança do estado. Este ano, mais seleções serão lançadas.

2013 um ano de realizações e sucesso ano bem vindo com um sorriso. Correr ao encontro daquele amor ainda não perdido ou surpreender mais uma vez o amor já conquistado. Desejo a você um ano repleto de luz, amor, saúde, realizações, prosperidade e sucesso. Feliz Ano Novo!

ed 64  
ed 64  

jornalpanorama

Advertisement