Page 1

Diretoria Executiva: Leda Marcia Barros Yojo

Daniela Miki Barros Yojo

São Paulo, de 1 a 28 de FEV de 2014 - Ano 03 - Nº 37 - Redação - Rua Engenheiro Cesar Polilo, 1017 - São Miguel - Fone 20337208 - 982381138 - painelsocialoseujornal@yahoo.com.br

Chave da cidade é entregue à Corte do Carnaval 2014

O

p r e f e i t o Fernando Haddad visitou na manhã desta terça-feira (25) o Sambódromo do Anhembi, na zona norte, que recebe os últimos preparativos para sediar os desfiles das escolas de samba a partir de sextafeira (28). Em um ato simbólico, Haddad entregou a chave da cidade à Corte do Carnaval 2014. Para a realização do evento deste ano, a Prefeitura investiu R$ 34 milhões - R$ 25 milhões destinados às escolas e R$

9 milhões para infraestrutura. "Investimos para manter o padrão de qualidade do Carnaval de São Paulo, que está entre os melhores do Brasil no que diz respeito à qualidade", afirmou o prefeito. Foram realizadas revisões de iluminação, da parte hidráulica dos banheiros e de outros ambientes. As arquibancadas foram pintadas e receberam ainda uma camada de impermeabilização para proteger o piso em caso de chuva. Nesta semana, 41

Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ‘Secretaria realiza capacitação para a 1º Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência’.

câmeras de segurança serão instaladas, bem como telões de LED ao longo da passarela. Por fim, a pista deverá ganhar uma nova pintura para receber as escolas. Neste ano, a Corte do Carnaval Paulistano é composta pelo rei momo Marco Antônio Rodrigues, pela rainha Cláudia Helena de Azevedo, pelas princesas Mayara Santos e Michelle Tobias e ainda pelos cidadãos-samba Paulo Mariano Valentin e Laura Iris Pereira da Silva. Os membros da Corte participam da programação Pré-Carnaval nos bairros e, nos dias de desfile, dão as boas-vindas às escolas na passarela do samba. A programação completa dos blocos de rua da cidade de São Paulo pode ser consultada no site.: www.carnavalderua.prefe itura.sp.gov.br

Cidadania através das fábricas de cultura acesso à toda população. ‘As Fábricas de Cultura são espaços de intensas atividades artísticas e culturais para a população local’. Página02 03 Página

Página 04

Ricardo Teixeira, agora Secretário das Subprefeituras

R

icardo Teixeira, v e r e a d o r licenciado e exsecretário do Verde e do Meio Ambiente tomou posse na sexta-feira (28/fev) como de Secretário de Coordenação das Subprefeituras de São Paulo. Sob os olhares dos subprefeitos e de várias autoridades entre elas o senador Eduardo Suplicy, o Prefeito Fernando Haddad oficializou a nomeação de Ricardo Te i x e i r a , q u e f o i publicada em 18 de fevereiro. Fernando Haddad elogiou o trabalho exercido por Ricardo Teixeira a frente da

Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, apontando como fator determinante de sua indicação para a pasta da coordenação de subprefeituras a originalidade, confiabilidade e pulso firme. Ressaltou ainda que vê em Ricardo Teixeira um grande amigo dizendo “Conheci o Ricardo em dezembro de 2012 quando me apresentaram para a pasta do verde e meio ambiente, em apenas um ano nos tornamos amigos, pois nos identificamos na maneira de pensar a cidade de São Paulo numa cidade melhor”. Ricardo Teixeira expôs

sua gratidão dizendo: ‘Agradeço a confiança que o Prefeito Fernando Haddad demonstrou em me confiar esta pasta. F a re m o s o q u e f o r possível para melhorar ainda mais esta cidade que me adotou ha 40 anos. Obrigado São Paulo, obrigado amigos, beijo no coração de todos! E vamos trabalhar’! Vereador licenciado em terceiro mandato, Ricardo Teixeira assumiu a secretaria do Verde e do Meio Ambiente a convite do prefeito Fernando Haddad. Durante a gestão de um ano e dois meses retomou diversos projetos inclusive administrou as mudanças da inspeção veicular como o fim do contrato da empresa controlar e isenção de inspeção para carros com até 3 anos de uso, propôs criação de novos parques para a cidade de São Paulo. Hoje na secretaria tramita a criação de três novos parques em São Miguel: Parque Praça

Guanambi, Parque Sitio Mirim e Parque Praça Craveiro do Campo, além de solicitar na justiça a abertura do Parque Primavera que passa por estudos de solo para saber se ainda há contaminação devido ao aterro sanitário que esteve em operação até o fim da década de 80. No bairro do Itaim Paulista abriu o Parque Central do Itaim e com nova dinâmica de trabalho e novos administradores reativou o Parque Chico Mendes, Parque Chácara das Flores, Parque das Águas, Parque Linear Água Vermelha, Parque Linear Itaim e Parque Santa Amélia. Numa parceria inédita entre a Secretaria do Verde e a Rede Globo Ricardo Teixeira lançou o projeto Verdejando São Paulo, plantando aproximadamente 2.000 arvores e a distribuição de 18 mil mudas, mudando a conscientização da população, antes os pedidos de cortes de árvores chegava a 70%,

apenas 30% pediam o plantio, ao final do p r o j e t o Ve r d e j a n d o aconteceu o contrario 70% dos moradores solicitam o plantio de novas árvores na cidade. Ricardo Teixeira deixa a secretaria do verde e do meio ambiente com um marco histórico para a cidade de São Paulo implantando o projeto 24 horas nos parques aos fins de semana, além de criar a Feira Cultural de Artes e Artesanato Sustentável no Parque Ibirapuera, pioneira em ser a primeira feira de artesanato permanente num parque público que funciona 24 horas ininterruptas, com planos de expansão para o Parque Rio Verde e Parque do Carmo, ambos em Itaquera.

A nova missão de R i c a r d o Te i x e i r a é coordenar uma das pastas mais complexa da cidade, a Secretaria das Subprefeituras aonde tem a responsabilidade sobre 32 subprefeituras que com-põe 96 distritos na capital paulista. Convidado pelo prefeito Haddad aceitou o novo desafio de ajudar e colaborar em todos os sentidos para prepara a cidade para o grande evento da Copa do Mundo e o projeto Arco do Futuro, obra que prevê a reurbanização da cidade a partir da geografia dos rios que cortam a capital, com criação de empregos e moradias. Por: Idevanir Arcanjo e Gilberto Travesso


Painel Social

2

As Fábricas de Cultura são espaços de intensas atividades artísticas e culturais para a população local

O

Programa Fábrica de Cultura, implantado pela Secretaria da Cultura por meio de contrato firmado entre o Governo do Estado de São Paulo e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tem como objetivo promover a cidadania plena através do acesso à cultura. Atividades artísticas e culturais são oferecidas a crianças, jovens e adultos de nove distritos da cidade de São Paulo com baixos índices sociais. A escolha dos distritos se deu a partir de uma pesquisa realizada pela Fundação Seade, que mediu o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) em diferentes regiões. Esse índice leva em conta informações sobre crescimento populacional, frequência escolar, gravidez na adolescência e violência

entre adolescentes. As localidades já contempladas com Fábricas de Cultura em funcionamento são: Cidade Tiradentes, Itaim Paulista, Sapopemba, Parque Belém e Vila Curuçá (zona leste); Cachoeirinha e Jaçanã (zona norte); Capão Redondo e Jardim São Luiz (zona sul). As Fábricas de Cultura são complexos culturais de cerca de sete mil metros quadrados, que constituem espaços de intensas atividades artísticas e culturais para a população local, abertas de terça a domingo. A unidade de Vila Curuçá, por exemplo, é freqüentada, a cada mês, por mais de oito mil pessoas. Lá, assim como nas outras Fábricas, são desenvolvidos ateliês de iniciação artística nas linguagens música, artes

visuais, artes cênicas, multimídia, literatura, teatro, dança e circo. Cada Fábrica tem salas de aula, biblioteca e uma oferta de mais de mil vagas nos ateliês culturais. Algumas das unidade contam também com teatros para apresentações e sessões de cinema. Os resultados das atividades culturais e das ações de implantação do Programa serão monitorados e avaliados constante-mente, sempre com a intenção de manter um caminho que gere benefícios aos participantes e à população geral dos distritos. Quando se propor-ciona atividades como as das Fábricas para uma criança ou adolescente, toda a família é beneficiada e acaba sendo atraída para o universo da cultura.

O Seu Jornal

PL prevê criação do Memorial do Trabalhador

O

vereador Mario Covas Neto participou nesta terça-feira, 18, do Jornal da Câmara, transmitido pela TV Câmara. Na ocasião, falou a respeito de seu projeto de lei que prevê a criação do Memorial em Defesa daSegurança e Proteção à Vida do Trabalhador. A ideia é que o equipamento seja construído na avenida Mateo Bei, 2300, em São Mateus, local onde, em agosto do ano passado, dez operários morreram e outros 26 ficaram feridos após o desabamento de uma construção que estava embargada pela Prefeitura. A construção civil é hoje o setor recordista em número de acidentes de trabalho. Segundo Covas, o memorial é uma forma de não se permitir que o acidente caia no esquecimento, chamando atenção para a necessidade de maior segurança aos profissionais da área. Outro PL do vereador também foi debatido na atração. Este prevê a suspensão do registro, pelo período de dez anos, de empresas que resistam ao embargo administrativo ou judicial de construções. Fica negado também aos donos e sócios do estabelecimento o direito ao alvará de funcionamento de uma nova empresa nesse ramo. Com isso, Covas visa coibir o descumprimento, por parte das corporações,

do impedimento da continuidade das obras consideradas irregulares. A penalidade estende-se ainda ao proprietário do imóvel, se pessoa jurídica. Neste caso serão cobrados R$ 1.000,00 por metro quadrado, com base na área total do imóvel. “Isso fará com que o dono da propriedade atue como agente fiscalizador e fique atento na hora de contratar uma empresa para realizar uma obra”, diz o tucano. O projeto já foi aprovado em primeira votação na Câmara e deve passar por nova apreciação dos vereadores antes de ser

encaminhado para análise do prefeito Fernando Haddad. Ao Executivo cabe aprovar ou vetar a proposta. Secretaria do Idoso A respeito do projeto que previa a criação da Secretaria Municipal do Idoso, feito em parceria com os demais vereadores que fazem parte da Comissão do Idoso na Câmara, Covas lamentou o veto do prefeito Haddad. “Atualmente, as políticas públicas olham os cidadãos de forma geral. No entanto, é preciso uma atenção especial aos idosos, que são mais fragilizados”.

COMO ENSINAR OS FILHOS A LIDAR COM AS FRUSTRAÇÕES DA VIDA? preciso ensinar as crianças, desde bem cedo, a enfrentar o mundo real, aceitando as circunstâncias e lidando com elas de forma positiva. "Eduque seus filhos com um pouco de fome e un pouco de frio", reza o provérbio de Confúcio. Há muitas realidades que os pais gostariam de evitar, para facilitar a vida dos filhos, mas algumas delas são inevitáveis; cedo ou tarde, a vida se imporá. Por isso, é importante ensiná-los a lidar com a frustração. A frustração é uma resposta emocional que surge quando não vemos nossas expectativas realizadas. No contexto familiar, ela se manifesta de maneira especial quando os pais dizem "não" diante de determinada solicitação dos filhos. A tolerância à frustração é a capacidade de aceitar as circunstâncias e enfrentá-las com uma atitude positiva, dando um passo à frente. A tolerância à frustração é uma lição que se aprende dentro da família, quando os pais

É

formam a vontade dos filhos. O ser humano, no início da vida, tende a querer dominar o mundo, segundo seus caprichos, pois ainda não conhece as normas nem o domínio das suas emoções. Porém, a educação permite que a criança vá adquirindo a m a t u r i d a d e necessária para reconhecer os próprios limites e os dos outros. Em uma entrevista publicada por The Family Watch, o psicopedagogo e diretor de um centro de atenção a adolescentes da Espanha, Carlos Jiménez, sublinhou que uma educação permissiva e superprotetora leva os filhos a não aceitarem um "não". Ele explicou que uma criança tem de aprender a frustrar-se, e ver que nem tudo o que ela deseja pode ser realizado. Muitas vezes, nós, como pais, tendemos a dar-lhes tudo. Se a criança cresce assim, "quando for adolescente, como lhe diremos não se ele quiser chegar às três da manhã ou

plantar maconha em casa?" "Não se acostumaram com a tolerância à frustração. É preciso aprender a aguentar, porque a vida está cheia de alegrias, mas também de frustrações e sacrifícios", completou. Como ensinar os filhos a tolerar as frustrações? Esta é uma tarefa que deve começar desde que o bebê nasce, no que diz respeito à satisfação imediata dos desejos, também chamados de "caprichos". Atos simples, como deixá-los no berço até dormirem, alimentá-los em horários estabelecidos, negar-lhes às vezes os brinquedos que pedem são

maneiras de educar no autocontrole e formar sua vontade. Nesta etapa, é importante postergar a satisfação dos seus desejos, ou seja, que aprenda, a esperar ou aceitar quando alguma coisa não acontece exatamente como eles querem, sem reagir impulsivamente. Na medida em que os filhos crescem, surgirão outras formas de tolerar suas frustrações . O âmbito escolar, por exemplo, é um espaço no qual surgem diversas situações, de maneira gradual: desenhos e letras defeituosos, tarefas mal elaboradas, notas

EXPEDIENTE Diretoria Executiva: Leda Márcia Barros Yojo Daniela Miki Barros Yojo Direção Comercial e Divulgação: Nani Aragão e Adilson Aragão

Fone: 2033-7208 / 98238-1138 E-mail - painelsocialoseujornal@yahoo.com.br Redação - Rua Engenheiro Cesar Polilo, 1017 São Miguel Paulista

baixas, reprovações, etc. São as primeiras lições de frustração da vida e, se não f o r e m b e m conduzidas, os resultados podem ser nefastos. Em meio a estas circunstâncias, os adultos podem ensinar seus filhos a lidar com o fracasso, ao invés de justificar seus atos ou negar suas limitações. É precido destacar o valor do esforço , da perseverança, da paciência, para superar os impedimentos e alcançar os objetivos. Porém, é necessário levar em consideração que tolerar a frustração é uma capacidade que se desenvolve com o tempo, graças a um treinamento constante. Por outro lado, a adolescência é uma etapa crítica em termos de tolerância à frustração , dadas as características e o vai e vem emocional. Daí a necessidade de adubar o terreno nos anos anteriores, para que esta fase seja vivida dentro dos limites normais.

Esta educação deve acontecer no âmbito de uma relação amorosa e próxima, ainda que não se possa deixar a autoridade de lado, nem o dever de todo pai de formar seus filhos no caminho do bem, da retidão e da integridade, é preciso evitar todo ato agressivo ou repressivo. P o r t a n t o , é imprescindível que os pais compreendam seus filhos e cultivem a paciência, entre outras virtudes, para dar conta destes desafios educativos. As seguintes perguntas podem ajudar a analisar o tema da tolerância ao fracasso nos filhos, e a forma como os pais lidam com a situação: - Meu filho é caprichoso? - Atendo aos seus caprichos ao pé da letra? - Como meu filho reage quando lhe nego algo? Sua resposta é imediata? Ele se altera, mas se acalma como facilidade? - Como pai, como lido com esta situação? Eu também me altero? Cedo diante da sua birra? Mantenho o que eu disse ou dou o braço a torcer? Fonte: Aleteia

Anuncie a propaganda é a alma do negócio. Anuncie no melhor canal de comunicação da região. tel.:

2033-7208


Painel Social

O Seu Jornal

Cidade Limpa: a lei abandonada

uma pena a Prefeitura afrouxar as regras da Lei Cidade Limpa, uma conquista de todos os paulistanos. Hoje vemos a cidade novamente coberta de banners e faixas, antes permitidas apenas para a CET dar informações do trânsito. Em vigor desde 2007, a lei - aprovada por 90% da população - vive a decadência na atual administração, tanto na fiscalização como na questão conceitual. Com a proximidade do carnaval, por exemplo, foi liberada publicidade na parte

É

externa no Sambó-dromo. A Liga das Escolas de Samba poderá comercializar, por 27 dias, a instalação de faixas e painéis iluminados. O argumento para driblar a lei foi o da necessidade de angariar recursos para cobrir as despesas. Acontece, porém, que as escolas já recebem recursos da Prefeitura e utilizam espaço público. Além disso, ao criar o precedente, abre caminho para que outros setores reivindiquem vantagens semelhantes. Preocupante, também, é o relaxamento da fiscalização da poluição

3 visual em São Paulo. Foram aplicadas, de janeiro a agosto do ano passado, 226 multas por desobediência, um número muito menor do que os 2.265 referentes ao mesmo período de 2012. Tenho ouvido muitas críticas sobre faixas afixadas pela Prefeitura informando, por exemplo, que tal lugar alaga durante as chuvas. Além do desrespeito à lei, mostra o estilo do PT de resolver o problema: em vez de trabalhar para não haver mais inundação, estende uma faixa avisando que

aquele local alaga. Seria cômico se não fosse trágico. No dia a dia percebe-se que São Paulo está desorganizada e até abandonada. Muros e ruas sujos, sem limpeza de praças e parques, iluminação precária. O mato toma conta das áreas verdes. A paisagem urbana está abarrotada de placas com anúncios e preços. Da periferia ao centro, há faixas e cartazes nos postes. A poluição visual compromete a informação e enfeia a cidade. São Paulo está andando para trás. Andrea Matarazzo

Delegação de Honduras visita a base comunitária de segurança do Jardim Maia.

No dia 27 de fevereiro de 2014, a Base Comunitária de Segurança Jardim Maia teve a oportunidade de receber a delegação composta por 15 (quinze) agentes da alta cúpula da Polícia Nacional de Honduras acompanhadas do Sargento PM Fraga, representante da Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos (DPCDH), do Capitão PM Gomes Pereira, Oficial Relações Publicas, e do Cabo PM Angeli, interprete, ambos do Comando de Policiamento Área Metropolitano Quatro. Os agentes hondurenhos estão inseridos no programa de treinamento em serviço (on job training) de Policiamento Comuni-tário e foram

palestras sobre o desenvolvimento do Programa no Estado de São Paulo. Dentro deste cronograma estava a Base Comunitária Jardim Maia, sendo que os convidados foram recepcionados pelo Major PM Brito, Subcomandante do Vigésimo Nono Batalhão Policia Militar Metropolitano, Ten PM Jorge, Oficial Relações Publicas do Batalhão, pelo Sargento PM Morine, Comandante da Base Comunitária de Segurança Jardim Maia e por sua equipe. Durante a visita conheceram as instalações físicas e os equipamentos, a viatura

características da comunidade local, os indicadores criminais e as atividades de escrituração diária com a exposição dos diversos formulários existentes. Assistiram à apresentação dos alunos do projeto “Arca de Noé” na modalidade Capoeira e conversaram com as crianças e com as pessoas que estavam presentes nas instalações da base, as quais ratificaram a importância desta aproximação. Foi dada ênfase da importância dos vários eventos realizados no ano de 2013, do projeto, das visitas comunitárias e principalmente a necessidade da continuidade de todo este

Nono Batalhão, através dos espe-cificas, sem os quais componentes da Base seria impossível este Comunitária de Segurança, relacio-namento e que os que resultam na aproxifamiliares presentes

enviados pelo governo hondurenho ao Brasil com a missão de adquirir conhecimentos e técnicas para apoiar no combate ao crime mação da Comunidade com organizado e de outros a Polícia Militar, restabedelitos. lecendo um laço de A Polícia Militar do confiança e compromisso Estado de São Paulo, sendo Os visitantes indagaram uma das referências sobre o papel de internacionais do programa cada membro da de policiamento comunitequipe e da família ário, assumiu esta responsados policiais neste bilidade em subsidiá-los e con-texto, tendo em ensiná-los através da vista a presença de Diretoria de Polícia f a m i -liares de Comunitária e Direitos policiais militares Humanos e com o apoio das durante a visita e nos demais Unidades da Polícia p r o j e t o s , Militar. aproveitamos para No período compreend estacar que o dido entre 17 de fevereiro a s u cesso deste 01 de março, os agentes programa é o acompanharam a rotina de envolvimento de serviços de algumas Bases cada policial desta Comunitárias de Segurança da Capital e grande São de apoio, a área geográfica esforço como estratégias base e seu empenho, sendo Paulo e participaram de de abrangência da BCS, as utilizadas pelo Vigésimo a eles atribuído funções

atestam essa parceria. A presença dos familiares dos policiais militares nos eventos e projetos torna mais forte esse laço e a comunidade passa a ter mais credibilidade nos policiais, quando passam a conhecer a família também estão envolvidos neste esforço. No encerramento os alunos do projeto, por iniciativa própria, desejaram uma calorosa boa viagem aos componentes da delegação em espanhol, surpreendendo e emocionando-os, conforme constamos no momento.

num julgamento em que o FIM À PENA DE MORTE policial é o juiz e o carrasco. por PAULO TEIXEIRA

A

ditadura que sobreveio ao golpe de 1964 produziu 426 mortos e desaparecidos. A maioria das mortes “oficiais” foi justificada por um artifício do regime militar: uma medida administrativa designada auto de resistência, ou resistência seguida de morte. Era o salvo-conduto para que policiais matassem opositores: o simples registro de um auto de resistência relegava a investigação às gavetas. Cinquenta anos depois, o ato administrativo continua intocado e é considerado legítimo por autoridades policiais e judiciárias. Hoje, na mira da arma policial está, em maioria, uma população civil jovem, negra e sem antecedentes criminais. O auto de resistência é um entulho da ditadura cuja motivação, antes política, passou a ter viés social. Em

abril de 2008, ao justificar o assassinato de nove pessoas pela Polícia Militar na favela de Vila Cruzeiro (Rio), o coronel Marcus Jardim assim expressou a filosofia que norteia esses assassinatos: “A PM é o melhor inseticida social”. A ideia que legitima a ação de maus policiais é a de que pobreza, cor da pele e criminalidade são sinônimos. A sociedade incorporou esses preconceitos –ou os preconceitos da sociedade contaminaram as polícias? O relatório “Segurança: Tráfico e Milícia no Rio de Janeiro” examinou 12.560 autos de resistência na década de 1990 e concluiu: todas as mortes em ações policiais ocorreram nas favelas; 65% dos assassinados levaram pelo menos um tiro nas costas ou na cabeça, o que permite concluir que foram sumariamente executados. Os mortos foram sentenciados

Entre janeiro de 2010 e junho de 2012, 2.882 pessoas foram mortas pela polícia no Rio, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e São Paulo, numa média de três por dia –no ano passado, chegou a cinco. Os Estados Unidos, no mesmo período, tiveram 410 desses casos. Em Nova York, a polícia atirou em 24 pessoas e matou nove em 2011. Naquele ano, o Rio teve 283 mortos por policiais; em São Paulo, 242. Em 2012, eu e os deputados Fabio Trad (PMDB-MS), Protógenes Queiroz (PCdoBSP) e Miro Teixeira (Pros-RJ) apresentamos à Câmara o projeto de lei nº 4.471. Ele acaba com o auto de resistência, obriga a preservação da cena do crime, a perícia imediata e a coleta de provas e define a abertura de inquérito. Fica vetado o transporte das vítimas em “confronto” com os agentes, que devem chamar socorro

PAULO TEIXEIRA, 52, advogado, é deputado federal pelo PT de São Paulo foto: Agência Brasil

especializado. O Estado de São Paulo, no ano passado, tomou medidas para coibir a violência policial, em resposta à elevação constante das mortes em autos de resistência. Em 2012, o Estado registrou 546 mortos, contra 439 em 2011. Relatório da ONG “Human Right Watch” registrou que,

em 2012, 95% das pessoas feridas em confronto e transportadas por policiais morreram no trajeto ou no hospital. No início de 2013, o governo proibiu o registro dos autos de resistência e impediu que os policiais socorressem as suas vítimas. Em um ano, foi registrada queda de 39% dessas mortes no Estado e

47% na capital. A aprovação do projeto de lei estenderá as medidas tomadas por São Paulo ao país. Será um tiro de morte em um dos mais perversos entulhos que o país carrega da ditadura, a licença para matar.


Painel Social

4

O Seu Jornal

São Paulo regulamenta a Lei de Incentivo ao Esporte

Foto: Fabio Arantes/SECOM

Pessoas físicas e jurídicas que fomentarem práticas esportivas poderão receber incentivos fiscais e abater investimentos de ISS e IPTU. Lei foi regulamentada nesta quarta pelo prefeito Fernando Haddad, a partir de agora, pessoas físicas e jurídicas que queiram fomentar práticas esportivas na cidade receberão incentivos fiscais e poderão, com isso, abater os valores investidos de impostos como o Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). O decreto que regula-menta a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte foi assinado nesta quarta-feira (12) pelo prefeito Fernando Haddad, em solenidade realizada no CEU Aricanduva, na Zona Leste. Os incentivos e benefícios concedidos pela lei têm entre os objetivos ampliar e demo-cratizar o acesso à prática esportiva, estimular e promover a revelação de atletas locais e estimular a requalificação urbanística por meio da recuperação ou instalação de equipamentos para a prática esportiva. "O esporte ganha hoje um estímulo muito grande da nossa cidade. Nós temos uma lei federal, temos uma lei estadual e agora ganha-mos uma lei municipal, nos moldes do que já aconteceu com a cultura", afirmou o prefeito Fernando Haddad. "Quando as lei têm esse alinhamento, os empresários começam a olhar com outros olhos para o esporte, até mesmo porque

o empresário é movido a estímulos. Então se você oferece incentivos fiscais para que ele patrocine times, grupos e projetos na área do esporte, ele vai fazer uma conta e verificar que se ele apresentar o seu projeto nas três esferas de governo, ele terá um incentivo fiscal enorme para fomentar atletas que de outra maneira ele não teria condições para se dedicar", disse Haddad. O texto prevê ainda incentivos para quem apresentar projetos voltados à iniciação e desenvolvimento motor de crianças e adolescentes e, também, a adoção de clubes da comunidade (CDC) pelo prazo mínimo de dois anos. O alto rendimento esportivo, a capacitação de atletas, gestores e tre-inadores, construções, reformas e adequações em espaços administrados pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recre-ação (SEME) também podem receber incentivos. "Essa tão importante lei vai massificar e consolidar muito mais o esporte em nossa cidade", completou o secretário municipal de Esportes, Lazer e Recrea-ção, Celso Jatene. "Você educa, ensina a ganhar e a perder através do esporte. Ensina que ninguém ganha nada sozinho. Ensina que é preciso lutar até o fim para alcançar os seus objetivos. São coisas do esporte que valem para a vida. Essa iniciativa é um convite para que a cidade de São Paulo se some ao esforço da Prefeitura, faça par-cerias e nós possamos, no esporte,

traduzir o que é esse governo - um governo das oportunidades, da justiça e do desen-volvimento", disse o vereador Orlando Silva, ex-ministro dos Esportes e autor do projeto de lei. Impostos. O incentivo fiscal vai

Secretaria realiza capacitação para a Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência

C

omeçou nesta semana (17) na Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo o Curso de Capacitação para a 1ª Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência. Ele faz parte do Programa de Prevenção e Combate à violência contra Pessoas com Deficiência. É a primeira delegacia espe-

cializada criada no Estado para esse público, que conta com 9 milhões no Estado de São Paulo e mais de 45 milhões no Brasil, segundo o censo 2010 do IBGE. Já existem as Delegacias da Mulher e a do Idoso. O curso, com a duração de duas semanas, segue na Academia de Polícia (ACADEPOL) no campus da Cidade Universitária- USP. A

capacitação aborda o Programa de Prevenção e Combate, os Direitos e história do movimento social da pessoa com deficiência. Também serão abordados casos, a explicação dos tipos de deficiência, debates a respeito da tipificação da violência contra pessoas com deficiência, rede de proteção social, funcionamento de uma delegacia

corresponder à emissão de certificado de incentivo, conforme os percentuais estabelecidos pela lei: de 70% a 100% do valor do patrocínio para o pagamento de até 50% do ISS ou IPTU. O certificado terá validade de um ano, sem renovação

policial e do acesso à Justiça, comunicação e tecnologia assistiva, com demonstração prática e técnicas de abordagem. Ainda haverá uma oficina com noções de Libras. O curso de capacitação serve como base para que as equipes que atuarão na Delegacia especial entendam as particularidades das pessoas com deficiência. Elas trabalharão na parte técnica da Delegacia de Polícia. O curso é fechado, destinado exclusivamente para esse

automática. A Lei Orçamentária fixará anualmente o valor utilizado para o fomento do esporte em São Paulo, que não poderá ser inferior a 10% do orçamento estabelecido para Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação

público. A capacitação é gratuita. A unidade vai prestar apoio prático às outras delegacias da cidade, além de oferecer orientação e consultoria às demais delegacias do Estado. Entre as atribuições da Delegacia estão os serviços de prevenção e repressão de crimes contra a pessoa com deficiência, recebimento, concentração e difusão de dados e denúncias de crimes e atos de violência contra a pessoa com deficiência. Os participantes do Curso

(SEME). Os projetos serão avaliados e fiscalizados pela secretaria, que irá considerar os aspectos orçamentários, viabilidade técnica, interesse público e imprescindibilidade do projeto

são psicólogos, assistentes sociais, funcionários da segurança pública, equipe policial, coordenadores da equipe de apoio, intérprete de Libras, técnico de informática, entre outros. A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo coordena o processo de capacitação, juntamente com a Secretaria de Segurança Pública, além da Secretaria de Desenvolvimento Social. http://www.pessoacomd eficiencia.sp.gov.br/


Painel Social

O Seu Jornal

5

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO

E

m sua primeira mensagem de 2014, no Dia Mundial da Paz, o Papa Francisco trata de um tema importante: "Fraternidade, fundamento e caminho da paz". O texto é fruto de um zelo apostólico que desenha um horizonte luminoso para a humanidade, em busca de rumos novos para a história. A partir de preocupações pastorais, e balizado por sensibilidade missionária o Papa Francisco argumenta so-bre a importância fundamental da fraternidade como condição insubstituível para a construção da paz. Resgata e indica o anseio irreprimível pela fraternidade que se hospeda no coração de cada homem e de cada mulher. Um anseio que, em razão de desgastes e de dinâmicas na contramão da solidariedade - como os cenários de violência e corrupção - fica sepultado no mais recôndito dos corações. E nessa condição, impede que cada pessoa seja instrumento da paz pela

força do amor fraterno. Por sua constituição própria, o coração humano possui um dinamismo que conduz ao caminha da comunhão , superando o sentido inaceitável de ver o outro concorrente ou inimigo. Imprescindível e prioritário é recuperar a fraternidade como dimensão essencial de cada pessoa, c u l t i - v a n d o cotidianamente o exercício que reforça, em cada um, o sentido relacional que define o ser humano. Assim, desen-volve-se a capacidade de tratar cada pessoa como verdadeiro irmão e irmã. Esse exercício, o Papa sublinha, se faz primeiramente no seio da família, graças, sobretudo, às funções responsáveis e complementares da cada um dos seus membros, particularmente do pai e da mãe. Na mensagem, o Papa Francisco afirma catego-ricamente que " a família é a fonte de toda frater-nidade, sendo, por isso mesmo, também o fundamento e o caminho

primário para a paz, já que, por vocação, deveria contagiar o mundo com seu amor". Esse entendimento é um convite irrecusável a cada membro de cada família, sobretudo para o pai e a mãe, a pensar muito seriamente em seu papel, seu modo de conduzir a vida em família. Não se pode querer construir a paz sem compreender e sem se comprometer com o próprio núcleo familiar. Cada família tem um papel decisivo na configuração da fraternidade u n i v e r s a l . To d o s precisam investir nesse núcleo celular, convencidos de que daí vem uma força notável, decisiva na formação da consciência relacional que é condição para se alcançar a paz. O Papa Francisco cita Bento XVI que, em certa oportunidade, lembrou que a globalização torna cada um vizinho do outro sem, necessa-riamente, converter essa proximidade em sentimentos fraternos. Há uma permanente luta a ser

travada contra ideologias que reforçam o individualismo, egocentrismo e o consumismo materialista, que debilitam laços sociais e alimentar a mentalidade do descartável. Essas ideologias conduzem ao desprezo e abandono dos mais fracos, daqueles que, nessa distorcida visão de mundo, "são considerados como inúteis". É urgente, portanto, multiplicar, pela célula familiar, experiências pequenas, grandes, simples, cotidianas de práticas que permitam a aprendizagem e a criação do gosto de uma ética que

capacite cada pessoa a produzir e a manter vínculos. Sem essa prioridade, nem mesmo com outras opções, projetos e programas, não se poderá desenhar um cenário de paz. As lamentações aumentarão, os absurdos hediondos de todo tipo continuarão a acontecer, o medo vai empurrar todo mundo cada vez mais para dentro de guetos de segregação, desconfiança e preconceitos. Comprometida estará, cada vez mais, a fraternidade universal. Não se alcançará um nível razoável de solidariedade, com força

para mudar o que faz parte de uma "ladainha" interminável de reclamações, necessidades e reivindicações. Esse exercício de se construir vínculos pode começar por uma interrogação que deve interpelar a consciência de cada um aquela pergunta de Deus a Caim, querendo saber de Abel: "Onde está teu irmão?" Uma pergunta que, respondida, reforça a convicção que salvará o mundo e fará dele um lugar de paz. "Somos todos irmãos", ensina a mensagem do Papa Francisco.

Ivanise

ivaniseramalho@hotmail.com

AR Estética Massoterapia Consulta com hora marcada Fone: (11) 2862-9576 / 9.8451-0732 tim 9.9981-3558 vivo / 9.6222-3020 oi Ÿ Dreanagem Linfática Ÿ Modeladora Ÿ Redutora Ÿ Lipomodelagem Ÿ Bambu Massagem Ÿ Hidratação Corporal

Ÿ Técnica de Alongamento Ÿ Termoterapia Ÿ Limpeza de Pela Ÿ Argiloterapia Ÿ Depilação Ÿ Crioterapia

Agende seu horário!!!

Encontrar os amigos com boa música em um ambiente agradável você só encontra aqui. Rua Tenente Laudelino Ferreira do Amaral, 1035


Painel Social

6 Folia com responsabilidade

A

vibração, o entusiasmo e a alegria de blocos carnavalescos, que se multiplicam pelos quatro cantos de São Paulo, resgatam na linha do tempo uma tradição herdada do tempo de nossos avós: o carnaval de rua, uma folia vivida e compartilhada com a família e amigos, ao som de marchinhas. A vontade do paulistano de brincar o carnaval em ruas e avenidas se manifesta em números que pegaram de surpresa

tanto a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) quanto a SPTuris. Em 2013, a Prefeitura trabalha-va com a expectativa de 75 blocos com pedido de registro para desfilar. Em 2014, esse número mais que dobrou, com a inscrição de 172 blocos. Evidentemente que essa grande demanda requer, por parte das autoridades públicas, um adequado planejamento integrado. É preciso levar em conta a s p e c t o s q u e i n v i a b i l i z a m

aglomerações de blocos em alguns locais como hospitais. Mesmo no carnaval, a cidade deve continuar funcionando. O lamentável episódio do atropelamento de foliões na Vila Madalena no último domingo (23) reforça essa necessidade. Com a crescente e salutar vontade das pessoas em ocupar espaços públicos, a SPTuris deve dar a máxima atenção ao carnaval de rua, coordenado ações a serem executadas por diversos órgãos. Não há como prescindir do planejamento viário, que estabeleça percursos

DIABETES O Inimigo silencioso

C

o n f o r m e estimativas da International Diabetes Federation há no Brasil 13,5 milhões de pessoas portadoras do diabetes tipo 2 ou não insulino-dependente, com tendência ao aumento imprevisível de casos, por tratar-se de doença pouco sintomática e adquirida por homens e mulheres após os 40 anos quando tornam-se mais sedentárias e propensas à obesidade, e em jovens devido aos maus hábitos alimentares, excesso de refrigerantes, pouca atividade física e o stress cotidiano. Essa modalidade de diabetes representa 90% dos casos detectados quase sempre tardiamente, favorecendo as complicações no coração,

cérebro e retina. Os sintomas negligenciados mais comuns são: Urinar excessivamente principalmente durante a noite, sede excessiva, aumento do apetite, cansaço, fraqueza, vista embaçada ou turva, perda repentina de peso e infecções frequentes principalmente da pele. Para atenuar essa tendência é preciso adotar hábitos de vida saudáveis,

diagnóstico precoce, e quando descoberto o diabetes, obedecer rigorosamente o tratamento e a dieta prescrita. O diabetes é a elevação de glicose no sangue ( h i p e rg l i c e m i a ) , o b t i d a através da ingestão excessiva d e a ç ú c a r, s o m a d o a transformação dos carboidratos também em açúcar durante a digestão, processada com insuficiência

e interdições de vias, muito menos de agentes CET, GCM E PM - que garantam o efetivo bloqueio das vias. Com muita gente na rua, o setor da Saúde também precisa contar com um plano específico para o carnaval nos bairros, com ações que não fiquem restritas ao atendimento hospital/ pronto-socorro, mas que também use a capilaridade da rede SUS (AMAs e UBSs). Cabe à Prefeitura investir em campanhas educativas, que incentivem a popula-ção a curtir o carnaval com responsabilidade. de insulina produzida nas células do pâncreas. A glicose em proporções normais, é transformada em energia pelos tecidos, e consumida pela nossa atividade física e mental. Todavia, horários irregulares ou supressão de refeições, o consumo de álcool, insuficiências hepáticas ou renais e o descontrole no uso dos medicamentos indicados, podem acarretar para o diabético do tipo 2, na redução brusca da glicose no sangue gerando a crise de hipoglicemia representada pelos seguintes sintomas: Dor de cabeça, fome intensa, náuseas, confusão mental, desorientação sensorial, evoluindo para convulsões e a perda dos sentidos. O meio imediato para deter a crise é ingerir líquidos bem açucarados. O diabetes tipo 1 ou insulino-dependente é o diabetes infanto-juvenil ou imunomediado. Nesse tipo o

Disk Mesas eLocação Cadeiras e venda Mesas e Cadeiras Brinquedos Tendas Toalhas

O Seu Jornal

2037- 8892 2031- 0977

Av. Rosária, 473 - São Miguel Paulista

Motoristas precisam ser orientados a respeitar a passagem dos blocos; a população, de um modo geral, precisa ser alertada a não exagerar no consumo do álcool e, muito menos, associá-lo ao ato de dirigir.

diabetes é causado pela destruição autoimune das células produtoras de insulina, condicionando seu controle a injeções diárias de insulina para manter a glicose no sangue em valores normais, podendo acarretar risco de morte se as mesmas não forem aplicadas pontualmente. O diabetes gestacional é comum ocorrer durante a gravidez, e na totalidade dos casos a alta da glicose no sangue normaliza-se após o parto, no entanto as mulheres que apresentam o diabetes gestacional assim como os filhos possuem maior risco de desenvolverem futuramente o diabetes tipo 2. Mulheres com maior probabilidade de desenvolver diabetes compõem o grupo de risco das que engravidarem com idade mais avançada; as que ganharam peso excessivo durante a gestação; as que foram acometidas da síndrome dos ovários poli

Tudo isso somado garantirá à cidade uma folia democrática com muito samba, marchinha, confete e serpentina tomando conta dos espaços públicos em clima de cultura de paz. Andrea Matarazzo

císticos; as que possuem história prévia de bebês grandes (mais de 4kg); as que tiveram ou são filhas de cujas mães desenvolveram o diabetes gestacional, ou que tiveram hipertensão arterial sistêmica na gestação ou gestação múltipla. A atividade física regular é essencial e de grande benefício para o controle do diabetes e de condições associadas como a hipertensão aeterial, a obesidade, e a hipercolesterolemia. Facilitando o controle dessas condições, a atividade melhora o condicionamento físico, as dores musculares, articulares e dá uma sensação de bem-estar além de melhorar o humor e a auto-estima. Fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes www.diabetes.org.br

Painel Social 2033-7208

ANUCIE


Painel Social

O Seu Jornal

7

O Lollapalooza 2014 Esta é a terceira edição t a m b é m , a d a t a n ã o acontece nos dias 5 e 6 de do festival no Brasil, que, coincide mais com o Terceira edição do festival acontece em dois dias e não abril, no Autódromo de anteriormente acontecia no feriado da Páscoa. cai mais no feriado de Páscoa Interlagos. Jockey Club. Neste ano, Depois de muito suspense, especulações e expectativas, a organização do festival divulgou o line-up oficial do Lollapalooza, o que confirmou alguns boa-tos e desmentiu palpites.

LOLLAPALOOZA 2014

Nine Inch Nails

Soundgarden

Arcade fire

Muse

Santtana, entre outros.

Domingo, 6 de Abril Já no domingo, é a vez de Arcade Fire e Soundgarden, das bandas que encabeçam o festival. Nos palcos principais também é possível assistir aos shows de Raimundos, Pixies, Vampire Weekend, entre outros. O palco alternativo traz Jake Bugg, Sábado,5 de Abril No primeiro dia de Savages, Apanhador Só e festival,as bandas são muito mais bandas tão Muse e Nine Inch Nails - esperadas. cada uma em um palco principal. Também se Informações: destacam Julian Casa- Data: 5 e 6 de abril b l a n c a s , C a g e T h e Horário: A partir das 12h E l e p h a n t , P h o e n i x e Preço(s): 1º lote R$ 290,00 Imagine Dragons, entre inteira e R$ 145,00 meiaoutros, nos mesmos palcos. entrada O palco alternativo conta Onde: Autódromo de com atrações como Lorde, Interlagos Nação Zumbi, Lucas

Com a criançada PASSEIOS PARA FAZER COM A FAMÍLIA EM SÃO PAULO Confira locais que são diversão garantida para os pequenos e também adultos

Aquário de São Paulo

Catavento Cultural

Com mais de 3.000 metros quadrados, o espaço possui diversos aquários temáticos e espécies raras, além de pingüins e tubarões, proporcionando entretenimento e conhecimento aos visitantes, através da visualização e compreensão de diversos ambientes aquáticos. Há um aquário gigante de 1 milhão de litros de água salgada, e 22 tanques com cerca de 200

No Catavento Cultural e Educacional, é possível tocar um meteorito de verdade, encontrar Gandhi em uma escalada, conhecer o corpo humano por dentro ou ainda descobrir que o Sol, visto de perto, não é tão redondo quanto parece. São quatro seções interativas, assim divididas: Universo, Vida, Engenho e

espécies de peixes de água doce. Há a réplica de um submarino da II Guerra Mundial em tamanho natural, a reprodução da estação polar brasileira na Antártica, um Cinema 3D, o Museu de Fósseis, e o Vale dos Dinossauros, com réplicas dos grandes répteis e efeitos especiais. Quando: De segunda à Domingo, das 9h às 18h, inclusive nos feriados. Quanto: Preço sob consulta

Zoológico de São Paulo

As crianças têm a oportunidade de conhecer diversas espécies de animais e curiosidades como hábitos alimentares e aspectos do cotidiano. Quando: de terça a domingo, das 9h às 17h. Quanto: crianças de até 4 anos não pagam. De 5 a 12 anos: R$ 6,00. Adultos e crian-ças acima de 12 anos: R$ 16,00.

Sociedade. Algumas instalações podem ser manipuladas sem ajuda, mas algumas necessitam de auxílio dos guias. Quando: de terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h). Quanto: R$ 6 e meiaentrada para estudantes e idosos. Idade mínima: 6 anos.

Centro Cultural São Paulo O espaço conta com diversas atrações para a criançada, como os contadores de histórias, que recebem os visitantes na sala de leitura infanto-juvenil Sérgio Milliet (capacidade para 50 pessoas e duração de 50 minutos), e o catavento, programação permanente que promove a integração das crianças com o

Parque Horto Florestal

Google (Sitemap e Analytics).

com todos os navegadores.

Quanto: grátis. Idade mínima: 5 anos Estacionamento: gratuito http://www.centrocultural .sp.gov.br/ Endereço: Rua Vergueiro, 1000 Telefone: (11) 3397-4000

Com áreas de parque infantil, o Horto também abriga o Museu Florestal Otávio Vecchi (museu da madeira), um núcleo de educação ambiental e áreas .de piquenique. Também é possível visitar a casa do Governador. Quando: todos os dias, das 6h às 18h. Quanto: grátis. Idade mínima: livre.

Integrado com as ferramentas do

Sites 100% compatíveis

espaço. Quando: sábados e domingos, às 14h30.

50 de Desconto %

Tudo isso em até A melhor solução para sua empresa aparecer no Google!

10x de R$ 80,00

SEO já configurado

Fale conosco agora mesmo hospedagem 100% garantida seu site nunca ficará fora do ar.

4116-8866 www.agenciaoncreative.com.br (mencione o anuncio no jornal para garantir seu desconto)


Painel Social O Seu Jornal 8 Inscrições para concurso de delegados Porto Feliz receberá a nova fábrica da Toyota terminam dia 11 de março As inscrições devem ser realizadas pelo site da VUNESP

T

ermina no dia 11 de março o prazo de inscrições no concurso para delegados da Polícia Civil. Serão contratados 129 delegados em todo o Estado. Os interessados devem se inscrever pelo site da Fundação Vunesp. O salário inicial é de R$ 8.252,59. Os concorrentes devem ter diploma de bacharel

em Direito; É preciso comprovar que exerceu no mínimo dois anos a atividade jurídica ou dois anos de efetivo na Policial Civil. Também é preciso ser brasileiro, não ter antecedentes criminais, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, ser habilitado para condução de veículos automotores, além de outros requisitos

que constam no edital. Das vagas, 25% serão destinadas para Capital, 25% para a Grande São Paulo e 50% para o Interior. A taxa de inscrição é de R$ 63,92. As inscrições para o concurso pode ser realizadas pelo site da VUNESP.:http://www.vu nesp.com.br/pcsp1304/

A

cidade de Porto Feliz vai abrigar a nova fábrica de motores da Toyota. Nesta sexta-feira, 14, foi lançada a pedra fundamental da planta com a presença do governador Geraldo Alckmin. "São duas grandes notícias. Primeiro, a inauguração da Toyota, do carro Etios em Sorocaba, uma das grandes fábricas do Brasil. Agora, a fábrica de motores, que é a vanguarda, o maior avanço de tecnologia, de inovação, de eficiência e de pesquisa, aqui em Porto Feliz", disse. A montadora já conta com operações industriais em São Paulo, nas cidades de Indaiatuba, Sorocaba e São Bernardo do Campo. A

nova fábrica receberá investimentos de R$ 1 bilhão com início de funcionamento previsto para o primeiro semestre de 2016. "Nós, por meio da Agência Investe São Paulo e do Programa PróVe í c u l o l i b e r a m o s imediatamente todos os créditos de ICMS para investimentos no Estado no setor da indústria automotiva, que é uma indústria de cadeia longa. Portanto, gera muito emprego e está na vanguarda da inovação tecnológica dos avanços da ciência", explicou o governador. Esta nova planta industrial deve produzir motores 1.3L e 1.5L do compacto Etios e

será responsável por 700 empregos para a cidade de Porto Feliz e região. "Escolheu bem, a Toyota. Está numa terra de empreendedores, trabalhadores, e numa região que é a mais próspera hoje. Este eixo [entre as rodovias] Marechal Rondon, Castelo Branco e Raposo Tavares é o eixo do desenvolvimento", detalhou Alckmin. A unidade de Porto Feliz será responsável por abastecer a unidade de Sorocaba, uma vez que as cidades ficam a 30 km uma da outra e a região conta com boa infraestrutura de estradas.

Casa de Cultura Antônio Marcos está com inscrições abertas para Oficinas Novas oficinas para a população de São Miguel Paulista.

O

s moradores de São Miguel e região já podem se inscrever para diversas opções de oficinas disponíveis na Casa de Cultura Antônio Marcos. Serão 8 modalidades diferentes a disposição dos munícipes.

adultos. Para fazer a inscrição é simples, basta o interessado levar o RG e um comprovante de residência. A Casa de Cultura fica localizada na Rua Irineu Bonardi, 169 - Bairro: Vila Pedroso. Mas, atenção! As oficinas são todas gratuitas, por isso Uma ótima oportunidade as vagas são limitadas. para crianças, jovens e Abaixo segue as Oficinas

com inscrições disponíveis: Ÿ Práticas Corporais Ÿ Pintura em Tela Ÿ Yoga Ÿ Cinema e Vídeo Ÿ Capacitação para produção Cultural em organização de eventos utilizando a Comunicação Ÿ Dança de Salão Ÿ Dança do Ventre

Painel Social Fevereiro 2014  

Jornal Painel Social de Fevereiro de 2014