Page 1

domingo 1 de julho de 2018

O SANTUÁRIO EM SUAS MÃOS Ano IX- nº 107 - Domingo - 1 de JULHO de 2018

JUVENTUDE

•Nessa edição de Julho, o tema abordado em nosso jornal é a Juventude. (Pág. 02.)

Informações: Pág. 7

Pág. 03 - Santo do Mês | Pág. 04 - Velas Acesas | Pág. 06 - Resgatando a História

06


2

EDITORIAL

domingo 1 de julho de 2018

Jovem missionário Conforme o Plano Da Ação Pastoral da Arquidiocese de Pouso Alegre, em sintonia com o trabalho evangelizador da Igreja Católica, dentre as prioridades assumidas na 9ª Assembleia encontra-se, “comunidade de fé em estado permanente de Missão”. Por isso a Igreja é Missionária e sua missionariedade aponta para horizontes onde se encontram as pessoas de todas as faixas de idade e grupos sociais. E nesse horizonte está a juventude, que mais especificamente, assumirá nos dias 28 e 29 de julho, jovens vindos de toda nossa Arquidiocese e claro, jovens aqui de nossas paróquias, para uma missão na Paróquia Santa Rita e Paróquia São Cristóvão e São Benedito na cidade de Extrema-MG, mostrando o rosto bonito da sociedade, com sua força única e cheia fé, de sonhos, ideias e energias transformadoras, e, acima de tudo, um acreditar que vale muito seguir os caminhos de um jovem chamado Jesus Cristo. Os jovens marcam presença nas comunidades e evangelizavam de um jeito jovem e bonito. Hoje, encontramos jovens trabalhando

nos ministérios e nas pastorais, porém, algumas razões ainda dificultam mais envolvimento nos serviços da Igreja e vários fenômenos aparecem: a mudança de cultura; as influências da mídia; o indiferentismo, o distanciamento do sagrado; às vezes não conseguindo manter-se perseverante, por realidades que cobram, quando tem que deixar suas cidades e famílias e estudar fora, procurar melhores condições de conquistar seus sonhos e se realizarem como pessoa. O Jovem Galileu, com sua Mãe Santíssima, quer trazer a juventude de volta para a Igreja e com palavras dóceis, animadoras e desafiadoras enviá-los em Missão. Que todos os Jovens digam, com coragem, disposição, determinação e zelo missionário: “aqui estamos, com fé e compromissos renovados. Seja muito bem-vindo (a) e queremos que você se sinta à vontade: reze, evangelize, faça amigos e testemunhe o quanto você ama Jesus Cristo e sua comunidade de fé, a Igreja. Pe. Benedito F. da Costa (Reitor do Santuário)

Endereço: Praça Pres. Vargas, 09 Centro - Extrema/MG Telefone: (35) 3435-1066 e-mail: santuario@santuariosantaritadeextrema.org

Supervisão: Pe. Benedito Ferreira da Costa

Projeto Gráfico e Diagramação Origami Publicidade (35) 3435-1304 Tiragem: 2.000 exemplares

Colaboradores: Daniela Aparecida Mariano de Lima Edmilson Borges Grupo JUSV Magno Paulo de Morais Maria Luiza Silva Rossi Mateus Naum Aparecido de Lima Pe. Leandro Luis Mota Ribeiro Samantha Peres Calderaro Haifa Haick


SANTO DO MÊS

domingo 1 de julho de 2018

3

São Bento de Núrsia, 11 de Julho Meados do século V, o Império Romano do Ocidente jazia devastado pelas constantes invasões das tribos germânicas. Em meio ao caos que tomava conta da Península Itálica, momento de profunda decadência moral e espiritual, eis que surge um homem, que dedicando sua vida à oração e meditação, ele se tornou abade palavra que deriva de “Abba” que significa pai, e de fato ele foi pai de seus irmãos monges, pai de uma das mais belas ordens da Igreja, pai da civilização ocidental. Este jovem foi São Bento de Núrsia. A fonte de todos os acontecimentos da vida de São Bento são os Diálogos de São Gregório Magno, redigidos por volta de 593, que se baseou em fatos narrados por monges que conheceram pessoalmente São Bento. Segundo São Gregório, São Bento foi filho de um nobre romano, tendo realizado os primei-

ros estudos na região de Núrsia (próximo à cidade italiana de Espoleto). Mais tarde, foi enviado a Roma para estudar retórica e filosofia, mas, tendo se decepcionado com a decadência moral da cidade, abandona logo a capital e se retira para Enfide (atual Affile),no ano 500. Ajudado por um abade da região chamado Romano, instalou-se em uma gruta de difícil acesso, a fim de viver como eremita. Depois de três anos nesse lugar, dedicando-se à oração e ao sacrifício, foi descoberto por alguns pastores, que divulgaram a fama de santidade. Tendo falecido o abade de um mosteiro existente por perto, os monges vieram pedir-lhe para assumir esse cargo. De início, Bento recusou, porém, ante a grande insistência dos religiosos, acabou por aceitar. Em pouco tempo, contudo, esses tíbios monges — arrependidos de terem escolhido por superior

um homem que lhes exigia o caminho da perfeição — decidiram matá-lo, pondo veneno no seu vinho. O Santo traçou um grande sinal-da-cruz sobre a jarra de cristal que lhe foi apresentada e esta se despedaçou. Compreendendo bem o que isso significava, Bento abandonou no mesmo dia o mosteiro de monges relaxados e regressou à estimada solidão de sua gruta. Em 503 recebe grande quantidade de discípulos e funda doze pequenos mosteiros. Em 529, muda-se para Monte Cassino, onde funda o mosteiro que viria a ser o fundamento da expansão da Ordem Beneditina. Em 534 começa a escrever a Regula Monasteriorum (Regra dos Mosteiros). Morre em 21 de março de 547, tendo antes anunciado a alguns monges que iria morrer e seis dias antes mandado abrir sua sepultura. Sua irmã gêmea Santa Esco-

lástica havia falecido em 10 de fevereiro do mesmo ano. São Bento foi canonizado pelo Papa Honório III em 1220. As relíquias de São Bento estão conservadas na cripta da Abadia de Saint-Benoît-sur-Loire

(Fleury), próximo a Orleáns e Germigny-des-Prés, no centro da França. Que pela intercessão de São Bento, sejamos também nós capazes de viver a vida cristã sem arrefecer, mediante essa modernida-

de relativista, mas ao contrario, estejamos sempre bem dispostos a lutar no bom combate da fé. São Bento rogai por nós! Magno P. Morais


4

VELAS ACESAS

domingo 1 de julho de 2018

O amor: uma vela que jamais se apaga Paz e Bem meu prezado leitor. Mais uma vez nos encontramos. E desta vez escrevo sobre um jovem, que podia ser o que quisesse e ter todos os bens que desejasse, todavia, ele negou às coisas mundanas e se entregou ao Pai Celestial. Nada de terreno o atraía, vivia em contemplação e todas as suas ações estavam em conformidade plena com os desígnios divinos. Assim foi a vida de São Luís Gonzaga, um jovem, que aos 13 anos, em meio aos prazeres da Corte que seu pai lhe apresentava, resistiu corajosamente com fé e perseverança, e quis se entregar ao Amor Verdadeiro: Jesus Cristo. São Luiz Gonzaga, nasceu em 9 de março de 1568, no castelo de Castiglione, Itália. Foi o primeiro filho de Dom Fernando Gonzaga, Marquês de Castiglione e Príncipe do Sacro Império, e de Dona Marta Tana, dama da Rainha Isabel de Valois. Muito agradava à marquesa ver quão bem seu filho assimilava, desde pequeno, suas maternais instruções de piedade. Seu pai, porém, se inquietava, pois temia que a devoção o desviasse da carreira das armas, à qual se destinavam os primogênitos. Quando Luís fez nove anos de idade, Dom Fernando o levou, juntamente com seu irmão Rodolfo, para a corte do Grão-duque da Toscana. A Providência Divina utilizou esses dois anos em que ele viveu em Florença para fazê-lo pro-

gredir nos caminhos da santidade. A leitura de um livro sobre os mistérios do Rosário fez desabrochar em sua alma a devoção a Maria Santíssima. As diversas virtudes já eram robustas em sua alma. Adquirira uma completa guarda dos sentidos, uma obediência total aos superiores, além de um profundo recolhimento de alma e elevação de espírito. Aos treze anos de idade sentiu o chamado religioso. Por ser ainda muito jovem, nada comunicou a seus pais, mas redobrou suas austeridades: aboliu o uso da lareira em seu quarto; levantava-se de madrugada e, de joelhos, rezava durante longo tempo, mesmo durante os invernos mais rigorosos. Depois de muita oração e penitência, decidiu entrar para a Companhia de Jesus. De seu pai ouviu-se gritos de cólera e ameaças de açoites. Que fez de tudo para que seu filho desistisse da ideia de entregar-se a Deus, na Ordem fundada por Santo Inácio. Mas de nada adiantou, pois certo dia, o marquês olhando pelo buraco da fechadura do quarto de seu filho, viu-o ajoelhado e se flagelando. Só então dobrou-se e lhe deu a tão desejada autorização para seguir a vida religiosa. Luís tinha quatorze anos quando venceu as resistências do pai, renunciou ao título a que tinha direito por descendência e à herança da família e entrou para o noviciado romano dos Jesuítas, sob a direção de

Roberto Belarmino, o qual, depois também foi canonizado. Assim escolheu para si as incumbências mais humildes e o atendimento aos doentes, principalmente durante as epidemias que atingiram Roma, em 1590, esquecendo totalmente suas origens aristocráticas. Consta que, certa vez, Luís carregou nos ombros um moribundo que encontrou no caminho, levando-o ao hospital. Isso fez com que contraísse a peste que assolava a cidade. São Luís Gonzaga morreu com apenas vinte e três anos, em 21 de junho de 1591. Segundo a tradição, ainda

na infância preconizara a data de sua morte, previsão que ninguém considerou por causa de sua pouca idade. Mas ele estava certo. O papa Bento XIII, em 1726, canonizou Luís Gonzaga e proclamou-o Padroeiro da Juventude. A igreja de Santo Inácio, em Roma, guarda as suas relíquias, que são veneradas no dia de sua morte. Enquanto à capa que São Luís Gonzaga usava, encontra-se na belíssima Basílica dedicada a ele, em Castiglione Delle Stiviere, sua cidade natal. “No entardecer de nossa vida, seremos julgados segundo o amor”. É para esse

amor, em uma entrega total, que Deus nos chama desde a juventude, tal qual o fez ao moço rico do Evangelho: “Vem e segue-Me!” Que a juventude atual – tão carente de modelos a seguir e tão confundida acerca do amor – não tome a atitude do moço rico, entristecendo-se por ter de desapegar-se das coisas do mundo, mas reencontre o exemplo de seu patrono, São Luís Gonzaga. A isso a incentivou o saudoso Papa, hoje São João Paulo II, dirigindo-se aos jovens de Mântua: “São Luís é sem dúvida um santo a ser redescoberto em sua alta estatura cristã. É um modelo indicado tam-

bém à juventude de nosso tempo, um mestre de perfeição e um experimentado guia no caminho da santidade. ‘O Deus que me chama é Amor, como posso circunscrever este amor, quando para isto seria pequeno demais o mundo inteiro?’- lê-se em uma de suas anotações. (Fonte: Revista Arautos do Evangelho /Junho 2010 e Site Portal das Missões) Que São Luís Gonzaga, interceda por todos nós e que os jovens se sintam tocados pelo Amor Verdadeiro. Amém. Até a próxima edição. Paz e Bem. Edmilson Borges


PSICOLOGIA

domingo 1 de julho de 2018

5

Fases da vida Para todos nós é essencial conhecer este traçado de trajetória de vida que chamamos de Desenvolvimento Humano ( físico, cognitivo e psicossocial) . Nos tira da sensação de dúvidas, incertezas e vazio. E no geral, todas as pessoas são assim: precisam se conhecer, enquanto seres em desenvolvimento, saber quais angustias e alegrias, desafios ou dores, conquistas ou dúvidas, são mais comuns a cada período da vida. Poderíamos resumir em quatro fases: infância, adolescência, vida adulta e velhice . Como hoje o assunto é juventude, falaremos sobre adolescência e vida adulta. A Adolescência vai de doze a vinte e poucos anos (vai depender pois a adolescência termina quando a pessoa já está com sua identidade definida e personalidade amadurecida. Ou seja, difícil estabelecer com que idade isto acontecerá). Nesta fase o crescimento do corpo e outras

mudanças físicas são rápidas e intensas. A maturidade reprodutiva é o marco deste período, ou seja , meninos e meninas se tornam moços e moças , podendo gerar novas vidas. A vontade de aproveitar a vida, de ir atrás de seus sonhos é muito grande. A religiosidade ganha importância nesta fase , existe a busca de Deus e de sua definição para si próprio . Este período é marcado pela busca da identidade, incluindo a identidade sexual. Amizades e relacionamentos amorosos ganham importância ( positiva ou prejudicial ). Os riscos de saúde devido a abuso com drogas, distúrbios alimentares etc são presentes, angústias e depressão podem também aparecer com mais frequência. O pensamento vai se estabilizando, sendo ‘as vezes imaturo ante algumas situações . No geral, adolescência e fase adulta inicial são fases de muitos descobrimentos e alegrias decorrentes da autonomia

conquistada. Fase Adulta inicial- vai de 20 anos até os 40 anoso desenvolvimento físico alcança o seu ápice e inicia um ligeiro declínio. Qualidade de vida , estilos de vida influenciam muito na saúde geral. Decisões importantes são tomadas nesta fase da vida. Os traços de personalidade tornam-se estáveis, com muita influência dos fatos e acontecimentos. No geral neste período da vida as pessoas se casam e tem filhos ( ou não) . O julgamento moral fica mais complexo. Fase Adulta Intermediária : de 40 a 65 anos.- Pode começar uma lenta deterioração das habilidades sensoriais, da saúde, do vigor e da força física ( mas são grandes as diferenças individuais). As mulheres entram na menopausa. As capacidades mentais atingem seu ápice. A produção criativa pode declinar mas melhora em qualidade. Para alguns, o sucesso na carreira e o financeiro

atinge seu máximo. Para outros pode ocorrer o esgotamento e até a mudança de carreira. O senso de identidade continua a se desenvolver e muitas vezes será nesta fase que a pessoa terá algumas certezas a seu próprio respeito. Nesta fase, os filhos saem de casa, dando a sensação do ninho vazio, que por um lado pode deixar um alívio ( sensação de dever cumprido) ou uma possí-

vel falta deles ( desejo de perpetuar a dependência dos filhos) Como vocês podem ver, os seres humanos podem ser mais precoces ou mais tardios para passar de uma fase para outra, em seu desenvolvimento. Conhecer as etapas que todos vamos percorrer , saber que tudo pode ser passageiro, que tudo pode se harmonizar com o tempo... é maravilhoso ! É de primordial

importância não supervalorizar nem desvalorizar qualquer uma das etapas. TODAS as fases são importantes! E em nenhuma delas existe a garantia de sucesso sem dor ou sofrimento. Vamos então vive-las com plenitude ! Relaxa... você tem Tudo para ser feliz dentro de si próprio. Seja você mesmo e procure ser feliz ! Maria Luiza Silva Rossi


6

RESGATANDO A HISTÓRIA

domingo 1 de julho de 2018

Comunidade Santo Antônio da Roseira

Nesse ano do laicato a liderança dos setores da comunidade Santo Antônio da Roseira fazem memória do início da comunidade a luz da Palavra de Deus Ef 4,1-7 O primeiro lugar a reunir o povo pra rezar foi na Estrada da Paz onde é situado a santa cruz e o santo cruzeiro hoje, que antes era um rancho de estadia dos

tropeiros que por ali passavam, quem tomava conta eram os irmãos Alfredo de Oliveira e Marcos de Oliveira que no ano de 1890 compraram uma imagem de Santo Antônio em Aparecida do Norte e ali colocaram. Por volta de 1910 os irmãos perceberam que o lugar não era tão acessivel às pessoas, era muito longe, decidiram fazer um multirão e construir uma

capela onde é hoje atual sede, onde o povo podia ir com mais frequencia rezar. Segundo os primeiros moradores do bairro um dos primeiros padres a rezar a missa na nova capela foi o padre Afonso (Afonsinho). A festa do padroeiro não era como hoje, faziam-se confraternização entre as pessoas, partilhando os alimentos e comidas típicas

juninas e rezavam o santo terço e levantavam o mastro. A partir dos anos 90 a festa teve não só o carater religioso, mas também social, porém era realizada no mês de julho, tinha leilões,cavalgadas, pau de sebo, quadrilha caipira. Nos dias atuais a festa do padroeiro continua com a parte social mas com algumas mudanças, tem a romaria dos fusqueiros de Santo Antônio, som ao vivo e na parte religiosa acrescentou-se realização da trezena com a santa missa e participação e animação das comunidades paroquiais (Santuário e São Cristovão) e encenação da vida de Sto Antônio. Ressaltamos que a festa é organizada pelo conselho comunitário, lideranças dos setores, comissão de festa e grande participação de voluntários, sendo que as arrecadações vem de doações e patrocinadores. Naquela época não tinha coordenador da capela, mas denominavam quem cuidava da igreja: cuidadores ou “tomador de conta” da capela, um dos primeiros que se tem memória são senhores Amado José

de Oliveira e Vicente Marques de Oliveira, que eram auxiliados pelos senhores Mateus Lopes Gonçalves e Benedito Aparecido de Oliveira. Em 1986 com a chegada do casal Isaura Nascimento e José Machado foi que a capela pôde ser chamada de comunidade pois além da santa missa 1 vez ao mês e a reza do terço, inauguraram ali a catequese, grupo de oração e no movimento de rezar o terço criou-se a rezar as mil ave Maria 1 vez ao mês. Isso convocou as famílias e cada uma tinha seu horário durante o dia, não deixando a capela fechada, mas sempre movimentada e crescendo na fé, na santa missa dona Isaura cantava e tocava e incentivava as pessoas a irem fazer leitura na missa e se sentirem membros atuantes da igreja. Atualmente a comunidade Santo Antônio da Roseira tem como atuais coordenadores Maria Belmira e Antonio de Oliveira (conhecidos como Bel e Toninho), que coordenam a comunidade há 21 anos. Com a união de todos os

que já passaram e com as pessoas atuais a comunidade perseverou na fé. Aos poucos o espaço da igreja foi ampliado para melhor acolher os fiéis.Vários padres passaram pela comunidade e contribuiram no crescimento espiritual, incentivando as pastorais existentes, presidindo a missa semanalmente, dividindo em setores, inauguração do santo Cruzeiro, retiro de carnaval, semana da família, missões populares e recentemente pela primeira vez, nesse ano, a missa de Corphus Chisti. Após 128 anos da chegada da primeira imagem de Santo Antonio percebemos o quanto a comunidade cresceu e como foi importante a fé e a disponibilidade de leigos e leigas para chegarmos até aqui. Precisamos dar continuidade a todo esse trabalho de evangelização pois é nossa missão de cristãos batizados. Juntos formamos “a Igreja viva”. Texto fornecido pela liderança dos setores da Comunidade


SANTA RITA

domingo 1 de julho de 2018

7

28 e 29 de julho: 1a Missão Jovem Arquidiocesana

! e p i c i t r Pa Nossa cidade de Extrema, onde estão situadas as paróquias de São Cristóvão e São Benedito e de Santa Rita de Cássia, sediará a 1a Missão Jovem promovida pela Arquidiocese de Pouso Alegre. Trata-se de uma atividade de visitas às famílias realizada pela juventude católica, representantes das nossas 62 paróquias, advindos das várias cidades da Arquidiocese, membros dos diversos grupos de jovens: TLC’s, Jovisa, Javé Nissi, PJ, Grupos de Oração Juvenis, crismandos, etc. São mais de 400 jovens inscritos. Com idade a partir de 16 anos eles se inscreveram e foram capacitados para a evangelização. Estarão aqui em Extrema nos dias 28 e 29 de julho, sábado e domingo, passando de casa em casa, especialmente ao entorno da matriz de São Cristóvão. É interessante destacar

que um trabalho missionário exercido pela juventude é um marco histórico no município e tem sido uma prática ressonante à voz do Papa Francisco que nos tem estimulado a sermos uma Igreja em Saída, essencialmente Missionária. Vocês viram que são mais de 400 jovens inscritos. Como vamos acomodar tanta gente? É simples! Equipes estão sendo montadas para organizar a hospedagem, a oração, a liturgia, as refeições, a acolhida, o translado, os guias de rua e a infraestrutura. Pastorais e movimentos, paroquianos e fiéis voluntários estão sendo mobilizados para estas funções. Ajude-nos! A principal ação de acolhimento depende das famílias. As famílias são convidadas a abrirem seus lares para acolher 1, 2, 3, 10, ou até 20 jovens. Como puderem.

Será uma pernoite com banho no sábado e café da manhã no domingo. Claro que esta acolhida é espontânea e se dará por uma inscrição feita diretamente após as missas dos finais de semana e nas secretarias das duas paróquias durante este mês de julho. Famílias da cidade e do sítio já se manifestaram e se prontificaram a receber alguns jovens. Outra informação: as refeições são comunitárias e custeadas pelas paróquias e contam com doações de alimentos que temos recebido dos paroquianos. A chegada dos jovens missionários está prevista para a manhã de sábado, dia 28, entre 8h e 10h. A eles serviremos o café de boas vindas e uma celebração de envio e acolhida ocorrerá no Santuário às 10h30. Instruções para as visitas serão oferecidas antes do

almoço. Após o almoço, das 14h às 17h, os jovens visitam as casas. No fim do dia celebraremos a missa às 19h na paróquia de São Cristóvão. O dia de sábado se encerra com um show católico com o ministério de música Huah, às 21h. No domingo, dia 29, as visitas recomeçam às 8h30 e terminam com o almoço. Depois do almoço a comissão organizadora fará com

os jovens uma avaliação e, às 15h, uma missa de agradecimento será celebrada possivelmente no Santuário, encerrando o evento missionário. Bem, é isso por enquanto estimado leitor. Mais informações serão fornecidas nas missas, nas redes sociais e por outros meios. Rezemos pelos jovens de nossa cidade. Rezemos pelos missionários que virão para que tudo corra bem na

viagem e nas atividades que preparamos com eles para chegar à sua família. Se você quer nos ajudar e deseja participar da Missão procure os padres e os jovens das nossas paróquias. Iremos orientar você. Com muito carinho! Deus nos abençoe e abençoe os jovens! Grande abraço do Padre Leandro Luís.


8

DIZIMISTAS

domingo 1 de julho de 2018

O convite para a missa em Ação de Graça pelo Dom de sua vida será no dia 22 de julho de 2018 Dia 1 Luciano Gomes Ferreira Maria de Fátima Araújo

Rosa Ferreira de Souza Rosa de Moraes de Oliveira Benedita Alves de Andrade

Dia 2 Eliana Pereira da Silva Fabio Luiz Morbidelli Paulo Francisco Machado

Dia 7 Juliana Carvalho Bernardes Rafael de Oliveira Ivanilda Noronha Xavier

Dia 3 Queliane Sousa Bezerra

Dia 8 Maria Selma Ferreira da Silva Iolanda Teixeira de Toledo

Dia 4 Jacinara Dias Galdino Daniela José Antônio Leonildo Pereira de Castro Dia 5 Adriano B Vilas Boas José Dirceu da Rosa Maria Tereza de Oliveira Adenir Aparecida da silva Carvalho Maria Caitano Ribeiro Valentim Edson José de Souza Dia 6 Gabriel Vieira Garcia Elizabeth Aparecida Cardoso Dias José Olinto de Souza Maria Aparecida Pimentel

Dia 9 Luiz Carlos da Silva Águida Maria Machado Marilene de Oliveira Dia 10 Pamela Ferreira de Jesus Eliana Aparecida de Lima Marinéia de Paula Agostinho Laurindo Pereira Isabel Gomes Ferreira Dia 11 Reginaldo Gomes de Oliveira Alan Fagundes de Alvarenga Nubia Cristina B. de Freitas Maraiano Roberto Saes Peres

Dia 12 Denilson Kleber M. de Morais Benedito José de Oliveira Dia 13 João Marcos Coelho Aparecida Gomes de Oliveira Osvaldo Candito de Souza Dia 14 Camila Pereira da Rocha Conceição P. da Silva Maria de Fatima Souza Dia 15 Fatima Tereza da Silva Barbosa Waldir Aparecido da Silva Silvia P. Rodrigues da Silva Dia 16 Débora Ferreira de Lima Oliveira Pedro Paulo Miranda Carvalho Evanilde Jeane de Melo Jumar José Vieira Maria do Carmo Santana da Silva Luzia do Carmo Coutinho Terezinha de Carvalho Oliveira Maria Pires de Oliveira

Dia 17 Roseli H. Onorio da Silva Vera Fagundes Diniz Guilherme de Almeida Dia 18 Priscyla Caetano de Almeida Lopes Maria de Lourdes Paula Simões Joaquim da Costa Miranda Maria Cleusa S. A. Aquílas Dia 19 Sonia Maria Marques José do Carmo Mello Abrão Biachezi Dia 20 Solange de Fátima N. de Morais Ana Paula Vieira Machado Benedita Ap. Olivotti Nascimento Marta Maria Lopes Nelcy Aparecida de Lima Gabelini Sebastião José Vieira Dia 21 Valdecir Soares Marina Souto Sebastião Dutra Pires Benedita Nunes do Prado Maria Elza da Silva

Que você continue crescendo em graça fé e sabedoria. Bendito seja o Senhor, que o trouxe para perto de nós. Que Ele lhe dê sempre a paz.

Dia 22 Viviane de Cássia Morbidelli Martins Ulisses Pereira Franco Maria Aparecida Rosa Pereira Rosa Maria Lemes

Da 28 Mateus Naum Aparecido de Lima Ednéa Aparecida Gabelini Lazaro Francisco da Silva Mário Borzani

Dia 23 Julho Henrique Frões Andreza Maria Portela

Dia 29 Pe. Leandro Luis Mota Ribeiro Elemilton de Alcântara Henriquês Kelly Santos do Nascimento José Maria Pereira Maria Vani de Oliveira

Dia 24 Darlan José da Silveira Raphaela Kelyn Martins Silva Gisele Fabiana de Oliveira Maria Filomena da Rocha Dia 25 Cristóvão Olivotti Dia 26 Rodolfo Siqueira Rosa Nilson Teodoro Serafim Vera Lucia Mingareli Cardoso Dia 27 Roseli Beltrame de Jesus Neusa Pereira Franco de Toledo Benedito Marques de Oliveira Maria Helena Ferreira da Costa

Dia 30 Lucas Saraiva de Oliveira Anabeta Oliveira da Silva Denise Aparecida de Oliveira Adinaldo Francisco de Carvalho Maria Belmira Alves Oliveira Magno Matias Marques Dia 31 Thiago Henrique Rodriguês Leticia Galindo Bezerra Livia Maria Silva Marcial Antônio de Araujo Dorival de Goes Maciel


9

CALENDÁRIO

domingo 1 de julho de 2018

CALENDÁRIO JULHO 2018 Domingo

1 7h – Missa Santuário PB 9h – Missa Santuário PL 10h30 – Missa Santíssima PB 10h30- Consolação- PL 16h – Missa Santuário PB 19h30 – Missa Santuário PL

Segunda

2 19h30- Missa Pelas Almas PL

8 7h – Missa Santuário PL 9h – Missa Santuário PB 10h30- Batizado Santuário - PB 10h30 – Missa Santíssima PL 16h – Missa Santuário PL 19h30 – Missa Santuário PB 15 7h – Missa Santuário PB 9h – Missa Santuário PL 10h30 – Missa Santíssima PB 16h – Missa Santuário PB 19h30 Missa Santuário PL

9 19h30- Missa Pelas Almas PL

22 7h – Missa Santuário PL 9h – Missa Santuário PB 10h30 – Missa Santíssima PL 15h00- Salto de Cima- PL 16h – Missa Santuário PB 19h30 – Missa Novena Perpétua de Santa Rita no Santuário PL

23 19h30- Missa Pelas Almas PL

29 MISSÃO JOVEM ARQUIDIOCESANA PARÓQUIA SÃO CRISTOVÃO 7h – Missa Santuário PB 9h – Missa Santuário PL 10h30 – Missa Santíssima PB 15h00- Missa Encerramento da Missão Jovem no Santuário – Cônego. Wilson/ PB/PL 16h – NÃO HAVERÁ MISSA 19h30 – Missa Santuário PB

30 19h30- Missa Pelas Almas PL

16 19h30- Missa Pelas Almas PL

Terça

3 19h – Missa Bela Vista PL 19h30 – Terço Dos Homens 19h30- Reunião de Ministros PB

Quarta

4 19h30- Missa Forjos- PL 19h30 Missa- Novena Do Perpétuo Socorro No Santuário PB

Quinta

5 19h- Missa Rodeio – PL 19h30- Missa Barreiro- PB

Sexta

Sábado

6 15h- Exposição do Santíssimo Santuário PB 18h30- Exposição Do Santíssimo Roseira PL 19h30- Missa Roseira PL 19h- Formação Musical 19h30 – Missa Santuário PB

7

14 11h- Missa Santuário e Batizado PB 16h- Formação Acólitos e Coroinhas da roseira- PL 19h30 – Missa Roseira PL 19h30 – Missa Santuário PL

ROMARIA ARQUIDIOCESANA 10h30- Missa Basílica de N. S Aparecida 11h- Missa Santuário – Pe. Edson 19h30 – Missa Roseira PB 19h30 – Missa Aniversário Dedicação do Santuário PL REUNIÃO COM JOVENS PARA MISSÕES

10 14h às 19h- Visitas Setor Roseira PB 19h- Missa Borda da Mata - PL 19h30- Missa Setor Roseira - PB 19h30 – Terço Dos Homens 19h30- Formação Catequistas 17 19h30 – Terço Dos Homens 19h30- Missa Casa De Oração Javé Nissi PB 19h30- Formação Catequistas- PL

11 SEMINÁRIO- PL 19h30 Missa- Novena Do Perpétuo Socorro No Santuário PB

12 19h30- Reunião Coordenadores Corais- PL 19h30 – Missa Cond. Itamaraty PB

13

18 19h30- Missa Novena Perpétuo Socorro Santuário PL 19h30- Missa Salto do Meio PB

19 14h às 17h- Visita Setor Roseira - PL 19h30 Missa Setor Roseira PL

20 16h- Missa com os Enfermos PL 19h- Formação Musical PB 19h30 -Missa Morbidelli - PL

21 11h- Missa Santuário e Bodas 25Anos PL 14h30 Formação Acólitos e Coroinhas do Santuário- PL 19h30 – Missa Roseira PB 19h30 - Missa Santuário PL

24 19h – Missa Posses PB 19h30 – Terço Dos Homens 19h30-Formação Catequistas - PL

25 19h30- Missa Novena Perpétuo Socorro Santuário PB 19h30- Salto de Baixo PL

26

27 15h30- Reunião Apostolado da Oração –PB 19h- Formação Musical PL

1 19h30- Missa Novena Perpétuo Socorro Santuário PB

2 19h- Missa Rodeio – PB 19h30- Missa Barreiro- PL

28 MISSÃO JOVEM ARQUIDIOCESANA PARÓQUIA SÃO CRISTOVÃO 8h ás 10h- Café da Manhã 10h- Acolhida dos Jovens- Envio no Santuário 11h- Missa Santuário PB 12h- Almoço comunitário para os jovens 19h30 – Celebração da Palavra Roseira 19h-Missa M. Jovem São Cristovão 19h30 – Missa Santuário PB 21h- Show Católico 4 9h- Encontro do Clero com as Famílias no Seminário – Pouso Alegre 11h- Missa Santuário – Pe. Edson 19h30 – Missa Roseira PB 19h30 – Missa Santuário PL

15h30 – Missa Asilo PL 19h- Formação Musical 19h30- Missa Vila Rica PL

REUNIÃO COM JOVENS PARA MISSÕES

REUNIÃO COM JOVENS PARA MISSÕES

31 19h30 – Terço Dos Homens 19h30- Formação Catequistas SL – PL e PB

RESERVADO PREPARATIVOS MISSÃO JOVEM

ACOLHIDA DOS COORD. MISSÃO JOVEM ARQUIDIOCESANA

3 15h- Exposição do Santíssimo Santuário PL 18h30- Exposição Do Santíssimo Roseira PB 19h- Formação Musical SL 19h00- Missa Roseira PB 19h30 – Missa Santuário PL


10

ACONTECEU

Aconteceu dia 17/06/18 as santas missões populares nos bairros do Salto do meio e Salto de baixo, foram visitadas 114 casas e concluimos as visitas com a santa missa as 14h. Vem ser missionário(a) com a gente.

domingo 1 de julho de 2018

Nos dias 1º à 13 de junho aconteceu a trezena de Sto Antonio na comunidade da Roseira,contando com a presença de padres da nossa diocese, do nosso Bispo Dom Majella e as comunidades urbanas e rurais de nossa Paróquia. Gratidão a todos(as) que ajudaram com donativos e orações na intenção da nossa festa. Deus abençoe!

Os sonhos de felicidade se tornam realidade quando o casal que consagrou o seu amor a Deus no sacramento do matrimonio, vive a sua fé em comunidade. Parabéns da nossa Comunidade Paroquial.

O nosso Santuário celebrou a Missa de 7º Dia de: Antônio Carlos de Almeida Davide Cambiaque Elisa Soares Helena de Medeiros Freitas Jeronimo Correa de Almeida Josefa Adriana de Souza Maria Benedita de Lima Maria José da Silva Nair Lopes Cardoso

Apesar do sofrimento é preciso lidar com a morte com força e coragem. O amor sentido em vida nunca se apaga e a saudade trás no peito a eternidade da existência da pessoa querida que foi para junto do Pai. “A angústia de ter perdido não supera a alegria de um dia ter possuído.” Santo Agostinho

Estes casais se uniram pelo vinculo Sagrado do Matrimônio: Carlos Alexandre Coutinho e Inajara da Silva Clementino Rafael Campos Raposo e Daniela Fernanda Silva Patrick Simon Goes Silva e Larissa Polli Lopes

Foram batizadas em nossa comunidade Paroquial as crianças: Heloisa Silva Gonçalves Henry Saviole Santana Leandro Kato Clemonte Maria Eduarda Gomes de Oliveira

“O batismo nos une profundamente e para sempre com Jesus” (Papa Bento XVI). Cremos que vocês pais e padrinhos serão os seus educadores, testemunhas de fé para estas crianças viverem na comunidade de Jesus.


O JOVEM TAMBÉM FALA

domingo 1 de julho de 2018

ALIMENTO SÓLIDO Uma Notícia Boa e uma ruim Eae meu Irmão, minha irmã tudo na Santa Paz?! Mês passado falava sobre o vazio de nosso coração que SÓ o Amor de Deus pode enche-lo, lembra?! Este mês queria te dar Duas Notícias: uma ruim e uma Boa! Começando pela ruim: sabe porque nosso coração tem esse vazio? Pra respondermos essa pergunta precisamos recordar nossos primeiros pais: Adão e Eva. Adão e Eva não tinham nenhum pecado até eles comerem do fruto, eles eram imagem e semelhança de Deus, mas ao desobedecer, o pecado entrou na vida deles, que a Igreja chama de Pecado

Original! Esse pecado ele nos acompanha até hoje, e ele é quem nos leva a pecar. Se for pensarmos “O que é pecado?”, podemos pensar que é não crer em Deus, não confiar n’Ele, Adão e Eva não confiaram e pecaram. E com isso toda vez que não confiamos ou não cremos pode ter certeza que estamos fazendo algo que não agrada a Deus e é pecado. O pecado nos afasta e nos distancia de Deus, por isso nossos corações ficam vazios, se SÓ Deus pode enche-lo, quanto mais longe estamos d’Ele, logo mais vazios estamos. “Todos pecaram e estão privados da Gloria de Deus!” (Rm 3,23). Deus é Pai e um pai não dá um escorpião ao filho que pede um ovo (Lc 11,12), Deus não deseja nosso mal, Ele só quer que sejamos felizes, e tudo que nos diz é Verdade, pois Ele é a Verdade em Pessoa. A cada vez que estamos longe de Deus, nossas ações não são como

Ele quer, porque fazemos os nossos desejos, e assim vamos esvaziando o nosso ser do amor d’Ele, vamos nós mesmos nos privando da Graça. A Boa Notícia: é o que Jesus nos diz em Mc 1,15: “Convertei-vos e crede no Evangelho”. Ou seja este mês convido a nós todos a reconhecermos que somos pecadores e perceber em nossas vidas o quanto estamos longe de Deus ou vazios d’Ele. Lembre-se somente doentes podem ser curados, da mesma forma só pecadores podem ser perdoados. Peça perdão a Deus, diga que você O ama de todo coração, que deseja voltar pros braços d’Ele, diga tudo que tem passado e se fordes sincero, Deus vai te olhar com sua misericórdia. Procure se confessar, esse é o momento de você voltar ao seu Primeiro Amor, voltar aos braços do Pai. Creia que Deus te espera e receba o Perdão hoje!!! Deus abençoe todos nós e Paz de Pentecostes. Tadeu Henrique Aparecido da Silva Grupo de Jovens #JCC, Comunidade N.S. das Graças Javé Nissi

11


12

FAMÍLIA

domingo 1 de julho de 2018

Juventude, protagonismo e religiosidade

Como pode ser consultado em http://www.dnpj.pt/ papa-francisco-deseja-jovens-com-fome-de-vida-autentica/, o Papa Francisco alertou os jovens para as “coisas efêmeras” e incentivou-os a terem “impulso de viver”, na audiência-geral de quarta-feira, 13 de junho, no início de um novo ciclo de catequese, agora, sobre os Mandamentos. “A vida do jovem é andar em frente, é ser inquieto, a inquietude saudável, a capacidade de não ficar satisfeito com uma vida sem beleza, sem cor. Se os jovens não estiverem com fome de vida autêntica, pergunto-me para onde irá a humanidade?”, perguntou Francisco. O Papa referiu-se aos jovens que “tentam ‘viver’ e depois são destruídos” por “coisas

efêmeras” e alguns pensam que “é melhor cancelar o impulso de viver” porque é perigoso. “Precisamos pedir ao Pai Celestial para os jovens de hoje o dom da inquietação saudável”, assinalou. “O nosso pior inimigo não são os problemas reais, por mais sérios e dramáticos: o maior perigo de vida é o espírito de resignação que não é mansidão e humildade, mas mediocridade”, disse Francisco dirigindo-se especialmente aos jovens. Nesta edição, gostaríamos de dirigir o olhar para a juventude, e esta que também deve estar inserida no cotidiano da família. É extremamente necessário refletir sobre o diálogo dentro da família junto aos jovens, que tem sua linguagem diferente,

mas na essência, devem receber a devida atenção para que toda esta inquietude seja de fato orientada no caminho saudável. De mesma forma, na Carta aos jovens por ocasião da apresentação do Documento Preparatório da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que será em outubro de 2018, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, o Papa diz: “Quis que estivésseis no centro da atenção, porque trago-vos no coração. Vêm-me à mente as palavras que Deus dirigiu a Abraão: “Sai de tua terra, do meio de teus parentes, da casa de teu pai, e vai para a terra que eu vou te mostrar” (Gn 12,1). Quando Deus disse a Abraão “sai”, o que queria dizer-lhe? Com

certeza não foi para fugir dos seus ou do mundo, mas foi um forte convite, uma provocação, a fim de que deixasse tudo e fosse em direção a uma terra nova. Qual é para nós hoje esta terra nova, senão uma sociedade mais justa e fraterna que vós desejais profundamente e que quereis construir até as periferias do mundo?” Com isso, o Papa reforça a necessidade dos jovens encontrarem o olhar e a voz de Deus, que se sintam impulsionados de se colocarem no caminho e mesmo que o barulho do mundo tente atrapalhar, estarem atentos a este chamado que continua a ressoar... Então, como a nossa família deve atuar de forma a ajudar no discernimento para que o jovem descubra o projeto de Deus em sua vida? A família não pode admitir certas situações e não acompanhar de perto os passos dos filhos desde a adolescência, pois o maior exemplo está nela que deve ser o porto seguro e orientador... definir bem os limites, o que aprova ou desaprova com clareza e amor, demonstrar confiança, sendo firmes nas decisões, ter paciência no desenvolvimento da maturidade... Por outro lado, São Bento recomendava aos abades para consultar também os jovens antes de toda escolha importante,

porque “muitas vezes é exatamente aos mais jovens que o Senhor revela a melhor solução” (Regra de São Bento, 3,3). Assim, o jovem deve receber ajuda para descobrir todo seu potencial e traduzi-lo em uma vida cheia de esperança seguindo os sacramentos e mandamentos da Igreja. A vocação ao amor assume para cada um uma forma concreta na vida cotidiana por meio de uma série de escolhas, que articulam estado de vida (matrimônio, ministério ordenado, vida consagrada etc.), profissão, modalidade de compromisso social e político, estilo de vida, gestão do tempo e do dinheiro etc. Assumidas ou experimentadas, conscientes ou inconscientes, trata-se de escolhas das quais ninguém

pode eximir-se. O objetivo do discernimento vocacional é descobrir como transformá-la, à luz da fé, em passos rumo à plenitude de alegria a que todos somos chamados, um processo progressivo de maturação da fé que conduz a descobrir a alegria do amor e a vida em plenitude no dom de si e na participação no anúncio da Boa-Nova. Vamos juntos em nossas famílias rezarmos pelos jovens para que, Maria de Nazaré, uma jovem como vós a quem Deus dirigiu o seu olhar amoroso, vos tome pela mão e vos guie para a alegria de um “Eis-me aqui” pleno e generoso (Lc 1,38), para que sejam protagonistas no caminho da religiosidade. Mateus e Daniela

Agenda da Pastoral Familiar Pastoral Familiar (PF) é toda a ação ou intervenção da Igreja em favor da família, enquanto comunidade base da Igreja e da sociedade, acompanhando-a passo a passo nas diversas etapas da sua formação e desenvolvimento, através das suas estruturas e dos seus responsáveis e agentes. Você que escolheu a dedicação ao sacramento do matrimônio, venha participar da Pastoral Familiar! Acompanhe os próximos eventos e venha fazer parte desta grande família, sinta-se chamado por Ele para refletir a Tua Palavra e colocar em prática na comunidade os dons recebidos. 07/07/18 – 19h30 – Salão Paroquial – Reunião Mensal Pastoral Familiar 13/07/18 – 19h30 – Santuário Santa Rita – Grupo de Oração – Ajude a minha Família! 27/07/18 – 19h30 – Santuário Santa Rita – Grupo de Oração – Ajude a minha Família! 28 e 29/07/2018 - União Jovem Arquidiocesana!

Jornal O Santuário em suas mãos - Edição 107 - Julho 2018  
Jornal O Santuário em suas mãos - Edição 107 - Julho 2018  
Advertisement