Issuu on Google+


10/11

cinema Julho de 2010

Cartola Fãs lotaram todas as sessões no dia da estreia e animaram a projeção com gritos e muito choro

Vampiros e lobisomens unidos? Como assim? A chegada de Victória vai revolucionar a rotina da pacata Forks. Para proteger Bella da fúria da vampira, a família Cullen une forças com os lobisomens, que são notórios inimigos dos sugadores de sangue. Essa união, por sinal, é um dos pontos altos do filme, já que todo mundo sabe que Jacob arrasta um caminhão por Bella. A moça, por sinal, vai ter que escolher entre o amor que sente por Edward e os sentimentos recém surgidos pelo amigo Jacob. A humana não está com uma decisão fácil na mão, não é? Afinal, quem nunca esteve com o coração dividido?

Que a “Saga Crepúsculo” é o grande fenômeno cultural dos últimos anos ninguém duvida. Afinal, os livros escritos por Stephenie Meyer estão sempre na lista dos mais vendidos e os filmes levam milhares e milhares de fãs para os cinemas. A gente foi conferir essa paixão de pertinho. Sabendo que a procura para a estreia de “Eclispe” seria grande, compramos nosso ingresso antecipadamente para garantir a nossa vaga no grande dia. Na quarta-feira, 30 de junho, chegamos ao Cinesystem, em São Leopoldo, para conferir o longa. Difícil foi ouvir o aúdio do filme em meio a gritos desesperados das meninas, e de alguns poucos meninos, que lotaram todas as sessões do dia. Cada vez que Edward, Bella e, principalmente, Jacob apareciam na telona o público ia ao delírio absoluto. Claro que, ao fim da projeção, o que mais ouvíamos eram os choros de emoção. Afinal, esse é o penúltimo capítulo da saga que já inicia seu desfecho. Depois que as luzes acenderam e os créditos subiram, a gente bateu um papo com algumas fãs que durante todo o filme gritaram, choraram, riram e saíram da sala de cinema ainda mais apaixonadas por essa grande febre mundial.

“Amanhecer” será divido em duas partes Recentemente, foi confir Amanhecer confirmado Amanhecer””, o último mado que ““Amanhecer saga,, seria dividido em duas partes. Porém, até filme da saga então, não havia sido informado em qual momento essa divisão aconteceria. A gente avisa que o texto a seguir pode entregar o enredo da trama. Então, leia por sua conta e risco! O primeiro filme vai terminar no momento em que Bella é transformada em vampira. Já a última parte, mostrará a exhumana dando a luz ao seu filho, fruto do amor com Edward. O cineasta Bill Condon (“Deuses e Monstros”) assume a direção dos dois filmes. A data de estreia de ““Amanhecer Amanhecer par te 1” será no dia 18 de novembro de 2011.

Anel de noivado dos sonhos de qualquer garota As meninas começam a suspirar quando o vampiro Edward surge na tela de cinema. Todo o charme do personagem encantou milhares de fãs ao redor do mundo, que sonham em tomar o lugar da humana Bella no coração do vampiro. Imagine então ser pedida em casamento por ele? Pois em “Eclipse” a cena finalmente vai acontecer, e o anel de noivado que Bella receberá foi desenhado pela própria Stephenie Meyer, criadora da série. É que a escritora não ficou satisfeita com os quatro modelos feitos por diferentes joalherias e decidiu colocar a mão na massa. Rick Thurber, responsável pelo desenhos das jóias usadas pelos Cullen, confeccionou a peça que vai possuir pequenos detalhes em diamantes e com inspiração na era vitoriana.

Turma do mal

Victória (Bryce Dallas Howard) Motivada pela vingança, a vampira vai atrás de Bella que julga ser a responsável pela morte de seu parceiro James.

Riley (Xavier Samuel) Criado e usado como fantoche para a vingnça de Victória, o vampiro será o seu braço direito na sua vingança.

Bree TTur ur ner urner (Jodelle Ferland) A jovem vampira vive uma confusão por não saber de qual lado lutar nessa guerra entre Vistória e Bella.

Histeria, lágrimas e paixão à Durante toda a sessão Lara, Eduarda, Sofia, Luiza e Fernanda não conseguiam esconder o nervosismo de estar, pela primeira vez, vendo o filme mais esperado por elas. Elas dividiam-se entre as lágrimas e as risadas, dependendo do momento do longa. Mas foi unanimidade entre as fãs de Edward, Bella e Jacob que “Eclipse” é ainda melhor do que elas esperavam. “É o meu livro preferido, com certeza”, conta Fernanda. O amor entre a humana e o vampiro bonitão e com cara de bom moço é o sonho de cada uma delas. “Quem não sonha em encontrar um príncipe como ele. Super romântico, protetor e fofo”, conta Eduarda. Para o dia da estreia elas saíram da escola mais cedo e rumaram para a porta do cinema. “Fomos as primeiras a chegar. A sessão começava às 14 horas e às 11 já estávamos aqui”, brinca Sofia. Agora é reassistir mais e mais vezes até decorar todas as falas e chorar mais algumas lágrimas, dar mais risadas e esperar por “Amanhecer”, em 2011.

Lara Haubert, 13 “O que mais amei foi a luta do final. Simplesmente incrível. Os efeitos especiais, os vampiros, os lobisomens. De arrepiar.”


Alessandro Santos

Hora de reler “Eclipse” O livro de Stephenie Meyer chega aos cinemas e vira leitura obrigatória para fãs da saga de vampiros

A

Uniforme para o grande dia A espera para conferir “Eclipse” foi grande, mas valeu a pena. Pelo menos foi essa a opinião das jovens Mariana da Cruz, 12, Natália Saenger, 12, Georgia Müller, 13, e Bruna Korbes, 12. As amigas já garantiram o ingresso para a primeira sessão do longa no dia 30, data da estreia no Brasil. “Há um mês já compr amos par a gar antir que não íamos ficar na mão” pramos para garantir mão”,, conta Mariana. Para as fãs, “Eclipse” é o melhor filme

da Saga Crepúsculo até agora, mas a expectativa para “Amanhecer ” é ainda maior maior.. “Como é o último estamos esper ando que seja de ar inca Natália. Além esperando arrr as ar ”, br brinca de refrigerante e pipoca, servida em pacotes personalizados do filme, a turma confeccionou uma camiseta especialmente para acompanhar a estreia. A estampa dizia: Das nuvens eu posso cuidar. Mas não posso lutar contra um Eclipse. Isso que chamamos de paixão!

flor da pele

Eduarda Oliveira, 14 “Chorei muito quando o Edward dá para Bella o anel de noivado que foi da mãe dele. Foi muito romântico.”

Sofia Oliva, 13 “A cena em que o Edward e o Jacob conversam na barraca é muito divertida. Dei muitas risadas com as alfinetadas dos dois.”

Monique Scherer, 13 “Dei muita risada com as alfinetadas de Jacob em Edward por causa da Bella. Fiquem ligados na cena da barraca. Hilário.”

L uiza TTonial, onial, 113 3 “A ligação entre a Bella e o Edward fica ainda mais forte em ‘Eclipse’. Com certeza ela fez a escolha dela.”

Fernanda Sarmento, 13 “Me emocionei vendo o Jacob ferido e declarando seu amor pela Bella até quando o coração dele parar de bater.”

saga “Crepúsculo”, “Lua Nova”, “Eclipse” e “Amanhecer”, criada pela escritora norte-americana Stephenie Meyer, coleciona números surpreendentes nas livrarias. Só no Brasil, “Eclipse”, teve uma tiragem inicial de 300 mil exemplares. Cada novo livro de Meyer que trata de vampiros é sinônimo de sucesso também nos cinemas. É o esperado para a estreia do filme “Eclipse”, agora no final do mês de junho, dia 30. E, para quem não leu, ou mesmo quer reler, o Blog Estante de Letras foi dar uma conferida na obra que foi adaptada para a sala escura. Lançado em 2009 pela Editora Intrínseca (R$39,90), Eclipse retoma a histórias dos vampiros modernos protagonizada por Edward (vampiro), Bella (por enquanto mortal) e Jacob (lobisomem). O enredo da obra se passa na cidade de Seattle que serve de cenário a inúmeros assassinatos sem respostas ou pistas. Dentro de “Eclipse”, Bella, além de se livrar de uma possível vingança de uma vampira, reluta com seu amor por Edward e sua amizade por Jacob. Que fique bem claro, um é vampiro e o outro, lobisomem. Ou seja, os dois não se topam mesmo. E ainda tem o ingrediente da paixão de Jacob por Bella. Mas Eclipse não é apenas isso, uma luta entre dois seres sobrenaturais e uma escolha. O livro traz nas entrelinhas outras discussões bem próximas e atuais dos adolescentes. Por exemplo, o conservadorismo da relação amorosa entre Bella e Edward quando beira a consumação do sexo, vira tabu. A saída que a autora encontrou foi recorrer ao amor platônico e continuar a favor da onda conservadora atual dos jovens norte-americanos. A única forma de manter a personagem Bella uma reles mortal é torná-la uma jovem cheia de dúvidas. É óbvio que uma adolescente se apaixonaria por um vampiro bonzinho. Nada é mais reconfortável que se rebelar, ou se libertar, através de uma paixão, no mínimo, perigosa. E essa é a grande sacada de Meyer: a dúvida sobre o amor consumado tendo como pano de fundo uma aventura repleta de tensão assegurada pelas quase 500 páginas. A escritora ainda manipula a curiosidade do leitor quando economiza dados diretos da trama. O que acaba por deixar o romance intenso. Não dá para entregar muito sobre a história de “Eclipse”, mas é legal comparar na tela como o livro virou roteiro cinematográfico. Quem leu leva consigo aquela página preferida e a surpresa de vê-la em imagens ou não. Prometi não falar mais, mas, no livro, novos vampiros aparecem e o embate entre lobisomens e os sanguessugas é retomado. A obra não tem tantas reviravoltas como em “Lua Nova”, mas é diversão certa. Pronto, contei. E, sobre vampiros, não dá para não ler o livro Drácula, de Bram Stoker, um clássico da literatura sanguinolenta. Não se pode traçar paralelos com os livros da saga Crepúsculo. O vampiro de Stoker é sedutor, mortal e gosta de beber sangue humano. O Edward, ao que se sabe, prefere uma Coca-Cola, sem limão.



Edição 115 do Jornal O Polvo