Page 1

Dicas para se dar bem nos relacionamentos virtuais

página 8

Porto Alegre, Novembro de 2011

Há limites no humor? Piada polêmica de Rafinha Bastos deu muito o que falar e poucos acharam graça

Páginas centrais

Edição 16


Pense Nisso> Esperto é o cavalo marinho que finge ser peixe pra não puxar carroça

Jornal Opa! Novembro de 2011 Listamos alguns pontos onde você encontra o Opa!

Camisinha É preocupante a matéria publicada no Opa! (edição de outubro) sobre a queda do uso, pelos jovens, do preservativo. Faltam mais campanhas do governo para incentivar o uso. Martha Gois

Mitos A matéria sobre os mitos alimentares da edição número 14 ajudou muita gente a desacreditar em bobagens que a sociedade cria ao longo do tempo, como não tomar leite após comer uma Manga. Marcel Carvalho

Câncer de mama

Importante um jornal que se propõe a falar com os universitários tratar do assunto do câncer de mama masculino, em pleno mês em que se trabalha fortemente o Outubro Rosa, contra o câncer de mama. Assim, mostrou que se pode falar de assuntos sérios de uma forma leve e diferente dos outros jornais. Walmor da Costa

(Coronel Genuíno, 130)

Cansada de gozações a marca chinesa Chana mudará de nome no Brasil. Agora ela se chamará Changan. Só falta o nome do dono ser Bráulio.

Slackline

Poderiam fazer uma matéria sobre o slackline, esporte que está crescendo e cada vez mais tem mais adeptos em Porto Alegre. Cristiano Morais

Loca, loca.. loca! Mas nem tanto I am crazy but you like it... Já diz a letra da música da cantora colombiana Shakira, 34 anos. Que Shakira tem uma carreira muito bem sucedida, um corpo escultural e, digamos que, uma vida perfeita, todos nós todos já sabemos... Mas o fato é que ela não é tão loca assim como fala a música, e possui um lado voltado à causa social que poucas pessoas conhecem. Quero falar desse outro lado, da menina que em 1997, aos 18 anos, criou sua própria fundação beneficente a qual batizou de “Pies Descalzos”. Uma instituição social voltada a crianças carentes, que presta todo o tipo de auxílio, tanto financeiro quanto psicológico. Além disso, Shakira foi eleita a primeira colombiana a ser embaixadora da UNICEF, fruto de sua preocupação e envolvimento com as causas sociais. A mariposa de asas coloridas, como ela mesma se define, vai muito além da voz grave e das danças sensuais. Shakira é “humana” como poucas pessoas no meio artístico.Realmente se preocupa com o futuro e é ciente de que nem todos terão as mesmas oportunidades que ela teve. Afirma que zelar pela criança é cuidar para que o futuro seja melhor, e que não basta fazer

Porto Alegre Reminsul Informática (Andrade Neves, 89) UFRGS – (Biblioteca Central e RU) ESADE – (Luiz Afonso, 84) Faculdade Senac Tecnologia

um trabalho assistencial que não leve em consideração a educação. Atualmente, Shakira juntamente com outros cantores e empresários, dedicasetambém à Fundação ALAS (América Latina em Acción Social) com o objetivo de arrecadar fundos para o combate à pobreza em todo o continente. Tanto que, em sua recente visita ao Brasil, com o Pop Festival, a cantora esteve reunida com a presidente Dilma Rousseff, onde discutiram assuntos ligados à área social, Shakira aproveitou a ocasião e doou um violão para ser leiloado em prol de Projetos Sociais do Brasil. Já na Bolívia, a cantora recebeu do presidente Percy Fernández a condecoração de Hospede Ilustre devido a todo o trabalho humanitário desenvolvido. Na mesma ocasião Shakira recebeu as chaves da cidade de Santa Cruz, e foi definida como verdadeira “embaixadora das crianças”. Se tantas outras seguissem esse exemplo, não temos dúvida de que o Mundo seria bem melhor.

Banca Luiz Afonso Banca da República (Rua da República, 21)

CIEE (Borges de Medeiros, 328, 13° andar) Lojas X-10

O que você acha da polêmica sobre Rafinha Bastos? Foi só uma piada ou ele passou dos limites? “Foi uma piada de péssimo gosto, infeliz e desnecessária. Humorista de verdade faz rir com bem menos”. Paula Silveira via Facebook

(Galeria Malcom e Rua da Praia Shopping)

Faccentro (Marechal Floriano, 185, 3° andar) PUCRS (Famecos e DCE) Fabico (Rua Ramiro Barcelos, 2705) ESPM (Prédio C) Casa da Traça (Independência, 450) Academia Central (Marechal Floriano, 199)

“Acho que ele só fez uma piada e, como todo o humor no Brasil, foi mal interpretada como sendo a sua opinião”. @lucasportal via Twitter

O IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) lançou uma ferramenta eletrônica que permite aos consumidores ter uma ideia de quanto pagam em tributos na hora de comprar produtos e serviços. Batizada de Lupa no Imposto (www. lupanoimposto.com.br), a ferramenta permite realizar uma pesquisa com cerca de 500 itens, gerar listas de produtos e imprimir etiquetas do valor total com e sem impostos.

Academia Anatomic (Luiz Afonso, 106) Academia Sul Runner (General Lima e Silva, 736)

São Leopoldo: Academia SESC São Leopoldo

“Pra mim, isso tudo é uma grande jogada de marketing, tanto do Rafinha, como da Wanessa. Mas, mesmo se não for, a maioria das pessoas tá achando que o humorista gaúcho foi longe demais. Ah, por favor: Políticos são levados na brincadeira e Humoristas são levados à sério???? Esse país tá mesmo de pernas pro ar!”. Douglas Carvalho via Facebook

(Rua Marquês do Herval, 784)

UNISINOS (Prédio 3 e central) Faculdade EST ( Amadeo Rossi, 467) Canoas: ULBRA (DCE e Prédio 11) UNIRITTER (DCE, RU e Biblioteca) ULBRA (Prédio 11, RU e DCE)

O Sindicato Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal divulgou um estudoindicando que os trabalhadores pagaram o equivalente a 9,9% da arrecadação federal somente com o recolhimento de Imposto de Renda (IR) ao longo de um ano. As instituições financeiras arcaram com menos da metade disso (4,1%), com o pagamento de quatro tributos.

“Hoje até que não. Mas o Lula com câncer, devia se tratar no SUS! Ah, isso devia! Fica sempre se gabando que a saúde melhorou, pode?”

Cristine Marks Schimuneck crismarks@hotmail.com

Luana Piovani

Correspondências: Rua Arabutan 724/302 Bairro Navegantes, Porto Alegre-RS CEP: 90240-470

E-mail: contato@jornalopa.com.br Fone: (51) 9282.0994 Blog: www.jornalopa.blogspot.com

Matheus Maia Beck

(Lima e Silva/Sarmento Leite)

(Luiz Afonso/José do Patrocínio)

OPA COMUNICAÇÃO LDTA - CNPJ: 12040043/0001-80

Edição: Tuio Moraes > tuiomoraes@jornalopa.com.br Revisão: Leci e Luiz Erni Moraes Contato Comercial: João Arthur Moraes comercial@jornalopa.com.br | (51) 9282.0994 Colaboradores desta edição>>>

Faculdade Senac ( Coronel Genuíno, 358) FAQI (Av. Júlio de Castilhos 435) Senac Informática (Av. Venâncio Aires, 93) Pampa Burger (Av. Venâncio Aires, 57) Casa Azul Hostel (Rua Lima e Silma, 912) Banca CRT (Salgado Filho / Borges) Banca Buenos Aires

Marta Reckzieguel

Marcelo Petter

Bruna Lais Alves

Lucas Moller


Jornal Opa! Novembro de 2011 > Antes tarde do que nunca:

Motoristas embriagados terão pena maior Uma decisão do Supremo Tribunal Federal reconheceu a validade da lei que alterou o Código Brasileiro de Trânsito e tornou crime dirigir embriagado. Na prática, o Supremo confirmou que dirigir com concentração de álcool igual ou superior a 6 decigramas por litro de sangue é crime, sujeito à detenção. E mais: o crime existe mesmo que não haja danos a outras pessoas. Não é preciso, por exemplo, que haja uma colisão para que se configure o crime. A pena, para quem dirige embriagado, varia de seis meses a três anos de detenção, multa, e suspensão ou proibição de obter permissão ou habilitação para dirigir.

O canal FX cancelou a exibição, no país, da série The Playboy Club. Que se passava na glamourosa boate, inspirada na revista Playboy e repleta de “coelhinhas”.

Metade dos americanos é a favor da Maconha

A decisão do STF foi tomada em julgamento do pedido de habeas corpus de um motorista de Araxá (MG). Pego em blitz da lei seca, ele chegou a ser absolvido em primeira instância, pois o juiz entendeu que dirigir embriagado só é crime quando o ato causa al-

Jovens rockeiros têm maior tendência à depressão Jovens com propensão à depressão tendem a ouvir heavy metal. Pelo menos é o que indica uma nova pesquisa da Universidade de Melbourne. De acordo com a pesquisadora KatrinaMcFerran, quem ouve heavy metal repetidamente tem mais chances de se tornar depressivo. A pesquisadora fez entrevistas com 50 jovens, com idade entre 13 e 18 anos, além de uma pesquisa com 1000 pessoas da mesma faixa etária.

Reclamações nas redes sociais têm resposta primeiro que no PROCON

Um levantamento mostrou que pessoas que usam o Twitter para reclamar de falhas de empresas são atendidas primeiro que as que usam os meios tradicionais, como PROCON, por exemplo. Pelo estudo publicado pela Folha.com, quem reclama pelo Twitter tem resposta até 8,6 mil vezes mais rápida do que pelo PROCON. Segundo o levantamento, a queixa via Twitter pode ter resposta em cinco minutos, enquanto a reclamação no órgão de defesa do consumidor leva até um mês para ser respondida. Pelo Facebook, até 1,4 mil vezes. A explicação para isso está na preocupação das empresas com sua imagem. Uma reclamação no PROCON se restringe ao consumidor, empresa e o intermediário. Já pelas redes sociais, a imagem da empresa pode ser comprometida uma vez que centenas de milhares de pessoas podem acompanhar as queixas.

gum dano. A sentença foi revertida em segunda instância e o caso foi parar no STF, que negou o habeas corpus. O entendimento do STF deve orientar agora julgamentos de futuros casos de embriaguez ao volante e dificultar a defesa dos motoristas.

Uma em cada dez jovens tem doença sexual Uma pesquisa feita em todo país com jovens gestantes de 15 a 24 anos, prestes a dar a luz, constatou que 9,8% delas estavam com clamídia, uma doença sexualmente transmissível que, se não tratada corretamente, pode trazer complicações à mãe e ao bebê. O estudo apontou ainda que 4% delas também tiveram resultado positivo para infecção por gonorréia.

A consultoria americana, Gallup, divulgou o resultado de uma pesquisa indicando que um total de 50% dos americanos acreditam que a maconha deveria ser liberada no país. O índice subiu em relação aos 46% de um ano atrás e representa uma alta significativa em relação aos 12% que aprovavam a legalização em 1969, ano em que a Gallup começou a realizar esta pesquisa.

Apenas 0,4% de curriculos são aproveitados no Google A Google recebe um milhão de currículos por ano, de acordo com pesquisa do site sul-africano JobVine, especializado na busca de empregos. No entanto, no máximo seis mil são aproveitados, o que representa 0,4% do total enviado – em 2011, excepcionalmente, serão 6,2 mil.

> Polêmica da OAB:

Para o STF exame da Ordem é constitucional O Supremo Tribunal Federal decidiu que a exigência do exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) para o exercício da profissão dos formados em direito é constitucional. Para os ministros, o exame é uma prova de qualificação necessária para garantir à sociedade a qualidade do serviço. Em seu voto, o relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, listou os problemas da atuação de maus advogados e disse que esse risco justifica restringir o acesso à profissão. Cerca de 15% dos bacharéis são aprovados. O processo tramitava há dois anos e foi proposto pelo bacharel João Volante, para quem a exigência fere a Constituição.

Os nobres deputados federais gastaram, entre janeiro e agosto deste ano, exatos R$ 13.902.425,16 com ligações telefônicas, valor suficiente para falar durante 298 anos sem intervalo a uma tarifa estimada em R$ 0,09. A Gol vetou o transporte de cães e gatos de focinho curto em suas aeronaves. A medida ocorre menos de um mês depois de um cão da raça pug morrer no compartimento de carga de uma aeronave da empresa. Segundo a empresa aérea, animais de focinho curto “não possuem grande capacidade respiratória, o que prejudica a regulação de temperatura corporal”. A cada bilhão de acessos feitos diariamente no Facebook, 600 mil são tentativas criminosas de acessar informações pessoais dos usuários, segundo dados divulgados pela própria rede social.

Brasil tem ponte aérea mais cara do mundo. Trecho entre Rio e São Paulo custa, em média, R$ 979,9, quase seis vezes mais que rota nos EUA. Financiar um automóvel novo ou usado ficará mais barato. Isso porque as instituições financeiras seguirá a orientação do Banco Central, que reduziu a taxa básica de juros, a Selic, em 0,5 ponto percentual.

A turma do Chaves vai virar game do Nintendo Wii em 2012 e tem previsão de chegar ao mercado no primeiro trimestre do ano que vem.

o iphone 4S poderá começar a ser vendido no Brasil até o fim no ano.


Jornal Opa! Novembro de 2011 > QUED no Opa!

O beijo e suas sensações

Você se lembra do seu primeiro beijo na boca? Lembra da sensação do melhor beijo que você já deu? Afinal, de onde saiu essa de beijar na boca? São tantas perguntas. Mas, numa coisa todo mundo concorda: rolando muita química, beijar é bom demais. E pra nos fazer pensar no assunto, a equipe do www.qued.com.br separou algumas dúvidas e respostas.

Como surgiu o beijo na boca? Não se sabe ao certo a origem do beijo. Alguns dizem que o beijo pode ter surgido 1.500 anos a.C., na Índia. Época em que os amantes começaram a ser retratados nas esculturas e nos murais dos templos. Já, o naturalista inglês Charles Darwin afirmou que a origem do beijo é mais antiga. Segundo Darwin, o beijo é uma evolução das mordidas que os macacos trocavam em seus rituais pré-sexuais. Outra possível origem seria na forma como as mães alimentavam seus filhos na pré-história: com a boca. Sem utensílios pra cortar os alimentos elas mastigavam a comida antes de colocar na boca de seus filhos pequenos. E ainda tem mais ... há quem diga que o beijo seria uma evolução das lambidas que o homem pré-histórico dava no rosto dos companheiros pra suprir a necessidade de sal de seu organismo.

Nos animais rola beijo também? Os macacos bonobos se beijam muito. Independentemente do sexo ou status em seu grupo social, se beijam pra diminuir a tensão depois das disputas, pra se acalmarem, pra desenvolver vínculos sociais e, às vezes, por nenhuma razão. Os cientistas dizem que os beijos dos primatas provam que o desejo de beijar é instintivo. Várias outras espécies animais têm comportamentos que se assemelham ao beijo. Muitos mamíferos lambem a face um do outro, pássaros tocam o bico um do outro e as lesmas tocam as antenas umas das outras. Em alguns casos, os animais estão cuidando um do outro e não se beijando. Em outros, estão farejando glândulas odoríferas localizadas na face ou na boca. De qualquer forma, quando animais se tocam dessa maneira, normalmente estão mostrando sinais de confiança e afeto ou desenvolvendo vínculos sociais.

É verdade que existem muitas bactérias na boca? Existem mais de 700 tipos diferentes de microorganismos que vivem na nossa boca. Então, no beijo, rola a maior interação de colónias. Cada colônia tem as suas preferências, algumas preferem a língua, outras, as gengivas ou os dentes. A língua pode ser habitada por 92 espécies de bactérias, sendo algumas responsáveis pelo mau hálito. Mas como em qualquer comunidade, existe uma relação ecológica de cooperação entre os microorganismos. Na real, na nossa boca encontramos alguns organismos desagradáveis que podem causar doenças e aqueles que não fazem mal algum. O jeito é conviver numa boa com eles. A melhor forma, é você ter uma boa higiene bucal e deixar as comunidades livres pra interagir na hora do beijo.

Como um beijo na boca pode provocar tantas sensações no corpo? Todo mundo sabe que as sensações do beijo não ficam só na boca. O nervo facial transmite mensagens dos lábios, língua e rosto para o cérebro, mostrando o que está acontecendo. O cérebro, responde dizendo pro seu corpo produzir: OXITOCINA, que ajuda as pessoas a desenvolverem sentimentos de vínculo e afeto entre si; DOPAMINA, que exerce sua função no processo cerebral das emoções, prazer e dor; SEROTONINA, que afeta o humor e os sentimentos e ADRENALINA, que aumenta a freqüência cardíaca. Com toda essa química e mais umas endorfinas, um bom beijo só pode dar muito prazer. E como se não bastasse tudo isso, na hora do beijo, o seu olfato melhora e você consegue sentir super bem o cheiro de quem está beijando.

As duas certezas que temos nessa vida: a morte. E que o Enem vai dar merda. RT @tiodino Últimas palavras de Angela Bismarck: Tenho certeza que essa operação para esticar as canelas será um sucesso. RT @ulissesmattos Depois de desencarnado, o espírito do Zeca Pagodinho só volta se fizerem a brincadeira do copo. RT @Danilomaranhao O único representante do Halloween em Alagoas é Zumbi dos Palmares. RT @prosopopeio Não tenho medo de fantasmas. Só inveja mesmo, por eles terem cargos públicos bem remunerados. RT @edinhomalvadeza Uol: Fiuk admite já ter usado drogas... Se for considerar suas músicas, dá pra dizer que ele também produzia, né?. RT @willfarias Gostosura ou Travecura? É o Halloween do Ronaldo. RT @silviolach O médico do SUS é especializado em medicina preventiva. Ele previne que o paciente consiga chegar até ele. RT @bethmoreno Matemático se aposenta sem mais nem menos. RT @RafaRedator


Licenciatura em MĂşsica + Musicoterapia


capa

> Polêmica na palhaçada:

Por Tuio Moraes tuiomoraes@jornalopa.com.br @tuiomoraes

06

A piada anda se

Era para ser apenas mais uma na bancada do CQC, da Band. Mas o que Rafinha Bastos falou repercutiu e o Brasil se perguntou: para fazer piada, pode tudo? Se Rafinha comeria alguém ou não, isso pouco importa. Tudo começou numa segunda-feira durante o programa CQC, quando se falava na beleza de Wanessa Camargo (ela não quer mais ser conhecida como Camargo), grávida .O apresentador gaúcho, Rafinha Bastos, nem pensou: “eu comeria ela e o bebê”.

«Se tem graça, é humor. Se não tem, vira grossura» Jô Soares

Após isso, uma enxurrada passou na vida de Rafinha. Comediantes de todos os lados e credos saíram em defesa do humorista dizendo que vivemos num país livre com liberdade de expressão e que aquilo só foi uma piada. Já os músicos e artistas acharam de mal gosto a piada e apoiaram a atitude da cantora Wanessa Camargo de processar o apresentador da Band com uma ação criminal por injúria. Se condenado, ele poderá pegar até três anos de prisão ou apenas pagar algumas cestas básicas.

«O limite do humor é ser engraçado, mas quando o humor é engraçado para ele não tem limite»

Ao lado de Rafinha Bastos está Jô Soares que, antes de comandar seu programa de entrevistasna Globo, ganhava a vida como comediante. O global responde enfático a pergunta que está na capa do Opa!: O humor não pode ter limites. “Não acompanhei o momento [em que Rafinha Bastos fez a piada sobre Wanessa Camargo]. Eu só acho que o humor não pode ter limite. Quem estabelece esse critério é quem fala a coisa. A criação não pode ter limite", diz o Gordo. "Há uma linha tênue entre humor e grossura", continua Jô. "Se tem graça, é humor. Se não tem, vira grossura”,completa ele. Após a polêmica e a repercussão Rafinha foi afastado do programa. Pediu demissão da Band, a qual ainda não decidiu o futuro do apresentador. Colegas de CQC, Marco Luquee o repórter Felipe Andreoli comentaram sobre a confusão envolvendo o gaúcho. "Eu não acho que houve censura, e sim a consequência da liberdade de censura", comentou Luque. Quanto ao afastamento do programa, Felipe disse: "A gente não ignora isso. Mas é uma coisa que vai além da gente. Não fui eu, Tas ou o Marco que escolhemos as coisas. A gente é subordinado como todos vocês em seus empregos. A gente não é dono da Band e não foi a gente que tomou a atitude A ou B. É um negócio que independe da gente", ressaltou Andreoli. Trabalhando há anos, como o repórter Ernesto Varela, em plena ditadura militar, o apresentador do CQC, Marcelo Tas mandou: "O limite do humor é ser engraçado, mas quando o humor é engraçado para ele não tem limite", diz Tas.

Marcelo Tas


em graça por aqui?

07

“Acho absurdo usarem o argumento da liberdade de expressão como justificativa para esse tipo de piada. Não foi para isso que pessoas morreram pela democracia”, diz o escritor, dramaturgo e jornalista Marcelo Rubens Paiva. “Grosseria não é um elemento de humor, é uma questão equivocada de ignorância histórica, de não saber os limites do que é engraçado”,finaliza ele.

«cada um escolhe seus próprios limites, as piadas que nunca faria. Depende do humorista» Luis Fernando Verissimo

Em uma entrevista ao Portal 3, da Unisinos, o escritor Luis Fernando Verissimo, criador do emblemático Analista de Bagé e da Velhinha de Taubaté, entre outros comentou a polêmica que se abateu sobre o humor brasileiro. “Não deveria existir nenhum limite oficial, imposto. Agora, cada um escolhe seus próprios limites, as piadas que nunca faria. Depende do humorista”,disse o escritor. Grande parte do meio artístico saíram em defesa da cantora Wanessa Camargo. Acham que Rafinha desrespeitou a artista. E que ele deveria pedir desculpas. A polêmica mexeu forte com o bolso do humorista gaúcho. Rafinha mexeu com gente grande. Wanessa é casada com o empresário Marcus Buaiz, amigo íntimo e sócio do jogador Ronaldo que tem influência em grandes empresas, que inclui algumas que patrocinam o programa da Band. Aí, pode estar o motivo para a emissora tirar Rafinha do ar, desligando a imagem do humorista do CQC. O site Cidadão Repórter fez uma enquete perguntando o que seus leitores achavam sobre a polêmica envolvendo Rafinha Bastos. Dos 341 internautas que participaram da enquete, 59,53% acham que é uma falta de respeito com a família brasileira. Já para 22,29%, é engraçado, e todo mundo já sabia que seu humor era ácido. E 18,18% consideram o fato uma grande besteira. Depois de semanas em silêncio, Wanessa Camargo soltou, em seu blog, a sua primeira e última manifestação pública sobre o caso. Disse que está fazendo isso como mãe, para proteger seu filho. Segundo ela, esperou para que o apresentador da Band se desculpasse, mas ao contrário, fez mais piada sobre assunto. A cantora se refere a um vídeo publicado por Rafinha no qual ele está em uma churrascaria recusando uma “Fraudinha”. Autor do DVD, A Arte do Insulto, Rafinha Bastos, não respondeu a reportagem. Após tudo isso fica no ar uma séria questão: será que o Brasil é o único lugar no mundo onde as pessoas acham graça dos políticos e levam os humoristas a sério?


Jornal Opa! Novembro de 2011 O prazer do orgasmo

Relacionamento sério. Na internet, apenas? Por Matheus Maia Beck matheusbeck@uol.com.br

@matheusbeck “Cara, tu viu que aquele nosso amigo? Assumiu no facebook!” “Então o negócio é sério! Quem diria...” Esse papo é cada vez mais comum no século XXI. Aquilo que começou com chats de namoro, evoluiu e foi criando mais meios para facilitar os encontros para a galera. Não achou sua cara metade ainda? Corra pro PC ou pra balada. Parado com o iPod no ouvido e com suas fotinhos “blasé”, dificilmente a seca vai embora. Estamos em novembro e muita gente vai criticar essa “apologia à relação”. Afinal, “vem chegando o verãããão”, mas quem aqui não fica com o dedo coçando quando o status de relacionamento se altera nas redes sociais? “Fulano está em uma amizade colorida com ciclana”. Isso mesmo! Até isso já existe e faz muito sucesso! O que iniciou com o Orkut, com as clássicas fotos com “V” de vitória e biquinho, famosas “trovas” no MSN, evoluiu para os Tweets apaixonados no Twitter, curtidas no Facebook da paixonite e até o risco do novo Badoo. As redes sociais em geral deram uma baita mão para os amantes do sofá de casa. Arrumar aquela gatinha sem sair de casa é possível? Cada vez mais! Como todas as ferramentas que ajudam o pessoal, elas possuem algumas armadilhas. Para isso, fique ligado em algumas “dicas” do Opa! para que a operação internet ajude nas paqueras e relacionamentos:

As dicas não deram certo? Quer passar para os sites de “par perfeito”? Mais cuidado ainda! Já pensou se você marcar encontro com a Júlia e der de cara com o Júlio? É um risco! E tem outra, nem só de tarados esses sites vivem. É muito comum ocorrerem crimes. Não devemos julgar esses meios para conhecermos os príncipes e princesas mas, enfim, abrir o olho nunca é demais. Antes que nos liguem alegando que arrumaram esposos nesses sites, nos defendemos dizendo que são apenas avisos. Teve a moda do “Chatroulette”, alguém lembra? Essa ferramenta para conhecer pessoas do mundo todo virou febre há um tempo atrás. Fiquei sabendo de muita gente que conheceu “louco” do outro lado do mundo e, de muitos que se depararam com pessoas nuas com o instrumento na webcam. O OPA! não acredita que essa seja a melhor maneira de conhecer sua Julieta mas, enfim, taí, quer tentar? Vá em frente, mas se ligue! Por fim, fugindo um pouco da web, o Jornal OPA! dá aquela dica para os amantes de GENTE. Pois é, nada substitui o afeto, né galera? Então se jogue na balada, sempre maneirando na bebida pra por em prática aquelas cantadinhas. Muitos dirão que na balada não se encontra pessoa para namorar. A quebra do paradigma dos baladeiros depende, única e exclusivamente, dos próprios arrozes de festa. Faça a sua parte, ou segure a onda, afinal, verãozinho tá chegando e a praia terá milhares de opções para todos os gostos. O importante é o vício da “www” não se sobressair ao velho e bom contato físico.

Um relacionamento sexual envolve o corpo como um todo, este tem o potencial de nos permitir sentir emoções, prazer, satisfação e desejo sexual. Diante de um estímulo sexual positivo como olhares, toques corporais e carícias genitais, homens e mulheres podem sentir um aquecimento do seu desejo sexual. Este processo, estendendo-se a estimulações genitais irá culminar em uma excitação sexual que é identificada através da lubrificação vaginal e crescimento do clitóris na mulher e a ereção do pênis no homem, bem como um aumento dos batimentos cardíacos, da respiração, da pressão arterial e da temperatura corporal. Se o corpo continuar sendo estimulado sexualmente, este estímulo poderá culminar em um orgasmo. O orgasmo é a fase de culminância do prazer sexual, sendo uma descarga intensa de sensações ou de tensões, vivido com prazer no ápice da estimulação sexual. É uma descarga da tensão muscular acumulada, ocorrendo uma aumento das contraturas vaginais na mulher e a ejaculação no homem, sentidas através da sensação de bem estar físico, emocional e alívio da tensão. Após o orgasmo ocorre um relaxamento de todo o corpo e um retorno do organismo ao estado de repouso anteriores da excitação sexual. O homem perde a ereção e entra no que chamamos de período refratário, fase de repouso, durante a qual não a possibilidade de excitação. Na mulher não ocorre este período podendo ficar novamente excitada caso deseje e seja estimulada sexualmente. A intensidade, a frequência e as sensações decorrentes do orgasmo são bem pessoais, de modo que as descrições do orgasmo variam de pessoa para pessoa. Cada um sente o orgasmo de um jeito. Este pode ser obtido através de uma relação sexual, da masturbação ou de fantasias eróticas. Existem várias maneiras de se atingir o orgasmo, uma delas é através da masturbação. No caso da mulher, o estímulo no clitóris, direto ou indireto pode culminar em orgasmo. Em relação ao homem ele pode estimular a glande do pênis e o prepúcio até atingir uma descarga orgástica, que vem acompanhado da ejaculação. Na adolescência é muito comum que ocorra sonhos eróticos que podem provocar orgasmos, lubrificação vaginal e ejaculação sem que nenhuma estimulação direta nos genitais seja feita e nenhuma prática sexual tenha ocorrido. Aprender a conhecer, cuidar e tocar o corpo são formas de descobrir as possibilidade e sensações que o corpo é capaz de nos dar. Claudia Marques é sexóloga e Psicóloga. Mande sua pergunta: sexo@jornalopa.com.br


Jornal Opa! Novembro de 2011

>Caimos

no samba:

Por Marcelo Petter

kblopetter@ibest.com.br

Um simples meio-fio de calçada na esquina das ruas Divinópolis e Paraisópolis, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte é, até hoje, um dos clubes mais consolidados do país. Sua estrutura, porém, não é feita de paredes, salões e ambientes sofisticados. É feita sim, e principalmente, da amizade, da música e dos sonhos que ligavam um grupo de garotos nos, já distantes, anos 60. O edifício Levy, em Belo Horizonte, reduto da família Borges, foi o cenário onde essa amizade e cumplicidade musical nasceu. Naquele apartamento, o já tímido Bituca (Milton Nascimento) entrava pra família de D.Maricota e seu Salomão como o 12º filho da família. Isso, graças à forte amizade que tinha com os irmãos Márcio e Marilton. O “quarto dos homens” foi o palco para as primeiras investidas daqueles garotos que, desde cedo, já liam Marx, Sartre, Simone de Beauvoir, Nietzsche e admiravam o cinema de Truffaut. O pequeno Lô, na época ainda um menino de calças curtas, foi despertado pelas melodias inovadoras e pela voz “celestial” de Milton Nascimento. Não demorou muito para que o menino apresentasse as suas próprias composições. Eles ainda não sabiam, mas estavam formando o embrião de um movimento musical que transformaria o panorama da Música Popular Brasileira: o Clube da Esquina. Milton Nascimento, Lô e Márcio Borges já fazem parte do imaginário coletivo quando o assunto é amizade, confraria, MPB e Minas Gerais. E a turma não se resumia aos três. O “bando” de cabeças pensantes que passou pelo desenvolvimento do país, pela ditadura militar, a abertura política e a tão sonhada democracia tinha também Fernando Brant, Ronaldo Bastos, Beto Guedes, Tavinho Moura,

Nos bailes da vida

Clube da Esquina: A música e amizade rompendo os limites do tempo e do espaço

Lô Borges, Duca(futura esposa de Márcio), Márcio Borges e Milton Nascimento

Flávio Venturini e Toninho Horta. Isso sem falar nas importantes contribuições de Wagner Tiso, Luiz Carlos Sá e Gutemberg Guarabyra e daquela que praticamente, lançou a música mineira e promoveu a rapaziada: a gaúcha Elis Regina. Essas e muitas outras histórias foram passadas para o papel pelas mãos do competente letrista e grande parceiro de Milton Nascimento, Márcio Borges. De forma culta e elegante, o filho nº 2 da família Borges discorre sobre a infância, juventude e as aventuras e desventuras vividas pelos “membros” originais do clube. “Os sonhos não envelhecem – Histórias do Clube da Esquina” (Geração Editorial, 2010) faz jus ao título de forma categórica e demonstra que os ideais que moveram aquela geração de músicos e compositores ainda são o combustível que os mantêm ativos e cada vez mais criativos. Uma das parcerias mais fecundas da música brasileira, como destaca Márcio, foi entre Milton Nascimento e Fernando Brant. Foi numa

daquelas tardes regadas a violão e batidas de limão no bar do Maletta, que Fernando Brant entregou sua primeira composição, feita em cima de uma música de Milton. Nascia ali a primeira das mais de duzentas letras em parceria com Bituca: Travessia, 2º lugar no Festival Internacional da Canção Popular de 1967, realizado no Rio de Janeiro. “Quando você foi embora fez-se noite em meu viver Forte eu sou mas não tem jeito, hoje eu tenho que chorar. Minha casa não é minha, e nem é meu este lugar Estou só e não resisto, muito tenho prá falar”. Brant foi também o responsável e condutor de outras aventuras dos mineiros. À bordo de um jipe Land Rover 1951, atroupe experimentava o sabor da liberdade e da amizade através das ladeiras de Beagá e das montanhas que circundam a capital mineira. O parceiro de quatro rodas, de tão estimado, ganhou nome e virou música: “Manuel,

o audaz”, composição de Toninho Horta e Fernando Brant. Apesar de Brant não admitir, Toninho conta que o amigo costumava tirar o volante do jipe e guardá-lo sob o travesseiro. Até que um dia, ao chegar em casa, o jipe não estava mais lá. Ao tentar roubá-lo, mesmo sem capota e volante, o meliante acabou colidindo numa árvore e encerrando assim, a audaciosa carreira do nobre Manuel. Lendas das Gerais. Inspiradora foi também a criação de outro clássico do Clube. “Para Lennon e McCartney” nasceu durante uma das macarronadas domingueiras da família Borges. Na sala de piano, Lô apresentava ao seu irmão Márcio e ao amigo Fernando, uma melodia que acabara de compor. O garoto se disse inspirado em John e Paul, que recém haviam anunciado o fim dos Beatles e em outras parcerias que, referenciadas pelos rapazes de Liverpool, faziam a sua música com alma e coração, mesmo sabendo que seus inspiradores jamais as ouviriam. “Eu sou da América do Sul

Eu sei, vocês não vão saber Mas agora sou cowboy Sou do ouro, eu sou vocês Sou do mundo, sou Minas Gerais” Da união desses músicos, nasceram dois clássicos da MPB, Clube da Esquina(1972) e Clube da Esquina 2 (1978). Canções como “Clube da Esquina nº 2”, “Manuel, o audaz”, “Todo azul do mar”, “Tudo que você podia ser” e “Paisagem da Janela” catapultaram a carreira da maioria dos integrantes do “clube” e formaram parcerias que nos emocionam até hoje. O “trem azul”, que partiu do Ed. Levy e passou pela famosa esquina ganhou o mundo e deixou a sua marca gravada na história. Cabe salientar que esse movimento nunca morreu. Pode até se apagar vez ou outra. Porém, sempre haverá alguém, músico ou fã, que mesmo “com a roupa encharcada e a alma repleta de chão” afirmará que “todo artista tem de ir onde o povo está” e que “cantando se disfarça e não se cansa de viver nem de cantar”.


Jornal Opa! Novembro de 2011 Por Bruna Lais Alves @brunalaisalves

Não somente uma questão de estilo e sim uma profissão.Falamos em Design de Moda, ramo que atualmente está “entrando com tudo” no mercado de trabalho. E o que faz este profissional? Respondemos. O Designer de Moda além de criar roupas e acessórios,analisa tendências de comportamento para desenvolver coleções de acordo com o gosto do público-alvo e promove a comercialização dos produtos. A indústria da moda está crescendo e cada vez mais busca profissionais para atender as mais diversas etapas de produção. A necessidade de consultores de moda para orientar pessoas a se apresentarem em diferentes ocasiões está aumentando e também é grande a procura pelos profissionais mais reconhecidos para atendimento pessoal e até mesmo para celebridades. Há campo na área educacional, nas facul-

Criando, desenhando e costurando moda Curso de design de moda está em alta

dades de moda, nos departamentos de compras e para prestar assessoria a pessoas ou lojas. Confira aí algumas das atividades que pode exercer um Designer de Moda.

- Desenhar roupas e produtos, como joias, calçados, entre outros acessórios e definir estilos e modelos. - Ajudar clientes a combinar roupas, cores e estilos. - Gerenciar a compra de

coleções de roupas para lojas. - Coordenar as equipes de estilos tanto em indústrias e confecções como em magazines e orientá-las para as tendências da moda.

- Criar roupas, joias, “bijus”, calçados e bolsas. - Desenhar estampas e elaborar novos tecidos para tecelagens. - Acompanhar a produção de fotos de moda para revistas, catálogos, exposições e anúncios. - Desenvolver produtos e supervisionar a compra de materiais para sua produção e comercialização. - Transpor para moldes os desenhos dos estilistas, desenvolvendo modelos-piloto para orientar a produção. - Gerir a cadeia de produção, distribuição, divulgação e comercialização da moda e desenvolver estratégias de negócios e marketing. - Promover desfiles, catálogos, editoriais de revistas e organizar campanhas publicitárias. Fique esperto, gostar de moda pode se tornar a sua profissão.

www.vidaurgente.org.br

LEVE PARA O TRÂNSITO O MESMO RESPEITO QUE VOCÊ TEM PELAS CORES DO RIO GRANDE.


Jornal Opa! Novembro de 2011

10 SOJA

Confira alguns filmes que estreiam este mês.

> Amanhã Nunca Mais

Papas lança álbum Bloco na Rua Em quase vinte anos de estrada, a banda gaúcha, Papas da Língua, que é reconhecida em todo o Brasil e até mesmo em países como Argentina e Portugal, lança o seu sétimo álbum, que foi gravado em Porto Alegre no ano de 2010. No disco, intitulado Bloco na Rua, a banda promete apostar em uma forma um pouco diferente de fazer música. O conceito do novo trabalho é produzir um som que faça o público sentir vontade de dançar, curtindo cada minuto em clima de festa. Para isso, a banda coloca em seu repertório oito regravações com novos arranjos de sucessos como “Blusinha Branca”, “Lua Cheia”, “Oba Oba” e “Mary Jane”. Além das músicas já conhecidas, o cd traz sete músicas inéditas, entre elas “To Fora” e “Olhos Verdes”. O nome do novo trabalho é uma referência à música “Eu só quero botar meu bloco na rua”, que está no Cd. Composto por Sergio Sampaio, o single foi lançado em 1972 e regravado anos depois pela banda Roupa Nova. Como primeiro hit a banda aposta na regravação de “Pingos de Amor”, de Paulo Diniz, que fez muito sucesso nos anos 90 com a banda Kid Abelha. O disco conta ainda com as participações especiais de Buchecha, Juliano Cortuah (Fama 1) e Tati (Chimarruts). A gurizada que curte música boa não pode deixar de prestigiar mais esse trabalho que a galera do Papas preparou. Nos enche de orgulho ter uma banda que percorreu o Brasil e outros lugares do mundo divulgando o seu trabalho sem esquecer as suas raízes.

O que? Show do SOJA Aonde? Pepsi On Stage Horário? 21h

10

18

Ringo Starr

O Rappa

Conta a história de uma noite extraordinária na vida de um homem que não sabe dizer “não”. Com Lázaro Ramos e grande elenco.

> Os Três O que? Show do Ringo Starr Aonde? Gigantinho Horário? 21h

O que? Show do Rappa Aonde? Pepsi On Stage Horário? 21h

11 Pearl Jam

Três universitários que moram juntos e são inseparáveis aceitam transformar o apartamento deles em um cenário de reality show.

> 11 - 11 - 11 O filme se baseia na ideia de que existem 11 portas no céu, e às 11h11 do dia 11 de novembro de 2011, a décima primeira porta se abrirá.

13 Grupo Tholl

> A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1 Show da Banda de Rock Pearl Jam no Estádio Passo d’Areia(Zequinha) em Porto Alegre. 2011 é o ano de celebração do aniversário de 20 anos de carreira do Pearl Jam. A banda iniciou o ano com o lançamento de uma compilação ao vivo (Live On Ten Legs), em janeiro, seguido pelas reedições expandidas de Vs. e Vitology.

26 Universo Alegria

Betty, uma dona de casa e mãe solteira, abre mão de toda sua vida para defender seu irmão, que foi condenado por assassinato.

> Footloose Jovem que desafia as autoridades de uma pequena cidade após a música e a dança serem proibidas.

> Assalto em Dose Dupla Um homem se vê no meio de dois assaltos que acontecem ao mesmo tempo no mesmo banco. Universo Alegria 2011no Parque Expointer em Esteio/RS. Atrações: - Luan Santana - Jorge e Mateus - Fernando e Sorocaba - Lucas e Felipe - Michel Teló.

28 29 Grupo Tholl apresenta-se com o espetáculo “Tholl, Imagem e Sonho”, no Teatro do Bourbon Country. Há quase nove anos em cartaz este show mistura cor, emoção, acrobacia e fantasia. A alegria e a magia do espetáculo contagiam públicos de todas as idades. Utilizando linguagem teatralizada e figurinos modernos, arrojados, luxuosos e com toque de modernidade, os 17 artistas e as crianças que integram o elenco desenvolvem variadas técnicas circenses.

> Happy Feet 2: O Pinguim

Chico Buarque

Embora dono de uma das carreiras mais sólidas e prolíficas da MPB – em 45 anos lançou mais de 40 discos, entre trabalhos solo e projetos –, Chico Buarque é presença rara nos palcos brasileiros. Este será apenas o sexto espetáculo apresentado por ele nos últimos 36 anos.

Happy Feet 2 leva o público de volta às paisagens magníficas da Antártica e os reúne com o pinguim sapateador mais famoso do mundo.


Jornal Opa! Novembro de 2011 Por Marta Reckziegel martareck@hotmail.com

Entrevista com Eider Cruz:

Para os desconhecidos dessa modalidade, o xadrez é, sim, um esporte, como afirma o Comitê Olímpico Internacional. As justificativas são simples e coerentes. Afinal, se trata de um jogo onde há adversários, competição, superação emocional e física, entidades reguladoras, inúmeros praticantes e muita vontade de vencer. Mesmo assim, tristemente ainda não faz parte dos Jogos Olímpicos, mas a esperança dos profissionais e amantes desse esporte é de que isso mude rapidamente. O que diferencia o xadrez de outras modalidades é a forte preparação emocional e a visão estratégica de jogo, fundamental para se ganhar uma partida. Sem eles, não há a menor chance de seguir em frente em uma competição, até porque o confronto pode durar horas. Por ser um jogo de tabuleiro de fácil acesso (os preços variam conforme o material utilizado, tendo modelos de baixo custo no mercado) e podendo ser jogado, inclusive, online, o xadrez é muito popular, sendo praticado por mais de 500 milhões de pessoas e tendo federações nacionais em mais de 160 países. Os jogadores de xadrez, ou enxadristas, precisam treinar muito para desenvolverem suas técnicas, pois sem elas não há chance de vitória. A sorte só ajuda no início do jogo, quando são escolhidas as cores de cada adversário, claro ou escuro, já que as brancas começam a partida. Definidas as cores, o jogador inicia com dezesseis peças: oito peões, dois cavalos, dois

Opa! - Como você iniciou sua trajetória no xadrez? Eider - Eu aprendi a mexer as peças com uma professora de Educação Física chamada Sônia quando eu estava na 7ª série. Eu tinha 12 anos de idade (para os padrões atuais comecei a jogar muito tarde). Desde o princípio senti verdadeiro fascínio pelo jogo. Como se tudo na minha conturbada passagem para a adolescência fizesse sentido no xadrez. No início jogava todos os dias com meu amigo Fábio e com ele pude desenvolver minhas primeiras idéias. Quando a professora notou a minha evolução no jogo me emprestou um livro que até hoje guardo comigo. Devorei aquele livro e ela me levou para jogar os torneios que havia na SOGIPA, onde apenas adultos competiam. Lá eu pude jogar bastante, perder bastante e sentir ainda mais vontade de evoluir. Com o contato com o pessoal do xadrez joguei meus primeiros torneios fora e até hoje, salvo uma parada de 2 anos entre 2006 e 2008, eu jogo torneios e estudo xadrez – além de agora dar aulas também.

Xadrez:

Esporte de técnica e concentração

Se você achava que para praticar um esporte, teria que correr, pular ou nadar, aqui vai uma opção perfeita para você se tornar um esportista e mostrar suas habilidades. E não vá pensando que a tarefa vai ser fácil. Pelo contrario, você vai suar (e muito!) para conseguir quebrar a cabeça e vencer o adversário. bispos, duas torres, um rei e uma dama. Cada peça possui um movimento característico e pode ser movida para outra casa onde esteja localizada uma peça adversária, sendo essa última capturada quando isso ocorrer. A única peça que não pode ser capturada é o rei e por isso o objetivo final é o mesmo para ambos, dar xequemate, ou seja, encurralar o rei do adversário e impossibilitar que ele se defenda ou realize outro ataque que possa anular o xeque. Assim, ele é capturado ou tombado pelo perdedor, como sinal de desistência. No Brasil, quem coordena as práticas esportivas de xadrez é a Confederação Brasileira de Xadrez. O russo Garry Kasparov é considerado por muitos o melhor jogador de xadrez do

mundo, tendo conquistado títulos mundiais consecutivos de 1985 a 2000 e se tornado um Grande Mestre. No Brasil, os campeonatos estaduais começaram a ser disputados em 1927, com o masculino e, em 1960, com o feminino. Aqui, Henrique Mecking, mais conhecido como Mequinho é considerado o maior enxadrista brasileiro de todos os tempos, tendo sido classificado, em 1977, como o terceiro melhor jogador do mundo. Em setembro, Kasparov veio ao Brasil divulgar o xadrez. O maior enxadrista do mundo também veio ao nosso estado e esteve em Porto Alegre para alegria dos fãs. Em uma simultânea com os 20 jogadores daqui, o gaúcho Eider Cruz foi o único que conseguiu

um empate. Ele, que vem se destacando nos últimos anos, já participou de três Finais de Estadual, dois Regionais Sul, três edições do torneio da festa da uva em Caxias do Sul e de seu maior resultado até aqui, o Campeonato Brasileiro, onde chegou até a Semifinal. Sua última conquista foi a Copa Unisinos, realizada em outubro deste ano, onde se sagrou campeão pela UFRGS. Seus próximos desafios serão os Jogos Universitários Brasileiros e Campeonato Estadual de Xadrez, ambos em novembro.

Opa! - Como você vê o Brasil nesse esporte? Existe incentivo no país para os futuros jogadores? Eider - No Brasil a situação do xadrez é bem difícil pela falta de patrocínios e incentivo. Mas apesar das dificuldades parece que a tendência é melhorar, visto que a vinda do Kasparov ao Brasil foi bastante divulgada na mídia e pelo fato de o maior torneio do ano ter sido sediado em São Paulo.

rtual m loja viaté Agoratisco 10 vezes e parcelamento em

com frete grá

JORNAL OPA! NOVEMBRO DE 2011  

Edição de Novembro de 2011 do Jornal Opa!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you