Page 1

JORNAL

O FOCO

Ano 6 | Edição 146 | 10 a 16 DE AGOSTO de 2012

Diretor: Thiago Melo

w w w. j o r n a l o f o c o . c o m . b r

Eleições 2012

Segurança

Estudantes são assaltados dentro da Rural Com fiscalização insuficiente para cobrir a enorme extensão, Universidade Federal Rural sofre com assaltos dentro do campus. Grande parte dos estudantes mostram-se insatisfeitos e cobram Reitor, que promete melhorias. PM também se pronuncia. Página 7

Maranathá

Casa trata dependentes químicos A Comunidade Católica Maranathá tem um centro de tratamento e reabilitação de dependentes químicos em Itaguaí. Conheça um pouco sobre o trabalho, como pedir ajuda e como contribuir para o tratamento de outras pessoas.

TRE termina fase de julgamento de candidatos justiça encerra análise dos registros: dois candidatos a prefeito foram considerados inaptos, mas podem recorrer. campanha continua nas ruas Menos uma etapa, e mais próximos de outubro: assim continua o processo eleitoral no Brasil. Nas cidades de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica não é

diferente: alguns candidatos ainda mantêm pendências com a justiça eleitoral. É o caso de Andréia Busatto (PDT) em Mangaratiba e Antônio Zona Rural

em Seropédica, candidatos a prefeito. O TSE tem até 23 de agosto para julgar todos os recursos. Até lá, quem recorrer pode continuar campanha.

thiago melo/arquivo o foco

alan miranda/arquivo o foco

Candidatos devem recorrer para permanecerem na disputa Página 13

Legislativo

Decibéis

Declaração de bens

Acaba o recesso das Câmaras, mas pouca gente comparece às sessões Página 9

Afinal, carro de som ajuda o eleitor na hora de se decidir pelo candidato? Página 10

O Tribunal Superior Eleitoral disse a O FOCO que não há qualquer prer-

TSE diz que soma dos bens é responsabilidade dos candidatos rogativa legal que cruze informações de imposto de renda com dados do

DivulgaCand, e avisa que Ministério Público é quem deve investigar cada caso.

Página 5

Página 11 Alan miranda

Dia da Cerveja

Sem o rótulo, qual é a cerveja?

Caroline Nunes tenta adivinhar a cerveja que bebe por meio do cheiro. O método é para quem entende de cerveja. Será que ela foi bem?

Cultura

Para comemorar o Dia da Cerveja, O FOCO realizou um "teste cego" no Picanha do Cheff e perguntou: "você entende de cerveja?"

Jorge Amado em Salvador: as características e belezas da cidade frequentaram inúmeras obras do escritor baiano

Página 6 thiago melo

Esportes

Com 16 escolas inscritas, torneio começou com disputas de corrida e arremesso de peso. No sábado, é a vez da natação

Campeões

Em final simbólica, Liga de Itaguaí leva o troféu

Começam os Jogos Estudantis

Página 16

Série Esportiva

Primeiros colocados levam troféus e medalhas para casa Página 15

FALE CONOSCO

Na segunda matéria, O FOCO analisa Itaguaí

O CENTENÁRIO DO MESTRE AMADO Jorge Amado completaria 100 anos hoje se estivesse vivo. Autor de mais de 20 romances, já teve obras adaptadas para televisão e é um dos mestre da literatura nacional

Página 15

REDAÇÃO2687-0694 PARA ANUNCIAR2687-0406 redacao@jornalofoco.com.br

reprodução

comercial@jornalofoco.com.br

Página 14


10 a 16 de agosto de 2012

2 entrevista

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

Flavia Villela de Pinho cirurgiã-dentista que atua em muriqui dá recomendações sobre a escolha do profissional adequado e comenta sobre clareamento, ortodontia e implantes

Em busca do sorriso perfeito arquivo pessoal

Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

F

lavia Villela de Pinho formou-se em Odontologia na Faculdade de Campos, em 1993, e especializou-se em ortodontia fixa pela Universidade São Leopoldo Mandic em São Paulo. A Doutora Flavia trabalha bastante: atua com pacientes especiais no Hospital Cardoso Fontes, é cirugiã-dentista do Centro de Reabilitação Oscar Clark, e atende em três consultórios: na capital, nos bairros do Méier e Tijuca; em Mangaratiba, no distrito de Muriqui. Nesta entrevista, ela comenta sobre a rede pública municipal para atendimento odontológico ("atende bem, dentro das suas limitações"), diz que a prevenção é fundamental para barateamento dos tratamentos, esclarece quanto à escovação, e aconselha as pessoas para que elas façam uma boa escolha de um profissional da área da odontologia.

O FOCO – Como as pessoas devem lidar com o medo de dentistas? FLAVIA VILLELA DE PINHO – Primeiramente o cliente deve ter confiança no profissional, esclarecer o tratamento a ser executado e, se necessário for, utilizar métodos que o acalme, como tranquilizantes em doses pequenas ou outras providências alternativas. Conversar bastante também é recomendável. De fato as pessoas ficam inseguras e temerosas, mas não há motivos para preocupações. Os procedimentos são sempre muito seguros. O FOCO – As ofertas de tratamento dentário em Mangaratiba são suficientes? FVP – Sim. Na cidade há vários profissionais competentes capazes de suprir as necessidades dos pessoas que os solicitam. O FOCO – Quais são os cuidados que as pessoas devem ter quando vão se consultar com dentistas? O que elas devem observar para se decidir por este ou aquele profissional? FVP – Em primeiro lugar, o paciente deve verificar se o profissional está devidamente registrado no Conselho Regional de Odontologia, principalmente em relação à especialidade que anuncia. Segundo: ir ao profissional através da indicação de alguém que já realizou tratamento. No mais, observar o con-

A doutora Flávia diz que as pessoas devem ficar atentas aos consultórios que oferecem tratamentos a baixo custo

sultório, se tem equipamentos adequados, se é limpo, organizado. Higiene é fundamental! A postura do profissional também deve ser observada. O FOCO – Há uma grande quantidade de consultórios que oferecem aparelhos ortodônticos a preços promocionais. Há riscos em ser atendido nestes consultórios? FVP – Normalmente aparelhos têm um custo. Existem muitos consultórios e clínicas que oferecem este tipo de tratamento, mas às vezes o que parece vantagem no início, com o decorrer do tratamento mostra-se um grande erro. A questão é que a qualidade deve ser máxima quando se trata de correção dos dentes. Outro problema é que esses consultórios apresentam preço atraente mas prolongam demais o tratamento, o que pode ter sérias consequências. O FOCO – A rede pública em Mangaratiba tem sido eficiente no tratamento dentário gratuito? FVP – Sim, dentro das suas limitações. O FOCO – É caro tratar dos dentes regularmente? Por que? FVP – Não, pode inclusive ser barato. Trata-se de uma questão de prevenção. Quem se previne acaba pagando menos. A sugestão é que a pessoa procure um dentista de seis em seis meses para realizar uma revisão. Assim, mesmo que algo precise ser feito, será um procedimento mais simples, portanto, mais barato.

Quem se previne acaba pagando menos. A sugestão é que as pessoas se consultem com o dentista de seis em seis meses"

O FOCO – Afinal, quantas vezes a pessoa deve escovar os dentes por dia? É verdade que é preciso escovar até 15 minutos depois de comer? FVP – O indicado é escovar sempre após a ingestão de algum alimento. Não se deve estender muito o tempo para

executar a higiene bucal, de modo que bom andar sempre com uma escova de dentes na bolsa. O FOCO – A tecnologia avançou muito na área da odontologia. Qual foi o último avanço mais notável? FVP – Provavelmente a utilização da tomografia computadorizada, o que permitiu um diagnóstico mais preciso. O FOCO – O clareamento também se popularizou muito nos últimos tempos. Qual é o procedimento realmente mais seguro disponível hoje em dia? Todas as pessoas podem clarear os dentes? FVP – Existe o clareamento a laser e o tratamento caseiro com o uso de moldeiras individualizadas. Os dois são eficazes, e todos os clientes podem fazer uso, desde que haja orientação e acompanhamento do dentista. O FOCO – O tratamento ortodôntico ainda pode ser considerado muito longo? É possível abreviar este tempo para obter resultados mais rapidamente? FVP – Não, mas houve um avanço considerável se compararmos com 10 anos atrás. Atualmente existem técnicas ortodônticas mais eficazes, como aparelhos programados e os autoligáveis, o que facilitou o tratamento. O FOCO – Os implantes dentários também se popularizaram, mas ainda são caros. Qual é a alternativa mais viável nesse caso? As próteses podem suprir essa necessidade de implantes? FVP – A utilização de uma prótese bem feita ainda é uma maneira viável para substituição dos dentes. Os implantes vieram para reabilitar os clientes de forma mais eficiente, porém há contra-indicações. O FOCO – Como a pessoa deve escolher o creme dental? É verdade que é necessário trocá-lo de tempos em tempos? FVP – O creme dental deve conter flúor, e não deve conter abrasivos. Pode-se trocá-lo de tempos em tempos por outros, desde que contenham pelo menos essas duas características.


10 a 16 de agosto de 2012

3 cotidiano

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

Empregabilidade empresas locais comentam sobre preconceito no momento da contratação de homossexuais

reprodução internet

Discriminação corporativa Alan Miranda alanmiranda@jornalofoco.com.br

"É chegada a hora da reeducação de alguém... o macho adulto branco sempre no comando" — as palavras da música "O Estrangeiro", de Caetano Veloso, ilustram bem um quadro social preocupante quanto à empregabilidade. Embora seja datada no ano 1989, a hora da reeducação ainda se faz necessária e a ideologia de segregação sexual ainda persiste. Em matéria publicada recentemente no jornal O Globo, uma pesquisa realizada pela "Trabalhando.com Brasil" indicou que ainda existe preconceito na hora de contratar um homossexual: dos 400 entrevistados (representantes de empresas), 54%

acreditam que o preconceito existe, mesmo que não assumido. empresas locais O dono da consultoria de recursos humanos Domínio, Pedro Lemelle, admite que ainda existe preconceito, mas, segundo ele, a prática caminha para a extinção. "Aqui em Itaguaí isso é quase nulo, mas em empresas mais conservadoras ou familiares, principalmente, a rejeição ainda existe" — observou ele. Segundo o consultor, se as empresas notassem que a orientação sexual do candidato não tem relação alguma com o seu desempenho profissional, haveria bastante melhora no quadro. O empresário comentou também sobre as medidas que se deve tomar ao pre-

senciar ou ser vítima de discriminação: "Primeiramente é preciso ter indícios claros e ter como de comprovar. Há casos, por exemplo, em que a empresa opta por contratar homens por causa do ambiente hostil. Há que se diferenciar preferência de preconceito" — disse. Em uma situação clara de discriminação, a pessoa deve procurar o Ministério do Trabalho e fazer uma denúncia. O FOCO tentou entrar em contato com outras empresas da região para comentarem, mas só obteve resposta da Vale. Por meio da assessoria de imprensa, a empresa disse não tolerar qualquer tipo de discriminação e isso se reflete na política de benefícios, que admite como dependentes companheiros do mesmo sexo, sem discriminação.

Pesquisa indica que ainda existe preconceito na contratação de homossexuais pelas empresas

Atrasado até no desenvolvimento social „ No Brasil, a lei que discorre sobre a discriminação nas empresas é a Lei n° 9.029/95. O texto diz que a empresa que discriminar um candidato a vaga por motivo de sexo, origem, raça, cor, estado civil situação familiar ou idade está sujeita a detenção do responsável de um a dois anos e multa. Entretanto, discriminação quanto à orientação sexual não figura dentre as práticas ilegais da Constituição. Em

Saúde

Mineração

Colesterol: conheça o vilão reprodução internet

Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

D

e acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, 30% dos brasileiros possuem níveis elevados de colesterol e a grande maioria desconhece seus próprios números. Para piorar, segundo o portal Terra, a pesquisa revela que 50% dos médicos não mostra preocupação com o colesterol do paciente. Grande vilão dos que gostam de comidas gordurosas, a "gordura do sangue" — como é chamado — é perigosa, pois aumenta os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O "VILÃO" E O "MOCINHO" Existem vários tipos de colesterol circulando no sangue, que são divididos em dois grupos: o

Alimentos gordurosos são grandes vilões para o colesterol "bom colesterol" (HDL — alta densidade) e o "mau colesterol" (LDL — baixa densidade). O primeiro deles é encontrado em grãos como soja e linhaça e em peixes como sardinha e atum. Já o segundo está presente em alimentos mais gordurosos e, ge-

ralmente, preferidos pela maior parte da população, como carnes gordurosas, leites e derivados. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, os níveis ideais de colesterol no sangue devem ser: colesterol total, abaixo de 200mg/dL

vez de imitar somente programas televisivos, o Brasil bem que poderia aprender com os estrangeiros quanto à conscientização social. Exemplos: aqui é o funcionário que deve provar a existência da discriminação, já nos EUA é o empregador que deve provar o contrário; nos EUA, as empresas são proibido de fazer perguntas do âmbito pessoal. No Brasil, a prática infelizmente já é mais que comum.

de sangue; bom colesterol (HDL), acima de 35mg/dL; mau colesterol (LDL), abaixo de 130mg/dL. Além da má alimentação, problemas com os níveis de colesterol também podem ser de origem genética, portanto, é recomendado consultas constantes a um cardiologista. CONTROLE DE COLESTEROL A quarta-feira (8) foi o Dia Nacional de Controle de Colesterol. Na data, equipes do Instituto Estadual de Cardiologia disponibilizaram diversos serviços na capital, tais como medição de glicose e colesterol, aferição de pressão arterial e orientações sobre vida saudável. O FOCO entrou em contato com as secretarias de Saúde da região, mas nada foi informado sobre ações e campanhas sobre o tema.

Produção da Vale no Sul do Rio cresce

O

s terminais da Vale — Ilha Guaíba e Baía de Sepetiba — foram responsáveis pela movimentação de 16,2 milhões de toneladas de minério de ferro no segundo trimestre, um aumento de 19% em relação aos três primeiros meses do ano e de 10% em relação ao segundo trimestre de 2011. No acumulado do ano, o Terminal da Ilha Guaíba (TIG) e a Companhia

Portuária Baía de Sepetiba (CPBS) totalizam 29,9 milhões de toneladas embarcadas no primeiro semestre, aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. No TIG, em Mangaratiba, a movimentação do trimestre foi de 10,1 milhões de toneladas. Na CPBS, em Itaguaí, a movimentação do trimestre foi de 6,1 milhões de toneladas. divulgação vale

O TIG teve aumento de 15% em relação ao início do ano


4

cotidiano

10 a 16 de agosto de 2012

Reclamações constantes moradores queixaram-se de "água fraca", mas o problema parece estar solucionado

Abastecimento de água

Cedae faz testes em Seropédica Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

E

m sua última edição (145), O FOCO noticiou a reclamação dos moradores de Seropédica quanto à qualidade da água fornecida pela Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae). Na ocasião, os munícipes informaram que a água da cidade é amarelada e tem resíduos. Para consumir com segurança, grande parte deles são obrigados a comprar galões, mesmo com a conta paga. Nádia Souza é dona de uma lanchonete na rua

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

João Moura de Oliveira — ao lado da prefeitura — e queixou-se que a água é inapropriada para fazer o suco, por exemplo. A reportagem entrou em contato com a empresa e solicitou uma visita. Na terça-feira (7), por volta das 11h, uma equipe coletou uma amostra. Sem qualquer diagnóstico prévio, de acordo com Nádia, os agentes deixaram um protocolo e disseram que terão resultados na próxima segunda (13). "Pediram para eu entrar em contato". O FOCO acompanhará os testes e trará os resultados na próxima edição. gian cornachini

Com água amarelada, cafeteria aguarda os resultados

Torneiras sem água irritam mangaratibense

gian cornachini

Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

N

o fim do mês de julho, parte dos moradores de Mangaratiba sofreram duas semanas com o mau abastecimento de água. Na sexta-feira (4), uma moradora (que se identificou apenas como Bete) entrou em contato com a redação para informar o transtorno que, segundo ela, atingiu os bairros Bela Vista, Moraes e parte do distrito da Praia do Saco. Alguns moradores informaram que o abastecimento já está normalizado, outros disseram que não tiveram problemas. Bete voltou a ligar para O FOCO na quarta-feira (8) e disse estar ainda sem água. André Luiz, morador da Estrada São João Marcos — bairro El Ranchito —, esclareceu. "Aqui nós temos duas fontes: a cachoeira e

Durante duas semanas, as torneiras da Praia do Saco ficaram escassas de água a Cedae. Durante esse tempo, o abastecimento da empresa estava muito fraco e até hoje não está 100%" — disse o morador. Ele informou ainda que, apesar da melhora, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) não foi ao local. Uma comerciante do

bairro e moradora da Praia do Saco (que também preferiu não se identificar) também confirmou o problema. "Não chegou a faltar água, mas ela ficou bem fraca e, em alguns momentos, não teve força para chegar até a caixa. Alguns vizinhos tiveram que ligar a

Cadastro de Pessoa Física

CPF gratuito e pela internet Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

D

esde quinta-feira (2) a Receita Federal passou a oferecer o serviço de inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF) gratuitamente pela internet para jovens de até 25 anos. O processo é simples e deve ser feito através da

página da Receita Federal (www.receita.fazenda. gov.br). Na inscrição, são solicitados dados como nome completo, data de nascimento, título de eleitor, nome da mãe, naturalidade, endereço, telefone fixo e celular. Automaticamente o sistema criará um número. O pedido está disponível apenas para

JORNAL

O FOCO

EDITADO E PUBLICADO POR T.M. Comunicações LTDA cnpj: 07.600.975/0001-08

DISQUE-REDAÇÃO: (21) 2687-0694 PLANTÃO 24H: 7753-9156 ID.: 125*28667 Diretor Geral Thiago Melo (MTB 25806-RJ)

Editor Jupy Junior (MTB 28085-RJ)

Diretora Administrativa: Marina MELO Impressão editora esquema

Diagramação Gian Cornachini

„Atendimento ao leitor leitor@jornalofoco.com.br „Sugestões de pauta redacao@jornalofoco.com.br „Anuncie comercial@jornalofoco.com.br

Carol SAntana

atendimento é instantâneo, mas o serviço custa R$ 5,70. De acordo com a Receita, 500 mil pessoas físicas se cadastram por mês. Deste total, a instituição estima que 200 mil contribuintes devam recorrer à internet. O serviço estará disponível no site 24 horas por dia, sete dias por semana, inclusive nos feriados.

O contribuinte poderá consultar o número quando precisar

Festa de raiz

expediente

fale conosco

pessoas que possuam título de eleitor e tenham menos de 25 anos. Essa última restrição existe porque a Receita Federal entende que toda pessoa física com essa idade já está inscrita no Cadastro. A inscrição online não acaba com os canais tradicionais de atendimento. O registro nesses postos de

bomba. Mas agora já está normalizado" — informou. O FOCO entrou em contato com a empresa, que informou que irá vistoriar a rede em busca do problema. O caos no abastecimento continua, e cidadãos mangaratibenses não sabem mais a quem recorrer.

Festa do aipim pode R ser tradição em Itaguaí divulgação

(colaborador)

Reportagens Alan Miranda, Caio Assis e CARol Santana (colaboradores)

endereços na internet www.jornalofoco.com.br www.facebook.com/jornalofoco www.twitter.com/jornalofoco

Shows, feiras e exposições completam a Festa do Aipim

ealizada pela quarta vez em Itaguaí, a Festa do Aipim busca resgatar a tradição da raiz na Cidade do Porto e atrair cada vez mais público com suas diversas atrações. Para retomar a tradição e cultura do aipim no município, a festa — que começa nesta sexta-feira (10), no Sítio Recanto da Serra — vai até domingo (12) com muita música e curiosidades sobre o tradicional alimento. Além de lembrar a importância da produção

agrícola e as diferentes maneiras de sua aplicação na culinária diária, a festa é uma possibilidade a mais de atração cultural para Itaguaí. Com shows de artistas locais, feira gastrônomica com alimentos produzidos através do aipim, teatro e exposição de artes, sem dúvida, a festa pode ser um ótimo programa para o fim de semana. O sítio fica na estrada Maria de Jesus Pavão, 100, Recanto da Serra, em Itaguaí.


cotidiano

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

5

10 a 16 de agosto de 2012

Maranathá comunidade católica em itaguaí atua na recuperação de dependentes químicos. existente na cidade há 10 meses, a casa trata 29 pacientes e sobrevive de doações

É possível livrar-se das drogas alan miranda

Alan Miranda alanmiranda@jornalofoco.com.br

O tratamento

A

dependência química ainda é um mal que assola inúmeras pessoas no país. Em contrapartida, existem os centros de reabilitação, que ajudam bastante na recuperação dessas pessoas. Em Itaguaí, existe a "Comunidade Católica Maranathá", que há cerca de 10 meses realiza o trabalho no município. Localizada no Bairro do Engenho, a casa abriga 29 pessoas e tem capacidade para 37. Diogo Paiva da Silva, 33 anos, é o coordenador geral do centro e explica que existem procedimentos-padrões para a aceitação no tratamento. "Quando recebemos alguma indicação, encaminhamos para o centro de triagem, onde ele fará uma bateria de exames para saber se a pessoa possui alguma doença pré-existente que deva ser tratada antes do

André e Diogo: amizade dos dois se resume à fé, gratidão e companheirismo acompanhamento" — disse. Caso a pessoa esteja apta, é encaminhada para uma das 12 casas do Rio de Janeiro, que não pode ser próxima de onde reside. "O acompanhamento tem que ser integral e a proximidade com a família

às vezes prejudica o tratamento" — explicou Diogo. no caminho do bem Próximo da conclusão do tratamento, que dura nove meses, André Luiz de Souza, 28 anos, tem planos para o futuro: "pretendo me con-

Trânsito

Entrada do Guanabara continua problemática

dá para mudar sem se converter, tomar uma decisão". para ajudar A Comunidade é uma entidade sem fins lucrativo e sobrevive de doações. "Aos familiares que podem contribuir, solicita-

mos um auxílio de R$ 100 por mês, mas as doações que recebemos são fundamentais para a manutenção da casa" — explica o coordenador. Quem estiver interessado em ajudar, pode entrar em contato pelo número 2688-9726.

Fetranspor

Bilhete único: taxa é suspensa caio assis

Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

H

á cerca de um mês, a entrada do estacionamento do supermercado Guanabara mudou novamente e voltou a ser na rua Curvelo Cavalcante. De acordo com um funcionário do estacionamento, a mudança aconteceu porque os clientes do supermercado queixavam-se de falta de segurança na antiga entrada — rua José Pinto. Ainda de acordo com ele, o que provocou a nova mudança foi um abaixo-assinado de quase todos os clientes. Além da volta para a Curvelo Cavalcante, a parte interna do estacionamento também sofreu modificações. A cancela, que ficava na entrada, passou a ser no fim do corredor, com o objetivo de deixar parte da fila

sagrar à comunidade e fazer por outros o que fizeram por mim, estudar e também ser um pai tão bom para os meus filhos quanto o meu pai foi e é para mim" — disse ele. Para aqueles que desejam livrar-se do vício, ele alerta: "tem que querer. Não

„ Depois de indicado, o dependente faz a triagem e a família conhece os procedimentos. Caso esteja apto, é direcionado para uma das 12 casas do Rio de Janeiro, onde ficam internados em período integral. O tratamento funciona em três etapas: os primeiros três meses são o período de desintoxicação, depois uma fase de exame de consciência e os três últimos tratam da reinserção da pessoa na sociedade. Dentre as atividades estão aulas de dança, português e práticas diárias de oração. Em Itaguaí, seis pessoas atuam no tratamento: dois funcionários e quatro voluntariados, além de enfermeira, psicólogos e assistente social. Trata-se de uma comunidade católica e parte fundamental do tratamento é o acompanhamento espiritual dos pacientes. Periodicamente, a comunidade realiza um retiro, em que os todos participam.

A

Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) voltou atrás e decidiu naquarta-feira (8) suspender a taxa de 3% sobre o valor da recarga do Bilhete Único Carioca e do Riocard. A federação de ônibus divulgou que, devido às polêmi-

cas, não será mais praticada a cobrança, anunciada para a mesma data. As empresas de ônibus recebem incentivos financeiros pelo Bilhete Único. Anteriormente, o órgão havia anunciado a cobrança da taxa para os usuários que realizassem a recarga dos cards em pontos alternati-

vos, como bancas de jornais, lojas e lanchonetes. Caso a taxa fosse cobrada, o impacto no bolso dos usuários chegaria até 5% no valor mensal. A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e o governo do estado se pronunciaram dizendo que não autorizariam a medida.

botando banca Apesar da diminuição, engarrafamentos ainda ocorrem

maria paiva caio assis

dentro do estacionamento e diminuir as retenções do lado de fora. No entanto, os engarrafamentos ainda existem e parte dos clientes ainda está insatisfeito — principalmente com as mudanças constantes. SEM RESPOSTAS A reportagem tentou entrar em contato com a gerência do supermercado e

não obteve sucesso. Menezes, que normalmente atende a O FOCO, estava de férias e seus substitutos, Marcos e Fábio (gerente e subgerente), não puderam falar. Funcionários do supermercado indicaram diversos lugares onde os gerentes supostamente estariam. Por fim, a gerência entrou em reunião e não pode responder.

„ Há apenas um ano e meio na banca, que fica no km 50 de Seropédica — próxima à segunda passarela —, Maria Paiva diz que o trabalho corrido não permite ler muito, mas o pouco que leu de O FOCO está aprovado. Segundo ela, os seropedicenses também gostam: "as pessoas procuram até quando não tem " — confessou.


6

10 a 16 de agosto de 2012

cotidiano

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

Urbanismo itaguaienses sofrem debaixo de sol e de chuva para usar o transporte público do município

Rio-Santos

Espera sem conforto Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

Travessia perigosa arrisca munícipes Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br caio assis

D

e estacionamento a canteiro de obras, os locais destinados aos pontos de ônibus e kombis de Itaguaí têm de tudo, menos espaço para os munícipes esperarem a condução. Além disso, faltam organização e fiscalização dos locais. Leonel Aguiar é morador de Santa Cruz e trabalha em Itaguaí. Em entrevista à reportagem, Aguiar — que estava acompanhado de sua esposa e de seus dois filhos de colo debaixo de forte sol — reclamou que falta cobertura nos pontos de ônibus. Na chuva, os usuários do transporte público itaguaiense também sofrem. Um motorista revelou que certa vez passou pela rua Ari Parreiras e flagrou diversos passagei-

P

rincipal acesso ao Shopping PátioMix, a Rio-Santos representa também um grande perigo aos funcionários e frequentadores do local. O principal problema é a falta de uma passarela, o que faz com que grande parte dos usuários se arrisque em correr e atravessar a rodovia. Clayton Nascimento é um desses. Ele conta que, apesar do medo, comete o erro diariamente. O funcionário conta também

que algumas pessoas preferem não se arriscar: pegam uma condução para a rodoviária e depois voltam. De acordo com Luis Claudio Nato, ex-superintendente do Shopping, está é a postura correta, já que o trecho da BR não conta com a passarela. No entanto, Nato afirma que a solicitação foi feita ao Dnit quando o local ainda estava em obras e que o pedido está sob análise. O FOCO entrou em contato com o Dnit, mas não obteve respostas até o fechamento da edição. caio assis

Na rua Ari Parreiras, passageiros abrigam-se embaixo dos andaimes de uma obra ros protegendo-se da chuva debaixo dos andaimes de uma obra (foto): "é um absurdo, né? Correr o risco de se machucar porque não tem ponto de ônibus decente" — revelou. O motorista informou ainda que os problemas não ficam só no cen-

tro: "No meu trajeto (pelo bairro Califórnia) não tem ponto, as pessoas fazem sinal onde bem entendem. E nós temos que parar em quase todas as esquinas" — contou. Ele reclama que falta fiscalização por parte da prefeitura. No ponto final dos ôni-

bus da Expresso, a secretaria de Obras tem um projeto para construir um terminal rodoviário, no entanto, a reforma ainda não começou. O FOCO tentou entrar em contato com o secretário Jack Fernandes, mas não obteve sucesso até o fechamento desta edição.

Funcionários atravessam a Rio-Santos ao sair do PátioMix

Dia da cerveja

O FOCO quis saber: "você entende de cerveja?" Alan Miranda e Caio Assis redacao@jornalofoco.com.br

N

o dia 5 de agosto, comemorou-se o Dia Internacional da Cerveja — data que surgiu em 2007 na Califórnia e hoje é comemorada em cerca de 50 países de todo o mundo. Para celebrar o dia, os cervejeiros itaguaienses fizeram o óbvio: beberam cerveja. Muitos são os que se orgulham em dizer que são exímios conhecedores da bebida alcoólica mais apreciada do Brasil. Há ainda quem diga que só bebe determinado tipo de marca. Mas será que conhecem a cerveja apenas pelo gosto, sem consultar o rótulo? Com o apoio do restaurante "Picanha do Cheff",

alan miranda

O FOCO aproveitou o recital de poesia (atividade do projeto Agosto das Artes) e realizou um "teste cego" no local. Participaram da brincadeira os amigos Caroline Numes, Giovani Velasco, Thiago Henrique, Rafael Andrade e Eduardo Teffé para provar que realmente conhecem cerveja. o teste O gerente Guilherme gentilmente disponibilizou algumas marcas de cerveja para o teste. Para fugir do óbvio e testar também a força de novas marcas no mercado, a organização do teste deixou de lado as cervejas mais tradicionais e recorreu a algo mais sofisticado. As cervejas eram Skol Be-

Entre um gole cego e outro, amigos tentaram adivinhar qual era a cerveja que bebiam at, Brahma Extra, Heineken, Bohemia clara, Bohemia escura e Brahama escura. Logo no primeiro momento foi fácil perceber os rostos de satisfação dos participantes que, apesar de jovens, somavam

mais de 50 anos de cerveja. A primeira rodada foi animadora: cinco copos de Skol Beat e cinco acertos. Para evitar as escolhas compartilhadas, a reportagem colocou dois tipos de cerveja na segunda ro-

dada. Reflexo da mudança ou não, apenas um participante acertou, Eduardo Teffé. Na terceira rodadaapenas Thiago acertou. Na quarta, Rafael, Caroline e Giovani beberam Heineken e os três acerta-

ram. Já Thiago e Eduardo — que beberam Bohemia — chutaram longe: "essa é Heineken" — afirmara convictos. Para a última rodada, testou-se o conhecimento para outro tipo de cerveja: a malzbier (escura). As marcas eram Brahma e Bohemia e os resultados foram desastrosos, pois nenhum dos cinco participantes acertou. No fim das contas de cinco rodadas, cada um tinha dois acertos e chegaram a uma conclusão coletiva: "a gente não entende nada de cerveja mesmo, mas adora beber". Resultado: mais do que o rótulo e apesar de preferências, o que vale mesmo é reunir os amigos para tomar aquela cerveja estupidamente gelada.


cotidiano

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

10 a 16 de agosto de 2012

7

Alunos em perigo estudantes sofrem assaltos dentro da ufrrj. guarda universitária assume que não consegue manter a segurança no campus por falta de profissionais

Mais relatos de crimes na Rural Fotos: Gian cornachini

O estudante aponta para a central da guarda universitária, próxima ao local do assalto Gian Cornachini redacao@jornalofoco.com.br

D

ois estudantes foram assaltados dentro do campus da Universidade Federal Rural do Rio do Janeiro (UFRRJ), na quarta-feira (1), por volta das 18h. Os criminosos abordaram os estudantes com um re-

vólver e levaram um notebook e um tablet. A ocorrência foi registrada na Divisão de Guarda da universidade, próxima ao local do crime. Uma das vítimas foi Thiago Noronha, 20 anos, estudante de Matemática. O rapaz foi até a varanda do prédio Pitágoras, próximo à central da Guarda Federal

Universitária, para acessar a internet sem fio. Dois outros estudantes estavam no local com Thiago, quando dois homens em uma moto aproximaram-se e abordaram os jovens à mão armada. Um deles conseguiu se esconder atrás de uma mesa, mas Thiago teve seu notebook roubado e a outra

vítima seu tablet. Nenhum guarda na central viu o crime que aconteceu perto de lá. O local também não tinha câmeras de segurança. Rural insegura Para o estudante, o crime só aconteceu porque a segurança no campus é "péssima": "nós não temos segurança nenhuma aqui dentro. Não há guardas nos prédios, nem nos alojamentos. Antes mesmo de eu perder minha vida por causa de um roubo, eu estou indo embora. Prefiro estudar em uma universidade mais próxima de casa do que estudar em uma que eu não sei se vou sair vivo" — revelou Thiago, que trancou o curso na Rural e voltou para sua casa em João Pinheiro, Minas Gerais. Eduardo Silva Pontes, subdiretor da Guarda Universitária Federal, revelou a situação da segurança

Estudantes cobram segurança à Reitoria Alan Miranda alanmiranda@jornalofoco.com.br

A

segurança na Rural já é uma reivindicação antiga dos estudantes. Thiago Wender, integrante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) - Gestão Cantamos, disse que quando confirmou-se a greve, os estudantes solicitaram à Reitoria que intensificasse as rondas da guarda e melhorasse a iluminação no campus. Ao que parece, não foi o que aconteceu. Pelo menos, não com eficácia suficiente para prevenir assaltos. O estudante in-

alan miranda

formou que o DCE se reuniu e pretende encaminhar dois ofícios: um para a Reitoria e outro para a Divisão de Guarda, além de marcar uma reunião com a administração geral para discutir o tema. reitor explica O reitor Ricardo Miranda estava em reuniões em Brasília até pouco tempo, mas tomou conhecimento dos assaltos no campus de Seropédica. Para ele, a segurança não é exclusivamente um problema da Rural, mas de toda a Baixada Fluminense. Segun-

Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

N

Brandão esclarece dúvidas

a 48ª DP (Delegacia de Polícia), que fica no centro de Seropédica, o Inspetor Hugo Lima afirmou que a pouca movimentação de pessoas diminuiu a segurança no campus. Lima destacou outro incidente semelhante ao do estudante Thiago Noronha: um aluno teve o ce-

Eduardo: "Faltam guardas"

O Reitor Ricardo explica medidas para melhorar segurança do o reitor, haverá medidas para reforço da segurança: "A pedido da guarda, compraremos novos equipamentos e faremos manutenção nos prédios."

— disse. A contratação de serviço de segurança terceirizado, que já existe nos outros dois campus, também é um pedido da guarda e está sob avaliação.

lular roubado e os criminosos estavam armados e de moto. Além destes, um automóvel também foi roubado da universidade há cerca de 20 dias. polícia militar Ranulfo Brandão, comandante do 24º BPM, esclareceu as responsabilidades da PM nestes casos: "por se tratar de uma Universidade Federal, a responsabilidade pela segu-

rança é da Guarda Universitária. A Polícia Militar também age dentro do campus, no entanto, apenas quando solicitada" — informou. Ainda de acordo com Brandão, uma viatura da PM faz a ronda próximo ao local, mas não se dedica exclusivamente à universidade: "não temos essa possibilidade. Se fizermos isto, desprotegeremos dois ou três bairros" — concluiu.

tes. Tem gente com quase 70 anos" — lamentou Eduardo. Mulheres correm perigo Apesar de acontecer assaltos dentro da Rural, esse não é o maior relato dentre os estudantes. Crimes de estupro ou tentativas são mais comuns. Andreza Almeida, 22 anos, estudante de Jornalismo, mora no alojamento da Rural e voltava com duas amigas de um show gospel quando três rapazes correram atrás delas no campus. "Os homens desceram de um carro e correram atrás de nós. Pulamos o portão do Instituto de Ciências Humanas e Sociais e nos escondemos embaixo de uma mesa. Quando recuaram, saímos de lá. Eles tinham intenção de nos abordar e levar à força para o carro. Acho um absurdo essa falta de segurança na Rural" — desabafou a estudante.

Rural não é vigiada em toda sua extensão Gian Cornachini redacao@jornalofoco.com.br

Dentro da Rural, responsabilidade é da guarda erbs jr.

na UFRRJ: "temos 56 guardas que trabalham por escala. São, em média, 15 guardas trabalhando por dia. É pouca gente para a área, que é muito grande. Não temos efetivo para manter um guarda por prédio. Pretendemos terceirizar a segurança, colocar mais 100 vigilantes na Rural. Se tivesse guarda no local do assalto, teria inibido o crime. Nossos guardas já estão envelhecendo, alguns estão doen-

campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) em Seropédica é considerado o maior da América Latina. São 3024 hectares ou 30,24 km², espaço suficiente para construir, também, 3024 campos de futebol. Um lugar tão extenso assim fica praticamente impossível manter vigilância constante. Os 56 guardas federais não são suficiente para fazer uma ronda eficaz na Rural. Oficialmente, existe apenas uma entrada no campus: a portaria principal, vigiada 24 horas. No entanto,

qualquer pessoa pode entrar na universidade — que não é cercada por muros — por muitas outras entradas sem vigilância. Em uma enquete realizada na rede social Facebook, 208 estudantes responderam sobre a segurança na Rural. Do total, 73% afirmaram ter medo de ser assaltado dentro da universidade e 27% declaram não ter medo, mas andam atentos e não facilitam o assalto. Enquanto a segurança no campus não é reforçada, a Guarda Universitária Federal aconselha os alunos a não caminharem sozinhos à noite por lugares mal iluminados a fim de não facilitar o crime. gian cornachini

Portaria principal da universidade é a única vigiada 24h


8

10 a 16 de agosto de 2012

classificados

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694


10 a 16 de agosto de 2012

9 poder

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

ELEIÇÕES 2012 Ano eleitoral na volta do intervalo no legislativo, sessões continuam, mas há falta de quorum ocasional

Câmaras voltam do recesso com pouca audiência

Em Mangaratiba

Candidata do PSol, Emília Colonese enfim aparece arquivo pessoal

Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

E caio assis

mília Colonese, candidata do PSol à prefeitura de Mangaratiba, apareceu. Logo depois de saber que seria candidata, no dia 27 de julho, ela teve que viajar para São José dos Campos (SP) a fim de providenciar acertos que coadunem a campanha com sua pesquisa de pós-doutorado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Mas Colonese já está nas ruas, visitou Itacuruçá nesta semana para mostrar suas ideias para a cidade. Ela tem 48 anos, nasceu em Mangaratiba, é oficial reformada da FAB (Major) e graduada em Sistemas de Computação e Administração de Empresas. Disse que a

Emília Colonese: campanha demorou, mas começou decisão do PSol em lançá-la no pleito "é um privilégio" e que a demora do começo da campanha se deu por falta de recursos, algo que o PSol ainda sofre. Quanto ao partido ser ainda pouco conhecido na cidade, Emília diz que a legenda é muito conhecida nacionalmente pela sua luta contra

a corrupção. Grande evento de campanha? "Será em breve, assim que reunirmos informações sobre as comunidades durante o corpo a corpo com eleitores" — garantiu. Educação, saúde e desenvolvimento econômico são alguns dos temas que Colonese pretende discutir durante a campanha.

Incidentes de campanha Plenário vazio em Mangaratiba na segunda (6): dos nove, apenas quatro vereadores Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

A

intensificação da campanha eleitoral tem consequências que vão além dos carros de som que perturbam a paz dos cidadãos: as pautas das sessões legislativas andam vazias de temas importantes e, pelo menos em Mangaratiba, já não houve sessão na última segunda-feira (6) por falta de

quorum. Compareceram apenas os vereadores Busse (PSDB), Bertino (PSD) e José Luiz (PMDB) e Quintanilha (PSD). Segundo Edison Ramos (Edinho, PMDB), que justificou a O FOCO sua ausência por problemas de saúde, os parlamentares ainda vão justificar suas faltas. Edinho disse também que a campanha política não atrapalha os trabalhos legislativos e que as vothiago melo

Jorginho: "vereadores não deixam de lado a Câmara"

tações vão transcorrer como sempre: de modo normal. Na sessão de quarta-feira (8), apenas três pessoas compunham a audiência. Edinho creditou isso ao engajamento e à militância, que está atarefada com os compromissos de campanha. Algo parecido disse o presidente da Câmara de Itaguaí, Jorge Luis da Silva Rocha (Jorginho do Charlinho, PV): "a Casa funciona normalmente, a população é que deixa de comparecer achando que não haverá sessão. Independente de campanha política, os vereadores não deixam de lado a Câmara” — assegurou. Dedé Bananeira (PSB), presidente da Câmara de Seropédica — que também não formou quorum na segunda (6) — disse que os vereadores não costumam faltar às sessões e que na quarta-feira houve expediente normal. "Eles faltaram por causa de reuniões de partido" — disse o presidente, para quem o ano eleitoral não prejudica os trabalhos do legislativo.

Incêndio em kombi de candidato Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

U

ma Kombi que atuava na campanha do candidato a vereador Anderson Quadros (PSD) sofreu um incêndio na madrugada de segunda (6) para terça-feira (7), em Muriqui, Mangaratiba. Segundo informações do partido, a Kombi estava estacionada em frente à uma oficina mecânica para futuro conserto. O incêndio atingiu também uma parte do imóvel. Quadros acredita que o incidente ocorreu por ação de "vândalos políticos", ou

seja, pessoas que querem prejudicar a campanha do vereador. Anderson Quadros, que é da mesma chapa encabeçada por Evandro Capixaba e Dr. Ruy, in-

formou que registrou boletim de ocorrência na 165ª DP e que o veículo (que ficou totalmente destruído) foi doado para o período da campanha. divulgação

Kombi do candidato do PSD ficou totalmente destruída

Carro de som de Aramis roubado divulgação

O veículo roubado é um Fiat Uno, placa LBC 9798

O

Uno placa LBC 9798, utilizado na divulgação do candidato à prefeitura de Itaguaí, Aramis Brito (PSC), foi roubado na segunda-feira (6), às 15:30h, em frente ao supermercado Guanabara, no centro da cidade. O dono, militante do partido, registrou o furto na 50ª DP.


10 a 16 de agosto de 2012

10 poder

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

ELEIÇÕES 2012 Últimas eleições embora decepcionados com a política, 50% dos eleitores da cidade de mangaratiba têm melhor memória política que os itaguaienses

Empate técnico entre os eleitores de Mangaratiba Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

É

raro encontrar quem se lembre do candidato em que votou nas últimas eleições. Mais raro ainda é quem acompanhe o trabalho dos eleitos. Informações não faltam, o difícil é organizar um jeito de seguir todas as notícias e propostas dos políticos. Desde a edição 145, o jornal O FOCO saiu às ruas para saber em quem os eleitores haviam votado nas eleições de 2008. Diferente de Itaguaí, onde 80% dos eleitores comprovaram a amnésia eleitoral, na cidade de Mangaratiba metade dos entrevistados lembrou dos candidatos votados no último pleito municipal. Entre os 26 eleitores entrevistados, 50% soube dizer com segurança em quem votou. Érika Souza afirma que a lembrança ocorre pelos candidatos serem mais conhecidos. "A ci-

dade é pequena, então temos mais proximidade com os candidatos. É mais fácil lembrar" — assegurou. Entre os que não lembraram está o mecânico Orlando Freitas. Segundo ele, a população está desacreditada com a política e o voto, assim como o resultado das eleições é indiferente. Jorge Luis é mais um eleitor que se diz decepcionado com a política municipal. "Nas últimas eleições, votei porque é um dever de cidadão, mas meu voto foi em branco. Não acredito nesses candidatos" — justificou. Dentre os vereadores lembrados, estão: Sidney Marcello Filho (Sidinho), Edison Ramos (Edinho), José Luiz Figueiredo Freijanes (Zé Luiz do Posto) e Gustavo Adolpho da Rocha Busse (Gustavo Busse). Na próxima edição, a equipe de O FOCO apresentará o resultado da pesquisa realizada na cidade de Seropédica.

reprodução internet

Amnésia eleitoral em livro „O fato recorrente entre os eleitores brasileiros serviu como temas para o livro "Reforma Política: Lições da História Recente", publicado pela Fundação Getúlio Vargas. Segundo o autor da obra, o cientista político Alberto Carlos Almeida, a amnésia eleitoral entre os brasileiros começa cedo: de acordo com a pesquisa, cerca de dois meses após as eleições muitos eleitores já não se lembram do voto. A pesquisa mostra também que o esquecimento não se distribui de forma aleatória: ele diminui à medida que aumenta a escolaridade do eleitor. Para o cientista, o principal fator da amnésia está diretamente ligado ao sistema eleitoral brasileiro, no qual o eleitor é induzido a votar em indivíduos e não em partidos, sendo obrigado a escolher um nome entre centenas de candidatos.

A cara do voto

TSE divulga perfil do eleitorado brasileiro Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

O

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o perfil dos eleitores brasileiros. A pesquisa considerou sexo, escolaridade, idade e estado civil. No Rio de Janeiro — que é o terceiro maior colégio eleitoral do país — a maioria dos eleitores é composta por mulheres, têm ensino fundamental incompleto e são solteiros, de acordo com as estatísticas. Ao todo, 11.893.309 eleitores vão participar das próximas eleições em todo o estado. O número representa um crescimento de 5,6% em relação a 2008.

Assim como na pesquisa anterior, as mulheres continuam sendo maioria e contabilizam 6.345.906 pessoas. A faixa etária mais numerosa está entre os adultos de 45 a 59 anos, com 3.039.779 cidadãos, o que corresponde a 25,55%. Quanto a escolaridade, os eleitores com ensino fundamental incompleto totalizam 3.574.696 pessoas. Os solteiros somam 7.769.920 eleitores e representam 65,33% do total. A pesquisa apontou ainda a diminuição dos jovens entre 16 e 17 anos com título de eleitor. Segundo os dados do TSE, a redução é 19% em relação ao total das últimas eleições municipais.. reprodução internet

A pesquisa é feita para controle do TSE em ano eleitoral

Barulho político

Carros de som na campanha política: para quê? caio assis

Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

H

Maioria dos eleitores consultados não gosta de carros de som

á que se perguntar: carro de som ajuda alguém a escolher candidato? A julgar pela reação de alguns eleitores à pergunta que O FOCO fez a eleitores nas ruas de Itaguaí e Mangaratiba, os carros de som com jingles criativos e muito barulho não ajuda em nada. Várias pessoas disseram que se irritam com o volume excessivo dos carros de som. A falta de propostas e também de clareza — "não se entende muitas vezes o que está sendo dito, por causa da distorção",

disseram eleitores — ajuda na constatação de que o dinheiro gasto na divulgação dos números dos candidatos com dezenas de carro de som em circulação nas cidades não ajuda em nada na decisão do eleitor. "SÓ INCOMODA" Além de não ajudar na decisão do voto, incomoda. Foi o que vários disseram a O FOCO. "Influencia negativamente" — afirmou Diego Almeida, eleitor de Mangaratiba. Para ele, o candidato "queima o filme", ou seja, Diego não vota em candidato que faz estardalhaço na rua com carros de som.

QUESTÃO DE VISIBILIDADE Placas, faixas, cartazes e propaganda sonora não trazem propostas concretas nem ao menos promessas. Quando são feitas, aparecem resumidas e superficialmente. Então, por que são feitas? Uma explicação possível é que a visibilidade ampla confere ao candidato uma aura de "poderoso". Alguns eleitores podem se impressionar com a quantidade de material gráfico e sonoro e confundir o poder do dinheiro com o poder político. Confusão, aliás, muito proveitosa para quem quer se eleger.

VINTE REAIS A HORA A empresa Sistema Cidade atende vários políticos em Itaguaí e cobra R$ 20 a hora para que jingles se façam ouvir pelas ruas. O movimento é intenso a ponto da empresa ter que contratar carros de som terceirizados para dar conta da demanda. Quanto aos jingles, estes podem custar de R$ 50 a R$ 600. Pode-se contratar carros de som para qualquer horário e dia da semana. É frequente que jingles se misturem nas ruas e ninguém entenda nada, apesar de identificar algumas melodias. A pergunta continua no ar: carro de som, para quê?


poder

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

10 a 16 de agosto de 2012

11

ELEIÇÕES 2012 Bens dos candidatos assessoria do tse diz que envio de informações sobre bens dos candidatos é de responsabilidade deles próprios e que eventuais denúncias devem partir do mp

Declarações são "meramente informativas", diz TSE reprodução internet

Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

A

s declarações de bens dos candidatos a vereador e prefeito nas próximas eleições são de responsabilidade dos próprios candidatos, foi o que esclareceu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na quarta-feira (8) a O FOCO, por meio da assessoria de imprensa de Brasília. O DivulgaCand, ferramenta disponível no site do TSE (www.tse.jus.br) apresenta as declarações de bens dos candidatos, mas tais dados são enviados pelos candidatos (ou por suas assessorias) e não têm relação direta com a declaração de im-

Fachada do Tribunal Superior Eleitoral em Brasília: suspeitas devem partir do MP posto de renda. Outro fato importante sobre as declarações no sistema do TSE é que os candidatos não po-

dem ser responsabilizados por eventuais discrepâncias de valores ou informações inverídicas. A tarefa de "sus-

peitar" de evolução patrimonial irregular é do Ministério Público, segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

COMPARAÇÕES O FOCO fez um comparativo com as declarações de renda dos vereadores de mandato nas cidades de Mangaratiba, Seropédica e Itaguaí e constatou que alguns parlamentares tiveram evolução acentuada, como, por exemplo, o vereador do PSD de Mangaratiba Marco Antônio da Silva (Marquinho da Ilha), cuja declaração em 2008 somava R$ 25 mil e a de 2012 totalizou R$ 315 mil. Outro exemplo foi o vereador do PP de Itaguaí, Carlos Kifer, que teve evolução de mais de 500% nos últimos quatro anos. "As declarações do DilvulgaCand são meramente informati-

vas" - diz o TSE, e não há qualquer prerrogativa legal de que os candidatos devem declarar todos os seus bens. SEM BENS Não é só o aumento declarado de valores de bens e sua soma que podem despertar estranheza. A ausência de declaração também pode gerar suspeitas. É o caso do vereador José Carlos Simões (PSDB), que no formulário do DivulgaCand aparece zerado, ou seja, sem bens adquiridos em quatro anos. O FOCO deixou recado com seu assessor Fernando Antonio e até o fechamento da edição não obteve qualquer resposta.

Candidatos prestam contas do 1º mês de campanha Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

O

s candidatos aos cargos municipais das eleições em Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica já prestaram contas sobre a arrecadação e os gastos do primeiro mês de campanhas política nas ruas. Segundo a determinação eleitoral, os candida-

tos tiveram até o dia 06 de agosto (segunda-feira) para apresentar as parciais do início de campanha. Pela lei, os candidatos, partidos e comitês são obrigados— no início dos dois meses que antecedem o pleito — a apresentar a movimentação financeira de campanha. Para o candidato, a obrigação persiste mesmo nos

casos de renúncia, desistência, substituição e de indeferimento da candidatura, situações em que deverá prestar contas correspondentes ao período em que participou do processo eleitoral, mesmo que não tenha realizado campanha efetivamente. Nas cidades de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica, os candidatos à Prefeitura

O FOCO corrige matéria

Capixaba: 5 mil amigos e posts diários

N

a edição anterior (145), O FOCO publicou a matéria "Campanha eleitoral virtual", com informações sobre o uso das redes sociais em campanha eleitoral. O candidato à reeleição na prefeitura de Mangaratiba, Evandro Capixaba (PSD) solicitou que o jornal corrigisse algumas informações contidas na matéria: quanto ao número de amigos, a matéria dizia que o

candidato possui mais de três mil, mas essa é a média de assinantes da página. O FOCO informa que são 5.214 amigos (conferido no dia 9/8). A outra correção diz respeito às atualizações: a matéria informava que o candidato atualiza a página com pouca frequência, sendo a última datada no dia 25 de julho. O equívoco aconteceu por causa de uma ferramenta de priva-

cidade do site. De fato, o perfil tem atualizações frequentes (quase todo dia), entretanto, a visualização só está disponível para os amigos de Capixaba. Quando a matéria foi feita, a reportagem consultou seu perfil por uma conta que não o tinha como amigo. O FOCO publica esta errata com as devidas correções e ratifica o compromisso de levar ao leitor um jornalismo de qualidade.

prestaram as contas antes mesmo do prazo final determinado pelo TSE. Quanto aos candidatos a vereança das três cidades, nem todos conseguiram se adequar a exigência eleitoral. Na Cidade do Porto, são 150 candidatos, mas seis deles não apresentaram a prestação. Em Mangaratiba, dos 135 concorrentes, 15 não prestaram as

contas. Já na Cidade da Seda, dos 173 candidatos, 16 perderam o prazo da obrigação eleitoral. Os eleitores interessados em saber mais sobre a arrecadação e os gastos das campanhas eleitorais que antecedem às eleições já podem ter acesso à prestação de contas parciais através do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no

endereço: http://inter01. tse.jus.br/spceweb.consulta.prestacaoconta2012/. Na página, é possível escolher entre as contas do candidato, do comitê financeiro de campanha ou da direção partidária. A próxima prestação de contas parciais estará disponível no site do TSE a partir de zero hora do dia 6 de setembro.


12

poder

10 a 16 de agosto de 2012

Câmara Informa Presidência da Câmara quer providências para apurar denúncias de moradores do Chaperó contra o lixão  A Câmara de Itaguaí retornou do recesso parlamentar de meio de ano. A sessão plenária desta terça-feira (7/8), da Câmara de Itaguaí, foi marcada por uma decisão importante do presidente do Legislativo municipal, vereador Jorge Luís da Silva Rocha, o Jorginho Charlinho. O parlamentar encaminhou para a Procuradoria da Casa, determinação para que esta enviasse ofício à Comissão de Meio Ambiente, determinando providências a respeito do que está acontecendo no bairro Chaperó. Moradores denunciaram à Câmara que o bairro está sendo afetado pelo lixão, instalado ali, na divisa entre os municípios de Itaguaí e Seropédica, para que o lixão de Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio, fosse desativado pela prefeitura carioca. Desde então, os problemas na região vieram se acumulando, e, agora, os moradores estão sendo afetados por conta do cheiro forte que seria originado pelo chorume, que escorre do lixão de Seropédica. O presidente da Câmara de Itaguaí quer que a Comissão de Meio Ambiente investigue a veracidade do fato e tome providências urgentes para evitar mais riscos à população do lugar.

Curso a distância  O Senado Federal, por meio da Secretaria Especial, encaminhou ofício à presidência da Câmara convidando parlamentares, e funcionários do legislativo municipal, a participarem dos 25 cursos que serão ministrados à distância. O senador Cícero de Lucena foi quem encaminhou o documento, endereçado ao presidente do Legislativo de Itaguaí, vereador Jorginho Charlinho. De acordo com o documento, o convite está sendo feito a todas as câmaras municipais do país, como parte de um trabalho de aprimoramento para as comunidades legislativas. Os cursos serão ministrados entre os dias 27 de agosto e 5 de outubro. Para mais detalhes, basta consultar matéria sobre o curso no site da Câmara (www.camaraitaguai.rj.gov.br)

Ofícios ao prefeito  Estiveram presente à sessão da Câmara, além do presidente da Casa, os vereadores Lenilson Paes Rangel, Robertinho, Márcio Pinto, Vicente Rocha, Beto da Reta, Toni Coelho, Abelardinho e Carlos Kifer. Ficou a cargo do 2o secretário da Mesa Diretora, vereador Lenilson, a leitura dos documentos expedidos e recebidos. Assinados pelo presidente Jorginho Charlinho, foram encaminhados ao prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho, relação de leis aprovadas pela Câmara e as indicações, como a do vereador Vicente Rocha, solicitando a construção do Centro de Conveniência da Terceira Idade, para garantir melhor qualidade vida da população mais idosa. O vereador também teve encaminhada a solicitação feita ao prefeito, para reforma das ruas internas do Conjunto Vilage Brisamar. Ainda em Brisamar, o presidente Jorginho Charlinho encaminhou ofício ao prefeito pedindo a implantação de iluminação pública na Avenida Brisamar, no bairro do mesmo nome. Jorginho Charlinho também encaminhou pedido de criação de um projeto de lei para que dê isenção fiscal aos templos religiosos. A solicitação é do vicepresidente da Casa, vereador Silas Cabral. O vereador Márcio Pinto também encaminhou indicação para que a orla de Vila Geni, em Coroa Grande, recebesse obras de melhorias. divulgação

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

ELEIÇÕES 2012 Eleições Itaguaí

Aramis Brito continua firme em campanha

M

esmo já sendo veiculado em matéria do jornal O FOCO sobre o espaço para os candidatos da Cidade do Porto divulgarem suas campanhas, o retorno ainda não tem acontecido por parte da maioria deles, com exceção ao candidato à Prefeitura pelo Partido Social Cristão (PSC) em Itaguaí, Aramis Brito. A rotina de visitas aos diversos bairros e casas pela cidade continua Além de defender suas ideias, propostas e Plano de Governo, o candidato tem sido convidado para participar de atividades que já costumava fazer como cidadão comum. Esportista, o candidato participou de uma partida de Futebol dos Veteranos no campo do Estrela do Céu.

divulgação

O candidato apresenta seu Plano de Governo nos bairros Durante as conversas, a equipe do candidato anota as informações apresentadas pelos moradores e registram fotos que são di-

vulgadas pelas redes sociais, que divulga também pensamentos do candidato, Plano de Governo e vídeos com falas de Aramis

Eleições Mangaratiba

Capixaba e Madeira nos bairros da cidade

N

as ruas desde o primeiro dia oficial, a campanha em Mangaratiba está em crescente positiva. Reuniões, visitas, eventos públicos e muita caminhada tem marcado as campanhas dos candidatos à Prefeitura Municipal. Evandro Capixaba O candidato à reeleição Evandro Capixaba, junto ao seu vice, Ruy Quintanilha, tem percorrido todos os bairros do município. Nesta semana o candidato marcou presença em reuniões com moradores, candidatos a vereador e lideranças políticas.

Joaquim Madeira A campanha do candidato do PSC, Joaquim Madeira, tem se mantido nas visitas domiciliares dos amigos e participação em eventos a convite de eleitores que querem conhecer suas propostas. Madeira apresenta um Programa de Governo comprometido com a realidade de Mangaratiba, produzido e aperfeiçoado por sua equipe de trabalho sob sua supervisão. cadê a divulgação? Assim como em Itaguaí, a equipe de O FOCO também entrou em contato

Brito ou de declarações de cidadãos em apoio ao candidato a prefeito. Essa semana também ocorreram vários convites para defender suas ideias em associações de classe e grupos que pretendem ouvir as propostas de todos os candidatos a Prefeito. O inconveniente da semana para o candidato e sua equipe foi o roubo de seu carro de campanha (leia matéria página 9). Os demais candidatos têm divulgado sua campanha através das redes sociais como Facebook e Twitter e sites partidários. Embora tenha solicitado material de divulgação pela equipe de O FOCO, nenhum retorno foi dado pelos demais candidatos até o fechamento desta edição.

divulgação

Capixaba e Ruy em evento de campanha na cidade com os demais candidatos, mas até o fechamento da edição não obteve retorno. Os candidatos têm feito divulgação através das redes sociais com fotos de

campanha e agenda de compromissos políticos. Na cidade de Seropédica nenhum candidato se manifestou quanto ao espaço disponibilizado pelo jornal.

Sistema carcerário

Cartilha educativa para presidiários Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

O

Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC), lançou, na segunda-feira (06), a “Cartilha Legal – Para quem está preso e quer fi-

car legal”, idealizado pela promotora de Justiça Andrezza Duarte Cançado. Destinada aos cerca de 5 mil internos do sistema penitenciário que estudam numa das 14 escolas que funcionam dentro de presídios. Por meio de uma história em quadrinhos em linguagem colo-

quial, com gírias e vocabulário utilizados pelos detentos, a cartilha informa, de maneira lúdica, quais são os seus direitos e deveres dos presos e de seus familiares. Cerca de 400 professores que lecionam nesses colégios também receberam o material e estão sendo treinados para usá-

-lo em aulas de Português, Matemática e Ciências. A idealizadora afirmou que a cartilha tem a função também de acabar com a visão negativa em relação ao Ministério Público. "São explicadas as várias funções do MP, inclusive a de garantir os direitos dos próprios detentos" — assegurou.


poder

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

10 a 16 de agosto de 2012

13

ELEIÇÕES 2012 Justiça Eleitoral com o fim do prazo para julgamento dos pedidos de registro de candidatura, o cenário muda para postulantes a prefeito

gian cornachini

Andréia Busatto e Antonio indeferidos Jupy Junior jupyjunior@jornalofoco.com.br

O

Tribunal Regional Eleitoral havia anunciado que o domingo (5) seria o último dia para os julgamentos dos pedidos de registro de candidatura. Assim foi, e embora a situação ainda não esteja plenamente resolvida (os recursos das candidaturas indeferidas ainda podem ser julgados até 23 de agosto), o panorama mudou, e dois candidatos a prefeito ainda devem apresentar recursos a fim de normalizarem suas

candidaturas: Andréia Busatto (PDT) em Mangaratiba e Antonio Zona Rural (PMDB) em Seropédica.

ganda com carros de som e espalhou inúmeras placas pela cidade — ainda há a pendência jurídica a ser

FICHA LIMPA O FOCO procurou o advogado de Andréia, Bruno Calfat, para saber quais providências seriam tomadas a respeito da situação de Andréia, mas a despeito da insistência da reportagem, não houve resposta. Embora Andréia ainda seja candidata — ela intensificou a campanha com caminhadas (fez uma na semana passada em Conceição de Jacareí), fez propa-

Em Mangaratiba, a deputada Andréia deve recorrer para garantir sua candidatura, mesmo caso de Antônio Zona Rural em Seropédica analisada. Esta é a mesma situação de Antônio Zona Rural, peemedebista que foi afastado pela direção alan miranda

Antônio Zona Rural: também indeferido, segundo o Tribunal Superior Eleitoral

estadual do partido há cerca de dois meses. O FOCO também procurou o PMDB para obter informações sobre a campanha de Antônio, mas até o fechamento desta edição não obteve qualquer resposta. A agitação jurídica das campanhas é uma evidências de que a Lei da "Ficha Limpa", aplicada pela primeira vez em eleições municipais, tem mudado bastante a dinâmica do processo eleitoral. No caso de Andréia, o indeferimento se dá pela sentença desfavorável à deputada estadual em julgamento ocorrido em julho do ano passado. Ela foi declarada inelegível pelo TRE-RJ por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. Calfat nega que Andréia seja culpada, e há uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral que a garante no cargo da Alerj. Quanto à Justiça Eleitoral, sabe-se apenas que a situação dela deve ser resolvida até o dia 23 deste mês. Não se sabe ao certo as razões do indeferimento de Antônio Zona Rural, mas a data para a confirmação (ou não) de sua

TSE: contas não precisam de aprovação P

or maioria de votos, o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a falta de aprovação de contas de campanha não impede a obtenção, pelos candidatos, da certidão de quitação eleitoral e do registro de candidatura nas Eleições 2012. Ao apresentar seu voto-vista na sessão administrativa de quinta-feira (28), o ministro Dias Toffoli desempatou o julgamento em favor do pedido de recon-

sideração apresentado pelo PT. O partido solicitava ao TSE que voltasse atrás em sua decisão que passou a exigir dos candidatos a aprovação das contas eleitorais para a obtenção do registro. Toffoli solicitou vista do pedido na sessão anterior (26), quando o julgamento estava empatado em três votos a três. Segundo Toffoli, a legislação eleitoral em vigor não exige a aprovação das contas eleitorais para que os can-

Após mencionar a evolução do tema no TSE, o ministro Dias Toffoli votou com os ministros que acolheram o pedido do PT didatos às eleições municipais deste ano obtenham o registro de candidatura. De acordo com ele, a legislação eleitoral estabele-

ce que a certidão de quitação eleitoral abrangerá exclusivamente a apresentação de contas de campanha. “O legislador pretendeu disciplinar a matéria de forma clara, estabelecendo um critério legal que até então era disciplinado apenas por meio de instruções desta Corte. Não vejo como suplantar o texto da lei, para estabelecer requisito não inserido no dispositivo legal” — afirmou o ministro.

Andréia permanece candidata até julgamento de recurso candidatura é a mesma: 23 de agosto. Cabe ressaltar que os dois candidatos a prefeito assim permanecem: can-

didatos, até que um dado novo seja acrescentado, ou até que nova decisão modifique mais uma vez um cenário ainda incerto.

Vereadores regularizam situação „O placar dos indeferimentos para os postulantes a vereador também se modificou: em Mangaratiba são 23 candidatos a vereador considerados inaptos. Dentre eles o ex-vereador Kabeça (PSD), e os vereadores de mandato José Carlos da Costa (PSD), Dr. Simões (PSDB) e Marquinho da Ilha (PSD). Em Itaguaí, agora são apenas quatro indeferidos. Em Seropédica, ainda são 27 inaptos, nenhum tentando se reeleger. Os vereadores Vicente Rocha e Abelardinho (ambos PMDB) apresentaram documentos e suas candidaturas estão plenamente regularizadas, assim como Silas Cabral (PV), que não aparece mais como inapto na lista do TSE disponível no DivulgaCand. Rocha comentou que seria melhor julgar os candidatos antes do início da campanha, para que não haja prejuízos nem ao candidato nem aos eleitores.

Diplomação

Mérito Estadual para Conselho Municipal

A

Secretaria Estadual de Segurança reconhece oficialmente o trabalho desenvolvido pelo Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí. Durante a cerimônia, o Conselho representado pelo presidente Sérgio Tavares teve o trabalho exaltado pelo secretário estadual de Segurança, José Mariana Beltrâme. "Nos últimos anos, o Conselho Comuni-

tário de Segurança Pública de Itaguaí foi um dos melhores Conselhos do estado do Rio de Janeiro, destacando o empenho, a determinação, a responsabilidade, a participação e a condução feita pela diretoria" — assegurou Beltrâme. No total, foram 21 conselhos diplomados. A nova diretoria do Conselho Comunitário da Cidade do Porto assumiu em maio deste ano.


10 a 16 de agosto de 2012

14 cultura & variedades 100 anos do amado Jorge um dos autores brasileiros mais publicados no mundo, jorge amado faria 100 anos hoje

Cem anos de qualidade literal

reprodução internet

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

Arte gratuita

Música e poesia dão início ao mês "Agosto das Artes" caio assis

Segunda atração do "Agosto das Artes" aconteceu no Picanha do Cheff, com poesia, música e teatro. Programação segue até fim do mês Alana Miranda alanmiranda@jornalofoco.com.br

O

projeto cultural "Agosto das Artes" teve início no dia 2 com uma palestra do artista plástico Di Carvalho sobre "Arte da Pré-história". Na quinta-feira (8), o poeta Paulo Alexandre e o violonista Amaury Júnior deram continuidade à programação no restaurante Picanha do Cheff. Com decoração intimista e ambiente agradável, cerca de 30 pessoas assistiram apresentação de poesia, música e até monólogo teatral.

A Bahia e as praias locais são cenários constantes das obras de Jorge Amado Alan Miranda alanmiranda@jornalofoco.com.br

O

ano de 2012 datou diversas comemorações no segmento cultural do país. No ano em que se comemora o centenário de Jorge Amado também celebra-se o septuagésimo aniversário de Caetano, Milton, Paulinho da Viola e Gil, 30 anos sem Elis Regina, 15 sem Chico Science e também o centenário do jornalista Nelson Rodrigues. É nesse âmbito de efervescência da memória cultural que o baiano Jorge Amado figura entre os grandes nomes da literatura nacional.

Nas bibliotecas de Itaguaí e Mangaratiba é possível encontrar diversos livros do autor. FMP avisa que tem a obra completa de Jorge BAHIA MUNDIAL Jorge Amado é um dos maiores escritores brasileiros celebrados em todo o mundo. Seu universo é

pontuado por sensualidade, política, natureza e reproduz a tradução de algo intraduzível: a "baianidade". Seus romances falam de amores impossíveis, traições, sexo, disputas e contradições bem brasileiras. Pode-se dizer que Jorge ajudou a Bahia a se tornar mundial. comemoração Segundo o site oficial do escritor, as atividades comemorativas começaram no ano passado, quando completaria 10 anos de morte do escritor, e seguem até o final de 2012. Dentre as festividades que percorrem o Brasil estão o filme "Capitães da Areia", da cineasta e neta do escritor Cecília Amado, que estreou nos cinemas de todo o país; a peça "Dona Flor e seus dois maridos", que entra em cartaz no Rio de Janeiro; e a editora Companhia das Letras lança uma caixa que reúne os quatro livros das mulheres de Jorge, além de preparar uma programação com edições especiais, como o livro inédito de cartas que Jorge trocou com Zélia enquanto estava no

exílio. Em Salvador, Jorge Amado será tema do carnaval de 2012 no famoso circuito Barra-Ondina. E a escola Imperatriz Leopoldinense também homenageia o escritor com o

Dentre as festividades comemorativas estão o filme "Capitães de Areia" e a peça "Dona Flor e seus dois maridos" samba-enredo baseado em suas obras. Jorge nas cidades Em Mangaratiba, o diretor da Fundação Mário Peixoto, Emil de Castro antecipou que o órgão possui a obra completa de Jorge Amado. Elas estão divididas entre as quatro bibliotecas locais: Muriqui, Conceição de Jacareí, Itacuruça e Mangaratiba. Em Itaguaí, existe a Biblioteca Machado de Assis. A reportagem solicitou alguns títulos de livros disponíveis do escritor, mas não obteve resposta até o fechamento da edição.

arte coletiva O poeta Paulo Alexandre leu alguns poemas de um de seus seis livros. Dentre eles: "Saudades de você", "Menina", "Ainda te amo" e "Hoje". Há mais de 20 anos ele já escreve e comentou um pouco sobre a sua relação com a cultura: "eu já fui secretário de turismo de Ita-

Violonista Amaury Júnior e Paulo Alexandre no recital guaí, em 1993 e também diretor cultural em Mangaratiba. Minha relação com a cultura local já é antiga." — contou ele. Acompanhado pelo violonista Amaury Júnior, também acrescentou ao recital sucessos românticos como "Codinome beija-flor", "Monte castelo" e "Meu bem querer". A plateia fez coro e outros presentes também empunharam o microfone para declamar. As poesias recitados pelo público eram do livro "Poesias do amor", da poeta Ana Maria Pereira, que não pode ir pessoalmente, mas enviou sua arte.

"cultura, tô dentro" Quando foi convidado para participar do projeto, Paulo Alexandre foi objetivo: "É cultura, tô dentro". Ele acredita que o incentivo público ainda é precário e o acesso à cultura muitas vezes é caro. O "Agosto das Artes" tenta superar as duas deficiências e mostrar que Itaguaí pode ter um futuro promissor nesse âmbito. A programação terá mais duas atividades nesta semana: apresentação de chorinho (14), no Emmaf e exposição de arte (17), no curso Célula 1.

Secretaria Estadual de Cultura

Governo estadual visita a FMP Carol Santana carolsantana@jornalofoco.com.br

N

esta semana representantes da Secretaria Estadual de Cultura estiveram na Fundação Mario Peixoto (FMP) para co-

nhecer os projetos de incentivo à leitura desenvolvidos pela Secretaria de Cultura de Itaguaí. A visita serviu para uma aproximação, como explicou a coordenadora do sistema estadual de bibliotedivulgação

Os projetos municipais podem ser referência no estado

cas, Rita de Cássia Carino. Segundo ela, as iniciativas desenvolvidas na cidade têm repercutido de maneira positiva no estado: “Recebemos a informação de que o município estava realizando várias ações dinâmicas de incentivo à leitura, por isso viemos conhecer” – afirmou a coordenadora. De todos os projetos realizados na FMP, a iniciativa “ler é viver” foi a mais ressaltada. “Fiquei encantada com este projeto e a maneira como ele é feito. Temos visto essas iniciativas de fortalecimento com bons olhos e Mangaratiba está com projetos fantásticos e com uma coleção literária magnífica” – destacou Rita.


10 a 16 de agosto de 2012

15esportes

JORNAL O FOCO

redacao@jornalofoco.com.br fale com a redação (21) 2687-0694 www.jornalofoco.com.br

Investimentos Esportivos Na segunda matéria da série, o foco fala sobre a cidade do porto. Situação é muito semelhante à de mangaratiba

Jogos Escolares

Atletismo abre os Jogos Estudantis

Muitas escolinhas, mas pouca estrutura

erbs jr.

Nos dois primeiros dias de jogos, Lucas Santana se destacou com três medalhas em dois esportes diferentes. E ele quer mais Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

N

esta semana começou a edição 2012 dos Jogos Estudantis de Itaguaí para adolescentes entre 14 e 16 anos, que terá a participação de 16 escolas. A competição, que se estenderá até o mês de outubro, terá disputas em nove modalidades, dentre elas corrida, futebol e o inédito tênis de mesa. No primeiro dia de competição, terça (7), o campo do Itaguaí A.C recebeu as primeiras provas de corrida. Na quinta (9), foi a vez do arremesso de peso, que

consagrou Lucas Santana, destaque da competição até o momento. O jovem de 14 anos medalhou nas duas categorias (ouro na de 14 anos e bronze na de 16). Além disso, o aluno da E.M. Jorge Flores foi o segundo colocado na corrida de 14 anos. CLASSIFICAÇÃO Nos dois primeiros dias de competição, a classificação é a seguinte: no feminino até 14 anos, a 1ª colocada é a Escola Severino (21 pontos), seguida de Jorge Flores (18) e Santa Cândida (11); no masculino, as líderes são a Jorge Flores (24), Santa Cândida (21) e Fusao (15). No feminino até 16 anos, a tabela traz Severino (25 pontos) em 1º, Jorge Flores (19) em 2º e Ciep 300 (9) e Fusao (9). No masculino, o CEM é o líder (19), seguido por Cheperó (16) e Ciep 300 (16) empatado com Acácias (16) em terceiro. thiago melo

Com a touca do clube pelo qual se federou, Matheusinho é o principal jovem atleta de destaque da Cidade do Porto Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

E

m sua última edição (145), O FOCO iniciou uma série para analisar os investimentos e projetos esportivos na região. Como anunciado, o município analisado esta semana foi Itaguaí. Assim como Mangaratiba, a Cidade do Porto também disponibiliza escolinhas e organiza campeonatos e projetos. Nos últimos anos, destaca-se o grande crescimento das iniciativas na área esportiva, com implantação de novos campeonatos e modalidades. No entanto,

Com o Núcleo de Iniciação Esportiva, a prefeitura leva diversas modalidades a quase todas as comunidades de Itaguaí a cidade sofre com problemas estruturais e a falta de uma verba fixa para a descoberta de novos talentos.

NÚCLEO DE INICIAÇÃO Coordenador de Esportes do Município, Pedro Alexandre da Graça falou sobre as diversas escolinhas oferecidas pela prefeitura. Como destaque, citou o "Núcleo de Iniciação Esportiva", que há pouco mais de um ano oferece diversas modalidades para os jovens itaguaienses. Com cinco polos construídos, a iniciativa disponibiliza vôlei, basquete, futebol de salão, futebol de campo, handebol e natação para centenas de crianças. CAMPEONATOS Todas estas modalidades são praticadas e incentivadas com os diversos campeonatos no decorrer do ano, como por exemplo, as Copas Cidade do Porto de Futsal de todas as categorias e os Jogos Estudantis, que tentam levar o esporte até as crianças ainda nas escolas. O coordenador destacou também as iniciativas indiretas de incentivo do município, como um curso que formou 30 árbitros neste ano.

ÚNICO DESTAQUE Com mais de 100 mil habitantes, um único jovem se destaca em meio às mi-

De futuros talentos, a cidade possui apenas Matheusinhos. Falta estrutura e planejamento para a descoberta de novos lhares de crianças que começaram no esporte por iniciativas da prefeitura: Matheus Cezar da Cunha Freitas — nadador de apenas 10 anos campeão pelo Botafogo. Apesar de ser federado pelo clube carioca, Matheusinho ainda carrega o nome da cidade, pois a prefeitura ainda arca com despesas do atleta, como viagens, hospedagens e alimentação. De segunda a sexta Matheusinho ainda treina em Itaguaí, mesmo sem ter uma piscina com padrões olímpicos. A princípio, isto pode parecer pouco, mas os problemas estruturais

vão além: Itaguaí não possui nem um campo, nem uma quadra com tamanho oficial, apenas o projeto de um Centro Esportivo. E, assim como Mangaratiba, também não possui uma verba fixa destinada ao esporte, o que dificulta realizações como a construção dos campos e quadras, por exemplo, e a manutenção de futuros Matheusinhos. Lohana Rodrigues é uma destas prejudicadas. A jovem bicampeã brasileira e vice-campeã mundial de karatê. Contudo, o esporte não é praticado em nenhum ponto de Itaguaí, assim como diversas outras artes marciais. Mesmo sem requererem grandes estruturas como quadras e piscinas, estes esportes não possuem escolinhas, apenas apoio em alguns campeonatos. A evolução do esporte em Itaguaí é notável e admirável. No entanto, é fácil perceber que ainda está distante do ideal. Para o futuro, o grande crescimento da cidade dá boas esperanças para os jovens esportistas, resta aguardar.

Lucas Santana exibe troféus e medalhas que conquistou


16

esportes

10 a 16 de agosto de 2012

Futebol Sub-17

De queima de fogos a volta olímpica, Itaguaí sagra-se campeão Caio Assis caioassis@jornalofoco.com.br

D

uas semanas após conquistar o título e a vaga para a fase estadual, a Liga Desportiva de Itaguaí enfim pode levantar o caneco. Após a goleada fo-

ra de casa no primeiro jogo da final simbólica (4x2), a equipe itaguaiense recebeu o Paraty e, com estádio lotado e vitória de 2x1, sagrou-se oficialmente campeã da Liga Municipal da Costa Verde Sub-17. O título teve de tudo, divulgação

Jogadores celebram primeiro título da histíria do Itaguaí

JORNAL O FOCO

fale com a redação (21) 2687-0694

Futebol Amador Jovens itaguaienses fizeram história e conquistaram a vaga para o estadual e o primeiro título da história do clube desde queima de fogos momentos antes do apito inicial a volta olímpica ao fim do jogo. Apesar da vantagem conquistada no primeiro jogo, a partida foi complicada: o Itaguaí abriu o placar ainda no primeiro tempo; aos 20 da segunda etapa, o juiz marcou pênalti para o Paraty, 1x1; cinco minutos após, os itaguaienses marcaram mais um e selaram a vitória 2x1e título. FASE ESTADUAL Na fase final do torneio, o Itaguaí enfrenta o Volta Redonda em dois jogos — oito e 15 de setembro. Nesta etapa da competição os times enfrentam-se em mata-mata e o campeão representará o estado do Rio de Janeiro no campeonato nacional da modalidade.

Village conquista mais um título em 2012 divulgação/pmm

Felizes e orgulhosos, os jogadores do Village posaram com a taça — a segunda do ano

A

ssim como no campeonato de Master, que aconteceu em maio deste ano, o Village sagrou-se novamente campeão de futebol em Mangaratiba. Desta vez, o título foi do Campeonato de Veteranos, mas o placar e adversário foram os mesmos de três meses atrás: 1x0 sobre o Muriqui. A final aconteceu em jogo único no estádio da Praia do Saco às 9h

de domingo (5) e atraiu diversos torcedores, dentre eles o candidato à reeleição, Evandro Capixaba, e seu vice, Ruy Quintanilha (ambos do PSD). A partida mais uma vez ficou marcada pelo equilíbrio e as duas equipes provaram dentro de campo que mereciam ser finalistas do torneio. O jogo foi decidido nos detalhes e o gol do título saiu em co-

brança de pênalti de André da Silva. O secretário de Esportes e Lazer, Hugo Sátyro, comemorou o sucesso do campeonato. “Todos estão de parabéns, realmente vestiram as camisas de seus times e demonstraram comprometimento. Um sucesso absoluto não só dos campeões, mas de todas as equipes participantes” — declarou.

BrowsejornalofocoUploadJORNAL O FOCO ED. 146 | NOTÍCIA COM NITIDEZ  

Notícias sobre o cotidiano dos municípios de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica. Informação sobre política e os bastidores do poder. Cultura,...