Issuu on Google+

JORNAL

jornalofoco.com.br R$ 0,50

ANO 8  N.º 177 172 SEXTA-FEIRA, 06 28 DE JUNHO FEVEREIRO DE 2014 DE 2014

Mangaratiba sobe três posições no ranking de desenvolvimento do estado ESTUDO FIRJAN] Município obtém bons resultados em Educação, Saúde e Emprego e Renda Criado em 2008, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) tem o objetivo de monitorar o desenvolvimento socioeconômico do país. Os resultados obtidos têm base em informações oficiais dos ministérios da Educação, Saúde, Trabalho e Emprego. Mangaratiba ocupa o 14º no do Estado do Rio de Janeiro, segundo estudo da Federação das Indústrias do Estado Rio de Janeiro (Firjan). Se comparada com municípios vizinhos, Mangaratiba é a primeira em Educação, terceira em Saúde e Emprego e Renda. Itaguaí caiu dez posições no ranking e ocupa o 26º lugar. Seropédica é um dos piores em Saúde: 89º (de um total de 92). Página 6

COPA 2014 [THIAGO MELO/O FOCO]

Trecho da RJ-149 que cedeu começa a ser reformado

Página 7

[DIVULGAÇÃO/PMM]

Funcionários do DER trabalham na estrada que liga Mangaratiba a Rio-Claro

Alunos da Rural criam cemitério para animais

Prefeitura discute melhorias na BR-101

Página 4

Página 3

personagem

ITÁLIA EM MANGRATIBA|O prefeito Evandro Capixaba recebe das mãos de Stefano Balducci, chefe de logísitca da Federação Italiana de Futebol, a camisa 9 usada por uma das estrelas da seleção, o atacante Balotelli. "Estamos muito felizes pela Azzurra ter escolhido Mangaratiba como sua casa. O Brasil tem mais de 5 mil municípios e nós fomos os selecionados. Sinal que a cidade tem muita coisa boa a oferecer. Página 11

Expresso caótico: empresa segue deixando a desejar A má qualidade dos serviços da Expresso Mangaratiba é incontestável. Diariamente, usuários do serviço público, que dependem da empresa, são surpreendidos por panes mecânicas e o destino é quase sempre o acostamento da Rio-Santos. Prazo para renovação da frota está chegando ao fim. Página 7

[JACK DE CARVALHO/O FOCO]

Conheça a história de Eli Fonseca. Pedreiro, ele sonhava ser médico Página 2

TCE condena Aarão por superfaturamento

Má conservação. Ônibus da Expresso lança nuvem de fumaça por onde passa

R$ 154.075,50 deverão ser devolvidos aos cofres públicos por irregularidades na compra de merenda escolar em contrato de fevereiro de 2006. O ex-prefeito, cassado em 2010, também deverá pagar multa no valor de Página 8 R$ 7.641,90.


2

cotidiano

O FOCO

06 de junho de 2014

Do sonho à realidade: a história do pedreiro que queria ser médico

[DIVULGAÇÃO/PROCON-RJ]

SUPERAÇÃO] Eli trocou a colher de pedreiro pelo estetoscópio. Obstinado, ele chegou a estudar 12 horas por dia [JACK DE CARVALHO/O FOCO]

JACK DE CARVALHO jackdecarvalho@jornalofoco.com.br Eli Alves Fonseca caminha pelos corredores do Hospital Municipal Victor de Souza Breves (HMVSB), em Mangaratiba, vestindo um jaleco branco com seu nome bordado acima da palavra Medicina. Em volta do pescoço, o estetoscópio, uma de suas novas ferramentas de trabalho. Hoje acadêmico de Medicina, Eli, 48 anos, é orgulho para uns e exemplo para outros. Desde a adolescência trabalhando pesado como pedreiro na construção civil, ele nunca desistiu de seu sonho que está cada vez mais perto de ser realizado: ser médico. “O sonho de fazer uma faculdade era antigo, porém distante da minha realidade de jovem de família pobre”, diz Eli, hoje aluno do 5º ano de Medicina na Universidade Iguaçu (Unig). Natural de Paraty, Eli veio morar em Mangaratiba aos 16 anos. A oportunidade para cursar uma faculdade veio quando sua esposa, Gleyce Guimarães Fonseca, começou a lecionar música na UNIG. Sabendo do sonho de Eli, um dos donos da universidade decidiu ajudá-lo. “Aí eu descobri que não tinha mais o histórico escolar o que impediria fazer o vestibular e a escola que estudei havia sido fechada”, lembra Eli. Mais um desafio, mais uma vitória. Eli fez um curso supletivo. “Uma das diretoras do Centro de Estudos Supletivos me propôs fazer desde a 4ª do fundamental até o 3º ano do ensino médio no Supletivo. Em 90 dias eu fiz em média 200 provas”, garante. Para vencer essa etapa, o pedreiro contou com a compreensão e apoio de parentes e patrões. “Organizei meus estudos começando a estudar duas horas por dia e ao final estava estudando cerca de 12 horas diárias”. Tanta dedicação estar perto de render o primeiro grande resultado. Eli deve ser forEXPEDIENTE

Fiscais interditaram a cozinha do Point do Pão devido a sujeira

FISCALIZAÇÃO. PORTOBELLO E PADARIAS AUTUADOS

Procon descartou 200 kg de alimentos impróprios Mangaratiba foi uma das cidades que receberam a Operação Camisa 10, da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon). Na última semana de maio, fiscais do Procon vistoriaram restaurantes, supermercados, padarias, lojas, e o Hotel Portobello, que hospeda a seleção italiana. Dos 13 estabelecimentos vistoriados, oito foram autuados e serão multados por diversas irregularidades. No Hotel Portobello, os agentes descartaram 25 quilos de massas, camarão, salmão e margarina vencidos, além cerca de 20 quilos de produtos sem especificação quanto ao prazo de validade. O hotel foi autuado também por nãocumprir a lei que obriga a fixar cartazes com o Disque Procon 151 e com a informação de que é proibido hospedagem de crianças e adolescentes desacompanhados. Outra irregularidade é a não divulgação de folhetos

sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e não fornecimento preservativos aos clientes. PADARIAS AUTUADAS A Padaria Pingo de Ouro (Av. Mangaratiba, 155) tinha bebidas e alimentos armazenados em contato direto com o chão. Freezer em péssimas condições de higiene e limpeza (restos de comida e sangue). Foi constatada ainda a presença de baratas no balcão, no freezer da cozinha e no refrigerador de água para feitura do pão. O freezer e o refrigerador de água foram interditados até que se comprove o cumprimento das exigências. Na Point do Pão (Praça N.S. da Guia, 121) foram encontrados cerca de 20 quilos de mistura para bolo e 1,5 quilos de canela em pó vencidos. A cozinha foi interditada até que se comprove junto ao Procon a sua limpeza.

FOTO-LEGENDA. PREFEITURA E CAIXA

Eli Alves Fonseca faz residência no hospital Victor de Souza Breves e deve se formar no próximo semestre mar em Medicina no primeiro semestre de 2015. “Profissionalmente eu ainda não cheguei aonde quero, que é terminar medicina e fazer especialização em pedia-

tria”. Como acadêmico no HMVSB, recebe uma bolsa e cumpre plantões de 24 horas. Ainda assim, fica outros plantões como voluntário. “Me sinto honrado pela pro-

EDITADO E PUBLICADO POR T.M.COMUNICAÇÕES LTDA (07.600.975/0001-08)

Rua Dr. Nilo Peçanha, n.º 233, Sala 3, Centro, Mangaratiba - Cep.: 23860-000

Diretor Geral: Thiago Melo (MTB 25806-RJ) Diretora Administrativa: Marina Melo Reportagens: Jack de Carvalho

fissão e é gratificante poder ajudar as pessoas. Saber que um pouquinho que eu posso fazer vai amenizar o sofrimento das pessoas”, conta orgulhoso o futuro médico.

Centenas de servidores públicos de Mangaratiba começaram a usufruir do convênio assinado entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura da cidade. Desde terça-feira, 4, a Caixa oferece produtos e serviços em um estande montado no saguão da prefeitura. A procura tem sido grande, principalmente pelo crédito consignado para empréstimos com taxas reduzidas.

endereços na internet www.jornalofoco.com.br | www.facebook.com/jornalofoco |www.twitter.com/jornalofoco Impressão: Editora Esquema Diagramação: Thiago Melo

FALE COM A REDAÇÃO: (21) 3789.1541 | 9.6424.5246 ATENDIMENTO AO LEITOR leitor@jornalofoco.com.br SUGESTÕES DE PAUTA redacao@jornalofoco.com.br ANUNCIE comercial@jornalofoco.com.br


cotidiano

06 de junho de 2014

O FOCO

3

Prefeitura discute duplicação da Rio-Santos BR-101] Dnit apresenta estudo de viabilidade e recebe demandas de Mangaratiba JACK DE CARVALHO jackdecarvalho@jornalofoco.com.br Representantes da Prefeitura e Câmara de Mangaratiba, e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) estiveram reunidos na manhã de quarta-feira, 4, para discutir a obra de duplicação da Rodovia Rio-Santos, BR-101, entre Mangaratiba e Paraty. Participaram da reunião os secretários de Obras, Edmilson Ferreira, de Planejamento, Márcia Moreira, de Integração, Humberto Vaz, o subsecretário de Meio Ambiente Roberto Antunes e os vereadores André Banana (PSL), Chicão da Ilha (PCdoB) e Edu Jordão (PSD). A proposta de duplicação apresentada pelo Dnit prevê a construção uma nova estrada que vai contornar o Parque Cunhabebe, além de melhorias no trecho já existente até Paraty. A obra pode custar cerca de de R$ 500 milhões e levar cinco anos para ser construída. Isso após a aprovação do projeto, o que pode demorar vários anos. O valor definitivo só será conhecido após relatórios de viabilidades técnica, econômica e ambiental. Os municípios impactados diretamente pela obra podem apresentar propostas sobre a duplicação em seus territórios. São eles: Rio de Janeiro, Itaguaí, Mangaratiba, Angra, Paraty e Ubatuba. “É muito bom eles fazerem esta consulta às cidades afetadas para que possamos passar nossas necessidades e demandas antes de uma possível duplicação. Precisamos de radares, redutores e passarelas em pontos estratégicos da rodovia, onde estão acontecendo muitos acidentes. Estamos cobrando diariamente essas

[THIAGO MELO/O FOCO]

iniciativas e tenho confiança de que seremos atendidos”, disse o secretário de Integração Humberto Vaz. O PROJETO O projeto leva em conta o crescimento populacional e de circulação de veículos nos próximos cinco anos e, caso saia do papel, diminuirá pela metade o tempo de descolamento feito pelo trajeto atual, já que a nova estrada terá apenas 30 quilômetros de extensão e a antiga tem 60 quilômetros. Pelo traçado da proposta inicial apresentada pelo Dnit a duplicação seria feita da seguinte forma: uma nova rodovia de mão dupla seria construída a partir de Itacuruçá, contornando Mangaratiba até Angra. Essa via seria a opção para quem vem do Rio de Janeiro em direção à Angra, Paraty e São Paulo. Quem viria para Mangaratiba, seguiria pela parte da BR 101 que existe hoje. FLUXO Com um custo de manutenção R$ 137 milhões por ano, a Rio-Santos chega a ter entre Itaguaí e Paraty um movimento diário de 26 mil veículos de segunda a sexta. Nos fins de semana esse movimento aumenta consideravelmente. Outro aspecto importante quando se fala da duplicação são as Usinas Nucleares, responsáveis pela produção de 45% da energia elétrica que abastece o Rio de Janeiro. A Central Nuclear de Angra dos Reis é, por segurança, desligada sempre que a BR-101 fique fechada por mais de 2 horas. Isso porque em caso de uma evacuação de emergência, milhares de pessoas das cidade de Angra, Mangaratiba e Paraty não teriam por onde sair com a rodovia interditada.

Secretários e vereadores cobraram ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte medidas urgentes para reduzir índices de atropelamento

Plano Diretor terá que ser revisto Durante a reunião a secretária de Planejamento, Márcia Moreira (foto), chamou atenção para a necessidade da revisão do Plano Diretor de Mangaratiba. Caso a duplicação da rodovia Rio-Santos saia do papel, o Plano Diretor dos municípios afetados pela obra é um dos documentos orientadores das intervenções urbanas. “É preciso garantir regras para expansão urbana, dizer o que nós vamos querer em longo prazo, e há leis federais e estaduais que precisam ser anexadas ao Plano”, disse Márcia. Também precisam ser incluídos ao Plano Diretor o plano de Mobilidade Urbana, cujo prazo para ela-

boração termina em 2015, e o plano de Saneamento Básico. Existem leis complementares a nível estadual e Federal que precisam ser anexadas ao Plano Diretor. “Nós hoje temos um Parque Cunhambebe dentro do território do município que na hora da construção do Plano Diretor (em 2007)

não era previsto. Esses são alguns aspectos”, declarou a secretária. Para a secretária, a duplicação da rodovia Rio-Santos tem aspecto positivo e negativo. “A rodovia traz progresso, facilita o trânsito, vai ajudar na evacuação em caso de acidente. Mas tem seu lado negativo, porque vai cortar uma região de Mata Atlântica”. Márcia acredita que durante as obras, a mão de obra local será bem aproveitada porque a essa altura a Faetec já estará funcionando. “Está tudo certo para a Faetec em Mangaratiba. Nós fizemos nossa parte, só restam eles instalarem”.

NÚMEROS

R$ 500 MI

É o valor que poderá custar a obra de duplicação da Rodovia

R$ 137 MI É o custo anual com a manutenção da Rio-Santos. Segundo técnicos o valor é alto devido, principalmente, às condições climáticas e geológicas da região

26000 Veículos trafégam diariamente pela Rio-Santos no trecho entre Itaguaí e Paraty


4

cotidiano

O FOCO

06 de junho de 2014

O plural da beleza BELEZA] Mangaratibense faz sucesso como modelo plus size e vai disputar final do Miss Brasil [FOTOS JACK DE CARVALHO/O FOCO]

JACK DE CARVALHO jackdecarvalho@jornalofoco.com.br Como muitas meninas, quando criança, Drielli Braga, hoje com 21 anos, também sonhou em ser modelo. Mas parecia que ficaria mesmo só no sonho. “Eu sempre fui gordinha, achava que não ia emagrecer”, lembra a estudante de biologia, que esse mês disputará em São José dos Campos (SP) a final do concurso Miss Brasil Plus Size. Os quilinhos a mais que na adolescência lhe renderam apelidos, agora lhe rendem elogios e reconhecimento. Drielli foi eleita a miss elegante Carioca, primeiro título em pouco mais de um ano de carreira. Há duas semanas, a modelo mangaratibense foi eleita a 3º colocada no concurso A Mais Bela Gordinha do Brasil. PRIMEIROS PASSOS A decisão de tentar a carreira de modelo plus

veio depois que Drielli viu na tevê um desfile da categoria. Com apoio da família ela deu os primeiros passos na passarela, algo que até pouco tempo era inimaginável para a jovem que na adolescência tinha vergonha do próprio corpo. “Hoje em dia eu vejo que ser gordinha nunca foi problema. Era mais coisa da minha cabeça. Eu acho que cabeça de adolescente é muita exagerada. É muito difícil achar adolescente que se considere feliz com seu peso”, diz Drielli. ENCONTRO COM FÁTIMA BERNARDES Um dos momentos mais emocionantes até agora foi participar do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. “Todo mundo assistiu o programa naquele dia, tiraram fotos da tevê e postaram no Facebook”, lembra Drielli. A modelo considera

importante que a mídia paute o tema. “O ideal de magreza foi imposto pela mídia. Então por que não colocar na mídia o ideal de beleza? “, diz Drielli. Para ela, é preciso que se aborde mais. “ Tem muita gente que eu conheço que não sabe o que é uma modelo puls size. Tem muitas meninas bonitas por aí. E não é só um questão de ser ‘ah, vou ser mo-

delo, desfilar por aí, ganhar dinheiro`, é aceitação também”. COROAÇÃO Drielli será em breve coroada Miss Plus Size Mangaratiba, reconhecimento da Prefeitura de Mangaratiba por ela ter representar a cidade nos desfiles, como no Gata Verão, em Maricá, onde ficou em primeiro lugar.

Drielli: "Sempre fui gordinha...O ideal da magreza foi imposto pela mídia"

[CRÉDITO]

[CRÉDITO]

Drielli Braga exibe faixas de concursos que disputou nos últimos anos

[CRÉDITO]


cotidiano

06 de junho de 2014

O FOCO

Estudantes da Rural criam cemitério para animais de estimação

5

[FOTOS JACK DE CARVALHO/O FOCO]

COMPOSTAGEM] Ideia é que a tristeza da morte dê lugar à vida, criando uma ilha de verde adubada pelos pets JACK DE CARVALHO jackdecarvalho@jornalofoco.com.br Um cartaz escrito à mão colado nas paredes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica, chamou atenção de estudantes e internautas. Nele era oferecido um serviço inusitado: o sepultamento de animais de estimação. A mensagem dizia “Seu amiguinho fez passagem? Não fique triste. Enterramos ele para você. Orçamento sem compromisso”. Por trás dessa ideia estão Diogo Fonseca, 28, e João Borrer, 18, estudantes do curso de Agronomia da Rural. Diogo, que é Biólogo e

"Aqui a proposta é que a matéria orgânica dos animais se renove com a natureza" Diogo Fonseca biologo e mestre Agroecologia

mestre em Agroecologia em Desenvolvimento Rural, conta que teve a ideia em 2007, quando sua família sofreu com a morte de um parente. Auxiliado por leituras espíritas e usando seu conhecimento em adubação orgânica, pensou numa maneira de dar um novo significado à morte. Somente há cerca de um mês, resolveu pôr em prática com animais a ideia do Cemitério Parque Renove-se. O local escolhido é uma área da Rural que segundo os estudantes estava abandonada e agora passou a ser cuidada por eles, com manejo do solo e plantio de mudas. “Aqui a proposta é que a matéria orgânica dos animais se renove com a natureza”, diz Diogo. Os estudantes enterraram até agora dois animais, um gato e um gambá encontrados mortos dentro do campus. “A compostagem é um processo natural onde todo material orgânico passível de apodrecimento se torna adubo para a terra. O que nós fazemos é otimizar isso e a pessoa saberá que seu animal de estimação cumpre um ciclo natural e dele nas-

"É a morte dando origem à vida. É um ciclo e quando a gente explica as pessoas passam a ter outra visão" João Borrer aluno do curso de Agronomia

cerá uma planta ou árvore”, explica o biólogo. Diogo diz que os ex-donos poderão inclusive plantar flores no local onde o animal foi enterrado. “Com o tempo isso aqui será uma ilha verde, um pomar”, defende Diogo. Para João, a experiência tem proporcionado uma prática acadêmica que ele esperava. “É a morte dando origem à vida. É um ciclo e quando a gente explica as pessoas passam a ter outra visão”, diz João, afirmando que a ideia tem despertado interesse em outros estudantes da Agronomia.

Mestre em Agroecologia, Diego Fonseca, conta com João Borrer na curiosa ideia de criar o Parque Renove-se NO LUGAR DA TRISTEZA, A NATUREZA Se hoje a experiência é com animais recém-mortos, Diogo acredita que no futuro a sociedade estará mais aberta para a ideia com seres humanos. “Tudo que cai no chão da floresta, alimenta a floresta”, diz Diogo, lembrando que algumas culturas indígenas já compreendem esse ciclo e se permitem ao ges-

to. No entanto, o biólogo ressalta que para a cultura cristã seria preciso mudanças nas legislações, por exemplo. “Que os cemitérios não sejam lugares de tristeza e sim de alegria, um campo com árvores”. VALORES Os estudantes pretendem cobrar pelo serviço para cobrir o custo do transporte do animal re-

cém-morto da casa do dono ao local do enterro. No entanto, os valores são definidos caso a caso. Há três tipos de pacotes, opções para diferentes tipos de compostagem (tipos de semente e camadas). Quem estiver interessado em participar dessa experiência, seja ajudando no manejo da terra, seja enterrando seu animal de estimação, pode ligar para 9.8876.3262.

FOTO-LEGENDA. PROTESTO DE SERVIDORES FECHA P1 DA UFRRJ

Destaque-se e venda mais... ANUNCIE AQUI! 3789.1541

Técnicos administrativos em greve fecharam por um dia o prédio principal da Universidade Federasl Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), também conhecido como P1. As foram suspensas e o acesso aos caixas eletrônicos e ao Banco do Brasil bloqueados. Em greve desde o dia 17 de março, os servidores da Universidade Rural reivindicam melhores condições de trabalho, são contra o processo de privatização e terceirização da força de trabalho e pede a democratização das universidades federais.


6

poder

O FOCO

06 de junho de 2014

Mangaratiba é o 14º município mais desenvolvido do Rio, aponta Firjan QUALIDADE DE VIDA] Município superou com folga Itaguaí e Seropédica, 26º e 72º colocados Educação e Saúde são considerados pelo estudo como alto desenvolvimento [THIAGO MELO/O FOCO]

Mangaratiba tem o 14º melhor Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) do Estado do Rio de Janeiro, segundo estudo da Federação das Indústrias do Estado Rio de Janeiro (Firjan), publicado na quarta, 4. A pesquisa existe desde 2008 e leva em conta o desempenho dos municípios brasileiros nas áreas de Emprego e Renda, Saúde e Educação. No ranking nacional, Mangaratiba ocupa a 517ª colocação. Os municípios de Rezende, Volta Redonda e Nova Friburgo ocupam, respectivamente, as três primeiras posições no estado. O município do Rio de Janeiro vem em 4º lugar. CRESCIMENTO O município avançou três posições em relação ao levantamento publicado em 2013. O índice Firjan vai de 0 a 1 e está divido em quatro categorias: baixo desenvolvimento (inferior a 0,4), desenvolvimento regular (0,4 a 0,6), desenvolvimento moderado (0,6 a 0,8) e alto desenvolvimento (0,8 a 1). As àreas de Saúde e Educação tiveram alto desenvolvimento (0,8). No entanto, Emprego e Renda mesmo subindo de 0,6 para 0,7 continua como desenvolvimento moderado. MANGARATIBA TEM A MELHOR EDUCAÇÃO DA COSTA VERDE Se avaliarmos por área, Mangaratiba ocupa da 19ª`posição estadual em Emprego e Renda, 15ª em Educação e 31ª em Saúde. O ranking publicado esse semana considera os da-

dos de 2011, os mais recentes até agora. Se comparada com seus vizinhos da Costa Verde, Mangaratiba é a primeira em Educação, terceira em Saúde e Emprego e Renda. ANGRA LIDERA EM SAÚDE, ITAGUAÍ, EMPREGO E RENDA Município 6º colocado no ranking estadual no Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM), Angra dos Reis lidera na Costa Verde quando se fala de Saúde. Angra é ainda a 11ª posição estadual na categoria Emprego e Renda. No entanto, é um dos últimos do ranking estadual quando se fala em Educação, ocupando a 78ª posição. Itaguaí caiu dez posições em relação ao ano passado e ocupa hoje a 26ª posição estadual. Na categoria Emprego e Renda é o melhor colocado da região, ocupando a 3ª posição estadual. O município tem o segundo melhor índice da Educação na Região e ocupa a 57ª posição estadual na categoria. Na Saúde, é 65º. Paraty ocupa a 34ª posição estadual. Na categoria Emprego e Renda, Parati fica em 38º no ranking estadual. É ainda o 76º em Educação e 26º em Saúde. Se comparado com seus vizinhos da Costa Verde, Paraty tem a segunda melhor Saúde e a segunda pior Educação. SEROPÉDICA TEM UM DOS PIORES ÍNDICES DE SAÚDE DO ESTADO Seropédica é apenas o 72º no ranking estadual de Desenvolvimento Municipal.

Mangaratiba se destacou no Índice Firja de Desenvolvimento Municipal. Município registrou crescimento nos três indicadores pesquisados pela Federação Seu melhor índice nas categorias avaliadas pela Firjan está em Emprego e Renda, onde ocupa a 27ª posição estadual. Quando se fala de Educação, pula para 68º. O município é ainda um dos piores em Saúde: 89º (de um total de 92).

SAIBA MAIS O RELATÓRIO COMPLETO do estudo pode ser acessado no site da Firjan e quem preferir pode baixar o arquivo no endereço firjan.org.br/ifdm/downloads/.

CÂMARA. VEREADOR PEDE REFORMA DE PISCINA DA 3ªIDADE

Charlies da Locadora apresenta indicações para Muriqui O vereador Charlies da Locadora (PSB) apresentou essa semana na Câmara Municipal de Mangaratiba, três Projetos de Indicação. Um deles trata do conserto da piscina no Centro da Terceira Idade de Muriqui. O vereador justiça a urgência ressaltando que sem o reparo não é possível que haja ati-

vidades físicas na unidade. Outro projeto trata da construção de uma capela fúnebre em Muriqui. O local seria uma opção para famílias que desejam velar seus parentes em sua comunidade, próximo dos amigos e vizinhos. Por último, Charlies solicita a manutenção nos brinquedos da Pista de Skate, também em Muriqui.

[JACK DE CARVALHO/O FOCO]

Charlies. Três indicações apresentadas

O QUE É O IFDM?

Estudo se baseia em informações oficiais Criado em 2008, o IFDM tem o objetivo de monitorar o desenvolvimento socioeconômico do país. Os resultados obtidos têm base em informações oficiais dos ministérios da Educação, Saúde, Trabalho e Emprego. Nesta edição foram utilizados os dados de 2011, o que permite a comparação do desenvolvimento dos municípios com o ano de 2010 - último ano da primeira década do século XXI. A metodologia foi aprimorada para captar

os novos desafios do desenvolvimento brasileiro. O principal incremento foi situar o Brasil no mundo, com base em padrões de desenvolvimento encontrados em países mais avançados. O levantamento leva em consideração aspectos como geração de emprego, absorção de mão de obra local, matrículas na educação infantil, docentes com ensino superior, números de consulta pré-natal e número de óbitos por doenças evitáveis, dentre outros.


poder

06 de junho de 2014

O FOCO [FOTOS DIVULGAÇÃO/PMM]

7

TRANSPORTE. HAJA PACIÊNCIA

Expresso Mangaratiba segue com serviços precários [JACK DE CARVALHO/O FOCO]

Operarários já trabalham na encosta da via que é considerada a primeira estrada de rodagem do país. Execução é supervisionada pelo Iphan

Começam as obras na RJ-149 na Batatal-Ingaíba INFRAESTRUTURA] Intervenções já começaram nas vias. Moradores comemoram e Capixaba agradece Estado As obras de restauração da RJ-149, estrada que liga Mangaratiba a Rio Claro, já estão sendo executadas pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER). A obra é acompanhada de perto pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e pela Prefeitura de Mangaratiba, por ser um patrimônio histórico e cultural do município. A via é considerada a primeira estrada de rodagem do país e foi criada para escolar a produção de café do Vale do Paraíba Fluminense e facilitar a entrada da mão-de-obra escrava para a lavoura. A restauração deve ficar pronta em três meses. PAVIMENTAÇÃO DA INGAÍBA Outra estrada que está em obras é a da Ingaíba-Bata-

Prefeito Capixaba e os vereadores Pedro Capixaba e Rodrigo Bondim acompanharam o primeiro dia de obra na Ingaíba tal. Operários trabalhavam no nivelamento do solo que vai receber mais de 6 quilômetros de asfalto. A obra é uma parceria entre os governos municipal e estadual

e além de acabar com a poeira e com os buracos, ajudará os agricultores no transporte de seus produtos. O prefeito Evandro Capixaba acompanhou o pri-

meiro dia e agradeceu apoio do governo estadual. “Cabral nos garantiu que a obra sairia. Agora Pezão sacramentou o sonho desses moradores”, disse.

Cena comum na Rio-Santos. Ônibus quebrados e passageiros à espera Um ônibus da Expresso Mangaratiba que fazia a linha Itaguaí/Mangaratiba via Praia do Saco quebrou no dia 2 de junho, em frente ao Posto Capixaba, na Rio-Santos, por volta das 9h da manhã. Os passageiros, inclusive idosos e mulheres com criança de colo, foram transferidos para outro veículo. O caso não foi o único nos últimos dias .Um leitor registrou acidente envolvendo ônibus da Expresso Mangaratiba no dia 28 de maio no trecho próximo à Fazenda Muriqui. A roda traseira do ônibus com 36 passageiros se soltou. Dias depois, em Itaguaí, um ônibus enguiçou próximo ao Terminal Rodoviário da cidade. A falta de manutenção e o improviso é possível ser visto em todas as linhas operadas pela Expresso. Vários veículos da empresa usa jornais pregados ao parabrisa para tapar o sol.

A falta de manutenção e o improviso é possível ser visto em todas as linhas operadas pela Expresso PRAZO PARA INÍCIO DE RENOVAÇÃO DA FROTA VENCE EM 15 DE JUNHO A má qualidade dos serviços da empresa foi alvo em 2013 de uma CPI na Câmara de Mangaratiba. Um acordo firmado entre a Câmara e a empresa prevê uma série de mudanças, como a renovação da frota que deveria ter começado em março. No entanto, em 15 de abril o presidente da Expresso, Álvaro Rodrigues, pediu mais 60 dias para cumprir esse item do Termo de Ajuste de Conduta.


8

poder

O FOCO

EDUCAÇÃO

Professores fazem ato por melhoria de salários e concurso público Professores das redes municipal e estadual realizaram no dia 28 de maio, ato na Praia do Saco, em Mangaratiba, para cobrar melhorias para a categoria. O Sindicato Estadual de Profissionais da Educação (Sepe) reinvidica a eleição direta para diretor, aumento de 20% no salário dos professores estaduais, redução da carga horária dos profissionais administrativos para 30h semanais. CONCURSO PARA MANGARATIBA A nível municipal, a cobrança é pelo concurso para professores. De acordo com o sindicato, 80% dos professores da rede municipal não são concursados. Ainda segundo o Sepe, o prefeito Evandro Capixaba havia prometido concurso público para esse ano, mas até agora a comissão para discutir a seleção (que inclui sindicalistas e governo) ainda não foi convocada. A reportagem tentou ouvir a secretária de Educação, Meyre Gabino, mas as ligações não foram atendidas.

06 de junho de 2014

Insatisfação é debatida na Câmara FALTA D'ÁGUA] Vereadores devem convocar diretor da Cedae O vereador Zé Maria (PSB) abordou em seu tema livre da sessão de terça-feira, 3, a falta de água em Mangaratiba. Segundo o vereador, as comunidades Bela Vista e Santo Antônio estão há três dias sem água e a Cedae não dá satisfação nem esclarece o motivo da interrupção no abastecimento. “Nós como representantes do povo somos cobrados, mas não temos como atender”, disse Zé Maria, sugerindo que a Câmara convide o diretor regional da concessionária para prestar esclarecimentos em plenário. Cecília Cabral (PT) se disse preocupada com a questão e chamou atenção para a necessidade de se resolver isso ainda em 2014. “Respeito os vereadores da bancada do governo estadual, mas acredito que se nós não conseguirmos do governo do Estado, responsável pela Cedae, antes da eleição, depois ficará mais difícil”, declarou.

[JACK DE CARVALHO/O FOCO]

"Nós como representantes do povo somos cobrados, mas não temos como atender" Zé Maria vereador

Legenda: Del im quo doluptate suntios doloris volorehenim remquos etur as quidesRum simil inus utem quat DESCRÉDITO Pedindo um aparte na fala de Zé Maria e reforçando que há um descrédito popular em relação à Câmara,

Alan Bombeiro (SSD) disse que às vezes se questiona o que os vereadores estão fazendo ali. Interropendo a fala de Alan, Zé Maria

respondeu: “Assistência. O vereador do município é assistente”. Citando a CPI da Expresso Mangaratiba, Alan Bombeiro retomou a fala fa-

lando sobre dois projetos rejeitados pelo executivo. Um, de autoria do vereador José Luiz do Posto (PMDB), criava a medalha Aluno Nota 10. Outro, de autoria do vereador Zé Maria, pedia a instalação de carteiras escolares especiais para estudantes com deficiência física em escolas públicas e privadas de Mangaratiba. “Será que o vereador não pode pedir cadeira especial para as escolas, será que não pode pedir medalha para aluno nota 10?”, questionou Alan.

POLÍTICA. EX-PREFEITO TERÁ QUE DEVOLVER DINHEIRO

Aarão é punido por superfaturamento em compra de merenda e irregularidades no exercício 2009 O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE) condenou no fim de maio o ex-prefeito de Mangaratiba, Aarão de Moura Brito Neto, a devolver R$ 154.075,50 aos cofres públicos por irregularidades na compra de merenda escolar em contrato de fevereiro de 2006. O ex-prefeito, cassado em 2010, também deverá pagar multa no valor de R$ 7.641,90. De acordo com o TCE, a prefeitura comprou carne da empresa LB Cabral Comércio de Bebidas e Cereias, pa-

Segundo o TCE, Aarão terá que devolver cerca de R$ 150 mil aos cofres públicos gando pelo produto um valor em média 49,75% acima dos valores de mercado. Um quilo de carne inteira que na época custava R$ 4,05 custou para a prefeitura R$ 6,20.

OUTRA CONDENAÇÃO Em outra decisão, o TCE condena Aarão e o vice prefeito Marcelo Tenório da Cruz a devolverem R$ 12.491,93 aos cofres públicos, por irregularidades no exercício de 2009. Um delas foi o pagamento ao vice-prefeito de valor acima do fixado em lei municipal. O ex-prefeito Aarão tem até 30 dias depois do recebimento da decisão do TCE para quitar a dívida. A reportagem tentou falar com o ex-prefeito Aarão, mas seu celular estava desligado.

[JACK DE CARVALHO/O FOCO]

Lei da Ficha Limpa. Aarão na berlinda

Decisão deverá ser analisada pela Câmara Após a repercussão da notícia, o presidente da Câmara Municipal de Mangaratiba, vereador Pedro Capixaba (PSD) disse que aguarda notificação do TCE sobre a decisão. Segundo ele, caberá a Câmara avaliar a decisão do Tribunal. Caso os vereadores também entendam que houve as irregularidades nas gestão de Aarão, o ex-prefeito poderá ser

enquadrado na Lei da Ficha Limpa e se tornar inelegível. A notícia é um balde de água fria nas pretensões do ex-prefeito. Em evento recente, na Praia do Saco, que contou com a presença do pré-candidato ao governo do Estado, Anthony Garotinho, Aarão afirmara que seria candidato a prefeito em 2016. Só o tempo vai dizer.


cultura & variedades

06 de junho de 2014

O FOCO

9

[FOTOS DIVULGAÇÃO/PMM]

"Saudade": a morte sob a ótica nordestina EXPOSIÇÃO] O pernambucano Manoel Ribeiro traz em suas obras traços de literatura em cordel Será aberta hoje, 6, no Museu Municipal de Mangaratiba, a exposição “Saudade”, do pernambucano Manoel Ribeiro. Os desenhos em nanquim sobre papel abordam a morte. O título da exposição é uma homenagem aos avós de Manoel, já falecidos. Estudante do curso de Belas Artes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Manoel traz em suas obras traços da literatu-

ra em cordel, linguagem de origem nordestina. Há em cada quadro, um pouco do jeito do interior nordestino de lidar com a morte, como o costume de velar o corpo na casa do morto, não em capela. “Saudades” fica em cartaz até o dia 30 de junho no Salão de Exposição José Pancetti do Museu Municipal de Mangaratiba, situado na Rua Coronel Moreira da Silva, 173, Centro. A entrada é franca.

O barqueiro, uma das obras de "Saudades". Título é homenagem aos avós falecidos Manoel Ribeiro é estudante de Belas Artes na Universidade Rural

FOTO-LEGENDA. CRIANÇAS DA FMP APRESENTAM ESPETÁCULO DE JAZZ [JACK DE CARVALHO/O FOCO]

LITERATURA. ENTREVISTA SAMANTHA GRAMACHO

Em busca do equilíbrio P

aulista de nascimento, Samantha Gramacho, 29, mora há dez anos no Rio de Janeiro, onde dentre outras coisas, fez trabalho missionário no Morro dos Macacos. Formada em Teologia, ela acabou de lançar na livraria Nobel Pátio Mix, em Itaguaí, seu livro Faça Um Link, onde aborda dilemas da juventude evangélica num mundo pós-moderno e capitalista. Confira a entrevista. [JACK DE CARVALHO/O FOCO]

Foi realizado na quinta, 29, a partir das 17h, no Centro Cultural Cary Cavalcanti uma festa de homenagem às mães , organizada pela professora Marina Barros, que ministra aulas de jazz pela Fundação Mário Peixoto (FMP). Ao todo, 60 crianças participaram da apresentação, que também homenageou os alunos aniversariantes do mês. A atividade teve colaboração do vereador Chicão da Ilha (PCdoB) que doou pares de sapatilhas e meias para as crianças que participam das oficinas.

RECONHECIMENTO. DE MANGARATIBA PARA BÚZIOS

Miguel Arthuro: um mangaratibense na Alab O artista plástico mangaratibense Miguel Arthuro recebeu na sexta, 23 de maio, a outorga como membro correspondente da Academia de Letras e Artes de Búzios (Alab). Expondo atualmente no Estoril Art 2014,em Portugal, Miguel também recebeu o Prêmio Excelência Cultural 2013, oferecido pela Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais (Abad), também em Búzios. A partir do dia 16, o artista plástico expõe sua série "Modus Intelligendi”, em Curitiba (PR). Conheça o trabalho de Arthuro através do site miguelarthuro.com.

[DIVULGAÇÃO]

Samantha, que link é esse proposto pelo livro? É um livro escrito principalmente para o público jovem. Há muitos dilemas nas nossas vidas, questões de consumismo e eternidade. E o jovem evangélico enfrenta muitos dilemas que são colocados pela sociedade que ele vive, pela religião que ele escolheu. Mas ele é um joven normal, sai um celular novo uma roupa de marca ele quer. Então ele pensa "sou um cara que consome, mas acredito na eternidade,acredito que tudo aqui é passageiro". O livro traz respostas a esses dilemas. Não dizendo para esquecer, mas sugerindo o equilíbrio. Fazer o link entre o que se vive o que se tem para viver. Como o jovem tem lidado com esses dilemas? Eu acho que o jovem hoje está muito perdido. A Igreja consegue dizer com muita facilidade "não". Isso afasta as pessoas. Não quer dizer que vamos abrir mão de princípios, mas há uma conexão que se pode fazer entre esses princípios e o mundo que vivemos. O livro abre debates.

Miguel toma posse como membro da Academia de Letras e Artes de Búzios

As pessoas mais velhas, que estão a frente

dos templos, estão "antenadas" nessas questões? O livro teve uma aceitação muito maior por parte dessas pessoas do que eu esperava. Muitas das lideranças que eu conheço leram o livro e conseguiram abrir um diálogo com os jovens. Acho que o livro é um grande apoio para a liderança evangélica. É um livro que você pode chegar num grupo de jovens e abrir debates, trocar ideias. Além do livro, em que espaços você dialoga com esses jovens? Tem uma página na rede social (facebook.com/facaumlink) e também dou palestras. Hoje você escreve para pessoas mais jovens abrindo esse debate. Como você lidou com essas questões quando era mais jovem? O Livro reflete muito do que vivi e do que tenho vivido. Trata das minhas crises, dilemas que para mim são questionáveis. Estudando a Bíblia, indo na palavra de Deus, fui tentando ter respostas, princípios que me colocavam limites ou me permitiam ter uma liberdade. Porque as respostas da Igreja muitas vezes eram evasivas, eram

Samantha. Jovens como allvo só proibição ou não me respondiam. Que autores te ajudaram nesse momento? A Bíblia, com certeza é a maior contribuição. Mas eu gosto de muitos autores, como Philip Yancey e Max Lucado. Esses autores sempre me levaram a questionar. A literatura sempre me fez pensar bastante. Há outro livro em produção? Sim, ele aborda princípios religiosos na vivência dos jovens. A ideia é que eu coloque nesse livro "download" e "upload". O que você dá e o que você recebe de Deus.


10

esporte

O FOCO

06 de junho de 2014

COPA 2014

Chegou a hora MUNDIAL] Confira todos os jogos da primeira fase. Brasil estreia contra a Croácia dia 12 Faltando seis dias para Copa do Mundo Fifa 2014, o jornal O FOCO traz para você a tabela da primeira fase e curiosidades do torneio que começa na quinta,12, com o jogo Brasil x Croácia, em São Paulo. A seleção italiana chega hoje a Mangaratiba, onde ficará hospedada no hotel Portobello. Dentro do Grupo

D, a Itália enfrentará na primeira fase Inglaterra (dia 14), Costa Rica (20) e Grécia (24). A escolha por Mangaratiba para concentração da seleção italiana foi motivada pela tranquilidade do resort, distante dos grandes centros, e pela estrutura de treinamento. Apesar da maior parte da colônia italia-

na no Brasil estar em São Paulo, até agora não foi possível sentir a presença de torcedores da Azzurra pela cidade. O Portobello conta com um campo de futebol e uma academia com dimensões e estrutura necessárias para o time. No entanto, os três primeiros compromissos são bem longe de “casa”. A tetra-

campeã mundial terá que viajar até 2994 km, para Manaus, onde enfrenta a Inglaterra. Os outros dois jogos também serão longe: em Recife e Natal. RUMO AO HEXA A seleção Brasileira começa contra a Croácia sua caminhada rumo ao hexa. Esse será o terceiro confronto na história das

EMPREENDIMENTO ENSEADA PORTOFINO SPE LTDA CNPJ n° 08.262.838/0001-65 RENOVAÇÃO DE LICENÇA EMPREENDIMENTO ENSEADA PORTOFINO SPE LTDA torna público que recebeu da PREFEITURA MUNICIPAL DE MANGARATIBA a LICENÇA MUNICIPAL DE INSTALAÇÃO nº 033/2014, com validade até 24 de abril de 2016 para operação da atividade de implantação do loteamento residencial, comercial e misto, segundo o código 33.51.50, com implantação de arruamento da Gleba 7B e loteamento de 62 unidades com área média de 670 m², localizado na Rodovia Rio Santos, Km 51,5 Lote 02 Gleba 7B, 1° Distrito do Município de Mangaratiba – Rio de Janeiro. Processo n° 4001/2014 e seus anexos.

duas seleções. Até agora, o Brasil ganhou uma partida (1x0, na Copa da Alemanda, 2006) e empatou outra (1x1, amistoso em 2005). Essa é a quarta vez que o Brasil abre Copa do Mundo. Dessas venceu duas partidas: na Copa de 50 e na Copa de 98. O Grupo A tem ainda México e Camarões, que se enfrentam dia 13, em

Natal. As duas seleções jogaram apenas uma vez, amistoso em 1993, com vitória mexicana por 1x0. Esta será a 50ª Copa do México, mas essa tradição não tem peso diante de seleções africanas. As três que jogou contra seleções dese continente, o México perdeu para Tunísia e empatou com Angola e África do Sul.


esporte

06 de junho de 2014

O FOCO

11

COPA 2014

Últimos retoques RECEPÇÃO] Prefeito Capixaba se reúne com representantes da Federação Italiana no Portobello Na terça-feira, 3, o prefeito Evandro Capixaba acompanhado do secretário municipal de Esportes Hugo Sátyro, e do secretáriode Integração Governamental, Humberto Vaz, recepcionaram parte da delegação italiana que havia chegado ao hotel Portobello. Das mãos de Stefano Balducci, Chefe de Operação Logística da Federação Italiana de Futebol, Capixaba recebeu de presente a camisa 9, usada por uma das estrelas italianas, o atacante Balotelli. "Estamos muito felizes pela Azzurra ter escolhido Mangaratiba como sua casa. O Brasil tem mais de 5 mil municípios e nós fomos os selecionados. Sinal que a cidade tem muita coisa boa a oferecer. Durante a competição Mangaratiba estará na boca do mundo, a seleção italiana aqui nos dá uma visibilidade imensa. Com certeza vamos aproveitar essa oportunidade

para fazer a cidade crescer ainda mais turisticamente", disse o prefeito Capixaba LONGE DO POVO A Prefeitura de Mangaratiba vinha articulando com a Embaixada da Itália no Brasil uma aproximação entre a seleção italiana e os moradores, com projeto que incluía a visita de crianças à concentração e uma palestra com o atacante Balotelli. Mas para surpresa de todos, Stefano Balducci, disse que a Federação nunca soube desses projetos. “Nós gostaríamos muito que Balotelli contasse sua história vencedora para jovens de Mangaratiba, pois é inspiradora”, disse o secretário de esportes Hugo Satyro ao representante da delegação italiana. Em entrevista exclusiva ao jornal O FOCO, Stefano Balducci disse que conversará com o chefe da delegação, Demetri Albertini, sobre

a possibilidade uma programação com a comunidade. Mas ressaltou que qualquer atividade com uma seleção deve ser planejada com antecipação, pois requer infraestrutura e segurança. AMISTOSO EM VOLTA REDONDA A Azzurra enfrentará no próximo domingo, 8, o Fluminense, em amistoso no estádio de Volta Redonda. A escolha da cidade do aço para o jogo teste deve-se ao fato do estádio Raulino de Oliveira oferecer melhor condições técnicas e de segurança do que o de Mangaratiba. Todo o cerimonial do amistoso ficou a cargo do tricolor das Laranjeiras. Antes, no sábado, será inaugurada Casa Azzurra, no hotel Porto Real. Nela a Federação Italiana de Futebol realiza ações de marketing e relacionamento com a imprensa e comunidade italiana.

3 PERGUNTAS PARA... STEFANO BALDUCCI | CHEFE DE LOGÍSTICA

"BRASIL E ITÁLIA SÃO DUAS GRANDES ESCOLAS DE FUTEBOL" 1

2

OS TRÊS PRIMEIROS JOGOS DA ITÁLIA SÃO EM RECIFE, NATAL E MANAUS. PORQUE A ESCOLHA DE MANGARATIBA, TÃO DISTANTE DESSAS CIDADES? Porque a situação climática no Nordeste é muito complicada para treinar. A distância é um problema, mas um problema menor. Aqui temos estrutura, não precisamos pegar ônibus para treinar, estamos em casa.

MUITOS JOGADORES BRASILEIROS ATUARAM EM CLUBES ITALIANOS. O SENHOR ACHA QUE A SIMPATIA DOS BRASILEIROS PELO FUTEBOL ITALIANO PODE REPRESENTAR UMA SEGUNDA TORCIDA? Acho que sim, o Brasil e Itália já ganharam juntos nove copas do Mundo. Brasil e Itália são duas grandes escolas de futebol. O brasileiro adora futebol, joga até na praia. Então acho que é possível.

3 A ITÁLIA ESTÁ TRAZENDO PARENTES DE JOGADORES PARA A CONCENTRAÇÃO. QUAL O BENEFÍCIO DESSA DECISÃO? A família fica num bloco, jogadores noutro. A vantagem é que o jogador fica mais tranquilo sabendo como está a família. Jogadores hoje são profissionais, sabem de suas responsabilidades. Aqui eles podem ver as crianças brincar, dentre outras coisas. [THIAGO MELO/ O FOCO]

Da esquerda para a direita Hugo Satyro, Humberto Vaz, Evandro Capixaba eStefano Balducci. Prefeito fez questão de ressaltar os benefícios que a cidade vai aproveitar com a divulgação na mídia mundial

[THIAGO MELO/ O FOCO]

COMPORTAMENTO. COLECIONAR ÁLBUM DA COPA RESISTE AO TEMPO

Para recordar a Copa do Brasil

Márcio Myller coleciona figurinhas pela primeira vez. Incentivo partiu da mãe

Colecionar álbuns de figurinha de futebol é mania no Brasil desde a década de 1950, quando começaram a ser vendidos no Brasil os primeiros álbuns dedicados exclusivamente ao esporte. Cinco décadas depois, mesmo com tanta tecnologia e preço inflacionado, o hobby continua vivo e a bola da vez é a Copa do Mundo 2014. O estudante Márcio Myller da Silva Morais,11, coleciona pela primeira

vez. Fã de Cristiano Ronaldo, Márcio entrou na onda de colecionar figurinhas da Copa incentivado pela mãe, Adriana Gomes, 31. “Ele tem muito interesse em videogame e incentivá-lo a colecionar foi uma forma de chamar a atenção dele para outra coisa que não seja a tela do computador”, diz a mãe. “Eu tenho figurinhas sobrando e não tenho com quem trocar”, lamenta Márcio. Quem também está se

dedicando a colecionar figurinhas da Copa do Mundo é a estudante de jornalismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Isabella Oreiro,22. “Eu colecionava quando era criança, mas parei por um bom tempo. E com relação ao álbum da Copa, meu namorado começou a colecionar, o que acabou despertando também a minha vontade”, diz Isabella. Torcedora do Flamengo, Isabella diz estar um

pouco distante do futebol , mas, como para muitos brasileiros, em época de Copa é quase impossível não estar envolvido de alguma maneira. Diferente de Márcio, Isabella não tem problema para trocar figurinhas repetidas e chega até a usar a internet para isso. Há na rede social Facebook dezenas de grupos para trocas de figurinhas da Copa por todo o país. Um deles formado por estudantes da UFRRJ.


12

O FOCO

cotidiano

06 de junho de 2014


O FOCO ED. 177