Page 1

jornalofoco.com.br

O FOCO

Ano 6 | Edição 112 09 de setembro de 2011 Diretor: Thiago Melo

[Marambaia, jagauanum e sororoca]

[TRANSPORTES]

Após dois séculos, rede elétrica chega às ilhas

Verônica Leal

Fiscal pune: multa não resolve

Itaguaí x Campo Grande: um aperto só Pág. 8

Cerca de duas mil pessoas são beneficiadas Evento com presença de autoridades marcou a inauguração da eletrificação das ilhas de Jaguanum, Marambaia e Sororoca. Projeto do governo federal já beneficiou cerca de 96 mil pessoas no Brasil. O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, declarou que o Luz para Todos é "o maior programa de inclusão social do universo". As famílias que moram na Ilha são remanescentes de quilombolas e da antiga escola de pesca Darcy Vargas, instalada na ilha de 1943 até 1971. O prefeito Evandro Capixa-

ba comemorou a inovação, mas mandou recado para as autoridades da Marinha e da Pesca. Ao primeiro, pediu que liberasse a a reforma das casas de alguns moradores, e ao segundo pediu que observasse a questão da pesca predatória na região, apesar do Comandante Julio Soares de Moura lembrar em seu discurso que a Marinha determina 200m de área de exclusão para os pescadores da ilha. Evento teve apresenção de jongo e capoeira, manifestação cultural dos quilombolas da região. Página 3

[mangaratiba]

Tucano indignado: Busse comenta Pág. 11 entrevista Representantes da comunidade da Ilha da Marambaia: lampião que Dionato de Lima segura será aposentado crédito

[esportes]

Flu, S. Paulo, Fla e Vasco jogam em Mangaratiba

arquivo o foco

Pátria Amada, Brasil!

Desfiles cívicos marcam o Sete de Setembro. Itaguaí e Mangaratiba fazem jus à tradição e milhares de alunos participam Página 8

Semifinais e final do Brasileiro de Showbol vão acontecer na Praia do Saco neste fim de semana. Djalminha e Sorato estão entre os craques. Página 12

[Trânsito]

Márcio Pinto: trânsito caótico perto do fim Pág. 9

[concurso público]

Médicos não querem trabalhar em Itaguaí Cepuerj, organizador do concurso, divulgou relatório em que número de vagas para algumas especialidades médicas é maior do que o de inscritos. Cremerj comenta. Página 2

[leitor em foco]

Buracos para todos os lados

divulgação/pmm

Calçadas de Itaguaí exigem agilidade dos pedestres. Perigo de torções e quedas motivam reclamações dos leitores. O FOCO esteve no centro e constatou a precariedade. Página 4

Showbol: modalidade divertida

[bolsa família]

[gafe]

[csa]

[é privado]

Prefeitura de Seropédica convoca beneficiados Pág. 2

Ministro Luiz Sérgio desconhece áreas de exclusão de pesca Página 3

Minc acena com possibilidade de casas para descontentes Pág. 6

Nelson Donato esclarece compra de terreno em Santa Cândida Pág. 9


2

O FOCO

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

cotidiano [CONCURSO ITAGUAÍ]

Vagas de sobra, médicos de menos Em algumas especialidades o número de inscritos no concurso para a Prefeitura de Itaguaí foi igual ou inferior ao número de vagas [Juliana Torres] julianatorres@jornalofoco.com.br

Muito diferente do que costuma acontecer em concursos públicos, o número de inscritos em alguns cargos – principalmente os médicos – foi abaixo do esperado para o concurso da Prefeitura de Itaguaí de 2011. Para médicos cardiologistas, o concurso previu três vagas, mas somente um candidato se inscreveu. Para outras modalidades, como mastologista e pediatria (com rotina de 32h), o número das vagas empatou com o dos inscritos. O curioso é que nos últimos anos a procura por concursos públicos tem atraído milhares de pessoas em busca de estabilidade e segurança financeira. Então o que será que aconteceu? Para o assessor especial da diretoria do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), Dr. Luís Fernando Soares Moraes, os baixos salários dos cargos médicos (entre R$1.113,43 e R$ 2.946,61) são os responsáveis pelos números reduzidos nas ins-

“O número reduzido nas inscrições se deve aos baixos salários oferecidos” Luís Fernando Soares Moraes, assessor especial da diretoria do Cremerj

crições. De acordo com ele, que é ginecologista e obstetra, o mercado profissional na medicina paga muito acima do oferecido e dispõe de bastantes ofertas. SALÁRIO ABAIXO DO MERCADO A maior quantidade de vagas no ramo da medicina para o concurso da Prefeitura de Itaguaí foi para clínica geral, plantão de 24h (R$ 1.336,10). Foram 61 vagas, três delas destinadas a portadores de necessidades especiais. Nesta modalidade, foram 59 inscritos – quase um candidato por vaga de concorrência geral. O melhor salário é para a especialidade de médico cirurgião geral (16h): R$2.946,61. Foram 65 inscritos para 10 vagas, uma para portador de necessidades especiais. Segundo o Drº Luís Fernando, no Rio de Janeiro algumas emergências gerais costumam pagar entre R$ 5.500 e R$ 7.500 por plantões de 24h. Por isso, ele acredita que aqueles que se inscreveram no concurso de Itaguaí não devem se apresentar. SILÊNCIO OFICIAL Apesar das inúmeras tentativas, O FOCO não conseguiu estabelecer contato com a Secretaria de Saúde de Itaguaí. Ninguém atendeu às ligações, e o secretário Carlos José não foi localizado pela reportagem para opinar a respeito da situação.

[EDUCAÇÃO] divulgação

José Luis do Carmo: "Ideb é importante para as políticas públicas

Nota boa para passar de ano Seropédica promove palestra sobre o Ideb. Município obteve 3.7 e 3.3 na medição anterior [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir num só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. Ele agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do Inep a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos da-

Seropédica, na última medição do Ideb, obteve 3.7 e 3.3: índices classificados pelo governo federal como “baixos”

dos sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios. Preocupada em atingir as metas esperadas para a prova do Ideb a ser realizada no final deste ano, a Subsecretaria de Ensino realizou nesta quarta-feira

(31) uma palestra sobre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), no auditório do Anexo da Secretaria de Educação. META É 6, SEROPÉDICA TEM 3.7 e 3.3 De acordo com o palestrante, José Luis do Carmo, professor e diretor pedagógico do Núcleo de Apoio da Municipalização do Ensino (NAMECOC), o Ideb também é importante por ser referência para a implementação de políticas públicas em prol da qualidade da educação. O índice é a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do Programa de Desenvolvimento da Educação (PDE) para a educação básica. O PDE estabelece como meta para 2022 o Ideb no Brasil de 6,0

- média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos. Seropédica, na última medição do Ideb, obteve 3.7 (rede pública, quarta série) e 3.3 (rede pública, oitava série): índices classificados pelo governo federal como “baixos”. A subsecretária de Ensino, Eliana Cristina Ribeiro de Oliveira, ressaltou a importância da palestra e informou: “hoje trabalhamos pelo 4° Ideb, a prova será realizada no final do ano de 2011 e divulgada no ano de 2012. Este índice mede a qualidade de ensino das escolas públicas e Seropédica, através da Secretaria de educação, tem se mostrado sensível a este fato relativamente novo”disse Oliveira.

[bolsa família]

Chamada geral

Convocação é para segunda avaliação nutricional A Secretaria de Saúde de Seropédica realizará, de 12 a 16 de setembro, a Segunda Chamada Nutricional de 2011 aos beneficiários do Programa Bolsa Família. “As Unidades de Saúde do Município - com exceção da pré-hospitalar Dr. José Bueno Lopes - estarão abertas para avaliação

nutricional das crianças, atualização do cartão de vacinas e orientações nutricionais” - informou o secretário de Saúde, Alexandre Passos. CONDICIONALIDADES Não comparecer pode significar cancelamento do benefício. Pelas normas do

Bolsa Família, os beneficiados devem seguir atender algumas exigências - as de “condicionalidades”. Na saúde, por exemplo, é feito o acompanhamento do calendário vacinal e do crescimento e desenvolvimento das crianças menores de sete anos; pré-natal das gestantes e acompanhamento de mulheres na faixa etária de 14 a 44 anos de idade. DOCUMENTOS “Os beneficiários do Bolsa

Família – com ou sem crianças menores e que ainda não compareceram à Segunda Chamada Nutricional - devem se dirigir à Unidade de Saúde do seu bairro, entre os dias 12 e 16” - enfatizou o secretário de Saúde. Os beneficiários devem comparecer na unidade mais próxima levando cartão do bolsa família; cartão de vacina dos menores de 7 anos; comprovante de residência, e, no caso de gestantes, cartão de pré-natal.


Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

3

O FOCO

[INAUGURAÇÃO]

Marambaia e Jaguanum eletrificadas Capixaba, ministro Edison Lobão e demais autoridades inauguram eletricidade nas ilhas fotos verônica Leal

[Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Foi um grande dia para os moradores da Marambaia, Jaguanum e Sororoca: o Projeto Luz para Todos, do governo federal, inaugurou oficialmente a rede elétrica nas ilhas de Itacuruçá. Ao todo serão beneficiadas 425 famílias, mais de duas mil pessoas. O evento que marcou a inauguração ocorreu nesta quinta (8) nas instalações da Marinha do Brasil na Ilha da Marambaia, e contou com a presença dos ministros Edison Lobão – Minas e Energia e Luiz Sérgio – Pesca; do presidente da Eletrobrás, José da Costa Carvalho Neto; do presidente da Ampla, Marcelo Llévenes; do comandante da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto; do prefeito de Mangaratiba, Evandro Bertino Jorge (Capixaba) e demais autoridades. Também marcaram presença o presidente da Câmara Legislativa de Mangaratiba - Edison Ramos (Edinho, PMDB) e os vereadores Gustavo Busse (PSDB) e Sidney Marcello Filho (Sidinho, PHS). CAPIXABA COBRA DA MARINHA Todas as autoridades ressaltaram a importância do Projeto – que já beneficiou cerca de 96 mil pessoas no Brasil, com investimentos de R$ 111,6 milhões – e mencionaram o importante fator de inclusão social. O prefeito Capixaba lembrou que “as crianças das ilhas não vão mais precisar estudar com lamparinas” e mandou dois recados, um para a Marinha do Brasil e outro para o Ministério da Pesca: “espero que a Marinha ajude às famílias a reformarem suas casas” e “Senhor ministro [Luiz Sérgio], é preciso observar que os pescadores estão indo trabalhar na construção civil no continente, a pesca predatória está um horror” – disse o prefeito. MINISTRO DIZ QUE PAÍSES COPIAM O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, co-

O presidente da Ampla, Capixaba, a representante do Ministério da Igualdade Racial, Edison Lobão, Donato Lima e Luiz Sérgio mentou que países como a Índia copiam o modelo do Luz para Todos. “É o maior programa de inclusão social do universo” – disse Lobão, e acrescentou: “Pessoas que só lidavam com candeeiro agora estão incluídas, vão ter TV, geladeira, máquina de lavar roupa... 15 milhões não conheciam luz elétrica e agora conhecem”.

O Projeto Luz para Todos em Itacuruçá beneficiou 425 famílias. Mais de duas mil pessoas agora poderão contar com luz elétrica nas suas casas

Sidinho com o ministro

Jorge Luis e Capixaba

Edinho com Luiz Sérgio (PT), ministro da Pesca

Giovani Kede, ex-secretário, comenta O ex-vereador e ex-secretário de Meio Ambiente de Mangaratiba esteve no evento e comentou sobre a demora na conclusão das obras de eletrificação das ilhas. Segundo ele, houve demora na liberação do trecho naval

que permitiria a passagem dos cabos submersos que levariam a rede elétrica até a Marambaia, Jaguanum e Sororoca. O ministro Luiz Sérgio justificou em seu discurso a demora: “demorou porque era preciso primeiro fazer as dragagens necessárias

para a implementação da Companhia Siderúrgica do Atlântico” – disse ele, que antes afirmou: “estamos comemorando um grande feito, a comunidade nunca perdeu a esperança de ter luz em casa, e agora pode comemorar”.

Marinha explica presença na ilha Quem contou a história da Ilha da Marambaia, no evento, foi o Comandante da Marinha (no exercício do cargo de ministro de Defesa), almirante-de-esquadra Julio Soares de Moura Neto. Ele contou que a Ilha da Marambaia foi comprada em 1904 pelo governo federal por 95 contos de réis. Em 1906 ela foi cedida à Marinha, que inicialmente criou uma escola de aprendizes de marinheiros. Esta escola hoje funciona em Angra dos Reis, como Colégio Naval. De 1943 até 1971 uma parte da ilha foi cedida à Fundação Cristo Redentor, que instalou a escola de pesca Darcy Vargas. Em 1971, os fuzileiros navais se instalaram na ilha, e em 1987 criou-se uma área de preservação ambiental. É a Marinha que realiza o transporte dos moradores para o continente. A Marinha também criou uma zona de exclusão para a pesca de 200m ao redor da ilha. Mas a relação com os moradores nem sempre é excelente: "sempre podemos melhorar o diálogo" - disse o Comandante.

“Vamos nos inteirar”

Ministro Luiz Sérgio não sabe das restrições da pesca na Baía de Sepetiba [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

No evento que inaugurou a eletrificação das ilhas de Jaguanum, Marambaia e Sororoca (ler matéria acima), o ministro da Pesca e Aquicultura disse a O FOCO que desconhece o problema das restrições das áreas de pesca na Baía de Sepetiba por causa dos empreendimentos que impactaram a economia informal e o meio ambiente na Ilha da Madeira, em Itaguaí. Pescadores de várias associações e ambientalistas denunciam que a atividade pesqueira tem sido intensamente prejudicada por cau-

sa do aumento de tráfego de embarcações – que provocam área de exclusão de pesca – e do reduzido volume de pescado, que teria resultado de constante depredação do meio ambiente. O ministro prometeu acionar a representação do Ministério no Rio de Janeiro a fim de inteirar-se do problema. SUPRESO COM PERGUNTA O FOCO perguntou qual é o posicionamento do Ministério da Pesca a respeito das diversas reclamações de pescadores, que dizem precisar sair cada vez mais da Baía

de Sepetiba para buscar o pescado. “Eles estão saindo por que? Porque não tem mais peixe? – perguntou o ministro Luiz Sérgio à reportagem. Quando informado sobre a restrição de tráfego de no mínimo 500 metros em torno dos navios de grande porte e sobre o aumento de embarcações na Baía de Sepetiba, o ministro declarou: “Você está me trazendo um fato que é importante, e eu vou contatar a representação do Ministério da Pesca no Rio de Janeiro para procurar estas colônias e estes pescadores para que possa-

mos nos inteirar de toda essa questão para que isso venha a nos subsidiar e nos respaldar nos posicionamentos que o Ministério virá tomar” – garantiu Luiz Sérgio. “O MINISTRO ESTÁ MAL INFORMADO” Sérgio Ricardo, um dos ambientalistas engajados na preservação da Baía de Sepetiba, comentou a declaração de Luiz: “O ministro está mal informado”. O ambientalista disse que há nove portos privados no entorno da Baía, como por exemplo os que servem à Companhia Si-

derúrgica do Atlântico (CSA) e ao SuperPorto Sudeste (da MMX). “A Baía vai virar um paliteiro” – disse Sérgio Ricardo, e completou: “o manguezal da Baía de Sepetiba é uma área de preservação ambiente que está sendo depredada, o ideal é que as empresas usassem o porto público, ele poderia dar conta. Sem o manguezal, não tem peixe para o pescador, que a cada dia tem a sua atividade mais restrita: cada empreendimento define uma área de exclusão, em que se proíbe a presença de embarcações” – afirmou ele.


4

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

O FOCO

Estas matérias foram produzidas a partir de denúncia feita por leitores. Você também pode participar. É só ligar para (21) 2687-0694 ou mandar carta para leitor@jornalofoco.com.br com sua reclamação.

LEITOR EM FOCO [URBANISMO]

Um buraco cheio de calçada No centro de Itaguaí, pedestre precisa olhar para o chão se não quiser tropeçar ou torcer o tornozelo Raphael Melo

[Juliana Torres]

“Ando olhando para o chão para saber se tem buraco”

julianatorres@jornalofoco.com.br

Apesar do nítido e tão falado crescimento e desenvolvimento da cidade de Itaguaí, ainda faltam muitas questões a serem resolvidas. Uma delas é a precariedade das calçadas no município. Andar pelas ruas da Cidade do Porto é algo problemático, já que praticamente todas as calçadas estão com buracos ou parcialmente destruídas. Segundo os pedestres e comerciantes locais, tropeções e quedas são constantes. O FOCO foi até a Rua Doutor Curvelo Cavalcante, principal via da cidade, para conferir as condições das calçadas. A reportagem falou com pessoas que trabalham e pedestres que passavam pelo local para saber o que eles achavam das condições das calçadas no município. A resposta de todos foi a mesma: “muito ruim”.

Tailane Batista, moradora de Itaguaí

Perigo nas ruas: calçadas quebradas no centro de Itaguaí podem provocar lesões e outros acidentes

POPULAÇÃO alerta O casal nordestino Rosivaldo e Edinete, que mora há dois meses na Cidade do Porto, foram categóricos ao afirmar o perigo das calçadas irre-

gulares. Os dois declaram que, apesar do pouco tempo de permanência no município, já tropeçaram ao andar pelo centro. A vendedora de óculos e relógios, Geralda Maria,

afirmou que muitas pessoas reclamam do tumulto que fica nas calçadas e que os portadores de necessidades especiais sentem muitas dificuldades para se deslocar. “Já vi

até gente caindo” – disse a ambulante. Por medo da filha de um ano tropeçar e cair, Tailane Batista só anda com a criança no colo. “Ando olhando para o chão para

saber se tem buraco” – declarou ela, que já tropeçou inúmeras vezes. Os vendedores de doces e sorvetes Daniel dos Santos e Luiz Rangel disseram que presenciaram três pessoas caindo de uma só vez. “Isso está uma pouca vergonha” - declarou Luiz. De acordo com Daniel, uma moça ao tropeçar quase quebrou a perna e precisou ser atendida pela SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O FOCO tentou falar com a secretaria de Obras de Itaguaí para saber o que poderia ser feito, mas não obteve sucesso.

[CRATERA EM RUA]

Perigo para motoristas Grande buraco em rua do centro de Itaguaí preocupa moradores [Juliana Torres] julianatorres@jornalofoco.com.br

Há um mês um enorme buraco na Rua Antônio Gonzaga de Castro, em Itaguaí, causa aborrecimento nos moradores da região. Segundo Leda Nader, que mora na rua desde 1982, o problema no asfalto persiste há mais de vinte anos. “Há um ano mais ou menos, uma parte da rua afundou. Fiquei 15 dias sem poder sair com meu carro” – declarou ela. Apesar de afirmar não ter comunica-

O FOCO (21) 2687-0694 (21) 8254-9275 (21) 8400-7848

FOTOS RAPHAEL MELO

do à Prefeitura de Itaguaí sobre o buraco mais recente, a moradora disse que já fez inúmeros pedidos de obras com colocação de novas manilhas na rua inteira. “Eles vem aqui e arrumam, mas logo o asfalto começa a afundar” – disse Nader. Foi ela, inclusive, quem colocou os “alertas” (pedaços de madeira e tecidos de cores vibrantes) para evitar acidentes. O FOCO conferiu a cratera e constatou que o local está perigoso não só para os motoristas como

também para os pedestres. Mais de um metro de profundidade e uma fina camada de asfalto que corre o risco de afundar e alargar ainda mais o buraco.

O jornal O FOCO é distribuído gratuitamente às sextas-feiras nas principais bancas e ruas de Seropédica, Itaguaí e Mangaratiba. Tem alcance estimado de 50 mil leitores na região.

EXPEDIENTE Diretor Geral/Editor-Chefe: Thiago Melo MTB 25806-RJ Editor: Jupy Junior MTB 28085-RJ. Departamento Comercial: Verônica Leal Colaboradores: Juliana Torres e Raphael Melo Matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal O FOCO e elas são de inteira e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

www.jornalofoco.com.br

SECRETARIA DE TRANSPORTE A reportagem procurou a secretaria municipal de Transportes para alertar sobre o buraco na rua citada. De acordo com Mário Alves, assessor do secretário, uma equipe será encaminhada ao local para avaliar e tentar resolver o problema.

“Eu coloquei estes pedaços de pau e tecido para alertar os motoristas”

Leda Nader, moradora da Rua Antônio Gonzaga de Castro

“Uma equipe irá até a rua para avaliar a situação” Apesar de parecer pequeno, buraco tem mais de um metro de profundidade

Mário Alves, assessor do secretário de Transportes de Itaguaí

FALE CONOSCO redacao@jornalofoco.com.br comercial@jornalofoco.com.br direcao@jornalofoco.com.br

Editado e distribuído por T.M. Comunicações Ltda. O jornal O FOCO é impresso pela Editora Esquema Ltda.


Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

[ASSISTÊNCIA SOCIAL]

Ação Global na Serra Moradores recebem serviços de graça A pacata Serra do Piloto distrito de Mangaratiba – teve um dia agitado no sábado (3) com serviços gratuitos oferecidos para a comunidade pelo Ação Global - Caica Serra do Piloto, promovido pela Prefeitura de Mangaratiba no Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (Caica). A secretaria de Ação Social disponibilizou diversos atendimentos e serviços no bairro que conta com pouco mais de 1.200 moradores. DE GRAÇA Houve recreação para crianças, artesanato para os pais, corte de cabelo, limpeza de pele, aferição de pressão arterial e glicose, atendimento jurídico, exame de vista, dentista, psicólogo, manicure, dentre outras ações. Sirlei dos Santos Caetano aproveitou a tenda da limpeza de pele: “Este serviço não existe aqui na Serra do Piloto. Para eu fazer isso eu gastaria mais de R$ 50, incluindo passagem

de ônibus e lanche. Aqui saiu de graça” – comemorou ela. Outra que aproveitou foi Aparecida Barbosa da Silva, que trouxe o filho para fazer exame de vista computadorizado. “É uma boa o exame vir até a gente. Para tudo temos que descer até o Centro. Este exame custa R$ 60” - declarou a mãe, que ficou satisfeita com o resultado do exame de seu filho: segundo o diagnóstico, o menino não tem problemas de visão. PRÓXIMA AÇÃO SERÁ NO NATAL A coordenadora do Caica, Alice Carvalho, disse que o evento traz benefícios para a população, que tem dificuldades de ir até o centro para realizar tratamentos e diagnósticos específicos: “o exame de vista é um exemplo disso, pois – já foi comprovado aqui na Serra – muitas pessoas daqui têm algum tipo de problema de visão e não tinham como fazer o exame” - analisou Alice. Ela também declarou

5

O FOCO

que uma ação semelhante – com até 15 serviços – será oferecida em dezembro, no evento Ação Social de Natal. GELADEIRAS DE GRAÇA Graças à parceria entre a Prefeitura e a Ampla os moradores da Serra do Piloto puderam assistir a uma palestra sobre consumo consciente de energia elétrica, obter atendimento comercial e informações sobre o programa Tarifa de Baixa Renda – que beneficia família carentes. “Temos que cadastrar o máximo de famílias possível no programa e para chegar até elas é através da Prefeitura” - destacou o coordenador do cadastramento da empresa, Dom Bosco Luiz. Ao final do dia, três cadastrados no programa ganharam geladeiras novas. A escolha dos contemplados foi feita por meio de um concurso em que cada morador escrevia uma frase sobre consumo consciente.

[rápidas] Detran também aos sábados Garantir o atendimento aos motoristas que não podem ir ao Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) durante a semana é o objetivo do projeto de lei 929/07. O texto determina que o órgão também preste atendimento aos sábados. Segundo o autor da proposta, deputado Paulo Ra-

mos (PDT), o projeto favorece os proprietários de veículos ao dar uma opção aos que não podem ser atendidos em função do trabalho. “Ele agiliza o processo para obtenção do documento e beneficia as pessoas que não podem usufruir deste tipo de serviço durante os atuais dias de atendimento dos postos do Detran” – explicou ele. O texto será enviado à sanção do governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para se manifestar.

[reforma completa]

Victor Breves de cara nova O Hospital Victor de Souza Breves, em Mangaratiba, está passando por uma reforma completa. O centro cirúrgico, que antes apresentava infiltrações e mofos, está recuperado. As pinturas acontecem tanto na parte interna quanto na externa. Azulejos e pisos quebrados serão substituídos. Os banheiros receberão vasos sanitários e lavatórios novos. Toda a parte elétrica será refeita e as lâmpadas serão trocadas pelas do tipo econômicas. Os novos chuveiros utilizarão energia solar. “Estamos executando as melhorias num bom ritmo, pois não podemos parar com os atendimentos à comunidade” - disse Humberto Vaz, secretário de Obras.

CHAVEIRO AMÉRICA

Cópias de chaves , troca de segredo e conserto de fechadura Estrada RJ-14 - Muriqui - Tel.: (21) 8871-8179 Cláudio


6

O FOCO

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

[MEIO AMBIENTE]

Casa para os descontentes

divulgação

Minc promete casas para quem mora perto da CSA e não está satisfeito [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

O secretário estadual de Ambiente, Carlos Minc, reforçou nesta segunda (5) que haverá um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Governo do Estado e a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA). Segundo a secretaria estadual do Ambiente (SEA), o termo será assinado nos próximos dias. Pelo TAC, segundo Minc, a CSA será obrigada a indenizar moradores de Santa Cruz – onde está instalada a siderúrgica – que queiram deixar o local por conta dos problemas que a empresa vem causando na região. A secretaria já havia divulgado a informação no dia 31 de agosto, da seguinte maneira: “Uma das queixas trazidas pelos moradores foi a questão da proximidade de algumas casas da siderúrgica, o que causa problemas à saúde da população. De acordo com o secretário Carlos Minc, o novo TAC absorverá está demanda, determinando que a CSA indenize os moradores da região que queiram deixar o local”. “COMPRA ASSISTIDA” A informação foi divulgada pela SEA logo depois que Minc e Marilene Ramos (presidente do Insti-

tuto Estadual do Ambiente – Inea) receberam manifestantes que estavam há quatro dias acampados (desde quinta-feira, 25 de agosto) em frente à sede do Instituto. A SEA informou que Minc declarou o seguinte: “Os moradores que quiserem e puderem aguardar o ajustamento do empreendimento permanecerão em suas casas, mas aqueles que decidirem sair terão direito de receber o valor correspondente a uma casa do mesmo tamanho, a isso damos o nome de compra assistida”. TAC O objetivo do Termo de Ajustamento de Conduta é determinar o cumprimento de determinações da SEA em prazos definidos. O TAC é uma condição para que a empresa obtenha a licença definitiva de operação. No momento, a CSA opera sob uma licença de instalação. No dia 19 de agosto, a SEA divulgou também que um acordo entre a siderúrgica e a secretaria vai destinar R$ 4,6 milhões em projetos para atender pescadores e maricultores da Baía de Sepetiba. A medida não agradou a todos os ambientalistas e pescadores. No dia 30 de agosto, em seminário promovido pelo Instituto Aço Brasil para jornalistas (ler matéria “Muito aço para

pouco cliente”, nesta edição), Luiz Cláudio Castro, diretor de sustentabilidade da CSA, informou que os acordos só podem beneficiar entidades que não estão em disputa judicial com a empresa.

Carlos Minc em evento no Ministério Público: "compra assistida"

“Deveria ter sido o Ibama”

Deputada Lucinha, presidente de comissão que investiga a CSA, opina sobre licenciamento da siderúrgica [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Nos últimos incidentes que envolveram a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), muitas vozes têm se insurgido contra a empresa, e, mais recentemente, contra o Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O ambientalista Sérgio Ricardo, um dos mais severos opositores, tem repetido que a responsabilidade dos licenciamentos da CSA deveria ser de outro órgão, não do Inea. Mesmo discurso apresenta o secretário executivo da Confederação das Associações de Pesca do Brasil (Confapesca), Marcos Garcia. A deputada Lucinha (PSDB) emitiu mesma opinião, depois de receber o ex-superintendente estadual do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renová-

A Comissão Especial da Alerj que investiga a CSA recebeu o exsuperintendente do Ibama, Rogério Rocco, para prestar esclarecimentos

veis (Ibama), Rogério Rocco, nesta segunda-feira (5), em depoimento à Comissão Especial da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). COMISSÃO RECEBE EX-SUPERINTENDENTE A Comissão Especial foi criada para investigar possíveis irregularidades no processo de licenciamento da CSA. Rocco disse que o Ibama teve apenas uma atuação “pontual e periférica” no processo de licenciamen-

to ambiental da siderúrgica. Ele foi responsável pelo Ibama no estado até 2008, e o Inea – que atualmente responde pelo licenciamento foi solicitado a se manifestar uma vez naquela época apenas para dar parecer sobre a construção de uma via entre a siderúrgica e o porto da companhia. “O Ibama foi chamado em 2006 pela Comissão Estadual de Controle Ambiental (Ceca) para avaliar o impacto e licenciar a supressão de dois hectares de manguezal, sendo que a companhia acabou utilizando quatro hectares, o que motivou três multas e o embargo da obra” - afirmou Rocco, informando ainda que as multas foram pagas e o embargo levantado após a siderúrgica apresentar um programa de recuperação da área afetada. O ex-superintendente informou que o embargo foi suspenso

em 2007, mas que não teve acesso aos dados resultantes da recuperação da área do manguezal porque se desligou do Ibama em 2008. LUCINHA OPINA Presidente da Comissão da Alerj, a deputada Lucinha (PSDB) acredita que o processo de licenciamento deveria ter sido completamente conduzido pelo Ibama. “Por se tratar de área costeira, de interesse da União, o licenciamento deveria ter sido feito pelo Ibama” – declarou ela. A deputada afirmou que vai pedir à atual direção do órgão esclarecimentos sobre este caso. Na reunião estiveram presentes ainda os deputados Paulo Ramos (PDT) e Janira Rocha (PSol), vice-presidente e relator da comissão, respectivamente, além de diversos representantes de moradores de comunidades vizinhas à companhia.


Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

[MEIO AMBIENTE]

Mar limpo, bichos saudáveis

7

O FOCO

[SIDERURGIA]

Muito aço, pouco cliente

Instituto do Aço revê expectativa de produção, Instituto Boto Cinza promove e considera importação uma “ameaça” limpeza no cais de Itacuruçá [Jupy Junior] [Juliana Torres] julianatorres@jornalofoco.com.br

No dia 16 de setembro, o Instituto Boto Cinza promoverá a ação Limpar a Maré da Baía de Sepetiba, com concentração no cais de Itacuruçá, a partir das 7:30h. O evento acontece no mesmo dia do Clean Up The World – período de limpeza mundial de praias. Além da limpeza das praias da região, o evento tem como objetivo a preservação ambiental da Baía de Sepetiba, habitat dos botos cinza. Estudantes, moradores locais, turistas e voluntários estão convocados a participar da ação. De acordo com a assessoria de comunicação, estima-se o recolhimento de mais de uma tonelada de lixo plástico na região. “Acreditamos que incluindo e dando responsabilidades quanto à manutenção da saúde da

Baía cada um, individual e/ ou coletivamente, possa descobrir-se parte importante na preservação ambiental” – declarou o Instituto Boto Cinza. SUCESSO EM 2010 Em maio do ano passado, a 1ª Gincana Limpar a Maré da Baía de Sepetiba, também promovida pelo Instituto, recolheu 1.108 kg de lixo. Turistas, pescadores e moradores também participaram. A equipe da Escola Presidente Castelo Branco, de Muriqui, ficou em primeiro lugar com 270 kg de lixo recolhidos. O troféu de lixo mais exótico foi para a Escola Caetano de Oliveira, de Itacuruçá. Por escrever a palavra morte com garrafas pet e vida com seus corpos, a equipe do CIEP 294, da Praia do Saco, recebeu o troféu por melhor mensagem de preservação.

jupyjunior@jornalofoco.com.br

O Instituto do Aço – entidade responsável pela pesquisa, estatística, normalização de produtos, e política relativas ao aço cujos membros titulares são, dentre outros, a Gerdau, CSN, CSA e Votorantim – reuniu jornalistas no dia 30 de agosto para anunciar que reviu suas expectativas de produção no setor para 2011. Em 2010, a indústria do aço cresceu 13,6%. Em 2011, a previsão é de crescimento de 5,9%. “Nossa cadeia está sendo impactada pelas importações” – declarou Marco Polo de Mello Lopes, presidente executivo do Instituto. REFRAÇÃO Para Lopes, há atualmente uma refração dos consumidores, apesar do crescimento do mercado nacional. O pre-

“Temos que prestigiar nossos empregos”

Catia Mc Cord, diretora de mercado e economia do Instituto Aço Brasil

sidente disse que quem aproveita este crescimento “são os colegas estrangeiros”. Os números apresentados na coletiva de imprensa revelam que a indústria nacional do aço estagnou-se por falta de clientes. “Para quê aumentar a capacidade de produção?” – pergunta-se Lopes – “há 66% de sobra no mercado em 2011, é a maior de todos os tempos” – disse ele. SEMINÁRIO A coletiva de imprensa encerrou uma seminário destinado a jornalistas sobre a in-

dústria do aço. Diretores do Instituto ministraram palestras para municiar repórteres e editores de informações sobre a importância do aço e sobre o processo produtivo. Representantes da Gerdau, Votorontim e CSA também falaram aos jornalistas sobre o posicionamento de algumas das mais importantes do setor. Porém o destaque ficou mesmo por conta da situação da “indústria estratégica” do aço no Brasil. PROTECIONISMO E “ASSIMETRIAS” O presidente executivo Lopes listou os problemas que o Brasil enfrenta atualmente no setor: desindustrialização, competição com os mercados estrangeiros (excesso de importações) e “assimetrias”, ou seja, entraves que atrapalham o desenvolvimento real do aço no Brasil. Catia Mac Cord, diretora de

mercado e economia - uma das palestrantes aos jornalistas - foi bastante contundente: “entra [no Brasil, por importação] muito material de segunda, temos que prestigiar nossos empregos”. MEDIDAS SUGERIDAS Duas preocupações do Instituto, a serem levadas para a presidente Dilma, são: taxação maior dos produtos importados por ICMS (“todos os países estão buscando proteger seus mercados internos” – disse Lopes) e verificação da conformidade dos produtos que entram no país via INMETRO. No mercado internacional, a sobrecarga estimada para 2011 é de 532 milhões de toneladas, e a China é a maior produtora de aço do mundo: sua produção é maior que a soma de todos os outros países produtores do mundo.


8

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

O FOCO

[SEMANA DA PÁTRIA]

Alunos, bandas, discursos Desfile em comemoração ao Sete de Setembro reuniu milhares de pessoas VERÔNICA LEAL

As cidades de Mangaratiba e de Itaguaí guardam uma tradição: os desfiles cívicos pela comemoração da Semana da Pátria. A população participa, quer seja como espectadora, quer seja como um dos desfilantes. É tempo de solenidade oficial, como o hasteamento da bandeira nacional, e cantar o hino com fervor. Confira como transcorreram os desfiles na Cidade do Porto e em Mangaratiba. Bandas evoluíram sob o sol: festa cívica ITAGUAÍ Na Cidade do Porto mais de 16 mil alunos de 61 escolas municipais desfilaram sob um sol escaldante neste Sete de Setembro. Várias au-

toridades - além do prefeito e da primeira-dama e deputada estadual pelo PDT Andréia Cristina Busatto - ocuparam o palanque oficial

montado em frente ao Shopping Itaguaí, na Curvelo Cavalcante, dentre elas: Jailson Barboza – secretário de Ambiente, Agricultura e Pes-

[MUNÍCIPE RECLAMA DE FALTA DE ESTRUTURA] Massaro Kajishima, 73 anos (segundo o próprio, o comerciante mais antigo de Itaguaí, há 52 anos em atividade), foi levar o neto para desfilar em Itaguaí. E voltou com ele para casa por causa da ausência de banheiros químicos. Kajashima ficou indignado: “meu neto se urinou e não desfilou por este motivo, vi várias crianças na mesma situ-

ação, acho um absurdo a prefeitura não colocar banheiros químicos quando havia mais de duas mil crianças na rua”. Em Mangaratiba também não havia banheiros públicos à vista, embora a prefeitura tenha distribuído água mineral para os desfilantes, por causa do calor intenso. Ainda falta estrutura para eventos como o Sete de Setembro.

RAPHAEL MELO

Andreia e Charlinho: hasteamento da bandeira nacional ca; o vereador Márcio Pinto (DEM); Saulo Farias – administração; Laudinice Gualter Brito - Educação; e o procurador-geral do município Alexandre Oberg. O prefeito Charlinho e a primeira-dama estiveram bem à vontade durante a solenidade, e inclusive caminharam junto a populares na rua. Charlinho hasteou a bandeira nacional, que foi trazida pelo pelotão da Guarda Municipal ao som do hino executado pelo diretor mu-

sical da Escola de Música Chiquinha Gonzaga, Claudio Bernardo. Os bombeiros fizeram sua participação e em seguida as escolas e bandas se apresentaram para os munícipes. MANGARATIBA O desfile ocorreu em frente à Praça Robert Simões. No palanque oficial, o executivo compareceu em massa: além do prefeito Evandro Bertino Jorge e do vice Jorge Luis, marcaram

presença, dentre outros, Sérgio Rabinovicc – secretário de Saúde; Otávio Seiler – Segurança; Paulo Roberto Moraes – Administração; Pedro Bertino – Relações Institucionais. Quem também subiu ao palanque para uma homenagem foi o ex-prefeito José Miguel Olympio Simões, que ocupou o cargo máximo do executivo municipal entre 1993 e 1997. A Guarda Municipal entregou a bandeira nacional ao prefeito para hasteamento e execução do hino. Em seguida, Capixaba, ao se dirigir aos munícipes, disse que faria um discurso “the flash” (rápido). Ele saudou a população e deu início aos desfiles das escolas municipais. Mais tarde disse a O FOCO que não quis demorar no seu pronunciamento “por causa das crianças que estava sob o sol esperando para desfilar”. Escolas trouxeram alunos fantasiados e fizeram evoluções. A turma da terceira idade foi uma das mais animadas. A secretária Vânia Nunes disse a O FOCO que os alunos se preparam o ano inteiro para o desfile cívico, por meio das bandas e da mobilização na escola. “Hoje tivemos aqui um exemplo de cidadania” – disse Nunes.

[EXPRESSO MANGARATIBA]

Multa é pouco Passageiros se espremem na linha Itaguaí-Campo Grande. Detro aplicou oito multas na Expresso e problema continua juliana torres

[Juliana Torres] julianatorres@jornalofoco.com.br

Segunda-feira, 17:40h. Ponto de ônibus da Avenida Otávio Cabral, em frente à concessionária Líder. A intenção: pegar um ônibus da Expresso Mangaratiba que faz a linha Itaguaí-Campo Grande, via Palmares. A realidade: impossível sequer entrar no veículo, várias pessoas se espremem até mesmo antes da roleta. A lei: ônibus rodoviário (com apenas uma porta de entrada e saída) não pode circular com pessoas em pé. Este é o triste panorama de quem precisa sair de Itaguaí rumo ao bairro da zona oeste carioca. Infelizmente o dia a dia de muita gente que precisa conviver com a ilegalidade da Expresso Mangaratiba. O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro)

Acredite: a lei determina que em ônibus rodoviário só passageiros sentados. Este é um flagrante da ilegalidade já aplicou oito multas na empresa por causa do problema, mas ao que parece, multa não inibe a irresponsabilidade da Expresso. MULTAS NÃO ABALAM A EMPRESA As multas por excesso de lotação nos ônibus não abalam a Expresso. O Detro, além de multar continua-

mente a empresa, não toma outras providências. Perigo para quem está em pé, que precisa se segurar onde pode para não cair a cada freada e perigo para todos, já que muitas vezes o excesso de pessoas na frente do ônibus dificulta a visão do retrovisor para o motorista, além de dificultar manobras e demais problemas.

O FOCO fez o trajeto no interior do veículo e constatou que as reclamações são inúmeras. “Não dá mais para entrar”, “É perigoso muita gente no ônibus”, “Não cabe mais ninguém” – reclamam aos berros alguns passageiros. Quando o motorista decide parar em algum ponto, os

Ao que tudo indica, multa é uma punição ineficaz para os problemas que a população aponta no serviço prestado pela Expresso

protestos aumentam ainda mais de volume. APENAS OITO MULTAS Mesmo com a evidente superlotação dos carros da Expresso, este ano a empresa recebeu apenas oito multas. O valor para esta infração é R$ 945,16 e em caso de reincidência no veículo, o valor dobra. O veículo, veja bem. Isto talvez explique porque os valores podem não ser tão incômodos para os responsáveis pela Expresso. Mesmo assim, a empresa teve que pagar, segundo o Detro, o valor de R$ 7.561,28 por superlotação de veículos com placas diferentes. De acordo com o Detro,

a empresa conta com uma frota mínima de 31 ônibus que realizam o trajeto Itaguaí - Campo Grande. “Mas existem sessões de outras linhas da empresa que também fazem o trajeto” – disse o Detro. De fato, a linha Itaguaí-Caxias passa por Campo Grande, mas mesmo assim o número de veículos é limitado. CONCESSÃO DE LINHAS Segundo o Detro, para uma empresa perder a concessão de linhas deve ser constatado que ela não apresenta condições de operar de forma segura para a população. Cabe a pergunta: a Expresso Mangaratiba opera de forma segura? Excesso de passageiros, ônibus em péssimo estado de conservação, roletas ilegais que dificultam a passagem de alguns passageiros, ônibus com pane elétrica, incêndio, pane na Rio-Santos (todos os incidentes mereceram matérias de O FOCO em edições anteriores) etc. Ao que tudo indica, multa é uma punição ineficaz para os problemas que a população aponta no serviço prestado pela Expresso.


Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

9

O FOCO

poder [ITAGUAÍ]

Feriado estendido Na semana da Pátria, Câmara não teve sessão A Câmara de Itaguaí já acumula duas semanas sem sessões. Na semana anterior, o vereador Jorginho do Charlinho (PMDB) propôs um adiamento, que foi aprovado por unanimidade. Nesta semana, a sessão do dia 6 também não ocorreu, o que se repetiu nesta quinta (8). arquivo o foco

Na última semana, a Câmara de Itaguaí não transcorreu como de costume. É a que sessão que estava marcada para terça-feira (6) foi adiada para a próxima semana, dia 13. De acordo com o vereador Carlos Kifer, o motivo para o adiamento foi a falta de matéria em pauta para ser votada. Além disso, algumas matérias aguardam parecer das comissões. O vereador ainda disse que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aguarda o parecer da Comissão de Finança e Orçamento para a conclusão final. A LDO deve ser liberada na próxima terça-feira (13) e com isso, ocorrerá a liberação da pauta.

Kifer: pauta depende de pareceres

[TRÂNSITO]

Fim anunciado Vereador Márcio Pinto diz que confusão perto do Guanabara acaba dia 20 deste mês [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

O vereador itaguaiense Márcio Pinto (DEM) usou das redes sociais para fazer um importante anúncio. Ele motivou-se por comentários publicados no blog “Política de Itaguaí” - conhecida publicação virtual cujo objetivo é promover debates sobre a situação do município – sobre o trânsito caótico que toma a rua Curvelo Cavalcante todos os dias, entre 17 e 19h. Pinto usou o Facebook – conhecida ferramenta da internet para redes sociais – para avisar que conversou com Charlinho a respeito. “MEDIDAS SERÃO TOMADAS” Márcio Pinto escreveu no blog: “Conversei com o Prefeito Charlinho a respeito do

problema que acontece com a entrada do estacionamento do Hiper Guanabara, que causa congestionamento no Centro da cidade, o Secretário do Trânsito Paulo também estava presente, e medidas serão tomadas para modificar aquela situação, o hiperguanabara [sic] será avisado e algumas ruas terão seu trânsito modificado, a partir do dia 20 deste mês. São as reinvidicações feitas no Blog Política de Itaguaí (...) sendo ouvidas e solucionadas, a participação de todos é fundamental.” LEITOR ATENTO Márcio Pinto é um dos quatro vereadores que apoiam o governo Charlinho na Câmara Legislativa. Os outros são Jorginho do Charlinho (PMDB), Si-

arquivo o foco

Pinto disse que Charlinho prometeu obras para acabar com o trânsito caótico em frente ao Guanabara las Cabral (PV) e Roberto Espolador Guimarães (Robertinho, PMDB). Jorginho inclusive é um dos pré-candidatos à sucessão do prefeito anunciados recentemente (os demais são Genildo Gandra – vice-prefeito; Jailson Barboza – secretário de meio ambiente, agricultura e pes-

ca; Silas Faria – secretário de administração e Alexandre Valle – secretário de turismo, esporte e indústria). Pinto garantiu que tem acesso frequente ao prefeito e “postou” (publicou) no blog o informe sobre a mudança de trânsito em frente ao Guanabara nesta quinta-feira (8), às 09:12h.

[POLÊMICA SOBRE TERRENO]

“O meu terreno não é aquele” Secretário explica sobre terreno em S. Cândida Na edição 110, na matéria “Público ou Privado?”, O FOCO publicou uma imagem obtida pelo Google Maps de um terreno na Estrada do Facão, em Santa Cândida, Itaguaí. Tal terreno seria de Nelson Donato, secretário de Transportes do Município. Uma denúncia levou a reportagem ao local. Tratava-se de

“A imagem é de outro terreno”

Nelson Donato, secretário de Transportes de Itaguaí apurar se havia uso de máquinas da Prefeitura em terreno privado, e transformação indevida de logradouro público. A imagem que O FOCO publicou era de outro local, mas Fabiano “do Sítio” (como é conhecido o administrador de Santa Cândida), segundo Donato, “se enrolou”, ou seja, mentiu para o repórter. Fabiano disse que vendeu o terreno para Dona-

to. Este nega tal negociação, e menciona Mário Matos como antigo dono. Fabiano disse para o repórter que vendeu o terreno para Donato, e que construiria um muro cujo custo seria de R$ 30 mil. IMAGEM EQUIVOCADA O terreno em questão, que fica na Estrada do Facão, em Itaguaí, foi confundido na reportagem publicada na edição 110 com outro de formato parecido. “A imagem é de outro terreno” – alegou Donato, que ainda mostrou à reportagem toda as documentação legal da compra e venda do terreno. Quanto à denúncia que motivou a matéria, Nelson Donato afirmou que o terreno nunca foi público, e que houve interesse de pessoas que utilizavam o terreno para benefícios próprios. TUDO LEGAL Nelson Donato, apesar de deixar claro que não queria uma retratação,

fez questão de mostrar a O FOCO as escrituras da compra do terreno. Ele ainda comparou as imagens dos dois terrenos (o publicado pela reportagem e o comprado por ele) para confirmar a veracidade dos fatos. Donato disse que comprou três lotes do terreno e que já pediu à Prefeitura de Itaguaí para fazer a medição para que ele possa murar a sua parte. Quanto as declarações de Fabiano “do sítio”, o secretário afirmou que o administrador do Santa Cândida quis preservá-lo e acabou se “enrolando” durante a entrevista com a reportagem. Fica então esclarecido: Nelson Donato, secretário de Transportes de Itaguaí, comprou o terreno de Mário Matos. A imagem que O FOCO publicou é de outra localidade e tanto a compra quanto a venda do terreno foi feita dentro da legalidade.


10

O FOCO

[ELEIÇÕES]

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

Pela mudança no voto

Movimento defende alteração na forma de eleger vereadores e tenta reunir um milhão de assinaturas [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

É uma campanha política diferente. Não tem candidatos, promessas, cartazes nem propaganda na televisão. Mas tem ambições e números. As ambições são para mudar o esquema de eleição – dos vereadores, em um primeiro momento – e quanto aos números, o

Para dar visibilidade à causa, o movimento precisa de 1 milhão de assinaturas até o final de setembro. Até agora, eles reuniram 37.026

de atingir a marca de 1 milhão de assinaturas até o final deste mês. A ideia é dar visibilidade ao movimento que pretende ver instituído no Brasil o voto distrital em detrimento do proporcional, em vigor atualmente nas eleições do país. ASSINATURAS O movimento #EuVotoDistrital (assim mesmo, com símbolo típico do Twitter, ferramenta das redes sociais) tem como objetivo aprovar pelo Congresso Nacional a Lei que torna efetivo o Voto Distrital (voto majoritário uninominal de dois turnos) no sistema eleitoral para eleição de deputados federais, estaduais e vereadores. O primeiro foco do movimento é a eleição de vere-

adores em 2012. Para tanto, eles pretendem obter a assinatura de 1 milhão de pessoas. As assinaturas não têm qualidade jurídica, elas funcionam como uma demonstração da vontade popular em ver implementada a mudança. “As leis já estão engatilhadas no Congresso Nacional, precisamos mostrar que essa é a mudança que queremos” – diz o texto no site do movimento (www. euvotodistrital.org.br). COMO É E COMO SERIA Atualmente os representantes do povo no legislativo (deputados federais, estaduais e vereadores) são eleitos pelo voto proporcional, isto é, os partidos políticos ganham cadeiras em proporção ao número de vo-

tos que seus candidatos recebem em todo o estado (ou cidade). Quanto mais candidatos, mais votos. Os organizadores do #EuVotoDistrital defendem que um mês após a eleição 30% dos eleitores já não se lembra em quem votou, pois vota sem conhecer bem os candidatos. Este número aumenta para 70% em relação às eleições anteriores. Este sistema acaba por eleger candidatos que não foram efetivamente escolhidos pelo povo. O voto distrital é um sistema de voto majoritário no qual um estado (ou cidade) é dividido em pequenos distritos com aproximadamente o mesmo número de habitantes. Cada partido indica um único candidato por distrito. Cada distrito elege um único

representante pela maioria dos votos. Os defensores desta modalidade afirmam que, além de distrital, o sistema majoritário deve ser em dois turnos, pois isso preservaria o interesse das minorias ao exigir o segundo turno, caso um candidato não obtenha 50% mais um dos votos. META DISTANTE O movimento #EuVotoDistrital ressalta que a mudança aumentaria a fiscalização sobre os políticos, diminuiria os custos das campanhas, estimularia a redução do número de partidos e fortaleceria o poder legislativo, dentre outros argumentos. Pablo Ribeiro, representante do movimento que atendeu a O FOCO, dis-

se que o #EuVotoDistrital “surgiu em 2010 com os mobilizadores Emygdio Neto e Beatriz Pedreira. Em pouco tempo novos jovens foram aderindo a causa”. Segundo Ribeiro, o movimento obteve até o momento 37.026 assinaturas. Talvez não seja possível alcançar 1 milhão até o final de setembro (que é o prazo final para a aprovação de uma lei que modifique o sistema para as próxima eleições, em outubro de 2012). Mas ele avisa: “Se não conseguirmos neste prazo, o movimento continua, pois o objetivo de mudança política ainda existirá”. Quem quiser incluir a sua assinatura, basta acessar www.euvotodistrital.org.br/mobilize/assinaturas.

[EDUCAÇÃO & PODER]

Queda de braço pelo estudo Capixaba e deputada Andréia do Charlinho reforçam intenção de trazer de volta ensino médio a Mangaratiba [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

As intenções dos políticos estão afinadas, mesmo que eles não estejam. Esta é a constatação a que se pode chegar depois dos pronunciamentos de Evandro Capixaba - prefeito de Mangaratiba - e Andréia do Char-

linho - deputada estadual pelo PDT - em evento comemorativo pela semana da Pátria, em Mangaratiba, na sexta (2). As autoridades reacenderam a polêmica que foi acesa pelo vereador Sidney Marcello Filho (Sidinho, PHS), em sessão na Câmara, que citou sua irmã, a deputada Andréia.

ESTADO DO RIO DE JANEIRO | MUNICÍPIO DE MANGARATIBA REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS DO 1º DISTRITO RUA DOMINGOS JANNUZZI, N.º 58, CENTRO RESP. PELO EXPEDIENTE: FÁBIO HENRIQUE V. DE ALMEIDA REGO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Congresso Municipal do Partido Socialista Brasileiro – Mangaratiba O Presidente da Comissão Executiva Municipal do Partido Socialista Brasileiro Mangaratiba convoca, nos termos do Estatuto partidário, do Regimento Interno do PSB, e das Resolução CEN nº 002 e 003, Resolução CEE nº 001 e da legislação em vigor, os filiados em dia com suas obrigações partidárias para o Congresso Municipal a realizar-se no dia vinte e cinco (25) de setembro de 2011, no Cemu Muriqui, situada na Estrada RJ 14, n.° 912, Muriqui, Mangaratiba - RJ, no horário de 9:00h às 17:00h, podendo ser prorrogado pelo tempo necessário à votação dos congressistas. Para o debate da seguinte pauta: 1- Cenário político nacional; 2 – Cenário político estadual; 3 – Cenário político municipal 4 - A questão urbana e as eleições municipais; 5 - Debater pontos para elaboração de programa de governo municipal; 6 - Debater a estratégia eleitoral para as eleições municipais de 2012; 7 - Eleição do Diretório Municipal, Conselho de Ética e Conselho Fiscal (titulares e suplentes); 8 – Eleição dos Delegados ao Congresso Estadual do PSB-RJ; e 9- Assuntos gerais. Mangaratiba - RJ, 9 de Setembro de 2011. Célio Soares Vieira Presidente Municipal do PSB

PUBLICAÇÃO Processo n° 1617/2011 – Casamento: EDGAR MARTINS DA COSTA & VALDIRENE DA SILVA RODRIGUES. Processo nº 1824A/2011 – Casamento: MANOEL ERIVELTO DA CONCEIÇÃO & VALÉRIA MATTOS. Processo nº 1846/2011 – Casamento: LUIZ GUSTAVO SOUZA DE CARVALHO & TAMIRES MEDEIROS DA SILVA. Processo nº 1847/2011 – Casamento: SERGIO GUSTAVO LOPES TITO & LUCIMAR SIMAS DA SILVA Processo nº 1848/2011 – Casamento: JOÃO JOSÉ TAVARES DE PAULA & ELIZANGELA MENDES. Processo nº 1849/2011 – Casamento: CELMO MOORE PINTO & AMANDA DE LIMA CERDEIRO. Processo nº 1850/2011 – Casamento: MARCUS VINICIUS SOARES DE SOUSA & ALESSANDRA SILVA DO NASCIMENTO. Processo nº 1851/2011 – Casamento: LUIS GABRIEL SILVA RIBEIRO & MONICA MEDEIROS DA SILVA Processo nº 1852/2011 – Casamento: TICIANO DE ARAÚJO MARQUES MARTINS & LIVIAN ROBERTA DE MELO TOMELIN Processo nº 1854/2011 – Casamento: BENEDICTO SANATA XAVIER DE BRITO & ADELIA JACINTO COSTA BARBOZA Processo nº 1855/2011 – Casamento: JOÃO BATISTA BARBOSA & DIONÁRIA DA SILVA BARBOSA Processo n° 1855A/2011 – Casamento: DANIEL ANTUNES BERNARDO & MARIA DAS GRAÇAS DE AEUINO MACHADO Processo nº 1856/2011 – Casamento: LUIS POLLYLA DA LAPA & VANDA HELENA DA COSTA BORGES Processo n° 1857/2011 – Casamento: SILVIO DA SILVA &MARIA DAS GRAÇAS VIEIRA Se alguém souber de algum impedimento, acuse-o, na forma da lei. Mangaratiba, 20 de agosto de 2011.

Esta teria dito no dia 9 de agosto que o vereador José Luiz Figueiredo Freijanes (Do Posto, PMDB), seria “mentiroso” por dizer que estava “trazendo” o ensino médio (antigo “segundo grau”) de volta a Mangaratiba. PREFEITURA DIVULGA FRASES A Prefeitura de Mangaratiba, por meio da sua assessoria de comunicação, divulgou texto para a imprensa sobre os desfiles cívicos, e, curiosamente, incluiu duas falas das autoridades. “A sexta-feira, dia 2, também foi marcada pelo anúncio da possível volta do Ensino Médio em Itacuruçá e em Conceição de Jacareí” – diz o texto, que prossegue: “A informação foi anunciada pelo prefeito Evandro Capixaba e pela deputada Andréia do Charlinho”. Evandro - que recentemente confirmou a boa relação com os Charlinho -, segundo a assessoria, disse o seguinte: “Nosso compromisso foi de voltar com o antigo Segundo

Grau para os dois distritos e estamos conseguindo junto com o governador Sérgio Cabral”. Andréia também teve a fala reproduzida no texto: “Temos o documento assinado desde março. Queremos que nossos jovens estudem”. DO POSTO REPERCUTIU POLÊMICA O vereador José Luiz do Posto mencionou a polêmica na penúltima sessão legislativa da Câmara de Mangaratiba, no dia 31 de agosto. “Não sou mentiroso, e quero o que for melhor para o município. Eu de fato fui até o secretário [estadual de educação] Wilson Risolia pedir por Mangaratiba” – declarou o peemedebista. Ao que parece, há uma disputa sobre os futuros méritos da volta do ensino médio a Mangaratiba, uma necessidade urgente. Mas talvez para um estudante das Ilhas, que tem muita dificuldade para chegar à escola e se aprimorar, isso tenha muito menos importância do que aprender.


Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

11

O FOCO

[LEGISLATIVO X EXECUTIVO]

Busse no ataque

arquivo o foco

Vereador diz que Capixaba mentiu em entrevista a O FOCO [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Os tucanos estão mais agitados do que nunca. Depois da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Mangaratiba – que devolveu a presidência da Casa a Edison Ramos (Edinho, PMDB) - o tucanato municipal volta toda a sua carga de oposição ao governo de Evandro Bertino Jorge, o prefeito Capixaba. O papel de opositor ferrenho sempre coube a José Carlos Simões. Mas desta vez quem usou a tribuna no dia 5 de setembro para fazer um discurso contundente foi o líder do PSDB na Câmara, Gustavo Busse. O vereador baseou-se na entrevista que o prefeito concedeu a O FOCO no dia 17 de agosto, e que foi publicada em duas edições (acesse http://issuu. com/jornalofoco e click nos links das edições 110 e 111; ambas na página 8) para se pronunciar publicamente contra as declarações de Capixaba. Veja abaixo trechos do pronunciamento de Busse. INTERVENÇÃO NA CÂMARA “Gostaria de deixar aqui registrada a minha indignação com as declarações do prefeito no que diz respeito à intromissão dele na eleição da presidência da Câmara de Vereadores. As pessoas até imaginariam que ele não interveio nessa eleição. Mas eu volto a dizer que foi uma intromissão pelo simples fato de que quem não seguiu do lado que ele queria foi perseguido. Então foi, sim, uma intervenção.” PERSEGUIÇÃO POLÍTICA “Pessoas nossas, amigos nossos, foram demitidos pelo simples fato de ser em amigos nossos. E dito na cara deles. Alguns, espertos, com nosso aval, foram até ao prefeito e pediram para retornar e foram retornados mas, agora, deixaram claro que eles têm padrinhos novos, ou seja: eles tem que bater cabeça para outras pessoas.”

ACORDO POLÍTICO DESCUMPRIDO “Indignado, também, porque quando o PSDB tirou a candidatura própria na eleição suplementar e se juntou ao prefeito, logicamente foi feito um acordo político, que nunca foi cumprido. Muito pelo contrário. Ainda foi tirado o que nos tínhamos. O PSDB tinha duas secretarias, uma diretoria de Defesa Civil, tinha também alguns cargos de diretoria. Então, venho aqui, hoje, dizer que o prefeito não cumpriu o acordo que fez com o PSDB.” SOBRE A DÍVIDA DO MUNICÍPIO “Primeiro ele fala que deve os vinte e cinco milhões, depois ele diz que contratou uma consultoria que conseguiu reduzir para nove milhões. Depois, volta a falar em dívida de vinte e cinco milhões, até porque o então prefeito interino, vereador Edinho, não teria pago a parte do INSS. Você falar no que está no Calc é muito fácil, até porque muita gente não sabe o que é Calc. A Prefeitura não deve, ainda, ao INSS. Porque foi feita uma ação judicial que diz que o Governo não paga a parte patronal. E ela ganhou uma liminar na Justiça, tendo assim o direito de não recolher esse dinheiro. Então, até que esta liminar seja derrubada por decisão judicial, ela é válida e a Prefeitura não deve. Então é uma mentira o que está aqui no jornal.” HUMBERTO E PEDRO VAZ “Aliás esta entrevista deveria ser publicada em duas edições [de fato foi publicada em duas, nas edições 110 e 111], porque três pessoas responderam aos questionamentos. Está aqui que quando alguma coisa devia ser detalhada quem detalhava eram os senhores Humberto Vaz ou Pedro Vaz.” MENTIRA SOBRE APOIO “Mentira também é quando ele afirma que todos os vereadores estavam ´fechados´ com ele. Nunca falei com o prefeito

O tucano Gustavo Busse fez pesadas críticas a Capixaba motivado pela entrevista do prefeito a O FOCO

sobre eleição da Câmara. E Capixaba me ligou. É mentira quando ele disse que ninguém atendeu a ele. Disse a ele que, desde o nosso segundo ano de mandato, eu já tinha um acordo com Edinho, e que não seria no último dia, nem na última semana, que eu iria mudar isso. SOBRE DEMISSÕES “Evandro diz que ´somos obrigados a demitir porque encontramos a folha inchada. Os últimos governantes colocaram aqui mais de duas mil pessoas, no apagar das luzes´. Ele quis dizer na gestão do vereador Edinho? Só pode ser. Duas mil pessoas e ele diz que vai demitir mil, e fez uma estrutura de três mil e novecentos cargos. Para ser usado em quê? Eleitoralmente. Votei na estrutura, pedi aparte solicitando duas vezes que o prefeito Evandro Capixaba man-

[LEGISLATIVO MANGARATIBA]

dasse para esta Casa uma matéria regulamentando concurso público. Até agora não veio esta mensagem. Então, quem está usando politicamente esta estrutura de três mil e novecentos cargos? [Busse se refere ao pedido de Capixaba para a criação de 3,9 mil cargos, aprovado na Câmara] Essa estrutura consome sete milhões e meio de reais por mês.” INTERPELAÇÃO JUDICIAL “O prefeito disse: ´Os outros, estavam todos fechadinhos, a gente ajudando´ [sobre alianças políticas para a eleição na Câmara]. Eu quero deixar claro aqui que eu vou interpelar judicialmente o prefeito para que ele declare, com todas as letras, o que ele quis dizer com ´a gente ajudando´, ele vai ter de explicar isso.

jupy junior

Oposição no palanque

Vereadores foram convidados para se juntar às autoridades após início dos desfiles [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Gustavo Busse (PSDB), José Luiz Figueiredo Freijanes (Do Posto, PMDB), Edison Ramos (Edinho, PMDB) e José Carlos Simões (PSDB), como autoridades legislativas que são, precisam participar de uma solenidade cívica no dia da Pátria, comemorado em Sete de Setembro em todo o país. O natural é que ocupassem os palanques montados pela cidade desde o dia 31, quando come-

çou extensa progamação de comemoração. Não foi o que aconteceu. No último dia sete a separação entre os poderes ficou mais do que evidente: os quatro parlamentares misturaram-se à multidão que foi acompanhar os desfiles cívicos no centro de Mangaratiba, em frente à praça Robert Simões, como se pode atestar pelo flagrante de O FOCO. Em seguida, convidados pela secretária de Educação Vânia Nunes, juntaram-se às demais autoridades no palanque oficial.

APLAUSOS Antes, porém, a reportagem foi até os vereadores para perguntar o motivo da separação. O vereador e presidente da Câmara deu de ombros, em gesto que indicou não saber o motivo. Do Posto disse que “o lugar de vereador que representa o povo é no meio do povo”. Uma munícipe próxima disse a mesma coisa: “eles estão aqui porque são do povo”. Do Posto, Busse, Simões e Edinho formam um grupo

Do Posto, Simões, Busse e Edinho entre populares no desfile cada vez mais coeso contra o governo Capixaba. Foi a secretária Vânia Nunes quem decidiu acabar com o mal-estar, ao apelar pelo sentimento à pátria no dia Sete de Setembro. “Vamos deixar

de lado as opiniões políticas” – disse ela em seu discurso, pontuado por agradecimentos à rede pública de ensino que levou centenas de alunos para desfilar, uma tradição no município.

Os vereadores atenderam à secretária, e se dirigiram ao palanque oficial sob aplausos de parte dos espectadores. "SEM DESFEITA" José Carlos Simões resumiu bem a atitude do grupo de oposição: “aceitamos o convite por um dever cívico, mas nossa presença no palanque não significa que concordamos com o governo” – declarou. Do Posto classificou de “elegante” a atitude da secretária, e que “não faria a desfeita”. Apesar de terem ocupado o mesmo espaço, “oposição” e “situação” começam a se tornar cada vez mais definidas em Mangaratiba.


12

Sexta-feira, 09 de setembro de 2011

O FOCO

esporte [BRASILEIRO DE SHOWBOL]

[CAMPEONATO DE FUTEBOL AMADOR]

Decisão no showbol Quatro times disputarão o título de campeão em Mangaratiba divulgação/pmm

[Juliana Torres] julianatorres@jornalofoco.com.br

Mangaratiba vai sediar nod dias 10 e 11 os confrontos finais do Campeonato Brasileiro de Showbol. Os times disputarão as semifinais e a final da competição. Fluminense, São Paulo, Vasco e Flamengo são os times em busca do título de campeão. O evento, que tem o apoio da Prefeitura de Mangaratiba, será transmitido ao vivo pelo canal Sportv. Estima-se um público de 1,5 mil pessoas. A entrada para os jogos é gratuita. O evento havia sido realizado em Mangaratiba em maio deste ano. Devido ao sucesso de espectadores, a Prefeitura de Mangaratiba, por meio da secretaria de turismo, trouxe novamente para o município o Campeonato Brasileiro de Showbol. De acordo com Vitor Te-

O showbol em maio deste ano que ocorreu em Itacuruçá. Sábado e domingo semifinais e final na Praia do Saco

nório (“Vitinho”), secretário de turismo, o último evento movimentou a economia local e a transmissão ao vivo pelo Sportv contribuirá para dar visibilidade à cidade. “O resultado daquele evento foi maravilhoso, e pesou na hora de trazê-lo novamente. Com essa iniciativa buscamos oferecer entretenimento para moradores e turistas e também contribuir para o

desenvolvimento socioeconômico do município” – disse o secretário de turismo. SEMIFINAIS As semifinais acontecerão sábado (10). O Fluminense enfrenta o São Paulo. O jogo começará às 9:30h. Às 10:30h, o Flamengo – atual bicampeão – joga com o Vasco. Os vencedores se enfrentam na final.

FINAL No domingo (11), a partir das 10h, começa a decisão para saber quem será o campeão brasileiro de showbol . Segundo a assessoria da Prefeitura de Mangaratiba, craques como Válber e Alex Dias (Fluminense), Djalminha e Junior Baiano (Flamengo), Pedrinho e Sorato (Vasco) e Amoroso e Juninho Paulista (São Paulo) estarão presentes no evento.

Empates e vitórias

Estreia de campeonato de futebol amador foi marcada por três empates e três vitórias julianatorres@jornalofoco.com.br

e o Partido Alto derrotou o Apara I por 3 a 2.

No último domingo (4) foi dada a largada para a primeira rodada do Campeonato Municipal de Futebol de Campo Amador de 2011. Seis jogos: três empates e três vitórias. Os times de Ingaíba e Flamenguinho (grupo azul) empataram sem gols. O Ranchito e ACM (grupo verde) terminaram a rodada com 1 a 1. Do mesmo grupo, Serrado e Conceição de Jacareí terminaram em 2 a 2. Do grupo azul, o Ibicuí venceu o Praia Grande por 4 a 2. Do grupo preto, o Apara II ganhou do Vale de 3 a 1

PRÓXIMOS JOGOS Dia 11 (domingo), não haverá jogos. As partidas da segunda rodada ocorrerão no dia 18 de setembro. No Estádio de Muriqui, às 13h, jogam o Flamenguinho e o Praia Grande. Às 15h, o Muriqui enfrenta o Ibicuí. No Estádio de Conceição de Jacareí, se enfrentam o time da casa e o Gamboa, às 13h. O ACM disputa com o Serrado, às 15h. No Estádio de Itacuruçá, às 13h, Partido Alto e Amepalha. Às 15h, o Vale enfrenta o Apara I.

[Juliana Torres]

Profile for JORNAL O FOCO

O FOCO Ed. 112 - Notícia com Nitidez  

Notícias de Mangaratiba, Itaguaí e Seropédica

O FOCO Ed. 112 - Notícia com Nitidez  

Notícias de Mangaratiba, Itaguaí e Seropédica

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded