Page 1

jornalofoco.com.br

Agora é Semanal!! Quatro edições por mês para você acompanhar tudo o que acontece

em Seropédica, Itaguaí e Mangaratiba. Toda sexta-feira nas bancas.

O FOCO

[caso Grêmio]

Ano 5 | Edição 97 13 de maio de 2011 Diretor: Thiago Melo

[eleições 2012] thiago melo

Davi desmente Alexandre

EXCLUSIVO

Abelardinho quer mudar de cadeira

O ex-jogador do Grêmio Mangaratibense, Davi Kistenmacker (foto), acusado de agressão pelo presidente do time, Alexandre Garcia, conta a sua versão dos fatos ocorridos na noite do dia 29. O atleta garante que foi agredido primeiro, e, dentre outras alegações, afirmou que estava acompanhado de três amigos (e não dois, como dissera Garcia a O FOCO na edição passada). Página 5

Vereador revela em entrevista que é pre-candidato à sucessão municipal

Página 8

divulgação

Em seu gabinete cercado por porta-retratos com fotos da família, Abelardinho fez uma série de revelações e desfez boatos sobre a escolha do vice em uma possível chapa no PT raphael melo

[cidadania]

O amor venceu

[fundação]

Homem das letras assume Cultura

O FOCO conversou com pessoas que sabem que amor e gênero não se confundem A decisão do Superior Tribunal Federal (STF) do último dia equiparou os direitos hetero aos homo em uniões civis. A fim de saber o que pensam possíveis interessados, entrevistamos três pessoas, moradores de Muriqui.

Página 3

[POlítica]

Debate na rede Saiba mais sobre o blog “Política de Itaguaí”, que está dando o que falar Ele é autor de uma referência nos debates que agitam os bastidores do poder, graças às potencialidades da internet. O professor de história criou um ambiente virtual para o exercício da cidadania. Descubra quem ele é e o que pensa.

Página 6

Minha casa de show é o poder...

Maria Bonita, já conhecida empresária da noite, arrisca nova empreitada na Reta: o Itaguaí Show. A casa é espaçosa, confortável e moderna. Ontem, Valeska (foto) levou sua Gaiola das Popuzadas à pré-inauguração da nova atração itaguaiense. Amanhã o Bonde do Forró abre oficialmente a programação que Página 10 terá todos os sábados um nome forte do gênero.

Emil de Castro (foto), ex-prefeito, ajudou a erguer a Fundação Mario Peixoto. O nome é uma homenagem ao seu biografado. À frente dos projetos culturais, Castro concede entrevista e revela os planos para a sua gestão, que ele teme ser breve no mandato Capixaba.

Página 10


2

O FOCO

Sexta-feira, 13 de maio de 2011

opinião [Foto Destaque]

[editorial]

As paisagens de Mangara-

POPOZUDAS, POLÍTICA, CULTURA... UM POUCO DE TUDO NESTA EDIÇÃO Com o ritmo das popuzadas da pré-inauguração da Itaguaí Show na cabeça, fechamos mais uma edição de O FOCO com a certeza de um bom trabalho cumprido, apesar de todas as dificuldades. Uma das grandes surpresas certamente foi a visita de Davi, acusado pelo presidente do Grêmio de agressão em uma matéria publicada na edição anterior. O atleta simplesmente rebateu todas as acusações e deixou a equipe muito intrigada, principalmente quanto ao fato de que Alexandre poderia ter suprimido uma das pessoas envolvidas. Confira tudo na página 5. Valeska, a popuzada, é bem desbocada. Mas isso faz parte. Assim como também faz parte sair em busca de pessoas corajosas e cientes do seu lugar na sociedade. Foi assim que surgiu a matéria da página 3, em que pessoas comentam a decisão do STF sobre o reconhecimento da união civil para casais do mesmo sexo. Vale a pena conferir. A galera do funk é divertida, assim como a própria Maria Bonita, que investe pesado na noite de Itaguaí. Também pesadas são as acusações contra a CSA, que aparece em várias matérias nesta edição. Uma delas com notícias melhores: esporte e integração social para as crianças de Santa Cruz. Elas merecem. O Aterro Sanitário de Seropédica, veja você, está de novo em O FOCO. Tudo porque a Rural resolveu entrar na briga para valer, amparada

por estudos de especialistas em meio ambiente. Eles acreditam que a CTR é prejudicial para a instituição. Na página 4. Fizemos três perguntas para a deputada Lucinha, do PSDB. Ela é uma das personagens dessa grande confusão sobre o destino do lixo, tanto em Seropédica quanto na Baixada Fluminense. Veja as respostas na página 7, editoria “Poder”. Uma matéria muito interessante, na página 6, é a sobre o blog “Política de Itaguaí”, que teria sido censurado na prefeitura por causa dos seus debates acalarodos a respeito da administração atual. Conseguimos localizar o autor do blog, um sujeito engajado, que luta pela conscientização política das pessoas. Para conhecer um pouco mais a história, vale uma lida. E certamente a nossa matéria de mais destaque foi a formidável entrevista do vereador Abelardinho, que fez revelações, contou um pouco da sua história e antecipou os seus planos para a Prefeitura da Cidade do Porto. Ele nos fez ter a certeza de que as articulações para ocupar o lugar de Charlinho já estão acontecendo há algum tempo. Na entrevista, que foi obtida por acaso, sem hora marcada, ele nos olhou direto nos olhos, e parece determinado a usar a força política do “G7” para construir um projeto bem definido para a cidade. Confira na página 8, e, depois, mande e-mails com suas opiniões. Estamos esperando!

tiba são realmente belas. Esta foto é um bom exemplo disso. O registro foi feito por Thiago Melo, durante o por do sol, na Praia do Saco. Participe também mandando suas fotos, elas podem aparecer aqui.

[Caixa-postal] Este espaço é reservado para você, leitor. Escreva sua carta ou e-mail com sugestões de matérias, elogios, críticas e comentários. Se está faltando água na sua rua ou se seu bairro necessita de atenção do Poder Público, este é o seu canal. Ajude a fazer um jornal com o seu jeito. Envie seu e-mail para

leitor@jornalofoco.com.br As cartas devem ser encaminhadas com nome completo, RG, telefone e endereço do remetente. O FOCO reserva-se o direito de selecioná-las e resumi-las para publicação.

observatório [thiago melo]

thiagomelo@jornalofoco.com.br

Concurso em breve A prefeitura de Itaguaí realizará finalmente seu concurso público. A informação foi confirmada esta semana pelo vereador Márcio Pinto, que disse ter recebido a notícia durante reunião com o próprio prefeito Charlinho. Especula-se que a oferta inicial fique em torno de duas mil vagas para todos os níveis. A previsão para a publicação do edital é para agosto ou setembro de 2011.

Segura, Peão! A empresa que realizará o concurso público da Prefeitura de Itaguai será a V. Inacio Silva Produções e Eventos ME e o valor a ser pago é de R$ 326.250,00. De acordo com a informação publicada no Jornal Oficial de Itaguaí, na edição de 21 de fevereiro de 2011, a empresa não passou por licitação. Fato curioso: a atividade econômica dessa empresa, segundo a Receita Federal, é “produção de espetáculos de rodeios, vaquejadas e similares” e “atividades de sonorização e de iluminação”. Pelo menos sua sede é em Itaguaí, mais precisamente em Coroa Grande. Alô Ministério Público, vamos investigar.

R$ 326.250,00 Curioso também que esse foi o mesmo valor cobrado pela V. Inacio Silva Produções e Eventos ME para a realização de shows durante os quatro dias de carnaval. Estranho, muito estranho.

O FOCO (21) 2687-0694 (21) 8254-9275 (21) 8400-7848

O jornal O FOCO é distribuído gratuitamente às sextas-feiras nas principais bancas e ruas de Seropédica, Itaguaí e Mangaratiba. Tem alcance estimado de 40 mil leitores na região.

www.jornalofoco.com.br

Charlinho quer trégua Fontes próximas ao denominado “G7” – grupo formado pelos vereadores Abelardinho, Toni, Nisan César, Lenilson, Carlos Kifer, Beto da Reta e Vicetinho – garantem que o prefeito Charlinho já sente a pressão da oposição. Inclusive o grupo já teria sido procurado por um representante do prefeito, na tentativa de selar um acordo. A tentativa, é claro, fracassou. Desde o início do ano o “G7” tem sido o pior pesadelo do prefeito.

Fugindo? Tem vereador de Itaguaí que está fazendo de tudo para não comparecer às sessões. Porque será? Em breve vamos divulgar a lista dos mais faltosos de Seropédica, Itaguaí e Mangaratiba.

arquivo

Para educar melhor Evandro Capixaba, prefeito de Mangaratiba, participou na quinta-feira (5) de uma palestra sobre educação no Iate Clube de Muriqui. Acompanhado de mais de 50 diretores e da secretária de Educação, Vânia

Tem (muito) caroço debaixo desse angu Está pegando fogo a “CPI das Casinhas”. Investigações preliminares já apontam diversas irregularidades. A CPI investiga quais critérios foram utilizados pela prefeitura de Itaguaí na distribuição das residências dos conjuntos Esmeralda, Topázio e Turmalina, em Chaperó (foto). Vamos aguardar a divulgação do relatório final da CPI.

EXPEDIENTE Diretor Geral/Editor-Chefe: Thiago Melo MTB 25806-RJ Editor: Jupy Junior MTB 28085-RJ. Diretora Comercial: Verônica Leal. Colaboradora: Ana Carolina Brandão Matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal O FOCO e elas são de inteira e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Nunes, ele ouviu durante duas horas o doutor em Ciência da Educação, Julio Furtado dos Santos. Segundo o palestrante, “em um ano, poderá haver mudanças significativas na educação de Mangaratiba”. Tomara.

FALE CONOSCO redacao@jornalofoco.com.br comercial@jornalofoco.com.br direcao@jornalofoco.com.br

Editado e distribuído por T.M. Comunicações Ltda. O jornal O FOCO é impresso pela Editora Esquema Ltda.


Sexta-feira, 13 de maio de 2011

3

O FOCO

cotidiano [CIDADANIA]

A lei do amor e da família O FOCO ouviu possíveis beneficiados pelo reconhecimento da união civil entre pessoas do mesmo sexo [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Há quem diga que a vida é “injusta” e que o preconceito não tem fim. Há também que tenha morrido por ser homossexual, ou que enfrentou situações difíceis, constrangedoras e impossíveis de serem resolvidas. Para os que ainda lutam pela igualdade de direitos, um alento: no dia 5 de maio o Superior Tribunal Federal reconheceu que, perante a justiça, um casal de duas mulheres ou dois homens é um casal como outro qualquer. Ou seja, tem os mesmos direitos como declaração conjunta de imposto de renda, pensão em caso de morte ou separação, partilha de bens e herança. A pessoa só precisa provar comprovar que viveu uma relação “pública, contínua e duradoura”, conforme estabelece a lei.

fotos jupy junior

O FOCO esteve com pessoas que não têm medo de “mostrar a cara”. Mas o medo, ainda que inexistente, é compreensível. Ainda persiste a ameaça de violência, separatismo, xingamentos, ataques de toda ordem. Mas Valéria, Ana e Aluizio provam que a dignidade, o respeito e a cidadania não têm sexo. Amor e família são entidades que não precisam de padrões culturais para existir.

minha filha, nunca insinuaram nada, na escola, a mesma coisa, tudo tranquilo”. Ela diz também que viver em Muriqui sob esta condição nunca representou um problema.

SETE FILHOS O pequeno Heitor, de três anos, circula entre as mesas brincando com uma bola. A cena se passa em um bar de Muriqui. Valéria de Oliveira Ruiz, sua mãe, tem 40 anos. Há cinco vive no distrito de Mangaratiba com Ana Maltez, 39 anos. Heitor é o mais novo de sete irmãos: Yago (6 anos), Juan (8), Ravine (9), Aline (14), Igor (17) e Winnie (18). “Nossa relação nunca foi um problema na nossa família” – conta Valéria, e acrescenta: “recebemos amigas da

VIDA EM COMUM Valéria conheceu Ana em Itaguaí. Desde então, moram e trabalham juntas no Mana´s Bar, de Ana. Têm um vida em comum. “Estamos casadas desde que nos conhecemos” – conta Valéria, que revelou nada saber sobre a decisão do STF. Ana sabia, e concorda que o reconhecimento foi importante, apesar de achar que não vai mudar muito a situação delas. Ana pretende registrar Heitor como seu filho, a fim de que o menino tenha direitos que po-

“Nossa relação nunca foi um problema na nossa família” Valéria Ruiz

Valéria, Ana e Heitor: família feliz e com muito amor e respeito dem ser herdados. O amor é visível na família, e nada as abala em relação ao futuro dos filhos de Valéria. “Eles sabem que vivemos juntos, não ficamos falando nisso, mas eu acho que é tudo a mesma coisa,

pouco importa se são duas mulheres ou dois homens” – explica. Ana acha que o reconhecimento pelo STF é importante, principalmente nos casos de herança. ‘É injusto que a família,

que era contra o relacionamento, leve os bens quando algum dos dois morre” – opina ela, que ri quando Valéria cobra a aliança de “casamento”: “até agora nada” – diz a companheira, também entre risos.

[“tomara que mude”] “Espero que chegue o dia em que as pessoas não precisem mais passar por constragimentos” Aluizio está esperançoso

Aluizio Quirino

Aluizio Quirino da Silva, 40 anos (declarados), é proprietário do salão Jafia, também em Muriqui. Já viveu com uma pessoa do mesmo sexo há algum tempo e seu companheiro era casado. É uma das condições que algumas pessoas precisam enfrentar para viver seu amor: às vezes é preciso que tudo seja mantido em sigilo. Porém Aluizio tem firmes convicções quando se trata da decisão do STF: “tenho amigos que passaram dificuldades extremas porque não havia uma lei como essa” – conta ele. Um desses amigos teve o patrimônio que construiu com seu companheiro

tomado pelos irmãos dele, quando ele faleceu. Apesar de não se sentir beneficiado imediatamente pela decisão do STF, Aluizio entende que o reconhecimento pode ser útil para que se diminua o preconceito. A preocupação dele é mais cultural, e isso a lei ainda não pode resolver: “espero que chegue o dia em que as pessoas não precisem mais passar por constragimentos, como comentários maldosos, risadinhas e coisas do tipo. Tomara que isso mude.” – diz ele. Assim como Ana e Valéria, ele não enfrenta problemas na vida social em Muriqui. “Aqui é tranquilo” – conta Aluizio.

HOLOFOTE Pesquisa turística

Curso gratuitos de informática em Muriqui

Dengue: ainda não acabou

Um grupo de estudantes de turismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ - Campos de Nova Iguaçu), dará início, em breve, a uma extensa pesquisa a fim de auxiliar a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo a levantar o patrimônio cultural, histórico e turístico de Seropédica. O objetivo é conhecer o potencial turístico da região para incrementar o turismo do município.

Quem tem dificuldade com computador precisa de curso. Pois bem, a Prefeitura de Mangaratiba oferece, e o melhor: gratuitamente. Nesta sexta (13) encerram-se as inscrições para os moradores de Muriqui conseguirem uma vaga nos cursos de Office (Word, Power Point, Excel e BR Office), bem como os sistemas operacionais Windows e Linux, além de acesso e na-

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro divulgou na última quarta-feira (4) os números sobre os casos de dengue no Estado, que registrou 52 mortes causadas pela doença, 20% a mais do que registrado no último balanço divulgado no dia 27 de abril, que totalizou 43 mortes. No total, foram notificados 77,26 mil casos suspeitos da doença.

vegação à internet. As aulas começam na segunda-feira (16), e os cursos terão duração de dois meses, com aulas em três turnos. Os cursos são uma iniciativa da Secretaria de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Sebrae. Ao todo, serão oferecidas oito turmas, formadas por dez alunos. Serão três turmas na parte da manhã,

três à tarde e duas à noite. Os cursos vão ser realizados no Teleinfo de Muriqui, localizado no prédio do Centro de Capacitação (CECAP). As inscrições serão realizadas no mesmo local. O Teleinfo fica na Avenida Nações Unidas, nº 653, Centro de Muriqui. Para mais informações, entrar em contato pelo telefone 2780-1606 e procurar Priscila Givivi ou Rondinelly Andrade.

Apesar de ter apresentado menos casos nos últimos balanços, Seropédica ainda vive epidemia, segundo a Secretaria, que também divulgou um levantamento dos últimos 25 anos da incidência de dengue no estado. O maior número de mortes por causa da doença foi registrado na epidemia de 2008, com 240 casos, seguido pelo ano de 2002, com 91 óbitos.


4

Sexta-feira, 13 de maio de 2011

O FOCO

[MEIO AMBIENTE]

reprodução/internet

[CTR SEROPÉDICA]

[BOLSA FAMÍLIA]

A luta continua Mais tempo

Desta vez, é a Rural que se insurge contra o Aterro Sanitário de Seropédica [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

A “nuvem de prata” da CSA que atormetou moradores de Santa Cruz

Marcação cerrada CSA recebe ultimato da Secretaria de Ambiente do RJ, e obras de ampliação são embargadas [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Não bastasse a Alerj ter marcado audiência pública (dia 24 próximo) para esclarecer as consequências da construção da siderúrgica, a CSA se vê às voltas com um embargo das suas obras de ampliação pela Secretaria de Ambiente do RJ e com um desconcertante cancelamento da visita do presidente alemão às suas instalações em Santa Cruz. A Companhia Siderúrgica do Atlântico continua sendo alvo de protestos, investigações, suspeitas e preocupações. Carlos Minc, secretário estadual de Ambiente, anunciou nesta terça-feira (10), em coletiva à imprensa, que a CSA tem um mês para começar a cobrir seu poço de emergência. A iniciativa visa evitar que seja emitida na atmosfera a “nuvem de prata”, espécie de fuligem oriun-

Para pressionar a CSA a fazer obras para conter poluição, Minc determinou que a ampliação das instalações sejam embargadas

da da siderúrgica que pode causar danos à saúde dos trabalhadores e moradores de Santa Cruz. Estes também protestam sobre constantes inundações, que poderiam ser resultado do desvio de 90 graus feito no Canal São Fernando, por ocasião da construção da CSA. EMBARGO A fim de pressionar a siderúrgica a fazer a obra para evitar novas “nuvens de prata”, Minc determinou que a ampliação das instalações da CSA – para aumento da produção sejam embargadas. A companhia estava construindo sua terceira coqueria, local onde é produzido o coque, resíduo proveniente da queima de carvão mineral. Segundo o secretário, a ampliação ficará embargada até que siderúrgica cumpra todos os condicionantes socioambientais para funcionar: “A empresa deveria contar com um sistema alternativo de redução de risco de acidentes, mas não tem a ligotadeira. Hoje ela opera só com o poço de emergência. Está errado e não pactuaremos com isso. Nosso papel é monitorar o seu funcionamento e sugerir”. Minc ainda declarou: “A siderúrgica

“A siderúrgica não tem licença definitiva. Caso nossas exigências não sejam atendidas, ela vai parar de operar.”

Carlos Minc, secretário de Ambiente do RJ não tem licença definitiva. Caso nossas exigências não sejam atendidas, ela vai parar de operar.” CSA ENVIA NOTA A CSA informou que entregaria ao Inea nesta quarta (11) o projeto de engenharia do sistema de controle de emissões do poço de emergência. Por meio da sua assessoria declarou que “se surpreendeu com as declarações do Secretário Estadual do Ambiente, uma vez que todas as medidas a serem adotadas no sentido de melhoria do processo produtivo estão sendo alinhadas diretamente com a área técnica do Inea”. Sobre o embargo, a CSA entrará em contato com a Secretaria de Ambiente para “entender a motivação desta medida, uma vez que as emissões não têm qualquer relação com a coqueria.”

Presidente alemão cancela visita O presidente da Alemanha, Christian Wulff, desistiu de visitar a CSA em Santa Cruz. De acordo com o site de notícias Deutsche Welle, ele teria se irritado por não ter sido avisado do plano de reestruturação da ThyssenKrupp, a multinacional que detém a maior

parte das ações da CSA. Momentos antes da visita em Santa Cruz, Wulff foi avisado que a ThyssenKrupp divulgou um plano de reestruturação que prevê o corte de 35 mil funcionários. Ainda de acordo com o site, o presidente planejava visitar a nova siderúrgica da em-

presa alemã no estado do Rio de Janeiro no dia 7. Fontes junto à CSA afirmaram, contudo, que a empresa não deve promover cortes de pessoal em Santa Cruz. A empresa porém não se pronunciou sobre a audiência pública convocada pela Alerj.

Parece que não tem mais fim. Embora as operações tenham se iniciado no dia 20 de abril – com direito a foto do prefeito do Rio, Eduardo Paes, fotografando o despejo de um caminhão de lixo – o CTR Seropédica está longe de encontrar consenso entre ambientalistas e parlamentares. Para juntar-se aos opositores, a força institucional de uma das maiores universidades do país: a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), a Rural. NOVOS ARGUMENTOS Embora a Assessoria de Imprensa da universidade não tenha divulgado novos argumentos, fontes garantiram a O FOCO que o aquífero de Piranema não será mais a única justificativa para a tentativa de fechamento do CTR Seropédica. Laudos produzidos pela universidade, apoiados pela Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) e pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) apontam que há risco para a população de Seropédica, além do já debatido problema ambiental.

AÇÃO JUDICIAL A Reitor da UFRRJ ajuizou ação em que solicita o fechamento do CTR Seropédica com base em estudos que indicam riscos de contaminação do Rio Guandu e demais áreas. Porém, o conteúdo da ação, que ainda não foi divulgado, traz mais informações que podem servir como incentivo para aqueles que lutam contra a instalação do aterro sanitário no município. SENADORA APOIA A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em sessão especial de homenagem à UFRRJ pelo centenário de sua criação, realizada em Plenário nesta segunda-feira (9), apoiou as manifestações contrárias ao CTR e prometeu empenho para ajudar a encontrar uma solução. Quem também criticou o aterro foi o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Rural, Cléber Vinícius, em entrevista a um site da capital. Ele lembrou o risco de vazamentos do lixo em decomposição dado o elevado índice pluviométrico na área. reprodução/ICHS em foco

Manifestação: opositores unidos contra a CTR

HOLOFOTE Lixo mais uma vez Não é só o CTR (aterro sanitário) de Seropédica que mobiliza um monte de gente e também provoca protestos. Em Belford Roxo, a Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj visitou uma área onde estaria funcionando um aterro sanitário. Denúncias de moradores motivaram a visita, pois há a suspeita de que o “lixão” esteja dentro de uma APA (Área de Proteção Ambiental).

Segundo a presidente da comissão, deputada Aspásia Camargo (PV), a denúncia foi feita pelo deputado Waguinho (PRTB). “Vamos apurar se esta denúncia trazida à comissão pelo parlamentar, que é morador de Belford Roxo, realmente procede. Se isso estiver acontecendo, trata-se de uma queixa grave” - afirmou a presidente da comissão.

para garantir benefício Prazo é prorrogado até junho

A Prefeitura de Mangaratiba decidiu prorrogar o recadastramento dos beneficiários do programa Bolsa Família, do governo federal, para o dia 20 de junho. Inicialmente, o último dia de atendimento estava marcado para o dia 20 de maio. Segundo o secretário de Ação Social, Rilden Albuquerque, a prorrogação tem como objetivo evitar cancelamento do benefício de muitos dos já contemplados. Paralelamente, a partir do dia 23 de maio a prefeitura inicia o cadastramento das famílias que ainda não possuem o benefício. LOCAIS PARA (RE)CADASTRAR Para realizar o recadastramento ou o cadastramento o beneficiário deve comparecer de segunda a sexta-feira, das 9 às 15h, a um dos seguintes locais: Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de Itacuruçá e de Conceição de Jacareí; Plantão Social na Secretaria de Ação Social, no Centro de Mangaratiba; e Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (CAICA) da Serra do Piloto. O distrito de Muriqui terá dois locais para a realização dos processos: para o recadastramento, o beneficiário deverá ir ao Centro de Capacitação; quanto ao cadastramento, será feito no Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (CAICA). Por fim, para os moradores dos bairros da Ingaíba e Batatal, o processo de recadastramento será feito nos dias 17 e 24 de maio, na Escola do Batatal. DOCUMENTOS Os documentos necessários para a realização dos processos são: carteira de identidade, CPF, comprovante de residência (atual), certidão de nascimento dos filhos, declaração escolar dos filhos, cartão de vacina e comprovante de renda ou carteira de trabalho. O beneficiário deverá levar todos os documentos originais e de todos os moradores da residência. Simultaneamente ao recadastramento/cadastramento, assistentes sociais do espaço visitarão as casas dos beneficiários para comprovarem a veracidade dos fatos apresentados.


Sexta-feira, 13 de maio de 2011

5

O FOCO

[CASO GRÊMIO]

“É tudo mentira” Jogador acusado de agressão pelo presidente do Grêmio Mangaratibense conta a sua versão [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Davi Kistenmacker, 21 anos, desde os 14 joga futebol. Na sua carreira já enfrentou diversos desafios, mas o maior deles talvez esteja acontecendo agora. Meia atacante do Grêmio Mangaratibense entre 2009 e início de 2011, sobre ele pesam graves acusações do presidente do clube, publicadas na edição anterior de O FOCO. Dentre elas, a de que o teria atacado, junto com outros sete homens, em uma rua escura de Mangaratiba na sexta-feira (29), às 23:40h.

Davi esteve na redação de O FOCO nesta terça-feira (10), acompanhado de uma das testemunhas do fato agora polêmico. E contou uma outra história, bem diferente da que a reportagem teve acesso por meio de Garcia. Quem tem razão? Talvez seja tarefa para a Justiça. Porém, a história aqui está, com detalhes. TRAJETÓRIA Davi começou a jogar no Bangu. No final de 2006 foi para o Ceres. Entre julho e agosto de 2007 treinou nas

categorias de base do Corinthians. Ainda em 2007, retornou ao Ceres e em seguida foi emprestado para o Mesquita por três meses. Mais uma vez de volta ao Ceres, jogou o carioca série B juniores. Em 2008, foi para o São Carlos, interior de SP, e ficou até 2009 para disputar a Taça São Paulo. Depois jogou no Valério Doce (MG) e no Força (Caieiras, SP). No meio de 2009 operou o tornozelo e se recuperou rapidamente, a tempo de voltar para o Grêmio Mangaratibense

Confusão com documentos e reversão Davi contou a O FOCO que houve uma confusão generalizada na documentação dele, por irresponsabilidade de Alexandre e do Grêmio. Ele ficou impedido de jogar as primeiras rodadas da série C em 2011

por causa de problemas com pagamento de taxas e envio de documentos para a federação carioca de futebol. Seu contrato, então, teria perdido a validade. “Nenhum jogador tem cópia dos contratos” – conta. Davi disse que para jo-

gar teve que reverter a sua situação de profissional para amador, no final de 2010. “Eu queria estar na vitrine” – revela. E que Alexandre teria prometido a ele o pagamento de salários atrasados e a renovação do contrato.

raphael melo

– time da cidade onde moram seus pais - em novembro de 2009. “Alexandre me fez muitas promessas” – conta Davi. Começou a treinar e jogar amistosos a partir de dezembro de 2009, porém ele conta que o time não tinha uniforme, não havia água nos treinos e que até março de 2010 ninguém tinha contrato assinado. PREJUÍZOS E ADVOGADO Davi já contratou um advogado para tentar reaver o prejuízo que a história provoca no meio do futebol. “Estou ficando queimado” – protesta ele. Na próxima segunda (16), ele dará depoimento na 165ª DP, assim como as testemunhas - seus amigos que se prontificaram a colaborar. Um deles disse à reportagem por telefone que Alexandre teria decla-

Davi desmente o presidente do Grêmio e conta sua versão rado logo depois do incidente: “Diz pro teu amigo que eu vou matar ele”. “SUJEITO BRIGÃO” Davi faz um perfil de Alexandre como sendo um sujeito brigão, que já teria se envolvido em outras brigas pela cidade. Uma delas, com uma pes-

soa conhecida como “Tutano”, que trabalhava na Prefeitura da cidade. Tal fato foi confirmado com “Mamá”, que também trabalha no Grêmio, na tarde dessa terça (10). “Só essa [briga]?, foram várias” – disse ele, ao confirmar pessoalmente para a reportagem o ocorrido.

A versão de Davi sobre a noite fatídica Na noite do dia 29 de abril, Davi e mais outros três amigos (no relato de Alexandre, foram dois) estavam se encaminhando para a festa do Dia do Trabalhador que aconteceria na Praça Robert Si-

mões. Teriam encontrado Alexandre, e Davi teria cobrado os salários atrasados. “Ele veio para cima de mim e me agrediu” – conta o jogador. Embolaram-se no chão e os amigos tentaram apartar. A kombi mencionada por Alexandre te-

ria sido a que faz a linha Mangaratiba - Praia do Saco. O veículo ficou impedido de prosseguir porque a briga acontecia no asfalto em frente, pessoas desceram para tentar separar os dois. Esta é a versão de Davi.


6

O FOCO

poder [POLÍTICA]

A webpolítica de cada dia

Blog “Política de Itaguaí” vira referência nos bastidores e dinamiza cenário político municipal thiago melo

[Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Para quem duvidava do poder da internet para mobilizar as pessoas politicamente, cabe um exemplo itaguaiense para abalar as crenças sobre o marasmo e o conformismo atuais. O weblog (ou simplesmente “blog”, espécie de diário na internet com possibilidades de publicação de comentários dos leitores) “Política de Itaguaí” virou referência na cidade para quem busca informações, artigos, comentários ou até mesmo resumos das atas das sessões da Câmara Legislativa da cidade. O FOCO conversou com o autor do blog e constatou que sim, a política em Itaguaí está mais viva do que nunca. PROFESSOR E BLOGUEIRO Fabiano da Silva Bastos, 29 anos, professor de história da rede municipal, é o autor do blog que hoje em dia é atualizado e consultado diariamente por mais de 300 pessoas, em média. Além do endereço www.politicadeitaguai.com. br, outros mecanismos da internet como orkut, facebook e twitter se combinam com o blog e produzem muito debate, discussões acaloradas e participações de usuários. Bastos não é um sujeito acomodado. Preocupado com a cidade onde vive, buscou alternativas com as quais pudesse exercitar a cidadania. Ajudado por amigos, de-

Fabiano Bastos comanda uma da referências políticas locais

cidiu criar o blog em junho de 2008 depois de se inspirar em ambientes virtuais semelhantes. “Meu objetivo foi criar algo apartidário, que ajudasse as pessoas a criar consciência política para que votassem corretamente” – diz Fabiano. Hoje, ele comanda sozinho o endereço na internet e, apesar da exaustiva rotina diária de aulas, ainda encontra tempo para se dedicar ao que ele considera um hobby. CENSURA NA PREFEITURA Segundo seu criador, o blog é visitado por muitos parlamentares e pessoas que trabalham na prefeitura de Itaguaí. Os vários posts (textos publicados) do blog contra a administração atual na ocasião do julgamento do prefeito Carlo Busatto Junior (o “Charlinho”) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo Fabiano, teria motivado um ofí-

O blog “Política de Itaguaí”: política local na rede

cio que acabou por bloquear o acesso ao blog nos computadores mantidos pela prefeitura. Durante 31 dias o “Política de Itaguaí” exibiu na sua página uma tarja com um contador para sinalizar a censura. Vários usuários reclamaram, e em seguida a restrição foi desfeita. “Depois da censura, o blog foi visitado duas vezes mais” – conta Fabiano. IMPARCIAL e ANÔNIMO Apesar de concordar que a neutralidade é apenas uma idealização, Fabiano diz que procurou dar espaço para a expressão dos cidadãos, e diz que não quer aparecer (inclusive relutou em ser fotografado). A maioria das pessoas envia textos com reclamações e fotos de descaso da prefeitura com questões urbanas, como saneamento, ruas esburacadas e demais problemas. O autor diz que não é ostensivamente contra a prefeitura, e que não pretende se candidatar a nenhum cargo público. “O espaço [virtual] é de todos” – esclarece ele, que enfatiza o medo de exposição das pessoas com medo de retaliações ou crimes políticos de morte. Por este motivo, ele aceita posts de “anônimos”, embora faça uma triagem dos comentários raivosos ou inadequados.

[Fora da internet, debates ao vivo] O blog já começa também a dar frutos na realidade concreta. O terceiro encontro para discutir política local já foi marcado, mas com pessoas ao vivo. Será no próximo dia 18, às 18:30h, no GPI célula 1, no centro. O tema será “Apresentação de Propostas para Itaguaí”. De olho na pró-

xima eleição para prefeito – ele acompanha atentamente o desenrolar dos acontecimentos dos poderes legislativo e executivo - , Fabiano convida as pessoas para o blog e para o encontro ao vivo. Mobilização política total, com entrada franca e debate garantido. É só aparecer.

Sexta-feira, 13 de maio de 2011


Sexta-feira, 13 de maio de 2011

7

O FOCO

[direto da alerj]

Três perguntas para... Deputada Lucinha, engajada em causas sociais e ambientais, comenta sobre a CSA, CTR Seropédica e água em Mangaratiba

divulgação

A deputada do PSDB no plenário: luta em defesa da população [Jupy Junior]

jupyjunior@jornalofoco.com.br

Bastante conhecida pela sua atuação em defesa dos interesses da população da zona oeste da capital, a deputada estadual Lucinha (PSDB) assumiu seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Estado

do Rio (Alerj) este ano, após ter sido vereadora por quatro vezes. Ela é presidente da Comissão Permanente de Segurança Alimentar e vice-presidente da Comissão Permanente de Saneamento Ambiental da Alerj. A deputada também está presidindo uma Comissão Especial que apura possí-

veis irregularidades do Governo do Estado e do Instituto Estadual de Ambiente - Inea - no processo de concessão de licenciamento ambiental referente à implantação da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) em Santa Cruz. A deputada enviou por e-mail as respostas abaixo.

A minha solução é a construção de vários aterros sanitários, e não tudo concentrado apenas em um lugar só O FOCO - Qual é a sua posição a respeito das possíveis irregularidades que vêm sendo investigadas sobre a Companhia Siderúrgica do Atlântico, em Santa Cruz? Lucinha - Temos acompanhado de perto os problemas causados pela CSA em Santa Cruz desde a construção da empresa. Já foram registrados dois episódios por problemas decorrentes do pó de ferro liberado pela CSA, que têm causado danos à saúde da população, e também há a questão dos alagamentos no conjunto São Fernando. Os moradores da comunidade vêm sofrendo com as chuvas há mais de um ano porque na construção da empresa foi realizado um desvio de 90° no canal, que passou a desembocar no Rio Guandu e não mais na Baía de Sepetiba. Por isso iremos realizar audiências públicas para ouvir representantes da empresa e do Governo do Estado para encontramos uma solução. A zona oeste precisa de progresso, sim, mas com saúde perfeita, sem danos à população. O FOCO - A deputada é uma das parlamentares engajadas na luta contra o aterro sanitário de Seropédica. Quais são os motivos que a levam a acreditar que o CTR é prejudicial à população daquela cidade? Lucinha - O problema do lixo precisa ser resolvido, e a minha solução é a construção de vários aterros sanitários, e não tudo concentrado apenas em um lugar só, como querem fazer na Baixada Fluminense e já tentaram fazer na zona oeste do Rio. Além

de Seropédica, descobrimos uma área devastada em Belford Roxo que, segundo denúncia dos moradores, seria um novo aterro sanitário ilegal. Será que os órgãos competentes não pensam na saúde das pessoas? E o impacto ambiental, a degradação da natureza? Em Seropédica, particularmente, é preciso verificar o reservatório de água - o Aquífero Piranema - que será contaminado. Somos defensores dos interesses da população de todo o estado do Rio e vamos sempre lutar para que o povo seja tratado com dignidade sempre. O FOCO - A deputada recentemente esteve em Mangaratiba para intermediar um encontro entre o prefeito de Mangaratiba, Evandro Capixaba, e a Cedae. Há alguma novidade sobre a questão da água no município? Lucinha - A nossa participação nesse processo foi importante, uma vez que conseguimos levar o diretor de Distribuição e Comercialização Metropolitana da Cedae, Armando Costa Junior, ao prefeito Capixaba. Foram vários encontros em que as duas partes apresentaram projetos existentes que possam ser executados de modo emergencial, visando melhorar a distribuição de água no município de Mangaratiba. Se a Cedae tem dinheiro sobrando - como aconteceu no ano passado, quando foram investidos R$ 300 milhões em segurança pública - eu creio que a companhia também pode liberar verba para trazer água para as torneiras da população.


8

Sexta-feira, 13 de maio de 2011

O FOCO

[entrevista - abelardinho]

A Prefeitura como meta

Abelardinho, em entrevista exclusiva, revela que é pré-candidato a prefeito

A

corrida à sucessão do prefeito Charlinho já começou. Pelo menos para o vereador Abeilard Goulart de Souza Filho, o “Abelardinho”. Formado em Educação Física pela Rural, 46 anos, dois filhos, casado com a bela Silvia, o vereador disse que sua condição de parlamentar sempre teve um objetivo: a Prefeitura de Itaguaí.

Ele recebeu O FOCO em seu gabinete, e se mostrou determinado a conquistar o cargo máximo do executivo municipal. Disse que o “G7” está empenhado no projeto, que a escolha do vice não será problema, e que o PDT, fechado com o atual prefeito, só o “atrapalha”. “Amo Itaguaí” – revelou ao final da entrevista. thiago melo

“Me desencantei com o governo Charlinho no meio de 2009. De lá para cá, não tive apoio do PDT, passei 2010 em brancas nuvens. Mas com o ‘G7’ temos um compromisso, um projeto”

Tentei reivindicar a vaga de candidato no meu partido, mas o presidente [Genildo Gandra, vice-prefeito] já declarou que vai apoiar o governo atual. O FOCO - Essas propostas são de quais partidos? Abelardinho - Prefiro me reservar, mas concretamente tenho o PR, o PSD (estive com Kassab em Brasília), o PP... tenho uma tendência à esquerda, então o PT é uma possibilidade. Pretendo ser candidato pelo PT, é preciso aguardar setembro para me filiar e poder anunciar a candidatura. O FOCO - Soubemos por fontes que sua intenção é formar chapa com Lenilson Rangel (PR). Abelardinho - Isso é especulação. Existe um acordo dentro do “G7” [grupo de oposição na Câmara, que tem a maioria, formado pelos vereadores Nisan César, Carlos Kifer, Lenilson Rangel, Toni Coelho, Beto da Reta e Vicente Rocha] de que vamos escolher o vice. Se for um colega vereador, eu não vou votar, a menos que haja um empate. Três deles estão sendo pensados: o Lenilson, o Vicente e o Nisan. Mas existe a possibilidade de trazermos um empresário, que seria o vice. Tenho dois nomes que não posso revelar.

[Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br O FOCO - Ouvimos de uma fonte próxima que o vereador pretende concorrer à prefeitura de Itaguaí nas próximas eleições. O senhor confirma essa informação? Abelardinho - Vou responder essa pergunta com um pouco da minha história. Eu dizia a meu pai que não queria entrar na política.Depois que ele foi assassinato, em 1991, isso mudou um pouco. A partir de 94, as pessoas começaram a falar sobre minha candidatura, mas eu não quis. Só comecei a pensar nisso a partir de 1996. A minha entrada na política foi uma maneira de dar uma resposta a quem fez essa maldade com meu pai. Não como

uma vingança, mas sim para continuar a obra dele. Sempre pensei em ser prefeito, não vereador. Depois que perdi a eleição, eu resolvi entrar em campo. “Se eu entrar como vereador, serei prefeito de Itaguaí” – pensei na época. Reuni os que me ajudaram, e assim que fui eleito, declarei que era candidato a prefeito. Alguns disseram que eu estava louco. O FOCO - Então o senhor de fato é pré-candidato a prefeito... Abelardinho - Sim, os planos estão muito bem encaminhados. Tenho propostas de cinco partidos. O PDT está me ignorando, está me atrapalhando, não me ajuda a tocar a legislatura, estou sendo perseguido dentro do PDT.

imóveis & cia

[Jocimar Nascimento]

jpnascimento2@yahoo.com.br

AQUECIMENTO DO MERCADO IMOBILIÁRIO O aquecimento do mercado imobiliário desde o ano passado trouxe um reflexo direto na valorização dos imóveis na região de Itaguaí, Seropédica e Mangaratiba, e a perspectiva de crescimento consistente no aumento da famosa lei da oferta e procura, dando um verdadeiro nó no mercado imobiliário na região. Só a empresa LLX, do grupo do Eyke Batista, indenizou e está indenizando no município de Itaguaí mais de duzentas famílias na Ilha da Madeira, que por sua vez estão comprando suas novas residências na região, fazendo com que o preço dos imóveis subisse mais de 30% do valor real do imóvel. Com tanta demanda, foram atraídos para nossa região pequenos e médios investidores do ramo da construção civil, construindo casas e apartamentos para atender à procura. E mais: fazendo tornar uma prática a supervalorização nos imóveis. Os últimos moradores da Ilha da Madeira que estão sendo indenizados, têm uma enorme dificuldade de

comprar a bom preço sua nova residência, pois o padrão de casas adotado pelas construtoras é pouco aceito por estes moradores da Ilha, uma vez que os investidores procuram minimizar cada vez mais o custo da construção levando em conta o alto preço do metro quadrado de terrenos em Itaguaí. Desde o início das obras da TKS – CSA vivemos uma intensa procura de casas para locação para empresas e trabalhadores que resolveram se instalar em nossa cidade, tornando um hábito moradores proprietários de imóveis em Itaguaí alugar sua casa própria a bom preço, mudando para outros Municípios e pagando aluguel mais baixo, buscando assim aumentar sua renda familiar. E, segundo informações de empresas ligadas ao setor, até 2015 será construído só em Itaguaí mais de duas mil residências para novos moradores, atraindo grandes investidores do ramo da construção civil.

O FOCO - Em um futuro governo seu, o senhor já imagina alguma ênfase? Abelardinho - Sim, será uma gestão técnica. É fundamental que tenhamos um compromisso com os vereadores, se um deles quiser ser secretário, terá que trabalhar com um gestor técnico. Não se pode administrar na camaradagem.

“Os planos estão muito bem encaminhados. Tenho propostas de cinco partidos” O FOCO - Até que ponto o trabalho na Câmara é uma estratégia do “G7” para conquistar o eleitor para as eleições de 2012? Abelardinho - Na verdade, sempre houve uma negociação entre a prefeitura e a Câmara. Pelo primeira vez isso está sendo diferente, e a cidade ganha com isso. Não fiz isso antes porque só me desencantei com o governo Charlinho no meio de 2009. E não tive apoio do PDT. Em 2010 eu não tinha espaço na Prefeitura nem na Câmara. Trabalhamos o “G7” com um compromisso. O FOCO - O vereador Silas Cabral [PV, um dos quatro que formam o grupo da situação] declarou a O FOCO que a partir do ano que vem a atitude da Câmara vai mudar porque o prefeito Charlinho tem consigo a maioria dos partidos. O senhor concorda com isso? Novas dificuldades vão surgir no projeto de conseguir a prefeitura? Abelardinho - O “G7” tem o PT, tem o PR, com o Lenilson, temos o PSD e outros. Ele é que tem se preocupar com os partidos estão com ele. Ele não está acompanhando a movimentação partidária. Tenho ido ao Rio e a Brasília e sei que a maioria não está com eles. O senador Crivella, por exemplo, está conosco. Não devo me preocupar com quem será o candidato do prefeito, tenho que focar no meu trabalho. O FOCO - Rumores dizem que há um problema na escolha do seu vice, e que por este motivo o “G7” estaria prestes a se dissolver. São boatos? Abelardinho - Sim, são boatos. Isso não existe. Se vier o empresário, vai ser de acordo com a vontade do “G7”. Se for um dos vereadores, será de acordo com os demais. O Vicente [Cicarino Rocha, presidente atual da Câmara] está consciente de que talvez não seja ele. Inclusive garantiu que apoiará o grupo mesmo se ele não for o vice.


Sexta-feira, 13 de maio de 2011

9

O FOCO

esportes [ESPORTE E SOCIEDADE]

Bola no pé e sonhos na cabeça CSA e Instituto Bola Pra Frente lideram projeto social em Santa Cruz fotos thiago melo

[Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Crianças de todas as idades lotaram a lona erguida pela CSA em Santa Cruz, em uma localidade conhecida como “Conjunto Liberdade”, na reta João XXIII. Usavam coletes e alguns carregavam bolas de futebol. Na cabeça das crianças certamente está bem vivo o sonho de ser um grande jogador de futebol como Jorginho, que fez parte da equipe brasileira tetracampeã. Pois é dele o projeto social “Bola pra frente”, que no Complexo do Muquiço (em Guadalupe) - de onde Jorginho saiu para a glória nos gramados - promoveu uma verdadeira revolução social. A parceria entre a Companhia Siderúrgica do Atlântico e o Instituto, em Santa Cruz, pretende implantar o mesmo projeto nas 19 comunidades que serão beneficiadas pela Copa Social.

PROJETO SOCIOESPORTIVO Com a presença do padrinho do projeto, Washington “Coração Valente” (ex-Fluminense, ex-São Paulo), Monica Jaim (diretora de Desenvolvimento Sustentável da CSA), imprensa local e lideranças comunitárias, a Copa Social foi lançada. Trata-se de um projeto socioesportivo destinado a promover a integração e a educação de crianças e adolescentes por meio de atividades esportivas, artísticas e culturais. A iniciativa foi concebida para alcançar cerca de 620 crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, além de 80 adultos, entre pais e responsáveis, moradores do complexo das 19 comunidades da Reta João XXIII, em Santa Cruz. TRANSFORMAÇÃO “Será um espaço de transformação de vidas” – comemora Susana Moreira, diretora executi-

va do Bola Pra Frente. O projeto em Santa Cruz é o primeiro que se estende além de Guadalupe. Em mensagem exibida no telão do evento, Jorginho declarou que sua vontade era que houvesse um Bola Pra Frente em cada bairro. De acordo com o texto de divulgação da Copa Social, a CSA pretende em 2011 dar oportunidade para que meninos e meninas de Santa Cruz se desenvolvam mais na escola, ao mesmo tempo em que se preparam para a vida e para o trabalho no futuro. “Esse projeto faz parte do grande programa da CSA de educação para o trabalho, que começa nas escolinhas de letramento, continua no Instituto Bola Pra Frente e desemboca nas escolas técnicas locais (Erich Heine e SENAI Itaguaí), já entregues pela CSA em 2011” - disse Luiz Claudio Castro, diretor de Sustentabilidade da empresa.

Crianças se apresentam no evento de lançamento do projeto

Censo demográfico A Copa Social CSA foi idealizada a partir dos resultados da análise do diagnóstico social e Censo demográfico realizados pelo Instituto Bola Pra Frente em parceria com a ThyssenKrupp CSA, que patrocina a ini-

[CARATÊ]

ciativa. A intenção é atender crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Para participar das atividades as crianças precisam estar regularmente matriculadas nas escolas da rede pública de ensino da região.

Mônica Jaim destacou a importância do projeto e disse que a parceria entre a CSA e o Instituto Bola Pra Frente veio para ficar. Também divulgou um telefone para que as pessoas obtenham informações: 0800-0215123.

[FUTEBOL]

Menino de Ouro Atleta de Mangaratiba, com apenas 10 anos, coleciona medalhas divulgação

[Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

O nome dele é Lucas da Silva Venito. Com apenas 10 anos, o menino morador de Mangaratiba obteve em maio o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro de Karate ShotokanTradicional (da federação reconhecida pelo Japão). Lucas, que é faixa roxa, já acumula 21 medalhas na sua carreira de atleta, e, segundo o treinador Carlos Alberto Coutinho Venito (seu pai), daqui a cinco anos será faixa preta. DEDICAÇÃO “Ele é muito dedicado, começou quando tinha 5 anos. Até uns 8 anos a modalidade infantil é mais leve, mas desde 2008 ele já compete com crianças mais preparadas” – conta o pai/treinador. Para Veni-

Diretora do instituto discursa

Carlos e Lucas: pai e filho unidos também no esporte to, não é diferente ser professor do próprio filho: “eu exijo mais dele por causa do alto rendimento que ele tem, não porque

é meu filho” – explica ele, que treina o filho na Academia do Hugo, todas as segundas e quartas, entre 18:30h e 19:30h.

Venito também analisa Lucas como atleta. Segundo ele, Lucas, com 10 anos, está acima do padrão, e tem condições de ser um fenômeno do esporte. Dentre os planos para o atleta está a conquista da faixa preta com 15 anos de idade, algo bastante incomum no caratê. BOAS NOTAS E TÊNIS Lucas, segundo o pai, é um menino normal. Também joga futebol e tênis, tem boas notas na escola e é tranquilo. A pressão das competições e a necessidade de concentração não o abalam. O terceiro lugar no brasileiro foi um resultado que o coloca como atleta em potencial para as Olimpíadas do Rio, mesmo que o caratê ainda não seja reconhecido como esporte olímpico (em 2016 será apresentado como exibição). A próxima competição que Lucas disputará será a 6ª Copa de Caratê do Estado do RJ, a Copa Leão, em 12 de junho. A “ferinha” vai estar lá, para somar mais uma medalha à sua já extensa coleção.

Quem deve, não joga

Federação decide suspender jogo do Grêmio Mangaratibense por falta de pagamento de taxas [Ana Carolina Brandão] anabrandaojornalista@gmail.com

Mais uma vez um jogo do Grêmio Mangaratibense foi suspenso. Dessa vez não foi por causa da chuva ou falta de ambulância (como em um jogo recente), mas sim uma dívida do time com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). O jogo Grêmio Mangaratibense x Barcelona estava marcado para domingo (8), na Praia do Saco, mas não aconteceu. Em casos como esses a dívida deve ser sanada 72 horas antes da partida. O Grêmio a quitou na quin-

ta (5), ainda dentro do prazo, mas mesmo assim a Federação adiou o jogo. A assessoria do Grêmio não informou porque a Federação insistiu com o cancelamento. PRÓXIMO JOGO

O jogo suspenso ainda não tem data prevista para acontecer. As opções são as seguintes: realização da partida pendente ao final do campeonato ou agendamento do jogo em um dia da semana. O próximo jogo do Grêmio será no próximo domingo (15), contra o próprio Barcelona. Porém, desta vez o time joga fora de casa.


10

Sexta-feira, 13 de maio de 2011

O FOCO

cultura [NOITE DE ITAGUAÍ]

[MANGARATIBA]

De volta à velha casa

raphael melo

Emil de Castro assume a Fundação Mário Peixoto cheio de ideias e desafios ana carolina brandão

[Jupy Junior]

Maria Bonita em frente à casa de shows: novidade na noite

jupyjunior@jornalofoco.com.br

Quando prefeito, em 1989, Emil de Castro – poeta, romancista e intelectual de Mangaratiba – inaugurou a Fundação Mário Peixoto, que desde sempre vem fazendo as vezes de Secretaria de Cultura do município, com orçamento e administração independentes. Com a vitória do prefeito Evandro Capixaba para o “mandato-tampão” (até 2012), surgiu o convite para dirigir o tradicional casarão Barão do Sahy. Com sua fala mansa e pausada, Emil contou a O FOCO quais são seus pla-

A Fundação atualmente está em fase de diagnóstico, porém os eventos não param nos na presidência da Fundação, que ocupa há dois meses, aproximadamente. ÊNFASE NA CULTURA Emil revela que as atividades relacionadas a artesanato – uma das ênfases da administração anterior – foram transferidas para a Secretaria de Turismo. “Não que artesanato não seja cultura” – esclarece ele – “mas foram eles que me pediram”. Emil revela que a Fundação está em fase de diagnóstico e de elaboração de um plano cultural, e que a Casa se concentrará nos projetos relacionados a cinema, literatura e artes plásticas.

Para ninguém botar defeito Emil de Castro é o homem da cultura em Mangaratiba MÁRIO PEIXOTO A presidência de Emil também guarda um significado especial, pois ele é o autor da biografia do célebre cineasta brasileiro, imortalizado pelo filme “Limite” (1931). A comemoração pelos oitenta anos da obra, com exibição de documentário e do próprio filme, além de uma exposição fotográfica, é um dos eventos da Fundação agendados para os dias 17, 18 e 19 de maio.

-, duas bibliotecas e outro centro em Itacuruçá). A Fundação também pretende levantar verba privada para realizar um concurso nacional de contos em Mangaratiba. “Queremos oferecer uns 20 mil reais de premiação” – diz ele. Um Festival de Poesia também será organizado, provavelmente para outubro. A Fundação tem cerca de 80 mil reais de orçamento, que serve para pagar funcionários e dinamizar a cultura local.

PLANOS Apesar do tempo exíguo do mandato de Capixaba (que termina em 2012, com as eleições municipais), Emil tem planos. “Não sei se continuo aqui depois que esta administração terminar” – diz ele, não sem uma ponta de tristeza. Porém ele pretende organizar a 1ª Mostra de Cinema de Mangaratiba, agilizar um videoclube no casarão e incrementar as ações culturais nos centros acessórios da Fundação (que se ramifica em um centro cultural no centro de Mangaratiba – o Cary Cavalcante

SEM INTERFERÊNCIA Emil diz que não sofre qualquer interferência política na gestão da Fundação, e revela que ainda não conversou com Capixaba a respeito das ações culturais em andamento ou a serem feitas. Apesar disso, o trabalho tem surtido algum efeito: recentemente houve uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Itaguaí e de músicos de chorinho. Os cursos gratuitos (desenho, pintura, teatro etc), principalmente no centro cultural Cary Cavalcante, estão a todo vapor. O bom Emil está no seu meio, e, segundo ele, novidades virão.

[Obra-prima do cinema nacional é imperdível] O filme Limite, de Mário Peixoto (que será exibido estes mês dentro das comemorações pelos 80 anos do seu lançamento, na Fundação em Mangaratiba que tem o nome do diretor), é um referencial na cinematografia brasileira. O filme permaneceu esquecido ao longo de quase meio século até ser restaurado nos anos 1980. Em 1931, quando foi lançado, o cinema mudo brasileiro atingiu sua expressão máxima. Trata-se de uma vigorosa

obra de vanguarda, inovadora até hoje, que apresenta ricas alternativas de narração, ritmo, fotografia e montagem. Uma verdadeira aula para os admiradores e estudiosos da História do Cinema. Peixoto o filmou em 1930, e na época tinha apenas 20 anos. Com imagens inusitadas, em preto e branco, o filme narra histórias de desamor e desamparo de três pessoas em um barco à deriva, em estado de absoluta desolação. Imperdível.

Maria Bonita, tradicional na noite itaguaiense, abre nova e espaçosa casa [Jupy Junior] jupyjunior@jornalofoco.com.br

Se é verdade, não sabemos. Mas a própria Maria Bonita – empresária de sucesso que há 18 anos comanda o Forró Maria Bonita, no Centro de Itaguaí – disse que sua bisavó foi irmã da mãe da mulher de Lampião, o cruel e famoso cangaceiro. Portanto, a homônima e divertida dona do estabelecimento visitado por O FOCO tem parentes ilustres. Nem precisava. A Casa que ela gentilmente apresentou à reportagem impressiona: capacidade para cinco mil pessoas (1480 m²), palco de 20 metros de largura, tratamento acústico, quatro bares, camarotes, camarim com jardim de inverno, banheiros para a galera GLS e deficientes e praça de alimentação. Este novo espaço na cidade abre suas portas oficialmente no próximo sábado (14). ATRAÇÕES A Itaguaí Show é um empreendimento que vem sendo construído há um ano. Maria disse que vendeu um imóvel para levantar o dinheiro necessário, embora não revele quanto custou. O Forró Maria Bonita, conhecidíssima atração da cidade, permanece como um espaço para receber pequenas bandas. A Itaguaí Show também terá no seu forte o forró (sempre aos sábados), porém para grandes atrações, como

Capacidade para cinco mil pessoas, tratamento acústico, quatro bares, camarotes, banheiros para a galera GLS e deficientes e praça de alimentação. Estes são os predicados da Itaguaí Show a de inauguração, o Bonde do Forró. Às segundas, terças e quartas o espaço estará aberto a quem quiser alugá-lo para eventos. Às quintas certamente haverá uma atração para o público GLS, promete Maria. GIGANTISMO E DETALHES A Itaguaí Show conta com algumas inovações, como por exemplo o bar americano, no mezanino que abriga os camarotes, com capacidade para 500 pessoas. Os corredores são

largos, os banheiros, confortáveis e com excelente acabamento. Maria explica que a Casa estará 80% pronta para receber o público (ainda vão faltar alguns acabamentos, o estacionamento VIP e detalhes nos camarins, que serão resolvidos em breve). Porém a Itaguaí Show será uma opção na cidade para baladas de todos os tipos. EXPECTATIVA Maria, com 47 anos, está animada com a sua nova empreitada: “vai ser um sucesso total, Itaguaí está crescendo e vamos crescer junto com a cidade” – comemora. Para a inauguração, ela promete: “vou me vestir de preto, com as coxas de fora”. Além da confortável casa de shows, Maria é uma personalidade muito interessante. Longe de ser uma empresária carrancuda ou mau humorada, a dona de tudo exibe um humor corrosivo, irresistível. Quem sabe em breve ela própria se apresenta no palco, o que sem dúvida será uma atração e tanto!


Sexta-feira, 13 de maio de 2011

O FOCO

classificados Entregas somente em Muriqui

Publique aqui o seu anúncio e seja visto por de pessoas. Não perca essa oportunidade de divugar a sua

milhares

Ofertas válidas para os dois mercados condicionadas à duração do estoque. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

marca

CHAVEIRO AMÉRICA

Cópias de chaves , troca de segredo e conserto de fechadura Estrada RJ-14 - Muriqui - Tel.: (21) 8871-8179 Cláudio

11


12

O FOCO

Sexta-feira, 13 de maio de 2011

O Foco Ed. 97 - Notícia com Nitidez  

Notícias de Seropédica, Itaguaí e Mangaratiba

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you