Issuu on Google+

Ano VIII • Nº 148 • Maio/ 2011

20 mil exemplares distribuídos nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

A Soresul Automotive, de Porto Alegre, oferece serviços de manutenção preventiva em carros nacionais e importados e, hoje, é a única empresa que fabrica filtros para escapamento veicular para uso em oficinas e concessionárias. Ideal para uso em ambientes fechados, o filtro é colocado sobre o câmbio de descarga do automóvel e diminui em até 98% os poluentes do carro, que fica na oficina.

Divulgação

Soresul Automotive oferece filtros para escapamento Porém, vale ressaltar que o produto não pode ser usado fora do ambiente da oficina. O filtro é biodegradável e regulamentado como B2, ou seja, depois de saturado pode ser descartado em lixo comum. Em Porto Alegre, mais de 50 oficinas já utilizam o filtro. Os interessados em adquirir o produto podem entrar no site www.soresulaeg. com.br.

SÓ A MAIOR DISTRIBUIDORA DE PEÇAS GM DO SUL DO PAÍS TEM. Código 93288991 25162753 90451441 93358883 93230798 93232414 90540398

Aplicação

Preço

Motor de partida (Celta, Corsa e Novo Corsa) Sensor de oxigênio (Corsa 8v e Celta) Sensor de rotação (Vectra, Astra 8v) Sensor de temperatura no termostato (todos) Bobina de ignição (Monza, Kadett EFI) Sensor de oxigênio (Astra, Kadett, S10, Vectra 98) Rotor do distribuidor (Omega, Vectra 95)

R$ 188,09 R$ 79,96 R$ 62,89 R$ 25,29 R$ 77,44 R$ 120,47 R$ 71,86

Ofertas válidas até 17/06/2011.

CENTRAL DE ATENDIMENTO DO ATACADO: (51) 3584 1314 WWW.SINOSCAR.COM.BR

Faça revisões em seu veículo regularmente.

PREÇOS IMBATÍVEIS DO ATACADO DE PEÇAS.


2

DIRETOR GERAL Cassio Hervé DIRETOR COMERCIAL Eduardo Foz SECRETÁRIA Solange Ferreira Roberto GERAÇÃO DE CONTEÚDO Cassio Hervé Marco Antônio Silvério Jr. Bruna Paranhos Ernesto de Souza Murilo Fontana COMERCIAL Alessandra Macedo alessandra.macedo@oficinabrasil.com.br Aliandra Artioli aliandra.artioli@oficinabrasil.com.br Carlos Souza carlos.souza@oficinabrasil.com.br Ernesto de Souza ernesto.souza@oficinabrasil.com.br Shelli Braz shelli.braz@oficinabrasil.com.br Estagiária: Alessandra Del Moro alessandra.delmoro@oficinabrasil.com.br FINANCEIRO Gerente - Junio do Nascimento Assistente - Mariana Tarrega Auxiliar - Rodrigo Castro financeiro@oficinabrasil.com.br GESTÃO DE PESSOAS Daniela Accarini rh@oficinabrasil.com.br ASSINATURA E DATABASE Gerente: Mônica Nakaoka monica.nakaoka@oficinadireta.com.br Coordenador: Alexandre P. Abade alexandre.abade@oficinadiretal.com.br Assistente: Giovana Consorti giovana.consorti@oficinadireta.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO AO LEITOR Luana Cunha e Talita Araújo De 2ª a 6ª, das 8h30 às 18h Tels.: (11) 2764-2880 / 2881 leitor@oficinabrasil.com.br PRé-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO Gráfica Oceano

Maio 2011

Parcerias com fabricantes fortalecem a Rede de Retíficas Conarem A s fabric antes de peças para motores MWM, Mahle e Garret e a Metalúrgica Riosulense firmam parcerias com o Conselho Nacional de Retíficas de Motores (Conarem), que garantem condições especiais para as retíficas associadas à entidade e permitem a ampliação de suas marcas no mercado na reposição. Durante o Encontro Nacional de Retíficas, realizado no dia 15 de abril, em São Paulo, e que reuniu mais de 100 Encontro Nacional de Retíficas garantiu parcerias com fabricantes empresários do setor, foram anunciadas as em uma peça, o retifica- paração de Motores, que ações que essas fabricantes dor fotografa o produto e conta com 45 empresas estão desenvolvendo junto encaminha a foto para a que fazem parte da Rede à rede de retíficas. fábrica que, prontamente, Conarem, projeto exclusiA Mahle apresentou o resolve o ocorrido. “O pro- vo entre a fabricante e a programa de certificação cesso de devolução da peça entidade, que, na segunda que já reconheceu dezenas está mais dinâmico, o que fase, fará a conversão do de retíficas da Rede Cona- permite atendimento de serviço autorizado para o rem e o processo deve ser qualidade ao cliente da re- CRM e nomeará o restante concluído até o final do tífica”, explica o presidente das retíficas. ano. Com esta iniciativa, do Conarem, José Arnaldo A Riosulense, que levou a garantia de produtos é Laguna. o presidente da empresa agilizada, quando algum A M W M International Luis Antonio Stramosk e o problema é identif icado já lançou o Centro de Re- diretor comercial Rogério

Siqueira ao evento do Conarem, criou o portal Clube Riosulense para cadastrar retíficas, proporcionando um canal direto de comunicação com a fábrica. A Rede Conarem terá um atendimento exclusivo que estabelece contato direto da empresa com o diretor comercial da metalúrgica, acompanhado pelo presidente da entidade. A Garret também tem o programa para fornecimento de três produtos de sua linha (turbo novo, turbo remanufaturado e conjunto rotativo), oferecendo condições especiais às retíficas. Desta forma, as empresas podem reutilizar a carcaça e aplicar um conjunto rotativo a um custo equivalente ao do turbo reparado, com a vantagem de garantir qualidade e maior durabilidade do serviço, sendo uma forma eficiente de competir direto com o segmento de remanufatura independente. Divulgação

Para anunciar Ligue para (11) 2764-2871

Caderno Sul

PAINEL SUL MONZ A

Publicação mensal do Grupo Oficina Brasil, dirigida a todo segmento de reparação de veículos nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.Tiragem para distribuição gratuita pelo correio: 20.000 exemplares. É permitida a reprodução das matérias desde que citada a fonte.

Filiado a:

PEÇAS PARA IMPORTADOS Especializada em peças de motor, transmissão e suspensão

Renault, Peugeot, Citroën, Mercedes Benz e BMW VANS: Ducato, Sprinter e Master

(51) 3343-4444 wilson@monzapecas.com.br Av. Ceará - esquina Madrid , 276 - A Porto Alegre - Rio Grande do Sul


3

Maio 2011 Caderno Sul

A Keko Acessórios irá transferir 50% de suas operações para a nova planta industrial de Flores da Cunha (RS). Já estão operando na nova unidade os setores de expedição, capotas, plásticos, administrativo e parte do almoxarifado. Na segunda quinzena de maio, as demais operações, incluindo os setores de metalurgia, pintura, embalagem e o restante do almoxarifado, devem ser transferidas. O novo complexo fabril consolida um dos mais importantes projetos de

expansão da Keko, que irá concentrar em um espaço único e cuidadosamente planejado todas as operações, atualmente espalhadas em três unidades em Caxias do Sul. Localizada na RS 122, no acesso para Otávio Rocha, Linha 80, a nova planta está instalada em um loteamento industrial de 190 mil metros quadrados, contando com 20,5 mil metros quadrados de área construída (8 mil a mais que as instalações atuais) com espera para futuras ampliações.

O projeto contempla outros R$ 12 milhões de investimentos em modernas tecnologias de produção, como a aquisição de uma linha totalmente automatizada de pré-tratamento nanocerâmico, pintura eletroforética KTL (e-coat) e sistema automatizado Top Coat Po, que se constitui em uma completa e moderna linha de tratamento superficial e pintura automotiva, além de novas curvadoras de tubos, injetora de grande porte, célula robotizada de corte a laser, entre outras

Daiana Figueiredo / Divulgação

Keko transfere atividades para a nova planta de Flores da Cunha

Novas instalações ocupam 20,5 mil metros quadrados de área construída em um plano diretor projetado para as demandas da Keko e do setor automotivo. Na foto, parte do setor administrativo

tecnologias de ponta. Esses equipamentos irão duplicar a capacidade instalada da empresa e colocar a Keko

num patamar diferenciado de qualidade no mercado, especialmente junto às montadoras de veículos.


4

Caderno Sul

Maio 2011

Divulgação

Volare tem miniônibus para transporte agrícola A Volare apresentou na Agrishow 2011 o primeiro miniônibus desenvolvido excl u s i vamente para o transporte de trabalhadores do campo. A marca é também a única fabricante do segmento a participar de um dos mais importantes eventos

nacionais do setor agrícola. Batizado de Volare Canavial, o modelo é indicado para aplicações severas no campo e no fora de estrada, muito comum nas regiões de cultivo do País. O veículo possui maior vão livre (altura em relação ao solo), suspensão reforçada, redução dos balanços dianteiro e traseiro, e para-choques desenvolvidos para maior absorção de impactos, que proporciona maior facilidade para vencer os obstáculos das estradas de terra e locais de difícil acesso e oferece conforto e segurança para os passageiros. Externamente, o Volare Canavial conta com toldo e mesas retráteis e cadeiras para acomodar os trabalhadores durante as refeições e momentos de descanso, geladeira/reservatório cli-

matizado de 40 litros que mantém a refrigeração por até 12 horas, e pia para higienização. No seu interior, o veículo, com capacidade para transportar até 31 passageiros com conforto e comodidade, poder ser equipado com dois banheiros, masculino e feminino, com chuveiro e ducha higiênica para, por exemplo, descontaminação de trabalhadores que atuam na aplicação de fertilizantes, herbicidas e/ou produtos químicos. Com motorização MWM 4.12 TCE Euro III, o miniônibus possui comprimento total de 8.085 mm, distância entre-eixos de 4.200 mm e capacidade máxima de tração de 11.000 kg. O veículo apresentado na Agrishow 2011 tem capacidade para transportar 27 pessoas sentadas.

Balança de solo Toigo é destaque O ex-piloto Djalma Fogaça, atual chefe de equipe da Ford Racing Trucks, usou a tecnologia das balanças da Toigo Importadora para conseguir uma maior performance de seu caminhão de corrida. Esse equipamento é composto por sensores do tipo células de carga e módulos indicadores digitais de peso. Agora, com a balança de solo, da Toigo Importadora, toda a preparação do caminhão pode ser feita antecipadamente e em detalhes.


Maio 2011 Caderno Sul

5

A Audi demonstrou sua esportividade na abertura da primeira temporada do Audi DTCC - Driver Touring Car Cup, nova categoria do automobilismo nacional que utiliza modelos Audi A3 Sport modificados e preparados para um melhor desempenho nas pistas. A etapa Curitiba foi vencida pelo paulista Elias Azevedo. O piloto completou a

segunda corrida em 27min 50s 086, com apenas uma pequena diferença para o segundo e terceiro colocados nas etapas. Idenis de Souza, o terceiro colocado, ficou atrás apenas 1s 675. José Mario Castilho repetiu o resultado da manhã e foi o segundo colocado, a 1s 250 do vencedor. A próxima rodada dupla do Audi DTCC acontecerá no

circuito do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), entre os dias 17 e 19 de junho. A categoria é composta por seis rodadas duplas, em um total de 12 corridas. Os modelos A3 Sport vêm de fábrica com um motor 2.0 turbo com intercooler, que gera 200 cavalos de potência. A modificação, assinada pela MC Tubarão, fica por conta da injeção, que passa a ter

características de competição, câmbio manual de seis marchas pneus slick Pirelli importados 235 645 aro 18, amortecedores e molas KW para competição e bancos, cintos e volantes Sparco.

Divulgação

Audi DTCC tem final de semana disputado em Curitiba


6

Caderno Sul

Maio 2011

Agrale apresenta na Laad 2011 nova viatura militar Marruá AM 31 trole, ambulância e outras aplicações. A nova versão tem como principal diferencial a maior capacidade de carga: 1.500 kg na viatura, mais 1.500 kg tracionados em qualquer terreno. Também mantém as mesmas características técnicas de robustez, versatilidade e baixo custo de manutenção da linha Agrale Marruá, com PBT de 4.850 kg e motorização Diesel. Novo fornecimento para a Argentina A Agrale está comple-

tando as entregas referentes ao contrato com as forças armadas da Argentina para o fornecimento demais

unidades de viaturas Agrale Marruá. Os veículos serão utilizados pelas forças ar-

madas no próprio país e, ainda, na Missão de Paz do Haiti.

Júlio Soares

A Agrale, com sede em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, apresentou, na Laad 2011 (Latin America Aerospace & Defence), a nova viatura militar Agrale Marruá AM 31 - VTNE 1,5 t 4X4. O novo modelo foi desenvolvido para atender às especificações militares na faixa de 1.500 kg, para a qual não existe fornecimento atualmente, e ampliar a linha de viaturas da empresa, que inclui versões para o transporte de tropas, reconhecimento, guerra eletrônica, comando e con-

Viatura militar Agrale


7

Maio 2011 Caderno Sul

Iveco expande negócios no Rio Grande do Sul A Iveco promoveu excepcional crescimento de sua rede de concessionárias no Rio Grande do Sul, em boa parte, graças à dinâmica atuação no Estado de sua revenda Bivel que, neste ano, celebra 12 anos de atividade. Ao todo, são seis unidades em funcionamento na região, registrando um crescimento médio de nova revenda da marca a cada dois anos. Depois da inauguração da matriz, em Canoas, em março de 1999, a Bivel elegeu o município de Lajeado

para receber sua primeira filial, em 2001. Em 2003, Caxias do Sul recebeu mais uma concessionária da marca, seguida por Porto Alegre, Novo Hamburgo e Nova Araça, que deverá ser inaugurada no próximo mês, já com a nova padronização de identificação corporativa Iveco. Com isso, a Bivel já oferece atendimento Iveco para toda a capital gaúcha e região metropolitana, Vale do Taquari e Litoral Norte do estado, com uma área de influência de 204

municípios. A indústria de base para a agroindústria instalada no Estado tem sido a alavanca de vendas dos veículos extrapesados da família Stralis da Iveco. Enquanto o setor de prestação de serviços e comércio, que tem características mais pulverizadas e vem puxando as vendas da linha Daily. Atualmente o market share de vendas da concessionária é de 40% para a linha de comerciais leves, 40% para os pesados e 20% para os médios.

SAE Brasil promove cursos na região A SAE Brasil irá ministrar cursos de Combustão e Emissões para Engenheiros, nos dias 30 e 31, no Paraná e em Santa Catarina. Com carga horária de 16 horas, as aulas serão ministradas pelo professor Felipe Soto Pau, e terão como ementa o tema: Aspectos da segunda lei na vida diária; Aspectos termodinâmicos de sistemas biológicos. Entre os assuntos abordados estarão ainda

quantidade versus qualidade no dia a dia; primeira e segunda leis da termodinâmica e sua publicação na combustão; a chama e sua propagação em escoamentos bifásicos; sistemas de injeção de combustível; sistemas de sobrealimentação de motores; energia e meio ambiente; sistemas de póstratamento das emissões; sistemas de pós-tratamento das emissões e legislações de emissões.


8

Caderno Sul

Maio 2011

CONSTRUÇÃO BÁSICA DE UM ALTERNADOR - Parte 2 DIODOS DE POTÊNCIA: A bateria e o sistema elétrico do veículo não aceitam corrente AC. A corrente AC gerada pelo estator necessita ser transformada de DC. Coletores, como no “dínamo”, não podem ser utilizados, pois o estator é estacionário. A solução é usar dispositivos semicondutores chamados de diodos, cuja função é converter a corrente alternada do estator em corrente contínua na saída do alternador. O diodo permite passagem de corrente em um único sentido. DIODOS DE EXCITAÇÃO: Têm o mesmo funcionamento dos diodos de potência, só que são para baixas correntes e servem para gerar corrente contínua somente para excitação do regulador de voltagem. São necessários três diodos (um por fase do estator) que podem apresentar um único encapsulamento (triodo). POLIA: Torna o eixo do alternador solidário com a rotação do

motor, garantindo a transferência de energia mecânica para o funcionamento do alternador. DISSIPADOR DE CALOR DOS DIODOS: Dá suporte mecânico e permite maior área de refrigeração dos diodos com troca de calor pela ventilação forçada do ventilador. REGULADOR DE TENSÃO: Monitora a tensão e carga da bateria, diretamente (regulador com 4 fios), ou indiretamente (regulador com 3 fios), controlando a corrente elétrica que passa pelo rotor (que controla a corrente gerada pelo alternador). Se a tensão de carga baixar de um limite (por queda de rotação), ele irá aumentar a corrente que passar pelo rotor, corrigindo a tendência de queda na tensão de carga (até o limite mínimo rotação do motor). Não existe um padrão de regulador de tensão, podendo apresentar diversos tipos, tamanhos e modelos. O regulador de tensão pode estar montado junto com o alternador ou próximo do mesmo.

A - diodo B - dissipador de calor dos diodos C - anel coletor D - enrolamento do estator E - mancal de acionamento F - rolamento G - escova H - carcaça I - rotor J - ventilador


Jornal Oficina Brasil SUL - maio 2011