Page 1

jornal o esporte PRODUZIDO PELO

Distribuído para todo o estado do Ceará - R$ 1,00

Circuito Maresia de Surf

Hedla Lopes Guerreira no esporte Muita adrenalina na como uma verdadeira 2ª. etapa cearense Amazonas Pág. 02 de Surf. Pág. 07

Paintball Mais um adrenante e envolvente esporte chega a Maranguape

Foto: Suely Moraes

Foto: Arquivo Hedla Lopes

MARÇO/ABRIL DE 2011 - ANO 3 - Nº 12

Entrevista

O JORNAL DE TODOS OS ESPORTES

Pág. 13

Alfredo Montenegro O mês de maio marcou a vida de Alfredo Montenegro. Neste mês, nosso cearense se desafiou mais uma vez, desta vez no deserto do Marrocos na competição que acontece anualmente e reúne muitos dos maiores nomes do ciclismo mundial. O nome da competição é TITAN DESERT. Parabéns mais uma vez a este cearense que tem levado o Ceará para fora do Brasil. Pág. 03

Foto: Divulgação da prova

Agora no deserto do Marrocos

Primeira e Segunda divisão do futebol cearense Após ser o número 1 do 1º. turno do Campeonato Cearense, o Ceará leva a melhor no segundo e é campeão por arrastão, além

de ficar entre os 4 da Copa do Brasil. Trairiense é campeão na 2a divisão e conclui com golpe de maestria. Pág. 08 e 09

Administração do esporte Liberty Seguros está na Copa de 2014, e cresce a renda dos clubes da NBB com o aumento das bilheterias. Pág. 15

Moraisão Depois de 2 matérias, agora é a vez de Jairo Façanha contar a sua história, que por sinal é assunto para duas edições deste jornal. Pág. 14


2 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011

HEDLA LOPES

ENTREVISTA

Hedla Lopes - guerreira, humana e cearense nata

Editorial Quando o Brasil venceu o direito de organizar a Copa do Mundo de 2014 todos rejubilaram de alegria, podemos ver o presidente Lula lado a lado com Pelé e os demais representantes da comissão organizadora exaltando e bradando laivos de contentamento. Porém, passado aquele momento de jubilo, em que tudo parecia maravilhoso, veio a triste realidade econômica/política em que o Brasil vive. Depois de serem escolhidas as subsedes onde se realizarão os diversos jogos e onde ficarão os diversos grupos de equipes, começou a desordem de concretizar as intenções que tinham sido de mais valia para que o Brasil ganhasse o direito de organizar a Copa. Primeiro não foi possível ainda saber onde será o jogo inicial, nem a final, Brasília, São Paulo, Rio, outra cidade, depois como fazer chegar as milhares de pessoas que nos visitarão nesse período, se nos dias que correm os aeroportos já são uma bagunça total, imagine o que vai acontecer até que fiquem prontos para a Copa, se ficarem. Com tudo isto, a FIFA já avisou que os projetos estão fortemente atrasados, muito pior que os da África do Sul, em que no dia da partida inicial ainda se concluíam as últimas obras, até Pelé já veio a público dizer que alguma coisa tem que ser feita, porque senão, vai ser “mico” e no caso esse “mico” será pago por todo o país. Os atrasos nos projetos também trazem à lembrança, outros meios de enriquecer neste país à beira mar plantado, para concluir as obras a tempo, vão ser dispensadas licitações e demais meios de controle dos gastos milionários para realizar um projeto deste tipo, se está mesmo a ver o que vai acontecer. A Copa também serve os interesses escusos de muita gente que apenas olha para a capacidade de realização do país como uma enorme teta de onde vão mamar os fundos até não poder mais. E a seguir, ainda vamos ter os Jogos Olímpicos no Rio em 2016, será que nessa altura já deram solução para as estruturas abandonadas do Pan de 2007? Com tudo isso ninguém se lembra que o Governo Federal está a cortar os fundos do PAC porque não tem dinheiro para cumprir as metas a todos prometidas nas ultimas eleições?, será que vamos trocar a “famosa” refinaria por um estádio que apenas serve para alguns ganharem “má fama” e “prestigio duvidoso”. Tomé Gomes

Jornal O Esporte - Nº 12 – Ano III Rua Coronel Manuel Paula, 40 - Centro Maranguape – Ceará – 61.940-065 jornaloesporte@gmail.com - (85) 3341-1210 Diretores: Carlos Lopes e Tome Gomes Propr.: Ligue-ce, comunicação e eventos Ltda

Foto: Arquivo Hedla Lopes

A Copa que (não) teremos

Hedla Lopes, nascida na cidade de Fortaleza aos 23 dias do mês de setembro de mil novecentos e cinqüenta e oito. Mãe de duas filhas, a primeira leva seu nome “Hedla Lopes”, 29 anos, atriz, residente na cidade do Rio de Janeiro. A segunda, “Vitória Lopes”, 15 anos, nadadora, morando em Curitiba devido à carreira como atleta, seguindo passos da mãe – sua maior fã. Hedla é casada com Fábio Calheiros à 19 anos, também seu fã e parceiro nas lutas esportivas e empresariais. Filha de Braz Gondim Lopes de Barros, comerciante, e de Lucimar Lopes, professora. Nossa entrevista destaca aqui o total apoio de seus pais durante o início, e por toda sua carreira no esporte, emociona-se ao relatar que sem eles no mínimo teria sido bem mais difícil. Formada em Terapia Ocupacional e Educação Física, empresária desde 1984, Hedla é proprietária da academia que leva seu nome e localiza-se na cidade dos funcionários, próximo ao Sorvetão da Oliveira Paiva. O apoio da família sempre é muito importante, e Hedla comenta que seu primeiro marido com quem esteve casada por 10 anos opunha-se às suas rotinas como nadadora, não querendo inclusive que a mesma nadasse. Tudo começou por uma recomendação médica, aos 11 anos, devido apresentar problemas de escoliose. Logo se percebeu suas habilidades dentro d'água e iniciou sua carreira com o primeiro campeonato cearense de natação em 1969. Muitas travessias em mar aberto, dentre elas um norte-nordeste, campeonatos estudantis e universitários. Aos 16 anos se desafiou em plena arena fluminense, perante toda a discriminação carioca segunda as quais lhe perguntavam onde nadava já que no Ceará não tinha água, em forma de deboche perguntavam se era dentro de uma “bacia”. Talvez esta discriminação tenha colaborado em sua vitória, pois nossa guerreira é adepta de grandes desafios e este não foi diferente, atingiu o índice e classificou-se para seu primeiro Pan

Fotojornalista Tomé Gomes - Fone: (85) 8737-8920 E-mail: tomefoto@gmail.com Consultor Esportivo - CREF-5: 1302-G/CE Carlos Lopes - Fone: (85) 8601-5344 E-mail: carlosloppes@yahoo.com.br

Americano disputado no México, em 1975. Conquistou um 8º lugar, o que era excelente resultado para os padrões da época. Em seguida veio o Sul Americano, disputado no Uruguai em 1976, no qual trouxe um 4º lugar individual e um primeiro por equipe. Nossa atleta é tri campeã da travessia do Rio Negro, um ano dos quais venceu inclusive os homens. Campeã Olímpica de Máster na Dinamarca em 1989, Campeã Latina Americana e do Caribe nos EUA, melhor Sul Americana Máster de natação na Colômbia em 2000 e atual campeã cearense e brasileira de natação. Eu a conhecia devido ao triátlon e esta modalidade Hedla só veio conhecer bem recentemente, quando após o término de um treino no mar do náutico na Beira Mar de Fortaleza, recebeu um convite da então presidenta da Federação Cearense de Triátlon que acompanhava o treino naquele momento, conhecida por todos por Dona Fátima. O convite era para participar de uma eliminatória de Aquátlon que definiria os atletas brasileiros para uma competição na Ilha da Madeira em Portugal. Achou estranho mais aceitou e o resultado lhe trouxe novas perspectivas em sua carreira, 1ª na eliminatória e 3ª na competição. Aquilo lhe empolgou bastante, pois sabia nadar mais não tinha noção que também era boa corredora. Daí, agora era aprender a pedalar apesar de já saber andar de bicicleta. E andar de bicicleta é bem diferente de saber pedalar. Seu primeiro foco no triátlon foi se tornar campeã cearense e isso veio após três anos de prática, em 2006 aos 48 anos, surpreendendo a todos que achavam não ser possível devido sua idade. Em seguida vieram um terceiro lugar no triátlon de longa distância na Austrália em 2007, um vice no mundial na Holanda em 2008 e 6 IRON MAN's, dos quais um foi no Havaí. Detalhe, para se classificar para o Havaí o atleta tem que ser o primeiro em seu país, já que cada país só pode levar um de cada categoria. Seu melhor tempo em IRON MAN foi 10h56min.

Diagramação: Capistrano de Abreu (85) 8852-4570 E-mail: abreucap@gmail.com Colaboração: George Noronha (85) 9694-4490

Chegando aqui, nossa entrevistada conseguiu fazer história duas vezes: a primeira quando se tornou a primeira atleta norte-nordeste a participar de um pan americano e segundo quando foi para o Havaí, sendo também a primeira atleta do norte-nordeste a disputar um IRON MAN no Havaí. Dentre as pessoas que estiveram envolvidas na sua preparação durante todo este tempo estão Ricardo Leite, seu primeiro técnico, Antônio Lima que por durante muito tempo foi seu treinador, Thelmo Gomes – que também foi treinador de muitos outros atletas de destaque nacional e internacional. Infelizmente Professor Thelmo que também foi meu professor na faculdade não se encontra entre nós mortais, já que foi mais uma vítima das estradas brasileiras que matam milhares de outros brasileiros, homens de bem e profissionais que têm construído este país a custo de muito trabalho e muito suor, pessoas que pagam seus impostos e deveriam ver o retorno em infra-estrutura, mas que são vitimados pela falta de estrutura e corrupção. Nossa campeã relata que a perda de Thelmo foi um grande abalo e que trouxe prejuízos tanto emocionais quanto em seu rendimento. Eu lhe digo minha amiga, que esta perda foi sentida no esporte e na Educação Física. Atualmente, Hedla Lopes vem recuperando-se e tem novo treinador, Leandro Macêdo. Hedla que é movida a desafios e ultimamente tem voado até de Asa Delta, diz que o “Esporte tem papel fundamental na nossa sociedade que é assolada de mazelas e têm terríveis exemplos influenciadores de gerações... o esporte disciplina e põe nossos garotos numa filosofia que é condizente com a cidadania e os adjetivos que regem a boa família.” E ainda deixa um pedido as famílias: “apóiem nossos meninos e meninas, pois atualmente só temos atletas até os 15 anos, que é quando eles descobrem as festas e os forrós cearenses, sempre acompanhados de álcool e outras coisas mais que por falta de apoio na hora certa, acabam indo por um caminho negativo.” Cara e nova amiga, obrigado pela entrevista, são exemplos como o seu que precisamos divulgar cada vez mais e influenciar as novas gerações, criando ídolos que sejam pessoas de bem e que possam contribuir para uma sociedade mais justa e melhor. OBRIGADO! Carlos Lopes

Comercial: Alfredo Montenegro (85) 8842-1011 e-mail: ciclonealfredo@hotmail.com Impressão: Gráfica Color Máx (85) 3088-6777 Tiragem: 6.000 exemplares


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 3

TITAN DESERT

DESTAQUE

Alfredo Montenegro em mais uma aventura sobrevive ao Desert Titan

Disputado no deserto Marroquino, no norte de África, o Desert Titan atingiu um nível que se pode considerar como a maior competição de MTB do mundo por etapas,

comparando ao Cape Epic, prova disputada na África do Sul, a qualidade dos inscritos é bastante superior, já que só esta edição, a terceira, estavam inscritos vários vencedores de voltas

da França, Espanha e Portugal em ciclismo profissional.

próxima edição traremos uma entrevista detalhada com o atleta cearense.

Foi no meio destes “tubarões” que Alfredo Montenegro foi se meter, para percorrer cerca de 700 quilômetros em cinco longas e duras etapas, quatro delas em Marrocos e a última, já na Espanha.

Ligue-ce com Tomé Gomes

Alfredo Montenegro foi o único brasileiro presente nesta competição, correndo na classe sênior concluiu a competição na primeira metade da tabela de classificação, quanto aos vencedores o primeiro lugar ficou para o triplo vencedor da Vuelta Espanha, Roberto Heras, que venceu pela terceira vez esta prova, a competição muito dura atravessou as dunas do deserto e terminou na altitude da serra Nevada na Espanha, com muitas mudanças de clima e de altitude, que em muito prejudicou o trabalho de Montenegro, que apesar disso cumpriu o que se esperava dele e terminou mais uma vez uma aventura que muito prestigia o MTB cearense e brasileiro, na


4 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 5

CARLOS LOPES

MOUNTAIN BIKE

Pedaladas no pé da serra – Desafio das Águas - Maranguape

Foto: Tomé Gomes

Foto: Tomé Gomes

Campeonato Cearense de MTB

Atleta Júnior vence corrida na categoria geral Ailton Moura do time Bike Ceará, com o apoio da Fitec e Carlos Lopes, venceu a prova disputada em Santana do Cariri e que contava para o campeonato cearense de MTB deste ano, cerca de 100 atletas estiveram presentes na largada que decorreu na Fazenda Rangel. Na largada, Ailton e o seu irmão Nilton saíram na frente e seguiram num passo que foi impossível alguém acompanhar, os dois seguiram sozinhos até Nilton furar E deixar o irmão na frente da corrida para não mais ser alcançado, a vitoria na geral é a primeira de Ailton Moura,

mas não deverá ser a ultima já q u e e s t e a t l e t a maranguapense é um dos mais promissores da modalidade no Ceará, também Alif Barbosa que fez o segundo lugar em juniores é uma promessa da modalidade. Na final geral, Ailton Moura foi primeiro seguido do seu irmão Nilton Moura, que venceu na Elite e de Chico “Tripa” que fechou o pódio desta competição, o quarto da geral e o segundo da Junior foi Alif Barbosa. Foi portanto o dia dos mais novos, a próxima prova do cearense, a quinta etapa, deverá ser em Pacatuba em 12 de Junho, segundo informações da Federação. Ligue-ce com Tomé Gomes

Clima ameno, montanhas verdes e ar puro. O cenário da tranqüilidade foi substituído pela aventura e muita competitividade no dia 13 de abril. A segunda etapa do Circuito Ceará Adventure de Bike movimentou a cidade de Maranguape. Mais de 200 ciclistas largaram às oito horas da manhã, da Praça da Igreja Matriz, com uma planilha surpresa que reservava uma das mais difíceis provas do circuito: o DESAFIO DAS ÁGUAS. O RESULTADO Na categoria Turismo (percurso 30 quilômetros), a dupla vencedora Padeiro & Arquiteto (Mateus Sampaio e Moises Sancho) encerrou a prova com 1h41min41seg. “Todo domingo estamos treinando em trilhas nas serras. Isso acabou fazendo a diferença para nós neste percurso” afirma Mateus. Eles ficaram em 5º lugar na primeira etapa e agora seguem empolgados para a próxima prova. Na categoria Dupla Masculina, Dupla Feminina e Master o percurso foi de 80 quilômetros para graduados. A principal categoria do Circuito reservou grandes emoções. A

dupla da Barcellos Sports Fortaleza ficou com a primeira colocação após quatro horas de prova. Joana Nóbrega da dupla Endurance, campeã na categoria mista, afirma que “este é com certeza o percurso mais difícil do circuito. Variando entre trechos técnicos e grandes subidas”. Além disso, a tão esperada chuva não veio e o clima esquentou bastante, aumentando a dificuldade do trajeto. Na categoria Master, a primeira colocação ficou com a equipe Los Carecas. DADOS TÉCNICOS Estrutura Organização e segurança são fundamentais para realização de um evento, por isso, o Circuito Ceará Adventure de Bike conta com um planejamento intensivo de seis meses. Cada etapa utiliza infra-estrutura com 01 UTI Móvel, 12 Motos, 02 Caminhões, 04 Carros de Apoio, 06 Stands para patrocinadores e 04 Banheiros químicos. Equipe A equipe é outro fator essencial para o sucesso do circuito. Cada prova conta com cerca de 40 pessoas divididos em equipe administrativa, equipe de levantamento de percurso e atualização de mapas, equipe de produção, equipe de captação e edição de imagens, equipe de cronometragem e resultados, Fotógrafos, Socorristas, Motoqueiros, Fiscais de prova, Equipe de nutrição e Diretor do percurso. Divulgação do evento


6 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 7

GEORGE NORONHA

ESPORTE DE AÇÃO

NOVIDADES Esse ano o MARESIA Cearense Pro trás algumas novidades. Além de valer importantes 500 pontos para o Brasil Tour, a divisão de acesso à Elite do Surf Nacional e 1.000 pontos para o Circuito Nordestino de Surf Profissional, pela primeira vez na história do surf cearense, o circuito oferecerá uma vaga para a 1ª Divisão do Surf Nacional ao melhor cearense do circuito. Na prática isso significa que a partir de 2012 o Ceará passará a ter uma vaga cativa

no Circuito Brasil Surf Pro, independente dos circuitos de acesso, como sempre aconteceu até hoje. “Há muitos anos que a Federação Cearense de Surf batalha por essa vaga para o Ceará. Até o ano passado nossos atletas dependiam exclusivamente das vagas oferecidas pelo Brasil Tour e pelo Nordestino Pro para entrar no Brasileiro Profissional. Agora, acreditamos que o surf cearense terá mais um impulso, pois, essa vaga para o BSP servirá como um importante incentivo para que mais atletas alimentem o sonho de tornaremse surfistas profissionais e possam elevar ainda mais o nível do surf cearense, que já é reconhecidamente alto”, declarou Amélio Jr., Dirigente da Federação Cearense de Surf, empolgado com a conquista. PREMIAÇÃO O Circuito MARESIA Cearense de Surf Profissional distribuirá um total de mais de R$ 100.000 na bolsa de premiação nas suas quatro etapas. Serão R$ 20.000 em dinheiro distribuídos entre os profissionais em cada etapa, além de troféus e kits MARESIA para os quatro finalistas. Na categoria Pro Junior todos os finalistas levam pranchas de surf além de troféus e Kits MARESIA. A 2ª Etapa do Circuito MARESIA Cearense de Surf Profissional 2011 foi Apresentada por Lojas TENT BEACH e contou com os patrocínios de MARESIA e Governo do Estado do Ceará, através da Sec. do Esporte. Apoio: Prefeitura Municipal de Fortaleza, Revista FLUIR, S i t e WAV E S , O V E R B O A R D , REGGAE CLUBE e Pranchas FREE SESSION. Realização: Federação Cearense de Surf e TOP 16 Promoções. Por George Noronha W. Noronha Comunicação Ltda.

Foto: Paulo Roberto

Sol, calor, boas ondas e muita gente bonita garantiram o pano de fundo para o espetáculo das manobras de alguns dos melhores surfistas nordestinos da atualidade e mais uma vez a Praia do Futuro serviu de palco para o show dos atletas do Circuito MARESIA Cearense de Surf Profissional. E mesmo com a presença de atletas vindos da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, a festa ficou mesmo foi dos anfitriões, com dois atletas locais da Praia do Futuro subindo no lugar mais alto do pódio: Glauciano Rodrigues, que emplacou sua primeira vitória como profissional e Michael Rodrigues, se isolando na liderança da categoria Pro Junior vencendo as duas etapas do circuito. A final da categoria Pro Junior foi um verdadeiro retrato do evento como um todo. Com dois potiguares enfrentando dois cearenses, ninguém queria dar mole para o azar e todos entraram para o tudo ou nada. Muitos aéreos arrancavam gritos da torcida e mais uma vez pudemos ver uma disputa acirrada entre Michael Rodrigues (CE) e Ítalo Ferreira (RN), dois dos mais virtuosos atletas da nova geração do surf nordestino. A bateria mais parecia uma Expression Session e mesmo com os ataques do cearense Adriano Santos e do potiguar Jhon Max (RN), ninguém conseguiu superar o local da Praia do Futuro Michael Rodrigues que venceu a etapa e se isolou na liderança do circuito, já que ele também foi o vencedor da primeira etapa. Na segunda colocação ficou Ítalo Ferreira, com Adriano Santos e Jhon Max no terceiro e quarto lugares respectivamente. “Estou muito focado e treinando como nunca. Apesar de saber que estou na liderança não posso descuidar, pois, o nível dos meus adversários está cada vez mais alto e isso exige de mim muita disciplina para seguir atrás de meus objetivos. Minha maior preocupação agora é conciliar os estudos com a rotina de treinos”, declarou Michael Rodrigues, logo após ser anunciado como campeão da etapa. Contudo, as maiores emoções ficariam reservadas para a grande

final da categoria profissional, a mais importante o evento. Quem começou dando as cartas foi Felipe Martins, mas não tardou para o líder do circuito, Edvan Silva, colocar pressão em seus adversários cravando uma nota na casa dos oito pontos para assumir a liderança da bateria. Contudo, entre os competidores da final estava Glauciano Rodrigues, atleta de fé inabalável, que mesmo não tendo conseguido pegar boas ondas até a metade da bateria continuava a acreditar que o melhor ainda estava por vir. Profundo conhecedor das ondas da Praia do Futuro ele não desperdiçou as poucas ondas que pegou conseguindo superar todos os seus adversários, terminado como o grande vencedor da segunda etapa. “Estou muito feliz. Esse é meu primeiro ano como profissional e essa vitória foi muito importante para a minha carreira. Durante toda a bateria eu mantive a fé de que Deus mandaria as ondas para que eu pudesse vencer e exaltar Seu nome para todos que torciam por mim”, declarou emocionado Glauciano Rodrigues. Mesmo não tendo conseguido vencer, o resultado também foi muito bom para Edvan Silva que se mantém na liderança do circuito na busca do inédito tetracampeonato cearense de surf profissional. Na terceira colocação ficou o atleta Felipe Martins com Michel Roque completando o pódio. A cada ano o Circuito Cearense fica mais competitivo favorecendo o surgimento de grandes atletas. Itim Silva, Michel Adriano, Daniel Bezerra, Adilton Mariano dentre outros, são frutos desse circuito que ainda estão em plena atividade e em

Foto: Paulo Roberto

Praia do Futuro - Fortaleza - CE

alto rendimento há vários anos, podendo a qualquer momento vencer uma das etapas como já fizeram em anos anteriores. A significativa presença de atletas vindos da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, cerca de 30% dos 80 inscritos, foi determinante para o alto nível da competição e mostra a força do atual Circuito Cearense que esse ano oferece uma vaga para o BSP 2012, a Elite do Surf Nacional, para o melhor cearense ao final do circuito e ainda pontua para o Nordestino Pro e Brasil Tour, o que acaba atraindo cada vez mais atletas vindo de outros estados, como vimos nessa etapa. Competidores como Erbeliel Andrade (PB), Aurélio Santana (BA), Marquito Santos (PE) e a forte equipe potiguar composta por Alan Jones, José Júnior, Ítalo Ferreira, Marinho Lima, Jhon Max, além de outros, destacaram-se na competição dando muito trabalho para os cearenses. Durante os dois dias da competição o público presente na praia e os internautas que acompanhavam tudo Ao Vivo através do site www.maresia.com puderam assistir a apresentações da mais alta performance do surf moderno da primeira a última bateria do evento. Duelos incríveis com viradas sensacionais se repetiam a cada fase demonstrando que ainda teremos muitas emoções na segunda metade da competição.

Foto: Jocildo Andrade

Foto: Paulo Roberto

Circuito Maresia Cearense de Surf Profissional - 2ª etapa


8 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011

TOMÉ GOMES

O ano do Ceará Ceará campeão arrastão, Guarany de Juazeiro na serie D nacional assim terminou o cearense da primeira divisão. Para se chegar a esta conclusão os dois times tiveram de passar por uma serie de obstáculos que lhes foram saindo ao caminho, o Ceará esteve sempre na posição de líder, venceu o primeiro turno frente ao Fortaleza e só sofreu a derrota já no segundo turno numa altura em que praticamente estava classificado para a meias finais do segundo turno, mostrando ser um time muito superior aos demais em prova, com um grupo de jogadores estabilizado e numa sena de vitoria, o Ceará chegou na final do segundo turno com todo o favoritismo para levar o campeonato por “arrastão”, o que não acontecia desde 1993, precisamente com o mesmo Ceará. Já o Juazeiro foi um verdadeiro outsider nesta disputa, não era favorito, nem se quer era considerado como podendo lutar pela classificação para as meias finais e mesmo assim esteve nas duas além de ter se classificado no final para a serie D nacional, foi muito mais do que seria de esperar. O resultado da final apenas mostrou a diferença entre um time estruturado para a serie A nacional

FUTEBOL REGIONAL de outro que apesar de todo o seu trabalho era apenas um intruso na disputa final, quem apostaria no Juazeiro para disputar com o Ceará? Mas este campeonato não teve somente um time previsível para a vitoria e uma surpresa sempre bem vinda, também teve muitas desilusões a começar pelo anterior campeão o Fortaleza. Candidato crônico a vitoria cedo se verificou que este Fortaleza tinha muito poucas chances de conseguir vencer, apesar de ainda ter chegado a final do primeiro turno, logo se viu que seria muito difícil o time sair vencedor, incapaz de produzir um futebol dinâmico o Fortaleza muitas vezes se limitou a correr atrás dos acontecimentos decorrentes das partidas, ficava vendo o adversário jogar sem ter capacidade para impor o seu futebol, que diga-se nunca se percebeu qual era, o segundo turno foi o espelho disso mesmo, sempre longe da frente da tabela classificativa, o Fortaleza acabou a época cearense de rastos. Outros foram também desilusões neste campeonato, o Icasa, longe do que se esperava, o Guarani de Sobral, campeão nacional da serie D, desiludiu

mesmo, nunca foi aquele time agressivo do ano anterior, outra meia desilusão foi o Horizonte, na realidade muito se esperava dos chamados times do interior e eles não corresponderam ao esperado. Outra desilusão foi o Ferroviário, ficou na primeira divisão quase por milagre, o seu futebol foi simplesmente péssimo, os seus dirigentes, alguns com alguns anos de futebol, pareciam principiantes e no final a permanência na primeira divisão foi mais fruto da falta de competitividade dos outros do que a capacidade do Ferroviário em ganhar jogos. Mas nem tudo foi desilusão, vindo da segundona o Tiradentes, time da Policia Militar, foi uma verdadeira surpresa positiva neste cearense, jogando um futebol de ataque, causou pelos campos onde jogou, já que um dos seus maiores problemas é não ter campo a que possa chamar seu, esperemos que para o ano se consiga manter apesar de ser muito difícil manter um time sem ter casa onde reunir os seus torcedores. Quanto aos demais times, nada de novo, figurantes num campeonato que ficou muito

abaixo das expectativas pelo mau futebol que se viu na maioria dos jogos, péssimos gramados, péssimas condições dos estádios, péssimas condições para o publico, péssimas condições para os jornalistas que reportaram os acontecimentos das partidas, é este o cenário do país da Copa 2014. Esperemos que para o ano alguma coisa mude, pois assim está cada vez mais difícil o torcedor pagar o que paga para ver um espetáculo demasiado pobre de artistas. Vamos ver agora como será o desempenho dos times cearenses nas competições nacionais, esperemos que pelo menos o nível seja o do ano passado. Ligue-ce com Tomé Gomes

Foto: Tomé Gomes

Samp Bergamo Sporting e Cascatinha, uma parceria de sucesso

Um jovem sai de Maranguape na direção do aeroporto para pegar um avião com destino a São Paulo, o seu destino: O time jovem do Palmeiras, a sua origem o Samp Bergamo Sporting, esse time sem apoios e que tem tornado realidade os sonhos de muitos jovens maranguapenses, sem apoios não, uma pequena empresa de turismo teima em não deixar cair este projeto que tanto bons frutos tem conseguido para a comunidade, o Cascatinha, um clube de lazer em plena serra de Maranguape, que luta também ele por manter vivo em Maranguape o pouco turismo organizado que existe, que com o seu apoio mantém

o campo do Nilo. E sempre que as coisas ficam complicadas no “caixa” do Samp Bergamo, eis que o gestor do Cascatinha, Paulo Neves, aparece resolvendo as questões de maior dificuldade, sem poder realizar o sonho do Samp, o de ser independente economicamente para poder concretizar os sonhos dos jovens, o Cascatinha apóia esta escolinha desde sempre, não porque o retorno seja o mais importante, mas porque sabe ser importante ficar do lado de projetos com futuro. Falando de jovens atletas, o Samp Bergamo tem conseguido lançar nos melhores times do Ceará e em muitos times por esse país afora um numero incrível de atletas que as suas capacidades econômicas não fariam supor. Ceará, Fortaleza, Palmeiras,

Internacional, Bahia, só para citar os últimos times que levaram da escolinha do campo do Nilo jovens que no futuro vão ser as estrelas do futebol nacional e quem sabe internacional, até o time do Maranguape tem na sua primeira equipa de sub 17, oito em onze jogadores vindos da escolinha do Samp Bergamo Sporting, expoente máximo é Everton, atualmente jogando pelo Cruzeiro e que também tem

contribuído para o Samp. Com um pouco de mais apoio e organização, esta escola de futuro se poderia tornar um excelente negócio, não só para os jovens ou para os times que os levam para longe, como também para a própria escolinha que poderia e deveria beneficiar desse trabalho social que competia ao poder publico, mas que por ausência deste fica para a sociedade civil resolver. Ligue-ce

TELE-ENTREGA: (85) 3341.3344 - 8897.8768


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 9

TOMÉ GOMES

FUTEBOL REGIONAL

Numa semana o Trairiense venceu o Maracanã, naquele que terá sido o jogo que decidiu o titulo desta segunda divisão, mas nunca se pensou que na semana seguinte o Maracanã não conseguisse vencer ou mesmo empatar com o seu ultimo adversário o Uniclinic, que já tinha a manutenção garantida e não jogava para nada na classificação, mas não venceu, nem empatou e o resultado disso foi que o sonho da subida de divisão se transformou num pesadelo. A subida vista pelo Crateús “Apesar da conquista, o Crateús suou para conquistar o feito, após perder diversas chances de abrir o placar na etapa inicial, já sabendo que o Uniclinic vencia o Maracanã, a equipe sofreu um gol no início da etapa final marcado por Laécio, e mesmo assim, praticamente sem chances de classificação, foi valente e conseguiu o empate, aos 12 minutos, com Diego, agora a equipe precisava que o Uniclinic segurasse o resultado e virar o jogo. Ambas as coisas aconteceram, aos 34 minutos, Marquinhos Rato balançou as redes para o time da casa marcando o segundo, muita festa no estádio Juvenal Melo, em Crateús, neste mesmo instante, o jogo do Maracanã entrava nos acréscimos, pois a partida do Juvenal Melo começou dez minutos depois, no Antônio Cruz, foram seis minutos de acréscimos e o Uniclinic

Foto: Tomé Gomes

Segundona termina com golpe de maestria

segurou o Maracanã, já no Juvenal Melo, o Crateús quase ampliava, o Juazeiro ainda chegou perto do empate, mas o resultado de vitória prevaleceu em favor do Crateús. O resultado é histórico, ia para a equipe que no ano passado conquistava o acesso da Terceira para a Segunda Divisão e neste ano pela primeira conquista o direito de partida da elite cearense, o seu companheiro de subida, o Trairiense, também nunca participou da Primeira Divisão Cearense.” A não subida vista pelo Maracanã “O estádio era do Uniclinic, mas a torcida do Maracanã foi quem ocupou cada canto do estádio, em busca do tão sonhado acesso, que algum tempo vem batendo na trave, mas nem o apoio da torcida foi suficiente para fazer o Maracanã subir, o Uniclinic aproveitou uma cobrança de escanteio, aos 15 minutos da

etapa inicial, e William, de cabeça, mandou para as redes. No entanto, a torcida do Maracanã ainda seguia na festa, já que o time ainda conquistava o acesso, pois o Crateús estava empatando em casa, já no segundo tempo, a torcida se empolgou ainda mais, quando o Juazeiro abriu o placar no Juvenal Melo, mesmo assim, o Maracanã ainda foi em busca do empate, para não depender do resultado. O Uniclinic que aparentemente não queria nada foi valente e segurou o resultado, enquanto isso, o Crateús empatou colocando pressão no Maracanã, que ainda se classificava, mas pouco depois, o Crateús conseguiu a virada, o Maracanã não conquistou o empate e acabou não conseguindo o acesso para à elite cearense pelo saldo de gols menor que a equipe do Crateús. No fim do jogo, protesto da torcida do Maracanã que vê mais uma vez seu time bater na trave. A historia que correu durante a semana em que o Uniclinic iria entregar o jogo não aconteceu e o Maracanã caiu no fundo do balde. Os da degola A descida era assunto de três times, Caucaia, Tauá e Arsenal, a maior dificuldade era sem duvida para o Tauá que teria de ganhar e esperar que os outros dois não tivessem essa sorte, além que ao vencer tiraria provavelmente o titulo do seu adversário o Trairiense que queria fazer a festa em casa.

D e f a t o o Ta u á a c a b o u despromovido, mas não sem antes lutar até ao final. O caso é que a descida não se deve ao ultimo jogo, mas sim a um conjunto de acontecimentos ao longo do torneio e assim o Tauá segue para os infernos da terceira divisão. O segundo rebaixado foi o Caucaia, depois de estar em vantagem acabou por despencar “com violência” na terceira divisão, a derrota com o Pacatuba, time que por muito tempo ocupou o lugar da “lanterna” da competição, nesta tarde de final de Maio o Pacatuba teve personalidade e o Caucaia mostrou que a falta de planejamento termina inevitavelmente em catástrofe e o ultimo lugar na competição confirma exatamente isso. Nós vimos o Caucaia no primeiro jogo da época, jogando contra o Trairiense, e desde logo ficamos com a idéia que o Caucaia dificilmente teria um futuro risonho, no final veio a confirmação, o bilhete para a terceira divisão está marcado. Já o Arsenal resolveu o seu problema com quatro gols sem resposta deixando assim a lanterna onde estava para a salvação e permanência na segunda divisão. Para o ano pode ser que as coisas melhorem, ou não. E pronto, foi assim que terminou o campeonato cearense da segunda divisão, um torneio que mostrou que o futebol cearense é muito competitivo e emotivo, mas essa competitividade se revela por baixo, e a emoção superando totalmente a organização e competência de quem tem responsabilidade de comandar os times, além de que as condições encontradas por todos os que tiveram contato com este torneio deixam muito a desejar mesmo, desde os times ao publico, passando por imprensa, segurança, assistência médica e tudo o mais que se possa imaginar, o que esperar para o ano que vem e para outros torneios realizados nestas condições? Por certo que nada de bom e tudo isto no país da Copa do Mundo...pro ano há mais... Trairiense é campeão e sobe para a 1ª divisão com o Crateús, descem para a terceira divisão Tauá e Caucaia. Ligue-ce com Tomé Gomes


10 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 11

POLÍTICA ESPORTIVA

Foto: Nilsinho Santiago/ Angela Abreu

Programa Esporte e Lazer da Cidade inicia atividades em Maranguape

Envolver toda comunidade de todas as faixas etárias, inclusive pessoas com deficiências físicas em atividades esportivas e culturais. Este é o objetivo do Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC), do Ministério dos Esportes, que será realizado em parceria com a Prefeitura de Maranguape em dois núcleos: Sede e Distrito de Umarizeiras e um subnúcleo em Lajes. Nesta terça-feira, a Prefeitura

de Maranguape, através da FITEC, realizou a formação de 25 agentes sociais, dos quais 12 serão selecionados para atuar nos núcleos. A partir do dia 2 de maio, os agentes farão a inscrição dos interessados em participar das atividades como capoeira, futebol, jogos populares, sessões de cinema, dança, entre outras. O vereador Eliziário ressaltou a importância do projeto, para ele “Essa é mais uma oportunidade para

despertar os jovens para o esporte e oferecer cultura afastando-os do mundo das drogas”. O secretário de Educação de Maranguape, Gilvan Paiva, falou do esforço do prefeito George Valentim, em trazer para o município grandes projetos que ofereçam oportunidades de democratizar o acesso a cultura e ao esporte. Ele citou o Programa Segundo Tempo e o Mais Educação. “O PELC c o n s e g u e a l g o extraordinário, que é trazer para a comunidade a busca de possíveis espaços para a construção do lazer”, explicou. Para o presidente da FITEC, Adriano Teixeira explicou que o PELC não é esporte por competição, mas por lazer e tem também um papel social fundamental que é o de integrar a comunidade: “Queremos envolver desde os filhos aos pais, toda a família, fazer com que as pessoas se conheçam e convivam melhor. Vamos

ocupar os espaços da cidade como muito esporte e lazer”. O formador do Ministério do Esporte, Evilásio Martins, repassará durante estes quatro dias todo o conteúdo necessário que servirá de orientação para o processo de formação desses agentes e coordenadores do PELC. Saiba mais: Os núcleos do PELC devem atender no total 800 pessoas em média. Em Umarizeiras, as atividades serão realizadas na Praça do Distrito, quadra esportiva e campo de futebol. Já na Sede, as opções são o Estádio Moraisão, a Escola de Tempo Integral Renato Mota e na Praça do Cruzeiro. No dia 6 de maio haverá o lançamento do PELC no Núcleo Umarizeiras/ Lages, na Praça da Umarizeiras, a partir das 15hs. E no dia 07, será o lançamento do PELC do bairro Outra Banda, na Praça do Cruzeiro, a partir das 8hs. Luiza Amorim Fonte: site do município

Secretaria do Esporte realiza curso de Capacitação em Metodologia do Ensino das Lutas na Educação Física Escolar Curso de Capacitação será realizado através em parceria com a Federação Cearense de Karatê Esportivo. A Secretaria do Esporte, em parceria com a Federação Cearense de Karatê Esportivo, realizará o Curso de Capacitação em Metodologia do Ensino das Lutas na Educação Física Escolar nos próximos dias 13 a 15, e 28 e 29 de maio, em Fortaleza. O objetivo do curso é capacitar e atualizar os profissionais, além de a p r i m o r a r s e u s conhecimentos e técnicas relacionadas à Metodologia do Ensino das Lutas na

Educação Física Escolar. O conteúdo das lutas é um tema que deve ser exposto nas escolas e faculdades de Educação Física para os alunos. Diversos outros assuntos ligados à sociedade podem ser extraídos das artes marciais, como a questão da violência nos centros urbanos, brigas e os enfrentamentos de torcidas organizadas, formação de gangues, que, muitas vezes,

se apropriam de gestos das lutas para causar confusões, etc. As inscrições já estão abertas e poderão ser feitas até o dia 9 de maio através do site da Sesporte. Para as inscrições presenciais o candidato deverá se dirigir a Secretaria do Esporte do Ceará, no Estádio Plácido Aderaldo Castelo, na Av. Alberto Craveiro, 2901 – Castelão, das 9 às 12hs ou

das 14 até às 16hs. O candidato deverá apresentar a carteira de identidade, comprovante de residência, comprovante de escolaridade e o comprovante que exerce atividade como professor (a) de lutas. Mais informações: Isaac Araújo Assessoria de Comunicação da Secretaria do Esporte do Estado (85) 3101-4415


12 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011

NONÁZIO HOLANDA

SEGUNDO TEMPO

No dia 7 de abril de 2011 às 15h00min horas na Escola Zilda de Barros (Lajes) foi entregue pelo excelentíssimo Prefeito de Maranguape George Lopes Valentim, os kits de materiais esportivos do programa Segundo Tempo dos 20 núcleos de Maranguape. A Escola Zilda de Barros na pessoa do Diretor Marcos Dantas, o coordenador do Projeto Mais Educação Emerson Lemos, Juntamente com os demais funcionários, recepcionaram todos os núcleos com alegria entusiasmo e braços abertos, representando assim todas as escolas beneficiadas pelo Programa Segundo Tempo. A solenidade teve a presença do

Secretário de Educação Gilvan Paiva no qual foi um dos que lutou pela vinda do programa ao município, Gildásio Andrade (gerente do núcleo de gestão escolar) Elizane Umbelino e Eduardo Gurgel (chefes de gabinete) e os diretores Fernando Bessa (José Fernandes Vieira), Marcos Dantas (Zilda de Barros) no qual receberam das Mãos do Prefeito e do Secretário de Educação os kits esportivos representando assim todas as escolas beneficiadas. Tivemos a cobertura do JORNAL O ESPORTE, TV DA Gente (canal 36) FM 106,3 (Edmilson Barros) e de todos os representantes do PST,

Foto: Fabiana Pinheiro

Entrega oficial dos materiais do programa segundo tempo em Lajes (Zilda de Barros)

como os coordenadores de Núcleos, Monitores de Esportes e Atividades Complementares e parabenizando também a todos os componentes da coordenação Geral do PST e

em especial ao Coordenador Pedagógico CRISTIANO MACÊDO pelo excelente serviço prestado ao PST do município de Maranguape. Nonázio Holanda

Segundo Tempo de Maranguape (Fernandes Vieira)

A Escola José Fernandes Vieira realizou a Abertura Oficial do Programa Segundo Tempo do núcleo III no dia 11de Março de 2011. Como de se esperar foi um evento que reuniu mais de 570 pessoas entre alunos, funcionários, pais e comunidade. Foi organizada uma minimaratona para os alunos da escola como uma pequena amostra do poderio do Programa Segundo Tempo. Todos que

vivenciaram de perto ficaram encantados com a organização e magnitude do evento, sem esquecer de relatar a euforia e entusiasmos dos alunos e de seus pais torcendo por seus filhos na corrida. O Programa Segundo Tempo vem contribuindo com crianças, adolescentes e famílias com vulnerabilidade social. Esse Programa social

bem planejado tem como resultado o que se conhece como conceito da prática esportiva dentro da filosofia do esporte educacional, o qual engloba o acompanhamento e s c o l a r, f a m i l i a r, alimentar, saúde, arte e cultura, visando um funcionamento eficiente e alegre em sua comunidade. O esporte educacional contribui para a formação cidadã dos alunos e lhes possibilita a construção de conhecimentos, sendo um fator importante para sua emancipação social contribuindo para sua auto – estima na construção de sua vida e lado profissional. O trabalho que estar sendo desenvolvido tem uma extrema importância a Escola José Fernandes Vieira, tendo em vista que contamos com todo apoio do diretor Fernando Bessa, Coordenadora Maristela Mesquita e Shérida . Seus 100

beneficiados já estão devidamente uniformizados, lanchando, e com muita motivação nas atividades do Programa. A ociosidade nos horários de contra - turnos, foram supridos por esporte, carinho, amizade e sonhos a conquistar, se evadindo das drogas e das gangues que rodeiam a comunidade. Cada modalidade tem um monitor capacitado, onde o participante do programa deverá estar estudando, sendo realizadas atividades recreativas, de flexibilidade, força e resistência, aspecto físico – psíquico (coordenação motora, relaxamento e psicossociais (disciplinas, domínio de si, respeito às regras e aos c o m p a n h e i r o s , relacionamento em grupo, auto-estima e autoconfiança). Coord. Geral do Núcleo: Esp. Nonázio Holanda CREF: 005614-G/CE Monitor de Esporte: Adriano Lopes Pedagogo: Ramon alves


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 13

CONVIDADOS

AVENTURAS

Foto: Suely Moraes

Selva Paintball explosão de adrenalina em Maranguape

No dia 23 de abril foi realizado o “Dia do Combate ao Terror” no Balneário Club de Serra,

localizado na Serra da Pirapora, Maranguape / CE. Evento este que promoveu um

momento de lazer para os praticantes de paintball em um cenário novo cheio de obstáculos, bem como a interação entre jogadores de Maranguape e de Fortaleza. Destacamos a participação do grupo Fat Boy Paintball (Fortaleza), que vieram participar do game, sendo desafiados pelos nossos jogadores locais. O salão de festa do balneário foi o palco para os momentos de ação e de pura adrenalina, pois um time ficou no domínio do salão enquanto o objetivo do outro time era invadir e conquistar a base terrorista. O Selva Paintball, foi inaugurado no dia 15 de

janeiro de 2011, e já foram realizadas mais de 1.000 partidas desde então. O “Dia do Combate ao Terror” foi o nosso primeiro evento, que buscou, além de divulgar o esporte em nossa cidade, ajudar os moradores do balneário através de doações. Ressaltamos que no dia 08 de março, foi realizado o game “Panteras na Selva” em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, com a participação de 10 mulheres mostrando sua garra, força e determinação. Não perca mais tempo e nem arranje mais desculpa para você se divertir e sentir essa explosão de adrenalina. Chame seus amigos e marque seu game, acesse o site www.selvapaintball.com.br.

Travessia ponta-a-ponta da Serra de Maranguape: 10 anos de aventura e consciência ecológica Ecoturismo na Páscoa: Três dias de caminhada pelas mais belas trilhas ecológicas da Serra de Maranguape. Por: Ednaldo Vieira do Nascimento e Nonázio Holanda, ambos educadores físicos e ambientalistas. Única caminhada de longo percurso do ecoturismo cearense que chega a marca de dez anos de atividade, a travessia ponta-a-ponta da serra de Maranguape é realizada sempre na Páscoa, a cada dois anos, teve início em 2001. Com o desafio de construir uma travessia verdadeira da serra (pois que antes chamavam travessia subir a serra pela

trilha da pedra rajada, do lado da pousada Encanto da Serra e descer pela Pirapora), inovamos com a criação de uma travessia original, percorrendo toda a serra de Maranguape no sentido Norte/Sul, numa distância média de vinte quilômetros, durante três dias de caminhadas pelas mais belas trilhas ecológicas da Área de Proteção Ambiental da Serra de Maranguape. O grande diferencial da travessia ponta-a-ponta da serra de Maranguape é a experiência dos organizadores e colaboradores, oferecendo uma atividade esportiva de qualidade por preço acessível, com segurança e atratividades culturais e ecológicas. O Grande objetivo da travessia,

além de desafiar seus participantes a caminharem um, dois ou três dias por um percurso belo, porém exaustivo é também fazer um mapeamento do estado de conservação e degradação ambiental da Serra de Maranguape, quando é elaborado um relatório deste quadro e encaminhado para as autoridades ambientais e imprensa. Integrando ações da Sociedade Civil, do Poder Público e da Iniciativa Privada e órgão da impressa, a travessia chega a sua primeira década de atividades com a organização

da Fundação Mata Atlântica Cearense e apoio de parceiros estratégicos tais como: a Prefeitura de Maranguape, através da Fundação Viva Maranguape de Turismo, Esporte e Cultura, a TV O Povo, TV Diário, Jornal O Esporte e a Empresa Britacet. Nestes dez anos de atividade foi lançado um livro digital contando a história completa da travessia. Solicite seu exemplar pelo e-mail: mataatlantica.ce@hotmail.com. Escolas e Prefeituras podem também solicitar palestras para relatarmos esta experiência para incentivar outras iniciativas de ecoturismo e de turismo cultural e ecológico na nossa cidade e região.


14 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011

JAIRO FAÇANHA

ONDE ESTÁ O ESTÁDIO?

Tal como havíamos referido nas partes I e II desta pesquisa sobre a construção do Moraisão, estádio municipal de Maranguape, as historias são tantas que seria impossível reduzir em apenas uma edição a alma de um Estádio que nasceu com dificuldades e vive sem se conseguir livrar delas, era, portanto, necessário, depois de ouvirmos os políticos que na época e ainda hoje pelejam entre si pelos louros de uma obra inacabada, ouvir aquele que realmente foi um dos grandes impulsionadores do projeto Moraisão, Jairo Façanha, sem motivações que não fossem as de conseguir uma mais valia para Maranguape, ele é a incorporação de um tempo que passou e que deixou na historia um aprendizado para os que vieram a seguir. Infelizmente esse aprendizado ainda não foi incorporado na mentalidade de quem dirige os destinos maranguapenses. E esse capítulo, que conta nosso entrevistado, teve que ser dividido em duas edições. Metade você confere agora e o resto vem a seguir na próxima edição que sai no mês de abril. Estádio Já: A Campanha Rumo ao Moraisão Um resultado de muitos sonhos... À hora era madrugada, o mês junho e o ano 1997 quando a idéia do Moraisão, do jeito que ele surgiu para nós, nasceu apenas meia hora depois da idéia de se criar “O Maranguape Futebol Clube”. Como ter um clube profissional sem um campo que lhe sirva de apoio? Era a pergunta que cabia naquela hora. O despertar de ambas foi uma edição especial da revista “placar” de maio de 1997, feita para mostrar os 500 clubes do Brasil. Nessa revista havia muitos clubes com as cores de suas camisas verde e branca lembrando o Maranguape das antigas. Lembro que... Talvez um sentimento de inveja... De vazio... Não sei. Os objetivos... Juntar um clube profissional e uma praça esportiva dotada de um mínimo de estrutura para jogos do campeonato cearense; favorecer a formação e o desenvolvimento de talentos locais; e transformar o município num centro fornecedor de jovens valores para o futebol. Uma história de muitos nomes... Ainda na manhã seguinte, eu, Antônio Cavalcante (Pé de Gama), Gilvan Morais, Emanuel de Paula (atual presidente do Maranguape) e

Foto: Site Oficial

Onde está o Estádio – Parte III

Raimundo Inácio da Silva (saudades) nos reunimos para listar aqueles que poderiam engrossar o sonho recriado da nossa praça esportiva. O nome Moraisão... O nome do estádio municipal de Maranguape vem de um projeto de lei de autoria do vereador Irmão Neto que o denomina de Francisco Cardoso de Morais. O aumentativo Moraisão veio naturalmente. O projeto é bem anterior ao início das obras do estádio. Os primeiros frutos aparecem... Os primeiros frutos não tardaram a aparecer. Já em 15 de setembro de 1997 foi criado, no andar superior do Espaço Cultural Pedro Gomes de Matos, o Conselho Comunitário de Apoio à Construção do Estádio Municipal, em outubro do mesmo ano foram iniciadas as obras para o estádio e em 17 de novembro (dia do município), também do mesmo ano, nasceu, no mesmo lugar, o Maranguape Futebol Clube - MFC, que logo virou um dos afiliados da Federação Cearense de Futebol para as disputas da recém criada segunda divisão, versão 1998. A campanha: Estádio Já... Com o nome de Estádio Já, a campanha caiu nas ruas. “Já” e não um dia, como sempre havíamos escutado por ai desde os tempos das peladas nos campos do Nilo, da Cadeia, do Silvão (hoje AABB), da Rampa de lixo (Moraisão), da Prefeitura, do Parque Iracema (Albaniza Sarasate), da exposição (Rodoviária), Do Niel (em frente ao C.S.A.), da Preguiça, do colégio Santa Rita, do Posto Esso

(depósito Santa Edwirgens), do Parque (calçadão da Secretaria de Educação). Nesses espaços, além do lazer sadio, ouvíamos sobre gente do futebol como de Jeremias Bezerra Luz, diretor que anunciava para todos com o som de seus foguetes, a vitória das equipes locais aos domingos e ficávamos maravilhados com as jogadas dos nossos artistas da bola como Roberto Sarugo, Maninho, Gilsinho, Leônidas, Narcélio (Outra Banda), Lailson e Cafuringa, para citar somente alguns da minha geração. Os conselheiros sonhadores... Jairo Façanha, Antônio de Assis Cavalcante (Pé de Gama), Zé Mauro Facundo, Adelaide Braga, Maria Dalina Cavalcante, Emanuel de O. Paula (Bocão), Antônio Guedes de Moura, Pedro J. Gonçalves da Silva (do som), Pedro G. de Matos Neto, Luciano Cidrack do V. Júnior, Sérgio Roberto (golinha), José Erivan Lessa, José Valdson C. Ferreira, João Alves do Nascimento, Flávio Ramos (saudades), Raimundo Inácio, José Maria Pires, Fernando Antônio C. Mota (Major), Raimundo Marcelo C. Silva e Eliomar Nunes Costa (Teta). Outros apoiadores... Além do pessoal do conselho e dos trabalhadores do estádio (Antônio vigia, Olávio, Seu Zé, Antônio, Elizeu, Marcelo e Zequinha), colaboraram com as obras do Moraisão, e com a criação e consolidação do Maranguape outros desportistas como: Gilvan Morais, Nelson Pereira, Pedro Prata, Joãozinho do Macário, Marcos Barbosa, Marta Cordeiro, John Kennedy, Luciana Machado, Socorro

Sousa, Érica Freire, Edmilson Barros, Tadeu Alves, Fm Maranguape (com diário Expresso Serrano), Samp Bérgamo (empréstimo de material de treino), Edson Martins (material publicitário), Horácio Marques (registros), Ricardo Barbosa (logomarca da campanha), Zezé Cordeiro, Braga (empresa São Paulo), Joseph (Expresso Novo Maranguape), Raimundo Nonato (prefeito), Airtinho (Mororó), para citar somente alguns. Elementos de campanha... Muitos foram os elementos usados na campanha do Moraisão objetivando a arrecadação de recursos financeiros e materiais com destaque para: venda de espaços publicitários na futura mureta interna e nas placas beira campo; venda de permanentes; venda de camisas e bonés; panfletos; jogos de futebol, realização de festas e bingos; prestação de serviços gratuitos (pedreiros e arrancadores de mato); e doações materiais e financeiras. Vale destacar a doação voluntária dos servidores da prefeitura municipal de cerca de sete mil reais. Resultados da fase primeira... Correção do terreno do campo em 1,50 metros de diferença entre os escanteios do lado do portão e aqueles situados para o campo do Remo. A correção consumiu 3.116 carradas de barro e 1.000 horas de máquinas de terraplenagem; 400 metros de mureta de proteção; 400 metros de alambrado; pintura dos muros exterior e interior; 02 vestiários; 05 linhas de dreno vivo (450 manilhas sobre areia e brita), 05 linhas de dreno morto (apenas areia grossa e brita); e 8.360 m² de área gramada (200 mil mudas). Certamente, muitos que conhecem um pouco desta história talvez estejam pensando que foi esquecido algo. Entretanto, esta história continua na próxima edição e pedimos para que aguarde para o restante da matéria. Contudo, se estivermos esquecido algum detalhe entre em contato conosco e ajude-nos a contar mais... Ligue-ce com Jairo Façanha


MARÇO/ABRIL DE 2011 | Jornal O ESPORTE | 15

Máquina do Esporte

ADMINISTRAÇÃO E MARKETING ESPORTIVO

Bilheterias crescem com novos playoffs do NBB RODRIGO CAPELO São Paulo - SP À medida que o Novo Basquete Brasil (NBB) avança, cresce a renda dos clubes com bilheterias. Essa afirmação, aparentemente, pareceria leviana caso a diferença entre os valores obtidos nas oitavas e quartas de final não fosse tão grande. Em 16 partidas disputadas nas oitavas de final do torneio, as oito equipes envolvidas geraram cerca de R$ 38 mil. O campeonato seguiu para as quartas de

final, quando outros oito clubes se confrontaram, e a renda com ingressos quase triplicou, para R$ 97 mil. Vale considerar que a nova fase teve a participação de Pinheiros/Sky, Flamengo, V i v o / F r a n c a e Uniceub/BRB/Brasília, times que disputaram o Interligas durante as oitavas de final e possuem tradição no basquete, mas nem todos influenciaram tanto na renda. As entradas não são cobradas pelo Pinheiros, fato que interfere no montante total

arrecadado pelos clubes. São José e Paulistano, que participaram das oitavas, contudo, também não

cobram. O NBB, de uma fase para a outra, tornou-se mais interessante para o público.

junto com Luis Maurette, o fechamento de contrato com a Fifa teve participação do diretor de marketing da entidade, Thierry Weil, e o presidente da CBF e do comitê brasileiro da Copa do Mundo, Ricardo Teixeira. A princípio, a primeira ação que será feita pela companhia de seguros é o lançamento de um site específico para a Copa do Mundo, que será colocado no ar já nesta quinta-feira.

No Brasil, a Liberty Seguros consegue com a Copa do Mundo dar uma resposta a um de seus maiores concorrentes, o Bradesco. A instituição financeira nacional fechou a cota de seguradoras para os Jogos Olímpicos de 2016, que também acontecerão no Brasil. A empresa investiu R$ 570 milhões para ficar com duas cotas; o segmento bancário também está incluído.

Liberty Seguros fecha patrocínio à Copa de 2014

A Liberty Seguros assinou na última quarta-feira um acordo com a Fifa para ser mais um patrocinador nacional da Copa do Mundo de 2014 e da Copa das Confederações de 2013. Em declaração ao jornal “Valor Econômico”, o presidente da empresa no Brasil, Luis Maurette afirmou que a intenção é tornar a marca mais conhecida no país. Atualmente, o braço da americana Liberty Mutual no Brasil mantém o posto de quinto lugar entre as seguradas de veículos no país, com um faturamento de R$ 1,9 milhão. “Temos crescido, incorporado novos

negócios, mas a marca ainda é pouco conhecida da população em geral”, afirmou Maurette, ressaltando o peso do futebol para o país. Além da divulgação geral da marca para a população brasileira, a Liberty mira o patrocínio à Copa do Mundo como uma maneira de diversificar os negócios da empresa e sair do foco de seguros para veículos. Entram nessa conta seguros empresariais, por exemplo. A meta é diminuir de 80% para 60% a participação do seguro automotivo no faturamento da companhia. Na sede da Liberty no Brasil,

Esse é o primeiro grande investimento da Liberty Seguros no esporte. Mundialmente, a marca já esteve envolvida em acordos com a federação espanhola de automobilismo, mas o mais significativo até o momento era a sua participação no ciclismo português.

Com a Liberty, a Fifa oficializa seu quarto patrocinador local para a Copa do Mundo. Além da seguradora, Nescau, Itaú e Abril fecharam com a entidade. Entre os patrocinadores do evento, há mais duas marcas brasileiras: a Oi e a AB ImBev, que usa a Brahma no país e a Budweiser mundialmente.


16 - Jornal O ESPORTE | MARÇO/ABRIL DE 2011

Classificados Serviços, Clubes e Academias ADM - Esporte Natação, Hidroginástica e Ginástica Localizada Rua Cel Antonio Botelho, 347 Informações: 85 8870.4428 ADM - Esporte Musculação Rua Cel Antonio Botelho, 347 85 8511.8926 ADM - Esporte Jiu-Jitsu, Karatê e Kung Fu Rua Cel Antonio Botelho, 347

AABB Associação Atlética Banco do Brasil

Nossas Escolinhas: Vôlei - Profº Wescley Azevedo Natação - Carlos Sandy (Zezinho) Futebol - Profº Paulo Sérgio Jr. Preços acessíveis para sócios e não-sócios

Informações: 85 3341.0433 AABB Associação Atlética Banco do Brasil

Hidroginástica Professor Paulo Sérgio Jr Preços acessíveis para sócios e não-sócios

Informações: 85 3341.0433

Distribuição do Jornal

Anúncios no Jornal Jornal O ESPORTE Patrocínio da capa Patrocínio de contra-capa Patrocínio inteiro Patrocínio de Página inteira Patrocínio de Meia/página

O Jornal O ESPORTE é distribuído em todo o Estado do Ceará e em Maranguape através da Nacional Gás. Mais de 200 endereços recebem, gratuitamente, nosso Jornal pelos serviços de correios.

Classificados do Jornal Você pode também distribuir o folheto de sua empresa e divulgar. Anuncie aqui e agregue valor a sua marca

Você também pode receber o jornal pelo correio. Envie a mensagem “Eu quero receber o jornal” com seu endereço e nome completo para o e-mail:

jornaloesporte@gmail.com

jornaloesporte@gmail.com

http://pousadamaranguape.blogspot.com

Conforto Colonial no Coração de Maranguape Reservas pelos telefones: (85) 3341.1210 e (85) 9142.4000 Palavra amiga Esta palavra amiga que sai na 12ed, é escrita mesmo antes da 11ed do jornal ir à rua e esta antecipação resume o anseio de insistir em falar em felicidade. Isso acontece por acreditar ser este sentimento o objetivo de todo ser humano em todas as partes do planeta. Misturo aqui pensamentos do Livro “Paradigmas da Loucura” de Odailson da Silva, amigo, confidente, conterrâneo e “filho de Deus” de raro valor, daqueles que deixam marcas por onde passam e transformam tudo que tocam, em algo melhor. ”A vida é um eterno ato de encontro, embora haja tantos desencontros.” Realmente parece que para nos encontrarmos nesta vida tenha que haver um grande desencontro com nós mesmo, um momento em que nossos valores sejam postos a prova, que nossa personalidade seja posta a prova e que nós sejamos postos a prova. De maneira tal que só quando, e

Apoio da mídia:

apenas quando percamos tudo o que nos faz feliz, conseguimos entender do que realmente depende nossa felicidade. Nietzsche afirmou em bom tom: “Torna-te o que tu és”. Não lutar contra o imutável, pois isso é lutar contra a própria vida em vez de aceitá-la. E isso é afirmar que devemos viver nossa própria essência, do contrário não seremos pleno na vida. Em muitos momentos poderemos perder o “chão que pisamos”, e nestes momentos sentimentos contrários ao da felicidade poderão vir a tona. São alguns deles: o de angústia, desprezo e inferioridade, trazendo sérias conseqüências como a depressão. Isso muitas vezes traz sérias conseqüências na vida pessoal, principalmente profissional. No entanto, muitos conseguem nestes momentos difíceis tirar o melhor que são capazes, no campo artístico, musical, etc... “Homens tornam-se

loucos por orgulho, mulheres por ciúme e as moças por amor”. “É claro que todas as paixões desregradas são produzidas por mim. Pois toda a diferença entre um louco e um sábio é que o primeiro obedece a suas paixões e o segundo a sua razão. No entanto, são essas paixões que servem de guia aos que seguem com ardor o caminho da sabedoria; são elas que os estimulam a cumprir os deveres da virtude, inspirando-lhes o pensamento e o desejo de fazer o bem. Um sábio sem paixões não seria mais um homem, seria uma espécie de Deus, ou melhor, um ser imaginário que jamais existiu e jamais existirá, um ídolo estúpido, desprovido de todo sentimento humano e tão insensível quanto o mármore mais duro.” “Um mal não é um mal para quem não o sente. Que te importa se todos te vaiam se tu mesmo te aplaudes.” Os dois parágrafos acima se

completam para explicar a angústia de um poeta ao não vender seus livros, ou de um pintor à suas pinturas, ou mesmo de um maratonista ao perder o movimento das pernas. Sobretudo, queria deixar uma grande mensagem. A de que a vida será sempre maravilhosa, mesmo nos seus momentos mais difíceis, pois em todos os momentos nossa emoção estará trabalhando em sua busca de resolver todos os conflitos. Em algumas situações acertaremos, em outras erraremos, mas sempre estaremos buscando a solução. E nossa mente será incessante nesta incansável e implacável busca. E é por tudo isso meu caro leitor, que eu o aclamo para viver cada momento sabendo que em algum instante resolveremos todos os conflitos sendo cada vez melhores e por fim, felizes. Felicidades à todos!!! Carlos Lopes

Jornal O Esporte - 12a ed - Mar/Abr  
Jornal O Esporte - 12a ed - Mar/Abr  

Jornal O Esporte - O jornal de todos os esportes. Esporte amador, política e administração do esporte.

Advertisement