Page 1

Locomotiva Puxando o assunto, trazendo o debate, levando informação 23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição Gratuita

População do Buraco do Sapo

pede socorro

|Pág. 3

Adutora da Sabesp rompe em Caieiras

Fogo castiga Parque do Juquery

Causado por balão, incêndio no final de semana durou quase 48 horas|Pág4

Acidente deixou Franco, Morato e Caieras sem água| Pág 5

Solidariedade

Campanha de arrecadação organizada pela internet entregou 700 cobertores em entidades e bairros carentes|Pág6


2

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

NOS TRILHOS Falta de proteção Já está ficando comum carros caírem nos córregos centrais por falta de muretas de proteção. Acontece com freqüência na Giovani Rinaldi e agora também na Basilio Fazzi. Alô, prefeitura!

de ideias e projetos para a cidade. O governador Geraldo Alckmin esteve em Caieiras no dia 22, para assinar a autorização da obra da estação de tratamento de esgoto. Do outro lado O anfitrião era Roberto Hamamoto. Candidato à reeleição ano que vem, Hamamoto deve enfrentar Névio Dártora, que tem o apoio e a dedicação do franco-rochense.

Sem bota fora Franco da Rocha não tem onde jogar o seu lixo e nem os seus entulhos. O lixo é levado para Gregos e troianos o lixão de Caieiras, A visita do governador que é particular. E o entulho,vai para onde? forçou o prefeito Márcio a dividir o mesmo palanque Boca maldita com seu desafeto Fechou o Senadinho Widerson Anzelotti, da Sete de Setembro, o secretário do Fumefi. antigo “Pão de Queijo”. O deputado O fim de espaço Márcio certamente democrático, que não gostou de ouvir o integrava situação e governador se referir oposição. Fará falta. a Widerson como “deputado”. O curto Rede social mandato dele na O debate acaba acontecendo nas redes Assembleia no início do sociais, notadamente ano foi motivo de chacota o Facebook, que anda por parte do grupo de Márcio. bombando. Mas não atinge grande parte da O prefeito? cidade. Widerson não deixou por menos e aventou Câmara a possibilidade de se Municipal O espaço democrático candidatar a prefeito no ano que vem pelo PSDB, por excelência, causando urticárias no a Câmara de presidente da Câmara, Vereadores, que se encontra em recesso, Toninho Lopes, e outros não anda contribuindo integrantes da comitiva do (atual) prefeito. muito com o debate

Expediente Locomotiva é uma publicação quinzenal da Editora Havana Ltda. ME. Circula em Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, Mairiporã e região. E-mail: jornallocomotiva@gmail.com Tiragem: 10 mil exemplares Editor: Ricardo Barreto Ferreira Filho

Reportagem: Fernanda de Sá Colaboradora: Adriana Mendes Projeto gráfico: Feberti Diagramação: Vinícius Poço de Toledo Todos os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião do jornal.

A

Locomotiva

EDITORIAL

pesar de não gostarmos do apelido “África Paulista”, alguns lugares de Franco da Rocha nos fazem perceber o quanto ainda precisamos avançar. Ao olharmos para as ruas do chamado “Buraco do Sapo”, temos a impressão de que por ali o tempo não passa, que o progresso nunca chega. Em pleno Es� tado de São Paulo convivemos com uma realidade de sertão nordestino, onde crianças estão subnutridas e pais tem medo de reclamar. Porque nem mes� mo sabem que têm direito a ter direito. Talvez a culpa também seja nossa. Porque reclamamos apenas do que pensamos que nos afeta diretamente.

VOCÊ SABE? VOCÊ CONHECE?

A Vigilância Sanitária é um órgão das secretarias de saúde de cada cidade, que busca prevenir riscos à saúde e intervir nos problemas sanitários que podem ocorrer em indústrias, estabelecimentos comerciais como supermercados, bares e restaurantes, laboratórios e clínicas médicas e odontológicas É um órgão que controla e cria normas. Seu objetivo principal, no entanto, é a prevenção, auxiliando os estabelecimentos comerciais e dando a eles noções gerais de higiene e

Não que seja errado querer saúde, educação ou segurança. Mas, para termos dignidade, não podemos convi� ver com tamanha falta de quase tudo. Viadutos, estações e passarelas são obras absolutamente necessárias. Mas as pesso� as devem estar em primeiro lugar, tanto para quem vota quanto para quem quer ser votado. Tirar o esgoto do quintal de algumas crianças pode não trazer noto� riedade. Mas isso não deveria importar. Uma boa ideia era pedir para a Sabesp. Quem sabe a empresa não aproveita para fazer esse pequeno serviço para compen� sar anos de cobrança de tratamento de esgoto sem oferecer o serviço, abertura de comportas e rompimentos de adutora?

Vigilância Sanitária

qualidade da produção. Possui caráter preventivo. A punição deve ocorrer apenas após esta orientação, a partir do momento que, mesmo informado pelos agentes, o comerciante ou produtor ainda utilize práticas que coloquem em risco a saúde da população. Para que a Vigilância Sanitária tenha uma atuação mais pedagógica que punitiva, três atores devem ser diretamente envolvidos: os gestores e agentes, os produtores e a população em geral.

A população também deve compreender o papel da Vigilância Sanitária de busca de garantia de qualidade dos produtos comercializados, mas também deve denunciar práticas que não são permitidas pela lei, como a venda de produtos fracionados por supermercados. Em Franco da Rocha, a Vigilância Sanitária fica na Avenida dos Coqueiros, nº 20, no Centro, em frente ao Russi. O telefone é o 4444-5550.


Locomotiva

3

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

Buraco do Sapo é terra de ninguém Denúncia - População, carente reclama e que os políticos só aparecem em época de eleição

Um lugar que precisa de quase tudo. Assim é o chamado “Buraco do Sapo”, localizado no bairro do Monte Verde. As casas empilhadas umas nas outras estão expostas ao lado de um “rio” de esgoto a céu aberto. De acordo com Jurandir Lopes de Oliveira, o Bisa, uma espécie de coordenador do local, no Buraco do Sapo tudo é urgente. “Não temos nada, e a população é tão carente que já pensa que não tem direito de reclamar. Mas eu tento explicar que a gente também vota e não tem porque ter medo de cobrar das autoridades”, lamenta. “A gente sonha com um campinho no lugar do esgoto”, explica Robson Santos Oliveira, outro morador. As crianças aqui brincam do lado daquele cheiro horrível e sempre ficam doentes, principalmente a pele, cheia de manchas”, conta.

Tentando se organizar, os moradores começam uma tímida manifestação. As reivindicações são muitas, além da rede de esgoto, também pedem um escadão e asfalto. “Não queremos briga com o prefeito e nem com os vereadores, queremos atenção e um mínimo de respeito”, garante Bisa, que ainda reclama que os políticos só aparecem por lá em época de eleição. Durante a entrega de cobertores da campanha “Do Virtual para o Real”, uma fila enorme de moradores se formou. Os moradores não acreditavam que ganhariam algo. Muitos ficaram emocionados. Uma criança aparentando cerca de 10 anos se junta à equipe de reportagem para perguntar: ”Vocês vão limpar o rio prá gente poder brincar sem bicho por perto?”. Um sonho modesto demais para alguém nessa idade.

Jurandir Lopes, o Bisa: “não temos que ter medo de cobrar”

Róbson Santos: “a gente sonha com um espaço de lazer


4

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

Locomotiva

Parque Estadual do Juquery sofre com queimadas Desastre ambiental Parque sofreu novo incêndio, causado pela queda de um balão; tempo seco é um fator de risco

O Parque Estadual do Juquery mais uma vez sofreu com as queimadas. No último domingo, 17, grande parte da vegetação de cerrado virou cinzas. De acordo com informações de um funcionário “Mata Fogo” da Prefeitura, o fogo teria começado por consequência da queda de um sinalizador de balão e

proliferado devido ao clima seco dos últimos dias. Moradores das redondezas afirmam que o Corpo de Bombeiros foi chamado ainda durante a manhã, mas demorou muito para atender o chamado sob a alegação de que caminhões pipas teriam que vir de Guarulhos. O incêndio no Parque

Inaugurada nova sede do “Leões do Alice” A nova sede do Clube “Leões do Alice” foi inaugurada no último dia 15, sexta-feira, com a presença de mais de 150 pessoas entre amigos e colaboradores. Na ocasião o presidente do clube homenageou o artilheiro do campeonato com a entrega de uma chuteira. O presidente municipal do PT, Francisco Daniel Celeguim (Kiko) participou do evento e fez questão de parabenizar os atletas e diretores do clube.

começou às 11h da manhã do domingo e só foi controlado à 0h da segunda-feira (18). Bombeiros e muitos voluntários trabalharam no local. De acordo com a corporação, foram necessários mais de 20 homens para combater as chamas. Apesar de não ter feito vítimas, o incêndio prejudicou

as ricas fauna e flora do local. Em Caieiras, na segunda-feira, focos de incêndio atingiram grande parte da vegetação localizada nas encostas da Estrada do Ajuá, que liga o bairro de Laranjeiras ao Morro Grande. Esta foi a quinta queimada do mês na região.

Atletas da região participam dos Jogos Regionais de Pindamonhangaba

O franco-rochense Henrique Cardoso, o Perninha, conquistou 3 medalhas competindo por Caieiras

Atletas da região participaram, de 06 a 16 de julho, dos 55º Jogos Regionais de Pindamonhangaba e trouxeram medalhas. A melhor classificada da região foi a cidade de Caieiras, que ficou em 10º lugar, com 17 medalhas (3 de ouro, 6 de prata e 8 de bronze). Francisco Morato ficou em 16º lugar (2 de ouro, 11 de prata e 13 de bronze) e Franco da Rocha em 17º (2 de ouro, 7 de prata e 12 de bronze).


Locomotiva

5

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

Adutora da Sabesp rompe e alaga casas em Caieiras Falta d’água - Acidente deixou toda a região sem água na quinta-feira

Após o rompimento de uma adutora da Sabesp, água e lama invadiram casas na noite de quarta-feira (20), na Rua São Vicente, no bairro Jardim São Francisco, em Caieiras. Moradores afirmaram que, por volta das 19h30, ouviram um grande estouro antes da água invadir as casas. Houve pânico da população que viu uma casa ser completamente destruída na Rua São João. De acordo com a Sabesp, seis casas foram atingidas, mas ninguém ficou ferido.

Os moradores contabilizam 20 residências. O local do rompimento e algumas das residências que foram invadidas pela água estão interditados para perícia e seus moradores estão na casa de parentes e amigos. A assessoria de imprensa da empresa afirmou que ainda não foram detectadas as causas do acidente. Apesar da empresa garantir que as casas não correm perigo de desabamento, moradores contam que as casas estão cheias de rachaduras e

O acidente abriu uma cratera no Jardim São Francisco

com as paredes estufadas. Pamela Regina Fávero, moradora de uma das casas atingidas, ainda não contabilizou os prejuízos, mas diz que a Sabesp prometeu indenizá-los. “Eles pediram que a gente fizesse uma lista com todos os objetos de valor e depois vão calcular o quanto terão que

nos pagar”, conta. O prefeito da cidade, Dr. Roberto Hamamoto, falou por telefone com a presidente da Sabesp, Dilma Pena, e ficou tranquilizado com a garantia de que tudo será restabelecido com urgência, inclusive os bens materiais dos prejudicados.

Além de Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato sofreram interrupção no fornecimento de água na quinta-feira (21). Funcionários da Sabesp fizeram uma manobra para que o abastecimento voltasse na região enquanto o conserto não é finalizado.

Bebé apresenta balanço positivo de seu trabalho no primeiro semestre Vereador em primeiro mandato, Bebé mora na Vila Santista

Exercendo o primeiro mandato na Câmara Municipal, o vereador Bebé (PT) qualificou como “aprovado” o seu trabalho no primeiro semestre do ano de 2011. “Com a missão de mostrar ao cidadão que seu dever na democracia é votar, cobrar e participar e assim somar forças na solução dos problemas coletivos, entendendo que a participação da sociedade

Oportunidade única Mirante do Sol Inf: (11) 9272-8269 / (11) 2849-1007 Lígia Huete (CRECI: 99.239)

civil e o exercício da cidadania são conquistas importantes na construção da verdadeira democracia, o meu mandato é extensivo às bases”, garante Bebé. O vereador acredita que fez uma gestão responsável, e garante que sempre esteve presente à Câmara. A relevância dos projetos propostos foi considerada, de igual forma, bem como sua participação ativa nas comissões e votações

nominais, entre outras ações legislativas. Para o segundo semestre Bebé promete ações ainda maiores. “Temos muito a ser sacramentado. Ocorre que você faz um pedido, uma reivindicação e isso demora, pois tem o trâmite natural dos papéis. Creio que iniciarei um segundo semestre colhendo muitos frutos em forma de melhorias a serem compartilhadas com a comunidade que represento na Casa de Leis”, prevê o vereador.


6

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

Locomotiva

Campanha do Agasalho entrega cobertores Mobilização - arrecadação foi organizada na internet e ajudou centenas de pessoas

Associação “Valorizando a Vida” foi uma das que receberam os cobertores

Moradoras do Pretória recebem os cobertores

AQUI TEM

Depois de arrecadar mais de R$ 4 mil em uma campanha do agasalho iniciada na Internet, o grupo que organizou a iniciativa “Do Virtual para o Real” fez a entrega de cerca de 700 cobertores, no último sábado (16), em diversos bairros e entidades de Franco da Rocha e Caieiras. Moradores do Pretória, Monte Verde, Palmares, Mato Dentro e Jardim Luciana participaram da entrega e agradeceram o presente. Para Noemia Amaro Fernandes, Margarida Viana dos Santos e Marlene de Oliveira Santos, moradoras do Pretória, os cobertores chegaram em boa hora. “Aqui a gente não tem condições de nada e agora pelo menos vamos ficar quentinhos”, comemorou Noemia. A Associação Assistencial Valorizando a Vida, representada

pela psicóloga Elaina, foi o ponto de partida da ideia e recebeu 100 cobertores. A campanha “Do Real para o Virtual” foi a primeira ação filantrópica da região realizada a partir de um ato iniciado nas redes sociais. Em apenas um dia foram arrecadados cerca de R$ 4 mil em doações em dinheiro e dezenas de agasalhos. A ideia partiu da técnica em segurança no trabalho, Samanta Silva, moradora do Parque Vitória. Para Samanta, a entrega é tão importante quanto a arrecadação porque demonstra a transparência da ação. “Guardamos nota fiscal e procuramos entregar os cobertores e agasalhos pessoalmente. Assim, todo mundo que doou vai ter certeza que o dinheiro empregado foi gasto em benefício de quem realmente precisa”, completa.

Esta nova seção do Locomotiva é dedicada ao comércio de Franco da Rocha, o mais forte da região. Em cada edição, vamos mostrar um produto ou serviço que é prestado aqui, do lado de casa.

Mercado Carvalho: cresce junto com o Lago Azul Tudo começou com uma pequena portinha aberta pelo empresário Welinton Pedro Carvalho no bairro do Lago Azul. Vindo de Jarinu para distribuir ovos no local, Carvalho percebeu a carência de comércio no bairro e teve a ideia de abrir um pequeno mercadinho. Em pouco tempo o empresário conseguiu comprar um ponto no bairro e em apenas um ano e meio a portinha virou um prédio de três andares e o mercadinho foi transformado no Mercado Carvalho. O sonho agora é montar uma creche e um salão de festas. Empregando oito funcionários fixos e mais outros tantos que fazem bico durante os finais de semana, o Mercado Carvalho hoje tem de tudo. “A gente trabalha com hortifruti, açougue, padaria, perfumaria. As pessoas não precisam mais

ir até o centro para comprar as coisas de primeira necessidade e a população nos respeita e apoia por isso”, comemora. Para Carvalho, sua visão empreendedora só deu certo porque a situação do país ajudou. “Hoje as pessoas compram mais. Mesmo aqui, um bairro carente, todo mundo compra de tudo”, explica. Seu único medo é a falta de segurança. Mês passado sua esposa foi agredida por bandidos em um assalto. “Os moradores daqui não são o problema, eles até nos protegem. O nosso medo é gente que vem de fora”, completa.

Mercado Carvalho Avenida Arco-Íris, 1512 - Lago Azul Alto Franco da Rocha


Locomotiva

7

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

Aprovada criação da Macro da Mantiqueira

As principais cidades da macro estiveram representadas em Jundiaí

Jundiaí - Reunião na Câmara marcou a fundação

O PT Estadual aprovou, no Encontro de Sumaré, a criação da Macro da Mantiqueira. Franco da Rocha, Francisco Morato,

Caieiras e Mairiporã passam a integrá-la, junto com Jundiaí, Bragança Paulista, Atibaia, Amparo e outros municípios da região, se constituindo numa nova força política. Nesta terça feira, dia 19 de julho, aconteceu a primeira reunião, na Câmara

Municipal de Jundiaí, contando com a presença do prefeito de Várzea Paulista, o Professor Eduardo, o vereador Durval Orlato, de Jundiaí, os vereadores Anderson e Capá, de Francisco Morato, dentre outros. Ao todo, a região tem 24 mandatários do PT, sendo 3

prefeitos (Francisco Morato, Várzea Paulista e Amparo), 3 vices (Várzea, Atibaia e Piracaia), além de vereadores. Num clima solidário, ficou acertada a eleição da primeira coordenação, que será definida em reunião na cidade de Bragança Paulista, além da constituição

de 4 micros: Circuito das Águas, Região Bragantina, Região de Jundiaí e os municípios da Grande São Paulo. Franco da Rocha, junto com Francisco Morato, Caieiras e Mairiporã se inclui nesta último, sendo representada, neste momento, pelo Kiko, Miranda e Danilo.

Conselheiros Tutelares PSC recruta candidatos a vereador em Franco da Rocha tomam posse Fundado em maio de 1985, o Partido Social Cristão (PSC) surgiu como conseqüência da ousadia de brasileiros alicerçados nos ideais difundidos pelo cristianismo. Em 1990, cinco anos depois da reabertura política, o Partido Social Cristão recebia o registro definitivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assim nasceu o Partido Social Cristão, sustentado na Doutrina Social Cristã, inspirado nos valores e propósitos do Cristianismo, em busca de uma sociedade justa, solidária

e fraterna. O Cristianismo, mais do que uma religião, representa para o PSC um estado de espírito que não segrega, não exclui nem discrimina. Aceita a todos, independentemente de credo, cor, raça, ideologia, sexo, condição social, política, econômica ou financeira. O PSC foi criado para ser um partido diferente no cenário político brasileiro, que procura novos rumos para a nacionalidade, defendendo a conservação do meio ambiente, o desenvolvimento sustentável, o

bem-estar dos idosos e aposentados, a segurança no trânsito e os níveis estáveis de emprego. O objetivo é sempre proporcionar à população mais dignidade. Atualmente, o PSC consolida-se como força política autêntica, participando das principais questões nacionais para o aprimoramento das instituições. Se, você é simpatizante do PSC e tem intenções de ser candidato a vereador pela legenda nas próximas eleições, entre em contato pelo telefone n.º 4444-4688 falar com Edilson.

Os conselheiros tutelares de Franco da Rocha tomaram posse no último dia 12 de julho. Entre os conselheiros estão Elias Ramos Junior, João Gonçalves de Jesus, Juliana de Almeida Faria, Jislaine Bernardes Guberv e José

Carlos Roque dos Santos. Antes de tomarem posse de seus cargos, os conselheiros, eleitos democraticamente, fizeram curso de qualificação na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC).


8

23 de julho - sábado - nº26 - Distribuição gratuita

NOSSA GENTE

Locomotiva

Nesta seção vamos registrar as histórias, os “causos”, a vida dos homens e mulheres que fizeram e fazem, a cada dia, a nossa cidade.

Uma vida sobre rodas Uma menina de quase 18 anos é atropelada na saída da escola e tem a sua vida completamente transformada. O acidente que a levou para uma cadeira de rodas, entretanto, foi apenas mais uma oportunidade para Tatiana Rolim crescer como ser humano. Ela não desistiu. Amadureceu, estudou psicologia e resolveu passar a sua experiência para outros pelas páginas dos livros. Na faculdade, ela lutou para que fossem colocadas rampas para facilitar seu acesso às salas de aula. Morou sozinha por cinco anos e jamais permitiu que sua individualidade

fosse atingida. Também escritora, a psicóloga franco-rochense comemora a segunda edição do livro “Meu andar sobre rodas” (editora Scortecci). O livro é um relato emocionante e honesto sobre as principais dificuldades da rotina como paraplégica. A obra tornou-se peça de teatro numa universidade e segundo a autora já há contatos de cineastas para transformá-lo em filme. Dançarina, modelo e eleita em 2004 para conduzir a tocha olímpica dos Jogos de Atenas, ela se desdobra entre as tarefas de psicóloga, escritora e mãe

SOCIAIS

de uma menina de cinco meses. Também se reveza entre Franco da Rocha e Osasco. “Sempre fui muito determinada na vida, sempre sonhei muito em conquistar muitas coisas. Nunca desisti de nada”, diz. S egundo a f ranco-rochense, as principais dificuldades encontradas na cidade são aquelas relacionadas à acessibilidade, como falta de transporte público e profissionais preparados para atender esse público. “Ter sonegado seu direito de ir e vir é um grande problema, foi e continua sendo”, completa.

Nesta seção, traremos sempre as pessoas, lugares e eventos que brilham na vida social de nossa cidade e região.

Ricardo Gazzi em noite de autógrafos

Nova Sede Aniversariantes

Samara Gomes, 20 de julho

Willians Almeida,

21dejulho

Ana Paula Pereira,

21 de junho

Nathália Dártora,

23 de junho

O terapeuta e escritor Ricardo Gazzi lançou, em Franco da Rocha, seu novo livro “Evangelho de Jesus Cristo segundo o Terapeuta. No livro, o terapeuta apresenta Jesus Cristo não com um perfil religioso, mas amigo e acolhedor dos margina-

lizados pela religião. De acordo com autor, este evangelho não condiciona ninguém a uma vida de temor, ao contrário, permite que todos se sintam cativados pelo amor de uma mente racional, a ponto de se verem curados da solidão interior.


Jornal Locomotiva 26  

23 de Julho de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you